Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1"

Transcrição

1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1

2 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível de Serviço). As principais tecnologias utilizadas para a monitoração destes parâmetros são o SNMP, ICMP, Cisco IP SLA Probes, probes de outros fabricantes como Huawei e Juniper e Telco Software Probes. Por se tratar de um sistema extremamente flexível, pode monitorar praticamente todos os parâmetros disponíveis nas MIBs de qualquer fabricante, transformando os mesmos em KPIs (Key Perfomance Indicators) através da composição de fórmulas editáveis pelos usuários. Desta forma o sistema é capaz de monitorar qualquer elemento presente em uma rede IP e que possua um agente SNMP, como servidores, desktops, impressoras, roteadores, comutadores etc. 16/02/2011 Página 2

3 2. INFORMAÇÕES TÉCNICAS 2.1.Principais funcionalidades Monitoração e gerenciamento de qualquer dispositivo de rede via protocolo SNMP (v1 e v2c e v3 / MIB-I e MIB-II). Polling ICMP a cada minuto para alarmes de indisponibilidade. Recebimento e alarmes baseados em traps iflinkdown. Acesso a todas as funcionalidades através de interface WEB com HTTPS (Acesso Seguro) e navegação drill down Estrutura hierárquica permitindo a criação de tantas visualizações quanto forem necessárias, as quais podem ser diretamente atribuídas a usuários para limitação de vizualização. Criação de fórmulas de KPIs (Key Performance Indicators) via interface gráfica e com a utilização de perfis para facilitar a implantação. Polling SNMP online com intervalo de tempo de coleta configurado pelo usuário. Exportação maciça de gráficos. Configuração de gráficos baseados em variáveis consolidadas. Grafador JAVA interativo, com funções como zoom, exibição de valor e escala automática. Mapeamento automáticos via SNMP de objetos relacionados aos elementos de rede, como interfaces, placas de memória, unidades de processamento, unidades lógicas de armazenamento etc. Cache automático de gráficos para dia, mês, semana e ano, possibilitando rápido acesso aos mesmos. Relatórios TopN, com visualização por período dos principais ofensores da rede. Relatórios de alarmes por período. Permite a identificação de alarmes por perfil. Criação de perfis de coleta, consolidação e gráficos. Módulo MAPView, permitindo uma representação gráfica dos elementos de rede monitorados e com funções de discovery automático da topologia de rede. 16/02/2011 Página 3

4 Módulo ALARMmanager, permitindo a criação de perfis de alarme e criação de fórmulas de alarmes utilizando as KPIs criadas no SLAview. Os alarmes são reportados em uma console de monitoração que possui aviso sonoro ou via , SMS e traps para outros sistemas. Relatório flexível de alarmes, permitindo a escolha de linhas, colunas e dados do relatório. Perfis automáticos para aplicação de KPIs e alarmes, permitindo com que a tarefa de inserção de um novo elemento fique restrita ao cadastro de nome, endereço IP e comunidade SNMP. Mapeamento automáticos das classes de QoS (Quality of Service) dos equipamentos Cisco que suportam a MIB Class-based QoS. 2.2.Arquitetura O SLAview possui uma arquitetura flexível adaptando-se a diversas topologias de rede TelcoAppliance O software SLAview roda em uma linha de appliances, cujo modelo irá depender da licença que será especificada. Cada appliance é adequado a determinadas licenças, as quais são atreladas ao número de elementos a serem monitorados Arquitetura distribuída O sistema conta com a possibilidade de arquitetura distribuída adequada a ambientes em que milhares de elementos devem ser monitorados. Neste modelo a carga de coleta e processamento dos dados é distribuída em appliances posicionados estrategicamente na rede a ser monitorada Redundância Para ambientes onde se exige alta disponibilidade, o sistema pode rodar com dois appliances espelhados, onde os dados são constantemente copiados entre eles e um protocolo de redundância define o appliance ativo e o em standby. 16/02/2011 Página 4

5 2.3.Acesso via WEB Todo o acesso ao sistema, tanto para configuração como obtenção de estatísticas e relatórios, é feito via protocolo HTTP, permitindo assim, que o usuário acesse o sistema de qualquer lugar onde exista conectividade IP, bastando para tal que ele possua um navegador WEB. O acesso ao sistema é restrito e todo usuário precisa ser autenticado. Além desta autenticação básica, o protocolo HTTPS também pode ser utilizado, garantindo assim a privacidade das informações. 2.4.Robustez e flexibilidade na coleta e sumarização O SLAview apresenta um processo independente para coleta e outro para a sumarização dos dados coletados. Através desta divisão de tarefas, variáveis como jitter, latência, disponibilidade, performance HTTP, performance SSH e performance DNS podem ser agregadas e sumarizadas de acordo com as necessidades de cada cliente. 2.5.Banco de Dados Os sistemas de monitoração podem acumular dados a uma taxa que alcança a casa dos gigabytes por dia. Para garantir alta performance e flexibilidade na obtenção de estatísticas e relatórios, além de facilitar a manutenção periódica de grandes volumes de dados, o SLAview possui um base de dados especialmente desenvolvida para a aceleração dos processos de escrita e consulta de dados históricos. 2.6.Perfis automáticos Esta função permite com que a configuração do SLAview seja quase totalmente automatizada. O usuário pode definir regras de associação de elementos monitorados com monitorações. Estas regras serão executadas pelo sistema em intervalos definidos pelo usuário e desta forma serão realizadas todas as associações necessárias. Com esta funcionalidade, o operador não tem qualquer trabalho para manter as configurações do sistema coerentes e a adição de novos elementos se torna trivial. 16/02/2011 Página 5

6 2.7.Flexibilidade Através de uma interface amigável e de fácil utilização, o sistema possibilita que o usuário crie perfis próprios para monitorar qualquer dispositivo que suporte coleta por SNMP, customizando as medidas de performance mediante a utilização das variáveis desejadas. O sistema pode ser configurado através de indicadores parametrizáveis, onde o próprio usuário, utilizando as variáveis já existentes no sistema ou qualquer outra variável disponível em uma MIB de um equipamento que suporte coleta por SNMP, pode definir fórmulas, gráficos, etc, o que permite a monitoração do serviço da forma desejada. O SLAview, provê suporte a probes IP SLA, disponível nos equipamentos Cisco, possibilitando a medição de parâmetros como latência, jitter, disponibilidade e perda de pacotes. 16/02/2011 Página 6

7 3. COLETA DE DADOS A principal tecnologia empregada para coleta de dados no SLAview é o SNMP (Simple Network Management Protocol). Basicamente todos os equipamentos que possuem interfaces de rede IP, possuem suporte ao protocolo SNMP. O protocolo SNMP funciona em conjunto com a MIB (Management Information Base) do equipamento, que se trata de uma base de dados onde podem ser consultadas informações cadastrais e de desempenho. Um agente SNMP controla o acesso a MIB e responde a queries SNMP nesta base de dados. O SLAview possui um processo de coleta extremamente flexível, sendo capaz de mapear instâncias dos mais variados tipos de objetos presentes nas MIBs dos equipamentos, como interfaces de rede, cpus, memórias, unidades de armazenamento de dados e muitas outras. O mapeamento do tipo de objeto por equipamento é definido pelo usuário. Uma vez realizado este mapeamento, os objetos encontrados são associados a perfis, nos quais o usuário define os OIDs (Object Identifiers) que devem ser coletados. Nos perfis, são ainda definidas fórmulas baseadas nos OIDs coletados, como tráfego de entrada, erros, CRC, utilização de CPU e muitas outras. Estas fórmulas são chamadas de fórmulas de sumarização, que se tratam das métricas de desempenho a serem medidas. Os gráficos do sistema são definidos através de fórmulas para cada curva com a utilização das variáveis de sumarização. Utilizando a coleta por SNMP, o SLAview é capaz de coletar métricas a respeito de equipamentos que utilizam diversas tecnologias, como está ilustrado no diagrama a seguir: 16/02/2011 Página 7

8 SLAview appliance SNMP queries Figura 1: Coleta SNMP As coletas realizadas através de probes IP SLA, disponíveis em equipamentos Cisco, permitem a medição de diversas variáveis, como por exemplo: latência, jitter, perda de pacotes e disponibilidade. 16/02/2011 Página 8

9 IP SLA responder SLAview IP SLA queries TelcoAppliance SSH TELNET SNMP queries IP SLA queries IP SLA probes Figura 2: Probes IP SLA A figura anterior ilustra o funcionamento das probes IP SLA. Nela está representado um TelcoAppliance rodando o sistema SLAview, no qual o usuário realiza a configuração de uma probe. Em seguida, o SLAview insere, via ssh ou telnet, os comandos necessários no dispositivo Cisco para que este realize periodicamente as medições para as probes em questão, armazenando os resultados em sua MIB. Periodicamente, o SLAview realiza a coleta de informações na MIB dos dispositivos, fornecendo graficamente e através de relatórios, informações consolidadas, obtidas pelas probes. Este processo pode funcionar com qualquer fabricante que suporte probes, tendo em vista que os scripts de configuração de probes no SLAview são customizáveis. As Telco Software probes funcionam de maneira análoga as probes Cisco IP SLA, ou seja, as probes são configuradas pelo SLAview em um TelcoAppliance remoto ou no mesmo em que o SLAview está rodando. Depois seu resultado é coletado via SNMP. Desta forma, um TelcoAppliance pode funcionar como uma probe remota, realizando medidas de desempenho utilizando os protocolos ICMP, HTTP, DNS, SSH e TCP. 16/02/2011 Página 9

10 4. ALARMES O módulo ALARMmanager é um gerenciador de alarmes, que pode ser configurado para enviar alarmes via ou SMS. Este módulo é capaz de gerar alarmes sobre quaisquer KPIs (Key performance indicators) gerenciadas pelo SLAview, como alarmes de alta utilização de banda ou de determinada classe de QoS. Os alarmes são definidos através de fórmulas compostas a partir das variáveis de sumarização. O usuário possui total liberdade na definição destas fórmulas, que são escritas no formato RPN (Reverse Polish Notation). A seguir temos o exemplo da console de alarmes do ALARMmanager e de uma de suas telas de configuração. Figura 3: Módulo ALARMmanager console de alarmes e tela de configuração Os relatórios avançados de alarmes permitem que as ocorrências geradas pelo ALARMmanager sejam analisadas em detalhe ou num nível gerencial através de flexíveis templates de relatórios gerados pelo usuário. A seguir temos o exemplo do resultado de um relatório avançado de alarmes. 16/02/2011 Página 10

11 Figura 4: relatório avançado de alarmes 16/02/2011 Página 11

12 5. MAPAS O módulo MAPview fornece uma apresentação gráfica da rede, de forma hierárquica, com indicação de alarmes mediante alteração da cor do ícone que representa o elemento gerenciado. Figura 4: Módulo MAPview 16/02/2011 Página 12

13 6. RELATÓRIOS O SLAview é capaz de gerar diversos tipos de relatórios sobre os dados coletados e processados. Estes relatórios são disponibilizados através de uma interface WEB, com suas devidas configurações de segurança para autenticação e autorização. Abaixo temos alguns exemplos dos relatórios disponíveis. 6.1.Gráficos Latência de circuito Neste gráfico temos informações referentes a latência one-way de um circuitos de rede. Esta informação foi coletada em um roteador Cisco com probe IP SLA configurada. Figura 6: Gráfico de latência 16/02/2011 Página 13

14 Jitter por circuito Gráfico demonstrando a variação de latência no tempo, retirado de agente Cisco IP SLA. Figura 7: Gráfico de Jitter Taxa de erros Gráfico com as informações sobre erros nos circuitos de acesso, como CRC, erros na entrada, descartes na saída e colisões. Figura 8: Gráfico de erros em uma interface 16/02/2011 Página 14

15 Tráfego por circuito Gráfico com taxas de utilização de um circuito em bits/segundo (bps). Figura 9: Gráfico de tráfego no circuito Taxa de Utilização de CPU de Roteadores Gráficos ilustrando as taxas de utilização de CPU de um roteador da rede. Figura 10: Gráfico de utilização de CPU 16/02/2011 Página 15

16 Taxa de Utilização de Memória de Roteadores Gráfico ilustrando as taxas de utilização de memória de um roteador Análise de Qos Figura 11: Gráfico de utilização de Memória Gráficos ilustrando as políticas de QoS automaticamente mapeadas de uma interface de um roteador Cisco. Figura 12: Gráfico de análise de QoS 16/02/2011 Página 16

17 Métodos de Visualização Diário: valores médios relativos a 5 minutos dentro das últimas 24 horas. Semanal: valores médios e máximos relativos a 30 minutos dentro dos últimos 7dias. Mensal: valores médios e máximos relativos a 2 horas dentro dos últimos 30 dias. Anual: valores médios e máximos relativos a 24 horas dos últimos 12 meses Recursos do grafador O grafador do SLAview ( Telcomanager Grapher ) possui uma série de recursos, a seguir listados, sendo alguns resumidamente descritos: Caixas de Estatísticas: apresenta os valores: máximo, mínimo, média e desvio padrão. Mostrar valor: exibe o instante de tempo e o valor do ponto; Zoom Vertical; Uma curva: permite a visualização de uma curva previamente selecionada; Modo Relativo: mostra o percentual utilizado de cada curva com relação ao tráfego absoluto do objeto. Nesta situação, o somatório de todas as curvas deve totalizar 100%; Atualização Automática: esta opção faz com que um gráfico visualizado seja atualizado automaticamente a cada n minutos, sendo n um valor parametrizável; Configurar eixos: ao selecionar esta opção, é exibida uma nova janela onde o usuário deve escolher as curvas do gráfico que serão posicionadas no eixo das ordenadas esquerdo e as que ficarão no novo eixo da direita. As escala das curvas é definida de forma automática; Graph Set: Permite a especificação de um conjunto de gráficos a serem salvos em um disco local; Salvar Imagem: salva a imagem do gráfico em formato JPEG; Gráfico em pizza: exibição da distribuição das curvas de um gráfico dentro de um período de tempo selecionado. Permite a utilização de filtros; 16/02/2011 Página 17

18 Mais Zoom/Menos Zoom: este recurso é muito útil quando se tem a necessidade de verificar um gráfico diário a partir de um gráfico semanal, mensal ou anual. Exportar: em formato HTML, CSV ou TSV. 6.2.Relatórios TOP N Estes relatórios permitem com que os dados dos objetos monitorados sejam exibidos em uma lista, permitindo a fácil identificação dos maiores ofensores. Figura 13: Relatório TOP N de descarte de pacotes por interface 16/02/2011 Página 18

19 Figura 14: Relatório TOP N de tráfego na classe de QoS REALTIME 16/02/2011 Página 19

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva.

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva. Não há dúvida de que o ambiente de rede está cada vez mais complexo e que sua gestão é um grande desafio. Nesse cenário, saber o que está passando por essa importante infraestrutura é um ponto crítico

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

ANEXO II PROJETO BÁSICO - INTERNET

ANEXO II PROJETO BÁSICO - INTERNET 1. Objetivo 1.1. Contratação de serviços para fornecimento de uma solução de conexão IP Internet Protocol que suporte aplicações TCP/IP e disponibilize a PRODEB acesso a rede mundial de computadores Internet,

Leia mais

CA Nimsoft para monitoramento de redes

CA Nimsoft para monitoramento de redes DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA CA Nimsoft para monitoramento de redes agility made possible sumário resumo executivo 3 Visão geral da solução 3 CA Nimsoft Monitor sondas especializadas 3 Sonda de conectividade de

Leia mais

APRESENTAÇÃO. A Advanta tem uma parceria de representação e comercialização do sistema de gerenciamento de redes convergentes da AI METRIX.

APRESENTAÇÃO. A Advanta tem uma parceria de representação e comercialização do sistema de gerenciamento de redes convergentes da AI METRIX. APRESENTAÇÃO A Advanta tem uma parceria de representação e comercialização do sistema de gerenciamento de redes convergentes da AI METRIX. AI METRIX é o nome original da empresa que desenvolveu o software

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 2.9 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Arquitetura de Gerenciamento filipe.raulino@ifrn.edu.br Sistema de Gerência Conjunto de ferramentas integradas para o monitoramento e controle. Possui uma interface única e que traz informações

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 3 Gerenciamento de Redes Cenário exemplo Detecção de

Leia mais

MANUAL CLIENTE TODA A

MANUAL CLIENTE TODA A MANUAL CLIENTE TODA A Qualidade GVT AOS OLHOS DOS CLIENTES. TODA A QUALIDADE GVT AOS SEUS OLHOS O Serviço de Gerência é uma ferramenta fundamental para garantir o melhor desempenho dos serviços de telecomunicações

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

A partir do XMon é possível:

A partir do XMon é possível: Monitoramento XMon É uma ferramenta para gerenciar o seu ambiente de TI de forma centralizada e constante, obtendo informações precisas da performance de todos os seus ativos e previna possíveis problemas

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol icmp série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 TI APPLICATION DELIVERY CONTROLLER ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

Portofólio das Representações. Apresentação Monitorização e Alarmistica

Portofólio das Representações. Apresentação Monitorização e Alarmistica Portofólio das Representações Apresentação Monitorização e Alarmistica 1 Monitorização de Infra-Estrutura A Data Systems disponibiliza um pacote de Serviços dedicados à gestão e Monitorização de redes

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores Gerência de Redes de Computadores As redes estão ficando cada vez mais importantes para as empresas Não são mais infra-estrutura dispensável: são de missão crítica, ou

Leia mais

Segurança de Rede Prof. João Bosco M. Sobral 1

Segurança de Rede Prof. João Bosco M. Sobral 1 1 Sinopse do capítulo Problemas de segurança para o campus. Soluções de segurança. Protegendo os dispositivos físicos. Protegendo a interface administrativa. Protegendo a comunicação entre roteadores.

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo

Sistemas de Monitoração de Rede. Resumo Sistemas de Monitoração de Rede Roberto Majewski Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, novembro de 2009 Resumo Com o grande crescimento da

Leia mais

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Plano de Aula Histórico Introdução Gerenciamento de Redes: O que é Gerenciamento de Redes? O que deve ser gerenciado Projeto de Gerenciamento

Leia mais

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O ProApps Security O ProApps Security é um componente da suíte de Professional Appliance focada na segurança de sua empresa ou rede. A solução pode atuar como gateway e como solução IDS/IPS no ambiente.

Leia mais

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM.

ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO. A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. ESCOLHA A VERSÃO MAIS ADEQUADA PARA O SEU CENÁRIO A plataforma MonitoraIT possui três versões: Standard (STD), Professional (PRO) e PREMIUM. A versão STD integra as funcionalidades essenciais de monitoramento.

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes

PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes PRTG Uma ferramenta de apoio ao Administrador de Redes Éverton Perleberg 1, André Moraes 1 1 Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas (FATECPEL) Rua Gonçalves

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

Maximize os resultados da sua empresa gerenciando o seu ambiente de TI pelo melhor custo/benefício.

Maximize os resultados da sua empresa gerenciando o seu ambiente de TI pelo melhor custo/benefício. Maximize os resultados da sua empresa gerenciando o seu ambiente de TI pelo melhor custo/benefício. Cada vez mais o sucesso da sua empresa depende da área de TI. Por isso é uma decisão da maior responsabilidade

Leia mais

RMON Remote Network Monitoring

RMON Remote Network Monitoring RMON Remote Network Monitoring!"#$%&'(() $&*+, -. / /01 / 2 34 São dispositivos usados para estudar o trafego na rede como um todo, Produzem informação de sumário, incluindo estatísticas de erro, estatísticas

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

Monitoramento Inteligente:

Monitoramento Inteligente: Ebook Exclusivo Monitoramento Inteligente: Melhore a eficiência operacional, automatize processos e aumente a produtividade. E s pec i a li s ta em S e rv i ços G e r e n c i a do s Segurança de de Perímetro

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Aula 5 - Projeto de Lei 2126/11 (Marco Civil da Internet). Gerência de Redes de Computadores Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Objetivos Específicos - Entender

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória. rsp série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória. rsp série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de CPU, disco, memória rsp série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Top-Down Network Design

Top-Down Network Design Top-Down Network Design Chapter Nine Developing Network Management Strategies Copyright 2010 Cisco Press & Priscilla Oppenheimer Gerencia da Rede Contribui para atingir os objetivos dos requisitos Contribui

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014.

Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás. Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores. Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Disciplina: Gerenciamento de Rede de Computadores : Goiânia, 16 de novembro de 2014. Faculdade de Tecnologia SENAC Goiás Professor: Marissol Martins Alunos: Edy Laus,

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com Gerenciamento e Administração de Redes 2 Gerência de Redes ou Gerenciamento de Redes É o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013 Florianópolis, 26 de fevereiro de 2013. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.11.1.7 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

Sistemas de controle para processos de bateladas

Sistemas de controle para processos de bateladas Sistemas de controle para processos de bateladas Por Alan Liberalesso* Há algum tempo os processos de batelada deixaram de ser um mistério nas indústrias e no ambiente de automação. O cenário atual nos

Leia mais

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimentos para Configuração de Redirecionamento de Portas O DIR 635 tem duas opções para liberação de portas: Virtual server: A opção Virtual Server permite que você defina uma única porta pública

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

Online Help InfraStruXure Central

Online Help InfraStruXure Central Online Help InfraStruXure Central Version 5.0.0 Sobre a Ajuda A Ajuda está sempre disponível e pode ser exibida e iniciada de várias formas. Os tópicos relevantes podem ser impressos da janela do navegador

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A

Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Manual Digifort Evidence Versão 1.0.1 Rev. A Índice ANTES DE VOCÊ COMEÇAR... 4 PRÉ-REQUISITOS... 4 SCREEN SHOTS... 4 A QUEM SE DESTINA ESTE MANUAL... 4 COMO UTILIZAR ESTE MANUAL... 4 Introdução... 5 INSTALANDO

Leia mais

GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS ELÉTRICOS

GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS ELÉTRICOS SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GTL - 15 16 a 21 Outubro de 2005 Curitiba - Paraná GRUPO XVI GRUPO DE ESTUDO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TELECOMUNICAÇÃO PARA SISTEMAS

Leia mais

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Curva ABC Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Utilização no sistema TCar-Win... 3 Configuração da curva ABC... 4 Configuração

Leia mais

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows

Documentação Symom. Agente de Monitoração na Plataforma Windows Documentação Symom de Monitoração na Plataforma Windows Windows Linux Windows Linux Plataforma Windows Instalação A instalação do de Monitoração do Symom para Windows é feita através do executável setup.exe

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

COCAR MANUAL DE OPERAÇÂO

COCAR MANUAL DE OPERAÇÂO Controlador Centralizado do ambiente de rede COCAR MANUAL DE OPERAÇÂO Outubro/2007 Índice OBJETIVO......3 DESCRIÇÃO......3 DIVISÃO FUNCIONAL DA PÁGINA......4 OPERAÇÃO DO SISTEMA...5 Acesso aos gráficos......5

Leia mais

Utilizando o Cricket para monitoração de Servidores. Sérgio A. Meyenberg Jr. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas

Utilizando o Cricket para monitoração de Servidores. Sérgio A. Meyenberg Jr. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Utilizando o Cricket para monitoração de Servidores Sérgio A. Meyenberg Jr Especialização em Redes e Segurança de Sistemas Curitiba, outubro de 2010 Resumo O objetivo deste Artigo é demonstrar as funcionalidades

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

LABORATÓRIO 3 (parte 1)

LABORATÓRIO 3 (parte 1) FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Desempenho de Redes Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 3 (parte 1) OBJETIVOS Verificar e manipular ferramentas de desempenho

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet:

Há dois tipos de configurações bidirecionais usados na comunicação em uma rede Ethernet: Comunicação em uma rede Ethernet A comunicação em uma rede local comutada ocorre de três formas: unicast, broadcast e multicast: -Unicast: Comunicação na qual um quadro é enviado de um host e endereçado

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do Jboss do Nimsoft jboss série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP Introdução ao TCP/IP 2 Modelo TCP/IP O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de

Leia mais

Projeto Escritório em Nuvem. Projeto Escritório em Nuvem

Projeto Escritório em Nuvem. Projeto Escritório em Nuvem Projeto Escritório em Nuvem GIE-ND/024/2014 Projeto Escritório em Nuvem Assunto: Especificação do Projeto Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia Gerência de Estratégia e Segurança da Informação Setembro

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID

MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID MANUAL DO USUÁRIO BRASQUID Saulo Marques FATEC FACULDADE DE TECNOLOGIA DE CARAPICUIBA Sumário 1 Instalação... 4 2 Configuração inicial... 6 2.1 Scripts e Arquivos Auxiliares... 10 2.2 O Squid e suas configurações...

Leia mais

SIMA. Sistema Integrado de Monitorização, Controlo e Alarme

SIMA. Sistema Integrado de Monitorização, Controlo e Alarme SIMA Sistema Integrado de Monitorização, Controlo e Alarme Sistema Integrado de Monitorização Controlo e Alarme Plataforma aberta e modular de monitorização e controlo de equipamentos e plataformas de

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Novidades no StruxureWare Data Center Expert 7.2.x Saiba mais sobre os novos recursos disponíveis na versão StruxureWare Data Center Expert 7.2.x.

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.1 Novidades no StruxureWare Data Center Expert 7.2.x Saiba mais sobre os novos recursos disponíveis na versão StruxureWare Data Center Expert 7.2.x.

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Sobre a OpServices Fabricante de software focada no gerenciamento de ambientes de TI e Telecom e processos de negócios. Mais de 12 anos de experiência no monitoramento de indicadores de infraestrutura;

Leia mais

HP Router Basic Implementation

HP Router Basic Implementation HP Router Basic Implementation Dados técnicos O HP Router Basic Implementation tem como objetivo, baseado na entrevista para coleta de informações junto a equipe designada pelo cliente, realizar a instalação

Leia mais

DATAPREV - Empresa de TI da Previdência Social

DATAPREV - Empresa de TI da Previdência Social DATAPREV - Empresa de TI da Previdência Social Setor de Operações - MS Documentos do Setor de Operações Projeto Cocar URL de Origem http://10.82.0.206/twiki/bin/genpdf/operacoes/projetococar Versão 10

Leia mais

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local

SUBESTAÇÕES. Comando de controle e Scada local SUBESTAÇÕES Comando de controle e Scada local COMANDO DE CONTROLE E SCADA LOCAL A solução fornecida pela Sécheron para o controle local e para o monitoramento das subestações de tração é um passo importante

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes

Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes Apostila do Material da Cisco Gerenciamento de Redes 7.1.1 Com o que se parece uma rede? A visualização de uma rede é importante. Uma rede é um conjunto de dispositivos que interagem entre si para fornecer

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação

Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk. Redes de Computadores e Telecomunicações. Camada de Aplicação. Camada de Aplicação Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Redes de Computadores e Telecomunicações. A camada da aplicação serve como a janela na qual os utilizadores e processos da aplicação podem

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Um IDS utilizando SNMP e Lógica Difusa

Um IDS utilizando SNMP e Lógica Difusa Grupo de Trabalho em Segurança GTS2007 Um IDS utilizando SNMP e Lógica Difusa Apresentador: Émerson Virti Autores: Émerson Virti, Liane Tarouco Índice 1. Motivação 2. Conceitos 3. IDS Proposto 4. Testes

Leia mais

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network)

Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) Anexo III: Solução de Rede Local - LAN (Local Area Network) 1. Objeto: 1.1. Contratação de uma Solução de rede de comunicação local (LAN) para interligar diferentes localidades físicas e os segmentos de

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

Estudo e Desenvolvimento de Analisadores Estatísticos para

Estudo e Desenvolvimento de Analisadores Estatísticos para Instituto de Matemática e Estatística Universidade de São Paulo Estudo e Desenvolvimento de Analisadores Estatísticos para Especificações de SLA MAC 0499 - Trabalho de Formatura Supervisionado Aluno: Gabriel

Leia mais

CSI IT Solutions. Facilidade de uso

CSI IT Solutions. Facilidade de uso CSI IT Solutions WebReport2 Gestão de Ambiente de Impressão O CSI WebReport dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais de impressões. O sistema

Leia mais

Gravação e Transmissão

Gravação e Transmissão O D-Guard Center é um poderoso sistema de controle e monitoramento, integrado aos mais diversos equipamentos de segurança eletrônica. Ilimitados dispositivos podem ser controlados e monitorados simultaneamente:

Leia mais

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL 1/8 Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL www.alertasecurity.com.br +55 11 3105.8655 2/8 SUMÁRIO Visão Geral: Porque contratar os Serviços Gerenciados da Alerta Security

Leia mais

Appliance da solução Dispositivo de segurança especializado em proteção contra ataques DDoS

Appliance da solução Dispositivo de segurança especializado em proteção contra ataques DDoS GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS ITEM 3478-_M.PDF Appliance da solução Dispositivo de segurança especializado em proteção contra ataques DDoS Item/subitem Descrição Exigência.. O appliance da solução

Leia mais

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks.

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. PANORAMA O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. Exiba um resumo gráfico dos aplicativos na rede, os

Leia mais

Relatorio do trabalho pratico 2

Relatorio do trabalho pratico 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA INE5414 REDES I Aluno: Ramon Dutra Miranda Matricula: 07232120 Relatorio do trabalho pratico 2 O protocolo SNMP (do inglês Simple Network Management Protocol - Protocolo

Leia mais

Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER

Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER Marco A. M. de Melo e Fernando S. P. Gonçalves MANAGER S.O.S BACKUP - MANAGER. Nenhuma porção deste livro pode ser reproduzida ou transmitida em qualquer forma ou por qualquer meio eletrônico ou mecânico,

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br

SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil. Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br SIMET Medindo a qualidade das conexões Internet no Brasil Fabricio Tamusiunas fabricio@nic.br César Linhares Rosa cesar@nic.br NIC.br Criado para implementar os projetos e decisões do CGI.br Registro e

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision Software de gerenciamento de impressoras MarkVision O MarkVision para Windows 95/98/2000, Windows NT 4.0 e Macintosh é fornecido com a sua impressora no CD Drivers, MarkVision e Utilitários. 1 A interface

Leia mais

RMON REMOTE NETWORK MONITORING. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC.

RMON REMOTE NETWORK MONITORING. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. RMON REMOTE NETWORK MONITORING Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. RMON: Conceitos Básicos 2 A RMON fornece um modo efetivo e eficiente de monitorar o

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciência da Computação Lista de exercícios Gerência de Redes,Turma A, 01/2010 Marcelo Vale Asari 06/90708 Thiago Melo Stuckert do Amaral

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC s - Evolução 1970s 1970s 1980s 1980s Dispositivos 1990s 1990s Browser A Web Server Mainframe Estação Gerenciadora Browser C Browser B NOC (Network( Operation Center) Conjunto de atividades para manter

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais