Processo de Seleção de Docentes para Designação Temporária

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Processo de Seleção de Docentes para Designação Temporária"

Transcrição

1 EDITAL DE SELEÇÃO UTRAMIG-DEP / Nº 002 / 2014 Processo de Seleção de Docentes para Designação Temporária 1- A Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais UTRAMIG, pessoa jurídica de direito público inscrita sob o CNPJ / , com sede e foro à Avenida Afonso Pena, 3.400, Bairro Cruzeiro, CEP: , por meio de sua Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP), torna público, para ciência dos interessados, que se encontram abertas inscrições para o processo seletivo de designação de docentes para ministrar disciplinas dos Cursos Técnicos de Nível Médio de Segurança do Trabalho, Informática e Recursos Humanos para a unidade de /MG O inteiro teor deste edital estará disponível no endereço eletrônico da UTRAMIG: O processo de seleção de que trata este edital obedecerão às seguintes etapas: 1. Encaminhamento da ficha de inscrição acompanhada de toda a documentação exigida no item 5.1.1; 2. Análise documental; 3. Divulgação dos Aprovados para próxima etapa; 4. Entrevista; 5. Divulgação do Resultado Final; 6. Contratação, por meio de designação, conforme necessidade da UTRAMIG São partes integrantes deste edital os seguintes anexos: Anexo I- Relação de Titulação Exigida para cada Disciplina; 1

2 Anexo II- Ementas de cada Disciplina; Anexo III- Atribuições do cargo, Remuneração e horários de trabalho; Anexo IV- Ficha de Inscrição Docente. 2 - DO OBJETO 2.1- Selecionar profissionais interessados em ministra aulas nos cursos técnicos de nível médio, por meio de designação, visando à prestação de serviços de docente junto a Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais UTRAMIG, Unidade /MG Os cursos serão desenvolvidos na Unidade da Utramig em situada a Avenida Vinícius de Morais, 40, Bairro Santa Rosa, nos três turnos manhã, tarde e noite, dependendo da composição de turmas. 3 - DA FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 3.1 O presente processo será regido pelo artigo 37, IX da CF, pelas Leis Estaduais /1990, /2000 e /2012, pelos princípios gerais de direito público, suplementados pelo direito privado e pelos critérios e procedimentos estabelecidos pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais para designação no exercício da função pública na Rede Estadual de Ensino. 4 - DA PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO DE SELEÇÃO Poderão participar do processo de seleção as pessoas físicas, com capacidade técnica que satisfaçam as condições específicas de habilitação fixadas neste Edital. Os interessados deverão ser maiores de dezoito anos, brasileiros natos ou naturalizados ou estrangeiros com visto permanente e estar em dia com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino for, com as obrigações militares Os interessados não poderão ser servidores da UTRAMIG (sede e unidades), ou empregados terceirizados pertencentes a estas entidades. Não poderão também ter sido demitidos e/ou exonerados por cometimento de falta grave da Administração Pública Federal, Estadual ou Municipal, nem estar sofrendo processo de suspensão ou declaração de idoneidade por parte do Poder Público. 2

3 4.3 - A participação no processo implica manifestação do interesse do profissional em participar da seleção junto a UTRAMIG e a aceitação e submissão, independentemente de declaração expressa, a todas as normas e condições estabelecidas no presente Edital e seus anexos, bem como aos atos normativos pertinentes expedidos pela Administração da Fundação Será admitida a inscrição em mais de uma disciplina. 5 - DA INSCRIÇÃO A inscrição para a participação no presente processo de seleção será efetuada da seguinte forma: 5.1- Da documentação exigida para habilitação e entrega dos documentos O interessado em participar do presente processo deverá encaminhar, no período de 27 de janeiro de 2014 a 07 de fevereiro de 2014, para a sede da Fundação, sito a Avenida Afonso Pena, 3400 Bairro Cruzeiro CEP: Belo Horizonte/MG, mencionando o Edital 02/2014 a seguinte documentação, sob pena de desclassificação: 1- Ficha de Inscrição (Anexo IV); 2- Currículo; 3- Cópia do diploma de titulação; 4- Demais diplomas, declarações e/ou certificados de formação complementar; 5- Em caso de portador de necessidades especiais, atestado médico ou outro documento hábil (inclusive subscrito pelo próprio candidato), que ateste a deficiência que o acomete O candidato deverá apresentar titulação compatível com as disciplina que pretende ministrar conforme as áreas indicadas no Anexo I. 3

4 5.2 - A UTRAMIG não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de fatores que impossibilitem a entrega da documentação Será admitida a inscrição por correio ou entregue pessoalmente Não serão aceitas inscrições extemporâneas ou condicionais As informações prestadas no ato da inscrição, assim como a documentação entregue, são de inteira responsabilidade do interessado, cabendo-lhe certificar-se, antes da sua inscrição, de que atende a todos os requisitos para participar do processo de seleção. 6- DA ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO 6.1- Após o recebimento da inscrição, a Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP fará a análise dos documentos apresentados pelos interessados e avaliará os candidatos conforme os critérios de qualificação abaixo relacionados: a) Titulação - formação acadêmica (0,0 a 4,0 pontos); - Doutor (4,0 pontos) - Mestre (3,0 pontos) - Especialista (2,0 pontos) - Graduação (1,0 ponto) b) Experiência docente em atividades na área específica relacionada ao curso: (0,0 a 4,0 pontos); - Mais de três anos: (4,0 pontos) - Entre dois e três anos: (3,0 pontos) - Entre um e dois anos: (2,0 pontos) - Menos de um ano: (1,0 ponto) 7 - DA APROVAÇÃO 7.1- Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem nota igual ou 4

5 superior a 01 ponto em cada um dos quesitos Serão considerados reprovados os interessados que: a) não alcançarem 01 ponto em cada um dos quesitos analisados b) por qualquer motivo, estejam declarados inidôneos ou punidos com suspensão do direito de licitar ou contratar com a Administração Pública, Direta, ou Indireta, Federal, Estadual, ou Municipal, desde que o ato tenha sido publicado no Diário Oficial da União, do Estado ou do Município, pelo órgão que o expediu; c) estejam inadimplentes com as obrigações assumidas junto aos órgãos fiscalizadores da atividade, sejam financeiras ou de registro profissional, bem como os que possuam qualquer nota desabonadora emitida pelos mesmos; d) deixarem de apresentar qualquer documentação exigida neste Edital; e) tenham tido contrato rescindido anteriormente pela UTRAMIG por descumprimento de cláusulas contratuais ou irregularidade na execução dos serviços prestados, conforme avaliação da Fundação no contrato anterior. 8 - DA DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS E DOS RECURSOS 8.1- A lista de aprovados nessa etapa será publicada pela UTRAMIG no endereço eletrônico até a data máxima de 14 de Fevereiro de Caberá recurso administrativo no prazo de dois dias úteis contados do primeiro dia subsequente à data da divulgação Somente o próprio interessado ou seu representante legalmente habilitado poderão interpor recurso em via original e cópia para atestar o seu recebimento Os recursos serão recebidos sem efeito suspensivo, salvo quando, por sua relevância, a Diretora de Ensino e Pesquisa da UTRAMIG julgar conveniente a suspensão dos efeitos da decisão recorrida. 5

6 8.5 - O recurso limitar-se-á a questões de aprovação, considerando, exclusivamente, a documentação apresentada no ato da inscrição, não sendo considerado documento anexado em fase de recurso. Serão conhecidos somente os pedidos de revisão tempestivos, motivados e não protelatórios Não serão admitidos mais de um recurso do interessado versando sobre o mesmo motivo de contestação Somente serão admitidos recursos administrativos protocolados na sede da UTRAMIG, localizada na Avenida Afonso Pena, 3400 Bairro Cruzeiro BH/MG, endereçado à Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP. Não serão aceitos recursos por fax ou correio eletrônico, nem fora dos padrões e prazos estabelecidos neste Edital Após análise preliminar, o recurso será encaminhado à Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP que juntamente com a Procuradoria Jurídica da UTRAMIG emitirão parecer quanto aos questionamentos elencados no recurso Os resultados dos recursos interpostos serão divulgados por meio no endereço eletrônico DA ENTREVISTA A entrevista, de caráter classificatório, será desenvolvida nos moldes de uma Aula Expositiva baseada no conteúdo programático da (s) disciplina (s) inscritas pelo candidato, sendo necessário que o candidato ministre uma aula para cada disciplina em que for aprovado A aula, presencial, será realizada na sede da Utramig em no período de 24 de Fevereiro de 2014 a 28 de Fevereiro de 2014 e terá duração de, no máximo, 20 minutos, versando sobre um dos tópicos da área de conhecimento, conforme indicação da Comissão de Seleção. 6

7 9.3- A convocação para a entrevista será feita através de divulgação no site da Utramig até a data limite de 19 de Fevereiro de A aula será avaliada de acordo com os seguintes quesitos e pontuação: - Habilidades de Comunicação (2,0) - Conhecimento específico da matéria (5,0) - Didática (3,0) O não comparecimento do candidato no dia e horário divulgados para a sua entrevista ou para a Aula Expositiva configura desistência do mesmo quanto à participação no processo de seleção As aulas poderão ser gravadas DA DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS E DOS RECURSOS Os resultados da Classificação serão publicados pela UTRAMIG no endereço eletrônico até a data máxima de 14 de Março de Caberá recurso administrativo no prazo de um (01) dia útil contado do primeiro dia subsequente à data da divulgação Somente o próprio interessado ou seu representante legalmente habilitado poderão interpor recurso em via original e cópia para atestar o seu recebimento Os recursos serão recebidos sem efeito suspensivo, salvo quando, por sua relevância, a Diretora de Ensino e Pesquisa da UTRAMIG julgar conveniente a suspensão dos efeitos da decisão recorrida O recurso limitar-se-á a questões de aprovação, considerando, 7

8 exclusivamente, a documentação apresentada no ato da inscrição, não sendo considerado documento anexado em fase de recurso. Serão conhecidos somente os pedidos de revisão tempestivos, motivados e não protelatórios Não serão admitidos mais de um recurso do interessado versando sobre o mesmo motivo de contestação Somente serão admitidos recursos administrativos protocolados na sede da UTRAMIG, localizada na Avenida Afonso Pena, 3400 Bairro Cruzeiro BH/MG, endereçado à Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP. Não serão aceitos recursos por fax ou correio eletrônico, nem fora dos padrões e prazos estabelecidos neste Edital Após análise preliminar, o recurso será encaminhado à Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP que juntamente com a Procuradoria Jurídica da UTRAMIG emitirão parecer quanto aos questionamentos elencados no recurso Os resultados dos recursos interpostos serão divulgados por meio no endereço eletrônico DA CONTRATAÇÃO Os interessados que forem Aprovados no processo seletivo serão contratados por meio de designação para exercício da função pública na Rede Estadual de Ensino, conforme a necessidade da UTRAMIG, onde se estabelecerão os direitos, obrigações e responsabilidades das partes. A convocação será realizada por meio de contato telefônico e envio de e obedecerá a ordem de classificação dos candidatos A aprovação do candidato na seleção não lhe assegura o direito à designação, mas apenas gera expectativa, segundo a ordem de classificação. 8

9 O contrato terá sua vigência estabelecida pela UTRAMIG O contrato celebrado com o interessado habilitado não gera qualquer vínculo empregatício com a UTRAMIG O contrato poderá ser rompido a qualquer tempo por iniciativa da UTRAMIG em caso de: a) desempenho insatisfatório do docente; b) retorno do titular do cargo, realização de concurso público para provimento do cargo; c) critério da administração Os candidatos classificados e não convocados permanecerão no quadro de reserva da UTRAMIG e serão convocados de acordo com a ordem de classificação e conforme necessidade de serviço São condições para a designação: a) apresentação da documentação mínima exigida para o cargo pretendido, bem como comprovação de cumprimento dos requisitos previstos neste edital e demais documentos de identificação a serem solicitados oportunamente pela Fundação UTRAMIG; b) quando do sexo masculino, ter cumprido a obrigação para com o Serviço Militar; c) o candidato que, no prazo de dois dias úteis, não atender à convocação de que trata o item 10, será considerado como desistente e por conseqüência como inabilitado. 12- DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS O descumprimento total ou parcial das obrigações assumidas pelo interessado 9

10 designado sujeitará o mesmo, no que couber, às sanções previstas em Lei, garantidas a prévia defesa, e ainda, pelo não cumprimento de quaisquer das obrigações assumidas com a UTRAMIG às seguintes penalidades: a) advertência por escrito; b) rescisão do designado São causas de desligamento do designado a reincidência no descumprimento de quaisquer das condições elencadas no presente Edital, ou ainda, a prática de atos que caracterizem má-fé em relação à Fundação, apuradas em processo administrativo DA REVOGAÇÃO DO EDITAL DE SELEÇÃO O presente Edital poderá ser revogado por razões de interesse público, por ato discricionário da Administração, decorrentes de fatos supervenientes, sem que disso decorra qualquer direito ou indenização ou ressarcimento para os interessados, seja de que natureza for. 14- DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 14.1 A Seleção de que trata este Edital terá validade até 31 de Dezembro de O profissional selecionado será convocado pela Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP, de acordo com a necessidade de serviço A Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP é a Unidade Administrativa responsável pela avaliação contínua e sistemática do desempenho do profissional, podendo descredenciá-lo caso o seu desempenho seja insatisfatório O número de vagas para portadores de deficiências obedecerá a 10

11 regulamentação legal que trata da matéria A reserva de vagas para portadores de deficiência será calculada de acordo com o número total de pessoas a serem contratadas De acordo com a necessidade da Fundação UTRAMIG, dentro do prazo de validade do processo de seleção realizado, poderá ser efetuado novo processo de seleção, caso o número de candidatos selecionados seja insuficiente O extrato do presente Edital será disponibilizado no site da Fundação e publicado uma única vez, no Diário Oficial do Estado Nenhuma indenização será devida aos participantes pela elaboração e/ou apresentação de documentação relativa ao presente Edital ou ainda, por qualquer outro motivo alegado em relação a este processo de seleção A inobservância, em qualquer fase do processo de seleção, por parte do interessado, dos prazos estabelecidos em notificações pessoais ou gerais, será caracterizada como desistência, implicando sua exclusão A inexatidão de afirmativas, declarações falsas ou irregulares em quaisquer documentos, ainda que verificada posteriormente, será causa de eliminação do interessado do processo de seleção, anulando-se a inscrição, bem como todos os atos dela decorrentes, sem prejuízo das demais medidas de ordem administrativa, cível ou criminal É de inteira responsabilidade de o interessado acompanhar as informações e os resultados disponíveis no site e/ou na sede da UTRAMIG ou divulgadas no diário Oficial do Estado. 11

12 Os casos omissos serão dirimidos pela Diretoria de Ensino e Pesquisa - DEP. 15- DO FORO Fica eleito o Foro da comarca de Belo Horizonte - MG, para dirimir quaisquer dúvidas oriundas da execução deste instrumento. Belo Horizonte, 14 de janeiro de José Murilo Resende Presidente UTRAMIG Jussara Silva Negromonte Diretoria de Ensino e Pesquisa 12

13 ANEXO I DISCIPLINA Organização de Empresas Fundamentos de Hardware Web Banco de Dados TITULAÇÃO EXIGIDA Curso Técnico em Informática Disciplinas Profissionalizantes Lógica e Técnicas de Programação Ambiente Operacional Aplicativos Projeto em Sistemas de Informação Linguagem e Técnicas de Programação Banco de Dados Fundamentos Análises Marketing Sistema de Informação Tecnologias em Sistema de Informação Bacharel em Administração de Empresas ou especialista na área Bacharel em Ciência da Computação / Tecnologia em Processamento de Dados ou Sistemas de Informação. Curso Técnico em Segurança do Trabalho - Disciplinas Profissionalizantes LOCAL DE TRABALHO Psicologia do Trabalho Graduação em Psicologia Legislação e Normas Técnicas Introdução à Segurança do Trabalho Técnicas de Prevenção de Combate a Sinistros Medicina do Trabalho / Primeiros Socorros Gestão Empresarial e da Qualidade Segurança do Trabalho Planejamento e Controle de Perdas Higiene do Trabalho - Teoria e Prática Segurança na Construção Civil Meio Ambiente Biossegurança Epidemiologia/Toxicologia/Doenças Ocupacionais Trabalho de Conclusão de Curso / TCC Projeto Segurança do Trabalho Industrial Ergonomia Recrutamento e Seleção Bacharel em Engenharia ou Tecnologia em Normalização e Qualidade Industrial ou especialista em Segurança do Trabalho; Curso Técnico em Recursos Humanos - Disciplinas Profissionalizantes Psicologia, Tecnólogo em RH, Pedagogia com ênfase em Administração, Graduação em Administração de Empresas Gestão da Inclusão e LIBRAS Graduação em Administração de Empresas 13

14 Introdução a Administração Treinamento e Desenvolvimento de Carreiras Comportamento Organizacional Fundamentos em RH Cargos, Salários e Benefícios Avaliação de Desempenho e Gestão do Clima Curso de Interpretes Graduação em Administração de Empresas ou especialista na área Psicologia, Tecnólogo em RH, Pedagogia com ênfase em Administração. Graduação no segmento de Gestão Financeira, Ciências Contábeis e Administração. Psicologia, Tecnólogo em RH, Pedagogia com ênfase em Administração, Administração de Empresas e Estudos Sociais. DISCIPLINA Português Instrumental Matemática Aplicada Responsabilidade Social Inglês Técnico Informática Aplicada Disciplinas Instrumentais TITULAÇÃO EXIGIDA LOCAL DE TRABALHO Licenciatura Plena e Letras ou Bacharel em Comunicação. Licenciatura Plena em Matemática, Bacharel em Engenharia Elétrica, Engenharia de Telecomunicações e Engenharia de Segurança do Trabalho Graduação em Estudos Sociais, Psicologia e áreas afins. Licenciatura Plena em Letras ou Bacharel em Inglês. Bacharel em Ciência da Computação / Tecnologia em Processamento de Dados ou Sistemas de Informação 14

15 Disciplina ANEXO II Instrumental - Informática Base Tecnológica Português Instrumental Linguagem, comunicação e interação; Análise de textos; Dificuldades freqüentes na língua (ortografia); Produção textual: domínio da expressão escrita (redação); Gêneros textuais (descritivo/ narrativo / dissertativo); Pontuação; Acentuação; Concordância (verbal / nominal); Texto técnico/ correspondência oficial e empresarial; Estudo de obra literária. Matemática Aplicada Conjuntos; Símbolos matemáticos utilizando conjuntos; Conjunto Numérico; Álgebra das Proposições; Problemas lógicos; Médias: aritmética e ponderada; Porcentagem; Juros Simples; Regra de Inglês Técnico Três simples e composta. Inglês Instumental; Verbo To Be ( presente, passado e futuro); Verbo There to be ( presente, Passado e futuro); Simple Present (Simple Past; Simple Future; Present contínuos); Textos técnicos. Responsabilidade Social Programa 5S; Reflexões sobre o meio ambiente e seus desafios; Reflexões sobre Responsabilidade Social; Assistencialismo x Sustentabilidade; Responsabilidade Social Empresarial e conceitos relacionados (stakeholders); Responsabilidade Social no contexto profissional; 8 ODM s 8 jeitos de mudar o mundo. Profissionalizante - Informática Aplicativos Ambiente Operacional Atividade de integração pedagógica; Microsoft Word - Interface e Configuração; da área de trabalho do aplicativo; Abrir, Salvar e Salvar Como; Formatação: Fonte, Parágrafo, Coluna; Configurar Página; Cabeçalho e Rodapé; Seção; Modelo; Figura (inserção e formatação); Objetos (inserção e formatação); Inserir Arquivos; Aplicar as normas da ABNT em documentos. Tabela (Inserir, Formatar, Fórmulas); Mala Direta (Edição e Formatação); Microsoft Word Índices (configuração, inserção e formatação) de acordo com a ABNT; Microsoft Power Point definição de apresentação; modelo de apresentação; Microsoft Power Point inserir e formatar objetos; Apresentação: configurar e exibir apresentação, esquema de animação e transição de slides, botões de ação, personalizar apresentação, ocultar slides; Aplicação do Power Point: apresentação de temas da informática utilizando os recursos do aplicativo Microsoft Excel; Interface, Operadores Matemáticos, Formatação de Planilha Eletrônica, Fórmulas: Soma( ), Mult(), Se( ) e Se( ) encadeado, SomaSe( ), Cont.Se( ), Cont.Núm, Máximo ( ), Mínimo ( ), Maior ( ), Menor( ), E( ), OU( ) Microsoft Excel: Gráfico (inserir e editar), Formatação Condicional, Fórmula: Proc ( ), Direita( ), Esquerda ( ), Procv ( ), Subtotais, Tabela Dinâmica. Introdução; Softwares; Hardwares; Periféricos; Evolução dos Sistemas Operacionais; Windows características; Menu Iniciar; Windows Explorer; Painel de Controle; DOS características; Prompt de comandos; Comandos de gerenciamento do sistema; Comandos de gerenciamento de diretórios; Comandos de Manipulação de arquivos; Arquivo em lote; Linux - Introdução, história e características Estrutura de diretórios e prompt de comandos; Comandos básicos, de navegação de diretórios e visualização de diretórios; Comandos de manipulação de arquivos e diretórios; Comandos de gerenciamento do sistema; Processos; Controle de acesso; Scripts; KDE. -Introdução à redes de computadores; Evolução do sistema computacional; 15

16 Fundamentos de Hardware Web Banco de Dados -Componentes e classificação de redes; Tipos de redes; Transmissão de dados na rede; Transmissão analógica vs. Digital; - Topologias físicas/barramento; Topologias físicas/estrela; Topologias físicas/anel; Topologias Híbridas; Trabalho Meio de transmissão de Dados; Cabeamento em redes locais Cabo Coaxial, Pares, trançados, Fibra óptica; Modelo OSI; Protocolos NetBEUI/TCP-IP; Apresentação de Trabalhos; Hardware de rede; Comunicação (repetidores Hub, Bridge, Switch, Roteadores); Arquiteturas de rede (ETHERNET, Token Ring); - Montagem cabo par trançado; Laboratório Montagem cabo par trançado; Laboratório Configuração de Rede Ponto-A-Ponto WinXP/Win98; Laboratório Compartilhamento de -Recursos de Rede WinXP/Win98; Laboratório Compartilhamento de Impressoras WinXP/Win98. Componentes de uma Rede Remota de Computadores (Meio de comunicação, modem, software de rede, Origem, forma de acesso, serviços, conceitos, usuários e provedores). Sistemas Centralizados; Sistema Distribuidor; Hardware dos Sistemas Distribuídos; Arquitetura Cliente/Servidor (definição, sistemas operacionais, aplicativos e ferramentas); Arquitetura; Laboratório;. Arquitetura Cliente Servidor; Sistema Operacional Windows 2003 Server, suas principais Funções; Active Directory; Gerenciamento Centralizado; Configuração DHCPe DNS, Gerenciamento dos recursos, ambiente do usuário, grupos de usuários, permissões NTFS, segurança de acesso a recursos do sistema; Laboratório; Instalação e configuração; Windows 2003 Server; Configurando WinXp com estação de Trabalho Windows 2003 Server; Laboratório para elaboração de Trabalho. Periféricos, placa de vídeo, Placa de rede, placa de som, placa de fax modem; Dispositivos voláteis; Slots, Padrões de HD, fax mondem, Barramentos ISA, EISA, PCI,AGP,PCI EXPRESS, USB; Desmontagem e Montagem de um PC; Formação de um disco rígido e instalação de um sistema operacional; Principais defeitos e ataques de vírus em um PC; Conceitos sobre processadores; Conceitos de placa mãe. Conceitos da WEB; Dicas para criação de Home Page; A Linguagem HTML; Tags<>; Formatando sua página; Imagens; Letreiro Animado; Tabelas; Listas; Link; Formulários; Frames; Dreamweaver; Photo Shop; Flash. Apresentação da disciplina, conceitos básicos: Dado, Informação, Sistema, Banco de Dados; Conceitos de banco de dados: tabela, atributo, registro, chave primária; Modelagem de Dados: Grau de Cardinalidade Relacionamento: Conceitos Tipos (1-1, 1-N, N-M) Resolução dos relacionamentos; Atividade de Fixação; Diagrama Entidade Relacionamento conceitos e exemplos; Introdução ao Access Criação de tabelas e atributos, definição de tipo de dados; Access criação de relacionamentos (assistente de pesquisa e janela relacionamentos); Aplicação prática dos exercícios teóricos no Access (criação de tabelas, definição de tipo de dados e relacionamentos e inserção de dados); Projeto de banco de dados; Access consultas (Modo estrutura), Aplicação prática de consultas nos banco de dados desenvolvidos; Access formulários e relatórios; Projeto Final de Banco de dados. Organização de Empresas Noções sobre organização; Terceiro Setor; Estruturas organizacionais; Departamentalização; Motivação; Sistemas de informação; Fluxograma; Planejamento organizacional; Empreendedorismo; Plano de Negócios. 16

17 Lógica e Técnicas de Programação Introdução a lógica de programação de computadores; Aplicação de programação linear e estruturada para o desenvolvimento de algoritmos para a solução de problemas matemáticos e comerciais; Desenvolver o raciocínio lógico matemático através da implementação de algoritmos estruturados em computadores; Dominar o processo de geração e depuração de um programa executável; Conhecer o ambiente integrado de desenvolvimento da linguagem de programação básicos e estrutura de controle; Praticar a abstração de dados e raciocínio lógico através de programas estruturados; Introduzir conceitos de Programação Orientada a Objetos. Linguagem e Técnicas de Revisão de Linguagem Pascal; Conceito Orientação a objetos; Programação Introdução ao Delphi; Ambiente do Delphi, estrutura programa, componentes; Herança, Funções e Procedimentos, Conexão entre os forms; Banco de Dados; Erros de Compilação e funções do Delphi. Conexão ADO; DBLookupComboBox; MasterDetail, Campo Calculado; DataModule; Comandos de Pesquisa; Componentes Query para pesquisa SQL. Web CSS Folhas de Estilo em Cascatas; Estilos em Documentos; Como criar estilos; Classe em CSS; Link; Unidades de medidas; Propriedades e Valores; PHP; Introdução; Sintaxe; Tipos de dados; Operadores; Variáveis; Estrutura condicional; Estrutura de controle; DREAMWEAVER; A Interface; Configurando o Website; Os Estilos CSS; Publicando o Site; Desenvolvimento de Home Page. JAVA SCRIPT; Introdução; Sintaxe; Criando variáveis; Criando scripts; Controladores de eventos; Operadores lógicos, matemáticos e especiais; Controles condicionais; Eventos; Mensagens; Criando funções; Desenvolvimento De Projeto para Mostra de Ciência e Tecnologia. Banco de Dados Banco de Dados; MYSQL; Ambiente; Criando Banco; Tabelas e relacionamentos; Linguagem SQL; Ambiente MYSQL; Conceitos, função; Comandos: SELECT, FROM, WHERE, MAX, MIN, AVG, COUNT, *, LIKE, IN, BETWEEN, ORDER BY, GROUP BY, HAVING, AND, OR, PARAMETROS, INNER JOIN, NULL, INSERT, DELETE, UPDATE. Ambiente SQLServer, instalação e formas de acesso; Criação de Banco de Dados e Tabelas, utilizando o ambiente gráfico do SQLServer Studio Express; Revisão da linguagem SQL em comandos DML; Funções de Manipulação de Dados do SQLServer; Introdução a conexões remotas / locais, controle de acesso, criação de usuário e permissões de acesso; Controle de Transações; Manipulação de Dados através de Aplicação Web, utilizando tecnologia PHP; View (Visões); Stored Procedure (Procedimentos Armazenados); Triggers (Gatilhos); Apresentação de Trabalhos, Data Mining e Data Warehouse Fundamentos de Análise Introdução ao conceito de análise de sistemas (o profissional, os problemas, vantagens x desvantagens); Metodologias de Análise de sistema tipos (estruturada essencial orientada à objetos UML); Análise Estruturada de sistema Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas MDS Fase de desenvolvimento de sistemas; Modelagem de Dados conceitos de tabelas atributos ocorrências (revisão); Diagrama Entidade Relacionamento: notação cardinalidade normalização; Dicionário de Dados: notação, objetivo e características; UML: conceituação objetivos diagrama de caso de uso; Projeto de documentação de sistema; Diagrama de Caso de uso; Atividades de diagramação de sistemas DER DD - Caso de uso. Projeto em Sistema de Sistema de Informação: conceitos; Propriedade dos sistemas, estrutura hierárquica, subsistemas; Aspectos básicos de um 17

18 Informação Tecnologias em Sistema de Informação Marketing e Sistemas de Informação sistema, qualidades da informação, o analista de sistemas; Metodologia do desenvolvimento de sistemas, fases clássicas de um sistema, levantamentos iniciais; Técnicas de coletas de dados; Anteprojeto; Protótipo do projeto. Criação dos Cadastros; Desenvolvimento de Funcionalidades; Desenvolvimento de Relatórios; Testes; Plano de Implantação. Criação de testes em sistemas desenvolvidos; Versionamento de software; Governança em tecnologia da Informação; Cálculo de Ponto de Função. Marketing (Introdução e conceitos); Administração de Marketing; Técnicas de apresentação; Comunicação e Marketing; Comunicação empresarial; Mídias para divulgação de produtos; Marketing x Internet; Marketing x Ética. Disciplina Base Tecnológica Instrumental Segurança do Trabalho Português Aplicado Redação Oficial; Linguagem e estilo nas comunicações oficiais; Endereçamento; Fechos para comunicação; Noção de discurso, texto e contexto; Funções da linguagem; Gêneros textuais e modos de organização de textos; Intertextualidade: relação entre textos; Ortografia; Pontuação; Classes gramaticais; Emprego do hífen; Crase; Termos da oração; Concordância verbal e nominal; Aposto e vocativo; Homônimos e parônimos; Elaboração e interpretação de relatórios, manuais e catálogos. Matemática Aplicada Noções básicas de estatística; Regra de três; unidades de medidas; logaritmo. Informática Aplicada Noção de: Formatação de Texto seguindo as Normas da ABNT(Word), Formatação de Slides(Power Point), Criação de Planilhas e Gráficos(Excel) e Noções de Autocad. Responsabilidade Social Programa 5S, Reflexões sobre o tema Responsabilidade Social, Análise do projeto Bolsa Social e do Balanço Social,Stakeholders, Responsabilidade Social no contexto profissional. Profissionalizante Segurança do Trabalho Psicologia do Trabalho Introdução à Psicologia; Psicologia do Trabalho; Aspectos Psicossociais do Trabalho; Psicopatologia do Trabalho e do desemprego; Ergoterapia. Introdução à Análise ergonômica do Trabalho; Comportamento e personalidade/influências ambientais; Mecanismos de defesa; Relações interpessoais; Desenvolvimento profissional; Aspectos psicológicos do acidente de trabalho; Diferenças individuais; Ética. Impactos psicológicos das novas tecnologias de gestão; Fundamentos e Técnicas de apresentação oral e utilização de recursos áudio visuais.;papel e requisitos de aptidão do Técnico de Segurança do Trabalho na educação prevencionista. Legislação e Normas Técnicas Introdução à Segurança do trabalho Hierarquia das Leis; Consolidação das Leis trabalhistas; Direitos e deveres dos trabalhadores e empregadores; Recomendações e convênios da OIT; Legislação previdenciária; Normas e padrões internacionais; Aspectos legais das NRs e Noções jurídicas sobre as empresas Fundamentos e técnicas de estruturação de campanhas, seminários, palestras, treinamento, reuniões, etc; Legislação sobre Segurança e Medicina do Trabalho; Características de uma Política 18

19 Tecnologia de Prevenção e Combate a Sinistros Medicina no Trabalho e Primeiros Socorros Planejamento e Controle de Perdas Gestão Empresarial e da Qualidade Segurança no Trabalho de SST; Guia de intervenção em Saúde e Segurança no Trabalho. Processos de divulgação das normas de higiene e segurança do trabalho. Estudo da NR 1 (Disposições gerais), NR 2 (Inspeção prévia), NR 3 (Embargo ou interdição) e NR 4 (Serviços Especializados em Engenharia e em Medicina do Trabalho SESMT). Registro profissional do Técnico de Segurança do Trabalho no Ministério do Trabalho (NR 27). Normas Técnicas Nacionais e Internacionais de prevenção e combate ao fogo. Proteção Ativa e Passiva. Teoria e propagação do fogo. Classes de incêndio. Métodos de extinção de fogo. Equipamentos de combate a incêndio e de detecção e alarme. Técnicas de Abandono de área. Ações da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. Noções básicas de Explosividade e Inflamabilidade. Legislação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Estudo da NBR 12962(ABNT) Inspeção, Manutenção e Recarga em extintores. PAE - Plano de Ação Emergências. Introdução ao estudo da Tarifa de Seguro incêndio do Brasil TSIB. Explosivos (NR 19). Líquidos combustíveis e inflamáveis (NR 20). Fundamentos de saúde aplicada a trabalhadores. Doenças ocupacionais. Conceito de medicina do trabalho. Estudo da NR 7 (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional). Intoxicação: alimentar, por chumbo e produtos químicos. Importância da campanha preventiva. Nutrição e Vacinação. Controle médico e exame médico de saúde. Noções de fisiologia humana. Primeiros socorros: medidas gerais de atendimento; atendimentos aos portadores de lesões e intoxicações; técnicas de primeiros socorros: (queimaduras; desmaios; fraturas; hemorragias; afogamentos). Administração moderna de segurança e controle de perdas; Métodos de medição para gerência e administração de PCP; Princípios de segurança de sistemas (controle de danos e de perdas); Análise e procedimentos de trabalho; Investigação de acidentes; Avaliação de perdas de um sistema; Controle e registro de acidentes; Cálculos dos custos dos acidentes de trabalho; Gestão de riscos; Ações prevencionistas de ordem técnica para controle de perdas. Aspectos econômicos dos danos. Modelos gerenciais - histórico evolutivo; Teoria das Relações Humanas; Características de uma Organização; Absenteísmo e turn-over; Organização do trabalho; Comportamento nas organizações; Grupos de trabalho; Empreendedorismo; Liderança; Motivação; Sistemas de comunicação; Marketing e endomarketing; Técnicas de negociação;organogramas; Fluxogramas; POPs; Normas nacionais sobre sistemas de Gestão da Qualidade; Programa 5S - base para a qualidade total; Gerência pela Qualidade Total - filosofia; princípios básicos; suas ferramentas; Sistema de gestão e garantia da qualidade segundo as normas ISO 9000; ISO 14000; Prêmio Nacional da Qualidade - critérios; sistema de avaliação. Teoria do Risco e Perigo. Técnicas de identificação e análise de riscos. Técnicas de vulnerabilidade de pessoas e instalações. Técnicas de Planejamento para emergências. Condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho (NR 24). Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho. Fiscalização e penalidades (NR 28). Acidente de Trabalho - conceito técnico e legal, causas: 19

20 Princípios Industriais. Técnicos Higiene do Trabalho - Teoria e Prática Segurança na Construção investigação e providências, análise, custos, cadastro, estatísticas, comunicação e registro. Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT). Estatística de Acidentes; Estudo da NBR Aspectos sociais e econômicos da segurança do trabalho; Os efeitos do acidente do trabalho: trabalhador, família e empresa; Os reflexos dos acidentes em nível nacional e internacional; Reabilitação profissional; Definições de hábitos e condições inseguras; Técnicas de estruturação e aplicabilidade da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). Campanhas, cursos e palestras educativas sobre Saúde e Segurança no Trabalho; Guia de intervenção em Saúde e Segurança no Trabalho; Definições de hábitos e condições inseguras; Inspeção de segurança do trabalho. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA (NR 5). Segurança e saúde ocupacional na Mineração (NR 22). Providências legais em caso de acidentes graves ou fatais. Perfil Profissiográfico Previdenciário PPP: Discussão da Instrução Normativa - IN 99 do INSS; Preenchimento. Programa de Proteção Respiratória PPR: Leitura da IN 01 de 11/04/1994 (MTE). Programa de Conservação Auditivo PCA. Princípios de tecnologia industrial. Globalização e reestruturação produtiva. Manutenção preventiva, corretiva e preditiva. Transporte, movimentação, armazenagem e manuseio de materiais (NR 11). Máquinas e equipamentos (NR 12). Caldeiras e vasos de pressão (NR 13). Fornos (NR 14). Prevenção de acidentes com ferramentas manuais, máquinas e implementos agrícolas. Instalações Hidráulicas; Tipos de processos de soldagem : elétrica, oxigás, MIG, MAG. Sistemas de exaustão e ventilação. Proteção de Máquinas e Equipamentos: Relação dos Riscos; Medidas de Prevenção; Requisitos Básicos; Tipos de Proteção; Proteção do Ponto de Operação; Manutenção. Ferramentas Portáteis: Principais riscos que envolvem o uso de Ferramentas Portáteis; Recomendações básicas para a Prevenção de Acidentes; Seleção adequada, inspeção e manutenção das ferramentas; Ferramentas Motorizadas (Elétricas); Ferramentas Pneumáticas (Ar); Uso de Furadeiras, Serras, Lixadeiras Esmeris (Elétricas ou Pneumáticas); Ferramentas acionadas p/motor a Gasolina; Ferramentas acionadas por explosivo. Ferramentas Manuais: Ferramentas Manuais mais comuns; Ferramentas Anti-faísca; Armazenamento e Organização; Transporte de Ferramentas; Manutenção e Controle. Noções de: evolução da higiene industrial; Estudo dos agentes ambientais: agentes físicos (temperaturas extremas: calor e frio; ruído; pressões anormais; radiações ionizantes e não ionizantes; vibrações). Agentes químicos (gases; vapores orgânicos e inorgânicos; aerodispersóides; poeiras; fumos metálicos). Agentes biológicos (vírus; bactérias; fungos; bacilos; parasitas). Estudo da NR 15 (Atividades e operações insalubres) e estudo da NR 16 (Atividades e operações perigosas). LTCAT Laudo Técnico de Condições de Ambiente de Trabalho. Medidas de Controle de Agentes Ambientais (Físicos, Químicos e Biológicos): na fonte ( Substituição do Produto; Umidificação); na trajetória (Enclausuramento; Sistema de Ventilação); no indivíduo (Medidas Administrativas; Medidas Individuais). Estudo da Norma Regulamentadora NR-15 Ruído Contínuo ou Intermitente; Ruído de Impacto; Exposição ao Calor; Agentes Químicos; Poeiras Minerais; Condições Hiperbáricas; Radiações Ionizantes; Radiação Não Ionizante; Vibrações; Frio; Umidade; Agentes Químicos; Agentes Biológicos. Segurança do trabalho em questões da Construção Civil: 20

21 Civil Epidemiologia, Toxicologia e Doenças Ocupacionais Métodos e Técnica de Pesquisa e Trabalho de Conclusão de Curso Ergonomia Meio Ambiente e Biossegurança Segurança Industrial armazenamento, transporte e manuseio de materiais, máquinas e equipamentos pesados e leves. Condições sanitárias e de conforto na obras. Organização do trabalho no canteiro de obras. Sistemas e processos construtivos. Legislação específica: NR Elaboração de Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (PCMAT). Estudo de Edificações (NR 8) e trabalho a céu aberto (NR 21). Fundamentos do Desenho: Geometria Plana; Perspectiva Isométrica; Projeção Ortogonal; Cotagem; Cortes, Seções e Encurtamento; Escalas; Componentes Padronizados; Desenho de Conjuntos e de Detalhes; Análise de projetos. Epidemiologia: conceito e objetivos. Características da região e o campo da saúde. Recursos médicos sanitários da região e as enfermidades. Medidas profiláticas. Medidas gerais e notificação sanitária. Investigação epidemiológica. Doenças profissionais e do trabalho: conceitos, agentes causadores e conseqüências. Descrição da Doença; sintomatologia; efeitos a saúde; fontes geradoras; medidas de controle. Tipos: Silicose e Asbestose; surdez profissional; dermatose; saturnismo; leucopenia, leucemia e benzenismo; intoxicação respiratória. Realizar projetos de pesquisa relacionados à saúde, segurança e meio ambiente de trabalho, a partir da aplicação das normas técnicas de elaboração de trabalhos científicos. Ergonomia (NR 17) e seus anexos 1 (Trabalho dos operadores de checkout) e 2 (Trabalho em teleatendimento / telemarketing). Ergonomia: conceitos básicos, definições e tipos. Definição e Objetivo. Ergonomia de concepção, correção e conscientização. Benefícios da Ergonomia. Riscos ergonômicos. Levantamento e transporte manual de carga. Principais técnicas para manuseio de cargas. Limite de peso recomendado. Cálculo do Limite de peso recomendado. Iluminação, conforto térmico e acústico nos locais de trabalho. Principais erros comumente cometidos em relação à iluminação dos locais de trabalho. Recomendações ao conforto ambiental. Síndrome do Edifício Doente. Prevenção e qualidade de vida. Fadiga e monotonia. Estresse e Saúde mental no Trabalho. Assédio Moral no Trabalho. Sistema Homem-Máquina: definição; aperfeiçoamento do Sistema Homem-Máquina. Conceito de Organização do Trabalho: abrangência; efeitos do trabalho em turnos e noturno. Medidas de Prevenção para Lombalgias e LER/DORT. Análise Ergonômica do Trabalho. Normas sobre Meio Ambiente e Saneamento ambiental. O Meio Ambiente e a Constituição Federal. Educação Ambiental. Sistema de Gestão Ambiental. Segurança e saúde em estabelecimentos de saúde (NR 32). Biossegurança: procedimentos operacionais, sinalização e terminologias. Programa de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde (PGRSS). Resíduos industriais (NR 25). Tipos de tratamento de resíduos: Incineração; Aterros Industriais; Compostagem; Aterro Sanitário; Coleta Seletiva; Outras Formas de Disposição. Características técnicas de equipamentos de proteção coletiva e individual (NR 6). Programa de prevenção de riscos ambientais (NR 9). Instalações e serviços em eletricidade (NR 10). Sinalização de segurança (NR 26). Segurança e Saúde no trabalho em espaços confinados (NR 33). Rotulagem de Segurança. Ficha de Emergência. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos (FISPQ). Programa e projetos de SST desenvolvidos ou em desenvolvimento. 21

22 Português Instrumental Matemática Ética e Responsabilidade Social Informática Aplicada Disciplinas Instrumentais Recursos Humanos Linguagem, comunicação e interação. Análise de textos. Produção textual: domínio da expressão escrita (redação). Concordância verbal/nominal. Texto técnico/correspondência oficial e empresarial. Conceito de leitura: Leitura do mundo e leitura do texto. Conjuntos. Números inteiros, racionais e reais. Funções. Funções lineares, afins, quadráticas, exponenciais e logarítmicas. Análise Combinatória. Construção de gráficos de funções. Noções de matemática gerencial. Aplicações a problemas ligados à administração Relações sociais e ética; padrões valorativos; padrões de comportamento profissional; A ética nas relações de trabalho; Desenvolvimento sustentável; Responsabilidade Social corporativa O ambiente de trabalho do Windows. Organização dos arquivos em pastas. Microsoft Word. Microsoft Excel. Microsoft PowerPoint. Técnicas de apresentação. Técnicas de busca de informações na internet. Introdução a Administração Fundamentos de Recursos Humanos Legislação Trabalhista e Previdenciária Processo de Admissão e Rescisão de contrato de trabalho Folha de Pagamento e Controle de Frequência Noções de Segurança no Trabalho Comportamento Organizacional Recrutamento, Seleção Cargos, salários e Benefícios Disciplinas Profissionalizantes Recursos Humanos Introdução à administração: as funções do administrador e as funções administrativas. Bases históricas da teoria da administração e Administração de Pessoal. Evolução histórica da Administração de Recursos Humanos no Brasil: Modelo como Departamento Pessoal; - Modelo de Gestão de Pessoas como gestão do Comportamento; - Modelo Estratégico de Pessoas; - Modelo de Gestão de Pessoas articulado por competências. Processos e subsistemas de RH. Introdução ao Direito do Trabalho. Relação de Emprego. Contrato de Trabalho. Estabilidade. FGTS. Descanso remunerado; repouso semanal remunerado. Associação sindical e convenção coletiva do trabalho. Justiça do trabalho. Previdência e assistência social e legislação complementar. Admissão de pessoal: registros, documentos, carreira de trabalho, documentos da empresa, exame médico. Modelos: ficha de registro, opção do FGTS, contrato de experiência, declaração de dependentes, registro de ponto, ficha de salário família, termo de responsabilidade salário família. Salário, horário de trabalho, jornada de trabalho. Rescisão de contrato de trabalho. Documentações necessárias, procedimentos, tipos de rescisões contratuais, aviso prévio, cadastro geral de empregados e desempregados. Relação entre capital e trabalho. Folha de pagamento. Remuneração. Vencimentos. Adicionais. Descontos salariais. Contribuições. Benefícios. Fundo de garantia por tempo de serviço. Demonstrativo de pagamento. Salário Base. Imposto de renda retido na fonte. Décimo terceiro salário. Férias. Obrigações trabalhistas. Provisão da folha de salários. Ponto e registros. Segurança e medicina do trabalho. Equipamentos de proteção coletiva e individual. Programas corporativos de segurança no trabalho. CIPA. O enfoque comportamental nas teorias das organizações. Comportamento do individuo em grupo. Motivação. Cultura organizacional. Administração de conflito. Tomada de decisão. Habilidades gerenciais, comunicação e liderança.trabalho em equipe. Fontes de recrutamento e seleção. Custo e benefício do recrutamento e seleção. Avaliação do recrutamento. Papel do selecionador. Técnicas de seleção. Relação do requisitante com a área de recrutamento e seleção. Momento da decisão. Conceitos básicos de administração de cargos e salários, métodos de descrição e cargos e estrutura de cargos e salários para uma organização. 22

23 Política de Beneficios Treinamento e Desenvolvimento de Carreiras Avaliação de Desempenho e Gestão do Clima Gestão da Inclusão e Libras Levantamento das necessidades de treinamento. Tipos de treinamento. Etapas do treinamento. Programas de Treinamento e Desenvolvimento como fator chave para o sucesso organizacional. Blocos e perfis de competências. Carreira como trajetória de competências Construção de um sistema integrado de avaliação de desempenho. Etapas do planejamento: diagnóstico; construção do instrumental; implantação divulgação interna do processo e dos instrumentos e validação. Aplicação dos instrumentos. Treinamento dos avaliadores. Apuração dos dados. Análise e administração dos resultados. Conceito de Clima organizacional. Pesquisa de clima: etapas Informações básicas de alguns Portadores de Necessidades Especiais e de pessoas excluídas socialmente. Os problemas específicos do mercado de trabalho, a inserção, a qualificação e a competência desses profissionais. Tipos de deficiências bem como algumas leis específicas. Estudo básico da língua de sinais enquanto a língua natural dos surdos, a gramática e as especificidades desta língua 23

24 ANEXO III PROFESSOR ATRIBUIÇÕES CARGA-HORÁRIA REMUNERAÇÃO a)planejar e executar o trabalho docente, em consonância com o plano curricular da escola e atendendo ao avanço da tecnologia educacional; b) Levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; c) Definir, operacionalmente, os objetivos do plano curricular, a nível de sua sala de aula; d) Selecionar e organizar formas de execução - situações de experiências; 24 horas semanais sendo e) Definir e utilizar formas de 18 horas em classe e 06 avaliação, condizentes com o extraclasse. esquema de referências teóricas utilizado pela escola; f) Realizar sua ação cooperativamente no âmbito escolar; g) Participar de reuniões, conselho de classe, atividades cívicas e outras; h) Atender a solicitações da dire ção da escola referentes a sua ação docente desenvolvida no âmbito escolar. R$ 1455,30 reais + Vale Transporte. PROFESSOR- COORDENADOR a)planejar e executar o trabalho docente, em consonância com o plano curricular da escola e atendendo ao avanço da tecnologia educacional; b) Levantar e interpretar dados relativos à realidade de sua classe; c) Definir, operacionalmente, os objetivos do plano curricular, a nível de sua sala de aula; d) Selecionar e organizar formas de execução - situações de experiências; e) Definir e utilizar formas de avaliação, condizentes com o esquema de referências teóricas utilizado pela escola; f) Realizar sua ação cooperativamente no âmbito escolar; g) Participar de reuniões, conselho de classe, atividades cívicas e outras; h) Atender a solicitações da dire ção da escola referentes a sua ação docente desenvolvida no âmbito escolar. 24 horas semanais R$ 1455,30 reais + Vale Transporte. 24

25 i) Coordenador o trabalhos dos professores sobre sua supervisão j)orientar alunos para Campos de Estágio e para Confecção do Relatório de Estágio, Corrigir Relatórios de Estágio. k) Planejar Seminários e Palestras 25

26 ANEXO IV FICHA DE INSCRIÇÃO DE DOCENTE Disciplina de interesse: Nome Completo: Sexo: Masculino Feminino Estado Civil: Data de Nascimento: / / Endereço: Nº: Complemento: Bairro: Cidade: UF: CEP: Telefones: Fixo: Celular: Instituição Empregadora: Profissão: Endereço Comercial: Nº: Complemento: Bairro: Cidade: UF: CEP: Maior Titulação: Graduado Especialista Mestre Doutor Ano: Nome da Instituição: Título da Monografia: Título da Dissertação: Experiência docente: mais de 3 anos entre 2 e 3 anos entre 1 e 2 anos menos de 1 ano Nome da Instituição: Período: Área de Conhecimento: Experiência técnica na área específica para a qual se candidata: mais de 3 anos entre 2 e 3 anos entre 1 e 2 anos menos de 1 ano Atuação: Referências: Assinatura: Data: 26

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho;

Aplicar os princípios de ergonomia na realização do trabalho; Curso: Técnico de Segurança do Trabalho Curso Reconhecido pelo MEC: PORTARIA N 959/2007 Apresentação: O curso de Técnico de Segurança do Trabalho da Conhecer Escola Técnica é reconhecido pela excelência

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015 EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 028/2015 De acordo com o disposto no Regulamento de Processo Seletivo, devidamente registrado no 1º OFICIAL DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS de Marília,

Leia mais

Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente

Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente Curso Técnico em Segurança do Trabalho Subsequente PERFIL PROFISSIONAL Profissional capaz de orientar e intervir na realidade do processo produtivo, promovendo mudanças em relação às aplicações tecnológicas

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 84, DE 23 DE JULHO DE O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus São Luís Centro Histórico, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período de 24/07/2014

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO NORMAS REGULAMENTADORAS - NR ABAIXO ESTÃO AS NORMAS REGULAMENTADORAS VIGENTES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO NR 1 - Disposições Gerais As Normas Regulamentadoras são de observância obrigatória por

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 301/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A PRÓ-REITORIA DE PÓS GRADUAÇÃO - PRPG

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 301/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A PRÓ-REITORIA DE PÓS GRADUAÇÃO - PRPG PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 301/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A PRÓ-REITORIA DE PÓS GRADUAÇÃO - PRPG A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP torna pública

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO Coordenadoria de Estágio EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015. EDITAL Nº 06/2015, DE 17 DE AGOSTO DE 2015. SELEÇÃO PÚBLICA DESTINADA AO PREENCHIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO NÃO- OBRIGATÓRIO (E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA) PARA ESTUDANTES DE CURSOS TÉCNICOS DA ÁREA

Leia mais

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP.

EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. EDITAL Nº 006/2010 DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA O QUADRO DE ESTAGIÁRIOS DO MP-AP. A PRESIDENTE DA COMISSÃO instituída pela Portaria 0377/2010- GAP/PGJ, de 22 de Novembro de 2010, torna pública

Leia mais

Imprensa Oficial do Município de Osasco Página 37

Imprensa Oficial do Município de Osasco Página 37 Imprensa Oficial do Município de Osasco Página 37 EDITAL ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 007/2015 De ordem do Senhor Presidente da Fundação Instituto Tecnológico de Osasco, através da Comissão

Leia mais

1. Requisitos para participação no processo seletivo:

1. Requisitos para participação no processo seletivo: O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso, CNPJ Nº. 03.534.450/0001-52, situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 3999- Bairro: CPA na cidade de Cuiabá-MT, torna

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS. EDITAL N o 003/2007

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS. EDITAL N o 003/2007 1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS EDITAL N o 003/2007 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES E/OU PESQUISADORES COM TITULAÇÃO ACADÊMICA DE MESTRES OU DOUTORES A Fundação Universidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 205/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 205/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 205/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O INSTITUTO DE MATEMÁTICA, ESTATÍSTICA E COMPUTAÇÃO CIENTÍFICA- IMECC A Fundação de Desenvolvimento

Leia mais

A GESTÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO

A GESTÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO R & W Engenharia Fundada em 19 de abril de 1991. Prestação de serviços em segurança do trabalho atendendo em especial as NRs6, 9, 13, 15, 16 e 17 com emissão de laudos técnicos. Treinamentos como: Cipa,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA E D I T A L Nº 006/2015, de 24 de março de 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORIA A DISTÂNCIA DO CURSO DE BACHARELADO EM

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA E D I T A L Nº 003/2015, de 20 de março de 2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORIA A DISTÂNCIA PARA O CURSO DE LICENCIATURA

Leia mais

UNI-FACEF - CONCURSO PÚBLICO EDITAL UNI-FACEF Nº 01/2005

UNI-FACEF - CONCURSO PÚBLICO EDITAL UNI-FACEF Nº 01/2005 UNI-FACEF - CONCURSO PÚBLICO EDITAL UNI-FACEF Nº 01/2005 A Reitora do Uni-FACEF Centro Universitário de Franca faz saber que fará realizar Concurso Público para formação de cadastro de reserva e preenchimento

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 50, DE 27 DE AGOSTO DE

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 50, DE 27 DE AGOSTO DE O Diretor Geral Pró-Tempore do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus São Luís Centro Histórico, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho

Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho Edital GERIR HUGO Nº 003/2015 Processo Seletivo Simplificado para Contratação Engenheiro de Segurança do Trabalho O Instituto GERIR, entidade de direito privado e sem fins lucrativos, classificado como

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Secretaria de Educação de Pernambuco SE, tendo em vista o disposto nas Leis Estaduais n.º 11.216 de 20 de junho de 1995, 10.954 de 17 de setembro de 1993, 11.736

Leia mais

DESCRIÇÃO DE DISCIPLINA

DESCRIÇÃO DE DISCIPLINA Introdução à Engenharia de Segurança do Trabalho 30 h Aspectos históricos, econômicos, políticos e sociais. O papel e as responsabilidades do Engenheiro de Segurança do Trabalho. Acidentes no trabalho.

Leia mais

Curso de Especialização em ENFERMAGEM DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL

Curso de Especialização em ENFERMAGEM DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL Curso de Especialização em ENFERMAGEM DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Enfermagem e Saúde NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Enfermagem do Trabalho

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no

Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no Com carga horária de 480 horas o curso Enfermagem do Trabalho é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos diversos pólos, atividades

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 06/2014, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO IV RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Administração

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único Curso Técnico Segurança do Trabalho Introdução a Segurança do Trabalho Módulo Único SeÄÅo IX Das InstalaÄÉes ElÑtricas Art. 179 - O Ministério do Trabalho disporá sobre as condições de segurança e as medidas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAU EDITAL DE SELEÇÃO Nº 20/2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO POR PRAZO DETERMINADO O Prefeito Municipal de Marau, no uso de suas atribuições, visando a contratação

Leia mais

EDITAL Nº 224, DE 24 DE SETEMBRO DE 2013

EDITAL Nº 224, DE 24 DE SETEMBRO DE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 224, DE 24 DE SETEMBRO

Leia mais

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 03, DE 03 DE JULHO DE 2015.

EDITAL INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO N 03, DE 03 DE JULHO DE 2015. O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Campus Imperatriz-MA, no uso de suas atribuições, torna público que estarão abertas no período de 01/07/2015 a 22/07/2015

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO ESPECIAL COMPLEMENTAR Nº 04/2009 PROJOVEM URBANO NOVO HAMBURGO A Pró-Reitora de Extensão e Assuntos Comunitários do Centro Universitário Feevale, no uso de suas atribuições,

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015.

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PRESIDENTE FIGUEIREDO-AM Nº 001 DE 02 DE MARÇO DE 2015. A Prefeitura Municipal de Presidente Figueiredo-AM torna Público, para conhecimento dos interessados que o EDITAL 001/2015,

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO

PREFEITURA DE MONTES CLAROS SECRETARIA MUNCIPAL DE PLANEJAMENTO E GESTÃO EDITAL nº 005/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTE E JUVENTUDE A Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão,

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 08/2014, de 14 de fevereiro de 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA. E D I T A L Nº 08/2014, de 14 de fevereiro de 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA E D I T A L Nº 08/2014, de 14 de fevereiro de 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORIA A DISTÂNCIA O CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO. CHAMADA PÚBLICA Nº 002/2014 CEAD-UnB

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO. CHAMADA PÚBLICA Nº 002/2014 CEAD-UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 002/2014 CEAD-UnB Brasília, 28 de março de 2014 A diretora do Centro de Educação

Leia mais

FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016

FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016 FACULDADE FIPECAFI PROCESSO SELETIVO 2016 O Diretor Geral da Faculdade FIPECAFI (doravante também designada Instituição ), no uso de suas atribuições legais e com base na ata de reunião que foi aprovada

Leia mais

Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho, edição de 02 de maio de 2011.

Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho, edição de 02 de maio de 2011. Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho, edição de 02 de maio de 2011. EDITAL Nº 07/2011 RETIFICAÇÃO O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o Concurso Público

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015 EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015 De acordo com o disposto no Regulamento de Processo Seletivo, devidamente registrado no 1º OFICIAL DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS de Marília,

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, Nº 272/04/2015, PROCESSO Nº 4391/2015

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, Nº 272/04/2015, PROCESSO Nº 4391/2015 * CIDADE SÃO PAULO, FATEC SEBRAE EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO, Nº 272/04/2015, PROCESSO Nº 4391/2015 Publicado no D.O.E. de 15/08/2015 Seção I página 221 O Diretor

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO - SST No Brasil a Segurança e Medicina no Trabalho é regulamentada pela portaria 3214/78, atualmente com 36 Normas Regulamentadoras do Ministério

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015

PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015 O Presidente da Câmara Municipal de Alfenas, Enéias Ferreira de Rezende, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes.

SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S. Objetivo: Instruir quanto ao campo de aplicação das NR s e direitos e obrigações das partes. SÚMULA DAS NORMAS REGULAMENTADORAS NR S NR-1 DISPOSIÇÕES GERAIS O campo de aplicação de todas as Normas Regulamentadoras de segurança e medicina do trabalho urbano, bem como os direitos e obrigações do

Leia mais

Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EM PETRÓLEO E GÁS

Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EM PETRÓLEO E GÁS Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM GESTÃO EM PETRÓLEO E GÁS ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação Gestão Educacional NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em MBA Executivo

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM EDITAL Nº 098/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

AVISO DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015

AVISO DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015 AVISO DE SELEÇÃO Nº 19/ 2015 O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará realiza processo seletivo de profissionais para atuação em Fortaleza/CE. Os candidatos selecionados deverão estar

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE

Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE Curso de Especialização em MBA EXECUTIVO EM SEGURANÇA NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE ÁREA DO CONHECIMENTO: Administração NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em MBA Executivo em

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP torna

Leia mais

Condições de Trabalho

Condições de Trabalho COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0664-2012-01 INSTRUTOR DE PRÁTICAS PROFISSIONAIS - ATIVIDADES AVANÇADAS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO / PRODUÇÃO DE SOFTWARE SENAI-SP A Diretoria de Recursos Humanos do SENAI-SP

Leia mais

EDITAL PARA PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA DA ESTÁCIO EM CUIABA

EDITAL PARA PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA DA ESTÁCIO EM CUIABA EDITAL PARA PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE DOCENTES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA DA ESTÁCIO EM CUIABA A Faculdade Estácio em Cuiaba divulga processo seletivo para Professor

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS ANALISTA DO SEGURO SOCIAL CONHECIMENTOS BÁSICOS VOLUME I ÍNDICE Língua Portuguesa 1 Compreensão e interpretação de textos.... 1 2 Tipologia textual.... 10 3 Ortografia

Leia mais

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de textos Tipologia textual Ortografia oficial Acentuação gráfica Emprego das classes de palavras Emprego do sinal indicativo de crase Sintaxe da oração e

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2013. Qualificação: SEM CERTIFICAÇÃO TÉCNICA

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2013. Qualificação: SEM CERTIFICAÇÃO TÉCNICA Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr. Francisco Nogueira de Lima Código:059 Município: CASA BRANCA Área Profissional: AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA Habilitação Profissional: TÉCNICO EM SEGURANÇA

Leia mais

EDITAL - Processo Seletivo 01/2014 - Contratação Temporária

EDITAL - Processo Seletivo 01/2014 - Contratação Temporária EDITAL - Processo Seletivo 01/2014 - Contratação Temporária O SUPERINTENDENTE DA FIEB - FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI, município de BARUERI, SP, no uso de suas atribuições estabelece a ABERTURA

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 45

PROVA ESPECÍFICA Cargo 45 11 PROVA ESPECÍFICA Cargo 45 QUESTÃO 26 Sobre os Limites de Tolerância para exposição ao calor, em regime de trabalho intermitente, com períodos de descanso no próprio local de prestação de serviço, de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp-FUNCAMP

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2010, REFERENTE À CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA O Diretor Presidente do Departamento Municipal de Eletricidade de Poços de Caldas DME-PC, no uso de suas atribuições, considerando

Leia mais

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013

EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 EDITAL N. 002/2013/FMS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE MEDICOS PROC- 311/2013 O, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob o nº. 15.845.340/0001-90, estabelecido com sua

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 068/2012-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (A DISTÂNCIA)

Leia mais

Edital n. 011/2013, de 06 setembro de 2013

Edital n. 011/2013, de 06 setembro de 2013 Edital n. 011/2013, de 06 setembro de 2013 Dispõe sobre o processo simplificado de seleção de tutor de curso a distância para acompanhamento de cursistas no ambiente virtual de aprendizagem e avaliador

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 061/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições para o processo seletivo de TUTORIA (A Distância) para

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Segundo a OMS, a verificação de condições de Higiene e Segurança consiste num estado de bem-estar estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença e enfermidades.

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 114/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

Inscrições até 08.02.2013, na Internet (www.sesisp.org.br/trabalheconosco ou www.sp.senai.br/trabalheconosco).

Inscrições até 08.02.2013, na Internet (www.sesisp.org.br/trabalheconosco ou www.sp.senai.br/trabalheconosco). COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 000098-2013-A ANALISTA DE SEGURANÇA EM TI (01 VAGA) DTI - SUPERVISÃO DE QUALIDADE E SEGURANÇA EM TI SESI / SENAI-SP R$ 5.147,74 40 HORAS SEMANAIS DRH-SS/SN-SE 000098-2013-A

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES O Diretor Presidente da COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO CODEPAS, no uso de suas atribuições legais, e conforme determina o art.

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015, DE 15 DE ABRIL DE

EDITAL Nº 01/2015, DE 15 DE ABRIL DE Edital nº 01, de 15 de abril de 2015, da Universidade Federal de Pelotas UFPEL, referente ao processo seletivo simplificado, para a função temporária de TUTOR PRESENCIAL para atuar no Curso de Especialização

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM EDITAL Nº 079/2014-UAB-UEM A Coordenadora da UAB da Universidade Estadual de Maringá, no uso das atribuições, TORNA PÚBLICO: A abertura de inscrições do processo seletivo para contratação de TUTOR (PRESENCIAL)

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS

DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS DIRETRIZES GERAIS REFERENTE À SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMPRESAS CONTRATADAS 1) OBJETO 1.1) As diretrizes aqui apresentadas tem o objetivo de instruir as empresas contratadas pela, UNILA, quanto

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0007-2015. CARGO: Instrutor II Engenharia de Segurança MANAUS. SENAI - Amazonas

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0007-2015. CARGO: Instrutor II Engenharia de Segurança MANAUS. SENAI - Amazonas COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0007-2015 CARGO: Instrutor II Engenharia de Segurança MANAUS SENAI - Amazonas O Departamento de Gestão de Pessoas do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Amazonas

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva, convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A unidade nacional do Sescoop Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014, de 04 de fevereiro de 2014. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES À DISTÂNCIA

EDITAL Nº 04/2014, de 04 de fevereiro de 2014. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES À DISTÂNCIA EDITAL Nº 04/2014, de 04 de fevereiro de 2014. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES À DISTÂNCIA O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NA JUSTIÇA FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL NÍVEL TÉCNICO ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NA JUSTIÇA FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL NÍVEL TÉCNICO ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Publicação Interna em 08/08/2014 SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO GRANDE DO SUL Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 600 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre - RS - www.jfrs.jus.br EDITAL PROCESSO

Leia mais

Anexo contratual: Health and Safety (HAS)

Anexo contratual: Health and Safety (HAS) Com a premissa fundamental de perpetuar a visão preventiva e o controle eficaz dos riscos operacionais, este anexo contratual determina os princípios legais e gerenciais para a manutenção da integridade

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO E SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL ACADEMIA DE POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO E SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL ACADEMIA DE POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL PROCESSO DE RECRUTAMENTO DE PESSOAL INTERNO ACADEPOL CONCURSO PARA SELEÇÃO DE ANALISTA E DESENVOLVEDOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (Fábrica de Software), TÉCNICO PARA GERÊNCIA DE ENSINO E TÉCNICO PARA GERÊNCIA

Leia mais

AVISO DE SELEÇÃO Nº 07/2015

AVISO DE SELEÇÃO Nº 07/2015 AVISO DE SELEÇÃO Nº 07/2015 O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Ceará realiza processo seletivo de profissionais para atuação em Fortaleza/CE e Maracanaú/CE. Os candidatos selecionados

Leia mais

EDITAL Nº 44 /2014, de 16 de dezembro de 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES PRESENCIAIS PROCESSO Nº 23355.

EDITAL Nº 44 /2014, de 16 de dezembro de 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES PRESENCIAIS PROCESSO Nº 23355. EDITAL Nº 44 /2014, de 16 de dezembro de 2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA TUTORES PRESENCIAIS PROCESSO Nº 23355.000836/2014-01 O Diretor Geral do campus Barbacena do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

SEGUE EDITAL VERTICALIZADO PARA O CONCURSO DE AGENTE ADMINISTRATIVO DA POLÍCIA FEDERAL

SEGUE EDITAL VERTICALIZADO PARA O CONCURSO DE AGENTE ADMINISTRATIVO DA POLÍCIA FEDERAL SEGUE EDITAL VERTICALIZADO PARA O CONCURSO DE AGENTE ADMINISTRATIVO DA POLÍCIA FEDERAL 13 DOS OBJETOS DE AVALIAÇÃO (HABILIDADES E CONHECIMENTOS) 13.1 HABILIDADES 13.1.1 Os itens das provas poderão avaliar

Leia mais

ANEXO: BIBLIOGRAFIA UTILIZADA NAS DISCIPLINAS

ANEXO: BIBLIOGRAFIA UTILIZADA NAS DISCIPLINAS EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO DOCENTE FACULDADE DE TECNOLOGIA DE AMERICANA EDITAL DE ABERTURA N.º 271 /2008 DE INSCRIÇÕES PARA CONCURSO PÚBLICO DOCENTE POR TEMPO INDETERMINADO PARA A FACULDADE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 454/2010

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 454/2010 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 454/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O AMBULATÓRIO MÉDICO DE ESPECIALIDADES - AME - MOGI GUAÇU A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp -

Leia mais

Condições de Trabalho

Condições de Trabalho COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0642-2012-01 INSTRUTOR DE PRÁTICAS PROFISSIONAIS - ATIVIDADES AVANÇADAS ELETROELETRÔNICA / MANUTENÇÃO ELETROELETRÔNICA 01 VAGA PARA SÃO PAULO SP SENAI-SP A Diretoria

Leia mais

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 Aprova as Normas Regulamentadoras - NR - do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0224-2015-A MÉDICO SST - RESPONSÁVEL PCMSO SANTO ANDRÉ - SP

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0224-2015-A MÉDICO SST - RESPONSÁVEL PCMSO SANTO ANDRÉ - SP COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0224-2015-A MÉDICO SST - RESPONSÁVEL PCMSO SANTO ANDRÉ - SP A Diretoria de Recursos Humanos do SESI-SP abre inscrições para candidatos interessados em participar do processo

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 CEAD-UNB

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 CEAD-UNB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 CEAD-UNB A Diretora do Centro de Educação a Distância da Universidade de

Leia mais

CONDIÇÕES DE TRABALHO

CONDIÇÕES DE TRABALHO COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO POR ORDEM DE INSCRIÇÃO Nº 000158-2015-A ASSISTENTE DE APOIO ADMINISTRATIVO FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA CONTRATO POR PRAZO DETERMINADO SESI-SP A Diretoria de Recursos Humanos

Leia mais