MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS"

Transcrição

1 Encontro da Qualidade e Produtividade em Software EQPS MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA USABILIDADE DE WEB SITES BANCÁRIOS Categoria: Método de Gestão Prof a Jusane Farina Lara Acadêmica: Eliane Valentini Porto Alegre,06 de Junho de 2005

2 Objetivos Justificativas Motivação Etapas realizadas Etapas futuras Agenda

3 Objetivo Geral: desenvolver um módulo de avaliação da qualidade de produto de software, utilizando a característica de usabilidade para web sites bancários, mostrar o processo de aplicação deste método e o seu resultado.

4 Específicos: Objetivos definir, demonstrar e apresentar os conceitos de qualidade de software, de processo e de produto de software; definir, demonstrar e apresentar uma visão geral das Normas ISO/IEC 9126 e ISO/IEC 14598; adaptar o modelo de avaliação (Norma 14598) para avaliar a característica usabilidade em web sites bancários; implementar uma ferramenta para apoiar o processo de avaliação; realizar um estudo de caso para validação do modelo proposto e da ferramenta implementada.

5 Justificativas A maioria das organizações que utilizam software para gestão de seus negócios não possui orientação clara do que exigir sobre requisitos de qualidade; O mercado de informática precisa de subsídios para saber se um produto de software é de qualidade ou não;

6 Justificativas Disseminar o estudo de métricas de software no meio-oeste/sc apresentando idéias do que pode ser feito em TCC, a projetos de pesquisa ou contribuir para solucionar problemas que estejam ocorrendo no mercado de trabalho; Difundir o tema proposto na indústria de software; Este trabalho objetiva buscar uma forma prática de aplicação e validação dos conceitos de qualidade de produto de software, tanto para desenvolvedores, como para seus clientes.

7 Motivação O projeto visa ter uma abrangência regional, uma vez que a área da qualidade de software ainda não está muito difundida; Realização de intercâmbio entre a Universidade e empresas, mostrando aos empresários a possibilidade de utilização de métodos de avaliação para produtos de software na tomada de decisão.

8 Etapas realizadas Estudo do estado da arte Qualidade de Software Qualidade de Processo de Software Qualidade de Produto de Software (a família ISO/IEC 9126 e a série ISO/IEC 14598) Usabilidade e usabilidade em projetos da web Qualidade em web sites bancários Processo de : ISO/IEC (partes 1 e 5)

9 Etapas realizadas Processo de (ISO/IEC ) os Requisitos de propósito da avaliação Identificar tipos de produto(s) a serem avaliados Selecionar Especificar modelo de qualidade Especificar a Métricas Níveis de Critérios para Projetar a Produzir o Plano de Medição Executar a

10 os Requisitos de Especificar a Projetar a Etapas realizadas Processo de (ISO/IEC ) propósito da avaliação Selecionar Métricas Produzir o Plano de Medir quantitativamente a característica usabilidade para produto de software Identificar tipos de produto(s) a serem avaliados Níveis de Especificar modelo de qualidade Critérios para Executar a Medição

11 Etapas realizadas Processo de (ISO/IEC ) os Requisitos de propósito da avaliação Identificar tipos de produto(s) a serem avaliados Sites bancários Selecionar Especificar modelo de qualidade Especificar a Métricas Níveis de Critérios para Projetar a Produzir o Plano de Medição Executar a

12 Etapas realizadas Processo de (ISO/IEC ) os Requisitos de propósito da avaliação Selecionar Identificar tipos de produto(s) a serem avaliados Especificar modelo de qualidade Usabilidade (NBR ISO/IEC ) e Usabilidade para we (PRESSMAN, 2002 Especificar a Métricas Níveis de Critérios para Projetar a Produzir o Plano de Medição Executar a

13 Etapas futuras Processo de (ISO/IEC ) os Requisitos de propósito da avaliação Identificar tipos de produto(s) a serem avaliados Selecionar Especificar modelo de qualidade Especificar a Métricas Níveis de Critérios para Projetar a Produzir o Plano de Medição Executar a Seleção do web site bancário a resultado

14 Selecionar métricas Etapas futuras níveis de pontuação critérios para julgamento Produzir o plano de avaliação Implementar a ferramenta para apoiar o modelo de avaliação Realizar um estudo de caso (execução de uma avaliação), para validação do modelo de avaliação e da ferramenta implementada.

15 Contato Universidade Comunitária Regional de Chapecó UNOCHAPECÓ CENTRO TECNOLÓGICO Jusane Farina Lara

AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE

AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Qualidade de Produto de Software Modelo de Qualidade

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS MÓVEIS MULTIPLATAFORMA

ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS MÓVEIS MULTIPLATAFORMA ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS MÓVEIS MULTIPLATAFORMA Aluno: Nikson Barth Orientador: Marcel Hugo Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Trabalhos Correlatos

Leia mais

Qualidade de Software: Visão Geral. SSC 121-Engenharia de Software 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa

Qualidade de Software: Visão Geral. SSC 121-Engenharia de Software 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa Qualidade de : Visão Geral SSC 121-Engenharia de 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Qualidade de Qualidade é um termo que pode ter diferentes interpretações Existem muitas definições

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Agenda Visão Geral de Qualidade Qualidade Aplicada ao Software

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA DEFINIÇÕES / RESUMO Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. 1 NORMAS VISÃO GERAL Qualidade é estar em conformidade com os requisitos dos clientes; Qualidade é antecipar e satisfazer os desejos

Leia mais

Implantando Pontos de Função com PSM

Implantando Pontos de Função com PSM Implantando Pontos de Função com PSM Diana Baklizky & Cecília Techy diana@metricas.com.br cecilia@metricas.com.br ti MÉTRICAS R. Domingos de Morais, 2243/36 São Paulo, SP Brasil www.metricas.com.br 1 Agenda

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de

Leia mais

NORMA ISO/IEC 14598. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

NORMA ISO/IEC 14598. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com NORMA ISO/IEC 14598 Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Contexto Normas e Modelos de Qualidade Engenharia de Software Qualidade de Software ISO/IEC 14598 - Avaliação da Qualidade de Produto

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Visão Geral Profa.Paulo C. Masiero masiero@icmc.usp.br ICMC/USP Algumas Dúvidas... Como são desenvolvidos os softwares? Estamos sendo bem sucedidos nos softwares que construímos?

Leia mais

Por que melhorar o processo? Melhoria do Processo de Software. De onde veio a idéia? Qualidade de Software

Por que melhorar o processo? Melhoria do Processo de Software. De onde veio a idéia? Qualidade de Software DCC / ICEx / UFMG Por que melhorar o processo? Melhoria do Processo de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Há uma relação direta entre qualidade do processo e qualidade do produto

Leia mais

Métricas de Software Importância e Aplicação

Métricas de Software Importância e Aplicação Métricas de Software Importância e Aplicação Mauricio Aguiar PSM Qualified Instructor Presidente da ti MÉTRICAS IFPUG Past President USC Visiting Associate www.metricas.com.br 1 Agenda Definindo e Alcançando

Leia mais

Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software

Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 O que você entende por Métricas de software? Questão 1 Resposta O que você entende por Métricas

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Seiji Isotani, Rafaela V. Rocha sisotani@icmc.usp.br rafaela.vilela@gmail.com PAE: Armando M. Toda armando.toda@gmail.com Qualidade de Software n O que é qualidade de software? Visão

Leia mais

Requisitos de Sistemas

Requisitos de Sistemas Requisitos de Sistemas Unidade I - Engenharia de Requisitos Definição de Requisitos Tipos de Requisitos Processos de Engenharia de Requisitos - Levantamento ou elicitação 1 Processo de software Engenharia

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2008/1 DC 9481 03/10/07 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 278 do Conselho

Leia mais

IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas IF Baiano / Campus Catu Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Seminário Interno. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes Objetivos do ENADE Sobre a Prova 2017 Importância do

Leia mais

AVALIANDO METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB.

AVALIANDO METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB. AVALIANDO METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB PESSINI, T. 1 ; SANTANDER, V. F. A. 2 1,2 Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas - CCET, Colegiado de Ciência da Computação, UNIOESTE Campus

Leia mais

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 Engenharia de Software 2o. Semestre

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FMIG 2016 Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação do idoso, os dados

Leia mais

Processos de Validação e Verificação do MPS-Br

Processos de Validação e Verificação do MPS-Br Processos de Validação e Verificação do MPS-Br O Processo Validação "O propósito do processo Validação é confirmar que um produto ou componente do produto atenderá a seu uso pretendido quando colocado

Leia mais

ISO/IEC Processo de ciclo de vida

ISO/IEC Processo de ciclo de vida ISO/IEC 12207 Processo de ciclo de vida O que é...? ISO/IEC 12207 (introdução) - O que é ISO/IEC 12207? - Qual a finalidade da ISO/IEC 12207? Diferença entre ISO/IEC 12207 e CMMI 2 Emendas ISO/IEC 12207

Leia mais

FATORES E MÉTRICAS DE QUALIDADE

FATORES E MÉTRICAS DE QUALIDADE FATORES E MÉTRICAS DE QUALIDADE 1 2 FATORES DE QUALIDADE OPERAÇÃO DO PRODUTO CORRETITUDE (FAZ O QUE EU QUERO?) CONFIABILIDADE (SE COMPORTA COM PRECISÃO?) EFICIÊNCIA (RODARÁ TÃO BEM QUANTO POSSÍVEL?) INTEGRIDADE

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE Qualidade de Software Qualidade do produto e do processo Padrões de software Revisões Medições e métricas de software Kele Teixeira Belloze kelebelloze@gmail.com CONCEITO DE QUALIDADE

Leia mais

Proposta e Aplicação de um Método de Seleção de Fornecedor Baseado no Guia de Aquisição do MPS.BR

Proposta e Aplicação de um Método de Seleção de Fornecedor Baseado no Guia de Aquisição do MPS.BR Proposta e Aplicação de um Método de Seleção de Fornecedor Baseado no Guia de Aquisição do MPS.BR Ana Márcia Debiasi Duarte Unochapecó Jefferson Oestreich de Mello Unochapecó Denio Duarte UFFS Motivação

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS Compreender o processo de gerenciamento de qualidade e as principais atividades do processo de garantia, planejamento e controle

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

Leia mais

Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software

Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software Medidas de Esforço de Desenvolvimento de Software Unidade 1 Fundamentos de Métricas e Medidas Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Unidade 1 Fundamentos de métricas e medidas Introdução

Leia mais

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1 CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade Versão 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 04/05/2013 1.0 Verificação do documento Emerson José Porfírio 21/04/2013 1.0 Elaboração do documento

Leia mais

O Processo de Certificação do Sistema de Gestão da Inovação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) NP 4457:2007

O Processo de Certificação do Sistema de Gestão da Inovação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) NP 4457:2007 O Processo de Certificação do Sistema de Gestão da Inovação, Desenvolvimento e Inovação (IDI) NP 4457:2007 Aveiro 21 de Abril de 2010 Rita Cunha-Porto rita.porto@apcer.pt Agenda Apresentação APCER O papel

Leia mais

Engenharia de Requisitos

Engenharia de Requisitos Engenharia de Requisitos Criado: mar/2001 Atualizado: set/2005 Tópicos Definição de Requisitos Participantes Processo Documento de Requisitos (SRS) Evolução dos Requisitos 2 Referência I.Sommerville. Sw

Leia mais

Apoio Ferramental para Avaliação MPS.BR

Apoio Ferramental para Avaliação MPS.BR Apoio Ferramental para Avaliação MPS.BR Ana Regina Rocha Fernando Muradas Mariano Montoni COPPE/UFRJ Objetivo Desenvolver uma ferramenta baseada em conhecimento para apoiar a realização de avaliações de

Leia mais

- Prototipação Iterativa - Observação Direta

- Prototipação Iterativa - Observação Direta - Prototipação Iterativa - Observação Direta Júnia Coutinho Anacleto Silva Maio/2004 Prototipação Iterativa A interface com o usuário é a porta de entrada da aplicação, e desempenha um papel fundamental

Leia mais

SSC643 -Avaliação de Desempenho de Sistemas Computacionais Sarita Mazzini Bruschi

SSC643 -Avaliação de Desempenho de Sistemas Computacionais Sarita Mazzini Bruschi Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Sistemas de Computação SSC643 -Avaliação de Desempenho de Sistemas Computacionais Sarita Mazzini Bruschi Material

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº aprovado pela portaria Cetec nº de / / Etec Professora Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo Tecnológico: GESTÃO

Leia mais

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

Business Case (Caso de Negócio)

Business Case (Caso de Negócio) Terceiro Módulo: Parte 5 Business Case (Caso de Negócio) AN V 3.0 [54] Rildo F Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br http://etecnologia.ning.com 1 Business Case: Duas

Leia mais

ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO

ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Usabilidade em aplicações web 1.2 Câmpus de Origem: São Borja 1.3

Leia mais

Prof. Luiz A. Nascimento

Prof. Luiz A. Nascimento Prof. Luiz A. Nascimento Qual a importância da Engenharia de Software? O desenvolvimento de um software envolve processos muitos complexos. A engenharia de software estabelece um modelo para se construir

Leia mais

Apresentação da disciplina

Apresentação da disciplina Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus Inhumas TESTES DE SOFTWARE Apresentação da disciplina Prof. Me. Victor Hugo Lázaro Lopes AGENDA Apresentação do professor Plano de ensino Ementa

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com TECNOLOGIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FÁBRICA DE SOFTWARE DO INSTITUTO DE INFORMÁTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA

Leia mais

AVALIAÇÃO DA MANUTENIBILIDADE DE PRODUTOS DE SOFTWARE

AVALIAÇÃO DA MANUTENIBILIDADE DE PRODUTOS DE SOFTWARE AVALIAÇÃO DA MANUTENIBILIDADE DE PRODUTOS DE SOFTWARE Maria Teresa Villalobos Aguayo Ana Cervigni Guerra Regina Maria Thienne Colombo RESUMO O Mercado, e o Governo, que é o maior comprador de software,

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA Pacajus - CE Maio/2011.1 Sumário Apoio e Parcerias:... 3 Justificativa... 4 Introdução... 5 Objetivos... 6 Objetivo Geral:... 6 Objetivo Específico:... 6 Público Alvo... 7

Leia mais

Avaliação de Processos de Software Utilizando a Norma ISO/IEC Autor : Anisio Iahn Orientador : Everaldo Artur Grahl

Avaliação de Processos de Software Utilizando a Norma ISO/IEC Autor : Anisio Iahn Orientador : Everaldo Artur Grahl Avaliação de Processos de Software Utilizando a Norma ISO/IEC 15504 Autor : Anisio Iahn Orientador : Everaldo Artur Grahl 1 Roteiro Introdução Objetivo Qualidade Processos Outros Modelos ISO/IEC 15504

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM QUALIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM QUALIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO EM QUALIDADE NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DC 4020 04/10/2013 Rev. 01 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 277 de 18/09/2007, Decreto 748 Publicado D.O 18.236 de 26/10/07.

Leia mais

CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software

CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software Simone Vasconcelos Silva Professora de Informática do CEFET Campos Mestre em Engenharia de Produção pela UENF RESUMO Um produto de software de

Leia mais

Ainda que muitos modelos sejam semelhantes entre os modelos de ciclo de vida, existem alguns aspectos que os diferenciam:

Ainda que muitos modelos sejam semelhantes entre os modelos de ciclo de vida, existem alguns aspectos que os diferenciam: Prof. Edson dos Santos Cordeiro 1 Tópico: Objetivo: Introdução a Ciclo de Vida do Software Conhecer os principais conceitos relacionados a ciclo de vida do software. Bibliog. Base: McCONNEL, Steve. Rapid

Leia mais

Avaliação e Comparação de Ferramentas de Software.

Avaliação e Comparação de Ferramentas de Software. 15 2. Avaliação e Comparação de Ferramentas de Software. De um modo geral, benchmarking [50] é entendido como um processo sistemático e contínuo de avaliação dos produtos, serviços e processos de trabalho

Leia mais

Estágio II. Aula 04 Testes Ágeis. Prof. MSc. Fred Viana

Estágio II. Aula 04 Testes Ágeis. Prof. MSc. Fred Viana Estágio II Aula 04 Testes Ágeis Prof. MSc. Fred Viana Agenda Manifesto dos Testes Ágeis Testes Ágeis x Testes Tradicionais Sinais de que os Testes Não São Ágeis Testador Ágil Testador Ágil em Equipe Independente

Leia mais

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRABALHO DE CONCLUSAO DE CURSO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sumário PREFÁCIO...3 MODELO DA DOCUMENTAÇÃO...3 1. INTRODUÇÃO AO DOCUMENTO...3 1.1. Tema...3 2. DESCRIÇÃO

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Apresentação da Disciplina

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Apresentação da Disciplina ENGENHARIA DE SOFTWARE Apresentação da Disciplina PROFESSOR DANILO GIACOBO E-mail danilogiacobo@gmail.com danilo.giacobo@ifpr.edu.br Página Pessoal http://www.danilogiacobo.eti.br Formação Bacharel em

Leia mais

Estágio II. Aula 01 Qualidade de Software. Prof. MSc. Fred Viana

Estágio II. Aula 01 Qualidade de Software. Prof. MSc. Fred Viana Estágio II Aula 01 Qualidade de Software Prof. MSc. Fred Viana Agenda Qualidade de Software Definições Dimensões Qualidade e Produtividade Por que testar um software Definições de Teste Motivação Por que

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 03 Processos de Software

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 03 Processos de Software ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processos de Software AGENDA Modelos de processo de software Atividades do processo Lidando com mudanças Rational Unified Process (RUP) 14/03/2017 IFPR QUEDAS DO IGUAÇU -

Leia mais

3 Medição de Software

3 Medição de Software 3 Medição de Software À medida que a engenharia de software amadurece, a medição de software passa a desempenhar um papel cada vez mais importante no entendimento e controle das práticas e produtos do

Leia mais

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para aqueles que utilizam

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012 Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 59 aprovado pela portaria Cetec nº 15 de 07/01/2009 Etec Tiquatira Código: 208 Município: São Paulo Eixo Tecnológico: Produção Cultural e

Leia mais

Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google Guilherme Siqueira Simões 11/07/2017 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência ao uso de uma conexão de banda

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Computação Medições e Métricas de Software

Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Computação Medições e Métricas de Software Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Computação Medições e Métricas de Software Aluno: Igor Muzetti Pereira Professor: Tiago Garcia de Senna Carneiro

Leia mais

Avaliação de Desempenho

Avaliação de Desempenho Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Sistemas de Computação Avaliação de Desempenho Introdução Aula 1 Marcos José Santana Regina Helena Carlucci Santana

Leia mais

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Etapa:Desenvolvimento de software Disciplina: Auditoria & Qualidade em Sistemas de Informação Professor: Lucas Topofalo Integrantes: Joel Soares de Jesus Luiz R. Bandeira

Leia mais

Projeto de Interface com Usuário

Projeto de Interface com Usuário Projeto de Interface com Usuário Prof. Emilio Cesar Parmegiani UNIP 2013 AULA 4 e NBR ISO/IEC 9126-1 Usabilidade e as Normas NBR ISO 9241-11 e NBR ISO/IEC 9126-1 e NBR ISO/IEC 9126-1 Dilbert, criado pelo

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 6 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 6-10/05/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software (Caps. 13 e 14 do

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica

Leia mais

Modelos de Qualidade de Produto de Software

Modelos de Qualidade de Produto de Software CBCC Bacharelado em Ciência da Computação CBSI Bacharelado em Sistemas de Informação Modelos de Qualidade de Produto de Software Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Leia mais

Instituto Federal Catarinense, Araquari/SC. Aluno do Curso Técnico em Informática Instituto Federal Catarinense Araquari/SC 2

Instituto Federal Catarinense, Araquari/SC. Aluno do Curso Técnico em Informática Instituto Federal Catarinense Araquari/SC 2 SISTEMAS GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO COMO FERRAMENTA DE AUMENTO DE PRODUTIVIDADE E QUALIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE PORTAIS INSTITUCIONAIS: ESTUDO DE CASO DO IFC - ARAQUARI de Oliveira, Thiago Locatelli Candido

Leia mais

Resultados da Pesquisa Virtual: Consulta aos Profissionais do Setor

Resultados da Pesquisa Virtual: Consulta aos Profissionais do Setor Resultados da Pesquisa Virtual: Consulta aos Profissionais do Setor Anexo Gráficos de resultados Perfil entrevistado Perfil por Região do Brasil Qual setor representa 30,0% 28,5% 26,6% 25,9% 25,0% 20,0%

Leia mais

Ferramenta Web de Apoio à Elicitação de Requisitos de Software. Acadêmico: Ivan Wilhelm Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta Web de Apoio à Elicitação de Requisitos de Software. Acadêmico: Ivan Wilhelm Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta Web de Apoio à Elicitação de Requisitos de Software Acadêmico: Ivan Wilhelm Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento Resultados

Leia mais

Adaptação do MEDE-PROS para o processo de Pré-Qualificação do PNAFM

Adaptação do MEDE-PROS para o processo de Pré-Qualificação do PNAFM Encontro da Qualidade e Produtividade em Software Adaptação do MEDE-PROS para o processo de Pré-Qualificação do PNAFM Ana Cervigni Guerra Sônia T. Maintinguer Objetivo do Projeto Elaborar uma proposta

Leia mais

Exercícios de Laboratório 1

Exercícios de Laboratório 1 Tradução do Laboratory Exercise 1 disponível em Exercícios de Laboratório 1 Switches (chaves), Luzes (LEDs) e Multiplexadores

Leia mais

Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF022 Tópicos Avançados. Medição de Sofware

Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF022 Tópicos Avançados. Medição de Sofware Instituto Federal da Bahia Análise e Desenvolvimento de Sistemas INF022 Tópicos Avançados Medição de Sofware Prof. Dr. Renato L. Novais renato@ifba.edu.br Agenda Medição de software Por que medir? Exemplos

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE UM SISTEMA ACADÊMICO: ESTUDO DE CASO NO Q- ACADÊMICO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE UM SISTEMA ACADÊMICO: ESTUDO DE CASO NO Q- ACADÊMICO AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE UM SISTEMA ACADÊMICO: ESTUDO DE CASO NO Q- ACADÊMICO Simone Vasconcelos Silva, Adely R. de A. Salles, Camilo M. S. Neto, Charles P. da C. Cabral, Jaínaldo da Silva, João Vitor

Leia mais

6. QUAIS AS TÉCNICAS E RESPECTIVOS CRITÉRIOS DE TESTE EXISTENTES?

6. QUAIS AS TÉCNICAS E RESPECTIVOS CRITÉRIOS DE TESTE EXISTENTES? 6. QUAIS AS TÉCNICAS E RESPECTIVOS CRITÉRIOS DE TESTE EXISTENTES? Atualmente existem muitas maneiras de se testar um software. Mesmo assim, existem as técnicas que sempre foram muito utilizadas em sistemas

Leia mais

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência?

VOCÊ SABE. O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? VOCÊ SABE O que faz o formador? Quais os requisitos de acesso à profissão de formador? O que é a habilitação própria para a docência? Setembro 2014 www.in-formacao.com.pt Formador/a O formador é o técnico

Leia mais

ISO Sistema de gestão para a sustentabilidade de eventos

ISO Sistema de gestão para a sustentabilidade de eventos ISO 20121 Sistema de gestão para a sustentabilidade de eventos ISO 20121 Objetivo ISO 20121 - Sistemas de gestão de sustentabilidade de eventos. Requisitos e linhas de orientação A ISO 20121 tem como finalidade

Leia mais

Ferramentas colaborativas para profissionais da saúde

Ferramentas colaborativas para profissionais da saúde UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CCBS ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA Ferramentas colaborativas para profissionais da saúde INTRODUCÃO O Núcleo

Leia mais

Fundamentos de Gestão de TI

Fundamentos de Gestão de TI Fundamentos de Gestão de TI Tópico IV Desenho de Serviço (ITIL V3) José Teixeira de Carvalho Neto desenho de serviço desenho de serviço Objetivo: desenhar e especificar serviços novos ou alterados para

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 A ISO 9000-3 é um guia para a aplicação da ISO 9001 para o desenvolvimento, fornecimento e manutenção de software. As

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo tecnológico: AMBIENTE e SAÚDE Habilitação Profissional: Técnico em Farmácia Qualificação:

Leia mais

Gestão baseada em. Competências. Maria Carolina Linhares Paula Galvão de Barba. Autoras do blog Mundo RH Kombo - Todos os direitos reservados

Gestão baseada em. Competências. Maria Carolina Linhares Paula Galvão de Barba. Autoras do blog Mundo RH Kombo - Todos os direitos reservados Gestão baseada em Competências Maria Carolina Linhares Paula Galvão de Barba Autoras do blog Mundo RH 2015 Kombo - Todos os direitos reservados O que é competência? Acredito que a grande maioria das pessoas

Leia mais

SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA ATUAREM NO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID/UNIFESP CAMPUS GUARULHOS. Subprojeto Pedagogia

SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA ATUAREM NO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID/UNIFESP CAMPUS GUARULHOS. Subprojeto Pedagogia SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA ATUAREM NO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID/UNIFESP CAMPUS GUARULHOS Subprojeto Pedagogia EDITAL PROGRAD Nº. 10, de 26 de julho de 2016 A PRÓ-REITORA

Leia mais

Qualidade de Software QUALIDADE DE SOFTWARE PRODUTO

Qualidade de Software QUALIDADE DE SOFTWARE PRODUTO Qualidade de Software QUALIDADE DE SOFTWARE PRODUTO O que é Qualidade de Software Produto? Boa fabricação. Deve durar muito. Bom desempenho. Utilizável tanto em UNIX quanto em DOS. Adaptável às minhas

Leia mais

Prof. Dejair Priebe Ferreira da Silva

Prof. Dejair Priebe Ferreira da Silva Visão Geral Alguns dos desenvolvedores de software continuam a acreditar que qualidade de software é algo com que você começa a se preocupar depois que o código foi gerado. Este é um erro que custa caro.

Leia mais

RAFTool - Ferramenta de Filtragem de Métodos, Classes e Pacotes com Medições Incomuns de Métricas de Software

RAFTool - Ferramenta de Filtragem de Métodos, Classes e Pacotes com Medições Incomuns de Métricas de Software - Ferramenta de Classes e com Medições Incomuns de Métricas de Software Tarcísio Filó 1 Mariza Bigonha 1 Kecia Ferreira 2 1 Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação (PPGCC) Departamento de Ciência

Leia mais

Subsídios e Guia para Elaboração do Plano Trabalho Docente

Subsídios e Guia para Elaboração do Plano Trabalho Docente Subsídios e Guia para Elaboração do Plano Trabalho Docente Plano de Trabalho Docente 2009 Ensino Técnico 1) Preencher com os dados do componente curricular Etec Código: Município: Área Profissional: Habilitação

Leia mais

Normas ISO para Usabilidade

Normas ISO para Usabilidade Normas ISO para Usabilidade Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Departamento de Ciência da Computação Especialização em Informática - Engenharia de Software Alunas: Kecia

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO -

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - CAPÍTULO I Da Natureza, das Finalidades e dos Objetivos Art.

Leia mais

PSP Personal Software Process. Maria Cláudia F. P. Emer

PSP Personal Software Process. Maria Cláudia F. P. Emer PSP Personal Software Process Maria Cláudia F. P. Emer PSP: Personal Software Process Já foram vistas ISO/IEC 9126 foco no produto ISO 9001 e CMM foco no processo de desenvolvimento Critica a essas abordagens

Leia mais

Gestão em Sistema de Informação

Gestão em Sistema de Informação Gestão em Sistema de Informação Prof. José Fernando L. Falcão limafalcao@hotmail.com Disciplina PROJETO E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3º Período 08/02/2011 BIBLIOGRAFIA BÁSICA Sistemas de

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO EM

Leia mais

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS

SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS SUZETE KEINER SOFTWARE EDUCACIONAL PARA ELABORAÇÃO DE PROVAS E EXERCÍCIOS CIOS Orientador: Prof.. Carlos Eduardo Negrão Bizzotto ROTEIRO Introdução Objetivos Informática na Educação Etapas de Implantação

Leia mais

Métricas de Complexidade

Métricas de Complexidade Tema da Aula Estimativas e Métricas - III Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br 9 Pode-se medir a complexidade de um software a partir de 2 enfoques: Medir a complexidade do problema: Funções

Leia mais

Metodologia SciELO. Odila Duru BIREME/OPAS/OMS. I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004

Metodologia SciELO. Odila Duru BIREME/OPAS/OMS. I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004 Metodologia SciELO Odila Duru BIREME/OPAS/OMS I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004 Novas Perspectivas da Comunicação Científica Peer Review

Leia mais

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Manutenção de Software Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Processos de Ciclo de Vida de Software Processos Fundamentais Aquisição Processos de Apoio Documentação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 95 aprovado pela portaria Cetec nº 38 de 30/10/2009 Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Técnico em Mecânica

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 224 aprovado pela portaria Cetec nº 168 de 07/05/2013 Etec Sylvio de Mattos Carvalho Código: 103 Município: Matão Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Manual para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso Manual para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso 1 2 Manual para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE

Leia mais