BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS"

Transcrição

1 BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS

2

3

4

5

6

7

8

9

10 ixação F ) (UFF) Os platelmintos pertencem ao primeiro grupo de animais a possuir um sistema excre-or. Este é bastante primitivo, formado por células-flama. A principal função destas células é: v ) remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do sangue e lançá-los para o intestino; c ) remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do sistema circulatório e lançá-los ara o exterior; a ) remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do tecido epitelial e lançá-los para b intestino; c ) remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do ectoderma e lançá-los para osd úbulos de Malpighi; e ) remover o excesso de água e os resíduos nitrogenados do mesoderma e lançá-los para o xterior.

11 ixação ) (PUC) O Phylum platyhelminthes engloba milhares de espécies animais, na maioria das ezes, com corpo achatado dorsiventralmente, em forma de fita. Muito deles são de vida livre, omo as planárias, outros importantes parasitas de vertebrados. Assinale a alternativa que apresenta espécies de platelmintos que podem parasitar o homem: )Taenia saginata, Wuchereria bancrofti e Echinococcus granulosus. ) Schistosoma mansoni, Taenia saginata e Ascaris lumbricoides. ) Schistosoma mansoni, Taenia saginata e Echinococcus granulosus. ) Ascaris lumbricoides, Wuchereria bancrofti e Taenia saginata. ) Ascaris lumbricoides, Taeni asaginata e Echinococcus granulosus.

12 ixação exto para as questões 3 e 4. ENEM) Lagoa Azul está doente Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam discutindo a situação da saúde no município. A situação era mais grave com relação a três doenças: doença de Chagas, esquistossomose e ascaridíase (lombriga). Na tentativa de prevenir novos casos, foram apresentadas várias propostas: roposta I: Promover uma campanha de vacinação. roposta II: Promover uma campanha de educação da população com relação a noções ásicas de higiene, incluindo fervura de água. roposta III: Construir uma rede de saneamento básico. roposta IV: Melhorar as condições de edificação das moradias e estimular o uso de telas nas ortas e janelas, e de mosquiteiros de filó. roposta V: Realizar campanha de esclarecimento sobre os perigos de banhos nas lagoas. roposta VI: Aconselhar o uso controlado de inseticidas. roposta VII: Drenar e aterrar as lagoas do município. ) Em relação à esquistossomose, a situação é complexa, pois o ciclo de vida do verme que ausa a doença tem vários estágios, incluindo a existência de um hospedeiro intermediário, m caramujo aquático que é contaminado pelas fezes das pessoas doentes. Analisando as edidas propostas, o combate à doença terá sucesso se forem implementadas: ) I e VI, pois envolvem a eliminação do agente causador da doença e de seu hospedeiro ntermediário.

13 b) I e IV, pois além de eliminarem o agente causador da doença, também previnem o contato do transmissor com as pessoas sãs. c) IV e VI, pois envolvem o extermínio do transmissor da doença. d) I, IV e VI, pois atingirão todas as fases do ciclo de vida do agente causador da doença, incluindo o seu hospedeiro intermediário. e) III e V, pois prevenirão a contaminação do hospedeiro intermediário pelas fezes das pessoas doentes e a contaminação de pessoas sãs por águas contaminadas.

14 Fixação F a b 4) (ENEM) Para o combate da ascaridíase, a proposta que trará maior benefício social, se for 5 implementada, será: I a) I c) IV e) VI I b) III d) V I I

15 ixação ) Formularam-se algumas hipóteses sobre o motivo de uma criança ter contraído teníase. ) Ingeriu carne contaminada. I) Andou descalça sobre terra. II) Bebeu água não potável. V) Nadou em lagoas com caramujos. É (São) procedente(s) somente a(s) hipótese(s): ) I c) II e) III ) I e IV d) II e III

16 Fixação F 6) A figura a seguir mostra a contaminação do homem por um parasita. A moléstia causada por esse parasita é a: a) elefantíase; d) ascaridíase; b) ancilostomose; e) esquistossomose. c) leishmaniose; 7 I e I I I V d V a b c

17 ixação ) (PUC) Com relação aos parasitas e às doenças que causam, pode-se afirmar que: ) A larva cercária, do Schistosoma mansoni, penetra no homem pela pele, causando-lhe a squistossomose. I) A teníase é doença causada pela Taenia solium ou pela Taenia saginata. II) A cisticercose é doença causada pela larva da Taenia solium. V) A lombriga ou ascaridíase é doença causada pelo Ascaris lumbricoides. ) A opilação ou amarelão é doença causada pelo Necator americanus ou pelo Ancylostoma uodenale. I) A filariose, que pode originar a elefantíase, é causada pela Wuchereria bancrofti. Estão corretas: ) Todas as afirmativas d) Apenas II, III, IV e VI ) Apenas I, II, III, IV e V e) Apenas I, III, V e VI ) Apenas I, II, IV, V e VI

18 Proposto 1) (PUC) Uma medida eficaz no combate à esquistossomose é: a) destruir os caramujos que são os hospedeiros intermediários; b) evitar o consumo de carne suína que não seja bem cozida; c) construir moradias de alvenaria sem fendas nas paredes; d) aterrar locais de água paradas onde vivem as larvas do mosquito; e) evitar o consumo de carne ovina de procedência desconhecida.

19 Proposto 2) A elefantíase ou filariose é uma parasitose comum na região amazônica. Sua profilaxia pode ser feita através do combate ao inseto vetor e do isolamento e tratamento das pessoas doentes. O agente causador e o hospedeiro intermediário desta parasitose são, respectivamente: a) Ascaris lumbricoides e um mosquito do gênero Culex. b) Wuchereria bancrofti e um mosquito do gênero Culex. c) Wuchereria bancrofti e o caramujo. d) Schistosoma mansoni e a filária. e) Ancylostoma duodenale e a filária.

20 roposto ) Uma criança, depois de passar férias em uma fazenda, foi levada a um posto de saúde om quadro sugestivo de pneumonia. Os resultados dos exames descartaram pneumonia or vírus ou bactéria. A doença regrediu sem necessidade de tratamento. Algumas semanas epois, um exame de fezes de rotina detectou parasitismo por Ascaris lumbricoides (lombriga) por Enterobius vermicularis (oxiúro). A mãe foi informada de que um dos vermes poderia ter ausado a pneumonia. ) Qual poderia ter sido o verme responsável? Justifique sua resposta. ) Cite um outro verme que pode causar sintomas semelhantes no ser humano.

21 Proposto 4) (UFRRJ) A figura abaixo representa o ciclo de vida de um parasita responsável por uma doença que no mundo atinge 120 milhões de pessoas. No Brasil, de acordo com os estudos desenvolvidos pelo Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães, cerca de 100 mil pessoas, na área metropolitana do Recife, são provavelmente portadoras desta doença. a) Como é conhecida a doença causada por este parasita? b) Quais os efeitos causados por este parasita no corpo humano?

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

QUESTÕES DE BIOLOGIA PROFESSOR: JONAS ARAUJO

QUESTÕES DE BIOLOGIA PROFESSOR: JONAS ARAUJO QUESTÕES DE BIOLOGIA PROFESSOR: JONAS ARAUJO 1- (FUVEST-SP) "... a represa Billings pode transformar-se em grave foco de contaminação de esquistossomose na região metropolitana de São Paulo." (Folha de

Leia mais

TENÍASE Homem: Boi ou porco: Contaminação: Sintomas: Tratamento: Profilaxia:

TENÍASE Homem: Boi ou porco: Contaminação: Sintomas: Tratamento: Profilaxia: TENÍASE Homem: hospedeiro definitivo. Boi ou porco: hospedeiro intermediário. Contaminação: ingestão de carne mal passada contaminada com cisticercos; autoinfecção. Sintomas: distúrbios intestinais, dores

Leia mais

BA.08: Helmintíases BIOLOGIA

BA.08: Helmintíases BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (UFES 2004) No ciclo de vida do animal ilustrado abaixo, os humanos podem assumir o papel de hospedeiro intermediário. Adaptado de Lopes, S. "Bio". São Paulo: Saraiva. 1997. Essa situação

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Sistemas: Digestório Incompleto Respiratório Difusão Nervoso Ganglionar Circulatório

Leia mais

Platelmintos e Nematelmintos

Platelmintos e Nematelmintos Platelmintos e Nematelmintos Verminoses Características PLATELMINTOS:VERMES ACHATADOS Platelmintos: PLATELMINTOS:ESQUISTOSSOMOSE LARVA CERCÁRIA CARAMUJO Biomphalaria FEZES COM OVOS LARVA MIRACÍDIO PLATELMINTOS:ESQUISTOSSOMOSE

Leia mais

REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA

REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA REINO ANIMAL OS INVERTEBRADOS PROFESSORA PRISCILA PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS VERMINOSES - DOENÇAS CAUSADAS POR VERMES: PLATELMINTOS: NEMATELMINTOS: TENÍASE (Taenia solium ou Taenia saginata) NEUROCISTICERCOSE

Leia mais

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios.

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios. Platelmintos: Vermes Achatados Apresentam simetria bilateral; Acelomados Tubo digestivo incompleto; Ocorre o processo de cefalização (acúmulo de órgãos sensoriais na direção do movimento). Existem três

Leia mais

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS TEMA: VERMINOSES

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS TEMA: VERMINOSES LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS TEMA: VERMINOSES [01] O esquema a seguir resume o ciclo de vida de um importante verme parasita dos seres humanos. Após a identificação do verme e da doença por ele causada,

Leia mais

Características gerais: animal de corpo fino e tubular simetria bilateral protostômios

Características gerais: animal de corpo fino e tubular simetria bilateral protostômios NEMATELMINTOS Características gerais: animal de corpo fino e tubular simetria bilateral protostômios triblástico pseudocelomado Habitat: vida livre: terrestres ou aquáticos (doce ou salgada) muitas espécies

Leia mais

Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes

Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes Q u e r i d o s a l u n o s, c h e g o u a h o r a d e e s t u d a r m a i s u m p o u c o p a r a a t i n g i r

Leia mais

Características gerais

Características gerais Características gerais Já foram denominados Aschelminthes. São vermes de corpo cilíndrico e com pontas afinadas. Podem ser aquáticos, terrestres ou parasitas. Possuem tubo digestivo completo. São triblásticos

Leia mais

2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a):

2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a): 2º Ano EM DATA: /12/2016 Professor: Pepe Aluno(a): 01. (Fuvest-SP) Boca e sistema digestivo ausentes, cabeça com quatro ventosas musculares e um círculo de ganchos, cutícula permeável a água e nutrientes

Leia mais

Prof. Dorival Filho Zoologia

Prof. Dorival Filho Zoologia EMBRIOLOGIA Qual a vantagem de haver um terceiro folheto embrionário? A partir de um terceiro folheto, novos tecidos podem se formar, como mostra a tabela abaixo. Portanto, um animal triblástico possuirá

Leia mais

ZOOLOGIA - REINO METAZOA

ZOOLOGIA - REINO METAZOA ZOOLOGIA - REINO METAZOA FILOPLATELMINTO Eucariontes; Heterótrofos; Vida livre ou parasitas; Reprodução sexuada e assexuada; Aquáticos ou terrestres Primeiro Grupo Triblástico; Acelomado; Protostomados;

Leia mais

4º FILO - NEMATELMINTOS

4º FILO - NEMATELMINTOS 4º FILO - NEMATELMINTOS Nematelmintos (Asquelmintos) nematos = fio + helmintos = vermes Vermes cilíndricos e alongados Nematelmintos (Asquelmintos) Exemplos: Ascaris lumbricoides Necator americanus Ancilostomo

Leia mais

Platelmintos. Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose

Platelmintos. Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose Platelmintos Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose Esquistossomose ou Barriga d`água Agente Etiológico: Schistosoma mansoni. Hospedeiro Intermediário: Biomphlaria

Leia mais

FILO NEMATODA. Protostômios Pseudocelomados. Simetria bilateral Triblásticos. Ametaméricos

FILO NEMATODA. Protostômios Pseudocelomados. Simetria bilateral Triblásticos. Ametaméricos FILOS ANIMAIS FILO NEMATODA São encontrados em grande diversidade de ambientes, com representantes no mar, em água doce, entre os grãos de sedimento do solo, além de formas parasitas de plantas e de animais,

Leia mais

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Doenças e Evolução

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Doenças e Evolução Doenças e Evolução Doenças e Evolução 1. Estima-se que em todo o mundo haja um total de 300 a 500 milhões de casos de malária, com até 2,7 milhões de óbitos. Mais de 90% dos casos no Brasil, encontram-se

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR NEMATODA Nematelmintos (Asquelmintos) nematos = fio helmintos = vermes Vermes cilíndricos e alongados. Nematelmintos (Asquelmintos) Exemplos:

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA - CAIA NOME: RA:

MEDICINA VETERINÁRIA - CAIA NOME: RA: Instituto de Ciências da Saúde Campus- São José dos Campos Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo MEDICINA VETERINÁRIA - CAIA NOME: RA: QUESTÕES 1- As figuras abaixo foram extraídas da bula de um medicamento e

Leia mais

FILOS DOS ANIMAIS. Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados

FILOS DOS ANIMAIS. Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados FILOS DOS ANIMAIS Poríferos - ok Cnidários - ok Platelmintos - ok Nematelmintos Em estudo Moluscos Anelídeos Artrópodes Equinodermos Cordados FILO NEMATODA (Nomes populares: nematelmintos, nemátodos ou

Leia mais

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos FILO PLATELMINTOS Reúne animais com corpo alongado e achatado dorsoventralmente. Inclui animais de vida livre (planárias) encontrados no mar, em água doce e ambientes terrestres úmidos, além de formas

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS AULA DE RECUPERAÇÃO DE INVERTEBRADOS - Prof. Maria Lúcia ª EM, 7, 7,, 7,, 8,, 9,, 9,,,, 9,,, 9, 0,. PATAS ARTICULADAS. CORPO COM POROS E SEM TECIDOS. EXOESQUELETO DE QUITINA. DIPLOBLASTICOS

Leia mais

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral;

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; FILO PLATYHELMINTES FILO NEMATODA(NEMATELMINTOS) Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; Revestimento Vida livre : muco e

Leia mais

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais.

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais. OS PLATELMINTOS Prof. André Maia III. Os Platelmintos Características São vermes dotados de corpo geralmente achado dorsoventramente. São destituídos de sistemas respiratório e circulatório. São animais

Leia mais

PORÍFEROS. Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma EMBRIOLOGIA. de um lado e endoderme de outro.

PORÍFEROS. Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma EMBRIOLOGIA. de um lado e endoderme de outro. EMBRIOLOGIA Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma tem mesoderme de um lado e endoderme de outro. Celomado Tubo dentro de um tubo. O celoma é envolvido pela mesoderme por todos os lados

Leia mais

Atividades de Verminoses

Atividades de Verminoses DISCIPLINA: Biologia II DATA: 07/06/2017 Atividades de Verminoses 01 - (Enem PPL 2013) Dupla humilhação destas lombrigas, humilhação de confessá-las a Dr. Alexandre, sério, perante irmãos que se divertem

Leia mais

7 ANO AULA DE CIÊNCIAS. Professora Andressa =)

7 ANO AULA DE CIÊNCIAS. Professora Andressa =) 7 ANO AULA DE CIÊNCIAS Professora Andressa =) 7 ANO Animais Invertebrados 1 Nematelmintos Linha evolutiva dos animais Simetria do corpo radial Animais sem tecidos Multicelularidade Animais com tecidos

Leia mais

VERMES MÓDULO 5 ZOOLOGIA

VERMES MÓDULO 5 ZOOLOGIA VERMES MÓDULO 5 ZOOLOGIA VERMES Verme é um termo genérico pra animais de corpo mole, alongado e sem pernas. Vermes podem ser animais de vida livre ou parasitos, ou seja, podem fazer associações com outros

Leia mais

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago Parasitoses - Verminoses Prof. Tiago INTRODUÇÃO PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS: RESPONSÁVEIS POR ALGUMAS PARASITOSES CONHECIDAS COMO VERMINOSES. TENÍASE E ESQUISTOSSOMOSE SÃO CAUSADAS POR PLATELMINTOS; ASCARIDÍASE

Leia mais

CAPÍTULO 11 2ª Parte. Professora Leonilda Brandão da Silva

CAPÍTULO 11 2ª Parte. Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ CAPÍTULO 11 2ª Parte Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com PROBLEMÁTICA INICIAL Você conhece algum ser vivo

Leia mais

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior.

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- A alimentação é muito importante para manter o corpo forte e saudável. Os alimentos podem ser classificados em 3 tipos: construtores, reguladores e energéticos.

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS Nome: Nº 7º Ano Data: / / 2016 Professor(a): Nota: (Valor 1,0) 3º Bimestre A Introdução: Neste bimestre, começamos a estudar o reino animal com toda sua fantástica diversidade.

Leia mais

BIOLOGIA 2ª Série. Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período

BIOLOGIA 2ª Série. Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período E n s i n o M é d i o Plantão Dirigido Biologia 2º ano 2º período 1. (Fuvest) Atualmente, os seres vivos são classificados em três domínios: Bacteria, Archaea e Eukarya. Todos os eucariotos estão incluídos

Leia mais

Principais parasitoses causadas por platelmintos: Teníase

Principais parasitoses causadas por platelmintos: Teníase Aula 22 Verminoses Muitas parasitoses humanas são causadas por vermes, entre elas encontramos a teníase, a cisticercose, a esquistossomose, a ascaridíase, a ancilostomíase, a elefantíase. Os vermes podem

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS Nome: Nº 7º Ano Data: / / 2017 Professor(a): Nota: (Valor 1,0) 3º Bimestre A Introdução: Neste bimestre, começamos a estudar o reino animal com toda sua fantástica diversidade.

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Parasitologia Clínica

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Parasitologia Clínica CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Parasitologia Clínica Código: FAR 116 Pré-requisito: ----- Período Letivo: 2016.1 Professor: Alana

Leia mais

Prof Priscila Binatto e Marcelo Magalhães IFNMG

Prof Priscila Binatto e Marcelo Magalhães IFNMG Prof Priscila Binatto e Marcelo Magalhães IFNMG Filo Platyhelminthes Do grego, platy = plano + helmins = verme Características: Animais de corpo alongado e achatado dorsoventralmente; Maioria aquática

Leia mais

Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre. Professora: Daniela Freu

Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre. Professora: Daniela Freu Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre Professora: Daniela Freu Solo e a saúde O lixo depositado de forma irregular e muitos esgotos sem tratamento lançados diretamente no solo podem atrair organismos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS VERMINOSES PROFª. MAGDA 22 E 23/05/2013

LISTA DE EXERCÍCIOS VERMINOSES PROFª. MAGDA 22 E 23/05/2013 LISTA DE EXERCÍCIOS VERMINOSES PROFª. MAGDA 22 E 23/05/2013 01 - (MACK SP) As verminoses representam um grande problema de saúde, principalmente nos países subdesenvolvidos. A falta de redes de água e

Leia mais

BIOLOGIA - AULA 09: VERMES I (platelmintos e nematelmintos)

BIOLOGIA - AULA 09: VERMES I (platelmintos e nematelmintos) BIOLOGIA - AULA 09: VERMES I (platelmintos e nematelmintos) I. PLATELMINTOS São também conhecidos como vermes achatados. Dentre eles, os mais representativos são as planárias, tênias e o esquistossomo.

Leia mais

Platelmintos e Nematelmintos

Platelmintos e Nematelmintos Simuladão 2º ano Platelmintos e Nematelmintos 01 - No início do século, o Jeca Tatu, personagem criado por Monteiro Lobato, representava o brasileiro de zona rural, descalço, mal vestido e espoliado por

Leia mais

Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: INVERTEBRADOS: PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO

Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: INVERTEBRADOS: PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: INVERTEBRADOS: PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 7º ANO 1. Dentre os grupos de doenças citados abaixo diga a quais filos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS BIO 405 PARASITOLOGIA HUMANA --

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS BIO 405 PARASITOLOGIA HUMANA -- UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS BIO 405 PARASITOLOGIA HUMANA -- CARGA HORÁRIA CRÉDITOS PROFESSOR(A)

Leia mais

Protozoose. Reino Protista Protozoários. Amebíase / disenteria amebiana. Reino

Protozoose. Reino Protista Protozoários. Amebíase / disenteria amebiana. Reino Reino Reino Protista Protozoários Amebíase / disenteria amebiana - unicelulares - eucariontes - locomoção: flagelos, cílios, pseudópodes - em H2O: vacúolo contrátil Amebíase / disenteria amebiana Entamoeba

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): BIOLOGIA MÁRCIO SÉRGIO DA COSTA LEITÃO Conteúdo(s): Protozoários, Fungos, Platelmintos, Nematelmintos e Embriologia. Referência

Leia mais

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Doenças

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Doenças Doenças Doenças 1. Uma parceria internacional definiu como meta distribuir, entre 2008 e 2010, gratuitamente, cerca de 300 milhões de mosquiteiros tratados com inseticidas duráveis para proteger todos

Leia mais

HORÁRIO ENFERMAGEM - BBPE IV - 4º PERÍODO - 2º SEMESTRE DE 2014 COORDENADORA: Valéria Ernestânia Chaves. Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo

HORÁRIO ENFERMAGEM - BBPE IV - 4º PERÍODO - 2º SEMESTRE DE 2014 COORDENADORA: Valéria Ernestânia Chaves. Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo HORÁRIO ENFERMAGEM - BBPE IV - 4º PERÍODO - 2º SEMESTRE DE 2014 COORDENADORA: Ernestânia Chaves Semana no modulo 1a semana 2a semana 3a semana 4a semana Dia Data Hora Professor Sala Conteúdo Módulo 05/08/14

Leia mais

Questões Parasitologia- 1ª Prova

Questões Parasitologia- 1ª Prova Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Disciplina Parasitologia Questões Parasitologia- 1ª Prova - Ascaridíase 1- A patogenia da Ascaridíase é complexa, pois envolve vários tipos de formas pela

Leia mais

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa.

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA:Biologia SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Trabalho de Recuperação No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências da Natureza Disciplina: Biologia Ano: 2º Ensino Médio Professor: Pascoal Bélico Cária Biologia Atividades para Estudos Autônomos Data: 4 / 9 / 2017 Aluno(a): Nº:

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR DEBORA SOUZA DISCIPLINA CIÊNCIAS SIMULADO: P3 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 701 Questão 1

Leia mais

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 44 Zoologia

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 44 Zoologia Prof. Marcelo Langer Curso de Biologia Aula 44 Zoologia FILO PLATELMINTES São vermes de corpo achatado. Possuem características evolutivas, inclusive o terceiro folheto embrionário (mesoderme), substituindo

Leia mais

Nematódeos parasitas do ser humano. Prof.: Chico Pires

Nematódeos parasitas do ser humano. Prof.: Chico Pires Nematódeos parasitas do ser humano Prof.: Chico Pires Ascaris lumbricoides Ascaris lumbricoides (lombriga) Doença: Ascaridíase Modo de transmissão: Ingestão de alimentos e de água contaminados por ovos

Leia mais

3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE

3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE 3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE Daniela Freu DOENÇAS DISSEMINADAS PELO SOLO Tétano doença grave causada pela bactéria Clostridium tetani, encontrada no solo ou em materiais enferrujados.

Leia mais

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Os animais podem ou não apresentar simetria. Identifique e caracterize a simetria dos seguintes animais: planária, esponja, medusa

Leia mais

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1 Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26 Page 1 Características Gerais Platy = achatado ; helminthes = verme Simetria bilateral (ocorre pela 1ª vez); Apresenta uma cabeça com gânglios nervosos organizados;

Leia mais

Zoologia - Prof. Dorival

Zoologia - Prof. Dorival EMBRIOLOGIA Pseudocelomado Tubo dentro de um tubo. O pseudoceloma tem mesoderme de um lado e endoderme de outro. Celomado Tubo dentro de um tubo. O celoma é envolvido pela mesoderme por todos os lados

Leia mais

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral CIÊNCIAS 7º ano

Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral CIÊNCIAS 7º ano Roteiro de Estudo para a Recuperação Semestral CIÊNCIAS 7º ano NOME: IMPRIMA AS FOLHAS. RESOLVA AS QUESTÕES DISSERTATIVAS EM FOLHA DE PAPEL ALMAÇO OU FOLHA DE FICHÁRIO; OS TESTES PODERÃO SER RESPONDIDOS

Leia mais

a) Como é o sistema excretor desses animais? Quais são os órgãos responsáveis?

a) Como é o sistema excretor desses animais? Quais são os órgãos responsáveis? 1- (UNICAMP) A figura abaixo mostra uma situação jocosa referente à fragmentação de um invertebrado hipotético, em que cada um dos fragmentos deu origem a um indivíduo. Um exemplo real muito conhecido

Leia mais

Nematódeos, artrópodes e equinodermos

Nematódeos, artrópodes e equinodermos Fabio Colombini Os nematódeos Podem ser encontrados no solo, na água doce e na água salgada. Nematódeos, artrópodes e equinodermos Têm sistema digestório completo. Nas fêmeas, a abertura posterior é o

Leia mais

TEMA: VERMINOSES HUMANAS

TEMA: VERMINOSES HUMANAS TEMA: VERMINOSES HUMANAS COLEGIO ESTADUAL MARIO AUGUSTO TEIXIRA DE FREITAS NOME: DEISIANE FELZEMBOURGH N 10 2 ANO TURMA: F VESPERTINO PROFESSORA: CAROLINA INTRODUÇÃO Verminoses é um grupo de doenças causadas

Leia mais

Segurança Qualidade da Água e Saúde Pública

Segurança Qualidade da Água e Saúde Pública Segurança Qualidade da Água e Saúde Pública Isabel Lança Isabel Lança Departamento de Saúde Pública e Planeamento da ARS Centro 1 A água e a saúde da população são duas coisas inseparáveis. A disponibilidade

Leia mais

DATA: 02 / 12 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0

DATA: 02 / 12 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: VALOR: 10,0 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 02 / 2 / 206 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 7.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus.

Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. SAÚDE AMBIENTAL DOENÇAS CAUSADAS PELA FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO HEPATITE A Doença causada por vírus. Contaminação: água e alimentos contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus. Falta de higiene,

Leia mais

2ªsérie 2º período B I O L O G I A

2ªsérie 2º período B I O L O G I A 2.2 B I O L O G I A 2ªsérie 2º período QUESTÃO 1 O filo Platyhelminthes inclui tanto formas de vida livre como organismos endo e ectoparasitas. Considerando a biologia destes animais, marque a opção que

Leia mais

PROFESSOR: Leonardo Mariscal

PROFESSOR: Leonardo Mariscal PROFESSOR: Leonardo Mariscal BANCO DE QUESTÕES BIOLOGIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO ============================================================================================== Doenças 01- (UFRS 2011)

Leia mais

BIOLOGIA 1 o ANO DO ENSINO MÉDIO Capítulo 17 p. 315

BIOLOGIA 1 o ANO DO ENSINO MÉDIO Capítulo 17 p. 315 BIOLOGIA 1 o ANO DO ENSINO MÉDIO Capítulo 17 p. 315 Questões de vestibular QUESTÕES OBJETIVAS 1. (UFPR) Na(s) questão(ões) a seguir, escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. A complexidade

Leia mais

Características dos Nematoides

Características dos Nematoides Nematoides Características dos Nematoides Possuem o corpo cilíndrico e alongado, com pontas afiladas e musculatura desenvolvida. Apresentam tamanhos variados. Tubo digestório completo (boca e ânus). Podem

Leia mais

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos:

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium - Taenia saginata Platelmintos

Leia mais

3º FILO - PLATELMINTOS

3º FILO - PLATELMINTOS PLATELMINTOS 3º FILO - PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes Vermes achatados dorso-ventralmente Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium

Leia mais

Método de trabalho independente: elaboração de relatórios posteriormente às aulas práticas.

Método de trabalho independente: elaboração de relatórios posteriormente às aulas práticas. 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE PATOLOGIA TROPICAL E SAÚDE PÚBLICA DEPARTAMENTO DE MICROBIOLOGIA, IMUNOLOGIA, PARASITOLOGIA E PATOLOGIA Tel (062) 3209 6106 FAX 3521 1839 Curso: Farmácia Ano

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: NUTRIÇÃO MODALIDADE: - DISCIPLINA: PARASITOLOGIA ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: PARASITOLOGIA

PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: NUTRIÇÃO MODALIDADE: - DISCIPLINA: PARASITOLOGIA ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: PARASITOLOGIA PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: NUTRIÇÃO MODALIDADE: - DISCIPLINA: PARASITOLOGIA ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: PARASITOLOGIA DOCENTE RESPONSÁVEL : PROF. DR. REINALDO JOSÉ DA SILVA

Leia mais

Exercícios Animalia: Poríferos e Nematelmintos

Exercícios Animalia: Poríferos e Nematelmintos Exercícios Animalia: Poríferos e Nematelmintos 1. (UERJ) A visão de uma medusa, um delicado domo transparente de cristal pulsando, sugeriume de forma irresistível que a vida é água organizada. Jacques

Leia mais

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Parasitoses

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Parasitoses 1. (UFMG) Na produção de compotas, devem ser adotadas algumas medidas para evitar-se a contaminação do alimento por micro-organismos. Todas as alternativas apresentam medidas que podem garantir a assepsia

Leia mais

Atlas de Parasitologia. Clínica

Atlas de Parasitologia. Clínica Atlas de Parasitologia Clínica Ascaris lumbricoides Agente etiológico determinante da ascaridíase humana. Reino: Protista Filo: Aschelminthes Classe: Nematoda Ordem: Ascaroidea Família: Ascarididae Gênero:

Leia mais

Lista de BIOLOGIA 2 II Bimestre

Lista de BIOLOGIA 2 II Bimestre Atenção: Essa Lista valerá até 2,0 pontos Colégio Suldamérica Aparecida de Goiânia, / / 2017. Professor(a): BILL Aluno: Série: 2 ª Série Turno: (x) Matutino Lista de BIOLOGIA 2 II Bimestre Questão 01)

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 7ᵒ ANO. 2- Com relação ao Reino Animal, assinale com um X a(s) proposição(ções) CORRETA(S).

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 7ᵒ ANO. 2- Com relação ao Reino Animal, assinale com um X a(s) proposição(ções) CORRETA(S). EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS - 7ᵒ ANO 1- Os cnidários são animais invertebrados que possuem como principal representante as águas-vivas. A respeito desse grupo de organismos, marque a alternativa incorreta:

Leia mais

Aula 2 Protozoa. Aula 1 Taxonomia. Gabarito. Gabarito

Aula 2 Protozoa. Aula 1 Taxonomia. Gabarito. Gabarito Aula 1 Taxonomia 1) A enorme diversidade das formas de vida sempre encanta aqueles que tentam descrever e classificar espécies. A taxonomia moderna não leva em consideração apenas as características do

Leia mais

Platelmintos, vermes achatados

Platelmintos, vermes achatados Platelmintos, vermes achatados Animais triblásticos, bilaterais, com cefalização e sistema excretório Equipe de Biologia Relação filogenética do filo platelmintos Planária como exemplo de platelminto Dorsal

Leia mais

Platelmintos e nematódeos

Platelmintos e nematódeos PARTE II Unidade D Capítulo 11 Platelmintos e Seções: 111 Filo Platyhelminthes (platelmintos ou vermes achatados) 112 Filo Nematoda ( ou vermes cilíndricos) Antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela

Leia mais

Prostheceraeus roseus Planária terrestre. Planária (classe Turbelária) Fasciola hepatica (Classe Trematoda) Schistosoma mansoni (classe Trematoda)

Prostheceraeus roseus Planária terrestre. Planária (classe Turbelária) Fasciola hepatica (Classe Trematoda) Schistosoma mansoni (classe Trematoda) FILO PLATYHELMINTHES Eucarionte; pluricelular; heterótrofo. Corpo achatado dorsoventralmente Simetria bilateral Tecidos presentes e acelomados. Como conseqüência disso, não formam completamente alguns

Leia mais

PARASITISMO E SAÚDE HUMANA

PARASITISMO E SAÚDE HUMANA PARASITISMO E SAÚDE HUMANA Antes de começar O que é um parasita? O que é um hospedeiro? Qual a diferença entre um ciclo monoxeno e um heteroxeno? Qual a diferença entre endemia, epidemia e pandemia? Endemia

Leia mais

DEFINIÇÕES AGENTE ETIOLÓGICO: HÁBITAT: INFECÇÃO: INFESTAÇÃO:

DEFINIÇÕES AGENTE ETIOLÓGICO: HÁBITAT: INFECÇÃO: INFESTAÇÃO: AGENTE ETIOLÓGICO: o responsável por causar uma certa doença (agente infeccioso). HÁBITAT: local em que o parasita vive e pode ser encontrado. INFECÇÃO: instalação e reprodução de um parasita dentro de

Leia mais

Versão Online ISBN Cadernos PDE VOLUME I I. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica

Versão Online ISBN Cadernos PDE VOLUME I I. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica Versão Online ISBN 978-85-8015-053-7 Cadernos PDE VOLUME I I O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica 2009 SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro. Endoparasitas dentro do

PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro. Endoparasitas dentro do BA. 07 -Parasitismo: aspectos gerais e protozooses Apostila 1 Página 39 Generalidades PARASITAse alimenta dos tecidos ou fluídos de outro, no caso, o HOSPEDEIRO. Ectoparasitas superfície externa do hospedeiro.

Leia mais

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal.

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Os Poríferos Características exclusivas 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Outras características 1) Apresentam uma grande capacidade de regeneração

Leia mais

COMISSÃO ORGANIZADORA

COMISSÃO ORGANIZADORA COMISSÃO ORGANIZADORA PRESIDENTE: Prof a Telma Maria Araújo Moura Lemos Prof a Edna Marques de Araújo Silva Prof a Tereza Neuma de Souza Brito Suplente Prof a Maíza Rocha de Abrantes Aprovado na 1 a Reunião

Leia mais

L.E.P.A.F. Birth of the litte popó 2ºano Platelmintos e Nematelmintos

L.E.P.A.F. Birth of the litte popó 2ºano Platelmintos e Nematelmintos I - O L.E.P.A.F (lista de exercícios para alunos feras) é uma lista de exercícios contendo questões de aprofundamento, com a finalidade de auxiliar os alunos durante a sua preparação para os desafios do

Leia mais

Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA

Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA HELMINTOLOGIA Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA Filos: Platyhelminthes, Aschelminthes, Acanthocephala Platyhelminthes: - Classe TREMATODA (Schistosoma mansoni e Fasciola hepática) - Classe CESTODA

Leia mais

Monitores: Anne Galvão; Edmar Ceia.

Monitores: Anne Galvão; Edmar Ceia. Universidade Federal do Piauí Campos Ministro Reis Velloso Parnaíba Disciplina: Parasitologia Médica Prof. Drª Ana Carolina F. Lindoso Melo. Monitores: Anne Galvão; Edmar Ceia. Protozoários Intestinais.

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Nematoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Nematoda. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Nematoda Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia Filos: 1) Porifera; 2) Cnidaria; 3) Platyhelminthes; 4) Nematoda;

Leia mais