Effects oxidative on splenic inflammatory response of rats exposed to different concentrations of formaldehyde

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "16.001 Effects oxidative on splenic inflammatory response of rats exposed to different concentrations of formaldehyde"

Transcrição

1 Effects oxidative on splenic inflammatory response of rats exposed to different concentrations of formaldehyde Marçal, M. C. C. S., Campos, K. K. D., Soares, N.P., Lima, W. G., Bezerra, F. S., Introducao: Departamento de Ciências Biológicas - UFOP The Formaldehyde is a flammable gas, reactive, colorless, and soluble in water, ethanol and diethyl ether. Studies have shown that continuous and prolonged exposure to this substance and its easy absorption through the respiratory and gastrointestinal tract can cause extensive damage to the human body. Objetivos: This study aimed to evaluate the oxidative damage caused to spleen in animals exposed to different concentrations of formaldehyde. Metodos: The study was approved by the Commission of Ethics in the Use of Animals of the Federal University of Ouro Preto (CEUA 2011/01). Male Fischer rats (n = 28, adults, grams) were divided in four groups: control (GC), exposed to ambient air and three groups with the following formaldehyde solutions: 1% (FA1), 5% (FA5) and 10% (FA10). An ultrasonic nebulizer (Ultra-Relief Inhaler Multipower - Unique Group) coupled to a chamber was used to produce air suspension, containing 1%, 5% and 10% formaldehyde solution during twenty minutes, three times per day during five days. Twenty four hours after the last exposure the animals were euthanatized and spleens were collected for analysis of the absolute mass, oxidative damage (reactive substances to thiobarbituric acid - TBARS) and activity of antioxidant enzyme catalase. The normal distribution of each variable was evaluated using the Kolmogorov Smirnov test and was expressed as means ± SEM. For comparison among groups, one-way ANOVA followed by the Bonferroni post-test was performed (p < 0.05). Resultados: The exposure to formaldehyde decreased the absolute mass (g) of FA10% (164.8 ± 5.36) compared to CTR (184.5 ± 2.60). The analysis of lipid peroxidation (nmol/mg protein) in spleen showed an increase of TBARS content in FA10% (2.08 ± 0.15) and FA5% (1.95 ± 0.06) compared to

2 FA1%(0.73 ± 0.05) and CTR (0.78 ± 0.02). There was a increase of enzyme activity (U / mg protein) in FA10% (2.88 ± 0.21) compared to FA5% (1.87 ± 0.22), FA1% (1.83 ± 0.25) and CTR (0.94 ± 0.19). Conclusão: The results showed that exposure to formaldehyde caused oxidative damage in the spleen, which was evidenced by increase of activity catalase and increased of TBARS content. Apoio Financeiro: The results showed that exposure to formaldehyde caused oxidative damage in the spleen, which was evidenced by increase of activity catalase and increased of TBARS content. Comitê de Ética: 2011/01

3 High levels of HbA1c from T2DM patients positively correlated with increased of oxidative stress biomarker and IL-6 levels Volpe, C. M. O., Abreu, L. F. M., Soares, A. N., Anjos, P. M. F., Fagundes-netto, F. S., Introducao: Nogueira-machado, J. A., Núcleo de Pós-Graduação e Pesquisa - IEP-BH Type 2 diabetes mellitus (T2DM) is an inflammatory disease showing the pathological involvement of the immune system. Although many studies have demonstrated the involvement of elevated levels of inflammatory biomarkers in the pathogenesis of diabetes complications, a systematic definition of the inflammatory profile in T2DM patients has not been determined. The use of only one biomarker could be problematic and inconclusive, however, the combined association among biomarkers of glycemic control (HbA1c), oxidative stress (malonaldehyde) and innate immunity (IL-6) could be an effective and reliable alternative to determine the inflammatory profile in these patients. Objetivos: To determine the association between T2DM and inflammation based on the plasma levels of pro-inflammatory cytokines (IL-1b, IL-6, TNF-a and IFN-g), lipid peroxidation (malonaldehyde), vascular endothelial growth factor (VEGF) and C-reactive protein (CRP) associated with glycated hemoglobin (HbA1c). Metodos: This study was approved through the Ethical Committee of Santa Casa Hospital, Belo Horizonte - MG, Brazil (022/2010). The expression of oxidative stress markers and the plasma levels of angiogenic factor and inflammatory cytokines were determined in 51 T2DM patients compared with 38 non-diabetic controls (ND), ranging years of age. The levels of cytokines (IL-1b, IL-6, TNF-a and IFN-g), angiogenic factor (VEGF) and CRP were measured using ELISA. Lipid peroxidation (oxidative stress biomarker) was determined through malonaldehyde (MDA) levels using the TBARS assay, and HPLC was used to measure the HbA1c levels. The values were presented as the means ± standard deviation (SD). Comparisons between groups were performed using unpaired Student t-tests. Within-group correlations were performed using Pearson s r calculation. All analyses were considered signi?cant at p-values<0.05. Resultados: As expected, individuals with T2DM had signi?cantly higher fasting glucose values (145±49.1 vs. 89.2±8.1) and levels of HbA1c (8.3±1.3 vs. 5.8±0.3) compared with ND controls (p<0.05). The

4 plasma concentrations of IL-6 (123.1±30.4 vs ±21.6), TNF-a (78.2±34.2 vs. 59.9±34.5), IL-1b (9.8±2.4 vs. 8.6±1.2) VEGF (42.9±8.4 vs. 36.0±6.7) and MDA (15.0±4.0 vs. 8.1±3.7) were signi?cantly higher (p<0.05) in T2DM patients compared with ND controls. The plasma levels of IFN-g (12.1±1.8 vs. 12.8±1.84) and CRP (0.89±0.65 vs. 0.87±0.66) were similar between these groups (p>0.05). Correlation studies of the glycemic control (HbA1c levels) versus IL-6 levels and the HbA1c concentration versus MDA levels indicated a high positive correlation for T2DM patients (r = 0.68 and r = 0.67, respectively), but not for ND (r = 0.32 and r = 0.16, respectively). Conclusão: The results of this study show that the combined association of biomarkers for glycemic control (HbA1c) with pro-inflammatory cytokine (IL-6) and oxidative stress biomarker (MDA) might be a promising tool for the follow-up and evaluation of diabetes complications, although further studies are needed. Apoio Financeiro: The results of this study show that the combined association of biomarkers for glycemic control (HbA1c) with pro-inflammatory cytokine (IL-6) and oxidative stress biomarker (MDA) might be a promising tool for the follow-up and evaluation of diabetes complications, although further studies are needed. Comitê de Ética: 022/2010

5 EFEITO DO EXTRATO ETANÓLICO DA CASCA DO CAULE DE COPAIFERA MULTIFUGA HAYNE SOBRE AS CÉLULAS TUMORAIS DE EHRLICH Albiero, L. R., Nery, E. F., Dalazen, J. C., Kelly, T. O., Pereira, D. L., Castoldi, L., Introducao: Enfermagem - UFMT Ciências Ambientais - UFMT As copaibeiras são árvores comuns na América Latina, sendo encontradas nas regiões Sudeste, Centro-oeste e Amazônica do Brasil. Da árvore pode-se extrair um óleo-resina utilizado popularmente por suas propriedades antiinflamatória, cicatrizante, antiséptica, antitumoral, antibacteriana, expectorante, diurética e analgésica. Objetivos: Avaliar o efeito do extrato etanólico obtido da casca do caule da Copaifera multijuga Hayne sobre as células do tumor de Ehrlich. Metodos: A casca da planta foi retirada a 5 cm de profundidade do caule e retalhada em pedaços menores com serra. Ao material seco (40oC durante sete dias) e triturado (granulometria média de 1,0 mm) foi adicionado, na proporção de 1:20 (g/v) e em duas etapas de sete dias, hexano e, posteriormente, acetato de etila. Ao resíduo obtido foi adicionado etanol absoluto em cinco períodos de sete dias. Em todas as etapas de extração, o material vegetal permaneceu em repouso e ao abrigo da luz. O extrato foi filtrado e concentrado à vácuo em evaporador rotativo e dessecador. A atividade citotóxica do extrato foi avaliado pelo ensaio de viabilidade celular através do teste de exclusão do Azul de Tripan. O extrato (1mg/ml, 0,5mg/ml e 0,25mg/ml) foi incubados durante 24 horas a 37ºC 5% CO? com uma suspensão de células esplênicas ou células ascíticas do Tumor de Ehrlich. O grupo controle basal foi composto pelas células incubadas com meio RPMI 20% SBF (solução veículo diluente). O experimento seguiu as recomendações do Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (COBEA) e do Comitê de Ética no Uso de Animais (CEUA) da Universidade Federal de Mato Grosso UFMT. ( /13-0). O desenvolvimento in vivo do Tumor de Ehrlich também foi avaliado. Neste caso, camundongos Swiss (n=10; 45g; 90 dias) foram inoculados com 1x10? células tumorais na região do flanco direito e tratados diariamente (gavagem) com diferentes concentrações do extrato (100, 150 e 200mg/kg) ou solução veículo (PBS estéril) durante 30 dias. Após este período, os animais foram sacrificados e a massa tumoral extraída e pesada. Os dados obtidos foram avaliados pelo teste de Análise de Variância (ANOVA), seguido pelo teste de médias Tukey, sendo consideradas as diferenças com p<0,05 (Software Graphpad Instat, San Diego, Califórnia - USA).

6 Resultados: A análise estatística dos resultados da viabilidade celular demonstrou diferença significativa na concentração de 1mg/ml, na qual o extrato etanólico da copaíba apresentou efeito citotóxico sobre as células esplênicas e tumorais (Ehrlich, Basal: 95,73±3,76; Extrato 1mg/ml: 49,38±19,33; Extrato 0,5mg/ml: 88,32±4,13; Extrato 0,25mg/ml: 97,88±1,30; Esplenócitos, Basal: 56,57±6,42; Extrato 1mg/ml: 44,54±6,98; Extrato 0,5mg/ml: 39,33±4,08; Extrato 0,25mg/ml: 49,17±9,02). A viabilidade das células esplênicas também foi significativamente reduzida na presença do extrato na concentração de 0,5mg/ml. A avaliação do desenvolvimento tumoral in vivo demonstrou que o tratamento com extrato na concentração de 200mg/kg foi capaz de reduzir em 33% o crescimento tumoral (EHR/extrato 100mg/kg: 1,49±0,52; EHR/extrato 150mg/kg: 1,29±0,55; EHR/extrato 200mg/kg: 0,87±0,53 e ERH/PBS: 1,31±0,67), apesar de não apresentar diferença significativa em relação ao controle. Conclusão: A análise dos resultados demonstrou que o extrato etanólico da casca de copaíba apresenta efeitos sobre as células tumorais de Ehrlich, com redução da viabilidade celular in vitro bem como na redução do desenvolvimento tumoral in vivo. Apoio Financeiro: A análise dos resultados demonstrou que o extrato etanólico da casca de copaíba apresenta efeitos sobre as células tumorais de Ehrlich, com redução da viabilidade celular in vitro bem como na redução do desenvolvimento tumoral in vivo. Comitê de Ética: /13-0

7 mtorc1 inhibition in DCs diminishes Sepsis Symptoms Latancia, M. T., Castoldi, A., Miyagi, M. T., Miyagi, M. Y. S., Correa-costa, M., Burgos, M., Silva, R. C., Hiyane, M., Aguiar, C. F., Oliveira, V. A., Ferreira, R. R., Camara, N. O. S., Amano, M. T., Immunology - ICB Central Animal Laboratory - ICB - USP Introducao: Dendritic cells (DCs) have a major role in the immune system and can be activated by Toll like receptors (TLR), which recognize patterns of pathogens such as lipopolysaccharide (LPS). The mammalian target of Rapamycin (mtor) pathway is associated to metabolism and cell survival and it is composed by mtorc1 (Raptor) and mtorc2 (Rictor). The first one is directly inhibited by Rapamycin (RAPA), used as an imunossupressor agent. Although this pathway is activated in DCs, little is known about the mtorc1/2 in these cells. Since sepsis is an overwhelming immune response related to TLR activation, possible modulation of inflammation by mtor pathway could diminishes sepsis symptoms. Objetivos: Our aim was to unravel how mtorc1 complex is modulated by TLR4 in DCs and observe the influence of this activation during sepsis. Metodos: Animal procedures were approved by CEUA-ICB/USP. We used male B6, RaptorCD11cCRE and TSCCD11cCRE mice (6 weeks old, 20g). We generated bone marrow-derived DCs from B6 mice (4/group) and used GM-CSF (20ng/ml) during 6 days and on day 6 we added LPS (50ng/ml). To inhibit mtorc1 we used RAPA (10ng/mL). We analyzed Raptor and Rictor expression by qpcr. To detect mtorc1 and mtorc2 activation we analyzed phosphorylation of AKT and S6k by Western blot. To verify DCs phenotype used FACS. Dosage of cytokines was evaluated by CBA. We induced sepsis in mice by cecal ligature and puncture and to estimate acute kidney injury (AKI) we used colorimetric methods for creatinine and urea levels. The statiscal analysis was performed by One way ANOVA with Bonferroni post test. Resultados: We analyzed the expression of molecules of each mtor complex and observed that LPS increased the expression of Raptor (n=3, 0.9±0.3) and Rictor (n=3, 0.9±0.1) when compared to control (n=3, 0.8±0.3). We sought to define whether LPS stimulation could modulate mtorc1 and mtorc2 activation, and we observed that LPS increased activation of both mtorc1 and 2. We next

8 investigated if mtorc1 inhibition could change DCs phenotype, we treated DCs with RAPA and we observed no alteration in co-stimulatory molecules expression (n=3, CD80: LPS=47±7, LPS+RAPA=42±11; CD86: LPS=39±21, LPS+RAPA=36±22; CD40: LPS=11±7, LPS+RAPA=13±5; MHC: LPS=44±8, LPS+RAPA=46±6). However, TNF levels were higher in RAPA treatment (1349±14) in comparison to LPS presence (1183±23). These results suggests that mtorc1 inhibition increases DCs activation. Therefore, we sought to determine the physiological consequences of mtorc1 modulation in DCs. We observed that absence of mtorc1 protected against AKI induced by sepsis using animals treated with RAPA (n=6, vehicle sepsis=295±32, RAPA sepsis=241±38 urea leves) and RaptorCD11cCRE [n=6, wild type (wt) sepsis=361±119, mutant sepsis=264±44 urea levels]. We also observed less DCs activation in RaptorCD11cCRE with CD40 (n=6, wt sepsis=9.9±6.4, mutant sepsis=4.4±2.5) and CD80 (n=6, wt sepsis=62±88, mutant sepsis=5.8±1.6) and diminished TNF expression (n=6, wt sepsis=22±26, mutant sepsis=1.1±0.8). Moreover, we found these mice (n=10) survived 2-fold longer than wt (n=10) accompanied by an increase of bacteria in peritoneal cavity (468±123x109) compared to control (non detected [ND]), while TSCDC11cCRE mice (n=10) had a decreased survival 1.5-fold less than wt (n=10) with less bacteria in peritoneal cavity (308±295x107) compared to control (ND). Conclusão: Our data suggest that mtor complexes are modulated by LPS and mtorc1 inhibition increases DCs activation. However, in a sepsis context mtorc1 inhibition in DCs seems to affect the whole environment in tolerogenic way, decreasing AKI and prolonging survival. Apoio Financeiro: Our data suggest that mtor complexes are modulated by LPS and mtorc1 inhibition increases DCs activation. However, in a sepsis context mtorc1 inhibition in DCs seems to affect the whole environment in tolerogenic way, decreasing AKI and prolonging survival. Comitê de Ética: 60 fls 06 livro 03

9 ANALYSIS OF OXIDANT EFFECTS OF EXPOSURE TO MEDICAL OXYGEN ON LIVER AND SPLEEN OF BALB/C MICE ADULTS Soares, N. P., Campos, K. K. D., Pena, K. B., Lima, W. G., Bezerra, F. S., Introducao: Departamento de Ciências Biológicas - UFOP Supplementary oxygen is routinely used in cardiac and pulmonary diseases, on the attempt to reverse hypoxemia and it s commonly prescribed without careful evaluation of their potential side effects on clinical practice. The oxidative damage induced by hyperoxia, have been mentioned as a factor for installation of systemic lesions. Objetivos: This study aimed to analyze the redox imbalance and cellular injury in liver and spleen of BALB/c mice exposed to hyperoxia. Metodos: Thirty male BALB/c were divided in three groups: Control (CTR), which was exposed to ambient air, exposed to oxygen on a concentration of 100% for 24 hours (H24) and 48 hours (H48). The exposure was made in a chamber, with O2 100% in a 10L/min flow. One day after the exposure the animals were euthanized, liver and spleen were collected for analysis of oxidative damage (reactive substances to thiobarbituric acid - TBARS) and activity of enzyme catalase. Data were expressed as mean ± SEM. For comparison among groups, one-way ANOVA followed by Bonferroni`s multiple comparison test were performed (p<0.05). Resultados: The group H48 (0.42±0.03, n=5) revealed higher lipidic peroxidation (p=0,0011) in liver compared to H24 (0.29 ±0.04, n=5) and CTR (0.20± 0.02, n=6). The CAT activity was higher (p=0,001) in H24 (87.69± , n=7) compared to CTR (22.13±5.18, n=6) and H48 (79.62±10.36, n=6). In spleen, the groups H48 (0.81±0.03, n=7) and H24 (0.43 ± 0.03, n =6) presented an elevated TBARS content (p<0.0001) compared to CTR (0.25 ± 0.01, n=8). The group H48 (0.81±0.03, n=7) revealed higher lipidic peroxidation compared to H24 (0.43±0.03, n=6). There were no statisticals differences between the groups in the CAT activity. Conclusão: Our initial results showed that hyperoxia promoted an oxidative damage in liver and spleen evidenced by the enhancement of catalase activity. Apoio Financeiro: Our initial results showed that hyperoxia promoted an oxidative damage in liver and spleen

10 evidenced by the enhancement of catalase activity. Comitê de Ética: CEUA

11 Caracterização temporal da sinoviopatia diabética em modelo experimental de ratos Andrade, P. C., Velosa, A. P. P., Catanozi, S., Atayde, S. A., Cruz, I. C. B., Frediane, D., Parra, Introducao: E. R., Fuller, R., Capelozzi, V. L., Teodoro, W. R., Patologia - FMUSP Endocrinologia - FMUSP Reumatologia - FMUSP Emergências Clínicas - FMUSP O diabetes mellitus apresenta disfunções nos componentes articulares, relacionadas ao dano microvascular. Estas alterações estão relacionadas ao remodelamento das fibras colágenas que sofrem modificações ocasionadas por ligações cruzadas com produtos de glicação avançada (AGEs) resultantes da hiperglicemia crônica. A sinóvia se destaca por sua função e alta vascularização, parece ser o primeiro órgão afetado e provavelmente o gatilho para os distúrbios articulares observados nestes pacientes. Objetivos: Analisar a evolução do remodelamento sinovial da articulação do joelho de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina. Metodos: Sessenta ratos Wistar (2,5 meses de idade e g) foram divididos em três grupos de acordo tempo de indução {7 (G1=20), 30 (G2=20) e 60 (G3=20) dias}. Os ratos diabéticos (GD1=10, GD2=10 e GD3=10) foram induzidos pela infusão de estreptozotocina (35mg/kg) e os ratos controle (GC1=10, GC2=10 e GC3=10) receberam mesmo volume de soro fisiológico. Após eutanásia, peso, glicemia e a carboximetilisina (CML) plasmática foram analisadas. Foi realizada a análise histomorfométrica (Hematoxilina e Eosina (H&E), Picrosírius e Imunofluorescência do COL I, III e V, quantificação pelo programa Image pró plus 6.0), quantificação do colágeno total pela 4-hidroxiprolina e RNAm para COL I, III e V por qpcr em Tempo Real. Resultados: Aumento glicêmico significante nos grupos diabéticos (>200mg/dl), quando comparados com os grupos controle (p <0,005). Progressiva perda de peso dos animais diabéticos (p <0,001) e aumento da CML no GD em relação ao GC (p<0,05). A análise morfológica da histoarquitetura do tecido sinovial (H&E) mostrou substituição do tecido adiposo subsinovial por um tecido fibrótico com intenso depósito de fibras colágenas, principalmente ao redor dos vasos expandindo-se para a tela subsinovial (Pricrosírius), sendo significante a partir de 30 dias de indução quando comparado ao

12 GC {G1 (p>0,05),g2 (p<0,05) G3 (p<0,05)}. Essa alteração do colágeno total foi relacionado principalmente ao aumento das fibras grossas {(G1(p>0,05), G2 (p<0,05), G3 (p<0,05)} e diminuição das fibras finas nos grupos diabéticos {G1(p>0,05) G2 ( p<0,05), G3 (p<0,05)} comparado ao controle. Pela imunofluorescência observamos aumento do COLI {G1(p>0,05) G2 ( p<0,05), G3 (p<0,05)} e a diminuição do COLIII {G1(p>0,05) G2 ( p<0,05), G3 (p<0,05)} e COLI V{G1(p>0,05) G2 ( p<0,05), G3 (p<0,05)} assim como visto no mrna. Na quantificação do colágeno total (4-hidroxiprolina) observamos que estas alterações refletiram no aumento progressivo da proteína de colágeno no tecido sinovial nos GD, sendo significantes a partir do G2 {G1(p>0,05),G2(p<0,05),G3 (p<0,05)}. Conclusão: O acometimento sinovial no diabetes se inicia precocemente e é caracterizado por intenso remodelamento, principalmente ao redor dos vasos até a tela subsinovial, associando esta estrutura ao comprometimento microvascular que antecede as complicações crônicas presente nos pacientes diabéticos. Apoio Financeiro: O acometimento sinovial no diabetes se inicia precocemente e é caracterizado por intenso remodelamento, principalmente ao redor dos vasos até a tela subsinovial, associando esta estrutura ao comprometimento microvascular que antecede as complicações crônicas presente nos pacientes diabéticos. Comitê de Ética: 149/13

13 Papel da Obesidade em Modelo Experimental de Transplante de Pele Alogênico Terra, F. F., Amano, M. T., Festuccia, W., Camara, N. O. S., Silva, M. B., Introducao: Imunologia - ICB - USP Fisiologia e Biofísica - ICB - USP O excesso de tecido adiposo está associado a múltiplas comorbidades crescentes. Além de modular o metabolismo energético, o tecido adiposo também participa do sistema endócrino. Dentre os produtos bioativos que produz, a adiponectina (APN), molécula expressa de forma reduzida na obesidade, desempenha um papel importante na regulação do metabolismo e do sistema imune. Embora pesquisas indiquem que esta seja capaz de inibir a ativação pró-inflamatória de várias células do sistema imune, pouco se sabe sobre sua ação em patologias relacionadas à reatividade alogênica. Deste modo, propomos estudar o papel da obesidade e adiponectina no processo de rejeição de órgãos, utilizando um modelo experimental de transplante de pele alogênico em camundongos. Objetivos: Avaliar o papel da obesidade e em especial da adiponectina na regulação do processo de rejeição em modelo experimental murino de transplante de pele. Metodos: Para os transplantes, transferiu-se 5cm2 de pele da cauda de camundongos doadores F1 (C57BL/6j x Balb/c) machos ao dorso de camundongos C57Bl/6 selvagens (wt) ou knockout (KO) para adiponectina (8-10 semanas, 20 a 25 g). Para a determinação da sobrevida do enxerto, considerou-se rejeição o ponto quando o tecido atingiu 100% de necrose. A seguir, avaliou-se o perfil inflamatório nos linfonodos drenantes por PCR de tempo real para a expressão gênica de IFN-g e TNF-a. O projeto associado foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA) do ICB/USP conforme os Princípios Éticos de Experimentação Animal adotado pela Sociedade Brasileira de Ciência de Animais de Laboratório (SBCAL), sob o número 138 nas folhas 135 do livro 02 da instituição. Resultados: Animais receptores APN KO apresentaram uma menor sobrevida do enxerto em comparação aos camundongos de tipo selvagem, indicando um papel anti-inflamatório para esta adipocina na rejeição [11,17 dias ± 2,14 (wt) vs. 8,83 dias ± 0,75 (APN KO)]. Estudos envolvendo PCR em tempo real corroboram estes resultados com tendência a expressão maior dos genes pró-

14 inflamatórios IFN-g [1,01±0,19 (wt) vs. 3,64±2,24 (APN KO)] e TNF-a [1,10 ± 0,58(wt) vs. (1,47±0,18 (APN KO)] em linfonodos drenantes de receptores APN KO (p<0.05). Conclusão: Estes resultados preliminares sugerem que a APN possui um papel na modulação da rejeição de transplantes. Estudos futuros devem elucidar o papel da obesidade-apn no controle do sistema imune e os mecanismos moduladores dos mesmos no processo de rejeição. Apoio Financeiro: Estes resultados preliminares sugerem que a APN possui um papel na modulação da rejeição de transplantes. Estudos futuros devem elucidar o papel da obesidade-apn no controle do sistema imune e os mecanismos moduladores dos mesmos no processo de rejeição. Comitê de Ética: número 138 nas folhas 135

15 Expression of HLA-G molecule in patients with oral cancer Sousa, M. C. P. S., Wastowski, I. J., Magalhães, K. C. S. F., Camargo, F. A. M., Ferreira, E., Introducao: Silva, I. L. D., Soares, E. G., Simões, R. T., Biologia Molecular - IEP-Santa Casa Patologia - UFMG Biologia - UEG Patologia - USP The non-classical HLA-G molecule is responsible for several immune-modulatory activities enabling immune tolerance to the cells that express it. Thus, the expression of HLA-G could represent an additional mechanism, used by tumor cells, in order to escape an efficient anti-tumor immune response, impairing the function of host immune effectors cells against the tumor. Objetivos: The aim of this study was to investigate HLA-G tissue expression in patients with oral cavity squamous cell carcinoma (OCSCC). Metodos: This study was approved through the Ethical Committee of Santa Casa Hospital, Belo Horizonte-MG (025/2009) and Ethical Committee of HCRP-USP, Ribeirão Preto-SP (9802/2007), Brazil. Eighty-seven formalin-fixed and paraffin-embedded oral biopsies were selected from the Department of Pathology, School of Medicine of Ribeirão Preto, University of São Paulo archives between 1992 and Patients were stratified into 4 groups according to the type of lesion: oral benign lesions (n=26), oral squamous cell carcinoma in situ (n=19), oral invasive carcinoma with metastasis (n=16) and invasive carcinoma without metastasis (n=26). MEMG02 (Exbio Antibodies, CZ) and DAKO EnVision1 System (DAKO, Carpinteria, CA) were used for immunohistochemistry assays. All statistical analyses were performed with the GraphPad Instat 4.03 and MedCalc software. Resultados: HLA-G expression was detected in 78,7% (n=48) of 61 malignant oral lesions. Following histological examination, HLA-G staining was observed in tumor cells and its expression was significantly higher in invasive well differentiated cancer (56.15±22.56; p=0.04) than in invasive moderately differentiated one (37.69±21.27). The HLA-G expression was significantly higher in invasive lesions with metastasis (59.66±23.37) were compared with invasive lesions without metastasis (46.92±23.46; p=0.04). No significant correlation could be established between HLA-G expression

16 and other clinical parameters. Conclusão: Our findings suggest that the increased HLA-G expression in tumor cells is associated with high grade lesions. Apoio Financeiro: Our findings suggest that the increased HLA-G expression in tumor cells is associated with high grade lesions. Comitê de Ética: 025/ /2007

17 Identification and immunological characterization of vaccine targets against schistosomiasis isolated by bioinformatics and molecular docking associated with cell-proliferation stimulation assay Oliveira, F. M., E.v.coelho, I., Lopes, G. F., Taranto, A. G., Comar-Junior, M., Santos, L. L., Introducao: Ribeiro, R. I. M. A., Fonseca, C. T., Oliveira, F. M., Lopes, D. O., campus centro oeste - UFSJ Laboratório de esquistossomose - CPqRR Schistosomiasis remains an important parasitic disease that affects millions of individuals worldwide. Despite the availability of chemotherapy, the occurrence of constant reinfection, particularly in poor countries, demonstrates the need for additional forms of intervention. Development of a vaccine is a relevant strategy to control this parasitic disease, which continues to spread throughout the world. With the advent of genomic and bioinformatics investigations, new strategies to search for vaccine targets have been proposed, and reverse vaccinology has played a prominent role in this context. Objetivos: Identify and synthesize epitopes of Schistosoma mansoni for evaluation of immunogenicity Metodos: Initially, bioinformatics analyses of Schistosoma mansoni membrane proteins were performed in order to identify immunogenic epitopes to be used in a vaccine formulation. The epitopes selected were synthesized, and tested in mice Black C57Bl-6 (single group of ten animals) of 6-8week (approval code of the ethics committee number 12/2010) as a cocktail of immunogens to verify their ability to induce CD4+ lymphocyte proliferation. Simultaneously, peptide interaction with human and murine MHC class II molecules was evaluated through molecular docking. The epitopes that stood out in these analyses were then used in immunization trials in mice Black C57Bl-6 (ten animals per group, control and experimental and seven animals on infection control group) to evaluate the protection conferred, the profile of antibodies and cytokines of the immune response induced by this vaccine formulation and to assess their effect on hepatic granulomas. Resultados: A significant correlation was obtained between in vitro and in vivo experiments. Two epitopes yielded best results in terms of cell-proliferative stimulation* and affinity for MHC class II molecules in molecular docking analysis**. These epitopes, used as a vaccine cocktail, induced 44%-26%*** of protection against challenge infection, significant levels of IgG, IgG2c**** and IFN-γ*****, but failed to reduce liver pathology in two independent experiments******. * percentage of CD4+ cell-proliferation stimulated by two epitopes (0,504 epitope one and 0,327

18 negative control in cell culture 72 hours/3,767 epitope two and 0,761 negative control in cell culture 120 hours) ** Energy (Kcal/mol) of epitope binding to class II MHC molecules (-8,1 epitope one and -6,7 epitope two). *** mean ± standard deviation worm burden recovered (18 ± 10 negative control group and 10 ± 4 experimental group in first trial/ 27 ± 5 negative control group and 20 ± 7 experimental group in second trial). **** mean of the levels of antibodies induced on two trials in optical density 15, 30 and 90 days after first immunization (0.044, 0.048, experimental group and 0.026, 0.025, negative control group by IgG stimulated epitope one / 0.077, 0.067, experimental group and 0,025, 0,025, 0,071 negative control group by IgG stimulated epitope two / 0.046, 0.046, experimental group and 0.026, 0.020, negative control group by IgG2c stimulated epitope one / 0.066, 0.061, experimental group and 0.029, 0.031, negative control group by IgG2c estimulated epitope two). ***** mean of the levels of IFN-γ induced on two trials in culture supernatant (460,83 pg/ml experimental group and 20,75 pg/ml negative control group) ****** mean of the volume and number of granulome/area respectively on two trials (68938,3 um2 experimental group and 71786,8 um2 negative control group / 2.09 granulomes/mm2 experimental group and 2.22 granulome/mm2 negative control group) Conclusão: The results obtained by assay immunization suggest induction of immune response Th1 type and revealed a novel strategy for the characterization of vaccine targets against schistosomiasis, involving isolation by bioinformatics analysis, testing by molecular docking, and performance of cell-proliferation stimulation assay. Apoio Financeiro: The results obtained by assay immunization suggest induction of immune response Th1 type and revealed a novel strategy for the characterization of vaccine targets against schistosomiasis, involving isolation by bioinformatics analysis, testing by molecular docking, and performance of cell-proliferation stimulation assay. Comitê de Ética: 12/2010

19 DIFFERENTIAL MODULATION OF mtor COMPLEXES IN MONOCYTES ADHESION INDUCED BY LPS AND PHORBOL ESTER. Ribeiro, M. C., Silva-filho, J. L., Abreu, T. P., Peruchetti, D. B., Souza, M. C., Henriques, M. D. G. Introducao:, Caruso-neves, C., Pinheiro, A. A. S., Instituto de Biofisica Carlos Chagas Filho - UFRJ Farmacologia Aplicada - Fundação Oswaldo Cruz Monocytes are innate immune cells and the circulating precursors of tissue macrophages. Activation of both cells is mediated by its interaction with pathogen components, such as LPS (lipopolysaccharide), which induces cell adhesion and production of proinflammatory cytokines. It is known that phorbol ester (PMA) induces monocytes adhesion and their differentiation to macrophages. However, it has been shown a different behavior of monocyte adhesion induced by PMA and LPS. mtor complexes were demonstrated to regulate immune response. In human monocytes, mtorc1 complex blocks the production of pro-inflammatory cytokines and enhances the anti-inflammatory ones. mtorc2 is involved in the actin cytoskeletal rearrangement, which could infer an important role in adhesion mechanisms. Objetivos: The aim of this study is to verify whether mtor complexes are involved in LPS and PMA-activated monocyte adhesion. Metodos: Cells were incubated, in 6-well plates, with 1ug/mL LPS or 80nM PMA for different time periods with components described. Cells adhesion was quantified by trypan blue staining exclusion. PKC activity was determined by histone phosphorylation. mtorc1 and mtorc2 phosphorylation as well as the activity of these complexes were evaluated by immunoblotting. The results are expressed as percentage in relation to the control and statistical analysis was performed using absolute values. Significance, determined as p<0.05, was assessed by one-way analysis of variance (ANOVA) followed by the Newman-Keuls test. Resultados: LPS induced a transient adhesion of monocytes during 24h incubation, with maximal effect (45%) after 1 h, while with PMA adhesion increased in a time-dependent manner, achieving 100% after 24 h (n=6). Both PMA and LPS induced 40% adhesion after 1h incubation M Calphostin C, a PKC inhibitor, prevented LPS or PMA-induced adhesion in 50% after 1h, suggesting a partial dependence on PKC activity (n=4). LPS induced a 4- and 7-fold increase in PKC activity in

20 non-attached and attached cells, respectively. This effect was completely reversed by 10-6 M WYE-354, inhibitor of mtorc1 and mtorc2 activities, in both cell population but, in non-attached cells, PKC activity was partially reduced (50%) by rapamicyn, an inhibitor of mtorc1 complex (n=3). Furthermore, LPS-induced monocyte adhesion was partially reversed (40%) by WYE-354 but it was not changed by rapamycin (n=4). On the other hand, PMA effect was partially reversed by both rapamycin or WYE-354. With these treatments it is still observed a 50% adhesion induced by PMA (n=3). Immunoblotting assay reveled that LPS enhanced the phosphorylation of mtorc2 at S2481, mtorc1 at S2448 and consequently, mtorc1 substrate, S6K at T389 in non-adhered and adherent cells (n=3). PKB phosphorylation at S473 was increased by LPS treatment in non-attached cells (n=3), whereas in adhered cells this phosphorylation decreased (n=4). On the other hand, PMA increased the mtorc1 and S6K phosphorylation but did not changed mtorc2 phophorylation (n=3). In PMA stimulated cells, PKB phosphorylation at S473 decreased in the supernatant and adherent cells (n=4). This effect was not changed by calphostin C (n=2). Conclusão: Our results indicate that the adhesion induced by LPS is dependent of mtorc2/pkc/pkb/mtorc1 pathway while PMA induced adhesion is dependent of PKC/mTORC1 pathway. Apoio Financeiro: Our results indicate that the adhesion induced by LPS is dependent of mtorc2/pkc/pkb/mtorc1 pathway while PMA induced adhesion is dependent of PKC/mTORC1 pathway. Comitê de Ética: THP-1 cells, a human monocyte cell line were used.

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON WELLINGTON LUNZ INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA THAISA CEZÁRIA TRICHES CONDIÇÃO MICROBIOLÓGICA APÓS TRATAMENTO

Leia mais

VÍRUS EPSTEIN-BARR E CARCINOMA MAMÁRIO

VÍRUS EPSTEIN-BARR E CARCINOMA MAMÁRIO FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE DE COIMBRA VÍRUS EPSTEIN-BARR E CARCINOMA MAMÁRIO Dissertação de Doutoramento em Ciências da Saúde, no ramo de Ciências Biomédicas, pela Faculdade de Medicina da Universidade

Leia mais

LIPOPEROXIDAÇÃO EM CADELAS COM CARCINOMA MAMÁRIO

LIPOPEROXIDAÇÃO EM CADELAS COM CARCINOMA MAMÁRIO 1 LIPOPEROXIDAÇÃO EM CADELAS COM CARCINOMA MAMÁRIO IVAN BRAGA RODRIGUES DE SOUZA 1, EDUARDO FERNANDES BONDAN 1,2, SANDRA CASTRO POPPE 1,2 1 Universidade Cruzeiro do Sul, São Paulo (SP), Brasil; 2 Universidade

Leia mais

Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix

Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix Í N D I C E : Í N D I C E G E R A L. v i i A B R E V I A T U R A S E S I G L A S. v i i i L I S T A D E T A B E L A S E F I G U R A S ix R E S U M O. x A B S T R A C T... xi I - I N T R O D U Ç Ã O - 1

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 AUSÊNCIA DE ALTERAÇÕES CLÍNICAS EM BOVINOS APÓS A ADMINISTRAÇÃO PELA VIA SUBCUTÂNEA DE UMA ASSOCIAÇÃO ENTRE IVERMECTINA E SULFÓXIDO DE ALBENDAZOL CARNEIRO, R. 1*, NASCIMENTO, G. A. M. 1, MARTINS, V.

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 MARCELA BENEVENTE [1], LUCIANA MOURA CAMPOS PARDINI [2], ADRIANA CAMARGO FERRASI [1,3], MARIA INES DE MOURA CAMPOS PARDINI [3], ALINE FARIA GALVANI [3], JOSE JOAQUIM TITTON RANZANI [2] 1. Instituto de

Leia mais

Diabetes e Hipogonadismo: estamos dando a devida importância?

Diabetes e Hipogonadismo: estamos dando a devida importância? Diabetes e Hipogonadismo: estamos dando a devida importância? por Manuel Neves-e-Castro,M.D. Clinica de Feminologia Holistica Website: http://neves-e-castro.pt Lisboa/Portugal Evento Cientifico Internacional

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS Kamila Karoliny Ramos de Lima 1, Josimar dos Santos Medeiros 2. Resumo Entre as principais doenças de evolução

Leia mais

Imunologia do câncer. Aarestrup, F.M.

Imunologia do câncer. Aarestrup, F.M. Imunologia do câncer Impacto da imunologia na cancerologia Biologia tumoral Diagnóstico : imuno-histoquímica Tratamento : imunoterapia Mecanismos da resposta imunológica contra o câncer Quais as células

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Motricidade Humana O Método Pilates e os seus Efeitos em Termos de Autoeficácia na Musculatura do Pavimento Pélvico em Mulheres com Incontinência Urinária de

Leia mais

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos.

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos. RESUMO O futsal é um esporte intermitente com muitas substituições e pausas durante a partida, o que possibilita a recuperação de variáveis fisiológicas durante esses momentos, proporcionando ao jogador,

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICA E ETIOLÓGICA DE PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA E COMPLICAÇÕES RENAIS

ANÁLISE ECONÔMICA E ETIOLÓGICA DE PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA E COMPLICAÇÕES RENAIS ANÁLISE ECONÔMICA E ETIOLÓGICA DE PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA E COMPLICAÇÕES RENAIS MARTOS, Natália Martinez; HALBE, Ricardo natymm@gmail.com Centro de Pós-Graduação Oswaldo Cruz Resumo: O número

Leia mais

Diagnóstico Molecular em Transplantação. Paulo Santos Laboratório de Genómica Funcional Centro de Histocompatibilidade do Centro

Diagnóstico Molecular em Transplantação. Paulo Santos Laboratório de Genómica Funcional Centro de Histocompatibilidade do Centro Diagnóstico Molecular em Transplantação Paulo Santos Laboratório de Genómica Funcional Centro de Histocompatibilidade do Centro Histocompatibilidade Serologia Genética Molecular Virologia Bioquímica Genómica

Leia mais

Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil.

Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil. Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil. Valéria M. Azeredo Passos, Janaina Caldeira Pereira, Sandhi Maria Barreto INTRODUCTION Type 2 diabetes

Leia mais

Iniciação. Angiogênese. Metástase

Iniciação. Angiogênese. Metástase Imunidade contra tumores Câncer Cancro, tumor, neoplasia, carcinoma Características: Capacidade de proliferação Capacidade de invasão dos tecidos Capacidade de evasão da resposta imune Câncer Transformação

Leia mais

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS

ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO COM CONTRAÇÕES RECÍPROCAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA PÂMELLA RIBEIRO RODRIGUES ANÁLISE DAS RESPOSTAS NEUROMUSCULARES DOS EXTENSORES DO JOELHO APÓS PROGRAMA DE EXERCÍCIO RESISTIDO

Leia mais

O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE

O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE SÃO PAULO O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE ANA FLÁVIA NOGUEIRA SALIBA São Paulo 2012 ANA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA GEISA BADAUY LAURIA SILVA USO DO LASER DE BAIXA INTENSIDADE (GaAlAs) NA PREVENÇÃO DE MUCOSITE BUCAL EM PACIENTES SUBMETIDOS A TRANSPLANTE DE MEDULA

Leia mais

Processo Seletivo 2013-2 - Inglês. Para a primeira questão, os critérios de correção foram definidos como seguem, abaixo:

Processo Seletivo 2013-2 - Inglês. Para a primeira questão, os critérios de correção foram definidos como seguem, abaixo: 1) Gabarito oficial definitivo - Questão 1 Para a primeira questão, os critérios de correção foram definidos como seguem, abaixo: Quando o candidato redigiu: (Because) gut microbe may fight obesity and

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes

Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes Mecanismos da rejeição de transplantes Envolve várias reações de hipersensibilidade, tanto humoral quanto celular Habilidade cirúrgica dominada para vários

Leia mais

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES

OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DE BRAGA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS OUTRA FORMA DE VER? A CONSTRUÇÃO DO AUTOCONCEITO DE CRIANÇAS CEGAS E AMBLIOPES II Ciclo de Estudos em Ciências da

Leia mais

CORRELAÇÃO DA INSUFICIÊNCIA RENAL E ANEMIA EM PACIENTES NORMOGLICEMICOS E HIPERGLICEMICOS EM UM LABORATÓRIO DA CIDADE DE JUAZEIRO DO NORTE, CE

CORRELAÇÃO DA INSUFICIÊNCIA RENAL E ANEMIA EM PACIENTES NORMOGLICEMICOS E HIPERGLICEMICOS EM UM LABORATÓRIO DA CIDADE DE JUAZEIRO DO NORTE, CE CORRELAÇÃO DA INSUFICIÊNCIA RENAL E ANEMIA EM PACIENTES NORMOGLICEMICOS E HIPERGLICEMICOS EM UM LABORATÓRIO DA CIDADE DE JUAZEIRO DO NORTE, CE Janaína Esmeraldo Rocha, Faculdade Leão Sampaio, janainaesmeraldo@gmail.com

Leia mais

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br LEITE, Gisele Bueno da Silva; MOURA, Karla Senger Pinto de; DORNELAS, Lilian Maria Candido de Souza; BORGES, Juliana Bassalobre Carvalho. Atuação

Leia mais

Complexo principal de histocompatibilidade

Complexo principal de histocompatibilidade Complexo principal de histocompatibilidade Todas as espécies possuem um conjunto de genes denominado MHC, cujos produtos são de importância para o reconhecimento intercelular e a discriminação do que é

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO EMENTAS DISCIPLINAS MATRIZ 3 1º AO 3º PERÍODO 1 º Período C.H. Teórica: 90 C.H. Prática: 90 C.H. Total: 180 Créditos: 10

Leia mais

Diogo B de Souza; Dilson Silva; Célia M Cortez; Waldemar S Costa; Francisco J B Sampaio. J. of Andrology 2011

Diogo B de Souza; Dilson Silva; Célia M Cortez; Waldemar S Costa; Francisco J B Sampaio. J. of Andrology 2011 Estudo Estrutural do Pênis em Diferentes Situações Clínicas e Modelos Experimentais Francisco J. B. Sampaio Stress Efeitos do Estresse Crônico no Corpo Cavernoso de Ratos Os animais foram contidos diariamente,

Leia mais

Prof a Dr a Camila Souza Lemos IMUNOLOGIA. Prof a. Dr a. Camila Souza Lemos. camila.souzabiomedica@gmail.com AULA 4

Prof a Dr a Camila Souza Lemos IMUNOLOGIA. Prof a. Dr a. Camila Souza Lemos. camila.souzabiomedica@gmail.com AULA 4 IMUNOLOGIA Prof a. Dr a. Camila Souza Lemos camila.souzabiomedica@gmail.com AULA 4 Imunidade contra tumores Linfócitos T-CD8 (azul) atacando uma célula tumoral (amarela) A imunologia tumoral é o estudo

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE UM SUPLEMENTO ALIMENTAR A BASE DE FERRO QUELATADO EM SUBSTITUIÇÃO AO FERRO DEXTRANO NA FASE PRÉ INICIAL DE VIDA DOS LEITÕES

UTILIZAÇÃO DE UM SUPLEMENTO ALIMENTAR A BASE DE FERRO QUELATADO EM SUBSTITUIÇÃO AO FERRO DEXTRANO NA FASE PRÉ INICIAL DE VIDA DOS LEITÕES DANIEL PIGATTO MONTEIRO UTILIZAÇÃO DE UM SUPLEMENTO ALIMENTAR A BASE DE FERRO QUELATADO EM SUBSTITUIÇÃO AO FERRO DEXTRANO NA FASE PRÉ INICIAL DE VIDA DOS LEITÕES Dissertação apresentada como requisito

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS TÍTULO: DIABETES MELLITUS TIPO II E O ANTIDIABÉTICO METFORMINA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: BIOMEDICINA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS

Leia mais

Dor Crónica Lombar. A. Teresa Jeremias. Dor Crónica Lombar. Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia

Dor Crónica Lombar. A. Teresa Jeremias. Dor Crónica Lombar. Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia Dor Crónica Lombar A.Teresa Jeremias A. Teresa Jeremias Dor Crónica Lombar Modelo Preditivo dos Resultados da Fisioterapia Dissertação de Mestrado em Fisioterapia Relatório de Projecto de Investigação

Leia mais

ESTABLISHMENT OF 3D CELL CULTURES UNDER DYNAMIC CONDITIONS USING A MULTI-COMPARTMENT HOLDER FOR SPINNER FLASK

ESTABLISHMENT OF 3D CELL CULTURES UNDER DYNAMIC CONDITIONS USING A MULTI-COMPARTMENT HOLDER FOR SPINNER FLASK ESTABLISHMENT OF 3D CELL CULTURES UNDER DYNAMIC CONDITIONS USING A MULTI-COMPARTMENT HOLDER FOR SPINNER FLASK Thesis presented to Escola Superior de Biotecnologia of the Universidade Católica Portuguesa

Leia mais

6 Só será permitido o uso de dicionário INGLÊS/INGLÊS.

6 Só será permitido o uso de dicionário INGLÊS/INGLÊS. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Raquel Jauffret Guilhon Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

DIABETES MELLITUS: AVALIAÇÃO E CONTROLE ATRAVÉS DA GLICEMIA EM JEJUM E HEMOGLOBINA GLICADA

DIABETES MELLITUS: AVALIAÇÃO E CONTROLE ATRAVÉS DA GLICEMIA EM JEJUM E HEMOGLOBINA GLICADA 15 Recebido em 12/2012. Aceito para publicação em 09/2013. DIABETES MELLITUS: AVALIAÇÃO E CONTROLE ATRAVÉS DA GLICEMIA EM JEJUM E HEMOGLOBINA GLICADA DIABETES MELLITUS: AVALIATION AND CONTROL THROUGH FASTING

Leia mais

PAPERPET. Caio Mayrink Maio/2011

PAPERPET. Caio Mayrink Maio/2011 PAPERPET Caio Mayrink Maio/2011 RAD51 G135C POLYMORPHISM IS ASSOCIATED WITH BREAST CANCER SUSCEPTIBILITY: A META-ANALYSIS INVOLVING 22,399 SUBJECTS Haiming Sun, Jing Bai, Feng Chen, Yan Jin, Yang Yu, Lianhong

Leia mais

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis

Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis TEODORO B. K.; ROBERTO T. N.; BRASIL D. M. E SOUZA L. B.; SOUZA M. C.; PAULETTO M. C. A. C.; MAMED J. A.; SBRAVATE-MARTINS C.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA HELOÍSA HELENA FONSECA DE LIMA SARAIVA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA HELOÍSA HELENA FONSECA DE LIMA SARAIVA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA HELOÍSA HELENA FONSECA DE LIMA SARAIVA INFLUÊNCIA DO TEMPO NA DOSAGEM DE GLICEMIA NO PLASMA FLUORETO

Leia mais

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census

The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census The Indigenous Population of Brazil 1991 Population Census Authors: Nilza Oliveira Martins Pereira (principal author), Tereza Cristina Nascimento Araujo, Valéria Beiriz, Antonio Florido- IBGE The definition

Leia mais

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências ELIANE JERÔNIMO PIRES Fisioterapia na cicatrização e recuperação funcional nos portadores de úlcera de hipertensão venosa crônica: uso da estimulação elétrica com corrente de alta voltagem Dissertação

Leia mais

TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1

TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1 TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1 ELIAKIM M. ARAÚJO 2, JOAQUIM B. DE OLIVEIRA 3, ITALO N. SILVA 4, EDMILSON G. CAVALCANTE JÚNIOR 4, BRUNO M. DE ALMEIDA 4 1 Parte do TCC do primeiro

Leia mais

Finanças Comportamentais: Diferenças a tolerância de risco entre cônjuges Replicando uma pesquisa e propondo alternativas complementares

Finanças Comportamentais: Diferenças a tolerância de risco entre cônjuges Replicando uma pesquisa e propondo alternativas complementares Roberto Carneiro Gurgel Nogueira Finanças Comportamentais: Diferenças a tolerância de risco entre cônjuges Replicando uma pesquisa e propondo alternativas complementares Dissertação de Mestrado Dissertação

Leia mais

IMPACTO DO ÍNDICE GLICÊMICO E DA QUALIDADE DA DIETA INGERIDA NOS MARCADORES INFLAMATÓRIOS ASSOCIADOS AO DIABETES MELLITUS TIPO 2

IMPACTO DO ÍNDICE GLICÊMICO E DA QUALIDADE DA DIETA INGERIDA NOS MARCADORES INFLAMATÓRIOS ASSOCIADOS AO DIABETES MELLITUS TIPO 2 JÚNIA MARIA GERALDO IMPACTO DO ÍNDICE GLICÊMICO E DA QUALIDADE DA DIETA INGERIDA NOS MARCADORES INFLAMATÓRIOS ASSOCIADOS AO DIABETES MELLITUS TIPO 2 Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa,

Leia mais

Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004

Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004 Caracterização dos doentes toxicodependentes observados pela equipa de Psiquiatria de Ligação - análise comparativa dos anos de 1997 e 2004 Joana Alexandre *, Alice Luís ** Resumo Analisaram-se as características

Leia mais

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA CT CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE PETRÓLEO - PPGCEP DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

ATENDIMENTO SOCIAL PELA KORYO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVEIRAS

ATENDIMENTO SOCIAL PELA KORYO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVEIRAS CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL MARIA CLARET NOGUEIRA BARBOSA WALDEMARIA DE FÁTIMA VIANNA CINTRA ATENDIMENTO SOCIAL PELA KORYO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SILVEIRAS SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 2012 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL

Leia mais

TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA

TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA Augusto Schneider Carlos Castilho de Barros Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas TÉCNICAS Citologia Histologia Imunohistoquímica Citometria Biologia molecular

Leia mais

HIV em gestantes: garantindo a acurácia diagnóstica. Dra Ester Sabino Fundação Pró-Sangue/ Hemocentro de São Paulo Diagnósticos da América

HIV em gestantes: garantindo a acurácia diagnóstica. Dra Ester Sabino Fundação Pró-Sangue/ Hemocentro de São Paulo Diagnósticos da América HIV em gestantes: garantindo a acurácia diagnóstica Dra Ester Sabino Fundação Pró-Sangue/ Hemocentro de São Paulo Diagnósticos da América Distribuição de freqüência de títulos sorológicos de duas populações

Leia mais

Trabalho de farmaco economia em Drogas Biológicas

Trabalho de farmaco economia em Drogas Biológicas Unidade de Estudos de Procedimentos de Alta Complexidade UEPAC Dra. Claudia Cantanheda Dr. Vitor André Romão Dr. José Geraldo Amino Enfª. Quenia Dias Hugo Simas Trabalho de farmaco economia em Drogas Biológicas

Leia mais

Universidade da Beira Interior Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Psicologia e Educação

Universidade da Beira Interior Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Psicologia e Educação Universidade da Beira Interior Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Psicologia e Educação DISSERTAÇÃO DE MESTRADO APRESENTADA À UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR COMO REQUISITO PARA A OBTENÇÃO

Leia mais

ALTERAÇÕES METABÓLICAS NO PERFIL LIPÍDICO E GLICÊMICO DE PACIENTES HIV POSITIVOS QUE FAZEM USO DE ANTIRETROVIRAIS

ALTERAÇÕES METABÓLICAS NO PERFIL LIPÍDICO E GLICÊMICO DE PACIENTES HIV POSITIVOS QUE FAZEM USO DE ANTIRETROVIRAIS ALTERAÇÕES METABÓLICAS NO PERFIL LIPÍDICO E GLICÊMICO DE PACIENTES HIV POSITIVOS QUE FAZEM USO DE ANTIRETROVIRAIS Greice Rodrigues Bittencourt Introdução A terapia antiretroviral contemporânea (TARV) baseado

Leia mais

RESISTAID Modulador natural do sistema imunológico

RESISTAID Modulador natural do sistema imunológico Informações Técnicas RESISTAID Modulador natural do sistema imunológico CAS NUMBER: 9036-66-2 SINÔNIMOS: Arabinogalactana, Lariço arabinogalactana, Galactoarabinina, Fibra lariço, Goma lariço NOME BOTÂNICO:

Leia mais

CLÁUDIA MADEIRA MIRANDA

CLÁUDIA MADEIRA MIRANDA CLÁUDIA MADEIRA MIRANDA ANÁLISE DA VARIABILIDADE DE FREQUÊNCIA CARDÍACA ANTES E DURANTE O TESTE DE INCLINAÇÃO EM PACIENTES COM SÍNCOPE VASOVAGAL COM RESPOSTA CARDIOINIBITÓRIA. Belo Horizonte 2015 M672a

Leia mais

NTRODUÇÃO MATERIAL E MÉTODOS

NTRODUÇÃO MATERIAL E MÉTODOS Características socioeconômicas, demográficas, nutricionais, controle glicêmico e atividade física de adolescentes portadores de diabetes melito tipo 1 Izabela Zibetti de ALBUQUERQUE 1 ; Maria Raquel Hidalgo

Leia mais

FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO SERVIÇO NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA RENATO AUGUSTO PEDREIRA LEONNI EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO-BA.

FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO SERVIÇO NA UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA RENATO AUGUSTO PEDREIRA LEONNI EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO-BA. UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MBA EXECUTIVO EM SAÚDE- GESTÃO HOSPITALAR KARLA MICHELLINE OLIVEIRA BOAVENTURA FATORES QUE INTERFEREM NA QUALIDADE DO

Leia mais

ANEMIA EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 1

ANEMIA EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 1 ANEMIA EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO 2 1 Matias Nunes Frizzo 2, Paula Caitano Fontela 3, Eliane Roseli Winkelmann 4. 1 Pesquisa realizada no Departamento de Ciências da Vida - Curso de Farmácia

Leia mais

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes.

Dedicatória. À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. ii Dedicatória À memória do meu querido avô Amaro, nunca te esquecerei. Aos meus filhos António e Cecília, pelos momentos ausentes. iii iv Agradecimentos Uma investigação desta tipologia envolve, directa

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE A DOSE DE M. LEPRAEMURIUM EXPERIMENTALMENTE INOCULADA E A SOBREVIVÊNCIA DE RATOS TRATADOS E NÃO TRATADOS PELA 4-4' DIAMINODIFENILSULFONA

RELAÇÃO ENTRE A DOSE DE M. LEPRAEMURIUM EXPERIMENTALMENTE INOCULADA E A SOBREVIVÊNCIA DE RATOS TRATADOS E NÃO TRATADOS PELA 4-4' DIAMINODIFENILSULFONA RELAÇÃO ENTRE A DOSE DE M. LEPRAEMURIUM EXPERIMENTALMENTE INOCULADA E A SOBREVIVÊNCIA DE RATOS TRATADOS E NÃO TRATADOS PELA 4-4' DIAMINODIFENILSULFONA PROF. W. A. HADLER* L. M. ZITI** As relações entre

Leia mais

RESUMOS DE PROJETOS... 124 ARTIGOS COMPLETOS(RESUMOS)... 128

RESUMOS DE PROJETOS... 124 ARTIGOS COMPLETOS(RESUMOS)... 128 123 RESUMOS DE PROJETOS... 124 ARTIGOS COMPLETOS(RESUMOS)... 128 RESUMOS DE PROJETOS 124 A GENÉTICA E NEUROFISIOLOGIA DO AUTISMO... 125 PAPEL DO POLIMORFISMO IL17A (RS7747909) NA TUBERCULOSE.... 126 PAPEL

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS CITOGENÉTICA NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA LEUCEMIA MIELÓIDE

Leia mais

Fatores sócio econômicos interferem no prognóstico do Glioblastoma Multiforme

Fatores sócio econômicos interferem no prognóstico do Glioblastoma Multiforme Fatoressócio econômicosinterferemnoprognósticodo GlioblastomaMultiforme Jose Carlos Lynch 1, Leonardo Welling 3, Cláudia Escosteguy 4, Ricardo Andrade2,CelestinoPereira2 Abstract Objective: This is a retrospective

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL. Ana Wieczorek Torrens

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL. Ana Wieczorek Torrens UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL Ana Wieczorek Torrens EFETIVIDADE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA NA CURA DA TUBERCULOSE BRASÍLIA 2015 I EFETIVIDADE

Leia mais

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento Radicular Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2013 Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS CARACTERIZAÇÃO DO LODO OBTIDO EM MANTA E LEITO DO REATOR

Leia mais

ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA ÍRIA CRUZ PIMENTEL

ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA ÍRIA CRUZ PIMENTEL ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA ÍRIA CRUZ PIMENTEL RELAÇÃO DA ETNIA COM A HIPERTENSÃO ARTERIAL EM PACIENTES RESGISTRADOS NO PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE HIPERTENSOS E DIABÉTICOS

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto 1 COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto Resumo da monografia apresentada no curso de especilização em Ortodontia da Universidade

Leia mais

Lung Cancer. Risk Factors

Lung Cancer. Risk Factors Lung Cancer The lungs are the organs that help us breathe. They help to give oxygen to all the cells in the body. Cancer cells are abnormal cells. Cancer cells grow and divide more quickly than healthy

Leia mais

Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável

Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável Renan Lopes Gomes, Ana Carolina Ferreira, Priscilla C. Zucco dos Santos 3, Otávio Augusto Martins,3, Renato C. F. Neves 2* Departamento

Leia mais

Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa. Reação Ag-Ac in vitro

Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa. Reação Ag-Ac in vitro Métodos sorológicos de Diagnóstico e Pesquisa Reação Ag-Ac in vitro Testes sorológicos Uso de soro ou outros fluidos biológicos de paciente p/ diagnóstico laboratorial Demonstração de anticorpos específicos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA MORGANA MARTINS

UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA MORGANA MARTINS UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA MORGANA MARTINS O EFEITO DO EXERCICIO FISICO SOBRE AS ENZIMAS ANTIOXIDANTES PLASMÁTICAS EM INDIVÍDUOS PORTADORES DE SINDROME DE DOWN Tubarão 2007 MORGANA MARTINS O

Leia mais

ARTIGO ORIGINAL. José Luiz Domingues Júnior 1, Mônica Regina Bocchi 2, Silvia Helena Necchi 2, Gislaine Buzzini Fernandes 3 1

ARTIGO ORIGINAL. José Luiz Domingues Júnior 1, Mônica Regina Bocchi 2, Silvia Helena Necchi 2, Gislaine Buzzini Fernandes 3 1 ARTIGO ORIGINAL Dengue: Situação Epidemiológica dos últimos dez anos (2001-2010) no município de Barretos - SP Dengue: Epidemiological Situation of the last ten years (2001-2010) in the city of Barretos

Leia mais

REGULAÇÃO HORMONAL DO METABOLISMO

REGULAÇÃO HORMONAL DO METABOLISMO REGULAÇÃO HORMONAL DO METABOLISMO A concentração de glicose no sangue está sempre sendo regulada A glicose é mantida em uma faixa de 60 a 90 g/100ml de sangue (~4,5mM) Homeostase da glicose Necessidade

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS SÉRICOS DE PCR AS E COLESTEROL-HDL EM TRABALHADORES DE EMPRESAS PRIVADAS

RELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS SÉRICOS DE PCR AS E COLESTEROL-HDL EM TRABALHADORES DE EMPRESAS PRIVADAS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 RELAÇÃO ENTRE OS NÍVEIS SÉRICOS DE PCR AS E COLESTEROL-HDL EM TRABALHADORES DE EMPRESAS PRIVADAS Juliane Mara Sabatini 1 ; Rafael Cardia Sardim Barros

Leia mais

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1.

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1. weaker people. This definition includes three important components:1. Bullying is aggressive behavior that involves unwanted, negative actions. 2. Bullying involves a pattern of behavior repeated over

Leia mais

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina de Lisboa MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Catarina Isabel Fonseca Paulos Mestrado em Medicina Legal e Ciências Forenses 2005 Esta dissertação

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Neoplasias 2. Adriano de Carvalho Nascimento

Neoplasias 2. Adriano de Carvalho Nascimento Neoplasias 2 Adriano de Carvalho Nascimento Biologia tumoral Carcinogênese História natural do câncer Aspectos clínicos dos tumores Biologia tumoral Carcinogênese (bases moleculares do câncer): Dano genético

Leia mais

Resposta imunológica a. Ronei Luciano Mamoni

Resposta imunológica a. Ronei Luciano Mamoni Resposta imunológica a tumores Ronei Luciano Mamoni Tumores Conceitos gerais Neoplasias conceito Neoplasia (neo= novo + plasia = tecido) é o termo que designa alterações celulares que acarretam um crescimento

Leia mais

PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL ATUALIZA CITOLOGIA CLÍNICA JOSUÉ GONCALVES LINS SANTOS PAPILOMA VÍRUS HUMANO HPV REVISÃO BIBLIOGRÁFICA SALVADOR 2011 JOSUÉ GONCALVES LINS SANTOS

Leia mais

Hospital Amaral Carvalho (HAC) Jaú. Once upon a time, in a place, far, far away, there was an Oncology Hospital:

Hospital Amaral Carvalho (HAC) Jaú. Once upon a time, in a place, far, far away, there was an Oncology Hospital: Hospital Amaral Carvalho (HAC) Jaú Once upon a time, in a place, far, far away, there was an Oncology Hospital: Hospital Amaral Carvalho (HAC) 1994 Philanthropic Foundation (not a university hospital)

Leia mais

INFLUÊNCIA DA LUZ ARTIFICIAL E NATURAL NA ELIMINAÇÃO DE CERCÁRIAS PELO Biomphalaria glabrata

INFLUÊNCIA DA LUZ ARTIFICIAL E NATURAL NA ELIMINAÇÃO DE CERCÁRIAS PELO Biomphalaria glabrata INFLUÊNCIA DA LUZ ARTIFICIAL E NATURAL NA ELIMINAÇÃO DE CERCÁRIAS PELO Biomphalaria glabrata Geraulina Mendonça Castro 1, Neuton Silva Souza 2, Ivone Garros Rosa 3 1 Médica 2 Departamento de Química e

Leia mais

ANOREXIA EM ALUNAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

ANOREXIA EM ALUNAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte 2006, 5(especial):23-30 ANOREXIA EM ALUNAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Faculdade de Educação Física da ACM de Sorocaba Resumo: Anorexia caracteriza-se pelo intenso

Leia mais

Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes. IGF- I System. Carlos Cas(lho de Barros

Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes. IGF- I System. Carlos Cas(lho de Barros Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes IGF- I System Carlos Cas(lho de Barros Visão Geral do Sistema IGF-I - É o maior mediador do crescimento intra uterino e pós natal - Receptor IGF- I crescimento

Leia mais

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010

ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 1 ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 CAIO FERNANDO GIMENEZ 1, TATIANE MORENO FERRARIAS 1, EDUARDO FERNANDES BONDAN 1 1 Universidade

Leia mais

Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes. Prolactin and its excess in non pregnant women

Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes. Prolactin and its excess in non pregnant women Prolactina em mulheres não-gestantes Prolactina e seus excessos em mulheres não-gestantes Cristiane Maria Villar Silva 1 Tania Cristina Andrade 2 RESUMO - A prolactina é um hormônio produzido pela hipófise,

Leia mais

ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA

ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA ANÁLISE HISTOLÓGICA DE FERIDAS CUTÂNEAS EM RATOS E ATIVIDADE ANTI-INFLAMATÓRIA EM CAMUNDONGOS TRATADOS COM ÓLEO DE COPAÍBA Ana Carolina Guidi 1 ; Gislaine Cardoso de Souza 2 ; Valéria do Amaral 3 RESUMO:

Leia mais

INTERESSE DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO PELAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

INTERESSE DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO PELAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE FACES CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA INTERESSE DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO PELAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Ítalo Ferreira Costa Orion Moreira Orientador(a):

Leia mais

Resistência à Insulina e Câncer

Resistência à Insulina e Câncer Resistência à Insulina e Câncer Prof. Adaliene 1 Resistência à Insulina e Câncer Câncer Sobreviventes 11 milhões Resistência à insulina Obesidade 2 1 Obesidade/ Resistência à Insulina e Câncer OVERWEIGHT,

Leia mais

Tipos de enxertos. Tipos de Enxertos: Tipos de Enxertos: O que é um transplante? Imunologia dos Transplantes. Singênicos

Tipos de enxertos. Tipos de Enxertos: Tipos de Enxertos: O que é um transplante? Imunologia dos Transplantes. Singênicos O que é um transplante? Imunologia dos Transplantes Prof.Dr. Gilson Costa Macedo Processo de retirada de células, tecidos ou órgãos, chamados enxertos, de um indivíduo e a sua inserção em um indivíduo

Leia mais

VERA LÚCIA MORETTO RESTRIÇÃO PROTÉICA NA LACTAÇÃO: EFEITOS SOBRE ALGUNS ASPECTOS METABÓLICOS EM RATAS

VERA LÚCIA MORETTO RESTRIÇÃO PROTÉICA NA LACTAÇÃO: EFEITOS SOBRE ALGUNS ASPECTOS METABÓLICOS EM RATAS VERA LÚCIA MORETTO RESTRIÇÃO PROTÉICA NA LACTAÇÃO: EFEITOS SOBRE ALGUNS ASPECTOS METABÓLICOS EM RATAS CUIABÁ - MT 2007 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Resposta Imune. O que determina essas fases tão distintas???

Resposta Imune. O que determina essas fases tão distintas??? Resposta Imune Resposta Imune O que determina essas fases tão distintas??? Memory T Cells, Zanetti, 2010 Rompimento homeostasia Resposta Imune: Orquestragem Sinalizam sincronizando a atividade das células

Leia mais

O Diagnóstico, seguimento e tratamento de todas estas complicações causam um enorme fardo econômico ao sistema de saúde.

O Diagnóstico, seguimento e tratamento de todas estas complicações causam um enorme fardo econômico ao sistema de saúde. HEMOGLOBINA GLICADA AbA1c A prevalência do diabetes tem atingido, nos últimos anos, níveis de uma verdadeira epidemia mundial. Em 1994, a população mundial de diabéticos era de 110,4 milhões. Para 2010

Leia mais

PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO EM PACIENTES PRÉ E PÓS- CIRURGIA BARIÁTRICA

PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO EM PACIENTES PRÉ E PÓS- CIRURGIA BARIÁTRICA PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO EM PACIENTES PRÉ E PÓS- CIRURGIA BARIÁTRICA GEROTTO, G. Resumo:A obesidade é uma condição complexa descrita como uma epidemia crônica da pós-modernidade e sua prevalência tem aumentado

Leia mais