M-Learning. Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "M-Learning. Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis."

Transcrição

1 M-Learning Tendências da educação com o uso de dispositivos móveis. Mauro Faccioni Filho, Dr.Eng. Fazion Sistemas Unisul Virtual Novembro/

2 Sobre a Fazion A Fazion foi fundada em 2006, com foco no ambiente corporativo. Desenvolve inteligência em mobilidade, criando softwares para uso em redes móveis, celulares e outros dispositivos pessoais. m-business - atividades de negócios que utilizam serviços móveis para sua execução; m-commerce - processo de compra e venda de produtos ou serviços por meio de dispositivos móveis; m-learning - educação em qualquer lugar e em movimento, sendo o dispositivo um repositório móvel das informações e meio de comunicação. 2

3 Estatísticas uso da internet uso de celulares 3

4 4 (Fonte:

5 Penetração 15,3% 48,1% 73,4% 24,1% 5,3% 21,3% 59,5% Média mundial de penetração da Internet 21,9% (Fonte: 5

6 Penetração 26,1% 21,6% 39,3% 30,5% 26,2% 44,9% 22,5% (Fonte: 6

7 Telefonia celular (Fonte: Teleco/Visiongain/CTA) 7

8 Telefonia celular no Brasil - Set/08 Número de Celulares Pré-pago 81,09% Densidade 73,25 Crescimento no mês Crescimento em 1 ano ,7% ,86% (Fonte: ANATEL / 8

9 Domicílios do Brasil Penetração (2007) (Fonte: PNAD / SupportCom) 9

10 Evolução da Convergência (Fonte: HTC) 10

11 Evolução dos Smartphones (Fonte: HTC) 11

12 12 (Fonte:

13 Conceitos em M-Learning conceitos tendências perspectivas 13

14 Desenvolvimento da EAD A evolução da educação a distância: d-learning (distance learning) revolução industrial (século 18/19) e-learning (electronic learning) revolução eletrônica / internet (anos 80/90) m-learning (mobile learning) revolução wireless (início 2000) 14

15 d-learning (distance learning) Desenvolvimento industrial: impressão correio rede ferroviária Programa de educação externa em 1840 pela University of London. Anos 1970/80 abrem as primeiras Open Universities na Europa (UK, Espanha e Alemanha) 15

16 e-learning (electronic learning) Desenvolvimento da eletrônica e das comunicações: desregulamentação das comunicações privatização das teles desenvolvimento dos computadores pessoais redes digitais internet pública 16

17 m-learning (mobile learning) Revolução das comunicações pessoais: 500 milhões de aparelhos em 1999/2000 celulares ultrapassam os fones fixos ~ 3 bilhões de celulares em 2008 funcionalidades são acrescentadas ano a ano: fotografia, música e vídeo processamento computacional memória browser 17

18 A era da mobilidade global 50% dos trabalhadores gastam até metade do seu tempo fora da mesa de trabalho; celulares são objetos de uso pessoal, e definem um estilo pessoal; há três vezes mais celulares do que PCs com acesso à internet 18

19 M-Learning O m-learning pode ser considerado como um desdobramento do e- learning, permitindo uma extensa gama de oportunidades: aprender em qualquer lugar e em movimento, bastando para isso portar um dispositivo móvel pessoal; aprender interagindo com diversas pessoas, seja no ambiente de convivência ou por meio de redes sociais, fóruns, etc.; arquivar e ordenar ampla gama de informações, utilizando recursos de memória do próprio aparelho; criar, com recursos do equipamento, arquivos de imagem, vídeo ou texto, e anexar aos sistemas de comunicação e de aprendizagem; consultar informações diversas, como notas, mensagens, agendas, entre outras. 19

20 Dispositivos para o Mobile Learning treinamento e educação em dispositivos móveis: PDAs (Personal Digital Assistants) Pamtops telefones celulares smartphones pocketpc 20

21 Desafios da educação móvel desenvolver novos paradigmas para suportar a educação em plataformas móveis, tais como: aprendizado colaborativo educação corporativa geração de conhecimento em grupo novas plataformas de autoria, desenvolvimento de conteúdo, marcação de texto, interfaces adaptar conteúdos existentes em e-learning para os novos dispositivos (versões automáticas) novos modelos de negócios: novas plataformas de m-lms, novas empresas, interação com as existente. 21

22 Obstáculos ao m-learning custos da transmissão de pacotes (WAP, GPRS, 3G, etc) dimensão dos dispositivos (tela, teclado) não há uniformidade de aparelhos múltiplas plataformas e operadoras não há experiências em mobile-learning reatividade e conservadorismo dos educadores novidade tecnológica necessidade de produção de novos conteúdos e objetos ainda é algo embrionário, apesar da imensa base instalada 22

23 Funções típicas alertas e alarmes comunicação direta (par a par) sistemas de múltipla escolha jogos educativos registros, agendas, consulta de notas busca de palavras, glossário, dicionário links para mobisites mini-vídeos instrucionais e áudios captura em campo de informações e envio para grupos participação em fóruns e redes sociais 23

24 Experiências em mobile-learning Diversas experiências em m-learning vêm ocorrendo em todo o mundo desde o final dos anos 90. Questões importantes: portabilidade das aplicações oportunidades educacionais híbridas pequenas dimensões dos aparelhos (tela e teclado) intermitência da qualidade da rede de transmissão, mesmo com 3G interatividade centro no usuário 24

25 Experiências em M-Learning artigos congressos aplicativos 25

26 The future of learning tdelivery/servlet/ericservlet?accno=ed Este artigo de Desmond Keegan, de 2002, descreve inúmeras experiência de m-learning desenvolvidas até aquele momento. No entanto a grande maioria das experiências foram encerradas e os links não existem mais. Porém vários indicadores de progresso do m-learning podem ser encontrados no artigo. 26

27 MOBIlearn MOBIlearn é um projeto liderado pela Europa em pesquisa e desenvolvimento, que explora abordagens contextuais, informais e baseadas em problemas reais no espaço de trabalho, para aprendizagem usando tecnologias móveis. O projeto MOBIlearn iniciou em julho de 2002, encerrado em dezembro de O site ainda está ativo. 27

28 m-learning Uso de PDAs para treinamentos e minicursos. Modelo comercial, com o uso de ferramentas computacionais para gerar conteúdo voltado a PDAs: MyLearning author, MyLearning resources, mediaboard, SMS quizzes. 28

29 Learning2Go Iniciativa da cidade de Wolverhampton, Reino Unido, que por meio de PDAs está envolvendo as pessoas da comunidade para a educação em todo lugar, na palma da mão. 29

30 Handheld Learning Fundada em 2004 em Londres, Handheld Learning é uma organização de pesquisa, publicações e eventos, com foco em práticas de ensino e aprendizagem que utilizam tecnologias móveis e ubíquas. Sua visão é a de que as tecnologias estão se tornando lugar-comum no dia a dia das pessoas, e que serão usadas para enriquecer tanto os ambientes tradicionais de educação quanto os nãotradicionais. 30

31 Ucompass Companhia dedicada a desenvolver aplicativos de e-learning com interfaces para Palms e outros dispositivos móveis. 31

32 PJB Associates Esta companhia estabeleceu em 2001 o m-learning Forum. Criou ou organizou uma série de estudos na área de m- learning, especialmente: 32

33 Harvard Handheld Devices for Ubiquitous Learning O projeto HDUL é um estudo que procurar determinar como os dispositivos móveis poderão melhorar as experiências de ensino e aprendizagem no ambiente universitário. Está voltado a estudar os dispositivos que estão em uso pelas pessoas, comercialmente. 33

34 Universidade Fernando Pessoa - UFP Desenvolvido pela Fazion, o produto atende curso de MBA da UFP. Funcionalidades para acompanhamento das aulas, relacionamento com colegas, verificação da agenda, etc. 34

35 InnovCom Desenvolvido pela Fazion, o produto atende aos cursos do projeto Innovcom, apoiado pelo programa Europeu Leonardo da Vinci. Conteúdo de cursos em diversas línguas, espaço web para gestão dos conteúdos, fórum, sistema de notícias, etc. 35

36 Obrigado! Curitiba Rua Camoes, 1493, sala 1 Alto da XV Fone.: +55 (41) Florianópolis Rua Dr. Armando Valério de Assis, Fone.: +55 (48) / +55 (48) Mauro Faccioni Filho 36

1 o. Fórum MOBILE + M-COMMERCE. Soluções B2C e B2B. Mauro Faccioni Filho. Fazion Sistemas. www.fazion.com.br

1 o. Fórum MOBILE + M-COMMERCE. Soluções B2C e B2B. Mauro Faccioni Filho. Fazion Sistemas. www.fazion.com.br M-COMMERCE Soluções B2C e B2B Mauro Faccioni Filho Fazion Sistemas www.fazion.com.br Sobre a Fazion A FAZION foi fundada em 2006, com foco no ambiente corporativo. Desenvolve inteligência em mobilidade,

Leia mais

Soluções móveis em ambientes corporativos

Soluções móveis em ambientes corporativos 1 Soluções móveis em ambientes corporativos Quais são os principais conceitos em mobilidade corporativa? Quais são as soluções móveis? O que significam m-business, m-commerce e m-learning? Introdução Muito

Leia mais

FAZION SISTEMAS PROGRAMA DE CANAIS. Intelligence on Mobile Networks. www.fazion.com.br

FAZION SISTEMAS PROGRAMA DE CANAIS. Intelligence on Mobile Networks. www.fazion.com.br PROGRAMA DE CANAIS 2009 FAZION SISTEMAS Intelligence on Mobile Networks Sobre a FAZION www.fazion.com.br O que fazemos? A FAZION é dedicada ao desenvolvimento de softwares para celulares, com soluções

Leia mais

Java. para Dispositivos Móveis. Thienne M. Johnson. Novatec. Desenvolvendo Aplicações com J2ME

Java. para Dispositivos Móveis. Thienne M. Johnson. Novatec. Desenvolvendo Aplicações com J2ME Java para Dispositivos Móveis Desenvolvendo Aplicações com J2ME Thienne M. Johnson Novatec Capítulo 1 Introdução à computação móvel 1.1 Computação móvel definições Computação móvel está na moda. Operadoras

Leia mais

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis Comércio Eletrônico AULA 18 Professora Ms Karen Reis 2011 Sistemas para Internet 1 REFLEXÃO Faça uma busca na internet por certificados digitais. Escreva quatro ou cinco parágrafos sobre como usar os certificados

Leia mais

Ciência Tecnologia - Inovação

Ciência Tecnologia - Inovação Ciência Tecnologia - Inovação Tecnologias da informação A Tecnologia da Informação assumiu nos últimos anos um papel imprescindível no contexto das Instituições de Ensino Superior. agilidade flexibilidade

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 12 de agosto de 2010 Um sistema no qual componentes localizados em redes, se comunicam e coordenam suas ações somente por passagem de mensagens. Características:

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS Estudo de caso em empresa de instalação de Cabeamento Mauro Faccioni Filho, Dr. Eng. Pedro Moritz de Carvalho Neto FAZION Sistemas CREARE Engenharia

Leia mais

Índice. 1.Cenário Brasil. 2. Projeto PALMA. 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos

Índice. 1.Cenário Brasil. 2. Projeto PALMA. 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos 1 Índice 1.Cenário Brasil 2. Projeto PALMA 3. Tecnologia Digital na Educação de Jovens e Adultos 2 1. Cenário Brasil 3 Fonte: IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 2013 Analfabetismo 41

Leia mais

Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades

Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades Tecnologias Móveis e Ferramentas Web 2.0 no Ensino Superior: algumas possibilidades João Batista Bottentuit Junior Universidade Federal do Maranhão UFMA jbbj@terra.com.br 29 de Outubro de 2013 Contexto

Leia mais

AMCO APRENDIZAGEM MÓVEL NO CANTEIRO DE OBRAS

AMCO APRENDIZAGEM MÓVEL NO CANTEIRO DE OBRAS AMCO APRENDIZAGEM MÓVEL NO CANTEIRO DE OBRAS LIMA, Luciana 1 DIAS, Daniele 2 IRELAND, Timothy 3 Centro de Educação /Departamento de Metodologia da Educação/ PROBEX RESUMO Este trabalho tem a finalidade

Leia mais

SPOTPUBLICITÁRIO SMS MARKETING

SPOTPUBLICITÁRIO SMS MARKETING SPOTPUBLICITÁRIO SMS MARKETING 02 Plataforma para Envio de SMS Envie e receba facilmente, mensagens de texto, através da internet, ou API Lisboa Portugal Ajudamos pequenas, médias e grandes empresas a

Leia mais

O conceito de colaboração

O conceito de colaboração O conceito de colaboração O conceito de colaboração está ligado às técnicas que possibilitam que pessoas dispersas geograficamente possam trabalhar de maneira integrada, como se estivessem fisicamente

Leia mais

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação.

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. PLATAFORMA AcademiaWeb Sistema de gerenciamento de escola virtual com gestão de conteúdo, transmissão de web-aula ao vivo e interação online com os participantes.

Leia mais

Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Ameaças e Segurança da Informação para dispositivos Móveis gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Ameaças e Vulnerabilidades em Dispositivos Móveis gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Leia mais

OS FORMATOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

OS FORMATOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EAD se diversifica e assume modelos de aprendizagem que atendem a necessidades específicas do mundo corporativo Quem conhece pouco sobre Educação a Distância tem a sensação de que estudar de maneira não

Leia mais

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur Unidade I TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM EAD Material Instrucional Profª Christiane Mazur Ensinar Ensinar é, também, a arte de estimular o desejo de saber. EAD - Brasil 1904: Correspondência impressos; 1923:

Leia mais

4 Mercado setor de telecomunicações

4 Mercado setor de telecomunicações 4 Mercado setor de telecomunicações Nesta sessão é apresentada uma pequena visão geral do mercado de telecomunicações no Brasil, com dados históricos dos acontecimentos mais relevantes a este trabalho,

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Não confie em sua memória: agendas e calendários online estão a seu favor... 5 >>

Leia mais

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO Gustavo Cançado de Azevedo O autor relaciona educação e tecnologia, tomando como ponto de partida a maneira com que os avanços

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES TELECOMUNICAÇÕES E REDES 1 OBJETIVOS 1. Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? 2. Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização deve utilizar? 3. Como sua

Leia mais

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Bruno de Sousa Monteiro Orientação: Prof. Dr. Fernando da Fonseca de Souza Prof. Dr. Alex Sandro Gomes 1 Roteiro

Leia mais

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais Abertos. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Abertos Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Caracterização de Sistemas Distribuídos Coulouris, Dollimore and Kindberg. Distributed Systems: Concepts and

Leia mais

agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente

agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente Atributos Importantes Independência agente deve continuar funcionando mesmo depois que seu agenciador não está mais presente Adaptabilidade agente deve poder se adaptar a múltiplos ambientes, envolvendo

Leia mais

Contextualização. *http://www.sophiamind.com/noticias/acesso-a-internet-movel-entre-as-mulherescresce-575-em-dois-anos/

Contextualização. *http://www.sophiamind.com/noticias/acesso-a-internet-movel-entre-as-mulherescresce-575-em-dois-anos/ Mobile Marketing Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem por cento

Leia mais

ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES MOBILE TELEMÁTICA LTDA. 11 5686-6957 11 9930-9700

ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES MOBILE TELEMÁTICA LTDA. 11 5686-6957 11 9930-9700 ESTRATÉGIAS E SOLUÇÕES MOBILE TELEMÁTICA LTDA. 11 5686-6957 11 9930-9700 Mobilidade Corporativa Introdução A democratização e alcance das tecnologias móveis (wireless) e a convergência tecnológica irão

Leia mais

Sociallearning. como utilizar as rede sociais a favor da educação corporativa e continuada. Profa. Ms. Karen Reis Novembro 2012

Sociallearning. como utilizar as rede sociais a favor da educação corporativa e continuada. Profa. Ms. Karen Reis Novembro 2012 Sociallearning como utilizar as rede sociais a favor da educação corporativa e continuada Profa. Ms. Karen Reis Novembro 2012 Karen Reis é empreendedora digital, professora universitária e sócia-fundadora

Leia mais

Convergência tecnológica em sistemas de informação

Convergência tecnológica em sistemas de informação OUT. NOV. DEZ. l 2006 l ANO XII, Nº 47 l 333-338 INTEGRAÇÃO 333 Convergência tecnológica em sistemas de informação ANA PAULA GONÇALVES SERRA* Resumo l Atualmente vivemos em uma sociedade na qual o foco

Leia mais

Aula 8 Conversação e rede social na web

Aula 8 Conversação e rede social na web Aula 8 Conversação e rede social na web Aula 8 Conversação e rede social na web Meta Apresentar um programa de voz sobre IP (VoIP), o Skype, e fazer uma breve introdução ao mundo das redes sociais online,

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 APRESENTANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Um ambiente virtual de aprendizagem é um sistema para gerenciar cursos a distância que utilizam a Internet, ou para complementar

Leia mais

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco.

Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Este documento foi classificado pelo Bradesco Dia & Noite e o acesso está autorizado, exclusivamente, a colaboradores da Organização Bradesco. Fatores que contribuem para conectar os Clientes na Era Digital

Leia mais

OPERADORA MÓVEL VIRTUAL, UMA REALIDADE

OPERADORA MÓVEL VIRTUAL, UMA REALIDADE OPERADORA MÓVEL VIRTUAL, UMA REALIDADE Eng. Roberto Aroso Cardoso SINDITEC Sindicato das Indústrias de Eletrônica, Telecomunicações, Teleinformática, Componentes e Similares do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0. Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho. Florianópolis - SC 2005/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA JNC MOBILE 2.0 Anderson Buon Berto Gilberto Torrezan Filho Florianópolis - SC 2005/1 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Denição do Problema 3 3 Trabalhos Correlatos 4 4 Solução

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG PROJETO: DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA DE REESTRUTURAÇÃO DO SITE DA ESTAÇÃO CIENTÍFICA FERREIRA PENNA, VISANDO ATENDER AOS PADRÕES

Leia mais

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio,

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio, INTRODUÇÃO Para que o Guia Médico de seu Plano de Saúde esteja disponível em seu celular, antes de mais nada, sua OPERADORA DE SAÚDE terá de aderir ao projeto. Após a adesão, você será autorizado a instalar

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução Infraestrutura móvel Características dos dispositivos móveis Desenvolvendo aplicações

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE Bauru, 05/2011 Valquiria Santos Segurado UNESP - valquiria.segurado@mstech.com.br Profª Drª Vânia Cristina Pires Nogueira

Leia mais

Cultura Digital e Educação: desafios contemporâneos para a aprendizagem escolar em tempos de dispositivos móveis

Cultura Digital e Educação: desafios contemporâneos para a aprendizagem escolar em tempos de dispositivos móveis Fórum de Informática Educativa- CEPIC NTM Cultura Digital e Educação: desafios contemporâneos para a aprendizagem escolar em tempos de dispositivos móveis Profª Drª Cíntia Inês Boll / Faced/UFRGS Rafaela

Leia mais

Gestão de Serviços Remotos

Gestão de Serviços Remotos Gestão de Serviços Remotos Leonardo Duarte e Alfredo Filho Co-located with: Agenda A Coelce Descrição Vantagens O Processo Fluxo de Comunicação Passos da Implantação Principais Problemas Principais Benefícios

Leia mais

Introdução do Jornalismo Móvel

Introdução do Jornalismo Móvel Introdução do Jornalismo Móvel Semana 1: Visão geral das plataformas móveis, tendências e futuro Instrutor Técnico Móvel: Will Sullivan Instrutora Brasileira: Lorena Tárcia http://visual.ly/reaching-50-million-users

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 03

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC UNIDADE 03 UNIDADE 03 / AULA 06 UNIDADE 03 Apostila Estácio Sociedade da Informação de Demerval L. Polizelli e Adalton M. Ozaki, 1ª Edição/2007 1 O CONHECIMENTO DIGITALIZADO 2 O que é informação? É um conjunto de

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES E REDES

TELECOMUNICAÇÕES E REDES Capítulo 8 TELECOMUNICAÇÕES E REDES 8.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as tecnologias utilizadas nos sistemas de telecomunicações? Que meios de transmissão de telecomunicações sua organização

Leia mais

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Fabrício Brasiliense Departamento de Informática e Estatística(INE) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Campus Universitário Trindade-

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 9 OBJETIVOS OBJETIVOS A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação

Leia mais

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Prof. Dr. Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Conteúdos Cenário das práticas pedagógicas

Leia mais

PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA

PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA PLATAFORMAS EAD SOB MEDIDA Soluções e-learning para a sua empresa, com foco real nos resultados A GPEC FORMA, sediada em São Paulo, atua há mais de sete anos no segmento EAD, e possui uma equipe de profissionais

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar as principais características de uma Aplicação Internet Rica.

Leia mais

SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0

SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0 SOLUÇÕES EM EDUCAÇÃO 3.0 www.cisco.com.br/educação 2011 Cisco and/or its affiliates. All rights reserved. 1 Educação 1.0 Educação 2.0 Educação 3.0 Tecnológica Rural Tradicional 2011 Cisco and/or its affiliates.

Leia mais

IP Communications Platform

IP Communications Platform IP Communications Platform A Promessa de Convergência, Cumprida As comunicações são essenciais para os negócios mas, em última análise, estas são conduzidas a nível pessoal no ambiente de trabalho e por

Leia mais

Comparativo de soluções para comunicação unificada

Comparativo de soluções para comunicação unificada Comparativo de soluções para comunicação unificada Bruno Mathies Curso de Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010 Resumo Este artigo tem com objetivo

Leia mais

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo

MOBILE MARKETING. Prof. Fabiano Lobo MOBILE MARKETING Prof. Fabiano Lobo - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

Tecnologia, Cognição e Aprendizagem. Liane Margarida Rockenbach Tarouco Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação UFRGS

Tecnologia, Cognição e Aprendizagem. Liane Margarida Rockenbach Tarouco Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação UFRGS Tecnologia, Cognição e Aprendizagem Liane Margarida Rockenbach Tarouco Centro Interdisciplinar de Novas Tecnologias na Educação UFRGS 1 2 Tecnologia, Cognição e Aprendizagem Quais os impactos do contexto

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD)

TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD) TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS (TJD) SOBRE O CURSO O mundo mudou para melhor. Seja no universo corporativo ou na vida das pessoas, a Tecnologia de Informação (TI) é a grande responsável por essa revolução

Leia mais

Educação, Tecnologias e Formação de Professores

Educação, Tecnologias e Formação de Professores Educação, Tecnologias e Formação de Professores Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Coordenadoria Institucional de Educação a Distância Universidade Aberta do Brasil Aula Inaugural

Leia mais

ARSHA: objeto de aprendizagem móvel adaptado a padrões de usabilidade e acessibilidade

ARSHA: objeto de aprendizagem móvel adaptado a padrões de usabilidade e acessibilidade ARSHA: objeto de aprendizagem móvel adaptado a padrões de usabilidade e acessibilidade Michael Krause, Patrícia Mariotto Mozzaquatro Universidade de Cruz Alta (UNICRUZ) Campus Universitário Rodovia Municipal

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO

A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER PÚBLICO E AS EMPRESAS À SERVIÇO DAS PESSOAS TÍTULO A TERCEIRA ONDA DA INTERNET A PERSONALIZAÇÃO EM MASSA A TECNOLOGIA, O PODER

Leia mais

A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP

A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP 1 A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR: ESTUDO NA UNICAMP Campinas, S.P. - Maio 2014 Gilberto Oliani - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) gilberto.oliani@gmail.com Investigação Científica

Leia mais

Tendências e mudanças no ambiente informacional Relatório de Tendências da IFLA

Tendências e mudanças no ambiente informacional Relatório de Tendências da IFLA Tendências e mudanças no ambiente informacional Relatório de Tendências da IFLA Sueli Mara Ferreira Webinar para América Latina e Caribe IFLA LAC e USP 18 de novembro de 2014 Surfando as ondas ou sendo

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 2 Caracterização dos SD Sumário Introdução Principais motivações

Leia mais

A Tecnologia a Serviço sdas Ideias

A Tecnologia a Serviço sdas Ideias sua A Tecnologia a Serviço sdas Grandes Ideias 1 Entre os 10 maiores integradores do Brasil Destaques Operacionais Mais de 10,000 equipamentos gerenciados de LAN e WAN 9.000 sites em mais de 700 clientes

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PROJETO DE LEI Nº 030/2013 Estabelece a modernização do Disque Denúncia por meio de novas tecnologias e mantendo o anonimato. A Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo D E C R E T A Art. lº

Leia mais

A SatNext. Missão. Visão. satnext.com.br

A SatNext. Missão. Visão. satnext.com.br satnext.com.br A SatNext Com mais de 10 anos de know-how em Tecnologia de Telecomunicações voltada ao ensino à distância via satélite e com uma equipe multidisciplinar para a elaboração de sistemas educacionais

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis. Prof. Wallace Borges Cristo

Programação para Dispositivos Móveis. Prof. Wallace Borges Cristo Programação para Dispositivos Móveis Prof. Wallace Borges Cristo Acesso a informação Notícias, Ringtones, Vídeos Messenger/Chat Jogos Acesso a instituições financeiras M-commerce (Mobile Commerce) Aplicações

Leia mais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Produtos ehealth Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 1 Participação da Telefônica Vivo nas Instituições de Saúde TIC TIC TIC TIC Telemedicina TIC Telemedicina Desenvolvimento de

Leia mais

Apresentação da plataforma

Apresentação da plataforma SMS CORPORATIVO Apresentação da plataforma Vitor Lopes Maio de 2010 Conteúdo 1. VISÃO GERAL... 3 1.1 COBERTURA SMS NO BRASIL... 3 2. VANTAGENS DO SMS... 4 2.1 SMS É A FERRAMENTA QUE ESTÁ MAIS PRÓXIMA DO

Leia mais

Tutorial Java ME. Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin

Tutorial Java ME. Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin Deixe o JME surpreender você também! Porque programar com 1 GB de RAM é fácil!! Neto Marin Apresentação Experiência com Java desde 2002 (SCJP): Atuando com mobilidade desde 2005 P&D do Mobile Sys da Softway

Leia mais

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça

MBA Executivo. Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça Coordenação Acadêmica: Prof. Marcos Avila Apoio em EaD: Prof a. Mônica Ferreira da Silva Coordenação Executiva: Silvia Martins Mendonça 1 O Instituto COPPEAD: O Instituto COPPEAD oferece o curso de especialização

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

Ser a primeira opção para empresas que buscam soluções que combinem mobilidade, entretenimento e interatividade.

Ser a primeira opção para empresas que buscam soluções que combinem mobilidade, entretenimento e interatividade. MISSÃO Fornecer todas as ferramentas necessárias que possibilitem levar entretenimento e interatividade a todos os usuários de telefones móveis e fixo. OBJETIVO Ser a primeira opção para empresas que buscam

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) - - Atualizado em 29/07/20 ÍNDICE DE FIGURAS Figura Página de acesso ao SIGRA... 7 Figura 2 Portal de Cursos... 8

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 9 Desde o nascimento do telemóvel e o seu primeiro modelo vários se seguiram e as transformações tecnológicas que estes sofreram ditaram o nascimento de várias gerações. O Motorola DynaTac 8000X é

Leia mais

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas. Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas. Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006 Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Humanas e Jurídicas Curso de Licenciatura em Pedagogia Disciplina: 7081006 Tecnologias da Comunicação e Informação na Educação Professora:

Leia mais

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil

Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil ARTIGO Formação de recursos humanos em saúde: tecnologias de informação e comunicação como recurso didático no Programa FAIMER Brasil AUTORES Vera Lúcia Garcia Dra. em Distúrbios da Comunicação Humana

Leia mais

M-Learning e Webquests: as novas tecnologias como recurso pedagógico.

M-Learning e Webquests: as novas tecnologias como recurso pedagógico. M-Learning e Webquests: as novas tecnologias como recurso pedagógico. João Batista Bottentuit Junior 1, Clara Pereira Coutinho 2 Dulclerci Sternadt Alexandre 3 1 Faculdade de Ciências da Universidade do

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Pág. 1/8 CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÃO SMS Pág. 2/8 Equipe Responsável Elaboração Assinatura Data Divisão de Padrões de Tecnologia DIPT Aprovação Assinatura Data Departamento de Arquitetura Técnica DEAT Pág.

Leia mais

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br

ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL. (11) 3522-5338 - www.cvsweb.com.br comercial@cvsweb.com.br ALGUNS DADOS DA INTERNET NO BRASIL 2 + 67.500.000 + 67,5 MILHÕES DE INTERNAUTAS NO BRASIL FONTE: IBOPE/NIELSEN 58.290.000 58,2 MILHOES DE INTERNAUTAS NO BRASIL ACESSAM A INTERNET SEMANALMENTE -87% FONTE:

Leia mais

A REVOLUÇÃO DOS CANAIS DE ENTREGA: POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS DO M-BANKING. Mauricio Ghetler - 20/10/2004 ghetler@uol.com.br

A REVOLUÇÃO DOS CANAIS DE ENTREGA: POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS DO M-BANKING. Mauricio Ghetler - 20/10/2004 ghetler@uol.com.br A REVOLUÇÃO DOS CANAIS DE ENTREGA: POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS DO M-BANKING Mauricio Ghetler - 20/10/2004 ghetler@uol.com.br Agenda As Primeiras iniciativas de M-Banking Os grandes inimigos do M-Banking

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet 57 Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet Hoje em dia ter a Internet como aliada é um recurso indispensável para qualquer educador ou responsável por treinamento corporativo que atue em qualquer

Leia mais

LIVRO EM PUBLICAÇÃO DIGITAL INTERATIVA PARA EAD

LIVRO EM PUBLICAÇÃO DIGITAL INTERATIVA PARA EAD LIVRO EM PUBLICAÇÃO DIGITAL INTERATIVA PARA EAD Daiany Berenice Zago 1 ; Paulo Roberto Montanaro 2 ; Joice Lee Otsuka 3 Grupo 4.4. Multimídias: linguagens, signos e discursos em textos, imagens, áudios,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware 1. A nova infra-estrutura de tecnologia de informação Conectividade Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos Sistemas abertos Sistemas de software Operam em diferentes plataformas

Leia mais

2. Ensino a distância

2. Ensino a distância Na bibliografia consultada temos encontrado diferentes terminologias para referirem o que chamamos vulgarmente de Ensino a Distância (EaD), embora nem sempre a ideia seja exactamente a mesma. Neste capítulo

Leia mais

SISTEMA DE CAPTURA, ARMAZENAMENTO E ANÁLISE DE VOZ

SISTEMA DE CAPTURA, ARMAZENAMENTO E ANÁLISE DE VOZ SISTEMA DE CAPTURA, ARMAZENAMENTO E ANÁLISE DE VOZ 1. ESPECIFICAÇÃO DO OBJETO Entende-se por SISTEMA DE CAPTURA, ARMAZENAMENTO E ANÁLISE DE VOZ o conjunto de componentes físicos e lógicos (hardware e software)

Leia mais

INTRODUÇÃO. Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia:

INTRODUÇÃO. Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia: INTRODUÇÃO Desde que a imprensa surgiu, a comunicação se baseia na tecnologia: 1450 Imprensa de Gutemberg 1940 Primeiras transmissões na TV 1960 Internet começa a ser desenvolvida 1973 Primeira ligação

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

Marcus Vinicius Cruz Xavier. Rascunho do trabalho de conclusão de curso

Marcus Vinicius Cruz Xavier. Rascunho do trabalho de conclusão de curso Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística Curso de Bacharelado em Ciências da Computação Marcus Vinicius Cruz Xavier Rascunho do trabalho de conclusão de curso Título

Leia mais

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos

Agenda. A Empresa História Visão Conceito dos produtos Agenda A Empresa História Visão Conceito dos produtos Produto Conceito Benefícios Vantagens: Criação Utilização Gestão Segurança Integração Mobilidade Clientes A empresa WF História Em 1998, uma ideia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS Trabalho final da disciplina Computadores, Redes, IP e Internet Professor: Walter Freire Aluno:

Leia mais