AULA 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AULA 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos INTERATIVIDADE FINAL LÍNGUA PORTUGUESA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA"

Transcrição

1

2 1.2 Conteúdo: Figuras de linguagem. Versificação Gêneros contemporâneos

3 1.2 Habilidade: Distinguir e utilizar a linguagem conotativa através das figuras de linguagem de som e de construção de forma textualizada.

4 REVISÃO Figuras de linguagem: Som e construção: Distinguir e utilizar a linguagem conotativa através das figuras de linguagem de som e de construção de forma textualizada.

5 Vídeo - Recordo ainda...

6 Infância. [Do lat. Infantia] [...] 4. Psicol. Período de vida que vai do nascimento à adolescência, extremamente dinâmico e rico, no qual o crescimento se faz, concomitantemente, em todos os domínios, e que, segundo os caracteres anatômicos, fisiológicos e psíquicos.(...). FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário da língua portuguesa. 2. Ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira

7 Vídeo - Figura de Linguagem

8 Figuras de Linguagem Conceito Um conjunto de regras estabelecem o uso da língua dentro de um padrão ou norma culta, a gramática. Um dos desvios eventuais dessa norma se dá para enfatizar a mensagem, dando-lhe uma forma original, criativa. Esse desvio, justificável dá origem às FIGURAS DE LINGUAGEM.

9 Elas se classificam em quatro grupos: Figuras de som; Figuras de construção; Figuras de pensamento; Figuras de palavras.

10 Figuras de Som São assim chamadas as figuras de linguagem cujos efeitos produzidos relacionam-se aos sons das palavras. São elas: Aliteração Repetição de fonemas visando a um efeito expressivo, eufônico. Ex.:

11 Poema Só, incessante, um som de flauta chora... (Camilo Pessanha) Ele era bruto, bravo como a agreste região onde nascera e morrera. São Paulo metrópole O metrô bisturi que rasga O ventre da noite... (Clínio Jorge)

12 Figuras de Som Assonância É a repetição da mesma vogal ao longo de um verso ou poema. Ex.: "Sou mulato, nato, no sentido lato mulato democrático do litoral. (Caetano veloso - Araçá Azul)

13 Figuras de Som Onomatopeia É quando uma palavra ou frase imita um som ou ruído. Ex.: O tic tac do relógio me irrita. O sino da igreja faz blém, blém blém.

14 Figuras de construção ou Sintaxe Polissíndeto Consiste no emprego repetido de conjunções (geralmente coordenativas) Ex.: E eu morrendo! E eu morrendo! Vendo-te, e vendo o sol, e vendo o céu, e vendo Tão bela palpitar nos teus olhos, querida, A delícia da vida! A delícia da vida! (Olavo Bilac)

15 Figuras de construção ou Sintaxe Anáfora Consiste na repetição da mesma palavra no início de cada verso ou segmento frasal. Ex.: Música Monte Castelo É um não querer mais que bem querer; É um andar solitário por entre a gente; É um nunca contentar-se de contente;

16 É cuidar que se ganha em se perder. (Luís de Camões. Para um longo amor tão curta a vida.)

17 Vídeo - Monte Castelo

18 Figuras de construção ou Sintaxe Pleonasmo Consiste no emprego redundante de palavras para reforçar uma ideia. Ex.: Choramos o choro sentido, mas nos refizemos logo. Vi, claramente visto, o lume vivo que a marítima gente tem por santo. (Camões) Quero converter-vos a vós... (Padre Vieira)

19 "Na messe, que enlourece, estremece a quermesse... O sol, o celestial girassol, esmorece..." (Eugénio de Castro, Poesia Simbolista Portuguesa. Lisboa: Editorial comunicação: 103) "Fogem fluidas, fluindo à fina flor dos fenos..." (Eugénio de Castro, Oaristos, XI)

20 Leia o poema abaixo de Cecília Meireles Neste poema há uma figura de linguagem Aliteração e um Polissíndeto. Localize e identifique.

21 CANÇÃO Pus o meu sonho num navio E o navio em cima do mar; Depois, abri o mar com as mãos Para o meu sonho naufragar Minhas mãos ainda estão molhadas Do azul das ondas entreabertas E a cor que escorre dos meus dedos

22 Colore as areias desertas. O vento vem vindo de longe, A noite se curva de frio; Debaixo da água vai morrendo Meu sonho, dentro de um navio... Chorarei quanto for preciso, Para fazer com que o mar cresça, E o meu navio chegue ao fundo

23 E o meu sonho desapareça. Depois, tudo estará perfeito; Praia lisa, águas ordenadas, Meus olhos secos como pedras E as minhas duas mãos quebradas...

24 RESUMO DA : O homem romântico; A literatura da burguesia; Figuras de linguagem Figuras de som; Figuras de construção.

25 Com base em nossa aula, explique quem é o homem romântico do século XIX.

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE LITERATURA.

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 3ª Data: / / LISTA DE LITERATURA. Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Kellyda Martins de Carvalho Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2016. LISTA DE LITERATURA Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa

Leia mais

FIGURAS DE CONSTRUÇÃO

FIGURAS DE CONSTRUÇÃO FIGURAS DE CONSTRUÇÃO As figuras de construção ocorrem quando desejamos atribuir maior expressividade ao significado. Assim, a lógica da frase é substituída pela maior expressividade que se dá ao sentido.

Leia mais

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2

Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2013 Disciplina: PORTUGUÊS Professor (a): Cris Souto Ano: 9 Turmas: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Denotação e Conotação

Denotação e Conotação Denotação e Conotação Sentido Denotativo Sentido real Permite uma única interpretação Dicionário Sentido comum a todos Impessoal Objetivo Sentido Conotativo Sentido figurado Permite várias interpretações

Leia mais

Figuras de Linguagem. Aula 03 de Língua Portuguesa Pré-Vestibular e Pré-ENEM Professora Carolina Ferreira Leite

Figuras de Linguagem. Aula 03 de Língua Portuguesa Pré-Vestibular e Pré-ENEM Professora Carolina Ferreira Leite Figuras de Linguagem Aula 03 de Língua Portuguesa Pré-Vestibular e Pré-ENEM Professora Carolina Ferreira Leite Figuras de Linguagem O ato de desviar-se da norma padrão no intuito de alcançar uma maior

Leia mais

b) Zeugma - zeugma simples zeugma complexa

b) Zeugma - zeugma simples zeugma complexa b) Zeugma - É um tipo de elipse. Ocorre zeugma quando duas orações compartilham o termo omitido. Isto é, quando o termo omitido é o mesmo que aparece na oração anterior. Na terra dele só havia mato; na

Leia mais

SIMBOLISMO EM PORTUGAL: SÍMBOLO E IMAGÉTICA

SIMBOLISMO EM PORTUGAL: SÍMBOLO E IMAGÉTICA Publicado na 11 Edição (Novembro e Dezembro de 2009) da Revista Linguasagem www.letras.ufscar.br/linguasagem SIMBOLISMO EM PORTUGAL: SÍMBOLO E IMAGÉTICA Danilo Souto Maior 1 1. INTRODUÇÃO "Descrever um

Leia mais

A vista incerta, Os ombros langues, Pierrot aperta As mãos exangues De encontro ao peito. (Manuel Bandeira)

A vista incerta, Os ombros langues, Pierrot aperta As mãos exangues De encontro ao peito. (Manuel Bandeira) SONORIDADE: FIGURAS E SENTIDO Alma minha gentil, que te partiste Tão cedo desta vida, descontente, Repousa lá no Céu eternamente E viva eu cá na terra sempre triste. (Luís de Camões) A vista incerta, Os

Leia mais

Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta

Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta Amor & desamor Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta edição foram garimpados criteriosamente pelo escritor Sergio Faraco, que os editou nos volumes Livro dos sonetos, Livro do corpo, Livro das cortesãs,

Leia mais

As figuras de linguagem. Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra

As figuras de linguagem. Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra As figuras de linguagem Literatura Brasileira 3ª série EM Prof.: Flávia Guerra Pausa para a (principal) divisão Subdividem-se em figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento e figuras de

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo Ação Personagens Narrador Espaço Tempo Modalidades do discurso Diários e memórias Narrativas de tradição popular Saga: Vig, a ilha do mar do Norte Saga:

Leia mais

A EXPRESSIVIDADE NA POESIA CANÇÃO DE CECÍLIA MEIRELES. Resumo

A EXPRESSIVIDADE NA POESIA CANÇÃO DE CECÍLIA MEIRELES. Resumo A EXPRESSIVIDADE NA POESIA CANÇÃO DE CECÍLIA MEIRELES Kátia Valeria Amaro (G CLCA - UENP/CJ) Renata Cristina da Silva Bento (G CLCA - UENP/CJ) Tânia Regina Montanha Toledo Scoparo (Orientadora CLCA - UENP/CJ)

Leia mais

Figuras de Linguagem

Figuras de Linguagem Figuras de Linguagem FIGURAS DE LINGUAGEM são recursos que tornam mais expressivas as mensagens. Subdividem-se em figuras de som, figuras de construção, figuras de pensamento e figuras de palavras. FIGURAS

Leia mais

Figuras de Linguagem. Anáfora Repetição constante de palavras no início de vários versos, como a expressão: E agora...

Figuras de Linguagem. Anáfora Repetição constante de palavras no início de vários versos, como a expressão: E agora... Anáfora Metáfora Antítese Hipérbole Aliteração Assonância Quiasmo Polissíndeto Eufemismo Prosopopéia Comparação Metonímia Ironia Elipse Assíndeto Onomatopeia Paradoxo Figuras de Linguagem Anáfora Repetição

Leia mais

Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior

Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior Figuras de linguagem são recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior valor expressivo à linguagem. Figuras sonoras Em contextos

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS 2017 / 2018

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS 2017 / 2018 DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS 2017 / 2018 PLANIFICAÇÃO PORTUGUÊS -12º ANO Unidade 0 Diagnose. Artigo de opinião..texto de opinião. Identificar temas e ideias principais. Fazer inferências. Texto poético: estrofe,

Leia mais

FIGURAS DE SINTAXE. h) i)

FIGURAS DE SINTAXE. h) i) FIGURAS DE SINTAXE 1. Identifique, nas frases e nos anúncios seguintes, as figuras de sintaxe. Atenção: há frases em que ocorrem duas figuras. a) Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO

LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO LÍNGUA PORTUGUESA 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF. MÁRIO PAIXÃO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: a trajetória humana, suas produções e manifestações. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de

Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de Elipse consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto ou por elementos gramaticais presentes na frase com a intenção de tornar o texto mais conciso e elegante. Ex.: Risco de vida.

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 30.2 Conteúdo: Intertextualidade no texto literário. Habilidade: Estabelecer, em textos de diferentes gêneros, relações entre recursos verbais e não

Leia mais

Recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior valor expressivo à

Recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior valor expressivo à Recursos estilísticos utilizados no nível dos sons, das palavras, das estruturas sintáticas ou do significado para dar maior valor expressivo à linguagem. Figuras de palavras As figuras de palavras consistem

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 9 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 9 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 9 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 10 9 9 11 11 3.º período 9 10 9 9 10 (As aulas previstas

Leia mais

Prova Escrita de Literatura Portuguesa

Prova Escrita de Literatura Portuguesa EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Literatura Portuguesa 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 734/Época Especial 7 Páginas Duração da Prova: 120

Leia mais

Figuras de Linguagem. Prof. Thiago Robson Aletro

Figuras de Linguagem. Prof. Thiago Robson Aletro Figuras de Linguagem Prof. Thiago Robson Aletro O que são? São recursos expressivos e/ou estruturais acrescidos aos textos Figuras de Som a) aliteração: consiste na repetição ordenada de mesmos sons consonantais.

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM

FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM Figuras de linguagem figura do latim aspecto, forma, aparência. Exercem papel preponderante na construção do sentido do texto literário. QUAIS AS FIGURAS DE LINGUAGEM MAIS COMUNS?

Leia mais

Presente Perfeito A. D. Feldman

Presente Perfeito A. D. Feldman Presente Perfeito A. D. Feldman Encontramo-nos em algum lugar de um pequeno planeta e observamos a beleza fria e ao mesmo tempo arrebatadora do infinito em sua profundeza impenetrável. Lá a morte e a vida

Leia mais

Soneto a quatro mãos

Soneto a quatro mãos Soneto a quatro mãos Circus do Suannes "Aonde quer que eu vá, eu descubro que um poeta esteve lá antes de mim". Sigmund Freud Não sou de dar lição a ninguém, pois meu tempo de magistério pertence à História

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 14 DE MARÇO: DIA DA POESIA

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 14 DE MARÇO: DIA DA POESIA 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 14 DE MARÇO: DIA DA POESIA Poesia é a arte de escrever obras em verso. Como arte, ela recria a realidade, ou seja, o artista cria um outro mundo. A poesia ganhou

Leia mais

Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas

Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas Interpretação de Textos a Partir de Análises Isoladas Análise Estética (formal) Análise Estilística (figuras de linguagem) Análise Gramatical (morfossintática) Análise Semântica (de significado) Análise

Leia mais

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série Possibilitar reflexões de cunho histórico-cultural por meio da literatura, entendendo o processo de formação desta no Brasil e no ocidente. Explorar variedades

Leia mais

Bárbara da Silva. Literatura. Parnasianismo

Bárbara da Silva. Literatura. Parnasianismo Bárbara da Silva Literatura Parnasianismo O Parnasianismo foi um movimento essencialmente poético, surgido na segunda metade do século XIX, reagindo contra o sentimentalismo e o subjetivismo dos românticos.

Leia mais

índice geral Prefácio, X/77

índice geral Prefácio, X/77 índice geral Prefácio, X/77 Capítulo I CONCEITOS GERAIS, / Linguagem, língua, discurso, estilo / Língua e sociedade: variação e conservação linguística, 2 Diversidade geográfica da língua: dialecto e falar,

Leia mais

Aula 6 A lírica camoniana

Aula 6 A lírica camoniana Aula 6 A lírica camoniana Lírica Camoniana Poemas em medida velha: Poemas em medida nova: - Tradição popular medieval - Doce estilo novo -- Influência de Petrarca: soneto - Redondilha Menor: pentassílabo

Leia mais

Aula A POESIA BRASILEIRA PARNASIANA: META OBJETIVOS. Leitura da aula 1, 2, 3, 4, 5 e 8.

Aula A POESIA BRASILEIRA PARNASIANA: META OBJETIVOS. Leitura da aula 1, 2, 3, 4, 5 e 8. A POESIA BRASILEIRA PARNASIANA: META OBJETIVOS Leitura da aula 1, 2, 3, 4, 5 e 8. Literatura brasileira II Prezado aluno, vamos estudar a poesia brasileira parnasiana que consolidar o Parnasianismo no

Leia mais

Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017

Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017 Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017 1.º período (65 tempos) Unidades (tempos 45 ) / Textos Domínios / Conteúdos Recursos Unidade 0 (7 tempos) Partida largada fugida!

Leia mais

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Programa de Recuperação Final

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Programa de Recuperação Final COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2010 Disciplina: Professor (a): Carlos Kalani Aluno (a): Valor: 10 pontos Ano: 2 Turma: 2AD-FG Nota: Caro aluno, você está recebendo

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO. Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO. Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012 Agrupamento de Escolas de Aveiro ESCOLA 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO DE AVEIRO Planificação 1º Período 8º Ano 2011/2012 Manual Adotado: Com todas as letras, de Fernanda Costa e Luísa Mendonça Tempos letivos:

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo Ação e personagens Espaço e tempo Narrador e modalidades do discurso Narrativas de tradição popular Chocolate à Chuva: as férias de Mariana Chocolate

Leia mais

10 HOMEÓSTATOS DE JOSÉ-ALBERTO MARQUES [SEGUIDOS DE TRANSCRIÇÃO TEXTUAL]

10 HOMEÓSTATOS DE JOSÉ-ALBERTO MARQUES [SEGUIDOS DE TRANSCRIÇÃO TEXTUAL] Criações Digitais http://dx.doi.org/10.5007/1807-9288.2016v12n1p144 10 HOMEÓSTATOS DE JOSÉ-ALBERTO MARQUES [SEGUIDOS DE TRANSCRIÇÃO TEXTUAL] José-Alberto Marques * RESUMO: Homeóstatos, de José-Alberto

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM

FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM Elipse: É a omissão de um termo ou de uma oração inteira que já foi dita ou escrita antes, sendo que esta omissão fica subentendida pelo contexto. Exemplos: - Sobre a mesa, apenas

Leia mais

Fabiana Medeiros Júlio Balisa

Fabiana Medeiros Júlio Balisa Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Letras Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID Escola Estadual José Fernandes Machado Subprojeto: Língua Portuguesa Fabiana

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 29.2 Conteúdo: Estudo dos aspectos linguísticos em diferentes textos. Habilidade: Estabelecer, em textos de diferentes gêneros, relações entre recursos

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Língua Portuguesa 6 º Ano Período Dias de aulas previstos 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 12 12 12 14 2.º período 10 11 11 12 12 3.º período 8 8 8 8 9 (As Aulas

Leia mais

Funções da Linguagem e Gêneros Textuais

Funções da Linguagem e Gêneros Textuais Funções da Linguagem e Gêneros Textuais Funções da Linguagem e Gêneros Textuais 1. (UERJ) Uma obra literária pode combinar diferentes gêneros, embora, de modo geral, um deles se mostre dominante. O poema

Leia mais

QUANDO EU, SENHORA...

QUANDO EU, SENHORA... QUANDO EU, SENHORA... Sá de Miranda Quando eu, senhora, em vós os olhos ponho, e vejo o que não vi nunca, nem cri que houvesse cá, recolhe-se a alma em si e vou tresvariando, como em sonho. Isto passado,

Leia mais

Quando eu, senhora...

Quando eu, senhora... Quando eu, senhora... Sá de Miranda Quando eu, senhora, em vós os olhos ponho, e vejo o que não vi nunca, nem cri que houvesse cá, recolhe-se a alma em si e vou tresvariando, como em sonho. Isto passado,

Leia mais

Regência Verbal. Português Eduardo Valladares e Rafael Cunha 08 e Aula ao Vivo

Regência Verbal. Português Eduardo Valladares e Rafael Cunha 08 e Aula ao Vivo Regência Verbal 1. Assinale a alternativa em que há erro de regência verbal. a) Os padres das capelas que mais dependiam do dinheiro desfizeram-se em elogios à garota. b) As admoestações que insisti em

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM. Relacionam-se ao trabalho com as palavras em sentido figurado

FIGURAS DE LINGUAGEM. Relacionam-se ao trabalho com as palavras em sentido figurado FIGURAS DE LINGUAGEM Relacionam-se ao trabalho com as palavras em sentido figurado Figuras fonéticas ONOMATOPEIA: é a imitação de ruídos através de sons da língua. Ex: Ela bateu à porta: toc, toc... ALITERAÇÃO:

Leia mais

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular]

A gente não quer só alimento. Queremos amor e paz [silepse de número - o verbo querer ficou no plural, e seu sujeito oculto (A gente) é singular] m) Silepse - É a concordância que se faz com a ideia, e não com a palavra expressa. É também chamada de concordância ideológica. Há três tipos de silepse: de gênero (a concordância se faz com a ideia feminina

Leia mais

No elevador penso na roça, na roça penso no elevador. (Carlos Drummond)

No elevador penso na roça, na roça penso no elevador. (Carlos Drummond) FIGURAS DE LINGUAGEM No elevador penso na roça, na roça penso no elevador. A roda anda e desanda, e não pode parar. Jazem no fundo, as culpas: morrem os justos, no ar. (Cecília Meireles) Ganhei (perdi)

Leia mais

QUESTÕES OBSERVE, REFLITA E LEIA OS TEXTOS A SEGUIR PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES.

QUESTÕES OBSERVE, REFLITA E LEIA OS TEXTOS A SEGUIR PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES. 3º EM Literatura Klaus Av. Dissertativa 09/03/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges

Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges Atividade extra Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges Leia a tirinha para responder às próximas questões Disponível em http://lpressurp.wordpress.com/2011/02/14/lista-de-exercicios/

Leia mais

UMA PROPOSTA DE ENSINO DO USO DO CONECTIVO E NA CONSTRUÇÃO TEXTUAL SOB A PERSPECTIVA FUNCIONALISTA

UMA PROPOSTA DE ENSINO DO USO DO CONECTIVO E NA CONSTRUÇÃO TEXTUAL SOB A PERSPECTIVA FUNCIONALISTA UMA PROPOSTA DE ENSINO DO USO DO CONECTIVO E NA CONSTRUÇÃO TEXTUAL SOB A PERSPECTIVA FUNCIONALISTA Fernanda Trombini Rahmen Cassim 1. INTRODUÇÃO As práticas de ensino e aprendizagem de língua portuguesa

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGENS. Profª. Patrícia Fernandes

FIGURAS DE LINGUAGENS. Profª. Patrícia Fernandes FIGURAS DE LINGUAGENS Profª. Patrícia Fernandes LINGUAGEM CONOTATIVA E DENOTATIVA Denotação: Significado restrito, objetivo,exato. Sentido do dicionário. Conotação: Significado amplo, expressivo, criativo.

Leia mais

A Literatura no Ensino Médio

A Literatura no Ensino Médio A Literatura no Ensino Médio Ensino Médio no Brasil Um pouco de história 1-Período colonial e monárquico - formação das classes superiores 2-Primeira metade do século XX - preparação para o ensino superior

Leia mais

SUMÁRIO. APRESENTAÇÃO Sobre Fernando Pessoa...11 Fernando Pessoa: ele mesmo, um outro heterônimo?...23

SUMÁRIO. APRESENTAÇÃO Sobre Fernando Pessoa...11 Fernando Pessoa: ele mesmo, um outro heterônimo?...23 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Sobre Fernando Pessoa...11 Fernando Pessoa: ele mesmo, um outro heterônimo?...23 CANCIONEIRO Quando ela passa...31 Em busca da beleza...33 Mar. Manhã...37 Visão...38 Análise...38 Ó

Leia mais

Page 1 of 5. Amor & Sociologia Cultural - Caetano Veloso & Cazuza

Page 1 of 5. Amor & Sociologia Cultural - Caetano Veloso & Cazuza Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Estilística e originalidade Figuras de linguagem

Estilística e originalidade Figuras de linguagem Estilística e originalidade Figuras de linguagem Flávia Andrade Classificação Figuras de som Figuras de palavra Figuras de pensamento Figuras de construção A sonoridade das palavras e sílabas criam sentidos

Leia mais

Introdução à Literatura

Introdução à Literatura L.E. Semana 3 Sexta Feira Introdução à Literatura Gênero Lírico Gênero Lírico Lírico vem do latim lyricu e quer dizer lira, um instrumento musical grego. Áudio: Musique de la Gréce Antique Épitaphe de

Leia mais

Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho. Unidade 0 Diagnóstico e observação do manual. Unidade 1 Texto Narrativo e Outros textos 1º e 2º períodos

Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho. Unidade 0 Diagnóstico e observação do manual. Unidade 1 Texto Narrativo e Outros textos 1º e 2º períodos Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho Planificação por Unidades de Língua Portuguesa - 8º Ano - Ano Lectivo 2011/ 2012 Unidade 0 Diagnóstico e observação do manual Observação do manual Conhecer a realidade

Leia mais

Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho. Texto Narrativo e Outros textos 1º e 2º períodos

Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho. Texto Narrativo e Outros textos 1º e 2º períodos Escola Básica 2/3 Dr. Vieira de Carvalho Planificação de Língua Portuguesa 8º Ano - Ano Lectivo 2008/ 2009 Texto Narrativo e Outros textos 1º e 2º períodos Unidade Temática Conteúdos Competências Específicas

Leia mais

Língua Portuguesa 9º Ano Os Lusíadas. Figuras de Estilo

Língua Portuguesa 9º Ano Os Lusíadas. Figuras de Estilo Figuras de Estilo As figuras de estilo são recursos que tornam a linguagem mais expressiva, permitindo condensar múltiplas ideias em poucas palavras. Deste modo, o escritor /o poeta, sugere ao leitor várias

Leia mais

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Atividade extra Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos Textos para os itens 1 e 2 I. Pálida, à luz da lâmpada sombria Sobre o leito de flores reclinada, como a lua

Leia mais

Material Educativo: Disse o Dicionário

Material Educativo: Disse o Dicionário Material Educativo: Disse o Dicionário Atividade que permite pensar sobre os sentidos denotativos e conotativos de palavras existentes em dicionários e presentes em poemas escolhidos, com o objetivo de

Leia mais

Emília Amaral. Ricardo Silva Leite

Emília Amaral. Ricardo Silva Leite coleção Nov s P l vr s N O V A E D I Ç Ã O Nov s P l vr s Nov e ıç o 2 Ricardo Silva Leite Emília Amaral Mestre em Teoria Literária e doutora em Educação pela Unicamp, professora do Ensino Médio e Superior

Leia mais

1. Considere o poema abaixo:

1. Considere o poema abaixo: 1º EM Literatura Carolina Aval. Subs. / Opt. 19/04/12 1. Considere o poema abaixo: ISTO Dizem que finjo ou minto Tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto Com a imaginação. Não uso o coração. (Fernando

Leia mais

TEXTO. LÓGICA (síntese)

TEXTO. LÓGICA (síntese) EVERARDO LEITÃO everardobr@hotmail.com profeverardo.zip.net @everardobr TEXTO com LÓGICA (síntese) ATENÇÃO: Este é um texto de apoio para as aulas. Não foi criado para ser utilizado como material autônomo

Leia mais

L. Exercícios: Gramática (1º Bimestre)

L. Exercícios: Gramática (1º Bimestre) 1. I. Observe o texto de Cecília Meireles: Bolhas Olha a bolha d água no galho! Olha o orvalho! Olha a bolha de vinho na rolha! Olha a bolha! Olha a bolha na mão que trabalha! Olha a bolha de sabão na

Leia mais

Planificação Anual GR Disciplina Português (Ensino Profissional) 3.º

Planificação Anual GR Disciplina Português (Ensino Profissional) 3.º Planificação Anual GR 300 - Disciplina Português (Ensino Profissional) 3.º Módulo 9: Textos Líricos (Fernando Pessoa ortónimo e heterónimos) 30 horas (40 aulas) Objectivos de Aprendizagem -Distinguir a

Leia mais

LITERÁRIOS. Soneto, ode, etc. Lírica. POESIA Épica. Poema, poemeto, epopéia... Conto, novela, romance. PROSA

LITERÁRIOS. Soneto, ode, etc. Lírica. POESIA Épica. Poema, poemeto, epopéia... Conto, novela, romance. PROSA POESIA & PROSA GÊNEROS LITERÁRIOS ESPÉCIES FORMAS Lírica Soneto, ode, etc. POESIA Épica Poema, poemeto, epopéia... PROSA Conto, novela, romance. É uma questão antiga! Para muitos é insolúvel!!! O problema

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 2º EM Literatura Fransérgio Av. Trimestral 18/06/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Álvaro de Campos. Ricardo Reis. Alberto Caeiro

Álvaro de Campos. Ricardo Reis. Alberto Caeiro Entre pseudónimos, heterónimos, personagens fictícias e poetas mediúnicos contam-se 72 nomes, destes destacam-se 3 heterónimos Álvaro de Campos Ricardo Reis Alberto Caeiro Álvaro de Campos De entre todos

Leia mais

Três. Three. Eucanaã Ferraz 1

Três. Three. Eucanaã Ferraz 1 Três Three Eucanaã Ferraz 1 I A primavera segue monótona em torno da casa: formigas, hera, à maneira de maré que não recuasse, a tal ponto que seguisse também sobre a lua e sobre o rosto, noites marinhas,

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM. Literatura Nichele

FIGURAS DE LINGUAGEM. Literatura Nichele FIGURAS DE LINGUAGEM Literatura Nichele - 2016 TIPOS DE LINGUAGEM DENOTATIVA: sentido real (dicionário) Ex: Minha geladeira quebrou. CONOTATIVA: sentido figurado Ex: Minha namorada é uma geladeira. FIGURAS

Leia mais

Escola Secundária de Manuel da Fonseca, Santiago do Cacém Disciplina: Língua Portuguesa Planificação do Ano Lectivo 2008/2009 Ano: 9º

Escola Secundária de Manuel da Fonseca, Santiago do Cacém Disciplina: Língua Portuguesa Planificação do Ano Lectivo 2008/2009 Ano: 9º Relativos ao programa dos anos transactos e do ciclo de estudos. A História da Língua Portuguesa: do indo-europeu ao português moderno. alguns processos de transformação. o mundo lusófono O Texto Dramático:

Leia mais

Língua Portuguesa Mara Rúbia

Língua Portuguesa Mara Rúbia Língua Portuguesa Mara Rúbia Linguagem e Comunicação Linguagem Linguagem O caminho humano de comunicar-se. Faculdade humana de manifestar seus pensamentos, desejos ou emoções. Possibilita a interação do

Leia mais

TEXTO com LÓGICA (síntese)

TEXTO com LÓGICA (síntese) EVERARDO LEITÃO everardobr@hotmail.com TEXTO com LÓGICA (síntese) ATENÇÃO: Este é um texto de apoio para as aulas. Não foi criado para ser utilizado como material autônomo de estudo. 2017 1. Apresentação

Leia mais

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática.

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Fim de semana Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Dois programas diferentes 1. Complete as lacunas

Leia mais

Planificação Anual. Disciplina de Português

Planificação Anual. Disciplina de Português Planificação Anual Disciplina de Português N.º e nome Módulo Horas Tempos (45 ) Conteúdos de cada módulo 1. Poesia trovadoresca - Contextualização histórico-literária - Espaços medievais, protagonistas

Leia mais

ANÁLISE ESTILÍSTICA DAS CANTIGAS DE RODA RESUMO

ANÁLISE ESTILÍSTICA DAS CANTIGAS DE RODA RESUMO ANÁLISE ESTILÍSTICA DAS CANTIGAS DE RODA RESUMO Monica Medaglia Motta Trindade Vinícius Ezaú da Silva (G CLCA-UENP/CJ) Vera Maria Ramos Pinto (Orientadora- CLCA- UENP/CJ) Nesse trabalho, temos como objetivo

Leia mais

Cargo: M01 - ALUNO SOLDADO DO QUADRO DE PRAÇAS - COMBATENTES - MASCULINO Disciplina: Língua Portuguesa. Conclusão (Deferido ou Indeferido)

Cargo: M01 - ALUNO SOLDADO DO QUADRO DE PRAÇAS - COMBATENTES - MASCULINO Disciplina: Língua Portuguesa. Conclusão (Deferido ou Indeferido) Cargo: M01 - ALUNO SOLDADO DO QUADRO DE PRAÇAS - COMBATENTES - MASCULINO Disciplina: Língua Portuguesa Questão Gabarito por extenso Justificativa 1 2 À banalização do uso da câmera do aparelho celular

Leia mais

Figuras e vícios de Linguagem Quando a palavra é utilizada com seu sentido dizemos que foi empregada denotativamente. Quando é utilizada com um

Figuras e vícios de Linguagem Quando a palavra é utilizada com seu sentido dizemos que foi empregada denotativamente. Quando é utilizada com um Semântica Estuda o significado e a interpretação do significado de uma palavra, de um signo, de uma frase ou de uma expressão em um determinado contexto. Nesse campo de estudo se analisa, também, as mudanças

Leia mais

Pesquise em jornais as letras do alfabeto e cole-as ordenadamente.

Pesquise em jornais as letras do alfabeto e cole-as ordenadamente. Pesquise em jornais as letras do alfabeto e cole-as ordenadamente. Jardim II - Volume 4 / 2013 1 Ouça a música e acrescente as letras que faltam para dar sentido às palavras. Paulo e os peixes aulo egou

Leia mais

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA:

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 26 / 09 / 2014 1 UNIDADE: II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

Olá queridos leitores!

Olá queridos leitores! Poesias de amor Olá queridos leitores! Meu nome é Nagila da Silva ferreira tenho 15 anos e escrevi este livro para vocês que não sabem expressar seus sentimentos facilmente então sempre que puder leia

Leia mais

Planificação Anual. Departamento de Línguas. Ano 7º Ano letivo

Planificação Anual. Departamento de Línguas. Ano 7º Ano letivo Planificação Anual Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Departamento de Línguas Ano 7º Ano letivo 2013.2014 Disciplina Português Turmas A,B,C,D,E,F,G,H,I,J. Professores: Ana Coelho,

Leia mais

Leia: É uma Partida de Futebol

Leia: É uma Partida de Futebol ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR (A): Juliana B. Stoll TURMA: 7º Ano Matutino REVISÃO Leia: É uma Partida de Futebol Bola na trave não altera o placar Bola na área sem ninguém

Leia mais

Língua Portuguesa. Mês Tema principal Objetivos Unidade

Língua Portuguesa. Mês Tema principal Objetivos Unidade setembro/ outubro Língua Portuguesa 1º Período Mês Tema principal Objetivos Unidade A Maior das Invenções Uma Nova Aluna * Compreender cartazes informativos. * Desenvolver o vocabulário sobre o tema: o

Leia mais

Questão 1 Assinale e explique, no poema, elementos em que se percebe a construção de uma identidade nacional.

Questão 1 Assinale e explique, no poema, elementos em que se percebe a construção de uma identidade nacional. Leia o poema abaixo, de Castro Alves, para responder à questão. Maria Onde vais à tardezinha, Mucama tão bonitinha, Morena flor do sertão? A grama um beijo te furta Por baixo da saia curta, Que a perna

Leia mais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais

Português. Índice de aulas. Tipologias textuais Índice de aulas Tipologias textuais Texto narrativo Ação Personagens Narrador Espaço Tempo Modalidades do discurso Narrativas de tradição popular O caldo de pedra Mestre Finezas: o passado glorioso Mestre

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL Escola Secundária Dr. Solano de Abreu Abrantes ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL DISCIPLINA: PORTUGUÊS ANO: 11º ANO LETIVO 2012/2013 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS INSTRUMENTOS

Leia mais

FIGURAS DE LINGUAGEM. Classificação e exemplos

FIGURAS DE LINGUAGEM. Classificação e exemplos FIGURAS DE LINGUAGEM Classificação e exemplos As figuras de linguagem ou de estilo são empregadas para valorizar o texto, tornando a linguagem mais expressiva. É um recurso linguístico para expressar experiências

Leia mais

Prof. Eloy Gustavo. Aula 4 Renascimento

Prof. Eloy Gustavo. Aula 4 Renascimento Aula 4 Renascimento Renascimento ou Renascença O florescimento intelectual e artístico que começou na Itália no século XIV, culminou nesse país no século XVI e influenciou enormemente outras partes da

Leia mais

& Verso Vice & Verso Sérgio Silva 1

& Verso Vice & Verso Sérgio Silva 1 & Verso 1 Dedico à memória de meus saudosos pais, que entre tantas coisas, na simplicidade deles, ensinaram-me a importância das palavras em nossas vidas, quer escritas, faladas, sentidas, imaginadas ou

Leia mais

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Programa de Recuperação Final

COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA. Programa de Recuperação Final COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2010 Disciplina: Professor (a): Carlos Kalani Aluno (a): Ano: 1 Turma: 1AD-FG-INFO Valor: 10 pontos Nota: Caro aluno, você está

Leia mais

Português. Polissemia e Figuras de Linguagem. Professor Carlos Zambeli.

Português. Polissemia e Figuras de Linguagem. Professor Carlos Zambeli. Português Polissemia e Figuras de Linguagem Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português POLISSEMIA E FIGURAS DE LINGUAGEM Polissemia Polissemia significa (poli = muitos; semia = significado)

Leia mais

REFERÊNCIAS DA BMFC. Ciclo de Exposições Documentais Temáticas Leituras sobre Poesia: poetas e poetizas do mundo 1 5

REFERÊNCIAS DA BMFC. Ciclo de Exposições Documentais Temáticas Leituras sobre Poesia: poetas e poetizas do mundo 1 5 1 5 REFERÊNCIAS DA BMFC 21 poetas suecos. Lisboa: Vega, [19--?]. 163 p. Cota: FG LE(P) vin 366 poemas que falam de amor. 2ª ed. Lisboa: Quetzal, 2004. 522 p. ISBN 972-564-583-9. Cota: FG LP(P) tre A alma

Leia mais

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo.

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. Análise linguística formação do modo imperativo. Identificar e compreender a formação do modo imperativo do verbo.

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Planificação periódica LÍNGUA PORTUGUESA

Planificação periódica LÍNGUA PORTUGUESA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro Planificação periódica LÍNGUA PORTUGUESA 6ºAno 2008/2009 Planificação 1º Período 6º Ano 2008-2009 UNIDADE Conteúdos Actividades O regresso

Leia mais