CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA"

Transcrição

1 CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA Pacajus - CE Maio/2011.1

2 Sumário Apoio e Parcerias:... 3 Justificativa... 4 Introdução... 5 Objetivos... 6 Objetivo Geral:... 6 Objetivo Específico:... 6 Público Alvo... 7 Plano de ação:... 8 Programação... 9 Local:... 9 Recursos necessários: Anexos Layout do espaço... 11

3 Apoio e Parcerias: Núcleo Gestor: Diretora Vitória Cunha Coordenadora Margarida Coordenadora Roselena Fernades Coordenadora Socorro Freitas Coordenação do Curso de Informática João Paulo O. Lima Orientadores de Estágio Auricélio Matos Raphael Sanzio Professores LEI Edson Omar Simony Santos Walmira Diretor de Turma Edilberto Denise Discentes Alunos do 2º ano de Informática Alunos do 3º ano de Informática

4 Justificativa Com o crescente desenvolvimento tecnológico em nosso estado e com o intuito de contribuir para com a sociedade, nasceu o desejo de organizar uma feira a qual pudéssemos apresentar o potencial dos nossos jovens, na busca de trazer ao mercado alternativas para o empreendedorismo, como também expor sistemas e tecnologias que os próprios alunos estão desenvolvendo para o mercado.

5 Introdução O FET Feira de Empreendedorismo e Tecnologia da Escola Estadual de Educação Profissional José Maria Falcão é um projeto realizado com os alunos do 2º ano do curso Técnico em Informática na disciplina de Gestão e Empreendedorismo, que busca contribuir com o mercado e sociedade apresentando novas alternativas em empreendedorismo e soluções tecnológicas em produtos e serviços. Os alunos ao decorrer da disciplina idealizaram e criaram empresas algumas fictícias outras com pretensões de implantação ao termino do curso, criaram os seus produtos e serviços desenvolvendo a sua capacidade empreendedora, algumas destas empresas pretendem atuar na área de software, informação e serviços. Nesta etapa de conclusão da disciplina os alunos irão apresentar o plano de negocio destas empresas as quais eles idealizaram, apresentar seus produtos e serviços, onde cada empresa estará com um stand para realizar a apresentação da mesma, esta feira é organizada pelos próprios alunos com a orientação do professor, alem destas empresas também serão apresentados projetos de sistemas que os alunos do 3º ano de informática estão desenvolvendo. Estes jovens estão entrando em uma caminhada para o futuro, com um espírito empreendedor transformam idéias em oportunidades.

6 Objetivos Objetivo Geral: Disseminar a cultura empreendedora e tecnológica no município. Objetivo Específico: Apresentar produtos e serviços na área tecnológica. Mostrar soluções tecnológicas em softwares que podem ser adquiridas pelos empresários. Incentivar o empreendedorismo na região. Expor os projetos de empreendedorismo dos alunos da instituição.

7 Público Alvo Empresários que desejarem conhecer o potencial tecnológico do município. Todos que desejarem conhecer os novos empreendimentos que futuramente podem vir a serem implantados no município através destes jovens. Todos que participam direta ou indiretamente da formação técnica e profissionalizante dos alunos do curso de informática dessa Unidade Escolar. A comunidade em geral do município e circunvizinhanças.

8 Plano de ação: Reunir a equipe da EEEP José Maria Falcão para definirmos os projetos que serão apresentados. Articular com a coordenação a data e os recursos para o evento; Produzir convite para o evento, comunicando aos convidados dia e horários da Feira; Entregar os convites; Selecionar os palestrantes e coletar os recursos desejados para sua apresentação; Desenvolver e imprimir folheto com a agenda da Feira; Confeccionar Certificado de participação para os palestrantes, autoridades e alunos; Preparação do esboço e dos recursos áudios-visuais para a Feira; Divulgação em rádio, Televisão, redes sociais e outros meios de comunicação. Organizar stands para exposição das empresas e projetos de sistemas.

9 Programação Dia 30 de Junho de Horário Atividade Descrição 17:30 Abertura da Feira Agradecimentos e formação de uma mesa de autoridades. Dança de Abertura: Dança dos Alunos da ExpoQuimica. Lançamento do Projeto TV JMF DIGITAL. Exposição dos projetos de Empresas. Exposição de Projetos de Sistemas. Palestra sobre Empreendedorismo. Stand do Install Fest. O Projeto da TV JMF Digital propõe-se criar uma TV dentro da escola para disseminação cultural, educacional de forma interativa, auxiliando alunos e professores na construção do conhecimento. Apresentação de projeto de empresas da Disciplina de Gestão e Empreendedorismo. Sistemas que os alunos estão desenvolvendo na linguagem Java. Festival de Instalação de Softwares livres, dicas sobre softwares, e jogos no Linux. Local: E.E.E.P José Maria Falcão Data: 30 de Junho de 2011 A partir das 17:30 h.

10 Recursos necessários: Notebook; Tela de Projeção (02); Projetor de Vídeo (03); Extensões e adaptadores elétricos (10); Sistema de som; Espaço para realização da Feira e mesas para a banca de autoridades; Ornamentos; Stands (16) Pessoal de logística e apoio. Palco pequeno.

11 Anexos Layout do espaço Espaço do Software Livre e Jogos

GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016

GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016 GUIA DE SOLICITAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1º semestre de 2016 FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BOTUCATU Fevereiro 2016 R0 Objetivo do Guia: Demonstrar o processo para elaboração de

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

Regulamento XVII Maratona de Empreendedorismo da UFRGS

Regulamento XVII Maratona de Empreendedorismo da UFRGS Regulamento XVII Maratona de Empreendedorismo da UFRGS A Maratona de Empreendedorismo é um curso e competição de ideias de startup, idealizado pela Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico da UFRGS -

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Ribeirão Pires 2016 Missão da FIRP

Leia mais

TERMO DE ABERTURA DO PROJETO

TERMO DE ABERTURA DO PROJETO 1 Nome do Programa 2 Código Programa Comunicação CAIS 0106 3 Projetos Memória do Confea 4 Gestor Especial - Coordenador(a) 5 Tipo de Projeto Especial 6 Gestor(a) 6 Programa Wanessa Borges Severino CAIS

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES FIP/MAGSUL 2016

PROJETO DAS FACULDADES FIP/MAGSUL 2016 Administração: (Bacharel) Direito: (Bacharel) Mantida pela A.E.S.P. R: Tiradentes, 322 Centro Tel.: (67) 3437-8820 Ponta Porã MS Home Page: www.magsul-ms.com.br E-mail: magsul@terra.com.br PROJETO DAS

Leia mais

DESAFIO DA HORA DO CÓDIGO ESTADO DO PARANÁ

DESAFIO DA HORA DO CÓDIGO ESTADO DO PARANÁ DESAFIO DA HORA DO CÓDIGO ESTADO DO PARANÁ Cascavel, 25 de Novembro de 2016 Versão 5 Organização Apoio Apresentação Saber programar é uma habilidade importante em um mundo digital. Hoje em dia não basta

Leia mais

EDITAL PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS DA ICEI PUC MINAS - 12 EDIÇÃO/2016

EDITAL PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS DA ICEI PUC MINAS - 12 EDIÇÃO/2016 EDITAL PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS DA ICEI PUC MINAS - 12 EDIÇÃO/2016 O Programa de Pré-Aceleração de Negócios da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e o programa de empreendedorismo

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

COORDENADORIA DE EXTENSÃO À COMUNIDADE FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO / INESUL EDITAL Nº 02 / 2009 ATIVIDADES DE EXTENSÃO A COMUNIDADE

COORDENADORIA DE EXTENSÃO À COMUNIDADE FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO / INESUL EDITAL Nº 02 / 2009 ATIVIDADES DE EXTENSÃO A COMUNIDADE COORDENADORIA DE EXTENSÃO À COMUNIDADE FACULDADE EDUCACIONAL DE COLOMBO / INESUL EDITAL Nº 02 / 2009 ATIVIDADES DE EXTENSÃO A COMUNIDADE A Coordenação de Extensão a Comunidade torna público as atividades

Leia mais

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014.

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. Prefeitura de Erechim Prefeito Paulo Alfredo Polis Vice-Prefeita Ana Lúcia de Oliveira

Leia mais

IV FEIRA DE CIÊNCIAS DE SINOP. II Feira de Ciências KIDS!

IV FEIRA DE CIÊNCIAS DE SINOP. II Feira de Ciências KIDS! IV FEIRA DE CIÊNCIAS DE SINOP II Feira de Ciências KIDS! Tópicos abordados na formação Apresentação da proposta - Prof. Reginaldo Costa Relatos das experiências exitosas - Prof. Jeferson Zanin Como organizar,

Leia mais

Proposta de Ação de Extensão

Proposta de Ação de Extensão Proposta de Ação de Extensão Dados Gerais Evento: PET INCENTIVA PREAE: Proponente: Daniel Juliano Pamplona da Silva (Instituto de Ciência e Tecnologia) Edital: 06/2015 (Fluxo contínuo - EVENTOS) Área CNPq:

Leia mais

FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA

FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA REALIZAÇÃO: DISCENTES DO 6 PERÍODO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM ALIMENTOS FERNANDA PÉRICO ALVES

Leia mais

Legislação Educacional - RME

Legislação Educacional - RME Diário Oficial de 16/07/2013 página 34 COMUNICADO Nº 990, DE 15 DE JULHO DE 2013 O Secretário Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Diretoria

Leia mais

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2

Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Barulho Empreendedor Escola Estadual João XXIII Sala 8 - Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Kátia Valéria C.T.Peressinotto Marilda Suzani Gonçalves Realização: Foco Desenvolver competências e habilidades

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP ANEXO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1º

Leia mais

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC

PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC PLANO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PRONATEC Dados da Instituição Razão Social Esfera Administrativa Site de Instituição e do Programa Universidade Federal de Viçosa - Campus UFV Florestal

Leia mais

Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços. Senac Jundiaí

Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços. Senac Jundiaí Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços Senac Jundiaí Aprendizagem em Comércio de Bens e Serviços Senac Jundiaí 1997 Início do Programa de Aprendizagem em Jundiaí (1 turma) 2000 Parceria com Secretaria

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP

APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP APRESENTAÇÃO HUB SEBRAE-SP HUB SEBRAE-SP O QUE É HUB? O princípio do HUB vem da informática, sendo um dispositivo com diferentes portas para conexão de pequenos equipamentos de vários tipos. Nessse contexto,

Leia mais

PROJETO: PARCERIA ESCOLA/EMPRESA TUTORIA I

PROJETO: PARCERIA ESCOLA/EMPRESA TUTORIA I PROJETO: PARCERIA ESCOLA/EMPRESA - 2012 TUTORIA I IDENTIFICAÇÃO: Coordenação: José Edmilson da Silva; Execução: José Edmilson, Ronan Pereira, Eliane Fonseca, Cristina P, Maria Célia, Pedro Eduardo, Leonardo,

Leia mais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Atividade Final: Elaboração de Pré-Projeto Aluno: Maurício Francheschis Negri 1 Identificação do Projeto Rede Mobilizadores Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Um dia na escola do meu filho:

Leia mais

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o

O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o APRESENTAÇÃO O PROJETO O Encontro de gestão integrada de resíduos Da Geração ao Descarte acontece em 2016 e tem por objetivo levantar questões a respeito de todo o desenvolvimento da cadeia logística do

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

JÚNIOR/2013 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO

JÚNIOR/2013 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO JÚNIOR/2013 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental REGULAMENTO 1 DENOMINAÇÃO A Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental 2013, neste regulamento denominada MOSTRATEC JUNIOR 2013, é organizada pela Fundação

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria. I ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL Santa Maria - RS 25 a 27 de abril

Universidade Federal de Santa Maria. I ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL Santa Maria - RS 25 a 27 de abril Universidade Federal de Santa Maria I ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL Santa Maria - RS 25 a 27 de abril 2012 O presente documento tem por objetivo apresentar o I Encontro Nacional de

Leia mais

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências

Wanessa Dose Bittar Formação Cursos Extras Experiências Wanessa Dose Bittar Formação -Especializada em Engenharia de Produção ( UFJF) -Graduada em Educação Artística ( UFJF) -Técnica em Design ( CTU) Cursos Extras -Educação Empreendedora pelo Endeavor Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE RIBEIRÃO PRETO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE RIBEIRÃO PRETO NORMAS QUE REGULARIZAM O PROGRAMA DE TUTORIA OFERECIDO AOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO DA FORP-USP CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DO PROGRAMA Artigo 1º - Os objetivos do Programa de Tutoria são: I Gerais: Contribuir

Leia mais

1. DO OBJETO 1.1 O presente Edital tem como objeto a seleção de candidatos visando o desenvolvimento das atividades descritas no item 2.2.

1. DO OBJETO 1.1 O presente Edital tem como objeto a seleção de candidatos visando o desenvolvimento das atividades descritas no item 2.2. EDITAL SEDETEC Nº 01/2013, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CHAMADA PARA INSCRIÇÕES NO PROJETO DE EXTENSÃO DISSEMINAÇÃO DA CULTURA DO EMPREENDEDORISMO E DA INOVAÇÃO DA UFJF

Leia mais

03 a 06 de julho de 2013

03 a 06 de julho de 2013 Proposta Comercial w w w. f i s l. o r g. b r Evento: Data: Local: 14º Fórum Internacional Software Livre fisl14 Centro de Eventos da PUCRS, Porto Alegre, RS, Brasil Equipe Captação: e-mail: Telefone:

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 001/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 001/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Nº 001/2016 O Diretor Geral das Faculdades Integradas Hélio Alonso e a Gerência Acadêmica, no uso de suas atribuições regimentais, tornam público que estão abertas, para

Leia mais

Manual do Patrocinador

Manual do Patrocinador www.conferenciaarroz2015.com.br XII Conferência Internacional de Arroz para América Latina e Caribe Horizontes para a competitividade Manual do Patrocinador Realização: Promoção: Apoio: XII Conferência

Leia mais

INDICADORES PARA A INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL E AMÉRICA LATINA

INDICADORES PARA A INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL E AMÉRICA LATINA INDICADORES PARA A INCLUSÃO DIGITAL NO BRASIL E AMÉRICA LATINA 8 de junho de 2006 Porto Alegre V Oficina para a Inclusão Digital Comitê Gestor da Internet no Brasil Agenda O que é o CGI.br ID na América

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENSINO DE CIÊNCIAS MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS Campus Nilópolis Patrícia

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE

IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE 48 IMPLEMENTAÇÃO DE UM SITE E-COMMERCE Rodrigo Costa Guimarães 1 Ana Paula Ambrósio ZANELATO 2 RESUMO: Este artigo trata do desenvolvimento de um website de comércio eletrônico (e-commerce) para a empresa

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais

IV Encontro 26 de outubro de 2012 Grupo Abril

IV Encontro 26 de outubro de 2012 Grupo Abril IV Encontro 26 de outubro de 2012 Grupo Abril Comitê Diretor 1 Empresas do Grupo Diretor Comitê Diretor 2 Empresas Integrantes da Rede Comitê Diretor 3 Maio Junho Julho Agosto Nascimento da Rede Empresarial

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICENTE BRAGA

EXECUTIVO DA JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICENTE BRAGA JUNTA FREGUESIA DE S. VICENTE WWW.JF-SVICENTE.COM INFORMAÇÃO PERIÓDICA DO PRESIDENTE DA JUNTA, À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. VICENTE, REFERENTE À SESSÃO ORDINÁRIA DE 18 DE ABRIL 2012. EXECUTIVO DA JUNTA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CULTURAL PARA O EXERCÍCIO DE 2016

PLANO DE AÇÃO CULTURAL PARA O EXERCÍCIO DE 2016 PLANO DE AÇÃO CULTURAL PARA O EXERCÍCIO DE 2016 CALENDÁRIO DE EVENTOS -2016- CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES JANEIRO ENCONTRO ANUAL DE CONFRATERNIZAÇÃO DAS FOLIAS DE REIS DO MUNICÍPIO

Leia mais

Gestão de Desastres e Ações de Recuperação

Gestão de Desastres e Ações de Recuperação Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil Universidade Federal de Santa Catarina Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres Gestão de Desastres e Ações de Recuperação Área de desmoronamento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP Centro Universitário Central Paulista Cursos de Engenharia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP Considerando que as Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP Centro Universitário Central Paulista Cursos de Engenharia REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE ENGENHARIA DO UNICEP Considerando que as Diretrizes Curriculares do Ministério da Educação

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

HORA 21/11 QUINTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS HORA 22/11 SEXTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS. 07h- 07h30. 07h40-11h30. 13h30. 13h40-17h

HORA 21/11 QUINTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS HORA 22/11 SEXTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS. 07h- 07h30. 07h40-11h30. 13h30. 13h40-17h TARDE MANHÃ XI MOSTRA DE CURSOS PROFISSIONALIZANTES PROGRAMAÇÃO BÁSICA DIAS 21 E 22 DE NOVEMBRO DE 2013 HORA 21/11 QUINTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS HORA 22/11 SEXTA-FEIRA GINÁSIO E CURSOS Para alunos de Ensino

Leia mais

MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição

MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição MARATONA EMPRENDEDORA FADERGS 1ª Edição - 2016 REALIZAÇÃO: PÓS-GRADUAÇÃO FADERGS e FEIRA DE EMPREGABILIDADE FADERGS DOS OBJETIVOS O programa MARATONA EMPREENDEDORA é uma iniciativa da unidade de ensino

Leia mais

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 Realização: UNESP- Guaratinguetá Parcerias: Escolas Públicas Estaduais DRE- Guaratinguetá Comissão Acadêmica UNESP Reitor Prof. Dr. Júlio

Leia mais

a necessidade definir os conteúdos complementares flexíveis do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica;

a necessidade definir os conteúdos complementares flexíveis do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica; UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE ENERGIAS ALTERNATIVAS E RENOVÁVEIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Portaria 02/2012 CCGEE Regulamenta os Conteúdos Curriculares Flexíveis, fixados

Leia mais

O Turismo e a Hotelaria como Geradores de. Empresas, Emprego e Renda para a Região. Prof. Virgilio N. S. Carvalho. GPjr Belo Horizonte

O Turismo e a Hotelaria como Geradores de. Empresas, Emprego e Renda para a Região. Prof. Virgilio N. S. Carvalho. GPjr Belo Horizonte O Turismo e a Hotelaria como Geradores de Empresas, Emprego e Renda para a Região GPjr Belo Horizonte - 2016 Itajubá 26/08/2016 Prof. Virgilio N. S. Carvalho Turismo ainda pouco desenvolvido 52 Setores

Leia mais

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos :

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : Produção e Divulgação de Textos, vídeos, entrevistas. Nova Andradina-MS Setembro de 2014 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto

Leia mais

DIVISÃO DE EQUIPES PARA EVENTOS

DIVISÃO DE EQUIPES PARA EVENTOS DIVISÃO DE EQUIPES PARA EVENTOS Coordenação e organização Responsabilidades: elaborar o planejamento geral do evento; estabelecer, monitorar e garantir o trabalho sinérgico das equipes de apoio; coordenar

Leia mais

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR)

Passe Rápido. Projeto Multiesportivo Educacional. Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Proposta de Patrocínio Esportivo via Lei de Incentivo ao Esporte (IR) Passe Rápido Projeto Multiesportivo Educacional Nº SLIE 1408014-13 - Aprovado com nº do processo 58701.001725/2014-10 Campinas, 18

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO ANEXO I EDITAL N /26, DE 19 DE MAIO DE 26 UNIDADE TERESINA CÓDIGO CARGO (PROFISSIONAL) A- Assessor Técnico III Coordenador/Supervisor Pedagógico Saúde A-02 Assessor Técnico III Planejamento PRÉ-REQUISITOS

Leia mais

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão das

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO BIBLIOTECA ESCOLAR - ALCABIDECHE E ALTO DA PEÇA - GLOBAL Data Atividades Reuniões entre a Professora Bibliotecária/Coordenadora da Biblioteca Escolar () o Diretor do Agrupamento (DA) e/ou a Coordenadora

Leia mais

Projeto de Curso Android Iniciante. Promovido pelo grupo de pesquisa em computação aplicada IFPA Castanhal - Pa

Projeto de Curso Android Iniciante. Promovido pelo grupo de pesquisa em computação aplicada IFPA Castanhal - Pa Projeto de Curso Android Iniciante Promovido pelo grupo de pesquisa em computação aplicada IFPA Castanhal - Pa 2016 Sumário 1 Identificação do projeto...5 2 Características do curso...5 3 Estrutura e Funcionamento...6

Leia mais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais Apresentação e Justificativa A exclusão é parte do convencional na coletividade humana. A discriminação tem origem em preconceitos antigos gerados

Leia mais

METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TCCE- METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO

METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TCCE- METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TCCE- METODOLOGIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO Pretende-se com a implementação dessa metodologia uma maior integração

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016 ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA PROJETOS DE EXTENSÃO O Núcleo de Iniciação

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade Paulus de Comunicação

Regulamento das Atividades Complementares. Faculdade Paulus de Comunicação Faculdade Paulus de Comunicação CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as Atividades Complementares, práticas acadêmicas obrigatórias cujo cumprimento

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TÉCNICO INFORMÁTICA FORMA/GRAU:(X)integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

EDITAL IFES-CAMPUS SERRA Nº 01/2016 REGULAR PARA SUBMISSÃO DE PROPOSTAS DE ATIVIDADES DISCENTES

EDITAL IFES-CAMPUS SERRA Nº 01/2016 REGULAR PARA SUBMISSÃO DE PROPOSTAS DE ATIVIDADES DISCENTES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SERRA Rodovia ES-010 Km 6,5 Bairro Manguinhos 29173-087 Serra ES 27 3348-9200 EDITAL IFES-CAMPUS SERRA

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio

Tecnologia e Inclusão Social Aula 2. Profa. Cátia Zílio Tecnologia e Inclusão Social Aula 2 Profa. Cátia Zílio 1. Políticas Públicas Educacionais para Inclusão Digital 1.1 Histórico da informática educativa no Brasil 1.2 ProInfo - Programa Nacional de Informática

Leia mais

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias

República Federativa do Brasil Governo Federal. Educação a Distância. e as novas tecnologias República Federativa do Brasil Governo Federal Ministério da Educação Educação a Distância e as novas tecnologias Educação Personalizada Vencendo as Barreiras Geográficas e Temporais EAD NO ENSINO PRESENCIAL

Leia mais

Associação dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público Évora. Plano Anual de Atividades 2016

Associação dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público Évora. Plano Anual de Atividades 2016 dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público 7000 763 Évora Plano Anual de Atividades 2016 dos Amigos da Ludoteca de Évora Introdução A dos Amigos da Ludoteca, em parceria com a Câmara Municipal

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DE 2012

CALENDÁRIO ACADÊMICO DE 2012 Legenda: Início e Término do Ano Letivo Feriados Férias e Recesso Acadêmico Início do período de aulas _ Bimestre Período de Avaliação Provas Substitutivas Semestrais Exames Finais CALENDÁRIO ACADÊMICO

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS (12º Ano Turma:F)

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS (12º Ano Turma:F) PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS (12º Ano Turma:F) UFCD s: 0773 - Rede local - instalação 0776 - Sistema de informação da empresa 0790 - Programação em JAVA applets (UFCD não letiva) 0791 - Programação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ANGÉLICA/MS 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA

Leia mais

Manual das Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais

Manual das Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais Manual das Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais Curso de Fisioterapia Profa. Ms. Ivana Arigoni Pinheiro Coordenadora do Curso Manual das Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais Fisioterapia

Leia mais

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos

MUNICÍPIO DA FIGUEIRA DA FOZ DEPARTAMENTO DE CULTURA, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL. Divisão de Cultura, Museu, Biblioteca e Arquivos 1 de Junho Comemorações do Dia Mundial da Criança Integrado na Parceria cultural estabelecida entre Município da Figueira da Foz e o INTEP- Instituto Tecnológico e Profissional da Figueira da Foz, um grupo

Leia mais

AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DA ALFABETIZAÇÃO E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS. Plano de Estratégico de Educação de Jovens e Adultos

AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DA ALFABETIZAÇÃO E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS. Plano de Estratégico de Educação de Jovens e Adultos AGENDA TERRITORIAL DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DA ALFABETIZAÇÃO E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Plano de Estratégico de Educação de Jovens e Adultos Vitória ES Março/2010 1.Apresentação A elaboração do

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR DAS EXPRESSÕES PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2007/2008. comunidade. educativa. actividades. que suscitem.

DEPARTAMENTO CURRICULAR DAS EXPRESSÕES PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2007/2008. comunidade. educativa. actividades. que suscitem. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALENTEJO CENTRO DE ÁREA EDUCATIVA DO BAIXO ALENTEJO E ALENTEJO LITORAL E.B.I c/j.i. FIALHO DE ALMEIDA de CUBA DEPARTAMENTO CURRICULAR DAS EXPRESSÕES

Leia mais

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002.

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002. RESOLUÇÃO CONSEPE 44/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, DO CÂMPUS ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição que

Leia mais

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2012/2013. O Coordenador TIC. Manuel José Gouveia Alves

PLANO TIC E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O 2012/2013. O Coordenador TIC. Manuel José Gouveia Alves PLANO TIC 2012/2013 E D U C A Ç Ã O P RÉ- E S C O L A R E 1 º C I C L O D O E N S I N O B Á S I C O O Coordenador TIC Manuel José Gouveia Alves [1] CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA ESCOLA Escola Básica do 1º Ciclo

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

Pacto Nacional Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, Cultura de Paz e Direitos Humanos

Pacto Nacional Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, Cultura de Paz e Direitos Humanos Pacto Nacional Universitário pela Promoção Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão Ministério da Educação SECADI/MEC Secretaria Especial de Direitos Humanos Ministério

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito. CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011

PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 O Plano Anual de Actividades deve ser entendido como o instrumento da planificação das actividades es, para um ano lectivo, no qual estão plasmadas as decisões sobre os objectivos

Leia mais

Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference

Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference Biometrics and Human Identification Technology Expo, Business & Conference 8 a 10 de novembro de 2016 Centro FECOMERCIO de Eventos São Paulo Apoio Mídia Organização e Realização Apresentação São esperados

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO SALESIANO DE SÃO PAULO - UNISAL Campinas - Campus Liceu. V SEMINÁRIO DE EXTENSÃO 24 de setembro de 2016

CENTRO UNIVERSITÁRIO SALESIANO DE SÃO PAULO - UNISAL Campinas - Campus Liceu. V SEMINÁRIO DE EXTENSÃO 24 de setembro de 2016 CENTRO UNIVERSITÁRIO SALESIANO DE SÃO PAULO - UNISAL Campinas - Campus Liceu V SEMINÁRIO DE EXTENSÃO 24 de setembro de 2016 Edital n.º 05 Chamada de Trabalhos Tema: Planeta Terra: O cuidado da casa comum.

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 CURSO OBJETIVOS Oferecer aos participantes uma visão completa e profunda das tendências,

Leia mais

Realização: Secretaria de Políticas de Previdência Complementar e Superintendência Nacional de Previdência Complementar

Realização: Secretaria de Políticas de Previdência Complementar e Superintendência Nacional de Previdência Complementar Realização: Secretaria de Políticas de Previdência Complementar e Superintendência Nacional de Previdência Complementar Educação é a palavra-chave Educação é a palavra-chave A educação financeira tem um

Leia mais

Semana Nacional de Ciências e Tecnologia 2015 Programação

Semana Nacional de Ciências e Tecnologia 2015 Programação Semana Nacional de Ciências e Tecnologia 2015 Programação Local A definir A definir Oficina (Sebrae/UEA): Processamento de Frutas Regionais Doces e Compotas Oficina (Sebrae/UEA): Processamento de Frutas

Leia mais

Um evento para marcar a história

Um evento para marcar a história Um evento para marcar a história A AGRISHOW já está consolidada como a maior e mais importante feira do setor no Brasil e como uma das maiores do mundo. Meu objetivo, como Presidente da feira, é contribuir

Leia mais

CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PINGUINHO DE GENTE INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO

CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PINGUINHO DE GENTE INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL PINGUINHO DE GENTE INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO PORTFÓLIO 2016 IMPLEMENTADORA DE INFORMÁTICA EDUCATIVA VALÉRIA SANTOS DE ANDRADE HUNGARO APRESENTAÇÃO DA ESCOLA

Leia mais

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS SUZETE KEINER SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS CIOS Orientador: Prof.. Carlos Eduardo Negrão Bizzotto ROTEIRO Introdução Objetivos Informática na Educação Etapas de Implantação

Leia mais

DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho de conclusão de curso (TCC) é uma exigência das IES ao final de um curso de graduação ou pós-graduação, como requisito para obtenção do diploma. A FEATI ofertará,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: TIC S PROFESSORA: TERESA KÁTIA ALBUQUERQUE TV ESCOLA UM SALTO PARA O FUTURO BOA VISTA RR 2010 1 CONCEIÇÃO SOUSA EDGARD GARCIA JOSILÉIA

Leia mais

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa Curso Tecnológico de Desporto Organização e Desenvolvimento Desportivo 10º H. Projecto do grupo A SPORT SOPT

Escola Secundária de Pinheiro e Rosa Curso Tecnológico de Desporto Organização e Desenvolvimento Desportivo 10º H. Projecto do grupo A SPORT SOPT Escola Secundária de Pinheiro e Rosa Organização e Desenvolvimento Desportivo Projecto do grupo A SPORT SOPT Índice Introdução... 3 Objectivos... 3 Data e local da realização... 4 Metodologia... 4 Descrição

Leia mais

Projetos Filantrópicos IEP

Projetos Filantrópicos IEP Projetos Filantrópicos IEP Contexto da construção dos Projetos em Parceria Portaria GM/MS 3276 de dezembro de 2007 Levantamento de demandas e necessidades com parceiros Ministério da Saúde MS Agência Nacional

Leia mais

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ

1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ 1º FESTIVAL DE INVERNO DE ITAJUBÁ O 1º Festival de Inverno de Itajubá é um evento regional, que tem como objetivo principal valorizar a cultura e gastronomia da região e que privilegiem a participação

Leia mais

EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA

EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA O CEET Talmo Luiz Silva torna público o presente Edital de inscrição de projetos de alunos a serem avaliados e expostos na 3ª Feira de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ 13 específica, de segunda-feira a sexta-feira e aos sábados, caso seja necessário para complementação do período letivo e/ou carga horária curricular. Cada aula tem durafao de 50min (cinquenta minutos),

Leia mais

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO ESPORTE PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO O esporte é uma via privilegiada para o desenvolvimento humano. Por meio do esporte, as crianças e jovens têm oportunidade de desenvolver valores, atitudes e competências

Leia mais

MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS

MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS Encontro da Qualidade e Produtividade em Software EQPS MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS Categoria: Método de Gestão Prof a Jusane Farina Lara Acadêmica: Eliane Valentini Porto

Leia mais

Laboratório de Didática da Biologia - LDBio

Laboratório de Didática da Biologia - LDBio PROPOSTA DE PROJETO DE EXTENSÃO Laboratório de Didática da Biologia - LDBio PROPONENTE: PROF. DR. VALDIR MARCOS STEFENON CAMPUS SÃO GABRIEL SÃO GABRIEL, JUNHO DE 2011 I. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

Leia mais