Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial"

Transcrição

1 Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial Ana Camanho FEUP, 14 de março de 2016

2 Sumário Médias de entrada e numerus clausus Objetivo geral do curso Estrutura do curso Parcerias estratégicas na mobilidade Ligação às empresas Saídas profissionais Empregabilidade

3 Médias de Entrada e Numerus Clausus Na 1ª fase do concurso nacional de acesso no ano letivo 2015/16: 8.5 candidatos ao MIEIG por cada vaga. 4.1 candidatos que colocaram o MIEIG em 1ª opção por cada vaga. 93% dos estudantes colocados tinham o MIEIG em 1ª opção. Ano entrada Designação Nota de acesso Nº total candidatos Nº estudantes N. clausus do curso 1º fase (em 1ª opção) graduados 2016 MIEGI MIEIG 70 18, (288) MIEIG 70 17, (271) MIEIG 70 17, (212) MIEIG 65 17, (211) MIEIG 60 17, MIEIG 60 17, MIEIG 50 17, MIEIG 50 17, LGEI 25 15, LGEI 25 14, LGEI 25 14, LGEI 25 nd 1992 LGEI 25 nd 1991 LGEI 25 nd 1990 LGEI 25 nd total 727

4 Médias de Entrada e Numerus Clausus Comparação com outras instituições de ensino superior (1ª fase do concurso nacional de acesso no ano letivo 2015/16):

5 Objetivo Geral do Curso O objetivo fundamental do Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial (MIEGI) é educar profissionais que combinem: uma sólida formação em engenharia com o domínio de métodos e técnicas de gestão e um conhecimento integrado de uma ampla gama de questões tecnológicas.

6 Estrutura do Curso 8º ano 7º ano 6º ano PRODEGI 3º Ciclo 180 ECTS Doutoramento Ensino em inglês 5º ano 4º ano 3º ano 2º ano 1º ano MIEGI Ciclo Integrado 300 ECTS 2º Ciclo 120 ECTS 1º Ciclo 180 ECTS Mestrado Ensino em inglês Licenciatura Ensino em Português Ensino Secundário Aos estudantes que completem os primeiros 180 ECTS (European Credit Transfer and Accumulation System) do ciclo de estudos será atribuído o grau de Licenciado em Ciências de Engenharia Perfil de Engenharia e Gestão Industrial

7 Principais Áreas Científicas do Curso Simbiose entre a Gestão e a Tecnologia, integrando conhecimentos nas áreas de:

8 1º Ciclo: Componentes de Engenharia e Tecnologia MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL - NOVO PLANO DE ESTUDOS Capacidades Pessoais e Interpessoais 1º ANO 2º ANO 3º ANO 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre Projeto FEUP Matemática Análise Análise Análise Matemática I Matemática II Matemática III Álgebra Linear e Análise Geom. Anal. Numérica Unidade Curricular T TP ECTS Mecânica Aplicada Conceção e Fabrico Energia Automação Mecânica I Mecânica II Resistência dos Materiais Conceção e Fabrico Desenho Desenho assistido Processos de Materiais Industrial por computador Fabrico Mecânica dos Transferância de Gestão de Energia e Termodinâmica Fluidos Calor Ambiente Eletricidade e Sensores e Sistemas Lógicos Informática Eletrónica Atuadores Programáveis Industrial

9 1º e 2º ciclo: Componentes de Gestão Industrial 1º ANO 2º ANO 3º ANO 4º ANO 5º ANO 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre 1º semestre 2º semestre Informática Métodos Quantitativos Gestão de Operações Economia e Gestão Empresarial Progr. de Progr. de Sistemas de Sistemas de Computad. I Computad. II Informação I Informação II Estatística Investigação Investigação Analítica Estatística Multivariada Operacional I Operacional II Empresarial Gestão da Logística Gestão da Projeto em Gestão Produção Manutenção de Operações Gestão da Análise e Modelação Qualidade Total de Processos Gestão Lab. de Empreend. Macroeconomia Microeconomia Contabilidade API Financeira Tecnológico Org. e Gestão Marketing Direito da Empresa Empresarial Controlo de Gestão Dissertação Estratégia Empresarial

10 Parcerias estratégicas de mobilidade Os estudantes do 4º e 5º ano podem concorrer a programas de intercâmbio com universidades parceiras, incluindo: Universidades Europeias (ao abrigo do programa Erasmus), Universidades do Brasil e América Latina (ao abrigo do programa MOBILE), Universidades do resto do mundo (ao abrigo dos acordos de cooperação existentes com a FEUP e/ou a Universidade do Porto) Por ano letivo, cerca de 50 estudantes do MIEGI efetuam períodos de mobilidade (estudos e estágios) em universidades estrangeiras São acolhidos no MIEGI aproximadamente o mesmo número de estudantes estrangeiros. Exemplos de instituições com acordos de parceria com o MIEGI: Universidades Técnicas de Berlim e de Munique (Alemanha), Universidades Técnicas de Delft e Eindhoven (Holanda), Universidade de Lund (Suécia), Universidade Técnica de Tampere, Aalto University (Helsínquia) (Finlândia) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de São Paulo, Universidade Federal de Santa Catarina (Florianópolis) (Brasil).

11 Dissertações em Ambiente Empresarial Dissertações no ano letivo 2014/15: 61 estudantes fizeram dissertações em ambiente empresarial em Portugal 1 estudante fez numa empresa no México 4 estudantes fizeram dissertações académicas na FEUP 144 Propostas de dissertação em empresa aceites Estudantes MIEIG em período de dissertação /10 09/10 10/11 10/11 11/12 11/12 12/13 12/13 13/14 13/14 14/15 14/15 15/16 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem.

12 Colaboração entre o MIEGI e as empresas

13 Saídas Profissionais Industria e Serviços Saídas Profissionais

14 Saídas Profissionais Análise e melhoria do funcionamento das organizações

15 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações

16 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística

17 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade

18 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos

19 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos Marketing

20 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos Marketing Manutenção

21 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos Marketing Manutenção Sistemas de informação

22 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos Marketing Manutenção Sistemas de informação Controlo de gestão

23 Saídas Profissionais Funções de apoio à gestão nas áreas de: Operações Logística Qualidade Análise de processos Marketing Manutenção Sistemas de informação Controlo de gestão Cargos de direção e administração Agentes de inovação e mudança na organização Carreiras como consultores Carreiras de investigação científica

24 Empregabilidade Inquérito aos graduados do MIEIG realizado pela FEUP aos graduados no ano letivo 2013/14 Entre 3 e 6 meses; 6% OBTENÇÃO DO 1º EMPREGO Iniciaram formação após o Mais de 6 término do curso; 3% meses; 3% Ainda não iniciaram atividade; 2% Entre 1 e 3 meses; 20% Antes de terminar o curso; 67% Obtenção 1º emprego nº estudantes % estudantes Antes de terminar o curso 44 67% Entre 1 e 3 meses 13 20% Entre 3 e 6 meses 4 6% Mais de 6 meses 2 3% Iniciaram formação após o término do curso 2 3% Ainda não iniciaram atividade 1 2% (recusou propostas devido à localização) Estudo realizado entre fevereiro e abril de 2015 Total de graduados 69 Total de respostas 66 % de respostas 96%

25 Podem confiar em nós estamos empenhados na construção de um futuro de sucesso para o vosso filho(a).

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA Ciências Econômicas - 1º Semestre de 2017 - Noturno EC2014 0096 - Economia Industrial 0094 - Economia Internacional II 0094 - Economia Internacional II 0093 - Econometria 0093 - Econometria 0097 - Trabalho

Leia mais

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA

FAHOR - FACULDADE HORIZONTINA 10:36:07 Ciências Econômicas - 2º Semestre de 2017 - Noturno EC2014 0100 - Análise de Conjuntura Econômica 0101 - Tópicos Especiais em Economia 0098 - Economia das Empresas 0098 - Economia das Empresas

Leia mais

1º PERÍODO. Carga Horária e Creditação. Total (50') Física I 80 66, Laboratório de Física I 40 33,

1º PERÍODO. Carga Horária e Creditação. Total (50') Física I 80 66, Laboratório de Física I 40 33, 1º PERÍODO Física I 80 66,67 4 4 0 Laboratório de Física I 40 33,33 2 1 1 Laboratório de Computação 40 33,33 2 0 2 Introdução a Engenharia de Produção 60 50 3 3 0 Geometria Analítica 60 50 3 3 0 Química

Leia mais

Mapa de testes finais e exames ano letivo 2013/2014

Mapa de testes finais e exames ano letivo 2013/2014 disc Unidade curricular Sala 1 contabilidade 35 2 1129 contabilidade geral I 15-01-2014 qua 04-02-2014 ter 07-07-2014 seg 01-09-2014 seg 1 contabilidade 35 2 1130 economia 22-01-2014 qua 08-02-2014 sáb

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (MIEIC) João Pascoal Faria

Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (MIEIC) João Pascoal Faria Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (MIEIC) João Pascoal Faria Sumário Importância da Engenharia Informática Médias de entrada e numerus clausus Perfis, áreas científicas e exemplos

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos FUPAC Unidade de Barão de Cocais MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Fundação Presidente Antônio Carlos FUPAC Unidade de Barão de Cocais MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2012 1º PERÍODO Pré Geometria Analítica e Cálculo Vetorial 4 Introdução ao Cálculo 4 Introdução à Engenharia de Produção Introdução à Programação para Engenharia

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DE 2014

ESTRUTURA CURRICULAR DE 2014 PRÓ-REITORIA GRADUAÇÃO ESCOLA POLITÉCNICA ANEXO F ESTRUTURA CURRICULAR 2014 1º semestre S OBRIGATÓRIAS D E AULA TRAB. TOTAL MAC2166 - Introdução à Computação 4 0 60 1 MAT2453 - Cálculo Diferencial e Integral

Leia mais

GRADE HORÁRIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (DIURNO)

GRADE HORÁRIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (DIURNO) GRADE HORÁRIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO (DIURNO) 1º SEMESTRE DE 2015 1 O. PERÍODO ENG076 Introdução à Engenharia de Controle e ENG076 Introdução à Engenharia de Controle

Leia mais

ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG

ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG ANEXO: ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DA UFCG I. CONTEÚDOS BÁSICOS (Carga horária de 1740 horas) 1.1 - FORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA (Carga horária: 1425 horas) 1.1.1 - MATEMÁTICA

Leia mais

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS

3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL CRÉDITOS CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENADORIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA

Leia mais

Produção Aeronáutica

Produção Aeronáutica Curso Técnico Superior Profissional Curso Técnico Superior Profissional Produção Aeronáutica 2016/2017 www.ips.pt facebook.com/instituto.politecnico.setubal CTeSP o que são? Cursos Técnicos Superiores

Leia mais

Horário 2017/1 Ensino de Graduação CEPLAN / UDESC

Horário 2017/1 Ensino de Graduação CEPLAN / UDESC HORÁRIO CEPLAN / UDESC - 1º SEMESTRE / 2017 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO HABILITAÇÃO MECÂNICA 1ª ENG Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado 1EDF103 1EDF103 1BAE103 G1 1BAE103 G2 1BAE103 1IEP003 1BAE103 1IEP003

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologias

Faculdade de Ciências e Tecnologias Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade Nova de Lisboa Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente Duração: 5 anos Grau: Mestrado Coordenador: Maria de Graça Martinho Objectivos: A Engenharia

Leia mais

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE

TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE TABELA DE PRÉ-REQUISITOS ENGENHARIA MECÂNICA INTEGRAL ALTERADA CONGREGAÇÃO DE 21-12-2011 Tabela 5 Seqüência aconselhada para o curso de Engenharia (período integral). U.U.: Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá

Leia mais

REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO

REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO REGIME DE TRANSIÇÃO PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM GESTÃO Normas regulamentares Artigo 1º Objecto O presente documento apresenta as normas regulamentares que são adoptadas na Universidade Aberta para

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 1º SEMESTRE. Carga Horária Teórica Prática

MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 1º SEMESTRE. Carga Horária Teórica Prática Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Total PRÉ- REQUISITO DOCENTES 1. Álgebra e Geometria Analítica 60-60 04 - Me. Luzitelma Maria Barbosa de Castro 2. Desenho aplicado a engenharia 30 30 60 04 -

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA

CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA CURSO DE ENGENHARIA ELETRÔNICA Currículo Novo 200901 Reconhecido pela Portaria Ministerial Nº 1.193, de 08/04/2005 Duração: 3.720 h - 248 créditos, acrescidas de 120 horas de atividades complementares

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR NCET - NÚCLEO DE CIÊNCIAS EXATAS ENGENHARIA MECÂNICA (209 ) Ano: 2016 Turno: MANHÃ Curriculo: 16 CH Total do curso: 4360

MATRIZ CURRICULAR NCET - NÚCLEO DE CIÊNCIAS EXATAS ENGENHARIA MECÂNICA (209 ) Ano: 2016 Turno: MANHÃ Curriculo: 16 CH Total do curso: 4360 Página de. ENGENHARIA MECÂNICA (09 ) Ano: 0 Turno: MANHÃ Curriculo: CH Total do curso: 0 Disciplinas Obrigatórias ª SÉRIE - ENGENHARIA MECÂNICA CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I ENG.000_00 00 DESENHO TÉCNICO

Leia mais

EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS

EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS EXAME DE APROVEITAMENTO DE ESTUDOS DIA 24/07 quarta feira - 19:00 CURSOS/ DISCIPLINAS Disciplinas SALAS DE AULA TODOS OS CURSOS Física I, II, III Q302 Metodologia Cientifica Mecânica Geral Álgebra Linear

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA QUÍMICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 204 Optativos: 18. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA QUÍMICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 204 Optativos: 18. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:08:51 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

Mestrado em Gestão. Sessão de Apresentação Núcleo de Estudantes de Gestão 28 de abril de 2015

Mestrado em Gestão. Sessão de Apresentação Núcleo de Estudantes de Gestão 28 de abril de 2015 Sessão de Apresentação Núcleo de Estudantes de Gestão 28 de abril de 2015 Missão e objetivos Formar profissionais que assumam responsabilidades de gestão nas organizações, capazes de interagir com outros

Leia mais

Mestrado em Matemática e Aplicações

Mestrado em Matemática e Aplicações Mestrado em Matemática e Aplicações Edição 2015/2016 No ano letivo 2015-16 funcionará no Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro uma nova edição do Mestrado em Matemática e Aplicações. O Mestrado

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. COORDENADOR Luciano José Minette

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. COORDENADOR Luciano José Minette UFV Catálogo de Graduação 2011 229 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO COORDENADOR Luciano José Minette minetti@ufv.br 230 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro de Produção ATUAÇÃO O Curso de Engenharia de Produção

Leia mais

Resolução nº 037, de 22 de junho de 2011.

Resolução nº 037, de 22 de junho de 2011. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E SOCIAIS APLICADAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 2008/1

Leia mais

Sumário. 3. Ergonomia. 2. Engenharia da Qualidade 16/03/2011 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFPEL

Sumário. 3. Ergonomia. 2. Engenharia da Qualidade 16/03/2011 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFPEL Sumário PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UFPEL Prof. Amauri Cruz Espírito Santo Prof. Rafael Lipinski Paes Prof. Alejandro Martins Prof. Wolmer Brod Peres Campos de atuação

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Charles Luis da Silva

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Charles Luis da Silva UFV Catálogo de Graduação 2013 141 ENGENHARIA MECÂNICA COORDENADOR Charles Luis da Silva charles.silva@ufv.br 142 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Mecânico ATUAÇÃO O curso de Engenharia Mecânica da

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Física

Mestrado Integrado em Engenharia Física DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 1 Mestrado Integrado em Engenharia Física Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa 1 DGES

Leia mais

Calendário exames Finalistas 2015/2016 (versão ) Design de Jogos Digitais

Calendário exames Finalistas 2015/2016 (versão ) Design de Jogos Digitais Design de Jogos Digitais Desenho Matemática para Jogos /09 09:0 Narrativa Não-Linear Programação I 9/09 09:0 Semiótica Animação D Design D 4/09 09:0 Imagem Programação II /09 09:0 Teoria dos Jogos 0/09

Leia mais

Despacho VRT/RVC-04/2016

Despacho VRT/RVC-04/2016 Despacho VRT/RVC-04/2016 Considerando o disposto no artigo 37.º dos Estatutos da Universidade do Minho, aprovados pelo despacho normativo n.º 61/2008, publicado no Diário da República, n.º 236, de 5 de

Leia mais

HORÁRIOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO /1 (Campus Fapa - Turno Noite)

HORÁRIOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO /1 (Campus Fapa - Turno Noite) HORÁRIOS DO CURSO DE 2017/1 (Campus Fapa Turno Noite) 1º SEMESTRE CURRÍCULO C02 TURMA FNA Raciocínio Lógico e Quantitativo Introdução à Contabilidade Direito das Organizações Introdução à Administração

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 099/2016

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 099/2016 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 099/2016 Altera o Currículo do Curso de Engenharia de Controle e Automação, regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº MEC- 481/2012,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Pró-Reitoria de Graduação Curso de Engenharia Química Campus Diadema

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Pró-Reitoria de Graduação Curso de Engenharia Química Campus Diadema Curso de Matriz Curricular do Curso de - Período Integral 1 o Termo 2 o Termo 3 o Termo 4 o Termo 5 o Termo 6 o Termo 7 o Termo 8 o Termo 9 o Termo 10 o Termo Álgebra Linear e Geometria Analítica Geral

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Charles Luís da Silva

UFV Catálogo de Graduação ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Charles Luís da Silva UFV Catálogo de Graduação 2014 271 ENGENHARIA MECÂNICA COORDENADOR Charles Luís da Silva charles.silva@ufv.br 272 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Mecânico ATUAÇÃO O curso de Engenharia Mecânica

Leia mais

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2016 ADMINISTRAÇÃO 1º PERÍODO # TURNO Noite # Metodologia do Matemática Matemática I Trabalho Científico I I Matemática Metodologia do Trabalho Científico Matemática I Economia Português Instrumental Projeto

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO 1º TERMO Aulas Teóricas Práticas Total Comunicação e Expressão 36-36 Direito 36-36 Cálculo Diferencial e Integral I 72-72 Fundamentos da Administração

Leia mais

HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2017 Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta

HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2017 Horário Segunda Terça Quarta Quinta Sexta HORÁRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 1º PERÍODO 1º SEMESTRE DE 2017 407 Introdução à Engenharia Mecânica (8-9h) e P2 (9-10h) 0171 ICC P2 0165 Física I - T3 908 Oficinas - P2 908 Oficinas P3 0171 ICC

Leia mais

://.pt/ Método orientado para a obtenção de resultados pessoais e académicos. Sólidas competências interpessoais e de comunicação

://.pt/ Método orientado para a obtenção de resultados pessoais e académicos. Sólidas competências interpessoais e de comunicação MARIA DO ROSÁRIO RODRIGUES CO I M B R A p r o f e s s o r a @.pt ://.pt/ SÍ N T E S E Professora do Ensino Superior com 23 anos de Experiência em Investigação e Ensino Método orientado para a obtenção

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DO BARREIRO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE INSTITUTO POLITÉCNICO DE

Leia mais

Grade do curso de Engenharia Química - UNIPAMPA (a partir de abril de 2015) Período Disciplina Código CH C CT CP CSP PR

Grade do curso de Engenharia Química - UNIPAMPA (a partir de abril de 2015) Período Disciplina Código CH C CT CP CSP PR Grade do curso de Engenharia Química - UNIPAMPA (a partir de abril de 2015) Período Disciplina Código CH C CT CP CSP PR Cálculo I BA011004 60 4 4 0 0 - Física I BA010901 60 4 4 0 0 - Geometria Analítica

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO BACHARELADO

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO BACHARELADO FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 / Fone:

Leia mais

Concurso de Docentes Edital Nº

Concurso de Docentes Edital Nº Programa de provas para o Concurso de Docentes Edital Nº 424/14 UFPR Campus Avançado em Jandaia do Sul Rua Dr. João Maximiano, nº 426, Vila Operária Jandaia do Sul/PR CEP: 86900-000 Telefone: (43) 3432-4627

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro IFRJ Campus Paracambi MATRIZ CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

Leia mais

Reitoria. despacho RT-47/2016

Reitoria. despacho RT-47/2016 Reitoria despacho RT-47/2016 Considerando o disposto na Lei nº 37/2003, de 22 de agosto, designadamente no seu artigo 16º, na redação que lhe foi dada pelo artigo 3º da Lei nº. 49/2005, de 30 de agosto;

Leia mais

VISÃO GERAL uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação melhores universidades da Europa uma das mais prestigiadas

VISÃO GERAL uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação melhores universidades da Europa uma das mais prestigiadas PORTUGAL 2014 VISÃO GERAL A Universidade do Porto é uma das mais prestigiadas instituições de ensino e investigação científicas portuguesas, classificada entre as 100-150 melhores universidades da Europa.

Leia mais

SEGUNDO PERÍODO HORAS AULAS TERCEIRO PERÍODO

SEGUNDO PERÍODO HORAS AULAS TERCEIRO PERÍODO FACULDADE DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES n. 11, de 11 de março de 2002) PRIMEIRO PERÍODO CÓDIGO DISCIPLINA CRÉDITO

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV MATEMÁTICA. COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro

Currículos dos Cursos do CCE UFV MATEMÁTICA. COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro 132 MATEMÁTICA COORDENADORA DO CURSO DE MATEMÁTICA Marinês Guerreiro marines@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Matemática forma bacharéis e, ou, licenciados. O Bacharel

Leia mais

LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO

LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO Artigo 1º (Âmbito) O presente plano regula o processo de transição

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola 14 15 Edição Instituto

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Engenharia Civil Cabo Frio SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos tecnológicos

Leia mais

VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008]

VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008] VAGAS, ALUNOS E DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR Apresentação de dados [JUNHO de 2008] Vagas, Alunos e Diplomados no Ensino Superior Apresentação de dados [Junho de 2008] O Gabinete de Planeamento, Estratégia,

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA

CALENDÁRIO DE EXAMES ÉPOCA ESPECIAL TRABALHADOR-ESTUDANTE/FINALISTAS 2013/2014 GESTÃO E INFORMÁTICA GESTÃO E INFORMÁTICA Introdução à Contabilidade 15-Set. 18h00 1 - Ed.1 10-Set. 18h00 1 - Ed.1 Sistemas de Exploração e Aplicações Informáticas 11-Set. 18h00 CI 1 Métodos Matemáticos Gestão e Organização

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico PROET Direção de Ensino Campus Paracambi MATRIZ

Leia mais

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO

XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO XX CONGRESSO ENGENHARIA 2020 UMA ESTRATÉGIA PARA PORTUGAL 17 a 19 de outubro de 2014 ALFÂNDEGA DO PORTO DESAFIOS DA EDUCAÇÃO E QUALIFICAÇÃO Fontainhas Fernandes UTAD 18 de outubro de 2014 Fontainhas Fernandes

Leia mais

Graduação: Administração e Ciências Econômicas. Quadro de disciplinas e carga horária

Graduação: Administração e Ciências Econômicas. Quadro de disciplinas e carga horária Graduação: Administração e Ciências Econômicas Quadro de disciplinas e carga horária 2016 ÍNDICE 1. QUADRO DE DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO... 3 2. QUADRO DE DISCIPLINAS E CARGA

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2017

Horário - 1º Semestre de 2017 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV GAAV Laboratório de Programação de computadores I T1 (Lab. DEMAT) 10:40 12:20 Português Instrumental Programação

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina EMC101 - Expressão Gráfica - Ativa desde: 01/01/2008. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36 TEÓRICA 18

Pré-requisito Coreq Disciplina EMC101 - Expressão Gráfica - Ativa desde: 01/01/2008. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36 TEÓRICA 18 1 de 5 Nível:BACHARELADO Início: 20081 01 - - EMC101 - Expressão Gráfica - Ativa desde: 01/01/2008 EMC102 - Filosofia - Ativa desde: Natureza - OBRIGATÓRIA EMC103 - Física: Cinemática e Dinâmica - Ativa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/ ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/ ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO EDITAL Nº 10/2015 - ESPECÍFICO DE ABERTURA DE CONCURSO A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO, no uso de suas atribuições regimentais e em conformidade

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIDADE VALENÇA 3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIDADE VALENÇA 3 0 PERÍODO CARGA HORÁRIA SEMESTRAL ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS UNIDADE VALENÇA 1 0 PERÍODO GEAL 1101 Cálculo Diferencial e Integral I - - GEAL 1102 Biologia Geral 2 0 0 2 36 - - GEAL 1103 Química Experimental

Leia mais

2º Período Eixo Disciplina CH/aula Pré-requisito Co-requisito 2 Física I 60 Cálculo I 7 Introdução à Prática Experimental 30 X X

2º Período Eixo Disciplina CH/aula Pré-requisito Co-requisito 2 Física I 60 Cálculo I 7 Introdução à Prática Experimental 30 X X ENGENHARIA DE MINAS Atualização em abril/2016 Válida para 1º/2016 MATRIZ CURRICULAR 1º Período 6 Contexto Social e Profissional do Engenheiro de 30 Minas 2 Química 60 Laboratório de Química 6 Português

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CAMPUS: CAMPINAS HORÁRIOS DO 1º SEM/2017

CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CAMPUS: CAMPINAS HORÁRIOS DO 1º SEM/2017 AGRUPADOR: 045AG01S (S11/S12) ENEC00064 CIENCIAS DO AMBIENTE 2 2 01 045GA01S ENEC00198 FISICA GERAL I 4 4 01 T 045GA01S ENEC00207 GEOMETRIA ANALITICA VETORES I 4 4 01 045GA01S ENEC00278 CALCULO DIFERENCIAL

Leia mais

Grade Horária da Engenharia Química - 1º Sem 2016

Grade Horária da Engenharia Química - 1º Sem 2016 Grade Horária da Engenharia Química - 1º Sem 2016 1º PERÍODO NOTURNO 2016 Química Geral (Tuma B) Calculo Diferencial e Integral I Calculo Diferencial e Integral I Introdução à Engenharia Química Metodologia

Leia mais

MEEC. Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores. Índice. MEEC Edição 2008/09 Instituto Superior de Engenharia do Porto

MEEC. Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores. Índice. MEEC Edição 2008/09 Instituto Superior de Engenharia do Porto Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores O Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores destina-se a complementar a formação de profissionais habilitados com o grau de Licenciado, fornecendo

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Química (MIEQ)

Mestrado Integrado em Engenharia Química (MIEQ) Mestrado Integrado em Engenharia Química (MIEQ) Luís Miguel Madeira (Diretor de Curso) Semana Profissão Engenheiro Porto, 29 de março de 205 Sumário Engenharia Química O que é a engenharia química? O que

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA AGRÍCOLA. CRÉDITOS Obrigatórios: 264 Optativos: 6. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA AGRÍCOLA. CRÉDITOS Obrigatórios: 264 Optativos: 6. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:18:33 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais

CRONOGRAMA DE DISCIPLINAS DP/AD SEMESTRE Engenharia Básica / EAD Engenharias. 1º Encontro Avaliação NP1 14/10/ h20 às 19h10 21/10/2016

CRONOGRAMA DE DISCIPLINAS DP/AD SEMESTRE Engenharia Básica / EAD Engenharias. 1º Encontro Avaliação NP1 14/10/ h20 às 19h10 21/10/2016 1/5 CRONOGRAMA DE DISCIPLINAS DP/AD SEMESTRE 2016-2 Engenharia Básica / EAD Engenharias Prof. DOLIMÁRCIO SOUZA PEREIRA (Local: sala 15 A) T1 806W 816W J672 J723 792S ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL NOÇÕES

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA. Semestre: Segundo. Ano: 2016 HORÁRIO

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECATRÔNICA. Semestre: Segundo. Ano: 2016 HORÁRIO Ano: 21 HORÁRIO PRIMEIRO PERÍODO :1 : A FAMAT91 V FAMAT91 V FAMAT91 V FAMAT911 V FAMAT911 V : : B FAMAT91 V FAMAT91 V FAMAT91 V FAMAT911 V FAMAT911 V : 9: C FEMEC111 V FEMEC21 IQUFU911 V* FEMEC21 V* FAMAT911

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: ENGENHARIA DE PETRÓLEO Campus: NITERÓI Missão O Curso de Engenharia de Petróleo da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnica

Leia mais

Engenharia de Inovação. Matriz curricular

Engenharia de Inovação. Matriz curricular Engenharia Inovação Matriz curricular O que é o ISITEC? O Instituto Superior Inovação e Tecnologia ISITEC - é uma instituição ensino superior que implementou no ano 2015 a primeira graduação em Engenharia

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Cálculo Diferencial 06 0 06 120 Desenho Técnico 0 02 02 40 Física I Mecânica da Partícula 04 02 06 120 Projeto

Leia mais

ENGENHARIA ELÉTRICA - HORÁRIO - 1º SEMESTRE 1º SEM / :25

ENGENHARIA ELÉTRICA - HORÁRIO - 1º SEMESTRE 1º SEM / :25 ENGENHARIA ELÉTRICA - HORÁRIO - 1º SEMESTRE 1º SEM / 2016 24-02-2016 11:25 MTM1019 MTM1073 T15 MTM1019 1022 MTM1019 QMC1101 EPG1019 T14 QMC1101 1022 MTM1073 T15 MTM1073 T15 1110 EPG1019 1110 Introdução

Leia mais

Grade Curricular 10/04/ :56:36

Grade Curricular 10/04/ :56:36 Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARGDRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 10/04/2013-13:56:36 Curso : FISICA CÓD.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Diadema

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Diadema SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Diadema 4.9.1 Quadro de Unidades Curriculares As Tabelas 4.9.1 e 4.9.2 mostram a distribuição das Unidades Curriculares s e eletivas, com

Leia mais

041 - ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY

041 - ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY ETEC PROFESSOR BASILIDES DE GODOY SÃO PAULO AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO,

Leia mais

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL PORTUGAL 2015 VISÃO GERAL Com origens que remontam ao século XVIII, a Universidade do Porto é uma prestigiada instituição de ensino e investigação científica portuguesa, classificada entre as 100-150 melhores

Leia mais

Programas de Mobilidade ERASMUS +

Programas de Mobilidade ERASMUS + Programas de Mobilidade ERASMUS + 1 Programas de Mobilidade ERASMUS+ e Outras mobilidades Os Programas de Mobilidade consistem em protocolos de cooperação com outras Instituições do Ensino Superior (IES)

Leia mais

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Os pedidos de inscrição em unidades curriculares que não constem nesta lista devem passar pela aprovação prévia do respetivo Diretor do Curso.

Leia mais

Estratégia da grade de horário padrão do curso de graduação em engenharia de produção mecânica da EESC-USP

Estratégia da grade de horário padrão do curso de graduação em engenharia de produção mecânica da EESC-USP Estratégia da grade de horário padrão do curso de graduação em engenharia de produção mecânica da EESC-USP Fernando César Almada Santos (EESC-USP) almada@prod.eesc.usp.br João Batista Betoni (EESC-USP)

Leia mais

Curso de Graduação em Engenharia, Habilitação em Engenharia Elétrica... Estrutura Curricular:

Curso de Graduação em Engenharia, Habilitação em Engenharia Elétrica... Estrutura Curricular: Curso de Graduação em Engenharia, Habilitação em Engenharia... Estrutura Curricular: Curso: 3 ENGENHARIA ELÉTRICA Currículo: 4 Ênfase: Eletrotécnica Resolução UNESP 33, de 24/6/1988 (ingressantes a partir

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase N.

CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase N. CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase N. Ordem Código COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas Prérequisitos 01 Introdução à informática 04 60 02 Matemática instrumental

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A PROPOSTA DE ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA CURRICULAR PARA 2011 CURSO: ENGENHARIA INDUSTRIAL QUÍMICA (88100)

INFORMAÇÕES SOBRE A PROPOSTA DE ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA CURRICULAR PARA 2011 CURSO: ENGENHARIA INDUSTRIAL QUÍMICA (88100) INFORMAÇÕES SOBRE A PROPOSTA DE ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA CURRICULAR PARA 2011 CURSO: ENGENHARIA INDUSTRIAL QUÍMICA (88100) (Válida para ingressantes após 2005) A) INCLUSÃO DE DISCIPLINA LOQ4046 - Gestão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - CAMPUS AGRESTE CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL GRADE VÁLIDA PARA OS INGRESSANTES EM 2006.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - CAMPUS AGRESTE CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL GRADE VÁLIDA PARA OS INGRESSANTES EM 2006. 1 o ANO 2 o ANO 3 o ANO 4 o ANO 5 o ANO 1 o Semestre 2 o Semestre 3 o Semestre 4 o Semestre 5 o Semestre 6 o Semestre 7 o Semestre 8 o Semestre 9 o Semestre 10 o Semestre e integral 1 CIVL 0080 Geometria

Leia mais

Direito é na Católica

Direito é na Católica é na Católica D UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA FACULDADE DE DIREITO Índice Um Curso de D inovador Dos métodos de ensino ao plano curricular, descubra porque estamos na vanguarda. Internacionalização:

Leia mais

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Podem candidatar-se a este concurso os estudantes internacionais. Para efeitos deste concurso, Estudante Internacional é o estudante

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais 14 15 Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Leia mais

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Controle e Automação (Currículo 3 aprovado pelo CDI em 23/12/15) - Carga Horária Carga Horária Núcleo Básico 1.260h Carga Horária Núcleo Profissionalizante

Leia mais

Quadro 8: Equivalência da matriz curricular vigente em relação à matriz curricular proposta para o Curso de Bacharelado em Ciências Econômicas

Quadro 8: Equivalência da matriz curricular vigente em relação à matriz curricular proposta para o Curso de Bacharelado em Ciências Econômicas .. Quadro de equivalências No Quadro é verificada a equivalência da matriz curricular veigente em relação à matriz curricular proposta para o Curso de Bacharelado em Ciências Econômicas. Quadro : Equivalência

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Álgebra Linear 02 0 02 40 Cálculo Diferencial e Integral I 04 0 04 80 Cálculo Vetorial e Geometria Analítica

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. 1º Período

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. 1º Período MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO 1º Período Código Disciplina CHT 1 CHP 2 CH Total Pré-requisitos Dados I 40 40 80 - Cálculo I 80-80 - Fundamentos da Computação 40-40 - Fundamentos

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA CURRÍCULO DA ÁREA DE FORMAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO DE EMPRESAS AFAGE Licenciatura em Administração e Gestão de Empresas (LAGE) Maputo, Julho

Leia mais

17272 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2015

17272 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2015 17272 Diário da República, 2.ª série N.º 123 26 de junho de 201 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Aviso n.º 7129/201 Em cumprimento do disposto na alínea d) do artigo 4.º da Lei n.º 3/2014, de 20 de junho,

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 46/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, DO CÂMPUS DE ITATIBA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 46/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, DO CÂMPUS DE ITATIBA. RESOLUÇÃO CONSEPE 46/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, DO CÂMPUS DE ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. XIII. Ponderações e Cálculo da Média Final REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. XIII. Ponderações e Cálculo da Média Final REG-001/V00 XIII. Ponderações e Cálculo da Média Final I - LICENCIATURAS GESTÃO DA SEGURANÇA E PROTECÇÃO CIVIL Ciência do Fogo - Metodologia das Ciências Sociais Ciência dos Materiais - Optativas Direito da Protecção

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz

Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz 46 Currículos dos Cursos UFV ADMINISTRAÇÃO COORDENADOR Gilberto Venâncio Luiz gilberto.luiz@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 47 Bacharelado ATUAÇÃO O Administrador é capacitado a gerir recursos de

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Álgebra Linear 02 0 02 40 Cálculo Diferencial e Integral I 04 0 04 80 Cálculo Vetorial e Geometria

Leia mais

Currículo do Curso de Administração

Currículo do Curso de Administração Currículo do Curso de Administração Bacharelado ATUAÇÃO O Administrador é capacitado a gerir quaisquer tipos de recursos mediante o exercício do planejamento, da organização, da direção e do controle,

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de

Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de Diário da República, 2.ª série N.º 241 15 de dezembro de 2014 31529 208283306 INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR Despacho n.º 15198/2014 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º, do Decreto -Lei pelos

Leia mais

PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA

PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA PROPOSTA DE CRIAÇA O DE UM CURSO DE FORMAÇA O NA A REA DE EDUCAÇA O CONTI NUA DIPLOMA DE FORMAÇA O AVANÇADA NOME DO CURSO Português: Formação Avançada em Engenharia da Refinação, Petroquímica e Química

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL Concurso para candidatura ao Regime de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ensino Superior 2015/2016 (Portaria nº401/2007, de 5 de abril, alterado pela Portaria n.º232-a/2013, de 22de

Leia mais