Estudo de Viabilidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo de Viabilidade"

Transcrição

1 Universidade Federal de Pernambuco Ciência da Computação Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Taciana Lima Lourenço Silva Schuenemann Estudo de Viabilidade Clínica médica Alunos: Bruno Machado Dias Macena (bmdm) Fernando Miguel Barros Lins (fmbl) Recife, 20 de janeiro de 2013

2 Sumário Motivação Introdução Apresentação de alternativas Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Estudo de viabilidade operacional Estudo de viabilidade técnica Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Estudo da viabilidade de cronograma Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Estudo de viabilidade econômica Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Análise final das alternativas Recomendação e considerações finais Apêndices

3 Motivação Muitas clínicas ainda possuem certas atividades que são manuais como a pré-consulta, onde o paciente precisa preencher uma folha com algumas informações como: se bebe, se fuma, se já fez cirurgia ou se toma algum remédio. Nosso intuito é automatizar a clínica, para agilizar o processo de atendimento de um paciente. Isso a um baixo custo e dando mais mobilidade ao médico que é o principal interessado no sistema. Introdução O problema identificado Com o processo de desenvolvimento do país e a educação empreendedora que cresce, muitos médicos estão abrindo suas próprias clínicas e para isso necessitam de um sistema para auxiliá-los nesse novo caminho. Além das novas clínicas, temos também as que já existem, mas não possuem um sistema para facilitar a vida do médico. Estas ainda usam ficheiros para guardar as fichas e históricos dos pacientes preenchidos a mão. Outro problema é que médicos são bastante atarefados e cada minuto é fundamental, logo eles perdem tempo se deslocando até o paciente ou gastam bastante dinheiro com conta telefônica para ter informações de seus pacientes ou com convênios de saúde para saber se o paciente está regular. Contudo, há clínicas que possuem um sistema para melhor seu atendimento, porém estes softwares estão tornando-se ultrapassados, pois há novas tecnologias que oferecem mais funcionalidades que ajudem os médicos. Além de que, o médico precisa fazer um investimento alto para obter estes programas e para atualização é necessário realizar outro investimento. Nosso objetivo é facilitar a vida do médico criando uma sistema que possibilite uma maior flexibilidade do médico, ou seja, que ele possa acessar de qualquer lugar. Dessa forma, ele economiza tempo e dinheiro para obter informações de seus pacientes e convênios, com um sistema que seja escalável e de baixo custo. Apresentação de alternativas Soluções possíveis para o problema

4 Tendo em vista o problema encontrado, serão apresentadas três possíveis soluções para o ambiente de clínicas. A primeira solução apresentada será a do desenvolvimento de um software desktop. Já a segunda tem como objetivo a construção de um sistema web. A última alternativa apresenta leva em conta o desenvolvimento de um aplicativo mobile para smartphones e tablets. Alternativa 1 Software desktop Seria desenvolvido um software desktop que seria instalado nos computadores de atendentes e médicos da clínica. Esse tipo de programa poderia funcionar simplesmente com uma rede entre os computadores disponíveis na clínica, para a sincronização de informações. Softwares desktop teriam como vantagem o acesso off-line as informações de pacientes, para as consultas dos atendentes e médicos. Alternativa 2 Sistema Web Um sistema web seria construído para o acesso a informações pelos médicos e atendentes. Seria possível visualizar informações necessárias a partir de qualquer computador ou dispositivo móvel que disponibilizasse uma conexão com a internet. Nesse tipo de sistema é possível ter acesso as informações através de qualquer dispositivo que possua conexão com a internet. O médico teria a possibilidade, por exemplo, de acessar os dados das consultas de seus pacientes, pelo seu computador pessoal em sua casa. Isso facilitaria bastante seu trabalho, pois evitaria visitas desnecessárias a sua clínica. Alternativa 3 App Mobile Seria criado um aplicativo mobile para smartphones e tablets. Na clínica estariam disponíveis dispositivos móvel que funcionariam como uma espécie de terminal tanto para médicos quanto para atendentes. Nesse tipo de aplicativo seria possível, por exemplo, fazer com que o próprio paciente preenchesse a sua ficha de cadastro da pré-consulta pelo tablet. Isso facilitaria o trabalho da atendente que poderia realizar outras tarefas, enquanto se está fazendo o preenchimento. Além disso, seria possível ter acesso a informações importantes de qualquer tablet ou smartphone que tivesse o app instalado, estando presente na clínica ou não.

5 Estudo de viabilidade operacional Uma tabela é apresentada abaixo com um estudo comparativo das alternativas de acordo com sua viabilidade operacional. No Apêndice A esse comparativo é apresentado com um maior detalhamento. De acordo com essa tabela, é possível perceber que a alternativa 2 (Sistema web), pode ser considerada como a melhor alternativa, considerando o seu desempenho operacional. Essa proposta pode ser considerada a mais viável considerando essa visão sobre as operações. Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Performance *** *** *** Informação *** *** *** Economia *** ** * Controle ** *** *** Eficiência * *** *** Serviços * *** ** Usuário final ** *** *** Gerência ** *** ** Estudo de viabilidade técnica * (Fraco) ** (Razoável) *** (Bom) Agora faremos uma analise técnica para saber o que será necessário para a realização de cada uma das alternativas propostas. Alternativa 1 Para a proposta do software desktop, será necessário obter computadores capazes de suportar o sistema, com finalidade de evitar travamento e lentidão, que atrapalhariam o trabalho. Será preciso também existir uma rede onde o computador do médico e o da atendente devem estar conectados. Alternativa 2

6 Para a proposta Web, é preciso ter uma assinatura de uma banda larga suficiente para garantir o acesso ao sistema, além de dispositivos com acesso a internet (seja uma PC, Notebook ou tablet). Essa proposta traz muita mobilidade ao médicos, pois garante acesso ao sistema de qualquer lugar. Alternativa 3 Para a aplicação Mobile, será necessário ter smartphones e/ou tablets como também ter acesso a internet. Por se tratarem de dispositivos móveis, o médico poderá acessar de qualquer lugar o sistema. Estudo da viabilidade de cronograma Como as clínicas já possuem um tipo de operação manual, que não é tão satisfória, mas que atende as suas necessidades básicas, os sistemas terão um tempo adequado de desenvolvimento, para que possam ser bem estruturados e tenham um desempenho satisfatório quando forem adotados. Alternativa 1 O principal tempo envolvido para implantação dessa proposta seria o de desenvolvimento do software desktop. Seria necessário também, após a finalização do desenvolvimento, algum tempo para treinamento de todo o staff da clínica, incluindo atendentes e médicos. Juntando essas duas necessidades, o tempo estimado para adoção dessa alternativa seria de 4 meses. Alternativa 2 Essa alternativa também teria como principal custo de tempo o de desenvolvimento do sistema web. Apesar disso, esse tempo seria inferior ao de desenvolvimento do software desktop, pois se utilizarem frameworks web que iriam acelerar a produção do sistema. Também seria necessário um tempo para treinamento da equipe da clínica, assim como na proposta 1. Considerando o menor tempo de desenvolvimento, é estimado que esse sistema poderia ser utilizado na clínica após 3 meses. Alternativa 3

7 Por ser uma tecnologia mais recente, o tempo de treinamento para utilização do aplicativo mobile seria mais demorado, para garantir o aprendizado correto da ferramenta. Teria de ser adotado também um período de teste, pois os pacientes também utilizariam o aplicativo. Após esses testes seriam feitos ajustes necessários, para facilitar o uso do app pelo paciente. Também seria necessário um pouco mais de tempo, comparado as alternativas 1 e 2. Isso ocorre pelo fato de ter que ser desenvolvido aplicativos tanto para smartphones como para tablets. O tempo total estimado para finalizar essa proposta seria de 5 meses. Estudo de viabilidade econômica Para uma clínica que não há nenhum automatização, faremos um levantamento de custo para a obtenção do sistema. Alternativa 1 Custos Envolvidos Compra de equipamentos (computadores, roteadores, cabos de rede) Salário dos desenvolvedores do sistema. Treinamentos dos usuários Manutenção do software Benefícios Economia de papel Rápida busca de informação Relatórios Melhor administração da clínica Conclusão Como pode ser visto no Apêndice B, essa proposta é a que apresenta o menor custo, comparado as outras duas alternativas apresentadas. Alternativa 2

8 Custos Envolvidos Compra de equipamentos (computadores, roteadores, cabos de rede) Assinatura de banda larga Salário dos desenvolvedores do sistema. Treinamentos dos usuários Manutenção do software Benefícios Economia de papel Rápida busca de informação Relatórios Melhor administração da clínica Acesso remoto Conclusão Como pode ser visto no Apêndice B, essa proposta é a que apresenta um custo intermediário, comparado as outras duas alternativas apresentadas. Alternativa 3 Custos envolvidos Compra de equipamentos (smartphones, tablets) Assinatura de banda larga Salário dos desenvolvedores do sistema. Licença para aplicação mobile Treinamentos dos usuários Manutenção do software Benefícios Economia de papel

9 Rápida busca de informação Relatórios Melhor administração da clínica Acesso remoto Conclusão Como pode ser visto no Apêndice B, essa proposta é a que apresenta maior custo, comparado as outras duas alternativas apresentadas. Análise final das alternativas Utilizamos a matriz de análise de viabilidade do projeto, para ajudar a determinar qual das alternativas se apresenta mais viável em relação as outras. Essa matriz é exibida abaixo: Viabilidade Peso Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Operacional 60% Técnica 20% Cronograma 10% Econômica 10% Final 100% Foi destacado como mais importante, assim recebendo 60% de peso, a viabilidade operacional, visto que melhorará as consultas dos históricos dos pacientes, geração de relatórios e irá melhorar a administração da clínica. A viabilidade técnica recebeu 20%, pois todas as alternativas tem a necessidade de adquirir equipamentos. A diferença existente é que graças a forma do uso da tecnologia, as propostas 2 e 3 oferecerem a mobilidade do acesso, ao contrário da proposta 1 no qual é obrigatório o uso do sistema apenas na clínica. Embora o cronograma tenha recebido apenas o peso de 10%, não significa que não seja importante, mas sim que está sendo dado maior cuidado a qualidade da aplicação, não sendo urgente a sua finalização em um tempo curto.

10 O custo de desenvolvimento do sistema é muito próximo em todas as propostas, sendo assim a viabilidade econômica teve peso 10%. Recomendação e considerações finais Após ser feita a análise, percebemos que a proposta mais viável é a do sistema na web, pois possibilita ao médico maior mobilidade e economia de tempo. Com esse sistema o médico pode emitir relatórios rápidos, acessa o sistema de qualquer lugar, sendo possível também uma interface web mobile, onde o médico também poderia acessar pelo seu celular, podendo gerenciar sua clínica melhor. E por ser web, caso seja reportado um erro, o desenvolvedor pode corrigir sem a necessidade de ir até a clínica. Ele faz isso remotamente, não atrapalhando o atendimento aos pacientes pelo médico. Apêndices Apêndice A - Detalhamento do estudo de Viabilidade Operacional Agora será feita uma análise mais detalhada de acordo com o ponto de vista operacional das alternativas apresentadas anteriormente, considerando dois aspectos: o PIECES e a posição do usuário em relação a implementação do sistema. Alternativa 1 De acordo com a estrutura PIECES, teremos: Performance: Em relação a vazão, o número de pacientes atendidos em um mesmo horário é diretamente proporcional (1x1) ao número de médicos na clínica. Já em relação ao tempo de resposta, as informações são obtidas rapidamente já que o sistema guardará todo o histórico do paciente. Informação: Informações pessoais e históricos dos pacientes são armazenados em um banco de dados. Essas informações são facilmente recuperadas pelo sistema. A recepcionista e o médico são aqueles responsáveis por adicionar os dados necessários de um paciente, para que quando ele for marcar uma consulta, a atendente já tenha todos os dados necessários para isso. Economia: Como pode ser visto no Apêndice B, dentre as três alternativas apresentadas, essa é a que possui o menor custo para clínica. Isso ocorre, principalmente, devido ao menor gasto após a fase de desenvolvimento do software.

11 Controle: Uma vez que o software só compartilha informações através da rede utilizada pela clínica, como uma intranet, as informações registradas só poderiam ser acessadas nos computadores dos atendentes e médicos, garantindo a segurança dos dados. Somente aqueles que possuíssem as senhas desses computadores teriam acesso ao dados, garantindo o total controle do software e evitando qualquer tipo de risco. Eficiência: As informações teriam que ser sempre sincronizadas entre todos os computadores que estivessem na rede, para evitar conflitos de dados de médicos e atendentes. Apesar disso, não existiria tanta perda de tempo com isso. No entanto, um dos problemas seria a necessidade de sempre estar na clínica para visualizar informações importantes. Não existe nenhum tipo de mobilidade dos dados, o que poderia dificultar o trabalho do médico, quando ele precisasse de informações importantes que só estariam presentes em seu computador da clínica. Isso torna a alternativa razoavelmente eficiente. Serviços: Caso haja alguma mudança no processo de atendimento da clínica, basta fazer a alteração necessária no sistema para que ele fique novamente compatível com a clínica, desta forma, atualiza-se todos os programas em todos os computadores.. Caso mais algum médico se instale na clínica, será preciso apenas instalar o programa no computador que o novo médico utilizará. Para os usuários, essa proposta garante melhor organização de informações dos pacientes e uma rápida busca de dados. No entanto, só será possível obter essas informações quando se estiver na clínica. Já para a gerência, o sistema fornecerá relatórios de quantidades de pacientes atendidos em determinado período e por quais convênios eles foram atendidos. Dessa forma, é possível gerenciar melhor os setores administrativo e financeiro da clínica (apenas quando estiver presencialmente nela). Alternativa 2 De acordo com a estrutura PIECES, teremos: Performance: Em relação a vazão, o número de pacientes atendidos em um mesmo horário é diretamente proporcional (1x1) ao número de médicos na clínica. Já em relação ao tempo de resposta, as informações são obtidas rapidamente já que o sistema guardará todo histórico do paciente. Informação: Informações pessoais e históricos dos pacientes são armazenados em um banco de dados. Essas informações são facilmente recuperadas pelo sistema. A recepcionista e o médico são aqueles

12 responsáveis por adicionar os dados necessários de um paciente, para que quando ele for marcar uma consulta, a atendente já tenha todos os dados necessários para isso. Economia: Como pode ser visto no Apêndice B, dentre as três alternativas apresentadas, essa tem um custo intermediário. No entanto, ela oferece mais benefícios que a primeira proposta, devido a mobilidade das informações para acesso do médico. Controle: Para esse tipo de sistema, terá que ser adotado uma página inicial de login, para evitar que qualquer pessoa que navegue pela internet tenha acesso aos dados da clínica. Dessa forma, atendentes teriam um login que daria a acesso a informações pertinentes ao seu trabalho e médicos teriam também um usuário/senha para acessar informações médicas sobre seus pacientes. Eficiência: Todas as informações estarão armazenadas em um único banco, não necessitando de nenhum tipo de sincronização, como ocorre na alternativa 1. Isso torna essa alternativa bem mais eficiente. Além disso, o médico poderia ter acesso aos dados médicos de seus pacientes em qualquer lugar onde possua acesso à internet, o que facilitaria bastante o seu trabalho. Serviços: Caso haja alguma mudança no processo de atendimento da clínica, basta fazer a alteração necessária no sistema, para que fique novamente compatível com as necessidades da clínica. Como o sistema é web, sua atualização faz com que todos os usuários tenham acesso ao mesmo sistema ao mesmo tempo. Caso mais algum médico se instale na clínica, basta que seja criado um novo usuário/senha para que ele possa ter acesso ao sistema. Dessa forma, um novo médico facilmente estará pronto para usar o sistema. Para os usuários, essa proposta garante melhor organização de informações dos pacientes e uma rápida busca de dados. Em casos mais urgentes, quando houver necessidade de informações sobre determinado paciente que foi hospitalizado, o médico terá todas as informações de prontuário disponíveis em qualquer lugar que esteja, bastando apenas um conexão de internet. Já para a gerência, o sistema fornecerá relatórios de quantidades de pacientes atendidos em determinado período e por quais convênios eles foram atendidos. Dessa forma, é possível gerenciar melhor os setores administrativo e financeiro da clínica, em qualquer que esteja. Também poderá ver em tempo real quantos pacientes estão na clínica e quantos já foram atendidos. Alternativa 3

13 De acordo com a estrutura PIECES, teremos: Performance: Em relação a vazão, o número de pacientes atendidos em um mesmo horário é diretamente proporcional (1x1) ao número de médicos na clínica. Já em relação ao tempo de resposta, as informações são obtidas rapidamente já que o sistema guardará todo histórico do paciente. Informação: Informações pessoais e históricos dos pacientes são armazenados em um banco de dados. Essas informações são facilmente recuperadas pelo sistema. A recepcionista e o médico são aqueles responsáveis por adicionar os dados necessários de um paciente, para que quando ele for marcar uma consulta, a atendente já tenha todos os dados necessários para isso. Economia: Como pode ser visto no Apêndice B, dentre as propostas apresentadas, essa é a de maior custo para a clínica. Isso ocorre devido ao alto investimento inicial que tem de ser feito, além dos valores de mensalidades que terão de ser pagos após a finalização do período de desenvolvimento do aplicativo. Controle: Assim como na alternativa 2, somente seria necessário login no aplicativo, para garantir que somente aqueles que trabalhem na clínica tenham acesso as informações disponíveis. Eficiência: Como todas as informações estarão armazenadas em um único banco, como na alternativa 2, não existe o gargalo da sincronização. Esse alternativa também é bastante eficiente por ser móvel. Dessa forma o usuário pode se locomover por toda a clínica com seu tablet/smartphone e verificar as informações necessárias. Serviços: Por ser uma aplicação mobile, para qualquer mudança que seja feita no sistema, será necessária apenas a atualização do app pelos usuários. E em caso de um novo médico, o mesmo precisa de um smartphone ou tablet para instalar a aplicação. Para os usuários, essa proposta garante melhor organização de informações dos pacientes e uma rápida busca de dados. Em casos mais urgentes, quando houver necessidade de informações sobre determinado paciente que foi hospitalizado, o médico terá todas as informações de prontuário disponíveis em qualquer lugar que esteja, através de seu tablet ou smartphone. Já para a gerência, o sistema fornecerá relatórios de quantidades de pacientes atendidos em determinado período e por quais convênios eles foram atendidos. Dessa forma, é possível gerenciar

14 melhor os setores administrativo e financeiro da clínica, em qualquer que esteja. Também poderá ver em tempo real quantos pacientes estão na clínica e quantos já foram atendidos. Apêndice B - Detalhamento do estudo de Viabilidade Econômica recepcionista. Os cálculos serão feitos de acordo com clínica Continence. Esta clínica possuí 4 médicas e uma Alternativa 1 Investimentos Para essa proposta, serão necessários investimentos basicamente na estrutura de rede da clínica, para possibilitar a comunicação entre os computadores comprados. No entanto, como pode ser visto na tabela abaixo, o maior investimento será a da compra dos PCs. Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Computadores , ,00 Roteador 1 100,00 100,00 Cabo de Rede (metro) 20 6,00 120,00 Instalação dos equipamentos 1 500,00 500,00 TOTAL ,00 Período de desenvolvimento para desktop. As despesas relatadas abaixo referem-se somente ao do período de desenvolvimento do software - Despesas fixas mensais

15 Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Salário dos programadores , ,00 Salário designer 1 500,00 500,00 TOTAL ,00 - Custos totais no período de desenvolvimento Mês Valor total (R$) Mês ,00 Mês ,00 Mês ,00 TOTAL ,00 Custos após o período de desenvolvimento Após a finalização do período de desenvolvimento, os únicos custos para a clínica serão o de treinamento para funcionários e a manutenção do software pela empresa contratada. Item Valor (R$) Treinamento (mês) 600,00 Visita de Manutenção 70,00 Custo total Na tabela apresentada abaixo são apresentados os custos para a clínica durante os próximos 5 anos. Após o período de desenvolvimento, só será cobrada a taxa de manutenção do software por mês. Período Valor total (R$) 1º ano ,00

16 2º ano 840,00 3º ano 840,00 4º ano 840,00 5º ano 840,00 TOTAL ,00 - Benefícios Como benefícios intangíveis, o sistema melhora a busca das informações do paciente, gera relatórios quase instantâneos de pacientes, de convênios e financeiro. Além disso, são oferecidas estatísticas de frequência dos pacientes, como por exemplo, saber se há dias mais movimentados na clínica, ajudando dessa forma a administração da clínica. Como benefício tangível, o retorno rápido de dados dos pacientes, tornando possível a realização de mais consultas pelo médico em menos tempo, o que pode aumentar o número de pacientes atendidos em até 15%. Análise de retorno do investimento - Valores em reais (R$) Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Custos de desenvolvimen to Custos de operação e manutenção Fator de desconto (8%) Custos corrigidos Custos acumulados (10.500,00) 0,00 0,00 0,00 0,00 (1.160,00) (840,00) (840,00) (840,00) (840,00) 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74% (11.660,00) (781,20) (722,40) (663,60) (621,60) (11.660,00) (11.941,20) (12.663,60) (13.327,20) (13.948,80) Benefícios do sistema 8.100, , , , ,00 Fator de 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74%

17 desconto (8%) Benefícios corrigidos Benefícios acumulados 8.100, , , , , , , , , ,00 Resultado acumulado (3.560,00) 3.691, , , ,20 Retorno de Investimento (ROI) - 150% Período de retorno (Payback) - 1,49 anos Alternativa 2 Investimentos Por ser um projeto web, para essa proposta serão necessários investimentos referentes a conexão de internet. Além disso, será preciso realizar a compra de um domínio web para acesso da aplicação. E diferente da primeira proposta, os computadores não precisam ser tão sofisticados. Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Computadores , ,00 Assinatura de conexão banda larga (taxa de instalação) Compra do domínio (anual) 1 100,00 100, ,00 30,00 TOTAL ,00 Período de desenvolvimento web. As despesas relatadas abaixo referem-se somente ao do período de desenvolvimento do sistema

18 - Despesas fixas mensais Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Salário dos programadores , ,00 Salário designer 1 500,00 500,00 TOTAL ,00 - Custos totais no período de desenvolvimento Mês Valor total (R$) Mês ,00 Mês ,00 TOTAL 7.000,00 Custos após o período de desenvolvimento Após o período de desenvolvimento, além dos custos de treinamento e manutenção (mensal), será preciso pagar também mensalmente o servidor web e o serviço de banda larga. Item Valor (R$) Treinamento (mês) 600,00 Visita de Manutenção 70,00 Mensalidade de um servidor Web 40,00 Mensalidade banda larga 95,00 Custo total

19 Período Valor total (R$) 1º ano ,00 2º ano 2.460,00 3º ano 2.460,00 4º ano 2.460,00 5º ano 2.460,00 TOTAL ,00 - Benefícios Como benefícios intangíveis, o sistema melhora a busca das informações do paciente, gera relatórios quase instantâneos de pacientes, de convênios e financeiro. Além disso, são oferecidas estatísticas de frequência dos pacientes, como por exemplo, saber se há dias mais movimentados na clínica, ajudando dessa forma a administração da clínica. O sistema pode ser acessado de qualquer dispositivo com acesso a internet. Assim, caso o médico necessite de algum dado médico do paciente, essa informação pode ser conseguida rapidamente. O gerente pode administrar a clínica remotamente, principalmente caso gerente for um médico que esteja de plantão em um hospital. Essa facilidade salta os olhos visto que os médicos trabalham em vários lugares. Como benefício tangível, o retorno rápido de dados dos pacientes, tornando possível a realização de mais consultas pelo médico em menos tempo, o que pode aumentar o número de pacientes atendidos em até 15%. Análise de retorno do investimento - Valores em reais (R$) Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Custos de desenvolvimen to Custos de operação e manutenção Fator de desconto (8%) (7.000,00) 0,00 0,00 0,00 0,00 (3.060,00) (2.460,00) (2.460,00) (2.460,00) (2.460,00) 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74%

20 Custos corrigidos Custos acumulados (10.060,00) (2.287,80) (2.115,60) (1.943,40) (1.820,40) (10.060,00) (12.347,80) (14.463,40) (16.406,80) (18.227,20) Benefícios do sistema Fator de desconto (8%) Benefícios corrigidos Benefícios acumulados 8.100, , , , ,00 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74% 8.100, , , , , , , , , ,00 Resultado acumulado (1.960,00) 3.285, , , ,80 Retorno de Investimento (ROI) - 91% Período de retorno (Payback) - 1,37 anos Alternativa 3 Investimentos Para essa alternativa, o maior investimento será na compra de tablets para que atendentes e médicos usem o aplicativo desenvolvido. Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Tablets , ,00 Assinatura de conexão banda larga (taxa de instalação) 1 100,00 100,00 TOTAL ,00

21 Período de desenvolvimento mobile. As despesas relatadas abaixo referem-se somente ao do período de desenvolvimento do aplicativo - Despesas fixas mensais Item Qtd. Valor unitário (R$) Valor total (R$) Salário dos programadores , ,00 Salário designer 1 500,00 500,00 TOTAL ,00 - Custos totais no período de desenvolvimento Mês Valor total (R$) Mês ,00 Mês ,00 Mês ,00 Mês ,00 TOTAL ,00 Custos após o período de desenvolvimento Após o período de desenvolvimento, além dos custos de treinamento e manutenção (mensal), será preciso pagar também mensalmente o serviço de banda larga. Item Valor (R$) Treinamento (mês) 600,00

22 Visita de Manutenção 70,00 Mensalidade banda larga 95,00 Custo total Período Valor total (R$) 1º ano ,00 2º ano 1.980,00 3º ano 1.980,00 4º ano 1.980,00 5º ano 1.980,00 TOTAL ,00 - Benefícios Como benefícios intangíveis, o sistema melhora a busca das informações do paciente, gera relatórios quase instantâneos de pacientes, de convênios e financeiro. Além disso, são oferecidas estatísticas de frequência dos pacientes, como por exemplo, saber se há dias mais movimentados na clínica, ajudando dessa forma a administração da clínica. Outra vantagem é que o sistema pode ser acessado de qualquer lugar, desde que o médico leve consigo o seu dispositivo móvel com o app instalado. Dessa forma, caso o médico necessite de algum dado médico do paciente, essa informação pode ser conseguida rapidamente. O gerente também pode administrar a clínica remotamente, principalmente no caso de o gerente ser um médico que esteja de plantão em um hospital. Essa é uma das grandes vantagens para médicos que trabalham em vários lugares. Como benefício tangível, o retorno rápido de dados dos pacientes, tornando possível a realização de mais consultas pelo médico em menos tempo, o que pode aumentar o número de pacientes atendidos em até 15%. Análise de retorno do investimento - Valores em reais (R$) Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5

23 Custos de desenvolvimen to Custos de operação e manutenção Fator de desconto (8%) Custos corrigidos Custos acumulados (14.000,00) 0,00 0,00 0,00 0,00 (2.580,00) (1.980,00) (1.980,00) (1.980,00) (1.980,00) 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74% (16.580,00) (1.841,80) (1.702,80) (1.564,20) (1.465,20) (16.580,00) (18.421,40) (20.124,20) (21.688,40) (23.153,60) Benefícios do sistema Fator de desconto (8%) Benefícios corrigidos Benefícios acumulados 8.100, , , , ,00 1% 0,93% 0,86% 0,79% 0,74% 8.100, , , , , , , , , ,00 Resultado acumulado (8.480,00) (2.788,40) 2.474, , ,40 Retorno de Investimento (ROI) - 51% Período de retorno (Payback) - 2,53 anos Conclusão do estudo de Viabilidade Econômica Alternativa 1 Alternativa 2 Alternativa 3 Investimentos (R$) 8.720, , ,00 Período de , , ,00

24 desenvolvimento (R$) Manutenção e treinamento (R$) 4.520, , ,00 Média ROI 150% 91% 51% Payback (Anos) 1,49 1,37 2,53 Média de benefícios 9 8,5 7 MÉDIA FINAL 9 8,25 7 Em relação ao custo, a alternativa 1 é mais viável economicamente, porém as outras alternativas trazem mais facilidades ao médico, como a mobilidade. E entre a 2 e 3, a proposta 2 é mais viável economicamente. Ambas são mais custosas, pois se faz necessário a aquisição de assinatura mensal de banda larga.

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Estudo de Viabilidade SorveTech (Sistema de Gerenciamento) Professora: Carla Silva Disciplina: Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade Disciplina: Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Silva Equipe (Ciência da Computação): Airton Sobral (asds) Alan Gomes (aga) Glauco Roberto (grps)

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade Desenvolvimento de Sistema Web de Auxílio a Treinos Físicos (Personal Trainer Virtual) Curso de Ciência da Computação Centro de Informática - UFPE 23/10/2012 Prof. Carla Silva Sumário

Leia mais

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir?

Objetivos. Engenharia de Software. O Estudo de Viabilidade. Fase do Estudo de Viabilidade. Idéias chave. O que Estudar? O que concluir? Engenharia de Software O Estudo de Viabilidade Objetivos O que é um estudo de viabilidade? O que estudar e concluir? Benefícios e custos Análise de Custo/Benefício Alternativas de comparação 1 2 Idéias

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Universidade Federal de Pernambuco - UFPE Centro de Informática - CIn Estudo de Viabilidade Congretz Recife, Novembro de 2013 1 Equipe Anderson Luiz (alfr) Eduardo Macedo (erbm) José Araújo (jasn) Rodolfo

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade Projeto InfoSupply Professora: Carla Silva Recife, 28 de Outubro de 2012. Controle de Versões Versão Responsável pela modificação Modificação realizada Sumário 1. Motivação... 1 2.

Leia mais

Estudo de Viabilidade. GMon Sistema de Gerenciamento de Monitores. Curso: Ciências da Computação Professora: Carla Silva

Estudo de Viabilidade. GMon Sistema de Gerenciamento de Monitores. Curso: Ciências da Computação Professora: Carla Silva Estudo de Viabilidade GMon Sistema de Gerenciamento de Monitores Curso: Ciências da Computação Professora: Carla Silva Recife, 20 de Janeiro de 2012 1 Sumário 1. Motivação... 3 2. Problema identificado...

Leia mais

Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos. Plano de Testes. Versão <1.1> DeltaInfo. Soluções para web Soluções para o mundo

Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos. Plano de Testes. Versão <1.1> DeltaInfo. Soluções para web Soluções para o mundo Sistema BuildParty para montagem e gerenciamento de eventos Plano de Testes Versão DeltaInfo Soluções para web Soluções para o mundo DeltaInfo 2 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autores

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

Estudo de Viabilidade CondoMine. Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco

Estudo de Viabilidade CondoMine. Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco Estudo de Viabilidade CondoMine Recife, outubro de 2012 Centro de Informática, Universidade Federal de Pernambuco SUMÁRIO Motivação... 4 1. Introdução... 5 2. Apresentação das Alternativas para o Sistema...

Leia mais

Genotypic Resistance Interpretation Tool

Genotypic Resistance Interpretation Tool Genotypic Resistance Interpretation Tool Guia do usuário SmartPhone (Android) Aviso legal Material de distribuição exclusiva para profissionais de saúde habilitados a prescrever ou dispensar medicamentos.

Leia mais

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características:

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: INTRODUÇÃO: O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: Ser uma alternativa para substituição dos volumosos e pesados

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Suporte Técnico A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Horário de Atendimento De segunda-feira à sexta-feira das 09:00 ás 19:00

Leia mais

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro

Leia mais

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E ATIVIDADES COMPLEMENTARES DEPARTAMENTO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Emerson Barros de Meneses

Leia mais

Levantamento de Requisitos de Software. Sistema Integrado de ATendimento (SIAT)

Levantamento de Requisitos de Software. Sistema Integrado de ATendimento (SIAT) Levantamento de Requisitos de Software Sistema Integrado de ATendimento (SIAT) o 1. Técnicas Levantamento de Requisitos 3 1.1 Levantamento Orientado a Ponto de Vista-----------------------------------------------

Leia mais

Projeto CI. Curso: Engenharia da Computação Disciplina: Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Silva

Projeto CI. Curso: Engenharia da Computação Disciplina: Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Silva Projeto CI Curso: Engenharia da Computação Disciplina: Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Silva Recife, 28 de outubro de 2012 Sumário 1. Motivação... 4 2. Introdução:

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015

Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015 1 de 5 Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015 1. Introdução A mobilidade corporativa deixou de ser uma tendência para fazer parte da ação estratégica das empresas. Hoje, o profissional

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

Olá, esse é o manual feito para ajudar você a conhecer ainda mais o Painel Web que acompanha* App Kontrole.

Olá, esse é o manual feito para ajudar você a conhecer ainda mais o Painel Web que acompanha* App Kontrole. Obrigado por baixar o App Kontrole!! Olá, esse é o manual feito para ajudar você a conhecer ainda mais o Painel Web que acompanha* App Kontrole. Aproveite para descobrir todo o potencial desse seu novo

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO www.origy.com.br UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO CARACTERÍSTICAS: E-MAIL IMAP * Acesso simultâneo e centralizado, via aplicativo, webmail e celular/smartphone * Alta capacidade de armazenamento

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Pré-requisitos: Lista de variáveis Hospedagem ativa em um Servidor da SPHINX Brasil Módulo Mobile Offline ativo na conta Aplicativo SphinxMobile instalado

Leia mais

Pode se adaptar as necessidades especificas de cada empresa permitindo gerar diferentes tipos de integração com os sistemas de backend.

Pode se adaptar as necessidades especificas de cada empresa permitindo gerar diferentes tipos de integração com os sistemas de backend. FieldForzeOne é uma solução que permite a sua empresa gerenciar e coordenar as atividades de trabalho da sua equipe de agentes de venda desde os dispositivos movéis (Smartphones ou Tablets). Consiga acrecentar

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Universidade Federal de Pernambuco UFPE Centro de Informática CIn Estudo de Viabilidade Sistema de atendimento de Tele-Assistências NUTES (UFPE) Disciplina: Engenharia de Requisitos Professor: Jaelson

Leia mais

RJMDocs ESTUDO DE VIABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA/ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA.

RJMDocs ESTUDO DE VIABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA/ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA/ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA RJMDocs ESTUDO DE VIABILIDADE Equipe: Nome Esforço da Equipe (%) Assinatura Aline Medeiros 25% Bruno

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 . Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO O NEXCODE VIEW, também conhecido como NEXVIEW, é um sistema que foi desenvolvido pela Nexcode Systems e tem por

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Bruno Sanchez Lombardero Faculdade Impacta de Tecnologia São Paulo Brasil bruno.lombardero@gmail.com Resumo: Computação em nuvem é um assunto que vem surgindo

Leia mais

Aplicativo para elaboração de questionários, coleta de respostas e análise de dados na área da saúde em dispositivos móveis

Aplicativo para elaboração de questionários, coleta de respostas e análise de dados na área da saúde em dispositivos móveis Aplicativo para elaboração de questionários, coleta de respostas e análise de dados na área da saúde em dispositivos móveis Visão Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 24/06/12

Leia mais

INFORMAÇÕES RELEVANTES...

INFORMAÇÕES RELEVANTES... SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1. INFORMAÇÕES RELEVANTES... 3 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 4 2.1. AUTENTICAÇÃO NO SISTEMA... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 3. INSTALANDO O MÓDULO RAAS-AD DESKTOP... 6 4.

Leia mais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais

Produtos ehealth. Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais Produtos ehealth Desenvolvimento de negócios ehealth Diretoria P&S Verticais 1 Participação da Telefônica Vivo nas Instituições de Saúde TIC TIC TIC TIC Telemedicina TIC Telemedicina Desenvolvimento de

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096 TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO Índice Geral Antes de Começar 2 Procedimento de Instalação 3 Exportar dados para o 8 Acesso ao 10 Ordens de Serviço no 11 Solicitações de Serviço no 17 Folhas de Inspeção no 19 Importar

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI E- mail Corporativo 2RS Soluções em TI Email Corporativo Índice Índice 1. Porque E- mail Corporativo é diferente?... 1 2. Ferramentas do Email Class... 2 2.1 Aplicativos do E- mail Corporativo... 2 2.1.1

Leia mais

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão!

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão! Website para dispositivos Móveis O futuro na palma de sua mão! Sites Mobile A Internet está sendo cada vez mais acessada através de telefones móveis e, como resultado, sites estão recebendo uma boa quantidade

Leia mais

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1 Manual do Usuário Backup Online Versão 1.0.1 Copyright GVT 2014 1 BACKUP ONLINE... 3 2 Instalação do BACKUP ONLINE... 4 3 Configurações de preferências... 7 3.1 Geral... 8 3.2 Fotos... 11 3.2.1 UpLoad:...

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.3.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.3.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.3.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 3 2 Instalação do Nextel Cloud... 4 3 Configurações de preferências... 7 3.1 Geral... 8 3.2 Fotos...

Leia mais

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios A Empresa MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Medware Sistemas Médicos é uma empresa de desenvolvimento de sistemas voltada para a criação

Leia mais

Agora todas as Unimeds vão falar uma só língua. Unimed do Brasil Federação São Paulo Portal Unimed

Agora todas as Unimeds vão falar uma só língua. Unimed do Brasil Federação São Paulo Portal Unimed Agora todas as Unimeds vão falar uma só língua. Unimed do Brasil Federação São Paulo Portal Unimed Folheto perguntas e respostas (15X15)cm.indd 1 9/25/08 4:38:13 PM E as primeiras palavras são inovação,

Leia mais

!!! Avaliação da Experiência de Uso Mobile. CEF, BB, Itaú e Bradesco

!!! Avaliação da Experiência de Uso Mobile. CEF, BB, Itaú e Bradesco Avaliação da Experiência de Uso Mobile CEF, BB, Itaú e Bradesco 1. Sumário Executivo 2. Resultados 3. Metodologia 4. Reações aos testes 1. Sumário Executivo No Brasil, há uma grande oportunidade para melhorar

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - MAC

SISTEMA OPERACIONAL - MAC Manual do Usuário SISTEMA OPERACIONAL - MAC Copyright GVT 2015 Versão 1.0.0 www.gvtcloud.com.br 1 1 Cloud... 3 1.1 Instalação do Cloud... 4 2 Configurações de preferências... 8 2.1 Geral... 10 2.2 Pastas...

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Manual técnico, versão V3

Manual técnico, versão V3 cccccccccccc Manual técnico, versão V3 Daxis Sistemas Inteligentes Todos os direitos reservados Índice Overview: visão geral do processo de implantação... 3 Atenção... 3 Principais tarefas... 3 Planejamento...

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade WorkerTraining Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Professora: Carla Silva Cynthia Raphaella, Húgaro Bernardino, Jéssica Barbalho e Wellton Thiago Recife, 20/01/2013

Leia mais

Software. Gerenciamento de Manutenção

Software. Gerenciamento de Manutenção Software Gerenciamento de Manutenção Importância de um Software de Manutenção Atualmente o departamento de manutenção das empresas, como todos outros departamentos, necessita prestar contas de sua atuação

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TOTEM CF SISTEMAS

BOLETIM INFORMATIVO TOTEM CF SISTEMAS BOLETIM INFORMATIVO TOTEM CF SISTEMAS Volume 1/ Edição 1 ACESSO RÁPIDO E DIRETO AO SUPORTE TOTEM Acessando o link: www.totem.net.br/ suporte, pelo navegador de seu computador, tablet, ou smartphone, você

Leia mais

Rastreamento Mobile. Manual de uso

Rastreamento Mobile. Manual de uso atualizado em 10/06/2014 Rastreamento Mobile Manual de uso Agora você pode utilizar seu aparelho móvel para acessar o seu sistema de rastreamento! O rastreamento Mobile é um website preparado para apresentar

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Manual do usuário Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Apresentação 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalando

Leia mais

NeXT Help Desk Manual do usuário. Abril/2011. NeXT Software

NeXT Help Desk Manual do usuário. Abril/2011. NeXT Software NeXT Help Desk Manual do usuário Abril/2011 NeXT Software Página 1 de 11 Índice Descrição e características do NeXT Help Desk... 3 Conectando no NeXT Help Desk... 4 Menu de acesso... 5 Enviando chamado

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

SFAFast. Sales Force Automation

SFAFast. Sales Force Automation + SFAFast + Sales Force Automation Multiplique a produtividade de sua força de vendas. O SFAFast é um ferramenta de coleta e distribuição de informações que contribui para uma gestão mais eficiente da

Leia mais

Estudo de Viabilidade Projeto de promoções dirigidas em shoppings

Estudo de Viabilidade Projeto de promoções dirigidas em shoppings UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Estudo de Viabilidade Projeto de promoções dirigidas em shoppings Professora: Carla Taciana (ctlls@cin.ufpe.br)

Leia mais

Manual de Usuário - Flight of Icarus

Manual de Usuário - Flight of Icarus Manual de Usuário - Flight of Icarus Desenvolvido por: Elvis Venâncio S. Nogueira Data: 21/02/2013 Versão: 1.7 Sumário Conteúdo Manual sobre Flight of Icarus... 4 Formas de Conexão... 4 Tela de Login...

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Página1 Certificado Digital e-cpf Manual do Usuário Página2 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?... 03 Instalando o Certificado... 04 Conteúdo do Certificado... 07 Utilização, guarda

Leia mais

Certificado Digital. Manual do Usuário

Certificado Digital. Manual do Usuário Certificado Digital Manual do Usuário Índice Importante... 03 O que é um Certificado Digital?... 04 Instalação do Certificado... 05 Revogação do Certificado... 07 Senhas do Certificado... 08 Renovação

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos esse manual, significa que você adquiriu um certificado digital AC Link. Manual do Usuário 1 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?...

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1 JURÍDICO Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Operação básica do aplicativo 2 Formulários 2 Filtros de busca 2 Telas simples, consultas e relatórios 3 Parametrização

Leia mais

Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF

Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF Perfil A Secretaria da Receita Federal do Brasil RFB desempenha funções essenciais para que o Estado

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 1.00

MANUAL DO SISTEMA. Versão 1.00 MANUAL DO SISTEMA Versão 1.00 Considerações Gerais...2 Aquisição MOBILE...3 Ativação do Adicion...3 Entendendo o Integrador WebPav/Mobile...4 Controle de Integração...4 Configurando Mobile no Sistema Adicion...6

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional Belo Horizonte, 11 de junho de 2013 À Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Rod. Pref. Américo Gianetti, Serra Verde - Prédio Minas, 11º andar 31.630-900 Belo Horizonte Minas Gerais Ref.: Consulta

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS Manual do Usuário SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS Copyright GVT 2015 Versão 1.0.1 www.gvtcloud.com.br 1 Cloud... 3 2 Instalação do Cloud... 4 3 Configurações... 7 3.1 Geral... 9 3.2 Pastas... 11 3.2.1 UpLoad:...

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DE CANOAS CANOASTEC Institui o Plano de Desenvolvimento de Recursos Humanos criando o Quadro

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

Universal sistema oficial CBO

Universal sistema oficial CBO P2D Prontuário 2013 Universal sistema oficial CBO P2D Prontuário Universal 14/2/2013 2 Conteúdo 1. O que é o P2D Prontuário Universal?... 3 2. Quanto custa?... 3 3. Quais os benefícios?... 3 4. Quais os

Leia mais

MÓDULO 8. Urubu Mobile

MÓDULO 8. Urubu Mobile MÓDULO 8 Urubu Mobile URUBU MOBILE O Urubu Mobile é um aplica1vo gratuito desenvolvido para tablets e smartphones que possuem sistema operacional Android ou ios. O aplica1vo pode ser u1lizado por qualquer

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Leve seus formulários... Não o papel! Documentos corporativos nunca foram tão leves e fáceis de carregar.

Leve seus formulários... Não o papel! Documentos corporativos nunca foram tão leves e fáceis de carregar. Leve seus formulários... Não o papel! Documentos corporativos nunca foram tão leves e fáceis de carregar. Você sabia que? 80% da impressão corporativa está relacionada a transações* Tal como: - Faturas

Leia mais

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central

Implementação do Office365. O365 Migração de usuários. Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Implementação do Office365 O365 Migração de usuários Preparado por: Edilson Alves da Nóbrega Divisão de Informática Administração Central Abril de 2015 Controle de Versões Registro Data Autor Versão Histórico

Leia mais

GETINGE ONLINE OBTENHA ACESSO A INFORMAÇÕES EM QUALQUER LUGAR

GETINGE ONLINE OBTENHA ACESSO A INFORMAÇÕES EM QUALQUER LUGAR GETINGE ONLINE OBTENHA ACESSO A INFORMAÇÕES EM QUALQUER LUGAR 2 Getinge Online TRABALHE DE FORMA MAIS INTELIGENTE E OBTENHA UM TEMPO DE FUNCIONAMENTO MAIOR Tradicionalmente, o status do processo de esterilização

Leia mais

Autodesk Desktop Subscription

Autodesk Desktop Subscription Autodesk Desktop Subscription Desktop Subscription é uma nova opção de licenciamento, que permite a locação de licenças Autodesk, adequando suas necessidades de negócios ao orçamento como, por exemplo,

Leia mais

Manual sobre Flight of Icarus

Manual sobre Flight of Icarus Manual sobre Flight of Icarus Definição do Sistema O Flight of Icarus é um sistema voltado para conexão com o banco de dados do ORION por meio da Internet, tendo como objetivo criar e consultar Pedido

Leia mais

Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos. Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade

Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos. Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade Nosso foco é facilitar a videovigilância profissional para todos Armazenamento de dados seguro e excelente usabilidade 2 Fácil e confiável Frank Moore, proprietário da Keymusic 3 Fácil e confiável Eu não

Leia mais

Genotypic Resistance Interpretation Tool

Genotypic Resistance Interpretation Tool Genotypic Resistance Interpretation Tool Guia de uso Aviso legal Material de distribuição exclusiva para profissionais de saúde habilitados a prescrever ou dispensar medicamentos. Mais informações a disposição,

Leia mais

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico

Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Tecnologia da Informação Aplicada a Gerenciamento de Acervo Documental Histórico Kayo Delgado Medeiros de Almeida¹, Elon Gomes Vieira 2, Carlos Vitor de Alencar Carvalho 3, Magno Fonseca Borges 4, José

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor?

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Interagir com sistemas que ainda dependem de agendamentos manuais e de coletas presenciais em vários equipamentos

Leia mais

1.Introdução. 2. Posicionamento

1.Introdução. 2. Posicionamento 1.Introdução 1.1 Finalidade Este documento tem o objetivo de demonstrar as necessidades e problemas que a rede de clínicas de vacinação IMUNIZA encontra em seu dia a dia, propondo após um levantamento

Leia mais

Serviços de TI, Comunicação e Colaboração para Empresas

Serviços de TI, Comunicação e Colaboração para Empresas Serviços de TI, Comunicação e Colaboração para Empresas Consultoria em Gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação Especializada em Cloud Computing A/C Gilson gilson@abramis.com.br Abramis 1. OBJETIVO

Leia mais

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS Aulas : Terças e Quintas Horário: AB Noite [18:30 20:20hs] PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS 1 Conteúdo O que Rede? Conceito; Como Surgiu? Objetivo; Evolução Tipos de

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 4 3 Vivo Sync Web... 5 3.1 Página Inicial... 5 3.1.1 Novo Contato... 6 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Autodesk Desktop Subscription

Autodesk Desktop Subscription Autodesk Desktop Subscription Desktop Subscription é uma nova opção de licenciamento, que permite a locação de licenças Autodesk, adequando suas necessidades de negócios ao orçamento como, por exemplo,

Leia mais

Manual CH-Web 2.0. Sumário:

Manual CH-Web 2.0. Sumário: Manual CH-Web 2.0 Sumário: 1) Introdução e Recursos 2) Configuração CH-Admin para Trabalhar com CH-Web 3) Entrada e Saída no Sistema CH-Web 4) CH-Web: Consulta Estoque 5) CH-Web: Consulta Cliente 6) CH-Web:

Leia mais

vgf Violin Gerenciador de Franquias

vgf Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Visão Geral Bem-vindo ao Violin Gerenciador de Franquias, uma poderosa aplicação vertical que dá

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais