8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL"

Transcrição

1 8 - FONTES DE FINANCIAMENTO DAS DESPESAS DO ORÇAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL

2

3 Fontes de Financiamento das Despesas do Orçamento da Seguridade Social

4

5 Receitas Vinculadas (A) Taxa de Fiscalização de Vigilância Sanitária 174 P Taxa por Plano de Assistência à Saúde 174 P Taxa por Registro de Produto 174 P Taxa por Alteração de Dados de Produtos 174 P Taxa por Registro de Operadora 174 P Taxa por Alteração de Dados de Operadora 174 P Taxa por Pedido de Reajuste de Contraprestação Pecuniária 174 P Receita do Principal da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social 153 P Receita do Prog. de Recup. Fiscal e do Parcelam. Especial - Contribuição p/ o 153 P Financiam. da Seguridade Social Cota-parte da Contribuição Sindical 176 P Receita do Principal da Contribuição sobre Movimentação Financeira 155 P Receita do Programa de Recuperação Fiscal e do Parcelamento Especial P Contribuição Movimentação Financeira Contribuição para o Custeio de Pensões Militares 123 P Contribuição sobre a Receita da Loteria Federal 118 P Contribuição sobre a Receita de Loterias de Números 118 P Contribuição Patronal para o plano de Seguridade Social do Servidor Público 169 F Contribuição do Servidor para o plano de Seguridade Social do Servidor Público - Ativo 156 P Contribuição do Servidor para o Plano de Seguridade Social do Servidor Público P Inativo Contribuição para o Plano de Seguridade Social do Servidor Público - Pensionista 156 P Contribuição Previdenciária do Segurado Obrigatório - Contribuinte Individual 154 P Contribuição Previdênciária do Segurado Assalariado 154 P Contribuição Previdênciária da Empresa sobre Segurado Assalariado 154 P Contribuição Previdenciária da Empresa Optante pelo SIMPLES 154 P Contribuição Previdênciária sobre Espetáculo Desportivo 154 P Contribuição Previdênciária sobre a Produção Rural 154 P Contribuição Previdenciária em Regime de Parcelamento de Débitos 154 P Contribuição Previdênciária para o Seguro de Acidente do Trabalho 154 P Contribuição Previdenciária sobre Reclamatória Trabalhista 154 P Contribuição Previdenciária em Regime de Parcelamento de Débitos dos Municípios 154 P Contribuição Previdenciária do Segurado Facultativo 154 P Contribuição Previdenciária do Segurado Especial 154 P Contribuição Previdenciária do Segurado Obrigatório - Empregado Doméstico 154 P Contribuição Previdenciária dos Órgãos do Poder Público 154 P Contribuição Previdenciária das Entidades Filantrópicas 154 P Contribuição Previdenciária - Retenção sobre Nota Fiscal - Subrogação 154 P Arrecadação FIES - Certificados Financeiros do Tesouro Nacional 154 P Arrecadação FNS - Certificados Financeiros do Tesouro Nacional 154 P Contribuição Previdenciária na Forma de Depósito Judicial, Recursal e Custas 154 P Judiciais Outras Contribuições Previdênciárias 154 P Receitas dos Principais Contribuições Programas de Integração Social e Formação 140 P Patrimônio Servidor Público Receita do Prog. de Recup. F. e do Parc. Especial - Contrib. p/ Prog. de Integ. Soc. 140 P Formaç. Patrim. Serv. Púb Receita do Principal da Contribuição Social sobre o Lucro das Pessoas Jurídicas 151 P Receita do Prog. de Recup. Fiscal e do Parcelam. Especial - Contrib. Soc. s/ o Lucro 151 P das Pessoas Jurídicas Contribuição Relativa à Despedida de Empregado sem Justa Causa 184 P Contribuição sobre a Remuneração Devida ao Trabalhador 184 P Provenientes de Pessoas Jurídicas 194 P Provenientes de Pessoas Físicas 194 P Provenientes de Depósitos não Identificados 194 P Multas e Juros de Mora da Taxa de Saúde Suplementar 174 P Receita de Multa e Juros de Mora da Contribuição para o Financiamento da 153 P Seguridade Social 271

6 Receita de Multa e Juros de Mora da Contribuição sobre Movimentação Financeira 155 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária do Segurado Obrigatório P Contribuinte Individual Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária do Segurado Assalariado 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária sobre Espetáculo Desportivo 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária sobre a Produção Rural 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária sobre Reclamatória Trabalhista 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária do Segurado Facultativo 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária do Segurado Especial 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária do Segurado Obrigatório P Empregado Doméstico Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária dos Órgãos do Poder Público 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária das Entidades Filantrópicas 154 P Multas e Juros de Mora da Contribuição Previdenciária - Retenção sobre Nota Fiscal P Subrogação Receita de Multa e Juros de Mora Contribuições Programa Integração Social 140 P Formação Patrimônio Servidor Público Receita Multa e Juros de Mora da Contribuição Social sobre o Lucro das Pessoas 151 P Jurídicas Multas e Juros de Mora da Contribuição Relativa à Despedida de Emprego sem Justa 184 P Causa Multas e Juros de Mora da Contribuição sobre a Remuneração Devida ao Trabalhador 184 P Multa e Juros de Mora da Dívida Ativa da Contribuição sobre Movimentação Financeira 155 P Multas Previstas na Legislação Sanitária 174 P Multas Previstas na Legislação do Seguro-Desemprego e Abono Salarial 174 P Multas e Juros de Mora da Receita Decorrente de Bens Apreendidos 139 P Multas por Auto de Infração 174 P Receita da Dívida Ativa da Contribuição Previdenciária da Empresa sobre Segurado 154 P Assalariado Receita da Dívida Ativa da Contribuição Previdenciária do Segurado Facultativo 154 P Receita da Dívida Ativa da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social P Principal Receita da Dívida Ativa da Contribuição sobre Movimentação Financeira - Principal 155 P Receita da Dív. Ativ.das Cont. p/ os Prog. de Integ. Soc. e de Form. do Pat. do 140 P Serv. Púb. - Principal Receita da Dívida Ativa da Contribuição Social sobre o Lucro das Pessoas Jurídicas P Principal Receita de Leilões de Mercadorias Apreendidas 139 P Demais Receitas (B) Ministério da Educação Hospital de Clínicas de Porto Alegre Aluguéis 250 P Receita de Outorga de Direitos de Uso de Outros Bens Públicos 250 P Serviços Hospitalares 250 P Outros Serviços de Saúde 250 P Serviços de Hospedagem e Alimentação 250 P Multas e Juros de Mora de Outras Receitas 250 P Multas e Juros de Mora de Aluguéis 250 P Outras Operações de Crédito Externas 249 F Ministério da Previdência Social Ministério da Previdência Social Transferências do Exterior 195 P Operações de Crédito Externas - Contratuais 148 F Instituto Nacional do Seguro Social Multas e Juros Previstos em Contratos 250 P

7 Operações de Crédito Externas - Contratuais 148 F Fundo do Regime Geral de Previdência Social Aluguéis 150 P Taxa de Ocupação de Imóveis 150 P Dividendos 150 P Remuneração de Depósitos Bancários 180 F Remuneração de Saldos de Recursos Não Desembolsados 180 F Multas e Juros de Mora de Aluguéis 150 P Multas e Juros Previstos em Contratos 150 P Receita de Ônus de Sucumbência 150 P Outras Receitas 150 P Alienação de Outros Bens Móveis 150 P Alienação de Imóveis Urbanos 150 P Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Arrendamentos 250 P Receita de Outorga de Direitos de Uso de Outros Bens Públicos 250 P Receita da Produção Animal e Derivados 250 P Receita da Indústria Química 250 P Receita da Indústria de Produtos Farmacêuticos e Veterinários 250 P Serviços de Comercialização de Livros, Periódicos, Material Escolar e de Publicidade 250 P Informação Tecnológica 250 P Serviços de Inspeção e Fiscalização 250 P Serviços de Estudos e Pesquisas 250 P Serviços de Registro de Transferência de Tecnologia 250 P Serviços de Informações Científicas e Tecnológicas 250 P Ressarcimento do Custo de Disponibilização de Medicamentos 250 P Alienação de Outros Bens Móveis 250 P Hospital Cristo Redentor S.A Aluguéis 250 P Dividendos 250 P Serviços de Comercialização de Medicamentos 250 P Serviços Educacionais 250 P Serviços de Hospedagem e Alimentação 250 P Serviços de Estudos e Pesquisas 250 P Hospital Fêmina S.A Aluguéis 250 P Serviços Educacionais 250 P Serviços de Hospedagem e Alimentação 250 P Serviços de Estudos e Pesquisas 250 P Serviços de Informações Científicas e Tecnológicas 250 P Restituição de Benefícios Não Desembolsados 250 P Hospital Nossa Senhora da Conceição S.A Aluguéis 250 P Dividendos 250 P Serviços de Comercialização de Medicamentos 250 P Serviços de Comercialização de Livros, Periódicos, Material Escolar e de Publicidade 250 P Serviços Educacionais 250 P Serviços de Consultoria, Assistencia Técnica e Analise de Projetos 250 P Serviços de Hospedagem e Alimentação 250 P

8 Serviços de Estudos e Pesquisas 250 P Serviços de Informações Científicas e Tecnológicas 250 P Transferências de Convênios de Instituições Privadas 281 P Multas e Juros Previstos em Contratos 250 P Restituição de Benefícios Não Desembolsados 250 P Alienação de Outros Bens Móveis 250 P Fundação Nacional de Saúde Arrendamentos 250 P Taxa de Ocupação de Imóveis 250 P Multas e Juros Previstos em Contratos 250 P Indenizações por Danos Causados ao Patrimônio Público 250 P Restituições de Convênios 250 P Operações de Crédito Externas - Contratuais 148 F Agência Nacional de Vigilância Sanitária Multas e Juros Previstos em Contratos 250 P Indenizações por Danos Causados ao Patrimônio Público 250 P Restituições de Convênios 250 P Outras Restituições 250 P Agência Nacional de Saúde Suplementar Ressarcimento por Operadoras de Seguros Privados de Assistência a Saúde 250 P Recuperação de Despesas de Exercícios Anteriores 250 P Outras Restituições 250 P Fundo Nacional de Saúde Multas e Juros de Mora de Parcelamentos 150 P Outras Multas e Juros de Mora 150 P Multas e Juros Previstos em Contratos 150 P Indenizações por Danos Causados ao Patrimônio Público 150 P Restituições de Convênios 150 P Ressarcimento por Operadoras de Seguros Privados de Assistência a Saúde 150 P Outras Restituições 150 P Receita de Participação do Seguro - Dpvat - Sistema Nacional de Transito 150 P Outras Receitas 150 P Operações de Crédito Externas - Contratuais 148 F Ministério do Trabalho e Emprego Fundo de Amparo ao Trabalhador Remuneração de Depósitos Especiais 180 F Remuneração de Saldos de Recursos Não Desembolsados 180 F Remuneração Sobre Repasse para Programas de Desenvolvimento Econômico 180 F Restituições de Convênios 150 P Restituição de Benefícios Não Desembolsados 150 P Outras Restituições 150 P Outras Receitas 150 P Ministério da Defesa Fundo de Administração do Hospital das Forças Armadas Taxa de Ocupação de Imóveis 150 P Serviços Hospitalares 150 P Serviços Administrativos 150 P Outras Multas e Juros de Mora 150 P Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Remuneração de Saldos de Recursos Não Desembolsados 180 F

9 Serviços Administrativos 150 P Restituições de Convênios 150 P Operações de Crédito Externas - Contratuais 148 F Alienação de Estoques para o Combate à Fome e a Segurança Alimentar 150 P Fundo Nacional de Assistência Social Aluguéis 150 P Restituições de Convênios 150 P SUBTOTAL (C) = (A + B) Transferências de Recursos do Orçamento Fiscal (D) Recursos Ordinários Recursos Destinados a Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Contribuição do Salário-Educação Contribuições sobre Concursos de Prognósticos Recursos de Concessões e Permissões Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional Juros de Mora da Receita Administrada pelo MF Compensações Financeiras pela Exploração de Recursos Minerais Recursos Próprios Não-Financeiros Taxas e Multas pelo Exercício do Poder de Polícia Outras Contribuições Sociais Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza Doações de Pessoas ou Instituições Privadas Nacionais Recursos Próprios Não-Financeiros Recursos Próprios Financeiros TOTAL (E) = (C + D)

ANEXO II. Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal.

ANEXO II. Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal. ANEXO II Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal. 1. Introdução. O Ementário de receita apresenta posicionamento técnico desta Secretaria de Orçamento Federal SOF

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Contadoria Geral do Estado 11120431 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre os Rendimentos do Trabalho 00 2.885.556.099,44 11120434 Imposto de Renda Retido nas Fontes sobre outros Rendimentos 00 205.497.947,46 11120501 Cota-Parte

Leia mais

ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL.

ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL. ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL. 1. Introdução. O Ementário de receita apresenta posicionamento técnico desta Secretaria

Leia mais

ANEXO II. Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal.

ANEXO II. Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal. ANEXO II Classificação das Receitas que financiam a Seguridade Social do Governo Federal. 1. Introdução. O Ementário de receita apresenta posicionamento técnico desta Secretaria de Orçamento Federal SOF

Leia mais

ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL.

ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL. ANEXO II EMENTÁRIO DE RECEITAS DA UNIÃO CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS QUE FINANCIAM A SEGURIDADE SOCIAL DO GOVERNO FEDERAL. 1. Introdução. O Ementário de receita apresenta posicionamento técnico desta Secretaria

Leia mais

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS DA UNIÃO

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS DA UNIÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS FISCAIS EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS DA UNIÃO Brasília 2008 MINISTÉRIO DO

Leia mais

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES

R E C E I T A G E R A L RECURSOS DE TODAS AS FONTES TESOURO OUTRAS FONTES T O T A L ----------------------------------------------------------------------------------------------------- CÓDIGO E S P E C I F I C A Ç Ã O RECURSOS OUTROS TOTAL RECURSOS OUTROS

Leia mais

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002

Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Portaria SOF nº 11, de 22 de agosto de 2002 Dispõe sobre a classificação orçamentária por natureza de receita para aplicação no âmbito da União. O SECRETÁRIO DE ORÇAMENTO FEDERAL, no uso das atribuições

Leia mais

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS

EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS FISCAIS EMENTÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS Brasília 2006 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO,

Leia mais

PORTARIA N o 45, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 (publicada no DOU de 28/08/15, Seção I, página 116)

PORTARIA N o 45, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 (publicada no DOU de 28/08/15, Seção I, página 116) PORTARIA N o 45, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 (publicada no DOU de 28/08/15, Seção I, página 116) Dispõe sobre o desdobramento da classificação por natureza de receita para aplicação no âmbito da União. A SECRETÁRIA

Leia mais

Guia Da Previdência Social (GPS) - Relação de Códigos de Pagamento. 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP

Guia Da Previdência Social (GPS) - Relação de Códigos de Pagamento. 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP Guia Da Previdência Social (GPS) - Relação de Códigos de Pagamento Código Descrição 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral 1120 Contribuinte

Leia mais

PORTARIA N o 21 DE 28 DE JULHO DE 2006 (publicada no DOU de 01/08/2006, seção I, página 77)

PORTARIA N o 21 DE 28 DE JULHO DE 2006 (publicada no DOU de 01/08/2006, seção I, página 77) PORTARIA N o 21 DE 28 DE JULHO DE 2006 (publicada no DOU de 01/08/2006, seção I, página 77) Dispõe sobre a classificação orçamentária por natureza de receita para aplicação no âmbito da União. O SECRETÁRIO

Leia mais

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária

Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária Demonstrativo das Receitas Diretamente Arrecadadas por Órgão/Unidade Orçamentária 01. 000 Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134 74.751 01. 901 Fundo Rotativo da Câmara dos Deputados 1.462.885 1.388.134

Leia mais

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS S DE RECURSOS (ordenada Siplan) 00 (1) 100 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 300 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro - exerc ant 01 (1) 100

Leia mais

Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia

Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia R E S O L U Ç Ã O nº 1293 /2010 Altera dispositivos da Resolução TCM nº 1282/09, que dispõe sobre a obrigatoriedade de os jurisdicionados remeterem ao Tribunal informações da gestão pública municipal pelo

Leia mais

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA

41210.29.13 - Contribuição Previdenciária para Amortização do Déficit Atuarial. Origem dos dados/descrição LINHA DA DCA ANEXO II VARIAÇÕES PATRIMONIAIS AUMENTATIVAS QDCC_Sistn A planilha abaixo ilustra a aplicação da metodologia simplificada descrita no item 10 da Nota Técnica nº 4/2015/CCONF/SUCON/STN/MFDF ao Plano de

Leia mais

Protocolo de Informações De Arrecadação

Protocolo de Informações De Arrecadação Protocolo de Informações De Arrecadação Protocolo GPS GPS Emenda 18 Seção I Registro de Alterações Atualizado em 01/03/2007 GPS_Emenda18.pdf Seção I - GPS Página 1 / 31 DATA SITUAÇÃO FOLHA 01/03/2007 01/03/2007

Leia mais

Relação de Códigos de Receita (Contribuições Previdenciárias - GPS)

Relação de Códigos de Receita (Contribuições Previdenciárias - GPS) Relação de Códigos de Receita (Contribuições Previdenciárias - GPS) Código de Receita (GPS) Especificação da Receita 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1058 Contribuinte Individual

Leia mais

Ato Declaratório Executivo nº 79/2010

Ato Declaratório Executivo nº 79/2010 28/10/2010 Ato Declaratório Executivo nº 79/2010 ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO CODAC Nº 79, DE 27 DE OUTUBRO DE 2010 DOU 28.10.2010 Dispõe sobre a divulgação de códigos de receita para recolhimento das contribuições

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 248, DE 28 DE ABRIL DE 2003.

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 248, DE 28 DE ABRIL DE 2003. Esse arquivo contém a retificação publicada no Diário Oficial do dia 16/05/2003. MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 248, DE 28 DE ABRIL DE 2003. Consolida as Portarias nº

Leia mais

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro:

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro: Anexo I - Regras de Validação DCA 2014 O presente anexo possui o objetivo de apresentar a estrutura das mensagens de erros emitidas quando o sistema encontra alguma inconsistência na validação das fórmulas

Leia mais

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária Versão 01 - Página 1/10 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária. 2. Aplicação Esta instrução aplica-se a emissão de todas as guias de retenções

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santa Vitória

Prefeitura Municipal de Santa Vitória Estado de Minas Gerais 000 - CONSOLIDADO Período: 01-02-2015 a 28-02-2015 01021 25-03-2015 10:43:32 1.0.0.0.00.00.00 Receitas Correntes 104.781.529,32 7.967.161,22 17.057.545,28 1.1.0.0.00.00.00 Receita

Leia mais

Comparativo da Receita Orçada com a Realizada

Comparativo da Receita Orçada com a Realizada RECURSOS ORDINÁRIOS 19.329.913.000,00 20.856.749.535,68 1.526.836.535,68 10000000 RECEITAS CORRENTES 18.324.050.000,00 20.113.598.589,39 1.789.548.589,39 11000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 11.910.090.000,00 13.360.706.017,65

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014 01101 - CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ 01 - LEGISLATIVA 031 - Ação Legislativa 0001 - ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL 2001 - Manutenção e Conservação de Bens Imóveis 37.602.000 37.602.000 37.602.000

Leia mais

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA

Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA Governo Municipal de Rondon do Pará ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2014 - Consolidado DEMONSTRATIVO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA MESTRE 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 1100.00.00.00.00 Receita Tributária 1110.00.00.00.00

Leia mais

BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral

BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE. Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral BALANÇO GERAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Controladoria Geral do Estado Contabilidade Geral GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Rosalba Ciarlini Rosado CONTROLADORIA

Leia mais

Balancete Financeiro - RECEITA

Balancete Financeiro - RECEITA Balancete Financeiro Pagina 1/6 RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 5.554.843,81 55.865.864,51 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 596.903,38 5.277.172,60 1.1.1.0.00.00.00.00

Leia mais

Detalhamento da Receita

Detalhamento da Receita Detalha da Receita 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 7.987.325.00 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 425.500.00 1.1.1.2.00.00 Impostos sobre o Patrimônio e a Renda 1.1.1.2.02.00 Imposto

Leia mais

Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1 Receita Orçamentária: conceitos, codificação e classificação 1 Para melhor identificação dos ingressos de recursos aos cofres públicos, as receitas são codificadas e desmembradas nos seguintes níveis:

Leia mais

CUSTEIO DA SEGURIDADE SOCIAL

CUSTEIO DA SEGURIDADE SOCIAL Seguridade Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 15 CUSTEIO DA SEGURIDADE SOCIAL A Seguridade Social é financiada por toda a sociedade, de forma direta e indireta, mediante recursos provenientes

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ Data: 19/03/10 SIM- AM SISTEMA DE INFORMAÇÕES MUNICIPAIS- ACOMPANHAMENTO MENSAL Hora: 14:40:39

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARANÁ Data: 19/03/10 SIM- AM SISTEMA DE INFORMAÇÕES MUNICIPAIS- ACOMPANHAMENTO MENSAL Hora: 14:40:39 1.0.00.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 14.033.075,00 13.097.929,05 935.145,95 1.1.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 1.1.10.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.12.00.00.00.00 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A RENDA 1.1.12.02.00.00.00

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO

NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO NECESSIDADES DE FINANCIAMENTO DO GOVERNO CENTRAL METODOLOGIA DE CÁLCULO DO SUPERÁVIT PRIMÁRIO O resultado primário, que exclui das receitas totais os ganhos de aplicações financeiras e, dos gastos totais,

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 1. CODIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DA RECEITA Para melhor identificação da entrada dos recursos aos cofres públicos, as receitas são codificadas

Leia mais

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa Total Órgão Total Unidade Função Total Subfunção Total Programa Total 09. Previdência Social 5.338.121.201 122. Administração Geral 1.919.387.533 0083. Previdência

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Esclarecimentos quanto aos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social INSS, como também quanto ao montante das receitas previdenciárias. Núcleo Trabalho, Previdência e Assistência Social

Leia mais

Prefeitura Municipal de São José da Lapa

Prefeitura Municipal de São José da Lapa Estado de Minas Gerais Demostração das Variações Patrimoniais - Anexo 15 - Lei 4.320/64 ENTIDADE: 000 - CONSOLIDADO lilian@sonner.com.br 30-03-2015 13:44:25 400000000 VARIAÇÃO PATRIMONIAL AUMENTATIVA 300000000

Leia mais

QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO:

QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO: QUADRO DEMONSTRATIVO DA RECEITA CREA- MÊS: ANEXO I ANO: CÓDIGO DISCRIMINAÇÃO VALORES 1.000.00.00 RECEITAS CORRENTES 1.200.00.00 RECEITAS DE CONTRIBUIÇÕES 1.210.00.00 CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS 1.210.40.00 Contribuições

Leia mais

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42

Documento gerado em 27/04/2015 15:46:27 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 90.603.291,75 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 39.564.561,26 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DA RECEITA POR SUA NATUREZA Em R$ 1,00

CONSOLIDAÇÃO DA RECEITA POR SUA NATUREZA Em R$ 1,00 10000000 RECEITAS CORRENTES 5.663.681.554 11000000 RECEITA TRIBUTARIA 2.430.104.300 11120000 IMPOSTOS 269.520.373 11120431 11120501 11120701 RETIDO NAS FONTES - TRABALHO IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE

Leia mais

Classificações Orçamentárias

Classificações Orçamentárias Sumário Atualização: Agosto 2007 Página: 1 Apresentação Este trabalho, elaborado pela equipe técnica da Fiorilli Software - Assistência e Consultoria Municipal, tem por objetivo facilitar o trabalho dos

Leia mais

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA.

PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. PLANO DE CONTAS UNIFICADO DOS CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA. DEMONSTRATIVO ANALÍTICO DA RECEITA EXERCÍCIO BASE 1000.00.00 1200.00.00 1210.00.00 1210.40.00 1210.40.10

Leia mais

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 Apresentação Este volume compõe o Balanço Geral do Estado do exercício financeiro 2010. Nele são apresentados os anexos exigidos na LEI 4.320/64. LUIZ MARCOS DE LIMA SUPERINTENDENTE

Leia mais

Balancete Financeiro - RECEITA

Balancete Financeiro - RECEITA Balancete Financeiro Página(s): 1/7 1.0.0.0.00.00.00.00 S RECEITAS CORRENTES 5.369.532,33 28.582.400,90 1.1.0.0.00.00.00.00 S RECEITA TRIBUTÁRIA 268.258,88 1.463.893,35 1.1.1.0.00.00.00.00 S IMPOSTOS 264.355,85

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015 Folha Nº 015 LEI Nº. 1.058/2014 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO PARA O EXERCÍCIO DE 2015 O Prefeito do Município: Faço saber que a Câmara Municipal de Vargem Bonita aprovou e eu sanciono

Leia mais

Extinção dos Atuais Impostos, Taxas, Emolumentos e Contribuições (IV-3)

Extinção dos Atuais Impostos, Taxas, Emolumentos e Contribuições (IV-3) Capítulo A.V Extinção dos Atuais Impostos, Taxas, Emolumentos e Contribuições (IV-3) A.V-1 Eis o que aqui se propõe: extinguir todos os atuais impostos, contribuições de melhoria, contribuições sociais,

Leia mais

RECEITA. Despesas Correntes, sob forma: Tributária Patrimonial Industrial Recursos financeiros Outras. Tributo: Definição: Receita derivada,

RECEITA. Despesas Correntes, sob forma: Tributária Patrimonial Industrial Recursos financeiros Outras. Tributo: Definição: Receita derivada, RECEITA Definição : receita recebida de pessoa de direito público Definição: Receita recebida de pessoas de direito público ou privado, ou privado, para atender despesas classificáveis em para atender

Leia mais

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO

6,37 0,01 6,36 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000 OUTROS BANCOS CONTA MOVIMENTO 111110100000 CAIXA 6,37 0,01 6,36 111120200000 BANCO DO BRASIL S/A 551.959,49 2.074.160,73 1.471.280,76 1.154.839,46 111120300000 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 51.738,32 22.836,64 11.427,71 40.329,39 111129900000

Leia mais

RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS

RECEITA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS 10000000 11000000 11100000 11120000 11120200 11120400 11120431 11120434 11120800 11130000 11130500 11130501 11130502 11130503 11130504 11130505 11130506 11200000 11210000 11212500 11212501 11212502 11212600

Leia mais

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada

Comparativo Receita Orçada / Arrecadada Comparativo Receita Orçada / 1000000000 RECEITAS CORRENTES 2.559.915.741,00 2.315.164.067,05 244.751.673,95 1100000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 653.441.115,00 532.491.940,91 120.949.174,09 1110000000 IMPOSTOS

Leia mais

Total 420.044.577,42 Total 420.044.577,42

Total 420.044.577,42 Total 420.044.577,42 Anexo 01 Demonstrativo da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas RECEITA DESPESA RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES RECEITA PATRIMONIAL 1.324.567,17 JUROS E ENCARGOS DA DÍVIDA 0,00 RECEITA

Leia mais

QUADRO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA

QUADRO DA LEGISLAÇÃO DA RECEITA FOLHA: 1 1.0.0.0.00.00 RECEITAS CORRENTES 1.1.0.0.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 1.1.1.0.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00 Imposto Sobre o Patrimonio e a Renda 1.1.1.2.02.00 1 Imposto s/propried.predial Territ.Urbana

Leia mais

do Município de Londrina IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO DE LONDRINA

do Município de Londrina IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Jornal Oficial nº 1758 Jornal Pág. 1 Oficial do Município de Londrina IMPRENSA OFICIAL DO MUNICÍPIO DE LONDRINA ANO XIV N 1758 Publicação Semanal DECRETO Nº 1 DE 2 DE JANEIRO DE 2012 JORNAL DO EXECUTIVO

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

CÓDIGOS DO DARF CÓDIGOS A DENOMINAÇÃO

CÓDIGOS DO DARF CÓDIGOS A DENOMINAÇÃO CÓDIGOS DO CÓDIGOS A 1.1. IMPOSTO SOBRE A IMPORTAÇÃO Bagagem Acompanhada 0094 Outros 0086 1.2. IMPOSTO SOBRE A EXPORTAÇÃO Cacau 1089 Outros 0107 1.3. IR-PESSOAS FÍSICAS Quotas-Declaração 0211 Carnê-Leão

Leia mais

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS

112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS 112110103 FATURAS/ DUPLICATAS A RECEBER Sim DB 1211104 DIVIDA ATIVA NAO TRIBUTARIA - CLIENTES Sim DB 1211105 EMPRESTIMOS E FINANCIAMENTOS CONCEDIDOS NÆo DB 121110501 EMPRESTIMOS CONCEDIDOS A RECEBER Sim

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - MG RUA CEL. ALFREDO SILVA JUNQUEIRA, 57 - CENTRO CNPJ: 17.955.535/0001-19 Telefone: 35 3691-1033

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - MG RUA CEL. ALFREDO SILVA JUNQUEIRA, 57 - CENTRO CNPJ: 17.955.535/0001-19 Telefone: 35 3691-1033 Página: 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - 2014 CAMARA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES - 2014 INSTITUTO DE PREVIDENCIA MUNICIPAL DE TRES CORACOES - IPRECOR - 2014 Descrição Arrecadada no Mês Arrecadada

Leia mais

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000.

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Institui o Plano de Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Municipais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS decreto e eu sanciono

Leia mais

7 Natureza jurídica da contribuição da Seguridade Social, 18]

7 Natureza jurídica da contribuição da Seguridade Social, 18] Parte I - teoria da Seguridade Social, 1 1 evolução histórica, 3 1.1 Introdução, 3 1.2 Direito estrangeiro, 3 1.3 No Brasil, 4 2 Denominação e conceito, 7 2.1 Denominação, 7 2.2 Conceito, 8 2.3 Divisão,

Leia mais

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS

11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1 ATIVO 1 11 CIRCULANTE 111 DISPONÍVEL 1111 CAIXA 11111 CAIXA 1112 VALORES EM TRÂNSITO 11121 VALORES EM TRÂNSITO 11122 CHEQUES EMITIDOS 1113 BANCOS CONTA DEPÓSITOS 11131 BANCOS CONTA DEPÓSITOS - MOVIMENTO

Leia mais

Despesa Total do Município de Juiz de Fora (Lei Complementar Nº. 131/2009) Fevereiro/2015

Despesa Total do Município de Juiz de Fora (Lei Complementar Nº. 131/2009) Fevereiro/2015 ABONO FAMÍLIA RPPS 235,80 471,60 ABONO FAMÍLIA TESOURO 1.194,98 3.764,22 ABONO FAMÍLIA TESOURO/SAÚDE 602,60 1.100,40 APOSENTADORIAS RPPS 6.137.503,82 12.205.831,12 AUXÍLIO FARDAMENTO TESOURO 658,08 658,08

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto de Marília

Departamento de Água e Esgoto de Marília 1.0.0.0.00.00.00 1.1.0.0.00.00.00 1.1.2.0.00.00.00 1.1.2.2.00.00.00 1.1.2.2.29.00.00 1.1.2.2.99.00.00 1.1.2.2.99.05.00 1.1.3.0.00.00.00 1.1.3.0.01.00.00 1.1.3.0.01.02.00 1.1.3.0.01.03.00 1.3.0.0.00.00.00

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: ESMERALDA ROCHA Data de Nascimento: 19/02/1964 Título Eleitoral: 0153835060116 Houve mudança de endereço? Sim Um dos declarantes é pessoa com doença grave ou portadora

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989.

RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989. RESOLUÇÃO Nº 334, DE 29 DE SETEMBRO DE 1989. Dispõe sobre as Rendas dos Conselhos Federal e Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia e da Mútua de Assistência dos Profissionais da Engenharia, Arquitetura

Leia mais

ESTADO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO

ESTADO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AUGUSTO 4.0.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS 3.380.285,06 3.380.285,06 4.1.0.0.0.00.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 3.190.078,34 3.190.078,34 4.1.1.0.0.00.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 140.785,84 140.785,84 4.1.1.1.0.00.00.00.00.00

Leia mais

SEGURIDADE E PREVIDÊNCIA NO BRASIL

SEGURIDADE E PREVIDÊNCIA NO BRASIL SEGURIDADE E PREVIDÊNCIA NO BRASIL Subseção DIEESE/CUT-Nacional São Paulo, 02 de agosto de 2014 Sindicato dos Trabalhadores(as) na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo - SINDSEP

Leia mais

Prefeitura Municipal de Assis Exercicio de 2014 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Categoria Codigo Especificacao Desdobramento

Prefeitura Municipal de Assis Exercicio de 2014 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Categoria Codigo Especificacao Desdobramento 1000.00.00.00.00 Receitas Correntes 231.952.000,00 1100.00.00.00.00 Receita Tributaria 40.032.042,00 1110.00.00.00.00 Impostos 38.751.000,00 1112.00.00.00.00 Impostos sobre o Patrimonio e a Renda 24.911.000,00

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48 Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 871.896,14 7.105.194,18 11 Receita Tributária 15.190,79 116.474,16 111 Impostos 14.948,39

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LONDRINA LEGISLAÇÃO: Leis Municipais nº 1.639 de 24/03/1970, nº 2.811 de 13/10/1977, nº 4.897 de 17/12/1991, nº 4.911 de 27/12/1991, nº 6.236 de 13/07/1995, nº 8.445 de 04/07/2001e

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO SEMANÁRIO OFICIAL João Pessoa, 27 de julho de 212 * n 1332 ESPECIAL * Pág. 11/66 SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO Pág. 12/66 * n 1332 ESPECIAL * João Pessoa, 27 de julho de 212 SEMANÁRIO OFICIAL

Leia mais

COMPOSIÇÃO DO ATIVO REAL DO FUNDO - FEVEREIRO DE 2009

COMPOSIÇÃO DO ATIVO REAL DO FUNDO - FEVEREIRO DE 2009 I COMPOSIÇÃO DO ATIVO O Ativo Real corresponde ao somatório dos valores do Ativo Financeiro mais o Ativo Não-Financeiro, evidenciando as alterações patrimoniais ocorridas durante o exercício. COMPOSIÇÃO

Leia mais

Emissão via INTERNET:

Emissão via INTERNET: Ministério da Saúde ASSUNTO: Mudança na rotina dos Depósitos, tendo em vista implantação da GRU Srs. Servidores/Colaboradores Com a extinção do Deposito Direto na Conta Única em 31 de Dezembro de 2004,

Leia mais

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40.

b) receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40. Vitória/ES, 23 de fevereiro de 2013. ORIENTAÇÕES PARA DECLARAÇÃO DO IRPF 2013 A partir do dia 1º março a Receita Federal começa a receber a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda Pessoa Física.

Leia mais

Orçamento 2015 ANEXO I ORÇAMENTO FISCAL E ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO DEMONSTRATIVOS

Orçamento 2015 ANEXO I ORÇAMENTO FISCAL E ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO DEMONSTRATIVOS Orçamento 2015 ANEXO I ORÇAMENTO FISCAL E ORÇAMENTO DE INVESTIMENTO DAS EMPRESAS CONTROLADAS PELO ESTADO DEMONSTRATIVOS SUMÁRIO DEMONSTRATIVOS CONSOLIDADOS DO ORÇAMENTO FISCAL Demonstrativo Consolidado

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI OBS: utilizar apenas a parte numérica dos códigos, desprezando

Leia mais

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016

ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016 ANEXO II RELAÇÃO DAS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA DE 2016 I - Critérios utilizados para a discriminação, na programação de trabalho, do código identificador de resultado primário

Leia mais

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS [Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Qname siconfi-dca-anexo1abhi : BalancoPatrimonialAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoLineItems siconfi-cor :

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. Estado do Rio de Janeiro Receita Segundo as Categorias Economicas Folha: 1 Prefeitura Municipal de Sao Goncalo Exercicio de 2006 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Categoria Codigo

Leia mais

PANORAMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL

PANORAMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Previdência Social PANORAMA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL Seminário Técnico - CPLP Timor Leste, 06 e 07 de fevereiro de 2008 ASPECTOS CONCEITUAIS

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 300, DE 27 DE JUNHO DE 2002.

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 300, DE 27 DE JUNHO DE 2002. MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA Nº 300, DE 27 DE JUNHO DE 2002. Altera o Anexo II da Portaria n.º 211, de 29/04/2002. O SECRETÁRIO DO TESOURO NACIONAL DO MINISTÉRIO DA FAZENDA,

Leia mais

Empenhado Até o Período. Saldo da Dotação 33909300000 - INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0000009 1.000,00 28.403,01 28.403,01 28.403,01

Empenhado Até o Período. Saldo da Dotação 33909300000 - INDENIZAÇÕES E RESTITUIÇÕES 0000009 1.000,00 28.403,01 28.403,01 28.403,01 BALANCETE ANALÍTICO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA Descrição Ficha Orçado Autorização Atualizado Saldo da Dotação Liquidação a Liquidar Pago Liquidado a Pagar a Pagar 120 - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - SEMUS

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO DA RECEITA POR SUA NATUREZA Em R$ 1,00

CONSOLIDAÇÃO DA RECEITA POR SUA NATUREZA Em R$ 1,00 10000000 RECEITAS CORRENTES 5.333.697.922 11000000 RECEITA TRIBUTARIA 2.123.261.493 11120000 IMPOSTOS 248.988.321 11120430 11120501 11120700 RETIDO NAS FONTES IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEICULOS AUTOM

Leia mais

1 A SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL

1 A SEGURIDADE SOCIAL NO BRASIL Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 13 Nota do autor 4ª edição... 15 Nota do autor 3ª edição... 17 Nota do autor 2ª edição... 19 Nota do autor 1ª edição... 21 Guia de leitura da Coleção... 23 Capítulo

Leia mais

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO.

Índice do diário. GABINETE DA PREFEITA MUNICIPAL DE RIBEIRA DO AMPARO, em 16 de abril de 2014. TETIANA DE PAULA FONTES CEDRO BRITTO. Diário Oficial Ano: 2 Edição: 231 Páginas: 40 Atos Oficiais Decreto - Nº 0532/2014 Portaria - Nº 0054/2014 Contas Públicas Balanço Orçamentário - BALANÇO Índice do diário Atos Oficiais Decreto Nº 0532/2014

Leia mais

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 38.921.000,00 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 3.226.000,00 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 1.1.1.2.00.00.00.00 Impostos sobre o Patrimonio e a Renda 1.1.1.2.02.00.00.00

Leia mais

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4.

Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº 4. PREVIDENCIA SOCIAL DO MUN. DE CAMPINA GRANDE DO SUL ESTADO DO PARANÁ Demonstração da Receita e Despesa Segundo as Categorias Econômicas Adendo II a Portaria SOF nº 08, de 04/02/1985 Anexo I, da Lei nº

Leia mais

36000 - Ministério da Saúde

36000 - Ministério da Saúde 36000 - Ministério da Saúde Órgão: Poder Executivo 36000 - Ministério da Saúde Quadro Síntese Código / Especificação Lei+Créditos Empenhado PLO LOA PLO 2011 2011 2012 2012 2013 Total 80.873.978.125 78.490.231.193

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO ABRIL 2015/ BIMESTRE MARÇOABRIL RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00 RECEITAS PREVISÃO

Leia mais

RESUMO ALÍQUOTAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS

RESUMO ALÍQUOTAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS RESUMO ALÍQUOTAS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS - DAS EMPRESAS EM GERAL, sobre: Folha de Pagamento (EMP./AVULSOS) 20% Remunerações pagas aos CI 20% Terceiros (EMP./AVULSOS) 5,8% RAT (EMP./AVULSOS) 1% (leve) 2%

Leia mais

PLANO DE CONTAS SUMÁRIO

PLANO DE CONTAS SUMÁRIO 1 PLANO DE CONTAS Visando a facilitar a compreensão sobre as informações apresentadas, o Portal Compara Brasil apresenta nessa seção todo o Plano de Contas do balanço anual municipal utilizado pelo Sistema

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA. Imposto sobre ganhos líquidos em operações em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas

IMPOSTO DE RENDA. Imposto sobre ganhos líquidos em operações em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas IMPOSTO DE RENDA Código a Constar do DENOMINAÇÃO Campo 04 do DARF IRPF - IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IRPF - quotas da declaração 211 IRPF - carnê-leão 190 Multa e juros - carnê-leão recolhido com atraso

Leia mais

Poder Executivo Prefeitura de Manaus 2621 - RECEITA PREVISTA PARA O EXERCÍCIO DE 2014 - CONSOLIDADA

Poder Executivo Prefeitura de Manaus 2621 - RECEITA PREVISTA PARA O EXERCÍCIO DE 2014 - CONSOLIDADA Poder Executivo Prefeitura de Manaus 2621 - RECEITA PREVISTA PARA O EXERCÍCIO DE 2014 - CONSOLIDADA Código Especificação Alíneas Espécies Categoria Econômica Subalíneas Rubricas Origem 1000.00.00.00 RECEITAS

Leia mais