Resultados do 2T15 Agosto, 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resultados do 2T15 Agosto, 2015"

Transcrição

1 Resultados do Agosto, 2015

2 Destaques Operacional Redução de 0,61 p.p. nas perdas totais no vs., totalizando 9,3% FEC de 3,50 vezes, 14,6% menor do que no ; DEC de 9,97 horas, 22,2% maior do que Investimentos totalizaram R$ 140,4 milhões no vs R$ 166,4 milhões no Receita Líquida registrada no de R$ milhões, alta de 21,1% em relação ao ¹ quando ajustado por ativos e passivos regulatórios Financeiro Despesas operacionais de R$ 490 milhões no, aumento de 21,9% em relação ao Ebitda ajustado² de R$ 296 milhões em vs R$ 327 milhões no Lucro líquido ajustado³ de R$ 48 milhões no vs R$ 72 milhões no Reconhecimento Primeira Distribuidora de Energia Elétrica nas Américas a obter a certificação ISO do Programa de Gestão de Ativos Ganhadora do Troféu Transparência 2015, que reconhece as melhores demonstrações financeiras no Brasil 1. Ajustado com ativo setorial líquido de R$ 631,9 milhões; 2. Ajustado por ativos e passivos regulatórios, previdência privada, ativo possivelmente inexistente e reclassificação de multas reg; 3. Ajustado por ativos e passivos regulatórios. 2

3 Eventos climáticos adversos em dez/14 e jan/15 refletem impacto do DEC; FEC mantém trajetória de redução Índice FEC dos últimos 12 meses foi de 3,50 vezes, e DEC de 9,97 horas Plano para recuperação dos indicadores de qualidade: mil podas, km de manutenção adicional de rede e instalação de 50 km de spacer cables DEC (últimos 12 meses) FEC (últimos 12 meses) 6,84 6,65 22% 6,36 8,64 8,49 8,29-15% 8,35 7,99 8,84 8,16 9,97 4,65 4,37 3,77 4,10 3, DEC (horas) Referência Aneel FEC (vezes) Referência Aneel 3

4 Ações de combate a perdas resultaram em redução de 0,61 p.p. nas perdas totais 10,8% de redução nas perdas não técnicas quando comparamos o ao Iniciativas de combate a perdas contribuíram com aproximadamente R$ 59,1 milhões no resultado da Companhia no Perdas Totais (% últimos 12 meses) 10,5 10,1 9,7 10,2 10,0 9,7 9,9-6% 9,3 6,1 6,1 6,1 6,1 5,9 4,1 3,9 3,6 3,7 3, Perdas técnicas¹ Perdas não técnicas Referência Aneel² 1. Valores estimados pela Companhia para torná-los comparáveis ao referencial para perdas não técnicas do mercado de baixa tensão determinado pela Aneel; 2. Referência Aneel de perdas para o ano regulatório normalizada para o ano civil 4

5 R$ 140 milhões investidos no dos quais R$ 35 milhões foram em ações de manutenção e melhoria da rede Investimentos (R$ milhões) 2T13 Abertura dos investimentos (R$ milhões) % -16% T13 (e) 4T14 Recursos Próprios Recursos de Terceiros Expansão do Sistema Serviços ao Cliente Confiabilidade Operacional 1 TI Recuperação de Perdas Outros 1. Confiabilidade operacional: investimento realizado em modernização da rede e melhoria da qualidade do serviço 5

6 Queda no mercado cativo ex-industrial de 3,3%, refletindo redução da atividade comercial e taxa de desemprego Evolução do consumo vs (GWh) -4,8% ,3% -1,1% ,8% ,2% ,1% ,8% ,4% Residencial Comercial Poder Público e Outros Industrial Mercado Cativo Clientes Livres Mercado Total Evolução do consumo com alocação do mercado livre nas classes vs (GWh) -4,4% ,8% -1,5% -8,8% -2,7% Residencial Comercial Poder Público e Outros Industrial Mercado Total 1. Considera o consumo dos serviços de condomínio na classe comercial 6

7 Receita bruta 67% superior, reflexo principalmente do reajuste tarifário em 2014 e das revisões extraordinárias em 2015 Receita¹ (R$ milhões) % Ativos e Passivos Regulatórios Receita de Construção Dedução da Receita Bruta 719 Receita Líquida (ex-receita de construção) Custos e despesas² (R$ milhões) 27% Opex (ex-custo de construção) Suprimento de Energia Encargos de Transmissão 1. Receita bruta reportada no ajustada pelo reconhecimento de ativos e passivos regulatórios 2. Não inclui depreciação, despesas com entidade de previdência e reembolso CDE/Conta ACR 7

8 Aumento de R$ 88 milhões do Opex em função de despesas não recorrentes e de reclassificação de multas regulatórias Aumento dos custos gerenciáveis (R$ 25,7 milhões) no vs., abaixo da inflação Reclassificação de multas de DIC / FIC / DMIC de Despesas Financeiras para Outras Despesas não gerenciáveis neste representaram aumento de R$ 13,6 milhões no PMSO Opex (R$ milhões) 21,8% 489,8 402,0 78,8 71,4 8,6% 77,8 53,2 22,2 299,6 26,6 0,9 325,3 7,9 Fundo de Pensão PCLD, Cont. e Outros¹ Não Recorrentes Geren. IPCA² PMSO Geren. Não Recorrentes PCLD, Cont. e Outros Fundo de Pensão 1. Multas regulatórias (DIC/FIC/DMIC) no 2. IPCA de 8,89% 8

9 Queda de 9,5% do Ebitda ajustado em função principalmente das despesas não recorrentes no período Redução no Ebitda foi parcialmente compensada com R$ 43,1 milhões de reajuste tarifário, ganho com redução de perdas e venda de energia sobrecontratada acima de 105% no mercado de curto prazo Impacto de R$ 24 milhões no Ebitda em função da receita não recorrente à venda de um imóvel na Rua Tabatinguera no Ebitda - (R$ milhões) -9,5% 71,4 6,2 326,8 43,1 25,7 11,1 13,2 24,1 295,8 78,8 631,9 217,0-382,7 Ebitda CVA Fundo de Pensão Ajustes Contábeis Ebitda Ajustado Tarifa, Mercado e Perdas PMSO Geren. PCLD Baixas, Cont., Multas e Outros Alienação de Ativo em 2014 Ebitda Ajustado Fundo de Pensão Ebitda 1. Multas regulatórias (DIC/FIC/DMIC) 9

10 Lucro Líquido reportado de R$ 48,5 milhões no Lucro líquido (R$ milhões) -48,9-32,5% 71,8 28,5 20,2 28,7 4,8 27,8 25,8 48,5 426,2-354,4 Lucro Liq. CVA Lucro Liq. Ajustado 1 Mercado, Tarifa e Perdas OPEX Fundo de Pensão Resultado Financeiro Depreciação e Amortização Lucro Liq. Não Recorrente 1. ajustado por ativos e passivos regulatórios 10

11 Geração de caixa operacional impulsionada pelo reajuste tarifário em 2014 Variação positiva na geração de caixa operacional em R$ 33,2 milhões devido a reajuste tarifário de 2014 e menor devolução da bolha. Efeito negativo de R$ 54,4 milhões provenientes do aumento do CDI, amortização da 13ª emissão e serviço da dívida da 15ª emissão de debênture Fluxo de Caixa - R$ milhões Saldo inic ial de c aixa Geração de caixa operacional (38) (5) Investimentos (151) (138) Despesa Financeira Líquida / Amortizações Líquidas (169) (223) Despesas com Fundo de Pensão (49) (46) Imposto de Renda (2) (7) Caixa restrito e/ou bloqueado (6) 30 Caixa livre (414) (388) Saldo final de c aixa

12 Nível de endividamento reflete covenant de 3,0x Dívida líquida 1 (R$ milhões) 2,7 +3% 3,7 3,0 3,8 Cronograma de amortização (R$ milhões) Dívida líq. (R$ bilhões) Dívida líq. / Ebitda covenant Fundação Cesp - FCesp Moeda Nacional (s/ Fcesp) Covenants Dívida Líquida/Ebitda 2 3,5x Ebitda Ajustado ² /Despesas Financeiras 1,75x Custo da dívida Prazo médio (anos) 5,99 4,97 Taxa efetiva³ 12,54% 13,89% Custo médio (CDI +) 1,41% a.a 1,49% a.a 1.Divida Líquida conforme covenant; 2. Ajustado pelas despesas referentes a Fundação Cesp e ativos e passivos regulatórios (últimos 12 meses); 3. Taxa efetiva - Valor médio no período 12

13 Declarações contidas neste documento, relativas à perspectiva dos negócios, às projeções de resultados operacionais e financeiros e ao potencial de crescimento das Empresas, constituem-se em meras previsões e foram baseadas nas expectativas da administração em relação ao futuro das Empresas. Essas expectativas são altamente dependentes de mudanças no mercado, do desempenho econômico do Brasil, do setor elétrico e do mercado internacional, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Resultados 2T16 Agosto, 2016

Resultados 2T16 Agosto, 2016 Resultados Agosto, 2016 Mercado: Redução de 0,3% no consumo total e de 0,1% para o mercado cativo reflete aumento da temperatura no mês de abril DESTAQUES Sobrecontratação: Execução de medidas de compensação

Leia mais

Resultados 1T16 Maio, 2016

Resultados 1T16 Maio, 2016 Resultados Maio, 2016 Destaques vs Operacional Investimentos aumentaram 21,3%, totalizando R$ 143,1 milhões no DEC estimado de 20,72 horas e FEC estimado de 6,77 vezes no acumulado dos últimos 12 meses

Leia mais

Resultados do 1T15 Maio, 2015

Resultados do 1T15 Maio, 2015 Resultados do Maio, 2015 Destaques Operacional e Qualidade do Serviço Redução de 0,83 p.p. nas perdas totais no vs., totalizando 9,3% FEC de 3,21 vezes, 26,5% menor do que no ; DEC de 9,08 horas, 7,8%

Leia mais

Resultados 1T17 Maio, 2017

Resultados 1T17 Maio, 2017 Resultados 1T17 Maio, 2017 Gestão de Riscos / Sobrecontratação: Redução da sobrecontratação de energia de 111,3% para 105,9% em 2017 e de 118% para 107,3% em 2018, buscando patamar mais próximo a 105%

Leia mais

Resultados 3T16 Novembro, 2016

Resultados 3T16 Novembro, 2016 Resultados Novembro, 2016 Hidrologia e Reservatórios Redução da afluência do SIN no para 86,5% da MLT 1 na comparação com o 3T15 e nível dos reservatórios ficaram em 38,3% Preço de Energia Expectativa

Leia mais

Resultados 2016 Março, 2017

Resultados 2016 Março, 2017 Resultados Março, 2017 Hidrologia e Reservatórios Redução da afluência no SIN em (86,7% da MLT 1 vs. 89,4% em 2015) com maior nível dos reservatórios em 31,7% em vs. 29,4% em 2015 Destaques $ Preço de

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA EDP BANDEIRANTE NO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2011(*)

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA EDP BANDEIRANTE NO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2011(*) COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA EDP BANDEIRANTE NO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2011(*) (*) São Paulo, 27 de Outubro de 2011 - A EDP Bandeirante apresenta hoje seus resultados financeiros do terceiro trimestre

Leia mais

Apresentação de Resultados 1º semestre de 2016

Apresentação de Resultados 1º semestre de 2016 Apresentação de Resultados 1º semestre de 2016 1 2 3 4 5 6 Resultados 1º semestre de 2016 (1) Em milhões de Reais, exceto onde indicada outra unidade de medida. (2) Este indicador não contempla o valor

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora)

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora) COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE Análise de Resultados CPFL Energia (Controladora) Neste trimestre, o Lucro Líquido foi de R$ 229.334, sendo 20,3% (R$ 58.596) inferior ao mesmo trimestre

Leia mais

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS.

Os Valores financeiros estão em R$ Milhões, a menos que indicado de outra forma. Dados financeiros refletem a adoção do IFRS. Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas ambos conhecidos e desconhecidos. Não

Leia mais

Resultados 2010 Reunião APIMEC SP. 28 de Abril de 2011

Resultados 2010 Reunião APIMEC SP. 28 de Abril de 2011 Resultados 2010 Reunião APIMEC SP 28 de Abril de 2011 Agenda Perfil Coelce e Conquistas 1 Mercado de Energia 2 Resultados Operacionais 3 Resultados Econômico-Financeiros 4 Perguntas e Respostas 5 2 Agenda

Leia mais

Reunião APIMEC NE e SP 3T08 24 e 26 de Novembro de 2008

Reunião APIMEC NE e SP 3T08 24 e 26 de Novembro de 2008 Reunião APIMEC NE e SP 24 e 26 de Novembro de 2008 Palestrantes Abel Rochinha Presidente da Coelce (NE) Luiz Carlos Bettencourt Diretor Financeiro e de Relações com Investidores (NE SP) 1 1 Perfil Corporativo

Leia mais

Apresentação de Resultados do 3T Novembro 2016

Apresentação de Resultados do 3T Novembro 2016 Apresentação de Resultados do 16 Novembro 2016 Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

Apresentação Institucional 1T de maio de 2015

Apresentação Institucional 1T de maio de 2015 Apresentação Institucional 1T15 28 de maio de 2015 Índice. 01.Grupo Energisa 02. Destaques 1T15 03. Aspectos Técnicos e Comerciais 04. Aspectos Financeiro Grupo Energisa Grupo Energisa 4 Grupo Energisa

Leia mais

Resultados 4T

Resultados 4T Resultados 4T16 2016 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

II Conferência Setor Elétrico Brasil - Santander. Britaldo Soares

II Conferência Setor Elétrico Brasil - Santander. Britaldo Soares II Conferência Setor Elétrico Brasil - Santander Britaldo Soares São Paulo 23 de fevereiro de 2011 Visão geral do Grupo AES AES no Mundo... 13 distribuidoras: 78TWh 121 geradoras: 43GW Ativos no mundo

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 1º trimestre de 2017

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A Resultados do 1º trimestre de 2017 Resultados do 1º trimestre de 2017 São Paulo, 10 de maio de 2017 A Administração da ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T17). As informações financeiras e operacionais

Leia mais

No segundo trimestre de 2015, ocorreu a transferência do controle societário da DEB Pequenas Centrais Hidrelétricas Ltda para a Companhia.

No segundo trimestre de 2015, ocorreu a transferência do controle societário da DEB Pequenas Centrais Hidrelétricas Ltda para a Companhia. COMENTÁRIO DO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO PERÍODOS DE 1º DE ABRIL A 30 DE JUNHO DE 2015 E 2014 (Em milhares de reais, exceto quando indicado de outra forma) No segundo trimestre de 2015, ocorreu a

Leia mais

Energisa Tocantins - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2015

Energisa Tocantins - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2015 Resultados do 1º trimestre de 2015 Palmas, 15 de maio de 2015 A Administração da ( Energisa Tocantins ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre de 2015 (1T15). As informações financeiras

Leia mais

Apresentação dos Resultados de 2007

Apresentação dos Resultados de 2007 Apresentação dos Resultados de 2007 Fevereiro de 2008 1 DISCLAIMER Esta apresentação foi preparada pela Neoenergia S.A. ("NEOENERGIA"), visando indicar a situação geral e o andamento dos negócios da NEOENERGIA.

Leia mais

Luiz Fernando Leone Vianna, CEO Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO

Luiz Fernando Leone Vianna, CEO Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO Luiz Fernando Leone Vianna, CEO Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani, CFO 13.05.2016 Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios

Leia mais

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2015 e 2014: Descrição 1T15 1T14 Variação %

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2015 e 2014: Descrição 1T15 1T14 Variação % Resultados do 1º trimestre de 2015 São Paulo, 15 de maio de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre

Leia mais

Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. BTG Pactual Brazil Utilities Day. 17 de outubro de 2012 São Paulo - SP

Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. BTG Pactual Brazil Utilities Day. 17 de outubro de 2012 São Paulo - SP 1 Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. BTG Pactual Brazil Utilities Day 17 de outubro de 2012 São Paulo - SP Disclaimer 2 As informações contidas nesta apresentação poderão incluir declarações que

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T de Abril de 2012

Apresentação de Resultados 1T de Abril de 2012 Apresentação de Resultados 26 de Abril de 2012 DESTAQUES Receita Líquida de R$ 825 milhões: crescimento de 32,6% YoY Receita positivamente impactada pelos novos negócios Novo patamar de receita da Ability:

Leia mais

Resultados econômico-financeiros 3T13

Resultados econômico-financeiros 3T13 Resultados econômico-financeiros 3T13 AES ELETROPAULO ATINGE REDUÇÃO DE R$ 88,5 MILHÕES NO PMSO GERENCIÁVEL E REVISA META PARA R$ 140 MILHÕES EM 2013 Comentários do Sr. Gustavo Duarte Pimenta Diretor Vice-Presidente

Leia mais

RESULTADOS2T17 AGOSTO, 2017

RESULTADOS2T17 AGOSTO, 2017 RESULTADOS AGOSTO, 2017 Disclaimer As informações estão apresentadas na forma consolidada e de acordo com os critérios da legislação societária brasileira, a partir de informações financeiras revisadas.

Leia mais

Energia faturada por classe de consumidores (em GWh)

Energia faturada por classe de consumidores (em GWh) 1 Perfil A AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia S.A. ( Companhia ) é uma companhia de capital aberto, de direito privado, autorizada a operar como concessionária do Serviço Público de Distribuição de

Leia mais

1. Destaques 2. Informações Financeiras. Agenda

1. Destaques 2. Informações Financeiras. Agenda Resultados 3T15 1. Destaques 2. Informações Financeiras Agenda 2 Destaques 3 Comunicado ao Mercado, 03 de setembro de 2015 TNE Rescisão amigável do Contrato de Concessão 003/2012 ANEEL A ALUPAR INVESTIMENTO

Leia mais

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14

24 de Julho de 2014 RESULTADOS 2T14 E 1S14 24 de Julho de 2014 RESULTADOS E 1S14 Consolidado: Destaques do Receita líquida avança 13,4%, com crescimento mesmas lojas de 9,5%: Crescimento impulsionado pelo desempenho do Alimentar e da Nova Pontocom;

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T13

Apresentação de Resultados 3T13 Apresentação de Resultados 3T13 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

EDP Energias de Portugal. Free Float. Energias do Brasil 51,21% 48,78%*

EDP Energias de Portugal. Free Float. Energias do Brasil 51,21% 48,78%* Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14

Teleconferência de Resultados 4T14 Teleconferência de Resultados DESTAQUES A Receita Operacional Líquida (ROL) atingiu R$ 3.452,2 MM em. Forte crescimento das operações Contact Center na América Latina (ex-brasil), que totalizaram uma receita

Leia mais

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia.

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia. Rio de Janeiro, Brasil, 25 de Julho de 2006 - A LIGHT S.A. ( LIGT3 ), controladora das empresas do GRUPO LIGHT, anuncia seu resultado relativo ao 1 Semestre de 2006. A cotação do dólar em 30/06/2006 era

Leia mais

Webconference 2T16. Agosto de 2016

Webconference 2T16. Agosto de 2016 Webconference 2T16 Agosto de 2016 Disclaimer Esta apresentação foi preparada pela Neoenergia S.A. ("NEOENERGIA"), visando indicar a situação geral e o andamento dos negócios da NEOENERGIA. Esta apresentação

Leia mais

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Reunião Pública com APIMEC - SP Resultados 2010 e 4T10 06 de Abril de 2011 Destaques 2010 Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Receita Bruta

Leia mais

Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO

Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO Santander VII Conferência Setor Elétrico Brasil Wilson Ferreira Jr CEO Fevereiro São Paulo, 2016 07 de março de 2012 1 Temas para discussão 1 2 3 4 5 6 7 Panorama 2015-2016 Repactuação do risco hidrológico

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T17. Maio de 2017

Apresentação de Resultados 1T17. Maio de 2017 Apresentação de Resultados Maio de 2017 Desempenho Operacional Tráfego Melhora do tráfego influenciada pelo crescimento da exportação de grãos Tráfego (veículos equivalentes pagantes x milhões) Tráfego

Leia mais

Lucro líquido da AES Brasil fecha em R$ 681 milhões no segundo trimestre do ano

Lucro líquido da AES Brasil fecha em R$ 681 milhões no segundo trimestre do ano São Paulo, 6 de agosto de 2010. Lucro líquido da AES Brasil fecha em R$ 681 milhões no segundo trimestre do ano Os investimentos da empresa totalizaram R$ 201 milhões entre abril e junho A AES Brasil encerrou

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T16

Apresentação de Resultados 3T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 3T16 11 de Novembro de 2016 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011 Teleconferência Resultados do 2T11 1 12 de Agosto de 2011 AVISO LEGAL Esta apresentação poderá conter considerações referentes as perspectivas futuras do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Reunião APIMEC. Resultados 2T e 27 de Agosto de 2008 São Paulo e Fortaleza

Reunião APIMEC. Resultados 2T e 27 de Agosto de 2008 São Paulo e Fortaleza 1 Reunião APIMEC Resultados 2T08 26 e 27 de Agosto de 2008 São Paulo e Fortaleza 2 1 Perfil Corporativo 2 Destaques Agenda 3 Evolução de Mercado 4 Tarifa 5 Resultados Econômicos 6 Resultados Operacionais

Leia mais

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação %

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação % Resultados do 1º trimestre de 2016 Guarapuava, 13 de maio de 2016 A Administração da ( CFLO ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras e operacionais

Leia mais

Resultados 1T17. Iochpe-Maxion S.A.

Resultados 1T17. Iochpe-Maxion S.A. Resultados Iochpe-Maxion S.A. 12 de maio de 2017 Destaques Receita operacional líquida consolidada de R$ 1.699,0 milhões no, uma queda de 4,7% em relação ao. Desconsiderando os efeitos da variação cambial

Leia mais

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Resultado Consolidado 2010 Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas

Leia mais

Resultados 2T17. Rio de Janeiro 10 de agosto de 2017

Resultados 2T17. Rio de Janeiro 10 de agosto de 2017 Resultados 2T17 Rio de Janeiro 10 de agosto de 2017 Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais

Leia mais

O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL. Apresentação de Resultados do 2T15 28 de Julho de 2015

O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL. Apresentação de Resultados do 2T15 28 de Julho de 2015 O MAIOR PORTFÓLIO DE SERVIÇOS LOGÍSTICOS DO BRASIL Apresentação de Resultados do 28 de Julho de 2015 Principais Destaques do Receita Bruta de Serviços recorde de R$ 1,178 bilhão (+16,4%) e EBITDA Consolidado

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º semestre de 2015

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º semestre de 2015 Resultados do 1º semestre de 2015 Cataguases, 14 de agosto de 2015 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do segundo trimestre (2T15) e dos primeiros seis meses

Leia mais

FACT SHEET 2014 DESTAQUES 2014

FACT SHEET 2014 DESTAQUES 2014 FACT SHEET 2014 24/02/2014 DESTAQUES 2014 Resultados EconômicoFinanceiros (R$ milhões) 2014 2013 Variação (1) Variação % Receita Bruta 6.467,2 4.817,4 1.649,8 34,2% Receita Líquida 4.762,8 3.549,3 1.213,5

Leia mais

17 de Maio de 2010 Anhanguera Educacional S.A.

17 de Maio de 2010 Anhanguera Educacional S.A. Resultado 1T10 17 de Maio de 2010 1 1 Aviso Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima ou palavras de

Leia mais

FACT SHEET 1º Semestre

FACT SHEET 1º Semestre FACT SHEET 1º Semestre - 2015 16/07/2015 DESTAQUES 1º SEMESTRE DE 2015 Destaques Econômico-Financeiros (R$ milhões) (1) Receita Líquida 1S 2015 2.885,6 1S 2014 1.993,3 Variação 44,8% EBITDA 412,3 145,4

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T de março de 2016

Teleconferência de Resultados 4T de março de 2016 Teleconferência de Resultados 4T15 22 de março de 2016 Agenda Cenário Setorial Destaques Operacionais Destaques Financeiros 2 Financiamento de Veículos Inadimplência em Financiamentos de Veículos Pessoa

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T13

Teleconferência de Resultados 2T13 Teleconferência de Resultados 2T13 RESULTADOS - CONSOLIDADO (R$ MILHÕES) 2T 12 2T 13 Var.% 6M 12 6M 13 Var.% RECEITA LÍQUIDA 229,9 275,3 19,7% 448,8 542,5 20,9% EBITDA AJUSTADO¹ 58,6 40,7-30,5% 110,8 90,7-18,1%

Leia mais

Destaques de Resultados do 4T15 e Posicionamento estratégico de 2016

Destaques de Resultados do 4T15 e Posicionamento estratégico de 2016 Disclaimer - Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 Brasil Pharma Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 2 Destaques 2T16 Destaques: Margem Bruta Margem bruta de 30,0%, com crescimento de 1,6 p.p. em relação ao 1T16 e 2,4 p.p. em relação ao

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T de abril de 2016

Teleconferência de Resultados 1T de abril de 2016 Teleconferência de Resultados 1T16 27 de abril de 2016 Agenda Cenário Setorial Destaques Operacionais Destaques Financeiros 2 Financiamento de Veículos Inadimplência em Financiamentos de Veículos Pessoa

Leia mais

FACT SHEET 3º Trimestre

FACT SHEET 3º Trimestre FACT SHEET 3º Trimestre - 2015 27/10/2015 DESTAQUES 3º TRIMESTRE DE 2015 Resultados Econômico-Financeiros (R$ milhões) (1) 30/09/2015 30/09/2014 Variação (1) Variação % Receita Bruta 6.928,5 4.149,2 2.779,3

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T16 04 de agosto de 2016 Magazine Luiza Destaques do 2T16 Vendas e Margem Bruta E-commerce Despesas Operacionais EBITDA e Lucro Líquido Endividamento Crescimento da receita

Leia mais

Destaques 1S15 e Eventos Subsequentes

Destaques 1S15 e Eventos Subsequentes Resultados 2T15 Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os

Leia mais

FACT SHEET 2013 DESTAQUES Receita Operacional Líquida da Elektro alcançou R$ 2,5 bilhões no acumulado de janeiro a setembro de 2013

FACT SHEET 2013 DESTAQUES Receita Operacional Líquida da Elektro alcançou R$ 2,5 bilhões no acumulado de janeiro a setembro de 2013 FACT SHEET 2013 16/10/2013 DESTAQUES 2013 Receita Operacional Líquida da Elektro alcançou R$ 2,5 bilhões no acumulado de janeiro a setembro de 2013 efeito principalmente do aumento de 3,1% no consumo total

Leia mais

Antonio Sergio de Souza Guetter, CEO Adriano Rudek de Moura, CFO

Antonio Sergio de Souza Guetter, CEO Adriano Rudek de Moura, CFO Antonio Sergio de Souza Guetter, CEO Adriano Rudek de Moura, CFO 11.08.2017 Disclaimer Eventuais declarações que possam ser feitas durante essa teleconferência, relativas às perspectivas de negócios da

Leia mais

FACT SHEET 31/12/2015

FACT SHEET 31/12/2015 FACT SHEET 31/12/2015 19/02/2016 DESTAQUES DE 2015 Resultados Econômico-Financeiros (R$ milhões) (1) 31/12/2015 31/12/2014 Variação (1) Variação % Receita Bruta (2) 9.596,8 6.478,9 3.117,9 48,1% Receita

Leia mais

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007

Apresentação de Resultados 2º Trimestre de de agosto de 2007 Apresentação de Resultados 2º Trimestre de 2007 14 de agosto de 2007 Aviso Reorganização Societária e Apresentação das Demonstrações Financeiras As informações trimestrais do primeiro trimestre de 2006

Leia mais

Destaques jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez. Estrutura Societária Simplificada. Otimização da Estrutura de Capital

Destaques jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez. Estrutura Societária Simplificada. Otimização da Estrutura de Capital Resultados 2013 Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os

Leia mais

Resultados 2T16. R$ milhões. 22 de julho de 2016

Resultados 2T16. R$ milhões. 22 de julho de 2016 Resultados 2T16 R$ milhões 22 de julho de 2016 Destaques Receita líquida - Aluguel de Carros (R$ milhões) Receita líquida - Gestão de Frotas (R$ milhões) 296,4 327,8 149,9 159,5 2T15 2T16 2T15 2T16 Evolução

Leia mais

3T15 VOLUME DE ENERGIA DISTRIBUÍDA PELA CELPA CRESCE 3,8% NO TRIMESTRE. EBITDA REGULATÓRIO RECORRENTE ATINGE R$ 168 MILHÕES.

3T15 VOLUME DE ENERGIA DISTRIBUÍDA PELA CELPA CRESCE 3,8% NO TRIMESTRE. EBITDA REGULATÓRIO RECORRENTE ATINGE R$ 168 MILHÕES. Belém, 03 de novembro de 2015 - As Centras Elétricas do Pará S/A (CELPA), concessionária do serviço de distribuição de energia elétrica em todo o estado do Pará, anuncia hoje os seus resultados do terceiro

Leia mais

Apresentação de Resultados 2T16. Agosto de 2016

Apresentação de Resultados 2T16. Agosto de 2016 Apresentação de Resultados 2T16 Agosto de 2016 Destaques do Trimestre Destaques do trimestre: Conclusão da operação da Primav com o Grupo Gavio em maio; Assinatura do contrato de financiamento de longo

Leia mais

Resultados do 2T15 Teleconferência 13/08/2015

Resultados do 2T15 Teleconferência 13/08/2015 Resultados do 2T15 Teleconferência 13/08/2015 Aviso legal O presente material foi elaborado pela Senior Solution S.A. ( Companhia ) e pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças

Leia mais

Perfil Energia gerada

Perfil Energia gerada 1. Perfil A AES Tietê, uma das geradoras do grupo AES Brasil, é uma Companhia de capital aberto com ações listadas na BM&FBovespa e está autorizada a operar como concessionária de uso do bem público, na

Leia mais

RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014

RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014 RESULTADO DO 3º TRIMESTRE DE 2014 Receita bruta cresce Receita bruta atinge Margem EBITDA atinge 11,7% R$800,7 MM 17,7% Dickson Esteves Tangerino Presidente Octávio Fernandes Vice-Presidente de Operações

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T17

Apresentação de Resultados 1T17 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 1T17 28 de Abril de 2017 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação referentes a perspectivas de negócios,

Leia mais

Teleconferência de Resultados

Teleconferência de Resultados Apresentação do Roadshow Teleconferência de Resultados 1 Nota Importante As declarações a respeito de perspectivas futuras sobre os negócios e projeções de resultados operacionais e financeiros da Companhia

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC RIO EQUATORIAL ENERGIA

APRESENTAÇÃO APIMEC RIO EQUATORIAL ENERGIA APRESENTAÇÃO APIMEC RIO EQUATORIAL ENERGIA AGENDA Performance Operacional e Financeira Dividendos SOL Energias 3º Ciclo de Revisão Tarifária Anexos 2 DISCLAIMER Forma de Apresentação das Informações Operacionais

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T16

Teleconferência de Resultados 3T16 Teleconferência de Resultados DESTAQUES DO TRIMESTRE Retomada da Geração Operacional, como reflexo de uma gestão mais eficiente e focada na recuperação de margens e fortalecimento da base de clientes;

Leia mais

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16

Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 2016 e 4T16 13 de Março de 2017 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação referentes a perspectivas

Leia mais

FACT SHEET 1º Trimestre 2017

FACT SHEET 1º Trimestre 2017 FACT SHEET 1º Trimestre 2017 20/04/2017 DESTAQUES EM MARÇO DE 2017 Resultados EconômicoFinanceiros (R$ milhões) (1) (1) Em milhões de Reais, exceto onde indicada outra unidade de medida. 1TRI 17 1TRI 16

Leia mais

3º Trimestre de 2013 Resultados Tupy

3º Trimestre de 2013 Resultados Tupy Joinville, 14 de novembro de 2013 1 3º Trimestre de 2013 Resultados Tupy 2 DESTAQUES DO PERÍODO 1 Volume físico de vendas 163,0 mil toneladas no, 4% superior ao 2 Receitas R$ 843,3 milhões no, 13% superior

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T13

Teleconferência de Resultados 3T13 Teleconferência de Resultados COLARABODORES E POSIÇÕES DE ATENDIMENTO Colaboradores e Posições de atendimento (em Mil) Colaborador por empresa (%, em Mil) 107,1 113,4 109,2 3,4% 1,7% 16,2% 50,6 50,8 49,3

Leia mais

, e se prevê uma remuneração associada às obrigações especiais e revisão dos parâmetros do custo operacional regulatório.

, e se prevê uma remuneração associada às obrigações especiais e revisão dos parâmetros do custo operacional regulatório. Resultados 4T14 EBITDA AJUSTADO DE R$ 1,5 BILHÃO EM 2014 Comentários do Sr. Francisco Morandi Diretor Vice-Presidente e de Relações com Investidores Teleconferência de resultados O ano de 2014 foi mais

Leia mais

Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16

Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16 Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16 Agenda Destaques do 1T16 Inaugurações e Eventos Relevantes Projetos em Andamento Resultados Destaques do 1T16 (1/2) EBITDA atingiu R$ 129 milhões no 1T16, crescimento

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Destaques 3T16 Receita líquida - Aluguel de Carros (R$ milhões) Receita líquida - Gestão de Frotas (R$ milhões) 317,1 362,5 154,1 163,5 3T15 3T16 3T15 3T16 Evolução

Leia mais

Apresentação Corporativa Morgan Stanley 23 de setembro de /05

Apresentação Corporativa Morgan Stanley 23 de setembro de /05 Apresentação Corporativa Morgan Stanley 23 de setembro de 2016 13/05 Agenda - Eventos recentes Setor Elétrico - Visão AES Brasil: Nova Realidade no Setor - Mercado de Novas Energias e Serviços - Plataforma

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15

Teleconferência de Resultados 1T15 Teleconferência de Resultados 1T15 Relações com Investidores São Paulo, 08 de maio de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são

Leia mais

Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13

Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13 R$ milhões R$ milhões R$ milhões R$ milhões Divulgação de Resultados do 3T13 e 9M13 As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário e, a partir de 2011,

Leia mais

Reconciliação do EBITDA Ajustado (Medições não contábeis) R$ milhões

Reconciliação do EBITDA Ajustado (Medições não contábeis) R$ milhões 1. Destaques financeiros 3T12 3T13 R$ % 9M12 9M13 R$ % (+) Receita operacional bruta 2.262,9 2.393,2 130,3 5,8 6.500,9 7.019,6 518,7 8,0 (+) Receita de construção 612,3 551,4 (60,9) (9,9) 1.741,0 1.703,8

Leia mais

Destaques 2T15. Redução de 2,9% nas vendas na área de concessão - residencial (-1,5%), comercial (+0,6%) e industrial (-5,4%)

Destaques 2T15. Redução de 2,9% nas vendas na área de concessão - residencial (-1,5%), comercial (+0,6%) e industrial (-5,4%) Resultados Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional.

Leia mais

Divulgação de Resultados

Divulgação de Resultados Ampla Energia e Serviços S.A. 04 de maio de 2017 Relações com Investidores Aurélio Ricardo Bustilho de Oliveira Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Isabel Regina Alcantara Responsável por

Leia mais

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy

3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy 3º Trimestre de 2015 Resultados Tupy São Paulo, 13 de novembro de 2015 1 DISCLAIMER Esta Apresentação pode conter declarações prospectivas, as quais estão sujeitas a riscos e incertezas, pois foram baseadas

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A.

Localiza Rent a Car S.A. Localiza Rent a Car S.A. Apresentação dos resultados do 2T07 (R$ milhões - USGAAP) Agência do aeroporto de Confins - BH 1 A Localiza tem apresentado um crescimento consistente... (R$ milhões, USGAAP) Receita

Leia mais

CPFL ENERGIA ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T17

CPFL ENERGIA ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T17 Resultados 1T17 São Paulo, 11 de maio de 2017 A CPFL Energia S.A. (BM&FBOVESPA: CPFE3 e NYSE: CPL), anuncia seu resultado do 1T17. As informações financeiras e operacionais a seguir, exceto quando indicado

Leia mais

Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica.

Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Resultados 2T12 Aviso Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções e tendências estão sujeitas

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REGULATÓRIAS

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REGULATÓRIAS ENERGIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REGULATÓRIAS Endereço: Rua Albino Pinto, 292 - Santo Antônio CEP 95860-000 Taquari-RS Fone/Fax: (51) 3653.6600 - Disque-Certaja: 0800 541 6185 certaja@certaja.com.br - www.certaja.com.br

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010

Divulgação de Resultados do 1T10 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados do 07 de maio de 2010 Divulgação de Resultados Comentários de abertura Rubens Menin 2 Divulgação de Resultados Destaques Crescimento com margens diferenciadas; Maior operação no

Leia mais

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011

Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. Demonstrações Financeiras Regulatórias em 31 de Dezembro de 2012 e 2011 EMPRESA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA VALE PARANAPANEMA S.A. DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016

Divulgação de Resultados 3T de novembro de 2016 Divulgação de Resultados 04 de novembro de 2016 Aviso Importante Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar

Leia mais

Teleconferência Resultados 2T de agosto de 2017

Teleconferência Resultados 2T de agosto de 2017 Teleconferência Resultados 2T17 11 de agosto de 2017 Aviso Importante Declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas dos negócios da Companhia, projeções de resultados operacionais e

Leia mais

APIMEC COPASA Divulgação 1T08

APIMEC COPASA Divulgação 1T08 APIMEC COPASA 2008 Highlights 1T08 A Receita Líquida no 1T08 foi de R$ 467 milhões um crescimento de 8,4% em relação ao 1T07. O EBITDA no trimestre atingiu R$ 191 milhões ante R$ 174 milhões no 1T07. Reajuste

Leia mais

Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T14 com: Receita Líquida cresce 22,7%

Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T14 com: Receita Líquida cresce 22,7% Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T14 com: Receita Líquida cresce 22,7% São Bernardo do Campo, 06 de maio de 2013 A Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A. anuncia seus resultados referentes

Leia mais

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CRESCE 18,7%, ATINGINDO R$231,6 MILHÕES, COM ELEVAÇÃO DE 6,8% NO VOLUME DE ENERGIA VENDIDA EM RELAÇÃO AO 1T07

RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA CRESCE 18,7%, ATINGINDO R$231,6 MILHÕES, COM ELEVAÇÃO DE 6,8% NO VOLUME DE ENERGIA VENDIDA EM RELAÇÃO AO 1T07 São Luis, 12 de maio de 2008 - A Companhia Energética do Maranhão S/A (CEMAR), concessionária do serviço de distribuição de energia elétrica em todo o estado do Maranhão, anuncia hoje os seus resultados

Leia mais