EDITAL 22/2006 EXAME VESTIBULAR DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE LETIVO DO ANO DE 2007, NA UNIDADE DE NATAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL 22/2006 EXAME VESTIBULAR DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE LETIVO DO ANO DE 2007, NA UNIDADE DE NATAL"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE ENSINO EDITAL 22/2006 EXAME VESTIBULAR DOS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA PARA INGRESSO NO 1º SEMESTRE LETIVO DO ANO DE 2007, NA UNIDADE DE NATAL O Diretor de Ensino do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte CEFET-RN, usando das atribuições que lhe confere a Portaria n. 327/2005-DG/CEFET-RN, faz saber aos interessados que, em cumprimento ao que determinam a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o Decreto nº 5.154, de 23 de julho de 2004, e a Resolução 04/2004 do Conselho Diretor do CEFET-RN, estarão abertas as inscrições para o Exame Vestibular dos Cursos Superiores, sendo oferecido um total de 446 vagas para o primeiro semestre letivo de 2007, conforme quadro a seguir: UNIDADE SEDEDE NATAL VAGAS ÁREA CURSO VAGAS TURNO Construção Civil Tecnologia em Construção Civil 30 Matutino Indústria Tecnologia em Automação Industrial 36 Vespertino Tecnologia em Fabricação Mecânica 36 Vespertino Informática Tecnologia em Análise de Desenvolvimento de Sistemas 30 Diurno Tecnologia em Redes de Computadores 30 Noturno Recursos Naturais Tecnologia em Gestão Ambiental 34 Noturno Formação Geral Licenciatura em Física 30 Noturno Licenciatura em Geografia 30 Noturno UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL / CEFET-RN VAGAS PÓLO CURSO VAGAS TURNO UNED-Mossoró 40 Noturno Luiz Gomes 50 Diurno Martins Tecnologia em Gestão Ambiental (a distância) 50 Diurno UNED-Currais Novos 50 Diruno O preenchimento das vagas acima relacionadas dar-se-á de duas formas, a saber: Situação I - 50% para os alunos que cursaram do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio em escolas da rede pública; Situação II - Às demais 50% das vagas concorrerão os candidatos que não se enquadrarem na situação I anteriormente mencionada. As inscrições realizar-se-ão no período de 11 a 29 de dezembro de 2006, no horário das 8h às 16h, ininterruptamente, nos seguintes locais: à Unidade Sede do CEFET-RN em Natal, situada na Avenida Senador Salgado Filho, 1559, Tirol, Natal-RN; Universidade Aberta do Brasil - UAB à UNED de Mossoró, situada na Rua Raimundo Firmino de Oliveira, 400, Ulrich Graff; à Secretaria Municipal de Educação de Luiz Gomes-RN; á Secretaria Municipal de Educação de Martins-RN, à UNED de Currais Novos, situada na Estrada do Totoró, S/N, Zona Rural de Currais Novos-RN No ato da inscrição, os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos: 01 foto 3x4 (datada a partir de 2005); Cópia de documento de identidade (acompanhada do original); Cópia do Certificado de Conclusão de Ensino Médio ou similar (acompanhada do original). Comprovante de quitação da taxa no valor de R$ 60,00 (sessenta reais), creditados na conta 30-1, operação 006, agência 1406, da Caixa Econômica Federal, em nome do CEFET-RN. As provas do vestibular, para os Cursos da Unidade Sede, que constarão de um total de 81 (oitenta e uma) questões, sendo 01 (uma) discursiva em língua portuguesa (produção escrita a partir de um tema dado) e mais 80 (oitenta) questões objetivas, distribuídas igualmente entre as disciplinas abaixo relacionadas, serão realizadas no horário compreendido entre 8h e 11h30min, no primeiro dia, e entre 8h e 11h, no segundo dia, na unidade de Natal do CEFET-RN, conforme discriminado a seguir: 14 de janeiro de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, História e Química; 15 de janeiro de Geografia, Física, Matemática e Biologia. Para o Curso da Universidade Aberta do Brasil/CEFET-RN (Curso à Distância), a aplicação das provas será nos mesmos dias e horários da Unidade Sede, nos seguintes locais:

2 UNED MOSSORÓ - Alunos inscritos nos Pólos de Mossoró (RN), Luiz Gomes(RN) e Martins(RN) UNED CURRAIS NOVOS - Alunos inscritos no Pólo Currais Novos(RN). No ato da inscrição, o candidato receberá todas as Instruções e Normas relativas ao Concurso. Este Edital, em sua versão integral, bem como o Edital de Isenção, será publicado nas instalações internas do CEFET-RN e no site para que todos os interessados tomem conhecimento. Natal/RN, 25 de novembro de BELCHIOR DE OLIVEIRA ROCHA Diretor de Ensino do CEFET-RN

3 INSTRUÇÕES E NORMAS I - DO PROCESSO SELETIVO 1. O Processo Seletivo para ingresso nos cursos superiores do CEFET-RN, no período , será aplicado nos locais especificados no item 27, abrangendo os conhecimentos comuns às diversas formas de escolarização do ensino médio, em conformidade com as diretrizes deste Edital. 2. O Processo Seletivo estará aberto aos portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente), sendo 50% das vagas destinadas a candidatos que possuam histórico escolar a partir do 6º ano do ensino fundamental em escola da rede pública e as demais 50% para os que não se enquadrarem na situação anterior. 3. O candidato que tiver realizado estudos equivalentes ao ensino médio, no todo ou em parte, no exterior, deverá apresentar parecer de equivalência de estudos da Secretaria de Educação. 4. Os documentos em língua estrangeira deverão estar visados pela autoridade consular brasileira no país de origem e acompanhados da respectiva tradução oficial. II - DAS INSCRIÇÕES 5. A inscrição do candidato poderá ser feita na Unidade Sede Natal-RN, na Avenida Senador Salgado Filho, 1559, Tirol, nos pólos da Universidade Aberta do Brasil (UNED - Mossoró, na Rua Raimundo Firmino, 400, Ulrich Graff; Secretaria Municipal de Educação de Luiz Gomes-RN; Secretaria Municipal deeducação de Martins; UNED-Currais Novos, situada na Estrada do Totoró, s/n, Zona Rural de Currais Novos-RN), no período de 11 a 29 de dezembro de 2006 (exceto aos sábados, domingos e feriados). 6. A inscrição poderá ser feita pelo próprio candidato ou por seu representante legal. 7. No caso de inscrição por procuração, deverão ser entregues o instrumento do mandato com os documentos do(a) candidato(a) relacionados no item 8 e o documento de identidade do(a) procurador(a). A procuração deverá ser outorgada pelo(a) candidato(a) por instrumento particular, com firma reconhecida em cartório, ou por instrumento público, dando poderes para inscrevê-lo(a) no curso que pretende concorrer e na língua estrangeira de sua opção. 8. Para efetivação da inscrição, deverão ser adotados os seguintes procedimentos: a) Preencher integralmente o Formulário de Inscrição, prestando as informações solicitadas; b) Anexar ao Formulário de Inscrição: - Fotocópia da carteira de identidade ou de outro documento oficial que possua foto e assinatura, conforme item 9; - Fotocópia do certificado de conclusão, que comprove a escolaridade referida no item 2; - 1 (uma) fotografia 3x4, datada, obrigatoriamente, a partir de c) Entregar, nos locais de inscrição previstos no item 5, das 8 às 16h (horário oficial local), sem intervalo, o Formulário de Inscrição devidamente preenchido, juntamente com os documentos citados na alínea anterior e comprovante de deposito bancário da taxa de inscrição, no valor de R$ 30,00 (trinta reais) para os candidatos com histórico escolar a partir do 6º ano do ensino fundamental em escola da rede pública, e de R$ 60,00 (sessenta reais) para os que não se enquadrarem na situação anterior, em nome do CEFET-RN, Agência 1406 da Caixa Econômica Federal, Operação 006, Conta d) O candidato deverá apresentar, no ato de entrega do formulário de inscrição, os originais dos documentos relacionados na alínea "b" do item 8, para conferência. 9. Serão considerados documentos de identificação para efeito de inscrição: Carteira de Identidade expedida pelas Secretarias de Segurança Pública ou pelas Forças Armadas, Polícias Militares, Ordens ou Conselhos que, por lei federal, tenha validade como documento de identidade e possibilite a conferência da foto e da assinatura, ou Carteira Profissional ou Passaporte ou Carteira de Habilitação com fotografia, na forma da Lei nº 9.503/ Se o pagamento da taxa de inscrição for efetuado com cheque ou depósito em caixa eletrônico, sem o devido provimento de fundos, ou mesmo se o cheque vier a ser devolvido por qualquer motivo, a inscrição do candidato será automaticamente cancelada. 11. O valor da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma. 12. A inscrição do candidato dispensado do pagamento da taxa será efetuada no período de 22 a 29 de dezembro de 2006 e seguirá os mesmos procedimentos descritos no item O candidato terá direito a apenas uma única inscrição no Processo Seletivo. 14. Não haverá, sob qualquer pretexto, inscrição provisória, condicional ou com documentação incompleta, nem através de correspondência postal, fax-símile ou via internet. 15. No ato da inscrição, o candidato (ou seu representante) deverá exigir o comprovante de entrega do Formulário de Inscrição, carimbado pelo CEFET-RN.

4 16. Será automaticamente cancelada a inscrição do candidato que não apresentar foto datada e/ou documento comprobatório de escolaridade que atenda às exigências do item 2 deste Edital e, ainda, a inscrição do candidato que apresentar informações comprovadamente falsas. 17. Após a entrega do Formulário de Inscrição, não será permitida a troca de opção do curso ou língua estrangeira. 18. O candidato que não identificar, no Formulário de Inscrição, a língua estrangeira desejada ou efetuar dupla marcação, fará obrigatoriamente, prova de INGLÊS, como língua estrangeira. 19. O candidato que tiver sua inscrição cancelada, conforme previsto neste Edital, será comunicado no dia 08 de janeiro de 2007, através de correspondência postal. 20. O candidato que necessitar de condições especiais para realizar as provas deverá apresentar, no ato da inscrição, requerimento devidamente instruído com atestado médico, descrevendo a sua necessidade e especificando o tipo de atendimento que a Instituição deverá dispensar, no local das provas, para garantir sua participação no Processo Seletivo. 21. Caso a Instituição esteja impossibilitada de atender ao requerido no item anterior, comunicará ao candidato, até o dia 08 de janeiro de 2007, através de correspondência postal. III - DO CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO 22. O Cartão de Inscrição só será entregue ao próprio candidato ou a seu representante legal, mediante a apresentação do documento de identificação fornecido no ato da inscrição. 23. O Cartão de Inscrição indicará o dia, a hora e o local de realização das provas. 24. O Cartão de Inscrição será entregue, exclusivamente, nos dias 10, 11 e 12 de janeiro de 2007, no horário das 8h às 16h (horário oficial local), ininterruptamente, nos locais onde foram efetivadas as inscrições. 25. No ato do recebimento, o candidato deverá assinar o comprovante de recebimento, na presença do responsável pela entrega. 26. Se o Cartão de Inscrição contiver algum erro, o candidato deverá, no dia de realização das provas, solicitar a retificação junto ao fiscal de sala. IV - DA APLICAÇÃO E CORREÇÃO DAS PROVAS 27. As provas serão realizadas nos dias 14 e 15 de janeiro de No dia 14, das 8h às 11h30min (horário oficial local), e no dia 15, das 8h às 11h (horário oficial local) nos seguintes locais: Cursos das Áreas de Construção Civil, Indústria, Informática, Recursos Naturais e Formação Geral - Unidade Sede de Natal, na Avenida Senador Salgado Filho, 1559, Tirol, Natal-RN; Curso Gestão Ambiental da Universidade Aberta do Brasil (pólos UNED-Mossoró, Luiz Gomes e Martins) - UNED de Mossoró, na Rua Raimundo Firmino, 400, Ulrich Graff, Mossoró-RN; Curso Gestão Ambiental da Universidade Aberta do Brasil (pólo UNED-Currais Currais Novos) - UNED- Currais Novos e UFRN Currais Novos, situadas na Estrada do Totoró, s/n, Zona Rural de Currais Novos-RN 28. O acesso ao recinto onde se realizarão as provas ocorrerá das 7h15min às 8h (horário oficial local), devendo o candidato comparecer ao local do exame, no mínimo, 1 (hora) antes do horário previsto para o fechamento do portão (portão lateral Av. Bernardo Vieira). 29. O candidato que chegar após o fechamento do portão, ou seja, após as 8h (horário oficial local), não poderá realizar as provas e estará automaticamente eliminado do Processo Seletivo. 30. Para ter acesso à sala de provas, o candidato deverá apresentar o Cartão de Inscrição e o original do documento de identificação usado para fazer a inscrição, conforme o item 8, alínea "b", deste Edital, salvo quando explicitamente autorizado pela organização do processo (NUPPS). 31. Não será permitida a realização das provas de candidato portando arma, boné, telefone celular ou qualquer outro tipo de aparelho eletrônico, relógio com calculadora, dicionário, câmera fotográfica, apostila e material didático do mesmo gênero, livros ou outros. 32. Em cada dia de prova do Processo Seletivo o candidato receberá um Caderno de Provas assim distribuídas: - Dia 14/01/ questões objetivas de múltipla escolha, sendo 10 (dez) de Língua Portuguesa, 10 (dez) de Língua Estrangeira (Espanhol, Francês ou Inglês), 10 (dez) de História, 10 (dez) de Química e mais 01 (uma) questão discursiva escrita em Língua Portuguesa (uma produção escrita a partir de um tema dado). - Dia 15/01/ questões objetivas de múltipla escolha, sendo 10 (dez) de Geografia, 10 (dez) de Física, 10 (dez) de Matemática e 10 (dez) de Biologia. 33. Todas as questões serão baseadas nos conteúdos do ensino médio (antigo 2 º grau), conforme programa constante no Anexo III deste Edital. 34. Cada uma das questões de múltipla escolha terá 04 (quatro) opções de resposta, das quais apenas uma será correta. 35. Além do Caderno de Provas, o candidato receberá uma Folha de Respostas na qual deverá responder às questões de múltipla escolha.

5 36. Na Folha de Respostas, constará o nome do candidato, o número de inscrição, o local e a data de realização das provas. 37. O candidato deverá verificar se os dados constantes na Folha de Respostas estão corretos e, se contiver algum erro, comunicar o fato imediatamente ao fiscal. 38. O candidato deverá assinar, no espaço apropriado, a Folha de Respostas. 39. A Folha de Respostas não poderá ser rasurada, dobrada, amassada ou danificada, uma vez que não pode ser substituída. 40. Na Folha de respostas, o candidato deverá marcar, para cada questão, exclusivamente com caneta esferográfica azul ou preta, uma única alternativa que julgar correta, não ultrapassando o limite interior dos círculos. 41. Além do Caderno de Provas e da Folha de Respostas das questões objetivas, o candidato receberá, no primeiro dia, uma Folha para responder à questão discursiva. 42. Na Folha de Resposta da questão discursiva, constará o nome do candidato, o número de inscrição, o local e a data de realização das provas. 43. O candidato deverá verificar se os dados constantes na Folha de Resposta da questão discursiva estão corretos e, constatando algum erro, comunicar o fato imediatamente ao fiscal. 44. O candidato deverá assinar, no espaço apropriado, a Folha de Resposta da questão discursiva. 45. A Folha de Resposta da questão discursiva não poderá ser rasurada, dobrada, amassada ou danificada, uma vez que não pode ser substituída. 46. Na Folha de Resposta da questão discursiva, o candidato deverá redigir no espaço reservado para esse fim, exclusivamente com caneta esferográfica azul ou preta. 47. Será eliminado o candidato que na, questão discursiva, se identificar fora do local apropriado ou redigir as respostas com lápis grafite ou caneta de cor da tinta diferente da indicada no item 46 ou ainda se redigir a resposta fora do espaço reservado para tal fim. 48. O candidato terá o tempo máximo de 3h30min no dia 14 de janeiro de 2007 e 3h no dia 15 de janeiro de 2007 para responder a todas as questões do Caderno de Provas, preencher a Folha de Respostas e redigir, em caráter definitivo, a resposta da questão discursiva. 49. Ao retirar-se definitivamente da sala, o candidato deverá entregar ao fiscal a Folha de Respostas das questões objetivas e a Folha de Resposta da questão discursiva, se for o caso, só podendo levar o Caderno de Prova relativo às questões objetivas, após transcorridas 2 horas do início da aplicação. 50. As Folhas de Respostas das questões objetivas serão corrigidas por sistema eletrônico de computação, no CEFET-RN. 51. Só será corrigida a questão discursiva do candidato que obtiver nota diferente de zero em todas as provas com questões objetivas, respeitando-se o limite de quatro vezes o total de vagas oferecidas por curso, de acordo com a ordem decrescente do número de escores (acertos) no total das provas objetivas. 52. Ocorrendo empate no número de escores para a última colocação em qualquer curso, será corrigida a questão discursiva de todos os candidatos nessa mesma condição. 53. A questão discursiva avaliará o candidato quanto a domínio de conteúdo e capacidade de raciocínio, através da expressão escrita de suas idéias, e valerá, no máximo, 10 (dez) escores. 54. Será automaticamente eliminado do Processo, o candidato que obtiver nota zero na questão discursiva. 55. A prova discursiva será corrigida por uma banca examinadora, sendo as notas lançadas em Folha de Avaliação e processadas eletronicamente no CEFET-RN. 56. A questão discursiva será avaliada por duplas de examinadores independentes e a nota final será o resultado obtido pela média aritmética simples entre as duas notas atribuídas. 57. Se as notas tratadas no item anterior divergirem em três ou mais escores, um terceiro examinador será convocado para avaliar a questão, sendo a nota final o resultado da média aritmética simples entre as duas notas atribuídas que mais se aproximarem. 58. Na hipótese de alguma questão das provas vir a ser anulada, o valor em pontos será contabilizado em favor de todos os candidatos participantes do Processo Seletivo. 59. Será eliminado do Processo Seletivo, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, o candidato que, durante o período de aplicação das provas: a) burlar ou tentar burlar quaisquer das normas definidas neste Edital; b) ser surpreendido passando ou recebendo auxílio para realização de quaisquer das provas; c) comunicar-se com outros candidatos ou qualquer pessoa estranha ao Processo Seletivo; d) dispensar tratamento inadequado, incorreto ou descortês a qualquer pessoa envolvida no Processo Seletivo, bem como perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos relativos ao referido processo; e) recusar ou retardar a entrega da Folha de Respostas das questões objetivas e discursiva, se for o caso, após o término do tempo estabelecido para a realização das provas; f) afastar-se da sala, sem o acompanhamento de um fiscal;

6 g) ausentar-se da sala, portando o Caderno de Provas antes de transcorrido o tempo definido no item Será eliminado do Processo Seletivo, sem prejuízo das sanções penais cabíveis, o candidato que, em qualquer tempo, tiver: a) cometido falsidade ideológica com prova documental; b) utilizar-se de procedimentos ilícitos, devidamente comprovados por meio eletrônico, estatístico, visual ou grafológico. V - DA CLASSIFICAÇÃO 61. O preenchimento das vagas, por curso e por turno, dar-se-á através de processo classificatório, obedecendo à ordem decrescente da soma dos escores dos candidatos que se submeterem a todas as provas e forem considerados aptos, segundo os critérios estabelecidos por este Edital; 62. Ocorrendo empate de pontos, adotar-se-ão os seguintes critérios para o desempate: - Para o resultado das provas objetivas: a) maior nota na prova de língua portuguesa; b) maior idade. - Para o resultado final: a) maior nota na questão discursiva de língua portuguesa; b) maior nota na prova de língua portuguesa; C) maior idade. 63. Os resultados do Processo Seletivo terão validade apenas para o semestre em referência. 64. O preenchimento das vagas do Processo Seletivo consolidar-se-á no início do período letivo definido no Calendário de Ensino do nível superior para o qual as vagas se destinarem, sendo que os cadastros cancelados antes desse prazo gerarão novas chamadas de candidatos classificados, obedecendo aos critérios estabelecidos nos Itens 61 e 62 deste Edital. 65. O resultado final será expresso na escala de 0,00 (zero vírgula zero zero) a 10,00 (dez vírgula zero zero) pontos, correspondendo ao escore atribuído às provas, assim discriminados: 80 (oitenta) questões objetivas correspondendo a 80 escores e 1 (uma) questão discursiva correspondendo a 10 (dez) escores, totalizando 90 (noventa) escores, o que equivale à nota máxima de 10,0 (dez vírgula zero) pontos. VI - DOS RESULTADOS 66. O resultado das provas objetivas do Vestibular será divulgado no dia 23 de janeiro de 2007 e o resultado final no dia 07 de fevereiro de 2007 em mural da Instituição e no site oficial do CEFET-RN (www.cefetrn.br). VII - DOS RECURSOS 67. Caberá recurso à Organização do Processo contra: a) o gabarito ou o conteúdo das questões objetivas, no prazo máximo de até às 18 horas (horário oficial local) do dia seguinte ao término da aplicação das provas; b) o resultado final do Processo Seletivo, no prazo máximo de até às 18 horas (horário oficial local) do dia seguinte à divulgação do resultado final. 68. Para proceder à interposição de recurso contra o gabarito ou o conteúdo das questões objetivas, o candidato deverá apresentar a devida fundamentação, utilizando uma folha separada para cada questão, de acordo com modelo a ser fornecido pela Organização. 69. O gabarito, para fins de recursos, será divulgado nos quadros internos do CEFET-RN, Unidade Sede- Natal e UNED-Mossoró, e no site do CEFET-RN (www.cefetrn.br), 1 (uma) hora após o encerramento das provas. 70. Os recursos sem a devida fundamentação ou identificação ou interpostos através de fax, Internet, correio, correio eletrônico ou por procuração não serão analisados. 71. Admitir-se-á um único recurso, por questão, para cada candidato, relativamente ao gabarito e ao conteúdo das questões. 72. Não caberá recurso quanto à correção da produção escrita. 73. Os recursos deverão ser entregues na seção de protocolo do CEFET/RN e o resultado da análise será publicado no site do CEFET-RN (www.cefetrn.br), até 72 horas após o término do prazo constante do item Em nenhuma hipótese, serão concedidas ao candidato revisão ou vistas das provas, fotocópia ou vistas das Folhas de Respostas das questões objetivas ou da questão discursiva. VIII - DAS MATRÍCULAS 75. O candidato classificado deverá matricular-se para o semestre estabelecido neste Edital, na gerência educacional do respectivo curso para o qual foi aprovado, no horário de 08h às 17h, em calendário

7 definido pela Diretoria de Ensino e publicado na data da divulgação do resultado final, no site do CEFET-RN. 76. No ato da matrícula, o candidato deverá apresentar a seguinte documentação: a) 03 (três) fotos 3x4 (recentes e iguais); b) Carteira de identidade (cópia acompanhada do original); c) Cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento; d) Certificado de conclusão do ensino médio e histórico escolar ou documento equivalente (cópia acompanhada do original); e) Comprovante de pagamento da taxa de matrícula no valor de R$ 20,00 (vinte reais); f) Título de Eleitor, no caso dos maiores de 18 anos (cópia acompanhada do original); g) Certificado de Alistamento Militar, de Dispensa de Incorporação ou de Reservista, no caso dos maiores de 18 anos do sexo masculino (cópia acompanhada do original); h) Cadastro de Pessoa Física (CPF) (cópia acompanhada do original). 77. As vagas não preenchidas, em decorrência do não comparecimento dos candidatos classificados ou da não apresentação da documentação exigida por parte desses, darão oportunidade a novas convocações. 78. As vagas remanescentes serão preenchidas obedecendo-se ao processo de classificação estabelecido neste Edital até o total preenchimento das vagas oferecidas. 79. As chamadas para o preenchimento das vagas remanescentes serão estabelecidas no Calendário de matrículas previsto no item 75. IV - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 80. Os Formulários de Inscrição e as Folhas de Respostas das questões objetivas e da questão discursiva ficarão arquivados por 60 (sessenta) dias, a contar da divulgação da lista de candidatos aprovados no Processo Seletivo, sendo, depois desse período, enviados para reciclagem. 81. A Organização poderá, a qualquer momento, durante a aplicação do Processo Seletivo, solicitar à autoridade competente a identificação datiloscópica e/ou fazer uma vistoria rigorosa a candidatos. 82. A inscrição do candidato implicará a aceitação total e incondicional das normas e instruções constantes neste Edital. 83. Não haverá segunda chamada para as provas. 84. O candidato, em pleno uso de sua capacidade intelectual, poderá requerer à Comissão atendimento diferenciado, no local de realização das provas, até 72 horas antes do seu início, mediante a apresentação de atestado médico. 85. Serão incorporados ao presente Edital, para todos os efeitos, quaisquer editais complementares que vierem a ser publicados pelo CEFET-RN com vistas ao Processo Seletivo objeto deste Edital, bem como as disposições e instruções contidas nos Cadernos de Provas. 86. Os casos omissos e as situações não previstas no presente Edital serão analisados pela Organização do Processo Seletivo e encaminhados, se necessário, à Direção Geral do CEFET-RN 87. Este Edital entra em vigor, a partir de sua publicação, sendo válido apenas para este Processo Seletivo, revogadas as disposições em contrário. Natal/RN, 10 de novembro de 2006.

8 I - PERFIL DOS CURSOS a) TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO CIVIL - Atua em construtoras, escritórios de engenharia e arquitetura, consultorias, laboratórios de controle tecnológico de materiais, indústrias de materiais de construção, empresas públicas, órgãos fiscalizadores e prestadoras de serviços, podendo desempenhar as seguintes atividades específicas na indústria da construção civil: planejamento e avaliação de empreendimentos; gerenciamento, controle e fiscalização de obras de edificações; administração de equipes de trabalho; elaboração de desenhos técnicos; especificações e orçamentos de obras; execução de ensaios de controle tecnológicos; organização sistemática de canteiro de obras; seleção e contratação de funcionários, fornecedores e empreiteiros; interpretação de projetos executivos; seleção e implementação de métodos e processos construtivos. Além disso, o tecnólogo em Produção da Construção Civil poderá desenvolver atividades de pesquisa tecnológica, ensino e extensão. b) TECNOLOGIA EM FABRICAÇÃO MECÂNICA - Atua na prestação de assistência tecnológica junto aos setores produtivos, visando à adoção de novas práticas capazes de minimizar custos e de garantir maior eficácia nos métodos de fabricação, desenvolvimento e aplicação industrial de materiais. No tecnólogo em Materiais também é desenvolvida a capacidade para examinar dificuldades e/ou estrangulamentos empresariais devido à falta de qualidade de materiais ou de processos de fabricação. c) TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL - Atua na área de instrumentação e controle de processos industriais, com aptidão para assimilar e desenvolver novas tecnologias adaptadas às mudanças ocorridas no âmbito profissional, sendo este, inclusive, um elemento gerador de oportunidades. d) TECNOLOGIA EM COMÉRCIO EXTERIOR - Atuar abertura de mercados consumidores no exterior, bem como nas operações de embarque e desembarque de mercadorias e recebimento de divisas; Instituições Financeiras; Órgãos Governamentais - Receita Federal, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Embaixadas, dentre outros; Empresas Comerciais. e) TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL - Atua junto aos setores produtivos e de serviços, dando assistência tecnológica a fim de contribuir para o desenvolvimento sustentável, por meio do conhecimento e da pesquisa científica e tecnológica aplicados como instrumentos de planejamento e gestão ambiental. f) TECNOLOGIA EM ANÁLISE DE SISTEMAS - Atua na área de desenvolvimento de software, podendo exercer atividades como analista de sistemas, engenheiro de software, desenvolvedor de web, gerente de projetos e administrador de banco de dados. g) TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES - Atua na área de redes de comunicação de dados, podendo exercer atividades no campo de projetos e implementação de redes, administração de redes e servidores, gerência de redes de comunicação e segurança de redes. h) LICENCIATURAS EM FÍSICA E GEOGRAFIA - Atuar no sistema de ensino público e privado da educação básica, tanto no nível fundamental (últimas séries ou ciclos) como no médio, buscando adotar uma prática profissional pautada nos princípios e fundamentos das Diretrizes Curriculares da Reforma de Educação Básica e nos Parâmetros Curriculares Nacionais, que propõem aos profissionais da educação uma renovada postura, de modo a contribuir para o desenvolvimento das competências previstas em cada currículo. II - CONCORRÊNCIA CURSO DEMANDA POR VAGA Geral Diferenciado Licenciatura em Física 4,00 2,2 Licenciatura em Geografia 6,87 4,13 Tecnologia em Automação Industrial 5,67 1,83 Tecnologia em Controle Ambiental 10,47 3,18 Tecnologia em Desenvolvimento de Software 7,33 1,53 ltecnologia em Materiais 6,39 1,61 Tecnologia em Construção Civil 8,67 2,13 Tecnologia em Redes de Computadores 7,61 2,72

9 III - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PROGRAMA DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA O candidato deverá tanto ser capaz de compreender e produzir textos quanto de demonstrar conhecimentos sintáticos, semânticos e estilísticos sobre a Língua Portuguesa. No que se refere à compreensão de textos escritos, espera-se que o candidato: explicite a intenção comunicativa presente em textos literários e não-literários; identifique o gênero textual (editorial, nota, soneto, conto...); reconheça a macroestrutura dominante (se narrativa, descritiva ou argumentativa); recupere as informações implícitas; identifique a função da linguagem predominante (se referencial, conativa, emotiva, metalingüística, fática ou poética); reconheça diferentes formas de citar o discurso alheio (se discurso direto, indireto, modalização em discurso segundo ou ilha textual) ; reconheça traços estilísticos de época (barrocos, árcades, românticos...) em textos literários; reconheça traços estilísticos individuais referentes aos autores das obras indicadas. No que se refere à produção escrita de textos, espera-se que o candidato: produza texto (narrativo, descritivo ou argumentativo) coeso e coerente em língua padrão a partir de situação predeterminada. No que se refere aos conhecimentos lingüísticos, espera-se que o candidato: reconheça os fatores de coerência responsáveis pela recuperação do sentido em determinado texto; identifique e analise mecanismos de coesão em textos escritos; analise os períodos simples e compostos, identificando os elementos constituintes de cada um deles; " estabeleça e justifique as relações de concordância nominal e verbal; disponha as palavras na frase de forma clara e objetiva; estabeleça relações sinonímicas, antonímicas, hiperonímicas, hiponímicas, paronímicas e homonímicas entre as palavras; identifique e analise elementos constitutivos do texto literário (poesia e ficção). Obras indicadas: "POESIAS COMPLETAS DE CRUZ E SOUZA". EDITORES "O ATENEU". RAUL POMPÉIA. L & PM EDITORES "GERAÇÃO DOS MAUS". JOSÉ HUMBERTO DUTRA. SEBO VERMELHO EDIÇÕES PROGRAMA DE FÍSICA I - Mecânica Vetores O momento linear e sua lei de conservação Leis de Newton do movimento Cinemática Escalar -Descrição do movimento Aplicações das leis de Newton Sólidos e Fluidos em Equilíbrio Gravitação Universal O momento angular, sua lei de conservação e as leis de Newton. Energia mecânica e sua lei de conservação - Mecânica relativística Postulados de Einstein Relatividade da simultaneidade Relatividade do tempo e do espaço Equivalência massa - energia Momento relativístico II - Eletricidade e Eletromagnetismo Carga elétrica Campo elétrico Potencial elétrico Capacitores Aparelhos resistivos Tensão, corrente, resistência e potência elétrica. Modelo clássico de corrente elétrica

10 - Circuitos elétricos Ligações em série, em paralelo e mista. Circuito elétrico residencial Geradores e fem Circuito gerador - resistor - Campo magnético e corrente elétrica Força magnética Indução eletromagnética Lei de Faraday - Lenz Noções de corrente alternada Ondas eletromagnéticas Espectro eletromagnético III - Noções de Oscilações O pêndulo simples O oscilador massa - mola Energias de um oscilador massa - mola IV - Noções de Ondulatória A onda Elementos de uma onda Classificação Fenômenos ondulatórios Refração Princípio de Huygens Leis da refração Reflexão Ressonância Interferência Difração - As ondas sonoras Fenômenos sonoros Efeito Doppler Acústico V - Óptica Física e Geométrica - A natureza da luz Produção e absorção de luz Interpretação quântica dos fenômenos luminosos Dualidade onda - partícula Princípios da óptica geométrica - Estudo da refração As leis da refração O Índice de refração e a velocidade da luz - Lentes esféricas Classificação Formação de imagens Equações das lentes O olho humano e os defeitos da visão - Aplicações das leis da refração Dióptro plano Lâmina de faces paralelas Prismas Estudo da reflexão As leis da reflexão Espelhos planos e esféricos Formação das imagens Equações dos espelhos Instrumentos ópticos Efeito Doppler Luminoso Interferência Difração Polarização da luz V - Física Térmica Fontes de calor Trocas de calor - Efeitos das trocas de calor Dilatação térmica

11 Variação de temperatura Mudança de fase - Controle e medição da temperatura Termômetros Escalas termométricas - O modelo cinético molecular de matéria Interpretação de fenômenos, propriedades e processos térmicos com base no modelo cinético-molecular. Calor específico, calor latente e calor de combustão. Processos de trocas de calor: condução, convecção e irradiação. Influência da pressão na mudança de fase Dilatação térmica Equações da física térmica - Gases e Termodinâmica 1ª lei da termodinâmica A 2ª lei da termodinâmica Máquinas Térmicas Entropia VI - Física Quântica Teoria de Planck da radiação Efeito fotoelétrico O modelo atômico de Bohr O átomo de hidrogênio O princípio da incerteza PROGRAMA DE BIOLOGIA Citologia: Procariontes e eucariontes; composição química dos seres vivos; membranas celulares e seus processos, citoplasma e suas organelas, núcleo e divisão celular. Os Reinos da Natureza: Características, classificação, anatomia, fisiologia e importância dos seguintes reinos: monera, protista, fungi, plantae, animalia. Anatomia e fisiologia humana. Os vírus. Genética: Teorias da hereditariedade; primeira lei de Mendel: material biológico, relação meiose; segunda lei de Mendel: polialelia, herança quantitativa, genética das populações, herança e sexo, biotecnologia e atualidades. Ecologia: Estrutura e componentes dos ecossistemas, cadeia e teia alimentar, níveis tróficos, ciclos biogeoquímicos, relações entre os seres vivos; os biomas da natureza e os desequilíbrios ambientais. Origem da Vida e Evolução: A origem do planeta e os primeiros seres vivos Principais teorias: Lamarckismo, Darwinismo e Neodarwinismo; dinâmica de populações. PROGRAMA DE ESPANHOL Compreender textos de caráter geral e específico. Conhecimento do significado das palavras, locuções e expressões idiomáticas utilizadas nos textos ou relacionadas com os mesmos. Aplicar à compreensão dos textos os aspectos de funcionamento da língua descrita pela gramática, especialmente quanto às formas e aos usos de: nomes (substantivos e adjetivos), pronomes, artigos, verbos, preposições, conjunções, advérbios. Reconhecer correlações entre formas, construções sintáticas e significados contextuais.identificar o que é estruturalmente correto e gramaticalmente apropriado em determinado contexto. PROGRAMA DE FRANCÊS - Identificar, em contextos, aspectos gramaticais tais como: artigos; adjetivos; substantivos; gênero e número; adjetivos e pronomes demonstrativos; adjetivos e pronomes possessivos; adjetivos e pronomes indefinidos; adjetivos e pronomes interrogativos; advérbios; comparativos; modos e tempos verbais; concordância com auxiliares être e/ou avoir (Passé Composé); pronomes relativos; pronomes "en" e "y"; pronomes objetos diretos e indiretos; preposição e conjunção. - Compreensão escrita: ler e responder a respeito do texto proposto. PROGRAMA DE GEOGRAFIA As questões da prova de Geografia devem proporcionar uma leitura crítica, flexível e criativa do processo de produção e reprodução do território, refletindo as dimensões naturais, sociais e históricas, enquanto produto do trabalho de sociedades desiguais que se inter-relacionam.

12 Em síntese, o candidato deverá demonstrar que tem capacidade crítica para interpretar, analisar e sintetizar a realidade socioespacial brasileira e mundial. O ESPAÇO MUNDIAL: A dinâmica da natureza; Os grandes domínios naturais; O mundo político contemporâneo; A geopolítica mundial: países ricos e países pobres; Os blocos supranacionais: a mundialização do capital e os organismos financeiros; A dinâmica populacional: crescimento populacional ou demográfico, teorias demográficas, movimentos populacionais. O ESPAÇO BRASILEIRO E O NORTE-RIO-GRANDENSE O processo de formação territorial; A produção do espaço e a inserção no cenário mundial; As regionalizações do Espaço; A paisagem natural; Atividades econômicas; A produção do espaço e a inserção no cenário mundial; Formas tradicionais e modernas de trabalho no campo; Urbanização e metropolização; O processo de industrialização e fontes de energia; O crescimento e o movimento populacional. A Questão Ambiental no Mundo E No Brasil A globalização dos problemas ambientais; Problemas ambientais no meio rural e no meio urbano: a desertificação, a poluição do ar; poluição das águas; poluição do solo; a inversão térmica; o efeito estufa; ilhas de calor; chuvas ácidas; problemas de resíduos sólidos; Consciência ecológica e desenvolvimento sustentável; Ocupação em áreas de fragilidade ambiental. Orientação, Localização e Representação Espacial Orientação e localização; Cartografia. PROGRAMA DE INGLÊS A Língua Inglesa, no contexto dos Cursos de nível superior do CEFET-RN, possui função específica: é uma ferramenta de estudo e elemento de aprendizagem que facilita ao aluno, através da leitura de textos necessários à sua formação nas diversas disciplinas, o acesso a informações atualizadas. As questões em língua inglesa serão formuladas a partir de textos, pressupondo conhecimentos lingüísticos morfológicos, semânticos, sintáticos e pragmáticos, visando avaliar a competência em leitura. Os textos abordarão temas variados da realidade política, econômica e cultural do mundo contemporâneo. Poderão ser utilizados textos científicos, literários, jornalísticos, publicitários, de divulgação, etc., provenientes das mais variadas fontes e em especial da Internet. O candidato deverá ser capaz de demonstrar habilidade de compreensão e interpretação geral ou específica; demonstrar habilidade de fazer comparações, inferências, associações e analogias; demonstrar compreensão do significado e implicações de determinadas estruturas e elementos do discurso textual que dão idéia de referência no tempo, causa, resultado, condição, propósito, razão, adição e restrição, comparação e contraste. Na medida de sua importância, para a compreensão dos textos, será exigido também o reconhecimento do vocabulário e de elementos gramaticais básicos. PROGRAMA DE HISTÓRIA As Primeiras Civilizações da Antigüidade: As civilizações orientais As civilizações clássicas A Transição do Mundo Antigo para o Medieval: Os reinos bárbaros Feudalismo Os árabes e o islamismo Império bizantino A igreja medieval e as cruzadas A Formação do Mundo Moderno: Renascimento e a reforma religiosa A formação dos estados nacionais e o absolutismo Expansionismo marítimo europeu Mercantilismo Colonização da América As Civilizações Americanas:

13 Os primeiros povos da América A Colonização Portuguesa no Brasil: Economia, cultura e sociedade colonial Movimentos nativistas A escravidão negra e indígena A igreja e a colonização As invasões estrangeiras A união ibérica O Processo de Independência As rebeliões do período colonial. O Surgimento da Sociedade Liberal: A industrialização A ideologia liberal: iluminismo e liberalismo A nova divisão social do trabalho As revoluções liberais: Independência dos Estados Unidos e a Revolução Francesa A CRISE DO SISTEMA COLONIAL BRASILEIRO E O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA: Brasil imperial Brasil republicano Do Capitalismo Liberal ao Capitalismo Monopolista: Crises político-econômicas resultado do colapso do capitalismo liberal A Primeira Guerra Mundial Período entre guerras A Revolução Russa de 1917 A formação dos estados totalitários A Segunda Guerra Mundial Mundo pós-guerra O Mundo Globalizado: Brasil atual e sua inserção no mundo globalizado O RIO GRANDE DO NORTE NO CONTEXTO MUNDIAL: Conquista e colonização Movimentos sociais: o cangaço e as oligarquias Economia do RN O RN e a Revolução de 1930 Participação do RN na Segunda Guerra Mundial O Populismo e a ditadura militar no RN PROGRAMA DE MATEMÁTICA Álgebra: Conjuntos numéricos; funções: função afim, função quadrática, função modular, função exponencial, função logarítmica; progressões aritmética e geométrica; matrizes; determinantes; sistemas lineares; análise combinatória; probabilidade; números complexos; polinômios; equações polinomiais. Noções de Matemática Financeira: Razão e proporção; porcentagem; juros simples; descontos simples. Trigonometria: Trigonometria no triângulo retângulo; funções trigonométricas; equações e inequações trigonométricas. Geometria Plana: Semelhança de triângulos; circunferência; área das figuras planas. Geometria Mé Trica Espacial: Prisma; pirâmide; cilindro; cone; esfera. Geometria Analítica: O ponto; a reta; o plano; a circunferência. Estatística Básica: Representação gráfica; construção e interpretação de gráficos e tabelas; medidas de centralidade. PROGRAMA DE QUÍMICA Conceitos Fundamentais: Propriedades gerais e específicas da matéria. Substâncias e misturas. Noções elementares da estrutura do átomo. Distribuição eletrônica de átomos e íons. Tabela Periódica: Famílias e períodos. Principais propriedades periódicas. Ligações Químicas: Fundamentos e teoria do octeto. Ligação iônica. Ligações covalentes. Fórmulas eletrônicas, estruturais e moleculares. Ligações intermoleculares. Ligações metálicas.

14 Funções Inorgânicas: Teoria da dissociação eletrolítica (Arrhenius). Conceito e nomenclatura de óxidos, bases, ácidos, sais e hidretos. Reações Inorgânicas: Principais reações inorgânicas: síntese ou adição, análise ou decomposição, simples troca ou deslocamento, dupla troca e óxido-redução. Número de oxidação. Agente oxidante e redutor. Balanceamento das equações químicas. Estequiometria: Massa atômica e massa molecular. Mol e número de Avogadro. Massa e volume molares. Leis ponderais: conservação da massa e proporções definidas. Composição centesimal. Fórmulas mínima e molecular. Cálculos estequiométricos. Gases: Medidas de volume, pressão e temperatura de uma amostra gasosa. Princípio de Avogadro. Leis das transformações gasosas. Equação geral dos gases ideais. Soluções: Conceito e tipos de solução. Solubilidade, interações soluto-solvente e o efeito da temperatura. Concentração de soluções: g/l, mol/l, mol/kg e fração molar. Diluição de soluções. Propriedades coligativas. Termoquímica: Entalpia. Estado padrão e entalpia de formação. Energia de ligação. Calorimetria. Lei de Hess e equações termoquímicas. Cinética Química: Velocidade de reação. A constante cinética, a ordem e a molecularidade e a energia de ativação. Fatores que influenciam a velocidade das reações. Noções de catálise. Equilíbrios Químicos: Reações reversíveis. Lei da ação das massas. Equilíbrio homogêneo: a constante de equilíbrio e o princípio de Le Chatelier. Equilíbrio heterogêneo: produto de solubilidade e efeito do íon comum. Constante de ionização e grau de ionização. Lei da diluição de Ostwald. Produto iônico da água, ph e poh. Conceito de hidrólise. Conceito de solução tampão. Titulação ácido forte - base forte. Eletroquímica: Semi-reações eletroquímicas. Células eletroquímicas. Pilhas: mecanismo de funcionamento, potenciais de eletrodo, reação global e força eletromotriz. Eletrólise. Leis de Faraday. Radioatividade: Natureza das radiações. Efeitos produzidos pelas radiações. Química Orgânica: Ligações do carbono. Cadeias carbônicas. Radicais orgânicos. Estudo das principais funções orgânicas (estrutura, classificação, nomenclatura, propriedades físicas e químicas, importância). Isomeria plana. Principais reações orgânicas e sua importância no cotidiano. Noções sobre petróleo e gás natural: principais compostos orgânicos derivados e suas aplicações.

EDITAL Nº 05/2008. UNIDADE CURSO DURAÇÂO TURNO VAGAS Manutenção de 8 semestres Noturno 30 NATAL

EDITAL Nº 05/2008. UNIDADE CURSO DURAÇÂO TURNO VAGAS Manutenção de 8 semestres Noturno 30 NATAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nº 05/2008 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO

Leia mais

EDITAL N.º 01/2015. Edital de Abertura de Inscrições. Curso de Educação Profissional de Nível Técnico. Noturno 2015/02

EDITAL N.º 01/2015. Edital de Abertura de Inscrições. Curso de Educação Profissional de Nível Técnico. Noturno 2015/02 EDITAL N.º 01/2015 Edital de Abertura de Inscrições Curso de Educação Profissional de Nível Técnico Noturno 2015/02 A Direção da Escola Técnica Estadual Portão Portão torna público, para o conhecimento

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO AO VESTIBULAR 2008.2

MANUAL DO CANDIDATO AO VESTIBULAR 2008.2 MANUAL DO CANDIDATO AO VESTIBULAR 2008.2 Prezado candidato, Seja bem-vindo ao concurso Vestibular 2008.2, promovido pelo Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte, que objetiva selecionar

Leia mais

VAGAS REMANESCENTES Língua Portuguesa e Matemática numa perspectiva transdisciplinar

VAGAS REMANESCENTES Língua Portuguesa e Matemática numa perspectiva transdisciplinar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº. 18/2011-PROEN/IFRN

Leia mais

EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPI JOÃO CÂMARA E MACAU 2º SEMESTRE DE 2011

EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO CAMPI JOÃO CÂMARA E MACAU 2º SEMESTRE DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº 14/2011-PROEN/IFRN PROCESSO

Leia mais

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios,

Av. Moaci, 965 Moema São Paulo SP CEP: 04083-002 Tel. +55 (11) 2532-4813 www.geekie.com.br. Prezados colégios, Prezados colégios, Buscando atender a demanda por GeekieTestes para o 1º e 2º anos do Ensino Médio, elaboramos nossa Matriz Geekie de Avaliação para 2014. Nela, buscamos contemplar os principais conteúdos

Leia mais

EXAME VESTIBULAR PARA OS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA E LICENCIATURAS PARA INGRESSO NO ANO LETIVO DE

EXAME VESTIBULAR PARA OS CURSOS SUPERIORES DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA E LICENCIATURAS PARA INGRESSO NO ANO LETIVO DE SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE ENSINO NÚCLEO DE PROCESSO SELETIVO EXAME VESTIBULAR PARA OS CURSOS SUPERIORES

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1

FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1 FACULDADES INTEGRADAS DE SERGIPE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014/1 A ASSOCIAÇÃO DE APOIO À EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DE SERGIPE APEC/SE, entidade mantenedora das FACULDADES INTEGRADAS DE

Leia mais

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O

FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O 1 FACULDADE DE CAMPINA GRANDE DO SUL M A N U A L D O C A N D I D A T O PROCESSO SELETIVO - INVERNO / 2014 Rua Profº Duílio Calderari, nº 600 Jardim Paulista CEP 83.430-000 Campina Grande do Sul PR. Fone:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR 2013.1 EDITAL

PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR 2013.1 EDITAL PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR 2013.1 EDITAL A Faculdade de Ciências Aplicadas de Limoeiro FACAL, mantida pela Autarquia de Ensino Superior do Limoeiro, reconhecida pela Portaria Ministerial n.º 024 de 08

Leia mais

EDITAL Nº 07/2013 - VESTIBULAR AGENDADO DE INVERNO 2013/02

EDITAL Nº 07/2013 - VESTIBULAR AGENDADO DE INVERNO 2013/02 FACULDADE SANT ANA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SANT ANA. EDITAL Nº 07/2013 - VESTIBULAR AGENDADO DE INVERNO 2013/02 Estabelece normas para Vestibular Agendado 2013/2 da INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Análise dos Vestibulares

Análise dos Vestibulares Análise dos Vestibulares

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA - CAESIAL Comissão de Avaliação da Escola SESI Industrial Abelardo Lopes

SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA - CAESIAL Comissão de Avaliação da Escola SESI Industrial Abelardo Lopes EDITAL Nº 001/2014 EXAME DE SELEÇÃO 2014/2015 ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS O Diretor da Escola SESI Industrial Abelardo Lopes, no uso de suas atribuições, faz saber aos interessados que estão abertas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Comissão Permanente do Vestibular

Leia mais

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE ENFERMAGEM DE NATAL DA UFRN PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO TÉCNICO EM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE Edital Nº 003/ 2015 A Escola

Leia mais

EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES

EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.2 Vagas remanescentes,

Leia mais

EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2

EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.2, para os cursos de Bacharelado em Administração,

Leia mais

EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES

EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.1, para os cursos de Bacharelado em

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Bacharelado em Teologia. Edital Nº-3 DOU 08/11/13, Curso Autorizado pela Portaria Nº 1.019, de 30 de Março de 2005

MANUAL DO CANDIDATO. Bacharelado em Teologia. Edital Nº-3 DOU 08/11/13, Curso Autorizado pela Portaria Nº 1.019, de 30 de Março de 2005 MANUAL DO CANDIDATO Edital Nº-3 DOU 08/11/13, Bacharelado em Teologia Curso Autorizado pela Portaria Nº 1.019, de 30 de Março de 2005 Sistema de Acesso à FACULDADE TEOLÓGICA DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Leia mais

Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula

Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula Guia do Vestibular / Manual do Candidato Processo Seletivo- Agendado 2014.2 Provas/Matrícula A Faculdade do Vale do Itapecuru FAI, localizada no Município de Caxias/MA, credenciada através da Portaria

Leia mais

(46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015

(46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015 1 Fundação de Ensino Superior de Mangueirinha Faculdade Unilagos Rua Saldanha Marinho, 85 www.unilagos.com.br CNPJ 05.428.075/0001-91 (46) 3243-1371 EDITAL N. 041/2014 VESTIBULAR UNILAGOS 2015 A Diretora

Leia mais

EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009

EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ EDITAL DO VESTIBULAR ESPECIAL EAD/UAB - UNIFEI 2009 Aprovado pela Câmara de Graduação em 19/09/2008 18ª Reunião Extraordinária O Pró-Reitor de Graduação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2010/02

PROCESSO SELETIVO 2010/02 PROCESSO SELETIVO 2010/02 Cacoal - RO Calendário VESTIBULAR FACIMED 2010/2 Junho D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Julho D S T Q Q S S 1 2 3

Leia mais

1) Endereço na INTERNET: www.vestibular.unifei.edu.br

1) Endereço na INTERNET: www.vestibular.unifei.edu.br MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ EDITAL DO SEGUNDO VESTIBULAR 2009 UNIFEI Campus Itajubá Aprovado pela Câmara de Graduação em 10/02/2009 1ª Reunião Ordinária O Pró-Reitor de Graduação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006 Regulamenta a seleção especial para ingresso nos cursos superiores de Tecnólogo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Comissão Permanente do Vestibular

Leia mais

EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES

EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para os cursos de Bacharelado em

Leia mais

PORTUGUÊS BIOLOGIA FÍSICA QUÍMICA SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PRIMEIRO ANO

PORTUGUÊS BIOLOGIA FÍSICA QUÍMICA SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PRIMEIRO ANO SEGUNDO SIMULADO - EM CONTEÚDOS PORTUGUÊS PRIMEIRO ANO Programa da 1ª série: Interpretação de texto Linguagem figurada Trovadorismo Humanismo "Auto da barca do inferno" BIOLOGIA Características gerais

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e a Faculdade de Ciências

Leia mais

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014 Processo Seletivo 2015.1 - EDITAL N 003-2014/COPEVE A Faculdade de Tecnologia do Amapá - META, situada na Rua Pedro Siqueira, N 333, Jardim Marco Zero Macapá AP, faz saber que estarão abertas as inscrições

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 A Diretora da FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA - FASM,

Leia mais

ANEXO 1 CONTEÚDOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO

ANEXO 1 CONTEÚDOS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO ANEXO 1 S PARA O ENSINO FUNDAMENTAL EDITAL CONCURSO DE BOLSAS 2016 COLÉGIOS PROJEÇÃO S PRÉVIOS DO 5º ANO PARA CANDIDATOS A BOLSA NO 6 ANO PORTUGUÊS Leitura e interpretação textual Artigo Substantivo (comum,

Leia mais

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br EDITAL 021/2015 DE 15 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde FAPEC torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para

Leia mais

FACULDADE INTEGRADA DE ARAGUATINS - FAIARA EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 01/2012

FACULDADE INTEGRADA DE ARAGUATINS - FAIARA EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 01/2012 FACULDADE INTEGRADA DE ARAGUATINS - FAIARA EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 01/2012 A FAIARA Faculdade Integrada de Araguatins, através de sua Comissão Permanente do Processo Seletivo CPPS, em conformidade

Leia mais

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015 CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 04/2015 O Instituto Educacional e Tecnológico de Quixadá e a CISNE Faculdade de Quixadá, com base no seu Regimento Interno e nas disposições

Leia mais

EDITAL N.º 001/2013-CCV CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO - 2013

EDITAL N.º 001/2013-CCV CONCURSO VESTIBULAR DE INVERNO - 2013 FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS UNIÃO DA VITÓRIA - ESTADO DO PARANÁ HISTÓRIA E PEDAGOGIA: Decreto Federal nº 61.120-31.07.67 - DOU 03.08.67 LETRAS/INGLÊS E GEOGRAFIA: Decreto Federal

Leia mais

Centro de Educação Integrada

Centro de Educação Integrada Centro de Educação Integrada 2º ANO BIOLOGIA Sistemática e classificação biológica Biodiversidade Vírus Reino Monera: bactérias e arqueas Reino Protoctistas: Algas e protozoários Reino Fungi: Fungos Fundamentos

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009 Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional Edital nº 001 /2009 Processo Seletivo para Ingresso nos Cursos Técnico de Nível Médio em Agronegócios

Leia mais

Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014

Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR VERÃO 2015 1 Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR

Leia mais

EDITAL Nº 002/2014 VESTIBULAR DE INVERNO 2014/2- UCEFF FACULDADES

EDITAL Nº 002/2014 VESTIBULAR DE INVERNO 2014/2- UCEFF FACULDADES EDITAL Nº 002/2014 VESTIBULAR DE INVERNO 2014/2- UCEFF FACULDADES 1. ABERTURA A Faculdade de Empresarial de Chapecó mantida pela Unidade Central de Educação FAEM Faculdade Ltda UCEFF Faculdades, recredenciada

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.1 e 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e a Faculdade de Ciências

Leia mais

EDITAL N 05/2014 CCV

EDITAL N 05/2014 CCV EDITAL N 05/2014 CCV A FAMETRO torna público aos interessados que estão abertas as inscrições para o processo seletivo dos cursos de graduação, nas condições indicadas neste Edital. 1. VALIDADE O presente

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/1 e 2013/2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e Faculdade de Ciências

Leia mais

.: MANUAL DO CANDIDATO :.

.: MANUAL DO CANDIDATO :. .: MANUAL DO CANDIDATO :. I- FORMAS DE ACESSO PROCESSO SELETIVO : -Vestibular: Prova convencional. -ENEM: Os candidatos que realizaram o ENEM poderão usar o resultado para concorrer a uma vaga nos cursos

Leia mais

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2

GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2 1 GRUPO IBMEC EDUCACIONAL S.A. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2014.2 O Diretor Presidente do Grupo Ibmec Educacional SA, mantenedor das Faculdades de Economia e Finanças Ibmec e Faculdade de Ciências Sociais

Leia mais

FACULDADE FIA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS Mantida pela Fundação Instituto de Administração

FACULDADE FIA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS Mantida pela Fundação Instituto de Administração EDITAL DO VESTIBULAR 1/2011 O Diretor Geral da Faculdade FIA de Administração e Negócios, no uso de suas atribuições regimentais e da legislação vigente, por meio do presente Edital, torna público o aditamento

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CENTRO DE LÍNGUAS DE MARACANAÚ EDITAL N 01/2015

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CENTRO DE LÍNGUAS DE MARACANAÚ EDITAL N 01/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CENTRO DE LÍNGUAS DE MARACANAÚ EDITAL N 01/2015 Regulamenta a seleção para o Semestre I do Centro de Línguas de Maracanaú, período 2015.2. O Secretário de Educação de Maracanaú,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ECULTURA 19ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CEMTI JOÃO HENRIQUE DE AL MEIDA SOUSA

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ECULTURA 19ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO CEMTI JOÃO HENRIQUE DE AL MEIDA SOUSA O Centro de Ensino Médio de Tempo Integral João Henrique de Almeida Sousa torna público aos interessados a abertura das inscrições do Exame Classificatório para preenchimento de vagas referentes à 1ª,

Leia mais

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL

2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL 2º Processo Seletivo para o 2º semestre de 2015 EDITAL A Direção-Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 22/06/15 a 17/07/2015,

Leia mais

Edital 003/2015 Processo Seletivo Processo Seletivo /2016.1 Provas/Matrícula

Edital 003/2015 Processo Seletivo Processo Seletivo /2016.1 Provas/Matrícula Edital 003/2015 Processo Seletivo Processo Seletivo /2016.1 Provas/Matrícula A Faculdade de Quatro Marcos FQM, localizada no Município de São José dos Quatro Marcos - MT, autorizada através da Portaria

Leia mais

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital

1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016. Edital 1º Processo Seletivo para o 1º semestre de 2016 Edital A Direção Geral da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora faz saber, através do presente Edital, que estarão abertas, no período de 17/09 a 13/11/2015,

Leia mais

EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1

EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 EDITAL Nº. 76/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 O Diretor Superintendente da Faculdade Autônoma de Direito FADISP, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre

PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre PROCESSO SELETIVO 2016 / 1 Semestre A Diretora Acadêmica do Centro Universitário Hermínio da Silveira - IBMR, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, na conformidade do que dispõe a Legislação

Leia mais

EDITAL N 06/2013 PROCESSO SELETIVO 2014.1

EDITAL N 06/2013 PROCESSO SELETIVO 2014.1 EDITAL N 06/2013 PROCESSO SELETIVO 2014.1 A FACULDADE TERRA NORDESTE - FATENE, credenciada pelo MEC, portaria n 1.246 de 14/10/2008, torna pública a abertura de inscrições para o processo seletivo dos

Leia mais

EDITAL 13 de 15 de março de 2014

EDITAL 13 de 15 de março de 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO EDITAL 13 de 15 de março de 2014 PROCESSO SELETIVO PARA REINGRESSO, TRANSFÊRENCIA INTERNA E EXTERNA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA

Leia mais

Das 12 às 22horas (Segunda a Sexta) Das 8 às 11horas (Sábado) Internet www.unifafibe.com.br Até 24 de setembro de 2015

Das 12 às 22horas (Segunda a Sexta) Das 8 às 11horas (Sábado) Internet www.unifafibe.com.br Até 24 de setembro de 2015 Caro Estudante, A finalidade deste manual é oferecer aos candidatos as informações necessárias para uma boa preparação ao Processo Seletivo do. Além do calendário do Processo Seletivo, este manual traz

Leia mais

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM

EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM EDITAL Nº 20/2015 DE PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NOS CURSOS OFERTADOS PELA FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FAPCOM A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação- FAPCOM, credenciada pela

Leia mais

EDITAL N /2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1

EDITAL N /2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1 EDITAL N /2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1 A FACULDADE TERRA NORDESTE - FATENE, credenciada pelo MEC, portaria n 1.246 de 14/10/2008, torna pública a abertura de inscrições para o processo seletivo dos cursos

Leia mais

FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1

FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1 FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1 Em conformidade com as Portarias do MEC nº 1.120 de 16/07/1999 e nº 391 de 07/02/2002 e da Portaria nº 1449 de 23/12/1999

Leia mais

Nessa área, e concomitante com o Ensino Médio, a ETEP oferece cursos em Mecânica, Mecatrônica, Eletrônica, Informática e Informática para Internet.

Nessa área, e concomitante com o Ensino Médio, a ETEP oferece cursos em Mecânica, Mecatrônica, Eletrônica, Informática e Informática para Internet. Manual do Candidato Ensino Médio Integrado 1º Semestre de 2016 Há 60 anos visando o aperfeiçoamento do aluno e sua inserção no mercado de trabalho, a ETEP Escola Técnica Prof. Everardo Passos, garante

Leia mais

EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO

EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO EDITAL Nº. 015/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 CURSO DE GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO A Diretoria da Faculdade Alves Faria ALFA, mantida pelo Centro Educacional Alves Faria Ltda., com base em dispositivo

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM COMISSÃO ORGANIZADORA Solange Fonseca Landéia Ávila Raquel Munis Suelen Gomes 2 SUMÁRIO 1 - CURSOS OFERECIDOS 04 2 - AGENDA DO

Leia mais

EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1

EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 EDITAL Nº. 71/2013 PROCESSO SELETIVO 2014/1 O Diretor Superintendente das Faculdades Alves Faria ALFA, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes e Bases

Leia mais

Porto Alegre, 23 de setembro de 2015. FELIPE FERREIRA SILVA Diretor Geral da FBT Faculdade Brasileira de Tributação

Porto Alegre, 23 de setembro de 2015. FELIPE FERREIRA SILVA Diretor Geral da FBT Faculdade Brasileira de Tributação FACULDADE BRASILEIRA DE TRIBUTAÇÃO Edital de Processo Seletivo 2016 Curso de Graduação Tecnológica em Gestão Financeira, com ênfase na Gestão de Tributos 1 ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO A Faculdade Brasileira

Leia mais

EDITAL. PROCESSO SELETIVO 2015 / 1 Semestre

EDITAL. PROCESSO SELETIVO 2015 / 1 Semestre 1 EDITAL PROCESSO SELETIVO 2015 / 1 Semestre A Diretora Acadêmica do Centro Universitário Hermínio da Silveira-IBMR, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, na conformidade do que dispõe a Legislação

Leia mais

Rua Mostardeiro, 88 Porto Alegre, RS, Brasil CEP 90430-000. Porto Alegre e Região Metropolitana Tel.: (51) 3388-8023 Fax.

Rua Mostardeiro, 88 Porto Alegre, RS, Brasil CEP 90430-000. Porto Alegre e Região Metropolitana Tel.: (51) 3388-8023 Fax. FACULDADE BRASILEIRA DE TRIBUTAÇÃO Edital de Processo Seletivo 2015/2 Curso de Graduação Tecnológica em Gestão Financeira, com ênfase na Gestão de Tributos 1 ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO A Faculdade Brasileira

Leia mais

IV. DA CLASSIFICAÇÃO E PREENCHIMENTO DAS VAGAS

IV. DA CLASSIFICAÇÃO E PREENCHIMENTO DAS VAGAS I. A FACULDADE Caro Candidato, A Faculdade José Augusto Vieira foi credenciada pelo MEC através da portaria 3.014 de 23 de Setembro de 2004, inaugurada em 08 de Outubro do mesmo ano, é uma instituição

Leia mais

EDITAL DO VESTIBULAR UNIFESP/EPM 2004

EDITAL DO VESTIBULAR UNIFESP/EPM 2004 EDITAL DO VESTIBULAR UNIFESP/EPM 2004 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO/ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA (Unifesp/EPM), no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o aprovado pelo Conselho

Leia mais

DIREÇÃO GERAL EDITAL Nº 021 DE SETEMBRO DE 2015.

DIREÇÃO GERAL EDITAL Nº 021 DE SETEMBRO DE 2015. DIREÇÃO GERAL EDITAL Nº 021 DE SETEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a publicação das normas que regulam o PROCESSO SELETIVO 2016/1 VESTIBULAR DE VERÃO para oferta do Curso de Teologia (Bacharelado) e do Curso

Leia mais

INAPÓS - Processo Seletivo 2015

INAPÓS - Processo Seletivo 2015 INAPÓS - Processo Seletivo 2015 1- INFORMAÇÃO PRELIMINAR A Faculdade de Odontologia do INAPÓS, autorizada pela Portaria Ministerial no. 1.769 de 17/12/2009, publicada no Diário Oficial da União de 18/12/2009,

Leia mais

EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1

EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1 EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO 2015.1.2 CURSO DE ENFERMAGEM (BACHARELADO) CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (BACHARELADO) CURSO DE PEDAGOGIA (LICENCIATURA) A COMISSÃO EXECUTIVA DO VESTIBULAR (CEV) da FIED

Leia mais

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br.

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br. São Paulo, 01 de novembro de 2013. Instituto Brasileiro de Controle do Câncer - IBCC Edital Imagem 2013 O Centro de Estudos Prof. Dr. Sampaio Góes Junior do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer torna

Leia mais

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015

CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 CISNE FACULDADE DE QUIXADÁ PROCESSO SELETIVO 2015.2 EDITAL Nº 03/2015 O Instituto Educacional e Tecnológico de Quixadá e a CISNE Faculdade de Quixadá, com base no seu Regimento Interno e nas disposições

Leia mais

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO A Faculdade FUCAPI, representada pelo seu Programa de Pós-Graduação, faz conhecer aos interessados que, no período de 09 a 20 de março de 2015, estarão abertas as inscrições para o Curso de Especialização

Leia mais

EDITAL N 01/2015 CCV

EDITAL N 01/2015 CCV EDITAL N 01/2015 CCV A FAMETRO torna público aos interessados que estão abertas as inscrições para o processo seletivo dos cursos de graduação, nas condições indicadas neste Edital. 1. VALIDADE O presente

Leia mais

EDITAL N 75, DE 8 DE JULHO DE 2015. Processo Seletivo 2016.1.

EDITAL N 75, DE 8 DE JULHO DE 2015. Processo Seletivo 2016.1. EDITAL N 75, DE 8 DE JULHO DE 2015. Processo Seletivo 2016.1. O PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

EDITAL Nº 05/2015 PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2015/2

EDITAL Nº 05/2015 PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2015/2 EDITAL Nº 05/2015 PROCESSO SELETIVO DA FACULDADE METROPOLITANA DE MARABÁ METROPOLITANA 2015/2 ART. 1º - DO OBJETO O presente Edital trata do EXAME DE SELEÇÃO de candidatos aos cursos da Faculdade Metropolitana

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 08/2015 DETALHADO

EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 08/2015 DETALHADO EDITAL PROCESSO SELETIVO AGENDADO 08/2015 DETALHADO A Diretora da Faculdade CNEC Gravataí, Recredenciada pela Portaria Ministerial nº 849, de 11/09/2013 D.O.U. de 12/09/2013, torna público, na forma regimental

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE TIMÓTEO

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE TIMÓTEO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2 SEMESTRE DE 2015 FACULDADE ÚNICA DE TIMÓTEO COMISSÃO ORGANIZADORA Eliane Assis Neves Júlio César Alvim Landéia Ávila Raquel Munis Suelen Gomes 2 SUMÁRIO 1 CURSOS OFERECIDOS

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

3.1. O número de vagas ofertadas por este Centro de Ensino Médio de Tempo Integral encontrase descrito no Anexo I, deste documento;

3.1. O número de vagas ofertadas por este Centro de Ensino Médio de Tempo Integral encontrase descrito no Anexo I, deste documento; O Centro de Ensino Médio de Tempo Integral João Henrique de Almeida Sousa torna público aos interessados a abertura das inscrições do Exame Classificatório para preenchimento de vagas referentes à 1ª e

Leia mais

FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG

FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG FACULDADE DOM BOSCO CURITIBA / PARANÁ PROCESSO SELETIVO 2014-2 EDITAL Nº. 001/2014 SG O diretor da Faculdade Dom Bosco de Curitiba-PR, mantida por Dom Bosco Ensino Superior Ltda., considerando os termos

Leia mais

Edital nº 001/CEPM Tiradentes de 01 de setembro de 2015.

Edital nº 001/CEPM Tiradentes de 01 de setembro de 2015. Edital nº 001/CEPM Tiradentes de 01 de setembro de 2015. A Diretora/Comandante do Colégio Estadual da Polícia Militar Tiradentes, no uso de suas atribuições legais, torna público a realização do Teste

Leia mais

EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1

EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1 EDITAL Nº. 17/2015 PROCESSO SELETIVO 2016/1 O Diretor Superintendente da Faculdade Autônoma de Direito FADISP, no uso de suas atribuições regimentais e em acordo com a Lei nº. 9394/1996 das Diretrizes

Leia mais

Prof. Anísio Brasileiro de Freitas Dourado Reitor

Prof. Anísio Brasileiro de Freitas Dourado Reitor O Magnífico Reitor da Universidade Federal de Pernambuco no uso das atribuições que lhe confere o artigo 33, alínea p do Estatuto da Universidade e, CONSIDERANDO - que a regulamentação do assunto deve

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/1 DETALHADO

EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/1 DETALHADO EDITAL PROCESSO SELETIVO FACECA 2014/01 CONSOLIDADO O Diretor da Faculdade Cenecista de Varginha Faceca, com sede no município de Varginha, Estado de Minas Gerais, torna público, na forma regimental e

Leia mais

EDITAL Nº 20/2015 PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU IFRN-UAB 2º SEMESTRE LETIVO DE 2015

EDITAL Nº 20/2015 PROEN/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CURSOS SUPERIORES DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU IFRN-UAB 2º SEMESTRE LETIVO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO DE ACESSO DISCENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 03/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 03/2008 RESOLUÇÃO Nº 03/2008 Fixa critérios para o Processo Seletivo/Vestibular 2008.2 - UNIVASF referentes aos Cursos de Engenharia do Campus Juazeiro-BA. O DA UNIVASF, no uso da atribuição que lhe confere o

Leia mais

VESTIBULAR 2015 MANUAL DO CANDIDATO. História 1. CALENDÁRIO GERAL 2 2. CURSOS E VAGAS 3 3. ENDEREÇO/HORÁRIO DE ATENDIMENTO

VESTIBULAR 2015 MANUAL DO CANDIDATO. História 1. CALENDÁRIO GERAL 2 2. CURSOS E VAGAS 3 3. ENDEREÇO/HORÁRIO DE ATENDIMENTO VESTIBULAR 2015 História A Faculdade de Medicina do ABC com sede e foro na Cidade de Santo André, Estado de São Paulo, foi autorizada a funcionar pelo Decreto Federal N.64.062, de 05 de fevereiro de 1969

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Faculdades Integradas do Vale do Ivaí UNIVALE Ivaiporã - PR Faculdades Integradas do Vale do Ivaí - UNIVALE COMISSÃO DO VESTIBULAR CONCURSO VESTIBULAR 2016 MATRÍCULA DOS APROVADOS NO VESTIBULAR A matrícula

Leia mais

EDITAL DE VESTIBULAR FACSETE Nº 001/2015

EDITAL DE VESTIBULAR FACSETE Nº 001/2015 EDITAL DE VESTIBULAR FACSETE Nº 001/2015 A Diretora Geral da FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE, Professora Drª Dóris Camargo Martins de Andrade declara abertas as inscrições ao Processo Seletivo para matrículas

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA SENAI PETROLINA PROCESSO DE SELEÇÃO CURSOS TÉCNICOS PAGOS 2015 EDITAL DO CANDITADO

ESCOLA TÉCNICA SENAI PETROLINA PROCESSO DE SELEÇÃO CURSOS TÉCNICOS PAGOS 2015 EDITAL DO CANDITADO ESCOLA TÉCNICA SENAI PETROLINA PROCESSO DE SELEÇÃO CURSOS TÉCNICOS PAGOS 2015 EDITAL DO CANDITADO O Diretor Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Pernambuco SENAI PE, no uso de suas

Leia mais

Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL

Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL Faculdade Ibmec Processo Seletivo 2011-2 e 2012-1 EDITAL I DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste Edital,

Leia mais

VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e. Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008

VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e. Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO e VESTIBULAR CEFET-SC 2008/2 Educação Profissional e Tecnológica, Pública e Gratuita! EDITAL Nº 05/COING/2008 EXAME DE CLASSIFICAÇÃO 2008/2 ENSINO MÉDIO E TÉCNICO INTEGRADO AO ENSINO

Leia mais

VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE

VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO EDUCACIONAL VALE DO SÃO FRANCISCO - faz saber aos interessados que estarão abertas, no período de 01 de julho a 17 de julho de

Leia mais

EDITAL N 06/2015 CCV

EDITAL N 06/2015 CCV EDITAL N 06/2015 CCV A FAMETRO torna público aos interessados que estão abertas as inscrições para o processo seletivo dos cursos de graduação, nas condições indicadas neste Edital. 1. VALIDADE O presente

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015

PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal. VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA 2016/1 Edição de Natal VESTIBULAR TRADICIONAL 2016/1 Edição de Natal EDITAL Nº 029/2015 O Diretor Geral da ESCOLA SUPERIOR DA AMAZÔNIA, credenciada pela

Leia mais

EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA

EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA EDITAL FMJ- 032/2011, de 21/6/2011 ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO CONCURSO VESTIBULAR DE 2012 MEDICINA O Prof. Dr. ITIBAGI ROCHA MACHADO, Diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, autarquia municipal de

Leia mais