Relatório Anual de Sustentabilidade Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Anual de Sustentabilidade 2008. Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A."

Transcrição

1 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008 Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A.

2 Bem-vindo ao Itaú Unibanco Apresentamos, aqui, os primeiros resultados da associação de Itaú e Unibanco: consolida-se um banco com o compromisso, a vocação, a solidez, os talentos e a capacidade econômica para se transformar num parceiro cada vez mais importante para o crescimento do Brasil. Convidamos você a conhecer o Itaú Unibanco, o maior banco do Hemisfério Sul e um dos 20 maiores do mundo. Orgulho do Brasil. 27 milhões de clientes do Itaú 30,5 milhões de clientes do Unibanco * * 108 mil colaboradores 47 mil fornecedores 4,6 mil agências e postos de atendimento bancário 12 países atendidos * No Itaú, foram considerados: CNPJs e CPFs com contas ou contratos ativos, com eliminação das duplicidades No Unibanco, foi considerado o número total de contas ou contratos ativos, sem eliminação das duplicidades Não foram consideradas duplicidades de contas entre Itaú e Unibanco

3 Relatório Anual de Sustentabilidade Principais informações sobre o Itaú Unibanco e seu desempenho econômico, social e ambiental em Análise Gerencial da Operação, Desempenho das Ações e dos ADRs e Demonstrações Contábeis. Essência da Sustentabilidade Apresenta os oito principais desafios da sustentabilidade na visão de especialistas e do Itaú Unibanco.

4 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008 Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A. > Audiobook do Relatório de Anual de Sustentabilidade 2008 Versões resumidas Dirigidas aos colaboradores e outros stakeholders do Itaú Unibanco. Audiobook Versão em áudio do relatório. Relatório online Reúne todas as informações do relatório, além de dados complementares, em formato interativo e trilingue. Síntese Principais destaques do relatório.

5 Mensagem do Presidente do Conselho de Administração O Brasil entrou no século XXI com grande parte do dever de casa feito: uma sociedade democrática, urbanizada, com acesso universal à educação básica resolvemos a questão da quantidade, mas certamente não a da qualidade do ensino, contas públicas relativamente equilibradas e inflação baixa. Nossa mentalidade também mudou e o país deixou de temer a concorrência internacional, abrindo suas fronteiras para, em troca, obter acesso ao mercado globalizado. Nos últimos 20 anos, um número crescente de empresas brasileiras soube olhar para fora e ousou imaginar que seu mercado não mais se restringia ao que lhe era usual. Os primeiros passos foram tímidos, como não poderiam deixar de ser: uma representação ali, uma sucursal acolá... Aos poucos, porém, os empresários brasileiros foram aprendendo a sonhar com operações verdadeiramente globais, 2 Relatório Anual de Sustentabilidade

6 com presença relevante em mercados essenciais. Hoje, grandes companhias de capital brasileiro competem em pé de igualdade com nomes internacionais que, até recentemente, representavam um paradigma inatingível. Estamos presentes de maneira importante no panorama mundial, nas indústrias de bebida, alimentos, siderurgia, mineração, serviços de engenharia, aeronáutica. O País mudou. Entretanto, e apesar de sua destacada competência, o sistema financeiro brasileiro não acompanhou esse processo. Disputando um mercado local de dimensão continental e altamente concorrido, submetidos a estruturas de capital limitadoras, os bancos brasileiros se voltaram para dentro. Mensagem do Presidente do Conselho Mensagem do Presidente História Perfil O processo de consolidação iniciado pelo Plano Real, em 1994, gerou, ao longo da década seguinte, um número reduzido de bancos grandes, ágeis, eficientes, com ampla presença nacional. Também nesse período, instituições financeiras internacionais entraram no mercado brasileiro, conquistando relevante participação na indústria local. Diferentemente do resto da América Latina, porém, bancos brasileiros continuaram liderando o mercado. Mas o evento inesperado de uma aquisição consorciada do ABN Amro, em fins de 2007, começou a mudar esse panorama. Pela primeira vez, a possibilidade de um competidor de escala global e também local se tornou concreta. As limitações dos nossos bancos locais eram claras: incapacidade de acompanhar nossos principais clientes ao exterior e uma séria ameaça de perda de presença no mercado interno. Foi com esse pano de fundo que, ainda em 2007, Roberto Setubal e eu iniciamos nossas conversas. O que nos uniu, mais do que qualquer outra coisa, foi o sonho de criar a primeira plataforma brasileira com dimensão adequada para olhar além das nossas fronteiras. Para tal, era necessário, primeiro, consolidar uma posição invejável no país, reunindo base de capital, talentos humanos, negócios diversificados, com participações de mercado relevantes. A soma de Itaú e Unibanco nos daria exatamente isso. Duas empresas eficientes, altamente competitivas, com presença clara e, por vezes, complementar nos diversos segmentos que compõem a atividade de intermediação financeira no Brasil. Da sua fusão, nasceria um potencial global player. Animados pela lógica desse passo fundamental, fomos aprofundando nossas visões em inúmeros encontros. Panorama Visão de Sustentabilidade Governança Corporativa Caminho da Integração Negócios Compromissos e Práticas Investimentos Sociais e em Cultura Anexos 3

7 Mensagem do Presidente do Conselho de Administração O contexto mundial no qual essas conversas se inseriam, contudo, alterou-se de forma significativa durante esse período. A deterioração dos balanços das principais instituições financeiras mundiais e das condições macroeconômicas dos países desenvolvidos, num processo de retroalimentação perverso, foi se agravando ao longo de 2008, tendo atingido um momento singular com a quebra da Lehman Brothers, em setembro. Aquilo que, à época, ainda parecia, para muitos, circunscrito aos países do G-7, tornou-se uma ameaça visível para os mercados emergentes. Os mecanismos de transmissão, em retrospecto, eram bastante óbvios: redução de financiamento do comércio internacional, queda nos preços de commodities, pressão no câmbio e desconfiança bancária. O valor de mercado dos bancos despencou pelo mundo afora, não poupando nem os países com sistemas financeiros fortes, como o Brasil. O agravamento da crise podia suscitar, de nossa parte, duas respostas: parávamos as nossas conversas, retomando-as mais à frente sob cenário mais claro, ou partíamos logo para uma conclusão. Optamos, sem hesitação, pelo segundo caminho. Sabíamos o que, juntos, poderíamos construir. Mais importante, tantas conversas tinham não apenas reforçado nossa certeza quanto à lógica da fusão, como também desenvolvido uma confiança mútua imprescindível para o sucesso do negócio. E assim, no dia 3 de novembro, anunciamos o nascimento do Itaú Unibanco. No momento em que escrevo esta mensagem, três meses já se passaram desde o anúncio. Nesse período de conhecimento mútuo das organizações, ficou evidente que a plataforma que se cria é absolutamente única: o Itaú Unibanco tem a liderança em praticamente todas as suas áreas de atuação; a reunião de talentos é incomparável e nos permite vislumbrar a criação de uma cultura vencedora, construída sobre o que há de melhor, tanto no Itaú quanto no Unibanco, tornando-se superior às de ambos; nossa base de capital permitirá uma substancial expansão de atividade, quando o mercado retomar; e a solidez do balanço é por demais óbvia. O mercado reconhece o enorme potencial dessa nova organização, colocando-a entre as 15 primeiras instituições financeiras do mundo em capitalização de mercado, a sexta do mundo ocidental e a primeira da América Latina e do todo o Hemisfério Sul. Um início auspicioso, em meio a um mercado desorientado e um mundo que procura respostas a uma crise sem precedentes. 4 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008

8 Temos pela frente o grande desafio da integração. Roberto fala sobre isso na sua carta aos acionistas. Quero, no entanto, afirmar que olho para esse desafio com enorme entusiasmo. Afirmo isso com convicção, porque sei que os profissionais desse novo banco entendem a natureza do momento histórico do qual participam e a oportunidade extraordinária que têm de construir uma empresa verdadeiramente única. Não menosprezo, de forma alguma, as dificuldades do processo, mas vejo, a cada dia, a descoberta de novas e inesperadas oportunidades de crescimento dos nossos negócios. Antes de encerrar, gostaria de fazer alguns agradecimentos. Em primeiro lugar, à equipe do Unibanco, que soube construir uma empresa aguerrida, inovadora e, sobretudo, competente. Foi um prazer participar desse lindo projeto com vocês. E foi muito divertido. Quero, também, agradecer às pessoas do Itaú, que nos receberam de braços abertos. A minha admiração, que vem de longa data, pelo que vocês criaram só faz aumentar a cada dia. Ao Pedro Malan, que presidiu o Conselho de Administração do Unibanco nos últimos 5 anos, a minha gratidão pelo seu constante apoio, pela dedicação e pela confiança que demonstrou na nossa antiga organização, quando aceitou juntar-se a ela. E ao Dr. Olavo Setubal, cuja ausência se fará sempre sentir, que teve a generosidade de ceder sua posição à frente do Conselho do banco Itaú para facilitar a junção das duas organizações. Presidir o conselho dessa nova instituição significa, também, suceder a ambos, Pedro Malan e Olavo Setubal. Tenho plena consciência da responsabilidade e do privilégio que isso significa. Uma extraordinária etapa se inicia. Mãos à obra. Cordialmente, Pedro Moreira Salles Presidente do Conselho de Administração do Itaú Unibanco 5

9 Mensagem do Presidente Mensagem da Presidência A fusão de Itaú e Unibanco fez de 2008 um marco na história do mercado financeiro nacional. Concretizamos uma união inédita e nos tornamos o maior banco privado do Hemisfério Sul, com números e dimensões superlativas, que nos permitirão realizar negócios que vão muito além da soma de nossas forças. O novo banco nasce com cerca de 108 mil colaboradores, R$ 632,7 bilhões em ativos, R$ 271,9 bilhões em operações de crédito, R$ 272,2 bilhões em depósitos e operações de banco comercial, em todos os países do Mercosul. 6 Relatório Anual de Sustentabilidade

10 A associação nos permite, sobretudo, ganhar em escala, uma variável-chave de sucesso em nosso negócio. É exatamente esse leque de possibilidades o que torna nosso projeto tão grandioso e desafiador. Não pretendemos construir o maior, mas, principalmente, o melhor banco do Hemisfério Sul. Vislumbramos uma organização moderna, forte, competitiva, ágil, aberta e transparente, com importantes índices de crescimento e retorno, na qual as pessoas tenham prazer em trabalhar em equipe. Para concretizar essa aspiração, contamos com estruturas operacionais semelhantes, a mesma percepção de mercado e, mais importante, culturas e valores convergentes, fatores que certamente nos permitirão aumentar nossa capacidade de gerar negócios, oferecer crédito e contribuir para o crescimento da economia, além de ganhar competitividade para nossa expansão internacional. Temos a oportunidade de mudar e, principalmente, de evoluir. O processo de integração nos possibilita adotar maior abertura diante de nossas diferenças e avaliar o quanto podemos aprender uns com os outros. Já são muitos os exemplos de compartilhamento de práticas entre colaboradores do Itaú e do Unibanco e de identificação do que há de melhor em cada banco, indicando que a sinergia entre as equipes será relevante. O que há de diferente, nesse processo de integração, é a sua dimensão. Por outro lado, essa reorganização acontece em um cenário de crescimento mais lento da economia, o que é particularmente favorável para o nosso momento, já que teremos de investir muita energia nessa união. Mensagem do Presidente História Perfil Panorama Visão de Sustentabilidade Governança Corporativa Caminho da Integração Negócios Compromissos e Práticas Investimentos Sociais e em Cultura Anexos 7

11 Mensagem do Presidente O banco chegou ao fim de 2008 preparado para enfrentar os desafios dos novos tempos: as carteiras de créditos estão provisionadas adequadamente, com políticas de análise eficientes, resultado de providências que já haviam sido tomadas desde o início do ano, com o fortalecimento das áreas de controle, risco e auditoria. O cenário requer precisão e muita disciplina na alocação de recursos. Alcançamos uma significativa expansão de nossos negócios, em O foco convergente de Itaú e Unibanco no crescimento da área de pessoas jurídicas trouxe excelente resultado, principalmente na conquista de pequenas e médias empresas. Continuaremos investindo na expansão dessas áreas, mesmo diante do atual cenário, pois entendemos que o Itaú Unibanco ainda não tem uma participação nesse mercado que corresponda à presença do banco, como um todo, na economia. No segmento de cartões de crédito, o Itaú Unibanco possui uma sólida posição em emissão e faturamento, refletindo o crescimento das duas instituições, nesse mercado, nos últimos anos. Outras operações de destaque que agora se unem são as de veículos, crédito imobiliário e seguros. Em 2009, estaremos focados na integração, que deverá se prolongar por cerca de dois anos. Depois dessa fase, voltaremos a intensificar a expansão externa, o que deve coincidir com a recuperação do mercado. Ao mesmo tempo, nos dedicaremos a que nossos clientes se beneficiem com o melhor que Itaú e Unibanco têm a oferecer, em termos de qualidade dos serviços e competitividade dos produtos. 8 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008

12 Ao somar valores e atitudes, o Itaú Unibanco fortalece seus compromissos com a boa governança corporativa, o respeito aos direitos humanos, a responsabilidade socioambiental e a conduta ética. O mercado reconhece esses esforços de diversas maneiras, entre elas, a inclusão dos papéis de Itaú e Unibanco no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da Bolsa de Valores de São Paulo, em Vale destacar que, desde 1999, o Itaú figura no Dow Jones Sustainability Index, da Bolsa de Valores de Nova York. A associação aumenta, também, a responsabilidade do banco em liderar o setor financeiro na promoção do desenvolvimento sustentável, por meio de seus serviços, processos, produtos e relacionamentos. Vivemos um momento único, de grandes transformações, com diversos reflexos no Brasil. Estamos otimistas. Acreditamos na economia do País, na solidez e nos mecanismos de controle diferenciados de nosso sistema financeiro e na parceria que formamos. Aproveito para reiterar minha absoluta convicção no futuro promissor que temos pela frente. Conhecendo a força e a competência de nossas equipes, não tenho dúvida de que esta foi apenas a primeira de muitas outras conquistas dessa organização que se desenha. É hora, portanto, de construirmos esse novo e inigualável banco. Atenciosamente, Roberto Setubal Diretor-presidente do Itaú Unibanco 9

13 História Trajetórias convergentes Observada de uma perspectiva histórica, a criação do Itaú Unibanco é o ponto culminante de trajetórias convergentes. Ao longo de suas histórias, Itaú e Unibanco souberam antecipar os desafios do mercado, consolidando-se em períodos de crise na economia brasileira e expandindo os negócios nas fases de crescimento. A união dos dois bancos, em 2008, aos 63 anos do primeiro e aos 84 do segundo, não por coincidência reflete uma marca dessa expansão, caracterizada por fusões e aquisições. O maior banco privado do Hemisfério Sul e um dos 20 maiores do mundo nasceu do casamento de duas instituições que, desde a fundação o Unibanco, em 1924, no sul de Minas Gerais, e o Itaú, em 1945, na capital paulista, mantêm características essenciais em comum. Uma das mais destacadas em ambos é a capacidade de estar próximos de seus clientes entendendo suas necessidades e atentos ao ambiente econômico, oferecendo adequado suporte financeiro à expansão dos negócios, por meio de serviços inovadores. Em 1924, quando o comerciante João Moreira Salles obteve a carta-patente que está na origem do Unibanco, a sua Casa Moreira Salles, em Poços de Caldas, era um magazine que, além de comercializar mercadorias variadas artigos de armarinho, para a lavoura, de cozinha, vestuário, operava uma seção bancária. Na virada da década de 20, João Moreira Salles já atuava como correspondente de mais de uma dezena de grandes bancos e contava com mais de duas centenas de clientes, entre cafeicultores e empreendedores da febril atividade turística que explodia na cidade. 10 Relatório Anual de Sustentabilidade

14 A trajetória de Itaú e Unibanco foi marcada por inúmeras fusões e aquisições, acompanhando a evolução da economia brasileira. O governo brasileiro, pouco antes, dera início a uma reorganização do sistema bancário. O carro-chefe da reforma foi a criação da Carteira de Redesconto do Banco do Brasil, que ganhava a condição de garantidor da liquidez do sistema, medida à qual se seguiram a instituição do serviço de compensação de cheques, também de responsabilidade do banco oficial, e a definição de normas de fiscalização dos bancos. História Foi nesse ambiente que, no balanço do ano fiscal de 1.º de julho de 1922 a 30 de junho de 1923, a Casa Moreira Salles registrou um espetacular crescimento, em grande parte por causa da atividade bancária. A carta-patente n.º 272, com data de 27 de setembro de 1924, oficializou a fundação da Casa Bancária Moreira Salles. Parecida foi a origem do Itaú, duas décadas depois, em um ambiente muito distinto. Em 1943, quando o industrial do ramo têxtil Alfredo Egydio de Souza Aranha constituiu o Banco Central de Crédito S.A., São Paulo era uma cidade em franca expansão, com 1,3 milhão de habitantes e uma frota de veículos que já passava de 20 mil. Assim como o Unibanco, a instituição nasceu pelas mãos de um empreendedor de outro setor, numa época de efervescência econômica agora, era a vez da indústria e de reestruturação do sistema bancário nacional. A primeira agência, inaugurada em 2 de janeiro de 1945, no centro de São Paulo, começou a funcionar no ano em que o governo criou a Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc), do Banco do Brasil, o embrião do Banco Central, formalizado duas décadas depois. Com o fim da Segunda Guerra Mundial, a atividade industrial ganhou força. A partir da ampla rede de relacionamentos de Souza Aranha com industriais e comerciantes têxteis, o Central de Crédito deu início a um primeiro ciclo de expansão. Em dez meses, o banco incorporou uma agência em Campinas e outra em São João da Boa Vista. No ano seguinte, aumentou seu capital, para suportar a construção de uma nova sede, no centro de São Paulo, e a abertura de novas agências, no interior paulista. A evolução do sistema bancário brasileiro registra ciclos de concentração de mercado, com ondas de fusões e aquisições, geralmente associadas a mudanças no arcabouço institucional do setor ou a crises na economia, ao lado de períodos de forte expansão orgânica, com a abertura, pelos bancos, de novas dependências, nas diversas regiões do país e, em alguns casos, no exterior. Nada mais natural do que Itaú e Unibanco, em razão da posição de liderança de ambos no mercado, se apresentarem à frente desses movimentos característicos do setor. Perfil Panorama Visão de Sustentabilidade Governança Corporativa Caminho da Integração Negócios Compromissos e Práticas Investimentos Sociais e em Cultura Anexos 11 11

15 História Em 1940, por exemplo, a fusão entre a Casa Bancária Moreira Salles, a Casa Bancária de Botelhos e o Banco Machadense, todos do Sul Mineiro, cria o Banco Moreira Salles, reunindo 34 sucursais e agências. Cinco anos depois, já seriam 63, distribuídas por São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. E, logo, diversas cidades do Paraná entrariam na lista. Em quatro anos, de 1948 a 1952, foram inauguradas 20 agências. A uma etapa de investimento na ampliação do número de novas agências seguiu-se, a partir da segunda metade dos anos 60, um período de crescimento por incorporação ou fusão com outras instituições. Já o Central de Crédito ficou restrito ao Estado de São Paulo até o final da década de 50, quando somava 31 agências. Nas décadas seguintes, a história de empreendedorismo teria continuidade e ganharia impulso, desta vez conduzida pelo engenheiro Olavo Egydio Setubal, que, a convite de seu tio Alfredo Egydio de Souza Aranha, assumiu a Diretoria do Banco Federal de Crédito, e por Eudoro Villela, médico e genro de Alfredo Egydio. A partir dos anos 60, o banco viveria uma forte expansão, principalmente por meio de associações e aquisições de outros bancos. Em 1964, ocorreu a fusão com o Banco Itaú S.A., então um dos 50 maiores bancos brasileiros. Em 1966, é a vez do Banco Sul Americano do Brasil S.A., da família Moraes Barros, dando origem ao Banco Federal Itaú Sul Americano. Em 1969, foi a vez do Banco da América, inovador na prestação de serviços à clientela de maior renda. Ainda viriam o Banco Aliança S.A., em 1970, o Banco Português do Brasil S.A., em 1973, e o Banco União Comercial S.A., numa complexa, mas bem-sucedida operação, em Findo esse período, o banco, que nascera, 30 anos antes, com o capital mínimo exigido por lei, ocupava o segundo lugar em volume de depósitos de todo o sistema bancário nacional e era líder, entre as instituições privadas, em número de agências, com quase 500 unidades espalhadas pelo país. Seu nome, daí em diante, seria, simplesmente, Banco Itaú S.A. Enquanto isso, o Banco Moreira Salles, que, em 1967, já somava mais de 300 agências e cerca de 1 milhão de correntistas, muda sua denominação para União de Bancos Brasileiros, a partir da incorporação do gaúcho Banco Agrícola Mercantil, presente em nove estados e no Distrito Federal. É com esse nome que, em 1970, assume o Banco Predial, do Rio de Janeiro, instituição especializada em crédito popular, que lhe deu grande capilaridade nos então estados do Rio de Janeiro e da Guanabara. Fatos marcantes das instituições que se unificaram para criar o Itaú Unibanco Banco Múltiplo 1924 Criação da Casa Bancária Moreira Salles. A instituição começa a atuar como banco de atacado, financiando obras da Prefeitura, do governo e de grandes hotéis Início das operações do Banco Central de Crédito, depois Federal de Crédito, com capital inicial de US$ 513 mil e apenas uma agência, seis caixas e 12 funcionários Nascimento do Banco Federal Itaú S.A., resultado da fusão entre o Federal de Crédito e o Banco Itaú, fundado em O novo banco soma 112 agências, em seis estados, e capital social de US$ 4,2 milhões Surgimento, em Poços de Caldas (MG), do Banco Moreira Salles, com a fusão dos bancos Machadense, Casa Bancária de Botelhos e Casa Bancária Moreira Salles Nova fusão, desta vez, com o Banco Sul Americano do Brasil, atende à necessidade de ampliação. Surge, assim, o Banco Federal Itaú Sul Americano S.A., que iniciou suas atividades com 184 agências Fusão com o Banco da América. O novo Itaú América passava a contar com rede de 274 agências Nascimento do BIB (Banco de Investimento do Brasil), como banco de investimento do Grupo Moreira Salles A União de Bancos Brasileiros passa a se denominar Unibanco e se torna o primeiro banco a adotar o sistema de processamento, o IBM Incorporação do Banco Aliança, do Banco Português do Brasil e do Banco União Comercial. Adoção definitiva do nome Banco Itaú S.A. Nessa época, o banco situa-se entre os 500 maiores do mundo Inauguração da agência Nova York, a primeira fora do Brasil. No final do ano, outra agência no exterior era inaugurada: a agência Buenos Aires Inauguração da primeira agência em Nova York Incorporação do Banco Predial do Estado do Rio de Janeiro Aquisição do controle acionário do Banco Mineiro. 12 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008

16 Em 1974, o grupo inaugurou, em Paris, a primeira das suas agências no exterior. A partir do final dos anos 70, até meados dos anos 90, a economia brasileira viveu uma longa fase em que prevaleceu a combinação de baixo crescimento com altas taxas de inflação, pontuada por crises da dívida externa. É um tempo em que os bancos líderes, com presença já bem distribuída em todas as regiões, concentram investimentos em automação e inovação de serviços, com a segmentação do atendimento. Ganha corpo, nessa época, a estratégia de expansão no exterior, que levará, especialmente, o Itaú a exibir presença ativa na Argentina, com um banco de rua (com depositantes e atendimento ao público), na região de Buenos Aires, e um banco de andar (para a realização de operações corporativas), na Europa. Um novo ciclo de fusões e incorporações só ocorreria em seguida ao Plano Real, em meados dos anos 90, quando, finalmente, o processo hiperiflacionário foi vencido. Já organizados como bancos múltiplos e com atuação segmentada pelos diversos tipos de clientes pessoas física, com suas subdivisões por faixas de renda, e empresas, estas divididas pelo porte dos negócios e por áreas de serviços oferecidos banco de investimentos, seguradoras, financeiras, crédito imobiliário, corretoras e distribuidoras de valores, Itaú e Unibanco, mais uma vez, seriam protagonistas da nova etapa da história dos bancos no Brasil. A estratégia de ambas as instituições, nesse momento, era absorver grandes concorrentes que não conseguiram superar a complicada transição de um ambiente econômico de hiperinflação para outro em que os preços se encontravam sob controle, além de incorporar grandes bancos estaduais, em processos de privatização. Em 1995, o Itaú adquiriu o Banco Francês e Brasileiro e, nos anos seguintes, incorporou, sucessivamente, os estaduais Banerj (Rio de Janeiro), Bemge (Minas Gerais), Banestado (Paraná) e BEG (Goiás). Atendendo à estratégia de segmentação de mercado, em 2002, associou-se ao Banco BBA-Creditanstalt, ativo no segmento de grandes clientes corporativos; em 2003, comprou o Banco Fiat S.A., especializado em financiamento de veículos; e, em 2006, as operações do BankBoston no Brasil, no Chile e no Uruguai. Também em 1995, coube ao Unibanco demonstrar eficiência na condução de negócios bancários ao absorver, em prazo curto, a complexa estrutura do Banco 1981 Implantação do Banco Eletrônico, com sistema de processamento online nas agências Criação do Instituto Itaú Cultural, com a missão de valorizar a produção cultural, a geração do conhecimento, o estímulo ao debate e a ampliação do acesso à cultura Criação do Instituto Unibanco, para coordenar as principais atividades de responsabilidade social do conglomerado Para ampliar sua atuação social, o Banco cria o Proac (Programa de Apoio Comunitário), com o objetivo de apoiar projetos nas áreas de educação e saúde Inicia-se uma nova fase de grandes aquisições. O Itaú assume o controle acionário do Banco Francês e Brasileiro S.A. (BFB), para atingir novos mercados, especialmente o de clientes de alta renda Assunção das atividades bancárias do Banco Nacional S.A Criação do Instituto Moreira Salles, para a atuação, sem fins lucrativos, em quatro áreas principais: fotografia, literatura, cinema e artes plásticas O processo de privatização de bancos estaduais impulsionou o projeto de ampliação da base de clientes. É adquirido o Banco Banerj S.A., que trouxe uma rede de 193 agências Aquisição de 50% do capital da Fininvest, principal empresa de financiamento a consumo do país Associação com a American International Group (AIG), formando o Unibanco AIG Seguros e Previdência Aquisição do controle acionário do Banco do Estado de Minas Gerais S.A. (Bemge), com aumento significativo da presença do banco em Minas Gerais, passando de 112 para 692 agências e postos de atendimento bancário. No âmbito internacional, nesse mesmo ano, é adquirido o Banco Buen Ayre, que amplia a participação do Itaú no mercado argentino. Itaú 1999 A fusão do Banco Itaú Argentina e do Banco Buen Ayre foi completada, dando origem ao Banco Itaú Buen Ayre S.A. Unibanco 13

17 História Nacional S.A., então sob intervenção federal. E, igualmente, nos anos seguintes, incorporar várias instituições, em diferentes segmentos do mercado financeiro. Vieram, assim, a fazer parte do conglomerado Unibanco a financeira Fininvest, líder em crédito direto ao consumidor (metade do capital adquirido em 1996 e aquisição completada em 2000) e o Banco Dibens, forte no financiamento de veículos (metade em 1998 e a integralidade em 2005). Pouco depois, em 2000, o Unibanco incorporou o Credibanco, bem posicionado como agente de repasses de recursos a empresas, com presença de destaque nas linhas do BNDES, e, no mesmo ano, o Banco Bandeirantes. Instituição de porte, com posição destacada no Nordeste, o Bandeirantes foi alvo de acirrada disputa entre as maiores instituições do mercado, e sua incorporação resultou na admissão do importante banco português Caixa Geral de Depósitos, que controlava o Bandeirantes, entre os sócios da instituição brasileira. Ainda haveria outras incorporações, nos anos seguintes, como a do Banco BNL do Brasil, subsidiária da italiana Banca Nazionale del Lavoro SpA, em Não se esgotam no estilo dos fundadores e no perfil de expansão e segmentação as semelhanças na história de Itaú e Unibanco. Uma das mais destacadas se personaliza nas figuras dos estrategistas e comandantes que levaram os dois conglomerados financeiros aos pontos máximos do setor bancário, em âmbito mundial. Tanto o engenheiro e industrial Olavo Egydio Setubal quanto o advogado e comerciante Walther Moreira Salles fizeram parte de um seleto, e cada vez mais raro, tipo de empresário: homens da iniciativa privada com notável espírito público. Não se pode tomar como coincidência, por exemplo, o fato de que ambos atribuíam o sucesso de seus negócios, antes de quaisquer outros fatores, à ousadia dos conceitos inovadores que introduziram e aos colaboradores que os concretizaram. Um banco não se faz apenas com capital, ensinava Setubal. Ele é construído, acima de tudo, por homens e ideias. Ao explicar a um repórter, que lhe indagara o segredo do seu grande sucesso como banqueiro e empresário, Walther Moreira Salles respondeu, sem hesitar: É muito simples e, no entanto, extremamente difícil: é preciso saber escolher pessoas. Para Salles, o grande diferencial do Unibanco era ser um banco de pessoas atendendo pessoas. A Olavo Setubal e a Walther Moreira Salles não bastou quebrar paradigmas na vida Itaú 2000 Com a aquisição do controle acionário do Banco do Estado do Paraná S.A. (Banestado), o Itaú passou a deter a maior participação de mercado no Paraná. Com isso, o Itaú alcançou a liderança em três dos cinco maiores estados brasileiros. Nesse ano, é criada a Fundação Itaú Social, com a missão de contribuir para a educação de qualidade para todos Aquisição do Banco do Estado de Goiás S.A. (BEG). Com os 264 pontos de venda do BEG, o Itaú assume a liderança em Goiás Anúncio da associação com o grupo controlador do Banco BBA-Creditanstalt S.A. (BBA), dando origem às operações do Banco Itaú BBA S.A., o maior banco de atacado do país Inauguração da primeira agência no Japão. Criação da Ouvidoria Corporativa Itaú, canal de comunicação que tem a missão de atuar como representante dos clientes, intervindo em seu favor e promovendo melhorias contínuas em produtos e prestação de serviços Anúncio da aquisição das operações do BankBoston no Brasil, Chile e Uruguai, além da totalidade do capital do BankBoston International, com sede em Miami. Unibanco 2000 Aquisição da totalidade do capital da Fininvest, do Credibanco e do Banco Bandeirantes Associações estratégicas com as redes de varejo Ponto Frio e Magazine Luiza, criando soluções integradas de logística e financeiras Unificação das operações de cartão de crédito, sob a marca Unicard Aquisição da Hipercard (principal bandeira de cartão de crédito do Nordeste do Brasil) Unibanco é o primeiro banco da América Latina a alcançar grau de investimento (investment grade) da agência Moody s na emissão de dívida em moeda local liquidada em dólar no exterior. 14 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008

18 empresarial. Ambos serviram ao país, em diversas ocasiões, com entusiasmo. Walther Moreira Salles foi diretor da Sumoc (a convite do ministro da Fazenda do governo Vargas, Horácio Lafer), em 1951, e três vezes embaixador do Brasil em Washington em 1952, também no governo Vargas, em 1959, no governo de Juscelino Kubitschek, e, em 1960, em caráter extraordinário, como negociador da dívida externa brasileira, no governo Jânio Quadros. Foi, ainda, ministro da Fazenda, no governo parlamentarista de João Goulart, em Já Olavo Setubal foi membro do Conselho Monetário Nacional, em 1974, prefeito de São Paulo, a maior cidade brasileira, de 1975 a 1979, presidente do Partido Popular e líder da Aliança Democrática, o pacto suprapartidário que articulou a eleição de Tancredo Neves à Presidência da República e encerrou o regime militar, e, ainda, ministro das Relações Exteriores no governo Sarney, o primeiro governo civil depois da redemocratização do país. Setubal e Moreira Salles imprimiram a seus bancos outras marcas comuns. Inovadores nos negócios, ambos foram pioneiros na difusão do uso da informática no processamento dos negócios bancários e nos serviços oferecidos aos clientes. Apoiados em grandes investimentos em automação e suportados por centros operacionais modernos e de grande porte, tanto o Banco Eletrônico, do Itaú, quanto o 30 Horas, do Unibanco, são as expressões concretas da liderança exercida nessa área crítica da atividade bancária de grande escala. Incentivadores das artes, da cultura e da responsabilidade socioambiental, dotaram seus empreendimentos de estruturas autônomas e eficientes para a difusão cultural e de práticas em prol da sustentabilidade. Disso são marcas, de novo pioneiras e líderes, o Instituto Itaú Cultural e o Instituto Moreira Salles, assim como, na área social, a Fundação Itaú Social e o Instituto Unibanco. Todas as semelhanças observadas nas trajetórias de Itaú e Unibanco e nos valores de seus comandantes contribuem para a construção de um banco ainda mais sólido e capaz de ocupar papel de liderança do setor financeiro nacional e de importância no mercado global Criação da Kinea, empresa especializada na gestão de investimentos alternativos Implementação, em parceria com o Ministério da Educação, da Olimpíada da Língua Portuguesa, com a metodologia do seu programa Escrevendo o Futuro A UAM (Unibanco Asset Management) adere aos PRI (Princípios para Investimento Responsável), conjunto de critérios sociais, ambientais e de governança corporativa na tomada de decisão de investimentos. Standard & Poor s eleva o rating de longo prazo em moeda local e estrangeira do Unibanco para grau de investimento. Inauguração da milésima agência do Unibanco. Itaú Unibanco 2008 Anúncio da associação entre Itaú e Unibanco, no dia 3 de novembro Aprovação da criação do Itaú Unibanco pelo Banco Central do Brasil, em 18 de fevereiro. Compra da participação de 50% que o American International Group (AIG) detinha na seguradora Unibanco AIG Seguros, por US$ 805 milhões. 15

19 Homenagem Olavo Setubal na visão de Fernando Henrique Cardoso Há muitas maneiras pelas quais os grandes homens deixam sua marca na História. Olavo Setubal deixou-a de forma incomum: a do homem discreto e firme, que tinha tudo para ser um grande engenheiro, foi um grande banqueiro e se notabilizou por seu compromisso com o Brasil, como um país sério e competente. A isso se dedicou, com afinco e exemplaridade. Nada mais distante de Olavo Setubal que a passividade dos que creem, com otimismo ingênuo, que basta deixar as coisas seguir seu curso natural para ao final darem certo. Olavo Setubal era cartesiano: acreditava que, sem método, sem o uso continuado da razão e sem esforço, nada daria certo de verdade. Dar certo, a seu ver, significava imprimir um curso deliberado aos acontecimentos para obter, se não o desejável, ao menos, com realismo, o melhor possível. Foi essa sua atitude, durante toda a vida profissional e política. Dele se poderia dizer que, sendo engenheiro, lançou-se à inovação empresarial. Buscou a qualidade dos produtos e soube, antes de quase todos, que o futuro estava na informática. Como banqueiro, distinguiu-se pela argúcia e a seriedade. Quando quase ninguém via as oportunidades, antecipava-se e expandia o banco; quando muitos se lançavam às facilidades da especulação, construía caminhos de mais larga duração, com os pés nas realidades do mercado, atento ao exterior e ao país, sabendo que, em algum momento, esses dois mundos terminariam por se comunicar. Foi prudente, mas não medroso; audaz, mas não aventureiro. O legado de Setubal como homem público iguala o do engenheiro e homem de empresa. Prefeito de São Paulo, nos longínquos anos de 1975 a 1979, sob o governo Paulo Egydio, época em que era difícil exercer a independência política e manter a integridade dos valores, marcou a gestão pela eficiência e pelo respeito aos colaboradores e aos munícipes, orientando suas ações pelo bem público. Recordamos as boas medidas que tomou, e nada tisnou sua passagem pela Prefeitura de São Paulo aos olhos dos que, como eu, combatiam o regime autoritário. Minhas relações pessoais com Olavo Setubal datam de logo depois de seu período como prefeito. Aos olhos de hoje, pode parecer de pouca significação o que vou relatar em seguida, mas, para quem viveu os anos duros do autoritarismo, o gesto foi marcante. Uma tarde, no início da década de 80, quando discutíamos os rumos da economia brasileira e a eventual abertura dos mercados, surgiu imponente, no Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), bastião crítico das políticas prevalecentes, ninguém menos do que o ex-prefeito e banqueiro Olavo Setubal. Para espanto dos que não o conheciam, porém já não mais o meu, deu suas opiniões, com o vozeirão característico e com a penetração lógica habitual. Pôs-se a discutir em pé de igualdade com os absortos economistas e sociólogos da casa, que mal podiam crer que tão importante personalidade se desse ao trabalho de visitar-nos e falar, franca e amistosamente, o que pensava, em uma demonstração clara de que a firmeza de convicções se deve impor por força própria, e não apenas pelo prestígio de quem as emite. 16 Relatório Anual de Sustentabilidade 2008

20 Olavo Setubal era cartesiano: acreditava que, sem método, sem o uso continuado da razão e sem esforço, nada daria certo de verdade, descreve o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No período da redemocratização, o político Olavo Setubal surgiu à luz pública. Tornou-se um dos principais colaboradores da campanha para a eleição de Tancredo Neves. Eleito este, embora não empossado, deixou a Setubal a tarefa de mostrar ao mundo a nova face do Brasil democrático, nomeando-o para a pasta das Relações Exteriores, que parecia distante de suas aptidões e preferências. Nela, deixou memória marcante, como pude testemunhar quando fui chanceler, alguns anos depois. Como líder do governo, função da qual me incumbira Tancredo Neves, assisti à primeira reunião do novo Ministério, sob a Presidência de José Sarney. O chanceler surpreendeu-nos com um discurso no qual alertava sobre os perigos do tráfico de drogas. A muitos pareceu uma inadequação o que, na verdade, era uma incrível antevisão. Tentado por certos políticos a aventurar-se à corrida eleitoral para o governo de São Paulo, Olavo Setubal soube desviar-se de um caminho que poderia haver-lhe sido arriscado e, quem sabe, até prejudicial. Preferiu manter-se em uma posição ocupada por poucos brasileiros: a do homem público que, independentemente de exercer cargos, tem influência construtiva no país. Fui beneficiário direto dessa função. Quantas vezes, como ministro da Fazenda e, posteriormente, como presidente, ouvi os conselhos de Olavo Setubal. Quantos gráficos recebi dele, mostrando como iam as coisas no mundo e no Brasil. Quanto me influenciaram suas palavras sobre a importância da moeda estável ou sobre o acerto de medidas duras tomadas nas horas de tempestade. Nunca, friso, nunca ouvi dele um pedido que o beneficiasse, um aplauso a medida que, eventualmente, pudesse favorecer seus negócios. Olavo Setubal manteve sempre a visão de homem que conhecia o mundo e estava comprometido com o bom desempenho do Brasil. Um homem público, na acepção plena da palavra. Finalizo dizendo que, junto a todas essas características, havia também a do ser humano que se encantava com a boa conversa, que não desprezava os gostos refinados da convivência amigável e cuja companhia, junto da esposa, tanto Ruth como eu sentíamos imenso prazer em compartilhar. Fernando Henrique Cardoso Sociólogo e ex-presidente da República 17

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil

Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Nota de Imprensa Emilio Botín: O objetivo é nos tornarmos o banco privado número um do Brasil Presidente mundial do Banco Santander apresenta em São Paulo o Plano Estratégico 2008-2010 para o A integração

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Menores, mas com potencial de gigantes

Menores, mas com potencial de gigantes Menores, mas com potencial de gigantes 12 KPMG Business Magazine Empresas do mercado empreendedor ganham força com a expansão do consumo nos países emergentes O ano de 2008 foi um marco na história econômica

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC).

Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC). São Paulo, 21 de março de 2013. Discurso do presidente Alexandre Tombini na comemoração dos 30 anos da Associação Brasileira de Bancos Comerciais (ABBC). Senhoras e senhores É com grande satisfação que

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho Press release Data Contato EMBARGO 00h01min (horário Brasília) Terça-feira, 7 de outubro de 2014 Márcia Avruch Tel: +55 11 3674 3760 Email: marcia.avruch@br.pwc.com Pages 4 Receita do Network PwC cresce

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 36 Discurso por ocasião do jantar

Leia mais

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida

Apresentação Institucional. Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida Apresentação Institucional Metodologia com alta tecnologia para soluções sob medida A empresa que evolui para o seu crescimento A VCN Virtual Communication Network, é uma integradora de Soluções Convergentes

Leia mais

Vida Segura Empresarial Bradesco:

Vida Segura Empresarial Bradesco: PRÊMIO ANSP 2005 Vida Segura Empresarial Bradesco: A democratização do acesso ao Seguro de Vida chega às Micro e Pequenas Empresas. 1 SUMÁRIO 1. Sinopse 3 2. Introdução 4 3. O desafio de ser o pioneiro

Leia mais

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Cenário econômico Cenário econômico Contexto Macro-econômico e Regulamentação Redução de spreads Incremento

Leia mais

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel.

Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508. Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. Press Release Date 1º de outubro de 2013 Contato Imagem Corporativa Marta Telles marta.telles@imagemcorporativa.com.br Tel: (11) 3526-4508 Márcia Avruch marcia.avruch@br.pwc.com Tel. (11) 3674-3760 Pages

Leia mais

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie

Orbitall. Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite. Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo. Universidade Presbiteriana Mackenzie Orbitall Autora: Carolina Fernandes Corrêa Leite Orientadora: Profa. Ms. Ana Maria Santiago Jorge de Melo Universidade Presbiteriana Mackenzie Introdução O setor de cartões de crédito tem crescido a taxas

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

Tendências Recentes da Consolidação Bancária no Mundo e no Brasil

Tendências Recentes da Consolidação Bancária no Mundo e no Brasil Tendências Recentes da Consolidação Bancária no Mundo e no Brasil Luiz Fernando de Paula Professor da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro E-mail: lfpaula@alternex.com.br

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca r f Considerei particularmente oportuno

Leia mais

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015

Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria São Paulo, 13 e 14 de maio de 2015 INOVAR É FAZER Manifesto da MEI ao Fortalecimento da Inovação no Brasil Para nós empresários Inovar é Fazer diferente, Inovar

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros

Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros 1 Bancos brasileiros prontos para um cenário de crescimento sustentado e queda de juros Tomás Awad Analista senior da Itaú Corretora Muito se pergunta sobre como ficariam os bancos num cenário macroeconômico

Leia mais

Nota à imprensa. Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital

Nota à imprensa. Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital Nota à imprensa ab Novo estudo sigma da Swiss Re, O seguro no mundo em 2010 revela aumento do volume global de prêmios e do capital Contatos: Daniel Staib, Zurique Telefone +41 43 285 8136 Thomas Holzheu,

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A- NOVEMBRO 2013 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA REGULADA PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL A Brickell CFI é uma instituição financeira, regulada pelo Banco Central do Brasil, com sede em

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Vivendo de acordo com nossos valores...

Vivendo de acordo com nossos valores... Vivendo de acordo com nossos valores... o jeito Kinross Nossa empresa, Kinross, é uma empresa internacional de mineração de ouro sediada no Canadá, com operações nos Estados Unidos da América, Rússia,

Leia mais

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae ASSOCIATIVISMO Fonte: Educação Sebrae O IMPORTANTE É COOPERAR A cooperação entre as pessoas pode gerar trabalho, dinheiro e desenvolvimento para toda uma comunidade COOPERAR OU COMPETIR? Cooperar e competir

Leia mais

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002

A Telefónica é assim. Uma empresa na vanguarda. Relatório Anual 2002 A Telefónica é assim A Telefónica é a operadora de referência nos mercados de língua espanhola e portuguesa com quase 90 milhões de clientes. Além disso, é a sétima companhia mundial do setor em termos

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

Criando Oportunidades

Criando Oportunidades Criando Oportunidades Clima, Energia & Recursos Naturais Agricultura & Desenvolvimento Rural Mercados de Trabalho & Sector Privado e Desenvolvimento Sistemas Financeiros Comércio & Integração Regional

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

Destaques do Relatório Anual de Sustentabilidade 2008. Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A.

Destaques do Relatório Anual de Sustentabilidade 2008. Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A. Destaques do Relatório Anual de Sustentabilidade 2008 Itaú Unibanco Banco Múltiplo S.A. > A íntegra deste relatório está disponível no site www.itauunibanco.com.br/relatoriodesustentabilidade 108 mil colaboradores

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 O papel do private equity na consolidação do mercado imobiliário residencial Prof. Dr. Fernando Bontorim Amato O mercado imobiliário

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA

de frente Na linha Automação e expansão ABAD ENTREVISTA Na linha Como a automação contribuiu para o desenvolvimento das empresas de distribuição e atacadistas? A automação foi fundamental para o crescimento e fortalecimento do setor. Sem o uso intensivo da

Leia mais

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001 Assim é a Telefónica A aquisição da Lycos, aliada ao fato de a nova empresa Terra Lycos operar em 43 países, permitiu, por um lado, uma maior penetração nos Estados Unidos e no Canadá. Por outro lado,

Leia mais

Connections with Leading Thinkers

Connections with Leading Thinkers Instituto de Alta Performance Connections with Leading Thinkers O investidor-anjo e acadêmico Antonio Botelho discute as barreiras ao empreendedorismo e à inovação colaborativa no Brasil, e as formas de

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações.

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações. PRONUNCIAMENTO DO MINISTRO EDUARDO CAMPOS NA SOLENIDADE DE INSTALAÇÃO DA III ASSEMBLÉIA GERAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARLAMENTARES PARA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (IPAIT), NA CÂMARA DOS DEPUTADOS,

Leia mais

CVRD: Governança Corporativa e Diretrizes Estratégicas

CVRD: Governança Corporativa e Diretrizes Estratégicas CVRD: Governança Corporativa e Diretrizes Estratégicas Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2001 - O Conselho de Administração da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) aprovou um novo modelo de governança e diretrizes

Leia mais

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Prof. Onivaldo Izidoro Pereira Finanças Corporativas Ambiente Econômico Em suas atividades uma empresa relacionase com: Clientes

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Josiane Corrêa 1 Resumo O mundo dos negócios apresenta-se intensamente competitivo e acirrado. Em diversos setores da economia, observa-se a forte

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Há quase três décadas, o O PRAZER DO RECONHECIMENTO. inside

Há quase três décadas, o O PRAZER DO RECONHECIMENTO. inside O PRAZER DO RECONHECIMENTO Por Fabiane Abel Há quase três décadas, o Prêmio Anefac Profissional do Ano escolhe anualmente os melhores executivos das áreas de Finanças, Administração e Contabilidade, levando

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

Brasília, 9 de maio de 2012

Brasília, 9 de maio de 2012 Brasília, 9 de maio de 2012 Discurso do presidente Alexandre Tombini em evento no Sebrae para lançamento do Plano de Ação para Fortalecimento do Ambiente Institucional para a Adequada Inclusão Financeira

Leia mais

BANGLADESH E O SEU BANCO COMUNITÁRIO Carlos Daniel Baioto*

BANGLADESH E O SEU BANCO COMUNITÁRIO Carlos Daniel Baioto* BANGLADESH E O SEU BANCO COMUNITÁRIO Carlos Daniel Baioto* *Carlos Daniel Baioto é professor de pós-graduação em gestão cooperativa na Unisinos, São Leopoldo, RS. É consultor nas áreas de projetos de tecnologias

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar março de 2012 Introdução Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar na gestão pública. A criação

Leia mais

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo

A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo FRANQUIA A rede de franquias nº 1 em produtividade do mundo A rede de franquia com maior volume de vendas nos EUA. (Real Trends 500 2011) Primeiro sistema de franquias imobiliárias da América do Norte

Leia mais

Estratégia e inovação. Gestão de Risco. Meio Ambiente, saúde e segurança

Estratégia e inovação. Gestão de Risco. Meio Ambiente, saúde e segurança Favor indicar o departamento no qual opera: 16% 5% Relações externas, Comunicação N=19 79% Estratégia e inovação Gestão de Risco Outros Meio Ambiente, saúde e segurança Outros: Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Sustentabilidade. é parte do negócio IBGC 12/11/2007. Fabio Colletti Barbosa Banco Real ABN Amro

Sustentabilidade. é parte do negócio IBGC 12/11/2007. Fabio Colletti Barbosa Banco Real ABN Amro Sustentabilidade é parte do negócio IBGC 12/11/2007 Fabio Colletti Barbosa Banco Real ABN Amro Agenda Contexto Nossa essência Nosso jeito de fazer negócios Resultados Contexto Nossa Essência Nosso jeito

Leia mais

fazem bem e dão lucro

fazem bem e dão lucro Melhores práticas de fazem bem e dão lucro Banco Real dá exemplo na área ambiental e ganha reconhecimento internacional Reunidos em Londres, em junho deste ano, economistas e jornalistas especializados

Leia mais

NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS: 3 grandes problemas de modelam 1

NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS: 3 grandes problemas de modelam 1 NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS: 3 grandes problemas de modelam 1 Henrique Lian O problema com as pessoas que falam de Negócios Sustentáveis é que a maioria delas não tem a menor ideia do que é ser sustentável,

Leia mais

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013

Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Novos Prefeitos e Prefeitas 2013 Curso de Prefeitos Eleitos 2013 a 2016 ARDOCE Missão Ser um banco competitivo e rentável, promover o desenvolvimento sustentável do Brasil e cumprir sua função pública

Leia mais

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A.

Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. Associação Itaú Unibanco Holding S.A. e Porto Seguro S.A. www.itauunibancori.com.br www.portoseguro.com.br/ri As Companhias A Porto Seguro S.A. continuará listada no Novo Mercado da BM&Fbovespa (PSSA3);

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO BM&FBOVESPA A BM&FBOVESPA é muito mais do que um espaço de negociação: lista empresas e fundos; realiza negociação de ações, títulos, contratos derivativos; divulga cotações; produz índices de mercado;

Leia mais

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914

ESTUDO DE CASO MÓDULO XI. Sistema Monetário Internacional. Padrão Ouro 1870 1914 ESTUDO DE CASO MÓDULO XI Sistema Monetário Internacional Padrão Ouro 1870 1914 Durante muito tempo o ouro desempenhou o papel de moeda internacional, principalmente por sua aceitabilidade e confiança.

Leia mais

Agora gostaria de passar a palavra ao Sr. Heráclito Brito Gomes, que fará a abertura da teleconferência. Por favor, Sr. Gomes, pode prosseguir.

Agora gostaria de passar a palavra ao Sr. Heráclito Brito Gomes, que fará a abertura da teleconferência. Por favor, Sr. Gomes, pode prosseguir. Boa tarde, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Qualicorp para discussão da aquisição da Aliança Administradora de Benefícios de Saúde Ltda. Estão presentes

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 63 março de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 63 março de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 63 março de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico A concentração bancária no Brasil é uma ameaça à justiça econômica e social 1 Quais as ameaças

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído Remuneração aos Nossos Acionistas Na reunião do Conselho de Administração do dia 3 de agosto foi deliberada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) complementares aos dividendos mensais, a

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO

PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO PROTEÇÃO ITAÚ MICROCRÉDITO Prêmio Antonio Carlos de Almeida Braga Inovação em seguros edição 2012 CONTEÚDO 1 Introdução... 2 2 Objetivo... 3 3 Desenvolvimento do trabalho... 4 Parceria entre as duas áreas

Leia mais

Nos trilhos do progresso

Nos trilhos do progresso Nos trilhos do progresso brasil: polo internacional de investimentos e negócios. Um gigante. O quinto maior país do mundo em extensão e população e o maior da América Latina, onde se destaca como a economia

Leia mais

Fusão & Aquisição para uma Vantagem Competitiva Melhores Práticas

Fusão & Aquisição para uma Vantagem Competitiva Melhores Práticas Competitiva Melhores Práticas A consolidação e a convergência estão intensificando a concretização de operações de - FA (tradicionalmente conhecidas como MA mergers and acquisitions) considerada uma das

Leia mais

Uma Oportunidade Única de Negócio

Uma Oportunidade Única de Negócio Uma Oportunidade Única de Negócio no Setor de Ensino de Língua Ingles Por ser um empresário bem-sucedido, você certamente está em busca de novas oportunidades de ampliar seu negócio atual e maximizar o

Leia mais

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Modelo operacional Qual é o modelo organizacional do PDS? Trabalhamos bastante para chegar ao modelo organizacional certo para o PDS. E aplicamos

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO. conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento

ITAÚ UNIBANCO. conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento ITAÚ UNIBANCO conclui migração e clientes passam a ter rede integrada de atendimento Antes mesmo de completar dois anos da maior fusão do sistema financeiro brasileiro, o Itaú Unibanco concluiu em outubro

Leia mais

Estratégia Internacional

Estratégia Internacional Estratégia Internacional Professor: Claudemir Vasconcelos Aluno: Sergio Abreu Estratégia Internacional A internacionalização não se limita somente ao Comércio exterior (importação & exportação); é operar

Leia mais

Institucional. Base: Junho/2014

Institucional. Base: Junho/2014 Grupo Seculus Institucional Base: Junho/2014 Estrutura Societária Família Azevedo 50% 50% LATAN Participações e Investimentos S.A. 100% ON 75.896.000 ações 100% PN 75.896.000 ações Quem Somos Nossa história,

Leia mais

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO. Professor Luiz (www.professorluiz.com.

MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO. Professor Luiz (www.professorluiz.com. MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL FACULDADE DE VENDA NOVA DO IMIGRANTE FAVENI ATIVIDADE DE ESTUDO DE CASO Professor Luiz (www.professorluiz.com.br) Razão social: COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO Atividade

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS CUSTOMER SUCCESS STORY Junho 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários:

Leia mais

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto *

FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * FINANÇAS E MERCADOS FINANCEIROS A Consolidação do Mercado de Capitais Brasileiro João Basilio Pereima Neto * O mercado de capitais brasileiro vai fechar o ano de 2007 consolidando a tendência estrutural

Leia mais

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL

GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Ano XVI Nº 157 2015 R$ 20,00 GRUPO CGSC INVESTE FORTE NO BRASIL Fábio Basilone Presidente da CGSC para o Brasil Especial: saiba tudo sobre o 4º Encontro de Resseguro do Rio de Janeiro reuniu mais de 500

Leia mais

2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos.

2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos. 2 Histórico de fusões e aquisições e conceitos. 2.1. Fusões e aquisições globais Com a globalização e a necessidade de escalas cada vez maiores de operação, as grandes empresas ultrapassaram fronteiras

Leia mais

PROJETO INTERNACIONAL

PROJETO INTERNACIONAL PROJETO INTERNACIONAL EM 10 PASSOS Ubirajara Marques Direitos: Todos os direitos reservados para Center Group International Duração: 1 hora Apresentação: Linguagem simples, para micros e médios empresários

Leia mais

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Geral Executiva Nome da Suzano Papel e Celulose Indústria Papel e celulose Produtos e Serviços Celulose de eucalipto,

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil

Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Ambiente de Negócios e Reformas Institucionais no Brasil Fernando Veloso IBRE/FGV Book Launch of Surmounting the Middle Income Trap: The Main Issues for Brazil (IBRE/FGV e ILAS/CASS) Beijing, 6 de Maio

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

O que é o conglomerado Caixa...

O que é o conglomerado Caixa... CAIXA FEDERAL QUAL CAIXA QUEREMOS? Março 2015 O que é o conglomerado Caixa... A Caixa é uma instituição financeira constituída pelo Decreto-Lei 759/1969, sob a forma de empresa pública, vinculada ao Ministério

Leia mais

MANUAL DE INVESTIMENTOS

MANUAL DE INVESTIMENTOS IPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA MANUAL DE INVESTIMENTOS PROPOSTA DE COLETA E CADRASTRAMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE INTENÇÕES DE INVESTIMENTOS EMPRESARIAIS (Segunda Versão) Luciana Acioly

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais