Aula 1 - Abertura Gestão da Qualidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 1 - Abertura Gestão da Qualidade"

Transcrição

1 Aula 1 - Abertura Gestão da Qualidade Jorge Muniz 2013

2 Agenda do Dia 1. Organização e o Conteúdo da Matéria 2. Referências 3. Método de Avaliação 4. Fundamentação Conceitual 2

3 Organização e Conteúdo 16/mai 5a. Jorge Informações Gerais, Conceitos 18/mai sab Jorge PNQ CASE - Dinâmica 21/mai 3a. Otavio Gestão da Qualidade Total e Modelos de Excelência 23/mai 5a. Lencioni Modelos Normalizados e Sistema de Gestão 28/mai 3a. Csaad Sistema de Gestão Integrado e Ambiental 04/jun 3a. Otavio Ferramentas da Qualidade 06/jun 5a. Fabrício Ferramentas da Qualidade 08/jun sáb. Marcela Controle Estatístico de Processo (CEP) 11/jun 3a. Marcela Controle Estatístico de Processo (CEP) 18/jun 3a. Jorge Trabalho 20/jun 5a. Jorge Trabalho 3

4 Aula 9 Operacional Estratégico Gerenciamento das Diretrizes Gerenciamento por Processos Gerenciamento da Rotina Histórico e Modelos de Gestão da Qualidade TQM Seis sigma ISO 9000 CEP PRINCIPIOS SISTEMAS FERRAMENTAS Custos da Qualidade SERVICOS Geral Especifico

5 Referências

6 Referências

7 Referências CARVALHO, M. M. e Paladini (2012) Gestão da Qualidade. São Paulo: Campus. CAMPOS, V. F. TQC - Controle da Qualidade Total no Estilo Japonês. São Paulo: INDG. OLIVEIRA, O. J. (Org) (2004) Gestão da Qualidade: Tópicos Avançados. São Paulo: Thomson Pioneira. SLACK, N. et al. (2002) Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 2 a. ed. CONTADOR, J. C. (Org.) (1997) Gestão de Operações. São Paulo: Edgard Blucher, 2 a. ed. Artigos: (SIMPOI-FGV) Artigos: (SIMPEP-UNESP/Bauru) Artigos: (ENEGEP) 7

8 Avaliação - Artigo 1. O título e o resumo representam o conteúdo do artigo? (Peso 1) 2. A introdução apresenta a formulação do problema de pesquisa, objetivo e a justificativa do trabalho? (Peso 1) 3. A revisão bibliográfica é atualizada e pertinente? (Peso 1) 4. O artigo demonstra adequação quanto aos métodos utilizados? (Peso 2) 5. Os resultados práticos obtidos são relevantes ou há viabilidade de obtê-los? (Peso 1) 6. As conclusões são apropriadas? (Peso 1) 7. O artigo apresenta redação clara, bem estruturada e corretamente adequada ao idioma? (Peso 2) 8. A formatação do artigo atende as normas estabelecidas para o evento? (Peso 1) 9. O artigo é original e contribui para o campo do conhecimento? (Peso 2) 8

9 Abono de Faltas 9

10 Sumário 1. Mudanças 2. Introdução 3. Evolução Histórica 4. Conceitos 5. Visão Estratégica 10

11

12 MODELO JAPONÊS 2. Gestao da Qualidade Jorge Muniz 2013

13 Sumario Panorama Geral da Qualidade Prêmios de Qualidade 13

14 14

15

16

17 Retrospectiva de Qualidade V Programa Zero defeito (Crosby, 1957) Recuperação da preocupação artesanal (customização em massa) ü Função Desdobramento da Qualidade - QFD (Akao, 1960) ü Projeto Robusto (Taguchi) Critério Competitivo - Políticas Hoshin Kanri 6 sigma (Motorola, 1980) ü DMAIC x PDCA x MSP

18 A Atuar Corretivamente Checagem Definir as Metas Definir Método Educar e Treinar P C Executar D 18

19 (a) The plan do check act, or Deming improvement cycle; (b) the define measure analyze improve control, or DMAIC Six Sigma improvement cycle

20 NECESSIDADE DE MERCADO Preço Qualidade Gama de Produtos Exclusividade CRITÉRIOS DE DESEMPENHO Eficiência Qualidade Linha Flexível Inovação Bolwijn e Kumpe,

21 Elementos do TQM n Liderança e apoio da alta direção n Relacionamento com os clientes n Gestão da força de trabalho n Relação com os fornecedores n Gestão por procesos n Projeto do produto n Fatos e dados sobre a qualidade

22 A Visão de Lasceles e Dale A Visão Evolutiva para o TQM Total Quality Management Garantia da Qualidade Controle da Qualidade Inspeção Gestão da Qualidade Total Garantia da Qualidade Controle da Qualidade Inspeção Desdobra/to das diretrizes Gestão por processos Medição de performance Envolvi/to clientes Envolvi/to fornecedores Planeja/to da qualidade Custos da qualidade FMEA Sistema da qualidade Dados de processos Manual da qualidade Introdução de meios de controle Estatística básica Ações corretivas Identificar não conformidades

23 O Modelo de Shiba Foco nos clientes TQM Melhoria Contínua Participação Total Entrelaçamento Social

24 Aula 9 Operacional Estratégico Gerenciamento das Diretrizes Gerenciamento por Processos Gerenciamento da Rotina Histórico e Modelos de Gestão da Qualidade TQM Seis sigma ISO 9000 CEP PRINCIPIOS SISTEMAS FERRAMENTAS Custos da Qualidade SERVICOS Geral Especifico

25 W. Edwards Deming - 14 Pontos " Crie Constância de Propósitos " Adoção da Nova Filosofia " Cesse a dependência da Inspeção " Evite ganhar negócio baseando-se em preço " Melhore constantemente o sistema de produção e serviço " Institua treinamento no trabalho " Institua liderança " Elimine o medo " Rompa Barreiras interdepartamentais " Elimine Lemas e Exortações " Elimine quotas ou padrões de trabalho " Faça com que as pessoas sintam orgulho pelo trabalho " Institua um programa de educação e autodesenvolvimento " Coloque todos para trabalhar pelo atingimento das metas 25

26 Modelos de TQM Visão de Lascelles e Dale INSPECAO Surgimento da inspecao como atividade formal Taylor especifica a inspecao como uma das atividades funcionais da fabrica A qualidade vem evoluindo de forma mais intensiva ao longo das ultimas décadas, desde o final do século XVIII, com advento da Revolução Industrial CONTROLE ESTATISTICO DA QUALIDADE Inspecao com uso de metodos estatisticos (Shewhart, 1931) GARANTIA DA QUALIDADE TQC (Estados Unidos, 1956) CWQC (Japao, 1968) Custos da Qualidade (1951) Confiabilidade (1957) GESTAO DA QUALIDADE TQM (1986) ISO 9000 (1987) ISO 9000 (1994) ISO 9000 (2000 Final do Sec. XVIII Abordagem corretiva e localizada Abordagem preventiva e sistemica

27 Busca de Pontos comuns para um Sistema Integrado de Gestão SIG QUALIDADE MEIO AMBIENTE SEGURANÇA SOCIAL ISO 9001 ISO OSHAS NBR SIG Política Processo KPIs Análise Crítica Ações Corretivas Treinamento Competências Auditorias Política Processo KPIs Análise Crítica Ações Corretivas Treinamento Competências Auditorias Política Processo KPIs Análise Crítica Ações Corretivas Treinamento Competências Auditorias Política Processo KPIs Análise Crítica Ações Corretivas Treinamento Competências Auditorias Requisitos Específicos da Qualidade Requisitos Específicos de Meio Ambiente Requisitos Específicos de Segurança Requisitos Específicos Sociais

28 Qualidade Percepção do Cliente a respeito da satisfação de uma dada necessidade através de um produto/serviço confiável, acessível, seguro e no tempo certo... Falcone Campos,

29 Objetivo Pessoas Meios Principal Satisfação Consumidores Qualidade das Necessidades Empregados Crescimento do Ser Humano das Acionistas Produtividade Pessoas Vizinhos Contribuição Social Falconi,

30 Dimensões da Qualidade Produto Desempenho Características Conformidade Durabilidade Assistência Técnica Estética Qualidade Observada Serviço Confiabilidade Responsabilidade/ Prestabilidade Garantia Empatia Tangebilidade 30

31 Dimensões da Qualidade para Produto DIMENSÕES DESCRIÇÃO DESEMPENHO as características básicas de um produto CARACTERÍSTICAS são os ítens secundários que suplementam o funcionamento básico do produto CONFIABILIDADE a probabilidade de um produto falhar em um determinado espaço de tempo CONFORMIDADE é o grau de igualdade entre o projeto e as características operacionais de um produto com padrões pré-estabelecidos DURABILIDADE o quanto um produto pode ser usado antes de se deteriorar fisicamente ASSISTÊNCIA a rapidez, cortesia e competência do reparo TÉCNICA a interpretação do produto pelos cinco sentidos do ser ESTÉTICA humano; é formada por julgamentos pessoais e reflexões de QUALIDADE OBSERVADA preferências individuais avaliação do produto pela sua imagem, publicidade ou marca Fonte: Garvin (1987) 31

32 Dimensões da Qualidade para Serviço DIMENSÕES CONFIABILIDADE PRESTABILIDADE / RESPONSABILIDADE GARANTIA EMPATIA TANGIBILIDADE DESCRIÇÃO Aptidão para fornecer aquilo que foi prometido de maneira precisa e sem grandes complicações O desejo de ajudar os clientes e de fornecer um serviço rápido O conhecimento e a cortesia demonstrados pelos empregados além da sua habilidade para conseguir intimidade e confiança O grau de cuidado e atenção individual fornecido aos clientes Corresponde às facilidades físicas e ao equipamento, bem como à própria aparência do pessoal que faz o atendimento Fonte: Mirshawka (1993) 32

33 Análise Estratégica Diagnóstico e Avaliação Externo: Macroambiente e Ambiente Competitivo Interno: Vantagens Competitivas e Sustentabilidade Fonte:adaptado Bicho; Baptista,

34 Plano Estratégico 1. Posição da companhia (pontos fortes e fracos) 2. Influenciar o balanço das forças por meio de movimentos estratégicos visando a melhoria de sua posição 3. Antecipar mudanças nos fatores que sublinham as forças e agir 34

35 NECESSIDADES DOS CLIENTES IDENTIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÕES DE DESEMPENHO PESQUISA E DESENVOLVIMENTO ESPECIFICAÇÕES DE PRODUTOS, PROCESSOS E UTILIZAÇÃO ESPECIFICAÇÕES DE QUALIDADE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO, COMPRAS E INSPEÇÃO PRODUÇÃO E INSPEÇÃO VENDAS E ASSISTÊNCIA TÉCNICA USO DO PRODUTO PROJETO CONFORMIDADE ASS. TÉCNICA QUALIDADE REALIZADA QUALIDADE PERCEBIDA AVALIAÇÃO DO PRODUTOR 35 AVALIAÇÃO DO CLIENTE

36 de Redução de Custo 36

37 Modelos de Excelencia Jorge Muniz 2013

38 Sumário Ø Conceito de Gestão da Qualidade Ø Evolução para a Qualidade Total Ø O Controle da Qualidade Total (TQC) Ø O TQM e seus modelos Ø Qualidade Total para a Excelência em Desempenho Ø Como o Prêmio Baldrige realmente Funciona (Garvin, 1991) Ø O Prêmio Deming e o Malcolm Baldrige Ø Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ) Ø Modelos de Excelência no Mundo

39 Conceito de GQ A gestão da qualidade consiste no conjunto de atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização com relação à qualidade

40 A Gestão da Qualidade e seus Elementos habilidade de um conjunto de características de um produto, processo ou sistema em atender os requisitos dos clientes e outras partes interessadas QUALIDADE GESTÃO DA QUALIDADE atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização com relação à qualidade Planejamento da Qualidade Controle da Qualidade Garantia da Qualidade Melhoria da Qualidade estabelecer os objetivos, processos e recursos para cumprir os objetivos da qualidade cumprir os objetivos e requisitos da qualidade prover confiança que os requisitos da qualidade são cumpridos aumentar a eficácia e eficiência

41 Modelos de Excelência dos Prêmios 41

42 42

43 43

44 44

45 O Modelos de Zaire

46 Modelos de Excelência Malcolm Baldrige (USA) Ø Baldrige National Quality Program (BNQP) Criado por Lei Federal em 1987 O processo de avaliação é gerenciado pelo BNQP do National Institute of Standards and Technology (NIST) Ø Nome é homenagem ao secretário do comércio de 1981 que morreu tragicamente e foi reconhecido por sua excelência gerencial na máquina pública.

47 47

48

49 Malcolm Baldrige Award Processo de avaliação Avaliação individual Consenso Visita Premiação para as categorias: empresas de manufatura; organizações prestadoras de serviços; pequena empresa; instituições de ensino, e organizações na área de saúde

50 Categorias de Premiação 3 categorias para a premiação: Ø Manufatura; Ø Serviços; Ø Pequenos negócios 2 prêmios por categoria por ano.

51 Relatório Acima de 75 páginas (50 p/ PME) Descrição: Ø Práticas e desempenho de qualidade nas 7 grandes áreas (Liderança...) Juizes (indústria, academia, consultorias) notório saber 51

52 Critérios Malcolm Baldrige Award ü Liderança ü Planejamento estratégico ü Foco no cliente e no mercado ü Medição, análise e gestão do conhecimento ü Foco nos recursos humanos ü Gestão por processo ü Resultados do negócio

53 Processo de Seleção 1) Examinadores treinados dão notas para os relatórios apresentados pelos candidatos; 2) Os juízes Baldrige (Experts em qualidade) escolhem algumas empresas para visitas de alguns dias na planta; 3) Os j u ízes revisam o s melhores candidatos e escolhem os vencedores.

54 Baldrige como mapa rodoviário } Entender Baldrige é uma coisa, implementar é outra; } Aprimoramento na qualidade leva tempo, pois é um processo de muitas etapas; Companhia leva anos para criar sistema de qualidade global; } Pergunta básica para início de atividades : Onde estamos? } Classificação de empresas, da melhor à pior; Envolve dois conceitos: Deployment; Integração;

55 Conclusão } Prêmio Baldrige tem competitividade crescente; } Pontos são dados por originalidade; } Só há 6 ganhadores por ano; } Prêmio criou mecanismo de comunicação e filosofia comum entre empresas e indústrias; } Vencedores são compelidos por lei a compartilhar seu conhecimento; } Para se tornarem mais competitivas, empresas americanas descobriram o cooperativismo!

56 56

57 Críticas (Mitos) 1. Relatos de grandes investimentos para concorrer Ø Xerox (Premiada 89) è US $ 800 mil Ø Corning (Finalista 89) è 14 mil Horas 2. Prêmio não reflete excelência dos produtos è Cadillac (Premiada 90) 3. Prêmio não reflete desempenho financeiro (Garvin 1991) 57

58 Mito #1 O Prêmio Baldrige exige grandes despesas na candidatura e na preparação para as visitas na planta. Dinheiro gasto foi despendido em melhoria de novos conjuntos de metas e iniciativas da qualidade Critérios, valores e filosofia são prescritivos (O que) MAS práticas e procedimentos não (Como) 58

59 O que as ganhadoras tem em comum Companhias devem ter programas de qualidade orientadas para o cliente que são liderados pela gerência, alto envolvimento dos empregados, compreensão dos processos internos e gestão baseada nos fatos. 59

60 Mito #2 Mito nº2: O Prêmio Baldrige é falho porque ele falha em preservar o sucesso financeiro da companhia. Desempenho financeiro está amarrado a variáveis externas Ø Mercado Ø Produtos substitutos Ø Cadeia de valor 60

61 Mito #3 o Mito nº 3: O Prêmio Baldrige não honra qualidade superior de produto ou serviço. o Quando Cadillac conquistou o Prêmio Baldrige, ele estava mal colocado no JD Powell que mediam satisfação dos clientes; o O Prêmio Baldrige é FOCADO em processos e sistemas de gerenciamento, e NÃO pode indicar SOZINHO a qualidade de produtos e serviços; o Qualidade do produto é uma parte do todo (MB award è 250 pts em pts) 61

62 Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ) ü Prêmio instituído em 1992 ü O processo de avaliação é gerenciado pela Fundação Nacional da Qualidade ü O modelo é baseado em 12 fundamentos, 8 critérios e 27 itens

63 PNQ - Categorias Grandes Empresas Médias Empresas Pequenas e Micro-empresas Órgãos da Administração Pública Organizações Sem Fins Lucrativos

64 PNQ - Modelo e Critérios https://www.fnq.org.br/images/taxonomia/taxonomia_2007.htm

65 Benefícios do PNQ Os critérios de Excelência da FPNQ permitem que as empresas estruturem um sistema de gestão orientado para a estratégia, onde a busca por resultados se faz por meio do aprendizado permanente. Há quatro anos entregamos o primeiro relatório de gestão. Os feedbacks do Relatório de Avaliação nos deram diretrizes para o aperfeiçoamento e as oportunidades de melhorias. Passo a passo, estabelecemos novos padrões de excelência que nos levaram à obtenção do PNQ em 2004" Cláudio Horta Mendes Diretor da Belgo Juiz de Fora, premiada no PNQ 2004.

66 Instrumento de Diagnóstico 66

67 7. Processos de Diagnóstico Avaliação processo sistemático, documentado e independente para obter a evidência de auditoria e avaliá-la objetivamente para determinar a extensão em que os critérios da auditoria são atendidos (O HANLON, 2005, p. 38). A avaliação tem por princípio realizar uma análise regular, sistemática e abrangente dos processos gerenciais e dos resultados de uma organização (FPNQ, 2010).

68 68

69 Autoavaliação PNQ autoavaliacao-assistida 69

70 Questões Orientativas Do que trata o quesito? Quais as dificuldades que sua empresa encontra nesse questito? Como melhorar o desempenho nesse quesito? 70

71 Tipos de auditoria primeira parte são chamadas de auditorias internas, segunda parte são as auditorias de fornecedor terceira parte são auditorias de certificação de sistemas da qualidade. 71

72 Fatores para a Auditoria Fator 1 - Seleção da equipe de auditoria Fator 2 - Análise prévia do SGQ da organização Fator 3 Confecção do plano de auditoria Fator 4 Relação auditor-dia 72

73 Fator 5 Comunicação durante a auditoria Fator 6 Amostragem Fator 7 Abordagem de coleta de evidências Fator 8 Uso do utilização de formulário de questõe 73

74 Fator 9 Abordagem de processo Fator 10 Apresentação das constatações e conclusões da auditoria Fator 11 Acompanhamento das ações corretivas Fator 12 Gerenciamento de conflitos 74

75 Fator 12 Gerenciamento de conflitos Fator 13 Avaliação do processo de auditoria por parte do auditado Fator 14 Avaliação do processo de auditoria por parte do Organismo de Acreditação Fator 15 Melhoria do processo de auditoria 75

76 Fator 16 Conhecimento dos requisitos da norma NBR 15100:2004 Fator 17 Conhecimento dos princípios, procedimentos e técnicas de auditoria Fator 18 Conhecimento de características do setor 76

77 Fator 19 Conhecimento de técnicas da qualidade Fator 20 Atributos pessoais do auditor Fator 21 Comprometimento da alta direção Fator 22 Proatividade do auditado 77

Gestão da Qualidade: TQM e Modelos de Excelência

Gestão da Qualidade: TQM e Modelos de Excelência Gestão da Qualidade: TQM e Modelos de Excelência Curso de Especialização em Gestão da Produção Prof. Dr. Jorge Muniz Jr. Prof. MSc. Artur Henrique Moellmann UNESP Universidade Estadual Paulista FEG Faculdade

Leia mais

2 Seminário de Engenharia Química. Silvia Binda 1

2 Seminário de Engenharia Química. Silvia Binda 1 2 Seminário de Engenharia Química Silvia Binda 1 Inter-relação entre o conceito de qualidade, gestão da qualidade e elementos que a compõem QUALIDADE Gestão da Qualidade Habilidade de um conjunto de características

Leia mais

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves

QUALIDADE II. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves 09/08/2012. Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves QUALIDADE II Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Engenheiro Agrônomo CCA/UFSCar 1998 Mestre em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente IE/UNICAMP 2001 Doutor

Leia mais

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA

Conceitos. Conceitos. Histórico. Histórico. Disciplina: Gestão de Qualidade ISSO FATEC - IPATINGA Disciplina: FATEC - IPATINGA Gestão de ISSO TQC - Controle da Total Vicente Falconi Campos ISO 9001 ISO 14001 OHSAS 18001 Prof.: Marcelo Gomes Franco Conceitos TQC - Total Quality Control Controle da Total

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção Curso de Engenharia de Produção Noções de Engenharia de Produção Qualidade Evolução: - Taylor: INSPEÇÃO; - Ford: Metrologia; - 1920: surge o Controle da Qualidade; - 1930: normalização para a Qualidade;

Leia mais

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng.

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng. 01. O QUE SIGNIFICA A SIGLA ISO? É a federação mundial dos organismos de normalização, fundada em 1947 e contanto atualmente com 156 países membros. A ABNT é representante oficial da ISO no Brasil e participou

Leia mais

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento

Gestão da qualidade. Conceito e histórico da qualidade. Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Gestão da qualidade Conceito e histórico da qualidade Prof. Dr. Gabriel Leonardo Tacchi Nascimento Como é vista a qualidade Redução de custos Aumento de produtividade Conceito básico de qualidade Satisfação

Leia mais

Deming (William Edwards Deming)

Deming (William Edwards Deming) Abordagens dos principais autores relativas ao Gerenciamento da Qualidade. Objetivo: Estabelecer base teórica para o estudo da Gestão da Qualidade Procura-se descrever, a seguir, as principais contribuições

Leia mais

Qualidade na empresa. Fundamentos de CEP. Gráfico por variáveis. Capacidade do processo. Gráficos por atributos. Inspeção de qualidade

Qualidade na empresa. Fundamentos de CEP. Gráfico por variáveis. Capacidade do processo. Gráficos por atributos. Inspeção de qualidade Roteiro da apresentação Controle de Qualidade 1 2 3 Lupércio França Bessegato UFMG Especialização em Estatística 4 5 Abril/2007 6 7 Conceito de Qualidade Não há uma única definição. Melhoria da Empresa

Leia mais

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3 Total Quality Management Prof. Capítulo 3 Sumário O que é TQM? O que é PDCA? O que é Gestão por processos e qual sua lógica? Total Quality Management É preciso deixar claro que o TQM não é a qualidade,

Leia mais

Profº Adilson Spim 09/09/2012

Profº Adilson Spim 09/09/2012 Gestão da Qualidade ISO 9001:2008 Princípios e Requisitos Por que Qualidade e ISO 9000? Conquistar e manter mercados; Reduzir desperdícios. Gestão da Qualidade Atendimento de requisitos e redução de desperdícios

Leia mais

Fundamentos da Qualidade

Fundamentos da Qualidade Fundamentos da Qualidade Luiz Carlos Monteiro Gerente da Divisão de Orientação e Incentivo à Qualidade Quando surgiu a qualidade? Quando o Homem sente necessidades e cria expectativas. O que é qualidade?

Leia mais

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade

Sistemas de Gestão da Qualidade. Introdução. Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade. Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Tema Sistemas de Gestão da Qualidade Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Engenharia de Produção Gestão Estratégica da Qualidade Sistemas de Gestão da Qualidade Elton Ivan Schneider Introdução

Leia mais

INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009.

INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009. INTRODUÇÃO E CAPÍTULO 1 (parcial) CARPINETTI, L.C.R., MIGUEL, P.A.C., GEROLAMO, M.C., Gestão da Qualidade: ISO 9001:2000, São Paulo, Atlas, 2009. Introdução Segundo as informações disponíveis no site do

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.3 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 QUALIDADE DE SOFTWARE Objetivos: Introduzir os três modelos para implementar

Leia mais

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial O principal vetor para alavancar a universalização dos serviços de saneamento ambiental com competitividade e sustentabilidade PNQS

Leia mais

PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO

PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO ESPÍRITO SANTO FACASTELO Faculdade De Castelo Curso de Administração Disciplina: Qualidade e Produtividade PRINCÍPIOS DA QUALIDADE E MODELOS DE GESTÃO 1 Profa.: Sharinna

Leia mais

Controle de Qualidade

Controle de Qualidade Controle de Qualidade Lupércio França Bessegato Dep. Estatística/UFJF Roteiro 1. Qualidade na Empresa 2. Gestão da Qualidade 3. Ferramentas da Qualidade 4. Cartas de Controle por Variáveis 5. Referências

Leia mais

1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade.

1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade. 1/6 1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade. Nichos da Qualidade É a partir destas avaliações que, por exemplo, duas empresas do mesmo ramo podem atuar em nichos

Leia mais

Gestão da Qualidade. Evolução da Gestão da Qualidade

Gestão da Qualidade. Evolução da Gestão da Qualidade Gestão da Qualidade Evolução da Gestão da Qualidade Grau de Incerteza Grau de complexidade Adm Científica Inspeção 100% CEQ Evolução da Gestão CEP CQ IA PQN PQN PQN TQM PQN MSC GEQ PQN PQN Negócio Sistema

Leia mais

Gerência da Qualidade

Gerência da Qualidade Gerência da Qualidade Curso de Engenharia de Produção e Transportes PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Temas Abordados Qualidade Ferramentas da Qualidade 5 Sensos PDCA/MASP Os Recursos Humanos e o TQM

Leia mais

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade

FTAD. Formação Técnica em Administração de Empresas. Gestão da Qualidade FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Gestão da Qualidade Aula 5 O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO Objetivo: Compreender os requisitos para obtenção de Certificados no Sistema Brasileiro de Certificação

Leia mais

5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE

5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE 5 ADMINISTRAÇÃO DA QUALIDADE 5.1 INTRODUÇÃO Todas as pessoas convivem sob a sombra da palavra qualidade. Não é para menos, a qualidade tornou-se alicerce fundamental para as organizações, onde ganhou destaque

Leia mais

3.9 Malcolm Baldrige Award

3.9 Malcolm Baldrige Award 3.9 Malcolm Baldrige Award 3.9 Malcolm Baldrige Award (MBA) Criado pelo Congresso dos Estados Unidos em 1987, o Baldrige National Quality Program (Programa Nacional de Qualidade Baldrige) foi instituído

Leia mais

Perspetivas de Evolução da Qualidade

Perspetivas de Evolução da Qualidade Perspetivas de Evolução da Qualidade Luis Fonseca luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp.pt 1 1. Evolução da Qualidade Artesão: abordagem histórica desde a antiguidade e que ainda prevalece em certas

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema de tratamento de não conformidades de auditorias em uma Indústria Farmacêutica

Desenvolvimento de um sistema de tratamento de não conformidades de auditorias em uma Indústria Farmacêutica ISSN 1984-9354 Desenvolvimento de um sistema de tratamento de não conformidades de auditorias em uma Indústria Farmacêutica Priscyla Abramowicz (LATEC/UFF) Resumo: A Indústria farmacêutica deve, por legislação,

Leia mais

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história.

Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. SISTEMA DE QUALIDADE EAD MÓDULO XIX - RESUMO Para entendermos melhor a evolução da qualidade, precisamos rememorar alguns pontos na história. Posteriormente, ocorreu a Revolução Industrial, em que a subsistência

Leia mais

TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT

TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INTEGRANTES DO GRUPO: ADRIANA MOREIRA DAS FLORES DENISE MARIANO MELLO FRANCIELE SHISHITO DOS SANTOS LILIAN REGINA CHAVES SANTOS PRISCILA MARCELO TQM TOTAL QUALITY MANAGEMENT Itaquaquecetuba

Leia mais

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518

MODELOS DE EXCELÊNCIA. Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 MODELOS DE EXCELÊNCIA Trabalho realizado por: Ana Duarte, nº n 3419 Cristina Pinto, nº n 3518 Ana Luísa Lopes, nº3598n OBJECTIVOS Referir a importância de um sistema de gestão da qualidade; Definir as

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL

MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL MODELO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO (MEG), UMA VISÃO SISTÊMICA ORGANIZACIONAL Alessandro Siqueira Tetznerl (1) : Engº. Civil - Pontifícia Universidade Católica de Campinas com pós-graduação em Gestão de Negócios

Leia mais

MODELO DE EXCENCIA DA GESTÃO DA FNQ E NORMAS NBR ISO 9004/ NBR ISO 9001: MODLEOS COMPLEMENTARES OU CONCORRENTES

MODELO DE EXCENCIA DA GESTÃO DA FNQ E NORMAS NBR ISO 9004/ NBR ISO 9001: MODLEOS COMPLEMENTARES OU CONCORRENTES 5, 6 e 7 de Agosto de 2010 ISSN 1984-9354 MODELO DE EXCENCIA DA GESTÃO DA FNQ E NORMAS NBR ISO 9004/ NBR ISO 9001: MODLEOS COMPLEMENTARES OU CONCORRENTES Sergio Bonfa (UFSCar) sbonfa@uol.com.br As organizações,

Leia mais

Diferenciação da série ISO 9000 e da GQT segundo as diferentes concepções da qualidade

Diferenciação da série ISO 9000 e da GQT segundo as diferentes concepções da qualidade Diferenciação da série ISO 9000 e da GQT segundo as diferentes concepções da qualidade Trabalho realizado por: Ana Campelos nº 3471 Constança Loff nº 3539 Angela Carvalho nº 3528 5. Bibliografia 1. Gestão

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Gestão da Qualidade TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Interpretação / Implantação da ISO 9001:2008 Compreender a filosofia

Leia mais

Gurus da Qualidade. Gestão da Qualidade. Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007

Gurus da Qualidade. Gestão da Qualidade. Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007 Gurus da Qualidade Gestão da Qualidade Licenciatura em Eng. Alimentar ESAC 2006/2007 Walter Shewhart 1891-1967 Cartas de controlo Causas normais e causas especiais de variação Controlo estatístico do processo

Leia mais

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING

OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING OS 14 PONTOS DA FILOSOFIA DE DEMING 1. Estabelecer a constância de propósitos para a melhoria dos bens e serviços A alta administração deve demonstrar constantemente seu comprometimento com os objetivos

Leia mais

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011 Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade Julho/2011 GESPÚBLICA Perfil do Facilitador Servidor de carreira que tenha credibilidade Bom relacionamento interpessoal Acesso a alta administração

Leia mais

O CICLO DE PDCA E ALGUMAS DAS FERRAMENTAS DA QUALIDADE

O CICLO DE PDCA E ALGUMAS DAS FERRAMENTAS DA QUALIDADE http://www.administradores.com.br/artigos/ O CICLO DE PDCA E ALGUMAS DAS FERRAMENTAS DA QUALIDADE DIEGO FELIPE BORGES DE AMORIM Servidor Público (FGTAS), Bacharel em Administração (FAE), Especialista em

Leia mais

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Consultoria ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Demonstre o seu compromisso com a qualidade e a satisfação dos seus clientes O Sistema de Gestão da Qualidade tem a função de suportar o alinhamento

Leia mais

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa Gestão da qualidade Prof. Conceitos O que é qualidade? Como seu conceito se alterou ao longo do tempo? O que é gestão da qualidade e como foi sua evolução? Quem foram os principais gurus da qualidade e

Leia mais

Proposta de integração de ferramentas em um sistema de gestão

Proposta de integração de ferramentas em um sistema de gestão III SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Proposta de integração de ferramentas em um sistema de gestão Breno Barros Telles do Carmo Marcos Ronaldo Albertin Francisco José do Rêgo Coelho

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Qualidade de Software Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Ementa Conceitos sobre Qualidade Qualidade do Produto Qualidade do Processo Garantida da Qualidade X Controle da Qualidade Conceitos

Leia mais

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL

Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.3, n.4, julho-dezembro/2013 QUALIDADE TOTAL QUALIDADE TOTAL Fabiana Neves Jussara Rodrigues Menezes Faculdade Paulo Setúbal Prof. Engo. Helder Boccaletti Faculdade Paulo Setúbal, Tatuí-SP/ Fatec Itapetininga Revista Perspectiva em Educação, Gestão

Leia mais

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa

Gestão da qualidade. Prof. André Jun Nishizawa Gestão da qualidade Prof. Conceitos O que é qualidade? Como seu conceito se alterou ao longo do tempo? O que é gestão da qualidade e como foi sua evolução? Quem foram os principais gurus da qualidade e

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Da gestão da qualidade à excelência em gestão Gestão Operação Ao longo dos anos 90, as experiências

Leia mais

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com

Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Prof. Sérgio Roberto Sigrist srsigris@hotmail.com Palavras-chave Melhores práticas, inovação, geração de valor, qualidade, serviços, gestão de serviços, suporte em TI, melhoria contínua, orientação a processos,

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados

APRESENTAÇÃO. Direitos Reservados Monteiro Associados APRESENTAÇÃO PROPÓSITO Fazer a DIFERENÇA no DESENVOLVIMENTO saudável e sustentável das PESSOAS e das ORGANIZAÇÕES. VISÃO VISÃO DA EMPRESA TERMOS NOTÓRIO RECONHECIMENTO DA NOSSA COMPETÊNCIA NA GESTÃO DAS

Leia mais

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Preparando a Implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade Preparando a Implantação de um Projeto Pró-Inova - InovaGusa Ana Júlia Ramos Pesquisadora em Metrologia e Qualidade e Especialista em Sistemas de Gestão da Qualidade 1. Gestão Gestão Atividades coordenadas

Leia mais

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles.

Leia mais

Os processos. Auditorias internas. Requisitos ISO 9001 S1E1

Os processos. Auditorias internas. Requisitos ISO 9001 S1E1 Os processos Requisitos ISO 9001 s internas S1E1 Metodologia Esta capacitação em s Internas de Sistemas de Gestão da Qualidade prevê a construção do conhecimento por meio de exercícios teórico-práticos

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008. Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov.

TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008. Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov. TREINAMENTO ITAIM INTERPRETAÇÃO DA NORMA NBR ABNT ISO 9001:2008 Maria das Graças Ferreira mgferreira@prefeitura.sp.gov.br 11 3104-0988 Este treinamento tem por objetivo capacitar os participantes para

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Introdução Qualidade é um dos principais objetivos da Engenharia de Software. Muitos métodos, técnicas e ferramentas são desenvolvidas para apoiar a produção com qualidade. Tem-se

Leia mais

UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE

UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE UM BREVE HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE A história da qualidade tem inicio na pré-história, naquela época já existia a necessidade de produzir utensílios cada vez melhor, porém nesse período ainda não

Leia mais

Evolução da Gestão Empresarial Através do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP).

Evolução da Gestão Empresarial Através do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP). Evolução da Gestão Empresarial Através do Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP). Tatiane da Silva Dias Flávio Régio Brambilla Mare Rozeli

Leia mais

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO DE AVALIADORES DE SGI PELAS NORMAS DE GESTÃO DE QUALIDADE, SMS E RESPONSABILIDADE SOCIAL 1 MODELOS DE GESTÃO MODELO Busca representar a realidade GESTÃO ACT CHECK PLAN DO PDCA 2 MODELOS DE GESTÃO

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE E CERTIFICAÇÕES FUNDAMENTOS DA QUALIDADE

GESTÃO DA QUALIDADE E CERTIFICAÇÕES FUNDAMENTOS DA QUALIDADE GESTÃO DA QUALIDADE E CERTIFICAÇÕES FUNDAMENTOS DA QUALIDADE Roteiro Visão sobre Qualidade Cinco abordagens da Qualidade Expectativa e percepção Possíveis lacunas (GAPs) O que dizem os gurus da Qualidade

Leia mais

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3

Total Quality Management. Prof. André Jun Nishizawa Capítulo 3 Total Quality Management Prof. Capítulo 3 Sumário Gerenciamento por processo Padronização Gerenciamento da rotina Gerenciamento pelas diretrizes Sistemas de gestão normatizados Auditorias da qualidade

Leia mais

Ferramentas da Qualidade

Ferramentas da Qualidade UNIVERSIDADE DE SOROCABA Curso Gestão da Qualidade Ferramentas da Qualidade Professora: Esp. Débora Ferreira de Oliveira Aula 17/05 Oqueé (...) uma filosofia de trabalho para alcançar, maximizar e manter

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Rafael D. Ribeiro, M.Sc. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br A expressão ISO 9000 (International Organization for Standardization) designa um grupo de normas técnicas que estabelecem

Leia mais

NORMA NBR ISO 9001:2008

NORMA NBR ISO 9001:2008 NORMA NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema

Leia mais

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000

Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 Palestra Informativa Sistema da Qualidade NBR ISO 9001:2000 ISO 9001:2000 Esta norma considera de forma inovadora: problemas de compatibilidade com outras normas dificuldades de pequenas organizações tendências

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Sistemas de Qualidade Professor: Leandro Zvirtes UDESC/CCT 1 Conteúdo Programático Introdução aos sistemas de garantia da qualidade. Normas de qualidade e certificação. Sistemas ISO 9000, ISO 14000, QS

Leia mais

Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br

Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br Introdução e Conceitos Fundamentais Definiçõesda qualidadee da melhoriada qualidade. Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br Breve evolução histórica

Leia mais

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria

DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria PPGE3M/UFRGS DISCIPLINA: Controle de Qualidade na Indústria Profa. Dra. Rejane Tubino rejane.tubino@ufrgs.br SATC 2013 Fone: 3308-9966 Programa da Disciplina Apresentação da disciplina Conceitos preliminares.

Leia mais

O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO PROGRAMA QUALIDADE RIO ORIENTANDO A PEQUENA EMPRESA NA BUSCA DA EXCELÊNCIA

O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO PROGRAMA QUALIDADE RIO ORIENTANDO A PEQUENA EMPRESA NA BUSCA DA EXCELÊNCIA O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DO PROGRAMA QUALIDADE RIO ORIENTANDO A PEQUENA EMPRESA NA BUSCA DA EXCELÊNCIA Francisco Lairton Paiva Holanda Universidade Federal Fluminense, Faculdade de Administração e Ciências

Leia mais

ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE

ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE ISSN 1984-9354 ORGANIZAÇÃO PÚBLICA PARA O ALCANCE DE UMA GESTÃO DE QUALIDADE Sandson Barbosa Azevedo, William Lisboa Ramos (Faculdade Projeção; INFRAERO) Resumo: Esse artigo visa analisar os resultados

Leia mais

Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica

Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica Marcos Tadeu Moraes de Castro Mestre em Administração de Produção administração@asmec.br

Leia mais

Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica

Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica Premissas para implantação do Gerenciamento pelas Diretrizes GPD - em uma instituição de ensino superior: uma análise bibliográfica Marcos Tadeu Moraes de Castro Mestre em Administração de Produção administração@asmec.br

Leia mais

ABNT NBR ISO 9001:2008

ABNT NBR ISO 9001:2008 ABNT NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA CURSOS DE EXTENSÃO CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO MODALIDADE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA FEM 1000 ENGENHARIA DA QUALIDADE OBJETIVOS: O curso de Especialização em Engenharia da Qualidade visa contribuir para a preparação de profissionais

Leia mais

Qualidade e Auditoria de Sistemas

Qualidade e Auditoria de Sistemas Histórico do Modelo As origens do Seis Sigma como um padrão de medição vêm dos trabalhos de Carl Frederick Gauss (1777-1855), que introduziu o conceito da curva normal ou curva de Gauss. As raízes do Seis

Leia mais

Patrocínio Institucional da FNQ

Patrocínio Institucional da FNQ Patrocínio Institucional da FNQ 1 Fundação Nacional da Qualidade 2 MISSÃO Disseminar os fundamentos da excelência em gestão para o aumento de competitividade das organizações e do Brasil. VISÃO 2010 Ser

Leia mais

Por que Lean & Six Sigma?

Por que Lean & Six Sigma? CONTEÚDO DA PALESTRA O O que é LEAN? O O que é Six Sigma? Por que? LEAN LEAN ORIGEM DO LEAN A metodologia Lean já existe há algum tempo: A Ford foi pioneira no início do século XX 33 horas para concluir

Leia mais

NBR ISO 9001:2008. Prof. Marcos Moreira

NBR ISO 9001:2008. Prof. Marcos Moreira NBR ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Prof. Marcos Moreira História International Organization for Standardization fundada em 1947, em Genebra, e hoje presente em cerca de 157 países. Início

Leia mais

Qual a diferença entre certificação e acreditação? O que precisamos fazer para obter e manter a certificação ou acreditação?

Qual a diferença entre certificação e acreditação? O que precisamos fazer para obter e manter a certificação ou acreditação? O que é a norma ISO? Em linhas gerais, a norma ISO é o conjunto de cinco normas internacionais que traz para a empresa orientação no desenvolvimento e implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Leia mais

A importância de se formar bons auditores de qualidade Oceano Zacharias

A importância de se formar bons auditores de qualidade Oceano Zacharias A importância de se formar bons auditores de qualidade Oceano Zacharias Auditar conforme a norma ISO 9001 requer, dos auditores, obter um bom entendimento do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) das empresas

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação. Visão Geral Qualidade de Software

Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação. Visão Geral Qualidade de Software Especialização em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação Visão Geral Qualidade de Software Evolução do Conceito de Qualidade W.A.Shewart desenvolveu o sistema de Controlo Estatístico do Processo

Leia mais

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000)

MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) MÓDULO 14 Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9000) Ao longo do tempo as organizações sempre buscaram, ainda que empiricamente, caminhos para sua sobrevivência, manutenção e crescimento no mercado competitivo.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO - ATENDIMENTO A REQUISITOS E MELHORES PRÁTICAS GERENCIAIS

UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO - ATENDIMENTO A REQUISITOS E MELHORES PRÁTICAS GERENCIAIS UTILIZAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA INTEGRAÇÃO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO - ATENDIMENTO A REQUISITOS E MELHORES PRÁTICAS GERENCIAIS Daniel Gueiber (UTFPR) gueiber@copel.com Cezar Augusto

Leia mais

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL MEDIÇÃO DE DESEMPENHO NA CONSTRUÇÃO CIVIL Eng. Dayana B. Costa MSc, Doutoranda e Pesquisadora do NORIE/UFRGS Conteúdo da Manhã Módulo 1 Medição de Desempenho Conceitos Básicos Experiência de Sistemas de

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SISTEMÁTICA PARA SELEÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS APLICADA AO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS Creusa Sayuri Tahara Amaral Grupo ei2 NUMA EESC USP São Carlos Agenda Introdução Metodologia Seis sigma Design

Leia mais

www.megacursos.com.br O QUE É ISO?

www.megacursos.com.br O QUE É ISO? 1 O QUE É ISO? ISO significa International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normalização), seu objetivo é promover o desenvolvimento de normas, testes e certificação, com

Leia mais

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010)

Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) Entrevista Lean Six Sigma com David Vicentin (para compor reportagem da Revista Banas Qualidade julho/2010) 1) Fale a respeito de sua formação profissional e atuação. Sou engenheiro de produção pela Escola

Leia mais

As Perspectivas dos Sistemas de Gestão da Qualidade Baseados na Norma NBR ISO 9001:2000

As Perspectivas dos Sistemas de Gestão da Qualidade Baseados na Norma NBR ISO 9001:2000 As Perspectivas dos Sistemas de Gestão da Qualidade Baseados na Norma NBR ISO 9001:2000 Leonardo Rospi (UNIP Universidade Paulista) lrospi@terra.com.br Oduvaldo Vendrametto (UNIP Universidade Paulista)

Leia mais

O QUE É QUALIDADE. Profa. Flávia Guimarães

O QUE É QUALIDADE. Profa. Flávia Guimarães O QUE É QUALIDADE Profa. Flávia Guimarães Considerações iniciais O que você entende por qualidade? Qual a importância da gestão pela qualidade total e sua influência para a organização? Mas afinal, o que

Leia mais

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos?

- Como utilizar essas medidas para analisar, melhorar e controlar o desempenho da cadeia de suprimentos? Fascículo 5 A medição do desempenho na cadeia de suprimentos Com o surgimento das cadeias de suprimento (Supply Chain), a competição no mercado tende a ocorrer cada vez mais entre cadeias produtivas e

Leia mais

ISO IEC. Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT. Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE. Normas internas das empresas

ISO IEC. Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT. Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE. Normas internas das empresas Aula 03 : Norma NBR ISO 9001 Ghislaine Miranda Bonduelle NORMALIZAÇÃO DA QUALIDADE ISO IEC Internacional Normas Regionais MERCOSUL CEN COPANT Regional Normas Nacionais ABNT, BSI, AFNOR, DIN, JISE Nacional

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Uma Abordagem por Processos Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto A Evolução Histórica da Qualidade A Evolução Histórica da Qualidade ARTESANATO Qualidade

Leia mais

Avaliação da Gestão. Bruno Carvalho Palvarini

Avaliação da Gestão. Bruno Carvalho Palvarini Avaliação da Gestão Bruno Carvalho Palvarini Departamento de Inovação e Melhoria da Gestão Secretaria de Gestão Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Origem dos Critérios de Excelência:

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PRINCÍPIOS, MODELOS E MÉTODOS DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE POLPA DE FRUTAS

AVALIAÇÃO DE PRINCÍPIOS, MODELOS E MÉTODOS DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE POLPA DE FRUTAS AVALIAÇÃO DE PRINCÍPIOS, MODELOS E MÉTODOS DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE POLPA DE FRUTAS Brenda de Farias Oliveira Cardoso (UEPA) brendadiifarias@hotmail.com Fernanda dos Santos

Leia mais

Modelo de Excelência da Gestão

Modelo de Excelência da Gestão Modelo de Excelência da Gestão Índice 1. Apresentação 2 2. Por que o Modelo de Excelência da Gestão? 3 3. Evolução do MEG 4 4. Características do MEG 6 5. Benefícios do MEG 7 6. Estrutura do MEG 9 7. Fundamentos

Leia mais

livros indicados e / ou recomendados

livros indicados e / ou recomendados Material complementar. Não substitui os livros indicados e / ou recomendados Prof. Jorge Luiz - 203 Pág. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE - SGQ Sistema de Gestão da Qualidade SGQ é a estrutura a ser criada

Leia mais

Ferramentas da Qualidade Sistemas ISO. Curso: Engenharia Mecatrônica Disciplina: Metrologia Prof. Ricardo Vitoy

Ferramentas da Qualidade Sistemas ISO. Curso: Engenharia Mecatrônica Disciplina: Metrologia Prof. Ricardo Vitoy Ferramentas da Qualidade Sistemas ISO Curso: Engenharia Mecatrônica Disciplina: Metrologia Prof. Ricardo Vitoy NORMA Documento que formaliza certo nível de consenso a respeito do que foi discutido. Aquilo

Leia mais

INTEGRAÇÃO DA ANÁLISE DO DESEMPENHO GLOBAL COM A MELHORIA CONTÍNUA EM ORGANIZAÇÕES DE EXCELÊNCIA

INTEGRAÇÃO DA ANÁLISE DO DESEMPENHO GLOBAL COM A MELHORIA CONTÍNUA EM ORGANIZAÇÕES DE EXCELÊNCIA INTEGRAÇÃO DA ANÁLISE DO DESEMPENHO GLOBAL COM A MELHORIA CONTÍNUA EM ORGANIZAÇÕES DE EXCELÊNCIA Resumo Daniel Gueiber (COPEL UTFPR) E-mail: dgueiber@brturbo.com.br Cezar Augusto Romano (UTFPR) E-mail:

Leia mais

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES

QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA AS INSTITUIÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MBA EM GESTÃO DA QUALIDADE ELISANGELA ELIAS FERNANDES QUALIDADE: NÃO MAIS UM DIFERENCIAL, E SIM UMA SOBREVIVÊNCIA PARA

Leia mais

DIREITOS RESERVADOS À PRIMVS INTER PARES

DIREITOS RESERVADOS À PRIMVS INTER PARES FUNDAMENTOS PARA A EXCELÊNCIA EM GESTÃO ESTADO Key concepts of management excellence Palestrante: Riberto de Barros Araújo Vitória/ES Apresentação Riberto Araújo Engenheiro Mecânico (PUC-MG), Certified

Leia mais

Modelos de Excelência da Qualidade da Gestão

Modelos de Excelência da Qualidade da Gestão Modelos de Excelência da Qualidade da Gestão Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br Principais Prêmios da Qualidade da Gestão Prêmio Malcolm Baldrige Prêmio Europeu da Qualidade Japan Quality

Leia mais

INDICADORES E METAS A EXPERIÊNCIA DO CRER

INDICADORES E METAS A EXPERIÊNCIA DO CRER INDICADORES E METAS A EXPERIÊNCIA DO CRER Claudemiro Euzébio Dourado Superintendente Administrativo Financeiro AGENDA I. CRER Institucional Histórico CRER em números Ferramentas de Gestão II. INDICADORES

Leia mais