CENTRAL DE UTILITÁRIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRAL DE UTILITÁRIOS"

Transcrição

1 CENTRAL DE UTILITÁRIOS PARA FACILITAR E AUXILIAR O NOSSO DIA-A-DIA ESTE CADERNO É UM OBJETO PARA O SEU VERDADEIRO USO DIÁRIO FOI PENSANDO NO NOSSO DIA-A-DIA QUE RESOLVEMOS REUNIR EM UM ÚNICO LUGAR TODAS AS INFORMAÇÕES E UTILIDADES RELACIONADAS A ÁREA DE LOGÍSTICA, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO. CONFIRA E UTILIZE AS PRÓXIMAS PÁGINAS: PRINCIPAIS TIPOS DE CONTÊINERES FÓRMULAS PARA CONVERSÕES DE DISTÂNCIA FÓRMULAS PARA CONVERSÕES DE TEMPERATURA FÓRMULAS PARA CONVERSÕES DE CAPACIDADE CENTRAL DE UTILITÁRIOS FÓRMULAS PARA CONVERSÕES DE PESO FUSO HORÁRIO MUNDIAL CONSULTAS ONLINE TIPOS DE MOEDAS NO MUNDO PRINCIPAIS AEROPORTOS NACIONAIS PRINCIPAIS AEROPORTOS INTERNACIONAIS DICIONÁRIO DO COMÉRCIO EXTERIOR E LOGÍSTICA PRINCIPAIS PORTOS NACIONAIS PRINCIPAIS PORTOS INTERNACIONAIS

2 Contêiner Cap. Medidas Externas (mm) comp. x larg. x alt. Medidas Internas (mm) comp. x larg. x alt x.8 x.9.90 x.0 x.88 Standard 0.9 x.8 x.9.0 x. x x.8 x.9.90 x.0 x.8 Open Top 0.9 x.8 x.9.0 x.8 x x.8 x 9.0 x.8 x. PRINCIPAIS TIPOS DE CONTÊINERES Flat Rack High Clube Plataform Tank Container Ventilated 0.9 x.8 x.9.80 x.8 x x.8 x.89.0 x.0 x x.8 x.00 x. 0.9 x.8 x 8.0 x x.8 x x.8 x x. x. Reefer 0.08 x.8 x.9.98 x.0 x. Container para Granéis.08 x.8 x.9.88 x. x. Insulado + Clip-on 0.08 x.8 x.8. x. x.

3 Abertura de porta (mm) larg. x alt. Cubagem (m³) Peso (Kg) Utilização. x.8. x.80,, Total:.000 Tara:.080 Carga:.90 Total: 0.80 Tara:.0 Carga:.90 Para qualquer tipo de carga. Possui vários locais para peação de carga tanto lateralmente quanto no piso e no teto.. x.. x.80,, Total:.000 Tara:.00 Carga:.90 Total: 0.80 Tara:.800 Carga:.00 Contêiner com lona removível no teto. Especialmente desenvolvido para cargas com excesso de altura..8 x.8, 8, x.000, Total:.00 Tara:.8 Carga:. Total:.000 Tara:.80 Carga: 9.80 Total: 0.80 Tara:.0 Carga:.0 Total:.000 Tara:.0 Carga:.0 Especialmente para cargas com peso e/ou largura extra não comportadas em contêineres normais. Carga geral não perecível de baixa relação peso / volume. Especialmente para cargas com excesso de peso e/ou dimensão lateral e/ou de altura. Para transporte de qualquer tipo de líquido: alimentício, aditivos e químicos. Carga perecível que precisa da renovação do ar para preservar suas características. PRINCIPAIS TIPOS DE CONTÊINERES.0 x.0 8, Total:.00 Tara:.00 Carga:.0 Contêineres com refrigeração própria que podem ser ligados em redes elétricas para manter o produto no seu interior sob temperatura controlada.. x 00, Total: 8.00 Peso por container:.0 Possui bolsa para movimentação com carga e três acessos pelo topo. São específicos para cargas a granel com destaque para o café.. x., Total:.000 Tara:.800 Ideal para o transporte de carnes, sucos e frutas. É capaz de manter a temperatura interna em 0oC negativos.

4 DISTÂNCIA DE PARA FÓRMULA Quilômetros Milhas Milhas Quilômetros 0, x,09 TEMPERATURA DE PARA FÓRMULA Celsius Fahrenheit Fahrenheit Celsius x,8 + - x 0, CAPACIDADE DE PARA FÓRMULA Centímetros Polegadas x 0,9 Polegadas Pés cúbicos Metros cúbicos Polegadas cúbicas Pés Centímetros Milímetros Centímetros cúbicos Polegadas cúbicas Metros cúbicos Litros Pés cúbicos Polegadas cúbicas Centímetros cúbicos Onças fluídas (Imperial) Onças fluídas (US) x, x, x 80 x 8 x 0,08 x 8, x, x 0, x,9 x 0, x 0, Jardas cúbicas Metros cúbicos x 0, Onças fluidas (Imperial) Centímetros Metros Polegadas Jardas Milílitros Pints (Imperial) x 0,8 x 0,08 x x x 8, x 0,0 FÓRMULAS PARA CONVERSÕES Onças fluidas (US) Milímetros Milílitros Pints (US) Centímetros Polegadas x 9,9 x 0,0 x 0, x 0,09 Pés quadrados Metros quadrados x 0,099 Polegadas quadradas Centímetros quadrados x,89 Centímetros quadrados Polegadas quadradas x 0,00 Metros quadrados Pés quadrados x 0, Jardas Metros x 0,9 Metros Centímetros Pés Polegadas Jardas x 00 x,808 x 9, x,09

5 PESO DE PARA FÓRMULA Galões (imperial) Gramas Onças x 0,0 Pints (imperial) Litros Galões (US) Onças fluidas (imperial) Litros x,0 x,009 x 0 x 0,8 Quartos (imperial) Litros x, Quilos Libras ( onças) x,0 Quilos por pés cúbicos Quilos por metros cúbicos Quilos por centímetros quadrados Quilos por metros cúbicos x, Libras por metros cúbicos x 0,0 Libras por polegadas quadradas x, Quilos por pés quadrados Quilos por pés quadrados Quilos por metros quadrados Libras Libras por pés cúbicos Libras por metros cúbicos Libras por pés quadrados Libras por polegadas quadradas Libras por pés quadrados x,0 Quilos por metros quadrados x 0, Quilos por pés quadrados Libras por pés quadrados Onças Gramas x 0,090 x 0,00 x x,9 Libras Quilos x 0, Litros Quilos por pés cúbicos Quilos por metros cúbicos x 0, x,0 Quilos por pés cúbicos x 0,08 Quilos por pés quadrados Quilos por metros Quilos por centímetros quadrados x, x,880 x 0,00088 Quilos por centímetros quadrados x 0,00 Onças fluidas (imperial) Onças fluidas (US) Galões (imperial) Pints (imperial) Quartos (imperial) Galões (US) Pints (US) Quartos (US) x,90 x,8 x 0, x,98 x 0,899 x 0, x, x,0 FÓRMULAS PARA CONVERSÕES Onças Toneladas longas Toneladas métricas Toneladas curtas Galões (US) Libras Gramas Quilos Libras Toneladas curtas Quilos Libras Libras Quilos Toneladas longas Toneladas métricas Galões (imperial) Litros x 0,0 x 8,9 x 0 x 0 x, x 000 x 0 x 000 x 90,89 x 0,899 x 0,90 x 0,8 x,8 Pints (US) Onças fluidas (US) Litros x x 0, Quartos (US) Litros x 0,9

6 RELATIVO AO HORÁRIO DE BRASÍLIA (não considerar horário de verão) País Ação Horas País Ação Horas Africa do Sul Congo Alemanha Coréia do Sul Angola Costa do Marfim Antigua/Barbuda Croácia Antilhas Holandesas Cuba Arábia Saudita Dinamarca Argélia República Dominicana Argentina Egito Armênia El Salvador Aruba Emirados Árabes Unidos Austrália Áustria Bahamas Bahrain Bangladesh Barbados Bélgica Belize Benin Bermudas Bolívia Bósnia e Herzegovina / 9 Equador Escócia República Eslováquia Estônia Etiópia Ilhas Faroé Fiji Filipinas Finlândia Formosa (Taiwan) / FUSO HORÁRIO MUNDIAL Brunei França Bulgária Gabão Cabo Verde Gâmbia Camarões Gana Canadá / Geórgia Casaquistão 8 Grécia Cayman Ilhas Groenlândia Chile Guadalupe China Guatemala Chipre Guiana Cingapura 0:0 Guiana Francesa Colômbia Guiné-Bissau

7 RELATIVO AO HORÁRIO DE BRASÍLIA (não considerar horário de verão) País Ação Horas País Ação Horas Haiti Martinica Holanda Maurício Ilhas Honduras México / Hong Kong Moçambique Hungria Moldávia República República Iemen Mônaco Índia 8 Mont Serrat Indonésia 0/ Namíbia Inglaterra Nepal 8: Irã :0 Nicarágua Iraque Irlanda Islândia Israel Itália Iuguslávia Jamaica Japão Jordânia Kuwait Laos Lesoto 0 Nigéria Noruega Nova Zelândia Oman Panamá Papua e Nova Guiné Paquistão Paraguai Perú Polônia Porto Rico Portugal 8 FUSO HORÁRIO MUNDIAL Letônia Qatar Líbano Quênia Libéria Romênia Líbia Rússia / Lituânia São Tomé e Príncipe Macau São Vicente e Granadinas Macedônia Senegal Malásia Serra Leoa Maldivas Ilhas 8 Seychelles Ilhas Mali Síria Malta Sri Lanka 8:0 Marrocos Sudão

8 RELATIVO AO HORÁRIO DE BRASÍLIA (não considerar horário de verão) País Suécia Ação Horas País Ação Horas Ilhas Turcas e Caicos Suiça Turquia Suriname Ucrânia Tailândia 0 Uganda Taiti (Polinésia Francesa) Uruguai Tanzânia República Tcheca Togo Tonga Trinidad e Tobago Tunísia Venezuela Vietnã Ilhas Virgens Zaire Zâmbia Zimbábue 0 FUSO HORÁRIO MUNDIAL NOTÍCIAS SOBRE O SETOR News Comex: Aduaneiras: Sindasp: ÓRGÃOS FEDERAIS Receita Federal: Secretaria da Fazenda - SP: CONSULTAS ONLINE

9 País Moeda País Moeda Africa do Sul Alemanha Angola Antigua/Barbuda Antilhas Holandesas Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Aruba Austrália Áustria Bahamas Bahrain Bangladesh Barbados Bélgica Belize Benin Bermudas Bolívia Bósnia e Herzegovina Brunei Bulgária Cabo Verde Camarões Canadá Casaquistão Cayman Ilhas Chile China Chipre Cingapura Colômbia Congo Coréia do Sul Costa do Marfim Croácia Cuba Dinamarca República Dominicana Egito El Salvador Emirados Árabes Unidos Equador Escócia República Eslováquia Estônia Etiópia Ilhas Faroé Fiji Filipinas Finlândia Formosa (Taiwan) França Gabão Gâmbia Gana Geórgia Grécia Groenlândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Guiné-Bissau Haiti Holanda Honduras Hong Kong Hungria República Iemen Índia Indonésia Inglaterra Irã Iraque Rand Euro (ex- Marco Alemão) Kwanza Florim das Antilhas Riyal Peso Dram Florim de Aruba Euro (ex-shilling) Taka Euro (ex-franco) Franco de Bermudas Peso Marco bósnio-herz. conv. de Brunei Lev Escudo Franco Tenge de Cayman Peso Yuan Euro de Cingapura Peso Franco Won Franco CFA Ocidental Kuna Peso Cubano Coroa Dinamarquesa e Peso Libra Egípcia Colon Dirham Americano Libra Euro Euro (ex-peseta) Coroa Estônia Birr Coroa Dinamarquesa Peso Euro Euro (ex-franco) Franco Dalasi Cedi Lari Euro (ex-drackma) Coroa Dinamarquesa Euro Quetzal Euro (ex-franco) Peso Gourde Euro (ex-guilder) Lempira Forint Rial Rupia Indiana Rupiah Libra Rial Irlanda Islândia Israel Itália Iuguslávia Jamaica Japão Jordânia Kuwait Laos Lesoto Letônia Líbano Libéria Líbia Lituânia Macau Macedônia Malásia Maldivas Ilhas Mali Malta Marrocos Martinica Maurício Ilhas México Moçambique Moldávia República Mônaco Mont Serrat Namíbia Nepal Nicarágua Nigéria Noruega Nova Zelândia Oman Panamá Papua e Nova Guiné Paquistão Paraguai Perú Polônia Porto Rico Portugal Qatar Quênia Romênia Rússia São Tomé e Príncipe São Vicente e Granadinas Senegal Serra Leoa Seychelles Ilhas Síria Sri Lanka Sudão Suécia Suiça Suriname Tailândia Taiti (Polinésia Francesa) Tanzânia República Tcheca Togo Tonga Trinidad e Tobago Tunísia Ilhas Turcas e Caicos Turquia Ucrânia Uganda Uruguai Venezuela Vietnã Ilhas Virgens Zaire Zâmbia Zimbábue Euro (ex-punt ou Libra) Coroa Islandesa New Shekel Euro (ex-lira) Yen Kip Loti pl., Maloti Lats Libra libanesa Litas Pataca Denar Ringgit Rupia Maldivia Franco Euro Dirham Euro Rupia Peso Metical Leu moldavo Euro Namibiano Rupia Cordoba Naira Coroa Rial Balboa Kina Rupia Guarani Novo Sol Zloty Euro (ex-escudo) Riyal Xelim queniano Leu Ruble Dobra Franco Leone Rupia Libra Rupia Krona Franco Suiço de Suriname Baht Franco Xelim Koruna Franco Euro Lira Hryvnia Xelim Novo Peso Bolivar Dong Zaire Kwacha TIPOS DE MOEDAS

10 A ACF - Attainable Cubic Feet ou Espaço Cúbico Permitido. Acknowledgement of Receipt ou Confirmação de Recebimento - Notificação relacionada a algo recebido. Admissão temporária Regime aduaneiro especial que permite a importação de bens que devam permanecer no País durante prazo fixado, com suspensão total ou parcial de tributos. ADR - Articles Dangereux de Route ou Transporte de Artigos Perigosos. AD Valorem - Taxa de seguro cobrada sobre certas tarifas de frete ou alfandegárias proporcionais ao valor total dos produtos da operação (Nota Fiscal). AFRMM - Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante. Aladi (Associação Latino-Americana de Integração) Congregação de países que têm como objetivo o estabelecimento de um mercado comum latino-americano, formada por: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Amostras sem valor comercial Bens representados por quantidade, fragmentos ou partes, estritamente necessários para dar a conhecer sua natureza, espécie e qualidade. Armazém ou Warehouse - Lugar coberto, onde os materiais/produtos são recebidos, classificados, estocados e expedidos. AWB - Air Waybill ou Conhecimento de Transporte Aéreo. B Back to Back - Consolidação de uma única expedição em um MAWB (Master Air Waybill - Conhecimento Principal de Transporte Aéreo) abrangendo um HAWB (House Air Waybill - Guia de Transporte Aéreo emitida por um expedidor). Bagagem Para efeitos de tratamento tributário são considerados como bagagem os bens novos ou usados, destinados ao uso ou consumo pessoal do viajante, em compatibilidade com as circunstâncias de sua viagem. Barra Local próximo ao porto, seguro, onde os navios ficam aguardando autorização para atracarem no cais disponível ou determinado B/L (Bill of Lading) Conhecimento de embarque Bi-trem ou Reboque - É o conjunto monolítico formado pela carroceria com o conjunto de dois eixos e pelo menos quatro rodas. É engatado na carroceria do caminhão para o transporte, formando um conjunto de duas carrocerias puxadas por um só caminhão. Bombordo - Lado esquerdo do navio. Bonded Warehousing - Armazém Alfandegado. Break-Bulk - Expressão do transporte marítimo que significa o transporte de carga geral ou fracionadas. Brokerage Houses - Empresas especializadas em intermediar afretamento marítimo. Bulk Cargo - Carga à granel, ou seja, sem embalagem. Bulk Carrier - Navio graneleiro, ou seja, próprio para o transporte de cargas à granel. Bulk Container - Contêiner graneleiro, ou seja, próprio para o transporte de cargas à granel. C Cabotagem - Navegação doméstica (pela costa do País). Cábrea - Equipamento usado em portos para levantar grandes cargas pesadas ou materiais em obras, e que consta de pontaletes unidos no topo onde recebem uma roldana por onde passa o cabo. Calado - Expressão do transporte marítimo, que significa profundidade em que cada navio está submerso na água. Tecnicamente é a distância da lâmina d'água até a quilha do navio. Capatazia - É o serviço utilizado geralmente em portos, onde profissionais autônomos executam o trabalho de movimentação de cargas. Carreta baú - É uma carreta fechada. Carreta isotérmica - É uma carreta fechada, com isolamento térmico em suas paredes, que conserva a temperatura da carga. Cavalo Mecânico - É o conjunto monolítico formado pela cabine, motor e rodas de tração do caminhão. Pode ser engatado em vários tipos de carretas e semi-reboques, para o transporte. CCR Convênio de Pagamentos e Créditos Recíprocos Sistema de pagamentos controlado pelos bancos centrais que abrange os países da ALADI e a República Dominicana. CFR - Cost and Freight ou Custo e Frete. CI Comprovante de Importação. CIDE (Contribuição de Intervenção sobre o Domínio Econômico) cobrada sobre petróleo e derivados. CIF - Cost, Insurance and Freight ou Custo, Seguro e Frete. Neste caso, o material cotado já tem tudo embutido no preço, ou seja, é posto no destino. CIP - Cariage and Insurance Paid To ou Transporte e Seguro Pagos Até. Comboio - Conjunto de veículos que seguem juntos para um mesmo destino. Utilizado principalmente por motivo de segurança; carros de munições e mantimentos que acompanham forças militares; composição ferroviária (em Portugal). Conhecimento de Transporte - Documento emitido pela transportadora, baseado nos dados da Nota Fiscal, que informa o valor do frete e acompanha a carga. O destinatário assina o recebimento em uma das vias. Consignee Consignatário. Pessoa física ou jurídica indicada no documento de transporte que tem o direito de reclamar os bens ao transportador, no destino. Para os efeitos legais, presume-se o proprietário da carga. Consolidação de Cargas - Consiste em criar grandes carregamentos a partir de vários outros pequenos. Resulta em economia de escala no custo dos fretes. Consolidação de Cargas - Consiste em criar grandes carregamentos a partir de vários outros pequenos. Resulta em economia de escala no custo dos fretes. DICIONÁRIO DO COMÉRCIO EXTERIOR E LOGÍSTICA

11 Contêiner - Equipamento de metal no formato de uma grande caixa, que serve para o transporte de diversos materiais, fazendo assim uma unitização de cargas, que ao estarem acondicionados no seu interior, não sofrem danos durante o percurso e nem em caso de transbordo para outros modais. Convés - Área da primeira coberta do navio. CPC - Commerce Planning Colaboration. CPT - Cariage Paid To ou Transporte Pago Até. Cubagem ou Cubage - Volume cúbico disponível para estocar ou transportar. Calcula-se o metro cúbico multiplicando-se o comprimento pela largura e pela altura. Custo Logístico - É a somatória do custo do transporte, do custo de armazenagem e do custo de manutenção de estoque. D DAC (Depósito Alfandegado Certificado) Regime aduaneiro especial que permite o depósito, no mercado interno, sob regime alfandegado, de produtos já comercializados com o exterior, considerados exportados para todos os efeitos fiscais, creditícios e cambiais. DAF - Delivered At Frontier ou Entregue na Fronteira. DDP ou Door to Door - Delivered Duty Paid ou Entregue com Taxas Pagas. DDU - Delivered Duty Unpaid ou Entregue sem Taxas Pagas. Demurrage ou Sobreestadia - Multa determinada em contrato, a ser paga pelo contratante de um navio, quando este demora mais do que o acordado nos portos de embarque ou de descarga. O termo também utilizado para as diárias a serem pagas pelo importador após o período de estadia livre concedido pelo agente de carga/armador. Dead line Prazo-limite para entrega da carga para embarque. DEQ - Delivered Ex QUAY ou entrega no cais. O vendedor entrega a mercadoria no cais do porto de destino. DES - Delivered Ex SHIP ou Entrega no Navio. DI (Declaração de importação) Documento-base do despacho de importação que deve conter a identificação do importador, a classificação, o valor aduaneiro e a origem da mercadoria, dentre outras informações. DSI Declaração Simplificada de Importação. Docas ou Docks - É o local intermediário que as mercadorias ficam entre a expedição e os transportes (vários modais), a fim de facilitar e agilizar a operação de carregamento e descarregamento. Dragagem - Serviço de escavação nos canais de acesso e áreas de atracação dos portos para manutenção ou aumento da profundidade. Draw-back - Envolve a importação de componentes, sem pagamento de impostos (IPI, ICMS, Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante e Imposto sobre Prestações de Serviços de Transporte Estadual), vinculada a um compromisso de exportação. DSE - Declaração Simplificada de Exportação. E EADI - Estação Aduaneira do Interior. ELQ - Economic Logistic Quantity ou Quantidade Logística Econômica. É a quantidade que minimiza o custo logístico. Embalagem ou Package - Envoltório apropriado, aplicado diretamente ao produto para sua proteção e preservação até o consumo/utilização final. Entreposto aduaneiro Regime especial que permite a importação de mercadoria estrangeira para armaze namento em recinto alfandegado de uso público, com suspensão do pagamento dos impostos. Entreposto industrial sob controle informatizado Regime especial que permite à empresa importar com suspensão do pagamento dos tributos, sob controle informatizado, mercadorias para serem submetidas à operação de industrialização e posterior exportação. Estibordo - Lado direito do navio. Estivador - Empregado das Docas que trabalha na carga e descarga dos navios. ETA - Expressão do transporte marítimo, que significa dia da atracação (chegada). ETS - Expressão do transporte marítimo, que significa dia da saída (zarpar). Exportação temporária Saída de produtos do País, por tempo determinado, com suspensão do pagamento de impostos, inclusive o de exportação, condicionada à sua reimportação no estado em que foram exportados. EXW Ex Works. F FAS - Free Alongside Ship ou Livre no Costado do Navio. O vendedor entrega a mercadoria ao comprador no costado do navio no porto de embarque. FCA - Free Carrier ou Transportador livre. O vendedor está isento de responsabilidades, no momento que entrega a mercadoria para o agente indicado pelo comprador ou para o transportador. FCL - Full Container Load ou Contêiner Completo. FCR - Forwarder Certificate of Receipt ou Certificado de Recebimento do Agente de Transportes. Feeder - Serviço marítimo de alimentação do porto hub ou de distribuição das cargas nele concentradas. Feeder Ship - Navios de abastecimento. FIO - Free In and Out ou isento de taxas no embarque e no desembarque. Despesas de embarque são do exportador e as de desembarque do importador. Nada de responsabilidade do Armador. FOB - Free On Board ou Preço sem Frete Incluso (posto a bordo). Tem algumas variações de FOB. Pode ser FOB Fábrica, quando o material tem que ser retirado e FOB Cidade, quando o fornecedor coloca o material em uma transportadora escolhida pelo cliente. DICIONÁRIO DO COMÉRCIO EXTERIOR E LOGÍSTICA

12 Freight Collect Frete a cobrar, ou seja, a pagar. Pode ser pago em qualquer lugar, porém, em regra, é pago no destino. Freight Forwarders Transitário de Carga. Freight Payable at Destination Semelhante ao freight collect, porém, só pode ser pago no destino. Freight Prepaid ou Freight Paid Frete pré-pago ou frete pago. Diz-se do frete, em regra, pago na origem, por ocasião do embarque dos bens H HAWB (House Airway Bill) Conhecimento Aéreo emitido pelo Consolidador da carga. Hinterland - É o potencial gerador de cargas do porto ou sua área de influência terrestre. O Hinterland depende, basicamente, do potencial de desenvolvimento da região em que o porto está localizado e dos custos de transporte terrestre e feeder. House (casa) Expressão que se usa para container, indicando que ele será ovado ou desovado na casa do embarcador ou consignatário House Bill of Lading ou House B/L Conhecimento Marítimo emitido por um freight forwarder (transitário de carga). Hub - Ponto central para coletar, separar e distribuir para uma determinada área ou região específica. I - J - K IBC - Intermediate Bulk Container ou Contenedor Intermediário para Granel. Incoterms - sigla que identifica os termos que padronizam a linguagem usada no mercado de exportação e importação. Just-in-Time ou JIT - é atender ao cliente interno ou externo no momento exato de sua necessidade, com as quantidades necessárias para a operação/produção, evitando-se assim a manutenção de maiores estoques. Kaizen - processo de melhorias contínuas, com bom senso e baixos investimentos. L Lastro - expressão do transporte marítimo, que significa água que é posta nos porões para dar peso e equilíbrio ao navio, quando está sem carga; no transporte ferroviário significa camada de substâncias permeáveis como areia, saibro ou pedra britada, posta no leito das estradas de ferro e sobre a qual repousam os dormentes. Layday ou Laytime - estadia do navio no porto, que significa período previsto para acontecer a operação (atracar, carregar e zarpar). L/C Abreviatura de Letter of Credit (Carta de Crédito). LLP - Leading Logistics Provider ou Principal Fornecedor de Serviços Logísticos. Logística Empresarial - Trata-se de todas as atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável. (definição de Ronald H. Ballou no seu livro "Logística Empresarial"). Logística Reversa ou Inversa - No mercado é considerada como o caminho que a embalagem toma após a entrega dos materiais, no sentido da reciclagem das mesmas. Nunca voltando para a origem. M - N - O MAWB (Master Airway Bill) Conhecimento Aéreo emitido pelo transportador ao consolidador da carga. Medidas de desempenho - São instrumentos utilizados para avaliar a performance de qualquer atividade logística. Podem ser relatórios, auditorias, etc. Não se pode melhorar aquilo que não mensuramos. Mercosul (Mercado Comum do Sul) Objetiva a integração econômica e comercial entre seus parceiros Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai Milk Run - consiste na busca do(s) produto(s) diretamente junto ao(s) fornecedor(es), de forma programada, para atender sua necessidade de abastecimento. Modais - são os tipos/meios de transporte existentes. São eles: marítimo: (feito pelo mar), ferroviário (feito por ferrovias), rodoviário (feito por rodovias), hidroviário (feito em rios), dutoviário (feito pelos dutos) e aeroviário (feito de forma aérea). NVOCC - Sigla indicativa de Non-Vessel-Operating Common Carrier. Operador de Transporte Marítimo Sem Embarcação. OTM - Operador de Transporte Multimodal. Outbound - Fluxos da fábrica para o concessionário.packing List (Romaneio) Relação de mercadorias ou volumes. DICIONÁRIO DO COMÉRCIO EXTERIOR E LOGÍSTICA P Peação Fixação de cargas a bordo do veículo ou em container, utilizando-se de materiais diversos. Popa - parte posterior do navio.

13 Prancha de carregamento - Faz parte das normas de operação dos portos, e significa a tonelagem mínima estabelecida que será operada num período de seis horas. Pre-stacking Pré-empilhamento de containers, para prepará-los para embarque. Proa - parte anterior do navio. PSI Sigla de pre-shipment inspection (inspeção pré-embarque). R RE (Registro de Exportação) Registro informatizado elaborado no Siscomex que aglutina num único documento as informações de natureza comercial, financeira, cambial e fiscal relativas a uma exportação. Rebocador - Pequeno vapor utilizado para rebocar navios ou manobrá-los com segurança em áreas dos portos. Reboque ou bi-trem - É o conjunto monolítico formado pela carroceria com o conjunto de dois eixos e pelo menos quatro rodas. É engatado na carroceria do caminhão para o transporte, formando um conjunto de duas carrocerias puxadas por um só caminhão. Recintos alfandegados São locais assim declarados pela autoridade aduaneira competente, na zona primária ou na zona secundária, a fim de que neles possa ocorrer, sob controle aduaneiro, movimentação, armazenagem e despacho aduaneiro. Recof Regime de Entreposto Industrial sob Controle Aduaneiro Informatizado Permite que a empresa credenciada importe insumos com suspensão de impostos, sob controle aduaneiro, destinados à produção industrial de mercadorias a serem exportadas. REDEX - Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação. Reimportação Significa trazer de volta ao País mercadoria que foi exportada temporariamente. Repetro Regime Aduaneiro Especial de Exportação e de Importação de Bens Destinados às Atividades de Pesquisa e de Lavra das Jazidas de Petróleo e de Gás Natural Permite a exportação com saída ficta do território aduaneiro e posterior aplicação do regime de admissão temporária, bem como de partes e peças, como também a importação sob o regime de drawback. RES (Registro de Exportação Simplificado) Denominado também Simplex, reúne num único documento os elementos relativos a uma exportação de valor até dez mil dólares ou seu equivalente em outras moedas. S Semi-reboque - é o conjunto monolítico formado pela carroceria com um eixo e rodas. É engatado no cavalo mecânico ou trator para o transporte, ou ainda passa a ser utilizado como reboque, quando é engatado em um dolly. É muito utilizado no transporte de cana de açúcar. SGP (Sistema Geral de Preferências) É um programa, dos países desenvolvidos, de benefícios tarifários de isenção total ou parcial do imposto de importação sobre produtos adquiridos de países em desenvolvimento. Ship Broker - Agente Marítimo. Shipper (Embarcador) - Na maioria dos casos é o próprio Beneficiário. Não havendo instrução em contrário, no Crédito, poderá ser um terceiro. É o mesmo que Consignator (consignante ou consignador). Sider - tipo de carroceria de caminhão, que tem lonas retráteis em suas laterais. SIL - Sistema de Informações Logísticas que providencia a informação especificamente necessária para subsídio da administração logística em todos os seus níveis hierárquicos. Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior) Sistema informatizado e controlado pelos órgãos governamentais intervenientes no comércio exterior, que controlam as atividades de registro, acompanhamento e controle das operações. Sobretaxa ou Surcharge - Taxa adicional cobrada além do frete normal. Supply Chain Management - Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento. T Tara Diferença entre os pesos bruto e líquido, representando a embalagem da mercadoria, o peso do container vazio, ou peso do veículo vazio. TEC Tarifa Externa Comum. TEU - Twenty Foot Equivalent Unit. Tamanho padrão de contêiner de 0 pés. TKU - Toneladas por quilômetro útil. TMS - Transportation Management Systems ou Sistemas de Gerenciamento de Transporte. Transbordo ou Transhipment - Transferir mercadorias/produtos de um para outro meio de transporte ou veículo, no decorrer do percurso da operação de entrega. Transporte Intermodal - é a integração dos serviços de mais de um modo de transporte, com emissão de documentos independentes, onde cada transportador assume responsabilidade por seu transporte. Transporte Multimodal - é a integração dos serviços de mais de um modo de transporte, utilizados para que determinada carga percorra o caminho entre o remetente e seu destinatário, entre os diversos modais existentes, sendo emitido apenas um único conhecimento de transporte pelo único responsável pelo transporte, que é o OTM - Operador de Transporte Multimodal. Trânsito aduaneiro Regime aduaneiro especial que permite o transporte de mercadoria no território nacional,sob controle aduaneiro, de um ponto a outro do território aduaneiro, com suspensão do pagamento de tributos. Transshipment Transbordo. Descarregamento e recarregamento dos bens, durante o curso da viagem, utilizando sempre o mesmo meio de transporte. Na mensagem SWIFT MT 00, indica se o transbordo é proibido ou permitido. Trick - é uma asa-delta motorizada que vem equipada com rodas e/ou flutuadores e assentos de fibra de vidro. DICIONÁRIO DO COMÉRCIO EXTERIOR E LOGÍSTICA

14 Truck - Caminhão que tem o eixo duplo na carroceria, ou seja, são eixos juntos. O objetivo é aguentar mais peso e propiciar melhor desempenho ao veículo. U - W - Z Unitização - é agregar diversos pacotes ou embalagens menores numa carga unitária maior. Waiver Documento emitido pelo DMM (Departamento da Marinha Mercante), para que mercadorias prescritas, quer dizer, aquelas importadas com benefícios governamentais, possam ser transportadas em navio estrangeiro na falta de navio de bandeira nacional. WCS - Warehouse Control Systems ou Sistemas de Controle de Armazém. Wharfage ou Taxa de atracação - É a taxa cobrada pela administração de um porto para utilização do mesmo, nas operações que envolvem atracação, carga, descarga e estocagem nas docas e armazéns ligados ao porto. WMS - Warehouse Management Systems ou Sistemas de Gerenciamento de Armazém. Zona primária Área demarcada pela autoridade aduaneira nos portos, aeroportos e pontos de fronteira alfandegados Zona secundária Compreende o território aduaneiro, com exclusão da zona primária, nela incluídas as águas territoriais e o espaço aéreo. Porto Administração Site Telefone Maceió (AL) Manaus (AM) Aratu (BA) Ilhéus (BA) Salvador (BA) Fortaleza (CE) Pecém (CE) Vitória (ES) Itaqui (MA) Belém (PA) Santarém (PA) Vila do Conde (PA) Cabedelo (PB) Recife (PE) Suape (PE) Antonina (PR) Paranaguá (PR) Angra dos Reis (RJ) Niterói (RJ) Rio de Janeiro (RJ) Itaguaí (RJ) Natal (RN) Areia Branca (RN) Pelotas (RS) Porto Alegre (RS) Rio Grande (RS) Imbituba (SC) Itajaí (SC) S. Fco. do Sul (SC) Santos (SP) São Sebastião (SP) Administração do Porto de Maceió (APMC) Empresa de Revitalização do Porto de Manaus Cia da Docas do Estado da Bahia (CODEBA) Cia da Docas do Estado da Bahia (CODEBA) Cia da Docas do Estado da Bahia (CODEBA) Cia Docas do Ceará (CDC) Cia de Integração Portuária do Ceará (CEARÁPORTOS) Cia Docas do Espirito Santo (CODESA) Emp. Maranhense de Administração Portuária (EMAP) Cia Docas do Pará (CDP) Cia Docas do Pará (CDP) Cia Docas do Pará (CDP) Cia Docas da Paraíba (DOCASPB) Cia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) Cia Docas do Estado de Pernambuco Administração dos Portos Paranaguá e Antonina (APPA) Administração dos Portos Paranaguá e Antonina (APPA) Cia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) Cia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) Cia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) Cia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) Cia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) Cia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) Superint de Portos e Hidrovias do RS (SPH) Superint de Portos e Hidrovias do RS (SPH) Superint de Portos e Hidrovias do Rio Grande (SUPRG) Cia Docas de Imbituba Superint do Porto de Itajaí Governo do Estado de Santa Catarina Cia Docas do Estado de São Paulo (CODESP) Departamento de Estrada de Rodagem de São Paulo (DERSA) (8) -00 (9) -0 () 0- () -00 () 0-99 (8) (8) -9 () -0 (98) -000 (9) (9) 0-00 (9) -0 (8) 8- (8) (8) -000 () 98-0 () 0- () - () 0-9 () -0 () 88-9 (8) 00- (8) - () () () - (8) () 8000 () -00 () 0- () 89-9 PRINCIPAIS PORTOS NACIONAIS DICIONÁRIO

15 País Administração Site Alemanha Alemanha Alemanha Alemanha Argentina Argentina Austrália Bélgica Canada Caribe Caribe China Colômbia Colômbia Filipinas Firlândia França França Georgia Inglaterra Itália Itália Itália Itália Jamaica Japão Japão Japão México México Panamá Panamá Panamá Portugal Venezuela Terminal EUROKAI Porto de Hamburgo HHLA Porto de Bremen Porto Bahía Blanca Porto de Rosário (ENAPRO) Autoridade Portuária Fremantle Porto de Anterwerp Porto de Montreal Porte de Barbados Autoridade Portuária de Curaçau Keelung Harbor Bureau Soc. Portuária Reg. de Barranquila (Colômbia) Sociedade Portuária Regional de Cartagena Autoridade Portuária de La Bahía de Cádiz Autoridade Portuária de Barcelona Porto de Cartagena Porto de Las Palmas Porto de Santander Autoridade Portuária de Valencia Porto Carnaveral Jax Port Administração Portuária de Maryland Mississipi Porto de Newcastle Aut. Portuária do Estado de Carolina do Norte Aut. Portuária de Nova York & Nova Jersey Porto de Everglades Porto de Boston Porto de Corpus Christi Porto de Galveston Porto de Houston Porto de Los Angeles Porto de Miami Porto de New Orleans Porto da Philadelphia Porto de Tacoma Autoridade Portuária de Tampa Autoridade Portuária de Virginia International Container Terminal Service Finnsteve Porto de Marsseille Porto Du Havre Autoridade Portuária da Georgia Porto de Liverpool Autoridade Portuária de Livorno Autoridade Portuária Di Savona Porto Di Trieste Porto Di Venezia Porto da Jamaica Porto de Yokohama Departamento Marítimo de Hong Kong Porto de Nagoya Administração Portuária Integral de Tampico Administração Portuária Integral de Vera Cruz Autoridade Marítima do Panamá Porto de Balboa Panamá Canal Administração dos Portos de Setubal e Sesimbra Autoridade Portuária de Trinidad & Tobago PRINCIPAIS PORTOS INTERNACIONAIS

16 País Sigla Cidade Aeroporto Site África do Sul Alemanha Alemanha Angola Argentina Austrália Austrália Austria Bélgica Bolívia Canadá Canadá Canadá Canadá Canadá Chile China Cingapura Colômbia Dinamarca Egito Equador França Grécia Hungria Itália Itália Israel Índia Iugoslavia Jamaica Japão México Nigéria Nova Zelândia Noruega Panamá Paraguai Peru Portugal Inglaterra Rep. Tcheca Romênia Russia Suécia Suiça Turquia Turquia JNB DUS FRA LAD EZE MEL SYD VIE BRU LPB YUL YOW YYZ YVR YWG SCL PEK SIN BOG CPH CAI MEL BCN MAD ATL BOS ORD DFW PHX LAX MSY JFK SAN SFO IAD CDG ATH BUD MXP FCO TLV DEL BEG KIN NRT MEX LOS WLG OSL PTY ASU LIM LIS LHR PRG BUH SVO ARN ZRH ESB IST Johannesburg Dusseldorf Frankfurt Luanda Bueno Aires Melbourne Sydney Viena Bruxelas La Paz Montreal Ottawa Toronto Vancouver Winnipeg Santiago Pequim Cingapura Bogotá Copenhagen Cairo Quito Barcelona Madri Atlanta Boston Chicago Dallas Phoenix Los Angeles Nova Orleans Nova Iorque San Diego San Francisco Washington Paris Atenas Budapeste Milão Roma Tel Aviv Nova Delhi Belgrado Kingston Tóquio Cid. do México Lagos Wellington Oslo Panamá Assunção Lima Lisboa Londres Praga Bucareste Moscou Estocolmo Zurique Ankara Istambul Internacional de Johannesburg Internacional Dusseldorf de Frankfurt Launda de Fevereiro Internacional de Bueno Aires Internacional de Melbourne Internacional Kingsford Smith Internacional de Viena Nacional de Bruxelas Internacional El Alto Internacional Dorval Internacional Ottawa Internacional Lester B. Pearson Internacional de Vancouver Internacional de Winnipeg Comodoro A. M. Benitez Capital Changi Internacional Eldorado Copenhagen Internacional Cairo Mariscal Sucre de Barcelona Barajas Internacional Atlanta Internacional Logan Internacional O'Hare Internacional Fort Worth Sky Harbor Internacional de Los Angeles Internacional Nova Orleans Internacional J.F. Kennedy Internacinla de San Diego Internacional San Francisco Internacional Dulles Charles de Gaulle Athinai Ferihegy Malpensa Fiumicino Internacional Bem Gurion Internacional Delhi I. Ghandi de Belgrado Internacional Norman Manley Internacional Tóquio (Narita) Intenacionla México City Murtala Muhammed Internacional de Wellington Internacional de Oslo Internacional de Tocumen Internacional Silvio Perrirossi Internacional Jorge Chavez de Lisboa Heathrow Ruzyne Internacional Otopeni Internacional Sheremetyevo Arlanda de Zurique de Ezenboga Internacional de Ataturk svo.aero PRINCIPAIS AEROPORTOS INTERNACIONAIS

17 SUDESTE Cidade Estado Aeroporto Sigla Telefone Guarulhos São Paulo Campinas São José dos Campos Uberaba Belo Horizonte Belo Horizonte Uberlândia Vitória Macaé Rio de Janeiro Rio de Janeiro SP SP SP SP MG MG MG MG ES RJ RJ RJ Internacional de Guarulhos de Congonhas Internacional de Viracopos Professor Urbano Ernesto Stumpf Mario de Almeida Franco Internacional Tancredo Neves Confins Carlos Drummond de Andrade Tenente Cel. Av. César Bombonato Eurico deaguiar Salles de Macaé Int. Antonio Carlos Jobim (Galeão) Santos Dumont GRU CGH VCP SJK UBA CNF PLU UDI VIX MEA GIG SDU () -9 () (9) -000 () 9-00 () () () () -0 () -00 () -00 () () 8-00 SUL Cidade Estado Aeroporto Sigla Telefone Londrina São José dos Pinhais Foz de Iguaçu Bagé Pelotas Porto Alegre Uruguaiana Florianópolis Joinville Navegantes Maceió Salvador Ilhéus Fortaleza Juazeiro do Norte Imperatriz São Luís Campina Grande João Pessoa Petrolina Recife Parnaíba Teresina Natal Natal Brasília Goiânia Várzea Grande Campo Grande Ponta Porã PR PR PR RS RS RS RS SC SC SC José Richa Internacional Afonso Pena Internacional de Foz de Iguaçu / Cataratas Internacional Comandante Gustavo Kraemer Internacional de Pelotas Internacional Salgado Filho Internacional Rubem Berta Internacional de Florianópolis Lauro Carneiro de Loyola Internacional Ministro Victor Konder NORDESTE CENTRO-OESTE LDB CWB IGU BGX PET POA URG FLN JOI NVT () ()8- () -00 () -0 () - () () - (8) -000 () -000 () -900 Cidade Estado Aeroporto Sigla Telefone AL BA BA CE CE MA MA PB PB PE PE PI PI RN RN Zumbi dos Palmares Int. de Salvador Dep. Luís Eduardo Magalhães Jorge Amado Internacional Pinto Martins de Juazeiro do Norte Prefeito Renato Moreira Internacional Marechal Cunha Machado Presidente João Suassuna Internacional Presidente Castro Pinto Senador Nilo Coelho Internacional Gilberto Freire Internacional Prefeito Dr. João Silva Filho Senador Petrônio Portella Internacional Augusto Severo São Gonçalo do Amarante (EM CONSTRUÇÃO) MCZ SSA IOS FOR JDO IMP SLZ CPV JPA PNZ REC PHB THE NAT (8) 0-00 () 0-00 () -000 (8) 9-00 (88) - (99) - (98) -00 (8) -90 (8) 0-00 (8) (8) -88 (8) -00 (8) -0 (8) 08-0 (8) -00 Cidade Estado Aeroporto Sigla Telefone DF GO MT MS MS Internacional Presidente Juscelino Kubitschek Santa Genoveva Internacional Marechal Rondon Cuiabá Internacional de Campo Grande Internacional de Corumbá BSB GYN CGB CGR CMG () () -00 () -00 () () -98 PRINCIPAIS AEROPORTOS NACIONAIS NORTE Cidade Estado Aeroporto Sigla Telefone Cruzeiro do Sul Rio Branco Macapá Manaus Tabatinga Altamira Belém Marabá Santarém Porto Velho Boa Vista Palmas AC AC AP AM AM PA PA PA PA RO RR TO Internacional de Cruzeiro do Sul Internacional Plácido de Castro Internacional Macapá Internacional Eduardo Gomes Internacional de Tabatinga de Altamira Internacional Julio Cesar Ribeiro de Marabá Maestro Wilson Fonseca Int. Governador Jorge Teixeira de Oliveira Internacional Atlas Brasil Cantanhede Brigadeiro Lysias Rodrigues CZS RBR MCP MAO TBT ATM BEL MAB STM PVH BVB PMW (8) -900 (8) -00 (9) -08 (9) -0 (9) -00 (9) -898 (9) (9) -8 (9) -8 (9) 9-0 (9) 98-0 () 9-00

Dicionário de comércio exterior e logística

Dicionário de comércio exterior e logística Dicionário de comércio exterior e logística ACF - Attainable Cubic Feet ou Espaço Cúbico Permitido. Acknowledgement of Receipt ou Confirmação de Recebimento - Notificação relacionada a algo recebido. Admissão

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

GLOSSÁRIO COMEX. AFRMM Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante.

GLOSSÁRIO COMEX. AFRMM Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante. A GLOSSÁRIO COMEX Admissão temporária Regime aduaneiro especial que permite a importação de bens que devam permanecer no País durante prazo fixado, com suspensão total ou parcial de tributos. AD Valorem

Leia mais

Armazém ou Warehouse: Lugar coberto, onde os materiais/produtos são recebidos, classificados, estocados e expedidos.

Armazém ou Warehouse: Lugar coberto, onde os materiais/produtos são recebidos, classificados, estocados e expedidos. ACF: Attainable Cubic Feet ou Espaço Cúbico Permitido. AD Valorem: Taxa de seguro cobrada sobre certas tarifas de frete ou alfandegárias proporcionais ao valor total dos produtos da operação (Nota Fiscal)

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC Categorias / Products:, INDUSTRIALIZADA / PROCESSED,,, 1 de 16 2000 1999 %(2000x1999) Janeiro / January US$ (000) US$/Ton 25.537 9.793 2.608 15.392 4.375 3.518 66% 124% -26% INDUSTRIALIZADA / PROCESSED

Leia mais

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3 SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 )

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Legend # Entrance allowed by presenting Civil Identity Card * - Maximum stay of 90 days every 180 days For more informations: Phone: +55 11 2090-0970

Leia mais

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso PAIS CODIGO ACESSO DDI AFEGANISTAO 93 N AFRICA DO SUL 27 S ALASCA 1 S ALBANIA 355 S ALEMANHA 49 S ANDORRA 376 S ANGOLA 244 S ANGUILLA 1 S ANT.HOLANDESAS 599 S ANTIGUA 1 S ARABIA SAUDITA 966 S ARGELIA 213

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas.

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. CARTA-CIRCULAR N 2.070 Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. Divulga relação das missões diplomáticas, repartições consulares de carreira e representações

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro ASSUNTO: CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES, BANCOS MULTILATERAIS DE DESENVOLVIMENTO E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS Havendo necessidade de se estabelecerem critérios de classificação

Leia mais

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais,

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, Deliberação 01 de 23 de fevereiro de 2015. o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o que dispõe a Lei n." 8.958, de

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) MRE-DPR JANEIRO/2012

Leia mais

Tributação Internacional Junho 2014

Tributação Internacional Junho 2014 www.pwc.pt/tax Tributação Internacional Junho 2014 Perante a aldeia global em que vivemos, atuar apenas no mercado doméstico não é suficiente. De facto, a internacionalização é um requisito obrigatório

Leia mais

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS)

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) NACIONALIDADES Cód. Afeganistão 101 África do Sul 102 Albânia 103 Alemanha 104 Ando ra 105 Angola 106 Angui la 107 Antigua e Barbuda 108 Antilhas Holandesas

Leia mais

Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes,

Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes, Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes, passa a pagar 0,080. Notas: Este tarifário é taxado

Leia mais

Como não organizar todos os países do mundo?

Como não organizar todos os países do mundo? Como não organizar todos os países do mundo? A FIFA tem federações de 186 países independentes, de 19 regiões não independentes e das 4 regiões do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (abreviado

Leia mais

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS)

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) PT (115) DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) Este documento tem o propósito de informar rotarianos sobre opções de pagamento e dados necessários para recebimento de fundos do Rotary. Consulte a lista

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 Disciplina a concessão de Recursos do PROEX/CAPES para a participação

Leia mais

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 Sumário Introdução... 14 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 1.1.1. Brasões de Armas da África do Sul... 18 1.1.2. Brasão de armas e Botswana... 23 1.1.3. Brasão de armas do Lesoto...

Leia mais

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015)

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015) Boletim Econômico (Agosto 2015) I. Movimentação Portuária As estatísticas de movimentação portuária, publicada pela ANTAQ, referente ao primeiro trimestre de 2015 mostram que os portos organizados e os

Leia mais

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 1 PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 2 17. TABELA DE VISTOS Apresentamos a seguir uma tabela

Leia mais

SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA. Across Mundovip Quadrante Soltrópico TUNÍSIA. Club Med Grantur Mundovip Soltrópico. Travelers Travelplan U GANDA.

SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA. Across Mundovip Quadrante Soltrópico TUNÍSIA. Club Med Grantur Mundovip Soltrópico. Travelers Travelplan U GANDA. Quem programa o quê? ÁFRICA ÁFRICA DO SUL ANGOLA BOTSWANA CABO VERDE EGIPTO GUINÉ-BISSAU LÍBIA MARROCOS MAURÍCIAS MOÇAMBIQUE NAMÍBIA QUÉNIA SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE SENEGAL SEYCHELLES SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA

Leia mais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. em vigor a partir de 1/2/2013 1. preço por minuto / Destino. sms / mms

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. em vigor a partir de 1/2/2013 1. preço por minuto / Destino. sms / mms em vigor a partir de 1/2/2013 1 / Benfica Telecom sms / mms Voz Todas as redes nacionais 0,185 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,082 SMS Todas as redes nacionais 0,093 SMS (tarifa reduzida)

Leia mais

Dispositivo Universal de Enchimento e Teste FPU-1 para acumuladores de bexiga, pistão e membrana

Dispositivo Universal de Enchimento e Teste FPU-1 para acumuladores de bexiga, pistão e membrana Dispositivo Universal de Enchimento e Teste FPU-1 para acumuladores de bexiga, pistão e membrana 1. DESCRIÇÃO 1.1. FUNCIONAMENTO O dispositivo de enchimento e teste HYDAC FPU-1 é utilizado para carregar

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Plano específico para a modalidade LDI (Longa Distância Internacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit.

Plano específico para a modalidade LDI (Longa Distância Internacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit. A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Básico de Serviço LDI (Longa Distância Internacional). C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL Plano Básico de Serviço LDI (Longa Distância Internacional).

Leia mais

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Central de Atos TJMG Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Sumário 1 Introdução... 3 2 O modelo de arquivo... 3 3 Tabelas... 5 3.1 PAPEIS DA PARTE... 5 3.2 TIPO DE ATO... 5 3.3 PAÍSES... 6 1 Introdução

Leia mais

Tarifário 2015 Em vigor a partir de 1/1/2015

Tarifário 2015 Em vigor a partir de 1/1/2015 Uzo Sempre 8 Destino Preço por Minuto/SMS/MMS Voz Todas as redes nacionais 0,085 SMS Todas as redes nacionais 0,085 MMS Todas as redes nacionais 0,590 Todas as redes nacionais - Video 0,790 Dados Internet

Leia mais

Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014

Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014 Uzo Original Destino Preço por Minuto/SMS/MMS/Internet Voz Todas as redes nacionais 0,186 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,140 SMS Todas as redes nacionais 0,095 SMS (tarifa reduzida) Todas

Leia mais

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO Documento atualizado em 20/12/2013. O Programa de Fomento à Pesquisa 2014 oferece aos estudantes regularmente matriculados nos cursos de pós-graduação da UFRGS (mestrado acadêmico,

Leia mais

Dicionário de comércio exterior e logística

Dicionário de comércio exterior e logística Dicionário de comércio exterior e logística ACF - Attainable Cubic Feet ou Espaço Cúbico Permitido. Acknowledgement of Receipt ou Confirmação de Recebimento - Notificação relacionada a algo recebido. Admissão

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Descubra um mundo de sensações O maior evento de exportação dos produtos agro-alimentares em Portugal. 22/23/24 Fevereiro 2010

Descubra um mundo de sensações O maior evento de exportação dos produtos agro-alimentares em Portugal. 22/23/24 Fevereiro 2010 Lisboa. Portugal International Trade Fair for Portuguese Food and Beverage Salão Internacional do Sector Alimentar e Bebidas 22/23/24 Fevereiro 2010 EDITION EDIÇÃO #1 Descubra um mundo de sensações O maior

Leia mais

Políticas de Cobertura para Mercados de Destino das Exportações Portuguesas Seguro de Créditos à Exportação com garantia do Estado

Políticas de Cobertura para Mercados de Destino das Exportações Portuguesas Seguro de Créditos à Exportação com garantia do Estado No âmbito de apólices individuais África do Sul 1 Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Barein Benim Brasil 1 Cabo Verde Camarões Chile China 2 Garantia bancária (decisão casuística). Caso a caso. Garantia

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 RESOLUÇÃO Nº 001/2015 Dispõe sobre os critérios e valores de concessão e pagamento de auxílio financeiro a alunos para participação em eventos, cursos e trabalhos de campo. O Pró-Reitor de Extensão, da

Leia mais

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio.

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio. SISTEMAS DE TV MUNDIAIS Países diferentes usam sistemas de TV diferentes. A diferença entre estes sistemas reside em parte na forma como a informação do sinal de cor é modulada com a informação de luminosidade

Leia mais

Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de tinta HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart.

Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de tinta HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart. Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart. Impressoras série 100 2 Impressora HP Photosmart 130 HP 57 HP Photosmart 100 HP 57 Impressoras

Leia mais

3 Descrição do Problema

3 Descrição do Problema 3 Descrição do Problema Este capítulo possui dois objetivos. O primeiro é apresentar as características das operações de transporte internacional de carga da empresa, desde o recebimento dos materiais

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE APOIO ÀS EXPORTAÇÕES

GUIA PRÁTICO DE APOIO ÀS EXPORTAÇÕES GUIA PRÁTICO DE APOIO ÀS EXPORTAÇÕES 1. Aspectos operacionais 1.1 Roteiro para exportação 1º Passo Efetuar o registro de exportador na Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,

Leia mais

TABELA GEOGRAFICA. Atualizada em Agosto 2006. ACESITA BT Minas Gerais. ACRE BT Brasil

TABELA GEOGRAFICA. Atualizada em Agosto 2006. ACESITA BT Minas Gerais. ACRE BT Brasil TABELA GEOGRAFICA Atualizada em Agosto 2006 ACESITA BT Minas Gerais ACRE AFRICA NT Africa Central NT Africa Meridional NT Africa Ocidental NT Africa Setentrional AFRICA CENTRAL BT Africa AFRICA DO SUL

Leia mais

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de (países ordenados por continente) Ásia Brunei 14 dias --- Camboja 30 dias c) --- Coreia do Sul 90 dias --- Filipinas 14 dias --- Indonésia

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE

Leia mais

1.a. Atividades principais processamento de alimentos. São cinco as suas divisões, com seus respectivos produtos:

1.a. Atividades principais processamento de alimentos. São cinco as suas divisões, com seus respectivos produtos: Nestlé S.A. 1. Principais Características Matriz: Nestlé S.A. Localização: Vevey, Suíça Ano de fundação: 1866 Internet: www.nestle.com Faturamento (2000): US$ 47.092 mi Empregados (1999): 230.929 1.a.

Leia mais

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL DIRETORIA DE POLÍTICAS PENITENCIÁRIAS SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES PENITENCIÁRIAS ESTÁTÍSTICA SUSEPE - SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS

Leia mais

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude Inscrição de Peregrinos Jornada Mundial da Juventude Bem-vindos à JMJ Rio2013 Em breve serão abertas as inscrições para a JMJ Rio2013. Organize seu grupo! A pouco menos de um ano para o início da JMJ Rio2013

Leia mais

Agenciamento de Cargas Importação Marítima

Agenciamento de Cargas Importação Marítima Agenciamento de Cargas Importação Marítima Jailson de Souza Agenciamento de Cargas Definição Sistemática, como trabalha, intermediários, contratação de serviços Vantagens do Agenciamento de Cargas O que

Leia mais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. Tarifário 2012 1. preço por minuto / Destino. sms / mms Voz Todas as redes nacionais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. Tarifário 2012 1. preço por minuto / Destino. sms / mms Voz Todas as redes nacionais Tarifário 2012 1 / Benfica Telecom sms / mms Voz Todas as redes nacionais 0,18 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,08 SMS Todas as redes nacionais 0,09 SMS (tarifa reduzida) Todas as redes

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Mercados informação regulamentar Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Janeiro 2013 Índice 5 NOTA DE PRÉVIA 6 ENQUADRAMENTO GERAL A 7 ÁFRICA DO SUL 7 ALBÂNIA 7 ALEMANHA 8 ANDORRA 8 ANGOLA 9 ANGUILLA 10

Leia mais

Suécia. Finlândia Polônia. Dinamarca Noruega. Estônia Látvia Alemanha Lituânia Islândia Belarus Holanda. Rússia República da Moldávia Irlanda Canadá

Suécia. Finlândia Polônia. Dinamarca Noruega. Estônia Látvia Alemanha Lituânia Islândia Belarus Holanda. Rússia República da Moldávia Irlanda Canadá Herbalife no Mundo Fundada nos Estados Unidos, em 1980, a Herbalife é uma das maiores empresas de nutrição do mundo, atuando pelo modelo de vendas diretas. Está presente em mais de 90 países e é registrada

Leia mais

Algumas nacionalidades estão EXIGINDO visto TRÂNSITO (consultar)

Algumas nacionalidades estão EXIGINDO visto TRÂNSITO (consultar) VISTOS AFEGANISTÃO: não tem representação no Brasil Washington, DC USA / tel. (00xx1202) 483-6410 / fax (00xx1202) 483-6488 ÁFRICA DO SUL - brasileiro NÃO necessita DE VISTO, mesmo de trânsito até 90 dias.

Leia mais

Parceria para Governo Aberto Open Government Partnership (OGP)

Parceria para Governo Aberto Open Government Partnership (OGP) Parceria para Governo Aberto Open Government Partnership (OGP) 1ª Conferência Anual de Alto-Nível da Parceria para Governo Aberto - OGP Roberta Solis Ribeiro Assessoria Internacional - CGU Conselho da

Leia mais

mídiakit www.tvgazeta.com.br

mídiakit www.tvgazeta.com.br mídiakit www.tvgazeta.com.br JUNHO / 2015 #HISTÓRIA Fundada no aniversário da cidade de São Paulo, a TV Gazeta fala com uma metrópole globalizada com a intimidade de quem esteve presente na vida e no coração

Leia mais

Índice. 1. Registro Contrato DCE... 3. Participante 2

Índice. 1. Registro Contrato DCE... 3. Participante 2 Índice 1. Registro DCE... 3 Participante 2 Registro de de Derivativo Contratado no Exterior Nome do Arquivo Tamanho do Registro 1. Registro DCE Caracteres: 1500 Header Seq Campo Formato Posição Conteúdo

Leia mais

Cancelamentos e Atrasos de Voos

Cancelamentos e Atrasos de Voos Cancelamentos e Atrasos de Voos A ANAC - Agência Nacional de Regulação Civil publicou em 06 de março de 2012 a Resolução nº 218 que estabelece procedimentos para a divulgação de percentuais de atrasos

Leia mais

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores ÁFRICA DO SUL BOTSWANA CABO VERDE Club 1840 Cabo Verde 30/04/05 Mundo Vip Cabo Verde Inverno 30/04/05 TerraÁfrica Ilhas de Cabo Verde 15/01/05 EGIPTO MALAUI MALDIVAS Quadrante Maldivas 21/12/04 MARROCOS

Leia mais

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS 1 LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA ÁFRICA DO SUL ARÁBIA SAUDITA BRASIL CANADÁ COREIA DO SUL EGITO EQUADOR HOLANDA ITÁLIA JORDÂNIA NÍGER SUÉCIA ALEMANHA ARGENTINA

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Preçário dos Cartões Telefónicos PT

Preçário dos Cartões Telefónicos PT Preçário dos Cartões Telefónicos PT Cartão Telefónico PT 5 e (Continente)... 2 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma dos Açores)... 6 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma da Madeira)... 10 Cartão

Leia mais

Simples. Conecta + 200. Conecta + 400. Conecta + 800

Simples. Conecta + 200. Conecta + 400. Conecta + 800 REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DO PLANO ALTERNATIVO LDI CSP81 Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, DATORA TELECOMUNICAÇÕES LTDA, Prestadora do Serviço Telefônico Fixo Comutado STFC, inscrita no

Leia mais

RELATÓRIO PÓS EVENTO

RELATÓRIO PÓS EVENTO RELATÓRIO PÓS EVENTO RELATÓRIO PÓS-EVENTO SUMÁRIO EXECUTIVO LAAD Defence & Security 2013 Expansão da feira Números da 9ª edição da feira Cerimônia Oficial de Abertura Apoio institucional Ministério da

Leia mais

SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR EXEMPLO 1 EXEMPLO 2 AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS

SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR EXEMPLO 1 EXEMPLO 2 AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS SEMINÁRIO TEMÁTICO VII: COMÉRCIO EXTERIOR AULA 02: OS FLUXOS COMERCIAIS BRASILEIROS TÓPICO 04: TERMOS INTERNACIONAIS DE COMÉRCIO No tópico anterior você teve a oportunidade de conhecer os órgãos responsáveis

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DA BAHIA

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DA BAHIA R E S O L U Ç Ã O N.º 007, DE 08 DE JUNHO DE 2009 Normatiza critérios e define procedimentos relativos a autorização de viagem, ao adiantamento de numerário e à prestação de contas com deslocamento à serviço

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 13/2013, DE 06 DE AGOSTO DE 2013. Dispõe sobre a criação do Programa de Apoio à participação de discentes de graduação e pós-graduação em Eventos Cientificos, Tecnológicos, Esportivos, Culturais

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 EDITAL N 01/2015/Unifei/Proex, de 14 de janeiro de 2015. CHAMADA PÚBLICA PARA CONCESSÃO DE AUXÍLIO-EXTENSÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES QUE ENVOLVEM COMPETIÇÕES TECNOLÓGICAS, EVENTOS ESPORTIVOS E CULTURAIS.

Leia mais

Uma proposta da ISES do Brasil

Uma proposta da ISES do Brasil Uma proposta da ISES do Brasil INTRODUÇÃO: Aeroportos x Geração Fotovoltaica Características construtivas: praticamente horizontais, grandes áreas; Formadores de opinião e tomadores de decisão passam por

Leia mais

BLOCOS ECONÔMICOS. Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes

BLOCOS ECONÔMICOS. Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes BLOCOS ECONÔMICOS Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes Blocos Econômicos Introdução Os blocos econômicos surgiram da necessidade de desenvolver a economia de determinados

Leia mais

Prof. Esp. Romoaldo J S do Carmo E-mail: romoaldo.carmo@hotmail.com Prof.: Romoaldo J S do Carmo

Prof. Esp. Romoaldo J S do Carmo E-mail: romoaldo.carmo@hotmail.com Prof.: Romoaldo J S do Carmo Prof. Esp. Romoaldo J S do Carmo E-mail: romoaldo.carmo@hotmail.com Comércio Exterior UNIPAC Logística Internacional: Conceitos Estratégias Modais Transportes Tendências Logística Internacional CONCEITOS

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz Serviços Adicionais 12400 - Portal de Voz Descrição Totoloto, Totobola, Lotarias e Euro Milhões Pode conhecer os números do Euro Milhões meia hora antes do sorteio na TV. Saiba os resultados e o valor

Leia mais

Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro

Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro SERVIÇOS DE INTELIGÊNCIA ECONÓMICA Documento de Inteligência Económica TEMA: Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro 1. Importância para as empresas em processo de internacionalização A ação

Leia mais

GRUPO C Transporte principal pago pelo exportador (riscos do importador)

GRUPO C Transporte principal pago pelo exportador (riscos do importador) Na última aula, estudamos os INCOTERMS dos grupos E e F. Agora, discutiremos os INCOTERMS dos grupos C e D. Claro que nosso objetivo é identificar quais despesas (custos) e quais riscos (responsabilidade

Leia mais

mensário estatístico-exportação Maio 2012 AÇÚCAR BRUTO

mensário estatístico-exportação Maio 2012 AÇÚCAR BRUTO mensário estatístico-exportação Maio 2012 AÇÚCAR BRUTO CONDIÇÕES Este relatório foi preparado pela Linus Galena Consultoria Econômica exclusivamente para uso de seus clientes e não poderá ser circulado,

Leia mais

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 Caro Participante, Seja bem-vindo ao Programa de intercâmbio de estágio oferecido mundialmente pela IAESTE! Leia atentamente este manual. Ele contém todas as

Leia mais

www.commex.com.br cursos@commex.com.br

www.commex.com.br cursos@commex.com.br CURSO DE INICIAÇÃO À EXPORTAÇÃO Módulo I www.commex.com.br cursos@commex.com.br 1 SUMÁRIO 1 DRAWBACK... 03 1.1 Formas de Classificação... 03 1.2 Mercadorias Admitidas no Regime... 04 1.3 Modalidades de

Leia mais

CONSULADOS (011) 285.0433 - FAX (11) 284.4862 ( 011) 3814.6644 - FAX (11) 3815.7538 (011) 284.1355-288.5857 FAX (11) 285.0748

CONSULADOS (011) 285.0433 - FAX (11) 284.4862 ( 011) 3814.6644 - FAX (11) 3815.7538 (011) 284.1355-288.5857 FAX (11) 285.0748 CONSULADOS NOME ENDEREÇO FONE E-MAIL ÁFRICA DO SUL Avenida Paulista, 1754-12º andar - Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP: 01310-200 (011) 285.0433 - FAX (11) 284.4862 ALEMANHA Avenida Brigadeiro Faria

Leia mais

05 PASSES AÉREOS 1 TARIFA DE CIRCUITO. Atualizado em 23/03/12

05 PASSES AÉREOS 1 TARIFA DE CIRCUITO. Atualizado em 23/03/12 05 PASSES AÉREOS 1 TARIFA DE CIRCUITO Atualizado em 23/03/12 CONDIÇÕES GERAIS Válidos em Cabine Econômica Os passes são calculados por cupons, milhas ou valores fixos Comprar o ticket internacional e o

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima

Leia mais

VISÃO GERAL - INCOTERMS COMÉRCIO INTERNACIONAL. Contratos e Termos Internacionais de Comércio: INCOTERMS 2000

VISÃO GERAL - INCOTERMS COMÉRCIO INTERNACIONAL. Contratos e Termos Internacionais de Comércio: INCOTERMS 2000 COMÉRCIO INTERNACIONAL VISÃO GERAL - INCOTERMS Contratos e Termos Internacionais de Comércio: INCOTERMS 2000 Prof.Nelson Guerra Concurso Receita Federal EXW Ex Works Tradução: Na Origem Exemplo: EXW-Curitiba

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

PORTUGAL. A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades. João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015

PORTUGAL. A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades. João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015 PORTUGAL A recente performance de Portugal enquanto destino turístico Mitos e realidades João Cotrim de Figueiredo 05 dezembro 2015 Um ciclo de crescimento longo e a acelerar 12 000 000 10 000 000 Receitas

Leia mais

Portugal Leaping forward

Portugal Leaping forward Portugal Leaping forward Dr. Pedro Reis Presidente da AICEP Lisboa, 16 de Março 2012 Enquadramento internacional Fonte: EIU (Fev 2012) Nota: PIB a preços de mercado Variação (%) Enquadramento internacional

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS

MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS 1. PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE PESSOAS 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PAÍSES SEGUNDO AS ROTAS DE TRÁFICO 3. PAÍSES COM MAIOR NÚMERO DE ROTAS

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

Elog, Columbia e EADI Sul se unem para formar uma nova empresa

Elog, Columbia e EADI Sul se unem para formar uma nova empresa 15 de Março de 2011 Elog, Columbia e EADI Sul se unem para formar uma nova empresa As experiências se somam e os resultados, para os clientes, se multiplicam A sinergia de estrutura e serviços gera soluções

Leia mais

05/08/2015. Regras Internacionais de Comércio. Pagamentos Internacionais. Pagamentos Internacionais. Regras Internacionais de Comércio

05/08/2015. Regras Internacionais de Comércio. Pagamentos Internacionais. Pagamentos Internacionais. Regras Internacionais de Comércio Fundamentos do Comércio Internacional (3) Regras Internacionais de Comércio Internacionais Regras Internacionais de Comércio Fundamentos do Comércio Internacional (3) Embarque da Mercadoria Remessa de

Leia mais

Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP

Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP Termos Internacionais de Comércio EXW FCA FAS FOB CFR CIF CPT CIP DAP DAT DDP Aspectos Gerais Cada vez mais as empresas recorrem às potencialidades do mercado global. Neste contexto é necessária a perfeita

Leia mais