Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET"

Transcrição

1 Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET CARLOS POLETTI CAMARGO DIOGO ARTUZO SANTOS HENRIQUE KENITI TAKESHIMA MATHEUS PERES SANT ANNA NATÁLIA TEIXEIRA NEVES VITÓRIA DA SILVA BONFIM ACHADOS E PERDIDOS São Caetano do Sul - SP Junho/2015

2 CARLOS POLETTI CAMARGO DIOGO ARTUZO SANTOS HENRIQUE KENITI TAKESHIMA MATHEUS PERES SANT ANNA NATÁLIA TEIXEIRA NEVES VITÓRIA DA SILVA BONFIM ACHADOS E PERDIDOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Etec Jorge Street como requisito parcial para obtenção do título de Técnico em Informática. Orientador: Prof. Rafael Zamboni São Caetano do Sul- SP Junho/2015

3 CARLOS POLETTI CAMARGO DIOGO ARTUZO SANTOS HENRIQUE KENITI TAKESHIMA MATHEUS PERES SANT ANNA NATÁLIA TEIXEIRA NEVES VITÓRIA DA SILVA BONFIM ACHADOS E PERDIDOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Etec Jorge Street como requisito parcial para obtenção do título de Técnico em Informática. Banca Examinadora Orientador: Professor Membro 1: Professor Membro2: Professor

4 Gostaríamos de agradecer, primeiramente, aos nossos parentes, que nos deram o incentivo necessário para chegarmos até a etapa final do curso, evitando ideias contrárias às esperadas por nós mesmos, como os de abandoná-lo ou parar de esforçar-se para absorver o conhecimento disponibilizado pelo mesmo. Em segundo lugar, gostaríamos de agradecer à nós mesmos, por não termos desistido de nosso projeto, acompanhando todos os processos de sua criação, até finalmente chegarmos em sua conclusão. Por fim, agradecemos aos nossos professores, tutores e mentores, os quais nos auxiliaram a tomar as melhores decisões para tomarmos de acordo com as proporções que nos eram cabíveis.

5 "Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isto não tem muita importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado." -WILLIAM SHAKESPEARE

6 RESUMO No projeto que aqui é apresentado, Achados e Perdidos, pretendemos expor e identificar os problemas até então não solucionados no que diz respeito aos objetos que foram desapercebidos na instituição ETEC Jorge Street. Além disso, queremos mostrar como, com a utilização do projeto, as dificuldades- tanto para funcionários quanto para alunos- seriam diminuídas em grande escala. Com base em pesquisas feitas pelo recinto escolar, percebemos que boa parte dos entrevistados já tiveram objetos perdidos pelo ambiente escolar, e, para nós, o fato mais preocupante e notório, é o de que, muitas vezes, os mesmos não encontraram seus objetos, mesmo após longas procuras. Nossa intenção é suprir esta necessidade, visando melhorar o convívio dentro da instituição, assim como a confiança dos alunos para com a mesma. Palavras-chave: Perder. Procurar. Achar.

7 ABSTRACT In the project that is presented here, "Lost and Found", we intend to expose and identify problems until then unsolved on what s about the objects that were unnoticed in ETEC Jorge Street institution. In addition, we want to show how, with the use of the project, the difficulties- both for employees and for students- would be reduced on a large scale. Based on research done by the school place, we realized that most of the respondents had already lost objects in the academic space, and for us, the most worrying and notorious fact is that often they do not find their objects, even after long searches. Our intention is to meet this need, to improve the interaction within the institution, as well as students' confidence towards the same. Key words: Lost. Found. Search.

8 Lista de figuras Figura 1. Tabela: Quantidade de Objetos Perdidos Figura 2. Tabela: Objetos Mais Perdidos Figura 3.Tabela: Pessoas que Gostariam de um Sistema de Achados e Perdidos na Escola Figura 4. Logotipo do Sistema Figura 5. Pagina Inicial do Sistema Figura 6. Página Login do Aluno Figura 7. Página Cadastro do Aluno Figura 8. Página Bem Vindo ao Onde Está? Figura 9. Página Erro de Login Figura 10. Página Recuperar Senha Figura 11. Pagina Inicial do Aluno Figura 12. Página de Cadastro de Objetos Figura 13. Página Procurar Objetos pelo Aluno Figura 14. Página Relação dos Objetos Figura 15. Página Login do Funcionário Figura 16. Página Inicial do Funcionário Figura 17. Página Adicionar Objetos Figura 18. Página Procurar Objetos pelo Funcionário Figura 19. Página Relação dos Objetos Figura 20. Página Devolução dos Objetos... 34

9 Figura 21. Tabela Aluno Figura 22.Tabela Funcionário Figura 23.Tabela Objetos Figura 24. Modelagem Figura 25. Diagrama de Caso de Uso do Aluno Figura 26. Diagrama de Caso de Uso do Funcionário Figura 27. Diagrama de Classe do Sistema Figura 28. Logo Visual Studio Figura 29. Logo Access Figura 30. Logo PhotoScape Figura 31. Logo Photoshop Figura 32. Logo Prezi Figura 33. Fluxograma Figura 34. Fluxograma Figura 35. Cronograma... 43

10 SUMÁRIO INTRODUÇÃO TEMA E DELIMITAÇÃO Objetivo Geral Objetivo Específico Justificativa Metodologia RISCOS DO PROJETO BRIEFING Público Alvo Pesquisas de campo Resultados dos Gráficos de Pesquisas SOFTWARE Objetivos do software Elementos das páginas DEFINIÇÃO DO CONTEÚDO Logotipo Menu de navegação... 19

11 5.3. Login do aluno Cadastro do aluno Bem- vindo, Aluno Erro de login Recuperar Senha Menu de acesso ao aluno Cadastro de objetos pelo aluno Busca de objetos Relação dos objetos encontrados Login do Funcionário Menu de Navegação do Funcionário Cadastro de objetos pelo funcionário Busca de Objetos pelo Funcionário Relação dos objetos encontrados Devolução do Objeto DICIONÁRIO DE DADOS MODELAGEM DIAGRAMA DE CASO DE USO DIAGRAMA DE CLASSE FERRAMENTAS UTILIZADAS RESULTADOS OBTIDOS FLUXOGRAMA... 42

12 13. CRONOGRAMA CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 46

13 11 INTRODUÇÃO A ideia do projeto veio a partir da dificuldade em recuperar algo perdido nas dependências da escola, que atualmente não possui nenhum recurso que facilite o controle de armazenamento e a devolução dos objetos encontrados aos seus respectivos donos. Atualmente, todos os objetos perdidos/esquecidos nas dependências escolares são recolhidos muitas vezes por funcionários e deixados em uma caixa, com a facilidade de qualquer aluno poder retirá-lo mesmo não sendo o verdadeiro dono. Sendo assim, desenvolvemos um sistema de achados e perdidos com a finalidade de organizar a armazenagem dos objetos encontrados, facilitar o trabalho dos funcionários responsáveis pela devolução dos objetos e aumentar a segurança na devolução dos objetos, podendo apenas retirá-los os respectivos donos.

14 12 1. Tema e Delimitação Projetar um software de Achados e perdidos para facilitar a procura pelos objetos perdidos na instituição de ensino Jorge Street, visando o bem- estar e uma maior confiança por parte dos alunos e funcionários da mesma Objetivo Geral Desenvolver um software de Achados e Perdidos para auxiliar os alunos da Etec Jorge Street a recuperarem os seus objetos perdidos/ esquecidos no ambiente escolar Objetivo Específico - Auxiliar o funcionário do departamento de achados e perdidos, com um sistema de fácil manuseio e entendimento; - Agilizar o processo de recuperação dos objetos perdidos; - Aumentar a probabilidade de que o objeto seja entregue ao seu respectivo dono; - Ter controle sobre a entrada e saída dos objetos; - Fazer com que os objetos que não tenham identificação também sejam recuperados Justificativa Devido à correria do dia a dia as pessoas tendem a perder objetos, principalmente em espaços com grande concentração de pessoas. Muitas vezes os objetos acabam não sendo recuperados devido à falta de um sistema informatizado que controle a entrada e a saída desses objetos e o armazenamento dos mesmos. Isso não seria diferente em relação à Etec Jorge Street, pois a escola possui uma grande circulação diária de alunos que tendem, também, a perder os seus objetos no âmbito escolar.

15 13 Porém a Etec não possui nenhum Sistema de Achados e Perdidos, então, devido à falta de um sistema e a grande necessidade, decidimos criar um software que ajude tanto os alunos como os funcionários na recuperação dos seus objetos perdidos, facilitando também o trabalho de quem organiza esses objetos, tornando o processo mais rápido e seguro Metodologia Para o projeto, as tarefas foram divididas em dois componentes: Primeiro, foi feita uma pesquisa de campo relativa aos alunos integrantes da ETEC Jorge Street, onde constatou- se que o mesmo fazia- se por necessário, uma vez que tanto alunos como professores possuem dificuldades ao recuperar seus objetos quando os mesmos são perdidos nas instalações da instituição. O segundo componente resume- se à parte prática de todo o processo, onde o projeto foi programado e realizado, perante àquilo que foi proposto por e para nós. 2. Riscos do Projeto O Sistema poderá apresentar falhas tais como: não conseguir identificar um objeto quando esse for requerido; o sistema pode vim à sobrecarregar se não houver espaço suficiente no banco de dados. Pode haver caso de ter dois ou mais objetos idênticos e o sistema não conseguir distingui-los. 3.Briefing 3.1 Público Alvo Estudantes e Funcionários da Instituição Jorge Street.

16 Pesquisas de Campo 3.3 Resultados Gráficos das Pesquisas Figura 1. Tabela: Quantidade de Objetos Perdidos. Fonte: Pesquisa de Campo Realizada na Escola, 2015.

17 15 Figura 2. Tabela: Objetos Mais Perdidos. Fonte: Pesquisa de Campo realizada na Escola, 2015.

18 16 Figura 3. Tabela: Pessoas que Gostariam de um Sistema de Achados e Perdidos na Escola. Fonte: Pesquisa de Campo realizada na Escola, 2015.

19 17 4.Software 4.1 Objetivo do Software Armazenar dados de objetos variados perdidos que foram encontrados por alguém e que o mesmo possa utilizar o software como um meio para encontrar o dono. Com o reconhecimento do público sobre o software, podemos ampliar os serviços e até mesmo atualizá-lo em ambientes com grande circulação diária de pessoas como: metrôs, aeroportos. 4.2 Elementos das páginas As páginas possuem caixas de texto para que o usuário digite as informações requisitadas, caixas de texto com os títulos de cada tópico, local para upload de imagem quando necessário (e em determinada página), botões que ligam uma página a outra auxiliando em todos os processos do usuário, caixa para inserção de data e caixa de múltipla escolha.

20 18 5. Definição do Conteúdo O software é divido em 16 páginas, com diversas ferramentas do programa Visual Studio. 5.1 Logotipo Figura 4: Logotipo do Sistema. Fonte: Autoria Própria, 2015.

21 Menu de Navegação Figura 5. Pagina Inicial do Sistema. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

22 Login do Aluno Figura 6. Página Login do Aluno. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

23 Cadastro do Aluno Figura 7. Página Cadastro do Aluno. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

24 Bem Vindo Aluno. Figura 8. Página Bem Vindo ao Onde Está?. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

25 Erro de Login Figura 9. Página Erro de Login. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

26 Recuperar Senha Figura 10. Página Recuperar Senha. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

27 Menu de Acesso do Aluno Figura 11. Pagina Inicial do Aluno. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

28 Cadastro de Objetos pelo Aluno Figura 12. Página de Cadastro de Objetos. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

29 Busca de Objetos Figura 13. Página Procurar Objetos pelo Aluno. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

30 Relação dos Objetos Encontrados Figura 14. Página Relação dos Objetos. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

31 Login do Funcionário Figura 15. Página Login do Funcionário. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

32 Menu de Navegação do Funcionário Figura 16. Página Inicial do Funcionário. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

33 Cadastro de Objeto pelo Funcionário Figura 17. Página Adicionar Objetos. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

34 Busca de Objetos pelo Funcionário Figura 18. Página Procurar Objetos pelo Funcionário. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

35 Relação dos Objetos Encontrados Figura 19. Página Relação dos Objetos. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

36 Devolução do Objeto Figura 20. Página Devolução dos Objetos. Fonte: Microsoft Visual Studio, 2010.

37 35 6. Dicionário de Dados Figura 21. Tabela Aluno. TB_ALUNO Campo Tipo Tamanho Restrição Máscara Dependência RM_ALUNO Número 5 Primary key NOME_ALUNO Texto SOBRENOME_ALUNO Texto CPF_ALUNO Texto SENHA_ALUNO Texto FOTO_ALUNO Texto Fonte: Microsoft Office Access, Figura 22.Tabela Funcionário. TB_FUNCIONARIO Campo Tipo Tamanho Restrição Máscara Dependência MAT_FUNC Número 5 Primary key NOME_FUNC Texto SOBRENOME_FUNC Texto CPF_FUNC Texto SENHA_FUNC Texto FOTO_FUNC Texto Fonte: Microsoft Office Access, 2010.

38 36 Figura 23.Tabela Objetos TB_OBJETO Campo Tipo Tamanho Restrição Máscara Dependência CODIGO_OBJ Numeração Inteiro Primary Automática Longo key NOME_OBJ Texto CATEGORIA_OBJ Texto QUANTIDADE_OBJ Número DATA_ENCONTRADO Texto DD/MM/AA -- _OBJ AA LOCAL_ENCONTRADO Texto _OBJ DESCRICAO_OBJ Texto FOTO_OBJ Texto MAT_FUNC Número 5 Foreign Key -- TB_FUNCIONARIO RM_ALUNO Número 5 Foreign Key -- TB_ALUNO Fonte: Microsoft Office Access, Modelagem Figura 24. Modelagem. Fonte: Microsoft Office Access, 2010.

39 37 8. Diagrama de Caso de Uso Figura 25. Diagrama de Caso de Uso do Aluno. Fonte: Astah Community, 2014.

40 38 Figura 26. Diagrama de Caso de Uso do Funcionário. Fonte: Astah Community, Diagrama de Classe Figura 27. Diagrama de Classe do Sistema. Fonte: Astah Community, 2014.

41 Ferramentas Utilizadas VISUAL STUDIO 2010 O Programa Visual Studio 2010 desenvolve softwares voltados à várias linguagens como VisualBasic (VB), C++, C#, entre outros. Figura 28. Logo Visual Studio. Fonte: Visual Studio, MICROSOFT ACCESS 2010 É um sistema de gerenciamento de Banco de Dados da Microsoft. Esse programa permite tanto o desenvolvimento de dados como também o desenvolvimento da interface a ser usada pelos usuários. Figura 29. Logo Access. Fonte: Microsoft Access, PHOTOSCAPE É um programa para gerenciamento e edição de imagens. Além do PhotoScape ser de fácil uso, ele oferece muitos recursos para edição de imagens ao usuário.

42 40 Figura 30. Logo PhotoScape. Fonte: PhotoScape, PHOTOSHOP CS6 É um software do Adobe para edição de imagens. Figura 31. Logo Photoshop. Fonte: Photoshop, PREZI É um programa utilizado para criação de apresentações de trabalhos. O Prezi é semelhante ao Power Point, porém com mais recursos. Figura 32. Logo Prezi Fonte: Prezi, 2015.

43 Resultados Obtidos Aprimoramento nas habilidades de ambos participantes do grupo em desenvolver programas à partir do que nos foi capacitado ao longo do tempo em que permanecemos em classe, com o que nos foi lecionado. Além de experiência e um maior conhecimento na área da programação, projetamos e realizamos o software aqui citado, que, apesar de possuir interface simples, utilizou de diversos recursos desde linhas de código simples até linhas mais complexas, onde foi requerido de nós esforço acima do qual estávamos acostumados durante o módulo (este que, por si só, já era demasiadamente grande).

44 Fluxograma Figura 33. Fluxograma. Fonte: Microsoft Visio, 2013.

45 43 Figura 34. Fluxograma Fonte: Microsoft Visio, 2013.

46 Cronograma Figura 35. Cronograma. Fonte: Microsoft Project, 2010.

47 Conclusão Com a realização do trabalho de conclusão de curso, ao final de nosso ensino técnico, pudemos utilizar boa parte do que nos foi ensinado ao longo de 18 meses, transformando códigos e layouts em um programa com fins filantrópicos para uso infinito e exclusivo da instituição ETEC Jorge Street. O projeto Onde Está? obteve, em 6 meses de trabalho, os resultados esperados por todos os integrantes do grupo, atendendo todos os pontos que foram planejados ao longo de seu desenvolvimento. No desenvolvimento deste projeto adquirimos experiência com o trabalho em grupo, ajudando uns aos outros, e estimulando a capacidade de trabalho de cada membro. E com todo o conhecimento que nos foi ensinado durante o curso, projetamos este software para suprir a falta de um sistema que ajudasse os alunos e funcionários a recuperar seus objetos perdidos no ambiente escolar.

48 46 Referências CARLO QUINO, Antonio. IME desenvolve site para objetos achados e perdidos. Disponível em: <http://www5.usp.br/25365/ime-desenvolve-site-para-objetos-achados-e-perdidos/> Acesso em: 14 nov SANT ANNA, Emilio. Há 40 anos, Achados e Perdidos do Metrô de SP recebe objetos inusitados. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/06/ ha-40-anos-achados-eperdidos-do-metro-de-sp-recebe-objetos-inusitados.shtml> Acesso em: 13 mai Livro: CIÊNCIA MODERNA EDIT, VISUAL BASIC 6: PROGRAMAÇÃO BÁSICA, Livro: MARQUES, Paulo Capela, PROGRAMAÇÃO EM VISUAL BASIC, Livro: ERICA, ESTUDO DIRIGIDO VISUAL BASIC EXPRESS, 2013.

Aplicação Prática de Lua para Web

Aplicação Prática de Lua para Web Aplicação Prática de Lua para Web Aluno: Diego Malone Orientador: Sérgio Lifschitz Introdução A linguagem Lua vem sendo desenvolvida desde 1993 por pesquisadores do Departamento de Informática da PUC-Rio

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP Antonio Carlos da Cunha Migliano UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP RESUMO Este

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5

Tecnologias de Informação e Comunicação Página 1 de 5 1. Descrição da prova A prova irá abranger várias tarefas de utilização do software do Microsoft Office2007 e software gráfico como o Adobe Photoshop CS4 ou Adobe Fireworks CS4. As principais áreas abrangidas

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1 Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET BEATRIZ LIMA CLEMENTE CÁSSIA SANTOS DO NASCIMENTO GABRIEL GIMENEZ DE LIMA JESLER DALPINO ULIAM LIMA

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG 312 PROJETOS MECÂNICOS I RELATÓRIO DO SITE DA DISCIPLINA ENG312 PROJETOS MECÂNICOS I (www.projetosdemaquinas.eng.ufba.br)

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Funções. Usuários. Servidores públicos.

Funções. Usuários. Servidores públicos. Manual Versão 1.0 O sistema de Recursos Humanos é utilizado para coletar, registrar, armazenar, analisar e recuperar dados dos recursos humanos da administração direta do Governo do Estado de Rondônia

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

O que você precisa entender:

O que você precisa entender: Webmatic A comunicação do futuro entre seu escritório e seus clientes. O Webmatic permite aos clientes do seu escritório contábil 24h de acesso fácil e ágil, a todos os dados gerados pelo sistema Folhamatic,

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE.

CURSOS OFERECIDOS. seus objetivos e metas. E também seus elementos fundamentais de Administração, como: PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO E CONTROLE. CURSOS OFERECIDOS Access 2007 Aproximadamente 20 horas O aluno aprenderá criar Banco de Dados de forma inteligente, trabalhar com estoques, número de funcionários, clientes etc. Conhecerá ferramentas aprimoradas

Leia mais

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino Eduardo Kokubo kokubo@inf.univali.br Fabiane Barreto Vavassori, MSc fabiane@inf.univali.br Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI Centro de Ensino Superior

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA II BANCO DE DADOS

INFORMÁTICA APLICADA II BANCO DE DADOS INFORMÁTICA APLICADA II BANCO DE DADOS Professor:. Carga horária semanal: 4 HA Resumo dos assuntos abordados: - Teoria de banco de dados; - Modelagem de dados; - MS-Access; - Linguagem SQL; - PostgreSQL;

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE Manual de Utilização do MSDN-AA Software Center Aracaju/SE 2009 Sumário Apresentação... 3 1. Solicitando ativação no MSDN-AA... 3 2. Acessando o Portal

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso

Manual do Usuário. SCA - Sistema de Controle de Acesso Manual do Usuário SCA - Sistema de Controle de Acesso Equipe-documentacao@procergs.rs.gov.br Data: Julho/2012 Este documento foi produzido por Praça dos Açorianos, s/n CEP 90010-340 Porto Alegre, RS (51)

Leia mais

Capítulo 1 Conceito Básico

Capítulo 1 Conceito Básico Capítulo 1 Conceito Básico O Forzip é um software de gerenciamento de produção de cartões de identificação, desde pequenas quantidades até volumes industriais, que vem sendo aprimorado constantemente com

Leia mais

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!!

Apresentação. Nossa sugestão é que você experimente e não tenha medo de clicar!!! Apresentação Este manual é uma orientação para os participantes de cursos no ambiente Moodle do INSTITUTO PRISMA. Tem como objetivo orientar sobre as ações básicas de acesso e utilização do ambiente virtual

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade

Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Como conduzir com sucesso um projeto de melhoria da qualidade Maria Luiza Guerra de Toledo Coordenar e conduzir um projeto de melhoria da qualidade, seja ele baseado no Seis Sigma, Lean, ou outra metodologia

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET. Joel Caique Ferreira da Silva

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET. Joel Caique Ferreira da Silva Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET Joel Caique Ferreira da Silva Júlio César Raveli Leandro de Lima Ricardo Piccelli Thiago Souza LOGIC

Leia mais

Sistema Online de Gerenciamento de Dados Clínicos Utilizando RIA (Rich Internet Applications)

Sistema Online de Gerenciamento de Dados Clínicos Utilizando RIA (Rich Internet Applications) Sistema Online de Gerenciamento de Dados Clínicos Utilizando RIA (Rich Internet Applications) ANTUNES, M. S.¹, SILVA, R. E. S. 2 (orientadora) ¹ Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas RS (FATEC-PEL) Rua

Leia mais

Memorial Descritivo. Portfólio Acadêmico Online

Memorial Descritivo. Portfólio Acadêmico Online Faculdade de Tecnologia SENAC Memorial Descritivo Portfólio Acadêmico Online Projeto Integrador do Módulo 1 Produção Multimídia Por Irene Coelho 09 de maio de 2014 Sumário 1. Introdução pág.01 2. Objetivos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE MOÇOS DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO MANUAL MEDIAWIKI Manual Media Wiki Página 2 Sumário O que é MediaWiki... 4 Acesso ao sistema... 5 Criação do índice principal... 7 Criação de página... 14 Bloqueio/Proteção de página... 17 Manual Media

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

Guia Rápido de Configuração

Guia Rápido de Configuração Guia Rápido de Configuração Newello Tecnologia com Responsabilidade 1 Sumário 1 Como abrir o Biolock Access Control?... 3 2 Cadastrar Departamento... 4 3 Como adicionar usuários no sistema?... 4 3.1 Como

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática para

Leia mais

Codificar Sistemas Tecnológicos

Codificar Sistemas Tecnológicos Codificar Sistemas Tecnológicos Especificação dos Requisitos do Software Sistema de gestão para a Empresa Cliente SlimSys Autor: Equipe Codificar Belo Horizonte MG Especificação dos Requisitos do Software

Leia mais

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec JORGE STREET

Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec JORGE STREET Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec JORGE STREET Bruna Oliveira Caroline Molina Danilo Pepeliascov Gabriel Monduzzi Jhonnatan Oliveira JOJOGO São Caetano

Leia mais

Responsabilidade INTERSERVICE. Um conceito voltado para Organizações Não-Governamentais Prospecto Interservice 1

Responsabilidade INTERSERVICE. Um conceito voltado para Organizações Não-Governamentais Prospecto Interservice 1 INTERSERVICE C O N S U LTO R I A & T R E I N A M E N TO LT DA. Responsabilidade Um conceito voltado para Organizações Não-Governamentais Prospecto Interservice 1 Sumário A missão da Interservice Projeto

Leia mais

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo

Prefeitura de Belo Horizonte. Sistema de Controle de Protocolo Prefeitura de Belo Horizonte Sistema de Controle de Protocolo Relatório apresentado para concorrer ao 2º Prêmio Inovar BH conforme Edital SMARH nº 001/2014 Belo Horizonte Julho de 2014 Resumo Sendo grande

Leia mais

SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas

SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas SISGAP - Sistema Gerenciador de Avaliações Psicopedagógicas Geandré Meller Zacher 1 Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 Newton Muller 3 RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar o projeto SISGAP, que

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Sistema de Processo Seletivo Simplificado

Sistema de Processo Seletivo Simplificado TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO SELETIVO Sistema de Processo Seletivo Simplificado VILA VELHA 2015 SUMÁRIO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO 1 SISTEMA DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO... 3 2 COMO ACESSAR O SISTEMA

Leia mais

Unidade de Ensino Superior Vale Do Iguaçu Normas para Utilização dos Recursos Tecnológicos Normas para Utilização dos Recursos Tecnológicos

Unidade de Ensino Superior Vale Do Iguaçu Normas para Utilização dos Recursos Tecnológicos Normas para Utilização dos Recursos Tecnológicos Normas para Utilização dos Recursos Tecnológicos UNIÃO DA VITÓRIA PR SUMÁRIO CAPÍTOLO I - Departamento de Informática e Laboratórios de Computação Dos Laboratórios de Computação e Seus Fins... 2 Da Estrutura

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba Departamento de Tecnologia da Informação MANUAL SUAP (MÓDULO PATRIMÔNIO) Manual de utilização do módulo Patrimônio do Sistema Unificado de

Leia mais

Manual Portal Ambipar

Manual Portal Ambipar Manual Portal Ambipar Acesso Para acessar o Portal Ambipar, visite http://ambipar.educaquiz.com.br. Login Para efetuar o login no Portal será necessário o e-mail do Colaborador e a senha padrão, caso a

Leia mais

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP MANUAL DO USUÁRIO Portal de Relacionamento - Manual do usuário... 1 SUMÁRIO 1. Informações gerais... 3 2. Sobre este documento... 3 3. Suporte técnico... 3 4. Visão Geral

Leia mais

Responsabilidade. Social. Um conceito voltado para o crescimento da Igreja. Prospecto Interservice 1

Responsabilidade. Social. Um conceito voltado para o crescimento da Igreja. Prospecto Interservice 1 Responsabilidade Social Um conceito voltado para o crescimento da Igreja. Prospecto Interservice 1 Sumário A missão da Interservice Responsabilidade Social Projeto Visão Cursos Livres Profissionalizantes

Leia mais

ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha

ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha 1 SUMÁRIO: Apresentação...3 Introdução...5 Acessando GLPI...6 Abrindo chamado...8 Anexando arquivo a um chamado...9 Acompanhamento de

Leia mais

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário

Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes. Website PRO. Manual do Usuário Sistema TrackMaker de Rastreamento e Logística de Transportes Website PRO Manual do Usuário ÍNDICE Login Página Inicial Rastreamento em Tempo Real Configurações Janela Adicionar Veículo Editar Veículo

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

STUDIO WEB. Contato 81 99704547 REVER CONECT

STUDIO WEB. Contato 81 99704547 REVER CONECT STUDIO WEB Contato 81 99704547 REVER CONECT Ferramentas que podem ser interessantes para a boa performace do seu sistema (site) Gestão de conteúdos - área para inserção e gerenciamento de conteúdos tais

Leia mais

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos

FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia Serviço Técnico de Informática STI SGCD Sistema Gerenciador de Conteúdos Dinâmicos Manual do Usuário Presidente Prudente, outubro de 2010 Índice 1. Introdução e Instruções

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica de nível médio de técnico em administração

Plano de Trabalho Docente 2010. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica de nível médio de técnico em administração Plano de Trabalho Docente 2010 Ensino Técnico ETEc de Ribeirão Pires Código: 141 Município: Ribeirão Pires/Mauá Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS JEAN CARLOS RAMOS LOPES SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE VENDA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS JEAN CARLOS RAMOS LOPES SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE VENDA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS JEAN CARLOS RAMOS LOPES SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE VENDA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO PRAIA GRANDE 2010 1 JEAN CARLOS RAMOS LOPES SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE VENDA LINGUAGEM

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROF. ERWIN ALEXANDER UHLMANN Universidade Guarulhos Página 1 Agradecimentos Agradeço a todos os alunos que com suas dúvidas me ajudaram a

Leia mais

Gerador de Home-pages de apoio ao ensino utilizando princípios de Design de Interfaces

Gerador de Home-pages de apoio ao ensino utilizando princípios de Design de Interfaces Gerador de Home-pages de apoio ao ensino utilizando princípios de Design de Interfaces Acadêmico: Fernando Pasold Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl Organização Introdução Utilização da Internet no

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA MODULAR

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA MODULAR Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA MODULAR CAIO GOMES ANTONIO GABRIEL CAVICHIO BORRONE

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA. Pizz@ Online

TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA. Pizz@ Online Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO ETEC JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA Pizz@ Online Ariane Danelon Martinez Fernanda

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA MÓDULO V MACAPÁ-AP 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PICPICS PASSO A PASSO

PICPICS PASSO A PASSO PICPICS PASSO A PASSO 2. Faça login em sua conta. 1. Crie sua conta no PicPics, informando os seus dados ou dados da sua empresa. Informe também os dados que você usará para acesso ao site. 3. Após fazer

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA INTERCÂMBIOS ESTUDANTIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA. Implementar uma infraestrutura padronizada e segura para a comunicação eletrônica oficial da UFTM.

NORMA PROCEDIMENTAL COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA. Implementar uma infraestrutura padronizada e segura para a comunicação eletrônica oficial da UFTM. 50.01.005 1/10 1. FINALIDADE Implementar uma infraestrutura padronizada e segura para a comunicação eletrônica oficial da UFTM. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO Todos os órgãos da UFTM e, em especial, na Assessoria

Leia mais

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD

Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD Capacitação - HÓRUS Manual do Participante do Curso de Gestão da Assistência Farmacêutica - EaD SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO... 3 2.1 Objetivos do curso... 3 2.2 Recursos de Aprendizagem...

Leia mais

Agora OS: Manual Interface. 2011 Milenial Multimedia

Agora OS: Manual Interface. 2011 Milenial Multimedia Todos os direitos reservados a Milenial Comunicação Visual LTDA. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida em nenhuma forma sem a permissão do autor. Impresso em: abril 2011 Contents 3 Índice

Leia mais

Evandro sistemas comerciais e web.

Evandro sistemas comerciais e web. Evandro sistemas comerciais e web. Sistema de Gerenciamento Comercial. Contatos: Site: www.evandropf.ubbi.com.br e-mail: acraseado@yahoo.com.br msn: evanf@bol.com.br Tel. (19)9212-7827 O Sistema Este sistema

Leia mais

Irá abrir a página de login. Digite ali seu Nome de usuário e senha. Idioma, deixe padrão. Aperte enter ou click sobre o botão Acessar.

Irá abrir a página de login. Digite ali seu Nome de usuário e senha. Idioma, deixe padrão. Aperte enter ou click sobre o botão Acessar. Criando um artigo Painel Administrativo Para criar um artigo, entre no Painel Administrativo do seu site pelo endereço do mesmo, acrescentando no final /administrator (ex: HTTP://www.seusite.com.br/administrator

Leia mais

Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO

Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO Núcleo de Empregabilidade e Empreendedorismo MANUAL DA EMPRESA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO SUMÁRIO Apresentação...... Considerações Iniciais.... Portal de Empregabilidade.... Requisitos Mínimos... Acesso...

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

Relatório referente ao período de 24 de abril de 2007 a 29 de maio de 2007.

Relatório referente ao período de 24 de abril de 2007 a 29 de maio de 2007. Relatório do GPES Relatório referente ao período de 24 de abril de 2007 a 29 de maio de 2007. Objetivo O objetivo desse relatório é expor alguns padrões de interface para Web que foram definidos pela Coleção

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte.

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. MANUAL DE SUPORTE Controle de Suporte Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. SUMÁRIO Considerações Iniciais... 3 Acesso... 4 Controle de Suporte... 5 1. Solicitação de Atendimento...

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes.

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes. AccessData BootCamp Forensic Toolkit, FTK Imager, Password Recovery Toolkit and Registry Viewer O curso AccessData BootCamp fornece conhecimento e habilidade necessária para instalar, configurar e o uso

Leia mais

Cenários do CEL. Acessar ao sistema

Cenários do CEL. Acessar ao sistema Cenários do CEL Acessar ao sistema Permitir que o usuário acesse ao Sistema de Léxicos e Cenários nas seguintes condições: logando-se, quando já estiver cadastrado; ou incluindo usuário independente, quando

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2015 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça EE: Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos

Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES. Manual de Procedimentos Pró-Reitoria de Administração - PRAd Assessoria de Informática - AI SISTEMA DE PUBLICAÇÃO DE LICITAÇÕES Manual de Procedimentos 2004 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS...3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...3

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

Construtor de Páginas

Construtor de Páginas Construtor de Páginas O novo Construtor de Páginas trouxe para o professor novos recursos em uma interface mais limpa, rápida e dinâmica, mas o Portal não desabilitou a utilização do antigo construtor

Leia mais

A missão da Interservice

A missão da Interservice A missão da Interservice A Interservice Consultoria e Treinamento, têm suas competências orientadas para viabilizar projetos sociais e empresariais, voltados para: - Educação Profissionalizante - Consultoria

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNÓLOGO EM ANALISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Sistema de Controle de Viaturas por Pablo Wasculewsky de Matos Orientador: Prof. Me. André Vinicius

Leia mais

AULA 06 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS

AULA 06 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS AULA 06 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS O Windows XP fornece contas de usuários de grupos (das quais os usuários podem ser membros). As contas de usuários são projetadas para indivíduos. As contas de grupos são projetadas

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil Klendson Marques Canuto Adriano Santiago Bruno Vamberto Lima Cabral Companhia Energética

Leia mais

Projeto Manual utilização Protocolo Online

Projeto Manual utilização Protocolo Online Projeto Manual utilização Protocolo Online Site- CREA-ES Protocolo Online Página 1 Sumário Introdução... 3 Cadastrar Usuário não registrado no CREA-ES (Pessoa Jurídica / Pessoa Física)... 4 Recuperar senha

Leia mais

Sistema Gerenciador de Clínica Médica Automatizando a Clínica Cardiomed Implantação

Sistema Gerenciador de Clínica Médica Automatizando a Clínica Cardiomed Implantação Sistema Gerenciador de Clínica Médica Automatizando a Clínica Cardiomed Implantação Acadêmico: Giuliano Márcio Stolf Orientador: Ricardo Alencar de Azambuja Apresentação Clínica médica SI na área da saúde

Leia mais

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/

Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1 Manual do Usuário Gerenciador de Conteúdo do Site: www.semarh.goias.gov.br/ 1) O acesso ao sistema é realizado através do link: http://www.semarhtemplate.go.gov.br/sistema/ obs.: após o lançamento do

Leia mais

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI

Documento de Requisitos Sistema WEB GEDAI Universidade Federal de São Carlos Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia Departamento de Computação GEDAI-Grupo de Estudo e Desenvolvimento em Automação Industrial Documento de Requisitos Sistema WEB

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos Autor: Evandro Bastos Tavares Orientador: Antônio Claudio Gomez

Leia mais