Servidor Municipal de Contagem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Servidor Municipal de Contagem"

Transcrição

1 Servidor Municipal de Contagem A defesa e o encaminhamento de seus direitos estão nas mãos do SINDISCON. Não permita que suas dificuldades profissionais coloquem mais preocupações em sua vida. Transfira tudo isso para o SINDISCON. É para isso que ele existe. Serviço Jurídico de Qualidade. Totalmente gratuito. Curso de informática grátis para você. Seus dependentes também são privilegiados, pois pagam somente a matrícula. E para você que não e servidor Público, a mensalidade é a menor dentre todos os cursos existentes. Plano de saúde médico/odontológico da mais alta qualidade e com ampla cobertura em Contagem, Belo Horizonte e grande BH. Certamente, você jamais conheceu uma entidade que lhe oferecesse tantas vantagens e benefícios. Filie-se. Venha ao SINDISCON. Conheça suas instalações. Sua força e o seu Sindicato. SINDISCON. O Sindicato por Excelência Rua Abricós, nº. 116 Eldorado- Contagem/MG CEP: Telefone: (31) PROPOSTA DE ACORDO COLETIVO 2008/2009

2 Sua força e o seu Sindicato. SINDISCON. O Sindicato por Excelência O presente acordo coletivo vigorará a partir de 1º de março de 2008 até 31 de janeiro de 2009 e abrangerá todos os servidores públicos municipais de Contagem, ativos e inativos da Administração Direta e Indireta dos Poderes Executivo e Legislativo, este último no que couber. MARÍLIA APARECIDA CAMPOS Prefeita Municipal AVAIR SALVADOR DE CARVALHO Presidente da Câmara Municipal É O FUTURO DOS SERVIDORES PÚBLICOS QUE ESTÁ EM JOGO! A Proposta de acordo Coletivo 2008/ 2009 já foi protocolada na Prefeitura de Contagem e Câmara Municipal, representando uma grande conquista do SINDISCON junto a esses órgãos. Várias reivindicações por parte dos servidores foram atendidas e muitos benefícios serão adquiridos. Dessa forma, é muito importante que vocês, Servidores públicos, lutem ainda mais e façam valer tudo que significa uma importante vitória para a categoria. ALDO GERALDO LIBERATO Presidente do SINDISCON GALDINA DE SOUZA ARRAIS Diretora Financeira do SINDISCON Documento Oficial Protocolado junto à Prefeitura de Contagem

3 CLÁUSULA 31ª: Toda a documentação pertinente aos Servidores e requeridas pelo SINDISCON, administrativamente, deverá ser deferida pelos Poderes Municipais, haja vista a representatividade individual ou coletiva prevista na CRFB; CLÁUSULA 32ª: Os Poderes Municipais deverão restituir aos servidores municipais, imediatamente, quaisquer valores cobrados a título de contribuição previdenciária calculados sobre adicionais considerados não permanentes ou que não fazem parte do cálculo do salário-de-benefício, tais como horas extras e adicional de insalubridade; CLÁUSULA 33ª: Os termos do presente acordo avençado entre os Poderes Executivo, Legislativo e o SINDISCON será transcrito em projeto de lei, observada a incidência de cada um dos poderes, em regime de urgência, para análise, aprovação e publicação da lei até , em face dos impedimentos da lei eleitoral; CLÁUSULA 34ª: Ficam os Poderes Executivo e Legislativo autorizados a procederem à abertura de crédito especial ou suplementar se necessário for, para cumprimento do presente acordo; O SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE CONTAGEM/MG, designado pela sigla SINDISCON única e legítima entidade, representativa de primeiro grau dos Servidores Públicos do Município de Contagem/MG, inscrito no CNPJ sob o n.º / , com sede nesta Cidade na Rua Abricós, n.º 116, Eldorado, nos termos do inciso III, do art. 8. º da CF-88, valendo-se de suas prerrogativas, no interesse dos filiados pertencentes ao quadro de Servidores Públicos do Município, neste ato representado pelo Presidente Aldo Geraldo Liberato e pela Diretora Financeira Galdina de Souza Arrais, o MUNICÍPIO DE CONTAGEM, representado pela Prefeita Municipal, MARÍLIA APARECIDA CAMPOS e o Presidente da CÂMARA MUNICIPAL, representado pelo Presidente do Poder Legislativo, AVAIR SALVADOR DE CARVALHO, celebram o presente acordo coletivo, mediante as seguintes cláusulas e condições: CLÁUSULA 35ª: Fica ainda o chefe do Poder Executivo obrigado a enviar ao Poder Legislativo projeto de lei visando à conversão deste acordo em Lei específica validando todas as suas cláusulas a serem debatidos e julgados através do voto pelos nobres Edis da Câmara Municipal Contagense; 8 1

4 2 CLÁUSULA 1ª: A DATA-BASE da categoria fica antecipada em um mês, até 2010, observando-se, sempre, que os reajustes acontecerão com antecedência de 180 dias antes do dia de votação nos anos eleitorais e as revisões anuais dos vencimentos e proventos dos servidores ficarão vinculados, no mínimo, ao índice do PIB mais o índice acumulado da inflação, podendo ser concedidos outros ganhos reais, a exemplo da política salarial estabelecida pelo Governo Federal; CLÁUSULA 2ª: O percentual de reajuste dos vencimentos e dos proventos dos servidores públicos ativos e inativos, inclusive os apostilados, do Município de Contagem para o presente ano será de 11%, uniforme e na mesma data para os agentes públicos de todos os níveis, uma vez que o reajuste do salário mínimo foi de 9,22%; CLÁUSULA 3ª: Independentemente da revisão geral anual, obrigatória, poderão ser concedidos reajustes de vencimentos no Plano de Cargos, de Carreira e de vencimentos ao longo da vigência do presente acordo, principalmente para os níveis mais baixos, ficando garantido o PISO VENCIMENTAL para a categoria dos servidores públicos municipais ativos e inativos, que não será inferior a um salário mínimo e meio, considerando o valor aprovado publicado na edição extra do Diário oficial da União datado de , que confirmou o valor de R$ 415,00 a partir de 1º de março; CLÁUSULA 4ª: O Município instituirá o Conselho de Política de Administração e Remuneração de Pessoal, integrado por servidores designados pelos respectivos Poderes, em conjunto com o SINDISCON, com objetivo de debater e deliberar sobre a política de remuneração dos servidores; CLÁUSULA 26ª: Os Servidores contratados na forma do inciso IX do art. 37 da Constituição Federal (contratados), os Estagiários, os prestadores de serviços autônomos, os agentes públicos trabalhadores de concessionárias, permissionárias, e entidades comunitárias, os agentes políticos não eleitos e os comissionados sob regime jurídico de prestação de serviços e contraprestação pecuniária junto ao Poder Legislativo e a Administração Pública Municipal, Direta ou Indireta, são equiparados a servidores públicos para fins sindicais. CLÁUSULA 27ª: O Município fará com que todos os setores, departamentos e órgãos, apresentem, no mês de janeiro de cada ano, a escala anual de férias regulamentares, cumprindo o que for determinado; CLÁUSULA 28ª: Os Servidores participarão do Conselho fiscal, da Junta de Recursos e da Administração do IMP (Instituto Previdenciário Próprio), sendo que o presidente e os demais membros deverão ser indicados pelos servidores através de eleição a ser organizada pelo SINDISCON, devendo os Poderes Municipais alterarem a legislação municipal para as adequações; CLÁUSULA 29ª: Ficam os Poderes Municipais obrigados a pagarem 100% (cem por cento) de adicional de horas extraordinárias aos servidores submetidos ao regime de compensação de 12x36 horas quando estes não puderem deixar os postos de trabalho para o descanso e refeição, bem como pagarão 100% (cem por cento), de adicional relativo às horas extras que tiverem que fazer facultando ao Município estabelecer a jornada diária; CLÁUSULA 30ª: Os Poderes Municipais ficam obrigados a computarem todo o tempo de serviço dos servidores, sob qualquer regime, para todos os fins de direito, inclusive progressões na carreira e outros; 7

5 6 CLÁUSULA 21ª: O SINDISCON poderá fazer publicidade de suas assembléias e campanhas educativas no jornal oficial municipal e afixar nos quadros de avisos da Administração direta e indireta e seus respectivos órgãos, os avisos e boletins de interesse da categoria, vedada à divulgação de matéria político-partidária ou ofensiva a quem quer que seja; CLÁUSULA 22ª: Os Poderes Municipais se responsabilizam por todo o material de trabalho necessário ao desempenho das funções no cargo, bem como fornecerá, gratuitamente, pelo menos, dois uniformes por ano, aos servidores que laboram em serviços braçais e externos; CLÁUSULA 23ª: Fica assegurado o desconto em folha de pagamento dos servidores, das despesas ocorridas relativas a convênios e acordos firmados pelo SINDISCON em benefício da categoria representada; CLÁUSULA 24ª: O Município fornecerá alimentação e leite gratuitos aos Servidores que percebem vencimentos calculados com base nos níveis I a VII, lanche aos que prestarem serviços além da jornada diária normal de trabalho e providenciará refeitório para todos os servidores, bem como pagará indenização aos servidores pela alimentação e leite eventualmente não fornecidos durante a vigência do presente acordo; CLÁUSULA 25ª: O Executivo e o Legislativo garantirão a participação do SINDISCON nas propostas de reforma do ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS e do MAGISTÉRIO, do PLANO DE CARGOS E CARREIRA e da LEI ORGÂNICA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL MUNICIPAL, e de outros que sejam de interesse da categoria, bem como ficará obrigado a encaminhar ao SINDISCON previamente cópia de todos os Projetos de Leis, Leis, Decretos, Resoluções, Portarias e instrumentos normativos afins que se refiram a ações inerentes à relação jurídica da administração com os seus servidores; CLÁUSULA 5ª: O pagamento das remunerações e dos proventos dos servidores ocorrerá até o 5º (quinto), dia útil do mês subseqüente ao da contraprestação, sob penade atualização de juros e correção monetária a serem pagos em rubrica própria no contracheque do mês subseqüente; CLÁUSULA 6ª: O Município contratará e arcará com o pagamento de seguro de vida e de acidentes de trabalho para os servidores, sem excluir o dever de indenização quando incorrer em dolo ou culpa, bem como se compromete a implantar um Plano de Saúde viável para a categoria; CLÁUSULA 7ª: O Município recolherá em favor do SINDISCON até o 5º (quinto) dia útil do mês subseqüente ao da contraprestação e da retenção, os débitos referentes a convênios, acordos e as importâncias descontadas dos vencimentos dos servidores a título de Contribuição Sindical Mensal, Contribuição Sindical Anual Obrigatória (Imposto Sindical) ou de outra receita definida na Constituição ou em Lei, inclusive aquelas originadas de possível reforma sindical que está tramitando no Congresso Nacional; CLÁUSULA 8ª: Dentro do prazo de até 05 (cinco) dias do recolhimento da Contribuição Sindical Mensal, da Contribuição Sindical Anual Obrigatória (Imposto Sindical) no mês de março ou de outra receita sindical, o Município deverá enviar ao SINDISCON a relação dos servidores, indicando a função de cada um e a remuneração percebida no mês a que corresponde à contribuição; CLÁUSULA 9ª: Os Poderes Públicos fornecerão ao SINDISCON, mensalmente, listagem de todos os servidores nomeados, contratados, estagiários, exonerados, demitidos e licenciados sem remuneração, indicando o cargo, as funções, a remuneração e setor de trabalho, bem como deverá repassar ao SINDISCON o espelho da folha de pagamento sempre que esta sofrer alterações legais; 3

6 4 CLÁUSULA 10ª: Os Poderes Públicos se comprometem a implementar o Fundo Adicional de Aposentadoria com objetivo de manter a paridade dos proventos com os vencimentos dos servidores independentemente se filiados ao RGPS ou ao RPPS; CLÁUSULA 11ª: O Município elaborará e remeterá ao Poder Legislativo, o projeto de lei visando a facultar aos servidores referidos no art. 11, da orientação normativa n.º 03, de , alterada pela Orientação Normativa SPS do INSS, (estáveis, não efetivos no cargo e não estáveis regulares em funções públicas), o direito de optarem pelo regime previdenciário de seu interesse, devendo o Município interagir com o INSS, entre outros, sobre as contribuições previdenciárias recolhidas, a recolher e a restituir aos servidores, caso existam pendências; CLÁUSULA 12ª: Os Poderes Públicos, nos casos de readaptação, deverão treinar e acompanhar o Servidor para o exercício das novas funções, sendo a Administração diretamente responsável pelo agravamento das enfermidades ou lesões, bem como deverá fazer a COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DO TRABALHO, independentemente do direito de o servidor reivindicar a indenização; CLÁUSULA 13ª: Os Poderes Públicos promoverão cursos e treinamentos para seus servidores efetivos, estabilizados e os não estáveis legalmente investidos em funções de cargo público; CLÁUSULA 14ª: Os Poderes Públicos garantirão a realização de exames médicos periódicos para todos Servidores, no mínimo, de seis em seis meses para os que laboram em serviços braçais e/ou insalubres e arcará com os exames médicos requeridos aos servidores para a detecção de Tuberculose e de outras doenças graves sob requerimento do médico credenciado pela Municipalidade; CLÁUSULA 15ª: A gratificação natalina deverá ser paga, pelo menos 50% (cinqüenta por cento), no mês de aniversário do servidor ou, até o final do mês de junho e, o restante, até vinte de dezembro; CLÁUSULA 16ª: Não haverá prorrogação de contratos de terceirização de serviços públicos caracterizados no quadro permanente de servidores, cujas funções deverão ser exercidas por servidores concursados. Quanto aos contratos em vigência ou nos casos de contratos de serviços imprevistos na carreira, os agentes públicos trabalhadores são equiparados aos servidores públicos para fins sindicais; CLÁUSULA 17ª: Os Poderes Municipais concederão o vale-transporte a todos os servidores, inclusive aos que residirem a partir de um quilometro do local de trabalho, ou fornecerá transporte gratuito; CLÁUSULA 18ª: Os Poderes Municipais concederão folga natalícia, sem prejuízo da remuneração, ao servidor na data de seu aniversário; CLÁUSULA 19ª: O Município obedecerá às normas de higiene e de segurança em seus departamentos e setores, fornecerá todos os EPI's (Equipamento de Proteção Individual), segundo a disposição da Portaria nº 3.214/78, do MTB, propiciará segurança adequada aos trabalhadores na forma determinada pelo Código de Trânsito quando estiverem sendo transportados, devendo juntamente com o SINDISCON, fundar e manter a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes); CLÁUSULA 20ª: Sem prejuízo da remuneração, fica assegurado ao servidor estudante, inclusive estagiário, que tenha jornada diária reduzida e não superior a 6 horas de trabalho, nos dias de provas ou exames escolares, desde que pré-avise ao seu chefe imediato, com um mínimo de 48 (quarenta e oito) horas e, depois, comprove o seu comparecimento às provas ou exames, mediante certidão ou comprovante irrefutável fornecido pelo estabelecimento de ensino, que sua ausência antes do termino do seu horário de trabalho seja remunerado equivalendo a meio expediente; 5

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001902/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019390/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46236.000751/2012-13 DATA DO

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 - ESTATUTÁRIO Pelo presente instrumento particular de Acordo Coletivo de Trabalho de um lado o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Itu, entidade

Leia mais

Entre as partes de um lado: e, de outro lado:

Entre as partes de um lado: e, de outro lado: CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO Entre as partes de um lado: SINDICATO DOS TÉCNICOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO NO ESTADO DE SÃO PAULO, CNPJ nº 60.266.996/0001-03 e, de outro lado: SINDICATO DA INDÚSTRIA DA

Leia mais

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015

SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 SEESS - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE CONTAGEM, BETIM E REGIÃO. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 Entre o SEES - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA PERANTE O EXMO. DR. DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM O SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, LOCALIZADO À

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 SIND DOS EMP VEN E VIAJ DO C P P V E VEN DE P FAR DO DF, CNPJ n. 00.449.181/0001-38, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). MARIA APARECIDA ALVES

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000484/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR040108/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001341/2013-51 DATA DO

Leia mais

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000.

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Institui o Plano de Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Municipais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS decreto e eu sanciono

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001254/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017099/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006142/2011-57 DATA DO

Leia mais

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL

PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL PAUTA DE REVINDICAÇÃO - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SERVICO SOCIAL DO DISTRITO FEDERAL O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG005003/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR079528/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.007490/2014-02 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI, CELEBRAM O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO

Leia mais

Celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes:

Celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes: SINDICATO TRABALHADORES MOV MERC EM GERAL DE PASSOS, CNPJ n. 64.480.692/0001-03, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). Manoel Messias dos Reis Silva; E FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029334/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003131/2012-11

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio S.I.M.S SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS SAPEZAL/MT PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SAPEZAL -20013 INTRODUÇÃO O Sindicato dos Servidores Municipais de Sapezal-SIMS/MT,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002026/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR020428/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004564/2012-89 DATA DO

Leia mais

Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Niquelândia

Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Niquelândia PROCEDIMENTOS E ROTINAS AO DARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Título: Instrução Normativa nº. 001/2012. Ementa: Recomenda procedimentos para o Departamento de Recursos Humanos dos Órgãos da Administração Direta

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PI000036/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/09/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015042/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46214.002894/2008-23 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000202/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029210/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.004335/2013-95

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE AUTOMÓVEIS E ACESSÓRIOS DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 17.265.893/0001-08, neste ato representado por seu Presidente, Sr. HELTON ANDRADE;

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000433/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015947/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.032963/2008-13 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013-2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS,CICLISTAS E MOTO- TAXISTAS DO ESTADO DE SAO PAULO, CNPJ n. 66.518.978/0001-58, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000776/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015125/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000402/2014-94 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001188/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038092/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.477193/2009-15 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualii.. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001782/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP008079/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044195/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004278/2009-22 DATA

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000053/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/02/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001382/2009 NÚMERO

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais;

O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2451 DE 24 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o estágio de estudantes junto ao poder público Municipal, suas autarquias e fundações e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUANHÃES, Estado

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 Data-base - Maio/2007 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 2 Pelo presente instrumento, de um lado a Centrais de Abastecimento

Leia mais

ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS

ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS ACORDO PARA FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO E FÉRIAS COLETIVAS Na melhor forma de direito, pelo presente instrumento de conciliação que entre si celebram, de um lado a pessoa jurídica de direito

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RPPS 1 - O que vem a ser regime próprio de previdência social (RPPS)? R: É o sistema de previdência, estabelecido no âmbito de cada ente federativo, que assegure, por lei, ao

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ GABINETE DO PREFEITO LEI COMPLEMENTAR Nº 003/2014 Dispõe sobre a instituição do Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Efetivos do Município de Imperatriz, e dá outras providências. SEBASTIÃO TORRES MADEIRA, PREFEITO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, que entre si fazem, nos termos do artigo 611 e seguintes da Consolidação das Leis do Trabalho, artigos 7º, XXVI, e, 8º VI, da Constituição da República, SINDICATO DOS PROFESSORES

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

Convenção Coletiva 2014

Convenção Coletiva 2014 Convenção Coletiva 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 12.512.993/0001-60, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029594/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 15:50 SINDICATO DOS EMP NO COM DE CONSELHEIRO LAFAIETE, CNPJ n. 19.721.463/0001-70,

Leia mais

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES

FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES FÉRIAS DEFINIÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES FUNDAMENTAÇÃO LEGAL PERGUNTAS FREQUENTES DEFINIÇÃO Período de descanso remunerado com duração prevista em lei (Lei 8.112/90 artigos 77 a 80).

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R Termo de Acordo Coletivo de Trabalho, que entre si celebram o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA, PESQUISA E INFORMAÇÕES

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que fazem, na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DOS HOSPITAIS E ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA - SINDHOSBA e,

Leia mais

RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009. CONSIDERANDO a implantação do Plano de Capacitação dos Agentes Universitários;

RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009. CONSIDERANDO a implantação do Plano de Capacitação dos Agentes Universitários; RESOLUÇÃO CA Nº 0086/2009 Regulamenta o afastamento do serviço para capacitação dos Agentes Universitários da Carreira Técnica Universitária e dá outras providências. CONSIDERANDO a implantação do Plano

Leia mais

Reajuste Salarial. Cláusulas do PGCR

Reajuste Salarial. Cláusulas do PGCR PROPOSTA FINAL DO ONS PARA CELEBRAÇÃO DO ACT 2013/2014 FNE/FENTEC - CLÁUSULA 2ª INTERSINDICAL - CLÁUSULA 1ª Reajuste Salarial Reajustar os salários dos empregados com o acumulado do IPCA do período de

Leia mais

SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC. Data-base 1º de maio de 2016

SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC. Data-base 1º de maio de 2016 COOPERATIVAS SINDIOCESC Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de SC PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2016-2017 Data-base 1º de maio de 2016 Florianópolis/SC, 15 de abril de 2016 PRÉ-ACORDO: CLÁUSULA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2014

CONVENÇÃO COLETIVA 2014 CONVENÇÃO COLETIVA 2014 SINDICATO DOS MENSAGEIROS MOTOCICLISTAS E CICLISTAS, MOTO- FRETE, MOTOBOYS E MOTO-TAXISTAS DE CURVELO E REGIÃO, CNPJ n 17.437.757/0001-40, NESTE ATO REPRESENTADO POR SEU PRESIDENTE,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais,

RESOLUÇÃO Nº 01/99. A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais, RESOLUÇÃO Nº 01/99 NORMAS DE ARRECADAÇÃO DIRETA MEDIANTE CONVÊNIO, alterações, aprova A PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DO SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000408/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR013582/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.008124/2014-42 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC000601/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR016325/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46305.000436/2015-60 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2011

CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA CONVENÇÃO COLETIVA 2011 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PELO PRESENTE

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS

ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS Pelo presente termo de Acordo Coletivo de Trabalho, e de acordo com a convenção Coletiva de Trabalho conforme cláusulas específicas celebraram

Leia mais

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária:

Art. 3º Para concretização do disposto nesta Lei fica o Poder Executivo autorizado a suplementar a seguinte dotação orçamentária: LEI Nº 3570/2014, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014. AUTORIZA O MUNICÍPIO CONCEDER CONTRIBUIÇÃO À ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO SÃO CRISTÓVÃO, SUPLEMENTAR DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FIRMAR CONVÊNIO E DÁ OUTRAS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: AL000123/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023370/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46201.002929/2011-79 DATA DO

Leia mais

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS ELABORAÇÃO: LIZEU MAZZIONI VERIFICAÇÃO JURÍDICA E REDAÇÃO FINAL: DR. MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA

TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS ELABORAÇÃO: LIZEU MAZZIONI VERIFICAÇÃO JURÍDICA E REDAÇÃO FINAL: DR. MARCOS ROGÉRIO PALMEIRA TABELAS EXPLICATIVAS DAS DIFERENTES NORMAS E POSSIBILIDADES DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL- RGPS ELABORAÇÃO: LIZEU

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000800/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067846/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.011143/2015-14 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001705/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047323/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.014889/2015-52 DATA DO

Leia mais

Data-Base 1º de maio de 2015

Data-Base 1º de maio de 2015 PRÉ-PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2015 Data-Base 1º de maio de 2015 Pré-Pauta de Reivindicações 2015 Agroindústrias do setor de carnes e leite, Cooperativas Agropecuárias, Clinicas Veterinárias, Laboratórios

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000433/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054260/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.010934/2010-24 DATA DO

Leia mais

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA

O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA O REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE TAQUARITINGA 1. INTRODUÇÃO A previdência social no Brasil pode ser divida em dois grandes segmentos, a saber: Regime Geral de Previdência Social (RGPS):

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado por seu Presidente, Sr. LÁZARO LUIZ GONZAGA;

Leia mais

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003. O Povo do Município de Belo Horizonte, por seus representantes, decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 8.690, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2003 Institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte, estabelece a respectiva Tabela de Vencimentos

Leia mais

LEI Nº 2198/2001. A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais;

LEI Nº 2198/2001. A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais; LEI Nº 2198/2001 INSTITUI O PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO NA PREFEITURA MUNICIPAL DE IBIRAÇU PDV A Prefeita Municipal de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP002054/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061897/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: AL000089/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002498/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46201.000506/2014-67 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP

ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP ILUSTRÍSSIMO SENHOR DOUTOR DELEGADO DA DELEGACIA REGIONAL DO TRABALHO EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO SP SINDICATO DOS TRABALHADORES NA INDÚSTRIA DE ENERGIA ELÉTRICA DE CAMPINAS/SINERGIA CUT, entidade sindical

Leia mais

ACORDO COLETIVO 2008/2009

ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA E ATACADISTA DE VITÓRIA DA CONQUISTA ACORDO COLETIVO 2008/2009 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO EM VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA 01 DE MARÇO DE 2008 CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002285/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR055933/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.001820/2011-96 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP012504/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/11/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060006/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.005100/2012-02 DATA DO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES PARECER DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Projeto de Lei nº 195 de 11 de dezembro de 2013 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Dispõe sobre a concessão de

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000220/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR027997/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.006330/2010-83 DATA

Leia mais

SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL.

SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL. SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN E AREAL. SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE TRÊS RIOS, PARAÍBA DO SUL, COMENDADOR LEVY GASPARIAN, AREAL E SAPUCAIA.

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS 1 de 7 25/07/2014 09:03 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001369/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038747/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.014791/2014-44

Leia mais

Contrato de Aprendizagem

Contrato de Aprendizagem COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO - CCONF GERÊNCIA DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DE GESTÃO FISCAL - GENOP Contrato de Aprendizagem GRUPO TÉCNICO DE PADRONIZAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba

NORMA DE FÉRIAS. RES. nº 1628/09. Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba Vinculada ao Ministério da Integração Nacional - M I. nº 1628/09 FOR-101 1/5 S U M Á R I O 1 Objetivo, 2/5 2 Definição, 2/5 3 Competências,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001644/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026139/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004129/2010-92 DATA DO

Leia mais

PAUTA DE ACORDO COLETIVO DOS TRABALHADORES DA CANDIAS ENERGIA S.A.

PAUTA DE ACORDO COLETIVO DOS TRABALHADORES DA CANDIAS ENERGIA S.A. PAUTA DE ACORDO COLETIVO DOS TRABALHADORES DA CANDIAS ENERGIA S.A. CLÁUSULA PRIMEIRA - REAJUSTE SALARIAL A CANDEIAS ENERGIA reajustará os salários dos empregados, com exceção dos Dirigentes, Superintendentes

Leia mais

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório

Regulamento Estágio Curricular Obrigatório Regulamento Estágio Curricular Obrigatório CST em Fabricação Mecânica CST em Gestão de Recursos Humanos CST em Mecatrônica Industrial 1 CAPÍTULO I DA JUSTIFICATIVA E FINALIDADES Art. 1º - O programa de

Leia mais

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA PARA RENOVAÇÃO DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CLÁUSULAS ECONÔMICAS - ENTRE O SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS E O SINDICATO NACIONAL DA EMPRESAS AEROVIÁRIAS SNEA 2011-2012 01 ABRANGÊNCIA O SINDICATO

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061795/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010162/2010-81 DATA DO PROTOCOLO: 27/10/2010 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSOES DE SAO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que celebram de um lado, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo SESCOOP NACIONAL - CNPJ N.º 03.087.543/0001-86,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 FEDERACAO DO COMERCIO DE BENS, SERVICOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS - FECOMERCIO-MG, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA DO TRABALHO 2014/2015.

RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA DO TRABALHO 2014/2015. RESUMO DA CONVENÇÃO COLETIVA DO TRABALHO 2014/2015. Cláusula primeira REAJUSTE SALARIAL As empresas concederão a todos os empregados integrantes da categoria profissional representada, que perceberem salário

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000529/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002949/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003317/2014-97 DATA DO

Leia mais

RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009

RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009 RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009 Dispõe sobre o reajuste, direitos e deveres dos empregados do Conselho Federal de Psicologia. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais, estatutárias

Leia mais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais Secretaria de Estudos, Pesquisas e Políticas Públicas e Secretaria de Formação Política e Sindical. SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2006 / 2007 2006 / 2007 O SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE AVIAÇÃO AGRÍCOLA SINDAG e o SINDICATO DOS TÉCNICOS AGRÍCOLAS DE NÍVEL MÉDIO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SINTARGS, firmam a presente CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais