EXPORT OF NUTRIENTS BY GUAVA FRUITS UNDER DIFFERENT WATER DEPTHS AND NITROGEN FERTILIZATION LEVELS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXPORT OF NUTRIENTS BY GUAVA FRUITS UNDER DIFFERENT WATER DEPTHS AND NITROGEN FERTILIZATION LEVELS"

Transcrição

1 Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS - v.27, n.2, p.79-86, ISSN X - DOI: EXPORT OF NUTRIENTS BY GUAVA FRUITS UNDER DIFFERENT WATER DEPTHS AND NITROGEN FERTILIZATION LEVELS José Dantas Neto 1, José L. Maciel 2, Aaron de S. Alves 2, Benjamin C. Lima Junior 2, Carlos A. V. de Azevedo 1 & Vera L. A. de Lima 1 ABSTRACT The objective of this study was to determine the export of macronutrients, nitrogen, phosphorus, potassium, calcium and magnesium by guava fruit under the influence of different water depths (1144, 1465, 1785 and 2106 mm) and nitrogen fertilization levels (50, 100, 150 and 200 kg ha -1 ). Field studies with P.guajava species Paluma with four years of age were carried out at at the Experiment Station of the State Enterprise for Agricultural Research of Paraíba - EMEPA, municipality of Itaporanga, PB. After drying and grinding of the plant material, N was determined by sulfuric digestion and P, K, Ca and Mg by nitric-perchloric digestion. It was found that factors water depths and nitrogen levels, applied together or alone, significantly influenced the concentration of nutrients in guava fruits. Water depths provided a positive linear effect on nitrogen and calcium contents, and quadratic effect on phosphorus, potassium and magnesium contents; however, nitrogen fertilization levels provided linear effect on nitrogen concentrations and quadratic effect on potassium, calcium and magnesium concentrations found in guava fruits. Guava showed macronutrient uptake by the fruit in the following descending order K, Ca, N, P and Mg. KEY WORDS: Psidium guajava L., irrigated fruit farming, located irrigation EXPORTAÇÃO DE NUTRIENTES POR FRUTOS DE GOIABEIRAS SOB DIFERENTES LÂMINAS DE ÁGUA E FERTIRRIGAÇÃO NITROGENADA RESUMO Objetivou-se com este estudo determinar a exportação dos macronutrientes, nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio e magnésio, por frutos de goiabeira sob a influência de lâminas totais de água (1144, 1465, 1785 e 2106 mm) e fertirrigação nitrogenada, (50, 100, 150 e 200 kg ha -1 ). Os estudos com a espécie P. guajava Paluma, com quatro anos de idade, foram conduzidos em nível de campo, na Estação Experimental da Empresa Estadual de Pesquisa Agropecuária da Paraíba - EMEPA, município de Itaporanga, PB. Após secagem e trituração do material vegetal realizaram-se as análises de N por digestão sulfúrica e de P, K, Ca e Mg por digestão nítrico-perclórica.verifica-se que os fatores lâmina total de água e níveis de adubação nitrogenada, aplicados em conjunto ou isoladamente, influenciaram sensivelmente as concentrações de nutrientes nos frutos de goiabeira. As lâminas totais de água conferiram efeito linear positivo aos teores de nitrogênio e cálcio, e efeito quadrático aos teores de fósforo, potássio e magnésio, já os níveis de adubação nitrogenada conferiram efeito linear às concentrações de nitrogênio e quadrático, às concentrações de potássio, cálcio e magnésio encontrados nos frutos de goiabeira. A goiaba apresentou extração de macronutrientes pelo fruto, na seguinte ordem decrescente K, Ca, N, P e Mg. PALAVRAS-CHAVE: Psidium guajava L., fruticultura irrigada, irrigação localizada 1 Prof. Dr. linked to the Graduate Program in Agricultural Engineering - Federal University of Campina Grande - CTRN / UFCG. Rua Aprígio Veloso, CEP: , Campina Grande, PB. s: 2 Doctor Degree in Agricultural Engineering - Federal University of Campina Grande - UFCG / CTRN.

2 80 INTRODUCTION Although Brazil is appearing as one of the largest fruit producers, the use of appropriate handling techniques in agricultural systems is an important strategy for maximizing production, where adequate supply of water and nutrients to crops through irrigation has increased production, thus contributing to the sustainability of this activity. Despite this reality, many fruit trees compose fruit production systems, in which mango, banana, vine, coconut and guava stand out (GONZAGA NETO, 2002). The latter, in turn, has been quite widespread in tropical and subtropical regions (LIMA et al., 2008). The Southeastern and Northeastern regions of Brazil, respectively, account for and 39.35% of the total production (CHOUDHURY et al., 2002), where red pulp Paluma cultivar is the main variety exploited on a commercial scale, and it is estimated that this variety occupies more than 90% of the area planted with guava (GONZAGA NETO, 2002). Its fruits have great acceptance in domestic and foreign markets due to its pleasant flavor, strong aroma and high-quality protein (LIMA et al., 2008). Although guava is an important crop both economically and socially, the use of technologies in order to optimize its exploitation is low (HOJO et al., 2007). As a result, there is need to use irrigation technologies showing maximum efficiency (SOBEL and COSTA, 2005; XAVIER et al., 2006), increasing production using new soil and water management techniques, which provide not only an increase in crop production but also optimum utilization of natural resources (FARIAS et al., 2003). However, the success of an economically viable production depends, among other factors, on adequate nutritional management (GOTO et al., 2001). Thus, Carvalho et al. (2002) pointed out that this practice is a major challenge for researchers in soil fertility and plant nutrition, especially where there are limitations in productivity due to nutrient imbalances. According to Goto et al. (2001), nutrient uptake by plants occurs differently, according to phenological stages, climatic conditions, culture medium, nutrient management conditions and plant age. However, Andrade (2004) reported that determining the amounts of nutrients exported by the fruit is important to calculate replacement with fertilizer, so as to ensure the increase or maintenance of productivity with the production of highquality fruits, thus contributing to an adequate management of crops in order to maintain balanced soil fertility and ensure high productivity and profitability. Given the above, the aim of the present study was to determine the export of macronutrients, nitrogen, phosphorus, potassium, calcium and magnesium by guava fruits "Paluma" variety under the influence of water depths and nitrogen fertilization levels in the dry backlands of the state of Paraiba. José Dantas Neto et al. MATERIAL AND METHODS The studies with the P.guajava "Paluma" variety with four years of age were carried out at field level, under normal conditions of temperature, photoperiod and relative humidity at the Experimental Station of Veludo (07 18'00''S and 38 09'00''W) at the Experiment Station of the State Enterprise for Agricultural Research of Paraíba - EMEPA, municipality of Itaporanga, PB. The study site is 291 m above sea level. According to the Köppen climate classification, the climate in the region is AW' type, hot and humid with summer and autumn rains. The rainy season starts in January and ends in April and the driest months are from June to December. The municipality has annual rainfalls around 806 mm, average temperature about 24 C and relative humidity around 73.8%. The guava crop was planted in single row, with spacing of 6.0 m between rows and 5.0 m between plants in a neosol of typically plan relief, in which several simple samples were collected at different depths: 0-20 and cm in order to compose a composite sample for each specified depth, which were properly identified and referred for physical and chemical characterization, Tables 1 and 2, at the Laboratory of Irrigation and Salinity (LIS) - Federal University Campina Grande (UFCG) in order to determine the phosphorus and potassium levels to be applied to the soil. Table 1. Physical characterization of soil cultured with guava (Psidium guajava L.) cv Paluma The crop was irrigated by a sprayer-type drip irrigation system operated by a KSB-type three-phase electric motor pump with power of 3 hp, speed of 3450 rpm and flow rate of 15 m 3 h -1, main pipeline made with PVC and access to each experimental plot consisting of flexible polyethylene hoses with 16mm in diameter containing self-compensating microsprinklers with nominal flow rate of 50 L h -1, working pressure of 250 kpa, providing a wet radius of 2.5 m, with one microsprinkler at each plant. Irrigation was performed daily after pruning in two productive cycles that lasted, respectively, 202 and 200 days. The irrigation was calculated based on the daily evaporation from tank class A, according to methodology proposed by Maciel et al. (2007). The total water depth applied was a result Table 2. Chemical characterization of soil cultured with guava (Psidium guajava L.) cv Paluma ¹ O.M.: Organic Matter; ² T: Cationic Exchange Capacity and ³ EC: Electrical Conductivity

3 Export of nutrients by guava fruits under different water depths and nitrogen fertilization levels of irrigation plus effective precipitation (Pe), the latter being obtained according to Blaney e Criddle (1962). The experimental design used in this study was randomized blocks with treatments arranged in a 4 x 4 factorial, with water depths and 4 nitrogen levels, resulting in 16 treatments with four replicates each, thus making 64 experimental plots with two plants each. The water depths applied (WD) corresponded to 1144, 1465, 1785 and 2106 mm for the first cycle, and 915, 1308, 1686 and 2093 mm for the second production cycle and nitrogen levels (N) were 50, 100, 150 and 200 kg ha -1 applied in the form of potassium nitrate and urea through fertigation, three times per week during the production cycle, and to this end, a venturitype fertilizer injector with flow rate of approximately 900 ml min -1 was used. From the results of soil analyses and fertilization suggested for the cultivation of guava, 60 kg ha -1 of P 2 O 5 were applied in the form of simple superphosphate and 90 kg ha -1 K 2 O as potassium nitrate. The first was applied in coverage after pruning at dosage of 0.8 kg plant -1. The second, by having nitrogen in its composition, had the value corresponding to this nutrient supplemented with urea, in amounts that were calculated according to dosages already specified in this study for Nitrogen (N), according to each experimental treatment. To assess the export of nutrients by fruits, five samples in each plot were collected at the 190 th day after production pruning, being packed in paper bags and properly identified as each experimental treatment and dried in oven with forced circulation at temperature of 60 C for a period of 72 h. After drying and grinding of the plant material, according to methodology proposed by Malavolta et al. (1997), N was determined by sulfuric digestion and P, K, Ca and Mg by nitric-perchloric digestion. Results were submitted to analysis and polynomial regression variance, evaluating the effects of each factor alone, as well as the interaction between them using the SISVAR statistical package. RESULTS AND DISCUSSION The results shown in Table 3 correspond to the variance analysis of the levels of macronutrients nitrogen (TN), 81 phosphorus (TP), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) exported by Paluma guava fruits as a function of water depths and nitrogen levels applied to the crop. Based on results, there was a linear factor of the total water depth on the nitrogen (TN) and calcium (TCa) concentrations and quadratic effect on the phosphorus (TP), potassium (TK) and magnesium (TMg) contents present in guava fruits at 1% probability level in both statistical models obtained. As the irrigation levels applied to the crop, nitrogen fertilization evaluated in this study provided linear and quadratic effects at 1% probability level to the nitrogen (TN), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) levels found in fruits. Therefore, it was found that potassium averaging g kg -1 was the nutrient most extracted by P. guajava fruits, followed by calcium with g kg -1, nitrogen with g kg -1, phosphorus with 1.38 g kg -1 and magnesium with only 1.29 g kg -1. In figure 1 shows the results corresponding to the regression analysis to assess trends and behavior of macronutrient exported by guava fruits in function of the different water depths applied to the crop. According to statistical models used in this study, Figure 1A shows that there was a positive linear effect, resulting in increased nitrogen content (TN) in guava fruits by increasing the water depths, obtaining 11.g kg -1 when the highest water depth (2,106 mm) was applied, thus representing increases of 11.23, 7.48 and 3.45%, respectively, when compared with water depths of 1144 mm with g kg -1, 1465 mm with g kg -1 and 1785 mm with g kg -1. Similar behavior can be observed in Figures 1B and 1D, where the increase in total water depth resulted in increased phosphorus (TP) and calcium (TCA) contents in guava fruits between 1.48 and g kg -1. When total water depth corresponding to 2106 mm was applied, the phosphorus (TP) content showed an increase of 13.39, 8.92 and 4.47% of this nutrient in fruits compared with depths of 1144, 1465, 1785 mm, respectively. As for calcium (TCa), the value found corresponds to an increase of 10.38, 6.91 and 3.46%, respectively, when compared to total water depths of 1144, 1465 and 1785 mm. Based on results shown in Figure 1C, the potassium content (TK) estimated in fruits was g kg -1 with the application of Table 3. Analysis of variance and regression for nitrogen (TN), phosphorus (TP), potassium (TK) calcium (TCa) and magnesium (TMg) contents in guava fruit cultivar Paluma * and ** significant at 1% and 5% probability, respectively, ns - not significant.

4 82 José Dantas Neto et al. application of the highest nitrogen fertilization level (200 kg ha -1 ), providing an increase of 17.74, and 5.91% in the levels of this nutrient in fruits, respectively, when compared with the nitrogen fertilization levels corresponding to 50, 100 and 150 kg ha -1. Figure 1. Nitrogen (A), phosphorus (B), potassium (C), calcium (D) and magnesium (E) contents in guava fruit cultivar Paluma as a function of the water depths applied water depths corresponding to 1754 mm at the maximum point of the statistical model obtained, decreasing after this point with the application of 2,106 mm, giving an increase of 13.44% in the content of this nutrient in relation to the estimated value with the application of 1,144 mm (16.76 g kg-1) and 4.44% and the value estimated with the application of greater water depths adopted in this study with g kg -1. Figure 1E shows that the magnesium content (TMg) estimated in fruits was 1.33 g kg -1 with the application of water depth corresponding to 1636 mm at the maximum point of the statistical model, decreasing 8.22 % after this point with the application of greater water depth (2,106 mm), providing also an increase of 9.13% over the estimated value with the application of total water depth corresponding to 1144 mm with 1.21 g kg -1. Based on results, except for nitrogen (TN), phosphorus (TP) and calcium (TCa) levels, the export of other macronutrients by guava fruits was significantly influenced by water depths applied to culture, verifying that the application of the lowest and highest water depths (1,144 mm and 2,106 mm, respectively) provided the lowest potassium (TK) and magnesium (TMg) levels in guava fruit, demonstrating that both the deficit as excess water in the soil significantly reduce the levels of these nutrients in fruits. As for nitrogen (TN), phosphorus (TP) and calcium (TCa) content, it was verified that only water deficit in the soil provided reductions in their contents in fruits, since they increased with increasing irrigation level applied to guava cultivar Paluma. Similarly to total water depths, nitrogen fertilization levels applied to the crop significantly influenced the export of nutrient by guava fruits. Thus, Figure 2 shows an isolated effect of this factor on the nitrogen (TN), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) levels obtained in guava fruits cv. Paluma. From the results obtained and according to statistical models, it was observed in Figure 2A that there was an increase of g kg -1 in nitrogen content of guava fruits with the Figure 2. Nitrogen (a), potassium (b), calcium (c) and magnesium (d) contents in guava fruits cultivar Paluma as a function of the nitrogen levels As for potassium (TK) levels, according to the statistical model that best fit (Figure 2B), it was found that there was an increase of 9.71% of this nutrient in guava fruit, from the lowest nitrogen fertilization level (50 kg ha -1 ) with g kg -1 to the application of 148 kg ha -1 of nitrogen at maximum level of the statistical model with g kg -1, decreasing approximately 2.70% from this point up to the application of the highest nitrogen fertilization level (200 kg ha -1 ). From results shown in Figure 2C, it seems that the highest calcium content (TCa) in guava fruit estimated at the maximum point of the statistical model (14.15 g kg -1 ) was obtained when applying nitrogen doses corresponding to kg ha -1, decreasing, about 0.89 and 14.12% when applying nitrogen doses corresponding to 50 and 200 kg ha -1, respectively. According to Figure 2D, the estimated magnesium content (TMg) in guava fruits was 1.35 g kg -1 at the maximum point of the quadratic statistical model obtained with the application of nitrogen fertilization level corresponding to 152 kg ha -1, providing an increase of and 2.39%, respectively, compared to the lowest and highest nitrogen fertilization levels tested in this study. In this context, it was found that guava cv. Paluma showed macronutrient uptake by the fruit, in g kg -1, in the following order and amounts: K (17.31)> Ca (13.46)> N (11.37)> P (1.38)> Mg (1.29). Therefore, it was observed that the values found are higher than those obtained in other studies with the same culture, such as those by Natale and Prado (2004), whose exports of macronutrients in g kg -1, occurred in the following order and amounts: K (12.4)> N (8,6)> P (0,9) = Mg (0.9)> Ca (0.7). However, Cardoso et al. (2010) assessed mineral fertilizer in Paluma guava in the micro-region of the vale do Curu-CE and found the following order of macronutrient export by fruits: K> N> Ca> P> S> Mg. The high potassium contents exported by fruits compared to other macronutrients, possibly were due to the fact that this nutrient acts directly in the transport of soluble solids, as well as in the maintainance of the high water content in

5 Export of nutrients by guava fruits under different water depths and nitrogen fertilization levels fruits (MARSCHNER, 1995), favoring the formation and translocation of carbohydrates and efficient use of water by the plant, improving product quality (FILGUEIRA, 2003). The results for the export of macronutrients: nitrogen (TN), phosphorus (TP), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) by P. guajava fruits cv. Paluma as a function of the interaction between different water depths and nitrogen fertilization levels used in this study, respectively, can be observed in Tables 4 and 5. The results in regression components of factor water depths at each nitrogen fertilization level (Table 4) showed that the guava culture responded positively to the combined applications of these factors at 5% probability level only when the lowest nitrogen fertilization level was applied; for the other fertilization levels, there was significant effect at 1% probability level. Regarding the results of the nitrogen fertilization levels in each water depth applied (Table 5), a positive response was observed, regarding the combined application of factors assessed at 1% and 5% probability level for variables nitrogen 83 (TN), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) contents exported by P. guajava fruits cv. Paluma, ranging from linear to cubic, indicating a strong dependence between the effects of both factors on these variables. Figure 3 shows the trends and behaviors of macronutrients nitrogen (TN), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg), exported by guava fruits cv. Paluma as a function of different water depths and nitrogen levels tested in this study. According to the statistical model that best fit, Figure 3A shows a positive linear effect, where the highest nitrogen fertilization levels (TN) in guava fruits were obtained when the highest water depth (2,106 mm) was applied, associated with nitrogen fertilization equivalent to 200 kg ha -1, totaling g kg -1. This value represents an increase of 28.58% in nitrogen content exported by fruits starting from the lowest total water depth and nitrogen fertilization applied. Based on the quadratic statistical model obtained for the potassium (TK) content, Figure 3B showed that the highest value found for this variable, g kg -1, was obtained when Table 4. Regression analysis of water depths as a function of the nitrogen fertilization levels for variables nitrogen (TN), phosphorus (TP), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) contents of guava fruits (TN) in g kg -1 * and ** significant at 1% and 5% probability, respectively, ns - not significant Table 5. Regression analysis of the nitrogen fertilization levels as a function of water depths for variable nitrogen (TN), phosphorus (TP), potassium (TK), calcium (TCa) and magnesium (TMg) contents of guava fruits (TN) in g kg -1 * and ** significant at 1% and 5% probability, respectively, ns - not significant

6 84 Figure 3. Nitrogen (a), potassium (b), calcium (c) and magnesium (d) contents in guava fruits cv. Paluma as a function of the water depths applied 150 kg of nitrogen ha - 1 was applied together with water depth corresponding to 1611 mm at the maximum point of the statistical model, leading to an increase of 12.36% compared with the lowest water depth applied and to 14.11%, when compared to the highest water depth adopted in this study. Figure 3C shows that the increase in irrigation level resulted in increased calcium levels (TCa) in guava fruit, where the highest values found (15.10 and g kg -1 ) were obtained when the highest water depth was applied (2.106 mm) combined with nitrogen levels corresponding to 50 and 100 kg ha -1. By applying total water depth corresponding to 1723 mm associated with 150 kg ha -1 nitrogen (Figure 3D), an increase of 17.12% in the magnesium content (TMg) was observed, starting from the lowest water depth applied with 1.28 g kg -1 to 1.55 g kg -1 at the maximum point of the statistical model (1723 mm). From this point, the magnesium content found decreased 7.37% using the highest water depths applied to the culture (2106 mm). According to the statistical models obtained (Figure 4), influence of the different nitrogen levels in all water depths applied to guava culture was observed, for the variables evaluated in this study. Based on results, Figure 4A shows that nitrogen fertilization equivalent to 200 kg ha -1 associated with the highest water Figure 4. Nitrogen (A), potassium (B), calcium (C) and magnesium (D) contents in guava fruits cv. Paluma as a function of the nitrogen fertilization levels José Dantas Neto et al. depth applied (2,106 mm) provided the highest nitrogen levels (TN) in guava fruits, of g kg -1, representing an increase of 28.01% of this nutrient, starting from the lowest nitrogen fertilization level (50 kg ha -1 ) and total water depth applied to the culture (1,144 mm). Regarding potassium content (Figure 4B), there was an increase of g kg -1 of this nutrient in the lowest nitrogen fertilization level (50 kg ha-1) up to g kg -1 at the maximum point of the statistical model, when 125 kg ha -1 of nitrogen applied together with total highest water depth of 1785 mm, which corresponds to an increment of and 12.81%, respectively, compared to the smallest and highest nitrogen fertilization levels. There is also a linear increase in potassium levels from the application of 50 kg ha -1 nitrogen with g kg -1 up to g kg -1 with the application of 200 kg ha - 1 of nitrogen associated with total highest water depth of 1,465 mm, representing an increase of 15.02% in the levels of this nutrient. As for calcium contents, Figure 4C shows that the largest estimated value of this nutrient in guava fruits, of g kg -1, was obtained when nitrogen fertilization level corresponding to 50 kg ha -1 was applied together with the highest water depth (2,106 mm), decreasing approximately 18.37% when applying the highest nitrogen fertilization level assessed in this study (200 kg ha -1 ). Based on results shown in Figure 4D, the highest magnesium content (TMg) in guava fruits was obtained when 136 kg ha -1 of nitrogen was applied together with total highest water depth of 1785 mm, with an increase of 1.3 g kg -1 of this nutrient applying 50 kg ha -1 nitrogen up to 1.50 g kg -1 at the maximum point of the statistical model obtained, corresponding to an increment of 13.57%; from this point, there is a decrease of 7.20% with the application of 200 kg ha -1 nitrogen. Except for calcium (TCa), which had the highest value obtained with the interaction between the lowest nitrogen fertilization level and the highest water depth applied (Figure 4C), the other macronutrients had their levels increased with higher nitrogen fertilization levels and highest water depths. This fact highlights the importance of knowing the chemical composition of fruit as fertilizer with the use of safer and more efficient fertilization programs, contributing to maintainance of soil fertility and improving the final quality of the fruit produced. In this sense, Porto et al. (2006) reported that knowing the amounts of nutrients accumulated in the harvested part of plants is one of the main factors used in economic fertilizer recommendations. According to Maia et al. (2007), the application of fertilizer to perennial crops is based on the replacement of the amounts of nutrients removed by fruits, and their immobilization is also considered. In experiments with guava culture in the São Francisco valley, Lima et al. (2008) found that fertilization levels corresponding to 200 kg N ha -1 and 100 kg ha -1 of K provided better quality of fruits produced, resulting in lower ascorbic acid degradation and pulp firmness maintainance. Brizola et al. (2005) observed that among macronutrients obtained in fruits, only potassium showed its values increased by the effect of fertilization. However, Maia et al. (2007) found that N and K were the nutrients most removed by guava fruits.

7 Export of nutrients by guava fruits under different water depths and nitrogen fertilization levels Given the importance of guava culture for Brazil and in particular for the Northeastern region and due to the lack of information regarding nutritional requirements of the guava crop, Guerra and Bautista (2002) and Cavalcante et al. (2005) point out that there is need to develop studies aimed at the mineral nutrition of this culture. According to Medeiros et al. (2004), fertilization of guava culture is usually performed empirically, without proper technical and scientific support. CONCLUSIONS Factors water depths and nitrogen fertilization levels applied together or separately significantly influenced the concentrations of nutrients in guava fruits. Total highest water depths provided a positive linear effect on nitrogen and calcium contents, and quadratic effect on phosphorus, potassium and magnesium contents, while nitrogen fertilization levels provided linear effect on nitrogen concentrations and quadratic effect on potassium, calcium and magnesium concentrations found in guava fruits. Guava cv. Paluma showed extraction of macronutrients by the fruit in the following decreasing order K, Ca, N, P and Mg. REFERENCES Andrade, L. R. M. Corretivos e fertilizantes para culturas perenes e semiperenes. In: Sousa, D. M. G.; Lobato, R. (Ed.). Cerrado: correção do solo e adubação. 2. ed. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, p Blaney, F. H.; Criddle, W. D. Determining consumptive use and irrigation water requirements. Washington: United States Department of Agricultural, p. Brizola, R. M. de O.; Leonel, S.; Tecchio, M. A; Mischan, M. M. Exportação de macronutrientes pelos ramos e frutos da figueira cultivada em função da adubação potássica. Acta Scientiarum. Agronomy, Maringá, v.27, n.1, p.33-37, Jan./ March, Carvalho, A. J. C. de; Monnerat, P. H.; Martins, D. P.; Bernardo, S.; Silva, J. A. da. Teores foliares de nutrientes no maracujazeiro amarelo em função de adubação nitrogenada, irrigação e épocas de amostragem. Scientia Agricola, v.59, n.1, p , Cardoso, E. de A.; Costa, J. T. A.; Soares, I.; Silva, R. M. da.; Aguiar, A. V. M de. Exportação de nutrientes por frutos de goiabeira paluma em função da adubação mineral. ACSA - Agropecuária Científica no Semi-Árido, v.6, n.3, p.38-41, julho/setembro Cavalcante, Í. H. L.; Cavalcante, L. F.; Oliveira, F. A.; Araújo, F. A. R. Produção, exportação de nutrientes e composição mineral em dois genótipos de goiabeira. Científica, v.33, n.2, p , Choudhury, M. M.; Costa, T. S. da; Araújo, J. L. P. Goiaba: Pós-colheita. Brasília: EMBRAPA, 2002, 45p. (Série Frutas do Brasil). Farias, C. H. de A.; Sobrinho, J. E.; Medeiros, J. F. de; Costa, M. da C.; Nascimento, I. B. do; Silva, M. C. de C. Crescimento e desenvolvimento da cultura do melão sob diferentes lâminas de irrigação e salinidade da água. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.7, n.3, p , Ferreira, D. F. Análises estatísticas por meio do Sisvar para Windows versão 4.0. In...45 a Reunião Anual da Região Brasileira da Sociedade internacional de Biometria. UFSCar, São Carlos, SP, Julho de p Filgueira, F. A. R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. 2ª ed. Viçosa, Editora UFV, p. Gonzaga Neto, L. Introdução e avaliação de clones de goiabeira de polpa branca (Psidium guajava l.) na região do submédio São Francisco. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v.24, n.1, p , abril Goto, R.; Guimarães, V. F.; Echer, M. de M. Aspectos fisiológicos e nutricionais no crescimento e desenvolvimento de plantas hortícolas. In: Folegatti, M. V.; Casarini, E.; Blanco, F. F.; Brasil, R. P. C. do; Resende, R. S. (Cood.) Fertirrigação: flores, frutas e hortaliças. Guaíba, Agropecuária, p , Guerra, E.; Bautista, D. Contenido foliar de elementos nutricionales en tres clones de guayaba (Psidium guajava L.) em época de alta actividad de crescimiento. Bioagro, v.14, n.2, p , Hojo, R. H.; Chalfun, N. N. J.; Hojo, E. T. D.; Veiga, R. D.; Paglis, C. M.; Lima, L. C. de O. Produção e qualidade dos frutos da goiabeira Pedro Sato submetida a diferentes épocas de poda. Pesquisa agropecuária brasileira, Brasília, v.42, n.3, p , mar Lima, M. A. C. de; Bassoi, L. H.; Silva, D. J.; Santos, P. de S.; Paes, P. de C.; Ribeiro, P. R. de A.; Dantas, B. F. Effects of levels of nitrogen and potassium on yield and fruit maturation of irrigated guava trees in the São Francisco valley. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v.30, n.1, p , Março Maciel, J. L.; Dantas Neto, J.; Fernandes, P. D. Resposta da goiabeira à lâmina de água e à adubação nitrogenada. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.11, n.6, p , Maia, J. L. T.; Bassoi, L. H.; Silva, D. J.; Lima, M. A. C. de; Assis, J. S. de; Morais, P. L. D. de. Assessment on nutrient levels in the aerial biomass of Irrigated guava in são francisco valley, brazil. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal - SP, v.29, n.3, p , Dezembro Malavolta, E.; Vitti, G. C.; Oliveira, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2 ed. Piracicaba: POTAFOS, p. Marschner, H. Mineral nutrition of higher plants. London: Academic Press, p. Medeiros, B. G. de S.; Gouveia, J. P. G. de; Almeida, F. de A. C. A.; Ribeiro, C. de F. A.; Duarte, S. M. A. A. Características físicas da goiaba (Psidium guajava L.): efeito da adubação nitrogenada. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, v.6, n.1, p.47-53, 2004.

8 86 Natale, W.; Prado, R. de M. Fertilização em goiabeira. In: Fertirrigação: teoria e prática. Boaretto, A. E.; Boas, R. L. V.; Souza, W. F. Parra, L. R. V. (Eds.) 1ed. Piracicaba, v.1, p , 2004 (CD-Rom). Pôrto, D. R. Q.; Cecílio Filho, A. B.; May, A.; Barbosa, J. C. Acúmulo de macronutrientes pela cebola Optima estabelecida por semeadura direta. Horticultura Brasileira, v.24, p , Santos, C. A. do A.; Coelho, A. F. S.; Carrei ro, S. C. Avaliação microbiológica de polpas de fru tas congeladas. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v.28, n.4, p , José Dantas Neto et al. SUDENE - Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Levantamento exploratótio de solos do Estado da Paraíba. II interpretação para uso agrícola dos solos do Estado da Paraíba. Recife: Ministério da Agricultura. Equipe de pedologia e Fertilidade de Solo/SUDENE. Divisão de Agricultura e Geologia, p. Xavier, L. F.; Costa, R. de F.; Costa, E. de F. Adoção de tecnologias poupadoras de água na fruticultura irrigada do Vale do São Francisco: uma comparação entre percepções de colonos e empresas. RER, Rio de Janeiro, v.44, n.2, p , abr/jun 2006 Impressa em junho 2006.

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO

IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DE ABASTECIMENTO SUBMETIDO À ADUBAÇÃO FOSFATADA EM PLANTAS DE PINHÃO MANSO A. S. Silva 1 ; L. T. Souto Filho 1 ; M. F. Mendonça 1 ; P. G. Leite 2 ; F. V. da Silva 3 ; R.

Leia mais

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI

RESPONSE FUNCTION OF MELON TO APPLICATION OF WATER DEPTHS FOR SOIL AND CLIMATIC CONDITIONS OF TERESINA-PI FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA PARA AS CONDIÇÕES EDAFOCLIMÁTICAS DE TERESINA-PI E. R. GOMES 1 ; A. F. ROCHA JÚNIOR 2 ; C. A. SOARES 3 ; F. E. P. MOUSINHO 4 ; A. A. C. SALVIANO

Leia mais

Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação.

Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação. Armazenamento Sob Atmosfera Modificada de Melão Cantaloupe Cultivado em Solo Arenoso com Diferentes Coberturas e Lâminas de Irrigação. Manoella Ingrid de O. Freitas; Maria Zuleide de Negreiros; Josivan

Leia mais

EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV.

EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV. EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV. MARANDU Vilela, L.A.F.³; Portugal, A.F.²*; Carballal, M.R¹; Ribeiro, D.O.³,

Leia mais

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS NA CULTURA DA ALFACE CRESPA ROXA CLEBER LÁZARO RODAS 1 ; JANICE GUEDES DE CARVALHO 2 ; LAURO LUIS PETRAZZINI 3 ; JONY EISHI YURI 4 ; ROVILSON JOSÉ DE SOUZA 5. RESUMO O presente

Leia mais

Produtividade de tomate, cv. Débora Pto, em função de adubação organomineral via foliar e gotejamento.

Produtividade de tomate, cv. Débora Pto, em função de adubação organomineral via foliar e gotejamento. CONVÊNIOS CNPq/UFU & FAPEMIG/UFU Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIRETORIA DE PESQUISA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2008 UFU 30 anos Produtividade

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE MELOEIRO CANTALOUPE ORGÂNICO SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO J. R. G. de Paiva 1 ; L. F. de Figueredo 2 ; T. H. da Silva 3 ; R. Andrade 4 ; J. G. R. dos Santos 4 RESUMO: O manejo

Leia mais

EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR

EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR EFEITO DE LÂMINAS DE REPOSIÇÃO HÍDRICA NO PERFILHAMENTO DA CANA-DE-AÇÚCAR D. R. dos Santos Junior 1 ; F. A. L. Soares 2 ; M. B. Teixeira 2 ; F. N. Cunha! ; N. F. da Silva 1 ; R. C. de Oliveira 1 RESUMO:

Leia mais

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MELOEIRO À APLICAÇÃO DE DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA DOIS NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO C. A. Soares 1 ; A. F. Rocha Júnior 2 ; N. S. da Silva 2 ; E. R. Gomes 3 ; F. E. P. Mousinho 4

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL DALILA DE SOUZA SANTOS CARACTERIZAÇÃO DO LODO OBTIDO EM MANTA E LEITO DO REATOR

Leia mais

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4 EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE CAMA DE FRANGO POR DOIS ANOS CONSECUTIVOS NA CONDIÇAO QUÍMICA DO SOLO E OBTENÇÃO DE MATÉRIA SECA EM Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Portugal, A. F.²*; Ribeiro,

Leia mais

TEORES FOLIARES DE N, P E K EM MELANCIA FERTIRRIGADA COM DOSES DE NITROGÊNIO E FÓSFORO

TEORES FOLIARES DE N, P E K EM MELANCIA FERTIRRIGADA COM DOSES DE NITROGÊNIO E FÓSFORO TEORES FOLIARES DE N, P E K EM MELANCIA FERTIRRIGADA COM DOSES DE NITROGÊNIO E FÓSFORO M. S. Souza 1 ; J. F. de Medeiros 2 ; S. W. P. Chaves 2 ; M. V. T. Silva 3 ; O. M. P. Silva 4 ; A. P. F. Santos 4

Leia mais

BALANÇO HÍDRICO PARA A CULTURA DA MELANCIA EM CAMPOS SALES, CEARÁ

BALANÇO HÍDRICO PARA A CULTURA DA MELANCIA EM CAMPOS SALES, CEARÁ BALANÇO HÍDRICO PARA A CULTURA DA MELANCIA EM CAMPOS SALES, CEARÁ R. N. F. MONTEIRO 1 ; A. S. de ANDRADE JUNIOR 2 ; K. N. LEITE 3 ; A. O. da SILVA 4 ; M. J. F. DANTAS 5. RESUMO: No Estado do Ceará, a fruticultura

Leia mais

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Desempenho de sistemas de irrigação na produção ecológica de rabanete utilizando água residuária tratada em ambiente protegido

Leia mais

Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima.

Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima. Produção de Híbridos Comercias de Pimentão (Capsicum annuum) em Cultivo Protegido no Estado de Roraima. Kátia de Lima Nechet (1) ; Bernardo de Almeida Halfeld-Vieira (1) ; Paulo Roberto Valle da Silva

Leia mais

DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS

DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS DIAGNOSE NUTRICIONAL DE PLANTAS DE SOJA, CULTIVADA EM SOLO COM ADUBAÇÃO RESIDUAL DE DEJETOS DE SUÍNOS, UTILIZANDO O DRIS Techio, J.W. 1 ; Castamann, A. 2 ; Caldeira, M.H. 3 ; Zanella, S. 4 ; Escosteguy,

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum)

NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum) NUTRIÇÃO MINERAL DAS HORTALIÇAS. LXXXVIII. EXTRAÇÃO DE NUTRIENTES EM ALHO-PORRÓ (Allium porrum) KEIGO MINAMI 1 HENRIQUE PAULO HAAG 2 RESUMO: Com a finalidade de estudar a extração de macro e micronutrientes

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1677-0293 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO 08, DEZEMBRO DE 2005. PERIODICIDADE:

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE

PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO AMARELO UTILIZANDO FERTIRRIGAÇÃO POR CAPILARIDADE J. P. B. M. COSTA, 1, R. L. SILVA 1, R. A. A. GUEDES 1, F. M. S. BEZERRA 1, R. C. CUNHA, M. W. L. SOUZA 1, F. A. OLIVEIRA

Leia mais

Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar

Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar Crescimento de milho fertilizado com manipueira aplicada via foliar Narcísio Cabral de Araújo 1, Thiago Costa Ferreira 2, Suenildo Jósemo Costa Oliveira 2, Abílio José Procópio Queiroz 1, Vera Lúcia Antunes

Leia mais

ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*)

ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*) ESPAÇAMENTO DAS MUDAS DE CAFÉ NA COVA (*) HÉLIO JOSÉ SCARANARI Engenheiro-agrônomo, Divisão de Agronomia, Instituto Agronômico RESUMO Quatro distâncias entre as mudas na mesma cova foram estudadas, com

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR

DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO EM UM CULTIVO DE BANANEIRA SUBMETIDA À SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR Gessionei da Silva Santana 1, Eugênio Ferreira Coelho 2, Darlan Teles da Silva 3 1 Engenheiro

Leia mais

TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1

TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1 TENDÊNCIA DE MUDANÇAS DA TEMPERATURA EM IGUATU, CEARÁ 1 ELIAKIM M. ARAÚJO 2, JOAQUIM B. DE OLIVEIRA 3, ITALO N. SILVA 4, EDMILSON G. CAVALCANTE JÚNIOR 4, BRUNO M. DE ALMEIDA 4 1 Parte do TCC do primeiro

Leia mais

1Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. 2Flávio Flôres Britto 1 ; Cláudio Lúcio Fernandes Amaral 1

1Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. 2Flávio Flôres Britto 1 ; Cláudio Lúcio Fernandes Amaral 1 1Britto, F.F., Amaral, C.L.F. 2015. Caracterização de frutos de diferentes genótipos de maracujazeiro. In: 2 Congresso Brasileiro de Processamento mínimo e Pós-colheita de frutas, flores e hortaliças,

Leia mais

ANÁLISE DE FITOMASSA DO FEJOEIRO CAUPI SUBMETIDO A DIFERENTES QUANTIDADES DE HÚMUS DE MINHOCA E ADUBAÇÃO ORGÂNICA VIA FOLIAR

ANÁLISE DE FITOMASSA DO FEJOEIRO CAUPI SUBMETIDO A DIFERENTES QUANTIDADES DE HÚMUS DE MINHOCA E ADUBAÇÃO ORGÂNICA VIA FOLIAR ANÁLISE DE FITOMASSA DO FEJOEIRO CAUPI SUBMETIDO A DIFERENTES QUANTIDADES DE HÚMUS DE MINHOCA E ADUBAÇÃO ORGÂNICA VIA FOLIAR Janailson Pereira de Figueredo 1,Toni Halan da Silva Irineu 1, Paulo Cássio

Leia mais

EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO

EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO EROSIVIDADE DA CHUVA NA ÁREA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUÇUÍ PRETO- PI, BRASIL VISANDO O DESENVOLVIMENTO DE MANEJOS DO SOLO Raimundo Mainar de Medeiros 1, Paulo Roberto Megna Francisco 2, Roseane Cristina

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP

ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP ANÁLISE COMPARATIVA DA ADUBAÇÃO DE COBERTURA PELOS MÉTODOS SUPERFICIAL E COVETA LATERAL EM UM PLANTIO DE Eucalyptus urograndis - GARÇA, SP FERREIRA, Renato de Araújo renato_a_f@hotmail.com GIACOMETTI,

Leia mais

SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO)

SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO) SPATIAL DISTRIBUITION OF TURBITY IN A STRETCH OF MADEIRA RIVER MONITORING MADEIRA RIVER PROJECT PORTO VELHO (RO) 4th scientific meeting of the ORE-HIBAM. September 2011 4a Scientific Meeting ORE-HYBAM

Leia mais

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação.

Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Rendimento de melão cantaloupe cultivado em diferentes coberturas de solo e lâminas de irrigação. Saint Clair Lira Santos 1 ; José Francismar de Medeiros 1 ; Maria Zuleide de Negreiros 1 ; Maria José Tôrres

Leia mais

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK

Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Produção de feijão-fava em resposta ao emprego de doses de esterco bovino e presença e ausência de NPK Adriana U. Alves ; Ademar P. de Oliveira 2 ; Carina S. M. Dornelas ; Anarlete U. Alves 3 ; Edna U.

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO IRRIGADO COM ÁGUA RESÍDUÁRIA DE ESGOTO DOMÉSTICO TRATADA NA CULTURA DO MILHO

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO IRRIGADO COM ÁGUA RESÍDUÁRIA DE ESGOTO DOMÉSTICO TRATADA NA CULTURA DO MILHO ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO IRRIGADO COM ÁGUA RESÍDUÁRIA DE ESGOTO DOMÉSTICO TRATADA NA CULTURA DO MILHO Z. V. B. Costa ; K. S. Lima ; J. Azevedo ; A. F. Mota ; L. R. Costa ; S. M. C. Alves RESUMO:Uma formade

Leia mais

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos.

Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Eficiência Produtiva da Batata-Doce em Função de Doses de Fósforo e do Sistema de Plantio Sem Uso de Defensivos. Ademar P. de Oliveira 1 ; José Elenilson L. da Silva 2 ; Walter Esfraim Pereira 1 ; Genildo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO COMPUTACIONAL PARA O CONTROLE DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 1 M. G. Silva 2 ; F. D. D. Arraes 3 ; E. R. F. Ledo 4 ; D. H. Nogueira 5 RESUMO: O presente trabalho teve por objetivo

Leia mais

Características físico-químicas de alho (Allium sativum L.) submetido a diferentes reposições de água no solo.

Características físico-químicas de alho (Allium sativum L.) submetido a diferentes reposições de água no solo. HONÓRIO JP; CIABOTTI S; SANTANA MJ de; COSTA LL; BORGES EJ; CRUZ OC da. 2010. Características Características físico-químicas de alho (Allium sativum L.) submetido a diferentes reposições de água no solo.

Leia mais

Monitoramento da fertilidade de solos no cultivo orgânico de hortaliças durante 20 anos.

Monitoramento da fertilidade de solos no cultivo orgânico de hortaliças durante 20 anos. SOUZA JL; PEREIRA, VA; PREZOTTI, LC. Monitoramento da fertilidade de solos no cultivo orgânico de hortaliças Monitoramento da fertilidade de solos no cultivo orgânico de hortaliças durante 20 anos. durante

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA CT CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE PETRÓLEO - PPGCEP DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO

EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO EFEITO DAS VARIÁVEIS METEOROLÓGICAS NA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA DO SUBMÉDIO DO VALE SÃO FRANCISCO Thieres G. F. da SILVA 1,4, José Edson F. de MORAIS 1, Wellington J. da S. DINIZ 1, Jannaylton E.

Leia mais

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB)

Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) Comparação entre Variáveis Meteorológicas das Cidades de Fortaleza (CE) e Patos (PB) F. D. A. Lima 1, C. H. C. da Silva 2, J. R. Bezerra³, I. J. M. Moura 4, D. F. dos Santos 4, F. G. M. Pinheiro 5, C.

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water

Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water Multicriteria Impact Assessment of the certified reference material for ethanol in water André Rauen Leonardo Ribeiro Rodnei Fagundes Dias Taiana Fortunato Araujo Taynah Lopes de Souza Inmetro / Brasil

Leia mais

MATERIAIS E METODOLOGIA

MATERIAIS E METODOLOGIA QUANTIFICAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO E A RELAÇÃO COM A PRESSÃO ATMOSFÉRICA EM UMA ÁREA DE CULTIVO DE MANGA NO MUNICÍPIO DE CUIARANA-PA SILVA, F. M. 1 ; TORRES, C.S.C. 2 ; SOUSA, A. M. L. 3 ; NUNES, H. G. G. C.

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS DE TEMPERATURA MÍNIMA DO BRASIL

ANÁLISE DE TENDÊNCIAS DE TEMPERATURA MÍNIMA DO BRASIL ANÁLISE DE TENDÊNCIAS DE TEMPERATURA MÍNIMA DO BRASIL RENATA RIBEIRO DO VALLE GONÇALVES 1 e EDUARDO DELGADO ASSAD 2 1 Engenheira Cartógrafa, doutoranda da Faculdade de Engenharia Agrícola Feagri /Unicamp,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/11/01206 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

PRODUÇÃO DA BANANEIRA CULTIVAR GRANDE NAINE FERTIRRIGADA COM DIFERENTES FONTES NITROGENADAS E POTÁSSICAS

PRODUÇÃO DA BANANEIRA CULTIVAR GRANDE NAINE FERTIRRIGADA COM DIFERENTES FONTES NITROGENADAS E POTÁSSICAS PRODUÇÃO DA BANANEIRA CULTIVAR GRANDE NAINE FERTIRRIGADA COM DIFERENTES FONTES NITROGENADAS E POTÁSSICAS N. F. de Azevedo 1 ; D. L. Barros 1 ; E. F. Coelho 2 ; T. P. de Andrade 3 ; T. M. de Andrade Neto

Leia mais

Teores de vitamina C, licopeno e potássio em frutos de diferentes genótipos de tomateiro produzidos em ambiente protegido e no campo

Teores de vitamina C, licopeno e potássio em frutos de diferentes genótipos de tomateiro produzidos em ambiente protegido e no campo Teores de vitamina C, licopeno e potássio em frutos de diferentes genótipos de tomateiro produzidos em ambiente protegido e no campo Fabiano Ricardo Brunele Caliman; Derly José Henriques da Silva 1 ; Camilo

Leia mais

Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável

Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável Teores de nitrito, nitrato, cloreto, fluoreto e fósforo de água potável Renan Lopes Gomes, Ana Carolina Ferreira, Priscilla C. Zucco dos Santos 3, Otávio Augusto Martins,3, Renato C. F. Neves 2* Departamento

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Sustentação das Plantas nas Condições Ambientais do Cultivo Protegido de Alface em Sistema Hidropônico. Francisco José Alves Fernandes Távora 1, Pedro Renato

Leia mais

ÁNALISE DAS OCORRÊNCIAS DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO DE RIO LARGO, ALAGOAS

ÁNALISE DAS OCORRÊNCIAS DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO DE RIO LARGO, ALAGOAS ÁNALISE DAS OCORRÊNCIAS DE EVENTOS EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO NA REGIÃO DE RIO LARGO, ALAGOAS André Luiz de Carvalho 1 José Leonaldo de Souza 2, Mônica Weber Tavares 3 1 Doutorando em Tecnologias Energéticas

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

RODRIGO MÁXIMO SÁNCHEZ ROMÁN DESINFECÇÃO SOLAR DE ESGOTO DOMÉSTICO PARA USO NA AGRICULTURA FAMILIAR

RODRIGO MÁXIMO SÁNCHEZ ROMÁN DESINFECÇÃO SOLAR DE ESGOTO DOMÉSTICO PARA USO NA AGRICULTURA FAMILIAR RODRIGO MÁXIMO SÁNCHEZ ROMÁN DESINFECÇÃO SOLAR DE ESGOTO DOMÉSTICO PARA USO NA AGRICULTURA FAMILIAR Tese apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências do Programa de Pós Graduação

Leia mais

Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis

Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis Validation of the Paratest as efficient method for parasitological diagnosis TEODORO B. K.; ROBERTO T. N.; BRASIL D. M. E SOUZA L. B.; SOUZA M. C.; PAULETTO M. C. A. C.; MAMED J. A.; SBRAVATE-MARTINS C.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE

CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE CARACTERIZAÇÃO DE DOIS MODELOS DE GOTEJADORES QUANTO A OCORRÊNCIA DE HISTERESE F. N. Cunha 1 ; N. F. da Silva 1 ; A. C. Ferreira 1 ; R. C. de Oliveira 1 ; M. B. Teixeira 2 ; F. A. L. Soares 2 RESUMO: O

Leia mais

INVESTIR EM QAI MELHORA A PRODUTIVIDADE? LEONARDO COZAC (11) 97611-8548 LEONARDO@CONFORLAB.COM.BR 23/09/2015 16:30HS

INVESTIR EM QAI MELHORA A PRODUTIVIDADE? LEONARDO COZAC (11) 97611-8548 LEONARDO@CONFORLAB.COM.BR 23/09/2015 16:30HS INVESTIR EM QAI MELHORA A PRODUTIVIDADE? LEONARDO COZAC (11) 97611-8548 LEONARDO@CONFORLAB.COM.BR 23/09/2015 16:30HS Qualidade do ar interno é custo ou investimento para as empresas? .. Projetistas, incorporadores

Leia mais

Production components of Jatropha under irrigation and nitrogen fertilization in the semiarid region of Ceará

Production components of Jatropha under irrigation and nitrogen fertilization in the semiarid region of Ceará ISSN 1807-1929 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental v.19, n.9, p.871 876, 2015 Campina Grande, PB, UAEA/UFCG http://www.agriambi.com.br DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v19n9p871-876

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOPEDIATRIA THAISA CEZÁRIA TRICHES CONDIÇÃO MICROBIOLÓGICA APÓS TRATAMENTO

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH SAMPLE SIZE DETERMINATION FOR CLINICAL RESEARCH Duolao Wang; Ameet Bakhai; Angelo Del Buono; Nicola Maffulli Muscle, Tendons and Ligaments Journal, 2013 Santiago A. Tobar L., Dsc. Why to determine the

Leia mais

Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil.

Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil. Self-reported diabetes: a feasible solution for national surveys in developing countries as Brazil. Valéria M. Azeredo Passos, Janaina Caldeira Pereira, Sandhi Maria Barreto INTRODUCTION Type 2 diabetes

Leia mais

Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido.

Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido. Biologia floral do meloeiro em função de doses de nitrogênio em ambiente protegido. Roberto Cleiton Fernandes de Queiroga 1 ; Mário Puiatti 1 ; Paulo Cezar Rezende Fontes 1 ; Paulo Roberto Cecon 2 ; Ancélio

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

Palavras-chave: ABSTRACT Spacing and size of potato-seed in the production of potato cultivar Ágata Keywords: INTRODUÇÃO

Palavras-chave: ABSTRACT Spacing and size of potato-seed in the production of potato cultivar Ágata Keywords: INTRODUÇÃO Espaçamento e tamanho de batata-semente na produção de batata cultivar Ágata Vlandiney Eschemback 1 ; Jackson Kawakami 1 ; Renan Caldas Umburanas 1 ; Ires Cristina Ribeiro Oliari Zaiaoz 1 ; Luiz Raphael

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E ÁREA COLHIDA NO RIO GRANDE DO NORTE E PARAÍBA

RELAÇÃO ENTRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E ÁREA COLHIDA NO RIO GRANDE DO NORTE E PARAÍBA RELAÇÃO ENTRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E ÁREA COLHIDA NO RIO GRANDE DO NORTE E PARAÍBA 1 Carlos Antônio Costa dos Santos; 2 José Ivaldo Barbosa de Brito RESUMO O objetivo deste trabalho é estimar e verificar

Leia mais

Biogas from coffee waste

Biogas from coffee waste Biogas from coffee waste Two case studies Problem about 4 ton/day of coffee waste (solid content between 13 e 22%) from coffee substitutes production Inicially disposed on land Waste composition Waste

Leia mais

Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal.

Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal. Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal. Nuno R. Madeira 1 ; Francisco V. Resende 1 ; Dejoel B. Lima 1 ; Hugo C. Grillo 1 1 Embrapa Hortaliças,

Leia mais

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/04062 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

PROBABILIDADE DE OCORRÊNCIA DA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM OURICURI-PE

PROBABILIDADE DE OCORRÊNCIA DA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM OURICURI-PE PROBABILIDADE DE OCORRÊNCIA DA EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA EM OURICURI-PE 1 Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano - IF Sertão PE - Campus Ouricuri.-

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO H. F. de Araújo 1 ; D. L. Ferrari 2 ; P. A. M. Leal 3 RESUMO: Em condições de ambiente protegido a avaliação dos sistemas de irrigação

Leia mais

Doses de fósforo e irrigação na nutrição foliar do cafeeiro

Doses de fósforo e irrigação na nutrição foliar do cafeeiro DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v18n12p1235-1240 Doses de fósforo e irrigação na nutrição foliar do cafeeiro Anderson W. Dominghetti 1, Myriane S. Scalco 2, Rubens J. Guimarães 3, Douglas

Leia mais

EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE TOMATE DE MESA NO ESTADO DE RONDÔNIA

EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE TOMATE DE MESA NO ESTADO DE RONDÔNIA EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE TOMATE DE MESA NO ESTADO DE RONDÔNIA ROGÉRIO SIMÃO; TOMÁS DANIEL MENÉNDEZ RODRÍGUEZ; UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA PORTO VELHO - RO - BRASIL tomas@unir.br APRESENTAÇÃO ORAL Evolução

Leia mais

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON WELLINGTON LUNZ INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências

Leia mais

ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO SENSORIAL DE IOGURTE NATURAL COM POLPA DE ABACAXI BASE MEL

ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO SENSORIAL DE IOGURTE NATURAL COM POLPA DE ABACAXI BASE MEL ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO SENSORIAL DE IOGURTE NATURAL COM POLPA DE ABACAXI BASE MEL Francisca Clara Pereira FERREIRA 1, Yaroslávia Ferreira PAIVA 1, Roana Beatriz Carvalho Braga de ALMEIDA 1, Ângela Regina

Leia mais

Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação.

Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação. Produção de Melão Cantaloupe Com Diferentes Tipos de Cobertura do Solo e Lâminas de Irrigação. Priscillianna Carla dos S.G. Andrade; Maria Zuleide de Negreiros; José Francismar de Medeiros; Ozail Jácome

Leia mais

ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES

ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES Pohlmann, R.A.C.* 1 ; Paulino, H.B. 2 ; Portugal, A.F. 3 ; Fernandes, M.S. 4 1 Mestranda da UFG

Leia mais

TROCAS GASOSAS NA CULTURA DO TOMATE SOB FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO

TROCAS GASOSAS NA CULTURA DO TOMATE SOB FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO TROCAS GASOSAS NA CULTURA DO TOMATE SOB FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO M. de O. Rebouças Neto 1 ; G. G. Sousa 2 ; B. M. de Azevedo 3 ; C. F. de Lacerda 3 ; M. L. dos S. Silva 4 ; R. H. de Lima 4 RESUMO: O objetivo

Leia mais

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Licenciatura em Engenharia Informática Degree in Computer Science Engineering Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Performance analysis of large distributed

Leia mais

RADIAÇÃO SOLAR GLOBAL, SALDO DE RADIAÇÃO E FLUXO DE CALOR NO SOLO EM CULTIVO CONSORCIADO CAFÉ/COQUEIRO-ANÃO VERDE 1

RADIAÇÃO SOLAR GLOBAL, SALDO DE RADIAÇÃO E FLUXO DE CALOR NO SOLO EM CULTIVO CONSORCIADO CAFÉ/COQUEIRO-ANÃO VERDE 1 RADIAÇÃO SOLAR GLOBAL, SALDO DE RADIAÇÃO E FLUXO DE CALOR NO SOLO EM CULTIVO CONSORCIADO CAFÉ/COQUEIRO-ANÃO VERDE 1 PEZZOPANE, J.R.M. 2 ; GALLO, P.B. 3 ; PEDRO JÚNIOR, M.J. 4 1 Trabalho parcialmente financiado

Leia mais

Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins.

Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins. Cultivo de melancia irrigada submetida a diferentes doses de NPK no sul do Tocantins. Luciano Marcelo Fallé Saboya 1 ; Rita de Cassia Cunha Saboya 2 ; Valdeci Pinheiro Júnior 3 ; Jacinto Pereira da Silva

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO

EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO EFEITO DE DIFERENTES COBERTURAS DO SOLO E USO DA MANTA AGROTEXTIL NA PRODUÇÃO DO MELOEIRO M. B. BRAGA 1 ; J. S. CORREIA 3 ; R. C. S. DIAS 2, N. D. COSTA 2 ; H. R. SILVA 1, W. A. MAROUELLI 1 RESUMO: Este

Leia mais

EFEITO DO ESTRESSE HÍDRICO E DA PROFUNDIDADE DE SEMEADURA NA EMERGÊNCIA DE BRACHIARIA BRIZANTHA CV. MG-5

EFEITO DO ESTRESSE HÍDRICO E DA PROFUNDIDADE DE SEMEADURA NA EMERGÊNCIA DE BRACHIARIA BRIZANTHA CV. MG-5 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439

WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 Page 1 of 10 WATER MATTRESS MASSAGE SYSTEM 20439 CONTENTS Massage System with Controller Please note: the above image shows a white unit and a blue unit. The white unit is supplied inside the blue unit

Leia mais

PARÂMETROS PRODUTIVOS DO TOMATE CEREJA EM DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO E TIPOS DE ADUBAÇÃO

PARÂMETROS PRODUTIVOS DO TOMATE CEREJA EM DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO E TIPOS DE ADUBAÇÃO 108 PARÂMETROS PRODUTIVOS DO TOMATE CEREJA EM DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO E TIPOS DE ADUBAÇÃO Rigoberto Moreira de Matos 1, Patrícia Ferreira da Silva 1 e José Dantas Neto 1 1 Universidade Federal de

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO SOBRE A INCIDÊNCIA DE FERRUGEM NO EUCALIPTO

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO SOBRE A INCIDÊNCIA DE FERRUGEM NO EUCALIPTO INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO SOBRE A INCIDÊNCIA DE FERRUGEM NO EUCALIPTO MELLO, Edson¹ MEDICE, Regiane² ¹ Aluno do curso de Agronomia da Associação Cultural e Educacional de Itapeva Faculdade de Ciência Sociais

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS COMO SUBSTRATO NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO

UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS COMO SUBSTRATO NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS COMO SUBSTRATO NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE TOMATEIRO RESUMO ABSTRACT Juliano Tadeu Vilela de Resende 1 Elisabete Domingues Salvador 1 Marcos Ventura Faria 1 Nicolau Mallmann

Leia mais

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA

MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Universidade de Lisboa Faculdade de Medicina de Lisboa MAUS TRATOS NA POPULAÇÃO IDOSA INSTITUCIONALIZADA Catarina Isabel Fonseca Paulos Mestrado em Medicina Legal e Ciências Forenses 2005 Esta dissertação

Leia mais

Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP

Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP ISSN 2236-4420 Caracterização físico-química das principais variedades de mamão solo comercializadas na CEAGESP/SP Rafael Augusto Ferraz 1 ; Diógenes Martins Bardiviesso 1 ; Sarita Leonel 1 1 Faculdade

Leia mais

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos

A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA. Fredemar Rüncos Resumo da Dissertação apresentada à UFSC como parte dos requisitos necessários para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Elétrica. A MÁQUINA ASSÍNCRONA TRIFÁSICA BRUSHLESS EM CASCATA DUPLAMENTE ALIMENTADA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA CÓDIGO NOME NATUREZA PMS0014 FERTIRRIGAÇÃO [ ] Obrigatória [ X ] Optativa PROFESSOR Leilson Costa Grangeiro/José Francismar de Medeiros CARGA

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO DADOS SOBRE A DISCIPLINA 1. Disciplina: NUTRIÇÃO DE PLANTAS 2. Responsável(eis): Renato de Mello Prado 3.

Leia mais

XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE

XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE XII SIMPÓSIO DE RECURSOS HIDRÍCOS DO NORDESTE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DAS ÁGUAS DA SUB-BACIA DOS RIO JURUENA-ARINOS, MT COM APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE QUALIDADE DE ÁGUA (IQA NSF ) PARA OS ANOS DE 2012 E 2013

Leia mais

ÍNDICE GERAL Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Revisão geral da literatura.. 24 Capítulo 3 Considerações instrumentais

ÍNDICE GERAL Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Revisão geral da literatura.. 24 Capítulo 3 Considerações instrumentais RESUMO O presente estudo pretende responder à questão de determinar os factores aptos a promover o desportivismo e as competências pró-sociais no desporto infanto-juvenil. Partindo da escolha e validação

Leia mais

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia.

Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Efeitos do Tipo de Cobertura e Material de Suporte no Crescimento e Produção de Alface em Cultivo Protegido e Hidroponia. Francisco José Alves Fernandes Távora 1 ; Pedro Renato Aguiar de Melo 1 Universidade

Leia mais

NECESSIDADES HÍDRICAS DAS CULTIVARES TERRA MARANHÃO E TERRINHA NA REGIÃO DO RECÔNCAVO BAIANO

NECESSIDADES HÍDRICAS DAS CULTIVARES TERRA MARANHÃO E TERRINHA NA REGIÃO DO RECÔNCAVO BAIANO NECESSIDADES HÍDRICAS DAS CULTIVARES TERRA MARANHÃO E TERRINHA NA REGIÃO DO RECÔNCAVO BAIANO R. C. Oliveira 1 ; E. F. Coelho 2 ; M. S. Amorim 3 ; R. T. M. Araújo 1 ; T. P. Andrade 4 ; D. L. Barros 1 RESUMO:

Leia mais

Interferência do controle da ferrugem asiática na produção da soja (Glycinemax(L.) Merr)

Interferência do controle da ferrugem asiática na produção da soja (Glycinemax(L.) Merr) Interferência do controle da ferrugem asiática na produção da soja (Glycinemax(L.) Merr) Janailson Pereira de Figueredo 1, Jaqueline Salla 2, Juliana Pereira da Silva 2, Ricardo de Sousa Nascimento 1,

Leia mais

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D.

Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO Reitor / President Marcos Macari, Ph.D. Vice-Reitor /Vice-President Herman Jacobus Cornelis Voorwald, Ph.D. Pró-Reitora de Pós-Graduação / Graduate

Leia mais

INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DA CERCOSPORIOSE EM LAVOURA CAFEEIRA CONDUZIDA SOB DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E LÂMINAS D ÁGUA

INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DA CERCOSPORIOSE EM LAVOURA CAFEEIRA CONDUZIDA SOB DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E LÂMINAS D ÁGUA Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil INCIDÊNCIA E SEVERIDADE DA CERCOSPORIOSE EM LAVOURA CAFEEIRA CONDUZIDA SOB DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E LÂMINAS D ÁGUA Fernando Cézar JULIATTI, ICIAG/UFU,

Leia mais

Climate Change and Coffee Production: Vulnerability and possible adaptation

Climate Change and Coffee Production: Vulnerability and possible adaptation World Coffee Conference 2010 Guatemala City 26-28 February Climate Change and Coffee Production: Vulnerability and possible adaptation Eduardo Delgado Assad Embrapa - Brazil The growth rate of C02 is very

Leia mais

Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS - v.24, n.2, p.107-111, 2009.

Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS - v.24, n.2, p.107-111, 2009. Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS - v.24, n.2, p.107-111, 2009. DESENVOLVIMENTO DE PINHÃO-MANSO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

Leia mais

EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU

EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU EFEITO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA DISPONIBILIDADE HÍDRICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARACATU RÔMULA F. DA SILVA 1 ; ELOY L. DE MELLO 2 ; FLÁVIO B. JUSTINO 3 ; FERNANDO F. PRUSKI 4; FÁBIO MARCELINO DE

Leia mais