UMA PLATAFORMA BASEADA NA WEB PARA ENSINO ORIENTADO A EXPERIMENTOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UMA PLATAFORMA BASEADA NA WEB PARA ENSINO ORIENTADO A EXPERIMENTOS"

Transcrição

1 UMA PLATAFORMA BASEADA NA WEB PARA ENSINO ORIENTADO A EXPERIMENTOS SOUZA, C. P., COSTA FILHO, J. T. Departamento de Engenharia Eléctrica Universidade Federal do Maranhão Avenida dos Portugueses, Campus do Bacanga São Luís MA, Brasil Departamento de Engenharia Eléctrica Universidade Federal do Maranhão Avenida dos Portugueses, Campus do Bacanga São Luís MA, Brasil Resumo Este trabalho propõe um laboratório de acesso remoto para realizar experimentos via Internet, possibilitando a disseminação de informações técnicas e científicas, de modo a fornecer um novo recurso ao ensino à distância ou no apoio ao ensino tradicional. Neste contexto, desenvolveu-se uma nova ferramenta tecnológica, chamada LabNet, no sentido de disponibilizar ao aluno a possibilidade de manipular e visualizar respostas on line de experimentos monitorados e controlados por uma estação de aquisição de dados e que poderá ser utilizada em diversos tipos de áreas, tais como: engenharia, química, física, biologia, metrologia, enfim, onde é possível ativar processos e colectar dados. 1. Introdução Abstract In this work a laboratory of remote access is proposed to perform experiments using the Internet in order to facilitate the propagation of technical and scientific information and provide a new resource to the long distance learning or in supporting to the traditional education. In this context, a new technological tool, called LabNet, was developed to give the students the possibility of manipulating and visualizing responses on line of monitored experiments and controlled by a data acquisition station. It can be used in several kinds of areas, such as: engineering, chemistry, physics, biology, metrology and etc., wherever it is possible to activate processes and to collect data. Palavras- chave : Tecnologia educacional, Educação a Distância, Laboratório Baseado na Internet, Experimentos Científicos. A longevidade do treinamento em laboratório recebido por um estudante e a grande influência deste treinamento na sua prática profissional obriga os cursos a serem pioneiros no uso de novas tecnologias no auxílio da aprendizagem. Nossa experiência com práticas de laboratório indica que os estudantes que já possuem um conhecimento básico teórico parecem depender fundamentalmente da realização de experimentos continuados para suprir seus problemas conceituais e estimular sua capacidade inventiva. Para uma melhor qualidade e maior frequência na elaboração e realização de experimentos, os laboratórios exigiriam uma maior infra-estrutura de assistência de suporte material e docente com custos operacionais, muitas vezes proibitivos, proporcionais ao aumento da demanda discente. A constatação de tais problemas

2 práticos nos levou, a partir dos resultados efectivos de nossa prática laboratorial dentro do princípio geral do Learning by Doing, aliados à pressão de estudantes que reivindicam a realização de experimentos, a considerar a possibilidade de, aplicando essa mesma orientação, propor um laboratório de acesso remoto pelos estudantes via Internet. A questão, portanto, é viabilizar um canal directo de interacção entre os estudantes e os experimentos através de uma estação digital inteligente[1]. Neste contexto, este trabalho propõe e descreve uma nova ferramenta didáctica tecnológica, chamada LabNet, que possibilita aos estudantes a realização de experimentos remotamente e praticados em qualquer horário. O LabNet almeja ser uma contribuição à educação a distância e consiste essencialmente em disponibilizar ao aluno, através da Internet, a possibilidade de manipular e visualizar experiências monitoradas e controladas por uma estação de aquisição de dados. A figura 1 mostra o escopo das possíveis aplicações desta ferramenta. 2. Estrutura do LabNet Fig. 1 Possibilidade de Uso do LabNet O primeiro passo na implementação do LabNet foi o desenvolvimento de estações de aquisição de dados[1], visto na fig. 2, que permitissem a aquisição de dados e por conseguinte a realização de experimentos por meio de um computador. Nestas estações ocorrem o accionamento e o monitorização dos experimentos, que são caracterizados pela simplicidade construtiva, robustez e aos baixos custos envolvidos. Fig.2 Estação de Experimentos

3 As Estações de Experimentos tem o intuito de facilitar o interfaceamento, com o computador, de vários dispositivos como: conversores D/A e A/D, atuadores, sensores, instrumentos. Tecnicamente, uma estação de experimentos é um sistema de aquisição de dados de 8 bits e permite a interface de até 256 dispositivos de entrada ou de saída de dados. O LabNet utiliza a Internet para prover o intercâmbio de informações entre os estudantes e as estações de experimentos, vistas na figura 3. Deste modo o estudante poderá enviar dados para a estação, realizar um experimento previamente implementado e receber imagens, gráficos, áudio de acordo com a realidade do processo. Estações de experimentos podem ser projectadas para atender experimentos em engenharia, física, química, ou qualquer área da ciência onde é possível realizar aquisição de dados por sensores ou medidores. É importante salientar que o tempo real do experimento é preservado, pois todos os procedimentos de aquisição de dados são realizados na estações de experimentos, sem a influência da taxa de transmissão da conexão do estudante com a Internet. 3. Tecnologias no Desenvolvimento no LabNet Fig. 3 Estrutura do LabNet Para disponibilizar a estação de experimentos para o uso via Internet é necessário um servidor de WWW. O servidor usado foi o Microsoft Personal Web Server que roda no sistema operacional da Microsoft (Windows 95 ou NT). A interacção do usuário com o ambiente LabNet é operacionalizada em ASP[2] e a dinâmica do LabNet para acesso ao hardware (Estação de Experimentos) é realizada por meio de COM (Component Object Model), um modelo utilizado para construir componentes de software, que pode ser um executável (EXE) ou uma biblioteca de ligações dinâmicas (DLL)[3]. Para o desenvolvimento da DLL de acesso ao hardware usou-se o ambiente C++Builder 3.0 e para implementar as imagens, gráficos, áudio dos experimentos usou-se a

4 linguagem JAVA[4]. Na figura 4 ver-se a estrutura da comunicação Cliente (Browser ou Navegador) e experimentos. Fig. 4 Estrutura de Comunicação entre o Estudante (Browser) e os Experimentos 4. Experimento com o LabNet O módulo inicial, elaborado para teste piloto do LabNet, foi composto por experimentos em engenharia eléctrica, ressaltando, inicialmente, a área de automação e controle de processos. A área directamente beneficiada com este experimentos utilizando a tecnologia de Laboratório a Distância é a de cursos técnicos e de engenharia eléctrica. Este laboratório baseado na Web funciona como excelente veículo de treinamento e pesquisa. Como aplicação inicial, realizamos o controle de motor de corrente contínua por computador[5] conforme mostrado na figura 5 onde a Estação de Experimentos está configurada para este experimento. Fig. 5 Experimento em Engenharia: Controle de Motor DC Os procedimentos deste experimento já estão disponibilizados através da Internet através do endereço electrónico O acesso a este endereço electrónico é o ponto de entrada do experimento em questão e é mostrada na figura 6. É solicitado ao estudante informações sobre o procedimento do experimento. Estas informações são enviadas a Estação de Experimentos para a execução da tarefa em questão. Os resultados experimentais são mostrados por meio gráfico em seu navegador.

5 Fig. 6 Tela de Operações do Experimento Após actualizar os dados, clicando no botão Atualizar Dados, o estudante acciona o motor DC clicando no botão Acionar Motor DC e Plotar Gráfico da Resposta. Neste momento as informações de accionamento são enviadas a Estação de Experimentos que processa essas informações e executa o experimento. O estudante visualiza a janela Motor Ligado, mostrada na figura 7, no momento em que o motor estar ligado no laboratório e esta janela é removida no momento em que o motor é desligado, caracterizando deste modo uma certa resposta ao estudante do pragmaticismo do experimento. Fig. 7 Janela Indicando Motor Ligado

6 Os dados da resposta do experimento é mostrado ao estudante como na figura 8. A resposta gráfica proporciona ao estudante uma visualização rápida da resposta do experimento e a partir deste gráfico pode ser realizado também vários estudos e pesquisas. 5. Conclusão Fig. 8 Janela de Resposta Neste trabalho foi proposta uma ferramenta aplicada a experimentos laboratoriais via Internet, chamada LabNet. As linhas de acção do LabNet fundamentam-se em um sistema de aquisição de dados (Estações de Experimentos) de baixo custo e de simples manuseio - capaz de: oferecer meios de realizar experimentos e testes rapidamente; permitir aos estudantes realizar seus experimentos continuamente, em qualquer local; familiarizar o estudante com novas tecnologias; ampliar oportunidades de desenvolvimento de investigações científicas onde os recursos são escassos; reduzir custos na implantação de laboratório (vários estudantes poderão usufruir da estação de experimentos via Internet sem a necessidade de gastos com a construção de diversos módulos didácticos); trazer para a universidade um enorme potencial didáctico- pedagógico; dinamizar o ambiente académico; e estender os espaços educacionais. O web site permite o uso das capacidades do LabNet pelo estudante. 6. Referências [1] Souza, C. P.; Costa Filho, J. T., Ambiente integrado para ensino de automação e controle digital. In: III Congresso Nacional de Engenharia de Controle e Automação (CONET 2000), Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, p [2] Homer, A. et Al., Professional Active Server Pages 3.0. Rio de Janeiro. Editora Ciência Moderna Ltda., [3] Thai, Thuan L., Learning DCOM. O Reilly & Associates, [4] Hall, Marty., Core Servlets and JavaServer Pages. Sun Microsystems Press and Prentice Hall, May 2000 [5] Leigh, J. R., Apllied digital control: theory, design and implementation. 2. ed. New Jersey: Prentice Hall, 1992.

UM LABORATÓRIO WEB PARA ENSINO ORIENTADO A AUTOMAÇÃO E CONTROLE

UM LABORATÓRIO WEB PARA ENSINO ORIENTADO A AUTOMAÇÃO E CONTROLE UM LABORATÓRIO WEB PARA ENSINO ORIENTADO A AUTOMAÇÃO E CONTROLE Cleonilson Protásio de Souza 1 e José Tarcísio Costa Filho 2 Universidade Federal do Maranhão 1 Departamento de Engenharia de Eletricidade

Leia mais

INTRODUÇÃO E MOTIVAÇÃO...1

INTRODUÇÃO E MOTIVAÇÃO...1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO E MOTIVAÇÃO...1 1.1 A INTERNET COMO INSTRUMENTO DE PROGRESSO PEDAGÓGICO...5 1.2 LABORATÓRIO COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA...6 1.3 ORGANIZAÇÃO DO TEXTO...8 2. LABNET LABORATÓRIO DE ACESSO

Leia mais

REAL LACOS: CONTROLE DIGITAL EM TEMPO REAL

REAL LACOS: CONTROLE DIGITAL EM TEMPO REAL REAL LACOS: CONTROLE DIGITAL EM TEMPO REAL Andreya Prestes da Silva 1, Rejane de Barros Araújo 1, Rosana Paula Soares Oliveira 1 e Luiz Affonso Guedes 1 Universidade Federal do ParáB 1 Laboratório de Controle

Leia mais

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL

AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL Automação e Controle AR026 SUMÁRIO I. Sistemas Supervisórios... 3 II. Automação... 4 III. Arquitetura de Redes Industriais... 5 IV. Comunicação entre Supervisório e CLP...7 V. O Protocolo

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV

Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV Visualizador de informações Agro metereológicas para TV de Alta Definição - AgroTV Fillipi Truppel Fernandes truppelfernandes@gmail.com Instituto Federal de Santa Catarina Departamento de Metal Mecânica

Leia mais

Sistemas Supervisórios

Sistemas Supervisórios Sistemas Supervisórios Prof a. Michelle Mendes Santos michelle@cpdee.ufmg.br Sistemas Supervisórios Objetivos: Apresentação e posicionamento da utilização de sistemas supervisórios em plantas industriais;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO. Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 9º PERÍODO Profª Danielle Casillo Utilizar os mesmos processos do trabalho anterior (Ladder já existente). Implementar este sistema

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5 1 PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE Maio/2005 023-TC-C5 Viviane Guimarães Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes vivianegr@yahoo.com.br Saulo Faria Almeida Barretto

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO Autores: ISABEL GRAZINA Eng.ª Civil, EDIA, Rua Zeca Afonso, 2 7800-522 Beja, 00351284315100, igrazina@edia.pt JOSÉ CARLOS

Leia mais

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC);

9º Ano. 1º Período. . Conhecer os conceitos básicos relacionados com a Tecnologias Da Informação e Comunicação (TIC); 1º Período UNIDADE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 1. Conceitos Básicos 2. Áreas de Aplicação das TIC 3. Introdução á estrutura e funcionamento de um sistema Informático 4. Decisões fundamentais

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano Escola Básica do 2º e 3º Ciclos João Afonso de Aveiro Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Secção de Informática Planificação Anual (1.º Período) Ano lectivo 2010/2011 Tecnologias da Informação

Leia mais

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO

Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Planificação Anual da disciplina de TIC 9ºANO Conteúdos/Temas Competências Avaliação 1.1. Conceitos Introdutórios - Conhecer os conceitos básicos: Informação Informática Tecnologias da Informação e - Conhecer

Leia mais

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente

ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente Conceito ROTEIRO PARA TREINAMENTO DO SAGRES DIÁRIO Guia do Docente O Sagres Diário é uma ferramenta que disponibiliza rotinas que facilitam a comunicação entre a comunidade Docente e Discente de uma instituição,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado O Plano Tecnológico da Educação (PTE), aprovado pela Resolução de

Leia mais

Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das

Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das 324 Sistema de Monitoramento Visual das Telas Gráficas das Estações Linux numa Rede LTSP Herlon Ayres Camargo 1, Joaquim Quinteiro Uchôa 2 1 Departamento de Desenvolvimento Educacional Escola Agrotécnica

Leia mais

Manual de Instalação Flex

Manual de Instalação Flex Manual de Instalação Flex Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5 4.1.1. Instalação do sistema...

Leia mais

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado

Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Amadeus-TV: Portal Educacional na TV Digital Integrado a um Sistema de Gestão de Aprendizado Bruno de Sousa Monteiro Orientação: Prof. Dr. Fernando da Fonseca de Souza Prof. Dr. Alex Sandro Gomes 1 Roteiro

Leia mais

Palavras chave: Extensão universitária, Aquisição de dados, Observação; Tempo, Serie histórica

Palavras chave: Extensão universitária, Aquisição de dados, Observação; Tempo, Serie histórica MONITORAMENTO DO TEMPO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA GERENCIAMENTO E USO DE DADOS METEOROLÓGICOS DA ESTAÇÃO AGROMETEOROLÓGICA DO CAV/UDESC LAGES, SC Célio Orli Cardoso, Centro de Ciências

Leia mais

Controle de robôs industriais via Labview

Controle de robôs industriais via Labview Leonel Lopes Lima Neto Instituto Tecnológico de Aeronáutica Rua H20B, casa, nº 114, Campus do CTA São José dos Campos São Paulo 12.228-460 Bolsista PIBIC-CNPq leonel@aluno.ita.br Emilia Villani Instituto

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Internet Internet Internet é o conglomerado de redes, em escala mundial de milhões de computadores interligados, que permite o acesso a informações e todo

Leia mais

http://legacy.afonsomiguel.com/graduacao/projetosintegrados/2006-1/r... Robô Explorador

http://legacy.afonsomiguel.com/graduacao/projetosintegrados/2006-1/r... Robô Explorador 1 de 5 16/7/2009 13:51 Robô Explorador Renan Souza Iralla zeroskull@bol.com.br Francesco Jacomel francesco.jacomel@gmail.com Fabio Andrei Salles fabio.salles@pucpr.br Professores Orientadores Profº Gil

Leia mais

Manual de Usuário INDICE

Manual de Usuário INDICE Manual de Usuário INDICE Características do Sistema... 02 Características Operacionais... 03 Realizando o Login... 04 Menu Tarifador... 05 Menu Relatórios... 06 Menu Ferramentas... 27 Menu Monitor... 30

Leia mais

Projeto: LABVAD Desenvolvimento de um laboratório "virtual" de atividades didáticas Instituto de Física UFRJ NCE UFRJ Escola Téc.

Projeto: LABVAD Desenvolvimento de um laboratório virtual de atividades didáticas Instituto de Física UFRJ NCE UFRJ Escola Téc. Projeto: LABVAD Desenvolvimento de um laboratório rio "virtual" de atividades didáticas Instituto de Física UFRJ NCE UFRJ Escola Téc. Ferreira Viana Motivação LADIF Laboratório rio Didático do Instituto

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento... 3 2. Suporte técnico... 3 3. Requisitos de hardware... 4 3.1. Estação... 4 3.2. Servidor... 4 4. Instalação... 5 4.1. Instalação no servidor... 5

Leia mais

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4.

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4. 1. Designação do Curso: Curso de Especialização Pós-Graduada em Computação Móvel Aplicada 2. Denominação do Diploma ou Certificado Diploma de Pós-Graduação em Computação Móvel Aplicada 3. Gerais e Enquadramento:

Leia mais

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Fabiana Pacheco Lopes 1 1 Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) fabipl_21@yahoo.com.br Resumo.Este

Leia mais

IVV JA-60WEB IP. Manual de Instalação e Utilizador

IVV JA-60WEB IP. Manual de Instalação e Utilizador IVV JA-60WEB IP Manual de Instalação e Utilizador I n d ice Introdução 1 CAPITÚTLO 1 Instalação do JA-60WEB Instalação do Hardware 2 Usar o IVV locater 4 Log in 5 Modo de serviço 6 Painel de controlo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA INTERFACE GRÁFICA PARA INTERAÇÃO HOMEM-COMPUTADOR EM UM KIT DIDÁTICO MICROCONTROLADO

DESENVOLVIMENTO DE UMA INTERFACE GRÁFICA PARA INTERAÇÃO HOMEM-COMPUTADOR EM UM KIT DIDÁTICO MICROCONTROLADO DESENVOLVIMENTO DE UMA INTERFACE GRÁFICA PARA INTERAÇÃO HOMEM-COMPUTADOR EM UM KIT DIDÁTICO MICROCONTROLADO Luiz Gustavo C. Machado gu-castilho@live.com Bruno A. Angélico bangelico@utfpr.edu.br Arthur

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA FACILITADOR VIRTUAL DA APRENDIZAGEM EM QUÍMICA Campina Grande-

Leia mais

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Artigos Técnicos Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Marcelo Salvador, Diretor de Negócios da Elipse Software Ltda. Já faz algum tempo que ouvimos falar do controle e supervisão

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

PLANTA DIDÁTICA COMANDADA VIA SUPERVISÓRIO

PLANTA DIDÁTICA COMANDADA VIA SUPERVISÓRIO PLANTA DIDÁTICA COMANDADA VIA SUPERVISÓRIO Aline Lima Silva¹; Danilo Menezes de Abreu²; Jailson da silva Machado³; Alexandre Teles 4 (orientador) ¹Faculdade de Engenharia de Resende. Resende - RJ alinel-silva@hotmail.com

Leia mais

Uso de simulações em computador em aulas de laboratório de Física

Uso de simulações em computador em aulas de laboratório de Física Uso de simulações em computador em aulas de laboratório de Física Prof. Dr. V. B. Barbeta e Prof. MSc. J. M. Bechara Departamento de Física, FEI - Faculdade de Engenharia Industrial Fundação de Ciências

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA

Linguagem de Programação JAVA Linguagem de Programação JAVA Curso Técnico em Informática Modalida Integrado Instituto Federal do Sul de Minas, Câmpus Pouso Alegre Professora: Michelle Nery Agenda JAVA Histórico Aplicações Pós e Contras

Leia mais

Automação de Locais Distantes

Automação de Locais Distantes Automação de Locais Distantes Adaptação do texto Improving Automation at Remote Sites da GE Fanuc/ Water por Peter Sowmy e Márcia Campos, Gerentes de Contas da. Nova tecnologia reduz custos no tratamento

Leia mais

Proposta de Implantação do Software MULTIACERVO no Arquivo do DEINFRA

Proposta de Implantação do Software MULTIACERVO no Arquivo do DEINFRA Proposta de Implantação do Software MULTIACERVO no Arquivo do DEINFRA Acadêmicos: CÁSSIA REGINA BATISTA - cassiareginabatista@grad.ufsc.br CLARISSA KELLERMANN clarissakel@gmail.com IVAN MÁRIO DA SILVEIRA

Leia mais

Plano de Projecto Multimédia

Plano de Projecto Multimédia Plano de Projecto Multimédia Equipa: (nomes dos elementos e emails respectivos) Vitor Manuel Gonçalves vg@ipb.pt Armindo Dias armindo.dias@dhvmc.pt Definição de objectivos: (indique os objectivos principais

Leia mais

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades 1 Interagir com seus clientes por variados meios de contato, criando uma visão unificada do relacionamento e reduzindo custos. Essa é a missão do TACTIUM ecrm. As soluções

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET Felipe Odorizi de Mello 1, Luiz HenriqueR. C. da Silva 1, José Alberto da Silva Ferreira 1, Waldenio Gambi de Almeida

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS.

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Clara Aben-Athar B. Fernandes¹, Carlos Alberto P. Araújo¹ 1 Centro Universitário Luterano de Santarém Comunidade Evangélica Luterana (CEULS/ULBRA)

Leia mais

Comunicação e conectividade a solução ideal para gestão de sistemas integrados e integridade de dados

Comunicação e conectividade a solução ideal para gestão de sistemas integrados e integridade de dados a solução ideal para gestão de sistemas integrados e integridade de dados A solução para > Centro de dados > Aplicações de emergência > Escritórios > Indústrias de serviços > Indústria > Telecomunicações

Leia mais

O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas,

O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas, O 1º Ciclo do Ensino Básico é um espaço privilegiado onde se proporcionam aos alunos aprendizagens mais ativas e significativas, pois este é um dos meios de socialização e da aquisição das primeiras competências

Leia mais

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos Bruno Perboni Qualityware Conselheiro Laurindo 825 cj. 412 centro Curitiba PR fone: 3232-1126 bruno@qualityware.com.br Maysa Portugal de Oliveira Furquim

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE Luciana Maria de Castro Mira¹, Bianca Antunes de S. R. Alves 2, Ana Paula Tavares 3, Luíz Henrique

Leia mais

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent DataHub v7.0 A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent é reconhecida como uma líder no segmento de soluções de middleware no domínio do tempo real. E, com a introdução

Leia mais

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis

Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis Pré-Requisitos do Software Themis 1. Pré-requisitos para Servidores - até 2 licenças: 1.1 Plano Básico: Processador: 3.0 GHz ou superior. Recomenda-se 3.2 GHz Dual-Core.

Leia mais

Relatório Técnico de Pesquisa

Relatório Técnico de Pesquisa Projeto 5: Projeto de Pesquisa: Tele-Enfermagem para a América Latina: implantando uma rede de facilitadores em informática em Enfermagem Coordenação: Prof a Drª Maria Madalena Januário Leite Equipe de

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE AUTOMAÇÃO DA MEDIÇÃO NO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE AUTOMAÇÃO DA MEDIÇÃO NO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA DESENVOLVIMENTO DE EXPERIMENTOS LABORATORIAIS PARA O ENSINO DE AUTOMAÇÃO DA MEDIÇÃO NO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA Gilva Altair Rossi gilva@demec.ufmg.br José Maria Galvez jmgalvez@ufmg.br Universidade

Leia mais

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com

Aula 02 Conceitos básicos elipse. INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com Aula 02 Conceitos básicos elipse INFORMÁTICA INDUSTRIAL II ENG1023 Profª. Letícia Chaves Fonseca leticia.chavesfonseca@gmail.com 1. Introdução O Elipse E3 trabalha totalmente orientado para a operação

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Infracontrol versão 1.0

Infracontrol versão 1.0 Infracontrol versão 1.0 ¹Rafael Victória Chevarria ¹Tecnologia em Redes de Computadores - Faculdade de Tecnologia SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Rua Gonçalves Chaves 602-A Centro 96015-560

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 09/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO Curso de Formação Continuada em Videoconferência. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Anexo IV PLANILHA DESCRITIVA DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Requisito Descrição 6.1 - Produtos de Hardware 6.1.1. GRUPO 1 - IMPRESSORA TIPO I (MONOCROMÁTICA 20PPM - A4) 6.1.1.1. TECNOLOGIA DE IMPRESSÃO 6.1.1.1.1.

Leia mais

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa.

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa. : Técnico em Informática Descrição do Perfil Profissional: O profissional com habilitação Técnica em Microinformática, certificado pelo SENAI-MG, deverá ser capaz de: preparar ambientes para a instalação

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br

Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br Laboratório rio de Física F Virtual - Ensino a Distância ( EAD ) Prof. José Silvério Edmundo Germano silverio@ita.br Roteiro da Apresentação Introdução Objetivos da nossa pesquisa Como tudo começou? Projetos

Leia mais

: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS

: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS Título: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS Área Temática: Educação e Comunicação / Tec. Educacionais Autores: FREDERICO HENRIQUE GOLDSCHMIDT NETO e EDEMILSON JORGE BRANDÃO Instituição: Universidade

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO

IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO IMPLEMENTAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DE PEQUENA E MÉDIA PLATAFORMA COM EFICIÊNCIA E BAIXO CUSTO Flávio Luis de Oliveira (flavio@celepar.pr.gov.br) Helio Hamilton Sartorato (helio@celepar.pr.gov.br) Yuri

Leia mais

SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA

SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA SENSORES E ATUADORES: PLANO DE DISCIPLINA Cynthia Thamires da Silva cynthiathamires@usp.br João Francisco Justo Filho jjusto@lme.usp.br Bruno Martin de Alcântara Dias alcantara.dias@usp.br Armando Antônio

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional Belo Horizonte, 11 de junho de 2013 À Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Rod. Pref. Américo Gianetti, Serra Verde - Prédio Minas, 11º andar 31.630-900 Belo Horizonte Minas Gerais Ref.: Consulta

Leia mais

Automação de Bancada Pneumática

Automação de Bancada Pneumática Instituto Federal Sul-rio-grandense Campus Pelotas - Curso de Engenharia Elétrica Automação de Bancada Pneumática Disciplina: Projeto Integrador III Professor: Renato Allemand Equipe: Vinicius Obadowski,

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Conceitos Básicos Sistema Operacional: Um Sistema Operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O Propósito do SO é fornecer

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM

ShowPath. Diretório Virtual. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath Diretório Virtual Solução Global de Hardware e Software para Shoppings, Aeroportos, Museus, Estações de Comboio e outras áreas. Bem-vindo à PARTTEAM ShowPath - Solução Global de Hardware e Software

Leia mais

Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse.

Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse. Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse. 1) Introdução Firewalls são barreiras interpostas entre a rede privada e a rede externa com a finalidade de evitar ataques ou invasões;

Leia mais

Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse.

Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse. Configurações de Firewall e DCOM no Windows 7 para aplicações Elipse. 1) Introdução Firewalls são barreiras interpostas entre a rede privada e a rede externa com a finalidade de evitar ataques ou invasões;

Leia mais

SocialNetLab Uma Proposta de Site de Rede Social para Educação

SocialNetLab Uma Proposta de Site de Rede Social para Educação II ENINED - Encontro Nacional de Informática e Educação ISSN:2175-5876 SocialNetLab Uma Proposta de Site de Rede Social para Educação Sandra Costa Pinto Hoentsch, Admilson de Ribamar Lima Ribeiro, Joanna

Leia mais

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015

Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Sistemas de Supervisão e IHM s Automação Semestre 01/2015 Engenharia de Controle e Automação Introdução Sistemas Supervisórios são sistemas digitais de monitoração e operação da planta que gerenciam as

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

DEVELOPMENT APPLETS IN SOFTWARE GEOGEBRA

DEVELOPMENT APPLETS IN SOFTWARE GEOGEBRA GERANDO APPLETS NO SOFTWARE GEOGEBRA Larissa de S. Moreira 1, Gilmara T. Barcelos 2, Silvia C. F. Batista 2 1 Professora do C. E. Cel João Batista de Paula Barroso 2 Doutoranda em Informática na Educação

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision Software de gerenciamento de impressoras MarkVision O MarkVision para Windows 95/98/2000, Windows NT 4.0 e Macintosh é fornecido com a sua impressora no CD Drivers, MarkVision e Utilitários. 1 A interface

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Definir os conceitos de Hardware e Software Identificar os elementos que compõem um computador

Leia mais

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0

FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 FEUP 2006/2007 Mestrado em Tecnologias Multimédia Doc. Apresentação V0 TÍTULO: Animatic - Marionetas Digitais Interactivas ORIENTADORES: Professor Doutor Aníbal Ferreira Professor Doutor Rui Torres ALUNO:

Leia mais

GigaDAC. GigaTAC. Inspeção Técnica. Manual GigaDAC - v1.0-2012

GigaDAC. GigaTAC. Inspeção Técnica. Manual GigaDAC - v1.0-2012 Inspeção Técnica Manual GigaDAC - v1.0-2012 GigaDAC O Medidor Portátil GigaDAC funciona com princípios semelhantes que o dispositivo adicional de calibração GigaDAC, mas é projetado para fornecer uma metrologia

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Arquitetura de um Middleware Corporativo na Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista

Arquitetura de um Middleware Corporativo na Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista 1 Arquitetura de um Middleware Corporativo na Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista Jorge L.R. Becerra*, Ervaldo Garcia Jr.*, Nelson Tanomaru*, Edivaldo Drago **, Daniel N. de Moraes**,

Leia mais

Solução de digital signage / corporate tv / instore tv

Solução de digital signage / corporate tv / instore tv Solução de digital signage / corporate tv / instore tv RAVI é um inovador sistema de software multimédia que possibilita a gestão e operação de emissões de TV Corporativa, através da Internet ou Intranet,

Leia mais

CINEP ESAC. Grupos de aprox. 10 Participantes INSCRIÇÕES aceites por ORDEM DE CHEGADA

CINEP ESAC. Grupos de aprox. 10 Participantes INSCRIÇÕES aceites por ORDEM DE CHEGADA CINEP Workshops Novembro-Dezembro/2012 Inscrições abertas Frequência gratuita! Grupos de aprox. 10 Participantes INSCRIÇÕES aceites por ORDEM DE CHEGADA Inscrições: enviar para cinep@ipc.pt acção em que

Leia mais

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam.

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam. 1 - APRESENTAÇÃO Este descritivo tem como objetivo, apresentar o Sistema de Identificação de Visitantes enfocando suas funcionalidades e condições técnicas necessárias de implantação. Vantagens do Sistema

Leia mais

Servidores Windows para empresas

Servidores Windows para empresas Servidores Windows para empresas Vinicius F. Teixeira 1, André Moraes 1 1 Tecnologia em Redes de Computadores - Faculdade de Tecnologia senac Pelotas - RS - Brasil {vinicius,andré}viniciusfteixeira@gmail.com,

Leia mais

Solução Educacional Metasys Sumário Executivo Março de 2013

Solução Educacional Metasys Sumário Executivo Março de 2013 Solução Educacional Metasys Sumário Executivo Março de 2013 Perfil da Empresa Metasys é uma solução tecnológica completa e integrada, especialmente projetada para apoiar os trabalhos de alunos, educadores

Leia mais

ANEXO III. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

ANEXO III. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA R E I T O R I A Rua Esmeralda, 430-97110-767 Faixa Nova Camobi Santa

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Helder da Rocha. Criação de. Web Sites II. Servidor Web Aplicações Web Programas CGI e SSI. Rev.: CWS2-04-2000/01 A4

Helder da Rocha. Criação de. Web Sites II. Servidor Web Aplicações Web Programas CGI e SSI. Rev.: CWS2-04-2000/01 A4 Helder da Rocha Criação de Web Sites II Servidor Web Aplicações Web Programas CGI e SSI Rev.: CWS2-04-2000/01 A4 Copyright 2000 por Helder Lima Santos da Rocha. Todos os direitos reservados. Os direitos

Leia mais

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...

Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL... Índice INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS WINDOWS...2 INSTALAÇÃO DO SOFTWARE EM SISTEMAS LINUX...3 TESTANDO A CONEXÃO DA REDE LOCAL...4 Configurações iniciais...5 Arquivo sudoers no Sistema Operacional

Leia mais