Usar BPM desde o ensino ao mercado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Usar BPM desde o ensino ao mercado"

Transcrição

1 Usar BPM desde o ensino ao mercado Formação Continua no IPS-EST e na ULHT Nuno Pina Gonçalves Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal), Setúbal, Portugal Luis Alexandre Gomes / Pedro Maia Malta Escola de Artes, Comunicação e Tecnologias de Informação Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Campus Campo Grande, Lisboa, Portugal p 29 Junho 2011 BPM Lisbon 2011

2 Agenda 2 O IPS A ESTSetúbal A LEI O Ramo de Engenharia de Software Um desafio O Reconhecimento Projectos com BPM Conclusões e o Futuro

3 O IPS 3 O Instituto Politécnico de Setúbal foi criado em 1979 e iniciou as suas actividades em Actualmente é constituído por 5 Escolas Superiores e pelos Serviços Centrais TECNOLOGIA Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal) Escola Superior de Tecnologia do Barreiro (ESTBarreiro) EDUCAÇÃO Escola Superior de Educação (ESE) CIÊNCIAS EMPRESARIAIS Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE) SAÚDE Escola Superior de Saúde (ESS)

4 O IPS em números 4 Cursos Licenciaturas de Bolonha: 32 Mestrados aprovados: 19 Estudantes Estudantes (2007/2008): 6371 Estudantes IPS em mobilidade ERASMUS (2007/08): 67 % mobilidade d ERASMUS / estudantes em licenciaturas i (2007/08): 1,12% Docentes e não Docentes Docentes (2007/2008): 505 Rácio estudantes/ docentes (2007/2008): 13 % docentes com doutoramento (2007/2008): 17% Não Docentes (2007/2008): 191

5 A ESTSetúbal 5 Formalmente criada a 26 de Dezembro de 1979, a Escola Superior de Tecnologia de Setúbal do Instituto Politécnico de Setúbal (ESTSetúbal/IPS) entrou em funcionamento a 10 de Outubro de 1983 e iniciou a actividade de leccionação em 1988/89. Tem por objectivo formar técnicos qualificados de nível superior intermédio, em domínios tecnológicos importantes para a região onde se insere. Formação em Engenharia e Tecnologia 2000 Estudantes; 200 Docentes; 65 Funcionários

6 6 A ESTSetúbal

7 7 A ESTSetúbal

8 8 A ESTSetúbal

9 9 A LEI

10 10 A LEI

11 11 O Ramo de Engenharia de Software

12 12 A LTGI

13 13 A LTGI

14 Um Desafio 14 Primeira experiência no ano lectivo 2009/2010 Resistência por parte dos alunos a este tipo de abordagem Alunos vocacionados para a programação Onde se inserem estes conceitos? Isto parece mais Gestão e nós fugimos de lá! Onde está a parte interessante da unidade curricular? Utilização de BPMS Agora já parece mais interessante!!

15 O Reconhecimento 15 Aquando da ida a entrevistas No seu posto de trabalho Pessoalmente A abertura dos novos alunos neste ano lectivo 2010/2011 O BPM passou a ser algo intrínseco para os estudantes do ramo de Engenharia de Software

16 Projectos com BPM 16 PhD Modelling and enabling self-adaptation of business processes (Nuno Pina, Reading University UK Orientador: Prof. Kecheng Liu) MSc Framework sócio-técnica de suporte à modelação de processos de negócio nas organizações (José Sena Pereira, ESCE-IPS Orientador: Nuno Pina)

17 Projectos com BPM 17 PhD Modelling and enabling self-adaptation of business processes (Nuno Pina, Reading University UK Oi Orientador: Prof. Kecheng Liu) MSc Framework sócio-técnica de suporte à modelação de processos de negócio nas organizações (José Sena Pereira, ESCE-IPS Orientador: Nuno Pina) Utilização de um caso de estudo BPM na ESS-IPS

18 Projectos com BPM 18 Projectos final de curso LEI-ESW ESW Expense Report (André Galante e João Gameiro, Deloitte Orientadores: Nuno Pina; Fernando Valente) Utilização de um caso de estudo BPM na UNIQUA- IPS

19 Agenda 19 A ULHT A ECATI A Informática da ECATI Percursos em Sistemas de Informação Método de utilização do BPM Prespectiva para o mercado Projectos 1º e 2º Ciclos com BPM Conclusões e Futuro

20 A ULHT 20 OprojectodeensinoUniversitáriodaCOFACteveasuaorigemnofimdosanos80 aquando da criação do ISMAG (Instituto Superior de Matemáticas e Gestão), tendo a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias sido reconhecida apenas em 1998 como instituição de ensino universitário de interesse público, pelo Decreto-Lei n.º 92/98. ENSINO INVESTIGAÇÃO SOCIEDADE EMPREGO

21 A ULHT em números 21 Cursos Doutoramentos: 6 Mestrados: 65 Mestrados Integrados: 3 Pós Graduações: 44 Licenciaturas de Bolonha: 50 Cursos de Especialização Tecnológica: 14 Estudantes Estudantes (2009/2010): Estudantes ULHT em mobilidade ERASMUS (2009/2010): 222 % mobilidade ERASMUS/estudantes em licenciaturas (2009/2010): 2,6% Docentes e não Docentes Docentes (2009/2010): 916 % docentes com doutoramento (2009/2010): 31,7% Não Docentes (2009/2010): 302

22 A ECATI 22 A ECATI é um projecto Ui Universitário itái inovador, quer no panorama português, quer no espaço europeu, estando voltado para desenvolver formação em todos os níveis de ensino. Integralmente organizado segundo as regras do Tratado de Bolonha, a Universidade Lusófona é a primeira instituição portuguesa a articular no mesmo espaço científico, pedagógico e experimental os estudos em: a.comunicação e Ciências Documentais, b.artes e Design, c.multimédia, Cinema e Vídeo e Tecnologias da Informação 3º Ciclos: 2; 2º Ciclos: 14; 1º Ciclos Ccos Bolonha: oo 14; Pós-Graduações: 3; CETs: 9; Estudantes: 2519; Docentes: 235; Funcionários: 5.

23 A ECATI 23 Formação Pós-Secundária Cursos de Especialização Tecnológica (CET) Aplicações Informáticas de Gestão Automação, Robótica e Controlo Industrial Construção e Administração de Websites Desenvolvimento de Produtos Multimédia Desenvolvimento de Software e Administração de Sistemas Electrónica e Telecomunicações Sistemas Electrónicos e Computadores Tecnologia e Programação de Sistemas de Informação Telecomunicações e Redes Alunos: 50; Docentes/formadores: 31; Funcionários: 1.

24 A ECATI 24 Formação Superior Animação Digital Aplicações Multimédia e Videojogos Ciência e Tecnologia do Som Ciências da Comunicação e da Cultura Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia Comunicação Aplicada: Marketing, Publicidade e Relações Públicas Comunicação e Artes: Criação, Produção e Marketing das Artes Comunicação e Jornalismo Design Engenharia Informática Fotografia Informática de Gestão Produção Gráfica e Design Tradução e Escrita Criativa Alunos: 2192; Docentes/formadores: 235 (67 doutorados); Funcionários: i 5.

25 A ECATI 25 Formação Pós-Graduada e ao longo da vida Ciências da Comunicação, Marketing e Publicidade Ciências Documentais Comunicação nas Organizações Design Engenharia Informática e Sistemas de Informação Ensino de Artes Visuais no 3.º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário Ensino de Educação Visual e Tecnológica no Ensino Básico Estudos Cinematográficos Jornalismo, Política e História Contemporânea Produção e Criação em Artes Tecnológicas Sistemas de Comunicação Multimédia + Lusófona Information Systems School. Alunos: 327; Docentes/formadores: 235 (67 doutorados); Funcionários: 5.

26 A Informática da ECATI 26 Formação Pós-Secundária - CETs Aplicações Informáticas de Gestão Automação, Robótica e Controlo Industrial Construção e Administração de Websites Desenvolvimento de Produtos Multimédia Desenvolvimento de Software e Administração i de Sistemas Electrónica e Telecomunicações Sistemas Electrónicos e Computadores Tecnologia e Programação de Sistemas de Informação Telecomunicações e Redes Formação Superior 1º Ciclo em Engenharia Informática; 1º Ciclo em Informática de Gestão; Formação Pós-Graduada e ao longo da vida 2º Ciclo em Engenharia Informática e Sistemas de Informação; Lusófona Information Systems School (URL ). Alunos: 538; Docentes/formadores: 52 (16 doutorados); Funcionários: 2.

27 Percursos em Sistemas de Informação LAG1 27 1º Ciclos em Eng.ª Informática 2ºAno 2ºSemestre: Análise e Concepção de Sistemas Eng.ª Requisitos => BPM/BPMN => UML 1º Ciclo em Informática de Gestão 1ºAno 1ºSemestre: Fundamentos de Sistemas de Informação Conceitos => Eng.ª Requisitos => Modelação 1ºAno 2ºSemestre: Análise e Concepção de Sistemas BPM/BPMN => Regras Transição => UML 2ºAno 1ºSemestre: Sistemas de Informação Multimédia Analise de Caso e Implementação

28 Slide 27 LAG1 Acho que era relevante inclui como percursos de SI a sua integração nos ciclos de pós-graduação e dos CET, mas como a inclusão de BPM em SI não é vinculativo, não sei bem como inclui esses ciclos em todo o caso como o titulo é "Percuros de Sistemas de Informação" bem se podiam incluir Luis Alexandre Gomes;

29 Percursos em Sistemas de Informação 28 2º Ciclo em Eng.ª Informática e Sistemas de Informação 1ºAno 1Ano 2ºSemestre: Fundamentos de Sistemas de Informação Apresentações Empresariais 1ºAno 2ºSemestre: Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação BPM e a Gestão de Sistemas de Informação

30 Método de utilização do BPM 29 Aulas 1ºs Ciclos Conceitos Modelação de Processos Utilização de ferramenta na modelação BPMN de processos de Caso de Estudo real Integração BPM em metodologias de desenvolvimento de Software e Sistemas de Informação Aulas 2º Ciclo Conceitos avançados Escrita científica para publicação e preparação para a Tese Formação Continua (qualquer aluno do ensino universitário) Formação Certificada: investimento na certificação de docentes, com o objectivo de formar alunos; Formação Pós-Graduada: conteúdos BPMN em cursos da LISS

31 Perspectiva para o mercado 30 Preparar os alunos para abordagens BPM nas entidades empregadoras, de forma conceptual e na utilização de ferramentas. Suporte conceptual às abordagens BPM Ponte entre a academia eaformação profissional i pelas certificações Dinamização ação de projectos pojecos de tese de 2ºCiclo Cco em organizações Uso de soluções BPMS nas aulas Fomentar uso de BPMN em projectos de fim de curso

32 LAG2 Projectos 1º e 2º Ciclos com BPM 31 PhD Looking for effective ways of achieving and sustaining Business-IT alignment (Pedro Malta, ULHT; Orientador: Prof. Doutor Rui Dinis Sousa, Univ. Minho) 2º Ciclo BPM para uma Organização mais Ágil (Paula Agostinho, ULHT; Orientador: Pedro Malta, ULHT) 1º Ciclo Modelação de processos internos da ULHT com BPMN e UML na UC de Análise e Concepção de Sistemas Implementação de solução de BPM na UC Sistemas de Informação Multimédia

33 Slide 31 LAG2 proponho a possibilidade de não incluir este texto porque o teu projecto não se enquadra nesta restrição Luis Alexandre Gomes;

34 LAG3 Projecto Complementar 32 Projecto Crescer Com base em protocolos com organizações, permite o desenvolvimento de SW; Publicação Malta, P.; Gomes, L. Et al; Aprendizagem em comunidades de prática - Impacto do Projecto Crescer no Processo de Desenvolvimento de Software, CISTI 2011.

35 Slide 32 LAG3 proponho a possibilidade de não incluir este texto porque o teu projecto não se enquadra nesta restrição Luis Alexandre Gomes;

36 Conclusões e o Futuro 33 Sistematizar e acompanhar crescimento das abordagens BPM; Garantir skills BPM no perfil de saída dos nossos alunos; Manter pela certificação os skills BPM dos docentes.

37 Conclusões e o Futuro 34 Construir com o IPS-EST de Setúbal cooperação na área do BPM; Garantir parceiro empresarial.

38 35 OBRIGADO!!

CURRICULUM VITAE. José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá. Lisboa, Fevereiro de 2015

CURRICULUM VITAE. José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá. Lisboa, Fevereiro de 2015 CURRICULUM VITAE DE José Carlos Salgueiro Vasconcelos e Sá Lisboa, Fevereiro de 2015 I - DADOS PESSOAIS NOME - José Carlos Salgueiro de Vasconcelos e Sá MORADA - Rua Prof. Henrique Vilhena 11, 1 - D 1600

Leia mais

(03) Desenho ou (03) Desenho e (10) Geometria Descritiva ou (03) Desenho e (12) História da Cultura e das Artes

(03) Desenho ou (03) Desenho e (10) Geometria Descritiva ou (03) Desenho e (12) História da Cultura e das Artes LICENCIATURA EM DESIGN DE COMUNICAÇÃO Directora: Mestre Maria Caeiro M. Guerreiro E-mail: mcguerreiro@ualg.pt Telf: 289800100 Ext:. 6219 Gab: 45 O curso de Comunicação da Escola Superior de Educação da

Leia mais

CURSOS DE FORMAÇÃO COM ANIMAÇÃO NO PLANO DE ESTUDOS

CURSOS DE FORMAÇÃO COM ANIMAÇÃO NO PLANO DE ESTUDOS CURSOS DE FORMAÇÃO COM ANIMAÇÃO NO PLANO DE ESTUDOS Portugal, 2010 Documento elaborado pelo grupo de trabalho designado como Formação com base em orientações determinadas no encontro nacional de profissionais

Leia mais

Portfolio BRUNO NOBRE

Portfolio BRUNO NOBRE BRUNO NOBRE bruno.nascimentonobre@gmail.com http://pt.linkedin.com/in/brunodanielnobre 2010 v 3.1 Bruno Nobre nasceu na cidade de Torres Vedras, em Portugal, no ano de 1981. É mestrado em Design e Cultura

Leia mais

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia

Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia Ensinar a saber fazer Profissionais com Futuro desde 1990 L I C E N C I A T U R A S ADEQUADAS AO PROCESSO DE BOLONHA Licenciatura em Informática Licenciatura em Engenharia Multimédia A estratégia do ISTEC

Leia mais

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR ENSINO SUPERIOR PARTICULAR 210 4010 8136 Escola Superior Artística do Porto L - 1º ciclo Animação e Produção Cultural 1.º 6 Sem 180 20 210 4010 9257 Escola Superior Artística do Porto MI Arquitectura 1.º

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

Produção Multimédia Interactiva

Produção Multimédia Interactiva Produção Multimédia Interactiva Candidaturas 2012/13 secretaria@ipa.univ.pt http://pmi.ipa.univ.pt www.ipa.univ.pt IPA Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos No IPA prosseguimos os seguintes

Leia mais

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal

Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal INSCRIÇÕES ABERTAS NOS SERVIÇOS ACADÉMICOS!!! Mestrado em Conservação e Reabilitação do Edificado uma resposta à crise vivida no sector da Construção em Portugal Reabilitação Urbana e do Património Edificado

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução Nº 1/DP-CCC/2005 1 COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Resolução nº 1/DP-CCC/2005, de 16 de Fevereiro Os planos de estudo dos cursos secundários científico-tecnológicos aprovados pela Portaria 189/2005,

Leia mais

O e-learning como etapa da universidade para o virtual

O e-learning como etapa da universidade para o virtual lmbg@ufp.pt & fergomes@ufp.pt O e-learning como etapa da universidade para o virtual Luis Borges Gouveia Fernando Gomes Universidade Fernando Pessoa e-learning como objectivo ou etapa? o e-learning como

Leia mais

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014 MBA - Executivo Edital 2ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 Enquadramento e Objectivos O MBA Executivo é uma realização da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

Programa de Acção da Candidatura a Presidente

Programa de Acção da Candidatura a Presidente Programa de Acção da Candidatura a Presidente do Instituto Politécnico de Beja de Manuel Alberto Ramos Maçães 1 Índice I. O Porquê da Candidatura II. III. IV. Intenção Estratégica: Visão, Envolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NORMAS REGULAMENTARES De acordo com o estipulado pelos artigos 14.º e 26.º do Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Regulamento n.º 487/2010,

Leia mais

Maria da Conceição Gonçalves Costa

Maria da Conceição Gonçalves Costa Maria da Conceição Gonçalves Costa Identificação pessoal Conceição Costa tem um Master of Arts in Business Communication and Public Relations pela European University (equivalência a grau de mestre pela

Leia mais

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher?

Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? Vou entrar no Ensino Secundário. E agora? Que via escolher? A publicação da Lei n.º 85/2009, de 27 de Agosto, estabelece o regime de escolaridade obrigatória para as crianças e jovens em idade escolar,

Leia mais

APRESENTAÇÃO AEFCUP. Informações. AEFCUP Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

APRESENTAÇÃO AEFCUP. Informações. AEFCUP Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto APRESENTAÇÃO AEFCUP Informações AEFCUP Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Rua do Campo Alegre, 1021 4150 180 Porto GPS: 41º 11'10.25'' N 8º41'25.32''W Tlf. AEFCUP

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010

ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010 ANÁLISE COMPARATIVA DADOS ESTATÍSTICOS EMPREGABILIDADE NOS CICLOS DE ESTUDOS DE ARQUITETURA E DESIGN EM PORTUGAL 2010 EMPREGABILIDADE A informação estatística recolhida neste documento é baseada no relatório

Leia mais

RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA

RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2009/2010 RELATÓRIOS DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA 2009/2010 Escola Superior de Tecnologia do Barreiro Documento onde se estabelecem as linhas orientadoras para elaboração dos Relatórios de Concretização

Leia mais

Escola de Lisboa. Relatório de Actividades 2012/13 Elaborado por Direcção e aprovado por Administração e Conselho Cientifico

Escola de Lisboa. Relatório de Actividades 2012/13 Elaborado por Direcção e aprovado por Administração e Conselho Cientifico Escola de Lisboa Relatório de Actividades 2012/13 Elaborado por Direcção e aprovado por Administração e Conselho Cientifico Índice 1. Cumprimento do plano estratégico e anual 2. Realização dos Objectivos

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação MBA em Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2012-2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016

ORDEM DE SERVIÇO. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016 N.º: 2015001 DATA: 14-05-2015 Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016 Por deliberação da Direcção da CEU-Cooperativa de Ensino Universitário, CRL, entidade instituidora

Leia mais

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/14/00251 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias)

Pós-Graduação Enoturismo. Corpo Docente (Biografias) Pós-Graduação Enoturismo Corpo Docente (Biografias) Rita Nabeiro Licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e, com 34 anos, Rita Nabeiro é actualmente Directora

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

1983 - Licenciatura em Economia, pela Universidade Técnica de Lisboa (Instituto Superior de Economia e Gestão).

1983 - Licenciatura em Economia, pela Universidade Técnica de Lisboa (Instituto Superior de Economia e Gestão). Nome: Rui José da Cunha de Sousa Nunes Nascimento: 12 de Janeiro de 1957, Lisboa Estado Civil; Descendência: Casado; três filhos Email: rnunes@ualg.pt HABILITAÇÕES ACADÉMICAS 1996 - Ph.D. em Economia,

Leia mais

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014 MBA Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é um curso de pós-graduação desenvolvido pela Escola Superior de Ciências Empresariais

Leia mais

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado:

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Departamento de Educação Física F e Desporto SEMINÁRIO Educação Física e Desporto O Processo Bolonha, Estágios e Saídas Profissionais 26 de Junho de 2007 Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Jorge

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Nome Sílvia Maria Gonçalves Tavares Morada Rua do Outeiro, nº250 Ameal 3750-303 Águeda Telemóvel +351 91 200 60 70 +351 96 299 36 29 Correio electrónico Nacionalidade

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/10/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL porto. aveiro. lisboa LICENCIATURA & MESTRADO THE MARKETING SCHOOL Somos uma escola vocacionada essencialmente para as empresas e mercados. Queremos qualificar

Leia mais

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia Instituto Superior da Maia ISMAI CET Realização de Eventos Multimédia CoordenadorA Professora Doutora Célia Sousa Vieira cvieira@ismai.pt fundamentos e Objectivos A área de formação deste CET reside nos

Leia mais

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010 Cidade da Praia, Cabo Verde A ponte para o futuro Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010

Leia mais

Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica

Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica Sistema Educativo Português Educação Profissional e Tecnológica Conferência Nacional sobre Educação Profissional e Tecnológica 5 a 8 de Novembro de 2006 Sistemas de Educação e de Formação em Portugal ENSINO

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

Programa de Licenciaturas Internacionais CAPES/ Universidade de Lisboa

Programa de Licenciaturas Internacionais CAPES/ Universidade de Lisboa Programa de Licenciaturas Internacionais / (23 Dezembro de 2011) 1. Introdução 2. Objectivos 3. Organização e procedimentos 4. Regime de Titulação do Programa de Licenciaturas Internacionais /UL 5. Regime

Leia mais

enquadramento objectivos

enquadramento objectivos enquadramento O curso tem uma estrutura holística, integradora e procura trabalhar as competências da gestão de recursos humanos numa perspectiva de marketing interno no âmbito de temas marcadamente actuais,

Leia mais

CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Centro

Leia mais

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras ESCOLA TECNOLÓGICA DO LITORAL ALENTEJANO ETLA Localização A Escola Tecnológica do Litoral Alentejano fica situada no Complexo Petroquímico da empresa Repsol na ZILS. Perto da realidade industrial, a sua

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR. Licenciatura em desporto Gestão das Organizações Desportivas

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR. Licenciatura em desporto Gestão das Organizações Desportivas INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR Licenciatura em desporto Gestão das Organizações Desportivas Unidade Curricular Gestão de Sistemas de Informação II Ano Lectivo

Leia mais

ISEL. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

ISEL. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa A Marca Marvila O como parceiro activo na visibilidade e na economia de Marvila José Carlos Quadrado O que é o? É das mais antigas Escolas públicas de Engenharia

Leia mais

Os desafios da formação póssecundária. para a inovação empresarial no contexto da União Europeia e dos países da OCDE

Os desafios da formação póssecundária. para a inovação empresarial no contexto da União Europeia e dos países da OCDE Os desafios da formação póssecundária não-superior (nível 4) para a inovação empresarial no contexto da União Europeia e dos países da OCDE Ana Maria Ramalho Correia IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas

Leia mais

Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar. Universitário 7510 Academia Militar Guerra de Informação

Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar. Universitário 7510 Academia Militar Guerra de Informação Distrito Subsistema Tipo de ensino Cód. Estab. Nome do Estabelecimento Nome do Curso Grau Lisboa Público Militar e Policial Universitário 7500 Academia da Força Aérea História Militar Lisboa Público Militar

Leia mais

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M." João Vieira Pinto

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M. João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Pdg. 76 Por M." João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Afirma-se como lhe Marketing School e ambiciona ser a referência do ensino nesta área. Por isso, ejá a partir do próximo ano,

Leia mais

Relatório de Concretização do Processo de Bolonha 2010/2011 RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA (2010/2011)

Relatório de Concretização do Processo de Bolonha 2010/2011 RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA (2010/2011) RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA (2010/2011) 1 Sumário 1. Apresentação da Instituição...3 2. Sumário...4 3. Introdução...6 4. Cursos em Funcionamento no ano Letivo de 2010/2011...7 5.

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE Perfil de Desempenho O Técnico de Comunicação,, Relações Públicas e Publicidade é o profissional qualificado, apto

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO. Luís Miguel Nicolau Valente.

INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO. Luís Miguel Nicolau Valente. INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Luís Miguel Nicolau Valente Julho de 2008 RELATÓRIO FINAL PARA A OBTENÇÃO DO GRAU DE NÍVEL IV EM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

4º CONGRESSO NACIONAL DOS ECONOMISTAS. O Papel das Instituições de Ensino Superior na Dinâmica da Criação de Empresas, por meio de Redes De Inovação

4º CONGRESSO NACIONAL DOS ECONOMISTAS. O Papel das Instituições de Ensino Superior na Dinâmica da Criação de Empresas, por meio de Redes De Inovação 4º CONGRESSO NACIONAL DOS ECONOMISTAS O Papel das Instituições de Ensino Superior na Dinâmica da Criação de Empresas, por meio de Redes De Inovação Maria José Madeira Silva 1, Jorge Simões 2, Gastão Sousa

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

Departamento de Ciências e Tecnologias

Departamento de Ciências e Tecnologias Futuro Departamento de Ciências e Tecnologias Licenciatura em Engenharia Informática Missão Dotar os alunos de uma sólida formação teórica e experimental que garanta aos futuros licenciados a capacidade

Leia mais

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS

ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS ESCOLA ARTÍSTICA DE SOARES DOS REIS 125 anos de ensino artístico A actual Escola Artística de Soares dos Reis foi criada oficialmente em Janeiro de 1884, sendo designada nessa altura como Escola de Desenho

Leia mais

3 Cursos de licenciaturas e diplomas de estudos superiores especializados constantes do Despacho n.º 25 156/2002, de 26 de Novembro, a considerar:

3 Cursos de licenciaturas e diplomas de estudos superiores especializados constantes do Despacho n.º 25 156/2002, de 26 de Novembro, a considerar: s previstos no art. 56.º do Estatuto da Carreira Docente que relevam para a aplicação da alínea c) do n.º 1 do art. 14.º do Decreto-Lei n.º35/2003, de 27 de Fevereiro, na redacção dada pelo Decreto-Lei

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

CURRICULUM VITAE IDENTIFICAÇÃO

CURRICULUM VITAE IDENTIFICAÇÃO CURRICULUM VITAE IDENTIFICAÇÃO NOME: Jorge Ferreira Dias de Figueiredo EMAIL : jfig@oniduo.pt e jfigueiredo@esce.ipvc.pt LOCAL E DATA DE NASCIMENTO: Póvoa de Varzim, 8 de Maio de 1965. FORMAÇÃO ESCOLAR

Leia mais

A promoção do sucesso escolar no Instituto Politécnico de Setúbal

A promoção do sucesso escolar no Instituto Politécnico de Setúbal A promoção do sucesso escolar no Instituto Politécnico de Setúbal Seminário Sucesso Académico no Ensino Superior Teatro Thalia 12/Maio/2015 A promoção do sucesso no IPS - cronologia Plano Estratégico de

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais ÍNDICE CONTABILIDADE, FISCALIDADE E FINANÇAS EMPRESARIAIS... 3 OBJECTIVOS...

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. JOÃO DO ESTORIL ESCOLA SECUNDÁRIA DE S. JOÃO DO ESTORIL CURSOS PROFISSIONAIS Os Cursos Profissionais são uma modalidade de educação, inserida no ensino secundário, que se caracteriza

Leia mais

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012

Programa. Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 Programa Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas 2012 3 Hemisfério esquerdo responsável pelo pensamento lógico e pela competência

Leia mais

CET. Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Curso de Especialização Tecnológica ÁREA DE FORMAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL

CET. Desenvolvimento de Produtos Multimédia. Curso de Especialização Tecnológica ÁREA DE FORMAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL CET Curso de Especialização Tecnológica Desenvolvimento de Produtos Multimédia ÁREA DE FORMAÇÃO Ciências Informáticas IPCA PERFIL PROFISSIONAL Técnico de Desenvolvimento de Produtos Multimédia LOCAL DE

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

IV CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL Nível III

IV CURSOS DO ENSINO PROFISSIONAL Nível III Apresentação O Ensino Profissional é uma modalidade especial de educação que visa, essencialmente, o desenvolvimento da formação profissional qualificante dos jovens. Dado o facto de dedicarem grande parte

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama 9ºANO E AGORA? SPO Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama Cursos Vocacionais CET TESP Escolha consciente Orientação Escolar Interesses Aptidões Percurso Escolar Papel dos Pais no processo de DECISÃO

Leia mais

Procura de Excelência

Procura de Excelência www.mba.deg.uac.pt Procura de Excelência MASTER IN BUSINESS ADMINISTRATION Mestrado em Gestão (MBA) Secretariado Departamento de Economia e Gestão Rua da Mãe de Deus Apartado 1422 E-mail: mba@uac.pt Tel:

Leia mais

Programa de Universidades

Programa de Universidades University Program International Univer- sities Certified Universities Programa de Universidades 2013 Infosistema. All rights reserved. www.iflowbpm.com O que é o iflow BPM? Tabela de Conteudos O que é

Leia mais

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 255/IX RECOMENDA AO GOVERNO A TOMADA DE MEDIDAS COM VISTA AO DESENVOLVIMENTO DO SOFTWARE LIVRE EM PORTUGAL

PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 255/IX RECOMENDA AO GOVERNO A TOMADA DE MEDIDAS COM VISTA AO DESENVOLVIMENTO DO SOFTWARE LIVRE EM PORTUGAL PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 255/IX RECOMENDA AO GOVERNO A TOMADA DE MEDIDAS COM VISTA AO DESENVOLVIMENTO DO SOFTWARE LIVRE EM PORTUGAL 1 O software desempenha, cada vez mais, um papel fulcral nas actividades

Leia mais

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES

ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES ISAL INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E LÍNGUAS PLANO DE ATIVIDADES 2015 2 Formar gestores e quadros técnicos superiores, preparados científica e tecnicamente para o exercício de funções na empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Competitividade, Planeamento e Controlo nos Serviços de Saúde MESTRADO

Leia mais

Pós-Graduação em Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular

Pós-Graduação em Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular 1. Justificação A elevada prevalência de feridas no contexto actual dos cuidados de saúde e o seu impacto na qualidade de vida dos doentes, tornam este tema uma questão relevante em saúde pública, cuja

Leia mais

Mendes Sousa Carlos Fernando. Rua do Falcão, 2005-046 Vale de Santarém - Portugal. Web Site http://cfmsousa.no.sapo.pt

Mendes Sousa Carlos Fernando. Rua do Falcão, 2005-046 Vale de Santarém - Portugal. Web Site http://cfmsousa.no.sapo.pt Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido Nome Morada Mendes Sousa Carlos Fernando Rua do Falcão, 2005-046 Vale de Santarém - Portugal Telefone 918662718 Correio electrónico cfmsousa@sapo.pt Web Site

Leia mais

Auditoria Sistemática

Auditoria Sistemática ISAL Instituto Superior de Administração e Línguas Auditoria Sistemática Resumo do Relatório da Inspecção Geral do MCTES 18.Novembro.2010 Índice INTRODUÇÃO... 3 CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE DOS PROCEDIMENTOS...

Leia mais

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO 0101011010101001010 0101011010101001010 Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO no Sector Financeiro 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE PONTE DA BARCA Uma escola de todos Para todos Transformar Vidas, Alimentar Sonhos, Projetar Carreiras! SPO Serviço de Psicologia e Orientação 9.º ANO e agora? Cursos Científico

Leia mais

Teolinda Portela Directora da Forino

Teolinda Portela Directora da Forino PROJECTO FSE: FORTIC (Associação para a Escola de Novas Tecnologias FORINO) APOIO FSE ATRAVÉS DA: Iniciativa Comunitária EQUAL Capacitar pessoas Capacitar pessoas com problemas motores para a vida activa,

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2

Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar á ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

Código IMP.EM.EE.37_00. Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO

Código IMP.EM.EE.37_00. Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO Ano Lectivo: 2014/2015 I. PREÂMBULO A Escola Superior de Saúde Egas Moniz (ESSEM), tutelada pela Egas Moniz Cooperativa de Ensino Superior, C.R.L., foi criada pelo decreto-lei 381/99 de 22 de Setembro,

Leia mais

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO Grupo Parlamentar Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO O chamado processo de Bolonha não é, por essência, negativo, particularmente se for adoptado numa óptica de estímulo

Leia mais

Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Instituto Politécnico de Viana do Castelo Um percurso a caminho do futuro Instituto Politécnico de Viana do Castelo Rui Teixeira Vice-Presidente Criação do IPVC Processo:! Separado no tempo! Diferente nos Espaços! Diferentes pontos de partida

Leia mais

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Pedro Jorge Richheimer Marta de Sequeira Marília Oliveira Inácio Henriques 1 P á g i n a 1. Enquadramento da Candidatura

Leia mais

SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação

SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação Ensino Superior Doutoramento Mestrado Licenciatura SISTEMA DE EDUCAÇÃO / FORMAÇÃO Níveis de Qualificação Profissional Cursos de Especialização Tecnológica CET Nível 5 Anos de Escolaridade Cursos de Educação

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA

PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA PROPOSTA DE PROGRAMA DE ACÇÃO PEDAGÓGICA SOBRE ARQUITECTURA, CIDADE E TERRITÓRIO PARA CRIANÇAS ANDREIA SALAVESSA OLHAR PARA VER OBJECTIVOS O desafio passa por analisar o meio construído segundo as suas

Leia mais

JOGO ONLINE DE GESTÃO PARA ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO

JOGO ONLINE DE GESTÃO PARA ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO JOGO ONLINE DE GESTÃO PARA ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO Junior Business Challenge by IPAM O IPAM The Marketing School é uma Instituição de Ensino Superior, especializada e líder, na formação de profissionais

Leia mais

Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Portugueses. Documentos do CCISP. Sobre o Ensino Superior Português

Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Portugueses. Documentos do CCISP. Sobre o Ensino Superior Português Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Portugueses Documentos do CCISP Sobre o Ensino Superior Português 2010 Índice ÍNDICE... 2 1 BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA PORTUGUÊS DE ENSINO SUPERIOR...

Leia mais

O Quadro Nacional de Qualificações e a sua articulação com o Quadro Europeu de Qualificações

O Quadro Nacional de Qualificações e a sua articulação com o Quadro Europeu de Qualificações O Quadro Nacional de Qualificações e a sua articulação com o Quadro Europeu de Qualificações CENFIC 13 de Novembro de 2009 Elsa Caramujo Agência Nacional para a Qualificação 1 Quadro Europeu de Qualificações

Leia mais

9718 Comunicação Social e Cultura 9720 Comunicação, Cultura e Organizações

9718 Comunicação Social e Cultura 9720 Comunicação, Cultura e Organizações Congénere 0130 Universidade dos Açores - Ponta Delgada 8083 Ciclo Básico de Medicina 8083 Ciclo Básico de Medicina 0130 Universidade dos Açores - Ponta Delgada 0130 Universidade dos Açores - Ponta Delgada

Leia mais

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/15/00099 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Instituto Politécnico De Setúbal

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

Projecto de Lei n.º 54/X

Projecto de Lei n.º 54/X Projecto de Lei n.º 54/X Regula a organização de atribuição de graus académicos no Ensino Superior, em conformidade com o Processo de Bolonha, incluindo o Sistema Europeu de Créditos. Exposição de motivos

Leia mais

Seminário Final. O Processo de Bolonha em Portugal Presente e Futuro

Seminário Final. O Processo de Bolonha em Portugal Presente e Futuro Seminário Final O Processo de Bolonha em Portugal Presente e Futuro Universidade de Aveiro, 26 de Junho de 2009 CONCLUSÕES Relatora: Maria de Lurdes Correia Fernandes Sessão de abertura: Secretário de

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

Articulação Formação Graduada - Formação Pós-Graduada

Articulação Formação Graduada - Formação Pós-Graduada Articulação Formação Graduada - Formação Pós-Graduada Uma proposta de reflexão para o Conselho Académico da Universidade do Minho António Sérgio Pouzada Moisés Martins Cândida Lucas Dolores Cabral Jorge

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO

Agrupamento de Escolas Dr. Vieira de Carvalho SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO OBJECTIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objectivos proporcionar formação artística, preparando profissionais para diferentes ramos artísticos e fomentar práticas artísticas individuais

Leia mais

em Tl marca procura Emprego de formação

em Tl marca procura Emprego de formação Emprego de formação marca procura em Tl Apesar da elevada taxa de desemprego em Portugal, a verdade é que o sector de tecnologias de informação tem conseguido contornar as dificuldades e até remar contra

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Qualidade Total e Gestão das Operações MESTRADO Gestão Negócios ANO E

Leia mais

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003 REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS E CURSOS TECNOLÓGICOS Versão definitiva de0 de Abril de 003 CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português

Leia mais

O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa

O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa Carlos Ascenso André Luciano Rodrigues de Almeida Vítor Silva Instituto Politécnico de Macau Obs. Macau não adoptou ainda

Leia mais

A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA

A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA Amândio Antunes Fernando Costa Joaquim Neiva Santos Apresentação 2 1. Introdução 2.

Leia mais