Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas Sistemas de Informação Estrutura Curricular

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas Sistemas de Informação Estrutura Curricular"

Transcrição

1 Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológicas Estrutura Curricular CH Regimental CH Semanal Período Disciplina Teórica Prática Teórica Prática Algoritmos Arquitetura de Computadores Laboratório de Programação Lógica Matemática Matemática I Total do Período 400 Estrutura de Dados I Inglês Instrumental Linguagem e Técnicas de Programação I Matemática II Sistemas Operacionais Teoria Geral de Sistemas Total do Período 400 Análise Orientada a Objetos Banco de Dados Engenharia de Software Ética Linguagem e Técnicas de Programação I Métodos e Técnicas de Pesquisa Total do Período 400 Estrutura de Dados II Linguagem e Técnicas de Programação III Probabilidade e Estatística Redes de Computadores Tecnologias para Web Total do Período 400 Administração de Empresas Interface Homem máquina Linguagem e Técnicas de Programação IV Projeto de Sistemas Psicologia Empresarial Tópicos Avançados em Banco de Dados Total do Período 400 Empreendedorismo e Informática Linguagem e Técnicas de Programação V Planejamento e Gerenciamento de Projetos Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas Multimídias Tópicos Avançados em Redes de Computadores Total do Período 400 Direito Gerenciamento Eletrônico da Informação Linguagem e Técnica de Programação VI Sistemas Distribuídos Tópicos Especiais em I Trabalho de Conclusão de Curso I Total do Período 360 Computador e Sociedade Gerenciamento de Centro de Informação Segurança e Auditoria de Sistemas Tópicos Especiais em II Trabalho de Conclusão de Curso Total do Período 280 Atividades Complementares 100 Estágio Curricular Supervisionado 300 OPTATIVA LIBRAS Língua Brasileira de Sinais Total do Curso

2 Ementário 1º Período Algoritmos Objetivos: Dar a formação nas técnicas de programação, fornecendo lhe conhecimentos dos elementos e comandos usados em algoritmos. Capacitá lo também nos métodos de manipulação de estruturas elementares de dados. Ementa: Introdução. Elementos de algoritmos. Principais Comandos. Estruturas de controle. Estruturas de Dados Homogêneas. Técnicas de Programação em Estruturas de Dados. Programação modular. Estrutura de dados, Arquivos. Técnicas de programação em arquivos. Algoritmos recursivos. Estrutura de dados com alocação dinâmica. FARRER, H.; et al. Algoritmos Estruturados. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara (livro texto) WIRTH, N. Algoritmos e Estrutura de Dados. Rio de Janeiro: Prentice Hall MEDINA, M; FERTIG, C. Algoritmos e Programação: Teoria e Prática. Rio de Janeiro: Novatec GUIMARÃES, A. M. e LAGES, N. Algoritmos e Estruturas de Dados. São Paulo : Ciência da Computação VENANCIO, C. E. Desenvolvimento de Algoritmos Uma Nova Abordagem. São Paulo : Érica Arquitetura de Computadores Objetivos: Propiciar a familiarização com os equipamentos computacionais existentes, que servirão como sua ferramenta de trabalho. Iniciar o aluno em elementos e técnicas próprias para o Curso. Dar ao aluno as noções básicas dos computadores, bem como capacitá los em operações de manuseio e de utilização dos mesmos. Proporcionar os conhecimentos da organização básica de um computador em blocos funcionais e de computadores digitais seqüenciais. Ementa: Sistemas numéricos. Aritmética binária: ponto fixo e flutuante. Organização de computadores: memórias, unidades centrais de processamento, entrada e saída. Linguagens de montagem. Modos de endereçamento, conjunto de instruções. Mecanismos de interrupção e de exceção. Barramento, comunicações, interfaces e periféricos. Organização de memória. Memória auxiliar. Arquiteturas RISC e CISC. Pipeline. Paralelismo de baixa granularidade. Processadores superescalares e superpipeline. Multiprocessadores. Multicomputadores. PATTERSON, D. A.; HENNESSY, J. L. Arquitetura de Computadores. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) PATTERSON, D. A.; HENNESSY, J. L. Organização e Projeto de Computadores. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus MONTEIRO, M. A. Introdução à Organização dos Computadores. 3 ed. Rio de Janeiro: LTC GUIMARÃES, A.M. e LAGES, N. Introdução à Ciência da Computação. Rio de Janeiro : LTC NORTON, P. Introdução à Informática. Rio de Janeiro : Makron Books do Brasil Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Laboratório de Automação Laboratório de Programação Objetivos: Propiciar o aluno o primeiro contato com uma linguagem programação, permitindo assim o melhor aproveitamento da disciplina Algoritmos. Ementa: Apresentação do ambiente de desenvolvimento Pascal. Tipos de dados. Estruturas de Controle. Procedimentos. Funções. Manipulação de arquivos.

3 MANZANO, J. A. N. G., YAMATUMI, W. Y. Programando em Turbo Pascal 7. São Paulo: Érica. (livro texto) RINALDI, R. Turbo Pascal 7.0: comandos e funções. São Paulo: Érica ZIVIANI, N. Projeto de Algoritmo com Implementações em Pascal e C. 3 ed. São Paulo: Enio Matheus Gnozzelli & Cia Ltda STEPHEN, O BRIEN Turbo Pascal 6 completo e total. São Paulo : Makron Books do Brasil ZIVIANI, N. Projeto de algoritmos: com implementação em Pascal e C. 2. São Paulo : Editora Pioneira Thomson Learning, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Linguagem de Programação PASCAL. Lógica Matemática Objetivos: Apresentar os conceitos fundamentais de lógica necessários para o estudo e entendimento de circuitos combinatórios. Utilização das linguagens formais e resolução de problemas. Capacitar o aluno a aplicar os conhecimentos adquiridos na resolução de problemas pelos métodos indutivo e dedutivo. Ementa: O conceito de lógica. Proposições. As proposições nas ciências. Axiomas. Teoremas. Lemas e Corolários. Métodos de demonstrações, direto e indireto. Redução ao absurdo. Conectivos; Álgebra das proposições. Tabela verdade. Tautologia, contradição e contingência. Equivalências e implicações lógicas notáveis. Cálculo de predicados. Argumentos. ALENCAR FILHO, E. Iniciação à Lógica Matemática. 16 ed. São Paulo: L Nobel S.A (livro texto) COPI, IRVING M. Introdução à Lógica. Trad. de Álvaro Cabral. São Paulo: Mestre Jou HEGENBERG, L. Lógica: Cálculo Sentencial. São Paulo: Herder NÉRICI, I. G. Introdução à Lógica. São Paulo: Livraria Nobel QUINE, W. V. Filosofia da lógica. Rio de Janeiro: Zahar, CASTRUCCI, B. Introdução à Lógica Matemática. São Paulo : Nobel MENDELSON, E. Álgebra Booleana e Circuitos e Chaveamento. São Paulo : McGraw Hill Matemática I Objetivos: Capacitar o aluno nos conceitos básicos de cálculo de uma variável real preparando o para manipular com desembaraço as regras e técnicas de derivação, utilizando as como ferramenta na resolução de problemas nas áreas de computação e demais ciências,. Desenvolver no aluno a sua capacidade de raciocínio. Ementa: Conjunto e álgebra de conjunto. Funções. Limites. Continuidade. Derivadas. SWOKOWSKI, E. W. Cálculo com Geometria Analítica. São Paulo: Makron Books (livro texto) SIMMONS, G. F. Cálculo com Geometria Analítica. Vol. 1 São Paulo: Editoria McGraw Hill AYRES, F.; MENDELSON, E. Cálculo Diferencial e Integral. São Paulo: McGraw Hill ÁVILA, G. Cálculo 1. Funções de uma Variável. São Paulo : LTC AYRES, F. Cálculo Diferencial e Integral.São Paulo : McGraw Hill

4 2º Período Estrutura de Dados I Objetivos: Apresentar os conceitos básicos de estruturas de informação desenvolvendo as técnicas de operação sobre elas. Tornar o aluno capaz de escolher estruturas adequadas à solução de problemas de representação de informação. Ementa: Introdução. Listas lineares. Pilhas. Filas. Árvores. Grafos. Representação física. CORMEN, T. H., et al. Algoritmos Teoria e Prática. 2 ed. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) ZIVIANI, N. Projeto de Algoritmos com Implementação em Pascal e C. 5 ed. São Paulo: Pioneira Thomson VELOSO, P. A., et al. Estrutura de Dados. Rio de Janeiro: Campus SZWARCEITER. J. L. Grafos e Algoritmos Computacionais. São Paulo : Campus TANENBAUM, A. M.; LANGSAM, Y; AUGENSTEIN, R. Estrutura de Dados Usando C. Rio de Janeiro : Makron Books do Brasil Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Linguagens de Programação PASCAL e C. Inglês Instrumental Objetivos: Familiarizar o aluno com o vocabulário e expressões específicos da área de informática através de textos técnicos na língua inglesa, capacitando o na utilização das mesmas. Ementa: Gramática e vocabulário elementar, avançado e instrumental. Conscientização do Processo de Leitura. Exploração de Informação não Linear, Cognato e Contexto. Seletividade do Tipo de Leitura (Skimming/Scanning). Levantamento de Hipóteses sobre o Texto. Abordagem de Pontos Gramaticais Problemáticos para Leitura. Uso do Dicionário como Estratégia Suporte de Leitura: Tipos, Recursos, Prática. MARINOTTO, D. Reading on Info Tech: Inglês para Informática. São Paulo: Novatec (livro texto) GALANTE, T. P., L., S. P. Inglês Básico para Informática. São Paulo: Atlas GALANTE, T. P., P., E. M. Inglês para Processamento de Dados. Textos Sobre Computação, exercícios de compreensão. Rio de Janeiro: Atlas GALANTE, T. P. E LÁZARO, S. P. Inglês Básico para Informática : Atlas GALANTE, T. P. E POW, E. M. Inglês para Processamento de Dados. Textos Sobre Computação, exercícios de compreensão. Rio de Janeiro : Atlas Linguagem e Técnica de Programação I Objetivos: Propiciar a familiarização com a linguagem científica utilizada para construção de softwares básicos voltados para diversas áreas de aplicação. Proporcionar a familiarização com uma linguagem utilizada para programação orientada a objetos. Ementa: Características. Elementos básicos. Estruturas de controle. Funções de entrada e saída. Funções. Ponteiros e registros em C. Mudanças de paradigmas de programação estruturada para programação orientada a objetos. Características básicas do C++, funções de entrada e saída, classes, objetos em C++. HEBERT, S. C: Completo e Total. 3 ed. São Paulo: Makron Books (livro texto) TANENBAUM, A. M.; LANGSAM, Y.; AUGENSTEIN, M. Estruturas de Dados Usando C. Rio de Janeiro: Makron Books do Brasil, MIZRAHI, V. V. Treinamento em Linguagem C. Módulos 1, 2 e Profissional. São Paulo: Makron Books

5 KERNIGHAN, B, W; RITCHIE, D. M. C a Linguagem de Programação. Rio de Janeiro : Campus TANENBAUM, A. M.; LANGSAM, Y.; AUGENSTEIN, M. Estruturas de Dados Usando C. Rio de Janeiro: Makron Books do Brasil Editora, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Linguagem de Programação C. Matemática II Objetivos: Capacitar o aluno no domínio dos fundamentos da matemática contínua, como o cálculo integral e álgebra linear no sentido de aplicar esses conceitos em problemas de computação e ciências afins. Ementa: Matrizes. Sistemas de equações lineares. Espaços vetoriais. Espaços vetoriais euclidianos. Transformações lineares. Operadores lineares. Auto valores e auto vetores. STEINBRUCH, A.; WINTERLE, P. Introdução à Álgebra Linear. São Paulo: McGraw Hill (livro texto) BOLDRINI, J. L.; FIGUEIREDO, V. R. Álgebra Linear. 3 ed. São Paulo: Editoria Harper & Row do Brasil STEINBRUCH, A.; WINTERLE, P. Álgebra Linear. 2 ed. São Paulo: McGraw Hill HOFFMAN e KUNZE. Álgebra Linear. São Paulo : McGraw Hill LANG, S. Álgebra Linear. São Paulo : Edgard Blucher Sistemas Operacionais Objetivos: Discutir os tópicos relevantes para o entendimento dos Sistemas Operacionais e seus objetivos. A disciplina aborda também os conceitos, estruturas e metodologias envolvidas nos projetos e implementações de Sistemas Operacionais. Ementa: Uma visão de Sistemas Operacionais: objetivos e funções. Caracterização dos Sistemas Operacionais. Conceito de Processo: processos seqüenciais e concorrentes, sincronização de processos. Noções de Gerenciamento: de Memória, de Processadores e de dispositivos de Entrada/Saída. Análise de alguns sistemas operacionais de pequeno porte. Estudo de Casos. TANENBAUM, A. S. Sistemas Operacionais Modernos. 2 ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall (livro texto) TANENBAUM, A. S.; WOODHULL, A. S. Sistemas Operacionais: Projeto e Implementação. 2 ed. Porto Alegre: Bookman KIRNER, C. Sistemas Operacionais Distribuídos: Aspectos Gerais e Análise de sua Estrutura. Rio de Janeiro: Campus DAVIS, W. S. Sistemas Operacionais: Uma Visão Sistemática. Rio de Janeiro: Campus. Ltda, KIRNER, C. Sistemas Operacionais Distribuídos. Rio de Janeiro : Campus Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Sistemas Operacionais: Windows XP, Windows Vista, Windows NT e Linux. Teoria Geral de Sistemas Objetivos: Propiciar conhecimento ao aluno para que o mesmo possa: classificar os sistemas segundo sua natureza, complexidade e relação entre homem e máquina; reconhecer os principais elementos da especificação de um sistema; reconhecer as diferentes ferramentas para a modelagem de sistemas; conhecer os sistemas de informação e seus tipos.

6 Ementa: Origem e conceito de Teoria Geral de Sistemas. Componentes genéricos de um sistema. As relações entre sistema e ambiente. Hierarquia de sistemas. Classificações dos sistemas. Enfoque sistêmico. Modelagem de sistemas. BERTALLANFY, L. Teoria geral dos sistemas. Petrópolis: Vozes, (livro texto) PRESSMAN, R. Engenharia de Software. São Paulo: Makron Books LAUDON, K. C, LAUDON, J. P. Gerenciais. 4 ed. São Paulo: Prentice Hall GRAEML, A. R. Sistemas de informação: o alinhamento da estratégia de TI com a estratégia corporativa. São Paulo: Atlas, ROSINI, A. M.; PALMISANO, A. Administração de sistemas de informação e a gestão do conhecimento. São Paulo : Thomson Learning, º Período Análise Orientada a Objeto Objetivos: Fornecer conhecimento sobre os conceitos de orientação a objetos. Capacitar o aluno a modelar utilizando a linguagem UML. Ementa: Conceitos de orientação a objetos. Conceito de modelagem de sistemas. Conceito de projeto de sistemas. UML. Diagrama de classes. Casos de uso. Diagramas de estados. Diagramas de atividades. OCL. BOOCH, G; RUMBAUGH, J; JACOBSON, I UML: Guia do Usuário. 2 ed. Rio de Janeiro: Elsevier (livro texto) FOWLER, M.; et all. UML Essencial: Um breve guia para a linguagem padrão de modelagem de objetos.3 ed. Porto Alegre: Bookman Especificação da UML. Disponível: ERIKSSON, H. ; PENKER, M. UML Toolkit. São Paulo : Wiley FURLAN, J. D. Modelagem de Objetos Através da UML The Unifiel Modeling Language. São Paulo : Makron Books Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramenta CASE. Delphi. Banco de Dados Objetivos: Introduzir aos alunos os conceitos relacionados com a estrutura física e lógica dos Bancos de Dados. Apresentar os diversos modelos de bancos e sua aplicação no desenvolvimento de aplicativos. Fornecer o conhecimento sobre álgebra relacional. Proporcionar ao aluno o conhecimento sobre o gerenciamento de Banco de Dados. Capacitar o aluno na construção de um projeto físico de banco de dados a partir do modelo de dados. Ementa: Conceitos básicos. Arquitetura de um sistema de banco de dados. Modelo de dados. Utilização do modelo ER. Álgebra relacional. Linguagem de banco de dados relacional. Projeto de banco de dados. Formas normais. DATE, C. J. Introdução a Sistemas de Banco de Dados. 8 ed. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) SILBERSCHATZ, A., KORTH, H. F., SUDARSHA, S. Sistema de Banco de Dados. 3 ed. São Paulo: Makron Books ELMASRI, R. E., NAVATHE, S. Sistemas de Banco de Dados. 4 ed. São Paulo: Addison Wesley HEUSER, A. C. Projeto de Banco de Dados. Porto Alegre: Sagra Luzzatto SETZER, V. W. Banco de Dados: Conceitos, Modelos, Gerenciamentos, Projeto Lógico e Físico. Porto Alegre : Edgard Blucher

7 Material de apoio ao Ensino da Disciplina: SGBD Relacional. Engenharia de Software Objetivos: Introduzir conceitos de metodologias de desenvolvimento de software voltados para grandes projetos computacionais. Proporcionar a prática do desenvolvimento de software utilizando conceitos da Engenharia de Software. Capacitar o aluno a compreender as diferentes atividades envolvidas no desenvolvimento de um software. Levantar os requisitos do usuário e então fazer uma proposta de desenvolvimento. Ementa: Visão geral da engenharia de software. Projeto de sistemas. Ciclo de vida e o desenvolvimento de softwares. Qualidade e sua garantia em projetos. Revisões estruturadas. Metodologias, técnicas, ferramentas e ambientes. As novas tecnologias e a engenharia de software. PRESSMAN, R. Engenharia de Software. São Paulo: Makron Books (livro texto) FERNANDES, A. A. Gerência de Software Através de Métricas. São Paulo: Atlas, YOURDON, E. Análise Estruturada Moderna. 10 ed. São Paulo: Campus SOMMERVILLE, I. Engenharia de software. 6 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil VASQUEZ, C. E. Análise de Pontos de Função. São Paulo : Érica Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramenta CASE, MS Project ou similar. Ética Objetivos: Formar um cidadão ético capaz de apresentar um comportamento moral na sociedade em que vive. Ementa: Ética na computação Conceitos de cidadania. O cidadão Ético MASIERO, P. C. Ética em Computação. São Paulo: Universidade de São Paulo LYONS, D. As regras morais e a ética. Campinas: Papirus MARCILIO, M. L. Ética na Virada do Sséculo: Busca no sentido da vida. São Paulo: Editoria LTR DUPAS, G. Ética e Poder na Sociedade da Informação: De como a Autonomia das novas tecnologias obriga a rever o mito do progresso. São Paulo: Editora da Unesp, SÁ, A. L. Ética Profissional 2ª ed. São Paulo: Atlas Linguagem e Técnicas de Programação II Objetivos: Capacitar o aluno a desenvolver aplicações que envolvem Banco de Dados. Propiciar a familiarização com os conceitos de OO presente na ferramenta Delphi. Ementa: Introdução ao ambiente Delphi. Desenvolvendo aplicações em Banco de Dados. Desenvolvendo aplicações comerciais. Introduzindo aplicações OO. ARAÚJO, E. C.; HOFFMANN, A. B. G. Delphi: Implementação de Algoritmos e Técnicas para Ambientes Visuais. Florianópolis: Visual Books (livro texto) ASCENCIO, A. F. G. Desenvolvimento de um Sistema Usando Delphi, PostgreSQL e SQL. Florianópolis: Visual Books BORATI, I. C. Programação Orientada a Objetos Usando Delphi. São Paulo: Visual Books FACUNTE, E. Delphi 7 Internet e Banco de Dados. São Paulo: Brasport Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ambiente de Desenvolvimento DELPHI e SGBDR.

8 Métodos e Técnicas de Pesquisa Objetivos: Fornecer ao aluno elementos teórico metodológicos que possibilitem a compreensão e investigação do trabalho científico dando ênfase aos eixos norteadores para informática, objetivando de forma específica habilitá lo na elaboração de um projeto de pesquisa, visando a conclusão do curso que consta da elaboração de uma monografia. Auxiliá lo no desenvolvimento do raciocínio crítico e na compreensão da totalidade dos fenômenos que envolvem a formação universitária. Ementa: Conceituar ciência e conhecimento científico. Método e técnica. Compreender a importância dos vários processos do método científico na produção do conhecimento. Bases do raciocínio científico, teoria, hipótese, dedução. Explicitar as várias finalidades de uma pesquisa científica. Distinção entre método e perspectiva teórica; conceito e classificação. Tipos de pesquisa. Conhecer as técnicas de pesquisas adotadas em trabalhos científicos. Compreender os níveis das abordagens contemporâneas em Informática, objetivando a elaboração do trabalho monográfico. Conhecer normas especiais relativas à linguagem científica. Relatório de pesquisa. Caracterizar as etapas de elaboração de um projeto de pesquisa. Caracterizar as etapas e roteiro de um projeto de pesquisa, bem como, sua elaboração. BARROS, A. J. P. de; LEHFELD, M. A. de S. Fundamentos de metodologia: um guia para a inicialização científica. São Paulo: McGraw Hill CERVO, A.L & BERVIAN, P. A. Metodologia Científica. São Paulo: McGraw Hill, DEMO, P. Metodologia Científica. 2 ed. São Paulo: Atlas, DEMO, P. Pesquisa: princípio científico e educativo. São Paulo: Cortez: Autores Associados, (Biblioteca de Educação. Série 1 escola; v.14). ECO, H. Como se faz uma tese. Tradução por Gilson César Cardoso de Souza. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 1996/1998. LAKATOS, E.M. e MARCONI, M.A. Fundamentos da metodologia científica. 3ª edição São Paulo : Atlas, LUCKESI, C. et al. Fazer universidade: uma proposta metodológica. São Paulo: Cortez, º Período Estrutura de Dados II Objetivos: Capacitar os alunos a escolherem os algoritmos apropriados à solução de problemas de ordenação de dados e outros, bem como avaliarem a complexidade de um problema através do cálculo da sua função de complexidade. Ementa: Complexidade de algoritmos. Técnicas de resolução de problemas. Complexidade de um problema. CORMEN, T. H., et al. Algoritmos Teoria e Prática. 2 ed. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) AZEREDO, P. A. Métodos de Classificação de Dados e Análise de suas Complexidades. Rio de Janeiro: Campus VELOSO, P. A., et al. Estrutura de Dados. Rio de Janeiro: Campus CEITER. J. L. Grafos e Algoritmos Computacionais. São Paulo : Campus TANENBAUM, A. M., LANGGSAM, Y., AUGENSTEIN, M Estrutura de Dados Usando C. Rio de Janeiro : Makron Books do Brasil Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Linguagens de Programação Pascal, C e Delphi; e ambiente Visual Studio.

9 Linguagem e Técnicas de Programação III Objetivos: Capacitar o aluno a desenvolver aplicações que envolvem Banco de Dados. Propiciar a familiarização com os conceitos de programação presentes no ambiente Visual Studio. Ementa: Introdução ao ambiente Visual Studio. Desenvolvendo aplicações em Banco de Dados. Desenvolvendo aplicações comerciais. CAMARA, F. Dominando o Visual Studio.net com C# Segunda Edição. Visual Books BUENO, L. H. SCHAAF, S. Aplicações Web com Visual Studio, Net Asp.net. Alta Books KEITH, F. VB.Net para Desenvolvedores. São Paulo: Makron Boosks RICHTER, J. Programação Aplicada com Microsoft.NET Framework. São Paulo : Bookman Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ambiente Visual Studio e SGBDR. Probabilidade e Estatística Objetivos: Fornecer ao aluno os conceitos básicos, teóricos e práticos de Estatística e Probabilidade, e proporcionar aos mesmos, condições para que possa ler e interpretar tabelas e gráficos estatísticos e realizar controle estatístico de uma pesquisa, desde a coleta de dados até a tomada de decisões. Ementa: Introdução à Probabilidade; Variáveis Aleatórias; Distribuições de Probabilidade; Estatística Descritiva; Distribuições Amostrais; Noções de Amostragem e Estimação; Intervalos de Confiança; Testes de Hipóteses; Correlação e Regressão Linear Simples. AZEVEDO, A. G., CAMPOS, P. H. B. Estatística Básica. 5 ed. Rio de Janeiro: LTC (livro texto) FONSECA, J. S. Curso de Estatística. São Paulo: Atlas MEYER, P. L. Probabilidade, Estatística e Aplicações. Rio de Janeiro: LTC SPIEGEL, M. R. Estatística. São Paulo: McGraw Hill HOEL, P. G. Estatística Elementar. São Paulo. Atlas COSTA Neto, P. L. Probabilidades: Resumos Teóricos, Exercícios Resolvidos e Exercícios Propostos. São Paulo: Edgard Blücher Editora, Redes de Computadores Objetivos: Identificar as questões fundamentais de redes e apresentar abordagens para enfrentar essas questões. Aprendendo estes princípios, o aluno adquirirá conhecimentos que continuarão importantes mesmo depois que os padrões e protocolos de redes de hoje tornem se obsoletos. Ementa: Conceitos básicos. Meios de transmissão. Técnicas de modulação. Detecção e correção de erros. Tipos de ligação e multiplexação. Componente básicos de uma rede. Topologia de redes. Características Gerais e Aplicações. Estruturas, Topologias e Meios de Transmissão. Protocolos de Comunicação. Detalhamento dos Níveis do Modelo OSI da ISO. Análise de Algumas Redes do Ponto de Vista do Modelo OSI. Sistemas Operacionais para Redes. Desempenho, Custos e Segurança em Redes de Computadores. Aspectos de LAN's, MAN's e WAN's. Estudo de Casos. Gerenciamento de Redes de Computadores: Aspectos da Gerência de redes, Segurança em Redes de Computadores, Ferramentas para Gerenciamento de redes. Kurose, J. F., Ross, K. W., Redes de Computadores e a Internet Uma abordagem Top Down. 3 ed. São Paulo: Addison Wesley (livro texto) SOARES, L. F. G. et al. Redes de Computadores das LANs, MANs e WANs às redes ATM. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores. 4 ed. Rio de Janeiro: Campus

10 ALVES, L. Protocolos para Redes de Comunicação de Dados. Rio de Janeiro. Atlas GIOZZA, W. E. e outros Redes Locais de Comunicação: Tecnologia e Aplicação. São Paulo. Ed. MacGraw Hill Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Laboratório de Redes de Computadores e Laboratório de Automação Tecnologias para Web Objetivos: Fornecer aos alunos condições técnicas para construção de sistemas para a Internet usando as ferramentas e tecnologias disponíveis no mercado. Ementa: Introdução à hipermídia. HTML. CSS. XML. XPath. XSLT. Javascript. Serviços Web. Ferramentas para construção de Sites. DEITEL, H. et al. XML: Como Programar. São Paulo: Bookman (livro texto) DAUM, B. Arquitetura de Sistemas com XML. Rio de Janeiro: Campus DÉCIO, O. C. XML: Guia de Consulta Rápida. Rio de Janeiro: Novatec BHON, Daniela Sites Dinâmicos com Dreamweaver PHP & MySQL Editora: Visual Books 2004 Edição: 1 DAVID, C. Modelagens de Aplicações XML com UML. São Paulo : Makron Books Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Editor de HTML, XML e CSS 5º Período Administração de Empresas Objetivos: Fornecer uma visão geral da Administração e Organização Empresarial, bem como apresentar algumas teorias administrativas, as principais técnicas, aplicações práticas e a contextualização no ambiente empresarial brasileiro. Ementa: Os princípios e fundamentos da administração. A evolução dos sistemas de produção e da organização do trabalho. A expansão da micro e da grande empresa. Organização empresarial, competitividade e o conceito de produtividade conhecimento técnico e o poder de decisões na empresa papel técnico nas organizações. Planejamento e controle da produção. Controle de estoques. Controladoria. Qualidade Total. Controle de Custos.Higiene e segurança no trabalho. Gestão empreendedora. CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. 5 ed. São Paulo: Makron Books do Brasil (livro texto) CHIAVENATO, I. Administração: Teoria Processo e Prática. 6 ed. Rio de Janeiro: Campus KWASNICKA, E.L. Introdução à Administração. 4 ed. São Paulo: Atlas ARAÚJO, L. C. G. Teoria geral da administração. São Paulo: Atlas, MAXIMIANO, A. C. A. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. 4. ed. São Paulo: Atlas Interface Homem máquina Objetivos: Fornecer ao aluno os princípios que orientam a construção de sistemas homemmáquina, que darão condições para o estabelecimento de ajustes entre facilidades oferecidas pelo sistema e as necessidades operacionais de usuários e da organização. Ementa: Fatores Humanos em software interativo: teoria, princípios e regras básicas. Estilos de sistemas interativos: Sistemas de Seleção por menus, botões de opção, etc. Linguagens de Comandos. Manipulação Direta. Dispositivos de Interação. Tempo de Resposta e Taxa de

11 Display. Sistemas de Mensagens. Manuais impressos, ajudas on line e tutoriais. Projeto Interativo, testes e avaliação. Impactos Sociais e Individuais. OLIVEIRA NETTO, A. A. IHC Modelagem e Gerência de Interfaces com o Usuário. Florianópolis: Visual Books (livro texto) NIELSEN, J; LORANGER, H. Projetando Websites com Usabilidade. Rio de Janeiro: Campus DE SOUZA, C. S. The Semiotic Engineering of Human Computer Internaction. Cambride: The MIT Press HECKEL, P. Software Amigável Técnicas de Projeto de Software para uma Melhor Interface com o Usuário. Rio de Janeiro: Editora Campus, DIAS, C. Usabilidade na Web: criando portais mais acessíveis. São Paulo: Editora AltaBooks PREECE, J.; ROGERS, Y.; SHARP, H. Design de interação: além da interação homemcomputador. São Paulo: Editora Bookman Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ambientes Delphi e Visual Studio. Linguagem e Técnicas de Programação IV Objetivos: Explorar os conceitos de programação orientada a objetos através dos estudos e uso de uma linguagem de programação orientada a objetos JAVA. Ementa: Introdução. Conceituação. Estruturas seqüencial e de repetição. Threads. Coleção. Acesso ao banco de dados. DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. Java: Como programar. Porto Alegre: Prentice Hall (livro texto) SIERRA, K., BATTES, B. Use a cabeça! JAVA. Rio de Janeiro: Alta Books HOTSTMANN, C. S., CORNELL, G. Core Java2: Fundamentos Volume 1. São Paulo: Alta Books MANZANO, J. A. N. G.; DA COSTA JR, R. A. Java 2. Rio de Janeiro : Érica LINDEN, P. V. D. Simplesmente Java 2. 6 ed. São Paulo: Alta Books Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramenta de edição Eclipse ou similar, JAVA. Projeto de Sistemas Objetivos: Fornecer ao aluno conhecimento sobre padrões de projeto de sistemas, o tornará capaz de identificar qual padrão utilizar no desenvolvimento de. Ementa: Projeto de classes. Introdução a padrões de projeto. Padrões de criação, estrutura e comportamental. Persistência em banco de dados. Frameworkds para persistência de banco de dados relacionais. FREEMAN, C, FREEMAN, E. Use a cabeça! Padrões de Projeto. Editoria Alta Books GAMMA, E. et al. Padrões de Projeto. Bookman, LARMAN, C. Utilizando UML e Padrões. 3ed. Bookman, DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. Java: Como programar. Porto Alegre: Prentice Hall BOOCH, G; RUMBAUGH, J; JACOBSON, I UML: Guia do Usuário. 2 ed. Rio de Janeiro: Elsevier Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Linguagem de Programação JAVA. Psicologia Empresarial Objetivos: Refletir sobre a contribuição da Psicologia como ciência do comportamento humano na construção de organizações mais humanas e justas. Identificar os problemas relacionados

12 com os direitos humanos que podem ser levantados diante da utilização de testes psicológicos pelas organizações. Ementa: Introdução à Psicologia Organizacional. Aplicação das Teorias Psicológicas na Organização. O Fator Humano na Organização. Personalidade. Motivação Humana e Produtividade na Organização. Comunicação. Socialização Organizacional. Liderança Os problemas das relações humanas. AGUIAR, M. A. F. Psicologia Aplicada à Administração. São Paulo: Exellus KOLB, D. A., RUBIN, I. M.,McINTYRE, J. M. Psicologia Organizacional, uma abordagem vivencial. São Paulo: Atlas, WEIL, P. Relações Humanas na Família e no Trabalho. Rio de Janeiro: Vozes MOSVOVICI, F. Desenvolvimento Interpessoal: Treinamento e grupo. 6 ed. Rio de Janeiro: José Olympio BEAL, G. M., Bohlen, J. M., Raudaboughh, J. N. Liderança e Dinâmica de Grupo. Rio de Janeiro. Zahar Editores Tópicos Avançados em Banco de Dados Objetivos: Propiciar ao aluno profundo conhecimento de Banco de Dados para o gerenciamento de dados de uma empresa. Ementa: Instalação do Oracle. SQL. Linguagem PL/SQL. Triggers. Gerência de recursos. Segurança. Introdução a bancos de dados não convencionais ELMASRI, R. E., NAVATHE, S. Sistemas de Banco de Dados. 4 ed. São Paulo: Addison Wesley (livro texto) RAMALHO, J. A. Oracle 10g. Rio de Janeiro: Thomson Learning Documentação do SGBD Oracle. Disponível em: DATE, C. J. Introdução a Sistemas de Banco de Dados. 8 ed. Rio de Janeiro: Campus SILBERSCHATZ, A., KORTH, H. F., SUDARSHA, S. Sistema de Banco de Dados. 3 ed. São Paulo: Makron Books Material de apoio ao Ensino da Disciplina: SGBD Oracle e SGDB Não convencional. 6º Período Empreendedorismo e Informática Objetivos: Capacitar o aluno a realizar empreendimentos na área de informática. Ementa: Perfil do Empreendedor. Estudo dos mecanismos e procedimentos para criação de empresas. Sistemas de Gerenciamento, técnicas de negociação. Qualidade e Competitividade. Marketing. DOLABELA, F. O Segredo de Luísa. São Paulo: Cultura ALBERTIN, A. L. Administração de Informática Suas Funções e Fatores Críticos de Sucesso. 5 ed. São Paulo: Atlas DEGEN, R. O Empreendedor Fundamentos da Iniciativa Empresarial. 8 ed. São Paulo: McGraw Hill, DORNELAS, J. Empreendedorismo corporativo. Rio de Janeiro: Campus, LEITE, E. O fenômeno do empreendedorismo: criando riquezas. 3. ed. Rio de Janeiro: Bagaço, 2002.

13 Linguagem e Técnicas de Programação V Objetivos: Utilizar os conceitos aprendidos em Projeto de Sistemas, propiciando conhecimento da tecnologia J2EE. Ementa: Configuração de Ambiente. Padrões de Projeto. Servlets. JSP, JSF. DEITEL, H. M.; DEITEL, P. J. Java: Como programar. Porto Alegre: Prentice Hall (livro texto) AHMED, K. Z., UMRYSH, C. R. Desenvolvendo Aplicações Comerciais em Java com J2EE e UML. Rio de Janeiro: Ciência Moderna FREEMAN, C, FREEMAN, E. Use a cabeça! Padrões de Projeto. Editoria Alta Books BAUER, C.; KING, G. Hibernate em Ação. Rio de Janeiro. Ciência Moderna HOTSTMANN, C. S., CORNELL, G. Core Java2: Recursos Avançados Volume 2. São Paulo: Alta Books FALKNER, J.; JONES, K. W. Servlets and JavaServer Pages: The J2EE Technology Web Tier. Pearson Education, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramenta de edição Eclipse, JAVA. Planejamento e Gerenciamento de Projetos Objetivos: Propiciar conhecimentos ao aluno como um gerente de projetos constrói o projeto, faz o estudo da viabilidade econômica, quantifica os recursos humanos envolvidos e seu envolvimento no tempo de desenvolvimento dos Sistemas, e viabiliza a execução do Projeto no cronograma previsto. Ementa: O conceito e os objetivos da gerência de projetos. Abertura e definição de escopo de projetos. Planejamento de projeto. Execução, acompanhamento e controle de um projeto. Revisão e avaliação de um projeto. Fechamento de um projeto. Metodologia, técnicas e ferramentas da gerência de projetos. Modelo de gerenciamento de projeto do Project Management Institute PMI. VIEIRA, M. Gerenciamento de Projeto de Tecnologia da Informação. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) KERZNER, H. Gestão de Projetos: As melhores práticas. 2 ed. São Paulo: Bookman FURLAN, J. D. Como Elaborar e Implementar o Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação. São Paulo: Makron Books1991. MENEZES, L. C. M. Gestão de Projetos. 2. ed. Editora Atlas, VARGAS, R. V. Gerenciamento de projetos: estabelecendo diferenciais competitivos. 6. ed. Brasport, 2005 Material de apoio ao Ensino da Disciplina: MS Project ou ferramenta similar Sistemas de Apoio à Decisão Objetivos: Capacitar ao aluno conhecimento sobre sistema de suporte decisão, para que o mesmo possa distinguir e construir os tipos existentes. Ementa: Sistemas de informação de suporte ao processo decisório tático e estratégico (SAD, SIG, EIS). Tecnologias de informação aplicadas a sistemas de informação de suporte ao processo decisório estratégico e tático. Desenvolvimento de sistemas de informação ao processo decisório tático e estratégico. Características e funcionalidades de sistemas de informação de níveis tático e estratégico nas organizações. Introdução ao data mining.

14 MACHADO, F. N. Projeto de Data Warehouse: Uma visão multidimensional. Rio de Janeiro: Érica (livro texto) KIMBALL, R., MERZ, R. The Data Warehouse Toolkit. Nova Iorque: John Wiley BARBIERI, C. Bi Business Intelligence: Modelagem e Tecnologia. Rio de Janeiro: Axcel Books GOLDSCHMIDT, R.; PASSOS, E. Data mining: um guia prático. Elsevier, ROSINI, A. M.; PALMISANO, A. Administração de sistemas de informação e a gestão do conhecimento. São Paulo : Thomson Learning, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: SGBD Oracle.Ferramenta de Business Intelligence. Sistemas Multimídias Objetivos: Capacitar o aluno a desenvolver sistemas que comportam várias mídias fornecendolhes os conceitos envolvidos em sistemas dessa natureza. Ementa: Conceitos de multimídia e sistemas multimídia. Arquitetura e aplicações multimídia, classificação dos tipos de sistemas multimídias. Dispositivos de entrada e saída em ambientes multimídia. Fundamentos do processamento de imagens. Fundamentos de animação. Fundamentos de processamento de som. Critérios de seleção de soluções multimídia. Recursos básicos de software de autoria. VAUGHAN, T. Multimídia na Prática. São Paulo: Makron Books (livro texto) GOMES, J. M. Computação Gráfica. Rio de Janeiro: IMPA PAULA FILHO, W. P. Multimídia: Conceitos e Aplicações. Rio de Janeiro: LTC PERRY, P. Guia de Desenvolvimento de Multimidia. Editora Berkeley, ACM / MULTIMEDIA Conference Proceedings. ACM Press, 1994 a Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramentas de editoração gráfica. Tópicos Avançados em Redes de Computadores Objetivos: Oferecer profundo conhecimento sobre redes de computadores. Ementa: Introdução. A camada de enlace. A camada de rede. Redes sem fio. Segurança em Redes de Computadores. Rede Multimídia. Gerenciamento de Redes. Kurose, J. F., Ross, K. W., Redes de Computadores e a Internet Uma abordagem Top Down. 3 ed. São Paulo: Addison Wesley (livro texto) SOARES, L. F. G. et al. Redes de Computadores das LANs, MANs e WANs às redes ATM. 3 ed. Rio de Janeiro: Campus TANENBAUM, A. S. Redes de Computadores. 4 ed. Rio de Janeiro: Campus GAST, M Wireless Networks: The Definitive Guide. 2. ed. Nova Iorque: O'Reilly Media, MORRIS, S. Network Management, MIBs and MPLS: Principles, Design and Implementation. Nova Iorque: Prentice Hall, SKOUDIS, E.; LISTON, T. Counter Hack Reloaded: A Step by Step Guide to Computer Attacks and Effective Defenses. 2. ed. Prentice Hall, º Período Direito Objetivos: Capacitar o aluno à compreensão das regulamentações jurídicas da área de informática, bem como criar condições para as referências de valores éticos e morais no bom desempenho de sua profissão.

15 Ementa: Noções básicas, fontes e princípios de Direito. Direito Autoral e Propriedade Industrial. Proteção Legal de Hardware e Software. Direito do Trabalho. Regulamentação do Trabalho Profissional em Informática. Informática e Privacidade. Legislação específica sobre informática e funcionamento dos órgãos de controle de informática. Defesa do Consumidor. Ética Profissional. Política Nacional de Informática. SCORZELLI, P. A comunidade Cibernética e o Direito. São Paulo: Lumen Júris Legislação de comunicações: Lei nº4.117, de , Lei nº 9.472, de , e Decreto nº 2.195, de Legislação de proteção da propriedade industrial de programa de computador e sua comercialização no país: Lei nº 9.609, de , e Decreto nº 2.556, de Legislação de proteção da propriedade industrial: Lei nº 9.279, de , e Decreto nº 2.553, de Legislação de proteção e defesa do consumidor: Lei nº 8.078, de , e Decreto nº 2.181, de Legislação do habeas data: Lei nº 9.507, de Legislação dos direitos autorais: Lei nº 5.988, de , e Lei nº 9.610, de MATTE, M. Internet: comércio eletrônico: aplicabilidade do código de defesa do consumidor nos contratos de e commerce. LTR, ROVER, A. J. Direito, sociedade e informática: limites e perspectivas da vida digital. Florianópolis: Fundação Boiteux Gerenciamento Eletrônico da Informação Objetivos: Capacitar o aluno a especificar um Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documento como parte de um Sistema de Informação, a gerenciar a informação por intermédio de tecnologias que envolvam imagens documentais, bem como a empregar tecnologias de comunicação de dados para empreender negócios e executar comércio. Ementa: Conceituação. Documento versus Informação Documental. Gestão de documentos. A história do processamento da informação. Custo de armazenamento de documentos convencionais e eletrônicos. Componentes de um Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos (SGED). O processo de digitalização de imagens. Dispositivos de entrada e de saída e seus desempenhos; Conceitos e dispositivos de armazenamento CD s, discos óticos, discos magneto óticos e dispositivos emergentes (mídia holográfica e outros). Compressão e descompressão de imagens. COLD (Computer Output to Laser Disc). EDI (Eletronic Document Interchange). Comércio Eletrônico (E commerce). Comunicações e redes de computadores configuração de redes para SGED e o impacto da circulação de imagens nas redes. Fluxo de digitalização de documentos. Workflow. Técnicas de reconhecimento ótico de caracteres (OCR e suas variações ICR, HCR). O problema da legalidade dos documentos digitalizados. KOCH, W. W. Gerenciamento Eletrônico de Documentos Conceitos, Tecnologias e Considerações Gerais. São Paulo: CENADEM, (livro texto) STRINGHER, A. Aspectos Legais da Documentação em meios micrográficos, magnéticos e ópticos. São Paulo: CENADEM, BALDAM, R.; VALLE, R.; CAVALCANTI, M. GED: Gerenciamento Eletrônico de Documentos. São Paulo: Editoria Érica STARBIRD, R. E VILHAUER, G.C. Como tomar a decisão de implantar a tecnologia do gerenciamento eletrônico de documentos. São Paulo: Ed. CENADEM, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Laboratório

16 Linguagem e Técnica de Programação VI Objetivos: Oferecer conhecimento ao aluno de Linguagem de Programação nova, no momento do oferecimento da disciplina. Ementa: A ser definida conforme a Linguagem de Programação. Material de apoio ao Ensino da Disciplina Necessidades de software e/ou hardware para apoio ao ensino da disciplina: variável de acordo com a situação do mercado no momento da disciplina ser ministrada. A ser definida conforme a Linguagem de Programação Sistemas Distribuídos Objetivos: Estudar as técnicas para projeto de sistemas operacionais distribuídos e aplicações. Capacitar o aluno em conhecimentos relativos a banco de Dados distribuídos. Ementa: Introdução aos sistemas distribuídos. Ambiente de suporte ao desenvolvimento de sistemas distribuídos. Sincronização em sistemas distribuídos. Algoritmos distribuídos. Sistemas distribuídos tolerantes a falas. Sistemas operacionais distribuídos. Banco de dados distribuídos. TANEMBAUM, A. S., STEEN, M. V. Sistemas Distribuídos. São Paulo: Prentice Hall (livro texto) SILBERSCHATZ, A., KORTH, H. F., SUDARSHA, S. Sistema de Banco de Dados. 3 ed. São Paulo: Makron Books COURLOURIS, G., DOLLIMORE, J., KINDBERG, T. Sistemas Distribuídos: Conceitos e Projeto. São Paulo: Bookman TANEMBAUM, A. S. Sistemas Operacionais Modernos. 2 ed. Rio de Janeiro: Prentice Hall VERÍSSIMO, P.; RODRIGUES, L. Distributed Systems for System Architects. 2 ed. Springer, Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Laboratório de Redes de Computadores Tópicos Especiais em I Objetivos: A ser apresentado no plano de ensino da disciplina. Ementa: Será composta por módulos, que cobrirão os tópicos atuais de pesquisa e desenvolvimento na área de computação. O plano de ensino desta disciplina será apreciado pela Coordenação do Curso antes da oferta. Os objetivos, ementa e bibliografia serão pertinentes aos objetivos do Curso de Bacharelado em. A ser definida de acordo com o plano de ensino. A ser definida de acordo com o plano de ensino. Material de apoio ao Ensino da Disciplina Necessidades de software e/ou hardware para apoio ao ensino da disciplina: variável de acordo com a situação do mercado no momento da disciplina ser ministrada. Trabalho de Conclusão de Curso I Objetivos: Capacitar o aluno a desenvolver trabalhos práticos em empresas, envolvendo os conhecimentos adquiridos nas diversas disciplinas do Curso. Proporcionar ao aluno condições para o desenvolvimento de um trabalho prático (construção de um sistema de computação) envolvendo os conhecimentos adquiridos durante o Curso, se

17 possível através da utilização dos recursos computacionais de última geração com o acompanhamento e orientação docente. Ementa: Identificação do problema. Definição dos objetivos e planejamento. Projeto lógico. Projeto físico. Implementação. Elaboração de uma monografia, com defesa pública, em assunto pertinente às diversas áreas do Curso orientado por um docente do Curso. De acordo com o projeto final de cada grupo. De acordo com o projeto final de cada grupo. Material de apoio ao Ensino da Disciplina Descrever as necessidades de software e/ou hardware para apoio ao ensino da disciplina: serão utilizados de acordo com o trabalho a ser desenvolvido 8º Período Computador e Sociedade Objetivos: Conhecer os problemas brasileiros específicos no campo da informática. Ementa: Aspectos do campo político social e econômico do Brasil. Lugar do profissional e do computador na sociedade moderna. O computador e o indivíduo. Computadores no processo de tomada de decisão. Legislação sobre o uso de computadores, software e tecnologia. Computadores no Brasil e política nacional de informática. Regulamentos das profissões relacionadas com a computação. SCHAFF, A. A Sociedade Informática. 4 ed. São Paulo: UNESP Leis que regulamentam a informática no Brasil; Academia Brasileira de Ciências/ Ministério da Ciência e Tecnologia. Livro Verde. Em ANDRADE, A. L.; SELEME, A.; RODRIGUES, L. H.; SOUTO, R. Pensamento sistêmico: caderno de campo O desafio da mudança sustentada nas organizações e na sociedade. São Paulo: Bookman, ROSINI, A. M.; PALMISANO, A. Administração de sistemas de informação e a gestão do conhecimento. São Paulo : Thomson Learning, Segurança e Auditoria de Sistemas Objetivos: Dotar o aluno de conhecimentos sobre controle interno e segurança, necessários para o ambiente computacional e de sistemas de informação. Proporcionar a aplicação de mecanismos de avaliação dos processos operacionais e de controle, bem como dos recursos envolvidos no ambiente de processamento eletrônico dos dados. Ementa: Conceitos e Técnicas de Segurança e de Auditoria de Sistemas. Auditoria e sua importância para os negócios. Segurança de Sistemas física e lógica. Auditoria de Informática. Auditoria nos diferentes momentos do ciclo de vida dos aplicativos e das plataformas de informática. Auditoria de Banco de Dados. Metodologia para Auditoria de Informática. Auditoria da Qualidade em informática. Estudos de casos. BERNSTEIN, T., et. Al. Segurança na Internet. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) GIL, A..L. Auditoria de Computadores. São Paulo: Atlas Ltda, IMONIANA, J. O. Auditoria de Sistemas de Informações. Rio de Janeiro: Atlas CARUSO, C.A.A. & STEFFEN, F. D. Segurança em Informática. São Paulo: Atlas, SCHMIDT, P; SANTOS, J. L; ARIMA, C. H. Fundamentos de Auditoria de Sistemas. vol. 9. São Paulo: Atlas Ltda Material de apoio ao Ensino da Disciplina : Laboratório de Redes

18 Tópicos Especiais em II Objetivos: A ser apresentado no plano de ensino da disciplina. Ementa: Será composta por módulos, que cobrirão os tópicos atuais de pesquisa e desenvolvimento na área de computação. O plano de ensino desta disciplina será apreciado pela Coordenação do Curso antes da oferta. Os objetivos, ementa e bibliografia serão pertinentes aos objetivos do Curso de Bacharelado em. A ser definida de acordo com o plano de ensino. A ser definida de acordo com o plano de ensino. Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Necessidades de software e/ou hardware para apoio ao ensino da disciplina: variável de acordo com a situação do mercado no momento da disciplina ser ministrada. Trabalho de Conclusão de Curso II Objetivos: Dar continuidade a capacitação do aluno no sentido de desenvolver trabalhos práticos em empresas, envolvendo os conhecimentos adquiridos nas diversas disciplinas do Curso, bem como de proporcionar condições para o desenvolvimento de um trabalho prático (construção de um sistema de computação) envolvendo os conhecimentos adquiridos durante o Curso, se possível através da utilização dos recursos computacionais de última geração com o acompanhamento e orientação docente. Ementa: Identificação do problema. Definição dos objetivos e planejamento. Projeto lógico. Projeto físico. Implementação. Elaboração de uma monografia, com defesa pública, em assunto pertinente às diversas áreas do Curso orientado por um docente do Curso. De acordo com o projeto final de cada grupo. De acordo com o projeto final de cada grupo. Material de apoio ao Ensino da Disciplina Descrever as necessidades de software e/ou hardware para apoio ao ensino da disciplina: serão utilizados de acordo com o trabalho a ser desenvolvido. Gerenciamento de Centro de Informática Objetivos: Apresentar, analisar e propor formas alternativas para o planejamento e controle das funções de um centro de informação de forma a promover o perfeito entrosamento com a totalidade de órgãos e usuários e atender os objetivos maiores da organização. Ementa: Introdução ao gerenciamento de centros de informação. O desenvolvimento, manutenção de sistemas e os recursos humanos. O plano diretor de informática. Desempenhos e avaliações. Auditoria. Gerenciamento de um CI. Terceirização. Reengenharia de processos Análise de negócios. Tendências futuras. Qualidade. Ferramenta para a construção de projetos. TURBAN, E.; RAINER, R. K.; POTTER, R. E. Introdução a : uma abordagem gerencial. 4 ed. Rio de Janeiro: Campus (livro texto) MINISTÉRIO DA CIÊNCIA TECNOLOGIA, BRASIL. Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade em Software. Tecnologia da Informação. 3 ed. Brasília: Ministério da Ciência e Tecnologia, 2004, 192 p. ISBN Classificação: B823p Ac PRESSMAN, R. Engenharia de Software. São Paulo: Makron Books BRUZZI, D. G. Gerência de Projetos: Uma Visão Prática. Rio de Janeiro: Érica Material de apoio ao Ensino da Disciplina: Ferramenta MS Project ou similar

19 Disciplinas Optativas LIBRAS Língua Brasileira de Sinais Objetivos: Oferecer conhecimentos básicos de LIBRAS Ementa: Introdução: aspectos clínicos, educacionais e sócio antropológicos da surdez. A Língua de Sinais Brasileira Libras: características básicas da fonologia. Noções básicas de léxico, de morfologia e de sintaxe com apoio de recursos audio visuais; Noções de variação. Praticar Libras: desenvolver a expressão visual espacial. COUTINHO, D. LIBRAS: língua brasileira de sinais e língua portuguesa (semelhanças e diferenças). 2 ed. João Pessoa : Arpoador (livro texto) LABORIT, E. O Vôo da Gaivota. Paris Editor: Copyright Éditions KARNOPP e QUADROS. Língua de Sinais Brasileira. Porto Alegre: Artmed CAPOVILLA, F. C.; RAPHAEL, W. D. Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngüe da língua de sinais brasileira. 2. ed. São Paulo: USP, v. 1 e 2. FAVALLI, P. Meus primeiros sinais. São Paulo: Panda, 2000.

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno Engenharia da Computação Relação das s do Currículo Pleno O curso de Engenharia de Computação apresenta o seguinte currículo pleno, distribuído em 9 períodos letivos. 4 º Período 3 º Período 2 º Período

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Carga Horária Total

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

DISCIPLINA DO CURRÍCULO

DISCIPLINA DO CURRÍCULO Língua Portuguesa 40 h DISCIPLINA DO CURRÍCULO Possibilitar ao educando o desenvolvimento da escrita, oralidade, capacidade de leitura e competência textual com recursos que auxiliam no âmbito profissional

Leia mais

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas Grade 2009.1 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL Fase: I Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à administração. Antecedentes históricos da administração. Escolas de administração. Administração

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Disciplina: História do Contestado As civilizações primitivas do contestado. As origens, formação e herança cultural do homem do contestado. A índole guerreira do caboclo catarinense.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas SÉRIE: 3º Semestre TURNO: Noturno DISCIPLINA: ANÁLISE DE SISTEMAS ORIENTADA A OBJETOS CARGA HORÁRIA: 60 horas I - Ementa Modelagem de Processos

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções:

De uma forma ampla, o profissional egresso deverá ser capaz de desempenhar as seguintes funções: PLANO DE ENSINO 1. Identificação Curso: Tecnologia em Desenvolvimento de Software Disciplina: Estrutura de Dados Professor: Msc. Tiago Eugenio de Melo CPF: Regime de Trabalho: 40h CH. Semestral: 100h Siape:

Leia mais

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Introdução a Programação 1º PERÍODO Fundamentos de construção de algoritmos e programas. Algoritmos:

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais 5// :6 Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso: Ciência da Computação (Noturno) Currículo: 7/ CMP.8.- Introdução à Computação Ementa: O que é Ciência da Computação. História da Computação. Estrutura

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO EMENTAS DAS S DO CURSO DE COMPUTAÇÃO INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA EMENTA: Conceito de Informática, informação, dados e computadores; evolução histórica dos computadores; anatomia de um computador conceitos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO A disciplina aborda o estudo da área de Informática como um todo, e dos conceitos fundamentais,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA/ENG.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA/ENG. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA/ENG. COMPUTAÇÃO PLANO DE CURSO DISCIPLINA: MÉTODOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO CÓDIGO:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA801 DISCIPLINA: ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO I CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA: Classificação

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Matemática

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula:

:: aula 8. :: Desenvolveremos as seguintes habilidades nesta aula: :: Nome do Curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas :: Nome da Unidade Curricular PI Sistema orientado a objeto :: Tema da aula Diagrama Hierárquico de Funções (D.H.F.) :: Fase / Etapa Fase 2 Design

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza Campus: Engenheiro Coelho Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet PLANO de ENSINO DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G11 Fabiano Alves de Souza ANO/SEMESTRE CRÉDITOS CARGA

Leia mais

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO 2 de junho de 2010 Sumário Administração de Bancos de Dados.................................. 3 Administração Financeira.......................................

Leia mais

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 Diante da evolução de técnicas e ferramentas tecnológicas, aliado a novas necessidades curriculares,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2007 ANO DO CURSO 4 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Departamento de Sistema de Informação DISCIPLINA: Data Warehouse

Leia mais

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO

análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO análise e desenvolvimento de sistemas Arquitetura e Sistema OO :: Análise e Desenvolvimento Arquitetura e Sistema OO de Sistemas :: apresentação :: O novo Projeto Integrado Em 2001, a Faculdade Radial

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO A Comissão Responsável pela Realização do Concurso Público regido pelo Edital 041/2007 faz saber

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/CPD005 2 1-3 60 A origem e o conceito da teoria geral de sistemas. O conceito de sistemas. Componentes de um sistema de informação. Relações entre sistemas e ambiente. Hierarquia

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 89/2007 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 858/2012 renovado pela Resolução CEE nº 3/2015 PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo:

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza Ementa Características dos dados da Web. Modelagem de dados semiestruturados. Linguagens de consulta para

Leia mais

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA DESIGN NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO Raciocínio Lógico Matemática Financeira A disciplina trata

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Fernando Fonseca Ramos Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros Fundação Educacional Montes Claros 1 Metodologia da Disciplina 1-Objetivo 2-Competências

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Área de Conhecimento Banco de Dados Ementa/Bibliografia Conceitos básicos; Modelos de dados; Aspectos de modelagem de dados; Projeto e Aplicações de Banco de Dados.

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇAO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ - CEAVI. Ementas / Bibliografia

CENTRO DE EDUCAÇAO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ - CEAVI. Ementas / Bibliografia CENTRO DE EDUCAÇAO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ - CEAVI Área de conhecimento Matemática Computacional Engenharia de Software Aplicada Ementas / Bibliografia Aspectos preliminares da aritmética digital,

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE P101 Desenvolvimento Web 80 CE05 CE06 P102 Língua Portuguesa 40 CG08 CG13 P103 Algoritmos e Lógica de Programação 80

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO Area de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas DISCIPLINA: PRÁTICAS INVESTIGATIVAS I H111926 03 60 Introdução e ensaio da prática investigativa. Procedimentos metodológicos

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS, AMBIENTAIS E DE TECNOLOGIAS CURSO: ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: SISTEMAS OPERACIONAIS B CÓDIGO:

Leia mais

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa.

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa. : Técnico em Informática Descrição do Perfil Profissional: O profissional com habilitação Técnica em Microinformática, certificado pelo SENAI-MG, deverá ser capaz de: preparar ambientes para a instalação

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Disciplina: Fundamentos de Informática Período: 1º Carga Horária Total 34 h/a Teórica: 24 h/a Prática: 10 h/a Odilon Fernandes Neto Geral: Conhecer conceitos

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Código Disciplina Sigla Objetivos Ementa 1001 ADMINISTRAÇÃO GERAL ADM GERAL Ao final da disciplina o aluno será capaz de: ter

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Business Intelligence Inteligência Competitiva tem por fornecer conhecimento

Leia mais

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES

EMENTÁRIO DE COMPONENTES CURRICULARES Disciplinas obrigatórias: ICIA39 Administração de Unidades de Básica EMENTA: Conceitos de informação e gestão de organizações. Qualidade e competitividade (noções). Estudo de serviços de informação em

Leia mais

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário

ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário EDITAL 035/2013 DE 22 DE MAIO DE 2013 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO/TEMPORÁRIO ANEXO I CARGO: Professor Substituto/Temporário Área Libras Informática (Hardware/Redes

Leia mais

Engenharia da Computação. 1 o ANO

Engenharia da Computação. 1 o ANO Engenharia da Computação 1 o ANO ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA Matrizes, Sistemas lineares e Determinantes. Vetores. Espaços vetoriais. Produto escalar e vetorial. Retas e planos. Projeção ortogonal.

Leia mais

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular

Plano de Ensino. Apresentação da Unidade Curricular Plano de Ensino Plano de Ensino Apresentação da Unidade Curricular o Funcionamento, arquitetura e conceitos fundamentais dos bancos de dados relacionais e objeto relacionais. Utilização de linguagem DDL

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE HARDWARE E SOFTWARE

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE HARDWARE E SOFTWARE Capítulo 6 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE HARDWARE E SOFTWARE 6.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Qual é a capacidade de processamento e armazenagem que sua organização precisa para administrar suas informações

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 205 Ensino Técnico Etec: Paulino Botelho Código: 09 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Programação de Jogos

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA 2º ANO Nome da disciplina: Física Geral II Carga horária: 90h Acústica e Ondas. Óptica Física e Geométrica. Lei de Coulomb; Campo Elétrico. Lei de Gauss. Potencial. Capacitância.

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE PARANAENSE - UNIPAR Reconhecida pela Portaria - MEC nº 1580, de 09/11/93 - D.O.U. 10/11/93 Mantenedora Associação Paranaense de Ensino e Cultura - APEC UMUARAMA TOLEDO GUAÍRA PARANAVAÍ CIANORTE

Leia mais

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4

Prática: 80. PROFESSOR: José Alberto F. Rodrigues Filho. CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 Prática: 4 PLANO DE ENSINO Período Letivo: 1º Semestre de 2014 Faculdade de Tecnologia de Bragança Paulista CURSO: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação TURNO: Tarde / Noite DISCIPLINA: Projeto Interdisciplinar

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL DGP Nº 76/2010 TÉCNICO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA / MATEMÁTICA / LEGISLAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe Curso: Sistemas de Informação Professores: Marcos Eduardo Godinho Período/ Fase: 2º Semestre: 2º Ano: 2010

Leia mais

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo:

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo: FEDERAÇÃO DOS CÍRCULOS OPERÁRIOS DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA TÉCNICA SANTO INÁCIO Estrada Costa Gama, nº 1009 Belém Velho - Porto Alegre RS Fone: (51) 3374-2858 escola@stoinacio.com.br www.stoinacio.com.br

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MODULO: Módulo Básico COMPONENTE CURRICULAR: Pesquisa Científica CÓDIGO: 101001 Os tipos de Conhecimento. A Ciência e sua forma de Evolução. O Processo da Pesquisa Científica,

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais