INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA, CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM PACTO ADJETO DE HIPOTECA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA, CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM PACTO ADJETO DE HIPOTECA"

Transcrição

1 INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA, CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM PACTO ADJETO DE HIPOTECA INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA, CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM PACTO ADJETO DE HIPOTECA, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO COMO OUTORGANTES VENDEDORES, O SENHOR (citar o nome do proprietário do imóvel) E SEU CÔNJUGE SENHORA (citar o nome da esposa do proprietário do imóvel), E DO OUTRO LADO, COMO OUTORGADO COMPRADOR, (citar o nome do comprador pessoa física beneficiária do financiamento), E SEU CÔNJUGE (citar o nome da esposa do proprietário do imóvel) e FINALMENTE, COMO INTERVENIENTE, a UNIÃO, por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário e do AGENTE FINANCEIRO, através do (a) (citar o agente financeiro), em representação nos atos relacionados ao FUNDO DE TERRAS E DA REFORMA AGRÁRIA, NA FORMA ABAIXO. Por meio deste Instrumento Particular de Contrato de Compra e Venda de imóvel, com força de Escritura Pública, na forma do artigo 9º e seu parágrafo único, da Lei de 24 de outubro de 2013, e do Programa Nacional de Crédito Fundiário, na forma do Regulamento Operativo do Fundo de Terras, publicado mediante Resolução nº 95, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Sustentável (CONDRAF), as partes, entre si justas e contratadas, de um lado, como Outorgante(s) Vendedor(es) (citar o nome dos vendedores, nacionalidade, estado civil, profissão, os números das identidades e dos CPF, e o domicílio), doravante denominado(s) VENDEDOR(ES), e do outro lado, como Outorgado Comprador (citar o nome da pessoa física, o número do CPF, e domicílio), denominado neste instrumento como MUTUÁRIO (mencionar o nome, a qualificação do mesmo e do seu cônjuge); e, como interveniente, a União, por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, inscrito no CNPJ nº / , neste instrumento denominado MDA, órgão gestor do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, inscrito no CNPJ, sob nº / , doravante denominado FUNDO; e o Banco do Brasil S.A., sociedade de economia mista, com sede em Brasília DF, inscrito no CNPJ sob o nº /001-91, doravante denominado AGENTE FINANCEIRO, representante da União nos atos relacionados ao FUNDO, mediante autorização outorgada pela Secretaria de Reordenamento Agrário do Ministério do Desenvolvimento Agrário SRA/MDA, nos termos da Resolução MDA/SRA nº 04, de 23 de agosto de 2005, publicada no D.O.U. de 26 de agosto de 2005, resolvem celebrar o presente instrumento, doravante denominado CONTRATO, nos termos das CLÁUSULAS a seguir expostas: CLÁUSULA PRIMEIRA - TITULARIDADE E CARACTERIZACÃO DO IMÓVEL O(s) VENDEDOR(ES) declara(m) que a justo título é(são) o(s) legítimo(s) proprietário(s), livre e

2 desembaraçado de quaisquer ônus legais, fiscais ou convencionais, do imóvel (descrever área e todas as características e benfeitorias do imóvel, mencionando o número do CCIR do INCRA, sob pena de nulidade). Para os casos de divergência entre área descrita na matrícula e área real apurada por medição, descrever da seguinte forma: "... imóvel com área legal de (área da escritura original) ha e área real de (área determinada pelo levantamento composto de memorial descritivo e planilha de cálculo) ha, conforme levantamento topográfico realizado em (data) por (nome e registro no CREA do topógrafo)". OBS: No caso de aquisição de fração do imóvel, inserir a seguinte redação: PARÁGRAFO ÚNICO - Para os casos de divisão do imóvel adquirido, citar área total original, seus desmembramentos em áreas comuns e frações ideais. (para este caso de venda parcial, descrever a parte relativa à aquisição realizada, em conformidade com croqui de área e medição de georreferenciamento e descrição de eventuais benfeitorias existentes na área sob aquisição. No croqui, as áreas individualizadas, com os respectivos compradores, deverão estar devidamente identificadas, - beneficiário A, lote I, beneficiário B, lote II, e assim sucessivamente, e assinada por todos, abaixo da declaração de concordância). CLÁUSULA SEGUNDA - DO MODO DE AQUISICÃO O(s) VENDEDOR(ES) adquiriu(ram) o imóvel descrito e caracterizado na CLÁUSULA PRlMElRA, (descrever a forma de aquisição, mencionando o título de domínio, o número das folhas e do livro, o nome do cartório, a comarca, o município e o estado, a data em que foi lavrado, citando o número, livro e o cartório de imóveis em que o imóvel está matriculado). CLÁUSULA TERCEIRA - DA COMPRA E VENDA E O PREÇO - O(s) VENDEDOR(ES) declara(m) que vende(m) ao MUTUÁRIO o imóvel discriminado na CLÁUSULA PRIMEIRA, inclusive as benfeitorias e demais acessórios, na totalidade de suas áreas, "ad mensuram", pelo preço certo e ajustado de R$ (por extenso), importância que será paga ao VENDEDOR com financiamento concedido com recursos exclusivamente do FUNDO, no âmbito do Programa Nacional de Credito Fundiário (citar a linha de financiamento: Consolidação da Agricultura Familiar (CAF), Combate à Pobreza Rural (CPR) ou Nossa Primeira Terra (NPT), denominado neste instrumento apenas PROJETO, pelo MDA, por intermédio do AGENTE FINANCEIRO ao MUTUÁRIO. OBS: No caso de aquisição de fração do imóvel, inserir a seguinte redação: CLÁUSULA TERCEIRA - DA COMPRA E VENDA E O PREÇO O(s) VENDEDOR(ES) declara(m) que vende(m) ao MUTUÁRIO, fração do imóvel descrito na CLÁUSULA PRIMEIRA, conforme limites e confrontações constantes do PARÁGRAFO ÚNICO da referida Cláusula, pelo preço certo e ajustado de R$... (por extenso), importância que será paga ao VENDEDOR com financiamento concedido com recursos do FUNDO, no âmbito do Programa Nacional de Credito Fundiário (citar a linha de financiamento: Consolidação da Agricultura Familiar (CAF), Combate à Pobreza Rural (CPR) ou Nossa Primeira Terra (NPT), denominado neste instrumento apenas PROJETO, pelo MDA, por intermédio do AGENTE FINANCEIRO ao MUTUÁRIO, em virtude deste contrato, após registro da presente escritura no Cartório de Registro de Imóveis competente. PARÁGRAFO PRIMEIRO - O(s) VENDEDOR(ES) é(são) o(s) único(s) responsável(eis) pelo pagamento de todos os tributos e taxas previstos em lei, que sejam incidentes sobre

3 o imóvel descrito na CLÁUSULA PRIMEIRA até a presente data, tendo o(s) VENDEDOR(ES), inclusive, apresentando a comprovação de quitação do Imposto Territorial Rural (ITR) dos últimos 5 (cinco) anos. PARÁGRAFO SEGUNDO O(s) VENDEDOR(ES) se responsabiliza(m) pelas obrigações trabalhistas, resultante de eventuais vínculos empregatícios mantidos com os que trabalhem ou tenham trabalhado, até a presente data, no imóvel sob aquisição e por quaisquer outras reclamações de terceiros, inclusive com aquelas relativas a indenizações por benfeitorias. PARÁGRAFO TERCEIRO - O(s) VENDEDOR(ES) declara(m) neste ato que o imóvel está livre e desimpedido de eventuais ações possessórias ou referentes a direitos de preempção de arrendatário, meeiros, parceiros, locatários ou outros detentores de direito de preempção. PARÁGRAFO QUARTO - O(s) VENDEDOR(ES) declara(m) neste ato não haver sobre o imóvel nenhuma dívida trabalhista, nenhum direito rescisório de trabalhadores ou empregados e nenhum débito perante a União, o INSS ou o FGTS e se responsabiliza(rão), em caráter irretratável, por quaisquer ações trabalhistas ou quaisquer débitos cobrados pela União, pelo INSS ou referentes ao FGTS dos empregados que eventualmente existiram no imóvel antes da assinatura do presente CONTRATO. CLÁUSULA QUARTA - TRANSFERÊNCIA DE DOMÍNIO DO IMÓVEL - O(s) VENDEDOR(ES), por este CONTRATO, e na melhor forma de direito, cede e transfere ao MUTUÁRIO a posse, domínio, direito e ação que possui sobre dito imóvel, os quais passam, assim, à plena propriedade e posse do MUTUÁRIO, obrigando-se aquele(s) pela evicção de direitos, que responde(m) por si, seus herdeiros e sucessores, bem como a fazer a presente venda sempre boa, firme e valiosa. CLÁUSULA QUINTA - DA ANUÊNCIA AOS TERMOS DO CONTRATO DE FINANCIAMENTO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RURAL. - O MUTUÁRIO anui aos termos do presente CONTRATO, com força de escritura pública, que deverá ser transcrito no Cartório de Registro de Imóveis competente, no prazo de 15 (quinze) dias, a partir de sua assinatura, para a aquisição do imóvel rural em todos os seus termos, por haver acordado, com o(s) VENDEDOR(ES). CLÁUSULA SEXTA - CONTRATO DE FINANCIAMENTO A União, por intermédio do AGENTE FINANCEIRO, concede ao MUTUÁRIO, com recursos do FUNDO, um financiamento no montante de R$ (citar o valor por extenso), em moeda corrente, na forma prevista na CLÁUSULA SÉTIMA. O financiamento será destinado ao pagamento dos seguintes investimentos e despesas: a) aquisição do imóvel, com todas as benfeitorias, conforme descrito na CLÁUSULA TERCEIRA; b) despesas com assistência técnica, tais como serviços de medição, incluindo topografia e georreferenciamento; c) realização de investimentos básicos Subprojeto de Investimento Básico - SIB (somente nos casos de financiamento pelas linhas Consolidação da Agricultura Familiar (CAF), Combate à Pobreza Rural individual CPR/SIB e Nossa Primeira Terra (NPT), conforme previsto no Regulamento do FUNDO, observadas as limitações definidas em Resolução do Conselho Monetário Nacional, doravante denominado apenas CMN, conforme dimensionado no Projeto de Financiamento e cujas despesas deverão ser autorizadas pela Unidade Técnica Estadual (UTE), doravante denominada UTE,

4 constituída pelo Estado de (citar o nome do Estado); d) despesas com tributos, emolumentos e custas cartorárias decorrentes do processo de aquisição do imóvel objeto deste CONTRATO. PARÁGRAFO PRIMEIRO - O imóvel e a infraestrutura, objetos do financiamento, serão destinados à família qualificada no Projeto de Financiamento, formulado pelo MUTUÁRIO e aprovado em todas as instâncias, obedecendo às diretrizes e normas do Regulamento Operativo do FUNDO, cujas condições o MUTUÁRIO declara conhecer e aceitar. PARÁGRAFO SEGUNDO - Na hipótese de irregular utilização do crédito com o propósito especulativo, de abandono do imóvel financiado, de cessação de exploração do imóvel ou de sua TRANSFERÊNCIA ou alienação sem anuência do credor, assim como quaisquer outras irregularidades consideradas como intencionais ou injustificáveis ou de descumprimento de qualquer outra obrigação decorrente deste CONTRATO, além de acarretar vencimento antecipado do financiamento, inscrição em Dívida Ativa da União e execução judicial, será o MUTUÁRIO declarado inadimplente e inabilitado para participar de qualquer outro programa do MDA. CLÁUSULA SÉTIMA - CONDIÇÕES E FORMA DE DESEMBOLSO DO CRÉDITO - O crédito ora concedido será desembolsado após a demarcação topográfica da terra, assinatura e registro deste CONTRATO no Cartório de Registro de Imóveis competente, da seguinte forma: a) O valor destinado à aquisição do imóvel rural e benfeitorias existentes será liberado em sua totalidade diretamente na conta do(s) VENDEDOR(ES), com trânsito obrigatório na conta vinculada ao financiamento; b) O valor referente a tributos, serviços de mediação, incluindo topografia e georreferenciamento, emolumentos cartorários decorrentes deste CONTRATO poderão ser incluídas neste financiamento, conforme Decreto Lei n.º 8.025, de 06 de junho de 2013 e disposições da Resolução nº 4.245, de 28 de junho de 2013, do CMN; c) (Somente para as Linhas de Financiamentos CAF, CPR/SIB e NPT) O valor referente à realização dos investimentos básicos será liberado em parcelas, na conta corrente do MUTUÁRIO, com trânsito obrigatório pela conta vinculada ao financiamento, mediante autorização da UTE. (Somente para as Linhas de Financiamentos CAF, CPR/SIB e NPT) O valor referente à assistência técnica, (caso contemplada por este CONTRATO em conformidade com o PROJETO enviado para o AGENTE FINANCEIRO pela UTE), será liberado em cinco (05) parcelas anuais a partir do 1º (primeiro) ano de vigência do CONTRATO de Financiamento, diretamente à Empresa responsável pela prestação dos serviços, com trânsito obrigatório pela conta vinculada ao financiamento, mediante autorização da UTE; d) (Somente para a Linha de Financiamento CPR com Subprojeto de Investimentos Comunitários CPR/SIC) O valor referente à assistência técnica, (caso contemplada por este CONTRATO em conformidade com o PROJETO enviado para o AGENTE FINANCEIRO pela UTE) será liberado em três (03) parcelas anuais a partir do 3º (terceiro) ano de vigência do CONTRATO de Financiamento, diretamente à Empresa responsável pela prestação dos serviços, com trânsito obrigatório pela conta vinculada ao financiamento, mediante autorização da UTE. CLÁUSULA OITAVA - ENCARGOS FINANCEIROS - Sobre os valores lançados na conta vinculada ao presente financiamento, bem como o saldo devedor daí decorrente, incidirão juros a taxa efetiva de X% (por extenso) ao ano, conforme Resolução do CMN n 4.177, de 7 de janeiro de 2013 e suas sucedâneas, calculados por dias corridos, com base na

5 taxa equivalente diária, ano civil 365 ou 366 (trezentos e sessenta e cinco ou trezentos e sessenta e seis) dias, debitados e capitalizados mensalmente, na data base, inclusive durante o período de carência, nas amortizações, no vencimento e na liquidação da dívida. Referidos juros serão exigidos juntamente com as parcelas de principal, calculados e capitalizados até o dia da efetiva amortização. PARÁGRAFO PRIMEIRO - Para efeito do disposto nesta CLÁUSULA, considera-se data base, em cada mês, o dia correspondente ao do vencimento da operação. PARÁGRAFO SEGUNDO - Nos meses em que não existir a data base da operação, o débito será efetuado no último dia do referido mês. PARÁGRADO TERCEIRO - Os encargos financeiros previstos no caput poderão ser revistos anualmente, pelo CMN, até o limite de 12% ao ano. CLÁUSULA NONA - ENCARGOS POR INADIMPLEMENTO - Ocorrendo impontualidade do MUTUÁRIO no pagamento de qualquer obrigação financeira (principal e/ou acessória) estipulada neste CONTRATO, permanecerão incidindo sobre a dívida os encargos integrais previstos na CLÁUSULA OITAVA, perdendo o MUTUÁRIO o direito ao bônus previsto na CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA. CLÁUSULA DÉCIMA - FORMA DE PAGAMENTO - O valor financiado de R$ (por extenso) será pago pelo MUTUÁRIO no prazo de (por extenso) anos, considerando o período de carência de 36 (trinta e seis) meses, em (por extenso) parcelas integrais, anuais e sucessivas, cada uma no valor nominal de R$ (por extenso) acrescidas dos juros e acessórios calculados pela divisão do total de juros acumulados até a data do pagamento pela quantidade de parcelas restantes. PARÁGRAFO PRIMEIRO - Qualquer recebimento das prestações fora dos prazos avençados constituirá mera tolerância que não afetará de forma alguma a data de seus respectivos vencimentos ou as demais cláusulas e condições deste CONTRATO, nem importará novação ou modificação do ajustado, imputando-se ao pagamento do débito, o valor recebido obrigatoriamente na seguinte ordem: parcelas vencidas e parcelas vincendas. A quitação da dívida resultante deste CONTRATO dar-se-á após a quitação do saldo devedor das parcelas descritas no caput. PARÁGRAFO SEGUNDO - A data de vencimento das parcelas ocorrerá no dd/mm de cada ano (definir a data do vencimento das parcelas em função do aniversário do Contrato ou, a pedido do mutuário, de acordo com seu planejamento de safra, respeitado o prazo de até 36 meses de carência para vencimento da primeira parcela e até 20 anos para pagamento da última parcela), vencendo-se a primeira parcela em dd/mm/aaaa e a última em dd/mm/aaaa, obrigando-se o MUTUÁRIO a liquidar, com a última parcela, o saldo devedor do financiamento decorrente deste CONTRATO. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - BÔNUS DE ADIMPLÊNCIA I - BÔNUS FIXO: sobre o principal e os encargos financeiros de cada parcela, quando os pagamentos forem efetuados até os respectivos vencimentos, o MUTUÁRIO fará jus a um bônus fixo de adimplência de X% (por extenso), conforme estabelecido no item 1, alínea e, inciso I do Anexo à Resolução BCB nº 4.177, de 7 de janeiro de 2013; II BÔNUS ADICIONAL (adicionar este inciso se o valor de aquisição do imóvel for

6 inferior a 10% (dez por cento) do valor de referência definido para cada região e comunicado ao Agente Financeiro pela UTE Estadual ou Regional, na forma estabelecida no Regulamento Operativo do FUNDO). Sobre o principal e os encargos financeiros de cada parcela, o MUTUÁRIO fará jus a bônus adicional de adimplência de 10% (dez por cento), conforme estabelecido no inciso II, alínea e, item 1 do Anexo à Resolução BCB nº 4.177, de 7 de janeiro de PARÁGRAFO ÚNICO - A soma dos bônus de adimplência (fixo e adicional) não poderá exceder o valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) por parcela anual de amortização do financiamento, conforme definido na Resolução BCB nº 4.177, de 7 de janeiro de CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - AMORTIZAÇÃO E LIQUIDAÇÃO ANTECIPADA - O MUTUÁRIO poderá amortizar ou liquidar antecipadamente o saldo devedor do presente CONTRATO, nele incluídos os juros calculados pro-rata temporis até a data da efetiva amortização. PARÁGRAFO PRIMEIRO - Em caso de antecipação do pagamento da parcela após o oitavo ano da efetivação deste CONTRATO além dos bônus tratados na CLÁUSULA DECIMA PRIMEIRA, o órgão gestor do FUNDO concederá, na forma estabelecida no regulamento operativo, descontos de 6 % a.a. (seis por cento ao ano), aplicáveis sobre o valor da parcela antecipada, calculados pro rata pelos dias da antecipação, respeitando o limite de desconto de 50% (cinquenta por cento) sobre o valor de cada parcela, observado o PARÁGRAFO SEGUNDO da CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA. PARÁGRAFO SEGUNDO Durante o prazo de 10 (dez) anos, a contar da data de formalização deste CONTRATO, mesmo havendo a quitação total deste financiamento, o imóvel e os bens adquiridos ou constituídos só poderão ser transferidos ou alienados, com anuência da UTE, para quem se enquadrar como beneficiário na forma do regulamento operativo do FUNDO, exceto nos casos aprovados pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável, doravante denominado CEDRS, e pelo MDA. CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - ALIENAÇÃO OU TRANSFERÊNCIA DO FINANCIAMENTO OU DOS BENS FINANCIADOS - O MUTUÁRIO poderá repassar a propriedade do imóvel e das benfeitorias e o financiamento ora concedido a quem se enquadrar como beneficiário, na forma prevista no regulamento operativo do Fundo, e com a expressa anuência do CEDRS e do MDA. CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - VENCIMENTO ANTECIPADO - Na hipótese de irregular utilização do crédito com o propósito especulativo, sem ânimo de produção, de abandono do imóvel financiado, de cessação de exploração do imóvel, ou de sua alienação sem prévia e expressa autorização pelo CEDRS e pelo MDA, assim como quaisquer outras irregularidades consideradas como intencionais ou injustificáveis e/ou descumprimento de qualquer outra obrigação decorrente deste CONTRATO, poderá o AGENTE FINANCEIRO, por iniciativa própria em caso de inadimplência ou mediante provocação da UTE, conforme estabelecido na Norma de Execução nº 01 de 26 de junho de 2011, considerar vencido este CONTRATO, independentemente de qualquer aviso ou interpelação judicial ou extrajudicial, e exigir o saldo devedor dele resultante que será sempre líquido e certo, ficando o MUTUÁRIO inabilitado para obtenção de novos créditos. CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - MULTA LEGAL/PENA CONVENCIONAL/HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - Caso tenha-se que recorrer aos meios judiciais para reaver os créditos inadimplidos será cobrado do MUTUÁRIO os valores estabelecidos pela Procuradoria

7 Geral da Fazenda Nacional - PGFN pelos débitos inscritos em Dívida Ativa da União - DAU. CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - OBRIGAÇÕES ESPECIAIS - O MUTUÁRIO obriga-se a: a) bem administrar e conservar os bens gravados e explorar economicamente o imóvel descrito na CLÁUSULA PRIMEIRA; b) efetuar, nas épocas próprias, o pagamento de impostos, taxas e outros tributos a que estiverem obrigados por força de lei; c) não gravar, vender, alienar, ceder ou transferir a terceiros, nem remover, sem autorização escrita da UTE, com anuência prévia do CEDRS e do MDA, os bens constitutivos da garantia; d) cumprir rigorosamente a legislação específica sobre a preservação ambiental; e) explorar efetiva e diretamente, sob o regime de economia familiar, o imóvel objeto deste financiamento; f) residir no imóvel objeto deste financiamento ou em local de onde possa acessá-lo para a jornada diária; g) cumprir as normas gerais do Regulamento Operativo do Fundo de Terras. CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - OUTRAS OBRIGAÇÕES - O AGENTE FINANCEIRO e o MUTUÁRIO convencionam, ainda, por este CONTRATO, o seguinte: a) o MUTUÁRIO não poderá contratar, com outra instituição financeira, financiamento rural para cobertura de itens orçamentários já atendidos no presente CONTRATO, tendo em vista o disposto no art. 39 do Regulamento que institucionaliza o Crédito Rural, aprovado pelo Decreto nº , de 10 de maio de 1966; b) nos termos do art. 13º do Regulamento da Lei que institucionaliza o Crédito Rural, aprovado pelo Decreto nº , de 10 de maio de 1966, o MUTUÁRIO se obriga a facilitar à UTE, ao MDA e aos Órgãos Fiscalizadores da União, a mais ampla fiscalização da aplicação das quantias levantadas, exibindo, inclusive, os elementos que lhes forem exigidos, podendo a UTE, o MDA e os Órgãos Fiscalizadores da União, por meio de seus prepostos, percorrer todas as dependências do imóvel vinculado a este CONTRATO, a fim de verificar a situação das garantias e a regularidade da exploração do bem; c) a abstenção do exercício por parte da UTE, do MDA e do AGENTE FINANCEIRO, de quaisquer direitos ou faculdades que lhes assistam ou a concordância com atrasos no cumprimento das obrigações do MUTUÁRIO não afetará aqueles direitos ou faculdades que poderão ser exercidos a qualquer tempo, a seu exclusivo critério, e não alterará, de nenhum modo, as condições estipuladas neste CONTRATO, nem obrigará o AGENTE FINANCEIRO relativamente a inadimplementos futuros; CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO - O MUTUÁRIO, em consequência do financiamento ora concedido será acompanhado e fiscalizado pela UTE e pelo MDA. O AGENTE FINANCEIRO fica responsável pelo controle e acompanhamento financeiro do referido financiamento, sem qualquer obrigação relativa ao sucesso ou condução do empreendimento. CLÁUSULA DÉCIMA NONA - FORNECIMENTO DE INFORMAÇÕES - Fica o AGENTE FINANCEIRO autorizado, em caráter irrevogável e irretratável, a fornecer ao FUNDO, a UTE e ao MDA todas as informações e dados, tais como valores de saldo devedor, principal e encargos, prazos, bens vinculados em garantia relativos à operação objeto do presente CONTRATO, em cumprimento às disposições de administração e controle e prestação de contas dos recursos do FUNDO, respeitado o sigilo bancário.

8 CLÁUSULA VIGÉSIMA - PRAÇA DE PAGAMENTO/FORO DE ELEICÃO - O lugar do pagamento é o da agência do AGENTE FINANCEIRO nesta praça, cujo juízo federal jurisdicionante será o competente para dirimir eventuais questões decorrentes deste CONTRATO. A UNIÃO, entretanto, poderá optar pelo juízo federal do domicílio do MUTUÁRIO ou do local do imóvel. CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA - CENTRAL DE RISCO - O MUTUÁRIO autoriza o AGENTE FINANCEIRO, em caráter irretratável e irrevogável, a: a) fornecer ao Banco Central do Brasil, para fins de composição da Central de Risco de Crédito do SISBACEN e nos termos da legislação em vigor, todas as informações relativas a este financiamento; b) consultar, na Central de Risco de Crédito do SISBACEN, sobre todos os financiamentos de sua titularidade, mantidos no AGENTE FINANCEIRO ou em qualquer instituição financeira. CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA DAS OBRIGAÇÕES DOS HERDEIROS O MUTUÁRIO obriga-se, por si, seus herdeiros e sucessores, a pagar o saldo devedor do financiamento em caso de morte. CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA - DA HIPOTECA - Para garantia do principal e encargos da dívida com o FUNDO, o MUTUÁRIO dá em primeiro e especial grau de hipoteca, o imóvel descrito na CLÁUSULA PRIMEIRA deste CONTRATO, compreendendo a terra e respectivas construções, benfeitorias e demais acessórios existentes no valor do financiamento constante da CLÁUSULA SEXTA. PARÁGRAFO ÚNICO - A hipoteca referida nesta cláusula deverá ser registrada junto ao Cartório de Registro de Imóveis competente, à margem da respectiva matrícula do imóvel hipotecado, e terá como beneficiária a UNIÃO, por intermédio do MDA, CNPJ nº / , observando-se que os recursos obtidos de eventual ação judicial serão revertidos em favor do FUNDO. OBS: No caso de Pessoa Física, suprimir a Cláusula abaixo, renumerando as seguintes: CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA - CERTIDÃO - O MUTUÁRIO apresentou previamente à assinatura deste CONTRATO, a Certidão Negativa de Débito - CND, fornecida pelo Instituto Nacional de Seguro Social- INSS, série, nº, emitida em dd/mm/aaaa conforme disposto no art. 47 da Lei 8.212, de 24 de julho de 1991 c/c art. 10 da Lei nº 8.870, de 15 de abril de 1994, e, Certidão Negativa de Débito - CND, relativa ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, expedida pela Caixa Econômica Federal - CEF, conforme disposto na Lei nº 9.012, de 30 de março de E, por estarem justas e contratadas as partes e testemunhas assinam o presente CONTRATO, com reconhecimento das respectivas firmas, conforme segue:, de de

9 VENDEDOR CÔNJUGE/VENDEDOR COMPRADOR/FINANCIADO CÔNJUGE COMPRADOR/FINANCIADO UNIÃO TESTEMUNHAS: Nome: CI: CPF: Nome: CI: CPF:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA CONTRATO DE FINACIAMENTO/PACTO ADJETO DE HIPOTECA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA CONTRATO DE FINACIAMENTO/PACTO ADJETO DE HIPOTECA INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA CONTRATO DE FINACIAMENTO/PACTO ADJETO DE HIPOTECA INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

Leia mais

CRÉDITO FUNDIÁRIO MINUTA A SER UTILIZADA PARA FORMALIZAÇÃO DE INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO

CRÉDITO FUNDIÁRIO MINUTA A SER UTILIZADA PARA FORMALIZAÇÃO DE INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO CRÉDITO FUNDIÁRIO MINUTA A SER UTILIZADA PARA FORMALIZAÇÃO DE INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO INSTRUMENTO PARTICULAR COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL, DE ASSUNÇÃO

Leia mais

CRÉDITO FUNDIÁRIO INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO

CRÉDITO FUNDIÁRIO INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO CRÉDITO FUNDIÁRIO INDIVIDUALIZAÇÃO COMPRA E VENDA DESMEMBRAMENTO MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR COM FORÇA DE ESCRITURA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA/CONTRATO DE FINANCIAMENTO/ASSUNÇÃO DE DÍVIDA E SUB-ROGAÇÃO

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL (razão social do devedor), com inscrição no CNPJ nº, devidamente representada por (nome e qualificação do representante), DECLARA, para os fins da RN

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA TERMO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL QUE ENTRE SI FAZEM A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - FUNIARP E. Na forma abaixo: FUNDAÇÃO

Leia mais

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o 5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS AVENÇAS PARTES CONTRATANTES COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o n.... e no RG sob o n...., residente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.177, DE 7 DE JANEIRO DE 2013 Altera as normas para contratação das operações de crédito fundiário ao amparo do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, de que trata a Seção 1 do Capítulo 12

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer as condições, critérios e normas de concessão de Empréstimo Pessoal aos participantes da PREVICEL Previdência Privada da CELEPAR, obedecendo as disposições legais vigentes sobre

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado de

Leia mais

ANEXO 9 Condições Mínimas do BNDES para Aprovação do Plano

ANEXO 9 Condições Mínimas do BNDES para Aprovação do Plano ANEXO 9 Condições Mínimas do BNDES para Aprovação do Plano A - PRÉVIAS: 1. Apresentação de petição conjunta formulada pelos Interessados e pelo BNDES, com a anuência do Administrador Judicial, protocolizada

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIAS EM FAVOR DE FIADOR PARA GARANTIR CRÉDITOS DECORRENTES DE FIANÇA

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIAS EM FAVOR DE FIADOR PARA GARANTIR CRÉDITOS DECORRENTES DE FIANÇA Pelo presente instrumento, as partes: A BANCO BRADESCO S.A., com sede na Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco SP, inscrito no CNPJ/MF sob nº 60.746.948/0001 12, doravante denominado FIADOR; B...,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARA DESCONTO DE CHEQUES - PESSOAS JURÍDICAS

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARA DESCONTO DE CHEQUES - PESSOAS JURÍDICAS CLÁUSULAS GERAIS que regem o Contrato de Abertura de Crédito para Desconto de Cheques Pessoas Jurídicas, tendo de um lado o BRB - BANCO DE BRASÍLIA S.A., com sede em Brasília, Capital Federal, inscrito

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

Atendimento das 08:00 hs. às 15:00 hs. CNPJ 01.530.136/0001-76 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO. Cooperado. Matrícula R.G. CPF

Atendimento das 08:00 hs. às 15:00 hs. CNPJ 01.530.136/0001-76 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO. Cooperado. Matrícula R.G. CPF COOPERARATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS FUNCIONÁRIOS DA CPTM Rua Zuma de Sá Fernandes, 360 - Térreo - Presidente Altino - Osasco - SP - CEP 06213-040 Telefones: 3689-9166 / 3652-2600 - Ramais 2771

Leia mais

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Sugestão de Contrato de Promessa de Compra e Venda de Imóvel MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Pelo presente instrumento de promessa de compra e venda, de um lado como promitente

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO PARA CAPITAL DE GIRO PESSOAS JURÍDICAS

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO PARA CAPITAL DE GIRO PESSOAS JURÍDICAS CLÁUSULAS GERAIS que regem o Contrato de Abertura de Crédito Parcelado para Capital de Giro Pessoas Jurídicas, tendo de um lado o BRB - BANCO DE BRASÍLIA S.A., com sede em Brasília, Capital Federal, inscrito

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO PÁGINA 1/7 CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Dados do Contratante Nome: CPF: - Carteira de Identidade: Órgão: Matrícula: - Endereço: Bairro: Cidade: UF: CEP: - Estado Civil: Profissão: Empresa: Lotação: Banco: Agência:

Leia mais

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo.

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo. Folha 1 DE 6 Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus participantes na forma do seu Regulamento Básico. Fundação

Leia mais

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem:

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE CREDINÂMICO FUNCEF 13º SALÁRIO QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: A FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL Por meio deste instrumento de contrato particular pelo qual: De um lado NOME PROPRIETÁRIO(OS), brasileiro, comerciário, solteiro, RG SSP/SP, CPF,

Leia mais

Contrato de Crédito Direto CAIXA - Pessoa Física

Contrato de Crédito Direto CAIXA - Pessoa Física CLÁUSULAS GERAIS CLÁUSULA PRIMEIRA - A CAIXA disponibiliza e o(s) CREDITADO(S) aceita(m) os valores de referência, sujeitos a confirmação até a data da efetivação da operação, observadas as normas operacionais

Leia mais

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA RGI N: ESCRITURA DE COMPRA E VENDA VENDEDOR: COMPRADORA: IMÓVEL: VALOR DA VENDA E COMPRA: R$ VALOR VENAL DE REFERÊNCIA: R$ INSCRIÇÃO CADASTRAL: S A I B A M quantos esta pública escritura virem aos ----

Leia mais

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL, entidade fechada de previdência complementar, com sede na Praia de Botafogo, nº

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: PROMITENTE VENDEDOR ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São

Leia mais

2. inadimplência na data de publicação desta Resolução, contratadas até 30 de junho de 2010;

2. inadimplência na data de publicação desta Resolução, contratadas até 30 de junho de 2010; RESOLUÇÃO Nº 4.028, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011 Autoriza a composição de dívidas e a renegociação de operações de crédito rural, no âmbito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Leia mais

Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank

Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank CONSIDERANDO QUE: i) A empresa para a qual o MUTUÁRIO trabalha ( EMPREGADOR ) celebrou com o MUTUANTE (BANCO CITIBANK S.A.) Convênio

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL MODALIDADE PRESTAÇÕES PÓS FIXADAS Nº. 02/2015

NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL MODALIDADE PRESTAÇÕES PÓS FIXADAS Nº. 02/2015 NORMA PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL MODALIDADE PRESTAÇÕES PÓS FIXADAS Nº. 02/2015 1. DA FINALIDADE Esta Norma dispõe sobre a concessão de Empréstimo Pessoal Modalidade Prestações Pós Fixadas pelo

Leia mais

CECM DOS EMPREGADOS DA EMBRAPA E DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E ÓRGÃOS VINCULADOS LTDA. - SICOOB AGROAMBIENTAL

CECM DOS EMPREGADOS DA EMBRAPA E DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E ÓRGÃOS VINCULADOS LTDA. - SICOOB AGROAMBIENTAL CONTRATO DE MÚTUO ACORDO MÉDICO-HOSPITALAR OU ODONTOLÓGICO, Nº, QUE FAZEM ENTRE SI A CECM DOS EMPREGADOS DA EMBRAPA E DOS SERVIDORES DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE E ÓRGÃOS VINCULADOS LTDA. - SICOOB AGROAMBIENTAL

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA Capítulo I Da Finalidade Artigo 1 - O presente Regulamento de Empréstimo Pessoal, doravante denominado Regulamento, tem por finalidade definir normas

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: I - de um lado, na qualidade de Promitente VENDEDORA, a FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL DO BANCO ECONÔMICO S/A-ECOS,

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO PARA USO DA COOPERATIVA CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO Contrato nº Sist./Regional: Percentual de Capitalização % Conta Capital R$ Data do Crédito do Emp.: / / Valor da Prim. Parcela R$ Venc.da

Leia mais

LEI Nº 3.601 DE 11 DE AGOSTO DE 2009

LEI Nº 3.601 DE 11 DE AGOSTO DE 2009 LEI Nº 3.601 DE 11 DE AGOSTO DE 2009 ALTERA dispositivos da Lei Municipal nº 3.194, de 03 de janeiro de 2006, que dispõe sobre a política habitacional de interesse social do Município, voltada para a população

Leia mais

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados.

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E ENVIO DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO ELETRÔNICO Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. página 1/5 -

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Imóveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 18 DE SETEMBRO DE 2014)

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 18 DE SETEMBRO DE 2014) NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 18 DE SETEMBRO DE 2014) NORMATIVO PERMANENTE DISPOSTO NO MCR 2.6.9 e MCR 10.1.24 a 26 MCR 2.6.9 Permanente Parcelas a vencer/ operações

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO -

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - 1 LOTE Nº: I PROMITENTE VENDEDOR II PROMITENTE COMPRADOR III IMÓVEL A SITUAÇÃO DO IMÓVEL ( ) OCUPADO ( ) DESOCUPADO ( ) FRAÇÃO IDEAL IV

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO Valor: R$...000,00 Pelo presente instrumento particular de promessa de compra e venda de apartamento em construção, entre

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS QUADRO RESUMO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS QUADRO RESUMO INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS Leilão de nº leilão Data do leilão data Lote nº lote 1. PARTES QUADRO RESUMO VENDEDOR NOME DO VENDEDOR, com sede em Cidade-UF, na Endereço,

Leia mais

SÉTIMO TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL, COMO SEGUE:

SÉTIMO TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL, COMO SEGUE: CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL SÉTIMO TERMO DE ADITAMENTO AO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL, COMO SEGUE: Partes - BANCO MERCANTIL DO BRASIL S.A., com sede na Rua Rio de Janeiro, nº 654, Centro,

Leia mais

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 19 DE DEZEMBRO DE 2014)

NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 19 DE DEZEMBRO DE 2014) NORMATIVOS SOBRE DÍVIDAS DO CRÉDITO RURAL DO PRONAF (VIGENTES EM 19 DE DEZEMBRO DE 2014) NORMATIVO PERMANENTE DISPOSTO NO MCR 2.6.9 e MCR 10.1.24 a 26 MCR 2.6.9 Permanente Parcelas a vencer/ operações

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN N 523/2013

RESOLUÇÃO CFN N 523/2013 Página 1 de 7 RESOLUÇÃO CFN N 523/2013 Institui, no âmbito do Sistema CFN/CRN, o Programa Nacional de Recuperação de Créditos (PNRC), autoriza a redução de encargos sobre dívidas em conciliação judicial

Leia mais

E, matrícula, inscrito no CPF sob o n.º doravante denominado MUTUÁRIO.

E, matrícula, inscrito no CPF sob o n.º doravante denominado MUTUÁRIO. CONTRATO DE MÚTUO, EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE NOVO CREDINÂMICO FUNCEF VARIÁVEL QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: A FUNDAÇÃO

Leia mais

Valor do financiamento em R$ Data da assinatura Data do vencimento

Valor do financiamento em R$ Data da assinatura Data do vencimento Valor do financiamento em R$ Data da assinatura Data do vencimento Pelo presente instrumento particular com força de escritura pública, nos termos do artigo 61 e parágrafos da Lei nº 4.380, de 21.08.64,

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO PARCELADO CLÁUSULAS GERAIS que regem o Contrato de Abertura de Crédito Parcelado, tendo de um lado o BRB - BANCO DE BRASÍLIA S.A., com sede em Brasília, Capital Federal, inscrito no CNPJ/MF sob o número 00.000.208/0001-00,

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM AMORTIZAÇÃO MEDIANTE CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO - NÃO CORRENTISTA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM AMORTIZAÇÃO MEDIANTE CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO - NÃO CORRENTISTA CLÁUSULAS GERAIS que regem o presente Contrato de Empréstimo com Amortização Mediante Consignação em Folha de Pagamento - Não Correntista, tendo de um lado o Banco do Brasil S.A., com sede em Brasília,

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO São partes neste instrumento: I CORRETORA: CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NO MERCADO A TERMO ALFA CORRETORA DE CÂMBIO E VALORES MOBILIÁRIOS S.A., com sede no Município de São Paulo, Estado de São

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO LEI Nº 1552, DE 18 DE AGOSTO DE 2011. Disciplina a dação em pagamento de obras, serviços e bem móvel como forma de extinção da obrigação tributária no Município de Codó, prevista no inciso XI do artigo

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO ROTATIVO EM CONTA CORRENTE PESSOA JURÍDICA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO ROTATIVO EM CONTA CORRENTE PESSOA JURÍDICA CLÁUSULAS GERAIS que regem o Contrato de Abertura de Crédito Rotativo em Conta Corrente, tendo de um lado o BRB Banco de Brasília S.A., com sede em Brasília, Distrito Federal, inscrito no CNPJ sob o número

Leia mais

Credfaz Servidor Federal

Credfaz Servidor Federal COOPERATIVA DE CRÉDITO DO SERVIDOR FEDERAL LTDA. SICOOB CREDFAZ SERVIDOR FEDERAL Credfaz Servidor Federal Edifício CREDFAZ - SCS - Quadra 05 Bloco C - Ent. 165/9 - CEP 70305-921 - Brasília - Fone: 61 3035

Leia mais

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA.

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. Índice Capítulo I Da Carteira de Empréstimo Simples... 3 Capítulo II Dos Recursos

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR AEX Nº 007/2015, de 22 de junho de 2015.

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR AEX Nº 007/2015, de 22 de junho de 2015. BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR AEX Nº 007/2015, de 22 de junho de 2015. Ref.: Circular AEX nº 001/2015, de 30 de janeiro de 2015. Ass.: Alteração das Normas Operacionais

Leia mais

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhado pela UTE ao Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - -

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhado pela UTE ao Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - - UTE INFORMAÇÕES PARA CONTATO: NOME: TELEFONE: ( ) EMAIL: AGENTE FINANCEIRO DE ENCAMINHAMENTO DA PROPOSTA: ( ) BANCO DO BRASIL ( ) BANCO DO NORDESTE ( ) CAIXA ECONÔMICA FEDERAL LINHA DE FINANCIAMENTO: (

Leia mais

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI O INSTITUTO FELIX GUATTARI, organização não governamental (ONG), declarada de utilidade pública estadual, devidamente inscrita

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CREDI-RÁPIDO CLIENTE - 1º TITULAR CPF CÓD. DA AGÊNCIA CLIENTE - 2º TITULAR CPF NÚMERO DA CONTA CLÁUSULAS GERAIS, que regem o Contrato de Abertura de Credi-Rápido, que são

Leia mais

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1.1 COMPROMISSO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA (Modelo 1) Pelo presente instrumento particular, entre partes, como promitentes vendedores, doravante denominados

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES:

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES: <identificação dos vendedores, nome endereço cpf cgc etc> CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA PROMITENTES VENDEDORES: PROMITENTES COMPRADORES:

Leia mais

A sistemática dos financiamentos sujeitos à TJ-462 será a mesma vigente para a TJLP, inclusive no que se refere à:

A sistemática dos financiamentos sujeitos à TJ-462 será a mesma vigente para a TJLP, inclusive no que se refere à: Capítulo II CONDIÇÕES GERAIS 1. SISTEMÁTICA DE CÁLCULO DOS JUROS. Os juros, aí considerados o Custo Financeiro, a Remuneração do BNDES e a Remuneração do Agente Financeiro, serão calculados sobre o saldo

Leia mais

Cédula de Crédito Bancário com Pagamento por Consignação em Folha - INSS

Cédula de Crédito Bancário com Pagamento por Consignação em Folha - INSS BANCO BGN S.A. Matriz Recife Rua do Imperador Dom Pedro II, 491-3ºandar. Bairro Santo Antonio - CEP 50010-240 Recife - PE - Brasil Cédula de Crédito Bancário com Pagamento por Consignação em Folha - INSS

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA PUBLICADO NO DOU DE 06/02 SEÇÃO 1, PÁG. 53 Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 Disciplina o parcelamento do valor correspondente à

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples.

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES 1 OBJETIVO 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. 2 CONCESSÃO 2.1 O empréstimo simples poderá ser concedido exclusivamente

Leia mais

Produtores rurais de arroz, pessoa física ou jurídica, com sede e administração no país, inclusive cooperativas.

Produtores rurais de arroz, pessoa física ou jurídica, com sede e administração no país, inclusive cooperativas. CIRCULAR Nº 02/2013-BNDES Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 2013. Ref.: Produto BNDES Automático Ass.: Programa BNDES para Composição de Dívidas Decorrentes de Operações de Crédito de Investimento Rural

Leia mais

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO O pagamento deverá ser a vista para os imóveis arrematados por qualquer valor, com pagamento no ato da arrematação. Sobre o valor do arremate,

Leia mais

IF 011 01 CRÉDITO AO PARTICIPANTE PARA INTEGRALIZAÇÃO DE RESERVA PREVIDENCIÁRIA

IF 011 01 CRÉDITO AO PARTICIPANTE PARA INTEGRALIZAÇÃO DE RESERVA PREVIDENCIÁRIA CRÉDITO AO PARTICIPANTE PARA INTEGRALIZAÇÃO DE RESERVA PREVIDENCIÁRIA SUMÁRIO DA NORMA 1 OBJETIVO,1 2 DEFINIÇÕES,1 2.1 SIGLAS E ABREVIATURAS,1 2.2 CONCEITOS,1 2.3 PALAVRAS-CHAVES,1 3 NORMAS,1 3.1 CAMPO

Leia mais

Condições a serem observadas pelos Agentes Financeiros na contratação das operações com as BENEFICIÁRIAS FINAIS, lastreadas com recursos da FINAME

Condições a serem observadas pelos Agentes Financeiros na contratação das operações com as BENEFICIÁRIAS FINAIS, lastreadas com recursos da FINAME (TJLP) Anexo IX à Circular nº 197, de 18.08.2006 (Alterado pela Circular SUP/AOI nº 14/2015-BNDES, de 08.05.2015) Condições a serem observadas pelos Agentes Financeiros na contratação das operações com

Leia mais

Qualquer alteração do prazo de entrega dependerá de prévia e expressa aprovação, por escrito, da COPASA MG.

Qualquer alteração do prazo de entrega dependerá de prévia e expressa aprovação, por escrito, da COPASA MG. CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTOS QUE ENTRE SI FAZEM A COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS- COPASA MG, SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA, COM SEDE EM BELO HORIZONTE MG, INSCRITA NO C.N.P.J DO M.F.

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: CEDENTE ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São Paulo -SP, na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, nº 100 Torre Olavo Setubal,

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 1 TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 Termo Doacao 0003 IDM Pelo presente termo de doação de imóvel com encargos, de um lado o Município de Xanxerê, com sede na cidade de Xanxerê, Estado

Leia mais

ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA

ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA Lote nº Data do Leilão: / / I PROMITENTE VENDEDOR: RAZÃO SOCIAL, com sede na Capital do Estado

Leia mais

Contrato de Financiamento de Bens e/ou Serviços com Garantia de Alienação Fiduciária de Bens Móveis

Contrato de Financiamento de Bens e/ou Serviços com Garantia de Alienação Fiduciária de Bens Móveis Contrato de Financiamento de Bens e/ou Serviços com Garantia de Alienação Fiduciária de Bens Móveis Pelo presente Contrato de Financiamento de Bens e/ou Serviços com Garantia de Alienação Fiduciária de

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1 CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA I PARTES: a) Sócia 2, doravante denominada simplesmente PROMITENTE VENDEDOR CEDENTE;

Leia mais

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhada pela UTE para o Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - -

Relação de Documentos OBRIGATÓRIOS a ser encaminhada pela UTE para o Agente Financeiro UTE CÓDIGO DA PROPOSTA - - UTE INFORMAÇÕES PARA CONTATO: NOME: TELEFONES: ( ) EMAIL: AGENTE FINANCEIRO DE ENCAMINHAMENTO DA PROPOSTA: ( ) BANCO DO BRASIL ( ) BANCO DO NORDESTE ( ) CAIXA ECONÔMICA FEDERAL LINHA DE FINANCIAMENTO:

Leia mais

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física

Cédula de Crédito Bancário Abertura de Crédito Pessoa Física Cédula nº: Valor: Data da emissão: Data do vencimento: 1. EMITENTE(S): 1.1 Nome: 1.2 RG: 1.3 CPF/MF - CNPJ/MF: E os coemitentes, demais titulares da conta corrente ao final nomeados, todos qualificados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA Pelo presente instrumento de Promessa de Compra e Venda, de um lado, como PROMITENTE VENDEDORA, VILLAS DO ARRAIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., pessoa jurídica

Leia mais

CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA Por este instrumento e na melhor forma de direito, o BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A, com sede na Av. Pres Juscelino Kubitschek, 2041/2235A,

Leia mais

CIRCULAR Nº 110 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO

CIRCULAR Nº 110 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO CIRCULAR Nº 110 Regulamenta a Concessão e Manutenção de Empréstimos a Participantes e Assistidos da Fundação Banestes de Seguridade Social BANESES. 1. DA MODALIDADE E ENCARGOS FINANCEIROS DO EMPRÉSTIMO

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR

CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR CONTRATO PARTICULAR DE MÚTUO PARA CONCESSÃO FAAES- FUNDO DE APOIO AO ACADÊMICO DO ENSINO SUPERIOR CONTRATO (2013/2) MUTUANTE: ASSOCIAÇÃO JUINENSE DO ENSINO SUPERIOR DO VALE DO JURUENA - AJES, inscrita

Leia mais

MODELO CLÁUSULAS E CONDIÇOES DO CRÉDITO PESSOAL FLEXÍVEL

MODELO CLÁUSULAS E CONDIÇOES DO CRÉDITO PESSOAL FLEXÍVEL CLÁUSULAS E CONDIÇOES DO CRÉDITO PESSOAL FLEXÍVEL Por este instrumento e na melhor forma de direito, o BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A, com sede na Av. Juscelino Kubitschek, 2.235 São Paulo/SP, inscrito no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ PROCESSO 025/2014 - CREDENCIAMENTO Nº 001/2014 PREÂMBULO CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS CUJO OBJETO SERÁ O EMPRESTIMO PESSOAL COM DESCONTO EM FOLHA DE PAGAMENTO.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.322, DE 13 DE JULHO DE 2006. Mensagem de veto Conversão da MPv nº 285, de 2006 Dispõe sobre a renegociação de dívidas oriundas

Leia mais

Empreendimento: Lacqua Residencial.

Empreendimento: Lacqua Residencial. LACQUA RESIDENCIAL QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Lacqua Residencial. Localização:

Leia mais

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. Anexo III ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. A O S [ ] do mês de [ ] do ano de dois mil e oito (2008), nesta Cidade

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Que fazem entre si, de um lado a SOCIEDADE EDUCACIONAL E EMPRESARIAL PHYSION LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob no. 06.190.520/0001-90, sediada na

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013 Altera a Resolução Normativa - RN 4, de 19 de abril de 2002, que dispõe sobre o parcelamento de débitos tributários e não tributários para com a

Leia mais

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo.

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo. CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VILA BRANCA QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Condomínio

Leia mais

matrícula, inscrito(a) no CPF sob o n.º

matrícula, inscrito(a) no CPF sob o n.º CONTRATO DE MÚTUO, EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE NOVO CREDINÂMICO FUNCEF VARIÁVEL QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: A FUNDAÇÃO

Leia mais

têm, entre si, justo e contratado o que se contém nas cláusulas seguintes:

têm, entre si, justo e contratado o que se contém nas cláusulas seguintes: CONTRATO DE FINANCIAMENTO MEDIANTE ABERTURA DE CRÉDITO 09.2.1070.1, QUE ENTRE SI FAZEM O BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES E O MUNICÍPIO DE MANAUS (AM) NA FORMA ABAIXO: O BANCO

Leia mais

VENDEDOR, DORAVENTE DENOMINADO SIMPLESMENTE - VENDEDOR(A,ES,AS): COMPRADOR FIDUCIANTE, DORAVANTE SIMPLESMENTE DENOMINADO - COMPRADOR(A,ES,AS):

VENDEDOR, DORAVENTE DENOMINADO SIMPLESMENTE - VENDEDOR(A,ES,AS): COMPRADOR FIDUCIANTE, DORAVANTE SIMPLESMENTE DENOMINADO - COMPRADOR(A,ES,AS): INSTRUMENTO PARTICULAR, COM EFEITO DE ESCRITURA PÚBLICA, DE COMPRA, VENDA E FINANCIAMENTO DE IMÓVEL, COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA, DE ACORDO COM AS NORMAS DO SISTEMA DE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

Leia mais

Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Bertioga Estado de São Paulo

Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Bertioga Estado de São Paulo RESOLUÇÃO Nº 02/13 /BERTPREV Dispõe sobre a celebração de Convênio entre o BERTPREV, o Banco do Brasil e a BB LEASING S.A., visando concessão de empréstimos pessoais, financiamentos de bens de consumo

Leia mais

CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO

CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO CLAÚSULAS E CONDIÇÕES DO EMPRÉSTIMO ANTECIPAÇÃO DO DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO Por este instrumento e na melhor forma de direito, o BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A, com sede na Rua Amador Bueno, nº 474, São Paulo/SP,

Leia mais

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS Pela presente CÉDULA DE CRÉDITO BANCARIO, doravante designada como CÉDULA, pagarei ao Banco Ibi S.A. Banco Múltiplo, com sede na Alameda Rio Negro, 585,

Leia mais

CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS N.º XXXX/XX

CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS N.º XXXX/XX Página 1 de 5 CONTRATO DE ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS N.º XXXX/XX Pelo presente Instrumento Particular, de um lado, como ADMINISTRADORA, a empresa VIVER NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS LTDA ME CRECI/RN sob o nº 2990

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: CEDENTE ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São Paulo SP, na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, nº 100 Torre Olavo Setubal,

Leia mais