Introdução a Ergonomia e Usabilidade

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução a Ergonomia e Usabilidade"

Transcrição

1 Introdução a Ergonomia e Usabilidade Projeto de Interface Homem- Máquina Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1

2 Agenda Apresentação Definições Gerais Importância Usabilidade e Ergonomia Engenharia da Usabilidade Critérios Ergonomicos Estudo de Caso Conclusão Page 2

3 Page 3

4 Definições Gerais Definição Clássica para o computador Entrada Processamento Saída Page 4

5 Definições Gerais Detalhando ainda mais essa definição, temos: Sistema Usuário ação Interface Aplicação interpretação Page 5

6 Definições Gerais O que é Interface Homem Máquina? 1. É o canal de comunicação entre o homem e o computador, através do qual interagem, visando atingir um objetivo comum. 2. É o conjunto de comandos de controle do usuário + respostas do computador, constituídos por sinais (gráficos, acústicos e tácteis) 3. É parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física, perceptual e conceitualmente. [Moran, 1981] Page 6

7 Definições Gerais O que é Interface Homem Máquina? 1. Interação humano-computador (IHC, interação homem-computador) é o estudo da interação entre pessoas e computadores. É uma matéria multidisciplinar que relaciona a ciência da computação, artes, design, ergonomia, psicologia, sociologia, semiótica, lingüística, e áreas afins. A interação entre humanos e máquinas acontece através da interface do utilizador, formada por software e hardware e conceitualmente. Page 7

8 Definições Gerais Fatores que influenciam na interface homem X máquina Usuários são agentes ativos; Nível cultural do usuário; Níveis diferentes de treinamento para utilização e na absorção desse treinamento; Alguns sistemas feitos por pessoas experts na área de tecnologia; Requisitos de usabilidade são mal definidos; Diferentes tipos de hardware disseminados pelo mercado; Entre outros fatores. Page 8

9 Definições Gerais Interface Ambiente Usuários Tarefa Page 9

10 Definições Gerais Primeiros programas: batch, sem interface Passado : Interfaces do tipo textual Linhas e telas de caracteres Presente: interfaces gráficas novos dispositivos são envolvidos, dia a dia auxílio de som Interfaces mais intuitivas Futuro: ambientes virtuais uso da palavra e dos gestos imagens animadas Page 10

11 Usabilidade e Ergonomia Conceito Norma ISO 9241 Usabilidade como sendo a capacidade que um sistema interativo oferece ao seu usuário, em determinado contexto de operação para a realização de uma tarefa de uma maneira eficaz, eficiente e agradável. Page 11

12 Usabilidade e Ergonomia Ergonomia - é a disciplina científica relacionada ao entendimento das interações entre seres humanos e outros elementos de um sistema, e também é a profissão que aplica teoria, princípios, dados e métodos para projetar a fim de otimizar o bem-estar humano e o desempenho geral de um sistema [AIE, 2000] Page 12

13 Usabilidade e Ergonomia Quando se fala em ergonomia lembramos imediatamente de móveis Sistemas Ergonomicos são aqueles que estão adaptados à maneira como seus usuários realizam suas tarefas. As interfaces com tais características oferecem usabilidade às pessoas que as utilizam. Page 13

14 Importância a) Porque é necessário estabelecer um bom nível de conversação entre o usuário e o sistema computacional; b) A qualidade da interface determina se os usuários aceitam ou recusam um sistema (interesse comercial); Page 14

15 Importância c) Custos de hardware e software barateados permitem que se gaste maior capacidade computacional em troca de conforto para o usuário d) A qualidade da interface é crítica em certas atividades, como: tráfego aéreo ou usinas nucleares Page 15

16 Engenharia da Usabilidade Heurísticas de usabilidade Visibilidade do Estado do Sistema Mapeamento entre o sistema e o mundo real Liberdade e controle do usuário Consistência e Padrões Prevenção de Erros Reconhecer em vez de relembrar Flexibilidade e eficiência de uso Design estético e minimalista Suporte para o usuário reconhecer, diagnosticar e recuperar erros; Ajuda e documentação. Page 16

17 Critérios Ergonomicos Regras de Ouro Perseguir a consistência Fornecer atalhos Feedback informativo Marcar o final dos diálogos Fornecer prevenção e manipulação simples de erros Permitir o cancelamento das ações Fornecer controle e iniciativa dos usuários Reduzir a carga de memória do trabalho Page 17

18 Estudo de Caso Video Page 18

19 Análise do estudo de caso Avaliando as regras de ouro da engenharia da usabilidade e ergonomia Os sistemas foram consistentes entre sí? Conseguimos observar atalhos para o acesso das funcionalidades? As funcionalidades traziam um feedback do que estava acontecendo? Estavam bem marcados os finais dos diálogos? E a prevenção e o tratamento de erros? E o cancelamento das ações? O controle e a iniciativa estavam nas mãos dos usuários? A memória do trabalho está com os usuários ou com o sistema? Page 19

20 Conclusão Algumas relações entre operações dos sistemas X critérios de ergonomia e usabilidade: Considerar as possíveis diferenças entre os níveis dos usuários (experts, iniciantes..), níveis intelectuais, níveis sociais, Considerar o ambiente ao qual o sistema estará inserido; A usabilidade de uma interface não necessáriamente está ligada a critérios artísticos e estéticos Considerar os equipamentos que utilizarão o sistema; E acima de tudo considerar a tarefa que será realizada Page 20

21 Conclusão O que precisamos saber que existem técnicas capazes de garantir a usabilidade e a ergonomia das interfaces e essas técnicas são objetos de estudo dessa disciplina: INTERFACE HOMEM X MÁQUINA Page 21

22 Obrigado!

Interação Humano-Computador Introdução PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Introdução PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Introdução PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução Interface Área de fronteira entre dois espaços físicos ou lógicos. IHC Parte de um sistema computacional com a qual um agente

Leia mais

INTERAÇÃO HOMEM COMPUTADOR. Professora Marcia Pereira Sistemas de Informação

INTERAÇÃO HOMEM COMPUTADOR. Professora Marcia Pereira Sistemas de Informação INTERAÇÃO HOMEM COMPUTADOR Professora Marcia Pereira marciapsm@gmail.com Sistemas de Informação Conteúdo Ementa Metodologia Avaliação Introdução Participação Pré-Atividade Faça uma pesquisa sobre as interfaces

Leia mais

Objetivo do Curso. Introdução à Interação Humano-Computador. Professora: Raquel Oliveira Prates

Objetivo do Curso. Introdução à Interação Humano-Computador. Professora: Raquel Oliveira Prates Introdução à Interação Humano-Computador Professora: Raquel Oliveira Prates http://www.dcc.ufmg.br/~rprates/ihc \ Aula 1: 14/05 1 Objetivo do Curso Apresentação dos conceitos básicos da área de Interação

Leia mais

APLICAÇÕES PARA WEB PRÍNCIPIOS DA IHM. Trabalho feito por: Carolina Maróstica Izabela Diniz Larissa Mendes Sabrina Marinho Yagho Baldansi

APLICAÇÕES PARA WEB PRÍNCIPIOS DA IHM. Trabalho feito por: Carolina Maróstica Izabela Diniz Larissa Mendes Sabrina Marinho Yagho Baldansi APLICAÇÕES PARA WEB PRÍNCIPIOS DA IHM Trabalho feito por: Carolina Maróstica Izabela Diniz Larissa Mendes Sabrina Marinho Yagho Baldansi Varginha, 26 de fevereiro de 2016. Trabalho entregue ao professor

Leia mais

Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares

Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares GQS - Grupo de Qualidade de Software INCoD - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Convergência Digital Juliane Vargas Nunes Thaísa Cardoso

Leia mais

José Alexandre Ducatti. introdução Usabilidade

José Alexandre Ducatti. introdução Usabilidade José Alexandre Ducatti introdução Usabilidade A usabilidade é definida como a capacidade que um sistema interativo oferece a seu usuário, em um determinado contexto de operação, para a realização de tarefas,

Leia mais

Critérios Ergonômicos Ergonomia e Usabilidade

Critérios Ergonômicos Ergonomia e Usabilidade Ergonomia e Usabilidade Projeto de Interface Homem- Máquina Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Agenda Critérios Ergonômicos Exemplos Estudo de caso Page 2 Definições Gerais Proposto pelo INRIA um conjunto

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade I Conceituação. Luiz Leão

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade I Conceituação. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Introdução 1.1 Ergonomia 1.1.1 Ergonomia física e cognitiva 1.2 Usabilidade e Engenharia de Usabilidade 1.3 Interação Humano-Computador. Unidade II

Leia mais

Interacção Pessoa-Computador

Interacção Pessoa-Computador Trabalho Individual 1: Análise de Má Usabilidade no Mircosoft Paint Proposta de Melhorias. Conceitos: (1): Interacção Pessoa-Computador Interacção Pessoa-Computador: - É o estudo da interacção entre o

Leia mais

ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação

ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação ERGONOMIA Notas de Aula-Graduação Análise Ergonômica do Produto Critérios: Bases Conceituais e Funções do Produto Mario S. Ferreira Abril, 2012 HOMEM X MEIO DE PRODUÇÃO X MODO DE PRODUÇÃO AMBIENTE DE TRABALHO

Leia mais

Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares

Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares Customização de Heurísticas de Usabilidade para Celulares GQS - Grupo de Qualidade de Software INCoD - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Convergência Digital Thaísa Cardoso Lacerda Convergência

Leia mais

INTERAÇÃO HUMANO- COMPUTADOR

INTERAÇÃO HUMANO- COMPUTADOR INTERAÇÃO HUMANO- COMPUTADOR Aula - 1 Prof. Eduardo Plano Aula 1 Apresentação da Disciplina Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Motivação Histórico... A Disciplina de IHC Ementa Conceitos fundamentais

Leia mais

Engenharia Semiótica: Uma Alternativa Teórica para Explicar e Fundamentar a Inserção de IHC na Ciência da Computação. Clarisse Sieckenius de Souza

Engenharia Semiótica: Uma Alternativa Teórica para Explicar e Fundamentar a Inserção de IHC na Ciência da Computação. Clarisse Sieckenius de Souza Engenharia Semiótica: Uma Alternativa Teórica para Explicar e Fundamentar a Inserção de IHC na Ciência da Computação Clarisse Sieckenius de Souza Departamento de Informática, PUC Rio clarisse@inf.puc rio.br

Leia mais

Design de Interação. O principal objetivo sempre é proporcionar a máxima interatividade do produto.

Design de Interação. O principal objetivo sempre é proporcionar a máxima interatividade do produto. Design de Interação Design de interação é uma área do design especializada no projeto de artefatos interativos, como websites, PDAs, jogos eletrônicos e softwares. O foco do Design de Interação são as

Leia mais

AULA 01: APRESENTAÇÃO

AULA 01: APRESENTAÇÃO ORGANIZAÇÃO E ARQUITETURA DE COMPUTADORES I AULA 01: APRESENTAÇÃO Prof. Max Santana Rolemberg Farias max.santana@univasf.edu.br Colegiado de Engenharia de Computação QUAIS OS OBJETIVOS DESSA DISCIPLINA?

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Sorocaba Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Faculdade de Tecnologia de Sorocaba Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Faculdade de Tecnologia de Sorocaba Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas INTERAÇÃO HUMANO COMPUTADOR: INTERFACES ATIVIDADE 2 Prof.º Disciplina: Interação Humano Computador Sorocaba Março

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE. Aula 08 - Técnicas para avaliação de interfaces

ENGENHARIA DE USABILIDADE. Aula 08 - Técnicas para avaliação de interfaces Aula 08 - Técnicas para avaliação de interfaces Na aula anterior... Técnicas para modelagem de requisitos The Bridge 1: Expressar os requisitos dos usuários como fluxos de tarefas. 2: Mapear os fluxos

Leia mais

A Importância da Interação Humano-Computador no Desenvolvimento de Softwares

A Importância da Interação Humano-Computador no Desenvolvimento de Softwares A Importância da Interação Humano-Computador no Desenvolvimento de Softwares Rafael Lugli Scorpioni 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil rafaelscorpi@gmail.com,wyllian@unipar.br

Leia mais

Requisitos de Interfaces para Sistemas Críticos

Requisitos de Interfaces para Sistemas Críticos Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre - RS - BRASIL Requisitos de Interfaces para Sistemas Críticos Carla Wandscheer Krieger Langsch Mirella Moura Moro Silvia

Leia mais

Interfaces Pessoa-Máquina. Marielba Silva de Zacarias. Helder Daniel. Introdução

Interfaces Pessoa-Máquina. Marielba Silva de Zacarias. Helder Daniel. Introdução Interfaces Pessoa-Máquina Marielba Silva de Zacarias Helder Daniel Introdução Sumário Definição de IPM Objectivos, importância e benefícios da IPM Quais interfaces? Bons e maus desenhos 2 Definição de

Leia mais

Interação nas aplicações Web em dispositivos móveis: Questões de acesso e usabilidade

Interação nas aplicações Web em dispositivos móveis: Questões de acesso e usabilidade Interação nas aplicações Web em dispositivos móveis: Questões de acesso e usabilidade Humberto Lidio Antonelli * Orientadora: Profa. Dra. Renata Pontin de Mattos Fortes Instituto de Ciências Matemáticas

Leia mais

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia

Prof. Daniel Hasse. Multimídia e Hipermídia Prof. Daniel Hasse Multimídia e Hipermídia AULA 01 O que é multimídia? Prof. Daniel Hasse Livro - Multimídia: conceitos e aplicações Os principais conceitos da tecnologia da multimídia serão abordados

Leia mais

Projeto de Interface Homem- Máquina

Projeto de Interface Homem- Máquina Projeto de Interface Homem- Máquina PCS 013 Profa. Lúcia V. L. Filgueiras Profa. Selma S. S. Melnikoff Projeto de Interface- Homem- Máquina Em geral, esta atividade é realizada na fase de análise ou de

Leia mais

Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web. Guidelines. Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira

Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web. Guidelines. Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira Especialização em Tecnologias de Software para Ambiente Web Guidelines Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Projeto e Avaliação de Interfaces: Ambiente Web Instituto

Leia mais

Métodos de Avaliação de IHC. Capítulo 10 Barbosa e Silva 2010

Métodos de Avaliação de IHC. Capítulo 10 Barbosa e Silva 2010 A Métodos de Avaliação de IHC Capítulo 10 Métodos de Avaliação de IHC Avaliação por inspeção Avaliação heurística Percurso Cognitivo Avaliação por observação Teste de usabilidade Prototipação em papel

Leia mais

Interação Humano-Computador

Interação Humano-Computador Interação Humano-Computador Processo de design 2015.1 http://docente.ifrn.edu.br/daniellefreitas Agenda Design Centrado no Usuário Metas do design Atividades de design Modelos de ciclo de vida Análise

Leia mais

Prototipação. Projeto de Interface Homem-Máquina. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima

Prototipação. Projeto de Interface Homem-Máquina. Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Prototipação Projeto de Interface Homem-Máquina Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima http://magelstudio.com.br/tag /arquitetura-de-informacao/ http://uxp.com.br/tag/iphone Page 2 Agenda Revisão dos Critérios

Leia mais

CI751 Interação Humano-Computador

CI751 Interação Humano-Computador CI751 Interação Humano-Computador Interação Humano-Computador (IHC) Avaliação: usabilidade, acessibilidade... Roberto Pereira rpereira@inf.ufpr.br Artigo Revisão de Literatura 1. Ver descrição do trabalho

Leia mais

Aula 1 O Que é IHC. Prof. Mayk Choji. Interface Homem-Máquina. UniSALESIANO Araçatuba

Aula 1 O Que é IHC. Prof. Mayk Choji. Interface Homem-Máquina. UniSALESIANO Araçatuba Aula 1 O Que é IHC Interface Homem-Máquina Prof. Mayk Choji UniSALESIANO Araçatuba 18 de agosto de 2016 Sumário 1. Introdução 2. Design e Avaliação de IHC 3. Interface Humano-Computador 4. Interação Humano-Computador

Leia mais

Design Centrado no Usuário

Design Centrado no Usuário Universidade Federal do Vale do São Francisco -UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação Design Centrado no Usuário Prof. Jorge Cavalcanti Jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.twitter.com/jorgecav Importância

Leia mais

DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1)

DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br DESIGN DE INTERFACES E USABILIDADE (AULA 1) Apresentações Quem sou eu? Breno Leonardo http://blog.brenoleonardo.com.br

Leia mais

DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema

DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema DEINF - UFMA Especialização em Análise e Projeto de Sistema Interação Humano Computador Prof. Anselmo C. de Paiva Depto de Informática - UFMA O Que é IHC? Interação Homem Máquina Interface homem máquina:

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A1 DATA 10/09/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: 1. Considere as afirmações a seguir:

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2)

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2) Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Sistemas Operacionais (SOP A2) Visão Geral Referências: Sistemas Operacionais Modernos. Andrew S. Tanenbaum. Editora Pearson. 3ª ed. 2010. Seção: 1.1

Leia mais

INF1303 Introdução a Interação Humano-Computador Prova 1 - Parte 1 - Turma: 3VA 17-19h Professora: Maria Lúcia Seixas Data: 27/03/2007.

INF1303 Introdução a Interação Humano-Computador Prova 1 - Parte 1 - Turma: 3VA 17-19h Professora: Maria Lúcia Seixas Data: 27/03/2007. Departamento de Informática INF1303 Introdução a Interação Humano-Computador Prova 1 - Parte 1 - Turma: 3VA 17-19h Professora: Maria Lúcia Seixas Data: 27/03/2007 Aluno: Matrícula: Questão 1 - Engenharia

Leia mais

Interação Humano-Computador

Interação Humano-Computador Interação Humano-Computador Aula 8-01/04/2016 Marcelle Mota http://mpmota.ufpa.br/ihc-en05178/ Contato: mpmota@ufpa.br 2 Agenda O que é design? Perspectivas de design Processos de design de IHC Ciclo de

Leia mais

AVALIAÇÃO DE INTERFACES

AVALIAÇÃO DE INTERFACES Conceitos do Livro: Interação Humano - Computador Simone D. J. Barbosa/Bruno Santana da Silva Orienta o avaliador: Introdução Fazer julgamento sobre a qualidade de uso Identificar problemas do usuário

Leia mais

SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais

SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais QUALIDADE DE PACOTE DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Qualidade de Produto de Software Modelo de Qualidade

Leia mais

UNIP Universidade Paulista Campus Tatuapé SP Ciência da Computação

UNIP Universidade Paulista Campus Tatuapé SP Ciência da Computação Parte 07 Engenharia de Software 7. Interação Homem Computador Um aspecto que se tornou indispensável no desenvolvimento de software é a preocupação em conseguir projetar sistemas interativos mais usáveis.

Leia mais

Interface Humano- Computador (IHC): Avaliação. Isabela Gasparini

Interface Humano- Computador (IHC): Avaliação. Isabela Gasparini Interface Humano- Computador (IHC): Avaliação Isabela Gasparini isabela@joinville.udesc.br Sala F211 Tel: 431-7323 http://www.joinville.udesc.br/dcc/isabela/ Avaliação de Interfaces Usabilidade (ISO 9241)

Leia mais

Uma Introdução à Engenharia Semiótica: Conceitos e Métodos Slides Selecionados e adaptados para aula de INF2706

Uma Introdução à Engenharia Semiótica: Conceitos e Métodos Slides Selecionados e adaptados para aula de INF2706 1 Uma Introdução à Engenharia Semiótica: Conceitos e Métodos Slides Selecionados e adaptados para aula de INF2706 Carla Faria Leitão (PUC-Rio) Milene Selbach Silveira (PUCRS) Clarisse Sieckenius de Souza

Leia mais

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz

Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz Ementário do Curso de Design de Moda - Matriz 2011.1 Disciplina: INTRODUÇÃO AO DESIGN DE MODA (60h) Terminologias e conceitos da área. Descrição dos conceitos da área. Contextualização e processo de moda.

Leia mais

Interação Humano-Computador

Interação Humano-Computador Interação Humano-Computador Avaliação Preditiva Danielle Freitas 2015.1 http://docente.ifrn.edu.br/daniellefreitas Agenda Tipos de avaliação Modelos preditivos GOMS KLM Características e vantagens Avaliação

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 REQUISITOS TECNICO E GERENCIAL ESCOPO (RASCUNHO) CARACTERISTICAS 2 O que são Requisitos? São objetivos ou

Leia mais

IHC E JOGOS DE COMPUTADOR

IHC E JOGOS DE COMPUTADOR IHC E JOGOS DE COMPUTADOR Sumário Motivação Jogos de Computador Jogo X Software IHC Aplicada a Jogos Ergonomia Usabilidade Acessibilidade A Interface de um Jogo A Interface Gráfica Metáforas de Interface

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE

ENGENHARIA DE USABILIDADE ENGENHARIA DE USABILIDADE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 O que você entende por Tecnologia Assistiva no âmbito de IHC? Cite exemplos. Questão 1 Resposta O que você entende

Leia mais

Parte I Conceitos; Parte II Projeto de Interfaces; Parte III Usabilidade na Web.

Parte I Conceitos; Parte II Projeto de Interfaces; Parte III Usabilidade na Web. Universidade Federal do Pará - UFPA Agenda e formas de Avaliação Curso de Especialização em Análise de Sistemas Interfaces Homem - Máquina Carga Horária: 30 h. Prof. Paulo Lima - 2007 Email: paulolima[a]uepa[.]br

Leia mais

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles CP 1015.1 Prof. Msc. Carlos de Salles PROGRAMA 1. CONCEITO DE SISTEMAS 1.1 Sistemas e sua classificação 1.2 Informações e Dados 1.3 O Processamento de Dados 1.4 O Computador e sua História 2. ESTRUTURA

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 3

Sistemas Operacionais Aula 3 Sistemas Operacionais Aula 3 Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://dase.ifpe.edu.br/~alsm Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Informação Recife - PE O que fazer

Leia mais

Prof. Esp. Fabiano Taguchi

Prof. Esp. Fabiano Taguchi UML Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com UML COMPETÊNCIA: Conhecer e desenvolver estudos de caso usando modelagem orientada a objeto. HABILIDADE: Conhecer

Leia mais

CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software

CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software CRITÉRIOS DA USABILIDADE Um auxílio à qualidade do software Simone Vasconcelos Silva Professora de Informática do CEFET Campos Mestre em Engenharia de Produção pela UENF RESUMO Um produto de software de

Leia mais

A melhor interação entre o homem e a máquina

A melhor interação entre o homem e a máquina A melhor interação entre o homem e a máquina André Luís Belini de Oliveira Gerente de Tecnologia de Informação da Alleato Assessoria e Consultoria em TI O contato com aparelhos e ferramentas interativas

Leia mais

Mecanismos de Interrupção e de Exceção, Barramento, Redes e Sistemas Distribuídos. Sistemas Operacionais, Sistemas

Mecanismos de Interrupção e de Exceção, Barramento, Redes e Sistemas Distribuídos. Sistemas Operacionais, Sistemas Arquitetura de Computadores, Arquitetura de Computadores Organização de Computadores, Conjunto de Instruções, Sistemas Operacionais, Sistemas Operacionais, Sistemas Mecanismos de Interrupção e de Exceção,

Leia mais

Introdução à Interação Humano-Computador. Teorias de IHC Engenharia Cognitiva. Fragmentação de IHC

Introdução à Interação Humano-Computador. Teorias de IHC Engenharia Cognitiva. Fragmentação de IHC Introdução à Interação Humano-Computador Teorias de IHC Engenharia Cognitiva Professora: Raquel Oliveira Prates http://www.dcc.ufmg.br/~rprates/ihc \ Aula 1: 14/05 Fragmentação de IHC A grande quantidade

Leia mais

O que é um sistema distribuído?

O que é um sistema distribuído? Disciplina: Engenharia de Software 4 Bimestre Aula 1: ENGENHARIA DE SOFTWARE DISTRIBUÍDO O que é um sistema distribuído? Segundo Tanenbaum e Steen (2007) um sistema distribuído é uma coleção de computadores

Leia mais

Tecnologias. de Informação e Comunicação. 7ºAno. 1.º Período. Aula 5, 6. 1 Magda Lopes

Tecnologias. de Informação e Comunicação. 7ºAno. 1.º Período. Aula 5, 6. 1 Magda Lopes Tecnologias de Informação e Comunicação 7ºAno 1.º Período Aula 5, 6 1 - Introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação. 1.3 Introdução à estrutura e funcionamento de um sistema informático. informático

Leia mais

14 regras práticas para seu aplicativo ou software. engajar os usuários

14 regras práticas para seu aplicativo ou software. engajar os usuários 14 regras práticas para seu aplicativo ou software engajar os usuários produto X usuário Sua empresa tem uma solução interativa digital? Um site? Um aplicativo mobile? Um software? Se sim talvez você já

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Ementa do Curso O treinamento ios+swift Intro foi criado pela Catteno com o intuito de introduzir os alunos em programação de Apps para a plataforma ios (tablets e smartphones), utilizando a linguagem

Leia mais

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES FACULDADE DOS GUARARAPES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES Conceitos Básicos Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br www.romulocesar.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Aula 1: Introdução aos Sistemas Operacionais. Instituto Federal da Bahia INF009 - Sistemas Operacionais Profª Flávia Maristela

Aula 1: Introdução aos Sistemas Operacionais. Instituto Federal da Bahia INF009 - Sistemas Operacionais Profª Flávia Maristela Aula 1: Introdução aos Sistemas Operacionais Instituto Federal da Bahia INF009 - Sistemas Operacionais Profª Flávia Maristela Pensando melhor... Porque cursar a disciplina de S.O.? A disciplina é obrigatória!

Leia mais

Design de sites web e software

Design de sites web e software Design de sites web e software para jornalismo digital Apontamentos do Livro Notícias e Mobilidade de João Canavilhas Introdução Explosão Mobile e Web na última década; Novas práticas de consumo e produção

Leia mais

Realidade Virtual e Interfaces Modernas

Realidade Virtual e Interfaces Modernas Realidade Virtual e Interfaces Modernas Prof. Carlos Henrique Q. Forster IEC-ITA ITA Julho/2005 Ementa Grafos de cenas Animação e Simulação Interação 3D Dispositivos de Entrada e Saída Fatores humanos

Leia mais

Engenharia de Usabilidade e Interface

Engenharia de Usabilidade e Interface Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 O que é Ergonomia? Questão 1 Resposta O que é Ergonomia? É a ciência que estuda as interações entre seres humanos e diferentes sistemas durante

Leia mais

Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann

Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Instalação e Organização de Computadores Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann Prof. Diego Pereira

Leia mais

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 03 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Introdução Geral a Computação Gráfica. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de Computação Gráfica

Introdução Geral a Computação Gráfica. Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de Computação Gráfica Introdução Geral a Computação Gráfica Universidade Católica de Pelotas Curso de Engenharia da Computação Disciplina de 2 Introdução Geral a O que é CG? Áreas de Atuação Definição, Arte e Matemática Mercado

Leia mais

Método de prototipação em papel Comparativo dos métodos de avaliação

Método de prototipação em papel Comparativo dos métodos de avaliação Interface Homem/Máquina Aula 25 Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2011.1/tcc-00.184 Roteiro da Aula de

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

Usabilidade. Capítulo 2. Design Interaction, Cap. 1, Jenny Preece

Usabilidade. Capítulo 2. Design Interaction, Cap. 1, Jenny Preece Usabilidade Capítulo 2 Design Interaction, Cap. 1, Jenny Preece Melhor e Pior? Mau desenho! Porquê? Como é que se cancela a operação? Sumário Desenho de sistemas interactivos Actividades principais do

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais

Curso: Banco de Dados I. Conceitos Iniciais Curso: Conceitos Iniciais Discussão inicial O que são Bancos de Dados? Quais os programas de Bancos de Dados mais conhecidos no mercado? Quais as vantagens do uso de Bancos de Dados nas empresas? Como

Leia mais

PROJETO DE PROGRAMAS. Projeto de Programas PPR0001

PROJETO DE PROGRAMAS. Projeto de Programas PPR0001 PROJETO DE PROGRAMAS Projeto de Programas PPR0001 Desenvolvimento de Software 2 3 Desenvolvimento de Software Análise de Requisitos Distinguir e dividir o sistema em componentes: Analisar os componentes

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE

ENGENHARIA DE USABILIDADE ENGENHARIA DE USABILIDADE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Lista de Exercícios 01 Questão 01 Os problemas de usabilidade configuram-se em dificuldades vivenciadas pelos usuários durante

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 5ª. Série Programação Distribuída A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido

Leia mais

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para aqueles que utilizam

Leia mais

Infra Estrutura Hardware e Software

Infra Estrutura Hardware e Software Infra Estrutura Hardware e Software CEA145 Teoria e Fundamentos de Sistemas de Informação Universidade Prof. Federal George de H. G. Ouro Fonseca Preto DECEA / João Monlevade Universidade

Leia mais

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010

1 Introdução. 1.1 Teoria dos Sistemas 23/4/2010 1 1 Introdução 1.1 Teoria dos Sistemas 1.2 Constituição dos sistemas 1.3 Natureza dos sistemas 1.4 Parâmetros do sistema 1.5 Descrição de sistemas 1.6 Desafios enfrentados no desenvolvimento 1.7 Perfil

Leia mais

Projeto e Organização do

Projeto e Organização do Projeto e Organização do Trabalho Profª. Ms. Eng. Aline Soares Pereira SISTEMAS PRODUTIVOS I Aula 10 Projeto e Organização do Trabalho Princípios gerais de projeto em produção/operações Projeto de processos

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA DEFINIÇÕES / RESUMO Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. 1 NORMAS VISÃO GERAL Qualidade é estar em conformidade com os requisitos dos clientes; Qualidade é antecipar e satisfazer os desejos

Leia mais

ELABORAÇÃO DE WEBSITE COM BASE NA NECESSIDADE DA EMPRESA VISANDO BAIXOS CUSTOS E DESIGN MODERNO

ELABORAÇÃO DE WEBSITE COM BASE NA NECESSIDADE DA EMPRESA VISANDO BAIXOS CUSTOS E DESIGN MODERNO 81 ELABORAÇÃO DE WEBSITE COM BASE NA NECESSIDADE DA EMPRESA VISANDO BAIXOS CUSTOS E DESIGN MODERNO Ricardo COSTACURTA 1 Raphael GARCIA 2 RESUMO: Este artigo relata a construção de um website para suprir

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2012 Paradigmas e Processo de Software Engenharia de Software: Abrangência Engenharia de Software possui

Leia mais

DDL). O resultado da compilação dos parâmetros DDLs é

DDL). O resultado da compilação dos parâmetros DDLs é Banco Dados Aula 2 Linguagens de Banco de Dados e Tipos de Usuários 1. Linguagens de Banco de Dados Um sistema de banco de dados proporciona dois tipos de linguagens: uma específica para os esquemas do

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: INTERFACE HOMEM COMPUTADOR (IHC) Aula N

Leia mais

P ODER J U D I C IÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO

P ODER J U D I C IÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO QUESTIONAMENTO 1 Referência: PREGÃO ELETRÔNICO 003/2012 Objeto: Registro de preços para aquisição de lousa interativa de 87 polegadas com projeção integrada e sistema de áudio. Abaixo as respostas aos

Leia mais

Análise de usabilidade do software de programação de três kits comerciais de robótica educacional.

Análise de usabilidade do software de programação de três kits comerciais de robótica educacional. Análise de usabilidade do software de programação de três kits comerciais de robótica educacional. Rodrigo Sevinhago, Adriana Herden, Marcos Banheti Rabello Vallim UTFPR - Universidade Tecnológica Federal

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Relatório consolidado

Relatório consolidado Problema 1: Tipos de letra adoptados Relatório consolidado P1 Ao longo de todos os menu são utilizados vários tipos de letras em que algumas contem serifas o que dificulta a leitura. H2-4 Consistência

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DESIGN (Vigência a partir do segundo semestre de 2007) Fase Cód. Disciplinas Pré- Requisito Créditos Carga Horária 01 Integração ao Ensino Superior 1 18 02 Oficinas de Integração

Leia mais

Programação Concorrente

Programação Concorrente INE 5410 Programação Concorrente Professor: Lau Cheuk Lung (turma A) INE UFSC lau.lung@inf.ufsc.br Conteúdo Programático 1. 2. Programação Concorrente 3. Sincronização 1. Condição de corrida, região critica

Leia mais

Interação Homem- Máquina (IHM)

Interação Homem- Máquina (IHM) Interação Homem- Máquina (IHM) Prof. Paulo César Fernandes de Oliveira, BSc, MPhil, PhD (Fonte: Pressman, R. Software Engineering: A Practitioner s Approach. McGraw-Hill, 2005) 08/12/11 PCF de Oliveira

Leia mais

IHC-001. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce

IHC-001. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce IHC-001 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br Interação Humano Computador 2 Bacharel em Ciência da Computação Unoeste Universidade do Oeste Paulista

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:25. Centro de Ciências Exatas e Naturais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 07/02/2012 19:25. Centro de Ciências Exatas e Naturais 7// 9:5 Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso: 6 Sistemas de Informação (Noturno) Currículo: / ADM.96.-7 Funções Empresariais I Ementa: Introdução à administração. Conceitos de Organização e Administração.

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica

Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica Introdução à Programação de Computadores Fabricação Mecânica Edilson Hipolito da Silva edilson.hipolito@ifsc.edu.br - http://www.hipolito.info Aula 03 - Conceitos: Hardware, Software, Sistema Operacional

Leia mais

Professor: M. Sc. Cristiano Mariotti

Professor: M. Sc. Cristiano Mariotti Professor: M. Sc. Cristiano Mariotti http://www.mscmariotti.pro.br As informações processadas nos computadores são compostas por caracteres, sendo que cada caractere, representado por 0 ou 1, é chamado

Leia mais

Subsistemas de E/S Device Driver Controlador de E/S Dispositivos de E/S Discos Magnéticos Desempenho, redundância, proteção de dados

Subsistemas de E/S Device Driver Controlador de E/S Dispositivos de E/S Discos Magnéticos Desempenho, redundância, proteção de dados Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Gerência de Dispositivos Subsistemas de E/S Device Driver Controlador de E/S

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE

ENGENHARIA DE USABILIDADE ENGENHARIA DE USABILIDADE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Quais os objetivos da IHC? Questão 1 Resposta Quais os objetivos da IHC? - Socialização da informação; - Aumentar

Leia mais

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica

Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Ciências da Computação Disciplina:Computação Gráfica Professora Andréia Freitas 2013 7 semestre Aula 06 MEMORIA, F. Design para a Internet. 1ª Edição. Rio de Janeiro: Campus, 2005. ALVES, W. P. Crie, anime

Leia mais

AULA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS

AULA SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS AULA 05-06 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Curso: Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Conceitos Banco de Dados Coleção de dados

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. Andrique Amorim

Sistemas Operacionais. Prof. Andrique Amorim Sistemas Operacionais Prof. Andrique Amorim A disciplina Conceitos básicos Arquitetura e organização dos computadores Evolução dos sistemas operacionais Estruturas de sistemas operacionais Gerência de

Leia mais

ao alcance da sua mão

ao alcance da sua mão Ligações ao alcance da sua mão SOLUÇÕES PARA POSTOS DE TRABALHO ESPECIALISTA MUNDIAL EM INFRAESTRUTURAS ELÉTRICAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PARA EDIFÍCIOS FUNCIONALIDADE E ESTÉTICA AO ALCANCE DO UTILIZADOR

Leia mais