OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO TERÇA - FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 N CADERNO PRINCIPAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO TERÇA - FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 N 2425 - CADERNO PRINCIPAL"

Transcrição

1 OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO TERÇA - FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2014 N CADERNO PRINCIPAL SUMÁRIO Governadoria...01 Secretaria de Estado do Planejamento, e Gestão...43 Secretaria de Estado de Finanças...47 Sec. de Estado de Assuntos Estratégicos.49 Secretaria do Estado de Saúde...51 Secretaria de Estado de Educação...73 Sec. de Est. da Seg., Defesa e Cidadania...76 Sec. de Estado de Justiça...80 Defensoria Pública...89 Sec. de Assistência Social...90 Sec. de Estado da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária...94 Departamento de Estradas de rodagem e Transportes...94 Departamento de Obras e Serviços Públicos do Estado de Rondonia...97 Sec. de Estado do Desenvolv. Ambiental.. Camaras Municipais do Interior... Prefeitura Municipal da Capital Prefeituras Municipais do Interior...97 Institutos Municipais... Ineditoriais CONFÚCIO AIRES MOURA Governador MARCO ANTÔNIO DE FARIA Secretário Chefe da Casa Civil Atos do Executivo GOVERNADORIA DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Anulação no valor de R$ ,76 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, nos termos no artigo 8º da Lei n , de 20 de dezembro de 2013, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor das Unidades Orçamentárias Departamento de Estradas e Rodagem - DER/RO, Departamento de Obras e Serviços Públicos - DEOSP, Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Reg. Fundiária - SEAGRI, Superintendência Estadual de Turismo - SETUR, Secretaria de Estado de Justiça - SEJUS, Crédito Adicional Suplementar por Anulação para atendimento de despesas correntes e de capital, até o montante de R$ ,76 (três milhões, trezentos e setenta e cinco mil, oitocentos e setenta e oito reais e setenta e seis centavos) no presente exercício, indicados no Anexo II deste Decreto. WILSON DIAS DE SOUZA Diretor de Imprensa Oficial MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO RECEBIMENTO DE MATÉRIAS: Diariamente, das 07h30min às 13h30min De 2ª a 6ª feira Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de anulação parcial das dotações orçamentárias, indicadas no Anexo I deste Decreto, nos montantes especificados. OBSERVAÇÃO: As matérias encaminhadas para publicação deverão estar formatadas rigorosamente de acordo com as normativas expedidas por este Departamento de Imprensa Oficial, disponível para consulta no site link Norma de Publicação. DO TEXTO: A revisão de textos é de inteira responsabilidade do órgão/cliente emitente. República. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da PUBLICAÇÃO: A Imprensa Oficial do Estado de Rondônia tem o prazo de 03 (três) dias úteis para a publicação de qualquer matéria, a partir da data do seu recebimento. RECLAMAÇÃO: Deverá ser encaminhada por escrito à Diretoria da Imprensa Oficial do Estado de Rondônia, no prazo máximo de (05) dias úteis, após a sua publicação. Diretoria, Administração e Parque Gráfico: Rua Antônio Lacerda, nº 4228-A Bairro Embratel - Setor Industrial. Porto Velho - RO CEP: Fone: (69) CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto - SEFIN

2 2 DOE N 2425 Porto Velho, CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR ANEXO I REDUZ CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR ANEXO II SUPLEMENTA Código Especificação Despesa Fonte de Recurso Valor Código Especificação Despesa Fonte de Recurso Valor DEPARTAMENTO DE ESTRADAS E RODAGEM - DER/RO EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DEPARTAMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS - DEOSP EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN REALIZAR CAMPANHAS EDUCACIONAIS PARA PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO NOS MUNICÍPIOS REALIZAR EXAMES PRÁTICOS E TEÓRICOS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, DESENVOLVIMENTO E REG. FUNDIÁRIA - SEAGRI PROMOVER A QUALIFICAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL INCENTIVAR A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PROMOVER O DESENVOLVIMENTO FUNDIÁRIO E AGRÁRIO SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE TURISMO - SETUR , , , , , , , , , , ,00 500, MANTER A ADMINISTRAÇÃO DA SETUR , SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA - SEJUS ASSEGURAR ASSISTÊNCIA MÉDICA AOS APENADOS IMPLEMENTAR O PROJETO PINTANDO A LIBERDADE , , ,41 TOTAL R$ , DEPARTAMENTO DE ESTRADAS E RODAGEM - DER/RO EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DEPARTAMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS - DEOSP GESTÃO DO PATRIMÔNIO PARA QUALIDADE DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN , , , , , GESTÃO DE PROCESSOS , SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, DESENVOLVIMENTO E REG. FUNDIÁRIA - SEAGRI PROMOVER A INTERMEDIAÇÃO DE MÃO DE OBRA APOIO AS AÇÕES DO PRONAT E DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE TURISMO - SETUR , , , , , , ,00 500, MANTER A ADMINISTRAÇÃO DA SETUR , SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA - SEJUS PROMOVER A PROFISSIONALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO APENADO NO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO , , ,83 TOTAL R$ ,76 DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação no valor de R$ ,00 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, nos termos da Lei n , de 18 de março de 2014, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor da Unidade Orçamentária Departamento de Estradas e Rodagem - DER/RO, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação para atendimento de despesas de capital, até o montante de R$ ,00 (quatro milhões, setecentos e trinta e sete mil, quinhentos reais) no presente exercício, indicados no Anexo I deste Decreto. Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de excesso de arrecadação, indicado no Anexo II deste Decreto e no montante especificado. Parágrafo único. O excesso de arrecadação indicado no caput deste artigo. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto SEFIN

3 DOE N 2425 Porto Velho, CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO I SUPLEMENTA Código Especificação Despesa DEPARTAMENTO DE ESTRADAS E RODAGEM - DER/RO GERENCIAR TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS Fonte de Recurso Valor , ,00 CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO II EXCESSO Código Especificação Tipo TOTAL R$ ,00 Fonte de Recurso Valor RECEITAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS S , TRANSFERÊNCIA DE CONVÊNIOS DA UNIÃO E DE SUAS ENTIDADES OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS DA UNIÃO S ,00 A ,00 DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE TOTAL R$ ,00 Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação no valor de R$ ,00 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, nos termos da Lei n , de 18 de março de 2014, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor da Unidade Orçamentária Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária - SEAGRI, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação para atendimento de despesas correntes e de capital, até o montante de R$ ,00 (três milhões, cento e setenta e três mil, novecentos e cinquenta e um reais) no presente exercício, indicados no Anexo I deste Decreto. Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de excesso de arrecadação, indicado no Anexo II deste Decreto e no montante especificado. Parágrafo único. O excesso de arrecadação indicado no caput deste artigo. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto SEFIN CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO I SUPLEMENTA Código Especificação Despesa SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, DESENVOLVIMENTO E REG. FUNDIÁRIA - SEAGRI APOIAR REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA EXECUTAR AÇÕES DE INFRAESTRUTURA RURAL Fonte de Recurso Valor , , ,00 CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO II EXCESSO Código Especificação Tipo TOTAL R$ ,00 Fonte de Recurso RECEITAS CORRENTES S , TRANSFERÊNCIAS CORRENTES S , TRANSFERENCIAS INTERGOVERNAMENTAIS S , TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO S , OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO A , RECEITAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS S , TRANSFERÊNCIA DE CONVÊNIOS DA UNIÃO E DE SUAS ENTIDADES OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DE CONVÊNIOS DA UNIÃO Valor S ,00 A ,00 DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE TOTAL R$ ,00 Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação no valor de R$ ,13 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, nos termos da Lei n , de 18 de março de 2014, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor da Unidade Orçamentária Fundo Especial do Corpo de Bombeiros Militar - FUNESBOM, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação para atendimento de despesas correntes e de capital, até o montante de R$ ,13 (dez milhões, oitocentos e doze mil, quarenta e três reais e treze centavos) no presente exercício, indicados no Anexo I deste Decreto. Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de excesso de arrecadação, indicado no Anexo II deste Decreto e no montante especificado. Parágrafo único. O excesso de arrecadação indicado no caput deste artigo. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto SEFIN

4 4 DOE N 2425 Porto Velho, CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO I SUPLEMENTA Código Especificação Despesa FUNDO ESPECIAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR - FUNESBOM ASSEGURAR A AQUISIÇÃO DE BENS PERMANENTE DA UNIDADE REALIZAR OBRAS E MELHORIAS DE INFRAESTRUTURA ASSEGURAR A MANUTENÇÃO ADMINISTRATIVA DA UNIDADE Fonte de Recurso Valor , , , , ,62 TOTAL R$ ,13 CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO I Código Especificação Despesa SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AMBIENTAL - SEDAM IMPLEMENTAR A POLÍTICA DE RECURSOS HÍDRICOS E RESÍDUOS SÓLIDOS Fonte de Recurso SUPLEMENTA Valor , , , , , , ,00 TOTAL R$ ,00 CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO II ANEXO EXCESSO Código Especificação Tipo Fonte de Recurso RECEITAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL S , TRANSFERÊNCIA DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS Valor A , RECEITAS CORRENTES S , TRANSFERÊNCIAS CORRENTES S , TRANSFERÊNCIAS DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE A ,62 TOTAL R$ ,13 Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação no valor de R$ ,00 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, nos termos da Lei n , de 18 de março de 2014, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor da Unidade Orçamentária Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM, Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação para atendimento de despesas correntes e de capital, até o montante de R$ ,00 (setecentos e cinquenta mil reais) no presente exercício, indicados no Anexo I deste Decreto. Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de excesso de arrecadação, indicado no Anexo II deste Decreto e no montante especificado. Parágrafo único. O excesso de arrecadação indicado no caput deste artigo. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto SEFIN CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR POR EXCESSO DE ARRECADAÇÃO ANEXO II Código Especificação Tipo Fonte de Recurso EXCESSO RECEITAS CORRENTES S , TRANSFERÊNCIAS CORRENTES S , TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO S , OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO A ,00 DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE Valor TOTAL R$ ,00 Abre no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, Crédito Adicional Suplementar por Anulação no valor de R$ ,00 para reforço de dotações consignadas no vigente orçamento. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição do Estado, e autorização para reprogramação de dotação oriunda de emendas parlamentares, nos termos no artigo 14 da Lei n , de 20 de dezembro de 2013, D E C R E T A: Art. 1º. Fica aberto no Orçamento-Programa Anual do Estado de Rondônia, em favor das Unidades Orçamentárias Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão - SEPOG, Departamento de Estradas e Rodagem - DER/RO, Departamento de Obras e Serviços Públicos - DEOSP, Fundo Especial de Reequipamento Policial - FUNRESPOL, Superintendência Estadual do Esporte da Cultura e do Lazer - SECEL, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Reg. Fundiária - SEAGRI, Crédito Adicional Suplementar por Anulação para atendimento de despesas de capital e corrente, até o montante de R$ ,00 (novecentos e setenta e sete mil reais) no presente exercício, indicados no Anexo II deste Decreto. Art. 2º. Os recursos necessários à execução do disposto do artigo anterior decorrerão de anulação parcial das dotações orçamentárias, indicadas no Anexo I deste Decreto, nos montantes especificados. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador GEORGE ALESSANDRO GONÇALVES BRAGA Secretário - SEPOG WAGNER GARCIA DE FREITAS Secretário Adjunto - SEFIN

5 DOE N 2425 Porto Velho, CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR ANEXO I Código Especificação Despesa SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO - SEPOG Fonte de Recurso REDUZ Valor , ATENDER EMENDAS PARLAMENTARES ,00 DEPARTAMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS - DEOSP , , , , EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS , CRÉDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, DESENVOLVIMENTO E REG. FUNDIÁRIA - SEAGRI DESENVOLVER A SUSTENTABILIDADE DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS ANEXO II Código Especificação Despesa SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO - SEPOG , , , ,00 SUPLEMENTA TOTAL R$ ,00 Fonte de Recurso Valor , ATENDER EMENDAS PARLAMENTARES ,00 DEPARTAMENTO DE ESTRADAS E RODAGEM - DER/RO , , , EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS ,00 DEPARTAMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS - DEOSP , EFETUAR TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS ,00 FUNDO ESPECIAL DE REEQUIPAMENTO POLICIAL - FUNRESPOL , ADQUIRIR BENS PERMANENTES , SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DO ESPORTE DA CULTURA E DO LAZER - SECEL PROMOVER AÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO CULTURAL , , , APOIAR ENTIDADES DESPORTIVAS , SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, DESENVOLVIMENTO E REG. FUNDIÁRIA - SEAGRI DESENVOLVER A SUSTENTABILIDADE DAS COMUNIDADES TRADICIONAIS DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE , , , ,00 TOTAL R$ ,00 Delega competência à ELIANE CRISTINA FARIA, Diretora do Instituto Estadual de Educação Rural Abaitará, para dar posse ao Conselho de Representantes do Instituto. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual, conforme preceitua o artigo 12, da Lei Complementar n. 732, de 3 de outubro de 2013, e nos termos do Decreto n , de 20 de março de 2014, D E C R E T A: Art. 1º. Fica delegada competência à ELIANE CRISTINA FARIA, Diretora do Instituto Estadual de Educação Rural Abaitará, para dar posse ao Conselho de Representantes, responsável por administrar o referido Instituto. Parágrafo único. A competência de que trata o caput deste artigo se aplicará, exclusivamente, à posse dos Conselheiros Representantes. Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO N , DE 25 DE MARÇO Dispensa, a pedido, Policial Militar do Corpo de Voluntários de Militares do Estado da Reserva Remunerada. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V da Constituição Estadual, observando o disposto do artigo 9º, inciso I, da Lei n , de 22 de fevereiro de 2002, D E C R E T A: Art. 1º. Fica dispensado do Corpo de Voluntários de Militares da Reserva Remunerada, a pedido, a contar de 14 de março de 2014, o 2º TEN PM RR RE PAULO RICARDO ORDOQUE SIQUEIRA. Parágrafo único. Em razão do disposto neste artigo, fica o referido Policial Militar revertido à situação em que se encontrava na Reserva Remunerada. Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos administrativos e financeiros a contar de 14 de março de Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO N , DE 25 DE MARÇO Cria o Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres do Campo e da Floresta. O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V da Constituição Estadual, em conformidade com a Lei n , de 22 de fevereiro de 2002, Considerando a Política Nacional de Enfrentamento à Violência, concretizada por meio do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres lançado em 2007, respaldado pela existência do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, de dezembro de 2004, atualizado em 2007 e revalidado em 2011; Considerando a Portaria n. 23, de 2009, da Presidência da República, que estabelece critérios e prioridades para a implementação e a execução do Pacto Nacional pelo Enfrentamento a Violência contra as Mulheres; Considerando a Lei n , de 2006, que cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos do 8º do artigo 226 da Constituição Federal, da Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres e da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher, dispõe sobre a criação dos Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, altera o Código de Processo Penal, o Código Penal e a Lei de Execução Penal; Considerando as Diretrizes Nacionais de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta que prevê a assistência, prevenção, garantia de direitos e enfrentamento à violência contra a mulher no campo e na floresta; Considerando os acordos internacionais que o Brasil é signatário e o Programa Mulher Viver em Violência, lançado em 13 de março de 2013; Considerando a existência do Núcleo de Políticas para as Mulheres na Secretaria de Estado de Assistência Social; Considerando os objetivos estratégicos do Governo em reduzir drasticamente a violência e a criminalidade, e, que esta responsabilidade não depende unicamente do Estado, mas da congregação de esforços dos Poderes Públicos Estaduais e Municipais, do Setor Privado e dos Setores Organizados da Sociedade; Considerando a necessidade de efetivar a correção das desigualdades de gênero mediante a definição de estratégias para atender as mulheres do campo, um dos segmentos mais vulneráveis da população feminina;

6 6 DOE N 2425 Porto Velho, Considerando a importância da promoção da equidade entre o campo e a cidade, visando ao alcance de uma sociedade rondoniense igualitária; Considerando que o Estado foi contemplado com duas unidades móveis para o Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta, atendendo a uma reivindicação das mulheres do campo, D E C R E T A: Art. 1. Fica criado o Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta, no âmbito da Secretaria de Estado de Assistência Social, tendo caráter permanente, com a finalidade de formular e debater propostas de políticas públicas, bem como acompanhar as ações governamentais, relacionadas às mulheres do Campo e da Floresta. Art. 2. O Fórum será presidido e coordenado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e será composto pelos seguintes órgãos governamentais e entidades da sociedade civil: I um representante titular e um suplente da Secretaria de Estado de Assistência Social - SEAS; II um representante titular e um suplente da Casa Civil; III um representante titular e um suplente da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária - SEAGRI; IV um representante titular e um suplente da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM; V um representante titular e um suplente da Secretaria Estadual de Saúde - SESAU; VI um representante titular e um suplente da Secretaria Estadual de Educação - SEDUC; VII um representante titular e um suplente da Secretaria Estadual de Segurança Pública, Defesa e Cidadania SESDEC; VIII um representante titular e um suplente da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher - DEAM; IX um representante titular e um suplente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA; X um representante titular e um suplente do Movimento de Mulheres da Amazônia - MAMA; XI um representante titular e um suplente do Conselho Nacional dos Seringueiros - CNS; XII um representante titular e um suplente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia - FETAGRO; XIII um representante titular e um suplente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG; XIV um representante titular e um suplente do Movimento de Mulheres Camponesas - MMC; e XV - um representante titular e um suplente da Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia - EMATER. Parágrafo único. Os membros referidos nos incisos do caput deste artigo serão designados por ato do Governador do Estado, após indicação dos titulares e suplentes dos órgãos estaduais a que estejam vinculados e, no caso das representantes da sociedade civil, vinculadas ao campo e à floresta das entidades que as representam e às comunidades a que pertencem. Art. 3º. Serão convidados a compor o Fórum, representantes dos órgãos abaixo relacionados: I Tribunal de Justiça; II Ministério Público Estadual; e III Defensoria Pública Estadual. Art. 4º. A Presidência do Fórum será exercida por representante da Secretaria de Estado de Assistência Social, podendo este convidar a participar das reuniões, representantes de órgãos de quaisquer instâncias Federal, Estadual e Municipal que estejam promovendo políticas públicas relacionadas às mulheres do campo e da floresta. Art. 5. Para o seu funcionamento, o Fórum contará com o apoio institucional e técnico-administrativo da Secretaria de Estado de Assistência Social. Art. 6º. O Fórum Estadual de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta reunir-se-á, ordinariamente, a cada 2 (dois) meses e, extraordinariamente, por convocação da Secretaria de Estado de Assistência Social com antecedência mínima de 10 (dez) dias. Art. 7º. A participação do Fórum será considerada prestação de serviço relevante, não remunerada. Art. 8. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO N , DE 25 DE MARÇO DE Altera artigo 96, do Regimento Interno do Conselho Estadual de Educação de Rondônia, aprovado pelo Decreto n , de 11 de junho de O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual, D E C R E T A: Art. 1º. O artigo 96, do Regimento Interno do Conselho Estadual de Educação de Rondônia, aprovado pelo Decreto n , de 11 de junho de 2013, passa a vigorar conforme segue: Art. 96. Será de 8 (oito) o quantitativo de sessões mensais ordinárias remuneradas, pagas por jetons de valor igual a 13, 13% (treze vírgula treze por cento) do total da remuneração inicial do cargo de Professor Classe C, 40 horas, do Quadro de Pessoal Permanente do Estado de Rondônia, por sessão a que comparecerem os respectivos membros do Conselho. Art. 2 º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 25 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a partir de 31 de março de 2014, CLENIO DE AMORIM CORREA, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-08, de Assessor Especial III, da Secretaria de Estado de Justiça. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador

7 DOE N 2425 Porto Velho, DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 3 de março de 2014, CARLOS ALEXANDRE DOS SAN- TOS RODRIGUES, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-03, de Gerente de Manutenção, do Hospital Regional de Cacoal. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. Tornar sem efeito os termos do decreto de 27 de fevereiro de 2014 publicado no diário oficial nº.2412 de 6 de março de 2014 que exonerou, a partir de 3 de março de 2014, FERNANDO VELASQUES GONÇALVES, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-06, de Assessor Técnico de Tomada de Conta Especial, Sindicância e Cont. Interno, da Gerência de Controle Interno, da Secretaria de Estado da Saúde. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a contar de 14 de março de 2014, ALVORINO SOLARIM DA SILVA JUNIOR, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-07, de Membro da Equipe de Apoio ao Pregoeiro, da Superintendência Estadual de Compras e Licitações. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a contar de 6 de março de 2014, MARTA REGIA FERNANDES CHAGAS, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-06, de Assessor I, da Coordenadoria de Regularização Fundiária Rural, da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento, Pecuária e Regularização Fundiária. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a contar de 14 de março de 2014, SD PM 1 RE ALISSON ANTONIO MAIA DE SOUZA, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-05, de Executor Técnico de Licitação, da Superintendência Estadual de Compras e Licitações. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a partir de 1 de abril de 2014, SILVANA MOTA DAVIS, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-04, de Chefe de Núcleo de Controle, Avaliação e Auditoria, da Gerência Regional de Saúde de Ariquemes, da Secretaria de Estado da Saúde. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a contar de 6 de março de 2014, REGIANE LUCAS, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-05, de Chefe de Núcleo de Contabilidade e Controle Interno, da Coordenadoria de Administração e Finanças, da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento, Pecuária e Regularização Fundiária. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 25 de fevereiro de 2014, ADRIANA CELI DE SOUZA FRANÇA, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-04, de Chefe de Núcleo de Vigilância Sanitária, da Gerência Regional de Saúde de Ji- Paraná, da Secretaria de Estado da Saúde. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador R E T I F I C A Ç Ã O: No Decreto de 14 de outubro de 2013, publicado no diário oficial nº 2322 de 17 de outubro de 2013, que nomeou a partir de 1 de novembro de 2013, MARIONETE SANA, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS- 12, de Secretário Adjunto, da Secretaria de Estado da Educação.

8 8 DOE N 2425 Porto Velho, Onde se Lê Leia-se MARIONETE SANA MARIONETE SANA ASSUNÇÃO Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Designar, a contar de 17 de março de 2014, ROGERIO TORRES CAVALCANTI, ocupante do cargo de Ten Cel PM, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal da Polícia Militar, para exercer a Função Gratificada, símbolo FG-5, de Comandante de Batalhão, da Polícia Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Exonerar, a contar de 3 de março de 2014, LILIAN RODRIGUES DA SILVA, do Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-02, de Supervisor de Programas 1, da Secretaria de Estado de Finanças. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 3 de março de 2014, JORLANDO NASCIMENTO DOS DOS SANTOS, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-02, de Chefe de Equipe I, do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 3 de março de 2014, 1TEN BM RE JAIME FERNANDES DA SILVA, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-06, de Assessor Militar, do Corpo de Bombeiros Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Designar, a contar de 3 de março de 2014, JOSE MARIA GISBERT BEZER- RA, ocupante do cargo de cb BM, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal do Corpo de Bombeiros, para exercer a Função Gratificada, símbolo FG-4, de Chefe de Centro, do Corpo de Bombeiros Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 21 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Designar, a contar de 3 de março de 2014, ALANA REGINA ALVES DOS SANTOS FERRAZ, ocupante do cargo de sd BM 1, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal do Corpo de Bombeiros, para exercer a Função Gratificada, símbolo FG-3, de Adjunto, do Corpo de Bombeiros Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 21 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Tornar sem efeito os termos do decreto de 30 de janeiro de 2014 publicado no diário oficial nº.2391 de 31 de janeiro de 2014 que nomeou, no período de 2 de dezembro de 2013 a 28 de abril de 2014, BERENICE CARVALHO BOTELHO, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-07, de Assessor, do Gabinete do Governador. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013,

9 DOE N 2425 Porto Velho, Designar, a contar de 6 de janeiro de 2014, ANTONIO ORTIZ, ocupante do cargo de 3Sgt PM, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal da Polícia Militar, para exercer a Função Gratificada, símbolo FG-2, de Comandante de Grupamento Destacado e Destacamento, da Polícia Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 3 de março de 2014, ARMINDO SILVA FLOR, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-03, de Assistente, do Hospital Regional de Cacoal. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Nomear, a contar de 3 de março de 2014, DANIEL LOPES DE MORAIS, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-02, de Chefe de Equipe I, do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador R E T I F I C A Ç Ã O: No Decreto de 12 de março de 2014, publicado no diário oficial nº 2420 de 18 de março de 2014, que nomeou a contar de 17 de fevereiro de 2014, GUIOMAR FERREIRA DOS SANTOS, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-03, de Assistente, da Superintendência Estadual de Promoção da Paz. Onde se Lê GUIOMAR FERREIRA DOS SANTOS Leia-se GUIOMAR FERREIRA PRATA Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Dispensar, a contar de 3 de fevereiro de 2014, CRISTIAN JOSE GUGLIEL, ocupante do cargo de Agente Penitenciário, matrícula , pertencente ao Quadro de Pessoal Civil do Poder Executivo, da Função Gratificada, símbolo FG-3, de Chefe Geral de Cadeia Pública, da Secretaria de Estado de Justiça. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Dispensar, a contar de 3 de dezembro de 2013, JOSE LEITE DE FIGUEIREDO CISNE, ocupante do cargo de 2Ten PM, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal da Polícia Militar, da Função Gratificada, símbolo FG-3, de Comandante de Pelotão Destacado, da Polícia Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Dispensar, a contar de 30 de dezembro de 2013, SAMUEL AURELIANO MOTA, ocupante do cargo de 3Sgt PM, RE , pertencente ao Quadro de Pessoal da Polícia Militar, da Função Gratificada, símbolo FG-2, de Comandante de Grupamento Destacado e Destacamento, da Polícia Militar. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador DECRETO DE 24 DE MARÇO DE O GOVERNADOR DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 65, inciso V, da Constituição Estadual e, nos termos da Lei Complementar nº 733, de 10 de outubro de 2013, Tornar sem efeito os termos do decreto de 21 de fevereiro de 2014 publicado no diário oficial nº2406 que nomeou, a contar de 1 de janeiro de 2014, 3SGT PM RE LORIVAL MILHOMEM DOS SANTOS, para exercer o Cargo de Direção Superior, símbolo CDS-08, de Gerente Regional, da Secretaria de Estado de Justiça. Palácio do Governo do Estado de Rondônia, em 24 de março de 2014, 126º da República. CONFÚCIO AIRES MOURA Governador

10 10 DOE N 2425 Porto Velho, Controladoria Geral do Estado GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO AVISO DE IMPEDIMENTO DE LICITAR E CONTRATAR COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL Origem: Tribunal de Justiça de Rondônia Processo nº Interessados: Luis Gaston Hinojosa Nunez, CPF/MF n Carmelo Bejarano Roca, CPFn A Controladoria Geral do Estado de Rondônia, no uso de suas atribuições que lhe confere o 2º, art. 7º, da Lei Estadual 2414/2011 c/c art. 23 do Decreto / 2011 e de acordo com o Ofício n 0121/2014/SGCE do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, DETERMINA a inclusão das pessoas naturais nominadas acima no Cadastro de Fornecedores Impedidos de Licitar e Contratar com a Administração Pública Estadual CAGEFIMP, pelo período de 03 (três) anos a contar da publicação deste conforme decisão judicial exarada nos autos supra. Porto Velho (RO), 20 de março de Leonor Schrammel Controlador Geral do Estado AVISO DE IMPEDIMENTO DE LICITAR E CONTRATAR COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL Origem: Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes DER-RO Processo Administrativo nº /2013/DER-RO Interessado:JHV IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS LTDA, CNPJ n / A Controladoria Geral do Estado de Rondônia, no uso de suas atribuições que lhe confere o 2º, art. 7º, da Lei Estadual 2414/2011 c/c art. 23 do Decreto / 2011 e de acordo com o Ofício n 0121/2014/SGCE do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, DETERMINA a inclusão da empresa nominada acima no Cadastro de Fornecedores Impedidos de Licitar e Contratar com a Administração Pública Estadual CAGEFIMP, pelo período de 01 (um) ano a contar da publicação deste. Porto Velho (RO), 20 de março de Leonor Schrammel Controlador Geral do Estado AVISO DE IMPEDIMENTO DE LICITAR E CONTRATAR COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL Origem: Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes DER-RO Processo Administrativo nº /2012/DER-RO Interessado:KCINCO CAMINHÕES E ÔNIBUS LTDA, CNPJ n / A Controladoria Geral do Estado de Rondônia, no uso de suas atribuições que lhe confere o 2º, art. 7º, da Lei Estadual 2414/2011 c/c art. 23 do Decreto / 2011 e de acordo com o Ofício n 0121/2014/SGCE do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, DETERMINA a inclusão da empresa nominada acima no Cadastro de Fornecedores Impedidos de Licitar e Contratar com a Administração Pública Estadual CAGEFIMP, pelo período de 01 (um) ano a contar da publicação deste. Porto Velho (RO), 20 de março de Leonor Schrammel Controlador Geral do Estado SUPEL AVISO JULGAMENTO DE HABILITAÇÃO A Superintendência Estadual de Compras e Licitações - SUPEL/RO, através da Comissão Permanente de Licitações de Obras CPLO, criada através da Portaria nº. 013/GAB/SUPEL/RO, de 18 de março de 2013, comunica o público em geral, em especial às empresas participantes da licitação em epígrafe, o resultado da analise e julgamento da DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO, referente à TOMADA DE PREÇOS N 013/14/CPLO/SUPEL/ RO, decorrente do Processo Administrativo nº SESAU/RO. DA DECISÃO DA COMISSÃO:...HABILITAR as empresas A C FAUSTINO & CIA LTDA - EPP e J S ENGENHARIA LTDA, por terem atendido todas as exigências previstas no edital para essa primeira fase do certame licitatório... NOTIFICAR as empresas do presente resultado através de publicação nos meios de comunicações previstos em Lei, concedendo-lhes o prazo de 05 (cinco) dias úteis após publicação, previstos no art. 109, I, a, da Lei nº /93, combinado com 5º do referido artigo, ficando os autos desde já disponíveis aos interessados para vistas junto a SUPEL/RO e, não havendo interesse das empresas em interpor recurso, solicita-se que seja protocolado o respectivo Termo de Renuncia, a ausência deste implica na renúncia tácita ao direito de prazo e recurso. Maiores informações através do site: Porto Velho/RO, 21 de março de NORMAN VIRÍSSIMO DA SILVA Presidente da CPLO/SUPEL GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES GERÊNCIA DO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 215/2013 PROCESSO ADMINISTRATIVO N /2013 OBJETO: REGISTRO DE PREÇOS DE SACOLAS PLÁSTICAS PARA ATENDER A SESAU PRIMEIRO TERMO ADITIVO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 215/2013 A Superintendência Estadual de Compras e Licitações SUPEL torna público aos interessados, e em especial às empresas detentoras da Ata de Registro de Preços Nº 215/2013, que conforme disposto no artigo 15, 1º, do Decreto Estadual nº /2013, bem como no artigo 65, 1º, da Lei Federal nº 8.666/ 1993, e ainda, de acordo com justificativa fundamentada e parecer jurídico anexado nos autos do processo administrativo em epígrafe, foi efetuado aditivo de 25% (vinte e cinco por cento) no quantitativo registrado dos itens pertencentes à Ata de Registro de Preços em questão, conforme planilha demonstrativa anexa. A vigência deste aditivo será de acordo com a vigência da Ata de Registro de Preços nº 215/2013 O percentual aditivado será efetuado de forma proporcional no quantitativo estimado pelo órgão participante da referida ata. Publique-se no Diário Oficial do Estado. Porto Velho/RO, 21 de Março de FRANCISCO LOPES FERNANDES NETTO Diretor Executivo /SUPEL

11 DOE N 2425 Porto Velho, PRAZOS E CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES PROCESSO N PREGÃO ELETRÔNICO: 633/2013 OBJETO: AQUISIÇÃO DE SACOLAS PLÁSTICAS - SESAU ADITIVO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 0215/2013 A DETENTORA do registro de preços se obriga, nos termos do Edital e deste instrumento, a: 5.1. Retirar a Nota de Empenho junto ao órgão solicitante no prazo de até 05 (cinco) dias, contados da convocação; ITEM ESPECIFICAÇÃO MARCA UND. 1 2 SACOLA PLÁSTICA EM MATERIAL POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE (PLÁSTICO FOSCO, SIMPLES E RESISTENTE), TAMANHO 30CMX40CM, ESPESSURA DE 0,08MM, PERSONALIZADA COM O BRASÃO DO ESTADO DE RONDÔNIA E RESPECTIVOS NOMES: GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA; SECRETARIA DE ESTADO E SAÚDE E GERÊNCIA DE MEDICAMENTOS. SACOLA PLÁSTICA EM MATERIAL POLIETILENO DE ALTA DENSIDADE (PLÁS TICO FOSCO, SIMPLES E RESISTENTE), TAMANHO 36CMX48CM, ESPESSUARA DE 0,08MM, PERSONALIZADA COM O BRASÃO DO ESTADO DE RONDÔNIA E RESPECTIVOS NOMES: GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA; SECRETARIA DE ESTADO E SAÚDE E GERÊNCIA DE MEDICAMENTOS. PPEMBALAGENS PPEMBALAGENS UND UND CONSUMO ESTIMADO PERCENTUAL ADITIVADO QUANTIDADE REGISTRADA + 25% % % GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA Superintendência Estadual de Compras e Licitações ATA DE REGISTRO DE PREÇOS: N 63/2014/SUPEL PREGÃO ELETRÔNICO: 042/2014/CEL/SUPEL/RO PROCESSO: /2013 Pelo presente instrumento, O ESTADO DE RONDÔNIA, através da SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES SUPEL situada à AV. FARQUAR N 2986 COMPLEXO RIO MADEIRA EDIFÍCIO, CURVO 03 RIO JAMARI 1º ANDAR BAIRRO: PEDRINHAS, neste ato representado pelo Superintendente da SUPEL, Senhor Márcio Rogério Gabriel e a(s) empresa(s) qualificada(s) no Anexo Único desta Ata, resolve promover REGISTRO DE PREÇOS para eventual e futura contratação de fornecimento de carimbos, refis e borrachas, de diversos modelos e tamanhos, bem como prestação de serviço de confecção de cópias de chaves de diversos modelos e tamanhos, abertura de cofres, dentre outros, para atender as necessidades da Secretaria de Estado de Finanças SEFIN, conforme Anexo Único desta ata, atendendo as condições previstas no instrumento convocatório e as constantes nesta Ata de Registro de Preços, sujeitando-se as partes às normas constantes da Lei nº /93 e suas alterações, Decreto Estadual nº /13 e suas alterações e em conformidade com as disposições a seguir. 1. DO OBJETO REGISTRO DE PREÇOS para eventual e futura contratação de fornecimento de carimbos, refis e borrachas, de diversos modelos e tamanhos, bem como prestação de serviço de confecção de cópias de chaves de diversos modelos e tamanhos, abertura de cofres, dentre outros, para atender as necessidades da Secretaria de Estado de Finanças SEFIN DA VIGÊNCIA 2.1. O presente Registro de Preços terá validade de 12 (doze) meses, contados a partir de sua publicação no Diário Oficial do Estado A vigência dos contratos decorrentes do Sistema de Registro de Preços será definida nos instrumentos convocatórios, observado o artigo 57 da Lei 8.666, de 1993, conforme Decreto Estadual nº / DA GERÊNCIA DA PRESENTE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 3.1. Caberá à Superintendência Estadual de Compras e Licitações SUPEL a condução do conjunto de procedimentos do certame para registro de preços e gerenciamento da Ata dele recorrente (Decreto /13 artigo 5º, incisos VII e VIII). No entanto, a alocação de recursos, empenhamento, análise do mérito das quantidades adquiridas, bem como a finalidade pública na utilização dos materiais e serviços são de responsabilidade exclusiva do ordenador de despesas do órgão requisitante. 4. DA ESPECIFICAÇÃO, QUANTIDADE E PREÇO 4.1. O preço, a quantidade, o fornecedor e a especificação do item registrado nesta Ata, encontram-se indicados no Anexo I deste instrumento Iniciar o fornecimento do objeto dessa Ata, conforme prazo estabelecido no Termo de Referência e edital de licitações Não será admitida a entrega pela detentora do registro, de qualquer item, sem que esta esteja de posse da respectiva nota de empenho, liberação de fornecimento, ou documento equivalente O objeto e/ou serviço desta ata deverá ser fornecido parcialmente durante a vigência da ata ou contrato, de acordo com as necessidades dos órgãos requerentes, nas quantidades solicitadas pelos mesmos. 6 - D O PRAZO E LOCAL DE ENTREGA 6.1. No recebimento e aceitação de qualquer item, objeto desta Ata de Registro de Preços, serão observadas as especificações contidas no instrumento convocatório Expedida a Nota de Empenho, o recebimento de seu objeto ficará condicionado a observância das normas contidas no art. 40, inciso XVI, c/c o art. 73 inciso II, a e b, da Lei 8.666/93 e alterações PRAZO DE ENTREGA: A contratada terá um prazo de 03 (três) dias, tendo como termo inicial o recebimento da Nota de Empenho ou a assinatura do instrumento de contrato. 6.4.LOCAL/HORÁRIOS: A entrega dos materiais descrito no lote I será na Gerência de Administração e Finanças no setor de material ou patrimônio, no Endereço: Av. Presidente Dutra com Pio XII, s/n bairro Pedrinhas, na cidade de Porto Velho (RO), obedecendo ao horário de expediente de 07h30min às 13h30min horas, de segunda a sexta-feira O local de execução dos serviços descrito no lote II será determinado de acordo com a emissão de Ordem de Serviço, mediante prévia emissão pela Gerência de Administração e Finanças/GAF, de acordo com setores e endereços descritos abaixo: Ite Setores Unidades/Endereços m Gabinete/SEDE Secretaria de Estado de Finanças Assessoria de Gabinete SEFIN/sede - Complexo Rio Madeira - Gerencia de Contas Bancárias do Edifício Rio Jamari - Av. Farquar com Pio XII, Bairro: São Cristóvão, prédio Curvo 3, Tesouro GCBT 6 andar, S/N CEP: Porto Velho - RO Liquidante Geral do Estado Gerência Geral de Finanças GGF Controle interno Gerência de Controle da Dívida Pública GCDP Gerencia de Administração e Finanças/GAF Profisco Gerência de Educação Fiscal GEFE Consit Gabinete da Coordenadoria Gerência de Arrecadação GEAR Gerência de Fiscalização GEFIS Gerencia de Controle de Informação / GEINF Gerencia de Tributação / GETRI Divisão de Produtividade Secretaria de Estado de Finanças SEFIN/sede - Av. Presidente Dutra com Rua Pio XII, s/nº, bairro Pedrinhas, CEP Fone: (69) FAX:(69) Porto Velho RO Coordenadoria da Receita Estadual CRE Av. Presidente Dutra, 4250, bairro Pedrinhas, Fone: (69) CEP Porto Velho - RO Delegacia Regional de Porto Velho Av. Jorge Teixeira, 2507, bairro 03 Agência de Rendas Em Porto Velho TATE Liberdade, Fone:(69) (69) CEP Porto Velho - RO 04 Posto Fiscal da Balsa Av. dos Imigrantes, s/nº bairro Panair, Fone: (69) CEP Porto Velho - RO 05 Posto Fiscal Aeroporto Av. Lauro Sodré, s/nº, bairro Aeroporto Internacional, Fone: (69) CEP Porto Velho - RO Rua: Gonçalves dias nº192, bairro 06 Vara de Execução Fiscal Centro, Fone: (69) ou Porto Velho - RO 07 Posto Fiscal dos Correios Av. Dos Imigrantes Bairro: São Sebastião - Porto Velho-RO Fone: (69)

12 12 DOE N 2425 Porto Velho, DAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 7.1. A empresa detentora da Ata apresentará a Gerência Financeira do Órgão requisitante a nota fiscal referente ao fornecimento efetuado O respectivo Órgão terá o prazo de 10 (dez) dias úteis, a contar da apresentação da nota fiscal para aceitá-la ou rejeitá-la A nota fiscal não aprovada será devolvida à empresa detentora da Ata para as necessárias correções, com as informações que motivaram sua rejeição, contando-se o prazo estabelecido no subitem 6.2. a partir da data de sua reapresentação A devolução da nota fiscal não aprovada, em hipótese alguma, servirá de pretexto para que a empresa detentora da Ata suspenda quaisquer fornecimentos O Estado de Rondônia, através dos órgãos requisitantes, providenciará o pagamento no prazo de até 30 (trinta) dias corridos, contada da data do aceite da nota fiscal. 8. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 8.1. A despesa correrá à conta dos orçamentos informados no Termo de Referência e edital de licitações. Os órgãos participantes poderão celebrar contratos, emitir notas de empenho ou instrumento equivalente, dependendo dos valores envolvidos, conforme previsto no artigo 62 da Lei 8.666/ DAS SANÇÕES NO CASO DE INADIMPLÊNCIA E DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS 9.1 Cobrança pelo Estado, por via administrativa ou judicial, de multa equivalente a 1% (um por cento) do valor estimado pelo item ofertado Suspensão temporária ao direito de licitar e impedimento de contratar com o Estado de Rondônia e cancelamento de seu Certificado de Registro Cadastral no Cadastro de Fornecedores do Estado de Rondônia, conforme período determinado na Lei 8.666/93 e /00, de acordo com a modalidade de licitação. 9.3.Salvo ocorrência de caso fortuito ou de força maior, devidamente justificada e comprovada, o não cumprimento, por parte da empresa detentora da Ata, das obrigações assumidas, ou a infringência de preceitos legais pertinentes, ensejará a aplicação, segundo a gravidade da falta, das seguintes penalidades: Advertência, sempre que for constatada irregularidade de pouca gravidade, para as quais tenha a Contratada concorrida diretamente, ocorrência que será registrada no Cadastro de Fornecedores do Estado de Rondônia; Multa de 0,2% (dois décimos por cento) ao dia, por atraso no fornecimento e por entrega em desacordo com as especificações estabelecidas neste Edital, até o décimo dia corrido; Multa de 10% (dez por cento), na hipótese de inexecução parcial ou total de cada Nota de Empenho, calculada sobre o valor total da inadimplência ou na hipótese do não cumprimento de qualquer das obrigações assumidas; 9.4. As multas serão, após regular processo administrativo, descontadas dos créditos da empresa detentora da Ata ou, se for o caso, cobrada administrativa ou judicialmente As penalidades previstas neste item têm caráter de sanção administrativa, conseqüentemente, a sua aplicação não exime a empresa detentora da Ata da reparação das eventuais perdas e danos que seu ato venha acarretar ao Estado de Rondônia As penalidades são independentes e a aplicação de uma não exclui a das demais, quando cabíveis Na hipótese de apresentar documentação inverossímil ou de cometer fraude, o licitante poderá sofrer, sem prejuízo da comunicação do ocorrido ao Ministério Público, quaisquer das sanções adiante previstas, que poderão ser aplicadas cumulativamente: 9.9. Desclassificação, se a seleção se encontrar em fase de julgamento; 9.10 Cancelamento do preço registrado, procedendo-se à paralisação do fornecimento O preço registrado poderá ser cancelado pela Administração Pública, nos termos do Artigo 24 e 25 do Decreto /13, quando: A Detentora do Registro deixar de cumprir total ou parcial as condições da Ata de Registro de Preços A Detentora do Registro não retirar a nota de empenho ou instrumento equivalente no prazo estabelecido, sem justificativa aceita pela Administração; A detentora incorrer reiteradamente em infrações previstas no Edital; A Detentora do Registro praticar atos fraudulentos no intuito de auferir vantagem ilícita; Não aceitar reduzir o seu preço registrado, na hipótese deste se tornar superior aqueles praticados no mercador ou sofrer sanção prevista nos incisos III ou IV do caput do artigo 87 da Lei 8.666/93 ou no artigo 7º da Lei / Por razões de interesse público, mediante despacho motivado, devidamente justificado O cancelamento do registro nas hipóteses nos sub itens , , será formalizado por despacho do órgão gerenciador, assegurado o contraditório e a ampla defesa O cancelamento do registro nas hipóteses dos sub itens e acarretará ainda a aplicação das penalidades cabíveis, assegurado o contraditório e a ampla defesa O cancelamento do registro de preços poderá ocorrer por fato superveniente, decorrente de caso fortuito ou força maior, que prejudique o cumprimento da ata, devidamente comprovados e justificados: por razões de interesse público ou a pedido do fornecedor UTILIZAÇÃO DA ATA Nos termos do Artigo 26 do Decreto Estadual /13, esta Ata de Registro de Preços, durante a sua vigência, poderá ser utilizada por qualquer órgão ou entidade da Administração Pública Estadual que não tenha participado do certame licitatório, mediante anuência do órgão gerenciador É facultada aos órgãos s ou entidades municipais, distritais ou estaduais a adesão a ata de registro de preços da Administração Pública Estadual Caberá ao fornecedor beneficiário da Ata de Registro de Preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento decorrente da adesão, desde que não prejudique as obrigações presentes e futuras da ata, assumidas com o órgão gerenciador e órgãos participantes As aquisições ou contratações adicionais não poderão exceder, por órgão ou entidade, a 100% dos quantitativos dos itens do instrumento convocatório e registrados na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes As adesões à ata de registro de preços não poderão exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem Caberá ao órgão que se utilizar da ata, verificar a vantagem econômica da adesão a este Registro de Preço. 11- DA ALTERAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS De acordo com artigo 21 e 22 do Decreto Estadual /2013 os preços registrados poderão ser revistos em decorrência de eventual redução dos preços praticados no mercado ou de fato que eleve o custo dos serviços ou bens registrados, cabendo ao órgão gerenciador promover as negociações junto aos fornecedores, observadas as disposições contidas na alínea d do inciso II do caput do artigo 65 da Lei 8.666/93

13 DOE N 2425 Porto Velho, Quando o preço registrado tornar-se superior ao preço praticado no mercado por motivo superveniente, o órgão gerenciador convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado Os fornecedores que não aceitarem reduzir seus preços aos valores praticados pelo mercado serão liberados do compromisso assumido, sem aplicação de penalidade A ordem de classificação dos fornecedores que aceitarem reduzir seus preços aos valores de mercado observará a classificação original Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados, e o fornecedor não puder cumprir o compromisso, o órgão gerenciador poderá: liberar o fornecedor do compromisso assumido, caso a comunicação ocorra antes do pedido de fornecimento, sem aplicação de penalidade se confirmada a veracidade dos motivos e comprovantes; convocar os demais fornecedores para assegurar igual oportunidade de negociação; Não havendo êxito nas negociações, o órgão gerenciador deverá proceder a revogação do item da ata de registro de preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa. 12. DAS OBRIGAÇÕES DA DETENTORA DO REGISTRO 12.1 Substituir em qualquer tempo e sem qualquer Ônus para o Órgão/Entidade toda ou parte da remessa devolvida pela mesma, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, caso constatada divergência na especificação; 12.2 Dispor-se a toda e qualquer fiscalização, no tocante ao fornecimento do produto, assim como ao cumprimento das obrigações previstas na ATA; 12.3 Prover todos os meios necessários à garantia da plena operacionalidade do fornecimento, inclusive considerados os casos de greve ou paralisação de qualquer natureza; 12.4 A falta de quaisquer dos produtos cujo fornecimento incumbe ao detentor do preço registrado, não poderá ser alegada como motivo de força maior para o atraso, má execução ou inexecução dos serviços objeto deste contrato e não a eximirá das penalidades a que está sujeita pelo não cumprimento dos prazos e demais condições estabelecidas; 12.5 Comunicar imediatamente à Administração Pública qualquer alteração ocorrida no endereço, conta bancária e outros julgáveis necessários para recebimento de correspondência; 12.6 Respeitar e fazer cumprir a legislação de segurança e saúde no trabalho, previstas nas normas regulamentadoras pertinentes; 12.7 Fiscalizar o perfeito cumprimento do fornecimento a que se obrigou, cabendolhe, integralmente, os ônus decorrentes. Tal fiscalização dar-se-á independentemente da que será exercida pela Administração Pública Indenizar terceiros e/ou ao Órgão/Entidade, mesmo em caso de ausência ou omissão de fiscalização de sua parte, pelos danos causados por sua culpa ou dolo, devendo a contratada adotar todas as medidas preventivas, com fiel observância às exigências das autoridades competentes e às disposições legais vigentes; 12.9 Toda e qualquer tipo de autuação ou ação que venha a sofre em decorrência do fornecimento em questão, bem como pelos contratos de trabalho de seus empregados, mesmo nos casos que envolvam eventuais decisões judiciais, eximindo o Órgão/Entidade de qualquer solidariedade ou responsabilidade; Todos os impostos e taxas que forem devidos em decorrência das contratações do objeto do Edital correrão por conta exclusiva da contratada; 13. DAS OBRIGAÇÕES DOS ÓRGÃOS REQUISITANTES Proporcionar todas as facilidades indispensáveis à boa execução das obrigações contratuais; 13.2 Rejeitar, no todo ou em parte, os objetos desta Ata entregues em desacordo com as obrigações assumidas pelo fornecedor; 13.3 Notificar a CONTRATADA de qualquer irregularidade encontrada no fornecimento dos objetos desta Ata; 13.4 Efetuar o pagamento à(s) contratada(s) de acordo com as condições de preços e prazos estabelecidos no edital e ata de registro de preços 13.5 Nenhum pagamento será efetuado à empresa adjudicatária, enquanto pendente de liquidação qualquer obrigação. Esse fato não será gerador de direito a reajustamento de preços ou a atualização monetária Não haverá, sob hipótese alguma, pagamento antecipado. 14. DOS ÓRGÃOS PARTICIPANTES: É participante desta ata o seguinte órgão pertencente à Administração Pública do Estado de Rondônia: SEFIN SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS 15 - DISPOSIÇÕES GERAIS A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações de que deles poderão advir, facultada a realização de licitação específica para a aquisição pretendida, sendo assegurada à Detentora do registro de preços a preferência em igualdade de condições Fica a Detentora ciente que a publicidade da ata de registro de preços na imprensa oficial terá efeito de compromisso nas condições ofertadas e pactuadas na proposta apresentada à licitação A Ata de Registro de Preços, os ajustes dela decorrentes, suas alterações e rescisões obedecerão ao Decreto Estadual /13, Lei Federal nº 8.666/ 93, demais normas complementares e disposições desta Ata e do Edital que a precedeu, aplicáveis à execução e especialmente aos casos omissos Fazem parte integrante desta Ata, para todos os efeitos legais: o Edital de Licitação e seus anexos, bem como, o ANEXO ÚNICO desta ata que contém os preços registrados e respectivos detentores Fica eleito o foro do Município de Porto Velho/RO para dirimir as eventuais controvérsias decorrentes do presente ajuste. ÓRGÃO GERENCIADOR: MÁRCIO ROGÉRIO GABRIEL Superintendente Estadual de Compras e Licitações GENEAN PRESTES DOS SANTOS Gerente do Sistema de Registro de Preços EMPRESA(S) DETENTORA(S): Qualificada(s) no Anexo Único desta Ata

14 14 DOE N 2425 Porto Velho, GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SUPEL Nº DO PROCESSO: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 63/2014 OBJETO: AQUISIÇÃO DE CARIMBOS, REFIS E BORRACHAS, DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CÓPIAS DE CHAVES DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, ABERTURA DE COFRES E OUTROS. ANEXO ÚNICO DA ATA Nº DO PREGÃO ELETRÔNICO: 042/2014 DATA DE PUBLICAÇÃO NO DOE: 25/03/2014 DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 11/03/2014 CONSUMO ITEM ESPECIFICAÇÃO ESTIMADO UNID. MARCA PREÇO PREÇO MERCADO REGISTRADO DIF. % DETENTORA 0001 Carimbo confeccionado em fotopolymero, com base em madeira, medindo até 20cm², cobrado ao preço unitário Carimbo em fotopolymero, com base em madeira, medindo acima de 20cm² até 50cm², cobrado ao preço unitário Carimbo auto-entintado, acrílico, retangular, retrátil com mola, medindo 2,60cm x 1,00cm, parte descritiva a ser confeccionada em fotopolymero 0004 Carimbo auto-entintado, acrílico, retangular, retrátil com mola, medindo 3,80cm x 1,40cm, parte descritiva a ser confeccionada em fotopolymero 0005 Carimbo auto-entintado, acrílico, retangular, retrátil com mola, medindo 4,50cm x 1,70cm, parte descritiva a ser confeccionada em fotopolymero 0006 Carimbo auto-entintado, acrílico, retangular, retrátil com mola, medindo 6,00cm x 4,00 cm, par te descritiva a ser confeccionada em fotopolymero 0007 Carimbo auto-entintado datador, conjugado com palavras de texto, acrílico, retangular, retrátil com mola, com caracteres de data em 4mm e palavr as de texto ti po: PAGO, RECEBIDO, ENVIADO, CONFERIDO, CANCELADO AUTORIZADO, LANÇADO, EM BRANCO, ARQUIVADO, EXECUTADO ANULADO, DIGITADO, cobrado ao preço unitário 0008 Borracha (parte descritiva) com adesivo auto-colante para carimbo auto-entintado, medindo 2,60cm x 1,00cm 0009 Borracha (parte descritiva) com adesivo auto-colante para carimbo para carimbo auto-entintado, medindo 3,80cm x 1,40cm 0010 Borracha (parte descritiva) com adesivo auto-colante para carimbo para carimbo auto-entintado, medindo 4,50cm x 1,70cm 0011 Borracha (parte descritiva) com adesivo auto-colante para carimbo para carimbo auto-entintado, medindo 6,00cm x 4,00cm 50,00 UNIDADE NACIONAL R$ 15,67 R$ 9,00-42,57 LAJA LTDA - ME 50,00 UNI DADE NACIONAL R$ 21,67 R$ 17,50-19, 24 LAJA LTDA - ME 130,00 UNI DADE NACIONAL R$ 25,67 R$ 24,00-6,51 LAJA LTDA - ME 130,00 UNI DADE NACIONAL R$ 31,67 R$ 28,00-11, 59 LAJA LTDA - ME 130,00 UNI DADE NACIONAL R$ 36,67 R$ 33,00-10, 01 LAJA LTDA - ME 130,00 UNI DADE NACIONAL R$ 73,33 R$ 60,00-18, 18 LAJA LTDA - ME 150,00 UNI DADE NACIONAL R$ 69,00 R$ 60,00-13, 04 LAJA LTDA - ME 200,00 UNIDADE NACIONAL R$ 11,33 R$ 8,90-21,45 LAJA LTDA - ME 200,00 UNIDADE NACIONAL R$ 13,00 R$ 8,90-31,54 LAJA LTDA - ME 200,00 UNIDADE NACIONAL R$ 14,67 R$ 9,00-38,65 LAJA LTDA - ME 200,00 UNIDADE NACIONAL R$ 16,67 R$ 9,00-46,01 LAJA LTDA - ME SIRP - Sistema Informatizado de Registro de Preços Anexo gerado em24/03/ :58:47 Página 1 GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SUPEL Nº DO PROCESSO: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 63/2014 Nº DO PREGÃO ELETRÔNICO: 042/2014 DATA DE PUBLICAÇÃO NO DOE: 25/03/2014 OBJETO: AQUISIÇÃO DE CARIMBOS, REFIS E BORRACHAS, DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 11/03/2014 CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CÓPIAS DE CHAVES DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, ABERTURA DE COFRES E OUTROS Carimbo datador, contendo 02 (duas) colunas, com 09 (nove) dígitos, de (0 a 9), refer ente aos dias, 01 (uma) coluna referente aos meses e 04(quatro) colunas, com 09 (nove) dígitos de (0 a 9), para a impressão do ano. Todas as colunas serão em sistema rotativo, com a finalidade de serem adequadas as datas de acordo com as necessidades. 40,00 UNIDADE NACIONAL R$ 216,67 R$ 180,00-16,92 LAJA LTDA - ME 0013 Carimbo numerador, com 04 (quatro) colunas rotativas, com 09 (nove) dígitos, de (0 a 9) Refil de reposição para carimbo auto-entintado, medindo 2,60cm x 1,00cm 0015 Refil de reposição para carimbo auto-entintado, medindo 3,80cm x 1,40cm 0016 Refil de reposição para carimbo auto-entintado, medindo 4,50cm x 1,70cm 0017 Refil de reposição para carimbo auto-entintado, medindo 6,00cm x 4,00cm 0018 Refil de reposição para carimbo auto-entintado datador, conjugado com palavras de texto, acrílico, retangular, retrátil com mola, com caracteres de data em 4mm e palavras de texto tipo: PAGO, RECEBIDO, ENVIADO, CONFERIDO, CANCELADO AUTORIZO, LANÇADO, LIQUIDADO, ARQUIVO, ANULADO, DIGITADO 40,00 UNI DADE NACIONAL R$ 161, 67 R$ 45,00-72, 17 LAJA LTDA - ME 200,00 UNI DADE NACIONAL R$ 11,67 R$ 9,00-22, 88 LAJA LTDA - ME 200,00 UNI DADE NACIONAL R$ 13,00 R$ 10,00-23, 08 LAJA LTDA - ME 200,00 UNI DADE NACIONAL R$ 14,67 R$ 11,00-25, 02 LAJA LTDA - ME 200,00 UNI DADE NACIONAL R$ 16,67 R$ 13,00-22, 02 LAJA LTDA - ME 300,00 UNI DADE NACIONAL R$ 16,67 R$ 13,00-22, 02 LAJA LTDA - ME 0019 Cópi a de chave si mples 40,00 UNI DADE SEM MARCA R$ 5,33 R$ 5,00-6,19 LAJA LTDA - ME 0020 Fechadura Simples para Móveis (Armários e Gavetas mater ial em MDF e Madeira) com instalação 100,00 UNIDADE NACIONAL R$ 125,00 R$ 120,00-4,00 LAJA LTDA - ME 0021 Fechadura para portas de divisória com instalação 30,00 UNIDADE NACIONAL R$ 158,33 R$ 150,00-5,26 LAJA LTDA - ME 0022 Fechadura para porta de Blindex com instalação 30,00 UNIDADE NACIONAL R$ 186,67 R$ 180,00-3,57 LAJA LTDA - ME 0023 Fechadura para portas de Madeira com Instalação 30,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 128, 33 R$ 120, 00-6,49 LAJA LTDA - ME 0024 Troca de Segredo de Fechadura de Portas (modelo: divisória) 0025 Troca de Segredo de Fechadura de Portas (modelo: Blindex) 0026 Troca de Segredo de Fechadura de Portas (modelo:madeira) 0027 Troca de Segredo de Fechadura de Móveis (material:em MDF e Madeira ) 0028 Troca de Segredo de Fechadura de Móveis (material: Madeira) 45,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 33,67 R$ 30,00-10, 90 LAJA LTDA - ME 45,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 38,67 R$ 35,00-9,49 LAJA LTDA - ME 45,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 29,00 R$ 25,00-13, 79 LAJA LTDA - ME 20,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 20,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 0029 Abertura de cadeado (modelos: pado, soprano e papiz) 30,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME SIRP - Sistema Informatizado de Registro de Preços Anexo gerado em24/03/ :58:47 Página 2

15 DOE N 2425 Porto Velho, GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SUPEL Nº DO PROCESSO: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 63/2014 Nº DO PREGÃO ELETRÔNICO: 042/2014 DATA DE PUBLICAÇÃO NO DOE: 25/03/2014 OBJETO: AQUISIÇÃO DE CARIMBOS, REFIS E BORRACHAS, DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 11/03/2014 CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CÓPIAS DE CHAVES DE DIVERSOS MODELOS E TAMANHOS, ABERTURA DE COFRES E OUTROS Abertura de fechadura de Porta (Tipo: divisória, Blindex e Madeira), Gaveta (mesa) e Armário de madeira. 25,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 0031 Modelagem de Fechadura de Móveis (material:em MDF e Madeira ) 0032 Modelagem de Fechadura de Portas (Tipo: divisória, Blindex e Madeira ) 25,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,57 R$ 20,00-7,28 LAJA LTDA - ME 30,00 SERVIÇOS SEM MARCAS R$ 26,67 R$ 25,00-6,26 LAJA LTDA - ME 0033 Serviço de extr ação de chaves quebradas 50,00 SERVIÇOS SEM MARCA R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 0034 Fornecimento e instalação de ferrolhos para portas; (Material: Divisória, Blindex e Madeira) 0035 Fornecimento e instalação de ferrolhos para móveis (material:em MDF e Madeira ) 0036 Fornecimento e instalação de dobradiças para portas; (Material: Divisória e Madeira) 0037 Fornecimento e instalação de dobradiças para portas; (Material:Blindex) 0038 Fornecimento e instalação de dobradiças para móveis; (Material: MDF) 0039 Fornecimento e instalação de dobradiças para móveis; (Material:Madeir a) 30,00 SERVIÇOS NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 25,00 SERVIÇOS NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 25,00 SERVIÇOS NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 25,00 SERVIÇOS NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 25,00 UNI DADE NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME 40,00 UNI DADE NACIONAL R$ 21,67 R$ 20,00-7,71 LAJA LTDA - ME MÁRCIO ROGÉRIO GABRIEL Superintendente da SUPEL GENEAN PRESTES DOS SANTOS Gerente de Registro de Preços/SUPEL CNPJ Razão Social Endereço Cidade Representante CPF Tele fone / LAJA LTDA - ME AV. TIRADENTES, A - PEDACINHO DE CHÃO PORTO VELHO - RO AURIONE KENEDDY DA COSTA 722,532, (69) SIRP - Sistema Informatizado de Registro de Preços Anexo gerado em24/03/ :58:47 Página 3 GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA 1. DO OBJETO Superintendência Estadual de Compras e Licitações 1.1 Registro de Preço, visando futura e eventual contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de transmissão de dados utilizando ATA DE REGISTRO DE PREÇOS: N 067/2014/SUPEL protocolo ip, frame relay, mpls ou semelhante, nas modalidades terrestres, e PREGÃO ELETRÔNICO: 717/2013/SUPEL/RO comunicação móvel utilizando tecnologias gprs, edge e/ou hsdpa interligando PROCESSO: Nº /2013 as redes locais das unidades descentralizadas da SESDEC-RO em todo o estado de Rondônia e também a unidade central da sesdec, no município de porto velho, possibilitando ainda os serviços de telecomunicações para fornecimento de link de comunicação dedicado para acesso ip à rede mundial de comunicação, suportando aplicações TCP/IP, disponibilizando uma solução com a transferência de toda a tecnologia aplicada, para atender as necessidades das Polícias Militar e Civil a pedido da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania SESDEC. Pelo presente instrumento, o Estado de Rondônia, através da SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES SUPEL situada à AV: FARQUAR Nº 2986 COMPLEXO RIO MADEIRA EDIFÍCIO RIO MADEIRA 1º ANDAR BAIRRO: PEDRINHAS, neste ato representado pelo Superintendente da SUPEL, Senhor Márcio Rogério Gabriel e a empresa qualificada no Anexo Único desta Ata, resolvem Registrar o Preço, visando futura e eventual contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de transmissão de dados utilizando protocolo ip, frame relay, mpls ou semelhante, nas modalidades terrestres, e comunicação móvel utilizando tecnologias gprs, edge e/ou hsdpa interligando as redes locais das unidades descentralizadas da SESDEC-RO em todo o estado de Rondônia e também a unidade central da sesdec, no município de porto velho, possibilitando ainda os serviços de telecomunicações para fornecimento de link de comunicação dedicado para acesso ip à rede mundial de comunicação, suportando aplicações TCP/IP, disponibilizando uma solução com a transferência de toda a tecnologia aplicada, para atender as necessidades das Polícias Militar e Civil a pedido da Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania SESDEC, na quantidade estimada no Anexo Único desta ata, atendendo as condições previstas no instrumento convocatório e as constantes nesta Ata de Registro de Preços, sujeitando-se as partes às normas constantes da Lei nº /93 e suas alterações, Decreto Estadual nº /2013 e suas alterações e em conformidade com as disposições a seguir. 2. DA VIGÊNCIA 2.1. O presente Registro de Preços terá validade de 12 (doze) meses, contados a partir de sua publicação no Diário Oficial do Estado A vigência dos contratos decorrentes do Sistema de Registro de Preços será definida nos instrumentos convocatórios, observado o artigo 57 da Lei 8.666, de 1993, conforme Decreto Estadual nº / DA GERÊNCIA DA PRESENTE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 3.1. Caberá à Superintendência Estadual de Compras e Licitações SUPEL a condução do conjunto de procedimentos do certame para registro de preços e gerenciamento da Ata dele recorrente (Decreto /13 artigo 5º, incisos VII e VIII). No entanto, a alocação de recursos, empenhamento, análise do

16 16 DOE N 2425 Porto Velho, mérito das quantidades adquiridas, bem como a finalidade pública na utilização dos materiais e serviços são de responsabilidade exclusiva do ordenador de despesas do órgão requisitante. 4. DA ESPECIFICAÇÃO, QUANTIDADE E PREÇO 4.1. O preço, a quantidade, o fornecedor e a especificação do item registrado nesta Ata, encontram-se indicados no Anexo I deste instrumento. 5 - PRAZOS E CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO A DETENTORA do registro de preços se obriga, nos termos do Edital e deste instrumento, a: 5.1. Retirar a Nota de Empenho junto ao órgão solicitante no prazo de até 05 (cinco) dias, contados da convocação; 5.2. Iniciar o fornecimento do objeto dessa Ata, conforme prazo estabelecido no Termo de Referência e edital de licitações Não será admitida a entrega pela detentora do registro, de qualquer item, sem que esta esteja de posse da respectiva nota de empenho, liberação de fornecimento, ou documento equivalente O objeto e/ou serviço desta ata deverá ser fornecido parcialmente durante a vigência da ata ou contrato, de acordo com as necessidades dos órgãos requerentes, nas quantidades solicitadas pelos mesmos. 6 - DO RECEBIMENTO DO OBJETO E LOCAL DE ENTREGA 6.1. No recebimento e aceitação de qualquer item, objeto desta Ata de Registro de Preços, serão observadas as especificações contidas no instrumento convocatório Expedida a Nota de Empenho, o recebimento do serviço ficará condicionado a observância das normas contidas no art. 40, inciso XVI, c/c o art. 73 inciso II, a e b, da Lei 8.666/93 e alterações. 6.3.Local de execução: Os serviços deverão ser executados nos locais estabelecidos no Anexo II. 6.4 DO PRAZO DE EXECUÇÃO: A entrega será de acordo com o cronograma descrito no Anexo III. 7. DAS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 7.1. A empresa detentora da Ata apresentará a Gerência Financeira do Órgão requisitante a nota fiscal referente ao fornecimento efetuado O respectivo Órgão terá o prazo de 02 (dois) dias úteis, a contar da apresentação da nota fiscal para aceitá-la ou rejeitá-la A nota fiscal não aprovada será devolvida à empresa detentora da Ata para as necessárias correções, com as informações que motivaram sua rejeição, contando-se o prazo estabelecido no subitem 6.2. a partir da data de sua reapresentação A devolução da nota fiscal não aprovada, em hipótese alguma, servirá de pretexto para que a empresa detentora da Ata suspenda quaisquer fornecimentos O Estado de Rondônia, através dos órgãos requisitantes, providenciará o pagamento no prazo de até 30 (trinta) dias corridos, contada da data do aceite da nota fiscal. 8. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 8.1. A despesa correrá à conta dos orçamentos informados no Termo de Referência e edital de licitações. Os órgãos participantes poderão celebrar contratos, emitir notas de empenho ou instrumento equivalente, dependendo dos valores envolvidos, conforme previsto no artigo 62 da Lei 8.666/ DAS SANÇÕES NO CASO DE INADIMPLÊNCIA E DO CANCELAMENTO DO REGISTRO DE PREÇOS 9.1 Cobrança pelo Estado, por via administrativa ou judicial, de multa equivalente a 1% (um por cento) do valor estimado pelo item ofertado Suspensão temporária ao direito de licitar e impedimento de contratar com o Estado de Rondônia e cancelamento de seu Certificado de Registro Cadastral no Cadastro de Fornecedores do Estado de Rondônia, conforme período determinado na Lei 8.666/93 e /00, de acordo com a modalidade de licitação. 9.3.Salvo ocorrência de caso fortuito ou de força maior, devidamente justificada e comprovada, o não cumprimento, por parte da empresa detentora da Ata, das obrigações assumidas, ou a infringência de preceitos legais pertinentes, ensejará a aplicação, segundo a gravidade da falta, das seguintes penalidades: Advertência, sempre que for constatada irregularidade de pouca gravidade, para as quais tenha a Contratada concorrida diretamente, ocorrência que será registrada no Cadastro de Fornecedores do Estado de Rondônia; Multa de 0,2% (dois décimos por cento) ao dia, por atraso no fornecimento e por entrega em desacordo com as especificações estabelecidas neste Edital, até o décimo dia corrido; Multa de 10% (dez por cento), na hipótese de inexecução parcial ou total de cada Nota de Empenho, calculada sobre o valor total da inadimplência ou na hipótese do não cumprimento de qualquer das obrigações assumidas; 9.4. As multas serão, após regular processo administrativo, descontadas dos créditos da empresa detentora da Ata ou, se for o caso, cobrada administrativa ou judicialmente As penalidades previstas neste item têm caráter de sanção administrativa, conseqüentemente, a sua aplicação não exime a empresa detentora da Ata da reparação das eventuais perdas e danos que seu ato venha acarretar ao Estado de Rondônia As penalidades são independentes e a aplicação de uma não exclui a das demais, quando cabíveis Na hipótese de apresentar documentação inverossímil ou de cometer fraude, o licitante poderá sofrer, sem prejuízo da comunicação do ocorrido ao Ministério Público, quaisquer das sanções adiante previstas, que poderão ser aplicadas cumulativamente: 9.9. Desclassificação, se a seleção se encontrar em fase de julgamento; 9.10 Cancelamento do preço registrado, procedendo-se à paralisação do fornecimento O preço registrado poderá ser cancelado pela Administração Pública, nos termos do Artigo 24 e 25 do Decreto /13, quando: A Detentora do Registro deixar de cumprir total ou parcial as condições da Ata de Registro de Preços A Detentora do Registro não retirar a nota de empenho ou instrumento equivalente no prazo estabelecido, sem justificativa aceita pela Administração; A detentora incorrer reiteradamente em infrações previstas no Edital; A Detentora do Registro praticar atos fraudulentos no intuito de auferir vantagem ilícita; Não aceitar reduzir o seu preço registrado, na hipótese deste se tornar superior aqueles praticados no mercador ou sofrer sanção prevista nos incisos III ou IV do caput do artigo 87 da Lei 8.666/93 ou no artigo 7º da Lei / Por razões de interesse público, mediante despacho motivado, devidamente justificado O cancelamento do registro nas hipóteses nos sub itens , , será formalizado por despacho do órgão gerenciador, assegurado o contraditório e a ampla defesa O cancelamento do registro nas hipóteses dos sub itens e acarretará ainda a aplicação das penalidades cabíveis, assegurado o contraditório e a ampla defesa O cancelamento do registro de preços poderá ocorrer por fato superveniente, decorrente de caso fortuito ou força maior, que prejudique o cumprimento da ata, devidamente comprovados e justificados: por razões de interesse público ou a pedido do fornecedor. 10- UTILIZAÇÃO DA ATA 10.1.Esta Ata de Registro de Preços poderá ser utilizada por qualquer órgão

17 DOE N 2425 Porto Velho, da Administração Direta e Indireta, inclusive autarquias e fundações do GOVERNO DE RONDONIA, ou qualquer outro Órgão tanta da Esfera Estadual, Federal quanto Municipal, mediante consulta ao órgão gerenciador Caberá ao fornecedor beneficiário da Ata de Registro de Preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento, independentemente dos quantitativos registrados em Ata, desde que este fornecimento não prejudique as obrigações anteriormente assumidas As aquisições adicionais não poderão exceder a 100% (cem por cento) dos quantitativos registrados na Ata de Registro de Preços, permitindo-se a adesão desde que, ao todo, contadas todas as adesões, não se ultrapasse referido percentual do valor inicialmente licitado e registrado na ata originária, observado ainda, o prazo de sua vigência; Caberá ao órgão que se utilizar da ata, verificar a vantagem econômica da adesão a este Registro de Preço As adesões serão permitidas somente após estarem supridas as necessidades da SESDEC. 11- DA ALTERAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS De acordo com artigo 21 e 22 do Decreto Estadual /2013 os preços registrados poderão ser revistos em decorrência de eventual redução dos preços praticados no mercado ou de fato que eleve o custo dos serviços ou bens registrados, cabendo ao órgão gerenciador promover as negociações junto aos fornecedores, observadas as disposições contidas na alínea d do inciso II do caput do artigo 65 da Lei 8.666/ Quando o preço registrado tornar-se superior ao preço praticado no mercado por motivo superveniente, o órgão gerenciador convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado Os fornecedores que não aceitarem reduzir seus preços aos valores praticados pelo mercado serão liberados do compromisso assumido, sem aplicação de penalidade A ordem de classificação dos fornecedores que aceitarem reduzir seus preços aos valores de mercado observará a classificação original Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados, e o fornecedor não puder cumprir o compromisso, o órgão gerenciador poderá: liberar o fornecedor do compromisso assumido, caso a comunicação ocorra antes do pedido de fornecimento, sem aplicação de penalidade se confirmada a veracidade dos motivos e comprovantes; convocar os demais fornecedores para assegurar igual oportunidade de negociação; Não havendo êxito nas negociações, o órgão gerenciador deverá proceder a revogação do item da ata de registro de preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa. 12. DAS OBRIGAÇÕES DA DETENTORA DO REGISTRO 12.1 Além de cumprir todas as obrigações definidas no termo de referência e no edital, a detentora deverá substituir em qualquer tempo e sem qualquer Ônus para o Órgão/Entidade toda ou parte da remessa devolvida pela mesma, no prazo de 05 (cinco) dias úteis, caso constatada divergência na especificação; 12.2 Dispor-se a toda e qualquer fiscalização, no tocante ao fornecimento do produto, assim como ao cumprimento das obrigações previstas na ATA; 12.3 Prover todos os meios necessários à garantia da plena operacionalidade do fornecimento, inclusive considerados os casos de greve ou paralisação de qualquer natureza; 12.4 A falta de quaisquer dos produtos cujo fornecimento incumbe ao detentor do preço registrado, não poderá ser alegada como motivo de força maior para o atraso, má execução ou inexecução dos serviços objeto deste contrato e não a eximirá das penalidades a que está sujeita pelo não cumprimento dos prazos e demais condições estabelecidas; 12.5 Comunicar imediatamente à Administração Pública qualquer alteração ocorrida no endereço, conta bancária e outros julgáveis necessários para recebimento de correspondência; 12.6 Respeitar e fazer cumprir a legislação de segurança e saúde no trabalho, previstas nas normas regulamentadoras pertinentes; 12.7 Fiscalizar o perfeito cumprimento do fornecimento a que se obrigou, cabendo-lhe, integralmente, os ônus decorrentes. Tal fiscalização dar-se-á independentemente da que será exercida pela Administração Pública Indenizar terceiros e/ou ao Órgão/Entidade, mesmo em caso de ausência ou omissão de fiscalização de sua parte, pelos danos causados por sua culpa ou dolo, devendo a contratada adotar todas as medidas preventivas, com fiel observância às exigências das autoridades competentes e às disposições legais vigentes; 12.9 Toda e qualquer tipo de autuação ou ação que venha a sofre em decorrência do fornecimento em questão, bem como pelos contratos de trabalho de seus empregados, mesmo nos casos que envolvam eventuais decisões judiciais, eximindo o Órgão/Entidade de qualquer solidariedade ou responsabilidade; Todos os impostos e taxas que forem devidos em decorrência das contratações do objeto do Edital correrão por conta exclusiva da contratada; 13. DAS OBRIGAÇÕES DOS ÓRGÃOS REQUISITANTES Proporcionar todas as facilidades indispensáveis à boa execução das obrigações contratuais; 13.2 Rejeitar, no todo ou em parte, os objetos desta Ata entregues em desacordo com as obrigações assumidas pelo fornecedor; 13.3 Notificar a CONTRATADA de qualquer irregularidade encontrada no fornecimento dos objetos desta Ata; 13.4 Efetuar o pagamento à(s) contratada(s) de acordo com as condições de preços e prazos estabelecidos no edital e ata de registro de preços 13.5 Nenhum pagamento será efetuado à empresa adjudicatária, enquanto pendente de liquidação qualquer obrigação. Esse fato não será gerador de direito a reajustamento de preços ou a atualização monetária Não haverá, sob hipótese alguma, pagamento antecipado. 14. DOS ÓRGÃOS PARTICIPANTES: Participarão do presente processo licitatório para registro de preços, além da Secretaria de Estado de Assuntos Estratégicos SEAE/RO como Órgão Coordenador do PIDISE, os seguintes órgãos: SESDEC - Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania 15 - DISPOSIÇÕES GERAIS A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações de que deles poderão advir, facultada a realização de licitação específica para a aquisição pretendida, sendo assegurada à Detentora do registro de preços a preferência em igualdade de condições Fica a Detentora ciente que a publicidade da ata de registro de preços na imprensa oficial terá efeito de compromisso nas condições ofertadas e pactuadas na proposta apresentada à licitação A Ata de Registro de Preços, os ajustes dela decorrentes, suas alterações e rescisões obedecerão ao Decreto Estadual /13, Lei Federal nº 8.666/ 93, demais normas complementares e disposições desta Ata e do Edital que a precedeu, aplicáveis à execução e especialmente aos casos omissos Fazem parte integrante desta Ata, para todos os efeitos legais: o Edital de Licitação e seus anexos, bem como, o ANEXO I desta ata que contém os preços registrados e respectivos detentores. ÓRGÃO GERENCIADOR: MÁRCIO ROGÉRIO GABRIEL Superintendente Estadual de Compras e Licitações GENEAN PRESTES DOS SANTOS Gerente do Sistema de Registro de Preços EMPRESAS DETENTORAS: Qualificadas no Anexo Único desta Ata

18 18 DOE N 2425 Porto Velho, GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SUPERINTENDÊNCIA ESTADUAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES - SUPEL Nº DO PROCESSO: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 67/2014 OBJETO: SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE DADOS PARA SESDEC Nº DO PREGÃO ELETRÔNICO: 717/2013 DATA DE PUBLICAÇÃO NO DOE: 25/03/2014 DATA DE HOMOLOGAÇÃO: 24/03/2014 ANEXO ÚNICO DA ATA ITEM ESPECIFICAÇÃO CONSUMO ESTIMADO UNID. MARCA PREÇO PREÇO MERCADO REGISTRADO DIF. % DETENTORA 0001 Contratação de empresa especializada para a PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE DADOS UTILIZANDO PROTOCOLO IP, FRAME RELAY, MPLS OU SEMELHANTE, NAS MODALIDADES TERRESTRES, E COMUNICAÇÃO MÓVEL UTILIZANDO TECNOLOGIAS GPRS, EDGE E/OU HSDPA INTERLIGANDO AS REDES LOCAIS DAS UNIDADES DESCENTRALIZADAS DA SESDEC-RO EM TODO O ESTADO DE RONDÔNIA E TAMBÉM A UNIDADE CENTRAL DA SESDEC, NO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POSSIBILITANDO AINDA OS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA FORNECIMENTO DE LINK DE COMUNICAÇÃO DEDICADO PARA ACESSO IP A REDE MUNDIAL DE COMUNICAÇÃO, suportando aplicações TCP/IP, disponibilizando uma solução com a transferência de toda a tecnologia aplicada, devendo estar em conformidade com as especificações técnicas constantes no Termo de Referência e as demais condições do edital e seus anexos 12,00 SERV/MES R$ , 05 R$ , 75-37,81 OI S/A MÁRCIO ROGÉRIO GABRIEL Superintendente da SUPEL GENEAN PRESTES DOS SANTOS Gerente de Registro de Preços/SUPEL CNPJ Razão Social Endereço Cidade Representante CPF Telefone / OI S/A RUA DO LAVRÁDIO, 71 - CENTRO RIO DE JANE IRO - RJ MARIA ZENAIDE DE CARVALHO ( ) - SIRP - Sistema Informatizado de Registro de Preços Anexo gerado em24/03/ :27:56 Página 1 ANEXO II LOCAL DE EXECUÇÃO Os serviços prestados pela CONTRATADA deverão ser executados nas localidades descritas na tabela; ANEXO I - PLANILHA DAS LOCALIDADES Item Entidade Rede Filial UF Localidade Logradouro 01 3º Pel/2ª CIPO Polícia Militar RO Alta Floresta do Rua Piaui, 3340, Oeste Princesa Isabel 02 Av. Paraná, 4157, Delegacia de Polícia Alta Floresta do Polícia Civil RO Bairro Sta Civil Oeste Felicidade 03 1º GP/3º Pel/2ª Av. Afonso Pena, Polícia Militar RO Alto Alegre Parecis CIPO 3878, Centro º GP/2º Pel/2ª Cia/7º BPM 3º Pel/3ª Cia/2º BPM Delegacia de Polícia Civil 3º Pel/3ª Cia/2º BPM Telecentro - Ariquemes Polícia Militar RO Alto Paraíso Polícia Militar RO Alvorada do Oeste Polícia Militar RO Alvorada do Oeste Polícia Militar RO Alvorada do Oeste Telecentro RO Ariquemes 09 1º GB / 2º SGB Bombeiro RO Ariquemes 10 7º BPM Polícia Militar RO Ariquemes Rua Candeias, 3208, Centro Rua Emilio Ribas, 5439, Bairro ST 4 Av. JK 5338 ST 1- Centro Rua Emilio Ribas, 5439, Bairro ST 4 Av. Cap. Silvio, 3354 ST G. Areas Av. JK, 1459 ST Institucional Rua Cap. Silvio, nº 3354, Bairro Grandes Áreas Av. JK, 2683 ST Velocidade Contrat. Produto Tecnologia Acesso 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 1 Mbps VPN VIP MPLS

19 DOE N 2425 Porto Velho, º DP - Ariquemes Polícia Civil RO Ariquemes 12 Delegacia Regional de Ariquemes Polícia Civil RO Ariquemes 13 DEDMF - Ariquemes Polícia Civil RO Ariquemes 14 3ª DPC - ARIQUEMES Polícia Civil RO Ariquemes 15 IML Ariquemes Policia Civil RO Ariquemes 16 3ª DPC - ARIQUEMES Policia Civil RO Ariquemes 17 1ª Cia PO/7 BPM Polícia Militar RO Ariquemes 18 Base Comunitária Polícia Militar RO Ariquemes 19 3º GPPO / 2º PEL PO / 2º CIA / 7º BPM Polícia Militar RO Ariquemes 20 Base Comunitária Polícia Militar RO Ariquemes 21 7 BPM/ GOE Polícia Militar RO Ariquemes BPM/Base Comunitaria 7 BPM/Base Comunitaria 7 BPM/ Base Comunitaria Polícia Militar RO Ariquemes Polícia Militar RO Ariquemes Polícia Militar RO Ariquemes 25 4º SGB/1º GB Bombeiro RO Buritis 26 1º Pel/2º Cia/7º BPM Polícia Militar RO Buritis 27 UNISP - Buritis Polícia Civil RO Buritis 28 4ª Cia PO/7 BPM Polícia Militar RO Buritis 29 CBMRO - BURITIS Bombeiro RO Buritis º GP/2º Pel/2ª Cia/3º BPM 3º GP/2º Pel/2ª Cia/3º BPM Polícia Militar RO Cabixi Polícia Militar RO Cabixi Rua Manaus, S/N, 3 GP PO/3 PEL PO/ 4ª Cia PO/7 BPM Polícia Militar RO Cacaulândia Setor 06, Cacaulândia 1º GP/1º Pel/2ª Cia/7º BPM Polícia Militar RO Cacaulândia 34 PM - Cacoal Policia Militar RO Cacoal 35 Telecentro - Cacoal Telecentro RO Cacoal Av. JK, 2683 ST Institucional Av JK, ST Institucional 1 Mbps VPN VIP MPLS Av JK, 1429 ST Institucional Av. Juscelino Kubitschek, 2683, Setor Institucional, entre Trav. Aquariquara e Trav. Rio São João, CEP Av. Capitão Silvio, 1918 Setor Grandes Áreas 1Mbps VPN VIP MPLS CEP: Av. Juscelino Kubitschek, 2683, Setor Industrial, entre Trav. Aquariquara e 1Mbps VPN VIP MPLS Trav. Rio São João, CEP: Av. Capitão Silvio, 3354, St das Grandes Áreas Rua Fontes, 4455, Bairro Guarapé Rua Sergipe, 3365, Bairro Urupá Rua Férrea, 5546, Bairro Arigolândia Av. Cap Silvio, Bairro Centro Av. Tancredo Neves, St Institucional Rua Canaã com R. Seis Rua Treze com Av. Tabapuã, St Industrial Av. Porto Velho, Setor I Av. Porto Velho, Nº 800, Bairro ST 256 Kbps VPN VIP MPLS 01 Av. Porto Velho 800 ST 01 Av. Porto Velho, 800, setor 01, Buritis/RO Av. Ayrton Senna, Setor I 1Mbps VPN VIP MPLS Av. Guarani, 4257 Centro 256 Kbps VPN VIP MPLS Av. Guarani, 4257, Centro Rua Andorinha, 1399, Bairro ST 1 Av. 2 de Junho, 3935 J.Clodoaldo Av. Brasil, 0377 Liberdade 36 4º GB Bombeiro RO Cacoal Rua Brasil,1758,

20 20 DOE N 2425 Porto Velho, º GB Bombeiro RO Cacoal 37 4º BPM Polícia Militar RO Cacoal 38 1º DP - Regional Polícia Civil RO Cacoal 39 DPTC - Cacoal Polícia Civil RO Cacoal 40 Base Comunitária Polícia Militar RO Cacoal 41 Base Comunitária Polícia Militar RO Cacoal 42 Base Comunitária Teixeirão Polícia Militar RO Cacoal 43 4 BPM/ GOE Polícia Militar RO Cacoal BPM/ Compania de Trânsito 4 BPM/ Base Comunitária 4 BPM/ Base Comunitária 4 BPM/ Base Comunitária 4º GP/1º Pel/2ª Cia/7º BPM 3ª SCI/ 1º SGB /1º GB Polícia Militar RO Cacoal Polícia Militar RO Cacoal Polícia Militar RO Cacoal Polícia Militar RO Cacoal Polícia Militar RO Campo Novo Bombeiro RO Candeias do Jamari 50 BPA Polícia Militar RO Candeias do Jamari 51 UNISP - CANDEIAS Polícia Civil RO Candeias do Jamari º GP/1º Pel/3ª Cia/2º BPM 3º GP/1º Pel/3ª Cia/2º BPM 1º GP/1º Pel/2ª Cia/7º BPM 3ª SCI/ 1º SGB /1º GB 3º Pel/2ª Cia PO/3º BPM Delegacia de Polícia Civil 3º Pel/2ª Cia PO/3º BPM 3º Pel/1ª Cia PO/3º BPM Polícia Militar RO Castanheiras Polícia Militar RO Castanheiras Polícia Militar RO Caucalândia Bombeiro RO Cerejeiras Polícia Militar RO Cerejeiras Polícia Civil RO Cerejeiras Polícia Militar RO Cerejeiras Polícia Militar RO Chupinguaia 60 2ª Cia PO/3º BPM Polícia Militar RO Colorado do Oeste 61 Delegacia de Polícia Civil Polícia Civil RO Colorado do Oeste Rua Brasil,1758, Industrial Av. Brasil, 377, Centro Av. Inderval José Brasil, Novo Cacoal Av. Juscimeira, 215, Novo Horizonte Rua Filipinas, 6655, Bairro Primavera Rua Florianópolis, 6655, Bairro Vila Bela R tamareira, s/n, Bairro Teixeirão Rua Dos Pioneiros com Rua Negro, Bairro Cacoal Av. Tiradentes com Av. Belo Horizonte, Bairro Novo Cacoal Av. Tiradentes com Rua Niterói, Bairro Centro Rua Raul Bopp com Av. das Mangueiras Comunidade Santa Terezinha, Rua Monteiro Lobato Rod. BR 421, KM 105, Bairro ST 3 Rua 21 de Abril, Bairro União Rod BR 364 KM 22 Santa Isabel Av. Ulisses Guimarães, Satélite Av. Jacarandá, 9999, Centro Av. Jacarandá, 9999, Centro Rua Andorinha, 1399, Bairro ST 1 Rua Aracaju, 1142, Centro Rua Nova Zelândia, 2827, Centro Rua Jordania, 2599, Centro Rua Nova Zelândia, 2827 Centro Rua Tirandentes, 1360 Centro Av. Guaporé, 3409 Centro Rua Corumbiara, 4485 Centro 1 Mbps VPN VIP MPLS 1 Mbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS 256 Kbps VPN VIP MPLS

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL NA PARAÍBA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012 1 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 04/2012 2012-A - JFPB Aos 04 dias do mês de junho do ano de 2012, a UNIÃO FEDERAL, por intermédio da JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DA PARAÍBA, com sede

Leia mais

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEXTA-FEIRA, 18 DE OUTUBRO DE 2013 N 2323 - CADERNO PRINCIPAL

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEXTA-FEIRA, 18 DE OUTUBRO DE 2013 N 2323 - CADERNO PRINCIPAL www.diof.ro.gov.br OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEXTA-FEIRA, 18 DE OUTUBRO DE 2013 N 2323 - CADERNO PRINCIPAL SUMÁRIO Governadoria...01 Sec. de Estado do Planejamento...19 Secretaria de Estado de Finanças...21

Leia mais

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA PROJETO BÁSICO 1. OBJETO 1.1. Aquisição de cartuchos de toner para a Superintendência Regional da Polícia Federal no Tocantins -SR/DPF/TO e para a Delegacia de Polícia Federal em Araguaína-TO- DPF/AGA/TO.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010.

INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATOS DO AUDITOR-GERAL INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE N.º 10, DE 20 DE MAIO DE 2010. Estabelece normas de organização e apresentação das prestações de contas de convênios que impliquem

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SEGURO OBRIGATÓRIO, DPVAT E DPEM, PARA A FROTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL N.º 01/SEPLAG/2004 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais,

LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais, LEI Nº 562/93 - DE, 22 DE NOVEMBRO 1.993. DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO BEM ESTAR SOCIAL E CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL A ELE VINCULADO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MÁRCIO CASSIANO DA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇO nº 001/2009 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA OS SERVIÇOS DE CONFECÇÃO DE CARIMBOS, CONFORME PROCESSO LICITATÓRIO Nº 2008.0701.000825, PREGÃO PRESENCIAL Nº052/2008. Aos 02 dias

Leia mais

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO

PROJETO BÁSICO 1. OBJETO PROJETO BÁSICO 1. OBJETO O presente Projeto tem por objeto a aquisição e instalação de um aparelho de ar condicionado para a Delegacia de Polícia Federal na cidade de Araguaína/TO. 2. ESPECIFICAÇÃO DO

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15.

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 003/15. PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/15. Aos 13 dias do mês de maio de 2015, o Município de Roca Sales, entidade de direito público, situada na Rua Eliseu Orlandini, nº 51, nesta

Leia mais

CONTRATO Nº 04/2015 CLÁUSULA I DO OBJETO

CONTRATO Nº 04/2015 CLÁUSULA I DO OBJETO CONTRATO Nº 04/2015 Pelo presente instrumento particular, de um lado a Câmara Municipal de Itajubá, com sede na Praça Amélia Braga, 45, centro, inscrita no CNPJ sob o nº 00.993.308/0001-85, neste ato representada

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 1.099, DE 1º DE DEZEMBRO DE 1993 "Dispõe sobre a constituição do Conselho Estadual do Bem-Estar Social e a criação do Fundo Estadual a ele vinculado e dá outras providências." O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Contrato nº 081/2007 Fls. Contrato nº 081/2007 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 081/07 Processo n.º 11784/05 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE DESCUPINIZAÇÃO DO PREDIO E ACERVO DO

Leia mais

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO, QUINTA - FEIRA, 19 DE NOVEMBRO DE 2015 N 2825 - CADERNO PRINCIPAL. Atos do Executivo D E C R E T A:

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO, QUINTA - FEIRA, 19 DE NOVEMBRO DE 2015 N 2825 - CADERNO PRINCIPAL. Atos do Executivo D E C R E T A: www.diof.ro.gov.br OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO, QUINTA - FEIRA, 19 DE NOVEMBRO DE 2015 N 2825 - CADERNO PRINCIPAL SUMÁRIO ia...01 Secretaria Executiva do Gabinete do... Secrestaria de Estado do Planejamento

Leia mais

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEGUNDA - FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2014 N 2522 - CADERNO PRINCIPAL. Atos do Executivo imprensaoficial@diof.ro.gov.

OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEGUNDA - FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2014 N 2522 - CADERNO PRINCIPAL. Atos do Executivo imprensaoficial@diof.ro.gov. OFICIAL ANO XXIX PORTO VELHO SEGUNDA - FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2014 N 2522 - CADERNO PRINCIPAL www.diof.ro.go.br SUMÁRIO Governadoria...01 Secretaria de Estado do Planejamento Orçamento e Gestão...12 Sec.

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 015/08 Processo nº 41.128/07 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS TIPO VIATURA (VW GOL 1.6,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12

CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 CONTRATO DE COMPRA E VENDA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/11 - REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO N 2365-09.00/11-0 AJDG Nº 84/12 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão

Leia mais

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014.

MUNICÍPIO DE MAUÉS TERRA DO GUARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÉS TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA Nº 045A/ 2014. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA, celebrado entre o MUNICÍPIO DE MAUÉS, por intermédio da PREFEITURA

Leia mais

I- PREÂMBULO. 2.- LOCAL E DATA: Assinado nesta cidade de Araçariguama, no Gabinete do Prefeito Municipal, aos 15 dias do mês de julho de 2013.

I- PREÂMBULO. 2.- LOCAL E DATA: Assinado nesta cidade de Araçariguama, no Gabinete do Prefeito Municipal, aos 15 dias do mês de julho de 2013. CONTRATO Nº. 10/2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 16/2013 PROCESSO Nº. 28/2013 OBJETO: Prestação de serviço de conectividade IP dedicado à rede Internet mundial, a ser instalado/disponibilizado através do meio

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 28/2009 Processo nº: 8478AD/2008 Pregão Eletrônico nº: 001/2009 Validade: 06 (seis) meses, de 19/05/2009 a 18/12/2009 Empresa: AMAZON INFORMÁTICA LTDA End: Av. Conselheiro

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 010/2014 OBJETO Contratação de empresa especializada para execução dos serviços de instalação e fornecimento de vidros temperados incolor em imóveis da Eletrobrás Distribuição Rondônia,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20...

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº.../20... PROCESSO Nº 1.00.000.003689/2013-00 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES ATA Nº.../20... Ao...do dia do mês de... do ano de 20..., na PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA PGR,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS n.º 25 /2014 PROCESSO n.º 62/2013 (Protocolo nº 6.007). PREGÃO ELETRÔNICO n.º 49/2013 VALIDADE: 12 (doze) meses Aos quatorze dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO PRESENCIAL Nº. 017/2015 - SRP Aos 27 (vinte e sete) dias de mês de maio do ano de 2015, o Município de Parazinho/RN, CNPJ nº. 08.113.631/0001-29, com sede na Praça Senador

Leia mais

MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS ADMINISTRAÇÃO 2013 2016

MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS ADMINISTRAÇÃO 2013 2016 CONTRATO Nº 038/2014 MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS O MUNICÍPIO DE CÓRREGO DO BOM JESUS, Estado de Minas Gerais, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 18.677.633/0001-02,

Leia mais

Regulamenta o Fundo Estadual de Desenvolvimento de Transportes - FUNTRANS.

Regulamenta o Fundo Estadual de Desenvolvimento de Transportes - FUNTRANS. Regulamenta o Fundo Estadual de Desenvolvimento de Transportes - FUNTRANS. O Governador do Estado de Minas Gerais, no uso de atribuição que lhe confere o artigo 90, inciso VII, da Constituição do Estado,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO LEI N 495, DE 21 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE ESPORTES E DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Povo do Município de Nepomuceno, Minas Gerais,

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /10

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /10 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 010/10 Processo nº 36.923/09 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA E MOBILIÁRIOS

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016.

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. VALIDADE: 12 meses Aos dezoito dias do mês de março de 2016, na sala de reuniões da Prefeitura Municipal,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS TERMO DE CONTRATO Nº 154/08 Processo Administrativo nº 08/10/53.408 Interessado: Secretaria Municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública Modalidade: Amil nº 1342 O MUNICÍPIO DE CAMPINAS, inscrito

Leia mais

ANEXO VI MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS REFERENTE: PREGÃO PRESENCIAL Nº. 034 / 2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO VI MINUTA DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS REFERENTE: PREGÃO PRESENCIAL Nº. 034 / 2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. / 2015.. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 065 / 2015. CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE SERRANA / SP. EMPRESA DETENTORA:. Aos dias do mês de do ano

Leia mais

Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador

Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador Governo do Estado do Amazonas Gabinete do Governador DECRETO Nº 33.443, DE 25 DE ABRIL DE 2013. ABRE crédito adicional suplementar que especifica, no Orçamento Fiscal vigente da Administração Direta. O

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 1 9 6 3 1 9 6 3 PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 Lei nº 299/ 2008. Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso, do Fundo Municipal do Idoso e dá outras

Leia mais

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 10/2013 CGTI/DPF A UNIÃO FEDERAL, através da COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO /MJ, localizada no SPO (Setor Policial), Lote 07, Edifício 23, CEP: 70.610-902,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO ADMINISTRATIVO FINANCEIRO ANEXO III MINUTA DO CONTRATO Programa Nacional de Alimentação Escolar PNAE CONTRATO N.º /2013 CHAMADA

Leia mais

CONTRATO Nº 58/14. Marca Unid. Quantidade Preço unitário a ser pago (R$) Aptamil/ Danone. Item Especificação. Preço total (R$)

CONTRATO Nº 58/14. Marca Unid. Quantidade Preço unitário a ser pago (R$) Aptamil/ Danone. Item Especificação. Preço total (R$) CONTRATO Nº 58/14 Constitui objeto do presente instrumento a aquisição de medicamentos, insumos e complemento alimentar p/ Secretaria Municipal de Saúde, conforme PROCESSO DE LICITAÇÃO Nº26/2014 PREGÃO

Leia mais

Regulamentação do SIGERH Decreto nº 13.284, de 22/03/1997

Regulamentação do SIGERH Decreto nº 13.284, de 22/03/1997 Regulamentação do SIGERH Decreto nº 13.284, de 22/03/1997 Regulamenta o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Hídricos - SIGERH, e dá outras providências. O Governador do Estado do Rio Grande do Norte,

Leia mais

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO

CONTRATO 011/2010 DESCRIÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO PROCESSO Nº 129710/2010 PREGÃO Nº 002/2010 UNIOESTE/CAMPUS DE TOLEDO CONTRATO 011/2010 CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO Contrato objetivando a seleção de propostas visando registro de preços de Serviços de Hospedagem

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /09

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Licitações e Compras Contrato nº /09 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 013/09 Processo nº 15.384/09 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE 2.000

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA ANEXO VI MINUTA DE CONTRATO CONTRATO que entre si fazem o DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA e a empresa xxxxxxxx, para seguro contra terceiros para os veículos deste Departamento. O DEPARTAMENTO

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016

SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 SEGUNDA ATUALIZAÇÃO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº.006/2015 PREGÃO PRESENCIAL Nº.008/2015. VALIDADE: 01/04/2016 Aos três dias do mês de junho de 2015, o Município de Santo Antônio da Patrulha/RS, neste

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO

CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE, CONSTITUIÇÃO E COMPOSIÇÃO DO CONSELHO LEI Nº 3890 REGULAMENTA A PARTICIPAÇÃO POPULAR NAS AÇÕES SOCIAIS DE PROTEÇÃO, DEFESA E ATENDIMENTO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, NOS TERMOS DO INCISO II DO ARTIGO 88 DA LEI FEDERAL Nº 8.069,

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE PERNAMBUCO PREFEITURA MUNICIPAL DE IPUBI CNPJ Nº 11.040.896/0001-59 COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO CONTRATO Nº 014/2015. ESTADO DE PERNAMBUCO Contrato do Processo Administrativo nº 009/2015, Concorrência nº 005/2015, com amparo no Artigo 40, 2º, inciso III da Lei 8.666/93, destinado a aquisição de Material

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA

CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE GUAPORÉ E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA 1 CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 277/2015 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O E A EMPRESA CORES ARTE GRÁFICA LTDA O, Pessoa Jurídica de Direito Público Interno, sita a Av. Silvio Sanson, 1135, Guaporé-RS, CNPJ nº

Leia mais

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br Carta Convite Nº 0013/2015 Natureza da Despesa: Serviços de Hospedagem Fonte do Recurso: Função Programática nº 22100022.12.362.073.19509.0500000.33903900.10.0.40-13837 Data da Emissão: 28/05/15 Data da

Leia mais

Impressoras para os Escritórios Regionais de São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza e Belém.

Impressoras para os Escritórios Regionais de São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza e Belém. OBJETO Contratação de empresa especializada no fornecimento de impressoras multifuncionais de pequeno porte para instalação nos Escritórios Regionais de São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza e Belém, conforme

Leia mais

RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09.

RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09. RESOLUÇÃO TC n 227, DE 25 DE AGOSTO DE 2011 Publicação: D.O.E: 29.08.2011 Republicação: D.O.E: 02.09.2011 Republicação: D.O.E: 05.09.2011 Dispõe sobre a criação, implantação, manutenção e fiscalização

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 Estabelece as normas para que os Municípios, Estados e o Distrito Federal

Leia mais

E S T A D O D E M A T O G R O S S O Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D E M A T O G R O S S O Prefeitura Municipal de Jaciara ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N. 107/2014 PREGÃO PRESENCIAL Nº 049/2014 VALIDADE: 12 (DOZE) MESES Aos 05 (cinco) dias do mês de agosto de 2014, PREFEITURA MUNICIPAL DE JACIARA, pessoa jurídica de direito público

Leia mais

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO -

ISO 9001:2008 Recertificação do ciclo 3,5 ISO 9001 1º ano manutenção semestral 1 ISO 9001:2008 Reemissão do certificado com acreditação INMETRO - TERMO DE CONTRATO: Nº 17/2011 CONTRATANTE: TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CONTRATADA: BSI BRASIL SISTEMAS DE GESTÃO LTDA. OBJETO DO CONTRATO: RECERTIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DO SISTEMA :2008

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI Nº. 949/2010 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E DISPÕE SOBRE A DECLARAÇÃO MENSAL DO IMPOSTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN. O Prefeito Municipal de São Mateus,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA NÚCLEO DE LOGÍSTICA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº 09/2007 PROCESSO Nº 0.01.000.000879/2007-37 VALIDADE: 1 (um)

Leia mais

ADEVAL BIKE PAPELARIA E BAZAR LTDA ME

ADEVAL BIKE PAPELARIA E BAZAR LTDA ME AQUISIÇÃO DE PRODUTOS DE ARTESANATO, PRODUTOS DE LIMPEZA, MATERIAL DIDATICO, MATERIAL PERMANENTE E GENEROS ALIMENTICIOS PARA ATENDIMENTO AOS PROGRAMAS DO DEPARTAMENTO DE ASSISTENCIA SOCIAL Contrato nº:

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Comissão Permanente de Licitação CONTRATO DE FORNECIMENTO E ASSISTÊNCIA TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ E A EMPRESA

Leia mais

ESTATUTO DO DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA

ESTATUTO DO DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA DECRETO Nº 26.266, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2003. DOE 24.12.2003, p. 04. P.Execuitivo Altera o Estatuto do Distrito Estadual de Fernando de Noronha, aprovado pelo Decreto nº 25.297, de 12 de março de 2003,

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAPEVI Estado de São Paulo Coordenadoria Geral de Licitações ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 16/2013 PREGÃO Nº 20 / 13 Aos doze dias do mês de agosto do ano de dois mil e treze, nas dependências da Coordenadoria Geral de Licitações, situada na Avenida Presidente Vargas,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1 Contratação de serviço de fornecimento de assinatura de jornais impressos e revistas, assim como acesso às matérias on line dos respectivos jornais e revistas para

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY

MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY 1 MINUTA DO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MOTO - BOY O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO, Autarquia Federal criada pelo Decreto-Lei nº. 9.295, de 27.05.1946, CNPJ /MF nº.

Leia mais

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014.

DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 951 DE 23 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 2.054 de 12 de junho de 2014 para dispor sobre o custeio de transporte, hospedagem e alimentação do colaborador eventual e do profissional técnico

Leia mais

Art. 2º Ao Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - compete:

Art. 2º Ao Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - compete: LEI Nº 12.911, de 22 de janeiro de 2004 Dispõe sobre a criação do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - CONSEA-SC - e do Fundo Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional - FUNSEA-SC

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA )

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: - TERRACAP PROCESSO Nº: Pregão Presencial Nº: VALIDADE:, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de do ano de dois mil e treze,

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE LAJEADO Av. Justiniano Monteiro, 2076, centro, CEP: 77.645-000 CNPJ: 37.420.

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE LAJEADO Av. Justiniano Monteiro, 2076, centro, CEP: 77.645-000 CNPJ: 37.420. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO Nº 013/2011 Processo nº 089/2011 Pregão Presencial nº 013/2011 Ata de Registro de Preço nº 007 Validade 12 meses O MUNICÍPIO DE LAJEADO DO TOCANTINS, instituição de direito

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - FMAS FUNDO SECRETARIA MUNICIPAL DO TRABALHO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DIREITOS

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: 003 -TERRACAP PROCESSO Nº: 111.004.762/2013 Pregão Presencial Nº: 29/2013 VALIDADE: 12 meses, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/Nº 003 DE 03 DE MARÇO DE 2006 Estabelece os documentos necessários à comprovação de regularidade

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.620 DE 14 DE MAIO DE 2001. (publicada no DOE nº 91, de 15 de maio de 2001) Institui o Programa de Garantia

Leia mais

PREGÃOELETRONICOPARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 01/2015

PREGÃOELETRONICOPARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 01/2015 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 01/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 004/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N 06 PREGÃOELETRONICOPARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 01/2015 PROCESSO N 004/2015 VALIDADE 12 meses Aos 11 dias do

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

MUNICÍPIO DE PANAMBI RS

MUNICÍPIO DE PANAMBI RS DECRETO MUNICIPAL Nº 064/2014, DE 02 DE JULHO DE 2014. REGULAMENTA A LEI MUNICIPAL 3.681/2013, INSTITUIDORA DO FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA E DA OUTRAS PROVIDENCIAS. Miguel Schmitt Prym,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSO EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA COMPOR O PROGRAMA DE EFICIÊNCIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS Estado de Goiás LEI N. 1.233, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1.993. O PREFEITO MUNICIPAL DE MORRINHOS,

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS Estado de Goiás LEI N. 1.233, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1.993. O PREFEITO MUNICIPAL DE MORRINHOS, LEI N. 1.233, DE 28 DE DEZEMBRO DE 1.993. Institui o Fundo Municipal de Saúde e da outras providencias.. O PREFEITO MUNICIPAL DE MORRINHOS, Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991.

ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991. LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUIS HELOSMAN DE FIGUEIREDO, PREFEITO MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA, ESTADO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE SIMÃO DIAS ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 005-2014.

ESTADO DE SERGIPE FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DE SIMÃO DIAS ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 005-2014. ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 005-2014. O FUNDO MUNICIPAL DE INCLUSÃO, ASSISTÊNCIA SOCIAL E DO TRABALHO DE SIMÃO DIAS,, inscrita no CNPJ sob o n 14.798.445/0001-73, localizada à Praça José Barreto, 39, Centro,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CÂMARA MUNICIPAL DE ALEGRETE PALÁCIO LAURO DORNELLES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CÂMARA MUNICIPAL DE ALEGRETE PALÁCIO LAURO DORNELLES TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO QUE CELEBRAM ENTRE SI A CÂMARA MUNICIPAL ALEGRETE E A EMPRESA UNIÃO PRODÓCIMO SUPERMERCADOS LTDA, VENCEDORA DA MODALIDADE DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 008/2015, OBJETIVANDO

Leia mais

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS PARA O EXERCÍCIO DE 2008 Cirilo Rupp, Prefeito em exercício do Município de Campos Novos, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA

CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAL FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA Que entre si celebram a FUNDAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIATUBA e a empresa: BRASILL INFORMÁTICA E PRODUTOS LTDA EPP. CLÁUSULA

Leia mais

CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h

CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h 1.0.OBJETO 1.1 Contratação de Empresa Especializada para Locação, Implantação, Treinamento de Pessoal e

Leia mais

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Número: 00190.010534/2012-04 Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010534/2012-04 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010.

LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010. Pág. 1 de 5 LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010. CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS E INSTITUI O CONSELHO GESTOR DO FMHIS. O PREFEITO MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL ACRE, EM EXERCÍCIO,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST

ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO E ESTILO - ARTEST Cotação Prévia de Preços n 002/2013 Convênio nº 35/2013 - SEBRAE/ ARTEST Menor preço Cotação Prévia de Preços na modalidade menor preço para contratação de empresa especializada nos serviços de GESTÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DIRETORIA DE COMPRAS E LICITAÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DIRETORIA DE COMPRAS E LICITAÇÕES ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 002/2013 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 193/2012 Órgão Processo SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA 2012007522 Modalidade Nº Data Tipo PREGAO ELETRONICO 193/2012 18/07/2012 MENOR PREÇO POR

Leia mais