RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2010"

Transcrição

1 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2010 Abril, 2010

2 ÍNDICE 0. INTRODUÇÃO EXPLICITAÇÃO DE OBJECTIVOS FIXADOS ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS Formação Investigação Formação avançada de docentes e não docentes Centros de investigação Projectos de investigação Participação em congressos e seminários Oradores Convidados em eventos científicos Organização de eventos científicos Participação em Júris Orientações de teses e dissertações Comissões Técnicas e Revisão de Artigos Científicos Prémios Análise da produção científica Relacionamento com a Envolvente Com Unidades Orgânicas do IPS Com Instituições Nacionais Com Instituições Internacionais Acções inseridas no programa IPS Politécnico Solidário Prestações de serviço ao exterior Recursos e Organização Principais actividades em Órgãos da e sua composição Regulamentos aprovados ou alterados Acções de formação Apoio aos estudantes Concursos para Contratação de Pessoal Medidas inovadoras Actividades de Avaliação Procedimentos de aquisição Actividades dos Serviços CARACTERIZAÇÃO DO PESSOAL DOCENTE E NÃO DOCENTE Docentes Pessoal Não Docente Outro Pessoal Não Docente Outros Colaborações ADMISSÃO, FREQUÊNCIA E SUCESSO ESCOLARES Admissão Frequência Sucesso Escolar Outros elementos considerados relevantes INFRA-ESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS Instalações e serviços Equipamentos Cedência de Espaços ANÁLISE DA GERÊNCIA

3 7. GRAU DE EXECUÇÃO DO PLANO DE ACTIVIDADES PARA Conclusão: a média do Grau de execução dos objectivos propostos passou de 62% para 69% BALANÇO FINAL ANEXO A - Publicações ANEXO B Constituição de Órgãos ANEXO C Constituição de Júris e Comissões ANEXO D Corpo Docente a 31 de Dezembro de

4 0. INTRODUÇÃO A Escola Superior de Tecnologia do Barreiro, adiante designada por, foi criada a 14 Julho de 1999, pelo Decreto-Lei nº. 264/99, tendo a decisão de entrada em funcionamento das actividades escolares, no ano lectivo de 1999/2000, sido determinada pela Portaria nº 505/99, de 15 de Julho. Presentemente, a Escola ministra os seguintes cursos: Licenciatura em Engenharia Civil (LEC), regime diurno (início em 1999/2000, adequado a Bolonha em 2006/2007), com um plano de estudos de 3 anos; Licenciatura em Engenharia Civil, regime nocturno (início em 2003/2004, adequado a Bolonha em 2006/2007), com um plano de estudos de 4 anos; Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação, (início em 2005/2006, adequado a Bolonha em 2006/2007), encontrando-se a funcionar apenas para estudantes internos, pois devido aos fracos resultados no concurso nacional de acesso decidiu-se não abrir vagas no ano lectivo 2010/2011 não tendo sido submetida proposta para acreditação do curso à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES); Licenciatura em Gestão da Construção (LGC), em regime diurno (início em 2007/2008). Curso aprovado no formato do Processo de Bolonha, com um plano de estudos de 3 anos; Licenciatura em Gestão da Construção em regime nocturno (início em 2006/2007). Curso aprovado no formato do Processo de Bolonha, com um plano de estudos de 4 anos; Licenciatura em Engenharia de Química (LEQ), regime diurno (início em 2008/2009), com um plano de estudos de 3 anos; Curso de Especialização Tecnológica em Construção e Obras Públicas (CETCOP), de três semestres a funcionar em regime nocturno, iniciado no ano lectivo 2007/2008; 4

5 Curso de Mestrado em Construção Civil (MCC), com um plano de estudos de dois anos, a funcionar em regime nocturno, iniciado no ano lectivo 2009/2010; Curso de Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado (PGCRE), com um plano de estudos de um ano, a funcionar em regime nocturno, iniciado no ano lectivo 2010/2011. As actividades lectivas distribuem-se, actualmente, da seguinte forma: manhã: 2º Ano dos cursos de Licenciatura em Engenharia Civil e Engenharia Química; tarde: 1º Ano dos cursos de Licenciatura em Engenharia Civil, Gestão da Construção e Engenharia Química, 2º Ano do curso de Licenciatura em Gestão da Construção e 3º Ano dos cursos de Licenciaturas em Engenharia Civil e Química; noite: regimes nocturnos das Licenciaturas em Engenharia Civil (4 anos), Gestão da Construção (4 anos), Mestrado em Construção Civil (2 anos), Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado em simultâneo com a Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação (1 ano) e CET Construção e Obras Públicas (3 semestres). Embora nos anos anteriores tenha sido possível efectuar o apetrechamento dos laboratórios de Engenharia e Química, no seguimento dos procedimentos concursais com as verbas de PIDDAC atribuídas à Escola, este ano, procedemos à aquisição de equipamentos indispensáveis ao funcionamento (equipamentos básicos, documentação, etc.). Em termos históricos, o ano 2010 fica marcado por alguns acontecimentos significativos, de que se destacam: inauguração das instalações definitivas da em Maio de 2010, por sua excelência o Sr. Prof. Dr. Aníbal Cavaco Silva; 5

6 eleição e entrada em funcionamento de todos os Órgãos de Gestão da : Conselho de Representantes, Conselho Técnico Científico, Conselho Pedagógico, e por fim Director; tomada de posse da Direcção da a 23 de Julho de 2010, sendo constituída por: Otília Maria da Conceição Dias Directora; José Miguel Baio Dias Subdirector; Celina Maria Lemos dos Santos - Subdirectora. a entrada em funcionamento do Curso de Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado, no ano lectivo 2010/2011; constituição de 4 Secções em termos de organização interna, e nomeação dos respectivos coordenadores;. nomeação dos coordenadores dos 6 curso em funcionamento em 2010/2011; Para além dos Gabinetes de Apoio à Organização Interna, já existentes constituíram-se outros para além de serem nomeados os respectivos coordenadores; o incremento das actividades de divulgação da junto de Escolas do Ensino Secundário. Nos parágrafos seguintes procede-se à apresentação detalhada das actividades no decurso do presente ano. 6

7 1. EXPLICITAÇÃO DE OBJECTIVOS FIXADOS O principal objectivo que o antigo Director, João Carlos Vinagre dos Santos se propôs alcançar, durante 2010, foi o de criar as condições para que entrassem em funcionamento todos os Órgãos da, nos prazos estabelecidos por lei, tal estava estabelecido nos Estatutos da. Por seu lado, os principais objectivos que a actual Direcção se propôs alcançar, durante 2010: constituição das secções, nomeação dos respectivos coordenadores, bem como dos coordenadores de curso, dando cumprimento aos Estatutos da ; constituição de gabinetes de apoio à organização interna da Escola, bem como a nomeação dos respectivos coordenadores; a aposta numa maior divulgação dos cursos e da Escola, junto da comunidade, de forma a aumentar o reconhecimento e potenciar a procura de estudantes; continuação da aposta de medidas facilitadoras da integração dos novos públicos, através da disponibilização de planos de estudos alternativos e da oferta de complementos de formação em Matemática e Física, em especial para os Maiores de 23 anos, procurando, assim, combater o insucesso escolar; colocar em funcionamento o 1º Ano do Curso de Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado; garantir um serviço de qualidade a todos os que se relacionam com a (docentes, estudantes e instituições), melhorando os meios de disponibilização de informação e o domínio, pelos funcionários, dessa mesma informação. 7

8 2. ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS Nos parágrafos seguintes procede-se à descrição das actividades desenvolvidas na Escola, distribuídas em quatro grandes áreas: formação, investigação, relacionamento com a envolvente e recursos e organização. 2.1 Formação No que se refere às principais actividades pedagógicas desenvolvidas pelo Corpo Docente, estiveram sobretudo relacionadas com a entrada em funcionamento da Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado, do último ano dos Planos de Estudo dos cursos de Mestrado em Construção Civil e do 3º Ano do curso de Engenharia Química (regime diurno), o que, em consequência, levou à contratação de novos docentes, bem como a consolidação da organização das restantes unidades curriculares. Presentemente são ministrados os seguintes cursos na : Curso de Mestrado em Construção Civil, regime nocturno (entrada em funcionamento, em 2009/2010); Curso de Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado, regime nocturno (entrada em funcionamento, em 2010/2011); Licenciatura em Engenharia Civil, regimes diurno e nocturno (a funcionar em pleno); Licenciatura em Gestão da Construção, regimes diurno e nocturno (a funcionar em pleno); Licenciatura em Engenharia Química, regime diurno (tendo entrado em funcionamento em 2010/2011 apenas alguma unidades curriculares do 3º Ano do plano de estudos, pois o número de alunos que frequentariam este ano não justificavam a abertura em pleno do 3ºano); Curso de Especialização Tecnológica em Construção e Obras Públicas, regime nocturno (na sua 4ª edição); 8

9 Licenciatura em Engenharia de Conservação e Reabilitação, regimes diurno e nocturno, curso que se encontra a funcionar desde 2009/2010 apenas para os estudantes que pretendem acabar esta licenciatura, pelo que as unidades curriculares são leccionadas em conjunto com as da Licenciatura de Engenharia civil e da Pós-Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado. O Conselho Técnico Científico da propôs avançar com a Pós- Graduação em Conservação e Reabilitação do Edificado, com um plano de estudos que garantia o funcionamento das Unidades Curriculares específicas da licenciatura, para os estudantes inscritos na Licenciatura de Engenharia da Conservação e Reabilitação, o pudessem concluir. Para além disso, a estruturação do curso, procurou colmatar falta de oferta formativa na área e na região, e necessidades, previsíveis a curto prazo, de técnicos superiores com formação específica com vista à intervenção em edifícios existentes; procurando aproveitar o know-how existente ao nível de docentes da nesta área e experiência anterior respeitante ao antigo curso de licenciatura em Engenharia da Conservação e Reabilitação. A Pós-graduação entrou em funcionamento em Outubro de 2010, com uma turma de 17 alunos, e para além de aulas convencionais em sala de aula, foi implementado: cerca de 20-25% de período lectivo em e-b/learning, através de actividades lançadas e realizadas através da plataforma Moodle; implementação de aulas laboratoriais e realizadas in situ em algumas unidades curriculares; realização de visitas de estudo a casos de obra; organização de seminários proferidos por especialistas convidados, investigadores e docentes de outras instituições de ensino superior. Tendo como objectivo a aposta no sucesso escolar em algumas unidades curriculares, o Conselho Técnico-Científico decidiu continuar a disponibilizar Planos de Estudos alternativos aos estudantes que acedem à pelo regime nocturno, procurando a sua melhor integração no ensino superior. 9

10 O ano de 2010 fica ainda marcado pelos fracos resultados no concurso nacional de acesso ao ensino superior em 2010/2011, em particular nos cursos de Engenharia de Química e de Gestão da Construção, havendo a destacar: a continuação do bom resultado obtido no curso de Mestrado, tendo sido preenchidas todas as vagas disponibilizadas; o bom resultado obtido no lançamento do curso de Pós-Graduação, tendo sido preenchidas todas as vagas disponibilizadas. A existência de um número de candidatos superior às vagas disponibilizadas para os concursos e regimes especiais (e, em particular, para as provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência dos cursos superiores aos Maiores de 23 Anos) permitiu contrabalançar os resultados do acesso, conduzindo à ocupação de um total de 135 das 189 vagas colocadas a concurso, valor significativamente inferior ao expectável (cursos de Licenciatura). De forma a permitir um maior contacto com a comunidade estudantil potencial candidata aos cursos, em 2010 apostou-se na publicitação da oferta de cursos de preparação para as provas de acesso ao Ensino Superior, tendo havido alguma receptividade, pois apesar da actual conjectura económica, avançou-se com uma turma de cerca de 20 formandos Investigação Tendo como objectivo contribuir para que a Escola se constitua como um pólo de dinamização cultural e científico da região, é fundamental proceder à celebração de protocolos de cooperação entre diversas entidades, do sector público e privado, que possibilitem a mais fácil integração e fixação na região dos futuros quadros formados pela Escola e a actualização dos quadros em actividade. Com a criação no ano 2004 de um fundo anual de Euros para o apoio à participação de docentes em congressos e seminários em território nacional, foi possível, mais uma vez, apoiar os docentes da Escola na divulgação científica. Através deste fundo, em 2010 foram financiadas totalmente 19 candidaturas e parcialmente 2, efectuadas por 21 docentes, no montante global de 4365,58. 10

11 2.2.1 Formação avançada de docentes e não docentes No que se refere a formação avançada dos docentes da é de referir que continuam a usufruir de apoio: Pedro Ferreira bolsa de formação avançada IPS, com a referência FA- IPS (terminar a 1 de Setembro de 2011) com dispensa integral de serviço docente desde o 2º semestre de 2008/2009; Rui Neves bolsa de formação avançada IPS, com a referência FA-IPS (terminar a 28 de Fevereiro de 2012) com dispensa de serviço docente no 1º semestre de 2010/2011; Anabela Marques aufere, desde Setembro de 2009, de bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Programa de apoio à formação avançada de docentes do Ensino Superior Politécnico (PROTEC), com a referência: SFRH/PROTEC/50462/2009, com dispensa integral de serviço docente nos 1ºsemestre 2009/2010 e 2010/2011; Clara Carlos aufere, desde Setembro de 2009, de bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Programa de apoio à formação avançada de docentes do Ensino Superior Politécnico (PROTEC), com a referência: SFRH/PROTEC/50462/2009, com dispensa integral de serviço docente no 2ºsemestre 2009/2010. Desde Setembro de 2010, auferem também de bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia - Programa de apoio à formação avançada de docentes do Ensino Superior Politécnico (PROTEC), com a referência: SFRH/PROTEC/67466/ Maria Eugénia Santos, com dispensa integral de serviço docente no 1ºsemestre de 2010/2011; SFRH/PROTEC/67963/2010 Pedro Neto, com dispensa integral de serviço docente no 2ºsemestre de 2010/2011; SFRH/PROTEC/67469/2010 Telma Guerra, com dispensa integral de serviço docente no 1ºsemestre de 2010/2011; 11

12 SFRH/PROTEC/50462/ Bill Williams, com dispensa parcial de serviço docente no 1 ºsemestre de 2010/2011. Nuno Brites auferiu, de Novembro de 2008 a 31 de Dezembro de 2010, de bolsa da Universidade de Évora, com a referência: FCOMP FEDER Doutoramentos Em 1 de Outubro de 2010 o Prof. Rui Bebiano concluiu, com sucesso, os trabalhos que conduziram à obtenção do grau Doutor tendo apresentado a tese intitulada Estabilidade e Dinâmica de Barras de Parede Fina - Aplicação da Teoria Generalizada de Vigas, em Engenharia Civil, no Instituto Superior Técnico, sob a orientação do Professor Dinar Camotim. No final de 2010, encontravam-se em formação avançada os seguintes docentes: Ana Brás entregou a tese de doutoramento intitulada "Grout Optimization for Masonry Consolidation", na especialidade de Reabilitação do Património Edificado, pela Universidade Nova de Lisboa, orientada pelo Prof. Doutor Fernando M. A. Henriques, aguardando a sua defesa para início de 2011; Anabela Marques aluna de doutoramento em Métodos Quantitativos, ISCTE, encontrando-se em fase de desenvolvimento do trabalho intitulado Análise Discriminante sobre variáveis qualitativas: o papel na avaliação de agrupamentos, orientada pela Prof.ª Ana Sousa Ferreira e pela Prof.ª Margarida Cardoso, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de A docente encontra-se a usufruir de apoio de bolsa PROTEC; António Brito em fase final do trabalho intitulado Dimensionamento de Estruturas Subterrâneas de Betão Armado sujeitas a Acções Sísmicas, orientado pelo Prof. Mário Santos Lopes, do IST/UTL, estando a entrega prevista para Fevereiro de A conclusão dos trabalhos, prevista para 2010, não se confirmou, devendo ocorrer no 1º semestre de 2011; Bill Williams em fase de desenvolvimento do trabalho intitulado Strategic Pathways to Engineering Education Research com a orientação do Prof. José Dias de Figueiredo, IST/UTL, prevendo-se a entrega do trabalho final durante o ano de 2013; 12

13 Clara Carlos continuação dos estudos com vista à obtenção do grau de Doutor, cuja tese tem o título Tempos de extinção para modelos de crescimento populacional usando equações diferenciais estocásticas, sob a orientação do Professor Carlos Braumann do Departamento de Matemática da Universidade de Évora, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de 2012; Cristiana Pereira continuação dos estudos com vista à obtenção do grau de Doutor, cuja tese tem o título Desenvolvimento de elementos entrançados em material compósito para reforço e monitorização do betão, sob a orientação do Professor Said Jalali do Departamento de Engenharia Civil e do Professor Raul Fangueiro do Departamento de Engenharia Têxtil, da Escola de Engenharia, da Universidade do Minho. A conclusão dos trabalhos, prevista para 2010, não se confirmou, devendo ocorrer no final de 2011; Elsa Gonçalves aluna de doutoramento na área de Química, ramo de Química-Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), encontrando-se em fase de desenvolvimento do trabalho intitulado Polimorfismo em Sólidos Moleculares Orgânicos: Energética, Estrutura e Influência do Solvente de Cristalização, orientada pelo Prof. Doutor Manuel Eduardo Minas da Piedade, prevendo-se a entrega da tese no primeiro trimestre do ano de 2011; Isabel Costa em fase de conclusão da tese com o título Genesis of the brecciated rocks from Mid-Atlantic Ridge hydrothermal systems: Lucky Strike (37º20 N) and Menez Gwen (37º50 N), sob a orientação dos Prof. Doutor Fernando José Arraiano de Sousa Barriga e Doutor Yves Fouquet. Grau atribuído pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. A conclusão dos trabalhos, prevista para 2010, não se confirmou, devendo ocorrer durante 2011; Maria Eugénia Santos continuação dos estudos com vista à obtenção do grau de Doutor, cuja tese tem o título Arquitectura e Assentamentos Fabris na Margem Sul do Tejo ( ), sob a orientação da Professora Madalena Cunha Matos, da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de 2012; 13

14 Nuno Brites início dos estudos com vista à obtenção do grau de Doutor em Matemática, cuja tese tem o título Estratégias sustentadas óptimas em modelos de pesca usando equações diferenciais estocásticas, sob a orientação do Professor Carlos Braumann do Departamento de Matemática da Universidade de Évora, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de 2013; Pedro Ferreira continuação dos estudos com vista à obtenção do grau de Doutor em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa (IST/UTL), cujo tema da tese proposto é Placas metálicas reforçadas em tabuleiros de pontes metálicas e mistas aço-betão: interacção entre o comportamento local e global com a orientação do Prof. Francisco Virtuoso, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de O docente encontra-se em dispensa total de serviço, usufruindo de apoio de bolsa de formação avançada do IPS; Pedro Neto trabalho em fase de desenvolvimento no âmbito do reforço estrutural de elementos de betão com Polímeros Reforçados com Fibras, sob a orientação do Professor Jorge Alfaiate do Departamento de Engenharia Civil do IST/UTL e co-orientação do Professor João Vinagre da. O docente encontra-se a usufruir de apoio de bolsa PROTEC; Ricardo Santos em fase de desenvolvimento do trabalho (entrega prevista em 2011) intitulado Investigation of the effect of upstream zones in limiting progression of piping, inserido no tema da Erosão Interna em barragens de aterro, sob a orientação dos Prof.s Laura Caldeira e Prof. E. Maranha das Neves. Grau atribuído pelo Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa; Rita Salgado Brito em pleno desenvolvimento dos trabalhos, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de 2012, cujo título é Monitorização de Variáveis Hidráulicas e de Qualidade da Água em Sistemas de Drenagem de Águas Residuais, sob a orientação do Professor José Saldanha Matos do Departamento de Engenharia Civil do IST/UTL e co-orientação da Doutora Maria do Céu Almeida, do Núcleo de Engenharia Sanitária, do LNEC e da 14

15 Professora Helena Pinheiro, do Departamento de Engenharia Química e Biológica do IST; Rui Neves terceiro ano de inscrição num programa de doutoramento em Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico, intitulado A permeabilidade ao ar e a carbonatação do betão nas estruturas, sob a orientação do Professor Fernando António Baptista Branco, com conclusão prevista para Janeiro de O docente encontra-se a usufruir de apoio de bolsa de formação avançada do IPS; Telma Guerra Santos encontrando-se em fase de desenvolvimento do trabalho intitulado Controle Óptimo de Fluidos não Newtonianos orientada pelo Prof. Nadir Arada, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, prevendo-se a entrega da tese durante o ano de A docente encontra-se a usufruir de apoio de bolsa PROTEC Mestrados Em 2010 concluíram, com sucesso, os trabalhos que conduziram à obtenção do grau de Mestre: Nuno Brites, que procedeu a 23 de Novembro à defesa pública da dissertação de Mestrado intitulada Modelos estocásticos de crescimento individual e desenvolvimento de software de estimação e previsão, orientado pelo Professor Carlos Braumann do Departamento de Matemática da Universidade de Évora; Tiago Falcoeiras, que concluiu a 20 de Dezembro o Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação, conferido pelo ISCTE/IUL, sob orientação do Professor Doutor Gustavo Cardoso, da mesma instituição, com a dissertação Os Novos Modelos de Mediação Discográfica e o caso da Flor Caveira ; Nuno Pissarra que procedeu à entrega e discussão da dissertação de Mestrado intitulada Utilização de plataformas colaborativas para o desenvolvimento de empreendimentos de Engenharia Civil, orientada pelo Prof. Antunes Ferreira Luís Valadares Tavares e Co-orientada pelo Prof. Luís 15

16 Valadares Tavares, tendo concluído o curso em Outubro, adquirindo o grau académico de Mestre em Engenharia Civil. Entregaram já os trabalhos conducentes à obtenção do grau de Mestre: Edgar Barreira, com o trabalho intitulado Técnicas Automatizadas de Extração de dados Icnológicos para o apoio a Estudos Paleogeográficos Caso de Estudo da Foz da Fonte, orientado por Profª. Paula Redweik para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Geográfica pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; Ana Isabel Guerreiro Martins, com a dissertação intitulada "A influência das condições de cura em argamassas de cais aéreas com e sem adição de metacaulino", orientada pela Profª. Paulina Faria, e com a qual deverá obter o grau de Mestre em Construção Civil pela Escola Superior de Tecnologia do Barreiro, do Instituto Politécnico de Setúbal Título de Especialista Em 2010 foram atribuídos os títulos de Especialista pelo Instituto Politécnico de Setúbal, Instituto Politécnico de Lisboa e Instituto Politécnico de Leiria, de acordo com a alínea a) do ponto 1 do art.º 4º do Decreto Lei nº 206/2009, de 31 de Agosto, aos docentes: Paulo Mendonça, com o trabalho intitulado Projecto de Execução do novo edifício da Biblioteca e Centro de Artes de Sines, na área Construção Civil - Engenharia Civil; Nuno Pissarra, com o trabalho intitulado Memória Descritiva de todo o trabalho desenvolvido na construção de vários edifícios realizados na Urbanização Cerrado da Praia, em Alcochete na área Construção Civil - Engenharia Civil; Rita Brito, com o trabalho intitulado Estudo de Monitorizações de Caudais na Águas do Ave, S.A, na área Construção Civil Ciências e Tecnologias; Susana Lucas, com o trabalho intitulado A Construção de Obras Hidráulicas Etar de Lagoa-Meco Medidas de Sustentabilidade, na área Construção Civil Ciências e Tecnologias. 16

17 Bolsas de Investigação a Estudantes No ano 2010, no âmbito do Projecto PTDC/CED/69529/2006 Utilização de Metodologias de Aprendizagem Activa e Cooperativa no Ensino da Engenharia, foi concedida uma Bolsa de Iniciação Científica da FCT ao aluno Nuno Alexandre Paredes Delgado Centros de investigação Diversos docentes participam ainda em Centros de Investigação de outras instituições: Ana Brás Membro do UNIC - Centro de Investigação em Estruturas e Construção do Departamento de Engenharia Civil da FCT/UNL; Anabela Marques membro do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL); António Castela actividade desenvolvida no Instituto de Ciência de Engenharia de Materiais e Superfícies (ICEMS), do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa; Bill Williams actividade desenvolvida como membro do Centro de Estudos de Gestão do IST (CEG-IST); Celina Santos - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa/ REQUIMTE (Bolseira de PosDoc); Clara Carlos membro da Linha de Investigação Stochastic and Statistical Applications in Life Sciences (SSALS), do Centro de Investigação em Matemática e Aplicações (CIMA) da Universidade de Évora; Cristina Oliveira membro do Centro de Estudos da Construção (CEC), da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP); Isabel Costa actividade desenvolvida no Centro de Recursos Minerais, Mineralogia e Cristalografia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (CREMINER/FCUL), integrado no Laboratório Associado Instituto de Sistemas e Robótica (ISR Lisboa); 17

18 João Vinagre actividade desenvolvida no Núcleo 6 do Instituto da Construção do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa (Estruturas de Betão Armado Pré-Esforçado); Nuno Brites membro da Linha de Investigação Stochastic and Statistical Applications in Life Sciences (SSALS), do Centro de Investigação em Matemática e Aplicações (CIMA) da Universidade de Évora; Otília Dias membro do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL); Paulina Faria actividade desenvolvida no Centro de Investigação em Ciências da Construção (CICC) da Universidade de Coimbra; Pedro Ferreira actividade desenvolvida no Núcleo 4 do Instituto da Construção do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa (Pontes, Estruturas Metálicas e Geotecnia); Pedro Neto actividade desenvolvida nos Núcleos 2 e 6 do Instituto da Construção do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa (Mecânica Estrutural, Matemática e Métodos Computacionais e Estruturas de Betão Armado Pré-Esforçado); Raquel Barreira colaboradora da Linha de Investigação Análise não linear e problemas de fronteira livre, do Centro de Matemática e Aplicações Fundamentais (CMAF) da Universidade de Lisboa; Ricardo Santos actividade desenvolvida no Núcleo de Observação de Barragens e Obras de Aterro (NBOA) do Departamento de Geotecnia (DG) do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC); Rita Brito actividade desenvolvida no CEHIDRO Centro de Estudos de Hidrosistemas do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa; Rui Antunes actividade desenvolvida no grupo do Prof. John Irvine, University of St.Andrews; 18

19 Rui Neves actividade desenvolvida no Núcleo 3 do Instituto da Construção do Instituto Superior Técnico, da Universidade Técnica de Lisboa, e no TC PSC da RILEM; Telma Guerra Santos membro da Linha de Investigação Equações Diferenciais e Análise Numérica, do Centro de Matemática e Aplicações, da faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa Projectos de investigação Os projectos de investigação em que se registou o envolvimento de docentes da, durante 2010, foram os seguintes: Projecto europeu n.º (FP7) NIKER - New integrated knowledge based approaches to the protection of cultural heritage from earthquakeinduced risk, coordenado pela Università degli Studi di Padova, contando com a colaboração da Profª. Raquel Paula (); FCOMP FEDER Modelação por equações diferenciais estocásticas do crescimento de organismos em ambiente aleatório. Coordenação do Prof. Carlos Alberto dos Santos Braumann da Universidade de Évora e participação do Prof. Nuno Brites (); POCI/AMB/56349/ Modelação e gestão integrada de sistemas de saneamento - Projecto MOGIS tendo como responsável o Prof. José Manuel de Saldanha Gonçalves Matos (IST/UTL), contando com a colaboração da Profª. Rita Salgado Brito (), que terminou em Fevereiro de 2010; PTDC/ECM/65442/2006 Caracterização de habitat fluviais: hidrodinâmica e transporte sólido tendo como responsável o Profº. Rui Miguel Lage Ferreira (IST/UTL), contando com a colaboração do Prof. António Amador (), Dezembro de 2007; PTDC/ECM/72705/2006 MASONGROUT- Grouts in the consolidation of old masonries Projecto UNIC, contando com a colaboração da Ana Brás (); 19

20 PTDC/ECM/69132/2006 Estudo do comportamento face à corrosão de varões de aço inoxidável para aplicação em construção civil tendo como responsável a Doutora Fátima Montemor (IST/ICEMS), contando com a colaboração dos Prof.s António Castela e Rui Neves (), Doutores Fátima Montemor e Cunha Belo (IST/ICEMS), Prof.s Alda Simões e Mário Ferreira (IST/ICEMS) e, ainda, Prof.s Ana Travassos e Júlia Ferreira (ISEL/IPL). Projecto financiado pela FCT, iniciado em Julho de 2008 e com a duração prevista de 3 anos. PTDC/CED/69529/2006 Utilização de Metodologias de Aprendizagem Activa e Cooperativa no Ensino da Engenharia: Desenvolvimento de uma ferramenta para acompanhamento das actividades propostas com vista a promover formandos activos e autónomos tendo como responsável a Prof.ª Isabel Maria Baltazar Simões de Carvalho da Fonseca (ISEL/IPL), contando com a participação dos Prof.s João Vinagre Santos, Bill Williams, Otília Dias, Clara Carlos, Pedro Neto e Telma Guerra Santos (); PTDC/ECM/104376/ Advanced Grouts for Masonry Consolidation Projecto UNIC, com a colaboração de Ana Brás (); PTDC/AAC-AMB/102634/ Sistemas de Monitorização e Aviso em infra-estruturas de drenagem urbana - Projecto SIMAI tendo como responsável a Prof.ª Filipa Ferreira (IST/UTL), contando com a colaboração da Profª. Rita Salgado Brito (), aprovado em 2009; Projecto PTDC/ECM/100234/2008: LIMECONTECH Conservação e durabilidade de revestimentos históricos: técnicas e materiais compatíveis, participação da Prof. Paulina Faria (), no projecto coordenado pela Doutora Rosário Veiga do LNEC. Para além de investigadores do LNEC e do IPS, participação ainda de investigadores da Universidade de Aveiro, Câmara Municipal de Beja, Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR, IP). Primeiro ano de desenvolvimento do projecto; Projecto PTDC/ECM/100431/2008: METACAL Estudo de argamassas de cal aérea e metacaulino para conservação de edifícios antigos; participação 20

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Pedro Jorge Richheimer Marta de Sequeira Marília Oliveira Inácio Henriques 1 P á g i n a 1. Enquadramento da Candidatura

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 QUEM SOMOS FUNDEC APRESENTAÇÃO HISTÓRIA OBJECTIVOS A

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

Presentemente são ministrados os seguintes cursos na ESTBarreiro/IPS:

Presentemente são ministrados os seguintes cursos na ESTBarreiro/IPS: 2. ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS Nos parágrafos seguintes procede-se à descrição das actividades desenvolvidas na Escola, distribuídas em quatro grandes áreas: formação, investigação, relacionamento com a

Leia mais

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010 26 A 29 de abril. GUIMARãES 2010 geotecnia e desenvolvimento sustentável Convite A Sociedade Portuguesa de Geotecnia (SPG) e o Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho (DEC-UM) têm a honra

Leia mais

Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas

Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas Seminário A Qualidade nas Intervenções de Conservação, Reabilitação e Valorização das Casas Antigas Data: Sábado, 14 de Novembro de 2009, 14h00 18h30 Local: Palácio dos Marqueses de Fronteira, em Lisboa

Leia mais

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg OBJETIVO O objectivo do curso consiste na atribuição de uma especialização de natureza profissional, decorrente da continuação dos

Leia mais

Mestrado em Engenharia Civil Apresentação do novo Plano de Estudos

Mestrado em Engenharia Civil Apresentação do novo Plano de Estudos Mestrado em Engenharia Civil Apresentação do novo Plano de Estudos CCMEC, 8 de Junho de 2015 1 Sumário 1 Introdução 2 Estrutura curricular do novo plano Tronco comum Perfil de Edificações Perfil de Estruturas

Leia mais

Pós Graduação. Conservação e Reabilitação de Construções

Pós Graduação. Conservação e Reabilitação de Construções Pós Graduação Conservação e Reabilitação de Construções Candidaturas on line Configuração do módulo datas: Data de Início das Candidaturas (AAAA-MM-DD) 2014-01-15 Data de Início da Seriação (AAAA-MM-DD)

Leia mais

CURSOS FORMAÇÃO CONTÍNUA. www.isep.ipp.pt

CURSOS FORMAÇÃO CONTÍNUA. www.isep.ipp.pt CURSOS FORMAÇÃO CONTÍNUA www.isep.ipp.pt CURSOS FORMAÇÃO CONTÍNUA ÍNDICE ENGENHARIA CIVIL 05 Regime Regulamentar dos Betões de Ligantes Hidráulicos, das Armaduras e da Execução de Estruturas de Betão Armado

Leia mais

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Universidade do Algarve Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Licenciatura (1º Ciclo) em Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Directores de Curso: Prof.ª Doutora Maria João Bebianno

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO REABILITAÇÃO DO PATRIMÓNIO CONSTRUÍDO 2013-2014

PÓS-GRADUAÇÃO REABILITAÇÃO DO PATRIMÓNIO CONSTRUÍDO 2013-2014 PÓS-GRADUAÇÃO REABILITAÇÃO DO PATRIMÓNIO CONSTRUÍDO 2013-2014 00. APRESENTAÇÃO Tendo em consideração a importância crescente da reabilitação urbana no sector da construção, considera-se pertinente a realização

Leia mais

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS)

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) (Ratificado pelo Conselho Científico em 20 de Abril de 2006) CAPÍTULO I Objecto, âmbito e conceitos Artigo 1.º Objecto Em conformidade

Leia mais

00. APRESENTAÇÃO 01. OBJETIVOS 02. DESTINATÁRIOS

00. APRESENTAÇÃO 01. OBJETIVOS 02. DESTINATÁRIOS 00. APRESENTAÇÃO Tendo em consideração a importância crescente da reabilitação urbana no sector da construção, considera-se pertinente a realização de um curso de Pós-Graduação subordinado a esta temática.

Leia mais

MARKETING RELACIONAL. Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva? Regime b-learning. mestrado 2012 > 2013

MARKETING RELACIONAL. Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva? Regime b-learning. mestrado 2012 > 2013 2012 > 2013 mestrado MARKETING RELACIONAL Regime b-learning escola superior de tecnologia e gestão instituto politécnico de leiria Como Transformar a Fidelização de Clientes numa Vantagem Competitiva?

Leia mais

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal INSCRIÇÕES ABERTAS NOS SERVIÇOS ACADÉMICOS!!! Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal Reabilitação Urbana e do Património Edificado

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 PROJECTO EM SIMULAÇÃO EMPRESARIAL Índice Introdução 1 Recursos Humanos afectos ao PSE... 3 1.1 Caracterização...

Leia mais

Em 1998 - Licenciatura em Gestão Agrária pela Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro 14 valores.

Em 1998 - Licenciatura em Gestão Agrária pela Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro 14 valores. CARMEM TERESA PEREIRA LEAL DADOS PESSOAIS Local de trabalho: Departamento de Economia, Sociologia e Gestão Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Avenida Almeida Lucena, 1 5000-660 Vila Real cleal@utad.pt

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013 13897152 ALEXANDRE RIBEIRO DA SILVA Colocado em 0701 9011 11279428 ANA CATARINA MELO DE ALMEIDA Colocada em 0902 14423301 ANA CATARINA VITORINO DA SILVA Colocada em 0604 9229 14306028 ANA JOÃO REMÍGIO

Leia mais

EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA No âmbito de protocolo celebrado com a Fundação de Ciência e

Leia mais

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique.

Um mar de oportunidades. Mestrado em Gestão Portuária. Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Um mar de oportunidades Mestrado em Gestão Portuária Mensagem do Presidente da ENIDH Escola Superior Náutica Infante D. Henrique A ENIDH é a Escola Superior pública portuguesa que assegura a formação de

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE

Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 Doutor Bruno Filipe Rama Travassos, Professor Auxiliar da Universidade da Beira Interior; Doutor Victor Manuel de Oliveira Maças, Professor

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação Especial: Domínio Cognitivo e Motor Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de Mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior

Leia mais

Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação

Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação Mestrado em Conservação e Restauro 1 Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação Artigo 1º Criação A Universidade Nova de Lisboa (UNL),

Leia mais

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados

CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados 1 CIDADES SUSTENTÁVEIS Diploma de Estudos Pós-Graduados http://cidadessustentaveis.dcea.fct.unl.pt 1. Área Científica Predominante do Curso: Ambiente, urbanismo e desenvolvimento sustentável 2. Porquê

Leia mais

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos ANEXO Normas regulamentares do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Habilitações de acesso São admitidos como candidatos à inscrição no ciclo

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E

M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Ana Teresa Bernardo Guia RUA CENTRO REPUBLICANO, 70 2º ESQ 2300 359 TOMAR, PORTUGAL Telefone 966 166 243 Correio

Leia mais

CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS

CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS CRITÉRIOS DE QUALIFICAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE PARA A ACREDITAÇÃO DE CICLOS DE ESTUDOS Versão 1.1 Setembro 2013 1. Critérios (mínimos) de referência quanto à qualificação do corpo docente para a acreditação

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES DA ESTBARREIRO/IPS. Índice

PLANO DE ATIVIDADES DA ESTBARREIRO/IPS. Índice PLANO DE ATIVIDADES 2015 Índice 1. Introdução... 2 1.1. Âmbito e organização... 2 1.2. Enquadramento institucional... 2 2. Objetivos estratégicos e operacionais... 5 3. Metas a alcançar e atividades a

Leia mais

ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA - AIPT (2007-2009)

ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA - AIPT (2007-2009) ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA - AIPT (2007-2009) O AIPT tem o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa ESTRUTURA DO COMITÉ PORTUGUÊS PARA O AIPT O Comité Português para

Leia mais

Produção Multimédia Interactiva

Produção Multimédia Interactiva Produção Multimédia Interactiva Candidaturas 2012/13 secretaria@ipa.univ.pt http://pmi.ipa.univ.pt www.ipa.univ.pt IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos No IPA prosseguimos os seguintes

Leia mais

Acesso ao curso de Licenciatura em ENGENHARIA DO AMBIENTE (ESTGV/IPV) para titulares de CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA*

Acesso ao curso de Licenciatura em ENGENHARIA DO AMBIENTE (ESTGV/IPV) para titulares de CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA* Acesso ao curso de Licenciatura em ENGENHARIA DO AMBIENTE (ESTGV/IPV) para titulares de CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA* * CETs referenciados pelo Conselho Técnico-Científico da ESTGV para acesso

Leia mais

CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES

CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES CV RESUMIDO DE LUÍS VALADARES TAVARES Professor Catedrático do IST de Investigação Operacional e Engenharia de Sistemas Área Científica: Sistemas e Gestão I Dados Pessoais Nasceu em Lisboa, a 28/03/1946

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação pela Arte Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior de Educação João de Deus

Leia mais

Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas Teórico-Práticas 60 h

Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas Teórico-Práticas 60 h UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA F A C U L D A D E D E E NGE N H ARIA Disciplina de DESENHO Contexto da Disciplina Horas de Trabalho do Aluno Curso(s): Licenciaturas em Engenharia Total de horas Aulas

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014 MBA Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é um curso de pós-graduação desenvolvido pela Escola Superior de Ciências Empresariais

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM GESTÃO Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior, através do Departamento

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação MBA em Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2012-2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

Patrocinadores: Apoiantes: Media Partners:

Patrocinadores: Apoiantes: Media Partners: Patrocinadores: Ouro: Prata: Apoiantes: Media Partners: ENQUADRAMENTO Num mercado em mudança a sustentabilidade pode ser uma oportunidade chave para dinamizar o sector e o LiderA um contributo na procura

Leia mais

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Relatório Resumo Junho de 2012 Índice 1. Objectivo... 3 2. Enquadramento... 3 3. Trabalho realizado... 3 4. Dados síntese da Licenciatura

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM MARKETING Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior, através

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

PROMOVER O CONHECIMENTO NA E DA ADMINISTRAÇÃO Com o apoio:

PROMOVER O CONHECIMENTO NA E DA ADMINISTRAÇÃO Com o apoio: 21 DE NOVEMBRO DE 2011 8H00-9H30 RECEPÇÃO DOS PARTICIPANTES 9H30-10H00 ABERTURA (AUDITÓRIO) HÉLDER ROSALINO, SECRETÁRIO DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FRANCISCO RAMOS, PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Assembleia Geral do Núcleo de Bolseiros de Investigação Científica da Universidade de Aveiro. 17 de março de 2015

Assembleia Geral do Núcleo de Bolseiros de Investigação Científica da Universidade de Aveiro. 17 de março de 2015 Assembleia Geral do Núcleo de Bolseiros de Investigação Científica da Universidade de Aveiro 17 de março de 2015 Órgãos de Gestão e Fiscalização (mandato 2014/2015) Início do mandato: 05 de março de 2014

Leia mais

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/14972 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Leiria A.1.a. Identificação

Leia mais

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia Ensinar a saber fazer Profissionais com Futuro desde 1990 L I C E N C I A T U R A S ADEQUADAS AO PROCESSO DE BOLONHA Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia A estratégia do ISTEC

Leia mais

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia (BGCT) (M/F) AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO O Centro Ciência Viva de Constância torna pública a abertura de concurso para a atribuição de uma Bolsa de Gestão de Ciência

Leia mais

FLAG 2010 MEETING. Vila Velha de Ródão, 2011

FLAG 2010 MEETING. Vila Velha de Ródão, 2011 Vila Velha de Ródão, 2011 Relatório do evento científico FLAG2010 Meeting O Encontro Bienal de 2010 do Fluvial Archives Group (FLAG) decorreu em Portugal entre 5 e 10 de Setembro de 2010. A principal instituição

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ANO LECTIVO 2008/2009 O Presidente do Conselho Directivo da Escola Náutica Infante D. Henrique,

Leia mais

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010 Cidade da Praia, Cabo Verde A ponte para o futuro Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE Artigo 1º Objeto O Regulamento do 2º Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Mestre em Psicologia Clínica

Leia mais

Regulamento do 2º ciclo de estudos da Universidade da Madeira

Regulamento do 2º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Regulamento do 2º ciclo de estudos da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento visa desenvolver e complementar o regime jurídico instituído pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

NCE/10/00411 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00411 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/00411 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Iade Instituto De Artes Visuais,

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL

GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Curso Novo Ficha Académica de Curso GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Pós-Graduação Curso Pós-Graduação em GESTÃO DE RISCO E PROTEÇÃO CIVIL Unidade Orgânica ULP / FCNET Grau ECTS 65 ECTS Horas de Contacto

Leia mais

Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal

Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal Urban Analytics AcceleratingtheDevelopmentofSmartCitiesinPortugal Iniciativa do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Promoção da Direção Geral do Território com a colaboração das

Leia mais

Reabilitação e Reforço de Estruturas

Reabilitação e Reforço de Estruturas Mestrado em Engenharia Civil 2011 / 2012 Reabilitação e Reforço de Estruturas Aula 01: Introdução. Apresentação do docente. Programa da unidade curricular. Material de apoio. Avaliação. Eduardo S. Júlio

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2011 SUPLEMENTO N.º 1 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS DO ENSINO SUPERIOR

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2011 SUPLEMENTO N.º 1 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS DO ENSINO SUPERIOR ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS DO ENSINO SUPERIOR CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2011 SUPLEMENTO N.º 1 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES CURSOS CONGÉNERES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR JULHO DE 2011

Leia mais

EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012. Escola de Engenharia

EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012. Escola de Engenharia EEUM Plano de Atividades e Orçamento 2012 Escola de Engenharia Plano de Atividades e Orçamento 2014 i Introdução A Escola de Engenharia tem vindo a destacar-se pela consistência dos seus resultados e pela

Leia mais

Usar BPM desde o ensino ao mercado

Usar BPM desde o ensino ao mercado Usar BPM desde o ensino ao mercado Formação Continua no IPS-EST e na ULHT Nuno Pina Gonçalves Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal), Setúbal, Portugal nuno.pina@estsetubal.ips.pt

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008 AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Agosto 08 de Comunicação e Design Multimédia 08 ÍNDICE 1. Introdução 5 2. População e Amostra 5 3. Apresentação de Resultados 6 3.1. Opinião dos alunos

Leia mais

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Faculdade de Ciências, Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade do Porto 2006-2008 http://www.dcc.fc.up.pt/mi

Leia mais

A Construção Sustentável e o Futuro

A Construção Sustentável e o Futuro A Construção Sustentável e o Futuro Victor Ferreira ENERGIA 2020, Lisboa 08/02/2010 Visão e Missão O Cluster Habitat? Matérias primas Transformação Materiais e produtos Construção Equipamentos Outros fornecedores

Leia mais

Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território

Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território Mestrado (2º ciclo) em Ecologia Ambiente e Território RELATÓRIO DA CONCRETIZAÇÃO DOS OBJECTIVOS DO PROCESSO DE BOLONHA Ano Lectivo 2008/2009 Porto, Dezembro 2009 1 Índice 1. O curso de 2º ciclo em Ecologia,

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Ciências Sociais e Humanas REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS Artigo 1º Natureza O presente regulamento

Leia mais

Programa detalhado. Data: 16 de julho de 2013 Hora de início: 14:30 15:30 Moderador: Cristina Manuela Sá (Universidade de Aveiro)

Programa detalhado. Data: 16 de julho de 2013 Hora de início: 14:30 15:30 Moderador: Cristina Manuela Sá (Universidade de Aveiro) Moderador: Cristina Manuela Sá (Universidade de Aveiro) Comunicações Livres (S18-T16) Sala: Anfiteatro CM ID 14: FC SEGURA UMA APLICAÇÃO CRIADA COM OS ALUNOS [Cidália Marques (Agrupamento Fernando Casimiro);

Leia mais

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012

CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012 ACESSO AO ENSINO SUPERIOR GUIAS DO ENSINO SUPERIOR CANDIDATURA AO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO 2012 SUPLEMENTO N.º 1 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES CURSOS CONGÉNERES DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR JULHO DE 2012

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES / CONTAS

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES / CONTAS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES / CONTAS 2003 De acordo com o Plano de Actividades elaborado pela Comissão Directiva do CEEM para o ano de 2003, foram definidas quatro áreas estratégicas de intervenção: - Investigação

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA

PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA PLANO DE ESTUDOS DO 51º CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA Janeiro de 2012 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESTINATÁRIOS... 4 3. FINALIDADE... 4 4. OBJECTIVOS GERAIS... 4 5. PLANO CURRICULAR... 5 6.

Leia mais

NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/10/01716 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Normas Europeias para Projecto de Estruturas Metálicas

Normas Europeias para Projecto de Estruturas Metálicas CENFIM, Trofa 6 de Maio de 2014 Normas Europeias para Projecto de Estruturas Metálicas Rui Ferreira Alves O Sector da Construção no contexto da União Europeia Sector estratégico: relevante para promover

Leia mais

O Processo de Bolonha na ESTBarreiro/IPS

O Processo de Bolonha na ESTBarreiro/IPS O Processo de Bolonha na ESTBarreiro/IPS João Vinagre Santos A ESTBarreiro/IPS Criação em Julho de 1999, pelo Ministro da Educação Prof. Marçal Grilo 4ª Escola do IPS, 2ª Escola de Tecnologia, 1ª Escola

Leia mais

APRESENTAÇÃO. 1 Com o projecto inicial do Dicionário de História Empresarial previu-se o seguinte plano de execução: I

APRESENTAÇÃO. 1 Com o projecto inicial do Dicionário de História Empresarial previu-se o seguinte plano de execução: I Séculos XIX e XX. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2013-2014. 2 vols. APRESENTAÇÃO No tempo presente chegam-nos diariamente notícias da situação do sistema financeiro relacionadas com o momento

Leia mais

Intervenientes no Estudo

Intervenientes no Estudo 6. Intervenientes no Estudo 145 Inovação e Empreendedorismo Sustentado i&es Estudo de Benchmarking Internacional 146 intervenientes no estudo 6. ESPECIALISTAS EM EMPREENDEDORISMO Eduardo Garcia Erquiaga

Leia mais

1983 - Licenciatura em Economia, pela Universidade Técnica de Lisboa (Instituto Superior de Economia e Gestão).

1983 - Licenciatura em Economia, pela Universidade Técnica de Lisboa (Instituto Superior de Economia e Gestão). Nome: Rui José da Cunha de Sousa Nunes Nascimento: 12 de Janeiro de 1957, Lisboa Estado Civil; Descendência: Casado; três filhos Email: rnunes@ualg.pt HABILITAÇÕES ACADÉMICAS 1996 - Ph.D. em Economia,

Leia mais

NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Porto A.1.a.

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS Artigo 1.º Criação A Universidade

Leia mais

Em seguida, prestam-se breves esclarecimentos sobre algumas questões frequentes sobre o acordo mencionado acima:

Em seguida, prestam-se breves esclarecimentos sobre algumas questões frequentes sobre o acordo mencionado acima: Acordo Ibérico entre Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) e Universidade Alfonso X El Sabio de Madrid permite o ingresso de alunos licenciados em Ciências Biomédicas pela

Leia mais

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão

MESTRADO EM. Métodos Quantitativos e Gestão MESTRADO EM Métodos Quantitativos em Economia e Gestão ANO LECTIVO 2011/2012 Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão Apresentação O Mestrado em Métodos Quantitativos em Economia e Gestão

Leia mais

3. ACTIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

3. ACTIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO 3. ACTIVIDADES DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Tendo como objectivo contribuir para que a Escola se constitua como um pólo de dinamização cultural e científico da região, é fundamental proceder à celebração

Leia mais

Nome: Sandra Micaela Costa Dias Faria Morada: Rua da Mãe de Deus, 58 9501-801 Ponta Delgada São Miguel Açores Telefone: 296 650 084 Fax: 296 650 083

Nome: Sandra Micaela Costa Dias Faria Morada: Rua da Mãe de Deus, 58 9501-801 Ponta Delgada São Miguel Açores Telefone: 296 650 084 Fax: 296 650 083 Sandra Micaela Costa Dias Faria Curriculum Vitae Setembro/2006 Dados pessoais: Curriculum Vitae Nome: Sandra Micaela Costa Dias Faria Morada: Rua da Mãe de Deus, 58 9501-801 Ponta Delgada São Miguel Açores

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM SOCIOLOGIA: EXCLUSÕES E POLÍTICAS SOCIAIS Artigo 1º Objecto O Regulamento do

Leia mais

SECRETARIA-GERAL Centro de Informação e Relações Públicas CIREP. Legislação divulgada no B. I. Janeiro 2010

SECRETARIA-GERAL Centro de Informação e Relações Públicas CIREP. Legislação divulgada no B. I. Janeiro 2010 2010-01-29 Janeiro SECRETARIA-GERAL Centro de Informação e Relações Públicas CIREP Legislação divulgada no B. I. Janeiro 2010 Despacho n.º 1/2010. D.R. n.º 1, Série II de 2010-01-04, dos Ministérios dos

Leia mais

Procura de Excelência

Procura de Excelência www.mba.deg.uac.pt Procura de Excelência MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION Mestrado em Gestão (MBA) Secretariado Departamento de Economia e Gestão Rua da Mãe de Deus Apartado 1422 E-mail: mba@uac.pt Tel:

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Escola Superior de Educação

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Escola Superior de Educação INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Escola Superior de Educação Relatório de Concretização do Processo de Bolonha Mestrado em Inovação e Mudança Educacional 2011 (cf. DL n.º 74/2006, de 24 de Março,

Leia mais

CURRICULUM VITAE. José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá. Lisboa, Fevereiro de 2015

CURRICULUM VITAE. José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá. Lisboa, Fevereiro de 2015 CURRICULUM VITAE DE José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá Lisboa, Fevereiro de 2015 I - DADOS PESSOAIS NOME - José Carlos Salgueiro de Vasconcelos e Sá MORADA - Rua Prof. Henrique Vilhena 11, 1 - D 1600

Leia mais

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração:

EngIQ. em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química. Uma colaboração: EngIQ Programa de Doutoramento em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química Uma colaboração: Associação das Indústrias da Petroquímica, Química e Refinação (AIPQR) Universidade de Aveiro Universidade

Leia mais

Deliberação n.º 762/2003

Deliberação n.º 762/2003 Deliberação n.º 762/2003 de 27 de Maio Deliberação n.º 763/2003. - Por deliberação da Secção Permanente do Senado, em reunião de 5 de Fevereiro de 2003, foi aprovada a criação do curso de Mestrado em Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18

Leia mais