CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO"

Transcrição

1 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Domínio Cognitivo (Nível dos Conhecimentos) Compreensão oral e escrita; Conhecimento de formas e regras de funcionamento da língua materna; Conhecimento e compreensão de conceitos e terminologias específicas das diversas áreas do saber que integram o currículo do aluno; Conhecimento de formas diversas de comunicação e expressão em todas as áreas; Conhecimento de regras e princípios das atividades físicas e desportivas. Domínio das Capacidades (Aptidões e Níveis de Desempenho) Expressão oral e escrita; Leitura; Interpretação de textos, questões, imagens, mapas, entre outros recursos didáticos específicos de cada disciplina ou área disciplinar; Resolução de problemas; Aplicação de conceitos provenientes das várias áreas do saber a novas situações; Utilização da terminologia e do vocabulário específico dos conceitos lecionados; Elaboração de trabalho de pesquisa que contemple a recolha de informações em diversas fontes, a organização e o tratamento da mesma; Capacidade de utilização de instrumentos auxiliares; Utilização das tecnologias de informação e comunicação; Domínio das técnicas de expressão e representação no âmbito da Educação Artística; Concepção, concretização e execução de projetos nos diversos domínios do conhecimento; Domínio das exigências de carácter técnico, tático e físico. Valores e atitudes Responsabilidade Assiduidade Pontualidade Cuidado com o equipamento e materiais escolares Cumprimento das tarefas escolares Apresentação do material necessário Interesse / Empenho Participação na actividade escolar Persistência/Perseverança na superação das dificuldades Rigor na concretização das atividades propostas Gosto pelas atividades/estudo e vontade de evoluir Hábitos e métodos de trabalho e estudo adoptados Atenção e concentração nas atividades/aulas e na execução das tarefas propostas Autonomia Organização Iniciativa Maturidade Atitude crítica Capacidade do aluno proceder à sua auto e heteroavaliação Intervenção organizada e oportuna nas atividades/aulas Capacidade de questionar e confrontar opiniões, argumentando Relações interpessoais Respeito pelos outros Sociabilidade Comportamento adequado Cooperação PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 1

2 A. Quantificação da avaliação. 1. 1ºCiclo Área curricular disciplinar Área curricular não disciplinar Disciplinas/ Áreas disciplinares Competências Específicas da disciplina Domínios Competências Transversais Saber Saber Saber Fazer Saber Saber Saber Fazer Domínio Cognitivo Domínio das Capacidades Domínio Cognitivo Domínio das Capacidades (Conhecimento) (Aptidões/Desempenho) (Conhecimento) (Aptidões/Desempenho) Português 70% 30% Saber Ser Valores e Atitudes Estudo do Meio 70% 30% Matemática 70% 30% Expressão Musical 70% 30% Expressão Físico-motora 70% 30% Expressão Dramática 70% 30% Inglês 70% 30% TIC 70% 30% Área de Projeto 30% 70% Formação Cívica 100% Estudo acompanhado 100% 2. 2º Ciclo Área curricular disciplinar Área curricular não disciplinar Disciplinas/ Áreas disciplinares Português Inglês Espanhol História e Geografia de Portugal Matemática Ciências da Natureza Educação Visual Educação Tecnológica Educação Musical Educação Física TIC Competências Específicas da disciplina Saber Saber Saber Fazer Domínio Cognitivo Domínio das Capacidades (Conhecimento) (Aptidões/Desempenho) Domínios Saber Saber Domínio Cognitivo (Conhecimento) Competências Transversais Saber Fazer Domínio das Capacidades (Aptidões/Desempenho) Saber Ser Valores e Atitudes 75% 25% Formação Cívica 100% Apoio ao Estudo 100% PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 2

3 3. 3º Ciclo Área curricular disciplinar Área curricular não disciplinar Disciplinas/ Áreas disciplinares Português Inglês Espanhol Francês História Geografia Matemática Ciências Naturais Físico-Química Educação Visual Educação Tecnológica Educação Musical Educação Física TIC Competências Específicas da disciplina Saber Saber Saber Fazer Domínio Cognitivo Domínio das Competências (Conhecimento) (Aptidões/Desempenho) Domínios Saber Saber Domínio Cognitivo (Conhecimento) Competências Transversais Saber Fazer Domínio das Competências (Aptidões/Desempenho) Saber Ser Valores e Atitudes 80% 20% Apoio ao Estudo 100% Formação Cívica 100% B. Instrumentos de Avaliação a serem utilizados Registos/grelhas de observação; fichas de avaliação; fichas de trabalho; atividades práticas; trabalhos de casa; trabalhos individuais ou de grupo; caderno diário; provas Globais (3º Ciclo) testes intermédios de Português e de Matemática (1º Ciclo 2ºAno); testes intermédios a todas as disciplinas (9º ano), exceto Francês, EV e EF; provas finais de ciclo nas disciplinas de Português e de Matemática (4º, 6º e 9º Anos); outros instrumentos que possam vir a ser definidos em cada disciplina ou área disciplinar ou em atividades propostas; autoavaliação e heteroavaliação. C. Tabela de avaliação e conversão No processo de avaliação de Testes, será utilizada a seguinte tabela de conversão: Avaliação quantitativa Percentual Escala Avaliação qualitativa 0 a 19 1 Não Satisfaz Reduzido 20 a 49 2 Não Satisfaz 50 a 69 3 Satisfaz 70 a 89 4 Bom 90 a Muito Bom PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 3

4 D. Perfis da avaliação dos conhecimentos adquiridos e das capacidades desenvolvidas dos alunos do 1ºCiclo: 1º, 2º e 3º e 4º* Anos Avaliação qualitativa Não Satisfaz NS Satisfaz S Bom B Muito Bom MB 4º ano (Português e Matemática) Avaliação quantitativa Escala 1 Não Satisfaz Reduzido 2 Não Satisfaz 3 Satisfaz 4 Bom 5 Muito Bom O aluno evidencia: Perfis muitas dificuldades na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; progressão muita reduzida na aprendizagem; muitas dificuldades no domínio da Língua Portuguesa; participação muita fraca nas aulas; quase total ausência de resposta às propostas de trabalho que lhe são feitas; grande incapacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; fraca assiduidade/pontualidade irregular. dificuldades na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; reduzida progressão na aprendizagem; dificuldades no domínio da Língua Portuguesa; participação fraca/inoportuna nas aulas; resposta insuficiente às propostas de trabalho que lhe são feitas; incapacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; fraca assiduidade/pontualidade irregular. aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; progressão na aprendizagem; domínio da Língua Portuguesa; oportuna participação nas aulas; resposta às propostas de trabalho que lhe são feitas; capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; assiduidade/pontualidade regulares. facilidade na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; boa progressão na aprendizagem; facilidade no domínio da Língua Portuguesa; participação frequente e oportuna nas aulas; resposta muito satisfatória às propostas de trabalho que lhe são feitas; boa capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; elevado grau de assiduidade e pontualidade. muita facilidade na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; manifestações de criatividade, espírito crítico e iniciativa pessoal; muito boa progressão na aprendizagem; muita facilidade no domínio da Língua Portuguesa; participação muito frequente e sempre oportuna nas aulas; resposta totalmente satisfatória às propostas de trabalho que lhe são feitas; muito boa capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; elevado grau de assiduidade e pontualidade. *4ºAno: Áreas Disciplinares (Estudo do meio, Expressões); Áreas não disciplinares (Área de Projeto, Estudo Acompanhado e Educação para a cidadania); Inglês e TIC. PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 4

5 E. Perfis da avaliação dos conhecimentos adquiridos e das capacidades desenvolvidas dos alunos dos 2º e 3º Ciclos: Escala 1 0% - 19% Não Satisfaz Reduzido 2 20% - 49 Não Satisfaz 3 50% - 69% Satisfaz 4 70% - 89% Bom 5 90% - 100% Muito Bom Perfis O aluno evidencia: muitas dificuldades na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; progressão muita reduzida na aprendizagem; muitas dificuldades no domínio do Português; participação muita fraca nas aulas; quase total ausência de resposta às propostas de trabalho que lhe são feitas; grande incapacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; fraca assiduidade/pontualidade irregular. dificuldades na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; reduzida progressão na aprendizagem; dificuldades no domínio do Português; participação fraca/inoportuna nas aulas; resposta insuficiente às propostas de trabalho que lhe são feitas; incapacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; fraca assiduidade/pontualidade irregular. aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; progressão na aprendizagem; domínio do Português; oportuna participação nas aulas; resposta às propostas de trabalho que lhe são feitas; capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; assiduidade/pontualidade regulares. facilidade na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; boa progressão na aprendizagem; facilidade no domínio do Português; participação frequente e oportuna nas aulas; resposta muito satisfatória às propostas de trabalho que lhe são feitas; boa capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; elevado grau de assiduidade e pontualidade. muita facilidade na aquisição, compreensão e aplicação de conhecimentos; manifestações de criatividade, espírito crítico e iniciativa pessoal; muito boa progressão na aprendizagem; muita facilidade no domínio do Português; participação muito frequente e sempre oportuna nas aulas; resposta totalmente satisfatória às propostas de trabalho que lhe são feitas; muito boa capacidade de cumprir as regras estabelecidas no Regulamento Interno; elevado grau de assiduidade e pontualidade. PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 5

6 F. Informação aos E.E. 2º Ciclo 3º Ciclo Pré-Escolar 1º Ciclo 5º ano 6º ano 7º e 8º anos 9º ano A avaliação no Pré-escolar é feita através do desenrolar do processo de aprendizagem, mais que do produto final e é expressa através de uma síntese descritiva, de menção qualitativa. No 1º Ciclo do ensino básico, a informação resultante da avaliação sumativa interna materializa-se de forma descritiva em todas as áreas curriculares, com exceção das disciplinas de Português e Matemática no 4º ano de escolaridade, a qual se expressa numa escala de 1 a 5 (Artigo 26º do Decreto-Lei nº139/2012 de 5 de julho), no final de cada período. No 4º ano de escolaridade, a avaliação sumativa externa compreende a realização de Provas Finais de Ciclo nas disciplinas de Português e de Matemática**. **Aguarda-se Legislação do Ministério da Educação A avaliação sumativa interna realiza-se no final de cada período. A informação resultante da avaliação sumativa interna materializa-se numa escala de 1 a 5, em todas as disciplinas (Artigo 26º do Decreto-Lei nº139/2012 de 5 de julho). Expressa-se através das menções de Transitou ou Não Transitou, no final de cada ano. Ficam retidos todos os alunos que tenham obtido mais de três níveis inferiores a três em qualquer disciplina. No 6º ano de escolaridade, a avaliação sumativa inclui a avaliação interna, da responsabilidade dos professores e dos órgãos de gestão pedagógica do Externato e a avaliação externa, da responsabilidade dos serviços ou entidades do Ministério da Educação e Ciência designados para o efeito. A avaliação sumativa externa compreende a realização de Provas Finais de Ciclo nas disciplinas de Português e Matemática, tendo uma ponderação de 30%. Realizam-se numa fase única com duas chamadas, a primeira, obrigatória e, a segunda, para situações excecionais comprovadas e analisadas. A não realização das Provas Finais de Ciclo implica a retenção. Após a avaliação sumativa interna do 3º período, serão admitidos às Provas Finais de Ciclo os alunos que se enquadrem nos critérios de admissão a Provas Finais definidos pelo Ministério da Educação e Ciência. Expressa-se através das menções de Aprovado(a) ou Não Aprovado(a), no final de cada Ciclo. No final do 2º Ciclo, o aluno não é aprovado se, após a realização das Provas Finais, obtiver a classificação: - inferior a três nas disciplinas de Português e Matemática; inferior a três em três disciplinas. A avaliação sumativa interna realiza-se no final de cada período. A informação resultante da avaliação sumativa interna materializa-se numa escala de 1 a 5, em todas as disciplinas (Artigo 26º do Decreto-Lei nº139/2012 de 5 de julho). Expressa-se através das menções de Transitou ou Não Transitou, no final de cada ano. Ficam retidos todos os alunos que tenham obtido mais de três níveis inferiores a três em qualquer disciplina. No 9º ano de escolaridade, a avaliação sumativa inclui a avaliação interna, da responsabilidade dos professores e dos órgãos de gestão pedagógica do Externato e a avaliação externa, da responsabilidade dos serviços ou entidades do Ministério da Educação e Ciência designados para o efeito. A avaliação sumativa externa compreende a realização de Provas Finais de Ciclo nas disciplinas de Português e Matemática, tendo uma ponderação de 30%. Realizam-se numa fase única com duas chamadas, a primeira, obrigatória e, a segunda, para situações excepcionais comprovadas e analisadas. A não realização das Provas Finais de Ciclo implica a retenção. Após a avaliação sumativa interna do 3º período, serão admitidos às Provas Finais de Ciclo os alunos que se enquadrem nos critérios de admissão a Provas Finais definidos pelo Ministério da Educação e Ciência. Expressa-se através das menções de Aprovado(a) ou Não Aprovado(a), no final de cada Ciclo. No final do 3º Ciclo, o aluno não é aprovado se, após a realização das Provas Finais, obtiver a classificação: - inferior a três nas disciplinas de Português e Matemática; inferior a três em três disciplinas. G. Avaliação das Áreas Curriculares Não Disciplinares 1. A avaliação das Áreas Curriculares Não Disciplinares (Apoio ao Estudo e Formação Cívica) é expressa através de menção qualitativa Não Satisfaz, Satisfaz e Satisfaz Bem. 2. As Áreas Curriculares Não Disciplinares de Apoio ao Estudo e Formação Cívica não são consideradas para efeitos de retenção dos alunos no ano/ciclo. H. Disposições finais 1. Os presentes Critérios Gerais de Avaliação, serão cumpridos por todos os conselhos de docentes e departamentos curriculares que, depois de aprovados, entrarão em vigor no ano letivo de 2012/2013 podendo ser revistos anualmente, mas sempre antes do início do ano letivo. 2. Os critérios de avaliação são divulgados no site da escola através da plataforma Moodle e como anexo no Projeto Educativo de Escola. PEE (Anexo 1 - Critérios Gerais de Avaliação) Página 6

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES ANO LETIVO 2014 / 2015 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO CRITÉRIOS GERAIS Na avaliação dos alunos intervêm todos os professores envolvidos,

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO

Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO Critérios Gerais de Avaliação do 1º Ciclo ANO LETIVO 2015-2016 Avaliação (Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho; Despacho Normativo nº 17-A/2015 de 22 de Setembro e Despacho Normativo nº 13/2014 de 15

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento 1º Ciclo Grupos: 110 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEL CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO UTILIZADOR Critérios

Leia mais

Critérios específicos de avaliação

Critérios específicos de avaliação Critérios específicos de 1. Aspetos a considerar na específica A sumativa expressa-se de forma descritiva em todas as áreas curriculares, com exceção das disciplinas de Português e Matemática no 4º ano

Leia mais

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*)

Critérios de avaliação. Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Matriz Curricular Ensino Básico - 1.º ciclo (*) Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória: Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas e Físico-Motoras. Apoio

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. JOSÉ DOMINGUES DOS SANTOS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. JOSÉ DOMINGUES DOS SANTOS CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação enquanto elemento integrante da prática letiva deve basear-se na seleção de objetivos e competências definidas por disciplina e ano curricular que, orientarão

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO. NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2016/2017 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA. Critérios de avaliação do 3.º ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARELEJA Critérios de avaliação do 3.º ciclo Ano letivo 2017-18 Domínio das atitudes e valores nas disciplinas de Português, Inglês, Francês, Espanhol, Matemática, Ciências Naturais,

Leia mais

Critérios gerais de avaliação

Critérios gerais de avaliação Critérios gerais de avaliação ÍNDICE Introdução 3 A A avaliação na educação pré-escolar 3 1 Intervenientes 3 2 Modalidades da avaliação 3 3 Critérios de avaliação 3 4 Ponderação 4 B A avaliação no ensino

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ANO LETIVO DE 2017 2018 PORTUGUÊS

Leia mais

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( )

ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO ( ) Critérios de Avaliação 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 ESCOLAS E.B.1 C/ J.I. DA COCA MARAVILHAS E DE VENDAS A avaliação incide sobre os conhecimentos e capacidades definidas no currículo nacional e nas

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO (APROVADOS EM CP 2014/2015)1 1.º Introdução A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos

Leia mais

Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa

Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa Critérios de Avaliação do Ensino Básico - º Ciclo Língua Portuguesa DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS PONDERAÇÃO NA CLASSIFICAÇÃO TIPOLOGIA DOS INSTRUMENTOS DE FINAL AVALIAÇÃO POR PERÍODO Teste(s) de compreensão oral

Leia mais

Critérios gerais de avaliação

Critérios gerais de avaliação Critérios gerais de avaliação Ano letivo 204-205 ESCOLA LUÍS MADUREIRA PRÍNCIPIOS QUE REGULAM A AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS A avaliação tem uma vertente contínua e sistemática e fornece ao professor, ao

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Fernão de Magalhães Departamento Curricular do 1º Ciclo Ano Letivo 2015/2016 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO PARA O 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Avaliação das Atitudes/Comportamentos

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos

Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos Critérios Gerais de Avaliação 1º, 2º e 3º ciclos Ano letivo 2013-2014 INTRODUÇÃO - Avaliação (Decreto-Lei nº139/2012, de 5 de julho) - A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador

Leia mais

Critérios de Avaliação 2015/2016

Critérios de Avaliação 2015/2016 Critérios de Avaliação Ano letivo 2015/2016 Critérios de Avaliação 2015/2016 Introdução As principais orientações normativas relativas à avaliação na educação pré-escolar estão consagradas no Despacho

Leia mais

Domínio Parâmetros Peso (%)

Domínio Parâmetros Peso (%) 2ºCiclo Matemática Testes. 75% Sócio afetivas Atitudes e valores: Responsabilidade e autonomia; Assiduidade e pontualidade; Cooperação e respeito; Postura na sala de aula; Espírito Crítico; Trabalhos de

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS CAPACIDADES INDICADORES INSTRUMENTOS Domínio Cognitivo (Saber) Componentes do Currículo Conceitos Identifica/Reconhece/Adquire conceitos; Domina

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO ANO LETIVO 2017-2018 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos Departamento do 1º ciclo CRITÉRIOS de AVALIAÇÃO 1º CICLO Enquadramento A avaliação interna das aprendizagens

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO JOÃO DO ESTORIL Departamento 1º Ciclo ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO Serão tidos em consideração os elementos de avaliação a seguir enumerados, essenciais para o desenvolvimento do

Leia mais

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO

AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO AERT CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DO 1.º CICLO (De acordo com o Despacho Normativo n. 17-A/2015 de 22 de setembro e com o Decreto-Lei n. 139/2012 de 5 de julho) Disposições Gerais A avaliação tem uma

Leia mais

I Competências / Domínios a avaliar

I Competências / Domínios a avaliar O trabalho desenvolvido na disciplina de Português 2º ciclo visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos dois as do ciclo, metas linguísticas s domínios do oral e do escrito, competências de leitura

Leia mais

Critérios de avaliação

Critérios de avaliação Agrupamento de Escolas de Amareleja 2.º ciclo Critérios de avaliação 2015-2016 Nomenclatura dos instrumentos de avaliação Classificação Nomenclatura 0% a 19% Fraco 20% a 49% Insuficiente 50% a 69 % Suficiente

Leia mais

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017

EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 EXTERNATO S. JOÃO BOSCO VIANA DO CASTELO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 Aprovado em Conselho de Docentes em julho de 2016 Diretora Pedagógica Rosa Cândida Gomes Princípios Orientadores

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO DIREÇÃO-GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES DIREÇÃO DE SERVIÇOS REGIÃO ALENTEJO Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Milfontes, Odemira CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO 1º CICLO 2016/2017 1 CRITÉRIOS E INSTRUMENTOS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANADIA Critérios Gerais de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 2011/2012. Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ANADIA Critérios Gerais de Avaliação 1º Ciclo do Ensino Básico 2011/2012. Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB Critérios Gerais de Avaliação 1º CEB 0 Introdução No Ensino Básico A avaliação constitui um processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso escolar e certificador das diversas aquisições realizadas

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja

Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja Escola Secundária com 3º Ciclo D. Manuel I de Beja Psicologia B 12º ano Ano lectivo 2011/2012 Critérios de avaliação Competências: Equacionar a Psicologia no panorama geral das ciências; Capacidades de

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO

DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1.º CICLO CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS 2016/2017 Quanto ao domínio das Capacidades/Conhecimentos, nomeadamente nos testes e trabalhos escritos, estes serão

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Centro SETOR DE COORDENAÇÃO E SUPERVISÃO PEDAGÓGICA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LETIVO DE 2017/2018 PORTUGUÊS

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO (Despacho Normativo Nº 13/2014 de 15 de setembro) A avaliação dos alunos do ensino básico e secundário incide sobre as aprendizagens e competências definidas

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 2º E 3º CICLOS (2ª revisão)

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 2º E 3º CICLOS (2ª revisão) CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 2º E 3º CICLOS (2ª revisão) Nos termos da alínea e) do art.º 33.º do Regime de Autonomia, Administração e Gestão, constante do Decreto-Lei nº 75/2008 de 22

Leia mais

Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico

Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal Departamento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico Critérios Específicos de Avaliação 2013/2014 Introdução Os conhecimentos e capacidades a adquirir e a desenvolver

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO. Assiduidade/Pontualidade (2%) Comportamento / Relação com os outros (6%)

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015/2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO. Assiduidade/Pontualidade (2%) Comportamento / Relação com os outros (6%) PORTUGUÊS DOMÍNIOS DE Leitura / Educação literária (25) Escrita (25) Gramática (15) Oralidade (15) 80 Assiduidade/Pontualidade (2) Comportamento / Relação com os outros (6) Organização do material (2)

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 1º CICLO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 1º CICLO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO - ENSINO BÁSICO 1º CICLO Nos termos das disposições constantes da legislação em vigor, o Conselho Pedagógico do Agrupamento de Escolas Garcia de Orta aprovou, em sessão ordinária

Leia mais

C R I T É R I O S G E R A I S DE A V A L I A Ç Ã O

C R I T É R I O S G E R A I S DE A V A L I A Ç Ã O Agrupamento de Escolas Dr. Alberto Iria Olhão C R I T É R I O S G E R A I S DE A V A L I A Ç Ã O Ano Letivo 2015-2016 Critérios Gerais de Avaliação 2015-2016 1 1. Avaliação A avaliação constitui um processo

Leia mais

Critérios de Avaliação. Departamento de Expressões

Critérios de Avaliação. Departamento de Expressões Critérios de Avaliação Departamento de Expressões 2015/2016 5.º ano Disciplina Educação Visual instrumental 60% Trabalhos realizados de acordo com a planificação da disciplina Interesse e empenho 10% Comportamento/adequação

Leia mais

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo. 1º Ciclo do Ensino Básico

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo. 1º Ciclo do Ensino Básico Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo 1º Ciclo do Ensino Básico Ano lectivo 2009/2010 1 I. Introdução De acordo com a legislação em vigor (Portaria 72/2006 de 24 de Agosto), a avaliação deverá incidir

Leia mais

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano

2º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 6º Ano CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação do aluno nas diferentes disciplinas e áreas curriculares disciplinares realiza-se em três domínios: afetivo, cognitivo, e psicomotor. Ou, usando uma terminologia

Leia mais

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António

Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de Santo António Exames Nacionais de Língua Portuguesa e Matemática 9º ANO As provas de exame de Língua Portuguesa e de Matemática incidem sobre as aprendizagens e competências

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO PORTO MONIZ ANO LETIVO 2016/2017 CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO MATEMÁTICA 2.º CICLO

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO PORTO MONIZ ANO LETIVO 2016/2017 CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO MATEMÁTICA 2.º CICLO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DO PORTO MONIZ ANO LETIVO 2016/2017 CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO CRITÉRIOS TIPO I MATEMÁTICA 2.º CICLO Critérios I Classificação formal 75% Classificação não formal 20% - Cumprimento

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO Sede - Escola Secundária do Restelo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO Sede - Escola Secundária do Restelo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO Sede - Escola Secundária do Restelo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2014/2015 1º CICLO 1. Critérios Gerais Evolução da aquisição das aprendizagens; Utilização correta da língua

Leia mais

EB1 com PE e Creche da Quinta Grande

EB1 com PE e Creche da Quinta Grande EB1 com PE e Creche da Quinta Grande Ano letivo 2016/17 Critérios de Avaliação para o 1.º Ciclo As fichas de avaliação das áreas curriculares disciplinares são cotadas de forma quantitativa, numa escala

Leia mais

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3ºciclo Geografia 7ºano

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3ºciclo Geografia 7ºano CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3ºciclo Geografia 7ºano Metas de Aprendizagem Conteúdos Programáticos Critérios de Avaliação Instrumentos de Avaliação Domínio I A TERRA : Estudos

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO De acordo com o estipulado no Decreto-Lei nº139/2012 de 5 de julho e do Despacho Normativo nº14/2011, estabelecem-se os seguintes Critérios Gerais de Avaliação, que passarão

Leia mais

Critérios de Avaliação 1º CICLO

Critérios de Avaliação 1º CICLO Critérios de Avaliação 1º CICLO 1. Introdução 1.1. Os critérios de avaliação definidos pelo Departamento Curricular do 1.º ciclo consideram os processos de aprendizagem, o contexto em que a mesma se desenvolve,

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO Considerando que a Portaria nº 23 /2015, de 27 de fevereiro revogou a Portaria nº 9/2013, de 11 de fevereiro referente à avaliação das aprendizagens e competências

Leia mais

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo

Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo Critérios de Avaliação da Disciplina de Geografia - 3º Ciclo A função de avaliação corresponde à análise cuidada das aprendizagens conseguidas relativamente às planeadas, devendo traduzir-se numa descrição

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO 1.º CICLO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SAMPAIO 1.º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO I- Introdução Os critérios de avaliação são definidos de acordo com o currículo, os programas das disciplinas e as metas curriculares, sendo operacionalizados pelos professores da

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2.º / 3.º CICLOS Educação Física Domínio Cognitivo (Saber e Saber Domínio Comportam ental (Saber Estar) Conhecimento e compreensão de conceitos e fatores de aptidão física e regulamentos

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO O trabalho desenvolvido na disciplina de,, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências linguística-comunicativas s domínios do oral e do escrito, competências de

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo Índice 1. CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO... 3 1.1. TERMINOLOGIA DE CLASSIFICAÇÃO... 4 1.2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO... 4 1.3. DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES/DISCIPLINAS... 5 1.3.1. DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR...

Leia mais

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo Objeto de avaliação Conhecimentos e Capacidades Específicos Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo 2016-2017 Itens/Parâmetros Compreensão histórica (Temporalidade Espacialidade

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO VISUAL 2.º e 3.º CICLOS /Parâmetros de avaliação avaliação Técnicas (2): - Domínio - Expressão - Rigor - Clareza Testes e trabalhos equivalentes a testes 50% Conceitos (10%):

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C)

ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C) ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FRANCISCO FERNANDES LOPES OLHÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ÁREA DISCIPLINAR DE CONTABILIDADE (430 C) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano Letivo de 2011/2012 Página 1 de 5 ESCOLA

Leia mais

EDUCAÇÃO. Saber ser / saber estar 70% Saber/ saber fazer 30% 65% - Gramática 15% 21,25% - Realização de tpc Atitudinais/ - Iniciativa linguística

EDUCAÇÃO. Saber ser / saber estar 70% Saber/ saber fazer 30% 65% - Gramática 15% 21,25% - Realização de tpc Atitudinais/ - Iniciativa linguística a tua a tua escola teu o o teu o teu futuro teu projeto 2016/17 II Critérios de Cursos Avaliação REPÚBLICA PORTUGUESA EDUCAÇÃO Profissionais Na avaliação dos alunos que frequentam os cursos profissionais

Leia mais

Critérios de avaliação. Departamento de 1.º Ciclo do Ensino Básico

Critérios de avaliação. Departamento de 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação Departamento de 1.º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo 2017 2018 1. Considerações Iniciais A avaliação incide sobre as aprendizagens desenvolvidas pelos alunos, tendo por referência

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO O trabalho desenvolvido na disciplina de Português, Secundário, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo do Ensi Secundário, competências de comunicação s domínios do oral e do escrito, competências

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO. Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO. Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLA DE ARCOZELO 152640 CRITÉRIOS/INDICADORES DE AVALIAÇÃO 1º CICLO Ano Letivo 2015/2016 Agrupamento de Arcozelo Telef: 258 909 060 - Fax: 258 909 062 www.aearcozelo.pt Vilar Arcozelo

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MEM MARTINS Sede: ES de Mem Martins EB23 Maria Alberta Menéres; EB1 de Mem Martins n.º 2; EB1 com JI da Serra das Minas n.º 1 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO ANO LETIVO 2015-2016

Leia mais

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo. Ano Letivo 2016/2017. A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves

Critérios de Avaliação. 1º Ciclo. Ano Letivo 2016/2017. A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 2016/2017 A Presidente do Conselho Pedagógico Felicidade Alves Princípios Orientadores - Processo regulador das aprendizagens, orientador do percurso escolar

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO

DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO DOCUMENTO ORIENTADOR DE AVALIAÇÃO Legislação relativa à avaliação Orientação técnica nº 3/2016, de setembro (ANQEP) Cursos de Educação e Formação nível básico (ano letivo 2016/2017). Orientação técnica

Leia mais

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso

Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso ANO LETIVO: 2016/2017 Amadeo de Souza-Cardoso Critérios Gerais de Avaliação do Agrupamento Dando cumprimento ao disposto no Decreto-Lei 139/2012, na sua redação atual, e no Despacho normativo nº 1-F/2016,

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016 / 207 2.º CICLO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E EXPERIMENTAIS Disciplinas: Ciências Naturais e Ciências Físico-Químicas Ano Letivo 2016/2017 Produção de trabalhos escritos

Leia mais

ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE

ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE ENSINO BÁSICO 2016/2017 NORMAS DE TRANSIÇÃO E APROVAÇÃO E CONDIÇÕES DE ADMISSÃO ÀS PROVAS FINAIS DO 9.º ANO DE ESCOLARIDADE As normas de transição para os anos não terminais de ciclo constituem normas

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2012/13 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% "0 Ser / Saber Ser" 25% Língua Portuguesa Inglês "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber /

Leia mais

COLÉGIO DE ALBERGARIA REGULAMENTO INTERNO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS

COLÉGIO DE ALBERGARIA REGULAMENTO INTERNO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS REGULAMENTO INTERNO MODELO DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS 1. INTRODUÇÃO De acordo com o Projecto Educativo do Colégio de Albergaria e a legislação em vigor sobre a avaliação das aprendizagens dos alunos nos vários

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DO RESTELO CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÂO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS 2º CICLO ANO LETIVO 2015 / 2016 DOMÍNIOS DE APRENDIZAGEM DOMÍNIOS DE REFERÊNCIA PONDERAÇÃO INSTRUMENTOS DE

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO 170586 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CURSOS PROFISSIONAIS 2016-2019 Índice 1. CURSOS PROFISSIONAIS MATRIZES CURRICULARES... 5 1.1. Matriz Curricular dos Cursos Profissionais

Leia mais

L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS. Ensino Básico e Secundário

L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS. Ensino Básico e Secundário Ano Letivo 2012/2013 L. PORTUGUESA /PORTUGUÊS Ensino Básico e Secundário Critérios de Avaliação COMPETÊNCIAS PONDERAÇÃO ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO COGNITIVAS / OPERACIONAIS Æ 60% Testes / Fichas de Avaliação

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A lectivo:2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Inglês, 2ºciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos cinco as dos dois Ciclos, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

Critérios Gerais de Avaliação

Critérios Gerais de Avaliação Critérios Gerais de Avaliação Ensino Secundário 11º ano Cursos Científico Humanísticos Ano Letivo 2016/2017 1 O presente documento pretende materializar a execução dos princípios orientadores da avaliação,

Leia mais

Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016

Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016 6 Critérios de avaliação dos alunos 1º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2015/2016 1. Critérios Gerais Domínio Cognitivo/ Psicomotor Conhecimentos/ Capacidades Domínios de avaliação Verificação e aferição

Leia mais

1. ALUNOS DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA

1. ALUNOS DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA 1. ALUNOS DE PORTUGUÊS LÍNGUA MATERNA 1.1. EXPRESSÃO DA AVALIAÇÃO SUMATIVA INTERNA Nível 0-19 1 1º Ciclo (4º Ano) Matemática e Português 20-49 2 50-69 3 70-89 4 90-100 5 1º Ciclo Menção qualitativa 0-49

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DE ESCOLA

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DE ESCOLA CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DE ESCOLA Agrupamento de Escolas Infanta D. Mafalda Ano Letivo 2014/2015 ÍNDICE I INTRODUÇÃO... 3 II CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO... 4 2.1 - PRÉ-ESCOLAR...4 2.2-1º CICLO...4 2.3-2º

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. CICLO Domínios Disciplinas Domínios de referência Parâmetros Ponderação% 1º 2º 3º 4º ano Instrumentos de Avaliação Oralidade Leitura Português Escrita Educação literária Conhecimento Explicito/gramática Resolução

Leia mais

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014

AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INTERNA SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO. Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO SEGUNDO CICLO DO ENSINO BÁSICO 6.º ANO Ano letivo 2013/2014 AVALIAÇÃO INTERNA A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa que permite a recolha

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Loureiro

Agrupamento de Escolas de Loureiro GOVERNO DE PORTUGAL EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2016-2017 Agrupamento de Escolas de Loureiro GOVERNO DE PORTUGAL EDUCAÇÃO 2 o CICLO DO ENSINO BÁSICO EDUCAÇÃO VISUAL (5 o

Leia mais

Professor da área 1 Dramática Expressão, Educação Musical Professor da área 1 Expressão, Educação Físico- Motora

Professor da área 1 Dramática Expressão, Educação Musical Professor da área 1 Expressão, Educação Físico- Motora 2013/2014 1º Ciclo do Ensino Básico ORGANIZAÇÃO CURRICULAR Tendo como fundamento os princípios da Pedagogia Marista, o Currículo do 1ºCiclo do Externato Marista de Lisboa, promove o desenvolvimento integral

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A letivo: 2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Francês, 3º Ciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO

GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO GUIÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO CURRICULAR DE AGRUPAMENTO Após a aprovação no último Conselho Pedagógico de 13 de Outubro de 2010, das líneas orientadoras para a definição das opções estratégicas do

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus. Departamento de 1º ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus. Departamento de 1º ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Agrupamento de Escolas Dr. Correia Mateus Departamento de 1º ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo 2013/2014 A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa, permitindo uma recolha

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Ciências Sociais e Humanas Grupos: 200; 400; 410; 420; 430; 530 ESCOLA BÁSICA DO 2º CICLO DE PINHEL Critérios de Avaliação de Português- 2º Ciclo O R A L I D A D E Componente

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2017/2018 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação O Saber 65% Português O Saber Fazer 25% O Ser / Saber Ser 10% O Saber 75% Inglês O Saber Fazer 10% O Ser / Saber

Leia mais

PORTUGUÊS CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS. ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO

PORTUGUÊS CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS. ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº 4 DE ÉVORA SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA ANDRÉ DE GOUVEIA CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE ALUNOS PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO (2.º e 3.º CICLOS) ENSINO SECUNDÁRIO outubro

Leia mais

GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/ º ciclo do Ensino Básico

GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/ º ciclo do Ensino Básico DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA - Ano Letivo 2016/2017 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 1. A avaliação é contínua e sistemática.

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS DEPARTAMENTO CURRICULAR: MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades

Leia mais

3º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 7º Ano

3º Ciclo do Ensino Básico Critérios de avaliação 7º Ano CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO A avaliação do aluno nas diferentes disciplinas e áreas curriculares disciplinares realiza-se em três domínios: afetivo, cognitivo, e psicomotor. Ou, usando uma terminologia

Leia mais

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013

Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático 2012/2013 Critérios de Avaliação dos CEF Curso de Operador Informático Língua Portuguesa 2012/2013 ATITUDES Formação para a cidadania. Apresentação dos materiais necessários, cumprimento de tarefas propostas, assiduidade,

Leia mais

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CURRÍCULO DAS ÁREAS DISCIPLINARES / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Conhecer materiais riscadores e respetivos suportes físicos. Dominar materiais básicos de desenho técnico. Dominar a aquisição de conhecimento prático. Compreender a geometria enquanto elemento de organização

Leia mais

Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito

Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito Regulamento - Quadro de Honra e Prémio de Mérito Regulamento do Quadro de Honra e do Prémio de Mérito Artigo 1.º Objeto O Quadro de Honra e o Prémio de Mérito destinam-se a tornar visível o reconhecimento

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A lectivo:2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Inglês,, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos cinco as dos dois Ciclos, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

http://www3.esvilela.pt/exames-nacionais PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (1º E 2º CICLO) 2016 QUAIS AS CONDIÇÕES DE APROVAÇÃO? No final do 1º ciclo do ensino básico o aluno obtém a menção de Aprovado

Leia mais

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo

Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo Critérios Específicos de Avaliação - 1º ciclo A avaliação, como parte integrante do processo de ensino/ aprendizagem, deverá ter em conta: Os programas e as metas curriculares em vigor para o 1º ciclo;

Leia mais

Critérios e Parâmetros de Avaliação

Critérios e Parâmetros de Avaliação Critérios e Parâmetros de Avaliação Pré-Escolar e 1º ciclo ESCOLA BÁSICA DE 1º CICLO COM PRÉ-ESCOLAR DE BOAVENTURA 2013/2014 A avaliação é encarada numa perspetiva formativa de todo o processo educativo,

Leia mais

Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS. Critérios de Avaliação / Indicadores / Operacionalização dos Indicadores

Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS. Critérios de Avaliação / Indicadores / Operacionalização dos Indicadores Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades Escola Básica e Secundária de Oliveira de Frades Disciplina: EDUCAÇÃO FÍSICA 5º, 6 º ANOS Critérios Específicos de Avaliação da Disciplina de Educação Física

Leia mais

PARÂMETROS E CRITÉRIOS DE

PARÂMETROS E CRITÉRIOS DE ESCOLA BÁSICA DE 1º CICLO COM PRÉ- ESCOLAR DE BOAVENTURA PARÂMETROS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Índice Modalidades e critérios de avaliação. Pág. 2 Critérios de progressão e retenção.. Pág. 3 Critérios/instrumentos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º CICLO ANO LETIVO 2014 /15. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2014/15 Quadro de síntese 2º Ciclo Domínios da Avaliação Ponderação 0 Saber / 0 Saber Fazer 70% Português Inglês "0 Ser / Saber Ser" 25% "0 Ser / 5% /Saber Ser" " O Saber

Leia mais

Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2009/2010 ANEXO VI

Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2009/2010 ANEXO VI Projecto Curricular de Escola Ano Lectivo 2009/2010 ANEXO VI Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia Ano Lectivo 20 /20 PLANO DE RECUPERAÇÃO Despacho Normativo nº50/2005 Aluno: Nº

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2014/2015

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2014/2015 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2014/2015 A avaliação, constituindo-se como um processo regulador do ensino, é orientadora do percurso escolar e tem por objetivo a melhoria da qualidade do ensino através

Leia mais