FORMULÁRIO DE PROJETO DE PESQUISA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORMULÁRIO DE PROJETO DE PESQUISA"

Transcrição

1 FORMULÁRIO DE PROJETO DE PESQUISA 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO Título do projeto: Tecnologias de gestão e seus impactos na subjetividade dos trabalhadores. (continuação) Pesquisador responsável: Profa. Msc. Camila Bruning Contatos: Telefones: / Tipo da pesquisa: ( ) BÁSICA ( x ) APLICADA Área de conhecimento (Curso de Vínculo): Gestão da Produção Linha de pesquisa a que o projeto está vinculado: Gestão. Gestão e seus impactos em diferentes sistemas organizacionais. Área de atuação: [] Nacional [ X ] Regional [ ] Estadual [ ] Municipal [ ] Outra/ Especificar: Prazos de execução: Data de envio do Data de envio do Data de início Previsão de término relatório parcial relatório final 04/03/ /02/ /12/ /02/ DESCRIÇÃO DO PROJETO (máximo 2 laudas) 1. INTRODUÇÃO As organizações ao longo da história vêm modificando suas formas de gestão e com isso inovando, gerando novas maneiras de organizar o trabalho, novas condições de trabalho e originando novas formas de relações sócio-profissionais (BRUNING, 2010). Este projeto de pesquisa se propõe a analisar, por meio de estudos de múltiplos casos, os impactos de novas práticas de gestão do trabalho, dos processos e da produção de forma geral, nos processos de subjetivação dos indivíduos, entendendo-se que estes processos se manifestam nas vivências de prazer, de sofrimento, de adoecimento e de constituição identitária dos trabalhadores. (MENDES, 2007; BRUNING, 2010). A justificativa, tanto teórico e quanto prática, desta investigação repousa na necessidade de melhor compreender os impactos que inovações tecnológicas de gestão que vem sendo aplicadas pelas organizações têm sobre um importante subsistema organizacional, seu público interno, permitindo refletir sobre elementos passíveis de intervenção. 2. OBJETIVOS O objetivo geral da pesquisa que aqui se propõe é dar continuidade à pesquisa iniciada em fevereiro de 2012 por este mesmo grupo de pesquisa, intitulada Tecnologias de gestão e seus impactos na subjetividade dos trabalhadores. Nesta pesquisa inicial buscou-se identificar, por setor de atuação, a percepção de trabalhadores sobre as tecnologias de gestão adotadas na indústria e a situação de subjetividade destes mesmos trabalhadores, pesquisa que permitiu a construção de relatório de pesquisa e dois artigos: um em que se apresenta um levantamento teórico sobre a Psicodinâmica do Trabalho, teoria pesquisada e escolhida pelo grupo para embasar as análises das relações do contexto de trabalho e a subjetividade dos trabalhadores, e um segundo artigo no qual, por meio de análise estatística de dados coletados via questionário, apresenta-

2 se e discutem-se aproximações e distinções entre as diversas formas de gestão identificadas e respectivas formas de interação que estabelecem com a subjetividade dos trabalhadores. A pesquisa que aqui se apresenta propõe a continuidade da investigação iniciada em 2012, de forma que possamos incluir uma nova fase de coleta de dados, desta vez qualitativa, de forma a investigar, por meio de entrevistas e grupos focais, junto a trabalhadores inseridos em diferentes setores da indústria quais as relações que eles percebem existir entre o contexto de trabalho no qual estão inseridos e sua condição de saúde e qualidade de vida, suas expectativas e sugestões de melhorias, de forma a identificar fatores passíveis de intervenção nos processos organizacionais de forma a tornar o contexto de trabalho mais seguro, saudável, agradável, humano e eficiente. 2.1 OBJETIVO GERAL Deste modo o objetivo geral da pesquisa que aqui se propõe é o seguinte: Reconhecer e analisar como são percebidas, pelos trabalhadores da indústria, provenientes de diferentes setores, cargos e níveis hierárquicos, as relações entre o contexto de trabalho em que encontram-se inseridos e suas condições de saúde e qualidade de vida buscando reconhecer e analisar os significados dessas relações para estes trabalhadores. 2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Para atingir o objetivo geral acima exposto será necessário realizar os seguinte objetivos específicos: (a) Identificar a avaliação dos trabalhadores em relação ao contexto de trabalho em que estão inseridos; (b) Identificar características da subjetividade dos trabalhadores (formas de prazer e sofrimento, custos e danos percebidos como relacionados ao trabalho); (c) Identificar e analisar as relações que os trabalhadores percebem existir entre as vivências de prazer e sofrimento, os custos e danos relacionados ao trabalho e os contextos de trabalho em que estão inseridos. 3. METODOLOGIA O design de pesquisa que se propõe a realização de estudo de caso descritivo e analítico, de corte temporal seccional e perspectiva longitudinal, com utilização de métodos qualitativos (entrevistas e grupos focais), uma vez que se pretende analisar como características da estrutura organizacional se relacionam com processos de subjetivação de trabalhadores nela inseridos, serão, portanto, os indivíduos e suas percepções relatadas a unidade de análise. 3.1 COLETA DOS DADOS: Para a coleta de dados referentes à percepção dos trabalhadores ocupantes de diferentes cargos sobre as relações entre os aspectos do contexto de trabalho e as avaliações dos processos de subjetivação identificadas e sobre os significados atribuídos à saúde do trabalhador às vivências de prazer e sofrimento, custos e danos relacionados ao trabalho identificados propõe-se a utilização de métodos qualitativos como realização de entrevistas e grupos focais. Opta-se pela realização de grupos focais, metodologia também disseminada pela denominação de Focus Group (GODOI, BANDEIRA-DE-MELO E BARBOSA, 2006), por entendê-la como ferramenta importante para orientar e dar referencial à investigação permitindo a geração de hipóteses baseadas nas percepções dos sujeitos e nas interpretações, significados e explicações. 3.2 ANÁLISE DOS DADOS: Para a análise destes dados qualitativos, obtidos por meio de entrevista ou grupo focal, tem-se como proposta inicial a utilização do método de análise do discurso na perspectiva da interpretação social dos discursos (GODOI, BANDEIRA-DE-MELO E BARBOSA, 2006). 3.3 PÚBLICO ALVO: O público alvo desta pesquisa serão alunos que cursam gestão da produção e estão atualmente trabalhando em empresas industriais em Curitiba e Região Metropolitana. 4. RESULTADOS ESPERADOS Propõe-se a realização de uma publicação integral que apresente as etapas metodológicas realizadas, os resultados obtidos e discuta as relações identificadas entre diferentes contextos de trabalho e a subjetividade dos trabalhadores neles inseridos.

3 Esta publicação pode adotar, conforme interesse e apoio das instituições componentes do Uninter, o formato de relatório de pesquisa, artigo(s) ou livro, buscando-se inclusive a geração de ISBN para a mesma. Além disso, se de interesse da instituição apoiadora, propõe-se a produção de artigos a serem comunicados, apresentados em congressos, encontros, colóquios e afins, bem como a serem submetidos para periódicos científicos das áreas de gestão, gestão da produção, saúde e trabalho, psicologia do trabalho, e demais áreas correlatas. 3. CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES DO PROJETO Mês 1: Mar Início das atividades: - Reunião com professores para estabelecimento de datas, e planejamento de atividades. - Seleção dos alunos que participarão do projeto Mês 2: Abr Revisão teórica.alinha mento com integrantes do projeto. Meses 3, 4, 5 e 6: Mai, Jun, Jul e ago de Preparação dos roteiros de entrevistas e preparação dos grupos focais; - Seleção e convite dos participantes; -Operacionalização, e realização dos encontros e entrevistas. - Transcrição dos dados coletados. Mês 7: Set Mês 8: Out Mês 9: Nov Meses 10, 11 e 12: Dez, 2013, e jan, fev, e mar 2014 Análise de discurso a partir das entrevistas e relatos transcritos. Debates e discussão dos dados após realização de etapa de análise de discurso. Escrita e entrega de relatório Parcial. Produção escrita dos artigos com resultados da pesquisa. Escrita e entrega de relatório Final.

4 4. RECURSOS PREVISTOS NO PROJETO. DESCRIÇÃO UNID QUANT. CUSTO UNITÁRIO R$ SUBTOT. R$ Professores (remuneração de horas) 3 professores Alunos (bolsas de pesquisa) 6 alunos bolsistas. Auxílio financeiro para inscrição dos artigos produzid grupo de pesquisa em congressos e revistas científicas. Auxílio financeiro para inscrição de professor e/ou aluno bolsista que for apresentar trabalho produzido pelo grupo de pesquisa e aceito em congresso científico. Auxílio financeiro para deslocamento e hospedagem (se necessário) de professor e/ou aluno bolsista que for apresentar trabalho produzido pelo grupo de pesquisa em congresso científico. Infraestrutura - sala para encontros semanais do grupo de pesquisa/ realização dos encontros de grupo focal. (Aluguel) Infraestrutura sala equipada com computador com licença dos seguintes softwares: (1)Pacote Office (Word, Excel e Powerpoint). (2) Acesso à internet. Infraestrutura sala equipada com projetor, tela branca e sistema de som. Material de escritório (papel branco A4, Xerox de material de coleta de dados, impressões de necessários. forem os congressos em que os trabalhos submetidos receberem aceite. forem os congressos em que os trabalhos submetidos receberem aceite. Uma sala com capacidade para pelo menos 15 pessoas. 1 computador na sala 1 projetor 1 tela 1 caixa de som Taxa de inscrição varia conforme congresso/revista. Desta forma o custo unitário será especificado a medida que ocorra a divulgação do valor das taxas de inscrição pelas organizadoras dos eventos. Taxa de inscrição varia conforme congresso/revista. Desta forma o custo unitário será especificado a medida que ocorra a divulgação do valor das taxas de inscrição pelas organizadoras dos eventos. A definir

5 resultados e produções parciais de texto para revisão, canetas, lápis, borrachas, grampeadores, e correlatos) TOTAL DE RECURSOS (R$) 4. GRUPO DE PESQUISA Nome Professor Estudante Titulação Unidade Camila Bruning X Mestre Fatec (atual doutoranda do programa de Administração UFPR) Cristiane Cecchin Monte Raso X Mestre Fatec (atual doutoranda do programa de Química UFPR) Fernando YudiSakaguti X Mestre Fatec A definir estudantes X Fatec 5. RESPONSÁVEL PELO PROJETO Camila Bruning Data: 09/02/2013 Assinatura: OBS: 1. Anexar os currículos Lattes do(s) professor (es) pesquisador(es). Camila Bruning: Cristiane Cecchin Monte Raso: Fernando YudiSakaguti :

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS. Coordenador: Carlos André de Melo Alves. Endereço no Lattes:

INFORMAÇÕES GERAIS. Coordenador: Carlos André de Melo Alves. Endereço no Lattes: INFORMAÇÕES GERAIS Nome do projeto: A Divulgação da Governança Corporativa em Bancos Públicos e Privados no Brasil: Estudo Baseado em Princípios Recomendados pelo Comitê da Basileia Coordenador: Carlos

Leia mais

FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO. ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão

FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO. ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão FORMULÁRIO PARA PROJETO DE PESQUISA, ENSINO E/OU EXTENSÃO Natureza do Projeto ( ) Pesquisa ( ) Extensão ( ) Pesquisa e Extensão Título da Proposta Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto

Leia mais

ANEXO II. PROJETO DE PESQUISA inserir titulo. COORDENADOR Inserir nome do coordenador EQUIPE

ANEXO II. PROJETO DE PESQUISA inserir titulo. COORDENADOR Inserir nome do coordenador EQUIPE ANEXO II PROJETO DE PESQUISA inserir titulo COORDENADOR Inserir nome do coordenador EQUIPE Campus xx - BA de de TÍTULO DO PROJETO: ÁREA DO CONHECIMENTO (UTILIZAR TABELA DO CNPQ) RESUMO DO PROJETO Resumo

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2

SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 SHELL BRASIL PETRÓLEO LTDA. PEA SHELL FASE 2 BIJUPIRÁ & SALEMA E PARQUE DAS CONCHAS Plano de Trabalho ANEXO B CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO NOVEMBRO DE 2013 CRONOGRAMA MENSAL DE 2012 Abr Mai Jun Jul Ago

Leia mais

EDITAL 02/2017 PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA COLETA DE DADOS DE PESQUISA DO NUCLEO DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E TRABALHO (NSET)

EDITAL 02/2017 PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA COLETA DE DADOS DE PESQUISA DO NUCLEO DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E TRABALHO (NSET) EDITAL 02/2017 PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES PARA COLETA DE DADOS DE PESQUISA DO NUCLEO DE SAÚDE, EDUCAÇÃO E TRABALHO (NSET) As Pesquisadoras Elaine Andrade Leal Silva, Margarete Costa Heliotério, Paloma

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO PROTOCOLO DE PESQUISA

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO PROTOCOLO DE PESQUISA MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE A ELABORAÇÃO DO PROTOCOLO DE PESQUISA O QUE DEVE CONTER EM UM PROJETO DE PESQUISA: 1. FOLHA DE ROSTO (Plataforma Brasil) O preenchimento do documento é de responsabilidade do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

TIPOS DE PESQUISA E O PROJETO DE PESQUISA

TIPOS DE PESQUISA E O PROJETO DE PESQUISA METODOS DE PESQUISA TIPOS DE PESQUISA E O PROJETO DE PESQUISA Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Santos, 2016 Conceito de PROJETO 1. O projeto é o organizador do processo coletivo e, como tal, precisa

Leia mais

EDITAL N.º 262/2016 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL: SELEÇÃO DE TUTOR PET CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

EDITAL N.º 262/2016 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL: SELEÇÃO DE TUTOR PET CIÊNCIAS BIOLÓGICAS EDITAL N.º 262/216 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL: SELEÇÃO DE TUTOR PET CIÊNCIAS BIOLÓGICAS O VICE-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, torna pública

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula Clima Organizacional Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Clima Organizacional Funcionário Feliz = Lucro maior Mais qualidade de vida no

Leia mais

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 02/2017 - Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa A Universidade Santa Úrsula - USU - do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Prof. Dr. Ari Melo Mariano Prof. a Dr. a Fernanda Vinhaes de Lima Prof. a Dr. a Mara Lúcia Castilho Olívia Laquis de Moraes Clara Coelho Paranhos

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ANA/CBDB

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ANA/CBDB ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA PRODUTO 1: PLANO DE TRABALHO CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO Atividades Responsáveis Indicador Físico Data Provável 1 Detalhamento do presente Plano de Trabalho 2 Primeira reunião de

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 60 DE 01/02/ CAS

RESOLUÇÃO N o 60 DE 01/02/ CAS RESOLUÇÃO N o 60 DE 01/02/2013 - CAS Estabelece as normas do Programa de Iniciação Científica (PIC) da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior,

Leia mais

Programa de Cooperação Científica e Tecnológica Subprograma de Empresas Juniores. Plano de trabalho

Programa de Cooperação Científica e Tecnológica Subprograma de Empresas Juniores. Plano de trabalho Programa de Cooperação Científica e Tecnológica Subprograma de Empresas Juniores Plano de trabalho 2016-2017 1. JUSTIFICATIVA O Subprograma de Empresas Juniores, vinculado ao PDI PROGRAMA 10 PROGRAMA UNESP

Leia mais

RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA

RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE SANTA RITA - FASAR CENTRO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA - CEPIC PROJETOS DE PESQUISA RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA Ano: 2015 Semestre: 1º P R O J E T O D

Leia mais

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa

Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/ Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa Edital Universidade Santa Úrsula-USU: 01/2017 - Programa Institucional Interno de Criação, Consolidação e Apoio a Grupos de Pesquisa A Universidade Santa Úrsula - USU - do Rio de Janeiro, por intermédio

Leia mais

Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS. Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa ou extensão

Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS. Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa ou extensão Edital n o 79/2013 ANEXO II TIPOS, REQUISITOS E VALORES DE BOLSAS TIPO REQUISITO C.H. Semanal VALOR Mensal PIBIC-JR Estar no segundo ano do ensino médio Não possuir vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa

Leia mais

Priscila Santos Queiroz

Priscila Santos Queiroz CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde DISCUSSÃO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E PROMOÇÃO DE AMBIENTES SAUDÁVEIS: UMA PROPOSTA PARA SABINÓPOLIS/MG Priscila

Leia mais

Elizabeth Freitas Rodrigues

Elizabeth Freitas Rodrigues Preparação e Análise de Projeto Profª Elizabeth Freitas Referencial Teórico É um capítulo do projeto (ou parte de um capítulo) que tem por objetivo apresentar os estudos sobre o tema em referência. Ex.:

Leia mais

Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006.

Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006. 1 Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006. É relevante salientar que a ordem de apresentação dos elementos textuais e pós-textuais obrigatórios

Leia mais

O PROJETO DA PESQUISA

O PROJETO DA PESQUISA CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Curso de Design Disciplina: Projeto de Graduação I Professora Kátia Paulino O PROJETO DA PESQUISA 1. Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na

Leia mais

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016

EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 003/2016 Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE

Leia mais

Giselle Bianca Tófoli

Giselle Bianca Tófoli CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde IMPLANTAÇÃO DE MAPA DE RISCOS E SENSIBILIZAÇÃO DAS EQUIPES DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA DE TIRADENTES - MG

Leia mais

APÊNDICE II. 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO - CNPq (vide site

APÊNDICE II. 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO - CNPq (vide site APÊNDICE II PROJETO DE PESQUISA CICLO 2016/2017 Código: (Para uso da coordenação de iniciação científica) 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 TÍTULO: 1.2 ANO LETIVO: 1.3 SEMESTRE: 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO

Leia mais

FORMULÁRIO DE PROJETO DE EXTENSÃO. REGISTRO SOB Nº: Uso exclusivo da PROEX

FORMULÁRIO DE PROJETO DE EXTENSÃO. REGISTRO SOB Nº: Uso exclusivo da PROEX FORMULÁRIO DE PROJETO DE EXTENSÃO REGISTRO SOB Nº: Uso exclusivo da PROEX 1 - TÍTULO: Classificação ( ) Programa ( ) Projeto ( ) Curso 2 - COORDENADOR (deverá ser docente ou técnico administrativo do IFSul)

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

Regulamento do Programa de Iniciação. Científica da Unidade FATEC Araçatuba. Araçatuba, 2013.

Regulamento do Programa de Iniciação. Científica da Unidade FATEC Araçatuba. Araçatuba, 2013. Regulamento do Programa de Iniciação Científica da Unidade FATEC Araçatuba Araçatuba, 2013. 1 1. Introdução O regulamento apresentado neste documento tem o objetivo de organizar o Programa de Iniciação

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

Miguel Dias. Como elaborar um projeto de pesquisa para TCC.

Miguel Dias. Como elaborar um projeto de pesquisa para TCC. Como elaborar um projeto de pesquisa para TCC. migdias@gmail.com www.migdias.weebly.com www.facebook.com/migueldias.pt Miguel Dias Bolsista PNPD/CAPES Universidade do Estado do Rio Grande do Norte O que

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO

UNIVERSIDADE POSITIVO UNIVERSIDADE POSITIVO CHAMADA DE PROJETOS PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIC) CICLO 2012-2013 EDITAL N o 117 de 03/04/2012 Art. 1 o A Reitoria da Universidade Positivo (UP) torna público o presente

Leia mais

Edital 01/2016 Programa de Iniciação Científica

Edital 01/2016 Programa de Iniciação Científica Edital 01/2016 Programa de Iniciação Científica A Faculdade Promove de Minas Gerais, Faculdade Promove de Belo Horizonte, Faculdade Promove de Tecnologia,Escola de Engenharia Kennedy, Faculdade Kennedy

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA IDENTIFICAÇÃO DO PESQUISADOR Nome do pesquisador responsável MODELO DE PROJETO DE PESQUISA Instituição Titulação Departamento CPF Endereço Telefone Fax E-Mail EQUIPE COLABORADORA Nome Departamento Titulação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA SOCIAL E DO TRABALHO PST

DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA SOCIAL E DO TRABALHO PST TABELA 1: DESCRIÇÃO DOS LABORATÓRIOS NOME DO LABORATÓRIO Nº DE DOCENTES Nº DE ALUNOS GRADUAÇÃO PÓS DESCRIÇÃO LABORATÓRIO DE COGNIÇÃO E EFETIVIDADE NAS ORGANIZAÇÕES (CEO) 2 7 5 São realizadas pesquisas

Leia mais

O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017

O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017 O PROGRAMA DE FORMAÇÃO PARA A PRÁTICA DAS CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA 2017 Inscrições vão até 12 de fevereiro/17. Vagas limitadas. CONTEÚDO Introdução a abordagem de aprendizagem por projetos investigativos;

Leia mais

TIPOS DE PESQUISA. 1 Quanto à abordagem 1.1 Pesquisa qualitativa 1..2 Pesquisa quantitativa

TIPOS DE PESQUISA. 1 Quanto à abordagem 1.1 Pesquisa qualitativa 1..2 Pesquisa quantitativa Estrutura do artigo 1 Título do projeto 2 Introdução 3 Revisão bibliográfica (subdivisão) 4 Procedimentos metodológicos. 4.1 Escolher o tipo de pesquisa 4.2 Estabelecer população e amostra 4.3 Determinar

Leia mais

EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES EXERCÍCIO 2017

EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES EXERCÍCIO 2017 EDITAL DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA PROFESSORES EXERCÍCIO 2017 A Direção Geral da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA abre inscrições para os docentes desta instituição, interessados

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS 1 PROJETO DE PESQUISA CONCEITO PRODUTO MATERIAL DA ETAPA QUE ANTECEDE A PESQUISA PROPRIAMENTE DITA. ESTABELECE OS TERMOS

Leia mais

REGIME DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO

REGIME DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO REGIME DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAPITULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Artigo 1º O programa de iniciação científica voluntária

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017

INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS Nº 01/2017 INSTITUTO DE PESQUISA, TECNOLOGIA E NEGÓCIOS EDITAL DE CRIAÇÃO E CADASTRO DE GRUPOS DE PESQUISA Nº 01/2017 O Instituto de Pesquisa, Tecnologia e Negócios (IPTN), no uso de suas atribuições legais, torna

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT 1 FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO NÚCLEO DE PESQUISA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NOPI PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT EDITAL 02/2016 A Faculdade Metropolitana de Manaus,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Produção Alimentícia Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Alimentos FORMA/GRAU:( )integrado ( x )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA

RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADE SANTA RITA - FASAR CENTRO DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA - CEPIC PROJETOS DE PESQUISA RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA - CEPIC INICIAÇÃO CIENTÍFICA Ano: 2014 Semestre: 2 P R O J E T O D E

Leia mais

PRÉ - PROJETO DE MONOGRAFIA (TEMA DELIMITADO, CENTRALIZADO, TUDO EM MAIÚSCULO)

PRÉ - PROJETO DE MONOGRAFIA (TEMA DELIMITADO, CENTRALIZADO, TUDO EM MAIÚSCULO) PRÉ - PROJETO DE MONOGRAFIA (TEMA DELIMITADO, CENTRALIZADO, TUDO EM MAIÚSCULO) Aluno( a) Fulano de tal Orientador (a) Prof a. Dr a. nome do professor Araçatuba SP 2014 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITOS FUNDAMENTAIS E DEMOCRACIA NOME DO MESTRANDO

FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITOS FUNDAMENTAIS E DEMOCRACIA NOME DO MESTRANDO FACULDADES INTEGRADAS DO BRASIL Nome da instituição PROGRAMA DE MESTRADO EM DIREITOS FUNDAMENTAIS E DEMOCRACIA Nome do curso NOME DO MESTRANDO O trabalho deve ser apresentado em papel, formato A4, fonte

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO

PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO MOVIMENTO SUSTENTÁVEL CURSO(S): ENGENHARIAS E ARQUITETURA São Luís (2017) IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA PROJETO: MOVIMENTO SUSTENTÁVEL ÁREA DE ATUAÇÃO: Sistema de geração de energia elétrica a partir de energia

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM POLÍTICAS, GESTÃO E SAÚDE - GPPGS EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS E BOLSISTAS PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM POLÍTICAS, GESTÃO E SAÚDE - GPPGS EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS E BOLSISTAS PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS E BOLSISTAS PARA INICIAÇÃO CIENTÍFICA O Professor Dr. Flávio Cella, Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas, Gestão e Saúde - GPGS, e seu Assessor, Prof.

Leia mais

Minicurso: Elaboração de projetos das atividades de pesquisa

Minicurso: Elaboração de projetos das atividades de pesquisa Minicurso: Elaboração de projetos das atividades de pesquisa Maria Bernardete Cordeiro de Sousa Pró-Reitora de Pesquisa Docência Universitária Contexto, cultura Produção do conhecimento Apropriação do

Leia mais

EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010

EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010 OBJETIVOS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC/UPE/CNPq 2009/2010 Promover o interesse pela pesquisa no campo da Ciência e Tecnologia, despertando a vocação científica

Leia mais

EDITAL Nº 002/ DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

EDITAL Nº 002/ DAS DISPOSIÇÕES GERAIS EDITAL Nº 002/2017 EDITAL DE SELEÇÃO PARA O GRUPO DE PESQUISA EM ARQUITETURA RURAL E POVOS TRADICIONAIS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO DAS FACULDADES SANTO AGOSTINHO A Coordenação do

Leia mais

(ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO)

(ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO) (CAPA) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O NOME DA INSTITUIÇÃO) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O NOME DO AUTOR) (ESPAÇO PARA SER COLOCADO O TÍTULO DO TRABALHO) (ESPAÇO PARA SER COLOCADA A CIDADE - ESTADO) (ESPAÇO PARA

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM GRUPO DE TRABALHO DE HUMANIZAÇÃO NO MUNICÍPIO DE ARVOREZINHA, RIO GRANDE DO SUL.

IMPLANTAÇÃO DE UM GRUPO DE TRABALHO DE HUMANIZAÇÃO NO MUNICÍPIO DE ARVOREZINHA, RIO GRANDE DO SUL. CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde IMPLANTAÇÃO DE UM GRUPO DE TRABALHO DE HUMANIZAÇÃO NO MUNICÍPIO DE ARVOREZINHA, RIO GRANDE DO SUL. Evelini de Pariz

Leia mais

EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009

EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009 EDITAL INICIAÇÃO CIENTÍFICA - UPE 2009 OBJETIVOS Promover o interesse pela pesquisa no campo da Ciência e Tecnologia, despertando a vocação científica e incentivando talentos entre estudantes de graduação,

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade curricular obrigatória para todos

Leia mais

Parte I Visão Geral do Processo de Pesquisa 21. Capítulo 1 Introdução à Pesquisa em Atividade Física 23

Parte I Visão Geral do Processo de Pesquisa 21. Capítulo 1 Introdução à Pesquisa em Atividade Física 23 SUMÁRIO Parte I Visão Geral do Processo de Pesquisa 21 Capítulo 1 Introdução à Pesquisa em Atividade Física 23 Natureza da pesquisa 23 Métodos não científicos e científicos de solução de problemas 30 Modelos

Leia mais

Título do Projeto: Diretrizes para o Sistema de Espaços Livres no Centro de Florianópolis

Título do Projeto: Diretrizes para o Sistema de Espaços Livres no Centro de Florianópolis Título do Projeto: Diretrizes para o Sistema de Espaços Livres no Centro de Florianópolis Área de Conhecimento Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas Área de conhecimento: Arquitetura e Urbanismo Justificativa

Leia mais

APÊNDICE A - Carta de informação sobre a pesquisa e termo de consentimento livre e esclarecido. São Paulo, 25 de agosto de 2006

APÊNDICE A - Carta de informação sobre a pesquisa e termo de consentimento livre e esclarecido. São Paulo, 25 de agosto de 2006 1 APÊNDICE A - Carta de informação sobre a pesquisa e termo de consentimento livre e esclarecido São Paulo, 25 de agosto de 2006 À Profa Diretora da Escola Estadual Prezada Professora, Vimos, por meio

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO (PIBITI) Fundação Araucária Institutos Lactec EDITAL 2017/2018 O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e,

RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE Aprova Normas Específicas do Trabalho de Conclusão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO ROQUE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO ROQUE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO ROQUE Rodovia Prefeito Quintino de Lima, 2100, Paisagem Colonial - CEP 18136-540 São Roque SP Fone (11)

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO COORDENAÇÃO DE PESQUISA COORDENAÇÃO DE ENSINO PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT

FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO COORDENAÇÃO DE PESQUISA COORDENAÇÃO DE ENSINO PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT 1 FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO COORDENAÇÃO DE PESQUISA COORDENAÇÃO DE ENSINO PROGRAMA DE INCIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA - PROMICT EDITAL 05/2017 A Faculdade Metropolitana de Manaus, por

Leia mais

EDITAL PIBIC / CNPq/ MAST PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL PIBIC / CNPq/ MAST PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL PIBIC / CNPq/ MAST 2014-2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA A Coordenação do PIBIC/CNPq/MCTI/MAST comunica aos interessados que estão abertas as inscrições para a obtenção

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ IFCE CAMPUS IGUATU

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ IFCE CAMPUS IGUATU INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ IFCE CAMPUS IGUATU PROJETO INCUBADORA DE EMPRESAS DE IGUATU (INEI) Planejamento de Metas a Curto Prazo: Ciclos Empreendedores Inovador LAYSE

Leia mais

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO 006/2016

EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO 006/2016 EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO 006/2016 SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DE APLICADOR DE COLETA NO PROJETO AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE, QUALIDADE DE IMPLEMENTAÇÃO E VALIDADE SOCIAL DO PROGRAMA FAMÍLIAS

Leia mais

GUIA BÁSICO PARA CURSO DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL

GUIA BÁSICO PARA CURSO DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO PARA PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS E MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL GUIA BÁSICO PARA CURSO DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIAS

Leia mais

EDITAL PIBIC O PROGRAMA CONFERE

EDITAL PIBIC O PROGRAMA CONFERE EDITAL PIBIC 2018 O Instituto de Ensino Superior Múltiplo IESM, através da Coordenação de Pesquisa e Extensão torna pública a abertura das inscrições para o seu Programa de Iniciação Científica e convoca

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS Nº 02/2017 PET ENGENHARIA CIVIL

EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS Nº 02/2017 PET ENGENHARIA CIVIL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Engenharia Civil PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PET Engenharia Civil / SESU / MEC EDITAL DE SELEÇÃO DE BOLSISTAS Nº 02/2017 PET ENGENHARIA CIVIL APRESENTAÇÃO O Programa de Educação

Leia mais

Modelo de Proposta Preliminar de Projeto de Pesquisa Semestre

Modelo de Proposta Preliminar de Projeto de Pesquisa Semestre Modelo de Proposta Preliminar de Projeto de Pesquisa Semestre 2015.1 1. Título do Projeto: Claro, conciso e suficientemente descritivo para definir o assunto tratado. Máximo de 17 palavras. 2. Nome do

Leia mais

1.1 Os temas e as questões de pesquisa. Introdução

1.1 Os temas e as questões de pesquisa. Introdução 1 Introdução Um estudo de doutorado é, a meu ver, um caso de amor, e em minha vida sempre houve duas grandes paixões imagens e palavras. Escolhi iniciar minha tese com o poema apresentado na epígrafe porque

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NO CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA PARA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM CRACK, ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 2013

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NO CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA PARA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM CRACK, ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 2013 PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NO CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA PARA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM CRACK, ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 2013 O Diretor do Centro de Ciências da Saúde e a Coordenação do Centro Regional

Leia mais

RELATÓRIO DE MENSAL SIMPLIFICADO RMS RMS N. 14

RELATÓRIO DE MENSAL SIMPLIFICADO RMS RMS N. 14 RELATÓRIO DE MENSAL SIMPLIFICADO RMS RMS N. 14 PERÍODO: 01 de fevereiro de 2016 a 29 de fevereiro de 2016 DATA: 01/03/2016 INTRODUÇÃO Este relatório tem como objetivo atender as demandas estabelecidas

Leia mais

DELINEAMENTOS DE PESQUISAS PARA O CAP. II DE TG. Quanto aos objetivos: Exploratórias / Descritivas / Explicativas

DELINEAMENTOS DE PESQUISAS PARA O CAP. II DE TG. Quanto aos objetivos: Exploratórias / Descritivas / Explicativas 1 MÉTODOS DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO E METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICO- TECNOLÓGICA DELINEAMENTOS DE PESQUISAS PARA O CAP. II DE TG Quanto aos objetivos: Exploratórias / Descritivas / Explicativas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal da Saúde Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Comitê de Ética em Pesquisa

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal da Saúde Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Comitê de Ética em Pesquisa INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA INFORMAÇÕES GERAIS Os projetos de pesquisa para apreciação do do HMIPV devem ser encaminhados através do sistema on-line da CONEP intitulado Plataforma

Leia mais

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO? Na perspectiva do desenvolvimento das habilidades e competência do eixo do Programa de Aprendizagem em Atenção

Leia mais

FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL

FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL FACULADADE ESTÁCIO DO RECIFE DIREÇÃO ACADÊMICA PROGRAMA DE PROJETOS DE EXTENSÃO - EDITAL 2016-2017 1 INTRODUÇÃO O Programa de Projetos de Extensão tem o objetivo de contribuir para a formação acadêmica,

Leia mais

Licenciatura em Design e Tecnologia das Artes Gráficas

Licenciatura em Design e Tecnologia das Artes Gráficas Feriado FREQUÊNCIAS 2014/2015 Avaliação Contínua até 13 de junho 00-jan 01-jun 02-jun 03-jun 04-jun 08-jun 09-jun 10-jun 11-jun 12-jun 13-jun 2ª F 2ª F 3ª F 4ª F 5ª F 2ª F 3ª F 4ª F 5ª F 6ª F SÁB Análise

Leia mais

Centro Universitário de Várzea Grande-Univag Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Centro Universitário de Várzea Grande-Univag Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL PARA PROJETOS DE PESQUISA CIENTÍFICA A Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão do UNIVAG no uso de suas atribuições legais torna público o presente Edital, contendo normas, rotinas e

Leia mais

3. DA MODALIDADE DAS ATRIBUIÇÕES

3. DA MODALIDADE DAS ATRIBUIÇÕES EDITAL Nº 01/2014 Chamada para Seleção de Programas e/ou Projetos de Bolsas Acadêmicas Modalidade Ensino do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Câmpus Uberaba A Coordenação

Leia mais

MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PESSOAS PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL 01/04/14 1

MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PESSOAS PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL 01/04/14 1 MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO DE PESSOAS PROJETO IDENTIDADE FUNCIONAL 01/04/14 1 OBJETIVO Aprimoramento contínuo da qualidade do cadastro: captura de informações biométricas dos servidores, validação de suas

Leia mais

Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto

Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto Projeto de Capacitação da Comunidade USP Campus Ribeirão Preto Agosto de 2017 Objetivo Apresentar à comunidade acadêmica, por meio de uma série de atividades de capacitação (gratuitas), a importância da

Leia mais

Andréa Paula Bezerra de Alencar Lira

Andréa Paula Bezerra de Alencar Lira CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde IMPLANTAÇÃO DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE DO TRABALHADOR DA SAÚDE NA SMS DE FEIRA GRANDE AL Andréa Paula

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PONTA GROSSA 2017 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Manual para elaboração

Leia mais

SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE TRABALHO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE TRABALHO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Curitiba Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Energia SISTEMÁTICA PARA O ACOMPANHAMENTO DE TRABALHO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Universidade Anhanguera - Uniderp CURSO DE PSICOLOGIA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL CRONOGRAMA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL 2012

Universidade Anhanguera - Uniderp CURSO DE PSICOLOGIA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL CRONOGRAMA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL 2012 Universidade Anhanguera - Uniderp CURSO DE PSICOLOGIA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL CRONOGRAMA ESTÁGIO EM PSICOLOGIA SÓCIO AMBIENTAL 2012 1 CRONOGRAMA 2012 A 06/02 Reunião Inicial 13/02 Treinamento

Leia mais

EDITAL 01/ CHAMADA DE TRABALHOS

EDITAL 01/ CHAMADA DE TRABALHOS EDITAL 01/2017 - CHAMADA DE TRABALHOS (artigos e pôsteres) 13 Colóquio de Moda 10ª Edição Internacional 4º Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Design e Moda Abepem Associação Brasileira de

Leia mais

Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL Nº 24/2017 PPG/UEMA

Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL Nº 24/2017 PPG/UEMA Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação EDITAL Nº 24/2017 PPG/UEMA PROGRAMA DE BOLSA DE TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade

Leia mais

PROGRAMA DE DIMENSIONAMENTO DAS NECESSIDADES DE PESSOAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ

PROGRAMA DE DIMENSIONAMENTO DAS NECESSIDADES DE PESSOAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PROGRAMA DE DIMENSIONAMENTO DAS NECESSIDADES DE PESSOAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ Macapá-Ap UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS

Leia mais

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007

PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 PORTARIA DA PROPPEX nº 002/2007 O Prof. Dr. Paulo Rogério Stella, Pró-Reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Fundação Santo André, no uso de suas atribuições legais, constantes no Regimento Geral

Leia mais

Fevereiro de 2015 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU.

Fevereiro de 2015 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU. REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE - COMPLEXO UNIVERSITARIO FMU. 1. DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) 1.1. A elaboração do TCC Trabalho de Conclusão de Curso, é componente

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009 PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROEC EDITAL BOLSAS DE EXTENSÃO E CULTURA 2009 No período de 02 a 16 de fevereiro de 2009, estarão abertas as inscrições para bolsas de Extensão e Cultura, cujos resultados

Leia mais

REGIMENTO DE PESQUISA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS

REGIMENTO DE PESQUISA DO DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA ÓRGÃOS DELIBERATIVOS CENTRAIS CAMPUS UNIVERSITÁRIO TRINDADE CEP: 88040-900 - FLORIANÓPOLIS - SC TELEFONES: (48) 3721-9522 - 3721-9661 3721-4916

Leia mais

Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE

Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE _ ENQUADRAMENTO GERAL _ Gabinete de Avaliação e Promoção da Qualidade Instituto Superior de Ciências Educativas 2015, Outubro Avaliação e Promoção da Qualidade ISCE

Leia mais

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural do Rodo PLANO DE INTERVENÇÃO. Avaliação Interna da EPDRR

Escola Profissional de Desenvolvimento Rural do Rodo PLANO DE INTERVENÇÃO. Avaliação Interna da EPDRR Escola Profissional de Desenvolvimento Rural do Rodo PLANO DE INTERVENÇÃO Avaliação Interna da EPDRR Ano Letivo 2015/2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 COMISSÃO DE TRABALHO 4 METODOLOGIA DE TRABALHO ADOTADA 4 DOMÍNIOS

Leia mais