Introdução à Estatística Estatística Descritiva 22

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Estatística Estatística Descritiva 22"

Transcrição

1 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 22 As tabelas de frequências e os gráficos constituem processos de redução de dados, no entanto, é possível resumir de uma forma mais drástica esses dados nalguns índices ou estatísticas. Duas características de um conjunto de dados são a sua localização (ou tendência central) e a sua variabilidade (ou dispersão). A primeira será traduzida por uma medida de localização e a segunda por uma medida de dispersão.

2 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 23 Medidas de Localização De entre as medidas de localização mais populares tem-se a média amostral. Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), a média amostral é dada por x + x2 + L+ xn x = = n n n i= x i Se os dados se encontram agrupados, então temos dois casos: Dados agrupados em classes x = n onde k número de classes F i frequência absoluta da classe i x i observação da classe i k i= F i x i

3 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 24 Dados agrupados em intervalos de classe k x = Fy i i n i= onde k número de classes F i frequência absoluta da classe i y i ponto médio da classe i A média amostral será sempre uma medida representativa dos dados? Exemplo.8 Ao determinar a média dos seguintes dados obteve-se x =32,84. 2,4 3,5 3,6,2 3,5 O exemplo anterior revela a sensibilidade da média a observações extremas, isto é, observações muito grandes ou muito pequenas. A popularidade da média é consequência de ser uma medida de cálculo fácil, mas principalmente pelo papel desempenhado na Inferência Estatística.

4 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 25 Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), a mediana amostral, representada por M, é o valor, pertencente ou não à amostra, que a divide ao meio; por outras palavras 50% dos elementos da amostra são menores ou iguais à mediana amostral e os restantes 50% são maiores ou iguais à mediana amostral. Se se representar por x (), x (2),,x (n) os valores que resultam da ordenação da amostra x, x 2,...,x n por ordem crescente, então x( (n+ )/2) M = x + x + 2 ( n/2) ( n/2 ), se n ímpar, se n par Exercício. Obter as medianas dos seguintes conjuntos de observações:

5 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 26 Exemplo.8 (cont.) A mediana dos dados 2,4 3,5 3,6,2 3,5 é M=3.5 que nos dá uma melhor ideia sobre o conjunto dos dados. Como vemos a mediana amostral é mais resistente a observações díspares. No caso de termos dados agrupados em intervalos de classes, a identidade das observações perde-se; nesse caso, a mediana nunca pode ser calculada exactamente. Uma forma de o fazer é através da seguinte expressão: M = l Md n ( F) 2 l Md = limite inferior da classe Md n = dimensão da amostra ΣF = soma das frequências absolutas anteriores à classe Md h = amplitude da classe Md F Md = frequência absoluta da classe Md + F Md. h

6 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 27 Exemplo.9 A tabela seguinte contém as taxas de analfabetismo dos concelhos da região de Lisboa e Vale do Tejo. Agrupando os 5 valores em classes, obtém-se: Classes Frequência Absoluta Frequência Absoluta acumulada Frequência relativa Frequência Relativa acumulada [0,00, 5,00[ 2 2 0,0392 0,0392 [5,00, 0,00[ 2 4 0,2353 0,2745 [0,00, 5,00[ ,434 0,7059 [5,00, 20,00[ 47 0,257 0,926 [20,00, 25,00[ ,0392 0,9608 [25,00, 30,00[ 2 5 0,0392 Total 5 O valor aproximado da mediana é 2,6.

7 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 28 Qual das medidas, média ou mediana, se deve utilizar? Quando a distribuição é simétrica é indiferente usar uma ou outra dado que coincidem; Como a mediana amostral é mais resistente que a média amostral, deve ser utilizada sempre que exista dados díspares. No entanto, no seu cálculo só intervém a observação ou as duas observações centrais. Se os dados forem qualitativos não faz sentido calcular a média amostral nem a mediana amostral.

8 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 29 Uma outra medida de localização é a moda. Definição A moda de um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), é a observação que ocorre com mais frequência na amostra, caso exista. Quando existe mais do que um valor com a frequência mais elevada, o conjunto de valores mais frequentes (valores da moda) constituem uma classe modal. Quando os dados estão agrupados em intervalos de classes, a classe modal é a classe com maior frequência absoluta (relativa), podendo existir mais do que uma classe com esta propriedade. Exercício.3 Determinar a moda dos dados apresentados no exemplo.3 (pag. 8).

9 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 30 Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), o Quantil de ordem p ou percentil 00p%, com 0<p< é o valor Q p tal que 00p% dos elementos da amostra são menores ou iguais a Q p e os restantes 00(-p)% elementos da amostra são maiores ou iguais a Q p. Existem alguns quantis, que merecem referência especial: Quartis º quartil (ou quartil inferior) é o percentil correspondente à percentagem de 25%, o que significa que 25% dos elementos da amostra são menores ou iguais a ele, e os restantes são maiores ou iguais. 3º quartil (ou quartil superior) é o percentil correspondente à percentagem de 75%, o que significa que 75% dos elementos da amostra são menores ou iguais a ele, e os restantes são maiores ou iguais Mediana (ou 2º quartil)

10 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 3 Quantil amostral de ordem p: x( [ np] + ) Q p = x( np) + x( np+ ) 2 onde [np] representa a parte inteira de np., se np não inteiro, se np inteiro No caso dos dados se encontrarem classificados a partir de intervalos de classe, utiliza-se as seguintes expressões para a determinação do º e 3º quartil, respectivamente: Q 0.25 = l Q ( n F). 4 F Q 0.25 h Q 0.75 = l Q ( 3n F). 4 F Q 0.75 h

11 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 32 Exercício.2 Tendo-se decidido registar os pesos dos alunos de uma determinada turma de História do 2º ano, obtiveram-se os seguintes valores (em Kg): Um aluno com peso de 62 kg, pode ser considerado normal, isto é, nem demasiado magro nem demasiado gordo?

12 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 33 Medidas de Dispersão As medidas de localização não são por si só capazes de descrever completamente os dados. Exemplo.0 Considere-se as seguintes amostras Amostra : Amostra 2: Apesar de terem a mesma média (48) e mediana (47,5), não quer dizer que as duas amostras são iguais. Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), a amplitude amostral é a diferença entre o máximo e o mínimo dos x i s. Simbolicamente, R=max(x i )-min(x i )

13 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 34 Tal como a média amostral, verifica-se que a amplitude amostral é muito sensível às observações extremas. Exemplo. Considere-se as seguintes amostras: Amostra : Amostra 2: Apesar de terem a mesma amplitude a variabilidade da 2ª amostra depende apenas dos valores extremos. O exemplo anterior mostra que a amplitude amostral pode não ser uma boa medida de dispersão, uma vez que depende apenas das observações mínima e máxima tornando-a por isso sensível a observações extremas.

14 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 35 Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), o desvio médio absoluto é a média dos valores absolutos das observações em relação à média. Dados não Classificados n d = x i x n i= Dados Classificados k d = Fi xi x n i= Exercício.3 Calcular os desvios absolutos médios dos dados apresentados no exemplo.8. Apesar da sua simplicidade o desvio absoluto médio é uma medida pouco utilizada.

15 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 36 Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), a variância amostral ( S ou S 2 ) é a média dos quadrados dos desvios em relação à média. 2 n Dados não Classificados S = n 2 n ( x i x) i= 2 Dados Classificados S = n 2 k i= F i ( x x) i 2 O desvio padrão amostral é a raiz quadrada da variância amostral, 2 S = S. Se quisermos uma medida de dispersão que venha expressa na unidade de medida das observações, devemos optar pelo desvio padrão amostral. A variância (ou desvio padrão) amostral é uma medida que só pode assumir valores não negativos e quanto maior for, maior será a dispersão dos dados. Exercício.4 Determine a variância amostral das notas do teste de Geografia (exemplo.4).

16 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 37 A variância amostral não é uma medida de dispersão resistente. Se quisermos utilizar uma que o seja, podemos considerar a amplitude inter-quartis, isto é, a diferença IQR=Q Q 0.25 Com os quartis podemos obter um outro tipo de representação gráfica, o box-plot (Caixa de Bigodes). Para construir um box-plot deve-se: ) construir uma caixa rectangular, disposta horizontal ou verticalmente, tal que a mediana seja indicada por um traço dentro da caixa, e os lados sejam, respectivamente, o º e 3º quartis; 2) unir com um traço os lados da caixa com os valores mais extremos da amostra compreendidos entre Q x IQR e Q x IQR, inclusive; 3) marcar as observações que não pertencem ao intervalo [Q x IQR, Q x IQR]

17 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 38 Exercício.5 Os resultados obtidos num teste de Matemática do 0º Ano foram os que se seguem Nota F i Construa um box-plot para os resultados do teste.

18 Introdução à Estatística Estatística Descritiva 39 A fim de comparara variabilidade de conjuntos de dados diferentes, convém utilizar uma medida independente de unidades. Definição Dado um conjunto de n observações (x, x 2,...,x n ), o coeficiente de dispersão define-se por x s. Ao coeficiente anterior, quando expresso em percentagem, dá-se o nome de coeficiente de variação, isto é, CV= x s *00%

Medidas Descritivas de Posição, Tendência Central e Variabilidade

Medidas Descritivas de Posição, Tendência Central e Variabilidade Medidas Descritivas de Posição, Tendência Central e Variabilidade Prof. Gilberto Rodrigues Liska UNIPAMPA 27 de Março de 2017 Material de Apoio e-mail: gilbertoliska@unipampa.edu.br Sumário 1 Introdução

Leia mais

ESTATÍSTICA DESCRITIVA

ESTATÍSTICA DESCRITIVA ESTATÍSTICA DESCRITIVA O principal objectivo da ESTATÍSTICA DESCRITIVA é a redução de dados. A importância de que se revestem os métodos que visam exprimir a informação relevante contida numa grande massa

Leia mais

Distribuição de frequências:

Distribuição de frequências: Distribuição de frequências: Uma distribuição de frequências é uma tabela que reúne o conjunto de dados conforme as frequências ou as repetições de seus valores. Esta tabela pode representar os dados em

Leia mais

ESTATÍSTICA Medidas de Síntese

ESTATÍSTICA Medidas de Síntese 2.3 - Medidas de Síntese Além das tabelas e gráficos um conjunto de dados referente a uma variável QUANTITATIVA pode ser resumido (apresentado) através de Medidas de Síntese, também chamadas de Medidas

Leia mais

Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições de frequência e gráficos. Pode ser de interesse apresentar esses dados através d

Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições de frequência e gráficos. Pode ser de interesse apresentar esses dados através d UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO Departamento de Estatística Luiz Medeiros Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições de frequência e gráficos.

Leia mais

MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL

MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL Professor Jair Wyzykowski Universidade Estadual de Santa Catarina Média aritmética INTRODUÇÃO A concentração de dados em torno de um valor pode ser usada para representar todos

Leia mais

22/02/2014. AEA Leitura e tratamento de dados estatísticos apoiado pela tecnologia da informação. Medidas Estatísticas. Medidas Estatísticas

22/02/2014. AEA Leitura e tratamento de dados estatísticos apoiado pela tecnologia da informação. Medidas Estatísticas. Medidas Estatísticas Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Ciências Socioeconômicas e Humanas de Anápolis AEA Leitura e tratamento de dados estatísticos apoiado pela tecnologia da informação Prof. Elisabete

Leia mais

Elementos de Estatística

Elementos de Estatística Elementos de Estatística Lupércio F. Bessegato & Marcel T. Vieira UFJF Departamento de Estatística 2013 Medidas Resumo Medidas Resumo Medidas que sintetizam informações contidas nas variáveis em um único

Leia mais

Prof. Dr. Engenharia Ambiental, UNESP

Prof. Dr. Engenharia Ambiental, UNESP INTRODUÇÃO A ESTATÍSTICA ESPACIAL Análise Exploratória dos Dados Estatística Descritiva Univariada Roberto Wagner Lourenço Roberto Wagner Lourenço Prof. Dr. Engenharia Ambiental, UNESP Estrutura da Apresentação

Leia mais

Fernando de Pol Mayer

Fernando de Pol Mayer Fernando de Pol Mayer Laboratório de Estatística e Geoinformação (LEG) Departamento de Estatística (DEST) Universidade Federal do Paraná (UFPR) Este conteúdo está disponível por meio da Licença Creative

Leia mais

Medidas Estatísticas NILO FERNANDES VARELA

Medidas Estatísticas NILO FERNANDES VARELA Medidas Estatísticas NILO FERNANDES VARELA Tendência Central Medidas que orientam quanto aos valores centrais. Representam os fenômenos pelos seus valores médios, em torno dos quais tendem a se concentrar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS Departamento de Estatística Tarciana Liberal Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições de freqüências e gráficos. Pode ser

Leia mais

INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA: Medidas de Tendência Central e Medidas de Dispersão. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA: Medidas de Tendência Central e Medidas de Dispersão. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA: Medidas de Tendência Central e Medidas de Dispersão Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Relembrando!!! Não é uma CIÊNCIA EXATA!!! É UMA CIÊNCIA PROBABILÍSTICA!!!!!!! Serve

Leia mais

Estatística Descritiva (I)

Estatística Descritiva (I) Estatística Descritiva (I) 1 O que é Estatística Origem relacionada com a coleta e construção de tabelas de dados para o governo. A situação evoluiu: a coleta de dados representa somente um dos aspectos

Leia mais

Estatística e Probabilidade

Estatística e Probabilidade Aula 3 Cap 02 Estatística Descritiva Nesta aula... estudaremos medidas de tendência central, medidas de variação e medidas de posição. Medidas de tendência central Uma medida de tendência central é um

Leia mais

AULA 5 MEDIDAS DESCRITIVAS DOCENTE: CIRA SOUZA PITOMBO

AULA 5 MEDIDAS DESCRITIVAS DOCENTE: CIRA SOUZA PITOMBO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA MEAU- MESTRADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL URBANA ENG C 18 Métodos de Pesquisa Quantitativos e Qualitativos AULA 5 MEDIDAS DESCRITIVAS DOCENTE: CIRA SOUZA PITOMBO

Leia mais

Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central

Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central Estatística descritiva básica: Medidas de tendência central ACH2021 Tratamento e Análise de Dados e Informações Marcelo de Souza Lauretto marcelolauretto@usp.br www.each.usp.br/lauretto *Parte do conteúdo

Leia mais

Unidade II ESTATÍSTICA. Prof. Celso Guidugli

Unidade II ESTATÍSTICA. Prof. Celso Guidugli Unidade II ESTATÍSTICA Prof. Celso Guidugli Medidas ou parâmetros estatísticos Valores que permitem uma imagem sintetizada do comportamento de uma amostra. Dividem-se em dois grandes grupos: medidas de

Leia mais

Medidas de Tendência Central

Medidas de Tendência Central ESTATÍSTICA DESCRITIVA Medidas de Tendência Central 3 MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL 3.1 Média Aritmética Uma das mais importantes medidas estatísticas utilizadas é a média. Ela é, por exemplo, utilizada

Leia mais

INTRODUÇÃO A ESTATISTICA PROF. RANILDO LOPES

INTRODUÇÃO A ESTATISTICA PROF. RANILDO LOPES INTRODUÇÃO A ESTATISTICA PROF. RANILDO LOPES DESCRIÇÃO DOS DADOS CONTÍNUOS Trazem informações que expressam a tendência central e a dispersão dos dados. Tendência Central: Média ( x ), Mediana ( Md ),

Leia mais

Autores: Fernando Sebastião e Helena Silva

Autores: Fernando Sebastião e Helena Silva Apontamentos de Estatística Descritiva Unidade Curricular: Estatística Aplicada Área Científica: Matemática Ano Lectivo: 2007/2008 Curso: Contabilidade e Finanças Regime: Diurno + Pós-Laboral Escola: Superior

Leia mais

Determinação de medidas de posição a partir de dados agrupados

Determinação de medidas de posição a partir de dados agrupados Determinação de medidas de posição a partir de dados agrupados Rinaldo Artes Em algumas situações, o acesso aos microdados de uma pesquisa é restrito ou tecnicamente difícil. Em seu lugar, são divulgados

Leia mais

Estatística I Aula 3. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc.

Estatística I Aula 3. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística I Aula 3 Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística: Prof. André Carvalhal Dados quantitativos: medidas numéricas Propriedades Numéricas Tendência Central Dispersão Formato Média Mediana

Leia mais

Adilson Cunha Rusteiko

Adilson Cunha Rusteiko Janeiro, 2015 Estatística , A Estatística Estatística: É a parte da matemática aplicada que fornece métodos para coleta, organização, descrição, análise e interpretação

Leia mais

Estatística Descritiva

Estatística Descritiva C E N T R O D E M A T E M Á T I C A, C O M P U T A Ç Ã O E C O G N I Ç Ã O UFABC Estatística Descritiva Centro de Matemática, Computação e Cognição March 17, 2013 Slide 1/52 1 Definições Básicas Estatística

Leia mais

n = 25) e o elemento (pois = 19) e terá o valor 8. Verifique que antes e depois do 19 o elemento, teremos 18 elementos.

n = 25) e o elemento (pois = 19) e terá o valor 8. Verifique que antes e depois do 19 o elemento, teremos 18 elementos. V) Mediana: A Mediana de um conjunto de números, ordenados crescente ou decrescentemente em ordem de grandeza (isto é, em um rol), será o elemento que ocupe a posição central da distribuição de freqüência

Leia mais

AMEI Escolar Matemática 8º Ano Estatística: Organização e Tratamento de Dados

AMEI Escolar Matemática 8º Ano Estatística: Organização e Tratamento de Dados AMEI Escolar Matemática 8º Ano Estatística: Organização e Tratamento de Dados Conteúdos desta unidade: Organização, representação e interpretação de dados; Medidas de tendência central; Medidas de localização.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS Departamento de Estatística Luiz Medeiros http://www.de.ufpb.br/~luiz/ MEDIDAS DESCRITIVAS Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições

Leia mais

ESTATÍSTICA DESCRITIVA

ESTATÍSTICA DESCRITIVA ESTATÍSTICA DESCRITIVA Organização Descrição Quantificação de variabilidade Identificação de valores típicos e atípicos Elementos básicos: Tabelas Gráficos Resumos numéricos CONCEITOS BÁSICOS Variável

Leia mais

Medidas Estatísticas de Posição

Medidas Estatísticas de Posição Medidas Estatísticas de Posição 1 - Medidas de Tendência Central Denição medida de tendência central é um único valor que representa ou tipica um conjunto de valores. Nunca pode ser menor que o menor valor

Leia mais

Medidas de Dispersão 1

Medidas de Dispersão 1 Curso: Logística e Transportes Disciplina: Estatística Profa. Eliane Cabariti Medidas de Dispersão 1 Introdução Uma breve reflexão sobre as medidas de tendência central permite-nos concluir que elas não

Leia mais

Bioestatística. Aula 3. MEDIDAS SEPARATRIZES Quartis, Decis e percentis. Profa. Alessandra Bussador

Bioestatística. Aula 3. MEDIDAS SEPARATRIZES Quartis, Decis e percentis. Profa. Alessandra Bussador Bioestatística Aula 3 MEDIDAS SEPARATRIZES Quartis, Decis e percentis Profa. Alessandra Bussador Quartis dados não agrupados Dividem os dados ordenados em quatro partes: Primeiro Quartil (Q1): valor que

Leia mais

PROGRAMA e Metas Curriculares Matemática A. Estatística. António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Luísa Loura e Maria Clementina Timóteo

PROGRAMA e Metas Curriculares Matemática A. Estatística. António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Luísa Loura e Maria Clementina Timóteo PROGRAMA e Metas Curriculares Matemática A Estatística António Bivar, Carlos Grosso, Filipe Oliveira, Luísa Loura e Maria Clementina Timóteo O tema da Estatística nos Cursos Científico-Humanísticos de

Leia mais

x = xi n x = xifi fi 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem.

x = xi n x = xifi fi 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem. 1. MÉDIA Exercício: Quando a distribuição é simétrica, a média e a mediana coincidem. Determine a média aritmética da distribuição: A mediana não é tão sensível, como a média, às observações que são muito

Leia mais

Medidas de Dispersão. Introdução Amplitude Variância Desvio Padrão Coeficiente de Variação

Medidas de Dispersão. Introdução Amplitude Variância Desvio Padrão Coeficiente de Variação Medidas de Dispersão Introdução Amplitude Variância Desvio Padrão Coeficiente de Variação Introdução Estudo de medidas que mostram a dispersão dos dados em torno da tendência central Analisaremos as seguintes

Leia mais

Métodos Experimentais em Ciências Mecânicas

Métodos Experimentais em Ciências Mecânicas Métodos Experimentais em Ciências Mecânicas Professor Jorge Luiz A. Ferreira Pertencem ao grupo de ferramentas estatísticas que permitem caracterizar um conjunto de dados sob ponto de vista da tendência

Leia mais

1. Registou-se o número de assoalhadas de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial

1. Registou-se o número de assoalhadas de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial Escola Superior de Tecnologia de Viseu Fundamentos de Estatística 2006/2007 Ficha nº 1 1. Registou-se o número de assoalhadas de 100 apartamentos vendidos num bairro residencial 0; 0; 0; 1; 2; 0; 0; 1;

Leia mais

CAP1: Estatística Descritiva para análise da variabilidade uma amostra de dados quantitativos

CAP1: Estatística Descritiva para análise da variabilidade uma amostra de dados quantitativos CAP1: Estatística Descritiva para análise da variabilidade uma amostra de dados quantitativos O aluno deverá utilizar calculadora científica Resumo Numérico dos dados Suponha que os dados sejam representados

Leia mais

Estatística

Estatística Estatística 1 2016.2 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos... 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO... 3 MEDIDAS DE DISPERSÃO... 5 EXERCÍCIOS CAPÍTULO 1... 8 Capítulo 2 Outliers e Padronização... 12 VALOR PADRONIZADO (Z)...

Leia mais

Sumário. Estatistica.indb 11 16/08/ :47:41

Sumário. Estatistica.indb 11 16/08/ :47:41 Sumário CAPÍTULO 1 CONCEITOS INICIAIS... 19 1.1. Introdução... 19 1.2. Estatística... 19 1.2.1. Estatística Descritiva ou Dedutiva... 21 1.2.2. Estatística Indutiva ou Inferencial... 21 1.3. População...

Leia mais

Para caracterizar um conjunto de dados é importante não só a média, mas também a dispersão dos valores em torno da média

Para caracterizar um conjunto de dados é importante não só a média, mas também a dispersão dos valores em torno da média 1 É muito diferente ter uma situação em que o salário médio mensal é R$600 e todos ganham R$600, ou ter o mesmo salário médio mas em que metade das pessoas ganha R$300 e a outra metade ganha R$900. Para

Leia mais

Bioestatística CE001 Prof. Fernando de Pol Mayer Departamento de Estatística DEST Exercícios: medidas resumo Nome: GABARITO

Bioestatística CE001 Prof. Fernando de Pol Mayer Departamento de Estatística DEST Exercícios: medidas resumo Nome: GABARITO Bioestatística CE001 Prof. Fernando de Pol Mayer Departamento de Estatística DEST Exercícios: medidas resumo Nome: GABARITO GRR: 1. Estime as medidas de centro (média, mediana, moda) para amostras de altura

Leia mais

ESTATÍSTICA E. Prof Paulo Renato A. Firmino. Aulas

ESTATÍSTICA E. Prof Paulo Renato A. Firmino. Aulas ESTATÍSTICA E Prof Paulo Renato A. Firmino praf62@gmail.com Aulas 05-06 Descritiva Medidas de Posição Mediana: É o valor que se localiza no centro de uma amostra ordenada Se o número de observações (n)

Leia mais

Métodos Estatísticos Básicos

Métodos Estatísticos Básicos Aula 4 - Medidas de dispersão Departamento de Economia Universidade Federal de Pelotas (UFPel) Abril de 2014 Amplitude total Amplitude total: AT = X max X min. É a única medida de dispersão que não tem

Leia mais

Prof. Francisco Crisóstomo

Prof. Francisco Crisóstomo Unidade II ESTATÍSTICA BÁSICA Prof. Francisco Crisóstomo Unidade II Medidas de posição Medidas de posição Tem como característica definir um valor que representa um conjunto de valores (rol), ou seja,

Leia mais

Conceito de Estatística

Conceito de Estatística Conceito de Estatística Estatística Técnicas destinadas ao estudo quantitativo de fenômenos coletivos, observáveis. Unidade Estatística um fenômeno individual é uma unidade no conjunto que irá constituir

Leia mais

Filho, não é um bicho: chama-se Estatística!

Filho, não é um bicho: chama-se Estatística! Paulo Jorge Silveira Ferreira Filho, não é um bicho: chama-se Estatística! Estatística aplicada uma abordagem prática FICHA TÉCNICA EDIÇÃO: Paulo Ferreira TÍTULO: Filho, não é um bicho: chama-se Estatística!

Leia mais

Plano da Apresentação. Medidas de localização central. Medidas de localização central. Média. Média. Exemplo nota média em Metodologias

Plano da Apresentação. Medidas de localização central. Medidas de localização central. Média. Média. Exemplo nota média em Metodologias Metodologia de Diagnóstico e Elaboração de Relatório FASHT Plano da Apresentação Mediana Moda Outras médias: a média geométrica Profª Cesaltina Pires cpires@uevora.pt Metodologias de Diagnóstico Profª

Leia mais

Descrevendo Distribuições com Números TADI

Descrevendo Distribuições com Números TADI Descrevendo Distribuições com Números TADI 1 Quanto ganha quem tem curso superior? Entrevistamos 15 pessoas que responderam (em milhares de R$/mês): 11 2,5 5 5 5,5 3 3,5 3 0,4 3,2 5 3 3,2 7,4 6 Salário

Leia mais

Aula 03: Dados Profa. Ms. Rosângela da Silva Nunes

Aula 03: Dados Profa. Ms. Rosângela da Silva Nunes Aula 03: Dados Profa. Ms. Rosângela da Silva Nunes 1 de 29 Tipos de Conjuntos de dados Registro Tabela do BD Matriz de dados Document 1 Document 2 team coach pla y ball score game wi n lost timeout 3 0

Leia mais

A Estatística é aplicada como auxílio nas tomadas de decisão diante de incertezas para justificar cientificamente as decisões

A Estatística é aplicada como auxílio nas tomadas de decisão diante de incertezas para justificar cientificamente as decisões A IMPORTÂNCIA DA ESTATÍSTICA A Estatística é aplicada como auxílio nas tomadas de decisão diante de incertezas para justificar cientificamente as decisões Governo Indústria Ciências Econômicas, sociais,

Leia mais

Prof. Lorí Viali, Dr.

Prof. Lorí Viali, Dr. Prof. Lorí Viali, Dr. viali@mat.ufrgs.br http://www.mat.ufrgs.br/~viali/ Análise Exploratória de Dados As técnicas de análise exploratória de dados consistem em gráficos simples de desenhar que podem ser

Leia mais

CAD. 8 SETOR A AULAS 45-48

CAD. 8 SETOR A AULAS 45-48 CAD. 8 SETOR A AULAS 45-48 48 ESTATÍSTICA STICA Prof. Suzart ESTATÍSTICA Elabora métodos para coleta, organização, descrição, análise e intepretação de dados. Experimentos não-determinísticos. Determinação

Leia mais

APONTAMENTOS DE SPSS

APONTAMENTOS DE SPSS Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar APONTAMENTOS DE SPSS Rui Magalhães 2010-1 - - 2 - Menu DATA Opção SPLIT FILE Permite dividir, de uma forma virtual, o ficheiro em diferentes ficheiros com

Leia mais

ESTATÍSTICA. na Contabilidade Parte 6. Medidas Estatísticas

ESTATÍSTICA. na Contabilidade Parte 6. Medidas Estatísticas ESTATÍSTICA na Contabilidade Parte 6 Luiz A. Bertolo Medidas Estatísticas A distribuição de frequências permite-nos descrever, de modo geral, os grupos de valores (classes) assumidos por uma variável.

Leia mais

Análise descritiva de Dados. A todo instante do nosso dia-a-dia nos deparamos com dados.

Análise descritiva de Dados. A todo instante do nosso dia-a-dia nos deparamos com dados. Análise descritiva de Dados A todo instante do nosso dia-a-dia nos deparamos com dados. Por exemplo, para decidir pela compra de um eletrodoméstico, um aparelho eletrônico ou até mesmo na compra de uma

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 7.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL Múltiplos e divisores. Critérios de divisibilidade. - Escrever múltiplos

Leia mais

Nilza Nunes da Silva/Regina Bernal 1

Nilza Nunes da Silva/Regina Bernal 1 CAPÍTULO 1 - MEDIDAS QUANTITATIVAS UMA VARIÁVEL 1.10 MEDIDAS DE POSIÇÃO ( MÉDIA, MEDIANA, MODA) Variáveis Discretas Variáveis contínuas (valores em classes) 1.11 MEDIDAS DE DISPERSÃO (Variância, Desvio

Leia mais

Medidas Resumo. Medidas de Posição/ Medidas de Dispersão. A intenção desse trabalho é introduzir os conceitos de Medidas de posição e de dispersão.

Medidas Resumo. Medidas de Posição/ Medidas de Dispersão. A intenção desse trabalho é introduzir os conceitos de Medidas de posição e de dispersão. Medidas Resumo Medidas de Posição/ Medidas de Dispersão A intenção desse trabalho é introduzir os conceitos de Medidas de posição e de dispersão. Prof. MSc. Herivelto Marcondes Março/2009 1 Medidas Resumo

Leia mais

ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS 2ª PARTE

ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS 2ª PARTE ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS 2ª PARTE 1 Medidas de síntese TERCEIRA maneira de resumir um conjunto de dados referente a uma variável quantitativa. Separatrizes Locação x % x % x % x % Dispersão Forma

Leia mais

Coeficiente de Assimetria

Coeficiente de Assimetria Coeficiente de Assimetria Rinaldo Artes Insper Nesta etapa do curso estudaremos medidas associadas à forma de uma distribuição de dados, em particular, os coeficientes de assimetria e curtose. Tais medidas

Leia mais

As outras medidas de posição são as separatrizes, que englobam: a própria mediana, os decis, os quartis e os percentis.

As outras medidas de posição são as separatrizes, que englobam: a própria mediana, os decis, os quartis e os percentis. RESUMO Medidas de Posição são as estatísticas que representam uma série de dados orientando-nos quanto à posição da distribuição em relação ao eixo horizontal do gráfico da curva de frequência As medidas

Leia mais

Medidas de Dispersão para uma Amostra. Conteúdo: AMPLITUDE VARIÂNCIA DESVIO PADRÃO COEFICIENTE DE VARIAÇÃO

Medidas de Dispersão para uma Amostra. Conteúdo: AMPLITUDE VARIÂNCIA DESVIO PADRÃO COEFICIENTE DE VARIAÇÃO Medidas de Dispersão para uma Amostra Conteúdo: AMPLITUDE VARIÂNCIA DESVIO PADRÃO COEFICIENTE DE VARIAÇÃO Medidas de Dispersão para uma Amostra Para entender o que é dispersão, imagine que quatro alunos

Leia mais

Uma livraria vende a seguinte a quantidade de livros de literatura durante uma certa semana:

Uma livraria vende a seguinte a quantidade de livros de literatura durante uma certa semana: Medidas de Tendência Central. Depois de se fazer a coleta e a representação dos dados de uma pesquisa, é comum analisarmos as tendências que essa pesquisa revela. Assim, se a pesquisa envolve muitos dados,

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A DETERMINAÇÃO DOS INTERVALOS DE CLASSE

CRITÉRIOS PARA A DETERMINAÇÃO DOS INTERVALOS DE CLASSE CRITÉRIOS PARA A DETERMINAÇÃO DOS INTERVALOS DE CLASSE Número de classes a considerar (k): a) Tabela de Truman L. Kelley n 5 10 25 50 100 200 500 1000 k 2 4 6 8 10 12 15 15 b) k=5 para n 25 e para n >25.

Leia mais

ESTATÍSTICA DESCRITIVA APLICADA NA SAÚDE. Hospital Universitário Prof. Edgard Santos UFBA Unidade de Planejamento Julho de 2016

ESTATÍSTICA DESCRITIVA APLICADA NA SAÚDE. Hospital Universitário Prof. Edgard Santos UFBA Unidade de Planejamento Julho de 2016 ESTATÍSTICA DESCRITIVA APLICADA NA SAÚDE Hospital Universitário Prof. Edgard Santos UFBA Unidade de Planejamento Julho de 2016 AGENDA: DEFINIÇÃO; VARIÁVEIS (CONSTRUÇÃO DE UM BANCO DE DADOS); ORGANIZAÇÃO

Leia mais

IFF FLUMINENSE CST EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL

IFF FLUMINENSE CST EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL IFF FLUMINENSE CST EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL Estatística e Probabilidade CH: 40 h/a Classificação de variáveis, Levantamento de Dados: Coleta; Apuração; Apresentação; e Análise de resultados. Séries Estatísticas.

Leia mais

ESTATÍSTICA BÁSICA. Freqüência Absoluta: Número de vezes que um elemento ocorre em uma amostra.

ESTATÍSTICA BÁSICA. Freqüência Absoluta: Número de vezes que um elemento ocorre em uma amostra. ESTATÍSTICA BÁSICA. Apresentação Estatística é a parte da Matemática que organiza e analisa dados coletados em uma amostra de um conjunto. Com base nos resultados, faz projeções para todo o conjunto com

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 7.º ANO ANO LECTIVO 2009/2010 DOMÍNIO TEMÁTICO: NÚMEROS E CÁLCULO 1.º PERÍODO

Leia mais

CURSO DE ESTATÍSTICA STICA DESCRITIVA Adriano Mendonça Souza Departamento de Estatística - UFSM -

CURSO DE ESTATÍSTICA STICA DESCRITIVA Adriano Mendonça Souza Departamento de Estatística - UFSM - CURSO DE ESTATÍSTICA STICA DESCRITIVA Adriano Mendonça Souza Departamento de Estatística - UFSM - A imaginação é mais importante que o conhecimento Albert Einstein Estatística stica?!? Conjunto de técnicas

Leia mais

Prof. Sérgio Carvalho Estatística. I Jornada de Especialização em Concursos

Prof. Sérgio Carvalho Estatística. I Jornada de Especialização em Concursos DISTRIBUIÇÃO DE FREQÜÊNCIAS & INTERPOLAÇÃO LINEAR DA OGIVA 0. (AFRF-000) Utilize a tabela que se segue. Freqüências Acumuladas de Salários Anuais, em Milhares de Reais, da Cia. Alfa Classes de Salário

Leia mais

Estatística Lousã, 07 de Março de 2008

Estatística Lousã, 07 de Março de 2008 Estatística Lousã, 07 de Março de 08 A estatística é um ramo da Matemática que nos ajuda a recolher, organizar e interpretar dados para tirar conclusões e fazer previsões. Recolha, organização e representação

Leia mais

Planificação Anual. Matemática Dinâmica 7º ano Luísa Faria; Luís Guerreiro Porto Editora. 1 Números inteiros. 10 Sequências e Regularidades

Planificação Anual. Matemática Dinâmica 7º ano Luísa Faria; Luís Guerreiro Porto Editora. 1 Números inteiros. 10 Sequências e Regularidades 3º Período 2º Período 1º Período AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CASTRO DAIRE Escola EBI de Mões Grupo de Recrutamento 500 MATEMÁTICA Ano lectivo 2012/2013 Planificação Anual Disciplina: Matemática Ano: 7º Carga

Leia mais

SUMÁRIO. Prefácio, Espaço amostrai, Definição de probabilidade, Probabilidades finitas dos espaços amostrais fin itos, 20

SUMÁRIO. Prefácio, Espaço amostrai, Definição de probabilidade, Probabilidades finitas dos espaços amostrais fin itos, 20 SUMÁRIO Prefácio, 1 3 1 CÁLCULO DAS PROBABILIDADES, 15 1.1 Introdução, 15 1.2 Caracterização de um experimento aleatório, 15 1.3 Espaço amostrai, 16 1.4 Evento, 17 1.5 Eventos mutuamente exclusivos, 17

Leia mais

Estatística Descritiva (I)

Estatística Descritiva (I) Estatística Descritiva (I) O que é Estatística Para muitos, a Estatística não passa de conjuntos de tabelas de dados numéricos. Os estatísticos são as pessoas que coletam esses dados. A Estatística originou-se

Leia mais

Professora conteudista: Maria Ester Domingues de Oliveira. Revisor: Francisco Roberto Crisóstomo

Professora conteudista: Maria Ester Domingues de Oliveira. Revisor: Francisco Roberto Crisóstomo Estatística Básica Professora conteudista: Maria Ester Domingues de Oliveira Revisor: Francisco Roberto Crisóstomo Sumário Estatística Básica Unidade I 1 CICLO SEMPRE CRESCENTE...2 2 ESTATÍSTICA: CIÊNCIA

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Matemática Disciplina: Estatística Carga Horária: 60 eórica: 44 Prática: 16 Semestre: 2013/02 Professor: Alzinete Diniz da Silva Obrigatória: ( x ) Eletiva: ( ) EMENA Estatística

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Águeda Escola Básica Fernando Caldeira

Agrupamento de Escolas de Águeda Escola Básica Fernando Caldeira Agrupamento de Escolas de Águeda Escola Básica Fernando Caldeira Currículo da disciplina de Matemática - 7ºano Unidade 1 Números inteiros Propriedades da adição de números racionais Multiplicação de números

Leia mais

ESTATÍSTICA. na Contabilidade Parte 4. Medidas Estatísticas

ESTATÍSTICA. na Contabilidade Parte 4. Medidas Estatísticas ESTATÍSTICA na Contabilidade Parte 4 Luiz A. Bertolo Medidas Estatísticas A distribuição de frequências permite-nos descrever, de modo geral, os grupos de valores (classes) assumidos por uma variável.

Leia mais

Estatística Básica MEDIDAS RESUMO

Estatística Básica MEDIDAS RESUMO Estatística Básica MEDIDAS RESUMO Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Motivação Básica Se você estivesse num ponto de ônibus e alguém perguntasse sobre

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Estatística e Probabilidade Carga Horária: 40h Período: 1º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Estatística e Probabilidade Carga Horária: 40h Período: 1º. Ementa Disciplina: Estatística e Probabilidade Carga Horária: 40h Período: 1º PLANO DE ENSINO Ementa Classificação de variáveis, Levantamento de Dados: Coleta; Apuração; Apresentação e Análise de resultados.

Leia mais

ESTATÍSTICA DESCRITIVA E PREVISÃO INDICE

ESTATÍSTICA DESCRITIVA E PREVISÃO INDICE ESTATÍSTICA DESCRITIVA E PREVISÃO INDICE CAPITULO L APRESENTAÇÃO DE DADOS, pag 1 1.1 Introdução, 2 1.2. Quadros ou Tabelas, 3 1.3 Distribuições de Frequência, 4 1.4 Classificação de Dados, 7 1.5 Distribuição

Leia mais

Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II

Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II Amostragem Aleatória e Descrição de Dados - parte II 2012/02 1 Diagrama de Ramo e Folhas 2 3 4 5 Objetivos Ao final deste capítulo você deve ser capaz de: Construir e interpretar disposições gráficas dos

Leia mais

N o. Grau de Instrução 2 0 grau. No de filhos -

N o. Grau de Instrução 2 0 grau. No de filhos - Tabela 1.1 Informação do estado civil, grau de instrução, número de filhos, idade e procedência de 36 funcionários sorteados ao acaso da empresa MB.(Bussab e MoreCn) N o 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Leia mais

Análise descritiva de Dados. a) Média: (ou média aritmética) é representada por x e é dada soma das observações, divida pelo número de observações.

Análise descritiva de Dados. a) Média: (ou média aritmética) é representada por x e é dada soma das observações, divida pelo número de observações. Análise descritiva de Dados 4. Medidas resumos para variáveis quantitativas 4.1. Medidas de Posição: Considere uma amostra com n observações: x 1, x,..., x n. a) Média: (ou média aritmética) é representada

Leia mais

Cálculo das Probabilidades e Estatística I

Cálculo das Probabilidades e Estatística I Cálculo das Probabilidades e Estatística I Prof a. Juliana Freitas Pires Departamento de Estatística Universidade Federal da Paraíba - UFPB juliana@de.ufpb.br Introdução O que é Estatística? Coleção de

Leia mais

HEP Bioestatística

HEP Bioestatística HEP 57800 Bioestatística DATA Aula CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 05/03 Terça Níveis de mensuração, variáveis, organização de dados, apresentação tabular 07/03 Quinta Apresentação tabular e gráfica /03 Terça 3

Leia mais

Ficha de Trabalho nº 11 Matemática 7º ano Maio / 2011 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA

Ficha de Trabalho nº 11 Matemática 7º ano Maio / 2011 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA Ficha de Trabalho nº 11 Matemática 7º ano Maio / 2011 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ESTATÍSTICA Recorda: A Estatística é um ramo da Matemática que nos ajuda a recolher, organizar e interpretar dados para tirar

Leia mais

Medidas de Localização

Medidas de Localização MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS SOCIAIS RESUMO Estatística 2 Medidas de Localização e Dispersão 10º ano Cláudia Henriques Medidas de Localização Estatísticas Medidas que se calculam a partir dos dados

Leia mais

Estatística Amostral Medidas Descritivas MÉDIA - MEDIANA - MODA - QUANTIS

Estatística Amostral Medidas Descritivas MÉDIA - MEDIANA - MODA - QUANTIS MÉDIA - MEDIANA - MODA - QUANTIS A mediana é o dado que divide o conjunto ordenado em duas partes iguais, com 50% acima e 50% abaixo dela. Mas como encontrar os dados que se encontram acima e abaixo de

Leia mais

Acção Local de Estatística Aplicada

Acção Local de Estatística Aplicada Acção Local de Estatística Aplicada Parceria Propósito Disponibilizar instrumentos para apoio ao ensino e à aprendizagem da Estatística, em acesso livre! Como? (Edutainment) Entretenimento Estatística

Leia mais

Aula 2 Planejamento e Análise de Experimentos

Aula 2 Planejamento e Análise de Experimentos Aula 2 Planejamento e Análise de Experimentos Professores Miguel Antonio Sovierzoski, Dr. miguelaso@utfpr.edu.br; Vicente Machado Neto, Dr. vmachado@utfpr.edu.br; Revisão da aula anterior Fatores níveis

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CURSO: MATEMÁTICA DISCIPLINA: ESTATÍSTICA E PROBABILIDADE SÉRIE: 1ª CARGA HORÁRIA: 144 HORAS PROFESSORA: Maria Ivete Basniak ANO LETIVO: 2013 EMENTA: Variáveis e gráficos; Distribuições

Leia mais

MATEMÁTICA Plano anual 2008/2009 7º Ano 1º PERÍODO. Nº de Segmentos Conhecer melhor os números 12 Proporcionalidade directa

MATEMÁTICA Plano anual 2008/2009 7º Ano 1º PERÍODO. Nº de Segmentos Conhecer melhor os números 12 Proporcionalidade directa MATEMÁTICA Plano anual 2008/2009 7º Ano 1º PERÍODO Temas Segmentos Conhecer melhor os números 12 Proporcionalidade directa Semelhança de figuras Números racionais 10 14 8 Apresentação/Revisões/Testes/Correcções

Leia mais

VARIÁVEIS ALEATÓRIAS E DISTRIBUIÇÕES DE PROBABILIDADE

VARIÁVEIS ALEATÓRIAS E DISTRIBUIÇÕES DE PROBABILIDADE VARIÁVEIS ALEATÓRIAS E DISTRIBUIÇÕES DE PROBABILIDADE.1 INTRODUÇÃO Admita que, de um lote de 10 peças, 3 das quais são defeituosas, peças são etraídas ao acaso, juntas (ou uma a uma, sem reposição). Estamos

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. MATEMÁTICA 7º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR MATEMÁTICA 7º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUBTÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período - Multiplicar e dividir números inteiros. - Calcular o valor de potências em que

Leia mais

Unidade III ESTATÍSTICA. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III ESTATÍSTICA. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III ESTATÍSTICA Prof. Fernando Rodrigues Medidas de dispersão Estudamos na unidade anterior as medidas de tendência central, que fornecem importantes informações sobre uma sequência numérica. Entretanto,

Leia mais

Engenharia da Qualidade. Profa. Luciana Rosa Leite

Engenharia da Qualidade. Profa. Luciana Rosa Leite Engenharia da Qualidade Profa. Luciana Rosa Leite Unidade 1 Introdução à Engenharia Da Qualidade 1.1 Evolução da Gestão da Qualidade 1.2 Revisão de conceitos estatísticos Exercícios Evolução da Gestão

Leia mais

À caraterística de um indivíduo ou objeto à qual se pode atribuir um número ou uma categoria,

À caraterística de um indivíduo ou objeto à qual se pode atribuir um número ou uma categoria, MATEMÁTICA 3º CICLO FICHA Organização e Tratamento de Dados 11 População e amostra. Variável estatística. Organização e tratamento de dados Nome: N.ª: Ano: Turma: Data: / / 20 Para a realização desta ficha

Leia mais

(a) Classifique cada uma das variáveis.

(a) Classifique cada uma das variáveis. 1 Exercício 1 A tabela abaixo mostra o número de meses em que houve aumento do nível de atividade de quinze empresas de tamanho pequeno (P), médio (M) e grande (G), do setor comercial (C) e industrial

Leia mais