Relatório final Gestão 2012/2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório final Gestão 2012/2014"

Transcrição

1 Relatório final Gestão 2012/2014 Depois de longos anos, por iniciativa da CBTG, a CITG retoma suas atividades. É com espírito de congraçamento, de encontro, de entendimento, de troca ideias, que nos encontramos na mais antiga de todas as entidades de preservação da tradição gaúcha: a Sociedade Crioula Elias Regules em Montevideo - Uruguai, neste 12º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha, integrando as Solenidades de Acendimento Internacional da Chama Crioula comemorativo aos 335 da Colônia do Santíssimo Sacramento. A CITG foi criada com o objetivo de fortalecer e defender a causa tradicionalista, integrando o povo latino defensor das tradições gaúchas, as quais visam o resgate de costumes, valores e princípios e é integrada pelo BRASIL, ARGENTINA e URUGUAI. Conforme descreve a Carta Constitutiva aprovada no 6º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha, Florianópolis, SC, Brasil, em 04 de maio de 1991, a CITG foi fundada em 21 de abril de 1984, no Parque Roosevelt, Canelones, Uruguai, por tradicionalistas gaúchos da Argentina, do Brasil e do Uruguai, e é uma instituição internacional, de caráter tradicionalista-cívicocultural, com duração indeterminada, constituindo-a as instituições maiores destes países, sem fins políticos, nem religiosos. A CITG tem como objetivos: Investigar, difundir e incentivar nos respectivos países os usos e costumes do tradicionalismo gaúcho, a aproximação e o intercambio cultural, respeitadas as peculiaridades regionais; manter a união dos Movimentos Tradicionalistas Gaúchos dos países membros; interceder perante os Organismos Internacionais em benefício dos direitos e interesses legítimos da cultura gaúcha. Tem como órgãos diretivos o Congresso Internacional e o Conselho coordenador, constituído por nove Conselheiros, sendo três representantes de cada país, mais o Presidente. A retomada das atividades da CITG, paralisadas por mais de dez anos, aconteceu, no dia 08/02/2012, quando os dirigentes tradicionalistas do Brasil, Argentina e Uruguai, reconhecerem a necessidade e, reafirmaram a importância da CITG, para o fortalecimento da tradição gaúcha, e, atendendo o convite do Presidente da CBTG, Manoelito Carlos Savaris, reuniram-se em Montevideo, durante o lançamento da Festa da Patria Gaucha. Este encontro, embora breve, resultou no primeiro passo firme nesta caminhada e, naquela ocasião foi marcada a reunião para ser realizada em Tacuarembó, Uruguai, que efetivou o restabelecimento das atividades. Assim, no dia 09/03/2012, no Parque Lagoa das Lavadeiras, 26ª. Festa da Patria Gaucha, Tacuarimbo, Uruguai, reuniram-se os tradicionalistas gaúchos do Brasil, Uruguai e Argentina, para tratar do restabelecimento das atividades da CITG. Estiveram presentes o Sr. Hugo Pereira (Uruguai), Presidente da Festa da Pátria Gaúcha, que recepcionou a todos; o representante da Confederação Gaúcha Argentina, Sr Juan Carlos Balbi; e pela CBTG, Sr. Manoelito Carlos Savaris, (presidente), Dorvilio José Calderan (ex-presidente), Sr. Nei Zardo (membro fundador da CITG) e Loiva Lopes Calderan (Diretora de Relações Internacionais); e o Sr. Uruguaio Nieto (Uruguai), historiador; além dos demais representantes das Sociedades Gaúchas do Uruguai. Todos reafirmaram a

2 importância de restabelecer a CITG, e, decidiram pela constituição da Comissão Provisória para dirigir a Entidade e pela realização do 11º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha. A Comissão ficou assim constituída: Presidente: Dorvilio José Calderan (CBTG- Brasil). Conselheiros: Uruguai: Manuel Rodriguez Marchieri (Sociedade Elias Regulles - Montevideo); Elvio Rivero (Sociedade Criolla El Ceibo, Maldonado); Carlos Arezo Posado (Intendencia de Tacuarimbo, Depto. de Cultura). Argentina: Juan Carlos Balbi (Federação Entre Rios), Adolfo Caballero (CGA) e outro Conselheiro a ser indicado. Brasil (CBTG): Manoelito Carlos Savaris, Nei Antonio Zardo e Loiva Lopes Calderan. O engajamento nesta missão, de tradicionalistas comprometidos com a defesa da tradição gaúcha e, interessados em discutir temas importantes para reforçar o cumprimento dos objetivos constantes da Carta Constitutiva da CITG, foi fundamental Resumo das atividades do 11º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, 01 de dezembro de De 1985 a 2012, foram realizados 10 congressos, sendo 04 no Brasil, 04 na Argentina e 02 no Uruguai. O 10º. Congresso da CITG, foi realizado de 12 a 16/12/2001, na cidade de Moreno, Província de Buenos Aires - Argentina, quando foi eleito Presidente o Sr Willy Mario Ziller da Argentina. A CITG ficou inativa no período de 2003, a 2012, embora tenha havido algumas tentativas de restabelecer suas atividades. O 11º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha foi realizado no dia 01 de dezembro de 2012, na sede do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul, situado a Rua Guilherme Schell, 60 na cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. O Congresso contou com participação das delegações do Brasil, Uruguai e Argentina, sendo nomeados os seguintes Delegados: - Argentina: Juan Carlos Balbi, Oscar Rubio, Enrique Fernandez, Eduardo Peres Torres; - Brasil: Nelio Spolti, Erival Bertolini, Manoelito Carlos Savaris, Antonio Sbano, e Nei Zardo; - Uruguai: Andres Antonio Ellhordoy Cabrera, Manuel Bercianos Hesseger, Carlos Arezo Posada. O Congresso foi dirigido pelo Presidente da CBTG, Manoelito Carlos Savaris, tendo como 1º. Vice Presidente Adolfo Caballero (Argentina), 2º. Vice Presidente Carlos Arezo Posada (Uruguai), Secretária Geral: Loiva Lopes Calderan, Relator Geral: Nei Zardo. Este 11º. Congresso contou com fundamental empenho e a participação de todos os representantes do Tradicionalismo Gaúcho dos países membros o que permitiu a discussão de importantes assuntos como: Situação atual do Movimento Tradicionalista no Brasil, Uruguai e Argentina; Presente e futuro do Movimento Tradicionalista Gaúcho no Brasil; Elias Regules no ano de 2012, no Uruguai; e, A Tradição Gaúcha na Argentina. Como decisões do 11º. Congresso destacamos as seguintes Proposições aprovadas: Revisão e aprovação do Regulamento Interno da CITG, que trouxe em seu contexto, entre outros itens a aprovação da bandeira e logomarca da CITG, pois apesar de 28 anos, a CITG ainda não tinha uma bandeira, logomarca e Regulamento Interno aprovados.

3 Acendimento Internacional da Chama Crioula 2015 em Colônia do Santíssimo Sacramento, Uruguai, considerando a importância da cidade de Colônia, para a história e as tradições gaúchas e as comemorações programadas para o local; E, foram declarados eventos de interesse do tradicionalismo com o apoio da CITG e do 11º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha: 1 - Marcha do Bicentenário da Batalha de Salta de 13 a Margem do Rio Juramento até a cidade de Salta, com percurso de 130 km. 2 - Marcha de Colônia ao Chuí Acendimento da Chama Crioula da Colonia do Sacramento em julho de Marcha do Encontro com o Patriarca Artigas no Bicentenário da Purificação, setembro de 2015, congregando os 17 Departamentos do Uruguai. Acampamento Artigas. - Proposição sobre a criação de uma Rede de Comunicação, com o objetivo do desenvolvimento da informação e o conhecimento e, assegurar a todos o acesso a informação; oferecendo serviços de incentivo a pesquisa dos princípios bases e da história do tradicionalismo e suas expressões. Concretizada com a criação da página da internet da CITG, (www.citg.com.br). - Integração de outras Confederações, assegurando a filiação de outras entidades, quando um país ou região contar com pelo menos cinco entidades tradicionalistas filiadas a uma Federação. - Criação do Conselho Consultivo formado pelos ex-presidentes da CITG, que tenham cumprido o mandato integralmente e, que estejam atuantes em defesa da tradição gaúcha. - Estabelecimento de uma contribuição anual de US 1, (hum mil dólares), por país membro filiado. - Eleição da Diretoria Gestão 2012/2014, assim constituída: Presidente: Dorvilio José Calderan (CBTG-Brasil); Vice Presidentes: Brasil: Manoelito Carlos Savaris (CBTG); Argentina: Adolfo Caballero (CGA); Uruguai: Carlos Arezo Posada. Conselheiros do Uruguai: Manuel Berrianos (Paysandu); Andres Elhordoy (Salto); Manuel Rodrigues (Montevideo). Conselheiros do Brasil: Nei Zardo (Bento Gonçalves-RS); Paulo Souza (Porto Alegre-RS); Antonio Sbano - suplente (Curitiba-PR); Conselheiros da Argentina: Juan Carlos Balbi Ramirez (Entre Rios); Oscar Rios (San Juan-SJ); Eduardo Peres Torres (Salta). O Congresso foi transmitido ao vivo pela TV Tradição, que leva a tradição gaúcha para o mundo inteiro e contou com um link para o site da Confederação Gaúcha Argentina (www.confederaciongauchaargentina.com.ar). Reunião do Conselho Coordenador... Em 02 de agosto de 2014, foi realizada a reunião do Conselho Coordenador, para falar da situação do Movimento Tradicionalista Gaúcho, proposta de fortalecimento da integração entre as Federações Filiadas; 12º. Congresso Internacional da Tradição Gaúcha e o Acendimento Internacional da Chama Crioula. Na oportunidade, o Cap. Brigido Rivero, apresentou um vídeo sobre a UASTU União de Aparcerias e Sociedade de Tradiciones del Uruguay, e, falou sobre os esforços envidados para organizar o Movimento e fortalecê-lo, destacando o momento de reconstrução do Movimento Tradicionalista naquele País. Foi acordada a realização de uma nova reunião a qual não aconteceu por motivos diversos. Dificuldades encontradas

4 As maiores dificuldades estão relacionadas às distancias - o que torna onerosos os deslocamentos; o idioma; e a falta de comunicação; - Embora tenha sido acordado uma contribuição anual de US 1, (hum mil dólares), por país membro filiado, para ajudar nos custos da CITG, apenas a CBTG cumpriu parcialmente este acordo. Isto acarreta dificuldades por tratar-se de uma entidade internacional, que não ter como captar recursos. - As despesas ficaram a cargo de seu presidente e neste período destacamos as seguintes: site da CITG R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), confecção de bandeiras R$ 900,00 (novecentos reais), diversas despesas com deslocamentos para representação: tais como: passagens, hospedagem e alimentação as quais não são passiveis orçar no momento, mas que representaram grandes despesas. Ações futuras.. Embora a CITG na sua concepção inicial congregue apenas os países da América do Sul, hoje precisa atuar numa nova visão, buscando a integração de todos a entidades tradicionalistas espalhados pelo mundo, tais como a Confederação Norte-Americana e acolhendo as entidades da Comunidade Européia e as dos demais países. Agradecimentos... Pode ser que a nossa indumentária não se pareça tão igual. Pode ser que as nossas encilhas sejam um pouco diferentes, e, também, as nossas danças, ou a nossa maneira de preparar o churrasco, e, a nossa culinária... Mas, o que importa é a essência: os países do sul cultivam com amor e orgulho sua tradição, baseada na lida do campo, no cavalo; na família tradicional; na preservação de valores éticos e morais; na palavra empenhada; na sua história... Com o sentimento de que somos um único Movimento, independente do país onde nascemos: se no Brasil, Uruguai ou Argentina, ou espalhados pelo mundo... somos todos gaúchos ou gauchos... E, com o sentimento dever cumprido, e a satisfação de ver o esforço de nossos irmãos Uruguaios em unir suas Sociedades Crioulas para fortalecimento de nosso Movimento, e da concretização do projeto do Acendimento Internacional da Chama Crioula, encerro neste Congresso minha gestão e tenho a certeza de que este trabalho continuará, mesmo entendendo as dificuldades, devido a distancia, o idioma e custo, para participação de todos, sabemos que continuaremos contando com apoio de todos para o bem comum. O comando da CITG será passado, como uma cuia, que passa de mão em mão, ressaltando o espirito de união, fraternidade e de fortalecimento de todos os gaúchos. Agradecemos o apoio da CBTG Confederação Brasileira da Tradição Gaúcha, MTG-RS, da CGA Confederação Gaúcha Argentina, dos Representantes das Sociedades Crioulas do Uruguai, dos Conselheiros dos países membros e, todos que participaram ativamente para unir e fortalecer a nosso Movimento e, para que esta gestão pudesse alcançar o êxito desejado. Destacamos o trabalho realizado pelo Sr. Manoelito Carlos Savaris, que iniciou este trabalho de retomada das atividades da CITG e a incansável dedicação para realização do Acendimento Internacional da Chama Crioula, um

5 novo marco nesta nova caminhada. E, Nei Zardo, que sempre me auxiliou na tradução e nos contato com todas as entidades, a ele meu muito obrigado. Neste momento nos sentimos orgulhosos e com a certeza que a integração dos países do Mercosul se fortalecerá através da preservação das tradições que orgulhosamente cultuamos. Dorvilio José Calderan Presidente Gestão 2012/2014 (2015) Sociedade Elias Regules 17 de julho de 2015

ATA DA SESSÃO PREPARATÓRIA

ATA DA SESSÃO PREPARATÓRIA ATA DA SESSÃO PREPARATÓRIA No primeiro dia do mês de dezembro do ano dois mil e doze, às nove horas, na sede do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul, situado a Rua Guilherme Schell, 60

Leia mais

Ata de Reunião da UTE/2014 realizada durante a XIX Cúpula da Rede Mercocidades

Ata de Reunião da UTE/2014 realizada durante a XIX Cúpula da Rede Mercocidades Ata de Reunião da UTE/2014 realizada durante a XIX Cúpula da Rede Mercocidades No dia 03 de dezembro estiveram reunidas, na cidade de Rosário (Argentina), todas as Unidades temáticas e Grupos de Trabalho

Leia mais

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2012

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2012 MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 02/2012 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO DA REDE MERCOCIDADES REALIZADA EM 21 DE MARÇO DE 2012, EM PORTO ALEGRE. Celebrou-se na Cidade de Porto

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP abril de 2012 Núcleo Regional dos Açores da Associação Portuguesa

Leia mais

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria;

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria; POLÍTICA DE ELEIÇÕES DO PMI RIO I ABRANGÊNCIA Esta política se aplica ao processo de Eleições bianual promovido pelo PMI RIO em acordo com o Estatuto do chapter. II - REQUISITOS PARA O CREDENCIAMENTO:

Leia mais

Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS

Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS Data: 15 de janeiro Hora: 12 horas Local: Sede do Conselho Regional de Economia

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Reunião de Foz do Iguaçu Excelentíssimo

Leia mais

DISCURSO DE POSSE DA VICE-REITORA DA UNEB, ADRIANA DOS SANTOS MARMORI LIMA

DISCURSO DE POSSE DA VICE-REITORA DA UNEB, ADRIANA DOS SANTOS MARMORI LIMA DISCURSO DE POSSE DA VICE-REITORA DA UNEB, ADRIANA DOS SANTOS MARMORI LIMA Familiares, amigos, técnicos administrativos, estudantes, professores, grupo gestor da UNEB, autoridades civis, militares, políticas

Leia mais

ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS

ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS ATA DA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA GERAL PARA CRIAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO SUL AMERICANA DE ENGENHARIA ESTRUTURAL E ASSEMBLÉIA DE ENCERRAMENTO DAS "XXV JORNADAS SUL-AMERICANAS DE ENGENHARIA ESTRUTURAL" DATA: 15 de novembro

Leia mais

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade.

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade. Olá, sou Rita Berlofa dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Brasil, filiado à Contraf e à CUT. Quero saudar a todos os trabalhadores presentes e também àqueles que, por algum motivo, não puderam

Leia mais

Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção

Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção Direitos das Pessoas Idosas e a Implementação da Convenção Perly Cipriano Subsecretário de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos - Brasil Dados atuais sobre envelhecimento no mundo No ano de 2007, 10.7%

Leia mais

UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO REDE MERCOCIDADES 22 de abril de 2004 BELO HORIZONTE - BRASIL ATA DE REUNIÃO

UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO REDE MERCOCIDADES 22 de abril de 2004 BELO HORIZONTE - BRASIL ATA DE REUNIÃO UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO REDE MERCOCIDADES 22 de abril de 2004 BELO HORIZONTE - BRASIL ATA DE REUNIÃO Aos vinte e dois dias do mês de abril de dois mil e quatro, nas dependências do Hotel Mercure, na

Leia mais

Da denominação, natureza e fins

Da denominação, natureza e fins REGULAMENTO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AFONSO DE ALBUQUERQUE Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1.º Denominação A Associação de Pais e Encarregados

Leia mais

Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1

Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1 Como a comunicação e a educação podem andar de mãos dadas 1 Entrevista com Ricardo de Paiva e Souza. Por Flávia Gomes. 2 Flávia Gomes Você acha importante o uso de meios de comunicação na escola? RICARDO

Leia mais

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto.

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto. Agradecimentos: Cumpre-me inicialmente agradecer a toda Diretoria Executiva, especialmente ao Teruo, por confiarem no meu trabalho e me darem toda a autonomia necessária para fazer o melhor que fui capaz

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 03/02 ACORDO SOBRE O PROJETO DE FOMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL E PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto e a

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso após a cerimónia de assinatura

Leia mais

Tradução e mercado de trabalho

Tradução e mercado de trabalho Tradução e mercado de trabalho Entrevista com Maria Franca Zucarello, presidente do Sindicato Nacional de Tradutores Angélica Karim Garcia Simão 1 Para o número sobre tradução da revista abehache, julgamos

Leia mais

Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela Israel Operadora.

Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela Israel Operadora. Apresentação e projetos para Israel Prezados Senhores, Shalom. Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela. A atua no mercado judaico há mais de 10 anos e a partir de

Leia mais

Estado da Paraíba PREFEITURA MUNICIPAL DE TAVARES GABINETE DO PREFEITO

Estado da Paraíba PREFEITURA MUNICIPAL DE TAVARES GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 704/2013 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL COMPIR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO CONSTITUCIONAL DO MUNICÍPIO DE TAVARES, Estado da Paraíba, usando

Leia mais

X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO

X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO É NOTÍCIA - Nº 18 2011 EDIÇÃO ESPECIAL X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO FEBRAEDA - CAMP SÃO BERNARDO DO CAMPO 08 DE ABRIL

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP A Reunião dos Ministros da Saúde da CPLP tendo em consideração: A sua qualidade de órgão da CPLP,

Leia mais

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação Cartilha para Conselhos Municipais de Educação Sistemas de ensino são o conjunto de campos de competências e atribuições voltadas para o desenvolvimento da educação escolar que se materializam em instituições,

Leia mais

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 0/2012 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO MERCOCIDADES

MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 0/2012 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO MERCOCIDADES MERCOCIUDADES / UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO / ATA Nº 0/2012 REUNIÃO DA UNIDADE TEMÁTICA DE TURISMO MERCOCIDADES DA REDE Celebrou-se na cidade de Punta del Este, no Uruguai, no dia 27 de janeiro de 2012,

Leia mais

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS

Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS Comunidade de Prática Internacional para apoiar o fortalecimento e liderança da BIREME OPAS/OMS Fortalecimento institucional da BIREME OPAS/OMS TERMOS DE REFERÊNCIA Versão 17/07/2012 No âmbito de um processo

Leia mais

O Movimento Olímpico. Aula 1 Olimpismo. Rio 2016 Versão 1.0

O Movimento Olímpico. Aula 1 Olimpismo. Rio 2016 Versão 1.0 O Movimento Olímpico Aula 1 Olimpismo Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Definir o Olimpismo, compreendendo sua filosofia. 2 Identificar os Valores Olímpicos. 3 Reconhecer a estrutura da Família Olímpica.

Leia mais

A Ministra do Meio Ambiente do Brasil, Senadora Marina Silva, apresentou a agenda para consideração dos participantes, tendo sido aprovada.

A Ministra do Meio Ambiente do Brasil, Senadora Marina Silva, apresentou a agenda para consideração dos participantes, tendo sido aprovada. II Reunião de Ministros de Meio Ambiente do MERCOSUL 8 de novembro de 2004, Brasília, Brasil Ata da Reunião nº 02/04 Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, no dia 8 de novembro

Leia mais

NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES

NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES 1 NÚCLEO DE JOVENS EMPREENDEDORES DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E EMPRESARIAL DE SUZANO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES Art. 1 o O Núcleo de Jovens Empreendedores da Associação Comercial e Empresarial de Suzano

Leia mais

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO PROJETO DE LEI Nº 2.658, DE 2003

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO PROJETO DE LEI Nº 2.658, DE 2003 COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO PROJETO DE LEI Nº 2.658, DE 2003 Dispõe sobre a concessão de uso especial para fins de moradia prevista pelo 1º do art. 183 da Constituição Federal e dá outras providências.

Leia mais

EXPEDIENTE RELIZAÇÃO: PREFEITURA DE SANTO ANDRÉ PREFEITO: JOÃO AVAMILENO VICE-PREFEITA: IVETE GARCIA

EXPEDIENTE RELIZAÇÃO: PREFEITURA DE SANTO ANDRÉ PREFEITO: JOÃO AVAMILENO VICE-PREFEITA: IVETE GARCIA EXPEDIENTE RELIZAÇÃO: PREFEITURA DE SANTO ANDRÉ PREFEITO: JOÃO AVAMILENO VICE-PREFEITA: IVETE GARCIA SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL: CLEUZA REPULHO APOIO: Instituto Castanheira de Ação

Leia mais

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO MTG RELATÓRIO DE PARTICIPAÇÃO E PROMOÇÃO DE ATIVIDADES TRADICIONALISTAS 45º CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS FASE REGIONAL

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO MTG RELATÓRIO DE PARTICIPAÇÃO E PROMOÇÃO DE ATIVIDADES TRADICIONALISTAS 45º CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS FASE REGIONAL MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO MTG RELATÓRIO DE PARTICIPAÇÃO E PROMOÇÃO DE ATIVIDADES TRADICIONALISTAS 45º CIRANDA CULTURAL DE PRENDAS FASE REGIONAL Categoria: JUVENIL (LOCAL E DATA) 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO:

Leia mais

Regimento Interno da Associação Ambientalista Pimentão

Regimento Interno da Associação Ambientalista Pimentão Regimento Interno da Associação Ambientalista Pimentão página 1-4 Regimento Interno da Associação Ambientalista Pimentão CAPÍTULO I Da Regulamentação do Regimento Interno Art. 1º - O presente Regimento

Leia mais

Acordo sobre o Aquífero Guarani

Acordo sobre o Aquífero Guarani Acordo sobre o Aquífero Guarani A República Argentina, a República Federativa do Brasil, a República do Paraguai e a República Oriental do Uruguai, Animados pelo espírito de cooperação e de integração

Leia mais

CRISTO E SCHOPENHAUER: DO AMAR O PRÓXIMO COMO A TI MESMO À COMPAIXÃO COMO FUNDAMENTO DA MORAL MODERNA

CRISTO E SCHOPENHAUER: DO AMAR O PRÓXIMO COMO A TI MESMO À COMPAIXÃO COMO FUNDAMENTO DA MORAL MODERNA CRISTO E SCHOPENHAUER: DO AMAR O PRÓXIMO COMO A TI MESMO À COMPAIXÃO COMO FUNDAMENTO DA MORAL MODERNA JÉSSICA LUIZA S. PONTES ZARANZA 1 WELLINGTON ZARANZA ARRUDA 2 1 Mestranda em Filosofia pela Universidade

Leia mais

REGULAMENTO COMITE GESTOR DA REDE PAULISTA DE ESCOLAS DE GOVERNO MUNICIPAIS

REGULAMENTO COMITE GESTOR DA REDE PAULISTA DE ESCOLAS DE GOVERNO MUNICIPAIS 1 REGULAMENTO COMITE GESTOR DA REDE PAULISTA DE ESCOLAS DE GOVERNO MUNICIPAIS O Comitê Gestor da Rede Paulista de Escolas de Governo Municipais, constituído no Diálogo Colaborativo Rede Paulista de Escolas

Leia mais

MOVIMENTO TRADICIONALISTAGAÚCHO MTG

MOVIMENTO TRADICIONALISTAGAÚCHO MTG k MOVIMENTO TRADICIONALISTAGAÚCHO MTG Nota de Instrução 01/2014 Dispõe sobre normas dos Concursos Ciranda Cultural de Prendas, Entrevero Cultural de Peões, Mostra Folclórica e demais disposições gerais.

Leia mais

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social

Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Decisão do STF permite contratação de professores federais por Organização Social Na mesma semana em que os trabalhadores brasileiros tomaram as ruas e conseguiram suspender a votação do Projeto de Lei

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA DE PAÍSES FEDERATIVOS E DA AMÉRICA DO NORTE. (Apresentado pelo Brasil)

RELATÓRIO DA OFICINA DE PAÍSES FEDERATIVOS E DA AMÉRICA DO NORTE. (Apresentado pelo Brasil) TERCEIRA REUNIÃO DE MINISTROS E AUTORIDADES DE OEA/Ser.K/XXXVII.3 ALTO NÍVEL RESPONSÁVEIS PELAS POLÍTICAS DE REDMU-III/INF. 4/05 DESCENTRALIZAÇÃO, GOVERNO LOCAL E PARTICIPAÇÃO 28 outubro 2005 DO CIDADÃO

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

RELATÓRIO DE ATIVIDADES RELATÓRIO DE ATIVIDADES Mobilização dos Profissionais do Estado de SP rumo ao MENSAGEM DO PRESIDENTE Caros profissionais da área tecnológica, Chegou a hora: estamos aqui em Gramado, Rio Grande do Sul,

Leia mais

DECLARAÇÃO DE QUÉBEC

DECLARAÇÃO DE QUÉBEC DECLARAÇÃO DE QUÉBEC Sobre a preservação do "Spiritu loci" Assumido em Québec, Canadá, em 4 de outubro de 2008 INTRODUÇÃO Reunião na histórica cidade de Québec (Canadá) de 29 de setembro a 4 de outubro,

Leia mais

Orientações Básicas Uso PROAP

Orientações Básicas Uso PROAP Página: 1 de 7 REGISTRO DE ALTERAÇÕES REV. DATA ALTERAÇÃO EFETUADA 00 06/02/2013 Emissão do Documento 01 20/03/2013 Correções no texto 02 16/06/2013 Retirado renovação de licença de software 03 22/08/2013

Leia mais

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Introdução Por ocasião da escolha dos Emirados de Sharjah como capital da cultura islâmica em 2014, e patrocínio

Leia mais

M I S S ÃO D E A S S I S T Ê N C I A À R E M O ÇÃO D E M I N A S N A A M É R I C A D O S U L

M I S S ÃO D E A S S I S T Ê N C I A À R E M O ÇÃO D E M I N A S N A A M É R I C A D O S U L M I S S ÃO D E A S S I S T Ê N C I A À R E M O ÇÃO D E M I N A S N A A M É R I C A D O S U L Nesta Edição SET.2012 Mensagem do Chefe 1 AD AUGUSTA PER ANGUSTA (Com satisfação eliminamos o sofrimento) MENSAGEM

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

Associação Congregação de Santa Catarina: Estrutura de Governança Corporativa. Dezembro/2014

Associação Congregação de Santa Catarina: Estrutura de Governança Corporativa. Dezembro/2014 Associação Congregação de Santa Catarina: Estrutura de Governança Corporativa Dezembro/2014 Origem e Características Um rede social a serviço da Vida; Entidade filantrópica brasileira; Está presente em

Leia mais

Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu

Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu Conexao Israel www.conexaoisrael.org Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu Autores: Ayelet Shaked (HaBait HaYehudit) Yariv Levin (Likud) Robert Ilatov (Israel Beiteynu) 1. Estado Judeu a)

Leia mais

Estatuto do Centro Acadêmico da Engenharia Ambiental C.A.E.A. Mariana Braga

Estatuto do Centro Acadêmico da Engenharia Ambiental C.A.E.A. Mariana Braga Estatuto do Centro Acadêmico da Engenharia Ambiental C.A.E.A. Mariana Braga Capítulo I - Da Entidade Art. 1 - O Centro Acadêmico da Engenharia Ambiental, sob a denominação de C.A.E.A. Mariana Braga, entidade

Leia mais

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada.

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. ASSIM É O A IMPORTANTE CONTRIBUIÇÃO DOS EXECUTIVOS DOS SEAC S E SINDESP S

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO Contratação de empresa especializada na execução da formação dos professores e equipe gestora, planejamento, acompanhamento e avaliação das aulas e diagnóstico sociolingüístico

Leia mais

O MERCOSUL E A REGULAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: UMA BREVE INTRODUÇÃO

O MERCOSUL E A REGULAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: UMA BREVE INTRODUÇÃO O MERCOSUL E A REGULAÇÃO DO COMÉRCIO ELETRÔNICO: UMA BREVE INTRODUÇÃO Ricardo Barretto Ferreira da Silva Camila Ramos Montagna Barretto Ferreira, Kujawski, Brancher e Gonçalves Sociedade de Advogados São

Leia mais

(AICL, ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL COLÓQUIOS DA LUSOFONIA) REGULAMENTO INTERNO AICL

(AICL, ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL COLÓQUIOS DA LUSOFONIA) REGULAMENTO INTERNO AICL REGULAMENTO INTERNO AICL 1) Foi constituída em 28 outubro e legalizada em 6 de dezembro 2010, com início fiscal de atividades em 1 de janeiro de 2011, uma ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE FINS NÃO- LUCRATIVOS, denominados

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE JUVENIS têm por propósito básico a integração nacional,

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS

ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS ORIENTAÇÃO PARA CONSTITUIÇÃO DE COOPERATIVAS 1. BREVE HISTÓRICO O cooperativismo objetiva difundir os ideais em que se baseia, para atingir o pleno desenvolvimento financeiro, econômico e social de todas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 97 Discurso no banquete oferece/do

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE MANUAL DE PROCEDIMENTOS E ADESÃO AO PROJETO SETORIAL LATITUDE Pelo presente instrumento a Associação Brasileira de Arte Contemporânea - ABACT apresenta o Manual de Procedimentos e Adesão referente às regras

Leia mais

O Dever de Consulta Prévia do Estado Brasileiro aos Povos Indígenas.

O Dever de Consulta Prévia do Estado Brasileiro aos Povos Indígenas. O Dever de Consulta Prévia do Estado Brasileiro aos Povos Indígenas. O que é o dever de Consulta Prévia? O dever de consulta prévia é a obrigação do Estado (tanto do Poder Executivo, como do Poder Legislativo)

Leia mais

Capital- Montevidéu. Língua oficial: Espanhol. Governo: República presidencialista. Presidente: José Mujica. Vice-presidente: Danilo Astori

Capital- Montevidéu. Língua oficial: Espanhol. Governo: República presidencialista. Presidente: José Mujica. Vice-presidente: Danilo Astori Capital- Montevidéu Língua oficial: Espanhol Governo: República presidencialista Presidente: José Mujica Vice-presidente: Danilo Astori PIB(nominal)- estimativa de 2014, US$ 58,569 bilhões IDH: 0,790 (50

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA HELENISMO NA AMERICA LATINA PARA MEMBROS DE COMUNIDADES HELÊNICAS DA REGIÃO DA AMÉRICA CENTRAL E SUL

CONCURSO DE FOTOGRAFIA HELENISMO NA AMERICA LATINA PARA MEMBROS DE COMUNIDADES HELÊNICAS DA REGIÃO DA AMÉRICA CENTRAL E SUL CONCURSO DE FOTOGRAFIA HELENISMO NA AMERICA LATINA PARA MEMBROS DE COMUNIDADES HELÊNICAS DA REGIÃO DA AMÉRICA CENTRAL E SUL É com muita satisfação que lhes comunicamos que nesta primeira edição do Concurso

Leia mais

CONSELHO DE DECANOS PREARQUISUR ASSUNÇÃO. Assunção, 3 e 4 de abril de 2006.

CONSELHO DE DECANOS PREARQUISUR ASSUNÇÃO. Assunção, 3 e 4 de abril de 2006. ARQUISUL ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS E FACULDADES DE ARQUITETURA PÚBLICAS DO MERCOSUL CONSELHO DE DECANOS PREARQUISUR ASSUNÇÃO Assunção, 3 e 4 de abril de 2006. Durante os dias 3 e 4 de abril de 2006, na Faculdade

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL RESOLUÇÃO. 147º COSU MIGUEL PEREIRA Campo Grande - MS. 21 A 24 de Janeiro de 2014. RESOLUÇÃO nº 01 /147º COSU

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL RESOLUÇÃO. 147º COSU MIGUEL PEREIRA Campo Grande - MS. 21 A 24 de Janeiro de 2014. RESOLUÇÃO nº 01 /147º COSU nº 01 /147º COSU Interessado: IAB/DN e IAB-RJ Proponente: Grupo de Trabalho UIA2020Rio do 147º Conselho Superior do IAB Ementa: Organização do Congresso Mundial de Arquitetos UIA2020Rio Considerando: 1.

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS Artigo 1º O Centro de Referência em Informação Ambiental com sede e foro na cidade de Campinas na Avenida Romeu Tortima 388, Cidade Universitária, é uma sociedade

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos. Denominação, Sede e Duração

ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos. Denominação, Sede e Duração ESTATUTO SOCIAL Capítulo I Denominação, Sede, Duração e Objetivos Denominação, Sede e Duração Art. 1º - A Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração ABM, fundada em 10 de outubro de 1944

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

ESTATUTOS. Artigo 1º (Nome e Sede)

ESTATUTOS. Artigo 1º (Nome e Sede) ESTATUTOS Artigo 1º (Nome e Sede) O nome da associação é A Rocha Associação Cristã de Estudos e Defesa do Ambiente e a sua sede é na Cruzinha, Mexilhoeira Grande, em Portimão. Artigo 2º (Natureza e Fins)

Leia mais

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO

EDITAL DE INTERCÂMBIO REGULAMENTO EDITAL DE INTERCÂMBIO Programa IberCultura Viva I EDIÇÃO 2015 O Programa IberCultura Viva, iniciativa intergovernamental para o fortalecimento das culturas e das comunidades da região ibero-americana criado

Leia mais

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos

Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos PROCESSO SELETIVO 2011 Ações de Adaptação de Comunidades e seus Ecossistemas aos Eventos Climáticos REGULAMENTO Prezado Gestor, Criado em 2006, o Instituto HSBC Solidariedade é responsável por gerenciar

Leia mais

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010

C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 C 213/20 Jornal Oficial da União Europeia 6.8.2010 COMISSÃO ADMINISTRATIVA PARA A COORDENAÇÃO DOS SISTEMAS DE SEGURANÇA SOCIAL Estatutos da Comissão Administrativa para a Coordenação dos Sistemas de Segurança

Leia mais

AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010)

AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010) AG/RES. 2577 (XL-O/10) PROMOÇÃO DO TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL 1/2/ (Aprovada na quarta sessão plenária, realizada em 8 de junho de 2010) A ASSEMBLÉIA GERAL, RECORDANDO as resoluções AG/RES. 1619 (XXIX-O/99),

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Na Casa Rosada (DISCURSO PRONUNCIADO

Leia mais

Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa. Câmpus Restinga Junho, 2013. Desenvolvimento Institucional

Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa. Câmpus Restinga Junho, 2013. Desenvolvimento Institucional Prioridades para o PA 2014 Comunidade Externa Câmpus Restinga Junho, 2013 Desenvolvimento Institucional APRESENTAÇÃO O presente relatório deve ser considerado como um Anexo ao Diagnóstico das Prioridades

Leia mais

Legislação nacional e internacional

Legislação nacional e internacional Legislação nacional e internacional CDB Convenção sobre Diversidade Biológica A CDB foi estabelecida durante a ECO -92, no Rio de Janeiro, em junho de 1992. Esse tratado das Nações Unidas é um dos mais

Leia mais

São Paulo, 25 de abril de 2013.

São Paulo, 25 de abril de 2013. São Paulo, 25 de abril de 2013. Discurso do diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania, Luiz Edson Feltrim, na SME Banking Conference 2013 1 Dirijo saudação especial a Sra. Ghada Teima, IFC Manager

Leia mais

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES

SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES SESSÃO DE ABERTURA DA XVII ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL DAS CASAS DOS AÇORES Hilmar, Califórnia, 29 de Agosto de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro Começo

Leia mais

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita BIÊNIO 2014/2016 Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita Associados de todo o Brasil elegeram, nos dias 5 e 6 de junho, a chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca o futuro, sem esquecer as nossas

Leia mais

Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil

Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil 2º SEMINÁRIO DE PROTEÇÃO ESCOLAR Mediadores Mirins em Ação e Protagonismo Juvenil P R O F E S S O R A M E D I A D O R A C R I S 2 0 1 3 Breve apresentação do meu percurso como PMEC Histórico Profissional

Leia mais

Declaração de Salvador

Declaração de Salvador Declaração de Salvador Os Chefes de Estado da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República da Guiné, da República Oriental do Uruguai, o Vice-Presidente da República da Colômbia,

Leia mais

PROPOSTA DE ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SÃO JOSÉ, DA GUARDA

PROPOSTA DE ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SÃO JOSÉ, DA GUARDA PROPOSTA DE ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS DO CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SÃO JOSÉ, DA GUARDA Capítulo I Da denominação, natureza e fins Artigo 1º Denominação A Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO SUB-GRUPO DE TRABALHO DE TRATADOS INTERNACIONAIS

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO SUB-GRUPO DE TRABALHO DE TRATADOS INTERNACIONAIS FORMULÁRIO DESCRITIVO DA NORMA INTERNACIONAL Norma Internacional: Convenção para a Salvaguarda do patrimônio Cultural Imaterial Assunto: Proteção do Patrimônio Cultural Imaterial Decreto: 5208 Entrada

Leia mais

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM Nº 142, DE 2005

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM Nº 142, DE 2005 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM Nº 142, DE 2005 Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo

Leia mais

Programa San Tiago Dantas de Apoio ao Ensino de Relações Internacionais

Programa San Tiago Dantas de Apoio ao Ensino de Relações Internacionais C A P E S Programa San Tiago Dantas de Apoio ao Ensino de Relações Internacionais A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) convida as instituições públicas de ensino superior

Leia mais

24 de maio de 2002 OBJETO DA ANÁLISE NO ÂMBITO DA PRIMEIRA RODADA

24 de maio de 2002 OBJETO DA ANÁLISE NO ÂMBITO DA PRIMEIRA RODADA METODOLOGIA PARA A ANÁLISE DA IMPLEMENTAÇÃO DAS DISPOSIÇÕES DA CONVENÇÃO INTERAMERICANA CONTRA A CORRUPÇÃO QUE FORAM SELECIONADAS NO ÂMBITO DA PRIMEIRA RODADA [1]/ INTRODUÇÃO 24 de maio de 2002 O Documento

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

Assembleia Geral, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal.

Assembleia Geral, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal. HISTÓRIA A Associação de Cultura e Turismo de Bonsucesso foi idealizada a partir da parceria do SEBRAE-MT e a Prefeitura Municipal de Várzea Grande, quando a criação da chamada Rota do Peixe, sendo a Sede

Leia mais

CAMINHOS DO MERCOSUL 2003. O Gaúcho e o Cruzeiro do Sul

CAMINHOS DO MERCOSUL 2003. O Gaúcho e o Cruzeiro do Sul CAMINHOS DO MERCOSUL 2003 O Gaúcho e o Cruzeiro do Sul O Setor Educacional do Mercosul e a Organização dos Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultura OEI - apresentam Caminhos do Mercosul

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org CARTA DE PRINCÍPIOS DO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL O Comitê de entidades brasileiras que idealizou e organizou

Leia mais

EMPRESAS, GOVERNO E SOCIEDADE CIVIL TRABALHANDO JUNTOS PARA O BEM COMUM

EMPRESAS, GOVERNO E SOCIEDADE CIVIL TRABALHANDO JUNTOS PARA O BEM COMUM EMPRESAS, GOVERNO E SOCIEDADE CIVIL TRABALHANDO JUNTOS PARA O BEM COMUM XXV CONGRESSO MUNDIAL UNIAPAC 10º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE SUSTENTABILIDADE 30 DE SETEMBRO 1º E 2 DE OUTUBRO BEM COMUM Conjunto

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA REGULAMENTO DA II GINCANA NACIONAL DE ECONOMIA CAPÍTULO I Seção I Dos Objetivos Art. 1º O Conselho Federal de Economia promoverá a II Gincana Nacional de Economia - 2012 na

Leia mais

ESTATUTO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (ANPARQ)

ESTATUTO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (ANPARQ) ESTATUTO ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO (ANPARQ) CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, REGIME JURÍDICO, DURAÇÃO, SEDE E FORO Art. 1 - A Associação Nacional de Pesquisa

Leia mais

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO MTG/RS

MOVIMENTO TRADICIONALISTA GAÚCHO MTG/RS FICHA CADASTRAL PARA FILIAÇÃO PARTICIPAÇÃO PLENA PARTICIPAÇÃO PARCIAL PARTICIPAÇÃO ESPECIAL PARTICIPAÇÃO ATM ENTIDADE ESTUDANTIL NOME DA ENTIDADE REQUERENTE: REGIÃO: LEMA: CGC/CNPJ: FUNDADA EM: E-MAIL

Leia mais

Que o poder público apóie as iniciativas locais de intervenção na insegurança alimentar e nutricional fortalecendo o desenvolvimento local

Que o poder público apóie as iniciativas locais de intervenção na insegurança alimentar e nutricional fortalecendo o desenvolvimento local CARTA DE JOINVILLE No período de 26 a 29 de maio de 2010 a cidade de Joinville em Santa Catarina sediou o CONBRAN 2010 - XXI Congresso Brasileiro de Nutrição, I Congresso Iberoamericano de Nutrição e o

Leia mais

Esperamos com isto, incentivar e fortalecer o serviço voluntário, além de reconhecer a atuação daqueles que se dedicam à causa.

Esperamos com isto, incentivar e fortalecer o serviço voluntário, além de reconhecer a atuação daqueles que se dedicam à causa. O Programa Escola da Família em parceria com o Programa SP Voluntário realizará nas escolas estaduais participantes do programa o Festival de vídeos: Ação Voluntária no Programa Escola da Família boas

Leia mais

não-convencionais e expressam seu propósito de intensificar as ações tendentes a lograr aquele fim.

não-convencionais e expressam seu propósito de intensificar as ações tendentes a lograr aquele fim. COMUNICADO CONJUNTO O Senhor Ministro das Relações Exteriores da República Oriental do Uruguai, Dom Adolfo Folle Martinez, atendendo a convite oficial que lhe formulou o Senhor Ministro das Relações Exteriores

Leia mais

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FORNECEDORES DE MEDICAMENTOS - ABFMED

ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FORNECEDORES DE MEDICAMENTOS - ABFMED ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FORNECEDORES DE MEDICAMENTOS - ABFMED Aos 20 (vinte) dias do mês de novembro do ano de 2015, às 09h00min (nove horas da manhã), nesta capital

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 94 Discurso na solenidade em homenagem

Leia mais

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS

ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 09/04 ACORDO SOBRE O PROJETO FOMENTO DA GESTÃO AMBIENTAL E DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM PEQUENAS E MEDIAS EMPRESAS TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as

Leia mais

SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO.

SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO. SENHORAS AUTORIDADES PRESENTES NESTE ATO DE POSSE. SENHORAS E SENHORES RERESENTANTES DOS DIFERENTES ÓRGAOS E ENTIDADES. SENHORAS E SENHORES TRABALHADORES DE EDUCAÇÃO DESTE CENTRO. CAROS ESTUDANTES E DEMAIS

Leia mais