MANUAL DE INSTALAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE INSTALAÇÃO"

Transcrição

1 MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro VF6 para até m² de telhado VF6 Sifão Ladrão Freio d água Conjunto Flutuante de Sucção ECORACIONAL - USO INTELIGENTE DA ÁGUA Av. Pres. Castelo Branco, Jd. Presidente Fone/Fax: (43) Cep.: Londrina - PR

2 1. FILTRO VF6 PARA ATÉ M² DE TELHADO Entrada de água bruta Entrada de água bruta Saída de água filtrada Duas entradas de água bruta com Ø 250 mm e 1 saída de água filtrada com Ø 200 mm. Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas de água bruta do filtro. O filtro deve ser instalado em uma caixa de alvenaria, metálica ou de polipropileno (não inclusas no kit) de 1,10 m comprimento x 1,0 m altura x 1,0 largura com uma saída de Ø 250 mm no fundo para o descarte de detritos e um pouco de água para a galeria pluvial, e uma saída de 200 mm na lateral para passagem do tubo de água filtrada que será ligado à cisterna. A manutenção é muito simples. O elemento filtrante deve ser inspecionado e limpo regularmente. Recomenda-se que seja de dois em dois meses: o Desparafusar 2 fixadores em cada lateral do filtro e retirar os elementos filtrantes (1 de cada lado); o Limpar a tela com um jato d água na parte de trás; o Montar os elementos filtrantes.

3 IMPORTANTE: na fase de projeto, considerar o desnível de aproximadamente 600 mm entre as cotas dos tubos de entrada e saída. Filtro VF6 instalado em caixa metálica

4 INTERIOR DO ABRIGO DE FILTRO: Interior Abrigo do filtro VF6 (metálico) Interior Abrigo em alvenaria ABRIGO DE FILTRO EM PP- POLIPROPILENO: Abrigo em polipropileno fabricação ECORACIONAL Sistema de ancoragem do Filtro VF6 em abrigo de polipropileno: -Parafuso passante, parabolt ou adesivo epóxi, (nunca bucha de nylon); Qualidade do material de ancoragem: -Deve ser em concreto, (nunca em argamassa, isopor ou tijolos cerâmicos); Bitola mínima da barra roscada: -5/16; Peso do abrigo e filtro: - aproximadamente 80 kg vazio; - máximo 800 kg cheio.

5 RESERVATÓRIO DE ÁGUA DE CHUVA COM EQUIPAMENTOS DO KIT

6 2. FREIO D ÁGUA Entrada com Ø 200 mm. O freio d'água é instalado no fundo da cisterna, conectado ao filtro através de um tubo de 200 mm de PVC. Sua função é reduzir a velocidade de entrada da água filtrada e evitar o revolvimento das partículas finas decantadas no reservatório. 3. CONJUNTO FLUTUANTE DE SUCÇÃO (BÓIA-MANGUEIRA) mangueira de 2, comprimento de 3,0 m O conjunto é instalado dentro da cisterna e capta a água próxima à superfície para a bomba, que recalcará aos pontos de consumo ou para um reservatório elevado exclusivo para água de chuva. DICA 1: nos projetos onde serão alimentadas somente torneiras de jardim, pode-se utilizar bombas pressurizadoras que alimentarão diretamente estas torneiras. Neste caso, não é necessário utilizar o reservatório elevado para água de chuva. Dica 2: consulte sempre um projetista hidráulico. Estes profissionais poderão dimensionar a rede e os equipamentos de bombeamento de acordo com as necessidades e evitar o mau funcionamento do sistema. 4. SIFÃO LADRÃO Saída com Ø 200 mm. O sifão é instalado dentro da cisterna e faz o controle do nível para que não haja transbordamento. O formato sifonado impede a entrada de insetos e roedores no reservatório.

7 EQUIPAMENTOS COMPLEMENTARES Conheça a linha de equipamentos complementares e equipamentos de diferentes portes no site Válvulas solenóides Bombas Cisternas Caixas d água Equipamentos para tratamento de águas servidas e reuso CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES DA NORMA NBR Item Os reservatórios devem ser limpos e desinfetado com solução de hipoclorito de sódio, no mínimo uma vez por ano, de acordo com à ABNT NBR Item As tubulações e demais componentes devem ser claramente diferenciados das tubulações de água potável. Item O sistema de distribuição de chuva deve ser independente da sistema de água potável, não permitindo a conexão cruzada de acordo com ABNT NBR Item Os reservatórios de água de distribuição de água potável e de água de chuva deve ser separados. Item Deve-se realizar manutenção em todo o sistema de aproveitamento de água de chuva de acordo com a tabela. Componente Dispositivo de descarte de detritos Calhas, condutores verticais e horizontais Dispositivo de desinfecção Bombas Reservatórios Freqüencia de manutenção Inspeção mensal/ limpeza trimestral Semestral Mensal Mensal Limpeza e desinfecção anual

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA Filtro

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA VF1

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO Os equipamentos do Kit Chuva atendem as exigências da norma NBR 15527: Água de chuva - Aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis Requisitos. KIT CHUVA RAINUS

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA 3P TECHNIK FILTRO INDUSTRIAL FUNCIONAMENTO: 1) A água de chuva, ao chegar no filtro é "freada" na represa superior, sendo então conduzida para descer nas cascatas.

Leia mais

Temos convicção de que estamos plenamente capacitados a atender e superar suas expectativas! VISÃO GERAL DO FORNECIMENTO SISTEMAS DE

Temos convicção de que estamos plenamente capacitados a atender e superar suas expectativas! VISÃO GERAL DO FORNECIMENTO SISTEMAS DE Prezado Cliente, É com grande satisfação que enviamos este material. Nosso intuito é ajudá-lo a compreender melhor as etapas e rotinas necessárias à boa especificação, fabricação e instalação de seu sistema

Leia mais

3P Technik em parceria com Metalúrgica Cacupé

3P Technik em parceria com Metalúrgica Cacupé 3P Technik em parceria com Metalúrgica Cacupé Oferece a maior gama de filtros no segmento de tratamento da água de chuva. Nos últimos anos, diversos desenvolvimentos inovadores para o manejo das águas

Leia mais

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK

SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA - 3P TECHNIK INSTALAÇÃO: Figura 1 Para instalação e montagem das conexões, siga os seguintes passos: 1) Os tubos que descem das calhas são conectados nas entradas

Leia mais

Observação: Telhados verdes ou com vedados com Betumem podem causar a coloração da água.

Observação: Telhados verdes ou com vedados com Betumem podem causar a coloração da água. A melhor qualidade de água O filtro de água de chuva PURAIN cuida da qualidade da água da sua cisterna. Os filtros PURAIN são destinados à filtração da água da chuva, coletada de telhados cerâmicos, metálicos,

Leia mais

Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição

Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição Instalações Hidráulicas e o Projeto de Arquitetura 9ª edição PARTE I INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAIS 1 ÁGUA FRIA Entrada e fornecimento de água fria Compartimento que abriga o cavalete Medição de água

Leia mais

TRATAMENTO DE EFLUENTES P/ REUSO & Engo. Ricardo Teruo Gharib 2012

TRATAMENTO DE EFLUENTES P/ REUSO & Engo. Ricardo Teruo Gharib 2012 TRATAMENTO DE EFLUENTES P/ REUSO & CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA Engo. Ricardo Teruo Gharib 2012 CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA TRATAMENTO DE EFLUENTES REUSO PROGRAMA Principal benefício ecológico 1 = 2 Soluções

Leia mais

Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno

Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno 1 IMPORTÂNCIA Água doce: recurso limitado ONU (2015): escassez de água afetará dois terços da população

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Geral Departamento de Administração Coordenação de Arquitetura e Engenharia

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Geral Departamento de Administração Coordenação de Arquitetura e Engenharia ANEXO VIII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO EXECUTIVO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS 1. Os projetos de instalações hidrossanitárias deverão atender às recomendações e especificações

Leia mais

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DETALHES

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DETALHES INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DETALHES 1. ALTURA DE SUCÇÃO (AS) - Desnível geométrico (altura em metros), entre o nível dinâmico da captação e o bocal de sucção da bomba. 2. ALTURA DE RECALQUE (AR)

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

Capítulo 28- Dispositivos alemães usados no Brasil

Capítulo 28- Dispositivos alemães usados no Brasil Capítulo 28- Dispositivos alemães usados no Brasil 28.1 Introdução No Brasil são usados vários dispositivos alemães em aproveitamento de água de chuva. O motivo é sem sombra de dúvida de que a Alemanha

Leia mais

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Pluvial INTRODUÇÃO A água da chuva causa danos: à durabilidade das construções; à boa aparência das construções. A água de chuva deve ser coletada e transportada

Leia mais

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO HIDROSSANITÁRIO

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO HIDROSSANITÁRIO ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO HIDROSSANITÁRIO O presente memorial descritivo trata das instalações hidrossanitárias do prédio acima descrito, o qual foi elaborado segundo as normas da ABNT e Dec. 9369/88

Leia mais

DESDE. Catálogo de Produtos

DESDE. Catálogo de Produtos DESDE Catálogo de Produtos 2004 FILTROS PARA APROVEITAMENTO DA ÁGUA DA CHUVA Ciclo 250 Realiza a separação automática de até 99% dos resíduos sólidos; Filtra até 90% da água captada; Fácil manutenção,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS

MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS 1. Objetivo: O presente memorial descritivo tem por finalidade descrever os métodos de execução e os materiais a serem utilizados nas instalações de

Leia mais

SEPARADOR DE FOLHAS FORTLEV

SEPARADOR DE FOLHAS FORTLEV GUIA DE INSTALAÇÃO - SEPARADOR DE FOLHAS GUIA DE INSTALAÇÃO SEPARADOR DE FOLHAS FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Manter o reservatório de armazenamento de água de chuva livre de resíduos e detritos provenientes

Leia mais

dipawa RESERVATÓRIOS METÁLICOS

dipawa RESERVATÓRIOS METÁLICOS dipawa RESERVATÓRIOS METÁLICOS ÍNDICE Tubular para Água Pag. 01 Taça Coluna com Água Pag. 02 Taça Coluna Seca Pag. 03 e 04 Vertical Fundo Cônico para Água Pag. 05 Vertical Fundo Cônico Combustível Pag.

Leia mais

1 de 10 04/02/2013 10:51

1 de 10 04/02/2013 10:51 1 de 10 04/02/2013 10:51 inicial produtos Água e Esgoto ETE Trat. Biológico de Esgoto Aproveitamento de água de chuva Reuso de esgoto tratado Eco Lava-Rápido Filtro Central Cisternas Sistemas de Ozônio

Leia mais

MEMORIAL REFERENTE AO PROJETO AO SISTEMA DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NA PROMOTORIA DO ESTADO - MT EM PRIMAVERA DO LESTE.

MEMORIAL REFERENTE AO PROJETO AO SISTEMA DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NA PROMOTORIA DO ESTADO - MT EM PRIMAVERA DO LESTE. MEMORIAL REFERENTE AO PROJETO AO SISTEMA DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NA PROMOTORIA DO ESTADO - MT EM PRIMAVERA DO LESTE. PRIMAVERA DO LESTE-MT ABRIL DE 2014. 1 SUMÁRIO 1. IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO...

Leia mais

Reservatórios: 01 reservatório de 1000 litros de capacidade em fibra de vidro.

Reservatórios: 01 reservatório de 1000 litros de capacidade em fibra de vidro. MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDROSSANITÁRIO Obra: CONSTRUÇÃO DO POSTO DE SAÚDE FENACHAMP End.: Rua Campo Experimental, 190 - Bairro São Miguel Garibaldi DESCRIMINAÇÕES: A construção desta unidade de saúde

Leia mais

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva. Catálogo de Produtos 2011

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva. Catálogo de Produtos 2011 Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Catálogo de Produtos 2011 Soluções profissionais Wisy Aquastock A WISY AG, sediada na Alemanha e fundada em 1989, foi a pioneira na busca de soluções

Leia mais

Instalações Hidráulicas Prediais

Instalações Hidráulicas Prediais Instalações Hidráulicas Prediais Sistemas Prediais de Águas Pluviais Prof.: Guilherme Nanni Grabowski Água Pluvial Deve: Captar, Conduzir e Destinar adequadamente as águas de chuva que precipitam nos edifícios.

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893)

Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8893) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8893) Índice 1. Parâmetros... 3 2. Precauções... 4 3. Informação técnica... 5 3.1. Componentes... 5 3.2. Informação técnica... 5 4. Componentes e dimensões...

Leia mais

vinil, fibra e alvenaria, piscinas de vinil piscinas de alvenaria

vinil, fibra e alvenaria, piscinas de vinil piscinas de alvenaria INTRODUÇÃO O hidrojato é um acessório que agrega diversão e bem estar. Seu sistema produz um jato que gera uma forte corrente de água na piscina. Ideal para prática de exercícios de natação e divertimento

Leia mais

Sistema Ecoparede. Jardim de Parede. Canguru

Sistema Ecoparede. Jardim de Parede. Canguru Sistema Ecoparede Jardim de Parede Canguru 2 Especificação O Sistema Jardim de Parede Canguru é o conjunto dos seguintes elementos: Jardim de Parede Canguru Cremalheira 100 mm branco Grade de Jardim de

Leia mais

CAPA COM A FOTO DA MÁQUINA

CAPA COM A FOTO DA MÁQUINA Manual de Instalação A vida fica melhor com um Garen no portão CAPA COM A FOTO DA MÁQUINA GAREN - Automatizador de Portões Av. Dr. Labieno da Costa Machado nº 4292 - Distrito Industrial CEP: 17400-000

Leia mais

INSTALAÇÕES DE CAIXAS E RALOS SIFONADOS PARA ÁGUAS PLUVIAIS SINAPI LOTE 2 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL

INSTALAÇÕES DE CAIXAS E RALOS SIFONADOS PARA ÁGUAS PLUVIAIS SINAPI LOTE 2 SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA INSTALAÇÕES DE CAIXAS E RALOS SIFONADOS PARA ÁGUAS PLUVIAIS LOTE 2 Versão: 002 Vigência:

Leia mais

ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO

ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ESGOTO ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO Prof. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.guedes@ufpel.edu.br

Leia mais

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva

Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Tecnologia para o reaproveitamento de água de chuva Aquastock Catálogo de Produtos Soluções integradas Aquastock A Aquastock fornece soluções completas e integradas para o aproveitamento de água de chuva

Leia mais

Ficha Técnica IE01 ESTRUTURA: Piso e Cobertura

Ficha Técnica IE01 ESTRUTURA: Piso e Cobertura Ficha Técnica IE01 Piso e Cobertura Função: Acomodar a Estação Renova e seus leitos de secagem de lodo, protegendo-os dos raios solares e intempéries. O piso deverá ser construído de acordo com as dimensões

Leia mais

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO

DRENAGEM DE AR CONDICIONADO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA DRENAGEM DE AR CONDICIONADO LOTE 2 Versão: 003 Vigência: 12/2014 Última atualização: 09/2016

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SUMÁRIO 1. Objetivo e campo de aplicação...2 2. Referências...2 3. Definições...2 4. Condições para início dos serviços...2 5. Materiais e equipamentos necessários...2 5.1 Materiais...3 5.2 Equipamentos...3

Leia mais

Conservação de Energia

Conservação de Energia Lei de Pascal F = Força A = Área P = Pressão 1. Suponhamos uma garrafa cheia de um líquido, o qual é, praticamente, incompressível 2. Se aplicarmos uma força de 10kgf numa rolha de 1 cm 2 de área 3. o

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

Depósito principal com água para capac. de aproximadamente 100 a 150 lts de resíduos. Ligação simples com tubo e mangueira

Depósito principal com água para capac. de aproximadamente 100 a 150 lts de resíduos. Ligação simples com tubo e mangueira Ligação simples com tubo e mangueira Depósito principal com água para capac. de aproximadamente 100 a 150 lts de resíduos. Depósito para água de 100 lts com bomba e sensor de nível para reposição da água.

Leia mais

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS

AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS AMBIENTAL MS PROJETOS EQUIPAMENTOS E SISTEMAS MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA PLUVIAL MS TAC 4000 REV.02 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO AO SISTEMA DE TRATAMENTO PARA REUSO....

Leia mais

FICHA TÉCNICA SISTEMA DE PURIFICAÇÃO POR ULTRAFILTRAÇÃO COM MÓDULO DE ÁGUA PURIFICADA

FICHA TÉCNICA SISTEMA DE PURIFICAÇÃO POR ULTRAFILTRAÇÃO COM MÓDULO DE ÁGUA PURIFICADA FICHA TÉCNICA SISTEMA DE PURIFICAÇÃO POR ULTRAFILTRAÇÃO COM MÓDULO DE ÁGUA PURIFICADA 1. Características Gerais O sistema está desenhado para dispor a água filtrada (ou purificada) em múltiplos pontos

Leia mais

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS LOTE 2

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS LOTE 2 SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS LOTE 2 Versão: 007 Vigência: 12/2013 Última atualização: 03/2016 GRUPO

Leia mais

Aquecedor de Piscina a Gás por Imersão

Aquecedor de Piscina a Gás por Imersão Aquecedor de Piscina a Gás por Imersão 2016 ThermoSub - Apresentação O sistema ThermoSub apresenta um conceito totalmente inovador para o mercado de aquecimento de piscinas. O aquecimento é feito diretamente

Leia mais

Sistemas de recuperação de águas pluviais

Sistemas de recuperação de águas pluviais Ambietel Tecnologias Ambientais, Lda UPTEC P.MAR Av. Liberdade, s/n 4450-718 Leça da Palmeira Telef: +351 225 096 087 Sistemas de recuperação de águas pluviais A água da chuva é um recurso natural que

Leia mais

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA PB-350MA, 350JA MODELO

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA PB-350MA, 350JA MODELO BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO MODELO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA PB-350MA, 350JA Leia atentamente este manual antes de instalar ou operar o equipamento para assegurar uma

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas. Banco de Brasília - BRB ALMOXARIFADO CENTRAL - GEMAT Novas Instalações

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas. Banco de Brasília - BRB ALMOXARIFADO CENTRAL - GEMAT Novas Instalações Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB ALMOXARIFADO CENTRAL - GEMAT Novas Instalações Código do Projeto: 1541-11 Pág. 2 Índice 1. Memorial

Leia mais

Estações Elevatórias de Água

Estações Elevatórias de Água Universidade Regional do Cariri URCA Pró Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação da Construção Civil Disciplina: Hidráulica Aplicada Estações Elevatórias de Água Renato de Oliveira Fernandes Professor

Leia mais

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em vendas no seu segmento, garante a liderança no

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO DOS FILTROS LIMPA TANQUE SULFILTROS

MANUAL DE FUNCIONAMENTO DOS FILTROS LIMPA TANQUE SULFILTROS MANUAL DE FUNCIONAMENTO DOS FILTROS LIMPA TANQUE SULFILTROS 1. INTRODUÇÃO Este manual contém todas informações necessárias para a correta instalação, operação e manutenção dos Filtros Prensa SULFILTROS.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA de instalação hidráulica.indd 1 23/03/2015 16: Esquema de Instalação Hidráulica RESIDENCIAL Atenção: Modelo meramente ilustrativo em casas térreas. Para sua segurança e

Leia mais

ANEXO IV - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE INSTALAÇÕES HIDRÁULICA

ANEXO IV - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE INSTALAÇÕES HIDRÁULICA ANEXO IV - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE INSTALAÇÕES HIDRÁULICA NOTA: 1 - Os fabricantes dos metais e louças sanitárias deverão ser participantes do Programa Brasileiro de Qualidade

Leia mais

APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA

APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA W W W. E C O C A S A. C O M. B R APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA Diretrizes importantes para execução de projetos RECOMENDAÇÕES PARA MELHOR LEITURA Desktop: Full Screen Tablets e Smartphones: Horizontal

Leia mais

A caixa-d água de polietileno polivalente da Eternit.

A caixa-d água de polietileno polivalente da Eternit. A caixa-d água de polietileno polivalente da Eternit. As caixas-d'água de polietileno Eternit são de alta densidade e grande resistência, produzidas pelo processo de rotomoldagem totalmente mecanizado,

Leia mais

CARTÃO DE GARANTIA. Nome do Proprietário: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Nome do Revendedor: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Data:

CARTÃO DE GARANTIA. Nome do Proprietário: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Nome do Revendedor: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Data: CARTÃO DE GARANTIA Nome do Proprietário: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Nome do Revendedor: Endereço: Cidade: CEP: Estado: Nota Fiscal de Compra N o : Data: A Dalka do Brasil se compromete a substituir,

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO SOLUÇÕES PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA DE POLIETILENO

GUIA DE INSTALAÇÃO SOLUÇÕES PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA DE POLIETILENO GUIA DE INSTALAÇÃO SOLUÇÕES PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA DE POLIETILENO CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO Características Função: Armazenar água a temperatura ambiente. Para outras finalidades consulte o

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES BEBEDOUROS BEGEL REFRIGERADOS TIPO PRESSÃO BRX40 CONJUGADO BRX40 BRX80CONJUGADO BRX80. PARABÉNS Pelo seu novo bebedouro BEGEL

MANUAL DE INSTRUÇÕES BEBEDOUROS BEGEL REFRIGERADOS TIPO PRESSÃO BRX40 CONJUGADO BRX40 BRX80CONJUGADO BRX80. PARABÉNS Pelo seu novo bebedouro BEGEL MANUAL DE INSTRUÇÕES BEBEDOUROS BEGEL REFRIGERADOS TIPO PRESSÃO BRX40 CONJUGADO BRX40 BRX80CONJUGADO BRX80 PARABÉNS Pelo seu novo bebedouro BEGEL Ficamos muito satisfeitos por você ter depositado sua confiança

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDROSSANITÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDROSSANITÁRIO SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDROSSANITÁRIO MEMORIAL

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAIS

INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAIS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS PREDIAIS AULA 02 Prof. Guilherme Nanni prof.guilherme@feitep.edu.br 7º Semestre Engenharia civil CONTEÚDO AULA RESERVATÓRIOS SUPERIOR INFERIOR RESERVAÇÃO DE ÁGUA FRIA CONSUMO DE

Leia mais

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão parâmetros de cálculo 4. Velocidade Velocidade é distância percorrida por unidade de tempo. A unidade usual é m/s. Uma maneira de entender a velocidade da água na tubulação é imaginar uma partícula de

Leia mais

Capitulo 18 Grades, tela, peneiras e filtros

Capitulo 18 Grades, tela, peneiras e filtros Capitulo 18 Grades, tela, peneiras e filtros 18-1 Índice Seção Capítulo 18- Grades, telas, peneiras e filtros Titulo 18.1 Introdução 18.2 Grades 18.3 Eficiência da grade 18.4 Área livre da grade 18.5 Largura

Leia mais

Unidade: Instalações prediais de coleta e condução de águas. Unidade I: pluviais

Unidade: Instalações prediais de coleta e condução de águas. Unidade I: pluviais Unidade: Instalações prediais de coleta e condução de águas Unidade I: pluviais 0 Unidade: Instalações prediais de coleta e condução de águas pluviais 1.1 Terminologia Área de contribuição: é a área somada

Leia mais

tecfix ONE quartzolit

tecfix ONE quartzolit Pág. 1 de 8 Adesivo para ancoragem à base de resina epóxi-acrilato 1. Descrição: Produto bicomponente disposto numa bisnaga com câmaras independentes, projetada para realizar a mistura adequada dos constituintes

Leia mais

Profa. Margarita Ma. Dueñas Orozco

Profa. Margarita Ma. Dueñas Orozco Profa. Margarita Ma. Dueñas Orozco margarita.unir@gmail.com FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AMBIENTAL MANANCIAL É toda fonte de água utilizada

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DO MEIO AMBIENTE

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DO MEIO AMBIENTE C A T Á L O G O D E P R O D U T O S SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DO MEIO AMBIENTE CISTERNA MUITO MAIS INOVAÇÃO E FACILIDADE PARA ARMAZENAR ÁGUA DA CHUVA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

Caixa d água inteligente

Caixa d água inteligente 1 Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec. JORGE STREET TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TÉCNICO EM ELÊTRONICA Caixa d água inteligente São Caetano do Sul

Leia mais

Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe

Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe 1 Equipamento de limpeza de endoscópios Modelo: Shake N Flush E Acessórios - Medisafe INSTRUÇÕES DE USO FABRICANTE MEDISAFE Twyford Rood - Bishops Starford, Hertfordshire CM 23 3LJ Inglaterra Tel.: 44-1279-461641

Leia mais

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA MODELO

BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA MODELO BOMBA PRESSURIZADORA MANUAL DE SERVIÇO MODELO PB-088MA, 088JA PB-135MA, 135JA PB-S250MA, S250JA Leia atentamente este manual antes de instalar ou operar o equipamento para assegurar uma montagem correta

Leia mais

SUPORT E AIRON CEILING M B SUPORT E AIRON CEILING L B INSTRUÇÕES DE MONTAGEM

SUPORT E AIRON CEILING M B SUPORT E AIRON CEILING L B INSTRUÇÕES DE MONTAGEM SUPORT E AIRON CEILING M B SUPORT E AIRON CEILING L B INSTRUÇÕES DE MONTAGEM Imagens ilustrativas * ATENÇÃO A boa fixação do suporte no teto (quadro e 02) é fundamental para a segurança do conjunto. Assim,

Leia mais

Fone: Florianópolis - SC 1

Fone: Florianópolis - SC 1 . CISTERNA 2350 L DADOS TÉCNICOS: Volume útil - 2300 L Material fabricado - Polietileno de média densidade Resitência UV - Fator UV 4 Peso corpo - 55 kg Altura total - 1.670 m Diâmetro máximo - 1,420 m

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Agência 504 Norte Novas Instalações Código do Projeto: 1566-12 Pág. 2 Índice 1. Memorial Descritivo

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 8 ROTEIRO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 8 ROTEIRO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB 0472 HIDRÁULICA Prof. Fernando Campos Mendonça AULA 8 ROTEIRO Tópicos da aula: )

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES E INSTALAÇÃO AC-250 - FILTRO COLETOR DE ÁGUA DA CHUVA

MANUAL DE INSTRUÇÕES E INSTALAÇÃO AC-250 - FILTRO COLETOR DE ÁGUA DA CHUVA MANUAL DE INSTRUÇÕES E INSTALAÇÃO AC-250 - FILTRO COLETOR DE ÁGUA DA CHUVA 01 - Casco do Filtro Este casco foi elaborado para ser enterrado no solo, mas poderá ser instalado suspenso na parede, basta colocar

Leia mais

MSK FILTRO COALESCENTE

MSK FILTRO COALESCENTE FILTRO COALESCENTE MSK 1 - INTRODUÇÃO 1.1. - FINALIDADE DESTE MANUAL Este manual proporciona informações de funcionamento, instalação, operação e manutenção dos filtros MS-série K. Leia este manual atentamente

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Auditório Campus Maceió MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS. Auditório Campus Maceió MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS Auditório Campus Maceió MEMORIAL DESCRITIVO Projeto hidrossanitário de reforma do auditório do Campus Maceió do IFAL. 1. APRESENTAÇÃO Este projeto hidrossanitário

Leia mais

Sistemas de Pressurização Série TAP CPW- Tanques de Pressão

Sistemas de Pressurização Série TAP CPW- Tanques de Pressão Sistemas de Pressurização Série TAP - Menor consumo de energia TAP-08 C TAP-20 C TAP-20 A Sistema com tanque de pressão, ideal para residências de até 2 banheiros. Aplicações Gerais Pressurização de rede

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DA BOMBA

MANUAL DE INSTALAÇÃO DA BOMBA MANUAL DE INSTALAÇÃO DA BOMBA MASTER S 10-30 SUMÁRIO 1. AVISOS GERAIS DE SEGURANÇA 3 2. PERIGOS NO ABUSO DO EQUIPAMENTO 3 3. LIMITES DE TEMPERATURAS 4 4. FUNCIONAMENTO DA BOMBA COM SELAGEM HIDRODINÂMICA

Leia mais

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas.

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas. Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar Boas práticas O sistema de aquecimento solar e seus componentes O que é sistema de aquecimento solar (SAS) A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Leia mais

SISTEMA DE RESFRIAMENTO PARA OLÉO

SISTEMA DE RESFRIAMENTO PARA OLÉO SISTEMA DE RESFRIAMENTO PARA OLÉO TROCADOR DE CALOR AR/OLÉO O PRIMEIRO TROCADOR DE CALOR PENSADO PROJETADO E CONSTRUIDO PARA O RESFRIAMENTO DO OLÉO NA INDUSTRIA DE CERAMICA SIMPLES DE MONTAR COMPLETAMENTE

Leia mais

Critérios de Medição e Levantamento de Quantitativo

Critérios de Medição e Levantamento de Quantitativo Senai Dendezeiros Área de Construção Civil Critérios de Medição e Levantamento de Quantitativo Unidade Curricular: Orçamento de Obras e Controle de Custos Aula 05 Emanuele Cristian Fer Critério de medição

Leia mais

Sistema Ecoparede. Jardim de Parede. Canguru

Sistema Ecoparede. Jardim de Parede. Canguru Sistema Ecoparede Jardim de Parede Canguru 2 Especificação O Sistema Jardim de Parede Canguru é o conjunto dos seguintes elementos para proporcionar a colocação de vegetação em paredes: Módulos Jardim

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Disciplina: SISTEMAS HIDRÁULICOS URBANOS arquivo 04 Captação em mananciais superficiais Prof.: Flavio Bentes Freire Locais apropriados para a localização da

Leia mais

COMPOUND ADESIVO. -colagem de concreto, ferro, madeira, azulejo, cerâmica, pedra, fibrocimento, vidro e plásticos; -reparos em concreto;

COMPOUND ADESIVO. -colagem de concreto, ferro, madeira, azulejo, cerâmica, pedra, fibrocimento, vidro e plásticos; -reparos em concreto; Produto COMPOUND ADESIVO é um adesivo estrutural de base epóxi que apresenta altas resistências em baixas idades, média fluidez, possibilitando grande facilidade para manuseio. Proporciona alto rendimento

Leia mais

CATÁLOGO DE PEÇAS COMPLE MENTARES

CATÁLOGO DE PEÇAS COMPLE MENTARES CATÁLOGO DE PEÇAS COMPLE MENTARES TELHA UNIVERSAL (4mm)...5 11.1 Superior / Inferior...5 2TELHA ONDULADA (5, 6 e 8mm)...6 2.1 Cumeeira Normal...6 2.2 Cumeeira Universal...7 2.3 Cumeeira Shed...8 2.4 Cumeeira

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II. Revisão Conservação de Energia e Massa

LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II. Revisão Conservação de Energia e Massa LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II Revisão Conservação de Energia e Massa 1) Determinar a velocidade do jato de líquido no orifício do tanque de grande dimensões da figura abaixo. Considerar

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aula 25 Sistema Predial de Águas Pluviais Profª Heloise G. Knapik 1 Instalações prediais de águas pluviais

Leia mais

Medidor de vazão Tipo Roda d água Série SPX

Medidor de vazão Tipo Roda d água Série SPX Medidor de vazão Tipo Roda d água Série SPX MANUAL DE INSTRUÇÕES E INSTALAÇÃO ÍNDICE. Características Gerais pag. 0. Princípios de Funcionamento pag. 0. Características Técnicas pag. 0 4. Módulos Eletrônicos

Leia mais

Capítulo 26- Filtro de piscina

Capítulo 26- Filtro de piscina Capítulo 26- Filtro de piscina 26.1 Introdução A tese de doutoramento da dra Simone May de julho de 2009 mostrou que o filtro de piscina (filtro rápido de pressão) remove os coliformes totais e termotolerantes

Leia mais

13 passos. para executar um pavimento. permeável e armazenar água da chuva

13 passos. para executar um pavimento. permeável e armazenar água da chuva 13 passos para executar um pavimento permeável e armazenar água da chuva ? Mas o que é mesmo um pavimento permeável? Pavimento permeável é aquele capaz de suportar cargas e ao mesmo tempo permitir a percolação

Leia mais

ABRANDADOR DE ÁGUA. Materiais Utilizados

ABRANDADOR DE ÁGUA. Materiais Utilizados ABRANDADOR DE ÁGUA Com a finalidade de prevenir obstruções das tubulações, válvulas e manter a eficiência da troca térmica em equipamentos como a Caldeira, se faz necessário o uso da água abrandada. O

Leia mais

ACQUALIMP, INOVAÇÃO ROTOPLAS.

ACQUALIMP, INOVAÇÃO ROTOPLAS. ACQUALIMP, INOVAÇÃO ROTOPLAS. Presente no mercado brasileiro desde 2001, a Acqualimp pertence ao Grupo Rotoplas, com sede no México, onde detém 70% de participação no mercado. O Grupo possui 24 unidades

Leia mais

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão

título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão Página 01/06 título: alteração na base das unidades condensadoras da família splitão SUMÁRIO: Este Boletim Técnico visa informar a alteração na base das unidades condensadoras da família Splitão (Fixo/Inverter).

Leia mais

CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM QUALIDADE E HARMONIA COM SEU AMBIENTE. AR CONDICIONADO. O novo grau de conforto. LINHA SPLIT

CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM QUALIDADE E HARMONIA COM SEU AMBIENTE. AR CONDICIONADO. O novo grau de conforto. LINHA SPLIT TO EN M A Ç N LA CASSETE PISO TETO SOFISTICAÇÃO EM HARMONIA COM SEU AMBIENTE. QUALIDADE E AR CONDICIONADO LINHA SPLIT 00485mn01.indd 1 O novo grau de conforto. 13/02/2015 14:20:24 Cassete Apresentação

Leia mais

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil / 2 v..0 Pearson Sistemas do Brasil Pearson Centro de Serviços Compartilhados Rua Deolinda, 70 Jardim Macedo Ribeirão Preto SP Brasil Pág./2 Departamento de Qualidade em TI Fone +55 (6) 3603 9272 2/ 2

Leia mais

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS

SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA LOUÇAS E METAIS LOTE 2 Versão: 009 Vigência: 12/2013 Última atualização: 10/2016 GRUPO

Leia mais

Metalúrgica do Eucalípto Nesprido - Viseu Tel /

Metalúrgica do Eucalípto Nesprido - Viseu Tel / www.metlor.com Caldeira a Pellets aqualuxo Informações de segurança Atenção: o interior da máquina pode atingir em funcionamento elevadas temperaturas que provocam queimaduras graves, manter crianças afastadas

Leia mais

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DADOS PARA PROJETO

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DADOS PARA PROJETO 1 INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ÁGUA FRIA - DADOS PARA PROJETO 1. Consumo Predial Para fins de cálculo do consumo diário, não havendo outras indicações, deve-se considerar as seguintes taxas de consumo (extraído

Leia mais

GROHE SISTEMAS DE INSTALAÇÃO

GROHE SISTEMAS DE INSTALAÇÃO INSTALAÇÃO PEÇAS DE SUBSTITUIÇÃO ACESSÓRIOS PLACAS DE ACCIONAMENTO DESCARGA TERMOSTÁTICAS SOLUÇÕES PARA ENCASTRAR INSTALAÇÃO TORNEIRAS ESPECIAIS TORNEIRAS DE COZINHA DUCHE CASA DE BANHO Conteúdo Rapid

Leia mais

LINHA RESIDENCIAL Caixas D água Válvula boia Filtro de Água

LINHA RESIDENCIAL Caixas D água Válvula boia Filtro de Água LINHA RESIDENCIAL Caixas D água Válvula boia Filtro de Água Guia de Instalação Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. 1. Apresentação Linha Residencial

Leia mais

LINHA RESIDENCIAL. Guia de Instalação. Caixas-d água Válvula-bóia Filtro de Água

LINHA RESIDENCIAL. Guia de Instalação. Caixas-d água Válvula-bóia Filtro de Água Guia de Instalação LINHA RESIDENCIAL Caixas-d água Válvula-bóia Filtro de Água Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. 1. Apresentação Linha Residencial

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Hidrômetros de diâmetro nominal 50 a 300 mm V1.0

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Hidrômetros de diâmetro nominal 50 a 300 mm V1.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO Hidrômetros de diâmetro nominal 50 a 300 mm V1.0 Instruções de Instalação Woltmann Vertical 1) Quando se colocam em funcionamento novas instalações ou após grandes reformas, deve-se

Leia mais