20 de Abril de 2010 Órgão de Divulgação da Associação dos Aposentados e Empregadoss da ETC Publicação bimestral Ano X - Edição 63

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "20 de Abril de 2010 Órgão de Divulgação da Associação dos Aposentados e Empregadoss da ETC Publicação bimestral Ano X - Edição 63"

Transcrição

1 Jornal Novos Tempos wwww.ajacor.com.br 20 de Abril de 2010 Órgão de Divulgação da Associação dos Aposentados e Empregadoss da ETC Publicação bimestral Ano X - Edição 63 Em rota de colisão a aposentadoria integral dos CLT/1712 Nos dias 09 e 10 de março, os coordenadores do movimento nacional supervisionado pela a FAACO (Federação dos Aposentados e Aposentáveis dos Correios) se reuniram em Brasília e traçaram metas gerais para a derrubada do veto ao PL 06/2002 e outras alternativas que viabilizam a conquista da aposentadoria complementada pela União. Haverá uma intensa movimentação junto aos lideres partidários em Brasília para haja uma sessão de o Congresso Nacional apreciar vetos e inclusive do PL 06/2002, tendo ainda a alternativa do Projeto de Lei que foi encaminhado à Secretaria Geral da Presidência da República para ser encaminhado à Câmara dos Deputados. No entanto, de olho no ano eleitoral a Ajacor está desenvolvendo um intenso trabalho para unir de forma geral os ecetistas mineiros e capixabas em torno da luta pela Mateus - Pres. da AJACOR aposentadoria integral, seguindo o exemplo dos conhecidos como admitidos até dezembro de 1976 que desde 2002 lutam pela derrubada do veto ao PL 06/2002. A política previdenciária do governo para a categoria dos aposentados é desoladora e, após as tantas promessas enganosas a saída encontrada é unir os ecetistas por meio das associações para questionar e criar situações para evitar que suas aposentadorias continuem sendo achatadas a cada ano que passa, vez que já acumula uma perda de 47.0%, apurada nos 18 últimos anos. Sabem que se ficar de braços cruzados, nada muda sobre a futura aposentadoria previdenciária. O plano alternativo da comissão é buscar a isonomia se baseando nos servidores públicos civis, porquanto a ECT é considerada pelo Supremo Tribunal Federal como uma autarquia com todos os requisitos previstos na Constituição Federal, a começar pelo monopólio, a admissão por concurso público, licitações, precatórios, editais, portarias, política de cargos e carreiras, etc. Assim, a busca pela aposentadoria integralizada passou a constituir a bandeira de luta da classe ecetista e, a Ajacor saiu na frente dando ênfase ao atual momento político que deve ser ocupado com a divulgação junto aos parlamentares de temas importantes que justificam a isonomia com os servidores públicos das autarquias. A Ajacor fundada em 1994 representa junto a FAACO os aposentados e aposentáveis da ECT dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo com a responsabilidade de desenvolver a conscientização de fortalecimento da categoria, mostrando que é possível se organizarem para defender a integralização da aposentadoria, quer pela derrubada do Veto ao PL-06/2002, ou pela isonomia com os servidores públicos das autarquias. Se você foi admitido na ECT até dezembro de 1976, tem até o dia 30 de abril para se inscrever e participar da ação trabalhista COLETIVA que a FAACO está patrocinando com a advocacia Janot em Brasília/DF. Valores da ação: Nível médio R$ 330,00 ou em 6 cheques de R$ 55,00 Nível Superior R$ 660,00 ou em 6 cheques de R$ 110,00. Servidores celetistas têm vínculo estatutário Servidores públicos celetistas optantes ou não do FGTS têm direito a estabilidade dos estatutários desde a data da publicação do artigo 19 do Ato das Disposições Constitucionais transitórias (ADCT). Com esse entendimento o Tribunal de Justiça de São Paulo negou recurso em que Centro Educacional Paula Souza tentava provar a inexistência da relação jurídica com o servidor contrato em Porém qualquer servidor contratado em regime de CLT até a Constituição de 1988 torna-se estável. Na ação o servidor acreditava na relação jurídica estatutária entre ele e a instituição pública. O Centro entrou com recurso negando a ação com base no fato de que o autor foi contratado sem concurso público, sob o regime da CLT e era optante pelo FGTS. O pedido foi negado pelo TJ/SP. Esta coluna é destinada a publicar decisões que relaciona celetistas e empresas públicas. AÇÃO PCCS/95 Sindicato de Brasília ganhou no TST LEIA NESTA EDIÇÃO SURGE A NOVA PROFISSÃO DE CUIDADOR DE IDOSOS APOSENTADOS POR INVALIDEZ PODEM RECEBER MAIS Página 03 AGENDA SOCIAL Página 02 Página 04 A ECT foi condenada em última instância pelo Tribunal Superior do Trabalho - TST, e terá de pagar aos ecetistas filiados ao sindicado por Brasília/DF, de uma a quatro Referencias Salariais pela promoção por antiguidade prevista no PCCS/ 95, Plano de Cargos, Carreira e Salários da ECT. O direito dos reclamantes está assegurado na própria Certidão de Julgamento do TST que ao julgar ilegal a grave geral deflagrada pela categoria em dezembro de 1995, condicionou o retorno dos grevistas a imediata implantação do PCCS, que já estava aprovado pela Coordenadoria das Empresas Estatais. Esta regulamentado no PCCS/95 que a cada triênio, contados a partir da última Progressão por Antiguidade ou da data de admissão, a ECT no mês de setembro concederia de forma automática, UMA Referencia Salarial equivalente a 5.0% percentuais. Mas isso não ocorreu. Os maiores beneficiados com recente decisão do TST, são os celetistas que estão ação peelo sindicato e que se aposentaram posteriormente ou estão próximos à jubilação. Isto porque a Previdência Social para fixar o salário de benefício separa o percentual de 80.0% (oitenta por cento) dos 100 maiores salários recebidos a partir de 1994 e calcular a média aritmética simples. Se você reside em Minas Gerais ou em Espírito Santo e quer melhorar sua aposentadoria é preciso se filiar à Ajacor, podendo ser por ou pelo telefone , até o final de abril do corrente ano. BANCOOP ABRIGA UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA Página 05 PREVIDÊNCIA SOCIAL Página 06

2 2 Jornal Novos Tempos Abril de 2010 Surge a nova profissão de Cuidador de Idosos Com cada vez mais mulheres no mer cado de trabalho e muitas assumindo a função de chefe de família, a tradicional tarefa feminina de se responsabilizar pelo bem-estar de pais e avós tornou-se inviável. Para preencher esta lacuna, surgiu a profissão do "cuidador de idosos", uma evolução das antigas acompanhantes, em geral, jovens, senhoras aposentadas ou empregadas domésticas que acabavam "olhando" os idosos durante o dia de serviço. Com o envelhecimento da população, a profissão de "cuidador de idosos" vem ganhando importância e abrindo um novo e promissor mercado. A profissão é reconhecida e inserida na Classificação Brasileira de Ocupação do Ministério do Trabalho e Emprego. Desta esse profissional pode atuar no atendimento domiciliar ou em instituições de longa permanência para idosos. Além da exigência legal de qualificação técnica destes profissionais, o preparo psicológico para lidar com as "manias" e as limitações físicas do idoso deve ser uma das principais preocupações de quem contrata. Esse profissional desenvolve várias atividades para facilitar a vida diária do idoso, como auxílio na locomoção dentro e fora de casa, organização do ambiente doméstico para evitar acidentes e quedas. Ele administra os remédios prescritos pelos médicos nos FIQUE POR DENTRO Auxílio-reclusão: Juiz de Fora tem 170 famílias de presos que ganham o auxílio-reclusão, pago pela Previdência Social a dependentes de segurados presos e, representa um gasto mensal de R$ 86,3 mil para o INSS. A remuneração máxima por dependente é de R$ 798,30 (salário de contribuição). Nova lei do inquilinato: está mais rigorosa com os inadimplentes. Logo na primeira notificação, a justiça dará 30 dias para que o inadimplente seja despejado. Nos contratos sem garantia de fiador ou seguro-fiança, o despejo por falta de pagamento poderá ser decretado em 15 dias. A multa por quebra de contrato será proporcional ao tempo restante não cumprido. O fiador pode renunciar o contrato quando ele vencer, mesmo que seja renovado. Expediente: ASSOCIAÇÃO DOS APOSENTADOS E EMPREGADOS DOS CORREIOS Raimundo Mateus da Silva Presidente Maria das Graças de Castro Vice-Presidente SECRETÁRIOS: 1º. João Batista Mattoso 2º. Ivan Francisco Campos SUPLENTES: Deusdedit A. Fonseca (Campanha) David F. Martins (Varginha) Conceição M. dos Santos (Uberaba) Washington J. Lisboa (Gov. Valadares) TESOUREIROS: 1º. Vicente de Paulo Lima Gribel 2º. Orlando Gonçalves CONSELHO FISCAL: Licínio A. Andrade, Nilton Lopes, Jorge Luiz Veranezi e Elizabeth Castro Oliveira CORRESPONDÊNCIAS: Caixa Postal nº. 711 Rua Marechal Deodoro, Cep.: Juiz de Fora-MG Tels.: Fax.: ARTE-FINAL E EDITORAÇÃO: Souza e Aline horários e das dosagens corretas, pode conferir sinais vitais e deve ser treinado para reconhecer alterações na saúde e no comportamento e prestar socorro em situações de urgência e emergência. Com isso, podem evitar internações e reduzir o custo de saúde com estes pacientes. A Fundação de Apoio ao Hospital Universitário da UFJF (FHU), já oferece cursos de capacitação na área. O primeiro curso já formou 30 alunos e, 70% deles já estão atuando na área. Se o associado conhece ou é pessoa que precisa de cuidados especiais, a Ajacor pode intermediar a contratação de um "Cuidador de Idosos", da FHU freqüentando o curso que termina em 17 de junho próximo. Indenização DPVAT O DPVAT é obrigatório por que foi criado pela Lei nº 6.194/74, em 1974, determina que todos os veículos automotores paguem o seguro. Assim, pessoas vítimas de acidentes com veículos recebe como indenizações: Por morte: R$13,5 mil por vítima. Invalidez permanente: até R$13,5 mil por vítima Reembolso de despesas médico-hospitalares: até R$2,7 por vítima. Ações da TELEBRÁS valem R$ 500,00 As antigas ações da TELE- BRÁS, compradas obrigatoriamente com as linhas telefônicas entre 1975 e 1995 e esquecidas até hoje por mais de 1 milhão de pessoas, valem hoje pelo menos R$ 500,00 - valor médio dos "pacotes" de ações vendidos na última semana nas agências do Banco Real por donos de linhas telefônicas da estatal. As ações da empresa subiram mais de 35 mil por cento desde 2003, com rumores de que o Governo quer reativá-la no seu plano nacional de banda larga. Se o dono do telefone morreu, os inventariantes podem ficar com o direito. O acionista só perde os dividendos após três anos não reclamados. Para saber se tem as ações, o dono da linha deve dirigir-se a uma agência do Banco Real com o CPF, RG e comprovante de endereço. Depois, ele terá ainda de ir a uma agência do Itaú e do Banco do Brasil, bancos que ficaram com as ações da EMBRATEL. Caixa faz restituição de juros do FGTS A partir do dia 15 de fevereiro, poupadores das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) abertas na Caixa Econômica Federal até 21 de setembro de 1971, começam a ser ressarcidos da correção monetária e juros progre-ssivos. O ecetista deve ir a uma agência da CAIXA e preencher o formulário "Termo de Habilitação - Aplicação da Progressão da Taxa de Juros FGTS". O interessado também terá de apresentar carteira de identidade e cópias das páginas da carteira de trabalho que comprovem o vínculo na época. Depois de analisar os pedidos, a CAIXA informará aos trabalhadores por correspondência, se a solicitação foi atendida ou negada. O crédito é pago levando em conta o tempo de vínculo empregatício: R$ 380 (até 10 anos), R$ 860 (11 a 20 anos), R$ 10 Idosos terão isenção do IR O Senado aprovou a isenção da cobrança de Imposto de Renda para aposentados com mais de 60 anos que recebem benefício da Previdência Social. O projeto foi aprovado, em caráter terminativo pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), ou seja, não precisará ser apreciada em Plenário, mas seguirá ainda para a Câmara dos Deputados. Atualmente, a regra já vale para quem tem mais de 65 anos. Pelo novo projeto, a isenção só será aplicada a quem ganha até R$ 1.434,59 e abrange rendimentos de aposentadorias e pensões. De acordo com o Senador César Borges (PR-BA), autor do projeto, a intenção é auxiliar o idoso nas necessidades da terceira idade. mil (21 a 30 anos), R$ 12,2 mil (31 a 40 anos) e R$ 17,8 mil (acima de 40 anos). Os ex-1711 (antigos funcionários públicos) que optaram pelo regime da CLT em 15 de julho de 1975, não atendem os requisitos exigidos pela CAIXA porque não eram beneficiários do FGTS antes daquela data. FALECIMENTOS Dia 03/01/2010, na cidade de Coronel Fabriciano/MG, com 77 anos, o associado Sr. Onofre Coura. Dia 20/03/ 2010, na cidade de Juiz de Fora/MG, com 54 anos, o associado Sr. Sebastião Augusto da Silva. A diretoria da Ajacor externa seus votos de pêsames as famílias enlutadas acompanhado de preces ao misericordioso Senhor Jesus para que conforte corações saudosos. R. Mateus/pres. Ajacor

3 Abril de 2010 Aposentados por invalidez podem receber mais Os segurados que se aposentaram por invalidez entre 24 de janeiro de 1984 e 24 de julho de 1991 podem conseguir revisão para aumentar o valor do benefício e ganhar, ainda, os atrasados do INSS. O aumento é de 1% para cada ano de auxílio recebido. A decisão foi do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3) que engloba São Paulo e Mato Grosso do Sul. De janeiro de 1984 a julho de 1991, a aposentadoria por invalidez correspondia a 70% do salário de benefício (valor da aposentadoria integral), somados a 1% para cada ano de trabalho e mais 1% para cada ano em que o segurado recebeu o auxílio-doença antes da aposentadoria. O salário de benefício era a média das últimas 36 contribuições. Um segurado que tenha, por exemplo, trabalhado por dez anos antes de se aposentar por invalidez receberia 80% do salário de benefício. Mas, se ele recebeu o auxiliodoença por cinco anos antes de se Contribuição INSS não incide nas férias Depois da posição Supremo Tribunal Federal (STF), agora o Superior Tribunal de Justiça, ambos são contrários ao desconto previdenciário sobre o terço do salário que os trabalhadores recebem quando entram de férias. Conforme o valor do salário que o empregado ecetista recebeu quando entrou de férias, o percentual descontado foi de 8%, 9% ou 11%. O entendimento de que o abatimento seria indevido é aplicado pela Turma Nacional de Uniformização de Jurisprudência dos Juizados Especial Federais. Confira sua situação. INSS - benefício pode ser bloqueado A) Aposentados, pensionistas e demais beneficiários que recebem por cartão magnético e não sacam o benefício em 60 dias após a data do crédito ficam impedidos de retirar o dinheiro. B) Todos os meses, os cartórios enviam à Previdência Social listagem com dados das pessoas falecidas no mês anterior e, com isso, o pagamento da aposentadoria é cancelado. aposentar, teria direito a receber 85% do salário de benefício (70% do cálculo inicial, mais 10% dos dez anos de trabalho e mais 5% devido aos cinco anos de auxílio). Na decisão, o TRF 3 ordena que o INSS refaça o cálculo de uma aposentadoria por invalidez concedida em O segurado havia trabalhado por 18 anos e recebido o auxíliodoença por outros três. A aposentadoria dele, que era de 88% (equivalentes aos 18 anos trabalhados), foi reajustada para 91%. A decisão beneficiou uma pensão derivada do cálculo feito errado. O INSS aceita rever benefícios concedidos há menos de dez anos, mas para benefícios concedidos antes de dezembro de 1997, a Justiça entende que não há prazo. O auxílio-doença é pago enquanto o segurado está afastado do trabalho, mas se essa incapacidade for permanente e o segurado não puder mais trabalhar, ele é aposentado por invalidez. Servidor Público passa a pagar Contribuição Sindical Uma regra publicada no "Diário Oficial" da União pelo Ministério do Trabalho determina que os funcionários públicos dos níveis federal, estadual e municipal passam agora a ser obrigados a pagar anualmente a contribuição sindical, mesmo que não estejam filiados a um sindicato. Antes, a cobrança da taxa era definida pelo estatuto da categoria de cada servidor. A mudança pegou de surpresa os sindicatos, eles não cobravam a taxa dos trabalhadores que não eram filiados e agora terão de analisar como será feita a cobrança. No setor privado filiados ou não aos sindicatos, são obrigados a pagar a taxa anual que equivale a um dia de trabalho, segundo regra que está na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Para os servidores, a contribuição sindical que não era obrigatória vai passar a seguir as orientações das Centrais Sindicais da categoria a exemplo da CUT e CGT. É uma derrama de dinheiro que não tem prestação de contas que, acabam servindo de caixa 2 para muitas campanhas eleitoreiras. Jornal Novos Tempos RONY MARK é Professor e Coach de Vida e Carreira Recomeçar é preciso Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim (Emmanuel, por Chico Xavier) 3 Estas são as palavras que anunciam o filme mais falado do momento : "Chico Xavier". Se você não é espírita, não se preocupe, este artigo não será sobre filosofia espírita, nem sobre a vida de Chico Xavier. Embora eu acredite que o exemplo de amor e humildade de Chico esteja acima de qualquer discordância religiosa e pode servir de norte para todos (espíritas ou não), não é meu objetivo aqui contrariar crenças pessoais, quaisquer que elas sejam. É que a frase do início é muito forte e eu não poderia deixar passá-la em branco no artigo deste mês. "...ninguém pode voltar atrás e fazer um novo começo...". Pense um pouco : será que, às vezes, nos utilizamos dessa frase como justificativa para não mudar, não tentar o novo, não gerar outras opções e continuar no mesmo padrão de vítima do destino em que, sem perceber, nos colocamos? O passado existe e é importante, pois a ele está ligada nossa história. Tristezas, alegrias, sucessos, desilusões, felicidades, mágoas, realizações, tudo isso faz parte de nossa história. A vida é uma mudança constante e nós experimentamos todo esse conjunto de sentimentos e emoções, com as quais vamos tecendo nossa existência. Contudo, quando nos apegamos a algumas situações, normalmente de dor ou tristeza, para justificar nossa inércia atual, quando responsabilizamos o que está fora de nós (chefes, colegas, amigos, filhos, pais) por nossos insucessos, aí estamos parando a corrente da vida. Tal qual a água que, quando está correndo, traz vida e saúde, mas quando fica parada pode nos trazer riscos, assim é o nosso pensamento. Quando nos fixamos em acontecimentos infelizes do passado e "estagnamos" na inércia, a vida não é mais um rio que corre e sim uma poça de água parada. Ninguém está livre de tristezas, mágoas ou experiências infelizes. Esses momentos são mesmo difíceis e exigem um alto grau de amadurecimento e responsabilidade para enxergar o aprendizado que contém e seguir adiante, apesar de tudo. Se não está encontrando boas alavancas no seu passado, se suas lembranças são justificativas para não arregaçar as mangas e mudar, olhe para seu futuro. Ele não existe ainda e isso quer dizer que TUDO pode ser construído. Com um pouco de bom senso e muita responsabilidade e disciplina, aquilo que você se dispuser alcançar, você irá alcançar. Quem planta sementes de pessegueiro, sabe que, até poder colher os deliciosos pêssegos, é preciso cuidar TODOS os dias da terra e dar condições para que sua semente germine e torne-se uma linda árvore no futuro. Pense neste momento no futuro que deseja para si, seus familiares, amigos ou comunidade, enxergue bem onde quer chegar, arregace as mangas e inicie já sua caminhada, pois "...qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." E então: O quanto seu passado te impede de seguir adiante? O quanto você está DISPOSTO a recomeçar? Se você viver com disciplina e responsabilidade, somente por 1 mês, o que realmente mudaria em sua vida? Qual é o novo fim que deseja escrever? Mãos à obra! PERSONAL CARD Novos valores a partir de março/2010 Validade meses R$ 10,00 R$ 14,00 PEÇA O SEU PELO PREÇO ANTIGO. AINDA DÁ TEMPO

4 4 Jornal Novos Tempos Abril de 2010 Aconteceu... filiação ao quadro de associados da Ajacor, o recém-aposentado e médico do ambulatório local da ECT o popular Dr. Eduardo de Freitas, respeitável político pelo PDT de Juiz de Fora, eleito vereador por 4 legislaturas consecutivas e atual Vice-prefeito Municipal. Dia 02 de março. A Festejado aniversário de 100 anos da vovó Brandina, na cidade de Monte Sião, terra das malhas. Vovó Brandina nunca usou óculos ou foi ao médico, tendo uma ótima audição e uma memória de elefante. Dia 28 de fevereiro. O Dia 7 de Maio - Jantar pelo Dia das Mães a churrascaria Giramondo você é cliente VIP. Não fique fora, reserve já o seu lugar no jantar mais disputado do ano. Os preços são módicos: Associado e dependentes legais R$ 14,00; convidados R$ 19,00. Estamos esperando por você. Ligue Ajacor. As inscrições já estão abertas e os valores por participante são os seguintes: KIT de participação R$ 600,00 parcela em 4 vezes (4 parcelas de R$150,00) Hotel com 6 pernoites: Apartamento individual: R$ 2.700,00 (8 parcelas de R$ 337,50) Apartamento Duplo: R$ 2.700,00 (8 parcelas de R$ 337,50) Apartamento triplo: R$ 3.645,00 (8 parcelas de R$ 455,63) Obs.: Em sendo pagamento à vista até 30 de abril o participante terá o desconto de 10% sobre o valor anunciado. + 5/5 3/5 Euripedina Oliveira Velha Velha - ES Uberaba - MG + 5/5 + 8/5 Maria Lúcia Ermelinda Fonseca Ubá - MG Poços de Caldas - MG + 12/5 + 14/5 Edval de Souza Rubens Eustáquio Gov. Valadares - MG Lavras - MG + 18/5 + 21/5 José Dirceu Washington Gomes São Tiago - MG Muriaé - MG N Correntista de XX ENAC, de 22 a 28/11 Conta Conjunta respondem na Bahia de por débitos O titular de conta Corrente concaetano,gil, junta responde solidariamente pelos débitos contraídos por qualquer um Sangalo... deles. Este é o entendimento da jus- + 3/5 Paulo Lyrio + 21/5 + 01/5 Zilda Capuzzo Sebastião do Nascimento Uberaba - MG Juiz de Fora - MG + 27/5 + 28/5 Ana Maria Zacaroni Maria Eustáquia Nepomuceno - MG Alto Rio Doce - MG + 28/5 + 30/5 Angélica Costa Leyla Mourinho Prados - MG Varginha - MG + 31/5 + 1/6 Elizene Caliaro Maurício Lemes Matias Barbosa - MG Uberlândia - MG + 1/6 + 1/6 José Aguiar Sebastião Toledo Eugenópolis - MG Belo Horizonte - MG tiça, em decisão do TRT-MG que determinou o bloqueio do saldo de conta bancária conjunta (marido e mulher) para garantir a execução de dívida trabalhista. Pelo parágrafo 3 do artigo do Código de Processo Civil, não é possível limitar em 50% o valor penhorado para reservar a parte da meação. + 8/6 + 11/6 Maria Ap. Machado Lúcia Maria Congonhas - MG Sete Lagoas - MG + 18/6 + 18/6 Litoral capixaba espera por você Sílvio Geraldo Augusto Campos Uberlândia - MG Bambuí - MG Alugue um apartamento: Feriados prolongados, Natal, Ano Novo, etc. DESCONTO DE 10% para ASSOCIADOS. Preços na AJACOR, ligue para AJACOR. + 13/6 + 16/6 Braz Sathler Íris de Almeida Manhuaçu - MG Santos Dumont - MG diretoria da AJACOR cumprimenta os colegas aniversariantes, fazen do votos que tenham muita saúde, paz e prosperidade e que continuem sendo merecedores da proteção e misericórdia divina, para a mais completa alegria e felicidade de todos familiares e amigos. R. Mateus - Presidente da AJACOR A

5 Abril de 2010 Jornal Novos Tempos BANCOOP abriga uma organização criminosa No mês de março o BANCOOP (Cooperativa Habitacional dos Bancários) foi Manchete em toda imprensa e capa de duas edições da revista VEJA, com reportagens que compromete o futuro das cooperativas de crédito espalhadas por todo o país. O Ministério Público de São Paulo conseguiu descobrir o esquema de desvio de dinheiro que passou a ser um pesadelo de teria o sono dos milhares de associados correntistas. Pelo menos 400 famílias movem processo contra a cooperativa e mais de 2000 associados alegando que estão com as vidas arruinadas, porquanto nunca receberam o imóvel que pagaram e ainda estão sendo pressionados Cuidado crédito fácil é beco sem saída Milhões de aposentados e pensionistas começaram o ano de 2010 endividados. Isso mostra que o valor da aposentadoria não cobre as despesas que o aposentado tem para arcar. Só no ano de 2009 os aposentados pegaram em empréstimo mais de 22 bilhões. Mais de 60% das operações de crédito realizadas em dezembro de 2009 foram feitas pelos aposentados com renda de até dois salários mínimos. A previdência Social por permitir o empréstimo consignado em folha para os aposentados, hoje tem 30.0% do valor do benefício comprometido com o pagamento de empréstimos. As facilidades de empréstimos levam os aposentados a fazerem dívidas cada vez mais desnecessárias, inclusive com refinanciamentos com juros elevados, como se fosse um cartão de crédito. As pessoas mais leigas terminam endividadas e recorrendo ao PROCON para denunciar que assinaram contratos sem ler e que as financeiras usaram de má-fé utilizando uma redação de difícil entendimento e com letras pequenas. O artigo 52 da Lei do Código do Consumidor deve ser exercido sem restrições. É direito de o consumidor estar por dentro e conhecer todos os dados e documentação. Mas, a realidade é outra o endividamento do segurado do INSS é decorrente dos reajustes insignificantes dos governos nas últimas décadas que empurram o aposentado para a linha da miséria material e da moralidade. Assim, milhões de pessoas humildes que se orgulhavam de ter o nome limpo para zelar, hoje são prisioneiros do crédito fácil e sem forças para sair do imenso lodaçal que entraram. Oxalá que tenha tempo suficiente de vida para refazer o caminho de volta e resgatar aos agiotas do "dinheiro fácil" que lhe tiraram o que tinha de mais sagrado, a honradez e razão de viver. Imposto de Renda PDV/2009 e Recibos Fazer a Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física em março de 2010 não significa que o contribuinte estará livre do fisco. Os recibos e documentação fiscal têm que ser guardados por pelo menos seis anos. Isso ocorre, porque a Receita Federal tem até cinco anos para homologar a declaração feita. Assim, evitar suspeitas de fraudes é preciso guardar a documentação por seis anos e não cinco. A instrução Normativa SRF nº 165, de 31 de dezembro de 1998, dispensou a à incidência do imposto sobre a renda na fonte sobre as verbas indenizatórias pagas em decorrência de programas de desligamento Manutenção da Liminar Continua sendo uma obrigação dos nove aposentados, que continuam sob a proteção da justiça, por força da Liminar de 22/12/ 1997, pagar o valor de R$ 20,00 a título de manutenção da liminar. Como o nosso jornal é bimestral, já estamos cobrando a voluntário PDV. No entanto, não se incluem como verbas indenizatórias, Aviso prévio trabalhado, PLRs, 13º salário, férias, abonos, etc. ATENÇÃO: João Mattoso/ JUIZ DE FORA- 1º secretário da Ajacor é contabilista e oferece seus serviços. Fale com a nossa secretaria. manutenção de maio e junho de 2010, cujo pagamento deve ser efetuado até o 5º dia de cada mês. 5 em aumentar sua participação nos pagamentos. O Promotor José Carlos Brat que apura as fraudes, classificou o Bancoop como uma organização criminosa com fins eleitoreiros. Os depoimentos de associados lesados são chocantes porque a organização criminosa solapa as economias dos correntistas que acreditaram que em sendo membros partidários militantes, estariam imunes a calotes ou destrato de contratos como correntistas do Bancoop. Mas, aconteceu justamente o contrário, seus criadores/ correntistas que são sócios cotistas se tornaram vítimas indefesas do poderoso esquema montado dentro do Bancoop, para desviar dezenas de milhões de reais que abasteceu o caixa dois na campanha do PT em O medo agora é que o Bancoop não sobreviva caso o PT não consiga eleger à sucessora do presidente Lula. Vale então registrar o presságio popular como forma de proteger-se; mais vale um passarinho na mão do que dois voando. Ações Advocacia JANOT (Só para os filiados à AJACOR) TICKET-ALIMENTAÇÃO: Ação Coletiva já ajuizada pela FAACO perante a Justiça do Trabalho em Brasília, com audiência marcada para o dia 7 de abril próximo. REAPOSENTAÇÃO: É aplicável a todos os servidores celetistas que tenham se aposentado com aposentadoria proporcional, e continuado na ativa após a aposentadoria. Ação Coletiva a ser proposta pela FAACO pleiteando a soma dos tempos de contribuição anteriores e posteriores à aposentadoria voluntária, para conversão da aposentadoria proporcional em integral. Essa conversão será feita sem devolução dos valores até hoje recebidos. CORREIOS SAÚDE: Ação Coletiva a ser proposta pela FAACO visando estender para os que se aposentaram antes de 1986, o direito de se beneficiarem do Plano de Saúde dos Correios que foi aprovado no Acordo Coletivo de Trabalho no ano de Esta ação tem forte fundamentação jurídica, baseada principalmente no princípio constitucional da isonomia.

6 6 Jornal Novos Tempos Abril de 2010 Aposentado que volta a ativa pode pedir novo benefício O STJ já posicionou sobre o tema, abdicar da aposentadoria é um direito do beneficiado. Os aposentados da ECT que continuaram trabalhando e contribuindo para Previdência Social podem pedir, na Justiça, a troca do benefício do INSS por outro com o valor maior. É o caso de quem se aposentou pela regra do benefício proporcional e continuou contribuindo até completar o tempo mínimo exigido para a aposentadoria por tempo de contribuição. A troca da aposentadoria é conhecida como "Desaposentação". Quanto maior o tempo de contribuição após a aposentadoria, maior é a redução da perda por conta da regra da aposentadoria proporcional, que desconta até 30% do valor da aposentadoria integral. Por exemplo, um associado que se aposentou em maio de 1993 com 30 anos de contribuição e 53 anos de idade recebe atualmente R$1.570,61 de benefício. Mas, como ele continuou trabalhando com a ação de "Desaposentação" o benefício sobe para R$2.243,98, o que equivale a um ganho de R$673,13. Devolução do dinheiro Quando o ecetista se aposenta e continua trabalhando na ECT, é possível usar as novas contribuições para recalcular a aposentadoria, segundo decisões do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Na troca do benefício, o Tribunal Federal não está obrigando o segurado a devolver os pagamento que ele já tiver recebido. Os processos desse tipo costumam demorar de dois a três anos para terem uma decisão final. Vantagens e desvantagens Os associados que forem entrar na ação de "Desaposentação" deverá apresentar o cálculo de quanto seria o novo benefício. O cálculo servirá para o colega descobrir se a troca será mesmo benéfica. Um benefício proporcional concedido até dezembro de 1998 pode ser mais vantajoso que um integral calculado depois, já que existe o fator previdenciário, que passou a ser usado em Se você é aposentado está na ativa ou já se desligou da ECT por tempo de contribuição ou proporcional, mas foi contribuinte da previdência social por algum tempo após a aposentadoria, tem direito em somar aqueles anos de contribuição e pedir o recalculo da atual aposentadoria. Para mais informações ligue ou pelo STF discute a validade da acumulação de salário e aposentadoria No mês de fevereiro o julgamento no STF sobre a obrigação de empresas e sociedades de economia reintegrar em seus quadros empregados aposentados pelo Regime Geral da Previdência Social foi suspenso pelo pedido de vista do Ministro Joaquim Barbosa. A ação é de autoria da Cia. Agrícola de Santa Catarina e questiona a decisão da 7ª Vara do Trabalho que concedeu a cinco funcionários aposentados o direito de permanecerem como empregados na empresa e receberem o salário e a aposentadoria. O argumento foi baseado na decisão do Supremo em duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs e 1.770), que determinou que a aposentadoria não e causa de rompimento do vínculo empregatício. Antes de o julgamento ser suspenso dois votos já haviam sido dados a favor das empresas, ou seja, eles cassaram a decisão da 7ª Vara do Trabalho, com o argumento que empresas publicas não estão impedidas de demitir empregados e inclusive aposentados pela Previdência Social. Para a Ministra Elen Gracie do STF, as ADI's foram interpretadas de forma indevida dando uma extensão que elas não comportam, existindo diferença entre o que seja proventos e benefícios previdenciários com salários pagos a empregados públicos regidos pela CLT. A Ajacor está acompanhando esse julgado, que é análoga à situação dos aposentados da ECT que estão na ativa. Aprendendo a lidar com a internet Algumas pessoas têm o péssimo hábito de entrar na internet e de 'clique aqui' e abrir arquivos que vêm em e- mail de pessoa de quem nunca ouviu falar e, com vírus. A dinâmica do crime virtual é muito rápida. No ano passado, foi registrado 1,6 bilhões de códigos criados com a finalidade de infectar os computadores espalhados pelo mundo. Alguns oportunistas chegam ao ponto de enviar falsas intimações para ações judiciais. O usuário da internet deve evitar em abrir de pessoas desconhecida, senão vai correr o sério risco de ter sua máquina prejudicada e, o pior, ter senhas bancárias e pessoais copiadas através destas mensagens, inclusive os arquivos existentes no disco rígido. Como medida preventiva, cadastre o seu na Ajacor, para não correr o risco de nem ser aberto. Nossos s: e Gorjeta de 20% na madrugada vira lei Projeto de Lei que permite a bares, restaurantes e similares a cobrança de gorjeta de 20% sobre contas encerradas após as 23 horas foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). Enquanto isso, bares, restaurantes e similares têm que manter afixado informativo em loca visível sobre a não obrigatoriedade do pagamento da taxa de serviços de 10%. PREVIDÊNCIA SOCIAL Está na pauta do Congresso Nacional o Projeto de Lei que pretende isentar da contribuição previdenciária os aposentados que voltarem a exercer atividade abrangida pelo Regime Geral da Previdência Social. O STF aceitou a revisão do teto previdenciário. O segurado que recebeu o benefício antes de 1998 e que teve o pagamento limitado ao teto da época (o cálculo apontou um valor maior que o teto), pode ter a incorporação das diferenças porque o teto teve um aumento real, naquele ano. O STJ (Supremo Tribunal de Justiça) aceitou a troca da aposentadoria - o cálculo de um novo benefício para aposentados que continuaram trabalhando e contribuindo ao INSS. A Turma Nacional de Uniformização - TNU, última instância dos juizados, aceitou o auxílio-doença nos cálculos da aposentadoria por invalidez. INSS deve contar todos os períodos em que o segurado recebeu o auxílio como se fosse contribuições, o que poderá aumentar a aposentadoria em até 14,05%.

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS. a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória

AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS. a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória A contribuição previdenciária só incide sobre o salário (espécie) e não

Leia mais

REVISÕES JUDICIAIS DE APOSENTADORIA E PENSÃO:

REVISÕES JUDICIAIS DE APOSENTADORIA E PENSÃO: REVISÕES JUDICIAIS DE APOSENTADORIA E PENSÃO: 1) Pedido de concessão de benefício na Justiça: Todo o segurado que tenha um pedido de concessão ou revisão de benefício previdenciário, que foi requerido

Leia mais

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no De: Mario Avelino [mailto:marioavelino@domesticalegal.org.br] Enviada em: quarta-feira, 9 de setembro de 2015 23:50 Para:

Leia mais

Previdência Social sob a forma de Regime Geral

Previdência Social sob a forma de Regime Geral Previdência Social sob a forma de Regime Geral Estrutura do Sistema Previdenciário no Brasil Regime Geral de Previdência Social (RGPS) Administrado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); Obrigatório,

Leia mais

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO

Cooperativismo. Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO Cooperativismo Cooperativa de Crédito Mútuo dos Empregados da INFRAERO GESTÃO: Samuel José dos Santos Diretor Presidente Marco Antonio da C.Guimarães - Diretor Operacional João Gonçalves dos Santos Diretor

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 172, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 172, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 172, DE 2014 Modifica a Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, para possibilitar o trabalhador aposentado ou seu pensionista o direito à desaposenadoria. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010

LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010 LEI Nº 382/2010 DE 05 DE JULHO DE 2010 Disposição sobre a consignação em folha de pagamento O MUNICÍPIO DE BOA ESPERANÇA faz saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BOA ESPERANÇA decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES 1) Já completei 25 anos como professora em sala de aula, tenho hoje 45 anos de idade, com esta idade vou aposentar

Leia mais

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico.

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico. Apresentação Este é o MANUAL DO PARTICIPANTE da PRECE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR, material explicativo que descreve, em linguagem simples e precisa, as características gerais do Plano CD, com o objetivo

Leia mais

PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO

PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO PERDA INVOLUNTÁRIA DE EMPREGO 1. OBJETIVO DA COBERTURA O objetivo desta cobertura é garantir ao beneficiário, dentro dos limites estabelecidos e observadas as demais condições contratuais, o pagamento

Leia mais

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014 1 DESCONTO NO CONTRA CHEQUE Ao receber o contra cheque é muito comum ver as pessoas indignadas com a quantidade de descontos no salário. Entretanto não existe salário sem descontos, por isso há uma diferença

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Arts. 28, 9º, e, 6

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA

Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA Medidas Provisórias 664 e 665 ( Pacote Levy ): mudanças no seguro-desemprego, abono salarial, auxílio-doença, pensão por morte OTAVIO PINTO E SILVA Pacote Levy No dia 30 de dezembro de 2014, o Governo

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz na 330ª reunião de 14/09/2011 e na 331ª reunião de 23/09/2011. Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/10/2011. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

Leia mais

Tabela de incidência Tributária

Tabela de incidência Tributária Tabela de incidência Tributária INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ

REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ Aprovado pelo Comitê de Investimentos da Forluz em 18 e 25/01/13 (Ata da 401ª e 403ª reunião). Válido para empréstimos solicitados a partir de 01/03/2013. REGULAMENTO DOS EMPRÉSTIMOS FORLUZ CAPÍTULO I

Leia mais

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665

Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 Boletim Econômico Edição nº 56 fevereiro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Pela revogação das Medidas Provisórias 664 e 665 As duas medidas visam economizar R$ 18 bilhões

Leia mais

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA I. Intróito Na qualidade de Professor de Servidor Público da UESB e de advogado da ADUSB, nos fora solicitado pela Diretoria desta entidade sindical

Leia mais

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD MATERIAL EXPlICatIvo Plano BAYER CD 1 Prezado Colaborador! você, que está sendo admitido agora ou ainda não aderiu ao Plano de Previdência oferecido pelo Grupo Bayer, tem a oportunidade de conhecer, nas

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

AÇÃO VISANDO A TRIBUTAÇÃO DAS CONVERSÕES/VENDAS DE ABONOS ASSIDUIDADE/APIP, FÉRIAS, FOLGAS E LICENÇAS- PRÊMIO E JUROS DE MORA CONTRA A UNIÃO

AÇÃO VISANDO A TRIBUTAÇÃO DAS CONVERSÕES/VENDAS DE ABONOS ASSIDUIDADE/APIP, FÉRIAS, FOLGAS E LICENÇAS- PRÊMIO E JUROS DE MORA CONTRA A UNIÃO 1 AÇÃO VISANDO A TRIBUTAÇÃO DAS CONVERSÕES/VENDAS DE ABONOS ASSIDUIDADE/APIP, FÉRIAS, FOLGAS E LICENÇAS- PRÊMIO E JUROS DE MORA CONTRA A UNIÃO A Receita Federal não pode cobrar o imposto de renda/ir dos

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Arts. 28, 9º, e, 6

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR!

DATUSPREV CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! DATUSPREV INFORMATIVO CHEGOU O MOMENTO DE APROVEITAR! Quem já cumpriu 5 anos de contribuição pode solicitar o benefício de aposentadoria programada? Essas e mais informações pra você neste Informativo.

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

Cartilha Plano A. Índice

Cartilha Plano A. Índice Cartilha Plano A Cartilha Plano A Índice Apresentação A Previnorte Histórico Patrimônio Plano de Benefícios e Plano de Custeio Salário Real de Contribuição Jóia Requisitos exigidos para filiação à PREVINORTE

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf

$ $ Guia de Empréstimos. Fachesf Guia de Empréstimos Fachesf Sobre os empréstimos da Fachesf Quais as modalidades de empréstimos que a Fachesf oferece? Empréstimo Pós-Fixado (sem comprovação) Empréstimo Educação (com comprovação) Empréstimo

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes Perguntas Frequentes 1) Quem passará a receber por meio de conta no BRADESCO e quem deverá providenciar a sua formalização? a. Magistrados, bem como, seus pensionistas e cotistas b. Serventuários ativos

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS Abonos de qualquer natureza Evento Descrição INSS FGTS IRRF Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS MA

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS MA E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE PORTABILIDADE portabilidadeconsignado@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C MESA DE ANALISE MARGEM margemconsignado@bancodaycoval.com.br

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 15.051, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2010.

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 15.051, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2010. DECRETO Nº 15.051, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2010. Estabelece normas e procedimentos referentes às consignações em folha de pagamento dos servidores e empregados públicos e dos aposentados da Administração

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências Evento Descrição INSS FGTS IRRF Abonos de qualquer natureza Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho -

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício?

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. C/C Itaú. Quando e como receberei o meu benefício? Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criamos este material para ajudar você com

Leia mais

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte?

Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? 1 Carência para o recebimento do benefício pensão por morte? A MP 664 de dezembro de 2014 previu uma carência de 24 meses para a obtenção do benefício pensão por morte. Depois de muita discussão no Congresso

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS ESCRITA FISCAL A nota eletrônica é melhor do que a nota em papel? Sim a nota eletrônica não possui custo para emissão, necessitando apenas de um computador, um certificado digital

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

CONSIDERANDO a implantação do Sistema Digital de Consignações e a crescente demanda de averbações de consignações em folha de pagamento;

CONSIDERANDO a implantação do Sistema Digital de Consignações e a crescente demanda de averbações de consignações em folha de pagamento; DECRETO Nº 1843-R, DE 25 DE ABRIL DE 2007. Altera as disposições sobre consignação em folha de pagamento, nos termos do Art. 74 da Lei Complementar nº. 46 de 31 de Janeiro de 1994, e nos termos das Alíneas

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 73 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 73 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 73 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Planos econômicos x cadernetas de poupança: uma batalha árdua (Cartilha do IDEC Instituto Brasileiro

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL CARTÃO DE CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS

ROTEIRO OPERACIONAL CARTÃO DE CRÉDITO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE CARTÃO CONSIGNADO cartaoliberacao@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C SUPORTE PROMOTORA suportepromotora@bancodaycoval.com.br

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES SUMÁRIO 1. DEFINIÇÕES... 2 2. FINALIDADE... 3 3. DESTINATÁRIOS... 3 4. DOCUMENTAÇÃO... 4 5. VALOR MÁXIMO E MÍNIMO... 5 6. PRAZOS... 5 7. ENCARGOS E ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA... 6 8. GARANTIAS... 7 9. CONDIÇÕES

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA EDITAL Nº 01 / 2015 PARA ISENÇÃO DA QUOTA MENSAL ESCOLAR PARA ALUNOS CARENTES O Comandante e Diretor de Ensino

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS O Sindicato dos Administradores, dando continuidade aos procedimentos para ajuizar ação judicial contra a Caixa Econômica Federal, na Justiça

Leia mais

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO

SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO SINDICATO E ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS NO ESTADO DO TOCANTINS OCB/TO A OCB/TO é formada por cooperativas singulares, federações e centrais de todos os ramos. Pela Lei 5.764/71, ainda em vigor, todas

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

Entre as partes de um lado: e, de outro lado:

Entre as partes de um lado: e, de outro lado: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Entre as partes de um lado: SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO, CNPJ nº 60.266.996/0001-03 e, de outro lado: SINDICATO DA INDÚSTRIA DA

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

A REGULAMENTAÇÃO DA PREVIDÊNCIA DOS S ERVIDORES: PROBLEMAS E ALTERNATIVAS. Carlos Alberto Pereira de Castro Juiz do Trabalho 2007

A REGULAMENTAÇÃO DA PREVIDÊNCIA DOS S ERVIDORES: PROBLEMAS E ALTERNATIVAS. Carlos Alberto Pereira de Castro Juiz do Trabalho 2007 A REGULAMENTAÇÃO DA PREVIDÊNCIA DOS S ERVIDORES: PROBLEMAS E ALTERNATIVAS Carlos Alberto Pereira de Castro Juiz do Trabalho 2007 Tópicos Problemas do regime antigo e da Previdência em geral O sistema vigente

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES 1 GENERALIDADES As operações de crédito da Cooperativa serão realizadas dentro das normas fixadas pelo Estatuto Social, pelas normas legais, as do Banco Central do Brasil e por este Regulamento. 2 OBJETIVO

Leia mais

Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO

Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO Cartilha do SISTEMA DE ATERMAÇÃO ONLINE SAO Para o ajuizamento de ação no JEF e encaminhamento de manifestações/documentos para os JEFs, sem advogado, via internet. O mesmo atendimento que é feito no setor

Leia mais

Nº DO PROCESSO OBJETO RESULTADOS 1 0018076-53.2004.4.01.3400 Indenização pela não concessão de revisão geral de 1999 a 2001.

Nº DO PROCESSO OBJETO RESULTADOS 1 0018076-53.2004.4.01.3400 Indenização pela não concessão de revisão geral de 1999 a 2001. RELATÓRIO DE AÇÕES JUDICIAIS Atualmente, a Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social ANMP possui diversas ações coletivas com o objetivo de tutelar os direitos e os interesses dos Peritos

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE CONSIGNADO EMPRÉSTIMO, CARTÃO DE CRÉDITO E/OU SERVIÇOS CONTRATADOS - ANO 2015. 1) O que é Margem Consignável? Resposta: É o dado que indica os limites estabelecidos por lei específica

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011 ESTABELECE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PAGAMENTO DE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA, EM CARÁTER EVENTUAL, POR MEIO DE RECIBO DE PAGAMENTO A CONTRIBUINTE INDIVIDUAL

Leia mais

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA 1. INTRODUÇÃO A previdência social no Brasil pode ser divida em dois grandes segmentos, a saber: Regime Geral de Previdência Social (RGPS):

Leia mais

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas.

Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. Aposentadoria do INSS. O Itaú explica para você como funciona e esclarece suas dúvidas. O Itaú quer estar presente em todos os momentos da sua vida. Por isso, criou este material para ajudar você com as

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI, CELEBRAM O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Ministério da Previdência Social - MPS Gabinete do Ministro - GM Assessoria de Comunicação Social - ACS Secretaria de Previdência Social - SPS Coordenação-Geral de Legislação e Normas - CGLN Previdência

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos MEDIDA PROVISÓRIA Nº xxx, DE 11 DE AGOSTO DE 2014. Exposição de Motivos Anexo I Cria o Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070510020004/PR RELATORA : Juíza Andréia Castro Dias RECORRENTE : LAURO GOMES GARCIA RECORRIDO : UNIÃO FAZENDA NACIONAL V O T O Dispensado o relatório, nos termos

Leia mais

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis?

2 - Qualquer pessoa pode reclamar seu direito nos Juizados Especiais Cíveis? Tribunal de Justiça do Estado de Goiás Juizados Especias Perguntas mais freqüentes e suas respostas 1 - O que são os Juizados Especiais Cíveis? Os Juizados Especiais Cíveis são órgãos da Justiça (Poder

Leia mais

DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA

DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS 1. APOSENTADORIA 1.1 Aposentadoria por invalidez Destina-se aos professores cuja incapacidade ao trabalho é confirmada pelo setor de perícias médicas do INSS. Uma vez concedida

Leia mais

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem.

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem. Faculdades Integradas do Tapajós Professor: Adm. Esp. Wladimir Melo Curso: Administração 2º ADN 1, Gestão Empresarial 2º GEN 1, Processos Gerenciais 2º TPN Disciplina: Matemática Financeira 1. Porcentagem

Leia mais

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção.

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção. Política de Reservas - Hotel Ponta do Morro 1. Do Tarifário 1.1.1. Nossas diárias possuem valores que variam de acordo com a época do ano, tipo de apartamento e quantidade de pessoas hospedadas. Variam

Leia mais

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a)

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Carteira de Trabalho e Previdência Social, devidamente anotada Devidamente anotada, especificando- se as condições do contrato de trabalho (data de admissão, salário

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Relatório de Seguridade

Relatório de Seguridade Relatório Maio/2012 O relatório da área de seguridade tem por finalidade apresentar as principais atividades desenvolvidas no mês, informando os números e valores relativos ao período de maio de 2012,

Leia mais

Norma de Empréstimos Financeiros

Norma de Empréstimos Financeiros Gestão de Atendimento AFAF D.GA.03 1/11 ÍNDICE 1. Objetivo... 2 2. Responsabilidades... 2 3. Conceitos... 2 4. Critérios... 3 4.1. Modalidades de Empréstimos Financeiros... 3 4.2. Limite de Contratos...

Leia mais

SISTEMAS ESPECIAIS DE PREVIDÊNCIA

SISTEMAS ESPECIAIS DE PREVIDÊNCIA Seguridade Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 36 SISTEMAS ESPECIAIS DE PREVIDÊNCIA Congressistas deputados federais e senadores tinham até 1997 um regime próprio de Previdência Social (I.P.C.)

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP REGIMENTO INTERNO DO DA ASSEMP O Setor Jurídico da ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE, doravante denominado Jurídico-ASSEMP, será regido de acordo com este regimento e

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Emendas Constitucionais Emendas Constitucionais de Revisão Ato das Disposições

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução 4 Sobre o Plano Previplan 5 Adesão 5 Benefícios do Plano 6 Entenda o Plano 7 Rentabilidade 8 Veja como funciona a Tributação 9 O que acontece

Leia mais

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Na mesma semana em que os trabalhadores brasileiros tomaram as ruas e conseguiram suspender a votação do Projeto de Lei

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/ Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS

http://www.lgncontabil.com.br/ Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS Sumário Introdução I - Contribuição previdenciária II - FGTS e demais verbas trabalhistas III - Rescisão contratual IV - Entendimentos

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

A Aposentadoria dos Servidores Públicos Federais

A Aposentadoria dos Servidores Públicos Federais A Aposentadoria dos Servidores Públicos Federais Carlos Alberto Pereira de Castro Curitiba, junho de 2008 Introdução Estudo da aposentadoria dos servidores públicos passou a ser relevante com as reformas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Publicada no Boletim de Serviço nº 12, de 7 dez. 2011, p. 7-11 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal do Supremo Tribunal

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores)

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2.002/2.003 (Empregados em Empresas de Conservação de Elevadores) O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TURISMO, HOSPITALIDADE E DE HOTÉIS, RESTAURANTES, BARES E SIMILARES DA

Leia mais