NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA"

Transcrição

1 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE OCEANOGRAFIA E LIMNOLOGIA CURSO DE OCEANOGRAFIA NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA 1. MONOGRAFIA Monografia é um trabalho de conclusão de curso, elaborado individualmente, sob a orientação de um professor, abordando um tema/problema de forma coerente e consistente sobre um assunto relacionado ao curso. Trata-se de um trabalho individual, com um único tema, em que se pode estabelecer uma inter-relação com outros temas ou abordar seus diversos aspectos. É o resultado de pesquisa e de estudos aprofundados sobre determinado tema, apresentado como requisito parcial para a obtenção do certificado de conclusão de curso de graduação em Oceanografia. Os trabalhos deverão atender ao rigor científico descrito neste manual, seguindo as normas da ABNT, sob a orientação de um professor-orientador escolhido por área de pesquisa, de tal forma que, após sua conclusão, seja possível: 1) extrair um artigo para publicação em revistas especializadas ou livros; 2) apresentar a pesquisa em congressos; 3) submeter o trabalho a concursos de Monografia. A monografia deverá ser redigida em português e apresentada em dois formatos alternativos: a) no formato tradicional de monografia, seguindo as normas atualizadas de elaboração de monografias da ABNT; b) em formato de artigo científico, seguindo as normas estabelecidas em qualquer revista científica indexada (QUALIS CAPES B5 ou superior). Quando na forma de artigo, as normas da revista científica devem constar da versão preliminar da monografia, como anexo. Quando em formato de artigo, a monografia deve ser avaliada com o rigor que a publicação de um artigo requer. No formato tradicional de Monografia, o seguinte roteiro de elaboração deve ser seguido: 1.1. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA A Norma Brasileira de Referência NRB, 14724, de agosto de 2004, estabeleceu os princípios gerais para a elaboração de monografias. Desse modo, as indicações a

2 2 seguir obedecem à normatização da ABNT, que divide o trabalho em pré-texto, texto e pós-texto Regras gerais de formatação - papel A4 branco, impresso em preto (exceto as ilustrações); - fonte Times New Roman ou Arial, tamanho 12; - espaçamento entrelinhas duplo; - espaçamento de 6 pt antecedendo parágrafos; - recuo de 2 cm no início dos parágrafos; - número da página no canto superior direito; - margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm; - subdivisão de trabalho em numeração progressiva; - subseções do trabalho separadas por dois espaços; - numeração das páginas a partir da introdução; total de páginas a partir da folha de rosto ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Os elementos pré-textuais são os que antecedem o texto e contêm informações que ajudam tanto a identificação como a utilização do documento. Constituem o prétexto: capa, folha de rosto, folha de aprovação, dedicatória, agradecimento, epígrafe, resumo, abstract e sumário Capa É elemento obrigatório e tem como objetivo identificar o trabalho. Os elementos da capa são: instituição, autor, título do trabalho, local (cidade) e ano Folha de rosto É elemento obrigatório. É a principal fonte de informação, portanto deve conter todos os elementos necessários à identificação do trabalho.

3 Folha de aprovação É elemento obrigatório. Deve conter: autor, título do trabalho, termo de aprovação, data de apresentação à banca examinadora e nome dos membros da banca Dedicatória É elemento opcional. É utilizada para indicar a(s) pessoa(s) a quem se dedica o trabalho. A formatação fica a critério do autor Agradecimentos É elemento opcional, utilizado a fim de agradecer às pessoas e/ou às instituições que contribuíram para a elaboração do trabalho. A formatação fica a critério do autor, no entanto a palavra AGRADECIMENTOS deve constar, centralizada, da primeira linha da folha Epígrafe É elemento opcional. Traz a citação de um pensamento de outro autor que tenha relação com o tema do trabalho. A formatação fica a critério do autor da monografia Resumo É elemento obrigatório. Trata-se de texto claro e conciso, indicando os objetivos, o método, os resultados e a conclusão do trabalho. O resumo em língua portuguesa vem, obrigatoriamente, seguido do resumo em língua estrangeira. De acordo com a ABNT, as normas gerais para o resumo são:

4 4 - ser exibido em parágrafo único de 150 a 500 palavras; - ser sucedido de, 3-5 palavras-chave; - apresentar espaçamento entrelinhas simples; - utilizar-se de fonte Times New Roman ou Arial, tamanho centralizar o título RESUMO na primeira linha da página Abstract O resumo em língua estrangeira deve ser a tradução do resumo em língua vernácula, possuindo as mesmas características na sua apresentação gráfica. Deve ser feito em folha distinta, digitado em espaço simples, seguindo a mesma formatação do resumo em língua vernácula. Deve-se certificar que se trata de uma tradução fiel, já que, face à dificuldade com o idioma, é muito comum encontrar abstracts bem mais enxutos que o resumo em português Sumário Elemento obrigatório, é a listagem das principais divisões, seções e outras partes de um documento refletindo a organização do texto. Consiste na enumeração dos tópicos e da página na ordem em que estão dispostos no texto (ABNT, mais recente). Deve ser alinhado à esquerda, sem recuos. É importante ressaltar que as seções do sumário devem ser exatamente iguais às mesmas contidas no texto. Não se deve confundir sumário com índice ou listas.

5 5 Figura 5. Exemplo de sumário. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS Geral Específicos MATERIAL E MÉTODOS Área de Estudo Amostragem Botânica Entrevistas Aplicação de Questionários Análise de Dados RESULTADOS E DISCUSSÂO CONCLUSÕES RECOMENDAÇÕES REFERÊNCIAS ANEXOS APÊNDICES Listas de Figuras, Quadros e Tabelas Elemento opcional, que deve constar sempre que houver duas ou mais figuras no texto. Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu tipo e nome específico, acompanhado do respectivo número da página (ABNT). O termo ilustrações designa desenhos, esquemas, figuras, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros. Se necessário, deve elaborar lista própria para cada tipo de ilustração (lista de figuras, lista de quadros, etc.). Neste caso, estas listas devem ser ordenadas alfabeticamente. A lista de tabelas segue a mesma regra para a lista de ilustrações.

6 6 As listas devem ser colocadas em folhas separadas. Figura 6. Exemplo de lista de figuras. Figura 7. Exemplo de lista de quadros. Figura 8. Exemplo de lista de tabelas.

7 Lista de Abreviaturas e Siglas Elemento opcional, que consiste na relação alfabética de abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafas por extenso. Figura 9. Exemplo de lista de abreviatura e siglas.

8 ELEMENTOS TEXTUAIS É a parte central do trabalho, em que é exposto o conteúdo da monografia. Deve ser composta por: Introdução, Objetivos, Material e Métodos (iniciar a descrição deste item com a caracterização da Área de Estudo), Resultados e Discussão, Conclusões e/ou Considerações Finais, quando necessário, Recomendações, Referências, Anexos (opcional), Apêndices (opcional) Introdução Parte inicial do trabalho, do qual devem constar a temática, a justificativa e a relevância do tema. Apresentar o tema e o problema de pesquisa, destacando antecedentes históricos, fatos e informações específicas que despertaram interesse. Apontar, também, o contexto mais amplo em que se insere o assunto da pesquisa realizada, os pressupostos orientadores e os argumentos que justificam e dão relevância ao estudo Objetivos Definir - o que se visou com o trabalho, tanto de um ponto de vista geral como de um ponto de vista mais específico. Os objetivos devem ser itemizados em Geral e Específicos. O objetivo geral está ligado a uma visão global e abrangente do tema. Vincula-se diretamente à própria significação da hipótese proposta pelo projeto. Os objetivos específicos são os passos que se deve percorrer para alcançar o Objetivo Geral; têm caráter mais concreto, com função intermediária e instrumental, permitindo, de um lado, atingir o objetivo geral e, de outro, aplicar este a situações particulares Metodologia Descrição concisa que permita compreender e interpretar os resultados, bem como a reprodução do estudo ou a utilização do (s) método (s) por outros pesquisadores. A metodologia deve ser apresentada na sequencia cronológica em que o trabalho foi conduzido. Deve incluir: - caracterização da área de estudo, - amostragem, - métodos e técnicas utilizados os métodos são os procedimentos mais amplos de raciocínio; as técnicas são os procedimentos mais restritos e mais concretos, que operacionalizam os métodos, servindo-lhes de instrumentos. - procedimento (s) analítico (s) usado (s) Resultados e Discussão Nesta parte os resultados da pesquisa são apresentados e discutidos. A discussão é a etapa nobre do trabalho, pois é apenas nesta parte que o autor manifesta sua opinião e desenvolve seu raciocínio. Os resultados podem ser discutidos concomitantemente com a sua apresentação, ou opcionalmente, podem ser separados da discussão, apresentando-se separadamente os resultados e a discussão realizada também separadamente.

9 9 Pode estabelecer relações e associações, analisar causa-efeito, esclarecer limitações, propor novos métodos e técnicas, explicar mecanismos e fatos, mostrar concordâncias e discordâncias de resultados e ideias, expressar a relevância do estudo, aplicabilidade e futuras perspectivas Conclusões, Considerações Finais, Recomendações As Conclusões constituem a parte final do texto em que apresentada a síntese direta e concisa das confirmações obtidas, em consonância com os objetivos e as hipóteses propostos no início do trabalho. Deverá ser obrigatoriamente coerente com a proposição, concluindo somente o que foi comprovado. Adicionalmente, e opcionalmente, se necessário, podem ser acrescentadas Considerações Finais para fechamento do tema, além de Recomendações sobre o assunto pesquisado, o que pode enfatizar a contribuição do autor da monografia Tabelas, Quadros e Figuras As normas da ABNT especificam a formatação e a citação de quadros, figuras e tabelas. A numeração deve ser sequencial, do início ao fim da monografia. Todos devem ser listados nas listas de quadros, tabelas e figuras; após o sumário. Utilizar a NBR mais recente para entendimento da diferença, usos e apresentação de quadros, figuras e tabelas ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS São considerados elementos pós-textuais aqueles que complementam o trabalho: Referências, glossário, apêndice, anexo e índice Referências Conjunto de elementos que permitem a identificação, no todo, ou em parte de documentos impressos ou registrados em diversos tipos de material. (ABNT). Correspondem à listagem de obras citadas ao longo do trabalho. Devem ser elaboradas de acordo com a NBR mais recente. É importante ressaltar a diferença entre referências e bibliografia. A primeira inclui todas as obras citadas no texto, e a segunda é a lista de autores consultados, lidos ou fichados para o desenvolvimento do trabalho, cujas ideias não foram citadas. A Citação é a menção de uma informação extraída de outra fonte escrita ou oral. (ABNT). É obrigatório ao autor do trabalho indicar as fontes de onde as informações foram extraídas. As citações podem ser feitas no corpo do texto, em notas de rodapé.

10 Glossário É elemento opcional. Trata-se de lista alfabética de vocábulos utilizados no texto Apêndices É elemento opcional. Trata-se de texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar a argumentação, sem prejuízo à unidade nuclear do texto Anexos É elemento opcional. Trata-se de texto ou documento elaborado por terceira pessoa a fim de complementar as ideias apresentadas no texto.

NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA

NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE OCEANOGRAFIA E LIMNOLOGIA CURSO DE OCEANOGRAFIA BACHARELADO NORMAS ESPECÍFICAS PARA ELABORAÇÂO DE MONOGRAFIA

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Gláucia Maria Saia Cristianini Biblioteca Prof. Achille Bassi Fontes: Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ESTRUTURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica)

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano).

CAPA (elemento obrigatório) Deve conter dados que identifiquem a obra (nome da instituição, autor, título, local, ano). ESTRUTURA DO PROJETO DE TCC O trabalho científico deverá ser organizado de acordo com a estrutura abaixo, NBR 14724/2006: capa; folha de rosto; verso da folha de rosto (ficha catalográfica) folha de aprovação

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA PIO DÉCIMO FACULDADE PIO DÉCIMO MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA DOS CURSOS DE ENGENHARIA NÚCLEO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARACAJU 2012 NÚCLEO

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO - TCC A estrutura de trabalhos acadêmicos (TCC) compreende: parte externa e parte interna. Com a finalidade de orientar os acadêmicos, a disposição de elementos é dada no

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS NORMAS PARA A ELABORAÇÃO E REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Normas ABNT. 0 NBR ( ) Trabalhos acadêmicos Apresentação. 0 NBR (ago.2002) Citações em documentos

Normas ABNT. 0 NBR ( ) Trabalhos acadêmicos Apresentação. 0 NBR (ago.2002) Citações em documentos Normas ABNT 0 NBR 14724 (17.04.2011) Trabalhos acadêmicos Apresentação 0 NBR 10520 (ago.2002) Citações em documentos 0 NBR 6023(ago.2002) Referências - Elaboração Normas da USP 0 Diretrizes para apresentação

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) 1 Modelo de capa FACULDADE ZACARIAS DE GÓES (Espaço duplo, fonte 14) CLAUDIA REGINA ARAUJO RIOS COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (fonte 14, espaço entre linhas de 1,5) Valença BA 2010 (espaço simples,

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

TCC Professores Daniela Beato, Rodrigo Gaspar e Eliana Vilalva

TCC Professores Daniela Beato, Rodrigo Gaspar e Eliana Vilalva E. E. Dr. Alfredo Reis Viegas TCC Professores Daniela Beato, Rodrigo Gaspar e Eliana Vilalva TCC O Trabalho de Conclusão de Curso é a síntese, realizado pelo aluno, dos conhecimentos adquiridos ao longo

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT

CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT CONSIDERAÇÕES GERAIS NORMAS DA ABNT Aglaé de Lima Fierli Biblioteca Profª. Marcia Cristina dos Reis Núcleo de Apoio à Pesquisa e à Produção Acadêmica 2. ed. CONTEÚDO DESTE MATERIAL CONFIGURAÇÃO BÁSICA

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais

Elaboração de Monografia. Elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais Os trabalhos de conclusão de curso de graduação e pós-graduação (especialização) conhecidos como (TCC) constituem uma etapa fundamental para a formação do estudante. O aluno apresenta um trabalho abordando

Leia mais

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL

NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL NORMA PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM METODOLOGIA DE PROJETO UEM/UEL 1. INTRODUÇÃO Este documento apresenta os requisitos obrigatórios para a apresentação

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado)

TÍTULO DO PROJETO EXPERIMENTAL: subtítulo (corpo 18 centralizado) FACULDADE INTEGRADA DE PERNAMBUCO - FACIPE BACHARELADO EM... (corpo 14, centralizado) Nome do Aluno 1 Nome do Aluno 2 (todos do grupo) (lista por ordem alfabética- corpo 14- centralizado) TÍTULO DO PROJETO

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Centro Paula Souza Faculdade de Tecnologia da Zona Leste GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Estatística Aplicada Profa Dra. Rosângela Maura Correia Bonici Sumário 1 Introdução... 3 2 Estrutura do

Leia mais

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão

Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão Normas técnicas de redação de dissertação e tese do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal do Maranhão A Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado deverá ser obrigatoriamente,

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM)

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR e REGIMENTO GERAL DO PMBqBM) UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA Campus DE VITÓRIA DA CONQUISTA PROGRAMA MULTICÊNTRICO EM BIOQUÍMICA E BIOLOGIA MOLECULAR GUIA PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (COM BASE NA ABNT-NBR 14724

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 INTRODUÇÃO As orientações aqui apresentadas são baseadas na norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para apresentação de artigos científicos impressos:

Leia mais

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos:

A estrutura básica para a elaboração de um Artigo Científico corresponde aos: O ARTIGO CIENTÍFICO Um artigo científico corresponde ao relato sobre as análises realizadas a respeito de um determinado tema e deve trazer dados e informações atuais. Apresenta-se como resultado de pesquisa,

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Curso de Medicina Veterinária NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURITIBA 2008 1 SUMÁRIO CURITIBA... 0 SUMÁRIO... 1 1. FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA Trabalhos Acadêmicos Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 Rio Claro- SP 2010 A estrutura de uma tese, dissertação ou trabalho acadêmico compreende:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, PROPESP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, PPGE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Este roteiro contém os requisitos obrigatórios, estabelecidos pelo Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Centro-Oeste,

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 15287:2011 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Jaguariúna SUMÁRIO 1. Introdução 1 2. Objetivo 2 3.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR 14724 da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito 1 Manual TCC Curso de Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção Administrativo Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração

Leia mais

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 1 Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção

Leia mais

TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO (12 ARIAL)

TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO (12 ARIAL) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS SÃO LUÍS DE MONTES BELOS, GO PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL MESTRADO PROFISSIONAL SEMINÁRIOS APLICADOS TÍTULO EM CAIXA ALTA CENTRALIZADO NEGRITO

Leia mais

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos

Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Universidade Estadual Paulista Campus de Rio Claro Biblioteca Elaboração de Trabalhos Acadêmicos Segundo ABNT/NBR 14724:2011 2012 Estrutura dos trabalhos acadêmicos Pré-textuais Textuais Pós-textuais Capa

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO

NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NORMAS PARA REDAÇÃO E FORMATAÇÃO DISSERTAÇÃO Anápolis-GO 2015 1. INTRODUÇÃO Segundo o regimento do programa, será considerado

Leia mais

ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ELEMENTOS DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1 ELEMENTOS PRELIMINARES: CAPA: É a proteção externa do documento, portanto o material usado deve ser resistente ao manuseio. Permitem-se cores, fotos e

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BEBEDOURO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Curso

Leia mais

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO

ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO A estrutura de trabalhos de conclusão de curso, monografias, dissertações ou teses, de acordo com a NBR 14724, compreende: parte externa e parte interna. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE MESTRADO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE MESTRADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DE

Leia mais

Manual para elaboração de artigos

Manual para elaboração de artigos 1 Manual para elaboração de artigos ESTRELA 2016 2 APRESENTAÇÃO Este documento visa auxiliar os estudantes da Faculdade La Salle Estrela na elaboração de artigos, apresentando as regras dispostas nas normas

Leia mais

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA NORMAS TÉCNICAS DO TRABALHO ACADÊMICO INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com O QUE É NORMALIZAÇÃO Atividade que estabelece, em relação a problemas

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES Roteiro Redação de textos ABNT Editores de textos MS Word Configuração ABNT no MS Word Redação de textos Definição É todo ato normativo e toda comunicação através da

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS TÉCNICO-CIENTÍFICOS Versão 2 Ivoti 2008 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 02 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...02 1.1.1 Capa...02 1.1.2 Lombada...03 1.1.3 Folha de rosto...03 1.1.4

Leia mais

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in A pesquisa científica faz parte da vida acadêmica do aluno exigindo que o pesquisador, através de seu trabalho, proponha formas de superar o conhecimento existente até o momento sobre determinado assunto.

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca da importância da logística operacional em saúde, abordando a gestão

Leia mais

1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1. RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório de estágio supervisionado tem como desenvolver e avaliar o aluno em: Nível de conhecimento; Organização; Sistematização de pensamentos; Habilidade de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS Regras gerais de apresentação: Formato: papel branco, no formato

Leia mais

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS Segundo a NBR 14724:2005 da ABNT, uma dissertação é um documento que representa o resultado de um

Leia mais

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04

ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB /04 ILMA APARECIDA FLORIANO SERRANTE BIBLIOTECÁRIA - CRB-9 1451/04 GUIA DE NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS E CAPA INSTITUCIONALIZADA - FAP APUCARANA 2006 1 APRESENTAÇÃO FORMAL 1.1

Leia mais

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO A5 BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de teses e dissertações, visando apresentação

Leia mais

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto.

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto. 1 Metodologia da Pesquisa Científica Aula 5: Formatação de trabalhos acadêmicos Para uma melhor visualização, interpretação, estética e organização, todo trabalho acadêmico precisa ser organizado de forma

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Faculdades Milton Campos (FMC) NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) AUTORAS: Emilce Maria

Leia mais

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK

NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK NBR 14724:2011 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO - TRABALHOS ACADÊMICOS - APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA CENTRAL PROF. EURICO BACK ESCOPO Especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses,

Leia mais

NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO

NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO NORMAS DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ESTÁGIO O relatório de actividades será essencialmente um relatório de actividades desenvolvidas no local de estágio. Este relatório deverá conter os

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE NÚCLEO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NUCI/CCSA/UFS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO I e II EM BIBLIOTECONOMIA

Leia mais

ETEC ALBERT EINSTEIN ORIENTAÇÕES DE TCC

ETEC ALBERT EINSTEIN ORIENTAÇÕES DE TCC ETEC ALBERT EINSTEIN ORIENTAÇÕES DE TCC CEETEPS ORIENTAÇÕES DE TCC NORMAS GERAIS Página 1 DESENVOLVIMENTO DO TCC 1. ESTRUTURA DO TRABALHO 1.1 Referencial Teórico 1.2 Metodologia 1.3 Resultados 1.4 Conclusão

Leia mais

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações

Indexação. Qualis CAPES. ABNT com/sem adaptações Bases de dados que selecionam e reúnem revistas por área do conhecimento Indexação fornecem informações dos artigos Critérios de seleção de revistas científicas para submissão de artigos http://goo.gl/bcwd1a

Leia mais

Elementos que Antecedem o Texto

Elementos que Antecedem o Texto Elementos que Antecedem o Texto Manual para elaboração de trabalhos acadêmicos de acordo com ABNT. Os elementos pré-textuais são os elementos que antecedem o trabalho científico. São constituídos pela

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO EMPRESARIAL PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EMPRESARIAL PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor um plano de negócios para a expansão comercial de um produto ou serviço da empresa analisada,

Leia mais

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc.

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc. 1 O Artigo Científico e sua estrutura Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do

Leia mais

Aula 08. de Curso (TCC)

Aula 08. de Curso (TCC) Metodologia Científica - Lícia Mara Pinheiro Rodrigues- UNIGRAN Aula 08 O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Caro(a) Acadêmico(a), Chegamos à nossa última aula e nela trataremos de um trabalho que faz

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO PROGRAMA DE MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DA VERSÃO DEFINITIVA DA DISSERTAÇÃO Esta Circular apresenta os requisitos estabelecidos pela coordenação do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Mestrado Acadêmico, de uso

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm).

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm). 1 PROJETO GRÁFICO O projeto gráfico segue os padrões da NBR 14724 da ABNT - Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Consiste na apresentação gráfica do trabalho acadêmico e é de responsabilidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARIO DE SOUZA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS: MODELO TRABALHO COMPLETO - capa A capa é a proteção externa do trabalho, padronizada. CENTRO UNIVERSITÁRIO DE UNIÃO DA VITÓRIA - UNIUV Nome do curso TODO O TRABALHO: Os textos devem ser apresentados em papel branco (sem marca

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS Faculdades Milton Campos (FMC) NORMAS PARA FORMATAR TRABALHOS ACADÊMICOS Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Emilce Maria Diniz Bibliotecária

Leia mais

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG)

MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) MANUAL PARA CONFECÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO (TG) APRESENTAÇÃO O presente manual tem por objetivo orientar os alunos dos Cursos de Graduação de Tecnólogo em Logística, Informática e Aeronáutica quanto

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO

COMO ELABORAR UM ARTIGO COMO ELABORAR UM ARTIGO Jaqueline C. Bueno 1 Resumo Nosso objetivo é detalhar os passos na elaboração de um artigo acadêmico. Utilizaremos a NBR 6022 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Leia mais

Modelo de formatação ENPEX 2017 (Resumo Expandido e Artigo Completo)

Modelo de formatação ENPEX 2017 (Resumo Expandido e Artigo Completo) Modelo de formatação ENPEX 2017 (Resumo Expandido e Artigo Completo) 1. Introdução O objetivo deste documento, fundamentado na norma de referência: ABNT NBR 14724:2011, é auxiliar os autores sobre o formato

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS NORMAS PARA FORMATAR TEXTOS ACADÊMICOS Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) AUTORAS: Emilce Maria Diniz e Luciana Cristina de Souza REVISÃO:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE - UFS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA POSGRAP PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM RECURSOS HÍDRICOS - PRORH INSTRUÇÃO NORMATIVA 01/2013 PRORH/UFS Assunto: Normas de

Leia mais

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL NOME COMPLETO DA CONCEDENTE (EMPRESA): NOME COMPLETO DO SUPERVISOR DA CONCEDENTE (EMPRESA): CARGO: TELEFONE: _ E-MAIL: _ ENDEREÇO: _ NOME COMPLETO DO ESTAGIÁRIO(A): _ TELEFONES (COMERCIAL/CELULAR/RESIDENCIAL):

Leia mais

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar MARKETING PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia de negócios

Leia mais

NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI

NORMAS DE ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO DO PPGZ-UFPI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA GERAL DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPUS PROF. a CINOBELINA ELVAS COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente Regulamento tem por objetivo definir as normas das disciplinas

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO/CIENTÍFICO CONCEITO

RELATÓRIO TÉCNICO/CIENTÍFICO CONCEITO RELATÓRIO TÉCNICO/CIENTÍFICO (segundo a ABNT - NBR 10719: 2011) CONCEITO Para a Associação Brasileira de Normas Técnicas (2011), o relatório técnico/científico é um documento onde é exposto, em detalhes,

Leia mais

TURISMO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar

TURISMO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar TURISMO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia de negócios da

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO A SER APRESENTADO COMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PONTA GROSSA 2016 LUCIO MAURO BRAGA

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA DE T.C.C. EM MEDICINA VETERINÁRIA NORMAS E MODELO PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Rua Vinte, 1600. Bairro Tupã. CEP 38304-402, Ituiutaba / MG Em acordo com a ABNT NBR 14724:2011

Leia mais

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico

Orientações para elaboração de relatório técnico-científico Orientações para elaboração de relatório técnico-científico SENAI, 2013. Trabalho elaborado pelo CFP 5.12 para a unidade curricular Projetos do Curso Técnico em Eletromecânica. Elaboração Renata de Fátima

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 006/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS - GRADUAÇÃO STRICTU

Leia mais

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional

Apêndice C - Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE FÍSICA DE JI-PARANÁ DEFIJI Normas para a Dissertação do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Física CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

A N E X O 1 ORIENTAÇÕES QUANTO ÀS EXIGÊNCIAS RELATIVAS À VERSÃO FINAL DO TCC EM CD ROM

A N E X O 1 ORIENTAÇÕES QUANTO ÀS EXIGÊNCIAS RELATIVAS À VERSÃO FINAL DO TCC EM CD ROM 1 A N E X O 1 ORIENTAÇÕES QUANTO ÀS EXIGÊNCIAS RELATIVAS À VERSÃO FINAL DO TCC EM CD ROM O seu TCC deve obedecer, rigorosamente, as normas da ABNT e sua referência deve ser o Módulo intitulado Iniciação

Leia mais