GESPÚBLICA - FMVZ/USP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESPÚBLICA - FMVZ/USP"

Transcrição

1 Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia GESPÚBLICA - FMVZ/USP Desburocratização & Excelência 2008

2 O que é GESPÚBLICA? É o programa do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que oferece apoio a órgãos e entidades públicas para a implantação do Sistema de Avaliação continuada da Gestão Pública.

3 Prof. Paulo Daniel Barreto Lima Gerente Executivo do GESPÚBLICA Governo Federal Servidor público federal desde Mestre em Administração Pública pela Universidade de Brasília. Especialista em Gestão Pública e Qualidade em Serviços pela Universidade Federal da Bahia. Ex-Diretor da Faculdade Católica de Tecnologia, da Universidade Católica de Brasília. Ex-Professor da Faculdade Católica de Tecnologia nas disciplinas de Organização, Sistemas e Métodos e Projeto Lógico de Sistemas. Ex-Coordenador Geral de Projetos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Atualmente Diretor do Departamento de Programas de Gestão, da Secretaria de Gestão, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Desde 1996 dirige o que, a partir de fevereiro de 2005, passou a chamar-se Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização - GESPÚBLICA. É o programa do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que oferece apoio a órgãos e entidades públicas para a implantação do Sistema de Avaliação continuada da Gestão Pública.

4 A missão do GESPÚBLICA Promover a gestão pública de excelência, visando contribuir para a qualidade dos serviços públicos prestados ao cidadão e para o aumento da competitividade do País.

5 A visão de futuro do GESPÚBLICA Até 2015, a excelência em gestão pública deverá ser um valor preservado pelas instituições públicas e requerido pelo cidadão.

6 Os fundamentos Os fundamentos do GESPÚBLICA são valores essenciais que caracterizam e definem a gestão pública como gestão de excelência. Não são leis, normas ou técnicas, são valores que precisam ser paulatinamente internalizados até se tornarem definidores da gestão de uma organização pública. Excelência dirigida ao cidadão Legalidade Moralidade Impessoalidade Publicidade Eficiência Gestão baseada em processos e informações Gestão participativa Valorização das pessoas Visão de futuro Aprendizado organizacional Agilidade Foco em resultados Inovação

7 Modelo de Excelência em Gestão Pública Visa aumentar a eficiência, a eficácia e a efetividade das ações executadas. É constituído por sete critérios integrados, que orientam a adoção de práticas de excelência com a finalidade de levar as organizações públicas brasileiras a padrões elevados de desempenho e de qualidade. Principal característica: Ser excelente sem deixar de ser público, buscando permanentemente a melhor combinação entre insumo, ação e resultado.

8 Modelo de Excelência em Gestão Pública - enfoque sistêmico 2 Estratégias e Planos 5 Pessoas 1 Liderança 7 Resultados 3 Cidadãos e sociedade 6 Processos 4. Informação e conhecimento

9 Modelo de Excelência em Gestão Pública 2 Estratégias e Planos 1 Liderança 3 Cidadãos e sociedade Bloco 1 É denominado de planejamento. Por meio da liderança forte da alta administração, que foca as necessidades dos cidadãos destinatários da ação da organização, os serviços/produtos e os processos são planejados para melhor atender esse conjunto de necessidades, levando-se em conta os recursos disponíveis.

10 Modelo de Excelência em Gestão Pública critérios Bloco 1 2 Estratégias e Planos 1 Liderança 3 Cidadãos e sociedade 1 Liderança: liderar é exercer uma influência que mova e inspire as pessoas, obtendo delas o máximo de cooperação e o mínimo de oposição. Compreende a alta administração a qual cabe o papel, também, de avaliar criticamente o desempenho da instituição. 2 Estratégias e Planos: trata da maneira como a alta administração formula as estratégias da organização e como são desdobradas em planos e metas 3 Cidadãos e Sociedade: principais comunidades com as quais a organização se relaciona e suas respectivas necessidades.

11 Modelo de Excelência em Gestão Pública 5 Pessoas Bloco 2 Representa a execução do planejamento. Nesse espaço se concretiza a ação que transforma objetivos e metas em resultados. São as pessoas, capacitadas e motivadas, que operam esses processos e fazem com que cada um deles produza os resultados esperados. 6 Processos

12 Modelo de Excelência em Gestão Pública critérios Bloco 2 5 Pessoas 6 Processos 5 Pessoas: abrange os funcionários da instituição, permanentes ou temporários. Todos têm uma responsabilidade pública a cumprir. É importante que se tenha um sistema de trabalho e práticas de gestão que desenvolvam as pessoas e propiciem a elas qualidade de vida. 6 Processos: envolve todas as práticas de gestão dos processos finalísticos (ensino, pesquisa e extensão) e administrativos (planejamento, pessoal, orçamento, finanças etc).

13 Modelo de Excelência em Gestão Pública Bloco 3 7 Resultados Representa o controle, pois serve para acompanhar o atendimento à sociedade, os serviços prestados, o orçamento e as finanças, a gestão das pessoas, a gestão de fornecedores e das parcerias institucionais, bem como, o desempenho dos serviços/produtos e dos processos organizacionais.

14 Modelo de Excelência em Gestão Pública critérios Bloco 3 7 Resultados 7 Resultados: refere-se ao desempenho da instituição e não às suas práticas. Esse critério compreende resultados que evidenciam eficiência, eficácia e efetividade esta última significando, fundamentalmente, o cumprimento da missão institucional e o ganho social conseguido.

15 Modelo de Excelência em Gestão Pública 4. Informação e conhecimento Bloco 4 Representa a inteligência da organização, nesse bloco são processados e avaliados os dados e fatos da organização (internos) e aqueles provenientes do ambiente (externos) que não estão sob seu controle direto, mas que de alguma forma podem influenciar o seu desempenho. Dá à organização a capacidade de agir corretivamente ou para melhorar suas práticas de gestão e, conseqüentemente, seu desempenho.

16 Modelo de Excelência em Gestão Pública critérios Bloco 4 4. Informação e conhecimento 4 Informação e conhecimento: sem informação não se consegue saber se a organização está indo bem ou mal; o processo decisório fica comprometido. Tal conhecimento pressupõe informações das práticas e resultados da própria Universidade, bem como dados que permitam comparações adequadas. O desempenho no GESPÚBLICA só pode ser medido se forem utilizados referenciais comparativos externos adequados.

17 No modelo de avaliação GESPÚBLICA há um sistema de pontuação que determina o estágio de maturidade da gestão da organização, contemplando os sete critérios. 2 Estratégias e Planos 5 Pessoas 1 Liderança 7 Resultados 3 Cidadãos e sociedade 6 Processos 4. Informação e conhecimento

18 A sistemática compreende várias etapas de auto-avaliação com pontuação gradativa: 1000 pontos Organizações com práticas refinadas, com pontuação igual ou superior a 350 pontos. 500 pontos Organizações com práticas adequadas para a maioria dos requisitos, com pontuação igual ou superior a 200 pontos. 250 pontos Organizações cujas práticas estão nos primeiros estágios de desenvolvimento e estão iniciando a implementação da auto avaliação continuada.

19 Ciclo de avaliação e melhoria continuada Excelência em gestão Modelo de Excelência em Gestão Pública Melhoria continuada do sistema de gestão Melhoria Auto-avaliação Melhoria Auto-avaliação Melhoria Auto-avaliação Gestão do atendimento Desburocratização

20 Diagrama do caminho da auto-avaliação AUTO- AVALIAÇÃO VALIDAÇÃO PLANO DE MELHORIA IMPLEMENTAÇÃO E MONITORAMENTO

21 Dessa forma, o GESPÚBLICA, vem trabalhando as ações de desburocratização focadas em dois pilares: simplificação de processos, procedimentos e rotinas e desregulamentação de leis, decretos, portarias e outros. Os benefícios esperados com estas ações são: eliminação/diminuição do déficit institucional; aumento da eficácia e efetividade da ação governamental; adequação entre meios, ações, impactos e resultados; cidadãos livres dos excessos da burocracia; criação de valor público positivo para os órgãos e entidades públicos que aceitarem o desafio da desburocratização.

22 A estratégia do GESPÚBLICA É baseada na mobilização voluntária de pessoas e organizações para atuarem como agentes transformadores da gestão pública brasileira e tem como premissa que a gestão de Órgãos e Entidades públicos podem e devem ser excelentes, podem e devem ser comparadas com padrões internacionais de qualidade em gestão, mas não podem nem devem deixar de ser públicas.

23 Caminho da auto-avaliação: estágio atual AUTO- AVALIAÇÃO VALIDAÇÃO PLANO DE MELHORIA IMPLEMENTAÇÃO E MONITORAMENTO

Gestão Pública Orientada para Resultados

Gestão Pública Orientada para Resultados Gestão Pública Orientada para Brasília, 24 de novembro de 2009. Paulo Daniel Barreto Lima Consultor em desenvolvimento gerencial p Estado: Estado: Estado: o o o campo campo campo da da da gestão gestão

Leia mais

PROGRAMA PERMANENTE DE QUALIDADE PRODUTIVIDADE DA USP

PROGRAMA PERMANENTE DE QUALIDADE PRODUTIVIDADE DA USP Universidade de São Paulo Comissão de Gestão de Qualidade e Produtividade PROGRAMA PERMANENTE DE QUALIDADE PRODUTIVIDADE DA USP Profa. Dra. Maria de Lourdes Pires Bianchi Presidente da Comissão de Gestão

Leia mais

Ficha 03 MEGP Prof. Carlos Xavier.

Ficha 03 MEGP Prof. Carlos Xavier. Ficha 03 MEGP 2014. Os fundamentos gerais estão mantidos com base nos princípios da Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência. Apesar disso, foram incluídos os seguintes princípios:

Leia mais

EXCELÊNCIA NOS SERVIÇOS PÚBLICOS

EXCELÊNCIA NOS SERVIÇOS PÚBLICOS EXCELÊNCIA NOS SERVIÇOS PÚBLICOS Professor Flávio Toledo www.masterjuris.com.br Hoje, o Modelo de Excelência da Gestão (MEG) reflete a experiência, o conhecimento e o trabalho de pesquisa de diversas organizações

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização

Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização AGENDA O GESPÚBLICA hoje; Funcionamento das ferramentas; Como funcionam os critérios; Inove ou Morra um resultado do modelo A gestão pública a serviço

Leia mais

Câmara de Gestão Pública Conselho Regional de Administração - RS

Câmara de Gestão Pública Conselho Regional de Administração - RS Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização - GesPública - CASE I - QUALIFICAÇÃO NO SETOR PÚBLICO ATRAVÉS DE CRITÉRIOS DE EXCELÊNCIA. Câmara de Gestão Pública Conselho Regional de Administração

Leia mais

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO

OBJETIVOS DESTE ENCONTRO FNQ Interpretação dos Critérios de Excelência PRÊMIO QUALIDADE AMAZONAS - 2010 OBJETIVOS DESTE ENCONTRO Apresentar e facilitar o entendimento dos Critérios da Modalidade Gestão. Entender como demonstrar

Leia mais

GESPUBLICA. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização 8/7/2008 1

GESPUBLICA. Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização 8/7/2008 1 GESPUBLICA Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização 8/7/2008 1 Fundamentos GESPUBLICA Publicidade Moralidade Excelência dirigida ao Cidadão Impessoalidade Eficiência Histórico Amplitude

Leia mais

Governança aplicada à Gestão de Pessoas

Governança aplicada à Gestão de Pessoas Governança de pessoal: aperfeiçoando o desempenho da administração pública Governança aplicada à Gestão de Pessoas Ministro substituto Marcos Bemquerer Brasília DF, 15 de maio de 2013 TCU Diálogo Público

Leia mais

Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO

Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO Sistema CFQ/CRQ Planejamento Estratégico 2018-2028 INOVAÇÃO & INTEGRAÇÃO A importância do pensar e agir estrategicamente nos dias atuais 1. Ter uma unica gestão estratégica 2. Ter um direcionamento estratégico

Leia mais

INSCRIÇÕES: Ficha de Inscrição devidamente preenchida através do site do programa www.pqa.org.br/premio-qualidade-amazonas-2018 Comprovante de pagamento de inscrição; UMA cópia gravada em CD-ROM do Relatório

Leia mais

O desafio da transformação pela excelência em gestão

O desafio da transformação pela excelência em gestão O desafio da transformação pela excelência em gestão Conheça o novo Modelo de Excelência da Gestão - MEG 21ª Edição Gilmar Casagrande Sócio e Diretor da Casattos 23/08/2017 O PGQP, há 25 anos, mobiliza

Leia mais

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência

Plataforma da Informação. Fundamentos da Excelência Plataforma da Informação Fundamentos da Excelência Modelo de Excelência em Gestão Fundamentos da Excelência O Modelo de Excelência em Gestão estimula e apoia as organizações no desenvolvimento e na evolução

Leia mais

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo. Administração Excelência no Serviço Público Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX EXCELÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO Na administração tradicional (burocrática) o paradigma

Leia mais

MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO. Uma visão. gestão organizacional.

MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO. Uma visão. gestão organizacional. MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO Uma visão sistêmica da gestão organizacional. FUNDAMENTOS DA EXCELÊNCIA Pensamento Sistêmico Aprendizado organizacional Cultura de inovação Liderança e constância de propósitos

Leia mais

A Gestão Pública a Caminho da Excelência

A Gestão Pública a Caminho da Excelência PROGRAMA DA QUALIDADE NO SERVIÇO PÚBLICO SERVIÇO PÚBLICO MANUAL PARA AVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA A Gestão Pública a Caminho da Excelência Transformando o setor público em benefício do cidadão 1. Apresentação

Leia mais

QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1

QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1 QUALIDADE NA GESTÃO PÚBLICA: FATORES QUE INFLUENCIAM NA TOMADA DE DECISÃO PARA QUE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS ADOTEM O MODELO DE EXCELÊNCIA 1 Elisete Batista Da Silva Medeiros 2, Sérgio Luís Allebrandt 3. 1

Leia mais

FILOSOFIA DA QUALIDADE ADOTADA PELO DER/MG

FILOSOFIA DA QUALIDADE ADOTADA PELO DER/MG FILOSOFIA DA QUALIDADE ADOTADA PELO DER/MG Fernando Antônio Costa Jannotti I. APRESENTAÇÃO As transformações tecnológicas e sociais que vêm ocorrendo nas últimas décadas em todo o mundo têm exigido que

Leia mais

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência

Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae Documento de Referência Programa Sebrae de Excelência Brasília DF OBJETIVO Promover a cultura da excelência, a melhoria da gestão e o compartilhamento

Leia mais

GESTÃO PÚBLICA NOVO IAGP 250 PONTOS

GESTÃO PÚBLICA NOVO IAGP 250 PONTOS AUTOAVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA ACORDOS Respeitar os Manter o celular no modo silencioso Utilizar os intervalos para contatos externos 03/06/2016 2 ACORDOS OBJETIVOS DO CURSO Apresentar o novo IAGP 250

Leia mais

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO GESPÚBLICA

PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO GESPÚBLICA PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO GESPÚBLICA FUNDAMENTOS DO GESPÚBLICA FUNDAMENTOS DE EXCELÊNCIA Modelos de Excelência Todos os Prêmios Nacionais da Qualidade são construídos com base em princípios e valores,

Leia mais

TERMO DE ABERTURA DE PROJETO

TERMO DE ABERTURA DE PROJETO 1 Nome do Projeto 2 Código SISTEMA DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO SEG CD 0151 3 Coordenador(a) 4 Tipo de Projeto Eng. Mec. Vinício Duarte Ferreira ESTRATÉGICO 5 Gestor(a) 6 Programa Eng. Agr. Carlos Alonso Alencar

Leia mais

A Alfa, por seguir modelos adotados por organizações privadas, está alinhada com os pressupostos da excelência nos serviços públicos.

A Alfa, por seguir modelos adotados por organizações privadas, está alinhada com os pressupostos da excelência nos serviços públicos. (CESPE 2010 TRE/BA ANALISTA ÁREA JUDICIÁRIA) Acerca da administração pública, julgue os itens seguintes. A busca da excelência, considerada, no setor privado, uma prerrogativa para sobrevivência em um

Leia mais

PROGRAMA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA UFSM. Projeto de Modernização Administrativa da Reitoria da UFSM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

PROGRAMA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA UFSM. Projeto de Modernização Administrativa da Reitoria da UFSM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Projeto de Modernização Administrativa da Reitoria da UFSM UFSM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Contextualização Problemas Estruturas focadas na rotina, hierarquizadas

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1

ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1 ASPECTOS GERAIS DO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO - GESPÚBLICA 1 Elisângela Tânia de Almeida 2 Luís Maurício Bessa Scartezini 3 RESUMO: As necessidades da sociedade brasileira

Leia mais

PRINCÍPIOS CONSIDERADOS NA GESTÃO PÚBLICA

PRINCÍPIOS CONSIDERADOS NA GESTÃO PÚBLICA Programa Qualidade Amazonas 2014 1 A Organização candidata ao PQA, ESCOLHE: PRINCÍPIOS CONSIDERADOS NA GESTÃO PÚBLICA PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS FUNDAMENTOS DO GESPÚBLICA Programa Qualidade Amazonas 2014

Leia mais

ROTEIRO CQH Por Que Mudar?

ROTEIRO CQH Por Que Mudar? OTEIO CQH - 2008 AHP 12/07 Por Que Mudar? Processo dinâmico em todo o mundo CQH rede de Prêmios do PNQ Credibilidade por acompanhar as mudanças Missão: melhoria contínua Alinhamento com o PNGS para o estabelecimento

Leia mais

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo. Administração Excelência no Serviço Público Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração EXCELÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO Alcance de resultados harmonizados para todas as partes

Leia mais

Conhecimento Específico

Conhecimento Específico Conhecimento Específico Eficiência, Eficácia e Efetividade Professor Rafael Ravazolo Conhecimento Específico EFICIÊNCIA, EFICÁCIA E EFETIVIDADE Segundo Chiavenato, o desempenho de cada organização deve

Leia mais

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Marcelo De Nardi Porto Alegre, 04 de julho de 2011. CONTEXTUALIZAÇÃO Poder Judiciário no Contexto da Gestão Pública Nacional Processos

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Construindo pontes para o futuro

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Construindo pontes para o futuro RESUMO O desenvolvimento da prática do Planejamento Estratégico em organizações públicas representa o comportamento estratégico que cria valor público, é o processo de responsabilidade coletiva de dispor

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2013 (IBGE / ANALISTA DE PLANEJAMENTO / CESGRANRIO / 2013)

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2013 (IBGE / ANALISTA DE PLANEJAMENTO / CESGRANRIO / 2013) ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2013 37. O Programa Nacional de Gestão Pública e desburocratização GESPÚBLICA tem como finalidade contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos

Leia mais

22. É possível que se identifiquem ao menos 3 modelos de gestão pública fundamentais: a administração patrimonialista, a administração pública

22. É possível que se identifiquem ao menos 3 modelos de gestão pública fundamentais: a administração patrimonialista, a administração pública 22. É possível que se identifiquem ao menos 3 modelos de gestão pública fundamentais: a administração patrimonialista, a administração pública burocrática e administração pública gerencial. A administração

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Gestão da Inovação

Prêmio Nacional de Inovação. Caderno de Avaliação. Categoria. Gestão da Inovação Prêmio Nacional de Inovação 2013 Caderno de Avaliação Categoria Gestão da Inovação Método: Esta dimensão visa facilitar o entendimento de como podem ser utilizados sistemas, métodos e ferramentas voltados

Leia mais

Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil

Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil UEG UnUCSEH CONSULTORIA ORGANIZACIONAL Gestão de Excelência PQSP Programa de Qualidade no Serviço Público 2 Evolução Histórica da Gestão Pública no Brasil 3 Gestão Pública e seus diferentes modelos Patrimonialista

Leia mais

Concurso: EPPGG MPOG Aula 6. Turmas 08 e 09 LEONARDO FERREIRA

Concurso: EPPGG MPOG Aula 6. Turmas 08 e 09 LEONARDO FERREIRA Concurso: EPPGG MPOG Aula 6 Turmas 08 e 09 LEONARDO FERREIRA Qualidade no Serviço Público - Conceitos de eficiência, eficácia e efetividade aplicados à Administração Pública. MPOG Visão de Excelência O

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Haley Almeida. Brasília - DF Março de 2011

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Haley Almeida. Brasília - DF Março de 2011 Haley Almeida Brasília - DF Março de 2011 Agenda Alinhamento conceitual Processo de elaboração Ação de monitoramento O que é Carta de Serviços ao Cidadão? A Carta de Serviços é um documento elaborado por

Leia mais

Processo Organizacional

Processo Organizacional Processo Organizacional Controle Controlar significa garantir que aquilo que foi planejado seja bem executado e que os objetivos estabelecidos sejam alcançados adequadamente. Monitoramento está presente

Leia mais

Governança Pública e o Papel do TCU

Governança Pública e o Papel do TCU Governança Pública e o Papel do TCU Marcelo Eira Secretário de Fiscalização de TI Belém/PA, 26 de setembro de 2013 Melhorar a governança, com efeito, significa ouvir a sociedade, planejar melhor, coordenar

Leia mais

Sistemas de Avaliação e Qualidade. Aula 5. Contextualização. Referenciais para a Avaliação da Qualidade. Prof. Me. Elton Ivan Schneider

Sistemas de Avaliação e Qualidade. Aula 5. Contextualização. Referenciais para a Avaliação da Qualidade. Prof. Me. Elton Ivan Schneider Sistemas de Avaliação e Qualidade Aula 5 Contextualização Prof. Me. Elton Ivan Schneider Referenciais para a Avaliação da Qualidade A competitividade dos sistemas de avaliação existentes tende a limitar

Leia mais

Modelo de excelência GesPública

Modelo de excelência GesPública Modelo de excelência GesPública Uma discussão dos fundamentos do modelo PQGF 2007 1 Os fundamentos do modelo em questão Baldridge Prêmio Deming Prêmio Nacional da Qualidade Ambiente privado PQGF Entes

Leia mais

PLANEJAMENTO X EXECUÇÃO

PLANEJAMENTO X EXECUÇÃO PLANEJAMENTO X EXECUÇÃO Menos de 10% das estratégias efetivamente formuladas são eficientemente executadas Revista Fortune Na maioria das falhas - em torno de 70% - o problema real não é estratégia ruim...

Leia mais

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Excelência no Serviço Público. Professor Rafael Ravazolo. Administração Excelência no Serviço Público Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração EXCELÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO A capacidade de gestão em uma organização pública é essencial

Leia mais

Categoria: Gestão da Inovação

Categoria: Gestão da Inovação Prêmio Nacional de Inovação Edição 2014/2015 Anexo I Categoria: Gestão da Inovação Prêmio Nacional de Inovação - Ciclo 2014/2015 Questões para a Autoavaliação na categoria Gestão de Inovação Dimensão Método

Leia mais

Anderson Barbosa / Eleni Gentil / Telefone: /3878

Anderson Barbosa / Eleni Gentil   / Telefone: /3878 P-34 Desenvolvimento da Liderança para a Cultura da Excelência ML - Sabesp Anderson Barbosa / Eleni Gentil E-mail: andersonab@sabesp.com.br / egentil@sabesp.com.br Telefone: 2681.3796 /3878 PERFIL ML Características

Leia mais

Diagnóstico e Perfil de Maturidade dos Sistemas de Avaliação de Programas Governamentais da Administração Federal Direta

Diagnóstico e Perfil de Maturidade dos Sistemas de Avaliação de Programas Governamentais da Administração Federal Direta Diagnóstico e Perfil de Maturidade dos Sistemas de Avaliação de Programas Governamentais da Administração Federal Direta Dagomar Henriques Lima Secretário de Métodos e Suporte ao Controle Externo Apoio

Leia mais

II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais. Palestra. Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro. Prof. Dr. Fernando S.

II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais. Palestra. Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro. Prof. Dr. Fernando S. II Encontro Paulista de Escolas de Governos Municipais Palestra Gestão Pública Contemporânea e o caso Brasileiro Prof. Dr. Fernando S. COELHO Jundiaí, 27 de novembro de 2014 1 O que abordarei nesta exposição?

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO, ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS Lista de exercícios Gestão da Qualidade - Modelos de Excelência Gerencial 1. (CESPE/CNJ/Analista Judiciário/2013) A mensuração da qualidade do serviço

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO, ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS Lista de exercícios Qualidade na gestão pública 1. (CESPE/CNJ/Analista Judiciário/2013) A mensuração da qualidade do serviço público deve incorporar a

Leia mais

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência

A Importância da Liderança na Cultura da Excelência XIX Seminário de Boas Práticas CIC Caxias do Sul A Importância da Liderança na Cultura da Excelência Msc. Eng. Irene Szyszka 04/ABR/2013 O negócio, o mercado e a sociedade Pressão dos clientes e mercado;

Leia mais

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 Sumário Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 1. O Conceito de Organização...1 2. O Conceito de Processo...2 3. O Conceito de Administração...3 4. O Processo Organizacional...3 4.1. Conceito

Leia mais

MISSÃO. VALORES Ética Parceria Inovação Excelência

MISSÃO. VALORES Ética Parceria Inovação Excelência MISSÃO Incentivar e disseminar o uso de modelos sistêmicos para gerenciamento de processos e gestão organizacional, através da sensibilização, capacitação e reconhecendo os melhores desempenhos do Estado

Leia mais

1 Evolução da administração. 1.1 Principais abordagens da administração (clássica até contingencial). 1.2 Evolução da administração pública no Brasil

1 Evolução da administração. 1.1 Principais abordagens da administração (clássica até contingencial). 1.2 Evolução da administração pública no Brasil 1 Evolução da administração. 1.1 Principais abordagens da administração (clássica até contingencial). 1.2 Evolução da administração pública no Brasil (após 1930); reformas administrativas; a nova gestão

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

Instrumento para Avaliação da Gestão Pública 250 e 500 Pontos

Instrumento para Avaliação da Gestão Pública 250 e 500 Pontos Instrumento para Avaliação da Gestão Pública 250 e 500 Pontos Secretaria de Gestão Ministério do Planejamento MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO

Leia mais

PROAMA Programa de Aceleração da Maturidade de Gestão da Saúde

PROAMA Programa de Aceleração da Maturidade de Gestão da Saúde PROAMA Programa de Aceleração da Maturidade de Gestão da Saúde O que Maturidade de Gestão? A maturidade de gestão é a capacidade da instituição (hospital) alcançar resultados com os recursos disponíveis.

Leia mais

DOMÍNIO B Estratégia para o Desenvolvimento Organizacional

DOMÍNIO B Estratégia para o Desenvolvimento Organizacional DOMÍNIO B Estratégia para o Desenvolvimento Organizacional QATC-2: Planejamento estratégico Dimensões a serem avaliadas: (i) Estrutura da unidade de planejamento estratégico (ii) Conteúdo do planejamento

Leia mais

MISSÃO. VALORES Ética Parceria Inovação Excelência

MISSÃO. VALORES Ética Parceria Inovação Excelência O QUE É PQA? O Programa Qualidade Amazonas - PQA em seus 28 anos de atividades ininterruptas, visa estimular a competitividade dos bens e serviços do Estado do Amazonas, através de instrumentos que venham

Leia mais

Humberto de Sá Garay

Humberto de Sá Garay Humberto de Sá Garay Representantes Brasília- DF 15 Empresas Aproximadamente 100 consultores Planejamento e Gestão Estratégica Prospectiva Estratégica Inteligência Estratégica Projetos Internacionais Análise

Leia mais

CICLO MCT. Mentoring, Coaching e Training. Coordenador Estratégico de IES

CICLO MCT. Mentoring, Coaching e Training. Coordenador Estratégico de IES CICLO MCT Mentoring, Coaching e Training Coordenador Estratégico de IES Ciclo MCT Mentoring, Coaching e Training Coordenador Estratégico de IES Mentoring Inspira o participante a melhorar seu desempenho

Leia mais

A MEI e a defesa da modernização do ensino de Engenharia

A MEI e a defesa da modernização do ensino de Engenharia A MEI e a defesa da modernização do ensino de Engenharia Afonso de Carvalho Costa Lopes Diretoria de Inovação da CNI Líderes empresariais unidos pela inovação O QUE É A Ecossistema de inovação Sinergia

Leia mais

DRF 214/ Unidade de Políticas Públicas e de Desenvolvimento Territorial

DRF 214/ Unidade de Políticas Públicas e de Desenvolvimento Territorial DRF 214/2015 - Unidade de Políticas Públicas e de Desenvolvimento Territorial Assunto: Proponente: Estratégia Nacional de Desenvolvimento Territorial Unidade de Políticas Públicas e de Desenvolvimento

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação

Prêmio Nacional de Inovação Prêmio Nacional de Inovação 2013 Caderno de Avaliação Categoria EMPRESA: Agentes Locais de Inovação Método: Esta dimensão visa facilitar o entendimento de como estão sendo utilizados sistemas, métodos

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização

Quadro de Avaliação e Responsabilização ANO:2018 Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P. MISSÃO: A FCT tem por missão desenvolver, financiar e avaliar o Sistema Nacional de Investigação

Leia mais

Governança pública: análise de proposta de um modelo de excelência na gestão pública.

Governança pública: análise de proposta de um modelo de excelência na gestão pública. 74 75 Governança pública: análise de proposta de um modelo de excelência na gestão pública. Dimas Ferreira Vidal* O presente artigo pretende apresentar os fundamentos de governança pública e sua correspondência

Leia mais

PALESTRA 2: Como elaborar um Plano Diretor de Gestão de Pessoas. PALESTRANTE: Prof. Weskley Rodrigues - IBGP. Palestrante:

PALESTRA 2: Como elaborar um Plano Diretor de Gestão de Pessoas. PALESTRANTE: Prof. Weskley Rodrigues - IBGP. Palestrante: PALESTRA 2: Como elaborar um Plano Diretor de Gestão de Pessoas PALESTRANTE: Prof. Weskley Rodrigues - IBGP Palestrante: 2 Governança Planejamento Monitoramento Indicadores Resultados Valor público Governança

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO PÚBLICA E DESBUROCRATIZAÇÃO GesPública Decreto 5.378, de 23 de fevereiro de 2005 ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS,

Leia mais

1. Apresentação. Acesse: Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2

1. Apresentação. Acesse:  Sistemas de Gestão Todos os direitos reservados 2 Sistemas de Gestão Índice 1. Apresentação 2 2. Definição 3 3. Como as organizações desenvolvem seu Sistema de Gestão 4 4. Estrutura do Sistema de Gestão 5 5. Características de uma prática de gestão 9

Leia mais

Integração. ão, Monitoramento e Avaliação. de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão

Integração. ão, Monitoramento e Avaliação. de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão Integração ão, Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas, Programas e Ações A Governamentais: o caso do Estado do Maranhão João Bezerra Magalhães Neto GAG/GEPLAN Fórum CONSAD São Paulo, 01-07 07-0404

Leia mais

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL Administração de Recursos Humanos É o processo de desenvolver qualidades nos RHs para habilitá-los a serem mais produtivos e contribuir melhor para o alcance dos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2004 (TRT-RJ / ANALISTA JUDICIÁRIO-ÁREA ADMINISTRATIVA / CESPE /2008)

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2004 (TRT-RJ / ANALISTA JUDICIÁRIO-ÁREA ADMINISTRATIVA / CESPE /2008) ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 2004 51. Considerando convergências e divergências entre gestão pública e gestão privada, assinale a opção correta. a) A gestão privada sustenta-se na autonomia de vontade, ao passo

Leia mais

ISO 9001: Abordagem de processo

ISO 9001: Abordagem de processo ISO 9001:2008 0.2. Abordagem de processo Apesar dos requisitos da ISO 9001 propriamente ditos só começarem no item 4 da norma, o item 0.2 Abordagem de processo, é uma exigência básica para a aplicação

Leia mais

Desenvolvimento de Liderança. Prof. M.e. Fernando Martins Silva

Desenvolvimento de Liderança. Prof. M.e. Fernando Martins Silva Desenvolvimento de Liderança Prof. M.e. Fernando Martins Silva fernando@professorfernandomartins.com.br Fernando Martins Silva Advogado Consultor empresarial Professor universitário Coordenador da pós-graduação

Leia mais

Educação e Orientação. Intervenções Clinicas. Intervenções duradouras de proteção

Educação e Orientação. Intervenções Clinicas. Intervenções duradouras de proteção DESIGUALDADE IMPORTA FATORES SOCIOECONOMICOS E O IMPACTO NA SAÚDE Aumento do impacto na população Educação e Orientação Aumento da necessidade de esforço individual Intervenções Clinicas Intervenções duradouras

Leia mais

Você gostaria de ter um espaço aberto para trocar idéias sobre...

Você gostaria de ter um espaço aberto para trocar idéias sobre... Você gostaria de ter um espaço aberto para trocar idéias sobre... Este bate papo que tivemos foi, na verdade, para inaugurar o Programa Sua carreira; Sua vida profissional; Dicas para o auto-desenvolvimento;

Leia mais

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL Uma organização autossustentável e não Governamental, que atua através de um sistema de Rede de Comitês, utilizando trabalho voluntário. Agentes Multiplicadores

Leia mais

Qualidade na prestação de serviços públicos muito abaixo do desejado. Atendimentos em locais inadequados.

Qualidade na prestação de serviços públicos muito abaixo do desejado. Atendimentos em locais inadequados. SEMINÁRIO: DESBUROCRATIZAÇÃO E EFICIÊNCIA GERENCIAL O PAPEL DAS CENTRAIS DE ATENDIMENTO INTEGRADO NO PROCESSO DE DESBUROCRATIZAÇÃO E DE MELHORIA DO ATENDIMENTO AOS CIDADÃOS DANIEL ANNENBERG SÓCIO-DIRETOR

Leia mais

Metas de Segurança do Paciente A importância do Médico

Metas de Segurança do Paciente A importância do Médico Metas de Segurança do Paciente A importância do Médico BSB fev 19 O Brasil faz parte da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2004. O objetivo

Leia mais

Gestão Negócios OBJETIVO NESTA AULA. Gestão de resultados e desempenho - AULA 11

Gestão Negócios OBJETIVO NESTA AULA. Gestão de resultados e desempenho - AULA 11 de resultados e desempenho - OBJETIVO Propiciar o entendimento de teorias e métodos de avaliação de desempenho e resultados, identificando as competências essências do colaborador e as oportunidades de

Leia mais

Portfólio de Produtos...better companies for a better world

Portfólio de Produtos...better companies for a better world GESTÃO FINANCEIRA REDUÇÃO DE CUSTOS Identificar as lacunas de custos, priorizá-las e atacá-las com metas e planos de ação específicos. Identificar e disseminar as melhores práticas e o controle efetivo

Leia mais

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP

I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP I WORKSHOP DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA GESTÃO DE PESSOAS DA USP NOVEMBRO 2010 Propostas de MISSÃO para a Gestão de Pessoas da USP Criar condições para o engajamento pessoal e profissional dos servidores

Leia mais

- Gestão Estratégica - Discussão

- Gestão Estratégica - Discussão Programa de Consolidação em Aprendizagem - Gestão Estratégica - Discussão GESTÃO ESTRATÉGICA 1. BSC clássico X BSC no setor público Adequação (ou não) das perspectivas atuais contempladas no Mapa Estratégico

Leia mais

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1

A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 A EXCELÊNCIA GERENCIAL SOB A ÓTICA DO MODELO DE GESTÃO ADOTADO PELO PROGRAMA GAÚCHO DA QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PGQP: RESULTADOS PRELIMINARES 1 Jocias Maier Zanatta 2, Denize Grzybovski 3. 1 Ensaio Teórico

Leia mais

AGENDA COMUM DE GESTÃO PÚBLICA

AGENDA COMUM DE GESTÃO PÚBLICA AGENDA COMUM DE GESTÃO PÚBLICA Assinada na I Primeira Jornada Internacional de Gestão Pública Brasília, março de 2013 União: MPOG e SRI/PR Estados: CONSAD e CONSEPLAN Estruturada em 10 Eixos prioritários

Leia mais

GUIA PRÁTICO PARA AVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA GAGP Pontos

GUIA PRÁTICO PARA AVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA GAGP Pontos GUIA PRÁTICO PARA AVALIAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA GAGP - 50 Pontos 016 1 Presidenta da República Dilma Roussef Vice-Presidente da República Michel Temer Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Valdir

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO. Diagnóstico Interno. Apoio do GESPÚBLICA. Patrocínio e participação da Alta Direção. Equipe de Autoavaliação. Utilização do IAGP

AUTOAVALIAÇÃO. Diagnóstico Interno. Apoio do GESPÚBLICA. Patrocínio e participação da Alta Direção. Equipe de Autoavaliação. Utilização do IAGP Diagnóstico Interno Apoio do GESPÚBLICA AUTOAVALIAÇÃO Patrocínio e participação da Alta Direção Equipe de Autoavaliação Utilização do IAGP Elaboração do PMG AUTOAVALIAÇÃO Elaborar RG Acesso à Alta Direção

Leia mais

Nilva Celestina do Carmo Coordenadora Geral de Recursos Humanos

Nilva Celestina do Carmo Coordenadora Geral de Recursos Humanos Programa de Capacitação Coordenação Geral de Recursos Humanos Centro Federal de Educação Tecnológica de Rio Pomba - MG 1. Introdução Tendo em vista o PDI Plano de Desenvolvimento Institucional e o PDICTAE

Leia mais

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009 MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Rio de Janeiro 02 / setembro / 2009 OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO Compartilhar a experiência na implantação de Modelo de Excelência da Gestão na Filial

Leia mais

RAFAEL BARBOSA ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA

RAFAEL BARBOSA ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA RAFAEL BARBOSA ADMINISTRAÇÃO GERAL E PÚBLICA 61. Cespe/CPRM/Analista em Geociências Administração/2013/57 Estratégias de competição genéricas são aquelas que se aplicam a qualquer empresa; entre estas,

Leia mais

Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado

Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado Governança e Gestão Pública Desafios das macrofunções do Estado 1 Pilares Estratégicos de Negócio BPM BSC EIM Construção da Cadeia de Valor Organização da gestão de processos Gestão corporativo de processos

Leia mais

Avaliação de Projetos. Erika Fernandes Prof. Dra.: Cláudia Lago AACC IV

Avaliação de Projetos. Erika Fernandes Prof. Dra.: Cláudia Lago AACC IV Avaliação de Projetos Erika Fernandes Prof. Dra.: Cláudia Lago AACC IV UM POUCO DE CONTEXTO HISTÓRICO -Histórico, político, social e econômico do Brasil, desde os anos 80; - Desigualdades sociais cada

Leia mais

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital 1 2 3 4 A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato 1 Blueway Nossa organização Somos a Blueway, uma consultoria que atua na transformação organizacional

Leia mais

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de 2003. Prezada Superintendente Em atenção ao ofício circ. N 003/ESP/SAD, datado de 24 de janeiro do presente ano, estamos enviando em anexo, as necessidades

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização

Quadro de Avaliação e Responsabilização ANO: Ministério da Educação e Ciência Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P. MISSÃO: A FCT tem por missão apoiar, financiar e avaliar o Sistema Nacional de Investigação e Inovação, desenvolver a cooperação

Leia mais

Categoria: Agente Local de Inovação

Categoria: Agente Local de Inovação Prêmio Nacional de Inovação Edição 2014/2015 Anexo II Categoria: Agente Local de Inovação Prêmio Nacional de Inovação - Ciclo 2014/2015 Questões para a Autoavaliação na categoria Agente Local de Inovação

Leia mais

Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual. Brasília, 16 de novembro de 2005

Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual. Brasília, 16 de novembro de 2005 Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual Brasília, 16 de novembro de 2005 1 Monitoramento e Avaliação do PPA Objetivos Proporcionar maior transparência às ações de governo; Auxiliar a tomada de decisão;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO Analista de Negócio OEI/TOR/FNDE/CGETI Nº /09 1. Número

Leia mais

ESTRATÉGICO

ESTRATÉGICO 2019 2021 IDENTIDADE ORGANIZACIONAL DO CREA-RJ Missão Fiscalizar, orientar, aprimorar e controlar o exercício das atividades profissionais da Engenharia, da Agronomia, da Geologia, da Geografia, e da Meteorologia,

Leia mais

Planejamento Est s ra r t a é t gic i o c do d o CONSAD

Planejamento Est s ra r t a é t gic i o c do d o CONSAD Planejamento Estratégico do CONSAD Processo 15 Entrevistas TO, MT, RJ, DF, BA, GO, RN, PA, MG, Evelyn, Banco Mundial, Iracy, Conseplan Questionário Linhas de atuação: advocacy, comunidade de prática, agente

Leia mais