IRPJ, CSLL, PIS, COFINS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IRPJ, CSLL, PIS, COFINS"

Transcrição

1

2 Alguns Clientes

3 O objetivo da Studio Fiscal é oferecer serviços de consultoria tributária, buscando otimizar a carga tributária das empresas com base em trabalhos que envolvem gestão contábil, fiscal e empresarial. O portfólio da Studio fiscal inclui a Revisão de Tributos Federais, produto carro-chefe da rede, que tem por objetivo identificar oportunidades tributárias não verificadas pela empresa. O trabalho analisa as bases de cálculo, alíquotas e apurações do IRPJ, CSLL, PIS, COFINS e IPI dos últimos 5 anos da escrituração contábil da empresa, de acordo com a legislação fiscal em vigor. Diferencial: CUSTO ZERO para empresa 100% no êxito. Foco: últimos 5 anos da contabilidade da empresa (análise de auditoria) Objetivo: recuperar tributos administrativamente Honorários: 25% sobre montante recuperado Metodologia: software + análise individualizada das notas fiscais Tributos analisados: IRPJ, CSLL, PIS, COFINS e IPI Perfil da empresa: Faturamento R$ 6MM ano Tributação Lucro Real Duração do Trabalho: 60 dias Recuperação média por empresa: R$ ,00 Despesas Operacionais: STUDIO FISCAL.

4 A Studio Fiscal analisou todos comprovantes de pagamentos de impostos e contribuições, notas fiscais e outros documentos da empresa Modelo S/A, nos últimos cinco anos. Resultado: IRPJ/CSLL duplicatas vencidas A empresa possuía diversas duplicatas vencidas a mais de 180 dias que, de acordo com a legislação vigente, poderiam ser registradas como perdas contábeis, gerando redução da base de cálculo do IRPJ e da CSLL. PIS/COFINS Zona Franca de Manaus A Studio Fiscal identificou que a empresa Modelo S/A não excluiu as vendas para a Zona Franca de Manaus das receitas tributadas por PIS e COFINS, gerando pagamentos a maior destes tributos. PIS/COFINS Abertura de estoque Também não foram aproveitados os créditos presumidos de PIS e COFINS referentes à abertura de estoque, conforme previsto em Lei.

5 O Planejamento Tributário é o produto mais amplo, com mais de 500 horas de trabalho técnico, com o objetivo de analisar todos os procedimentos fiscais, regimes de tributação, documentos, livros contábeis e estrutura societária da empresa para detectar oportunidades e identificar situações de risco nas esferas federal, estadual e municipal. São realizados comparativos entre as situações tributária anterior e atual da empresa, projetando cenários futuros, sempre na busca de uma carga tributária de alta competitividade. Diferencial: análise mais completa do mercado. Foco: revisar o passado e planejar o futuro da empresa. Objetivo: orientar reduções legais na tributação futura. Honorários: taxa inicial + 25% sobre montante recuperado Metodologia: software + análise individualizada das notas fiscais Tributos analisados: IRPJ, CSL, PIS, COFINS, ICMS, ISSQN, IPI, II, IE, PIS Importação, Folha de Pagamento, Previdência (INSS + FGTS + Contribuições do Sistema S ), Retenções na Fonte (IRRF, INSS, outros), Logística Fiscal e Societário. Período analisado: últimos 5 anos Perfil da empresa: Faturamento R$ 6MM ano Duração do trabalho: 12 meses Despesas Operacionais: STUDIO FISCAL

6

7 Observando a necessidade de atendimento das pequenas empresas brasileiras, a Studio Fiscal desenvolveu o produto chamado Mapa Fiscal, que tem por objetivo realizar um moderno e eficiente planejamento tributário para o pequeno empresário, tornando sua operação mais eficiente e reduzindo o seu encargo tributário mensal. Diferencial: identificação do melhor regime de tributação. Foco: revisar o último ano e planejar o futuro da empresa Objetivo: orientar reduções legais na tributação futura Honorários: taxa inicial + 25% sobre montante recuperado Metodologia: software + análise individualizada das notas fiscais Perfil empresa: faturamento R$ 1,5 MM ano Tributos analisados: IRPJ, CSLL, PIS, COFINS, ICMS, IPI e Societário. Duração do trabalho: 30 dias Despesas operacionais: STUDIO FISCAL

8 O trabalho de Revisão de Tributos Indiretos tem como foco principal a identificação de possibilidades administrativas de recuperação de créditos e estorno de débitos de ICMS e IPI, com base na legislação vigente. Objetiva uma maior otimização dos recursos financeiros da empresa através da economia tributária de forma administrativa, sem qualquer inferência da esfera judicial, no momento de identificação dos créditos, ou no seu aproveitamento. Diferencial: equipe especializada e segmentada por estado. Foco: revisar os 5 anos Objetivo: orientar reduções legais na tributação futura Honorários: taxa inicial + 25% sobre montante recuperado Metodologia: software + análise individualizada das notas fiscais Perfil empresa: toda e qualquer empresa contribuinte de ICMS e IPI Tributos analisados: ICMS e IPI Duração do trabalho: 60 dias Despesas operacionais: STUDIO FISCAL

9 Studio Fiscal Unidade SÃO PAULO Rua Rotterdam, 254 Nova Holanda Holambra/SP (19) (19 ) EMERSON DOS SANTOS PODADERA Diretor de Unidade - STUDIO FISCAL

Soluções Tributárias em esfera administrativa

Soluções Tributárias em esfera administrativa Soluções Tributárias em esfera administrativa Studio Fiscal A Studio Fiscal foi criada para atender as necessidades das empresas na área fiscal. A metodologia própria e o exclusivo trabalho técnico aprimorado

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO NA VIDA DE UMA EMPRESA (11)

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO NA VIDA DE UMA EMPRESA  (11) A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO NA VIDA DE UMA EMPRESA WWW.STUDIOFISCAL.COM.BR (11) 3624-1122 SUMÁRIO Apresentação da Studio Fiscal Apresentação do serviço Revisão de Tributos Federais Apresentação

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO VISÃO ESTRATÉGICA

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO VISÃO ESTRATÉGICA PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO VISÃO ESTRATÉGICA O que é Planejamento Tributário? O conceito administrativo da palavra planejamento pode ser entendido como: Processo organizacional de criação de um plano, utilizando

Leia mais

Diagnóstico Fiscal. No Brasil gastam-se 2600 horas com o cumprimento de obrigações tributárias.

Diagnóstico Fiscal. No Brasil gastam-se 2600 horas com o cumprimento de obrigações tributárias. Diagnóstico Fiscal Diagnóstico Fiscal No Brasil gastam-se 2600 horas com o cumprimento de obrigações tributárias. Estudos da PWC: www.pwc.com.br/pt/sala-de-imprensa/assets/release-paying-taxes-nov09.pdf

Leia mais

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto

PIS e COFINS. Aspectos conceituais. Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto PIS e COFINS Aspectos conceituais Núcleo de Estudos em Controladoria e Contabilidade Tributária Prof. Amaury

Leia mais

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1

Sumário. Nota Preliminar, xvii. Introdução, 1 Nota Preliminar, xvii Introdução, 1 1 Comentários gerais, 3 1.1 Finalidade, 3 1.2 Do patrimônio, 4 1.3 Dos fatos, 5 1.3.1 Do fato administrativo permutativo, 5 1.3.2 Do fato administrativo modificativo,

Leia mais

ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO. Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais

ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO. Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais ANALISTA FISCAL E TRIBUTÁRIO Conhecimentos e Práticas Tributárias e Fiscais Objetivos do Workshop 1 Conhecer e Atualizar os Conhecimentos acerca da Legislação Tributária e Fiscal Vigente 2 Adotar Procedimentos

Leia mais

Variação do ICMS Distorce o Custo e a Compensação Tributária

Variação do ICMS Distorce o Custo e a Compensação Tributária Variação do ICMS Distorce o Custo e a Compensação Tributária O diferencial de alíquota do ICMS é aplicável às operações interestaduais entre contribuintes do tributo, quando a mercadoria se destinar ao

Leia mais

MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS. Alessandro Dessimoni

MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS. Alessandro Dessimoni MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS Alessandro Dessimoni Temas abordados 1. Alta carga tributária; 2. A burocracia e entraves da legislação; 3. Interpretação restritiva do Fisco sobre

Leia mais

Código de Situação Tributária

Código de Situação Tributária Código de Situação O código da situação tributária será composto de três dígitos, onde o 1 dígito indicará a origem da mercadoria, com base na Tabela A e os dois últimos dígitos a tributação pelo ICMS,

Leia mais

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9.

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9. Curso de Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Comercial I 3ª Fase Professora: Lyss Paula de Oliveira ESTADO DE MATO GROSSO Resolução de Atividades Extra: Lançamentos no Diário: 1 D: Compra de Mercadorias

Leia mais

Caminho Jurídico do Empreendedor

Caminho Jurídico do Empreendedor Caminho Jurídico do Empreendedor Introdução Início de Atividade Empresária requer: Modelo de empresas/tipos societários; Contrato social, Registro de marcas e patentes; Elaboração e estudo de contratos

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 DOU de 17.10.2011 Dispõe sobre procedimentos fiscais dispensados aos consórcios constituídos nos termos dos arts. 278 e 279 da Lei nº 6.404, de

Leia mais

AUDITORIA TRIBUTÁRIA

AUDITORIA TRIBUTÁRIA A legislação na Área Tributária é muito dinâmica e complexa, com isso, as empresas frequentemente deixam de aproveitar muitos créditos legalmente permitidos. Dessa forma, consideramos adequado o trabalho

Leia mais

Diagnóstico MP 627. Diagnóstico sobre os principais impactos decorrentes da Medida Provisória 627/2013 na operação da Cagece

Diagnóstico MP 627. Diagnóstico sobre os principais impactos decorrentes da Medida Provisória 627/2013 na operação da Cagece Diagnóstico MP 627 Diagnóstico sobre os principais impactos decorrentes da Medida Provisória 627/2013 na operação da Cagece Coordenadoria Fiscal e Tributária Gerência Financeira e Contábil - GEFIC Diagnóstico

Leia mais

O QUE O EXECUTIVO PRECISA SABER SOBRE OS IMPOSTOS SOBRE O LUCRO - ATUALIZAÇÃO

O QUE O EXECUTIVO PRECISA SABER SOBRE OS IMPOSTOS SOBRE O LUCRO - ATUALIZAÇÃO O QUE O EXECUTIVO PRECISA SABER SOBRE OS IMPOSTOS SOBRE O LUCRO - ATUALIZAÇÃO >Quais as formas de apuração do lucro >Compensação de Prejuízos acumulados >Imposto de Renda e Contribuição Social >As alterações

Leia mais

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA Silvério das Neves Graduado em Contabilidade e Administração pela Universidade Mackenzie. MBA Executivo em Gestão de Negócios pelo INPG. Participou da

Leia mais

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC

Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Treinamentos do Programa de Educação Profissional Continuada do CRC Temas Ativos 2017 Pontuação Geral Categoria(s) Pontuadas(s) ÁREA CONTÁBIL 1 Análise das Demonstrações Contábeis (Com Foco em Preparadores

Leia mais

Setor Energético. Soluções em advocacia e consultoria tributária e empresarial

Setor Energético. Soluções em advocacia e consultoria tributária e empresarial albinolingmoneda.com.br Rua Simão Bolivar, 1.250 Hugo Lange 80.040-140 Curitiba/PR (41) 3076-5777 Escritório especializado em advocacia e consultoria tributária e empresarial, com equipe formada por profissionais

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Ciências Contábeis - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA II DIREITO TRIBUTARIO LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA ORÇAMENTO PUBLICO TEORIA

Leia mais

MISSÃO VISÃO INOVAÇÃO ÉTICA CONFIANÇA COMPROMETIMENTO EFICIÊNCIA TRANSPARÊNCIA

MISSÃO VISÃO INOVAÇÃO ÉTICA CONFIANÇA COMPROMETIMENTO EFICIÊNCIA TRANSPARÊNCIA QUEM SOMOS A VP Consultoria é uma empresa que atua nos segmentos de Consultoria Contábil e Fiscal, de Recursos Humanos, Tributário e Societário e de Gestão Financeira. Contamos com uma equipe de profissionais

Leia mais

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado

Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Depreciação de Bens do Ativo Imobilizado Contabilmente a depreciação de bens do ativo imobilizado corresponde à redução do valor dos mesmos tendo em vista o desgaste pelo uso, ação da natureza ou obsolescência

Leia mais

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003)

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) EVOLUÇÃO Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) Art. 37 da Constituição Federal... XXII as administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,... e autuarão de forma

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Detalhamento de Receitas Recebidas no Registro F500 do SPED Contribuições 21/07/14

Orientações Consultoria de Segmentos Detalhamento de Receitas Recebidas no Registro F500 do SPED Contribuições 21/07/14 21/07/14 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 2.1. Perguntas RFB... 3 2.2. Artigo Portal Tributário... 4 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Manual SPED...

Leia mais

SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE

SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE SIMPLES NACIONAL Tributo federal Lei Complementar 123/2006 e 128/2008 Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas

Leia mais

PEPC 2016 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico.

PEPC 2016 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico. CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: 3242-2406 COACH CONTÁBIL PE-01023 40h 40 40 40 0 CAPACITADORA: 4M TREINAMENTOS EMPRESARIAIS E ASESSORIA (PE-00022) CONTATO: 3465.7495 CREDITOS PIS/PASEP E

Leia mais

CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO. Prof. André Gomes

CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO. Prof. André Gomes CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO Prof. André Gomes 1 Contribuição para PIS/PASEP PIS contribuição para o Programa de Integração Social funcionários das empresas do setor privado; PASEP contribuição

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Registros 1300 e 1700 da EFD Contribuições.docx

Orientações Consultoria de Segmentos Registros 1300 e 1700 da EFD Contribuições.docx Registros.docx 04/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1. Parecer da Receita Federal... 6 4. Conclusão... 7 5. Informações

Leia mais

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016.

13/06/2016 SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. SPED ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL NOVIDADES 2016 Prof. Fellipe Guerra Ceará, 10 de Junho de 2016. 1 2 3 1.218.088 CONTABILIDADE NO BRASIL Lei 6.404/1976 Lei 12.973/2014 Decreto Lei 1.598/1977 Lei 11.941/2009

Leia mais

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED OUT/2010 REGIME NÃO-CUMULATIVO REGIME CUMULATIVO TRIBUTAÇÃO MONOFÁSICA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VENDAS COM SUSPENSÃO VENDAS A ALÍQUOTA ZERO VENDAS COM ISENÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA SEMANA DO CONTABILISTA PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Alexandre Henrique Salema Ferreira Ana Maria da Paixão Duarte OBJETIVO Discorrer acerca do Planejamento Tributário no campo

Leia mais

CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS EMENTAS º PERÍODO

CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS EMENTAS º PERÍODO CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS EMENTAS - 2017.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: CONTABILIDADE INTRODUTORIA II Escrituração dos principais atos e fatos decorrentes das operações praticados pelas organizações, bem como

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

rios (a partir de 2008) Setembro 2009

rios (a partir de 2008) Setembro 2009 Inovação das Práticas Contábeis e Efeitos Tributários rios (a partir de 2008) Setembro 2009 LEI 11.941/2009 MP - Medida Provisória nº. 449 de 03.12.2008 Convertida na Lei nº 11.941, de 27.05.2009 Altera

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Empresas industriais e de serviços Aracruz, 12 de maio de 2017 O Estado apresenta-se como uma instituição política e juridicamente organizada que tem por finalidade a satisfação

Leia mais

SIMPLES NACIONAL. Corretor de Imóveis

SIMPLES NACIONAL. Corretor de Imóveis SIMPLES NACIONAL Corretor de Imóveis MARIA RICARTE CRC-CE: 016078/O-9 Contadora, graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará UECE. Profissional com vastos conhecimentos nas áreas:

Leia mais

Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa

Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa Encontro Jurídico Tributário Estratégias para reduzir custos fiscais Estaduais e Federais de sua empresa Novembro / 2016 Qual é o caminho para reduzir a carga tributária de sua empresa? Planejamento e

Leia mais

Satisfação dos interesses e necessidade do seu negócio.

Satisfação dos interesses e necessidade do seu negócio. Satisfação dos interesses e necessidade do seu negócio. Av. C-18, 404, Qd. 173, Lt. 19 S. Sudoeste Goiânia Goiás TEL: +55 (62) 3088-1130 CNPJ: 10.552.050/0001-35 Inscrição Municipal: 257.865-4 E-MAIL:

Leia mais

Funções contábeis: Técnicas contábeis: Campo de aplicação: Classificação geral: Áreas de atuação da contabilidade:

Funções contábeis: Técnicas contábeis: Campo de aplicação: Classificação geral: Áreas de atuação da contabilidade: Síntese Contábil Contabilidade: Contabilidade é a ciência que se ocupa do registro, por meio de técnicas próprias, dos atos e fatos da administração das entidades econômicofinanceiras, que possam ser

Leia mais

Pejotização. Risco aos Produtores Rurais. Superintendência Técnica Coordenação do Núcleo Econômico

Pejotização. Risco aos Produtores Rurais. Superintendência Técnica Coordenação do Núcleo Econômico Pejotização Risco aos Produtores Rurais Superintendência Técnica Coordenação do Núcleo Econômico Câmara Temática de Crédito, Seguro e Comercialização do Agronegócio Reunião Ordinária nº 02 29.09.2016 Auditório

Leia mais

"A verdadeira motivação vem de realização, desenvolvimento pessoal, satisfação no trabalho e reconhecimento." - Frederick Herzberg

A verdadeira motivação vem de realização, desenvolvimento pessoal, satisfação no trabalho e reconhecimento. - Frederick Herzberg "A verdadeira motivação vem de realização, desenvolvimento pessoal, satisfação no trabalho e reconhecimento." - Frederick Herzberg EMPRESA JJ Contabilidade foi fundada a mais de duas décadas, por João

Leia mais

NOVA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP

NOVA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP NOVA CONTRIBUIÇÃO PARA O PIS/PASEP Não cumulatividade plena Dezembro/2015 PRINCÍPIOS ORIENTADORES 1. SIMPLIFICAÇÃO DA APURAÇÃO DO TRIBUTO 2. TRIBUTAÇÃO DO VALOR AGREGADO EM CADA ETAPA ECONÔMICA 3. NEUTRALIDADE

Leia mais

REVISÃO FISCAL. Não é novidade o fato de que o cenário fiscal brasileiro exige o conhecimento multidisciplinar dos gestores de tributos.

REVISÃO FISCAL. Não é novidade o fato de que o cenário fiscal brasileiro exige o conhecimento multidisciplinar dos gestores de tributos. REVISÃO FISCAL Não é novidade o fato de que o cenário fiscal brasileiro exige o conhecimento multidisciplinar dos gestores de tributos. As constantes alterações na legislação, a implementação do padrão

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa, durante o exercício social, demonstradas de forma a destacar o resultado líquido

Leia mais

Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda. 06 de maio de 2016

Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda. 06 de maio de 2016 1 Projeto de Lei Alterações Imposto de Renda 06 de maio de 2016 Correção na tabela do IRPF 2 Alteração em 5% da tabela progressiva mensal, nas deduções e limites de isenção Validade a partir de janeiro

Leia mais

Parecer PGFN 202/2013

Parecer PGFN 202/2013 Parecer PGFN 202/2013 Julho de 2013 Aspectos a serem abordados Contextualizando a discussão Entendimento do Parecer PGFN 202/2013 Entendimento divergente Impactos da aplicação do Parecer e pontos não enfrentados

Leia mais

CONTABILIDADE II: 01)

CONTABILIDADE II: 01) CONTABILIDADE II: 01) Uma Sociedade Empresária que possui um único estabelecimento apresentava, em 31.1.2017, após a apuração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias ICMS, um saldo de ICMS a Recuperar

Leia mais

13/06/14. Introdução. Profº Me. Hugo David Santana.

13/06/14. Introdução. Profº Me. Hugo David Santana. CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA Curso de Ciências Contábeis Profº Me. Hugo David Santana. Introdução Nesta aula será apresentado o tratamento contábil dos principais itens relacionados à folha de pagamento, por

Leia mais

Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário

Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário 1- FUNCIONALIDADE: por meio da opção COMPARATIVO REGIME TRIBUTÁRIO do sistema Domínio você é direcionado automaticamente para a opção

Leia mais

Tributação nas Principais Operações Fiscais

Tributação nas Principais Operações Fiscais Tributação nas Principais Operações Fiscais (Regiões Sul e Sudeste) Adriana Manni Peres Advogada especialista em tributos indiretos. Pós-graduada em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

PEPC 2017 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico.

PEPC 2017 CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: EPC Auditores QTG BCB SUSEP. EPC Responsável Técnico. CAPACITADORA: 100 % AUDIT (PE-00028) CONTATO: 3242-2406 COACH CONTÁBIL PE-01023 40h 40 40 40 0 CAPACITADORA: 4M TREINAMENTOS EMPRESARIAIS E ASESSORIA (PE-00022) CONTATO: 3465.7495 CREDITOS PIS/PASEP E

Leia mais

MISSÃO A KOMCORP VISÃO. VALORES Ética Comprometimento Entusiasmo - Gratidão

MISSÃO A KOMCORP VISÃO. VALORES Ética Comprometimento Entusiasmo - Gratidão MISSÃO A KOMCORP São quase três décadas em constante atualização. Atenta às revoluções tecnológicas e de olho nas mudanças sociais. Aprimorar, diferenciar e inovar são verbos conjugados à exaustão. Competência

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Simples Nacional e a transferência de créditos de PIS/COFINS Paulo Nadir Rosa de Moura* A Constituição Federal (CF) de 1988, no artigo 146, inciso III, alínea "d", dispõe que lei

Leia mais

Material de Apoio Comercial. Retornos de Resultados!

Material de Apoio Comercial. Retornos de Resultados! Material de Apoio Comercial Retornos de Resultados! Estrutura do Comercial 1 a 6 - Segmentação de Clientes por Serviços Contábeis A a F - Portfólio de Serviços Contábeis (Assessorias e Consultorias) e

Leia mais

Microempreendedor Individual MEI: Constituição e Tributação

Microempreendedor Individual MEI: Constituição e Tributação Microempreendedor Individual MEI: Constituição e Tributação Quem é o Microempreendedor Individual? É a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário. Para ser um microempreendedor

Leia mais

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei

ESTUDO DE CASO. Os Novos Ajustes da Lei ESTUDO DE CASO Os Novos Ajustes da Lei 11.638 Os Novos Ajustes da Lei 11.638 As demonstrações financeiras foram elaboradas com base nas práticas contábeis adotadas no Brasil e normas da Comissão de Valores

Leia mais

Boletim Mensal - Outubro/2015

Boletim Mensal - Outubro/2015 Boletim Mensal - Outubro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Medida provisória aumenta imposto sobre ganho de capital. A atual alíquota, prevista pela Lei nº 8.981/1995, é de

Leia mais

Portfólio de serviços - 1

Portfólio de serviços - 1 Portfólio de serviços - 1 www.valortributario.com.br { C om experiência de quem há mais de 12 anos oferece soluções empresariais para os mais diversos segmentos, a VALOR TRIBUTÁRIO destaca-se como uma

Leia mais

Aula 3 Imposto de Renda Pessoa Jurídica CSLL Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Prof. Dr. Érico Hack

Aula 3 Imposto de Renda Pessoa Jurídica CSLL Contribuição Social sobre o Lucro Líquido. Prof. Dr. Érico Hack Aula 3 Imposto de Renda Pessoa Jurídica CSLL Contribuição Social sobre o Lucro Líquido Prof. Dr. Érico Hack IR Pessoa Jurídica Pessoa Física equiparada à pessoa jurídica (Empresas individuais) Empresário

Leia mais

Í N D I C E A N A L Í T I C O

Í N D I C E A N A L Í T I C O Í N D I C E A N A L Í T I C O I - REGRAS GERAIS... 15 I.1 - Introdução... 15 I.2 - Conceitos e definições... 15 I.2.1 - Restituição... 15 I.2.2 - Compensação... 16 I.2.3 - Ressarcimento... 16 I.2.4 - Reembolso...

Leia mais

Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais

Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais Regime Tributário de Transição: as normas de contabilidade e os impactos fiscais Palestrantes Natanael Martins José Antonio Minatel São Paulo, 20 de junho de 2012 Lei 11.638/07 (convergência aos padrões

Leia mais

Geovane Camilo dos Santos

Geovane Camilo dos Santos Exercício de Fixação 1 Questão 1: (Auditor Fiscal da Receita Estadual SEFAZ-RJ, 2014): Determinada empresa comercial apresentava as seguintes informações referentes ao primeiro semestre de 2013: Sabe-se

Leia mais

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel

LEI Nº /2014. Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade. Edson Pimentel LEI Nº 12.973/2014 Convergência Tributária Às Normas Internacionais de Contabilidade Edson Pimentel 1 SUMÁRIO Contexto e Breve Histórico Distribuição de Dividendos e JCP Adoção Inicial Conceito de Receita

Leia mais

Lembre-se dos seus principais benefícios

Lembre-se dos seus principais benefícios Lembre-se dos seus principais benefícios Inscrição Gratuita para Cursos e Workshops Gravados Inscrição Gratuita para Workshops Presenciais Inscrição Gratuita para Workshops On-line 40% de Desconto para

Leia mais

CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA CADERNO DE EXERCÍCIOS

CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA CADERNO DE EXERCÍCIOS CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA CADERNO DE EXERCÍCIOS Caderno de Exercícios de Contabilidade Tributária elaborado pelo Prof. Marcelo Gabriel, organização e diagramação feita pelo Prof. Olair Ferreira Nunes Marcelo

Leia mais

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa: Regras e Conceitos Fundamentais

Curso: Data e Local: Objetivo: Público Alvo: Programa: Regras e Conceitos Fundamentais Curso: RETENÇÃO NA FONTE DE TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS (IRRF/PIS/COFINS/CSLL/INSS/ISS), com destaque para a nova EFD-REINF Data e Local: 16, 17 e 18 de agosto de 2017 Rio de Janeiro RJ Copacabana

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA

PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA EMENTA PLANEJAMENTO E GESTÃO TRIBUTÁRIA DISCIPLINA: Contabilidade Empresarial EMENTA: A disciplina enfoca a legislação e órgãos normatizadores, o balanço patrimonial, a demonstração do resultado do exercício,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIOECONÔMICAS E HUMANAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS ELAINE FERREIRA NOLAÇO ANÁPOLIS 2012 Lucro arbitrado ou presumido Lucro arbitrado é uma forma

Leia mais

Curso Prático de: Tributação nos Processos de Compras

Curso Prático de: Tributação nos Processos de Compras Curso Prático de: Tributação nos Processos de Compras Por que fazer este curso? Para uma empresa, comprar bem não significa comprar pelo menor preço. O processo de compras está cada vez mais complexo,

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE GESTÃO E NEGÓCIOS CONTABILIDADE AVANÇADA 1/2017 Exercício de Fixação 1

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE GESTÃO E NEGÓCIOS CONTABILIDADE AVANÇADA 1/2017 Exercício de Fixação 1 Exercício de Fixação 1 Questão 1: (Auditor Fiscal da Receita Estadual SEFAZ-RJ, 2014): Determinada empresa comercial apresentava as seguintes informações referentes ao primeiro semestre de 2013: Sabe-se

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 234 aprovado pela portaria Cetec nº 177 de 26/09/2013 Etec Professora Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo

Leia mais

IMPACTOS DA MUDANÇA TRIBUTÁRIA NAS EMPRESAS QUE NECESSITAM OPTAR POR OUTRO REGIME DE TRIBUTAÇÃO

IMPACTOS DA MUDANÇA TRIBUTÁRIA NAS EMPRESAS QUE NECESSITAM OPTAR POR OUTRO REGIME DE TRIBUTAÇÃO IMPACTOS DA MUDANÇA TRIBUTÁRIA NAS EMPRESAS QUE NECESSITAM OPTAR POR OUTRO REGIME DE TRIBUTAÇÃO Bartira Escobar 1 Nádia Cristina de Castilhos INTRODUÇÃO Esta pesquisa apresenta como tema central buscar

Leia mais

IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI /2014 NO SETOR ELÉTRICO

IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI /2014 NO SETOR ELÉTRICO IMPACTOS TRIBUTÁRIOS DA LEI 12.973/2014 NO SETOR ELÉTRICO Sumário: Contratos de Concessão de Serviço Público (OCPC 05 e ICPC 01): PIS/Pasep e Cofins Regime Cumulativo e não-cumulativo: Atividade de Distribuição;

Leia mais

Boletim Mensal Dezembro/2014

Boletim Mensal Dezembro/2014 Boletim Mensal Dezembro/2014 Fiscal Contábil Sumário RH Notícias Calendário de obrigações Fiscal RS: Programa para regularização de dívidas do ICMS. O Governo do Estado lançou o programa Em Dia 2014, voltado

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-ST Custo de entrada - MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-ST Custo de entrada - MG ICMS-ST 02/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares... 7 6. Referências...

Leia mais

Blocos de composição da ECF

Blocos de composição da ECF Blocos de composição da ECF Bloco 0 - Abertura e Identificação Descrição do Bloco: Abre o arquivo, identifica a pessoa jurídica e referencia o período da ECF. Registro 0000: Abertura do Arquivo Digital

Leia mais

Unidade I Teoria Geral dos Tributos. Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3. Capítulo 2 Os Impostos Capítulo 3 As Taxas...

Unidade I Teoria Geral dos Tributos. Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3. Capítulo 2 Os Impostos Capítulo 3 As Taxas... S u m á r i o Unidade I Teoria Geral dos Tributos Capítulo 1 Conceito de Tributo e suas Espécies...3 1.1. Conceito de Tributo... 3 1.2. As Espécies Tributárias... 8 Capítulo 2 Os Impostos... 18 2.1. Teoria

Leia mais

Unidade II $

Unidade II $ CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA Unidade II 4 CONTABILIZAÇÃO DE OPERAÇÕES COM MERCADORIAS COM TRIBUTAÇÃO 4.1 Compra de mercadorias com incidência de ICMS / PIS / COFINS recuperáveis Exemplo Vamos considerar uma

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara IX DESAFIO CULTURAL DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS- 2016 Questões de Planejamento Tributário Prof. Oscar Scherer Questão nº 01 A constituição de Fundos de Investimentos Mobiliário é uma alternativa interessante

Leia mais

SIMPLES NACIONAL versus LUCRO PRESUMIDO

SIMPLES NACIONAL versus LUCRO PRESUMIDO SIMULADOR A ferramenta do Contador. Qual é o melhor regime para sua empresa? SIMPLES NACIONAL versus LUCRO PRESUMIDO Acesse nosso ebook http://www.etecnico.com.br/ https://www.facebook.com/mapaetecnicofiscal

Leia mais

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS Bonificações A Receita Federal reconhece dois tipos de bonificações, que são: 1. Aquelas recebidas na mesma nota fiscal

Leia mais

ATIVIDADE 08 (GRUPO)

ATIVIDADE 08 (GRUPO) ATIVIDADE 08 (GRUPO) 1) Considere uma empresa de informática em operação que apresentou os seguintes dados ao final do 3º trimestre de 2013: Receita bruta de serviços... 90.000,00 Descontos condicionais

Leia mais

IM POSTOS PARA EMPR EEND EDORES Os principais impostos e contribuições existentes no Brasil

IM POSTOS PARA EMPR EEND EDORES Os principais impostos e contribuições existentes no Brasil IM POSTOS PARA EMPR EEND EDORES Os principais impostos e contribuições existentes no Brasil contabilidade 1 Produzido por: contabilidade Escrito por: Cristiano Freitas Março 2015 SUMÁRIO 01. 02. 03. 04.

Leia mais

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION

GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Carine Lena 21/08/2015 008.016.028 1/14 GERAÇÃO DA ECF NO ERP SOLUTION Sumário 1. Plano de Contas referencial... 2 2. Geração do SPED ECF no ERP Solution... 6 3. Importação do arquivo no validador... 10

Leia mais

INTERPRETAÇÃO TÉCNICA DO IBRACON Nº 01/04

INTERPRETAÇÃO TÉCNICA DO IBRACON Nº 01/04 INTERPRETAÇÃO TÉCNICA DO IBRACON Nº 01/04 CONTABILIZAÇÃO DAS CONTRIBUIÇÕES PARA O PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL (PIS) E PARA O FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL (COFINS) Em 31 de dezembro de 2002 e em

Leia mais

Iob.com.br folhamatic.com.br. Índice

Iob.com.br folhamatic.com.br. Índice Índice MÓDULO BÁSICO Central Folhamatic... 06 Cadastro de Empresas... 07 Aba Básico... 07 Aba E-Fiscal... 08 Cadastros... 09 Responsável... 09 Contador... 10 Saldos... 11 ICMS e IPI... 11 PIS/PASEP, COFINS,

Leia mais

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição.

Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Tributário Instrução Normativa nº 1.397/13: normas a serem observadas pelas pessoas jurídicas sujeitas ao Regime Tributário de Transição. Luciana I. Lira Aguiar * Foi publicada em 17 de setembro de 2013

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital de PIS/Pasep e Cofins. Sistema Público de Escrituração Digital

Escrituração Fiscal Digital de PIS/Pasep e Cofins. Sistema Público de Escrituração Digital Escrituração Fiscal Digital de PIS/Pasep e Cofins Sistema Público de Escrituração Digital ARRECADAÇÃO FEDERAL 2008 Imposto de Renda Pessoa Jurídica (SPED - ECD): 72 Bilhões PJ Não Financeiras 12 Bilhões

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 19 CAPÍTULO I ESTRUTURA CONCEITUAL BÁSICA DA CONTABILIDADE... 21 1. Conceito de contabilidade... 21 2. Objeto... 22 3. Campo de aplicação... 23 4. Objetivos... 23 5.

Leia mais

COMO ABRIR UMA EMPRESA

COMO ABRIR UMA EMPRESA COMO ABRIR UMA EMPRESA Introdução Ideia do negócio Tipos de sociedades Regimes tributários Formalização da empresa Custos da abertura de uma empresa A importância da contratação de uma assessoria contábil

Leia mais

Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Escrita Fiscal 4

Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Escrita Fiscal 4 Cadastro de Sócios... 77 Digitações de Sócios... 78 Digitações de Empresas... 79 Dados dos Impostos... 80 Impressão de Guias de Recolhimento... 81 ICMS- GARE... 81 ICMS - ST... 82 DARF... 83 DARF em Quotas...

Leia mais

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO CONTABILIDADE E Prof. Cássio Marques da Silva 2016 PIS (PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL) COFINS (CONTRIBUIÇÃO PARA FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL) REGIME CUMULATIVO E NÃO-CUMULATIVO Para iniciar o estudo

Leia mais

ASPECTOS POLEMICOS DO BDI

ASPECTOS POLEMICOS DO BDI Eng. MAÇAHICO TISAKA AGOSTO 2017 ASPECTOS POLEMICOS DO BDI PROJETO DE NORMA TÉCNICA ABNT - NBR 16633/04 ELABORAÇÃO DE ORÇAMENTO E FORMAÇÃO DE PREÇOS DE EMPREENDIMENTOS DE INFRAESTRUTURA Entra em vigor

Leia mais

Analista Fiscal ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins

Analista Fiscal ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins CURSO Analista Fiscal ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins (O único curso da região ministrado por especialistas em cada área abordada) Orientadores Andréa Giungi Contadora; consultora da CPA; MBA em Controladoria

Leia mais

OPÇÕES DE GESTÃO E GERENCIAMENTO PÚBLICO PARA OS SERVIÇOS MUNICIPAIS. Aspectos Contábeis e Tributários

OPÇÕES DE GESTÃO E GERENCIAMENTO PÚBLICO PARA OS SERVIÇOS MUNICIPAIS. Aspectos Contábeis e Tributários OPÇÕES DE GESTÃO E GERENCIAMENTO PÚBLICO PARA OS SERVIÇOS MUNICIPAIS Aspectos Contábeis e Tributários ASPECTOS CONTÁBEIS E TRIBUTÁRIOS TÓPICOS 1. Internacionalização da Contabilidade 2. Principais Aspectos

Leia mais

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto)

Operação Tributável (base de cálculo = quantidade vendida x alíquota por unidade de produto) 1. Finalidade do CST Para a elaboração dos arquivos digitais da Escrituração Fiscal Digital (EFD), bem como para a geração do conteúdo das Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), foram instituídos através da

Leia mais

SIMPLES NACIONAL, Lucro Presumido Cenário Atual e Mudanças para 2016

SIMPLES NACIONAL, Lucro Presumido Cenário Atual e Mudanças para 2016 SIMPLES NACIONAL, Lucro Presumido Cenário Atual e Mudanças para 2016 Rafael Borin Consultor Tributário da Fecomércio RS Sócio de Rafael Pandolfo Advogados associados LINHA DO TEMPO Simples Federal, Regimes

Leia mais

Tributos Indiretos ISS / IPI / ICMS

Tributos Indiretos ISS / IPI / ICMS Fazer teste: AS_I Pergunta 1 Tributos Indiretos ISS / IPI / ICMS 1. Sabe-se que o ISS é um imposto de responsabilidade dos Municípios, porém, a LC 116/2003 determina a alíquota máxima de 5% (cinco por

Leia mais