APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Dezembro de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Dezembro de 2014"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Dezembro de 2014 Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P.

2 Evolução da ISA 1967 Governo colombiano impulsiona a criação da ISA para realizar projetos de transmissão e geração de energia de alta voltagem A ISA entra para o setor de geração de energia A ISA coloca em operação a primeira etapa dausina Hidroelétrica de San Carlos (620 MW). Administra o Centro Nacional de Telecomunicações e Controle Termina o desenvolvimento do complexo hidroelétrico do leste de Antioquia: San Carlos Jaguas e Calderas (1.428 MW) A empresa administra o primeiro sistema de integração regional de 230 mil volts (537 km) Administra a Usina Hidroelétrica de Chivor (1.000 MW.) Administra a interconexão entre o centro do país e a costa atlântica em 500 kv. A ISA coloca em funcionamento a rede central de 230 mil volts (537 km). Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 2

3 Evolução da ISA 1991 A La Nación adquire 51% da propriedade da ISA A assembleia de acionistas aprova a divisão da ISA, e a ISAGEN S.A. E.S.P. é criada com os ativos de produção A assembleia de acionistas aprova a alteração jurídica da ISA para uma empresa industrial e comercial do Estado e autoriza a vinculação de capital privado ISA coloca em operação a rede satelital e a segunda fase do projeto de fibra óptica A empresa administra a interconexão internacional entre a Colômbia e a Venezuela (230 kv) Entra em funcionamento o Mercado de Energia em Atacado e começam a operar a Bolsa de Energia e o Sistema de Intercâmbios Comerciais A ISA entra no mercado de telecomunicações como operadora de transmissoras. A empresa administra a interconexão internacional entre a Colômbia e o Equador (230 kv). Adquire 65% dos ativos de transmissão de energia da CORELCA. Nasce a TRANSELCA (costa atlântica colombiana). Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 3

4 Evolução da ISA 2002 Segunda oferta de ações do programa ISA, ações para todos. 120 milhões de ações vendidas para 47 mil colombianos Primeiro programa de democratização: "ISA, ações para todos". 62 mil novos acionistas e 115 milhões de ações vendidas. Em sociedade com a Transelectric, foi concluída a interconexão internacional de 230 mil volts entre a Colômbia e o Equador. O governo peruano oferece, como concessão, os Sistemas de Transmissão Elétrica (ETECEN e ETESUR). Nasce a Red de Energía del Perú (REP) A ISA entra no mercado internacional ao vencer uma licitação no Peru para construir 373 km de fiação e ampliar as subestações. Começa a operação comercial da INTERNEXA, filial de telecomunicações que presta serviços do tipo operadora de transmissoras na Colômbia dá início a suas atividades. Instalação de um cabo submarino Arcos para fazer a interconexão entre a Colômbia, a América do Norte, do Sul e Central, e o Caribe (8.600 km de fibra óptica). Foi realizado o registro de um grupo empresarial que tem a ISA como matriz, a Transelca, a Internexa e a First Mark Communications Co. como filiais e a ISA Peru como subsidiária. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 4

5 Evolução da ISA 2003 A Transnexa, empresa dedicada ao tráfego de telecomunicações entre a Colômbia e o Equador, inicia suas operações. A empresa administra o sistema de transações internacionais de eletricidade -TIEentre o Equador e a Colômbia. Na Bolívia, a ISA vence a licitação para construir e administrar cinco subestações e três linhas de transmissão de energia (604 km). Nasce a ISA Bolívia Adesão ao Pacto Global promovido pelas Nações Unidas. Nasce a XM, Compañía de Expertos en Mercados (Companhia de Especialistas em Mercados), para operar o Sistema Interconectado Nacional e administrar o mercado de energia de atacado. A ISA passa a ser sócia da Empresa Propietaria de la Red (EPR), com km de linhas de transmissão de 230 kv na América Central É realizada a inscrição do ADR nível 1 na Comissão de Valores dos Estados Unidos. A REP conclui a construção da parte peruana do projeto de interconexão elétrica que liga o Peru ao Equador. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 5

6 Evolução da ISA 2006 A ISA entra no mercado brasileiro com a aquisição de 50,1% das ações ordinárias da CTEEP, por meio da empresa de investimentos ISA Capital do Brasil Ltda É adotada uma nova identidade visual na empresa, como resultado da estratégia de negócios (sistemas de infraestrutura linear). A CTEEP recebe a concessão da linha de transmissão Porto Velho - Araraquara 2 (2.375 km de comprimento e 600 mil volts de tensão). Cotação do ADR na plataforma eletrônica International OTCQX Em parceria com a Empresa de Energia de Bogotá, adquire 100% do capital acionário do Consorcio Transmantaro, uma empresa de energia do Peru. Consolida a propriedade da CTEEP, ao possuir 89,40% das ações ordinárias e 37,46% do capital total da empresa. Inicia a internacionalização no setor de telecomunicações ao criar a INTERNEXA S.A. do Peru. O conselho de administração formaliza a oferta pública de ações ordinárias (56 milhões de ações por book building) A INTERNEXA adquire 90% das ações da empresa Comunicaciones Intermedias S.A. e, assim, obtém a titularidade das redes de fibra óptica e dos terminais que conectam importantes cidades chilenas Em parceria com a ETESA S.A., inicia suas atividades na Cidade do Panamá, a a Interconexión Eléctrica Colombia-Panamá S.A. (ICP) para possibilitar a integração elétrica binacional. O conselho de administração formaliza a oferta pública de ações ordinárias (32 milhões de ações por book building). Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 6

7 Evolução da ISA 2010 A La Nación, representada pelo INCO e pela ISA, assina um contrato para realizar o projeto "Autopistas de la Montaña". A ISA deve prosseguir com os estudos e desenvolver quatro corredores rodoviários de aproximadamente km. É registrada a escritura pública de constituição da DERIVEX S.A., uma empresa da XM e da Bolsa de Valores da Colômbia, que administra o mercado de derivados de commodities energéticos. Em conjunto com a Cintra Infraestructura S.A., uma filial de estradas da Ferrovial, é protocolado o documento de compra e venda para adquirir 60% da Cintra Chile Ltda., que controla cinco concessões de rodovias no Chile. A INTERNEXA adquire infraestrutura de conexão para telecomunicações no Brasil e na Argentina (6.000 km de fibra óptica) XM e ISA constituem a sociedade Sistemas Inteligentes en Red S.A.S. para realizar atividades relacionadas com a gestão, a operação e a administração de um centro de gestão de mobilidade para Medellín. A ISA adquire os 40% restantes da INTERVIAL CHILE. A INTERNEXA desenvolveu uma estratégia que a transformará em líder latino-americana na distribuição de importantes conteúdos digitais. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 7

8 Evolução da ISA 2012 A ISA entra no mercado chileno de transmissão de energia elétrica ao conquistar três projetos, que contam com 743 km de linhas de transmissão de circuito duplo e 500kV. É criada a empresa INTERCHILE 2013 No Peru, a ISA venceu outra convocatória para projetar, financiar, construir, administrar e executar a manutenção da linha de transmissão Mantaro - Marcona - Socabaya - Montalvo, de 500 kv e 920 km, além das subestações associadas. É a maior concessão já oferecida pela ProInversión. Esse projeto será realizado pela Transmantaro. No Chile, a ISA venceu uma nova licitação pública internacional para projetar, financiar, construir, administrar e executar a manutenção do projeto Encuentro - Lagunas, de 220 kv e 174 km, que fortalecerá o sistema elétrico chileno no norte do país e elevará a qualidade do serviço e a confiança na prestação do mesmo. A INTERCHILE será a empresa responsável por esse novo projeto. A INTERNEXA S.A., filial da ISA, adquiriu uma empresa de redes de transmissão de informações do estado do Rio de Janeiro, no Brasil, como parte de sua estratégia de expansão. A finalidade é complementar a oferta de valor, o que permitirá que a empresa amplie seu portfólio de clientes. O custo dessa operação foi de R$ 190 milhões. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 8

9 Evolução da ISA 2013 A ISA e o seu novo papel Em 2013, a ISA deu início a um processo de atualização estratégica e, como resultado desse grande projeto, os papéis estratégicos corporativos ficaram a cargo da matriz (ISA) e os assuntos operacionais e de manutenção ficaram a cargo de uma filial (INTERCOLOMBIA) que se dedica à transmissão de energia elétrica no país. A ISA, como centro corporativo, ficará responsável por direcionar as ações do grupo, administrar de maneira rentável o portfólio de oportunidades de crescimento, definir as grandes decisões corporativas, orientar as empresas em relação à concorrência e estabelecer a base sobre a qual serão definidas a gestão e a prática a serem aplicadas em importantes processos. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 9

10 Evolução da ISA 2014 No dia 1º de janeiro, a INTERCOLOMBIA, nova filial da ISA, iniciou suas atividades. A ISA é líder na compensação de emissões de poluentes. A empresa recebeu o selo Carbono Neutro, por compensar a emissão de gases de efeito estufa em Para isso, adquiriu o bônus South Pole Carbon, líder mundial em compensação de carbono. Com a compensação da emissão de carbono no setor de energia, a ISA assume um novo compromisso ambiental e social. A ISA faráum novo projeto de transmissão no Peru, que envolve o desenvolvimento, financiamento, construção, administração e manutenção de uma linha de transmissão de 220kV, com 16,9 km, realizado pelo Consorcio Transmantaro CTM. A empresa de classificação Fitch Ratings classificou como "AAA (col)" o programa de bônus da ISA e manteve a classificação dos títulos comerciais em F1+ (col). Além disso, a Fitch Ratings Internacional confirmou a classificação corporativa internacional em "BBB", em moeda estrangeira e local. A perspectiva para todas as classificações permaneceu estável. A ISA venceu convocatória pública aberta pela UPME para o desenvolvimento, a aquisição das provisões, a construção, a administração e a manutenção da conexão da subestação Reforma ao circuito Guavio Tunal, de 230 kv, com aproximadamente 1 km de comprimento. A UPME concedeu o projeto à ISA, sujeito à revisão pela CREG, para desenvolver, adquirir provisões, construir, administrar e fazer a manutenção da subestação Montería, de230 kv, e das linhas de transmissão associadas (aprox. 195 km), que se conectarão às subestações Chinú e Urabá. A REP conseguiu a subscrição de bônus no valor de US$ 20 milhões no mercado de capitais peruano. A REP, empresa da ISA, inaugurou uma megaobra de transmissão de energia no Peru. A linha de transmissão Trujillo-Chiclayo, de 500 kv e 325 km de comprimento, foi desenvolvida pela empresa Consorcio Transmantaro. A Moody s Investors Service melhorou a classificação da ISA como emissora, passando de Baa3 para Baa2. Ao mesmo tempo, a Moody's aumentou a base de avaliação de crédito (BCA, por sua sigla em inglês) da ISA de Baa3 para Baa2. A perspectiva de classificação é estável. Em Lima, a ISA conquistou uma nova licitação pública que gerará lucros anuais de US$ 5,7 milhões. Trata-se de uma linha elétrica de 90,5 km e 220kV e uma nova subestação de 220/60 kv. A Consorcio Transmantaro CTM irá desenvolver o projeto. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 10

11 Evolução da ISA 2015 A ISA ganha a convocatória para desenvolver o projeto na Costa Atlântica, para projetar, construir, operar e fazer manutenção da linha de transmissão Cerromatoso - Chinú - Copey a 500 mil volts. A ISA ganha o projeto de transmissão de energia elétrica mais longo da Colômbia a 500 kv, que irá permitir conectar ao Sistema Interconectado Nacional do projeto de geração Ituango, com um comprimento aproximado de 530 km. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 11

12 QUEM SOMOS Presença em8 países 33 filiais e subsidiárias 4 setores colaboradores km de circuito de alta tensão em operação km em construção Transformação em operação: MVA Transformação em construção: MVA km de fibra óptica em operação 907 km de infraestrutura viária em operação Coordenação da operação de km de linhas de transmissão Controle de mobilidade em Medellín e em suas 5 subdivisões Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 12

13 A ISA na América Latina Setores e empresas Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 13

14 Nossos acionistas Composição acionária em 31 de dezembro de 2014 Investidores Número de ações 31 de dezembro de 2014 % Investimentos estatais ,58% La Nación ,41% EEPPM ,17% Empresas com capital público e privado ,99% ECOPETROL S.A ,32% Empresa de Energía de Bogotá ,67% Investidores privados ,44% Institucionais ,32% Pessoas físicas ,02% Pessoas jurídicas ,50% F.I. Estrangeiro ,50% ISA ADR Program ,09% Capital subscrito e pago em circulação ,00% Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 14

15 Nossos sócios Nas empresas de transmissão de energia elétrica Peru Brasil REP EEB 40% TRANSMANTARO EEB 40% ISA Capital do Brasil S.A. (veículo de investimento) Banco HSBC 16,57% Banco Votorantim 16,57% CTEEP Electrobras: 35,37% Secretaria da Fazenda: 5,79% Outros acionistas: 21,65% América Central Panamá EPR INDE de Guatemala: 11,11% CEL e ETESAL de El Salvador: 11,11% ENEE de Honduras: 11,11% ENATREL de Nicaragua: 11,11% ICE de Costa Rica: 11,11% ETESA de Panamá: 11,11% ENDESA Latinoamérica de España: 11,11% CFE de México: 11,11% Interconexión Eléctrica Colômbia - Panamá ICP ETESA 50% Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 15

16 Média de distribuição dos colaboradores nas instalações Em dezembro de % REP 40.7% CTEEP e subordinadas 9.3% INTERVIAL CHILE e concessionárias 6.7% XM e subordinadas 7.5% INTERNEXA e subordinadas 0.5% INTERCHILE 0.8% ISA Bolvia 4.6% TRANSELCA 2% PDI 4.3% ISA 13.8% INTERCOLOMBIA Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 16

17 Sistema Integrado de Gestão (SIG) Certificados* Setores Empresas ISO 9001 ISO OHSAS ISO Transmissão de energia elétrica ISA INTERCOLOMBIA CTEEP REP TRANSELCA ISA Bolívia PDI (1) (1) Telecomunicações INTERNEXA Concessões de rodovias INTERVIAL CHILE Gestão inteligente de sistemas em tempo real XM Convenções: Certificada Em processo *em dezembro de 2014 (1) Processo pendente para a construção de projetos de infraestrutura Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 17

18 Gestão integral de riscos A ISA e suas empresas identificam, analisam, administram e comunicam os principais riscos aos quais estão expostas Mapa de riscos da ISA e de suas empresas Riscos operacionais Ambiental Predial Erros ou omissões Falha de equipamentos, peças de reposição ou materiais Tecnologias da informação e comunicações Fraude e Corrupção Riscos estratégicos Jurídico e regulamentar Fornecedores Crescimento Financeiro Capital humano e relações trabalhistas Reputação Governança Riscos ao ambiente Social Político Conflito armado, terrorismo, vandalismo Fenômenos naturais Deficiências do sistema ou do mercado elétrico Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 18

19 Responsabilidade social empresarial Compromissos com os grupos de interesse Acionistas e investidores: Crescer com lucros, manter as práticas de boa governança e garantir a sustentabilidade das empresas. Fornecedores: Proporcionar uma relação transparente e igualitária, com base em critérios de eficiência e competitividade. Colaboradores: Atrair, desenvolver e reter o talento humano, com relações de trabalho claras, respeitosas, igualitárias e justas, em um ambiente de confiança e desenvolvimento integral. Estado: Respeitar e promover o Estado de Direito e contribuir para a construção de um ambiente favorável à prestação dos serviços, com transparência e regras claras. Sociedade: Realizar uma gestão social integral e assumir um papel importante na construção de um ambiente favorável para o desenvolvimento. Clientes: Prestar serviços de qualidade, no momento oportuno e com preços competitivos, para satisfazer as necessidades dos clientes e construir relações de longo prazo. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 19

20 Direcionamento estratégico Missão A ISA tem como missão o desenvolvimento e a operação altamente eficiente de sistemas de infraestrutura linear nos quais a ISA possui capacidades ou vantagens diferenciais baseadas nodesenvolvimento do seu talento humano e na capacidade de inovação para criar valor para seus acionistas e demais grupos de interesse e contribuir para o desenvolvimento sustentável das sociedades onde está presente. Visão O aproveitamento das oportunidades de crescimento mais rentáveis de seus atuais negócios na América Latina, o aumento da eficiência operacional e a otimização do seu portfólio de negócios permitirão que a ISA triplique seus lucros até Focos estratégicos Aproveitamento de oportunidades de crescimento com rentabilidade superior Os rendimentos da ISA serão superiores ao custo patrimonial da empresa e serão sustentáveis a longo prazo. No setor de transmissão de energia, a ISA manterá a sua posição como a operadora com maior presença na América Latina, consolidará a sua posição na região e atingirá níveis de eficiência operacional alinhados com as melhores práticas mundiais. No setor de concessões de rodovias, a ISA aproveitará oportunidades na região, especialmente na Colômbia. No setor de telecomunicações, a ISA consolidará sua liderança como empresa independente de telecomunicações na América Latina e terá desenvolvido um ecossistema de IP na região. A ISA ampliará sua capacidade de gestão inteligente de sistemas em tempo real para novos serviços, acessando novas oportunidades com alta rentabilidade em outros setores. Melhoria da rentabilidade dos negócios atuais e do "core" Ajuste dinâmico da carteira de negócios e regiões geográficas Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 20

21 Setores Setor Descrição Rendimentos* EBITDA* Ativos* Transmissão de energia Concessões de rodovias A ISA e as suas empresas são formadas como o maior transportador internacional de energia elétrica da América Latina, com km de circuito em alta tensão e MVA de capacidade de transformação. Sua rede de energia elétrica com altos níveis de disponibilidade, confiança e qualidade. A gestão da empresa baseia-se em processos rigorosos de alto nível que transmitem segurança para as pessoas, estão em equilíbrio com o meio ambiente e são socialmente responsáveis. A ISA projeta, desenvolve, constrói, gerencia, mantém e explora redes urbanas e interurbanas em mercados potencialmente relevantes. A gestão e a manutenção são realizadas de acordo com os padrões estabelecidos pelo órgão regulamentador do setor em cada um dos países onde está presente e baseiam-se em processos que garantem excelência operacional e segurança aos seus usuários *Cifras em bilhões, em dezembro de Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 21

22 Setores Setor Descrição Rendimentos* EBITDA* Ativos* Telecomunicações A participação da ISA nesse setor ocorre por meio da filial INTERNEXA, empresa líder em infraestruturas de conexão e soluções de telecomunicações na América Latina, que se dedica à transmissão de informações e às soluções especiais de Tecnologia da Informação e Comunicações Gestão inteligente de sistemas em tempo real O setor elétrico se baseia na operação do Sistema Interconectado Nacional e na Administração do Mercado de Energia na Colômbia, que inclui as transações internacionais de eletricidade com o Equador. O setor de trânsito e transporte é administrado pelo Centro de Gestão de Mobilidade de Medellín, uma parceria entre a UNE EPM Telecomunicaciones, o consórcio ITS Medellín e a XM. O setor financeiro, junto com a Bolsa de Valores da Colômbia, conta com a participação da empresa DERIVEX, que administra o mercado de derivados de commodities energéticos na Colômbia *Cifras em bilhões, em dezembro de Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 22

23 Projetos de infraestrutura elétrica em construção Colômbia: km de circuito MVA de transformação USD 970 milhões Peru: km de circuito MVA de transformação USD 760 milhões Brasil: 838 km de circuito MVA de transformação USD 130 milhões Chile: km de circuito MVA de transformação USD milhões Bolívia: 150 MVA de transformação USD 8 milhões Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 23

24 Gestão financeira consolidada Situação dos resultados consolidados em dezembro de 2014 Milhões de pesos* TOTAL DE RENDIMENTOS OPERACIONAIS TOTAL DE CUSTOS E GASTOS OPERACIONAIS LUCRO LÍQUIDO EBITDA Margem EBITDA 58,0% Margem líquida 15,1% Rendimentos por país Bolívia Brasil Chile Colômbia Peru Panamá - Bermuda (1.661) EBITDA por país Argentina 871 Bolívia Brasil Chile Colômbia Peru Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 24

25 Gestão financeira consolidada Balanço geral consolidado em dezembro de 2014 Milhões de pesos* Total Ativo Total passivo Interesse Minoritário Total do patrimônio dos acionistas Ativos por país Argentina Bolívia Brasil Chile Colômbia Peru Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 25

26 Crescimento Billones $ 4,37 4,30 3,51 3,60 3,92 2,53 3,03 2,90 2,01 2,27 1,03 1,03 0,97 0,344 0,337 0,273 0,57 0,433 0,93 0, Ingresos EBITDA Utilidad antes de interés minoritario Utilidad neta Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 26

27 Gestão: Acesso aos mercados financeiros Opções de financiamento Colômbia: ISA e Transelca Peru: REP e CTM Bônus e notas promissórias Brasil: CTEEP e filiais ISA Capital 144A Reg/S USD 554 M ISA Capital Tender Offer CTM 144A Reg/S USD 450 milhões USD Ações Democratização da ISA - venda. No. de ações milhões milhões Inscrição ADR nível 1 N.Y. Mercado OTC Emissão de ações ordinárias No. de ações 56 milhões Emissão de ações ordinárias No. de ações 32 milhões milhões Operações de cobertura ISA SWAP USD 44.3 milhões USD 36.5 milhões USD 50.1 milhões ISA Commodities Matériaprima CTEEP SWAP BRL 101 M -151 M REP SWAP PEN USD 40-30M Project Finance International ISA Peru (USD 40,5 milhões) ISA Bolívia (USD 54 milhões) ISA Bolívia (USD 7 milhões) Empréstimo sindicalizado e crédito subordinado ISA (CTEEP) (USD 550 milhões) (USD 148 milhões) TRANS- MANTARO USD 90 milhões TRANSMAN- TARO USD 100 milhões USD 60 milhões RIOS USD 220 milhões Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 27

28 Classificação do risco creditício EMPRESA TIPO DE CLASSIFI- CAÇÃO S&P MOODY S FITCH FELLER-RATE APOYO Y ASO- PACIFIC CREDIT EQUILIBRIUM CIADOS RATING ISA Corporativa BBB (Estável) ago Baa2 (Estável) ago BBB (estável) maio 2014 Emissão de bônus locais AAA (Estável) maio 2014 Documentos comerciais F1+ maio 2014 TRANSELCA Emissão de bônus locais AAA (Estável) abr ISA CAPITAL DO BRASIL CTEEP Qualificação nacional Corporativa Emissão de bônus internacionais Corporativa AA - (Estável) ago BB+ (Estável) ago BBB- (Estável) ago AA+ (Estável) Emissão de AA+ (Estável) TRANSMANTARO Emissão de bônus internacionais Baa3 (Estável) Abril.2014 BBB- (Estável) abril 2015 Documentos comerciais CP-1+(estável) janeiro 2015 CP-1+(estável) janeiro 2015 REP Emissão de bônus AAA (Estável) abr AAA (Estável) abr Ruta del MAIPO Emissão de bônus BBB- (Estável) dez Baa3 (Estável) maio 2014 A (Estável) jun Ruta del MAULE Emissão de bônus BBB- (Estável) dez Baa2 (Estável) maio 2014 A (Estável) jun Ruta del BOSQUE Emissão de bônus BB+ (Estável) dez Baa3 (Estável) maio 2014 A (Estável) jun (*) Qualificação dos pontos emitidos em cada país. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 28

29 Evolução das ações da ISA no mercado Valorização de YTD Dados normalizados em 31 de dez Corte: dezembro de 2014 Negociabilidade da ISA março ALTA 13ª posição No final de dezembro, a ISA tinha acionistas Dez 31, 2013 Fev 14, 2014 Mar 31, 2014 Mai 15, 2014 Jun 29, 2014 Ago 13, 2014 Set 27, 2014 Nov 11, 2014 Dez 26, 2014 Fonte: Bloomberg, cálculos ISA Preço das ações Capitalização na bolsa de valores Fechamento de 2013 Fechamento dez Mínimo em 2014 Máximo em 2014 Volume médio diário (em milhões) 2014 ISA $ Cap. na bolsa (Mm COP) Cap. na bolsa (Mm USD) ISA Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 29

30 Reconhecimentos da ISA 1990 É reconhecida pela Cámara Junior como a empresa de maior projeção social A Presidência da República e o Ministério do Desenvolvimento Econômico outorgaram à ISA o Prêmio Colombiano de Qualidade. A Controladoria Geral da República classificou a ISA como empresa exemplo, por ter o melhor sistema de controle interno A ISA recebe uma menção honrosa no Prêmio ANDESCO pela Responsabilidade Social Empresarial O Ministério do Meio Ambiente entregou à ISA o Prêmio Nacional Ambiental A ISA foi classificada pelo Great Place to Work Institute da Colômbia como a melhor empresa para trabalhar entre as entidades nacionais. A ANALDEX e a Proexport elogiaram a ISA e a CREG, e lhes concederam o Prêmio Nacional de Exportações, na modalidade Projeto de Exportação, pelo trabalho realizado nas Transações Internacionais de Eletricidade - TIE. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 30

31 Reconhecimentos da ISA A ISA foi premiada como a melhor empresa nos prêmios Andesco de responsabilidade social empresarial e foi considerada a empresa com o melhor desempenho social por seu projeto ISA Región. A ISA conquistou o primeiro lugar como "melhor website para investidores" e ficou em terceiro lugar nas categorias de "melhor relatório anual para investidores" e "melhor comunicação de resultados financeiros" no prêmio Latin American Investor Relations. A Bolsa de Valores da Colômbia - BVC -, reconheceu a ISA como a empresa com o maior prazo de posicionamento de bônus A ISA foi reconhecida com o prêmio ANDESCO de responsabilidade social empresarial por seu desempenho social e governança corporativa Na análise de procedimentos e políticas de transparência entre as empresas de serviços públicos, realizada pela Corporación Transparencia por Colombia, a ISA subiu 2 pontos, passando de 92 a 94, de um total de 100, e foi considerada uma empresa de baixo risco. A Bolsa de Valores da Colômbia entregou à ISA o "Reconhecimento IR", uma iniciativa que reconhece o compromisso da empresa com o mercado e aumenta seu comprometimento com um estilo de gestão baseado nas melhores práticas. O código antifraude da ISA foi reconhecido no evento Cuarta Ronda de Buenas Prácticas de Transparencia Empresarial, organizado pela Corporación Transparencia por Colombia. Essa prática recomendada, que é adotada pela ISA desde 2011, formaliza a estratégia da ISA e de suas empresas na América Latina no que diz respeito à fraude. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 31

32 Reconhecimentos da ISA 2014 Na medição dosmecanismos e das políticas de transparência entre as empresas de serviços públicos, realizada pela Corporación Transparencia pela Colômbia, a ISA mantém sua qualificação de 94 pontos, superando a média do setor por nove puntos. A Bolsa de Valores da Colômbia entregou à ISA, pela segunda vez consecutiva, o Reconhecimento IR, uma iniciativa que ratifica o compromisso da empresa com o mercado de valores. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 32

33 Reconhecimentos da INTERCOLOMBIA 2014 Recebeu a Medalha do Bicentenário dos Engenheiros Militares, como reconhecimento a esta instituição militar e pelo trabalho conjunto antecipando a recuperação da infraestrutura elétrica afetada pelos atentados. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 33

34 Reconhecimentos da REP 2006 Concurso de Bom Governo Corporativo Melhor comportamento com o ambiente interno e externo. Empresa líder em excelência de gestão, categoria ouro Reconhecimento: Ética e liderança empresarial "Índice de Bom Governo Corporativoda Bolsa de Valores de Lima, prêmio que simboliza a confiança e o reconhecimento da empresa pelo cumprimento dos princípios de boa governança. Recebeu um- Diploma de Reconhecimento do Ministério da Educação pelo importante apoio ao desenvolvimento da educação no Peru Prêmio Nacional de Qualidade Gestão sócio-ambiental CACIER Excelência por seu compromisso com a educação. Selo de empresa socialmente responsável A empresa recebeu o selo ABE da Associação de Bons Empregadores, oferecido pela Câmara Americana de Comércio do Peru, que reconhece as empresas que se destacam por suas práticas trabalhistas. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. 34

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Agosto de 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Agosto de 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Agosto de 2014 Todos los derechos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. Todos os direitos reservados por Interconexión Eléctrica S.A. E.S.P. Evolução da ISA 1967 Governo

Leia mais

ISA, UMA MULTILATINA com 33 empresas, em 4 setores e em oito países

ISA, UMA MULTILATINA com 33 empresas, em 4 setores e em oito países de Rodovias, UMA MULTILATINA com 33 empresas, em 4 setores e em oito países A, diretamente e por meio de suas 33 filiais e subsidiárias, realiza projetos de infraestrutura importantes que impulsionam o

Leia mais

ISA, UMA MULTILATINA. com 33 empresas e 4 negócios, presente em oito países. Valores Corporativos. Visão. Iniciação ISA

ISA, UMA MULTILATINA. com 33 empresas e 4 negócios, presente em oito países. Valores Corporativos. Visão. Iniciação ISA , UMA MULTILATINA com 33 empresas e 4 negócios, presente em oito países A, de maneira direta e por meio de suas 33 filiais e subsidiárias, desenvolve projetos importantes de infraestrutura que impulsionam

Leia mais

Sistemas de infraestrutura linear que impulsionam o desenvolvimento no continente

Sistemas de infraestrutura linear que impulsionam o desenvolvimento no continente Sistemas de infraestrutura linear que impulsionam o desenvolvimento no continente Negócios da ISA Diretamente e através das suas filiais e subsidiárias a ISA avança em importantes projetos de sistemas

Leia mais

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001 Assim é a Telefónica A aquisição da Lycos, aliada ao fato de a nova empresa Terra Lycos operar em 43 países, permitiu, por um lado, uma maior penetração nos Estados Unidos e no Canadá. Por outro lado,

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Energia Elétrica Investimentos e Oportunidades. Junho 2011

Energia Elétrica Investimentos e Oportunidades. Junho 2011 Energia Elétrica Investimentos e Oportunidades Junho 2011 Agenda 1. O Sistema Eletrobras 2. Oportunidades no Brasil 3. Oportunidades no Exterior S/A A Eletrobras Maior empresa de energia elétrica da América

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento A BASE DA PIRÂMIDE É DIFERENTE MUNDIALMENTE POR REGIÃO, POR SETOR MAS SEMPRE UM MERCADO ENORME UMA GRANDE OPORTUNIDADE Na América Latina há cerca de 400

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES

A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES IFC: Sua Parceira no Investimento Sustentável A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, é a principal instituição global de desenvolvimento dedicada

Leia mais

180 Telefónica, S.A. Relatório Anual de Responsabilidade Corporativa 2004. Fornecedores

180 Telefónica, S.A. Relatório Anual de Responsabilidade Corporativa 2004. Fornecedores 180 Telefónica, S.A. Relatório Anual de Responsabilidade Corporativa 2004 09 Fornecedores Relatório Anual de Responsabilidade Corporativa 2004 Telefónica, S.A. 181 09/01 Grande número de fornecedores 09/02

Leia mais

Estudo dos países da América Latina e América Central

Estudo dos países da América Latina e América Central Empresa têxtil E M P R E S A T Ê X T I L Estudo dos países da América Latina e América Central Produtos considerados: 6003.33.00/6006.31.00/6006.21.00/6006.22.00/6006.23.00/6006.42.00 1. Exportações brasileiras

Leia mais

Principais Desafios. Laudo de Indenização do RBSE. Oportunidades de Crescimento. Resultados Financeiros do 3T14. Sessão de Perguntas e Respostas

Principais Desafios. Laudo de Indenização do RBSE. Oportunidades de Crescimento. Resultados Financeiros do 3T14. Sessão de Perguntas e Respostas 1 A CTEEP Principais Desafios Laudo de Indenização do RBSE Oportunidades de Crescimento Resultados Financeiros do 3T14 Sessão de Perguntas e Respostas Visita Monitorada 2 3 Selo APIMEC 13 ANOS História

Leia mais

2002 - Serviços para empresas

2002 - Serviços para empresas 2002 - Serviços para empresas Grupo Telefónica Data. Resultados Consolidados 1 (dados em milhões de euros) Janeiro - Dezembro 2002 2001 % Var. Receita por operações 1.731,4 1.849,7 (6,4) Trabalho para

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros)

Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros) Telefonia celular Grupo Telefônica Móviles Resultados Consolidados (milhões de euros) Dezembro Dezembro 2001 2000 % Var. Receitas operacionais 8.411,1 7.401,2 13,6 Trabalhos para imobilizado (1) 128,6

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes

Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes Unidade Serviços em Infraestrutura Apresentação para o Conselho Diretor 12.05.2015 Financiamento da Infraestrutura Nacional Banco de do Transportes Brasil Outubro/2015 1 Dentre 140 países, o Brasil é o

Leia mais

SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA

SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA Case vencedor do VII Prêmio ANATEC na categoria B2B Serviços BANCA ASSINATURA CUSTOMIZADA PORTFÓLIO A maior provedora de conteúdo de economia, negócios e finanças da América

Leia mais

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Grupo aumentou quadro de colaboradores próprios em 29%. Juntas, AES Eletropaulo e AES Sul distribuíram energia para mais

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Expo Money São Paulo. Setembro, 2013

Expo Money São Paulo. Setembro, 2013 Expo Money São Paulo Setembro, 2013 1 Perfil da AES Tietê 12 usinas hidrelétricas em São Paulo Contrato de concessão de 30 anos válido até 2029 Capacidade instalada de 2.658 MW, com garantia física 1

Leia mais

Seminário "Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais"

Seminário Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais Seminário "Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais" Marco Geovanne Tobias da Silva 17 de maio de 2005 O que é Governança Corporativa? Conjunto de normas de conduta a serem adotadas por

Leia mais

José Mario Dionizio. André Luis Sermarini

José Mario Dionizio. André Luis Sermarini GESTÃO AMBIENTAL EM SUBESTAÇÕES AVALIAÇÃO DE RESULTADOS DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL COM VISTAS A PRESERVAR A IMAGEM DA CIA E GARANTIR A SUSTENTABILIDADE DE SEUS NEGÓCIOS José Mario Dionizio

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Apresentação para Investidores. Março, 2009

Apresentação para Investidores. Março, 2009 Apresentação para Investidores Março, 2009 1 Filosofia Gerdau VISÃO Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que

Leia mais

TELEFÓNICA MÓVILES, S.A.

TELEFÓNICA MÓVILES, S.A. COMUNICAÇÃO DE FATO RELEVANTE TELEFÓNICA MÓVILES, S.A. Madri, 28 de outubro de 2004 Em cumprimento ao disposto no artigo 82 da Lei 24/1988, de 28 de julho, do Mercado de Valores espanhol e disposições

Leia mais

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002

Brasil Telecom. Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg. Dezembro de 2002 Brasil Telecom Gigantes dos Mercados Emergentes UBS Warburg Dezembro de 2002 1 OSetor de Telecomunicações no Brasil 2 Empresas de Telefonia Fixa Região IV (Somente Longa Distância) Preço Mínimo: US$1.548

Leia mais

Mercados Energéticos: Los Desafíos del Nuevo Milenio. Extensión NEA

Mercados Energéticos: Los Desafíos del Nuevo Milenio. Extensión NEA Mercados Energéticos: Los Desafíos del Nuevo Milenio. Extensión NEA INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA NA AMÉRICA LATINA Norberto Medeiros dxcb-cme,brasil Agosto / 2002 Para discutir os recursos energéticos e a integração

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

Apresentação institucional CTBC 1T07

Apresentação institucional CTBC 1T07 Apresentação institucional CTBC 1T07 1 Visão geral Empresa integrada de telecomunicações - há mais de 53 anos no mercado de telecom - portfolio completo de serviços - forma de atuação regional (proximidade

Leia mais

Mercado de Ações O que são ações? Ação é um pedacinho de uma empresa Com um ou mais pedacinhos da empresa, você se torna sócio dela Sendo mais formal, podemos definir ações como títulos nominativos negociáveis

Leia mais

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial 27/09/2011 Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial Estrutura da apresentação Perspectiva empresarial Doing Business 2011 Investimentos Estrangeiros e Comércio Exterior Complementaridade

Leia mais

Sustentabilidade: Estratégia e Ética de Novos Negócios

Sustentabilidade: Estratégia e Ética de Novos Negócios DEG Deutsche Investitions- und Entwicklungsgesellschaft mbh Sustentabilidade: Estratégia e Ética de Novos Negócios Parceiro de Longo Prazo para Países em Desenvolvimento Nosso negócio é o Desenvolvimento

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Luiz Fernando Rolla Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Nossa base de acionistas assegura liquidez América do Norte Canadá Estados Unidos México Europa Luxemburgo

Leia mais

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009

Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 Algar Telecom registra lucro de R$ 71 milhões em 2009 EBITDA atingiu a soma de R$ 391 milhões no ano passado São Paulo, 24 de março de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações do Grupo Algar,

Leia mais

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E Paternoster Square Londres ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS Francisco Cary 19 de Maio de 2011 O Mercado dos Países

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

ASTRO 25 SOLUÇÃO DE SISTEMAS TRONCALIZADOS DIGITAIS BASEADOS EM IP VOZ E DADOS INTEGRADOS

ASTRO 25 SOLUÇÃO DE SISTEMAS TRONCALIZADOS DIGITAIS BASEADOS EM IP VOZ E DADOS INTEGRADOS ASTRO 25 SOLUÇÃO DE SISTEMAS TRONCALIZADOS DIGITAIS BASEADOS EM IP VOZ E DADOS INTEGRADOS LÍDER DE MERCADO EM SOLUÇÕES PARA COMUNICAÇÕES A Motorola exerce a liderança em soluções digitais de próxima geração

Leia mais

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído Remuneração aos Nossos Acionistas Na reunião do Conselho de Administração do dia 3 de agosto foi deliberada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) complementares aos dividendos mensais, a

Leia mais

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários;

O QUE É A CVM? II - a negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários; O QUE É A CVM? A CVM - Comissão de Valores Mobiliários é uma entidade autárquica em regime especial, vinculada ao Ministério da Fazenda, com personalidade jurídica e patrimônio próprios, dotada de autoridade

Leia mais

Distance to frontier

Distance to frontier Boletim Informativo do Doing Business 2013: América Latina e Caribe Das 50 economias que desde 2005 mais tiveram melhorias regulamentares para facilitar a prática de fazer negócios para empresas locais,

Leia mais

Contato analítico adicional: Marcelo Schwarz, CFA, São Paulo, 55 (11) 3039?7782, marcelo.schwarz@standardandpoors.com

Contato analítico adicional: Marcelo Schwarz, CFA, São Paulo, 55 (11) 3039?7782, marcelo.schwarz@standardandpoors.com Data de Publicação: 26 de junho de 2014 Comunicado à Imprensa Standard & Poor's reafirma ratings 'BB+' na escala global e 'braa' na Escala Nacional Brasil atribuídos à Ampla Energia e Serviços; Rating

Leia mais

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012

B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Estar Mais Próximo do Cliente B2W DIGITAL Divulgação de Resultados 4T12/2012 Considerações Gerais Considerações referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros,

Leia mais

A Importância do Mercado Secundário

A Importância do Mercado Secundário A Importância do Mercado Secundário Apresentação ao Conselho Superior de Estudos Avançados CONSEA da FIESP Agosto / 2015 Agosto/2015 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 Sobre a BM&FBOVESPA

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

9) Política de Investimentos

9) Política de Investimentos 9) Política de Investimentos Política e Diretrizes de Investimentos 2010 Plano de Benefícios 1 Segmentos Macroalocação 2010 Renda Variável 60,2% 64,4% 28,7% 34,0% Imóveis 2,4% 3,0% Operações com Participantes

Leia mais

O mercado de PPPs na visão do Setor Privado. Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP

O mercado de PPPs na visão do Setor Privado. Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP O mercado de PPPs na visão do Setor Privado Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP OS AGENTES PRIVADOS DO MERCADO DE PPPS Principais Players do Setor

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas.

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas. BRIEF COMERCIAL 2015 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Cooperativismo de Crédito no mundo

Cooperativismo de Crédito no mundo Cooperativismo de Crédito no mundo Dr. Matthias Arzbach DGRV São Paulo marzbach@dgrv.org Brasília DF 17 Junho 2008 A experiência da Europa Bancos Cooperativos na Europa -Parceiros financeiros para a economia

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

Perspectivas da Comunidade Energética no Mundo e na América Latina

Perspectivas da Comunidade Energética no Mundo e na América Latina Perspectivas da Comunidade Energética no Mundo e na América Latina FURNAS, 29/08/2012 Desafios da Indústria Elétrica na América Latina É natural pensar na interligação da região! Sob o ponto de vista energético,

Leia mais

EMBRATEL PARTICIPAÇÕES TEM RECEITA LÍQUIDA DE R$ 1,5 BILHÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2000, 26 PORCENTO ACIMA DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999

EMBRATEL PARTICIPAÇÕES TEM RECEITA LÍQUIDA DE R$ 1,5 BILHÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2000, 26 PORCENTO ACIMA DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999 INFORMATIVO Silvia M.R. Pereira Relações com Investidores tel: BR 55 21 519-9662 fax: 55 21 519-6388 Wallace Borges Grecco Relações com a Imprensa tel: BR 21 519-7282 fax: 021-519-8010 EMBRATEL PARTICIPAÇÕES

Leia mais

ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA

ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA PROMINP - 2o WORKSHOP NACIONAL ATUAÇÃO INTERNACIONAL DA PETROBRAS E AS OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA ÁREA DE NEGÓCIO INTERNACIONAL Cláudio Castejon Vitória, 28 de outubro de 2004 O portfolio

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A- NOVEMBRO 2013 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA REGULADA PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL A Brickell CFI é uma instituição financeira, regulada pelo Banco Central do Brasil, com sede em

Leia mais

Seminário Internacional de Integração Energética Brasil-Colômbia

Seminário Internacional de Integração Energética Brasil-Colômbia Seminário Internacional de Integração Energética Brasil-Colômbia Visão Geral da Integração Regional GESEL, FIESP, 15 de outubro 2010 Eng. Fernando Rojas A experiência demonstra que a integração não é um

Leia mais

Desenvolvimento de Competências Alinhadas com as Estratégias Empresariais: O caso Petrobras

Desenvolvimento de Competências Alinhadas com as Estratégias Empresariais: O caso Petrobras Desenvolvimento de Competências Alinhadas com as Estratégias Empresariais: O caso Petrobras Sumário A Petrobras Os Desafios O Alinhamento Estratégico - Gestão por Competências - A Concepção da Universidade

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil

A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil A Redução do Fluxo de Investimento Estrangeiro Direto e as Implicações para o Brasil Análise Economia e Comércio Bernardo Erhardt de Andrade Guaracy 30 de outubro de 2003 A Redução do Fluxo de Investimento

Leia mais

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures

LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 LOCALIZA RENT A CAR S.A. 5ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

Perspectivas para o financiamento das PPPs

Perspectivas para o financiamento das PPPs Perspectivas para o financiamento das PPPs PPP Summit 2015 20 de maio de 2015 Frederico Estrella frederico@tendencias.com.br Histórico e perfil da Tendências 2 Histórico Fundada em 1996, a Tendências é

Leia mais

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12

Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Teleconferência e Webcast de Resultados 2T12 Quarta-feira, 15 de agosto de 2012 Horário: 12:00 p.m. (Brasil) - 11:00 a.m. (US EDT) Telefone: +55 (11) 4688.6361 - Código: B2W Webcast: www.b2winc.com/webcast2t12

Leia mais

Monitoramento: Fundo de Investimento em Direitos Creditórios CEEE

Monitoramento: Fundo de Investimento em Direitos Creditórios CEEE Data de Publicação: 14 de outubro de 2009 Relatório de Monitoramento Monitoramento: Fundo de Investimento em Direitos Creditórios CEEE Ratings em Outubro de 2009 Instrumento Rating Atual Rating Inicial

Leia mais

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA

BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA BNDESPAR INGRESSA NO CAPITAL SOCIAL DA RENOVA ENERGIA Por meio de um investimento estratégico de até R$314,7 milhões, a BNDESPAR ingressa no capital social da Renova Energia. Parceria de Longo Prazo A

Leia mais

Quero um empréstimo É uma ordem!

Quero um empréstimo É uma ordem! Quero um empréstimo É uma ordem! 2 de abril de 2014 Por Jesus Gonzalez-Garcia e Francesco Grigoli A participação estatal em bancos ainda é comum no mundo todo, apesar do grande número de privatizações

Leia mais

Evento de Lançamento do Processo ISE 2015

Evento de Lançamento do Processo ISE 2015 Evento de Lançamento do Processo ISE 2015 25 de fevereiro de 2015 Carteira ISE 2015 R$ 1.224.784.660.586,93-49,87% do valor total de mercado (base 24/11/2014) Carteira ISE 2015 R$ 1.224.784.660.586,93-49,87%

Leia mais

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença

RBC BRASIL DTVM LTDA. Confiança que faz a diferença RBC BRASIL DTVM LTDA Confiança que faz a diferença Sobre o RBC Brasil O RBC Brasil (RBC Brasil DTVM Ltda) é uma subsidiária integral do Royal Bank of Canada, cuja história de atuação em nosso país remonta

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Comité Latinoamericano de Asuntos Financieros Comitê Latino Americano de Assuntos Financeiros Latin American Shadow Financial Regulatory Committee

Comité Latinoamericano de Asuntos Financieros Comitê Latino Americano de Assuntos Financeiros Latin American Shadow Financial Regulatory Committee Comité Latinoamericano de Asuntos Financieros Comitê Latino Americano de Assuntos Financeiros Latin American Shadow Financial Regulatory Committee Declaração N 8 14 de abril de 2003 Santiago de Chile,

Leia mais

Brasil Transacções Comerciais & Financeiras

Brasil Transacções Comerciais & Financeiras Pq do Ibirapuera, São Paulo/ SP Brasil Transacções Comerciais & Financeiras Banco Caixa Geral Brasil S.A. /Grupo Caixa Geral de Depósitos Out/2009 A Economia Brasileira 2 A Economia Brasileira SEDE BCG-Brasil:

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, a respeito da Lei n.º 6.404/197 e suas alterações, da legislação complementar e dos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 71 Os gastos incorridos com pesquisa

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006

TIM Participações S.A. Resultados do 1T06. 5 de Maio de 2006 TIM Participações S.A. Resultados do 5 de Maio de 2006 1 Principais realizações Desempenho do Mercado Desempenho Financeiro 2 Status da Reestruturação Corporativa Principais realizações Melhorando a Estrutura

Leia mais

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014 Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo 13 de Maio de 2014 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira

Leia mais

SEGURANÇA E AGILIDADE EM TODAS AS SUAS ENTREGAS

SEGURANÇA E AGILIDADE EM TODAS AS SUAS ENTREGAS SEGURANÇA E AGILIDADE EM TODAS AS SUAS ENTREGAS TNT EFICIÊNCIA EM TRANSPORTES A TNT, uma das líderes mundiais em transporte expresso, possui hoje a maior rede de distribuição expressa rodoviária de toda

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

Apresentação da Companhia. Janeiro 2011

Apresentação da Companhia. Janeiro 2011 Apresentação da Companhia 1 Janeiro 2011 Notice Esta apresentação poderá conter considerações referentes a perspectivas futuras do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e perspectivas

Leia mais

A importância do Investimento Privado na Concessão dos

A importância do Investimento Privado na Concessão dos A importância do Investimento Privado na Concessão dos Serviços Públicos Regulados Geraldo Villin Prado ABAR Mai/09 Demanda Anual de Investimentos no Brasil ENERGIA ELÉTRICA PETRÓLEO & GÁS (*) TRANSPORTES/

Leia mais

DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL

DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL DESEMPENHO SOCIOAMBIENTAL 3T11 Sumário Sumário...1 Índice de Tabelas...2 Índice de Figuras...3 Desempenho Socioambiental...4 Negócios com Ênfase Socioambiental...5 Ecoeficiência...7 Relações com Funcionários...9

Leia mais

18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários. 700 km de linhas exclusivas. 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA

18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários. 700 km de linhas exclusivas. 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA 18 cidades Latino-Americanas 20 milhões de passageiros diários 700 km de linhas exclusivas 30.000 unidades de transporte SECRETARIA EXECUTIVA SIBRT ASSOCIADOS PLENOS A Associação Latino-Americana de Sistemas

Leia mais

Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas

Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas devem ser em espanhol. PRÊMIO INOVADORES DA AMÉRICA BASES

Leia mais

Ricardo Setubal Diretor de Relações com Investidores

Ricardo Setubal Diretor de Relações com Investidores Ricardo Setubal Diretor de Relações com Investidores Agenda Perfil da Empresa Investimentos Estratégicos Ações Desenvolvidas no Período Desempenho das Áreas Informações Financeiras Consolidadas Governança

Leia mais

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional

SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional SULAMERICA INVESTIMENTOS Apresentação Institucional 3 A SULAMERICA VOCÊ JÁ CONHECE 116 anos no mercado 4.947 funcionários 6,7 milhões de clientes 54 filiais 35 C.A.S.A.s Maior grupo segurador independente

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 nº 47 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Remuneração aos Nossos Acionistas

Leia mais

Telefonia fixa. Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros)

Telefonia fixa. Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros) Telefonia fixa Negócio de Telefonia Fixa Resultados Consolidados (em milhões de euros) Telefónica da Espanha Telefónica latino-america 2001 2000 % Var. 2001 2000 % Var. Receitas operacionais 10.220,4 10.182,9

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Paulo Oliveira A aspiração é tornar o Brasil um polo de uma rede regional interconectada, com conexões globais otimizadas Modelo relacional atual Estrutura

Leia mais

MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural)

MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural) MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural) São Paulo, 11 e 12 de setembro de 2013 Antecedentes O crescimento acelerado da frota

Leia mais

Gestão Financeira de Organizações

Gestão Financeira de Organizações Gestão Financeira de Organizações Módulo 10 - Política de Dividendos e Relações com Investidores Prof. Luiz Antonio Campagnac e-mail: luiz.campagnac@gmail.com Livro Texto Administração Financeira: princípios,

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003

Brasil Telecom. Café da Manhã com Investidores Unibanco. Fevereiro 2003 Brasil Telecom Café da Manhã com Investidores Unibanco Fevereiro 2003 1 Estratégia 2 Mercado Metas Metas Garantir a liderança na Região II, focando nos clientes de alto valor. Garantir a liderança na Região

Leia mais