6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica"

Transcrição

1 6 ª série Ensino Fundamental Ciências Escola Santa Angélica

2 Unidade I Descobrindo os seres vivos Níveis de organização biológica

3 Unidade I Descobrindo os seres vivos Hereditariedade: passagem dos genes de pais para filhos

4 Unidade I Descobrindo os seres vivos Esquema da fotossíntese

5 Unidade I Descobrindo os seres vivos Classificação: organizando a diversidade

6 Unidade I Descobrindo os seres vivos Os reinos

7 Unidade II As formas de vida mais simples Cianobactérias

8 Unidade II As formas de vida mais simples Bactérias Antraz

9 Unidade II As formas de vida mais simples Decomposição e o ciclo dos sais minerais

10 Unidade II As formas de vida mais simples Como são as algas Diferentes espécies de algas unicelulares do grupo das diatomáceas. Alga pluricelular marinha.

11 Unidade II As formas de vida mais simples Doença de Chagas O barbeiro suga o sangue do doente e adquire o protozoário. vaso de sangue da pele O barbeiro contaminado pode picar outra pessoa O barbeiro suga o sangue da pessoa e defeca As fezes com tripanossomos caem na circulação do sangue da pessoa picada glóbulos vermelhos

12 Unidade II As formas de vida mais simples Transmissão pela água e pelos alimentos amebas eliminadas com as fezes contaminação de água e alimentos água contaminada com amebas menino com amebas mulher ingere amebas doença: amebíase sintoma: disenteria

13 Unidade II As formas de vida mais simples Reprodução sexuada nos cogumelos cogumelo-de-chapéu esporos debaixo do chapéu esporos levados pelo vento micélio cogumelo jovem formação de novo fungo mistura dos micélios

14 Unidade III Animais invertebrados Estrutura de um porífero ósculo espícula fluxo de água poro átrio coanócito

15 Unidade III Animais invertebrados Reprodução sexuada nas esponjas liberação de espermatozóides larva espermatozóide óvulo ovo fecundação esponja A esponja B esponja jovem

16 Unidade III Animais invertebrados Estrutura dos cnidários Medusa Pólipo boca cavidade digestiva célula muscular tentáculo cavidade digestiva boca célula urticante revestimento interno revestimento externo

17 Unidade III Animais invertebrados Funções vitais dos cnidários Digestão Trocas gasosas Excreção Circulação Sistema nervoso

18 Unidade III Animais invertebrados Ciclo de vida da Taenia solium hospedeiro definitivo cisticerco na carne de porco solitária no intestino larva no intestino do porco anel maduro anel saindo com as fezes porco comendo os anéis

19 Unidade III Animais invertebrados Ciclo de vida do esquistossomo hospedeiro definitivo cisticerco na carne de porco vermes no fígado larva entra através da pele cercária hospedeiro intermediário ovos saem com as fezes miracídeo

20 Unidade III Animais invertebrados Ciclo de vida da lombriga as larvas circulam por diversos órgãos até chegarem ao intestino ovo com larva ovo se rompe no intestino vermes no intestino fezes com ovos verdura regada com água contaminada

21 Unidade III Animais invertebrados Ciclo de vida do ancilóstomo ovo com embrião ovo no solo verme adulto no intestino ovo se desenvolvendo larva larvas entrando no pé

22 Unidade III Animais invertebrados Estrutura da minhoca clitelo boca segmento intestino ânus nefrídeos

23 Unidade III Animais invertebrados Estrutura do caracol ânus tentáculo ocular tentáculo tátil pé manto orifício respiratório boca

24 Unidade III Animais invertebrados Estrutura interna de um gafanhoto antenas glândula salivar cecos gástricos coração ovário cordão nervoso ventral intestino ânus túbulos filtradores

25 Unidade III Animais invertebrados Estrutura interna do ouriço-do-mar placa madrepórica ânus ovário canal principal intestino canal circular espinho pedicelaria dente boca pé ambulacral

26 Unidade IV Animais vertebrados Esquema do sistema circulatório de peixes cabeça brânquias coração fígado intestino rins cauda

27 Unidade IV Animais vertebrados Ciclo vital dos peixes fecundação externa macho espermatozóides adultos fêmea óvulos fecundação peixe jovem alevino começa a comer alevino ovo desenvolvimento do embrião nutrição para o alevino

28 Unidade IV Animais vertebrados Ciclo vital dos peixes fecundação interna macho fêmea macho introduz espermatozóides na fêmea fecundação ovos dentro da fêmea desenvolvimento dos embriões expulsão dos alevinos alevino

29 Unidade IV Animais vertebrados Sistema circulatório dos anfíbios cabeça pulmões e pele sangue oxigenado (arterial) sangue venoso coração mistura de sangue venoso com arterial fígado rins intestino cauda/pernas

30 Unidade IV Animais vertebrados Ciclo de vida da rã 1 ano fêmea macho pulmões nascem as pernas dianteiras 3 meses nascem as pernas traseiras 2 meses ovos ovo girino 6 dias

31 Unidade IV Animais vertebrados Coração dos jacarés pulmões corpo átrio direito átrio esquerdo ventrículo direito ventrículo esquerdo

32 Unidade IV Animais vertebrados Sistema respiratório das aves cabeça sacos aéreos pulmões traquéia pulmão fígado intestino rins cauda/pernas sangue venoso sangue arterial

33 Unidade IV Animais vertebrados O bico das aves

34 Unidade IV Animais vertebrados Reprodução assexuada Reprodução sexuada gameta masculino esporo fecundação zigoto gameta feminino esporo

35 Unidade V O reino das plantas Alternância de gerações gametófito masculino gameta masculino esporo zigoto esporófito gametófito feminino gameta feminino esporo

36 Unidade V O reino das plantas Reprodução dos musgos gametófito feminino gameta oosfera reprodução sexuada respingos de água gametófito masculino esporófito esporos esporos gameta (anterozóide) gametófito esporófito nova planta reprodução assexuada zigoto

37 Unidade V O reino das plantas Ciclo da samambaia gametófito gametas zigoto esporófito

38 Unidade V O reino das plantas Ciclo de vida do pinheiro esporófito estróbilo masculino estróbilo feminino oosfera grãos de pólen oosfera fecundada semente esporófito jovem

39 Unidade V O reino das plantas Como são as angiospermas Flor estigma estame (androceu) antena estilete estilete ovário óvulo pistilo (gineceu) pétala pistilo (gineceu) sépala

40 Unidade V O reino das plantas Esquema de fecundação na flor grão de pólen tubo polínico ovário óvulo fecundação semente gineceu fruto

41 Unidade V O reino das plantas Planta hermafrodita Planta de sexos separados flores masculinas flores femininas

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA A PROVA 2º TRIMESTRE

EXERCÍCIOS PARA A PROVA 2º TRIMESTRE 7 O ANO EF CIÊNCIAS EXERCÍCIOS Thiago Judice EXERCÍCIOS PARA A PROVA 2º TRIMESTRE Esta lista de exercícios conta com um gabarito. Procure utilizá-la da seguinte forma: 1. Tente responder as perguntas com

Leia mais

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo;

Características Principais dos Poríferos: Apresentam poros na parede de seu corpo; Características Principais dos Poríferos: Animais Pluricelulares; Apresentam poros na parede de seu corpo; Todos aquáticos; São as Esponjas. Possui uma cavidade central, chamada átrio; Abertura relativamente

Leia mais

Aluno: Turma:2º CN Data : Matéria: Turno:NOITE Valor :30pontos Nota:

Aluno: Turma:2º CN Data : Matéria: Turno:NOITE Valor :30pontos Nota: ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO JANEIRO/2015 RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 Aluno: Turma:2º CN Data : Matéria: Turno:NOITE Valor

Leia mais

Aula Multimídia. Prof. David Silveira

Aula Multimídia. Prof. David Silveira Aula Multimídia Prof. David Silveira Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

1 Estratégias de reprodução

1 Estratégias de reprodução 1 Estratégias de reprodução 2 Reprodução sexuada e reprodução assexuada 2.1 Conceitos 2.2 Exemplos 3 Reprodução de animais 3.1 Sexuada 3.2 Assexuada 4.1 Sexuada 4.2 Assexuada 5 Reprodução e diversidade

Leia mais

musgos hepáticas Briófitas musgos musgos

musgos hepáticas Briófitas musgos musgos Briófitas musgos hepáticas Briófitas musgos musgos líquens (algas e fungos) musgos musgos hepáticas musgos samambaias (pteridófitas) Foram as primeiras plantas que ocuparam o ambiente terrestre. Vivem

Leia mais

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal.

Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Poríferos Talvez ao tomar banho, você goste de se ensaboar usando uma esponja sintética, feita de plástico ou de borracha, ou uma bucha vegetal. Mas você já pensou em tomar banho ensaboando-se com o esqueleto

Leia mais

Metodologia do Ensino de Ciências Aula 08. IMES Fafica Curso de Pedagogia 3º Ano Prof. M.S.c. Fabricio Eduardo Ferreira

Metodologia do Ensino de Ciências Aula 08. IMES Fafica Curso de Pedagogia 3º Ano Prof. M.S.c. Fabricio Eduardo Ferreira Metodologia do Ensino de Ciências Aula 08 IMES Fafica Curso de Pedagogia 3º Ano Prof. M.S.c. Fabricio Eduardo Ferreira fabricio@fafica.br A reprodução dos animais e vegetais Uma das características mais

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos (também chamados de cloroplastos). Cloroplastos

Leia mais

O início da conquista do ambiente terrestre

O início da conquista do ambiente terrestre ANFÍBIOS Anfíbios Os anfíbios não são encontrados no ambiente marinho, apenas na água doce e em ambiente terrestre. O nome do grupo, anfíbios (do grego, amphi - dos dois lados + bios = vida), foi dado

Leia mais

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal.

Os Poríferos. Características exclusivas. 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Os Poríferos Características exclusivas 1) Apresentam o corpo coberto por poros. 2) São os primeiros representantes do reino animal. Outras características 1) Apresentam uma grande capacidade de regeneração

Leia mais

Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam gametas (n). Zigoto diplóide (2n) faz mitose e forma o indivíduo esporófito, que por meiose forma os

Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam gametas (n). Zigoto diplóide (2n) faz mitose e forma o indivíduo esporófito, que por meiose forma os REINO VEGETAL Organismos eucariontes, pluricelulares, autótrofos e fotossintetizantes. Todas as plantas apresentam alternância de gerações em seu ciclo de vida. Indivíduos haplóides (n) gametófitos formam

Leia mais

Após fecundarem os óvulos no interior de outras esponjas, larvas ciliadas são

Após fecundarem os óvulos no interior de outras esponjas, larvas ciliadas são Poríferos Os poríferos, também chamados de esponjas, ou espongiários, são animais aquáticos, encontrados tanto em ambientes marinhos quanto de água doce. Considerados organismos sésseis, por não possuírem

Leia mais

Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI

Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI Apesar da diversidade, muitas semelhanças! CAPÍTULO II SISTEMA DE ENSINO POLIEDRO PROFESSORA VANESSA GRANOVSKI Características gerais dos seres vivos... Os seres vivos reagem a estímulos. Características

Leia mais

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti

MAMÍFEROS. 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti MAMÍFEROS Capítulo 15 Sistema Poliedro de Ensino Professora Giselle Cherutti CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS MAMÍFEROS Aquáticos: Habitat: Mamíferos podem ser terrestres: Único mamífero que voa: Pelos Estratificada

Leia mais

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Zoologia e Botânica

Biologia. Alexandre Bandeira e Rubens Oda (Julio Junior) Zoologia e Botânica Zoologia e Botânica Zoologia e Botânica 1. Os répteis foram o primeiro grupo de vertebrados a conquistar o ambiente terrestre de forma plena. a) Os répteis modernos estão classificados em três principais

Leia mais

GABARITO DA AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2º TRIMESTRE

GABARITO DA AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2º TRIMESTRE GABARITO DA AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE CIÊNCIAS 2º TRIMESTRE 1. No processo de adaptação ao ambiente terrestre, animais e plantas sofreram modificações morfológicas e funcionais. Considere a classificação

Leia mais

27/03/2018. Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b;

27/03/2018. Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b; Diversidade de plantas Eucariontes; Multicelulares; Autótrofas fotossintetizantes; Cloroplastos : clorofila a e b; Adaptações ao ambiente terrestre Epiderme cutícula (cera) Embrião protegido; 1 2 Metagênese

Leia mais

Filo Porifera. Animais portadores de poros. Animais aquáticos (quase todos marinhos), que vivem geralmente fixados pela sua base em recifes de corais.

Filo Porifera. Animais portadores de poros. Animais aquáticos (quase todos marinhos), que vivem geralmente fixados pela sua base em recifes de corais. Zoologia Filo Porifera Animais portadores de poros Animais aquáticos (quase todos marinhos), que vivem geralmente fixados pela sua base em recifes de corais. Não apresentam órgãos e tecidos verdadeiros.

Leia mais

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 5 Reprodução Animal

Prof. Marcelo Langer. Curso de Biologia. Aula 5 Reprodução Animal Prof. Marcelo Langer Curso de Biologia Aula 5 Reprodução Animal INTRODUÇÃO A REPRODUÇÃO permite a conservação da espécies. Não se relaciona a sobrevivência do indivíduo, mas sim a perpetuação da espécie.

Leia mais

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62A - Biologia 2 Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo CONCEITOS GERAIS REPRODUÇÃO Phacus torta Reprodução SEXUADA

Leia mais

GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes

GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes GIMNOSPERMAS Fanerógamas (órgãos sexuais visíveis) sequoias, pinheiros e ciprestes. HABITAT São plantas terrestres; São de regiões áridas, desertos até locais com neve; Maiores árvores do nosso planeta;

Leia mais

Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa Nº

Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa Nº ************************************************************************************************ Escola do 2º Ciclo do Ensino Básico - Cód. 310 130 - Benedita Ciências Naturais - 6ºANO Ficha informativa

Leia mais

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS

DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS DIVERSIDADE E REPRODUÇÃO DAS PLANTAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS PLANTAS Nas classificações mais antigas as algas eram classificadas como plantas. Todas as plantas são: Organismos eucarióticos Autotróficos

Leia mais

OS HELMINTOS CONSTITUEM UM GRUPO MUITO NUMEROSO DE ANIMAIS, INCLUINDO ESPÉCIES DE VIDA LIVRE E DE VIDA PARASITÁRIA

OS HELMINTOS CONSTITUEM UM GRUPO MUITO NUMEROSO DE ANIMAIS, INCLUINDO ESPÉCIES DE VIDA LIVRE E DE VIDA PARASITÁRIA HELMINTOS OS HELMINTOS CONSTITUEM UM GRUPO MUITO NUMEROSO DE ANIMAIS, INCLUINDO ESPÉCIES DE VIDA LIVRE E DE VIDA PARASITÁRIA Derivado do grego: helmins, helminthos - VERMES Termo VERME remete, de modo

Leia mais

Moluscos. Prof. Fernando Belan

Moluscos. Prof. Fernando Belan Moluscos Prof. Fernando Belan Características gerais Enterozoários, triblásticos, celomados, protostômios, simetri bilateral. Sistemanervoso: ganglionar cerebral, visceral e pedal. Sistema digestório completo

Leia mais

FOLHA. Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese.

FOLHA. Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese. FOLHA Conceito: É um órgão laminar. Possui grande superfície. Dotado de clorofila. Função: realizar a fotossíntese. FOLHA Modificações de Folhas Algumas folhas podem se modificar, assumindo outras funções,

Leia mais

ANGIOSPERMAS. Professor Fernando Stuchi

ANGIOSPERMAS. Professor Fernando Stuchi ANGIOSPERMAS Professor Fernando Stuchi Características Gerais Grupo diversificado, com representantes de diversos tamanhos e complexibilidades; Vasculares (traqueófitas); Produzem flores (fanerógamos),

Leia mais

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira

Reprodução nas plantas. Apresentação feita por Prof. Mónica Moreira Reprodução nas plantas Apresentação feita por Como se reproduzem as plantas com flor? As plantas com flor reproduzem-se por sementes, que resultam da reprodução sexuada, que ocorre quando as células sexuais

Leia mais

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Sistemas: Digestório Incompleto Respiratório Difusão Nervoso Ganglionar Circulatório

Leia mais

Capítulo 16. Briófitas e Pteridófitas

Capítulo 16. Briófitas e Pteridófitas Capítulo 16 Briófitas e Pteridófitas Primeiras plantas terrestres As primeiras plantas terrestres surgiram das algas verdes, por evolução. As Briófitas (musgos) e as pteridófitas (samambaias) evoluíram

Leia mais

MOLUSCOS E ANELÍDEOS

MOLUSCOS E ANELÍDEOS MOLUSCOS E ANELÍDEOS Artrópodes Vertebrados Cordados Protostômios Deuterostômios Pseudocelomados Celomados Acelomados Características gerais MOLUSCOS (Latim: mollis) 100.000 espécies da fauna atual São

Leia mais

Prof. Dorival Filho Zoologia

Prof. Dorival Filho Zoologia EMBRIOLOGIA Qual a vantagem de haver um terceiro folheto embrionário? A partir de um terceiro folheto, novos tecidos podem se formar, como mostra a tabela abaixo. Portanto, um animal triblástico possuirá

Leia mais

Disciplina: BI62B Biologia dos Organismos. Profa. Patrícia C. Lobo Faria

Disciplina: BI62B Biologia dos Organismos. Profa. Patrícia C. Lobo Faria Curso de Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62B Biologia dos Organismos Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo Ementa: Origem da vida e classificação

Leia mais

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais.

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais. OS PLATELMINTOS Prof. André Maia III. Os Platelmintos Características São vermes dotados de corpo geralmente achado dorsoventramente. São destituídos de sistemas respiratório e circulatório. São animais

Leia mais

U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO

U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO U6 - REPRODUÇÃO ES JOSÉ AFONSO 09/10 PROFª SANDRA NASCIMENTO A reprodução sexuada implica a produção de células sexuais, a promoção do seu encontro e, finalmente, a sua fusão - Fecundação Gónadas Locais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE COLÉGIO DE APLICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE COLÉGIO DE APLICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE COLÉGIO DE APLICAÇÃO Av. Marechal Rondon S/N, Rosa Elze. CEP: 49100-000 (79) 3194-6930/6931 direcao.codap@gmail.com PLANO DE ENSINO Disciplina: BIOLOGIA

Leia mais

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Os animais podem ou não apresentar simetria. Identifique e caracterize a simetria dos seguintes animais: planária, esponja, medusa

Leia mais

Plano de Aulas. Biologia. Módulo 12 Diversidade e reprodução das plantas

Plano de Aulas. Biologia. Módulo 12 Diversidade e reprodução das plantas Plano de Aulas Biologia Módulo 12 Diversidade e reprodução das plantas Resolução dos exercícios propostos Retomada dos conceitos 10 CAPÍTULO 1 1 a Nem todas as plantas têm flores e frutos (estruturas exclusivas

Leia mais

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae

Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Reino vegetal ou Metaphyta ou Plantae Quais são os representantes do reino vegetal? Talófitas Ou Vegetais inferiores Algas Pluricelulares Clorofíceas ou algas verdes Rodofíceas ou algas vermelhas Feofíceas

Leia mais

CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA. 3ª. SÉRIE C e D. Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS

CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA. 3ª. SÉRIE C e D. Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS CORREÇÃO ATIVIDADE BIOLOGIA 3ª. SÉRIE C e D Tema: REINO PLANTAE - VEGETAIS 1 Que características definem um representante do Reino Vegetal? Quem foram seus ancestrais? Que papéis biológicos essenciais

Leia mais

P E I X E S. Quanto ao esqueleto:

P E I X E S. Quanto ao esqueleto: P E I X E S Quanto ao esqueleto: OSTEÍCTES Esqueleto ósseo EX.: Sardinha, Dourado, Cioba etc. CONDRÍCTES Esqueleto Cartilaginoso EX.: Tubarão, Raia etc. O Peixe por fora CIÊNCIAS NO DIA-A-DIA SITUAÇÃO

Leia mais

Filo porifera. As esponjas

Filo porifera. As esponjas Filo porifera As esponjas Características gerais - Metazoa com nível celular de construção, sem tecidos verdadeiros; adultos assimétricos ou aparentemente com simetria radial. - Células totipotentes. Com

Leia mais

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas

Sanguessugas. Poliquetos. Minhocas Sanguessugas Poliquetos Minhocas Representados pelas minhocas, sanguessugas e poliquetos Vivem em solos úmidos, água doce ou marinhos Podem ser parasitas ou vida livre São triblásticos, simetria bilateral

Leia mais

Planificação Anual de Ciências Naturias 6º ano

Planificação Anual de Ciências Naturias 6º ano Planificação Anual de Ciências Naturias 6º ano º Período ( 7 semanas) Ano Lectivo 202/203 Apresentação. Regras de trabalho na aula. Ficha diagnóstica. 3 Processos vitais comuns aos seres vivos. Trocas

Leia mais

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1A. estigma proteção suporte. antera reprodução carpelos. filete ovário estames

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1A. estigma proteção suporte. antera reprodução carpelos. filete ovário estames Conteúdo: Flor: Órgãos FICHA DE TRABALHO 1A Completa o texto com os termos: estigma proteção suporte antera reprodução carpelos filete ovário estames Uma for hermafrodita é constituída por: (1) órgãos

Leia mais

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos:

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium - Taenia saginata Platelmintos

Leia mais

Angiospermas. É o grupo de plantas que contêm o maior número de espécies, sendo caracterizado pela presença de fruto envolvendo a semente.

Angiospermas. É o grupo de plantas que contêm o maior número de espécies, sendo caracterizado pela presença de fruto envolvendo a semente. Angiospermas É o grupo de plantas que contêm o maior número de espécies, sendo caracterizado pela presença de fruto envolvendo a semente. Angiospermas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas

Leia mais

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1A. Escola: Nome: Turma: N.º: Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Flor: Órgãos

Ciências Naturais, 6º Ano. Ciências Naturais, 6º Ano FICHA DE TRABALHO 1A. Escola: Nome: Turma: N.º: Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Flor: Órgãos Conteúdo: Flor: Órgãos FICHA DE TRABALHO 1A Completa o texto com os termos: estigma proteção suporte Conteúdo: Flor: Órgãos FICHA DE TRABALHO 1A Completa o texto com os termos: estigma proteção suporte

Leia mais

Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas. P R O F a. L U C I N H A

Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas. P R O F a. L U C I N H A Reino Plantae ou Metaphyta Cap. 5 Briófitas, Pteridófitas e Gimnospermas P R O F a. L U C I N H A Características gerais e importância das plantas Eucariontes (têm membrana nuclear). Pluricelulares (têm

Leia mais

3º FILO - PLATELMINTOS

3º FILO - PLATELMINTOS PLATELMINTOS 3º FILO - PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes Vermes achatados dorso-ventralmente Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium

Leia mais

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria

Graduação em Engenharia Ambiental. Disciplina: BI62A - Biologia 2. Profa. Patrícia C. Lobo Faria Graduação em Engenharia Ambiental Disciplina: BI62A - Biologia 2 Profa. Patrícia C. Lobo Faria http://paginapessoal.utfpr.edu.br/patricialobo Fonte: http://www.keweenawalgae.mtu.edu/index.htm DESTAQUE

Leia mais

Reprodução das plantas. Capítulo 7 - Ciências

Reprodução das plantas. Capítulo 7 - Ciências Reprodução das plantas Capítulo 7 - Ciências Plantas e reprodução As plantas são consideradas seres vivos e também possuem um ciclo de vida (nascem, crescem, se reproduzem e morrem); A reprodução garante

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO. Calendarização /2011

CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO. Calendarização /2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO ESCOLA BÁSICA DO 2º E 3º CICLOS JOÃO AFONSO CIÊNCIAS DA NATUREZA 2º CICLO Calendarização - 20/2011 Período Data N.º semanas Número de tempos 8 minutos) por ano de escolaridade

Leia mais

Aula 10 Seres Vivos. Prof Lucas Enes - Filo Platyhelminthe Classificação, Morfologia e Fisiologia

Aula 10 Seres Vivos. Prof Lucas Enes - Filo Platyhelminthe Classificação, Morfologia e Fisiologia Biologia C Aula 10 Seres Vivos Filo Platyhelminthe Classificação, Morfologia e Fisiologia Prof Lucas Enes - eneslucas@gmail.com Recadinho... Lembrando da aula passada... Histórico Característica Gerais

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 9º ALUNO(a): Lista No Anhanguera você é + Enem Questão 01) As trocas gasosas nos anelídeos ocorrem através de: a) Brânquias ou epiderme b) Brânquias ou pulmões

Leia mais

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos FILO PLATELMINTOS Reúne animais com corpo alongado e achatado dorsoventralmente. Inclui animais de vida livre (planárias) encontrados no mar, em água doce e ambientes terrestres úmidos, além de formas

Leia mais

Componente Curricular: CIÊNCIAS Ano: 7º ANO

Componente Curricular: CIÊNCIAS Ano: 7º ANO Componente Curricular: CIÊNCIAS Ano: 7º ANO - 2018 Conteúdos Exame Final e avaliação especial 1. Vírus 2. Reino Monera 3. Reino Protista 4. Reino Fungi 5. Reino Animalia (invertebrados e vertebrados) 6.

Leia mais

Prof. Bruno Uchôa. Origem, cladogênese, Grupos e ciclos de vida

Prof. Bruno Uchôa. Origem, cladogênese, Grupos e ciclos de vida Prof. Bruno Uchôa Origem, cladogênese, Grupos e ciclos de vida BIODIVERSIDADE Introdução A vida teve origem no mar. Organismos autotróficos se diversificaram em ambientes marinhos. Por evolução e adaptação

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================

BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================ PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================ ANIMAIS INVERTEBRADOS 01- Conhecemos

Leia mais

GIMNOSPERMAS CARACTERÍSTICAS

GIMNOSPERMAS CARACTERÍSTICAS GIMNOSPERMAS CARACTERÍSTICAS vegetais fanerógamas, espermatófitas, embriófitas, sifonógamas e vasculares ou traqueófitas; que se caracterizam por apresentarem sementes nuas, ou seja, não possuem frutos.

Leia mais

REDUÇÃO DO GAMETÓFITO NAS PLANTAS

REDUÇÃO DO GAMETÓFITO NAS PLANTAS 1 REDUÇÃO DO GAMETÓFITO NAS PLANTAS Doutoranda MS Cláudia Inês da Silva Nos vegetais ocorrem duas formas básicas de reprodução: 1º. reprodução assexuada, onde unidades reprodutivas, provenientes de partes

Leia mais

Reprodução. Profa. Daniela Bueno Suda1

Reprodução. Profa. Daniela Bueno Suda1 Reprodução Profa. Daniela Bueno Suda1 Reprodução Processo pelo qual seres vivos originam novos indivíduos semelhantes a si mesmos. Tipos: Sexuada Assexuada Reprodução Assexuada 1. Divisão binária ou cissiparidade

Leia mais

Os poríferos ou Porífera (do latim porus, poro + phoros, portador de poros) é onde se enquadram os animais conhecidos como esponjas.

Os poríferos ou Porífera (do latim porus, poro + phoros, portador de poros) é onde se enquadram os animais conhecidos como esponjas. OS INVERTEBRADOS PORIFEROS Os poríferos ou Porífera (do latim porus, poro + phoros, portador de poros) é onde se enquadram os animais conhecidos como esponjas. Estes organismos são simples, sésseis, podem

Leia mais

DISCIPLINA: CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º Ano

DISCIPLINA: CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º Ano DISCIPLINA: CIÊNCIAS DA NATUREZA 6º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para

Leia mais

Características do grupo

Características do grupo Características do grupo Os anelídeos são animais invertebrados. Apresentam o corpo mole, em formato de cilindro e alongado. Corpo segmentado em anéis. Comporta aproximadamente 15 mil espécies ao todo.

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3ª Série. Profº: Ms Marcelo Biologia Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3ª Série. Profº: Ms Marcelo Biologia Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Médio 3ª Série 65 Profº: Ms Marcelo Biologia Aluno (a):. No. Trabalho de Recuperação 1º Semestre Data: Valor: 12,0 pts Nota: INSTRUÇÕES: LEIA com atenção cada questão; PROCURE compreender

Leia mais

GABARITO QUESTÕES OBJETIVAS

GABARITO QUESTÕES OBJETIVAS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx - DEPA COLÉGIO MILITAR DO RIO DE JANEIRO (Casa de Thomaz Coelho/1889) CONCURSO PARAPROFESSOR DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO - CIÊNCIAS FÍSICAS E

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 06 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Os milagres sempre acontecem na vida de cada um e na vida de

Leia mais

Fisiologia. (Reprodução comparada)

Fisiologia. (Reprodução comparada) Fisiologia (Reprodução comparada) REPRODUÇÃO Perpetuar a Espécie Criar Descendentes Iguais aos pais Diferentes dos pais CONSERVAÇÃO Meio constante VARIAÇÃO Meio em mudança Repr. ASSEXUADA Repr. SEXUADA

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS 2, 7 4, 7, 11 6, 7, 11 6, 8, 11 6, 9, 11 6, 9, 11 1, 3, 6, 9, 11 5, 6, 9, 10, 12 MOLUSCOS ARTRÓPODES ANELÍDEOS PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS AULA DE RECUPERAÇÃO DE INVERTEBRADOS - Prof. Maria Lúcia ª EM, 7, 7,, 7,, 8,, 9,, 9,,,, 9,,, 9, 0,. PATAS ARTICULADAS. CORPO COM POROS E SEM TECIDOS. EXOESQUELETO DE QUITINA. DIPLOBLASTICOS

Leia mais

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas.

Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. CIÊNCIAS 7 ANO PORÍFEROS Conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas. Não possuem tecidos bem definidos. Não apresentam órgãos e nem sistemas. São exclusivamente aquáticos, na maioria marinhos,

Leia mais

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data

Platelmintos. Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS. Data Platelmintos Profº - Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Data Platelmintos Vermes achatados Vida livre aquáticos e solo úmido. (Planária) Parasitas Esquistossomo, fascíola e tênia. Platelmintos - Características

Leia mais

Numerosas espécies apresentam vida livre, porém muitas são parasitas de plantas e animais.

Numerosas espécies apresentam vida livre, porém muitas são parasitas de plantas e animais. Corpo cilíndrico, recoberto por uma cutícula resistente. Numerosas espécies apresentam vida livre, porém muitas são parasitas de plantas e animais. Muitos nematelmintos de vida livre são carnívoros e se

Leia mais

Atualmente são conhecidas mais de espécies atuais de animais vertebrados, com as mais diferentes formas e habitats.

Atualmente são conhecidas mais de espécies atuais de animais vertebrados, com as mais diferentes formas e habitats. III Unidade Definição Atualmente são conhecidas mais de 50000 espécies atuais de animais vertebrados, com as mais diferentes formas e habitats. Esses animais obtêm energia basicamente da alimentação e

Leia mais

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS

Reino Plantae. Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS Reino Plantae Reino Plantae Todos os seres incluídos no Reino Plantae são: EUCARIONTES PLURICELULARES AUTÓTROFOS A clorofila encontra-se dentro dos plastos Cloroplastos Cloroplasto Parede celular Representação

Leia mais

Anfíbios são animais vertebrados que vivem entre o meio aquático e o ambiente terrestre.

Anfíbios são animais vertebrados que vivem entre o meio aquático e o ambiente terrestre. Os Anfíbios Introdução Anfíbios são animais vertebrados que vivem entre o meio aquático e o ambiente terrestre. Mantêm uma forte vinculação com a água e dela não se afastam, pois precisam manter a pele

Leia mais

Resolução do Vestibular UDESC 2019/1. Resolução Em comum garoupa, lagosta e vieiras. Possuem apenas 3 folhetos embrionários.

Resolução do Vestibular UDESC 2019/1. Resolução Em comum garoupa, lagosta e vieiras. Possuem apenas 3 folhetos embrionários. Em comum garoupa, lagosta e vieiras. Possuem apenas 3 folhetos embrionários. 1 do Vestibular UDESC 2019/1 2 O ciclo de vida representado é o ciclo DIPLOBIONTE que ocorre na maioria das algas e em todas

Leia mais

Características gerais dos mamíferos

Características gerais dos mamíferos Características gerais dos mamíferos Glândula sudoríparas e sebáceas Homeotérmico vertebrado Glândulas mamárias Pelos e/ou cabelo Panículo adiposo Sistema digestivo do Homem O sistema digestivo é um conjunto

Leia mais

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016

ATIVIDADE DE BIOLOGIA 2016 7/9/2016 ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA-IFMA CAMPUS COELHO NETO ASSUNTOS DO 2ºANO: PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS ALUNO: ALCIDES WENNER F. BASTOS 1WWWWWDEF PLATELMINTOS

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Pág. 124 Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ CARACTERÍSTICAS DOS

Leia mais

Embriologia. Prof. Bruno Ramello

Embriologia. Prof. Bruno Ramello Embriologia REPRODUÇÃO SEXUADA Ovulíparos: fêmeas e machos lançam um número grande de gametas na água, ocorrendo a fecundação nesse ambiente (fecundação externa) peixes e anfíbios Ovíparos: são animais

Leia mais

Revestimento corporal

Revestimento corporal Répteis Répteis Os répteis (do latim reptare, 'rastejar') abrangem cerca de 7 mil espécies conhecidas. Eles surgiram há cerca de 300 milhões de anos, tendo provavelmente evoluído de certos anfíbios. Foram

Leia mais

Filo Annelida Vermes Anelados

Filo Annelida Vermes Anelados Filo Annelida Vermes Anelados CARACTERÍSTICAS GERAIS Anelídeo anelo = anel Metameria Meta = sucessão; meros = partes Externa e Interna Triblástico ( endoderme, mesoderme e ectoderme) Celomados Simetria

Leia mais

Reino Plantae. Características Gerais :

Reino Plantae. Características Gerais : Reino Plantae Reino Plantae Características Gerais : EUCARIONTES; PLURICELULARES; AUTÓTROFOS; FOTOSSINTETIZANTES; PRESENÇA DE SEIVA (BRUTA E ELABORADA); PRESENÇA DE PAREDE CELULAR (CELULOSE), COLOROPLASTOS

Leia mais

2. Os vírus são classificados como seres do Reino Monera. Você concorda? Justifique.

2. Os vírus são classificados como seres do Reino Monera. Você concorda? Justifique. Componente Curricular: CIÊNCIAS Profª Alexandra Ano: 7º ANO Conteúdos Exame Final e avaliação especial 1. Nomenclatura binomial e taxonomia 2. Vírus 3. Reino Monera 4. Reino Protista 5. Reino Fungi 6.

Leia mais

Crescimento, renovação celular e reprodução

Crescimento, renovação celular e reprodução Biologia e Geologia 11º ano Unidade 6 Crescimento, renovação celular e reprodução 2016 Reprodução Assexuada Um único progenitor Tem por base a divisão mitótica Comum em seres unicelulares, é também usada

Leia mais

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1. concebido ciclo de vida semelhantes. adulto descendentes desenvolvimento

Escola: Nome: Turma: N.º: Data: / / FICHA DE TRABALHO 1. concebido ciclo de vida semelhantes. adulto descendentes desenvolvimento Conteúdo: Ciclo de Vida FICHA DE TRABALHO 1 concebido ciclo de vida semelhantes adulto descendentes desenvolvimento reprodução nascimento fecundação O é a sequência de acontecimentos de um ser vivo, desde

Leia mais

Professor (a): Sueli Costa

Professor (a): Sueli Costa COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2012 Disciplina: Ano: 2012 Professor (a): Sueli Costa Turmas: 2º ANO Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa.

O trabalho deve ser entregue em folha de papel almaço, completo e com capa. GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA:Biologia SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Trabalho de Recuperação No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares)

GIMNOSPERMAS. Relações filogenéticas BOTÂNICA. Prof. Gassem 02/04/2012. Embriófitas. Traqueófitas (plantas vasculares) BOTÂNICA GIMNOSPERMAS Prof. Gassem Relações filogenéticas Embriófitas Traqueófitas (plantas vasculares) Espermatófitas (plantas que produzem sementes Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL Cordados 54 mil Artrópodes 1 milhão Anelidios 9 mil Outros filos 7 mil Equinodermos 6 mil Esponjas 4 Platelmintos mil 110 mil cnidiários 11 mil Moluscos 110 mil

Leia mais

Ciências Naturais, 5º Ano. Ciências Naturais, 5º Ano FICHA DE TRABALHO 1. Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Ciclo de Vida. Escola: Nome: Turma: N.

Ciências Naturais, 5º Ano. Ciências Naturais, 5º Ano FICHA DE TRABALHO 1. Escola: Nome: Turma: N.º: Conteúdo: Ciclo de Vida. Escola: Nome: Turma: N. Conteúdo: Ciclo de Vida FICHA DE TRABALHO 1 concebido ciclo de vida semelhantes Conteúdo: Ciclo de Vida FICHA DE TRABALHO 1 concebido ciclo de vida semelhantes adulto descendentes desenvolvimento adulto

Leia mais

Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes

Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes Estudo para o Exame Final-2012 Disciplina: Ciências Naturais Professor: Ana Elisa Lopes Q u e r i d o s a l u n o s, c h e g o u a h o r a d e e s t u d a r m a i s u m p o u c o p a r a a t i n g i r

Leia mais