Guia de estudos para a certificação. Green IT Citizen

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de estudos para a certificação. Green IT Citizen"

Transcrição

1 ve ex rs pr ão es s Guia de estudos para a certificação Green IT Citizen

2 Sumário Sobre o autor Dedicatória Para quem é esse ebook? Como esse ebook vai ajudar você? Capítulo Bônus Planejando os Estudos Capítulo 1 Universo de TI verde *Conceitos de TI verde *Motivadores para Green IT Alvos estratégicos de Green IT Capítulo 2 Ações verdes para componentes de TI Os padrões verdes Ferramenta EPEAT Selo PROCEL Virtualização *Hábitos do cidadão de TI verde Capítulo 3 Ações organizacionais de TI *Prédios sustentáveis Qualidade do ambiente interno *Segurança da informação na reciclagem Cloud computing Trabalho à distância *Conclusão E o que eu faço agora? Orientações de estudo * conteúdos incluídos na versão express.

3 Copyright 2014, Cesta de Conhecimentos. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei de 19/02/1998. Nenhuma parte desse ebook, sem autorização prévia por escrito do autor, poderá ser reproduzida ou transmitida sejam quais forem os meios empregados: eletrônicos, mecânicos, fotográficos, gravação ou quaisquer outros.

4 Não sabe por onde começar? Livros? O que estudar? Vídeos? Cursos?

5 Comece por aqui. Neste guia vou passar para você exatamente o mesmo conteúdo, passo a passo, que eu estudei para obter a certificação.

6 Sobre Róger Marroni é formado em Gestão da Tecnologia da Informação pela Faculdade Ftec. Natural da capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Possui, até o momento, três títulos de certificação ligados à gestão e governança de TI: ITIL v3, Cobit 4.1 e Green IT Citizen. Atuou durante a maior parte de sua carreira prestando consultoria em Gestão Organizacional e Boas Práticas em Tecnologia da Informação. Fundador do site Cesta de Conhecimentos, hoje se dedica como editor de conteúdo do site e a ministrar aulas e treinamentos na área. twitter.com/roger_marroni facebook.com/cestadeconhecimentos linkedin.com/in/rogermarroni youtube.com/user/rogermarroni plus.google.com/u/0/+rogermarroni

7 Dedicatória Dedico esse livro aos meus pais, Henrique Marroni e Sirlei Nunes, que sempre me deram apoio e são responsáveis pelo meu nível de estudo e educação que tenho hoje. Agradeço também a minha namorada, Pauline Bersagui, pela paciência nos momentos que não puder dar atenção a ela durante a criação desse projeto.

8 Para quem é esse ebook? Escrevi esse ebook para todos os profissionais que buscam ascensão na carreira e, procuram obter isso, através de certificações. Quem deve fazer a certificação Green IT Citizen? Os perfis mais comuns são: gerentes de TI, analistas e técnicos. Mas a certificação não é apenas para profissionais de TI. Atinge também analistas de responsabilidade social corporativa, compradores e todos os demais que precisam entender o que a TI verde pode fazer pela sua organização. Gravei um vídeo que falo mais sobre isso e, inclusive, eu revelo dois exemplos de práticas verdes para profissionais que não são da área de TI.

9 Como esse ebook vai ajudar você? A ideia para escrever esse livro nasceu a partir de uma experiência própria que passei. Logo no início da minha vida profissional, tive sempre uma visão muito clara sobre o quanto precisamos nos qualificar para obter reconhecimento diante o mercado. Ter ótimas qualificações, referências profissionais, diversos cursos e grandes experiências não bastavam. O mercado sempre exigia algo a mais, uma certificação. Diante desse fato, comecei a buscar informações que pudessem me ajudar e orientar sobre esse assunto. Naquela época foi difícil começar. Encontrei muita informação desencontrada, espalhada em diversos sites, blogs e fóruns de discussões de fontes não seguras. Não havia nada prático, que orientasse o estudo para a certificação de uma forma simples, segura, sem rodeios ou teorias que me levassem meses de estudo.

10 Como esse ebook vai ajudar você? A partir de então, resolvi colocar toda a informação e experiência que adquiri, durante meu período de estudos nesse ebook. Quero que você, diferente de mim, tenha acesso a uma informação precisa, direta e objetiva para realizar o exame. Quero que você não perca seu tempo à toa procurando conteúdo e informações em diversos pontos diferentes. Quero que coloque seu esforço todo no planejamento e no estudo para compreender o conteúdo do exame. Eu quero ter a satisfação de ajudar você, de poder contribuir com teu sonho. Auxiliar-te numa conquista e ter você caminhando junto comigo, ao meu lado, com um título de certificação conquistado. Boa leitura!

11 Capítulo 1 Universo de TI Verde Neste capítulo: Conceito de TI Verde; Motivadores para Green IT; Alvos estratégicos de Green IT;

12 TI Verde A TI verde nasceu diante de uma necessidade de controle dos impactos causados pelo consumo da Tecnologia da Informação por empresas, indústrias e pela sociedade em geral. Contudo, em paralelo a esse grande consumo de tecnologia, existe a preocupação com os impactos que ela pode causa no meio ambiente. Diante desse fato, a TI verde é uma iniciativa que propõem diversas ações a serem adotados por empresas e pessoas que, a partir de uma visão holística, irão trabalhar em paralelo ao avanço da TI, executando diversos processos de melhorias a fim de beneficiar os negócios e o meio ambiente.

13 TI Verde Mudança climática Refere-se à preocupação com a contribuição das atividades humanas para o aumento da emissão de gases que impactam no efeito estufa na atmosfera terrestre, aumentando a temperatura da terra. Responsabilidade social corporativa Trata-se de como o negócio entende seu senso de responsabilidade para considerar o bem-estar da sociedade e do meio ambiente com um entendimento que desafios sociais, ecológicos e econômicos estão inter-relacionados e que todos dependem uns dos outros.

14 TI Verde Responsabilidade ambiental Necessidade de considerar o bem-estar do ambiente e proteger a saúde, equilíbrio e a diversidade de recursos humanos e naturais. Desenvolvimento sustentável É aquele capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações de atenderem às suas próprias necessidades.

15 Motivadores de TI verde Assim como eu, você também convive a sua a vida inteira com desejos e aspirações. Independente de qual anseio tiver, podemos dividi-los em duas grandes categorias. Os desejáveis e os obrigatórios, ou seja, dois grupos de motivadores oriundos de duas vertentes. Então, assim como você, as empresas também possuem seus motivadores da TI verde classificados nessas duas categorias.

16 Motivadores de TI verde Começamos então por aquilo que é desejável, ou seja, procedente exclusivamente de uma vontade da organização. Logo, dentro dos desejáveis, temos os motivadores de negócio e os motivadores ambientais. Os motivadores de negócio, ligados diretamente aos custos da empresa, são relacionados aos projetos de TI verde com foco na redução de energia, Data Center otimizados, cloud computing, etc. Estudos apontam que o setor de TI é um grande consumidor de energia. Portanto, torná-lo mais verde pode reduzir esse custo. Segundo a Global e-sustainability Initiative, com a implantação da Green IT indústrias podem economizar 800 bilhões de dólares em custo de energia até 2020.

17 Motivadores de TI verde Já os motivadores ambientais estão ligados com a preocupação da empresa no impacto ao ambiente. Um exemplo para gerenciar esses impactos é a chamada Compra Verde. Como em todo negócio, sempre existe uma necessidade de comprar algo. Seja um computador, switch, servidores, enfim. O comum nesse processo é analisar o espaço em disco do PC, memória, número de portas do switch. Porém, além disso, devemos analisar se algum desses componentes contêm alguma substância nociva para a natureza. Como Cádmio (Cd), por exemplo.

18 Motivadores de TI verde A TI verde destaca a preocupação com aquisição de produtos que tenha seu ciclo de vida ecológico. Ou seja, boas práticas e cuidados que devemos ter na compra de produtos, ficando atentos para que o próprio fabricante faça o descarte correto. Aquisição de produtos biodegradáveis, sem Cádmio (Cd), Mercúrio (Hg) e Chumbo (Pb) ou outras substâncias cancerígenas é orientada por boas práticas da TI verde.

19 Motivadores de TI verde Agora o nosso último ponto é o motivador obrigatório, ou seja, as regulamentações, normas e leis. Oriundos muitas vezes de governos e grupos ao redor do mundo. As regulamentações tem como foco proteger a natureza através de leis que determinam diversas regras que as organizações sujeitas devem cumprir, estando aderentes a tudo que foi estabelecido por lei. Os principais regulamentos em vigor hoje são: REACH, RoHS E Cap And trade. Dica: Os três regulamentos normalmente aparecem em mais de uma questão na prova.

20 Motivadores de TI verde REACH - É um regulamento da União Europeia relativo ao Registo, Avaliação, Autorização e Restrição dos produtos químicos. Entrou em vigor no dia 1 de Junho de 2007 e substitui um conjunto de diretivas e regulamentos comunitários por um único instrumento legislativo. O reach é o acrónimo de Registration, Evaluation and Authorization of Chemicals, o que quer dizer Registo, Avaliação e Autorização dos Produtos Químicos. O reach foi publicado no Jornal Oficial da União Europeia dia 30 de Dezembro de 2006, sob a forma do Regulamento (CE) nº 1907/2006.

21 Motivadores de TI verde RoHS - Restringe algumas substâncias perigosas: É uma legislação europeia que restringe o uso de certas substâncias perigosas em processos de fabricação de produtos: cádmio (Cd), mercúrio (Hg), cromo hexavalente (Cr(VI)), bifenilos polibromados (PBBs), éteres difenilpolibromados (PBDEs) e chumbo (Pb).

22 Motivadores de TI verde Cap and Trade - A expressão cap and trade que na tradução seria algo como "limite e negociação" é usada para denominar um mecanismo de mercado que cria limites para as emissões de gases de um determinado setor ou grupo. Com base nos limites estabelecidos, são lançadas permissões de emissão e cada empresa determina como cumprirá estes limites. A negociação de permissões de emissão é o centro deste sistema, sendo que as empresas que possuem mais emissões do que o total convencionado são obrigadas a comprar uma quantidade suficiente de permissões para ficar dentro dos limites. As empresas que ficarem abaixo das metas de emissão podem então vender permissões.

23 Motivadores de TI verde Basicamente, podemos dizer que as permissões são equivalentes ao direito de poluir até um certo grau. As principais medidas tomadas pelas empresas para alcançar os limites de emissão, além da negociação de permissões, são o controle da poluição, melhoria da eficiência energética, substituição de fontes de energia, entre outros. Devemos encarar as normas como uma forma de mudar a cultura das organizações, pois para todos nós é difícil mudar hábitos, então, é importante que tenhamos as regulamentações bem claras a fim de servirem também de apoio na implantação de novas políticas.

24 Motivadores de TI verde Não podemos esquecer que, nosso papel como certificado Green IT Citizen é ter uma visão clara de cada um desses motivadores. É necessário ter consciência que são eles a origem do nosso trabalho e que cada um, quando bem trabalhado, pode trazer inúmeros benefícios para a organização.

25 Capítulo 2 Ações verdes para componentes de TI Neste capítulo: Os padrões verdes; Ferramenta EPEAT; Selo PROCEL; Virtualização; Hábitos do cidadão de TI verde;

26 Hábitos do cidadão de TI verde Nesse capítulo quero que você leia sobre alguns hábitos que o profissional certificado em Green IT deverá ter consciência de aplicá-los durante seu dia a dia. Seja em ações durante seu período profissional, como também, em seus hábitos pessoais. Compra verde Diante de todo o tipo de negócio, grande ou pequena empresa, é comum existir a necessidade de compra. Seja a compra de algum insumo através de um fornecedor, compra de materiais, componentes eletrônicos, etc. Diante disso, nosso hábito comum nessas situações é procurar realizar uma compra de qualidade, buscando um produto que atinja nossas necessidades e tenha um valor condizente ao orçamento. Até aqui tudo bem.

27 Hábitos do cidadão de TI verde Contudo, muitos itens que compramos, por exemplo, componentes eletrônicos, podem ter substâncias nocivas para o meio ambiente. Como: Cádmio, mercúrio ou chumbo. O Papel da TI verde é ter a consciência e conscientizar os demais desse cuidado na hora da compra. Você deverá analisar não apenas os requisitos técnicos e funcionais do produto, mas também, as substancias químicas que ele contém.

28 Hábitos do cidadão de TI verde Ciclo de vida do produto Além da consciência verde na hora de comprar um produto, você deverá junto ao fornecedor ou fabricante, verificar como é realizado o ciclo de vida do produto que está adquirindo. É através desse ciclo que o produto, quando não mais utilizado pela empresa, será descartado de uma forma sustentável. Ou seja, todos os produtos e serviços tem um tempo de vida, após esse período, devemos ter a consciência que não podemos abandonar o equipamento em um canto de um depósito ou em algum terreno vazio, por exemplo. O vazamento de substâncias nocivas no solo e a emissão de gases são exemplos de impactos negativos que um mau descarte do produto pode causar.

29 Hábitos do cidadão de TI verde Portando, antes de finalizar o processo de compra é interessante que seja verificado junto ao fabricante como é feito o descarte do produto e quem é o responsável por realizar essa tarefa. A maioria dos grandes fornecedores já respeita as leis ambientais e realiza o descarte ecológico de seus produtos fabricados.

30 Hábitos do cidadão de TI verde Selo verde O Selo verde nada mais é que um rótulo colocado nos produtos, trazendo informações que afirmam que a produção foi feita de forma consciente, sem causar impactos negativos ao ambiente. Vemos abaixo alguns selos verdes. O FSC (Forest Stewardship Council) é uma organização que atua na contenção do avanço da destruição de florestas pelo mundo. Esse selo atesta que os papéis produzidos contém matéria-prima certificada. Ou seja, o papel tem origem de manejo florestal responsável. Energy Star é uma iniciativa da Environmental Protection Agency para combater o desperdício de energia de computadores. O selo indica que o produto consome menos energia do que outros produtos da mesma categoria.

31 Hábitos do cidadão de TI verde Redução de energia em desktop O modo sleep é uma boa maneira de manter seu computador ligado usando muito pouca energia. O modo sleep é um recurso ótimo em computadores, ele permite colocar o computador em um estado de espera, onde, o consumo de energia é muito pouco e ainda, seu trabalho estará seguro no PC. O modo sleep pode receber diferentes nomes como Stand By (Microsoft Windows), Sleep (Mac), e Suspend (Linux). Geralmente, todos seguem o mesmo procedimento de desligar todo o hardware e aplicações que não são absolutamente necessárias. Normalmente isto inclui os discos, a CPU, ventiladores de resfriamento e luzes.

32 Hábitos do cidadão de TI verde É importante lembrar que, o principal impacto ambiental no uso de computadores é provocado pelo seu consumo de energia. Logo, você deverá estar atento aos seguintes fatores: Refrigeração interna; Fonte de alimentação; Nível do desempenho; Tempo de permanência ligado; Esses quatro itens, quando desregulados ou em mau funcionamento, afetam o consumo de energia dos computadores.

33 Hábitos do cidadão de TI verde Redução do uso do papel Conforme estudo feito pela Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Documentos (ABGD), 37% das impressões feitas nas empresas são desnecessárias. A taxa de reciclagem do papel no Brasil ainda é muito baixa, apenas 45% do papel que consumimos. Diante desses dados, você deve ter a consciência de tentar reduzir ao máximo o consumo de papel. Procure utilizar meios eletrônicos. Para o uso empresarial, existem alguns softwares que fazem a Gestão Eletrônica de Documentos (GED). Ou seja, os documentos são armazenados, elaborados, lidos e revisados através do computador, nada é impresso. Para o uso pessoal, já existem vários apps para celulares e PC s, que substituem perfeitamente o bloco de notas utilizado no dia a dia para rascunhos e anotações. O Wunderlist é um ótimo exemplo, recomendo.

34 Hábitos do cidadão de TI verde Mudanças de hábitos de impressão É importante lembrar que, o principal impacto ambiental no uso de impressoras é provocado pelos maus hábitos na impressão. Logo, você deverá estar atento aos seguintes fatores: Substituir impressoras que não imprimam frente e verso; Considerar o ciclo de trabalho da impressora (volume de impressão por mês); Conscientizar as pessoas sobre os custos e desperdícios na impressão; Configurar a impressora para impressão frente e verso;

35 Capítulo 3 Ações organizacionais de TI Neste capítulo: Prédios sustentavéis; Lâmpadas; Interruptores; Qualidade do ambiente interno; Segurança da informação na reciclagem; Cloud computing; Trabalho à distância;

36 Prédios sustentavéis Os prédios sustentáveis são edifícios certificados com selo verde que, desde sua construção até o esgoto e os resíduos gerados pelos moradores, empregam técnicas sustentáveis. Isso reduz muito o impacto negativo ao meio ambiente e valoriza o empreendimento. Edificações certificadas podem reduzir em torno de 60% do uso da água e 40% de redução de energia elétrica. Atualmente, o Brasil aparece em quarto lugar no ranking de países certificados pelo Leed - Leadership in Energy and Environmental Design. Segundo especialistas, o valor agregado ao imóvel que emprega sustentabilidade hoje é muito interessante. O mercado tem pagado entre 10% a 20% a mais em um empreendimento sustentável.

37 Segurança da informação na reciclagem As informações armazenadas nos discos rígidos dos computadores apresentam um grande obstáculo para a reciclagem e reutilização desses equipamentos. O comum nessas situações é a retirada dos discos rígidos dos computadores. Contudo, isso aumenta muito a chance do computador acabar num aterro sanitário ou inutilizável por uma escola ou biblioteca. Uma melhor solução é desenvolver um procedimento para limpeza das informações dos discos rígidos. Saliento que esse procedimento não é apenas excluir arquivos do computador. Uma vez que em alguns sistemas operacionais o arquivo é apagado do diretório, mas não é necessáriamente excluido dos dados. Assim, possibilitando a recuperação dos dados através de softwares, como o Norton Unerase.

38 Segurança da informação na reciclagem O descarte de equipamentos eletrônicos sem a remoção das informações pode ter diversas consequências legais para a organização. Para você ter uma ideia, abaixo está uma lista de leis que exigem medidas para evitar que pessoas não autorizadas tenham acesso a informações restritas: Informação em Saúde Portabilidade e Accountability Act (HIPAA); Ato de Proteção à Privacidade Infantil On-line; Proteção de informação de pessoas documentos eletrônicos (PIPEDA); Lei Gramm -Leach- Bliley (GLBA); Sarbanes- Oxley Act (SBA);

39 Conclusão Neste capítulo: Recapitulando; E o que eu faço agora? Orientações de estudo;

40 Recapitulando Através deste guia foi possível entender a origem da TI verde, o surgimento dessa certificação em um momento crescente e extremamente presente de tecnologia em nosso dia a dia. O setor da Tecnologia da Informação por estar em todo tipo de negócio e dentro de todos os setores de uma organização, tem o papel de inserir as boas práticas da TI verde na empresa. Analisando, implantando e maturando as orientações da Green IT Citizen ao hábito das pessoas e à cultura da organização. Entendemos o conceito do Tripé da Sustentabilidade, vimos que ele é composto pelos três elementos Pessoas, Planeta e Lucro - que devem estar em equilíbrio entre si, para que a sustentabilidade aconteça. Portanto, agora sabemos que as boas práticas orientadas pela Green IT Citizen nós auxiliam para construir e manter um Tripé da Sustentabilidade maduro e sólido, onde todos ganham, inclusive o meio ambiente, que não é afetado negativamente.

41 Recapitulando Vimos também a importante de conhecer o Ecossistema de TI verde, onde, entendemos que o profissional Green TI Citizen tem um papel estratégico. Pois ele terá uma visão sistêmica, para assim, ter uma noção precisa de como é a TI em sua organização. Saber como e porque ela opera. Assim, consequentemente, conseguindo identificar os componentes desse ecossistema de TI verde para analisar o impacto entre cada um deles. Entendemos também o conceito dos motivadores de TI verde para as empresas. Vimos que os motivadores obrigatórios partem de leis e normas que a empresa precisa cumprir para evitar futuras complicações e multas. Vimos também os motivadores que são desejáveis para o negócio, que canalizam para a redução de custos da empresa e os ambientais que procuram eliminar os impactos negativos ao meio ambiente.

42 Recapitulando Estudamos os hábitos do cidadão de TI Verde. Através desse capítulo, podemos ver que o profissional certificado em Green IT Citizen tem diversos hábitos que deverá aplicá-los e difundi-los, tanto na empresa, como também, em seu dia a dia, dentro da sociedade em geral. Vimos às substâncias perigosas ao meio ambiente que podem conter em um componente eletrônico, como um computador ou tablet, por exemplo. Por isso, a atenção que devemos ter durante o processo de compra, não é apenas para os requisitos técnicos do produto, mas também, se possui alguma substância nociva para a natureza. E também, devemos verificar como é o ciclo de vida do produto. Ou seja, se após o seu período de vida útil, o descarte do produto é feito pelo fornecedor, seguindo as normais ambientais de destinação final..

43 Recapitulando Entendemos como é importante planejar uma edificação para que seja sustentável desde a sua construção até o aproveitamento de água e energia solar, empregando técnicas verdes. Vimos às diferenças entre os tipos de lâmpadas. Descobrimos suas características e, principalmente, a durabilidade de cada uma delas. Descobrimos o quão importante é analisar o ar de um ambiente interno. Existe uma série de gases que podem agredir a saúde e por isso devem ser monitorados.

44 Recapitulando Entendemos um processo muito importante na atividade de reciclagem de produtos. Vimos o cuidado que devemos ter com as informações contidas nos equipamentos descartados. Simplesmente remover o disco rígido do computador não é a melhor solução para proteger a informação contida nele. Pois, com certeza, se deixar o computador assim, ele vai acabar inutilizável. A melhor prática para essa situação é desenvolver um processo eficaz de limpeza de toda a informação contida no computador. Assim, evitamos que pessoas não autorizadas tenham acesso a informações restritas.

45 E o que eu faço agora? Livros? O que estudar? Vídeos? Cursos?

46 E o que eu faço agora? Assim chegamos ao final deste guia. Em primeiro lugar, gostaria de deixar o meu muito obrigado pela sua atenção e pelo tempo que você dedicou na leitura deste material. Espero que o conteúdo apresentado tenha sido útil e que você possa ter aprendido com ele. Em segundo lugar é muito importante que você treine para o exame fazendo simulados. Muitas vezes, ficamos ansiosos e nervosos ao realizar uma prova. Para contornar essa situação você deverá realizar diversos simulados durante o período de estudos. Será um ótimo teste para medir seu aprendizado. Oriento você para fazer o simulado sem consulta e ir anotando as respostas que da para cada questão, assim, no final poderá consultar o gabarito e verificar se atingiu a pontuação necessária exigida para a prova. Que deverá ser maior ou igual a 65% de acertos, dentro de um tempo de 30 minutos.

47 Orientações de estudos Atualize o seu ebook para a versão completa, volume 2.0, e garanta mais conteúdo e os bônus especiais dessa versão. Saiba mais

48 Orientações de estudos Conheça o curso online Green IT Citizen - Guia de estudos para a certificação. Nessa versão, você terá acesso ao portal do curso e poderá assistir diversas aulas, quantas vezes quiser. Veja mais sobre o curso e sobre os bônus exclusivos dessa versão. Saiba mais

EXIN Green IT Citizen

EXIN Green IT Citizen Exame Simulado EXIN Green IT Citizen Edição Agosto 2013 Copyright 2013 EXIN All rights reserved. No part of this publication may be published, reproduced, copied or stored in a data processing system or

Leia mais

RESOLUÇÃO N. TC-0090/2014

RESOLUÇÃO N. TC-0090/2014 RESOLUÇÃO N. TC-0090/2014 Dispõe sobre práticas e critérios destinados a defesa do meio ambiente e promoção do desenvolvimento nacional sustentável nas contratações de bens, serviços e obras, no âmbito

Leia mais

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas Câmara dos Deputados Grupo de Pesquisa e Extensão - Programa de Pós-Graduação - CEFOR Fabiano Sobreira SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Valéria Maia SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Elcio Gomes NUARQ-CPROJ-DETEC Jacimara

Leia mais

25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade

25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade Página 1 de 8 25/01/2010 - Foi publicada a IN nº 1, de 19 de janeiro de 2010, que dispõe sobre os critérios de sustentabilidade INSTRUÇÃO NORMATIVA N O 1, DE 19 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre os critérios

Leia mais

ENTENDENDO O UNIVERSO DE GREEN IT

ENTENDENDO O UNIVERSO DE GREEN IT 2. ENTENDENDO O UNIVERSO DE GREEN IT INTRODUÇÃO P á g i n a 19 de 450 Módulo 2, Entendendo o universo de Green IT. ENTENDENDO O UNIVERSO DE GREEN IT Ao final deste módulo, você estará completamente familiarizado

Leia mais

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL Guia KIP Green Eco A cor da KIP É VERDE A KIP tem um compromisso com o desenvolvimento de projetos de produtos que promovam a saúde e a sustentabilidade ambiental. A nossa meta é melhorar e aprimorar de

Leia mais

DICAS PARA UM MUNDO MELHOR

DICAS PARA UM MUNDO MELHOR DICAS PARA UM MUNDO MELHOR Cartilha do Meio Ambiente Mobilização Energia Transporte Água CUIDANDO DO FUTURO Desenvolvimento sustentável define-se como aquele que atende às necessidades do presente sem

Leia mais

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis

dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis dicas sustentáveis Como crescer com práticas responsáveis Um desafio que envolve você! Compartilhamos os mesmos espaços e problemas, mas também as soluções. É fundamental ter atitudes responsáveis, suprindo

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade, paisagens e ecossistemas visualmente atraentes e que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Diretiva RoHS ("Restriction of Certain Hazardous

Diretiva RoHS (Restriction of Certain Hazardous Diretiva RoHS ("Restriction of Certain Hazardous Substances ): Testes de certificação Seminário Internacional sobre Diretivas WEEE e RoHS Brasília. DF 8/2/2011 Certificação RoHS Diretiva RoHS histórico

Leia mais

Escritório Verde. Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável

Escritório Verde. Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável Escritório Verde Dicas práticas para tornar seu escritório sustentável Use a criatividade e o bom senso para gerar conscientização ecológica e economia Escritório Verde Dicas práticas para tornar seu escritório

Leia mais

DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO DNOCS

DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO DNOCS PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL DO COORDENAÇÃO DE RECURSOS LOGÍSTICOS Paulo César Lopes Barsi Comissão de Elaboração do Plano de Logística Sustentável (PLS) Carlos Henrique Feitosa Soares Fábio

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade e de paisagens e ecossistemas visualmente atraentes que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Sustentabilidade e Economia. Prof. Júlio Cesar da Silva

Sustentabilidade e Economia. Prof. Júlio Cesar da Silva Sustentabilidade e Economia Prof. Júlio Cesar da Silva Apresentação Julio Cesar Dez anos de experiência em T.I MBA em Gestão em Tecnologia da Informação Mestrando em Administração Professor : Ciência da

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Green IT: ROHS - WEEE

Green IT: ROHS - WEEE Green IT: ROHS - WEEE João Carlos dos Santos Bull Marketing Products & Alliances Partners America Latina Summit 2008 Muitas vezes a necessidade por eletricidade excede nossas habilidades de como gerencia-las.

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL

PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Câmpus Guarapuava PLANO DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável UTFPR - Câmpus

Leia mais

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável

Balanço Sustentável. Balanço Sustentável Balanço Sustentável ÍNDICE SUSTENTABILIDADE PARA A SONDA IT...03 PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS...05 CONHEÇA AS AÇÕES SUSTENTÁVEIS DA SEDE DA SONDA IT...06 DATA CENTER PRÓPRIO...13 ASPECTOS AMBIENTAIS...15 Sustentabilidade

Leia mais

A ECOEFICIÊNCIA EM COMPRAS E CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS

A ECOEFICIÊNCIA EM COMPRAS E CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS A ECOEFICIÊNCIA EM COMPRAS E CONTRATAÇÕES DE SERVIÇOS Dicas para a aquisição de produtos e serviços ecoeficientes O Bradesco e a Ecoeficiência Caro colaborador, A Organização Bradesco tem procurado, ao

Leia mais

Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável

Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável Seminário: Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável Hugo da Costa Rodrigues Filho Hugo da Costa Rodrigues Filho Associação Brasileira de Cimento Portland,

Leia mais

CERTIFICAÇÃO LEED O QUE CERTIFICA E COMO E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL

CERTIFICAÇÃO LEED O QUE CERTIFICA E COMO E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL CERTIFICAÇÃO LEED O QUE CERTIFICA E COMO E-BOOK GRATUITO DESENVOLVIDO PELA SITE SUSTENTÁVEL Introdução: A tendência de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente estão tomando conta de diversos setores

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 19/2006 ESCLARECIMENTO IV

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 19/2006 ESCLARECIMENTO IV MENSAGEM Assunto: Esclarecimento Referência: Pregão Eletrônico n. 19/2006 Objeto: Registro de preços para contratação de empresa para fornecimento de microcomputadores tipo desktop com garantia de 36 (trinta

Leia mais

POR UMA TI MAIS VERDE. e sustentabilidade. especial: energia

POR UMA TI MAIS VERDE. e sustentabilidade. especial: energia especial: energia e sustentabilidade POR UMA TI MAIS VERDE Depois da escalada tecnológica ocorrida nas últimas décadas, as atenções se voltam cada vez mais para os impactos ambientais do uso de TI. Duas

Leia mais

A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM)

A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM) A implantação dos Requisitos ABNT IECQ QC 080000 (IECQ HSPM) Sistema de Gestão de Requisitos para Substâncias Perigosas em Produtos e Componentes Elétricos e Eletrônicos Abril de 2011 Objetivo Capacitação

Leia mais

Critérios de Sustentabilidade Ambiental de Produtos. Luciana Betiol FGVCes Centro de Estudos em Sustentabilidade Outubro/2007

Critérios de Sustentabilidade Ambiental de Produtos. Luciana Betiol FGVCes Centro de Estudos em Sustentabilidade Outubro/2007 Critérios de Sustentabilidade Ambiental de Produtos Luciana Betiol FGVCes Centro de Estudos em Sustentabilidade Outubro/2007 Agenda Origem do estudo de Critérios de Sustentabilidade Ambiental de Produtos

Leia mais

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política Global Novartis 1 de março de 2014 Versão HSE 001.V1.PT 1. Introdução Na Novartis, nossa meta é ser líder em Saúde, Segurança e Meio Ambiente (HSE).

Leia mais

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l

C a m p a n h a I n s t I t u C I o n a l Viva Melhor! Campanha Institucional CAMPANHA VIVA MELHOR! Camisetas garrafa squeeze saco lixo para carro FOLHETO PROMOCIONAL CAMPANHA Viva Melhor! JUNTOS, PODEMOS CONSTRUIR UM CAMINHO MAIS SOLIDÁRIO E

Leia mais

SUSTENTABILIDADE 2014

SUSTENTABILIDADE 2014 SUSTENTABILIDADE 2014 Rutivo de no CONSTRUIR, PLANTAR E TRANSFORMAR Nosso objetivo vai além de ser responsável pelo processo construtivo de nossas obras, procuramos estimular e disseminar o conceito de

Leia mais

UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA

UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA 1 UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA Jemison dos Santos 1 Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) / Câmpus Nova Andradina santos.jemison@hotmail.com

Leia mais

Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos;

Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos; Nosso Olhar sem Fronteiras, com Sustentabilidade e Inovação V+2RS (Verde, Reconhecido e com Responsabilidade Social) Estado da Técnica Gravação binaural dos eventos; Radio com inserções do som 3D com VJ

Leia mais

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS 2015 E m um período de profundas mudanças socioambientais, torna-se ainda mais estratégico incluir a sustentabilidade

Leia mais

Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade

Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade Catalogação na Fonte: Bibliotecária Tavita Rosa Barros CRB-5/1371 B151m Bahia Mineração Manual de Boas Práticas para Sustentabilidade da BAMIN / Bahia Mineração

Leia mais

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis A Produção de Empreendimentos Sustentáveis Arq. Daniela Corcuera arq@casaconsciente.com.br www.casaconsciente.com.br A construção sustentável começa a ser praticada no Brasil, ainda com alguns experimentos

Leia mais

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5 2 Para acessar cada item do Sumário, clique nele. Para retornar ao sumário, clique na logo do ecolega em qualquer página. Sumário 1. Visão Geral do EcoLega 3 2. Alinhamento Estratégico 3 3. Orientações

Leia mais

Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social. Prof. Wellington

Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social. Prof. Wellington Governança Corporativa, Responsabilidade Ambiental e Social Prof. Wellington APRESENTAÇÃO AULA 1 Wellington Prof de pós-graduação na USJT desde 2003 Sócio diretor da WP projetos e produções Coordenador

Leia mais

Soluçoes ~ Gráficas. Digital. Off-Set. Compromisso com o CERTIFICAÇÃO FSC FOREST STEWARDSHIP COUNCIL. www.dizart.com.br

Soluçoes ~ Gráficas. Digital. Off-Set. Compromisso com o CERTIFICAÇÃO FSC FOREST STEWARDSHIP COUNCIL. www.dizart.com.br Soluçoes ~ Gráficas Digital Off-Set CERTIFICAÇÃO FSC FOREST STEWARDSHIP COUNCIL www.dizart.com.br SOBRE O FSC É amplamente aceito que os recursos florestais e as áreas por eles ocupadas devam ser manejados

Leia mais

Mensagens ambientais da HP

Mensagens ambientais da HP Mensagens ambientais da HP Definição da promessa Projeto para o meio ambiente Por ser líder ambiental há décadas no setor tecnológico, a HP faz a diferença com um projeto abrangente de estratégia ambiental,

Leia mais

Suporte Flash para execução de vídeos

Suporte Flash para execução de vídeos GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão 16/04/2014 (respondido às 14:27) FORNECEDOR 01: questionamento enviado 15/04/2014 às 12:10 Referente à cláusula quarta -

Leia mais

PETROBRAS. Pallavra Certa. Mídia Eletrônica para web. PGUN - Hotsite Intranet. Campanha Segurança da Informação - Email Marketing

PETROBRAS. Pallavra Certa. Mídia Eletrônica para web. PGUN - Hotsite Intranet. Campanha Segurança da Informação - Email Marketing PORTFOLIO DE PEÇAS ELETRÔNICAS 2011 Pallavra Certa Mídia Eletrônica para web A Pallavra Certa reconhece a importância dos meios eletrônicos na comunicação de uma empresa e, a cada dia, procura se aprofundar

Leia mais

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente.

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente. Implementar ações voltadas ao uso racional de recursos sustentabilidade naturais para promover a ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A Esplanada terá metas de racionalização do

Leia mais

CAU/SP. Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo

CAU/SP. Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo CAU/SP Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo Estudo para implantação do SGA, PE e A3P Sistema de Gestão Ambiental do CAU/SP Programa de Ecoeficiência do CAU/SP Agenda Ambiental na Administração

Leia mais

A IMPLANTAÇÃO DE UMA POLÍTICA DE TI VERDE EM UMA EMPRESA DE SISTEMAS ELÉTRICOS 1

A IMPLANTAÇÃO DE UMA POLÍTICA DE TI VERDE EM UMA EMPRESA DE SISTEMAS ELÉTRICOS 1 A IMPLANTAÇÃO DE UMA POLÍTICA DE TI VERDE EM UMA EMPRESA DE SISTEMAS ELÉTRICOS 1 FERREIRA, Adriana Peres 2 ; KIRINUS, Josiane Boeira 3 1 Trabalho de conclusão de Curso Curso de Administração Universidade

Leia mais

CNT Brasil Gestão Ambiental

CNT Brasil Gestão Ambiental CNT Brasil Gestão Ambiental Estamos nos integrando ao sistema de gestão ambiental de nosso cliente IBM, logo, estamos realizando atividades de propagação e difusão deste programa para todos nossos parceiros

Leia mais

Ti verde EXECUTIVE. com o planeta. negócios em linha

Ti verde EXECUTIVE. com o planeta. negócios em linha EXECUTIVE briefing guia executivo para decisões estratégicas Ti verde negócios em linha com o planeta Estratégias politicamente corretas em relação ao meio ambiente ganham espaço na lista de prioridades

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Prof. M.Sc. Diego Fernandes Emiliano Silva diego.femiliano@gmail.com Agenda Infraestrutura de TI Infraestrutura de TI: hardware Infraestrutura de TI: software Administração dos recursos

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Atuação da Organização 1. Qual(is) o(s) setor(es) de atuação da empresa? (Múltipla

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais

Sistemas de Informação Gerenciais Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Terceira aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com Maio -2013 Governança

Leia mais

O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Artes, Ciências e Humanidades O USO DO PODER DE COMPRA DO GOVERNO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Deloise de Fátma B. Jesus Luiza Yorioka Rodrigues Taiara Vitória Nelly

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Introdução A consulta a seguir é um novo passo em direção às melhores práticas

Leia mais

Política de Segurança da Informação

Política de Segurança da Informação Política de Segurança da Informação Código: PSI_1.0 Versão: 1.0 Data de Publicação: 28/05/2014 Controle de Versão Versão Data Responsável Motivo da Versão 1.0 28/05/2014 Heitor Gouveia Criação da Política

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST CIÊNCIAS HUMANAS Título do Podcast Área Segmento Duração Consumo, consumismo e impacto humano no meio ambiente Ciências Humanas Ensino Fundamental; Ensino Médio 6min29seg Habilidades:

Leia mais

CURSO EMBALAGENS DE PAPELCARTÃO, PAPEL E MICRO-ONDULADO. São Paulo/2013 Fernando Sandri

CURSO EMBALAGENS DE PAPELCARTÃO, PAPEL E MICRO-ONDULADO. São Paulo/2013 Fernando Sandri CURSO EMBALAGENS DE PAPELCARTÃO, PAPEL E MICRO-ONDULADO São Paulo/2013 Fernando Sandri Fernando Sandri Graduado em Engenharia Química pela EM- Universidade Estadual de Maringá. Pós graduado em MBA Marketing

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 200/200 Neste documento você terá o extrato em números dos dados contidos no Relatório de Sustentabilidade 200/200 da Vonpar. Conforme a versão digital animada (disponível

Leia mais

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade

Logística Reversa Meio-ambiente e Produtividade 1. Introdução O ciclo dos produtos na cadeia comercial não termina quando, após serem usados pelos consumidores, são descartados. Há muito se fala em reciclagem e reaproveitamento dos materiais utilizados.

Leia mais

COBIT Foundation v. 4.1

COBIT Foundation v. 4.1 COBIT Foundation v. 4.1 Versão 1 Ago 2010 Preparatório RFS para o exame de certificação Programa: Menos Papel, Mais Árvores Nós devemos ser a mudança que queremos ver no mundo (Gandhi) Qual é o mundo que

Leia mais

A Importância da reciclagem

A Importância da reciclagem Texto 1 A Importância da reciclagem Vanessa Minuzzi Bidinoto Reciclar é economizar energia, poupar recursos naturais e trazer de volta ao ciclo produtivo o que jogamos fora. Para compreendermos a reciclagem

Leia mais

Seminário Ambientronic

Seminário Ambientronic Seminário Ambientronic 27/04/2011 11.06.2010 Perfil da Empresa PERFIL Empresa de Tecnologia 100% nacional, controlada pelo Grupo Itaúsa Mais de 30 anos de presença no mercado brasileiro Possui 5.891 funcionários

Leia mais

O que é isso? O que ocorreu? Como resolver os problemas? Pesquisas no IC-UFF. Computação Verde. Julius Leite

O que é isso? O que ocorreu? Como resolver os problemas? Pesquisas no IC-UFF. Computação Verde. Julius Leite Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense ICC, Dezembro 2012 Sumário O que é isso? Vamos descobrir... Definição O que ocorreu? Aumento do consumo Aumento da escala Problemas associados Como

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ORIENTAÇÕES PARA O USO SUSTENTÁVEL DO PAPEL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental SAIC Departamento de Cidadania e Responsabilidade

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

Envolva-se! Venha ser um membro do FSC!

Envolva-se! Venha ser um membro do FSC! Envolva-se! Venha ser um membro do FSC! O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro de nossas florestas, da fauna, da flora e dos povos que nela habitam. Um planeta com qualidade

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA...

PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA... 1 PROJETO DE ECONOMIA ECONOMIA DE CONSUMO ÁGUA E ENERGIA EM CASA, RUA, TRABALHO, ESCOLA... Risco de racionamento de energia existe para 2015, alertaram em 2014 os economistas Treze anos após o apagão que

Leia mais

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ.

9001, ISO TS 16949, ISO 14001, OHSAS 18001, ISO 22000, SASSMAQ. 1 Versão: 04A APRESENTAÇÃO: A I9Gestão é uma empresa de consultoria e treinamento especializada na implantação de Sistemas de Gestão, auxiliando as organizações no atendimento a diversos padrões normativos

Leia mais

NORMA INTERNACIONAL FSC

NORMA INTERNACIONAL FSC Forest Stewardship Council NORMA INTERNACIONAL FSC Todos os direitos reservados Todos os direitos reservados FSC Internacional (FSC F000100) CADEIA DE CUSTÓDIA Título: Código de Referência do Documento:

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Questionário Linha de Base: Educadores Estado: Cidade: Nome Pesquisador: Sala N : Professor N : [Estes dados devem ser preenchidos pelo pesquisador] Boas vindas Caro(a) Educador(a): O objetivo deste questionário

Leia mais

Semana do Meio Ambiente. TI Verde by Eng. Tarcísio Lemos

Semana do Meio Ambiente. TI Verde by Eng. Tarcísio Lemos Semana do Meio Ambiente TI Verde by Eng. Tarcísio Lemos Biografia Engenheiro da Computação (IESAM, 2008) Especialista em Sistemas de Banco de Dados (UFPA, 2010) Especialista em Sistemas GNU/Linux (Virtual

Leia mais

Produção e consumo sustentáveis

Produção e consumo sustentáveis Produção e consumo sustentáveis Fernanda Capdeville Departamento de Produção e Consumo Sustentáveis DPCS Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental - SAIC 14 Plenária do Fórum Governamental

Leia mais

GREENBUILDING BRASIL 2014:

GREENBUILDING BRASIL 2014: REVISTA ANO1 / Nº2 / 2014 GBCBRASIL CONSTRUINDO UM FUTURO SUSTENTÁVEL GREENBUILDING BRASIL 2014: POSIÇÃO DO BRASIL CONSOLIDA-SE NO CENÁRIO MUNDIAL Centro Empresarial Senado: arquitetura que revitaliza

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

TI VERDE: um estudo do grau de maturidade sob a perspectiva sócio econômico empresarial

TI VERDE: um estudo do grau de maturidade sob a perspectiva sócio econômico empresarial TI VERDE: um estudo do grau de maturidade sob a perspectiva sócio econômico empresarial Victor Toledo dos Santos Vimercatti vtoledo05@gmail.com IFES Antonio Carlos Pinheiro de Lima Junior acjunior03@gmail.com

Leia mais

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink 1 Para a, o que é sustentabilidade? É a forma mais eficaz para alcançarmos resultados consistentes, buscando soluções integradas que envolvam aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e ambientais, de

Leia mais

Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável

Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável São Paulo Maio 2008 Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável Sustentabilidade em Edificações

Leia mais

NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NÚCLEO DE GESTÃO AMBIENTAL NGA IFC - CÂMPUS VIDEIRA USO RACIONAL DE RECURSOS NATURAIS E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL USO CONSCIENTE DO APARELHO DE AR CONDICIONADO COM OBJETIVO DE ECONOMIZAR ENERGIA ELÉTRICA Desligá-lo

Leia mais

AULA 5 SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 5 SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 Reconheça o que está ao alcance dos seus olhos, e o que está oculto tornar-se-á claro para você. Jesus de Nazaré 2 3 1. Citar as principais contribuições

Leia mais

PESQUISA SOBRE AS PRÁTICAS DAS EMPRESAS DO PORTO DIGITAL

PESQUISA SOBRE AS PRÁTICAS DAS EMPRESAS DO PORTO DIGITAL PESQUISA SOBRE AS PRÁTICAS DAS EMPRESAS DO PORTO DIGITAL Recife, abril 2011. APRESENTAÇÃO O presente relatório é o resultado da pesquisa sobre as práticas das empresas do Porto Digital, previsto no Contrato

Leia mais

Dicas para tornar o seu evento sustentável

Dicas para tornar o seu evento sustentável Dicas para tornar o seu evento sustentável consumo sustentável A gente faz acontecer Tornar seu evento verde significa reduzir o seu impacto ambiental direto, mas também contribuir para deixar um legado

Leia mais

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS

DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS DESTINAÇÃO E DISPOSIÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS Alternativas tecnológicas disponíveis. Variações de custo e de segurança das operações. Copyright Ecovalor Consultoria

Leia mais

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores

SUMÁRIO. Sistemas a serem considerados na construção de data centers. A gestão do projeto e a integração dos fornecedores REPORT 04 e fevereiro de 2013 INFRAESTRUTURA FÍSICA E DATA CENTERS SUMÁRIO Introdução O que são data centers Padrões construtivos para data centers Sistemas a serem considerados na construção de data centers

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Ministério do Planejamento

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. Ministério do Planejamento Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento CPSUSTENTÁVEIS Definição O que é? Criação de uma política de Contratações Públicas que leve em consideração critérios de sustentabilidade,

Leia mais

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 1: Introdução à Disciplina Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar os princípios que se destacam como características da Web 2.0. INTRODUÇÃO

Leia mais

ÍNDICE ORIENTAÇÕES AO CONSUMIDOR CADEIA PRODUTIVA MAIS SUSTENTÁVEL NOSSO HISTÓRICO AMBIENTAL. TI Verde

ÍNDICE ORIENTAÇÕES AO CONSUMIDOR CADEIA PRODUTIVA MAIS SUSTENTÁVEL NOSSO HISTÓRICO AMBIENTAL. TI Verde ORIENTAÇÕES AO CONSUMIDOR INTRODUÇÃO... 03 RECICLE SEU COMPUTADOR POSITIVO... 03 CICLO PRODUTIVO - LOGÍSTICA REVERSA... 04 RECICLAR É PRECISO... 04 DICAS DE USO CONSCIENTE... 05 CADEIA PRODUTIVA MAIS SUSTENTÁVEL

Leia mais

Prof. Paulo Medeiros

Prof. Paulo Medeiros Prof. Paulo Medeiros Em 2010 entrou em vigor no Brasil a lei dos Resíduos Sólidos. Seu objetivo principal é diminuir a destinação incorreta de resíduos ao meio ambiente. Ela define que todas as indústrias,

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos NORMAS ISO 14000 CONCEITOS A preocupação com a estabilidade das linhas tênues de amarração dos ecossistemas conduz os estudiosos a analisar os fatores que podem gerar a ruptura desses sistemas. GESTORES

Leia mais

Tecnologia a serviço da saúde.

Tecnologia a serviço da saúde. Tecnologia a serviço da saúde. A Diebold A Diebold é uma empresa multinacional, especializada em automação bancária, segurança eletrônica e líder mundial no fornecimento de equipamentos de autoatendimento.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O COMÉRCIO DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE A LEI 15.374/2011 LEI DA SACOLINHA

ORIENTAÇÕES PARA O COMÉRCIO DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE A LEI 15.374/2011 LEI DA SACOLINHA DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE A LEI 15.374/2011 LEI DA SACOLINHA Muito prazer. Somos a Associação Comercial de São Paulo. A ACSP faz parte da vida de empreendedores de diversos tamanhos. Nós existimos para

Leia mais

46º Congresso da SBPC/ML terá ações de sustentabilidade

46º Congresso da SBPC/ML terá ações de sustentabilidade 46º Congresso da SBPC/ML terá ações de sustentabilidade Durante o 46º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial serão desenvolvidas ações com o objetivo de conscientizar os participantes

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS

SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL SGA MANUAL CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS CESBE S.A. ENGENHARIA E EMPREENDIMENTOS SISTEMA DA GESTÃO AMBIENTAL MANUAL Elaborado por Comitê de Gestão de Aprovado por Paulo Fernando G.Habitzreuter Código: MA..01 Pag.: 2/12 Sumário Pag. 1. Objetivo...

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 2.684/2014 Referência : Correio eletrônico, de 6/8/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 1.437/2014.

Leia mais

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3.

Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Curso preparatório para exame de Certificação do ITIL V3. Dentro do enfoque geral em conhecer e discutir os fundamentos, conceitos e as definições de Governança de TI - Tecnologia da Informação, bem como

Leia mais

TECNOLOGIAS E PRODUTOS SUSTENTÁVEIS

TECNOLOGIAS E PRODUTOS SUSTENTÁVEIS TECNOLOGIAS E PRODUTOS SUSTENTÁVEIS ENGº. MARCOS CASADO Gerente Técnico LEED Tópicos a serem abordados: Objetivos Conceitos: ECOPRODUTOS - Produtos recomendados - Produtos corretos - Produtos aceitáveis

Leia mais

PETROBRAS CONSEGUE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA AO APRIMORAR INFRAESTRUTURA DE TI. Case de Sucesso. outubro/2012

PETROBRAS CONSEGUE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA AO APRIMORAR INFRAESTRUTURA DE TI. Case de Sucesso. outubro/2012 outubro/2012 Case de Sucesso PETROBRAS CONSEGUE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA AO APRIMORAR INFRAESTRUTURA DE TI Para publicar um case no Portal IT4CIO, entre em contato pelo e-mail comunicacao@it4cio.com. PERFIL

Leia mais

PATRICIA GUARNIERI. LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental

PATRICIA GUARNIERI. LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental PATRICIA GUARNIERI LOGÍSTICA REVERSA: Em busca do equilíbrio econômico e ambiental EDITORA CLUBE DE AUTORES RECIFE, 2011 2011 Patricia Guarnieri TODOS OS DIREITOS RESERVADOS AO AUTOR. Proibida a reprodução

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA

GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA GUIA PARA EMITIR A NOTA FISCAL ELETRÔNICA SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> O que é a nota fiscal eletrônica?... 6 >> O que muda com esse novo modelo de documento fiscal?... 8 >> O DANFE - Documento Acessório

Leia mais

MINISTÉRIO DO RIO PLANEJ

MINISTÉRIO DO RIO PLANEJ A3P- BSB CPSUSTENTÁVEIS Definição Objetivo: Criação de uma política de Contratações Públicas que leve em consideração critérios de sustentabilidade, ou seja, critérios fundamentados no desenvolvimento

Leia mais