UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 15 PROFª BRUNO CALEGARO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 15 PROFª BRUNO CALEGARO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 15 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 08 de Novembro de 2013.

2 Contextualização Nas próximas aula iremos começar a modelar e projetar sistemas de software usando uma abordagem orientada a objetos Mas porque usar orientação a objeto (OO)?

3 Desenvolvimento de Software

4 Desenvolvimento de Software

5 Desenvolvimento de Software

6 Desenvolvimento de Software

7 Desenvolvimento de Software

8 Desenvolvimento de Software

9 Porque orientação a objeto? As técnicas de programações anteriores tinham a característica das estruturas de dados e o seu comportamento estarem pouco conectados Linguagem C, por exemplo Em OO organizamos o software como uma coleção de objetos distintos, que incorporam estrutura de dados e comportamento A noção de objeto é o mais perto da nossa realidade Objeto: cadeira, peça de xadrez, cliente, gui, gerenciador de transações, etc

10 Porque orientação a objeto? Mas porque usar OO? Porque OO é um modo de pensar a respeito dos problemas utilizando conceitos do mundo real Em meados dos anos 90 isso apenas era uma nova idéia, um novo paradigma para a computação Hoje sabemos que OO traz diversos benefícios como Diminuição do tempo e custo de desenvolvimento Reutilização de código Facilidade de manutenção

11 Porque orientação a objeto? OO não se limita apenas a programação Existem hoje: Linguagem OO Banco de Dados OO Metodologia de desenvolvimento OO Modelagem OO

12 Conceitos de Orientação a Objetos Objeto = o mundo como ele é... O que vamos controlar? Meus Carros!

13 Conceitos de Orientação a Objetos Objeto = o mundo como ele é...

14 Conceitos de Orientação a Objetos Objeto tem atributos

15 Conceitos de Orientação a Objetos Descrição de um conjunto de objetos

16 Conceitos de Orientação a Objetos Objeto tem operações

17 Conceitos de Orientação a Objetos Encapsulamento

18 Encapsulamento Encapsular significa esconder os detalhes de um objeto quanto: a implementação de suas operações; a representação interna de seus atributos; O encapsulamento estabelece a visibilidade das operações e atributos de uma classe: parte pública (+): o que pode ser visto pelas operações de outras classes parte privada (-): o que pode ser visto apenas pelas operações da própria classe parte protegida (#): o que pode ser visto apenas pelas operações da própria classe e por suas classes herdeiras

19 Conceitos de Orientação a Objetos Encapsulamento

20 Conceitos de Orientação a Objetos Herança

21 Conceitos de Orientação a Objetos Herança É o compartilhamento de atributos e operações entre classes com base em um relacionamento hierárquico Possibilita a derivação de tipos mais específicos a partir de um tipo mais genérico Um classe pode ser definida de forma abrangente e depois ser refinada em sucessivas subclasses Subclasses herdam os atributos e os métodos da superclasse, permitindo ainda modificações nos mesmo

22 Conceitos de Orientação a Objetos Herança public class Conta{} //superclasse public class corrente extends Conta{} public class poupança {}

23 Conceitos de Orientação a Objetos Polimorfismo Pode ser definido como a capacidade de duas ou mais classes responderem à mesma solicitação, cada uma a seu modo Exemplos: operação CalcularArea nas classes Círculo ou Retângulo operação Mover nas classes Peão ou Bispo Uma mesma operação pode atuar de diferentes modos em diferentes classes, definindo métodos específicos

24 Conceitos de Orientação a Objetos Polimorfismo

25 Conceitos de Orientação a Objetos Polimorfismo

26 UML UML surgiu da necessidade de um padrão para a modelagem de sistemas que fosse aceito e utilizado amplamente Em 1996 foi lançada a UML, versão final 0.9, sendo a melhor candidata para ser uma linguagem unificadora Naquela época os principais métodos eram Blooch, OMT e OOSE Em 1997, a UML é aprovada como padrão pelo OMG OMG - Object Management Group é um consórcio internacional de empresas que define e ratifica padrões na área de Orientação a Objetos É uma linguagem ainda em desenvolvimento 1997 UML UML UML 2.5

27 UML UML é sigla para Unified Modeling Language A UML é uma linguagem visual utilizada para modelar sistemas computacionais por meio do paradigma de OO Tem como objetivo auxiliar na definição das características do software ou dos elementos inerente ao desenvolvimento do mesmo, por isso deve ser usada dentro de um processo de desenvolvimento

28 UML Características da UML UML é uma linguagem de modelagem, não uma metodologia Auxilia na utilização maximizada da OO Mantém a modelagem do sistema e, em decorrência, sua automação o mais próximo possível de uma visão conceitual do mundo real Serve de base à decomposição e modelagem dos dados, que é o elemento mais estável de todos aqueles que compõem um sistema de informação; Oferece maior transparência na passagem da fase de modelagem para a construção (desenvolvimento) através da introdução de detalhes, não requerendo uma reorganização do modelo É suportada por muitas ferramentas

29 Diagramas UML

30 Modelagem OO e UML Definição de Abstração Uma abstração é um exame seletivo de certos aspectos de um problema O objetivo da abstração é isolar aspectos importantes para alguma finalidade e suprimir os aspectos que não são importantes A abstração deve ter sempre uma finalidade, pois a finalidade determina o que não é importante

31 Modelagem OO e UML Muitas abstrações diferentes da mesma coisa são possíveis, dependendo da finalidade para a qual são feitas Na montagem de modelos, não se precisa procurar a verdade absoluta, mas a adequação para alguma finalidade Não existe um único modelo correto de uma situação, apenas modelos adequados e inadequados Um bom modelo captura os aspectos cruciais a um problema e omite os outros

32 Modelagem OO e UML No processo desenvolvimento de software iremos nos focar em modelos com três pontos de vistas distintos, porém, relacionados, cada qual capturando aspectos importantes do sistema, mas todos necessários para uma descrição completa Modelo de classes Representa aspectos estáticos, estruturais, de dados de um sistema Modelo de estados Representa aspectos temporais, comportamentais, de controle em um sistema Modelo de iterações Representa a colaboração de objetos individuais, os aspectos de interações de um sistema

33 Modelagem OO e UML Um módulo típico de software incorpora todos os três aspectos: ele usa estrutura de dados, coloca as operações em ordem de tempo e passa dados de controle entre os objetos Cada modelo contém referências a entidades em outros modelos Por exemplo, o modelo de classes anexa operações às classes, enquanto os modelos de estados e interações elaboram as operações

34 Modelo de classes O modelo de classes descreve a estrutura dos objetos em um sistema Sua identidade, seus relacionamentos com outros objetos, seus atributos e suas operações O modelo de classes oferece contexto para os modelos de estados e interações Objetivo de um modelo de classes é capturar aqueles conceitos do mundo real que são importantes para uma aplicação Objetos

35 Modelo de classes Os diagramas de classes expressam os modelos de classes A generalização permite que as classes compartilhem estrutura e comportamento, e as associações relacionam as classes As classes definem os atributos de cada objeto e as operações que cada objeto realiza ou experimenta

36 Modelagem de Estados O modelo de estados descreve os aspectos dos objetos que tratam do tempo e da sequencia de operações Eventos que marcam mudanças, estados que definem o contexto para eventos e a organização de eventos e estados O modelo de estado captura o controle, o aspecto de um sistema que descreve as sequencias de operações que ocorrem, sem considerar o que as operações fazem, sobre o que elas operam e como elas são implementadas

37 Modelagem de Estados Os diagramas de estados expressam o modelo de estados Cada diagrama de estado mostra a sequencia de estados e eventos permitas em um sistema para uma classe de objetos

38 Modelo de Interações O modelo de interações descreve as interações dos objetos Como os objetos individuais colaboram para alcançar o comportamento do sistema como um todo Casos de uso, diagramas de sequencia e diagramas de atividades expressam o modelo de interação

39 Modelo de Interações Os casos de uso documentam os principais temas das interações entre o sistema e os atores externos Os diagramas de sequencia mostram os objetos que interagem e a sequencia temporal de suas interações Os diagramas de atividades mostram o fluxo de controle entre as etapas de processamento de uma computação

40 Astah Community Astah Community é uma ferramenta gratuita voltada para a modelagem de diagramas UML Além do Astah Community, existem outras três versões: Astah UML, Astah Professional e Astah Share que disponibilizam outras funcionalidades além da modelagem UML, porém, sua licença é comercial Link para baixar:

41 Atividade Explorar a ferramenta e implementar o diagrama de caso de uso de aulas anteriores:

42 Referências BLAHA, Michael; RUMBAUGH, James. Modelagem e Projetos Baseados em Objetos com UML 2. Rio de Janeiro: Elsevier, Capítulo 2

Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML

Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML Notas de Aula 03: Introdução a Orientação a Objetos e a UML Objetivos da aula: Introduzir os conceitos da Orientação à Objetos (O.O) Introduzir os conceitos da UML Relacionar os processos às ferramentas

Leia mais

Introdução à UML. Prof. Jesus José de Oliveira Neto

Introdução à UML. Prof. Jesus José de Oliveira Neto Introdução à UML Prof. Jesus José de Oliveira Neto UML Linguagem de Modelagem Unificada Linguagem visual utilizada para modelar softwares baseados no paradigma de orientação a objetos UML não é uma linguagem

Leia mais

UML. Adriano J. Holanda 21/3/

UML. Adriano J. Holanda 21/3/ UML Adriano J. Holanda 21/3/2016 UML Introdução UML - Unified Modeling Language Linguagem Unificada de Modelagem. Adquiriu maturidade na segunda década de 1990 pela fusão dos métodos e diagramas de Grady

Leia mais

Requisitos de Sistemas

Requisitos de Sistemas Requisitos de Sistemas Unidade II - Processos de Negócio Identificação Conceitos Modelagem - BPM - UML Processos x Requisitos 1 Processo de negócio CONCEITO Um processo de negócio, processo organizacional

Leia mais

POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos

POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos. POO Paradigma Orientado a Objetos UEG - Universidade Estadual de Goiás (Câmpus Posse) Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas II Turma: 4 Semestre Ano: 2016 Professor: José Ronaldo Leles Júnior O que é? É uma forma de abordar um problema.

Leia mais

UML. Trabalho Análise e Projeto de Sistemas. Aluna: Luana Alves Businaro

UML. Trabalho Análise e Projeto de Sistemas. Aluna: Luana Alves Businaro Curso Técnico Integrado de Informática 2 Ano Projeto Integrador Formação Profissional Trabalho Análise e Projeto de Sistemas UML Aluna: Luana Alves Businaro-1614193 Maio de 2017 Sumário 1 Introdução...

Leia mais

Introdução. à UML. Histórico (cont.) Histórico Definição Benefícios Notação Diagrama de Classes Diagramas de Interação Conclusões Revisão

Introdução. à UML. Histórico (cont.) Histórico Definição Benefícios Notação Diagrama de Classes Diagramas de Interação Conclusões Revisão Sumário Introdução à UML BSI Bacharelado em Sistemas de Informação LOO Linguagens Orientadas a Objetos Humberto Mossri de Almeida hmossri_cursos@yahoo.com.br Marcelo Nassau Malta nassau_cursos@yahoo.com.br

Leia mais

MODELAGEM COM A UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE)

MODELAGEM COM A UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) MODELAGEM COM A UML (UNIFIED MODELING LANGUAGE) g BREVE HISTÓRICO g CARACTERÍSTICAS g CONCEITOS DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS g MODELAGEM DE ANÁLISE E DE PROJETO 1 I. BREVE HISTÓRICO Em fins dos anos

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Introdução Alguns conceitos importantes Orientação a Objetos Alguns conceitos importantes Programação Estruturada X Programação OO Classes Objetos Construtores e Destrutores

Leia mais

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso.

Tópicos da Aula. A Linguagem UML. A Linguagem UML. De onde surgiu? Fundadores da UML. Introdução à UML e Diagrama de Casos de Uso. Engenharia de Software Aula 07 Tópicos da Aula Introdução à UML e Introdução a UML Visão geral de alguns diagramas Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 28 Março 2012 A

Leia mais

Análise de Sistemas 3º Bimestre (material 2)

Análise de Sistemas 3º Bimestre (material 2) Análise de Sistemas 3º Bimestre (material 2) Professor: José Ronaldo Leles Júnior Turma: 2º ano do curso de Sistemas de Informação UEG Universidade Estadual de Goiás Campus Posse POO Paradigma Orientado

Leia mais

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada

UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada UML Unified Modeling Language Linguagem de Modelagem Unificada Prof. Gilberto Porto e-mail: porto@gilbertoporto.com.br A linguagem UML n UML (Unified Modeling Language) Linguagem de Modelagem Unificada

Leia mais

Laboratório de programação II

Laboratório de programação II Laboratório de programação II Paradigma de orientação a Edson Moreno edson.moreno@pucrs.br http://www.inf.pucrs.br/~emoreno Sumário Contextualização Paradigma de orientação a Contextualização A construção

Leia mais

Princípios de Análise e Projeto Orientados a Objetos com UML

Princípios de Análise e Projeto Orientados a Objetos com UML Princípios de Análise e Projeto Orientados a Objetos com UML Eduardo Bezerra Editora CAMPUS Copyright 2002, 2003 Eduardo Bezerra 1 Capítulo 1 Visão Geral Um modelo é uma simplificação da realidade que

Leia mais

AULA 02. OBJETIVO: Características da Linguagem Orientada a Objetos.

AULA 02. OBJETIVO: Características da Linguagem Orientada a Objetos. AULA 02 OBJETIVO: Características da Linguagem Orientada a Objetos. HABILIDADES TRABALHADAS: Comparação das características das linguagens orientadas a objetos frente às linguagens estruturadas. Conhecimentos

Leia mais

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 2 A Linguagem UML. Luiz Leão

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 2 A Linguagem UML. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Introdução a UML Evolução da UML Visão dos modelos UML Unified Modelling Language Linguagem de modelagem que irá se associar ao

Leia mais

Ciência da Computação. Análise e Projeto Orientado a Objetos UML. Anderson Belgamo

Ciência da Computação. Análise e Projeto Orientado a Objetos UML. Anderson Belgamo Ciência da Computação Análise e Projeto Orientado a Objetos UML Anderson Belgamo 1 Evolução do Software O rápido crescimento da capacidade computacional das máquinas resultou na demanda por sistemas de

Leia mais

Análise e Projeto Orientados a Objetos

Análise e Projeto Orientados a Objetos Análise e Projeto Orientados a Objetos Introdução Diretoria Acadêmica de Gestão e Tecnologia da Informação Introdução Os sistemas computacionais adquiriram extrema importância para as organizações públicas

Leia mais

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010 1 1 Introdução 1.1 Teoria dos Sistemas 1.2 Constituição dos sistemas 1.3 Natureza dos sistemas 1.4 Parâmetros do sistema 1.5 Descrição de sistemas 1.6 Desafios enfrentados no desenvolvimento 1.7 Perfil

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Herança e Polimorfismo Msc. Paulo de Tarso F. Júnior 1 Projeto Orientado a Objetos O que desejam? Produção de projetos conceitualmente simples o bastantes para serem entendidos

Leia mais

Como Modelar com UML 2

Como Modelar com UML 2 Ricardo Pereira e Silva Como Modelar com UML 2 Visual Books Sumário Prefácio... 13 1 Introdução à Modelagem Orientada a Objetos... 17 1.1 Análise e Projeto Orientados a Objetos... 18 1.2 Requisitos para

Leia mais

Visão Geral da UML. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012

Visão Geral da UML. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Visão Geral da UML SSC 121 - Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Conteúdo Introdução Ferramentas de Apoio Diagramas da UML Elementos Genéricos Material sobre UML

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS TÓPICO IV - INTRODUÇÃO A UML

ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS TÓPICO IV - INTRODUÇÃO A UML ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS TÓPICO IV - INTRODUÇÃO A UML AGENDA Histórico da UML O que é e para que serve a UML Conjunto de diagramas da UML Overview Diagrama de Casos de Uso e Diagrama de Classes PROBLEMAS

Leia mais

27) Em relação aos Projetos de Sistemas de Software, assinale a sequência correta de desenvolvimento de um sistema:

27) Em relação aos Projetos de Sistemas de Software, assinale a sequência correta de desenvolvimento de um sistema: Modelos de Ciclo de Vida e Metodologias de Software 33) No SCRUM, uma iteração que segue um ciclo (PDCA) e entrega incremento de software pronto é denominada: A) Backlog. B) Sprint. C) Daily scrum. D)

Leia mais

PUC-GO- ADS: Prof. Vicente P. de Camargo. Desenvolvimento de Aplicações para Cliente Servidor

PUC-GO- ADS: Prof. Vicente P. de Camargo. Desenvolvimento de Aplicações para Cliente Servidor PUC-GO- ADS: Prof. Vicente P. de Camargo INTRODUÇÃO Seja bem vindo ao módulo de EAD da disciplina DACC(Desenvolvimento de Aplicações Para Cliente Servidor). A Modelagem com UML foi o assunto estabelecido

Leia mais

UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos

UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos UML (Linguagem Modelagem Unificada) João Paulo Q. dos Santos joao.queiroz@ifrn.edu.br Roteiro A importância da UML para projetar sistemas. Principais características do diagrama de classes e de sequência.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 12 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 12 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 12 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 29 de Outubro de 2013. Revisão aula passada Modelagem de sistemas Perspectiva externa Perspectiva de iteração

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Disciplina: Programação e Sistemas de Informação Programação Orientada a Objetos Módulos 9/10/11 POO 2016/2017 História A OO surgiu no

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 03

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 03 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 03 Agenda Paradigma da Orientação a Objetos Classes e objetos Abstração Encapsulamento Herança e polimorfismo Associação de objetos Coesão e acoplamento Levantamento

Leia mais

Introdução a UML (Unified Modeling Language)

Introdução a UML (Unified Modeling Language) Introdução a UML (Unified Modeling Language) O que é a UML? Linguagem Gráfica de Modelagem para: Visualizar Especificar Construir Documentar Comunicar Artefatos de sistemas complexos Linguagem: vocabulário

Leia mais

Introdução. Pacote. Classe. UML Diagrama de. Atributo. Classes. Método. Prof. Dr. Enzo Seraphim. Visibilidade

Introdução. Pacote. Classe. UML Diagrama de. Atributo. Classes. Método. Prof. Dr. Enzo Seraphim. Visibilidade Introdução Pacote Classe Atributo UML Diagrama de Método Classes Visibilidade Prof. Dr. Enzo Seraphim História 60 70 COBOL, FORTRAN, C Métodos de Análise e Projeto Estruturado 80 início 90 s Smalltalk,

Leia mais

Prof. Esp. Fabiano Taguchi

Prof. Esp. Fabiano Taguchi UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com UML COMPETÊNCIA: Conhecer e desenvolver estudos de caso usando modelagem orientada a objeto. HABILIDADE: Conhecer

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA UML UNIFIED MODELING LANGUAGE Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br O que é?? 2 A UML

Leia mais

Introdução a Orientação a Objetos e UML

Introdução a Orientação a Objetos e UML UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Introdução a Orientação a Objetos e UML 879SCC Projeto e Desenvolvimento

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem de Programação I Carlos Eduardo Ba6sta Centro de Informá6ca - UFPB bidu@ci.ufpb.br C++ e POO Fundamentação de Orientação a Objetos (OO) Sintaxe básica de C++ Modelagem de sistemas orientada a

Leia mais

Complexidade do Software

Complexidade do Software Complexidade do Software Sistemas de software são complicados Os requisitos modernos tendem a complicálo cada vez mais: Alta confiabilidade; Alto desempenho; Desenvolvimento rápido e barato Precisamos

Leia mais

Q d( ) P. a( ) c( ) e( ) c( ) S. c( ) d( )

Q d( ) P. a( ) c( ) e( ) c( ) S. c( ) d( ) ELEMENTOS BÁSICOS DA LINGUAGEM JAVA Patricia Della Méa Plentz INE-CTC-UFSC E-Mail: plentz@inf.ufsc.br URL: http://moodle.ufsc.br INE5605-Turma 0238B Sumário 2.1 Classes e Objetos na POO 2.2 2 Revisão da

Leia mais

Curso SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Série 3 Disciplina Análise e Projeto Orientados a Objetos

Curso SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Série 3 Disciplina Análise e Projeto Orientados a Objetos Curso SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Série 3 Disciplina Análise e Projeto Orientados a Objetos Prova A 01)O que é UML (Unified Modeling Language)? Cite pelo menos três exemplos de diagramas Comportamentais e três

Leia mais

Introdução à Análise e Projeto de Sistemas

Introdução à Análise e Projeto de Sistemas Introdução à I. O Que vamos fazer na Disciplina? Saber uma linguagem de programação orientada a objeto (OO) não é suficiente para criar sistemas OO Tem que saber Análise e Projeto OO (APOO) Isto é, Análise

Leia mais

Modelagem de Processos

Modelagem de Processos Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani Itens Estruturais Classes Uma Classe é um conjunto de objetos que compartilham os mesmos atributos, operações e relacionamentos. É representada graficamente

Leia mais

Capítulo 2. Orientação a Objetos

Capítulo 2. Orientação a Objetos Capítulo 2 Orientação a Objetos Princípios da Orientação a Objetos Os princípios da orientação a objetos afetam todo o processo de desenvolvimento de software: Seres humanos pensam em termos de substantivos

Leia mais

Análise Orientada a Objetos. Análise Orientada a Objetos; O Paradigma de Objetos; A UML.

Análise Orientada a Objetos. Análise Orientada a Objetos; O Paradigma de Objetos; A UML. ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO Análise Orientada a Objetos AULA 03 Análise Orientada a Objetos; O Paradigma de Objetos; A UML. Prof. Sandrerley R. Pires Goiânia, agosto de 2003 Conceitos

Leia mais

Panorama da notação UML

Panorama da notação UML Panorama da notação UML A notação UML (Unified Modeling Language linguagem de modelagem unificada) evoluiu desde que foi adotada a primeira vez como um padrão em 1997. Uma revisão maior para o padrão foi

Leia mais

15/04/2013. Outro Diagrama de Classes. Primeiro Diagrama de Classes. Diagrama de Classes. Atributos. Eduardo Figueiredo

15/04/2013. Outro Diagrama de Classes. Primeiro Diagrama de Classes. Diagrama de Classes. Atributos. Eduardo Figueiredo DCC / ICEx / UFMG Primeiro Diagrama de Classes Diagrama de Classes Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Professor Aluno matricula Outro Diagrama de Classes Diagrama de Classes Serve de

Leia mais

INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE

INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE INF1013 MODELAGEM DE SOFTWARE Departamento de Informática PUC-Rio Ivan Mathias Filho ivan@inf.puc-rio.br Programa Capítulo 1 O Paradigma Orientado a Objetos A Linguagem UML Descrição da Arquitetura 1 Programa

Leia mais

Modelagem Orientada a Objeto

Modelagem Orientada a Objeto UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Modelagem Orientada a Objeto Engenharia de Software 2o. Semestre de

Leia mais

Orientação a Objetos (OO)

Orientação a Objetos (OO) CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 04 APRESENTAÇÃO: Hoje vamos discutir os conceitos de Orientação a Objetos.

Leia mais

Nome da classe. Atributos. Serviços / métodos

Nome da classe. Atributos. Serviços / métodos Classes são descrições de conjuntos de objetos que compartilham os mesmos atributos, operações, relacionamentos e semântica. Janela Origem Tamanho Abrir ( ) Fechar ( ) Mover ( ) Exibir ( ) Nome da classe

Leia mais

Programação Orientada a Objetos 2 Flávio de Oliveira Silva, M.Sc.

Programação Orientada a Objetos 2 Flávio de Oliveira Silva, M.Sc. Orientação a Objetos Revisão Conceitos CLASSE CLASSIFICAÇÃO GENERALIZAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO HERANÇA INTERFACES POLIMORFISMO SOBRECARGA ENCAPSULAMENTO ABSTRAÇÃO MODULARIZAÇÃO 9 CLASSE Classe é um agrupamento

Leia mais

Profª. Juliana Pinheiro Campos ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Gustavo Willam Pereira e Prof.

Profª. Juliana Pinheiro Campos   ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Gustavo Willam Pereira e Prof. 1 Profª. Juliana Pinheiro Campos E-mail: jupcampos@gmail.com ENG10082 Programação II Créditos: Prof. Gustavo Willam Pereira e Prof. Clayton Vieira Fraga Filho 2 Paradigmas de programação Paradigmas de

Leia mais

Engenharia de Software. Aula 10 Representação dos Conceitos de Orientação a Objetos. Prof. Me. Rogério Ferreira

Engenharia de Software. Aula 10 Representação dos Conceitos de Orientação a Objetos. Prof. Me. Rogério Ferreira Engenharia de Software Aula 10 Representação dos Conceitos de Orientação a Objetos Prof. Me. Rogério Ferreira 2 Roteiro Representação dos Conceitos OO Mensagens Navegabilidade Pacotes Encapsulamento Herança

Leia mais

Programação Orientada a Objetos. Prof. MsC Sílvio Bacalá Júnior

Programação Orientada a Objetos. Prof. MsC Sílvio Bacalá Júnior Programação Orientada a Objetos Prof. MsC Sílvio Bacalá Júnior Princípios básicos de OO Abstração Encapsulamento Modularidade Herança 2013 POO - Bacalá 2 Abstração Concentração nas características essenciais,

Leia mais

Engenharia de Software II e III - Material para estudo Diagrama de Classe

Engenharia de Software II e III - Material para estudo Diagrama de Classe 1-Orientação a Objetos ANÁLISE ESTRUTURADA X ANÁLISE O.O. Enfoque Tradicional: Conjunto de programas que executam processos sobre dados. Enfoque Baseado em Objetos: Conjunto de coisas que tem características

Leia mais

Orientação a Objetos (OO) LPG II - Java. Orientação a Objetos (OO) Programação Orientada a Objetos. Programação Procedimental

Orientação a Objetos (OO) LPG II - Java. Orientação a Objetos (OO) Programação Orientada a Objetos. Programação Procedimental Orientação a Objetos (OO) LPG II - Java Orientação a Objetos (OO) Roberto Vedoato vedoato@joinville.udesc.br Programação Procedimental x Orientada a Objetos Objetivos e Benefícios da Orientação a Objetos

Leia mais

Rational Unified Process (RUP)

Rational Unified Process (RUP) Rational Unified Process (RUP) A Rational é bem conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. A empresa foi à criadora da Unified Modeling Language (UML), assim como de várias ferramentas que

Leia mais

Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Engenharia de Software e Gerência de Projetos Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Cronograma das Aulas. Hoje você está na aula Semana

Leia mais

Orientação a Objetos e UML

Orientação a Objetos e UML Orientação a Objetos e UML Aula #4.1. EBS 211 POO e UML Prof. Luiz Fernando S. Coletta luizfsc@tupa.unesp.br Campus de Tupã Roteiro Programação Orientada a Objetos (POO); Comparação com Linguagem Estruturada;

Leia mais

Introdução Diagrama de Classes Diagrama de Seqüência Diagrama de Atividades. Diagramas UML. Classe, Seqüência e Atividades. Marcio E. F.

Introdução Diagrama de Classes Diagrama de Seqüência Diagrama de Atividades. Diagramas UML. Classe, Seqüência e Atividades. Marcio E. F. Diagramas UML Classe, Seqüência e Atividades Marcio E. F. Maia Disciplina: Engenharia de Software Professora: Rossana M. C. Andrade Curso: Ciências da Computação Universidade Federal do Ceará 15 de maio

Leia mais

Engenharia de Software 2012/3 Aula 5 Modelagem de Sistemas

Engenharia de Software 2012/3 Aula 5 Modelagem de Sistemas Engenharia de Software Engenharia de Software 2012/3 Aula 5 Modelagem de Sistemas Thiago P. da Silva thiagosilva@ufmt.br Agenda Modelagem de Sistemas Modelos de contexto Diagramas de Atividades Modelos

Leia mais

Apresentação da Disciplina e Revisão dos Conceitos de Orientação a Objetos

Apresentação da Disciplina e Revisão dos Conceitos de Orientação a Objetos Linguagem de Programação 3 Apresentação da Disciplina e Revisão dos Conceitos de Orientação a Objetos Prof. Mauro Lopes 1-31 22 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a nossa disciplina e os conceitos

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Análise e projeto de sistemas Conteúdo: UML O processo de desenvolvimento de software Prof. Patrícia Lucas A linguagem de modelagem unificada (UML) A UML teve origem em uma tentativa de se unificar os

Leia mais

Aula II Orientação a Objetos. Pedro Baesse Alves Pereira

Aula II Orientação a Objetos. Pedro Baesse Alves Pereira Aula II Orientação a Objetos Pedro Baesse Alves Pereira pbaesse@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos x Estruturada Origem Conceito Objetos Atributos Métodos Classes Herança Visibilidade Exercícios

Leia mais

Introdução à Orientação a Objetos. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012

Introdução à Orientação a Objetos. SSC Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Introdução à Orientação a Objetos SSC 121 - Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Conteúdo Histórico de OO Vantagens de OO Linguagens OO Conceitos Básicos de OO

Leia mais

Introdução à Orientação a Objetos e UML

Introdução à Orientação a Objetos e UML Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação SSC 124: Análise e Projeto Orientados a Objetos Introdução à Orientação a Objetos e UML Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2º semestre

Leia mais

Análise Orientada a Objetos (AOO)

Análise Orientada a Objetos (AOO) "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Análise Orientada a s () Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS MÓDULO III - UNIDADE V- MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL

MODELAGEM DE DADOS MÓDULO III - UNIDADE V- MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL MODELAGEM DE DADOS MÓDULO III - UNIDADE V- MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL 0 UNIDADE V: MAPEAMENTO OBJETO RELACIONAL Paradigma da Orientação a Objetos: Este paradigma parte do princípio que existem diversos

Leia mais

Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE. Método de Jacobson

Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE. Método de Jacobson Engenharia de Software Orientada a Objetos - OOSE Método de Jacobson Alunos: Amanda Lira Gomes Lucas Balbino de Melo Ferreira Mycke Richard Guntijo Renato Gomes Borges Júnior Sumário Introdução Visão Geral

Leia mais

Linguagem de Programação I Apresentação da Disciplina

Linguagem de Programação I Apresentação da Disciplina Linguagem de Programação I Apresentação da Disciplina Apresentação da Disciplina Conteúdo: 1) Orientação a Objetos - Características da OO - Reutilização de código 2) Introdução à Linguagem Java - Histórico

Leia mais

Tópicos da Aula. Diretrizes Gerais. Trabalho Prático (TP) Pontuação do TP. Tema do Trabalho. Projeto de Software Diagrama de Classes

Tópicos da Aula. Diretrizes Gerais. Trabalho Prático (TP) Pontuação do TP. Tema do Trabalho. Projeto de Software Diagrama de Classes Engenharia de Software Aula 09 Tópicos da Aula Projeto de Software Revisão de orientação a objetos Projeto orientado a objetos Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 04

Leia mais

Modelagem de Sistemas. Análise de Requisitos. Modelagem

Modelagem de Sistemas. Análise de Requisitos. Modelagem Modelagem de Sistemas Teoria Geral de Sistemas TADS 2. Semestre Prof. André Luís Para abordarmos de forma mais profunda os conceitos de Modelagem de Sistemas de Informação, precisamos também falar na Engenharia

Leia mais

Prof: Ricardo Quintão Site:

Prof: Ricardo Quintão   Site: Prof: Ricardo Quintão email: rgquintao@gmail.com Site: www.rgquintao.com.br Fundamentos da Programação Orientada a Objetos A Orientação a Objetos é uma tecnologia que enxerga os sistemas como sendo coleção

Leia mais

Linguagem de Programação Orientada a Objeto Polimorfismo, Classes Abstractas e Interfaces

Linguagem de Programação Orientada a Objeto Polimorfismo, Classes Abstractas e Interfaces Linguagem de Programação Orientada a Objeto Polimorfismo, Classes Abstractas e Interfaces Professora Sheila Cáceres Polimorfismo Polimorfismo Polimorfismo é a característica única de linguagens orientadas

Leia mais

Orientação a Objetos e UML

Orientação a Objetos e UML Orientação a Objetos e UML Aula #8.1. EBS 211 POO e UML Prof. Luiz Fernando S. Coletta luizfsc@tupa.unesp.br Campus de Tupã Roteiro Análise e projeto OO; Engenharia de software e UML; Diagrama de classes.

Leia mais

Tópicos da Aula. Alguns Diagramas UML. Diagramas Principais. Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração. Tipos de Diagramas de Interação

Tópicos da Aula. Alguns Diagramas UML. Diagramas Principais. Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração. Tipos de Diagramas de Interação Engenharia de Software Aula 10 Tópicos da Aula Diagramas de Interação: Sequência e Colaboração Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 09 Abril 2012 Alguns Diagramas UML

Leia mais

1.1. Declaração do Problema e Limitações dos Trabalhos Relacionados Um Framework Conceitual para SMAs

1.1. Declaração do Problema e Limitações dos Trabalhos Relacionados Um Framework Conceitual para SMAs 1 Introdução Os sistemas multiagentes (SMAs) estão tendo cada vez mais aceitação no setor da engenharia de software e no meio acadêmico como um paradigma para o desenvolvimento e a criação de sistemas

Leia mais

as fases contemplam todas as etapas do ciclo de desenvolvimento (requisitos, análise, projeto, implementação, teste e validação);

as fases contemplam todas as etapas do ciclo de desenvolvimento (requisitos, análise, projeto, implementação, teste e validação); Título : B2 Processo de desenvolvimento de Sistemas Conteúdo : A UML estabelece uma abordagem para a construção, o desenvolvimento e a manutenção de software. Atualmente, metodologias utilizadas no desenvolvimento

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Tema da Aula Origens da Modelagem de Retrospectiva Histórica Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br Origens da Modelagem de A pré-história Antes de 1960: Nenhuma metodologia. Programar computador

Leia mais

Requisitos de sistemas

Requisitos de sistemas Requisitos de sistemas Unidade III - Casos de Uso Identificação de casos de uso Conceitos de orientação a objetos Modelagem do diagrama de classes e casos de uso 1 Casos de uso CONCEITO Especifica o comportamento

Leia mais

Outline. Linguagem de Modelagem Unificada. 1. Visualização 04/09/2017. Aula 10 - Introdução à UML e Instalação de Ferramentas de Modelagem

Outline. Linguagem de Modelagem Unificada. 1. Visualização 04/09/2017. Aula 10 - Introdução à UML e Instalação de Ferramentas de Modelagem Outline Aula 10 - Introdução à UML e Instalação de Ferramentas de Modelagem Introdução à UML Classes e Objetos Instalação do Astah Community Diagrama de Casos de Uso Análise de Sistemas Prof. Filipe Arantes

Leia mais

Tópicos da Aula. Conceitos de programação orientada a objetos. Projeto orientado a objetos com UML

Tópicos da Aula. Conceitos de programação orientada a objetos. Projeto orientado a objetos com UML Projeto OO com UML Tópicos da Aula Conceitos de programação orientada a objetos Projeto orientado a objetos com UML Orientação a objetos A orientação a objetos, também conhecida como Programação Orientada

Leia mais

Análise de Sistemas AULA 05 BCC Noturno - EMA908915A

Análise de Sistemas AULA 05 BCC Noturno - EMA908915A Análise de Sistemas AULA 05 BCC Noturno - EMA908915A Prof. Rafael Oliveira rpaes@ic.unesp.br Slides cedidos pelo Prof. Dr. Frank Affonso Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Rio

Leia mais

Programação Orientada a Objeto

Programação Orientada a Objeto Programação Orientada a Objeto Prof. Esp. Thiago S F Carvalho Faculdades Integradas de Diamantino 2016 Caravalho, T.S.F. (FID) POO 2016 1 / 44 Breve revisão Conteúdo 1 Breve revisão 2 Mais sobre classes

Leia mais

INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS

INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS INF1404 MODELAGEM DE SISTEMAS Bacharelado em Sistemas de Informação Ivan Mathias Filho ivan@inf.puc-rio.br Programa Capítulo 1 Princípios de Modelagem O Paradigma Funcional O Paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Universidade São Judas Tadeu Prof. André Luiz Ribeiro Prof. Jorge Luis Pirolla Introdução à Computação Engenharia de Software Tópicos O que é Engenharia de Software? Engenharia de Software em camadas Processo

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula N : 05 Tema:

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software UML Unified Modeling Language http://www.uml.org/ http://www.omg.org/spec/ Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.br Esta parte apresenta...

Leia mais

Diagrama de Classes 2017

Diagrama de Classes 2017 2017 Visa permitir a visualização das classes que comporão o sistema junto com os respectivos atributos e métodos, bem como mostrar como as classes se relacionam, complementam e transmitem informações

Leia mais

Análise e projeto de sistemas

Análise e projeto de sistemas Conteúdo: Análise e projeto de sistemas Modelagem de classes Prof. Patrícia Lucas Modelagem de classes 01 O modelo de casos de uso fornecem uma perspectiva do sistema a partir de um ponto de vista externo.

Leia mais

SEMINÁRIOS INTEGRADOS EM ADS PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA E ORIENTADA A OBJETOS

SEMINÁRIOS INTEGRADOS EM ADS PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA E ORIENTADA A OBJETOS SEMINÁRIOS INTEGRADOS EM ADS PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA E ORIENTADA A OBJETOS Prof. Dr. Daniel Caetano 2014-1 DISCUSSÃO Visão Geral dos Paradigmas Quais os paradigmas mais comuns? Do que é composto um programa

Leia mais

O PARADIGMA ORIENTADO POR OBJETOS

O PARADIGMA ORIENTADO POR OBJETOS O PARADIGMA ORIENTADO POR OBJETOS A idéia básica do paradigma orientado a objetos é imaginar que programas simulam o mundo real: um mundo povoado de objetos. Dessa maneira, linguagens baseadas nos conceitos

Leia mais

Orientação a Objetos (OO) Java Avançado Revisão do Paradigma de. Orientação a Objetos (OO) Programação Orientada a Objetos. Programação Procedimental

Orientação a Objetos (OO) Java Avançado Revisão do Paradigma de. Orientação a Objetos (OO) Programação Orientada a Objetos. Programação Procedimental Orientação a Objetos (OO) Java Avançado Revisão do Paradigma de Orientação a Objetos (OO) Roberto Vedoato vedoato@joinville.udesc.br Programação Procedimental x Orientada a Objetos Objetivos e Benefícios

Leia mais

Conceitos de Orientação a Objetos

Conceitos de Orientação a Objetos Conceitos de Orientação a Objetos I. Histórico A orientação a objetos (OO) foi concebida na década de 70. Origem na linguagem SIMULA-67 (década de 60 - Noruega), que já implementava alguns conceitos da

Leia mais

Lógica de Programação UML Caso de Uso

Lógica de Programação UML Caso de Uso Lógica de Programação UML Caso de Uso Créditos: Professora Cláudia Abreu Paes SUMÁRIO 1. A UML 1.1 Conceitos e Representações 2. Diagrama de Caso de Uso 2.1 Conceito 2.2 Simbologia 2.3 Exemplo A UML UML

Leia mais

Engenharia de Software. Prof. Me. Clodoaldo Brasilino

Engenharia de Software. Prof. Me. Clodoaldo Brasilino Engenharia de Software Prof. Me. Clodoaldo Brasilino clodoaldo.neto@ifpi.edu.br Acompanhamento da Disciplina 1. Introdução à Engenharia de Software 2. Processos de Software e Projetos 3. Metodologia Ágil

Leia mais

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2 Modelos em Sistemas de Informação Aula 2 Referências básicas da aula Paulo Cougo - Modelagem conceitual e Projeto de Banco de Dados. Craig Larman - Utilizando UML e padrões. Roger Pressman - Engenharia

Leia mais

BANCOS DE DADOS. CREATE TABLE um registro (formalmente uma tupla) a uma tabela existente. Insert into Pessoa (id, nome, sexo) value;

BANCOS DE DADOS. CREATE TABLE um registro (formalmente uma tupla) a uma tabela existente. Insert into Pessoa (id, nome, sexo) value; Subconjuntos do SQL A linguagem SQL é dividida em subconjuntos de acordo com as operações que queremos efetuar sobre um banco de dados, tais como: DML - Linguagem de Manipulação de Dados O primeiro grupo

Leia mais

PLANO DE ENSINO. ANO LETIVO/SEMESTRE: 2016/2 PROFESSOR: Leandro da Silva Camargo

PLANO DE ENSINO. ANO LETIVO/SEMESTRE: 2016/2 PROFESSOR: Leandro da Silva Camargo PLANO DE ENSINO ANO LETIVO/SEMESTRE: 2016/2 PROFESSOR: Leandro da Silva Camargo I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia 2. Campus: IFSUL Bagé 3. Endereço: Av. Leonel

Leia mais

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno

Engenharia de Software. Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso. Prof. Bruno Moreno Engenharia de Software Aula 2.4 Modelos de Casos de Uso Prof. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Comportamento do Sistema Refere-se às funcionalidades do sistema Requisitos funcionais; O comportamento

Leia mais

Aula 1 Introdução à Orientação a Objetos (OO) e UML

Aula 1 Introdução à Orientação a Objetos (OO) e UML Departamento de Sistemas de Computação Universidade de São Paulo Análise e Projeto Orientados a Objetos Aula 1 Introdução à Orientação a Objetos (OO) e UML Responsável Prof. Seiji Isotani (sisotani@icmc.usp.br)

Leia mais

A modelagem é tida como a parte central de todas as atividades para a construção de um bom sistema, com ela podemos:

A modelagem é tida como a parte central de todas as atividades para a construção de um bom sistema, com ela podemos: Módulo 6 Análise Orientada a Objeto É interessante observar como a análise orientada a objeto utiliza conceitos que aprendemos há muito tempo: objetos, atributos, classes, membros, todos e partes. Só não

Leia mais