JULHO 2013 l 118. SERVIÇOS FINANCEIROS POSTAIS Entrevista ao ADCFO André Gorjão Costa. PORTUGAL CONNOSCO - RECEITAS AO BALCÃO Temos cozinheiros!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JULHO 2013 l 118. SERVIÇOS FINANCEIROS POSTAIS Entrevista ao ADCFO André Gorjão Costa. PORTUGAL CONNOSCO - RECEITAS AO BALCÃO Temos cozinheiros!"

Transcrição

1 JULHO 2013 l 118 SERVIÇOS FINANCEIROS POSTAIS Entrevista ao ADCFO André Gorjão Costa PORTUGAL CONNOSCO - RECEITAS AO BALCÃO Temos cozinheiros! SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL 122 novas bicicletas elétricas

2 2 ÍNDICE l APOSTA 118 FICHA TÉCNICA Diretor Miguel Salema Garção Diretora Executiva Adriana Eugénio Coordenação Rosa Serôdio Redação Elsa Duarte, Inês Noronha Macedo, José Duarte Martins, Paula Padrão, Raquel Moz e Rosa Serôdio Conceção Gráfica Miguel Dantas e Samuel Trindade Fotografia Pedro Mónica, Sara Aresta e Arquivo CTT. Produção Comunicação Institucional Propriedade CTT Correios de Portugal, S.A. Av. D. João II, Lote , LISBOA Tel.: Pessoa coletiva nº A revista Aposta é impressa na Fernandes & Terceiro, S.A., empresa com Sistema de Gestão Q.A.S. certificada segundo as normas NP EN ISO 9001:2008 (cert nº PT08/02529), NP EN ISO 14001:2004 (cert nº PT08/02530), OHSAS 18001:2007 (cert nº PT08/02531), EMAS (cert nº PT ) Isenta de registo na ERC ao abrigo do Dec. Regulamentar nº. 8/99, de 9 junho - artº. 12º. Nº. 1 a. Finishing Mailtec Tiragem exemplares Depósito Legal /02 PUBLICAÇÃO MENSAL. DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A revista Aposta foi escrita ao abrigo do novo Acordo Ortográfico EDITORIAL Motivos de orgulho BREVES ENTREVISTA AO ADCFO Confiança, proximidade e serviço ATUAL Operações e Distribuição - Resultados divulgados CTT promovem saúde cardiovascular Um congresso com cheiros e sabores EAD apresenta serviço Cloud Backup and Recovery CAPA Ao balcão dos CTT come-se bem! Receitas ao Balcão são prova de solidariedade SUSTENTABILIDADE Carteiros em duas rodas protegem ambiente VOLUNTARIADO AMBIENTAL Quando o mar bate na rocha DAR UM GIRO De tradição mediterrânica AGENDA CULTURAL LEITURAS Os sabores do ar e do fogo são eternos OPINIÃO A alquimia do equilíbrio VAGARES Esta revista foi impressa em Respecta Satin de 125 gramas (miolo) e 250 gramas (capa), ambos com certificação de Gestão Florestal FSC.

3 EDITORIAL l APOSTA Motivos de orgulho Para os 52 Atendedores selecionados no projeto Portugal Connosco Receitas ao Balcão, os últimos dias de maio trouxeram a oportunidade de virem a Lisboa fazer prova dos seus dotes culinários. Sob o olhar atento de um júri, liderado pelo conceituado Chef Henrique Sá Pessoa, os concorrentes deram o seu melhor para confecionar os seus pratos de eleição, a serem degustados pelos provadores de serviço que, ao final de cada dia, ditavam o seu veredito. Foram quatro as vencedoras e quatro os pratos: O Folar de Bragança, a Cataplana de amêijoas com carne de porco, o Javali no pote com castanhas e a Tarte de batata- -doce. Todos de fazer crescer água na boca... Estas quatro trabalhadoras estão de parabéns. Mas também os outros participantes que se esmeraram na confeção das suas receitas, cuja qualidade superou as expetativas do júri. E o livro que está a ser produzido vai disto mesmo dar conta e deixá-lo surpreendido com estes talentos. Esta foi uma prova passada com distinção por um grupo de profissionais que no seu dia a dia não se poupam a esforços para bem receber e servir o cliente. Com este projeto quisemos prestar-lhes uma justa homenagem e reconhecer o seu valor na concretização dos objetivos empresariais. Mas este projeto revela também as preocupações de ordem social da Empresa. As refeições confecionadas ao longo dos quatro dias e os alimentos não cozinhados foram doados à Instituição Albergues Noturnos de Lisboa, através da Dariacordar, a Associação Contra o Desperdício, com a qual os CTT mantêm uma parceria. Miguel Salema Garção Diretor de Comunicação Institucional Também o recente aumento da frota de veículos ecológicos vem reforçar a responsabilidade dos CTT na área da sustentabilidade ambiental e social. As novas bicicletas elétricas que entraram ao serviço da distribuição de correio em todo o país são disso exemplo. Ao contribuírem para a poupança de 50 toneladas de emissões de dióxido de carbono por ano, os CTT dão passos seguros na proteção do meio ambiente. Mas as vantagens deste meio alternativo não se ficam por aqui. A produtividade e a eficiência na distribuição vão aumentar ao mesmo tempo que vai diminuir o esforço físico dos Carteiros, que passam a desenvolver a sua atividade com mais conforto e segurança. Com esta aquisição, a frota alternativa alarga-se, fazendo dos CTT o sexto operador postal do mundo com melhor desempenho carbónico, ativamente comprometido na defesa de um setor menos poluente. Leia os desenvolvimentos nas páginas seguintes e vai ver que temos bons motivos para nos orgulharmos. Esta foi uma prova passada com distinção por um grupo de profissionais que no seu dia a dia não se poupam a esforços para bem receber e servir o cliente. Com este projeto quisemos prestar-lhes uma justa homenagem e reconhecer o seu valor na concretização dos objetivos empresariais

4 4 BREVES l APOSTA 118 Linhas CTT e ViaCTT distinguidas no APCC Best Awards 2013 As Linhas CTT ( ) e ViaCTT ( ) foram distinguidas na categoria Distribuição e Logística com a Medalha de Bronze, no APCC Portugal Best Awards Este prémio, recebido no dia 24 de maio, é o terceiro que a equipa do Serviço de Atendimento ao Cliente (AN/SAC) conquista, nos principais eventos relacionados com a área de Contact Centers desde 2010, o que comprova que os CTT continuam na linha da frente na implementação de boas práticas organizacionais na atividade de Contact Centers em Portugal. Pelo 9º ano consecutivo, no âmbito da conferência CC Portugal 2013, a Associação Portuguesa de Contact Centers premiou as empresas nacionais que mais se destacaram. O APCC Best Awards distingue anualmente os melhores Contact Centers nacionais, baseando-se nas respostas ao inquérito de benchmarking, validadas num diagnóstico presencial junto Reunião dos operadores de média dimensão em Viena A reunião anual do Grupo das Middle Range Companies (MRC) realizou-se no passado dia 26 de abril, em Viena, na Áustria, onde estiveram representados os vários operadores membros que, além dos CTT Correios de Portugal, integra ainda as administrações postais da Áustria, Bélgica, Dinamarca, Irlanda, Luxemburgo e Suíça. O MRC é uma organização informal que tem por missão partilhar as melhores práticas e discutir temas de interesse comum aos operadores postais destes países de média dimensão, tendo em vista a tomada de posições conjuntas no seio do International Post Corporation (IPC) e a defesa de interesses comuns junto da PostEurop e da UPU. Este encontro, que todos os anos reúne os Chairman & CEO das empresas que integram o Grupo, contou com a presença do PCA dos CTT, Francisco de Lacerda, que participou na discussão dos finalistas. Foi, igualmente, efetuada uma avaliação a cada Contact Center, tendo sido analisados pontos como Gestão e Resolução de Interações, Pessoal e Recursos, Formação, Qualidade e Melhoria Contínua e Indicadores de Performance. Foram ainda efetuadas monitorizações e inquéritos aos agentes e supervisores. Este prémio evidencia o esforço que os CTT têm vindo a desenvolver com o objetivo de cumprir os padrões de qualidade no atendimento aos seus clientes. RS dos importantes temas relacionados com a atividade do IPC, o desempenho das várias empresas em 2012 e os desafios para 2013, bem como as medidas que cada membro tem vindo a desenvolver e implementar no âmbito do e-commerce, por forma a dinamizar e a fazer crescer esta área de negócio. RM EAD renova estatuto de PME Líder 2013 A EAD obteve, recentemente, a renovação do estatuto de PME Líder 2013, atribuído no âmbito do Programa FINCRESCE do IAPMEI, que distingue empresas nacionais com perfis de desempenho superiores. Numa parceria com a Banca, o estatuto PME Líder visa reforçar a visibilidade das empresas de dimensão intermédia que integram o segmento mais competitivo da economia nacional, funcionando como selo de reputação e estímulo no prosseguimento de dinâmicas empresariais, que contribuam de forma sustentável para a criação de riqueza e bem-estar social. RS

5 5 CTT no Dia Internacional da Biodiversidade Os CTT associaram-se ao Dia Internacional da Biodiversidade, que se celebra a 22 de maio, com um conjunto de atividades realizadas em parceria com a Organização Não Governamental de Ambiente, a BioDiversity4All, que promove o programa Pé n A Terra com um conjunto de iniciativas para sensibilizar a população para a natureza que nos rodeia. Os trabalhadores dos CTT foram convidados a assistir a uma palestra científica no auditório do edifício do Parque das Nações, moderada pelo responsável da área de Sustentabilidade Ambiental, Luís Paulo, com as biólogas Patrícia Tiago, do Oceanário de Lisboa, e Joana Marques, da CIBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos) do Porto. A apresentação foi também difundida por videoconferência, para os Centros de Produção e Logística de Cabo Ruivo, Taveiro e Maia. E o que é a biodiversidade? Patrícia Tiago explicou que segundo a Convenção da Diversidade Biológica (Nações Unidas, 1992), a biodiversidade representa a variabilidade entre todos os organismos vivos, o que implica as diferenças entre espécies, variações genéticas entre indivíduos de uma mesma espécie e ainda distinções entre ecossistemas. Existem 1 milhão e 750 mil espécies descritas, que se distribuem por vertebrados (95%), plantas (84%), insetos (12%), fungos (5%), bactérias (0,4%). E porque nos preocupamos em proteger o seu equilíbrio? É que a biodiversidade serve de alimento, purifica o ar e a água, protege os solos contra a erosão, poliniza culturas, controla pragas, evita cheias, indica zonas poluídas, é utilizada para a produção de químicos farmacológicos, entre outras valências. Joana Marques veio do Porto exclusivamente para falar de líquenes, «porque são os mais bonitos». São primos dos cogumelos, mas estes fungos são capazes de produzir o seu próprio alimento ao aprisionarem no interior uma alga. Simbiose ou parasitismo? O certo é que a parceria resulta numa estrutura específica, autossuficiente, que podemos ver crescer em troncos de árvores, em rochas, em dunas, etc. Apresentam cores e texturas belíssimas, o que justificou uma saída de campo no Parque das Nações para apreciar a riqueza de exemplos e acrescentar informação à base de dados que a BioDiversity4All tem à disposição de todos. Esta plataforma de colaboração convida à participação da comunidade científica, docentes, estudantes, escuteiros, agricultores, pescadores, caçadores, naturalistas, caminhantes, birdwatchers, geocachers, mergulhadores, agentes de turismo rural e de aventura. Conheça mais em RM CTT aumentam vendas na Feira do Livro Os CTT voltaram a estar presentes na 83ª Feira do Livro de Lisboa, que se realizou de 23 de maio a 10 de junho no Parque Eduardo VII, com o seu vasto portefólio de livros temáticos e artigos diversos de filatelia. Em 2013 as vendas superaram as expectativas, com 735 livros comercializados, mais 163 do que no ano anterior. As receitas brutas totalizaram ,00, mais 6,4% do que em 2012, um excelente resultado apesar do contexto de retração económica que o país atravessa e da compreensível quebra nos hábitos de leitura. A estratégia comercial dos CTT foi um êxito, apostando forte na associação dos descontos do Livro do Dia (-40%) com a presença dos respetivos autores nas Sessões de Autógrafos. As obras mais procuradas em Lisboa foram A 1.ª República Portuguesa, de António Costa Pinto e Paulo Jorge Fernandes, Pedras Preciosas na Arte Sacra em Portugal, de Rui Galopim de Carvalho, e os Elevadores, Ascensores e Funiculares de Portugal, de Jaime Fragoso de Almeida. Em destaque estiveram também os livros editados em 2010, que pela primeira vez apresentaram desconto. A Feira do Livro é um certame que se realiza sem interrupção desde 1930 na capital do país, estando os CTT representados como editores, com expositor próprio, desde o ano Este ano a Feira do Livro do Porto não se realizou, mas os Correios tiveram a oportunidade de fazer a sua estreia na Feira do Livro de Coimbra, que aconteceu de 24 de maio a 2 de junho, no Parque Verde do Mondego. O público respondeu com interesse e as receitas superaram os custos de presença no evento, com vendas acima da centena de livros, em particular os títulos Sabores do Ar e do Fogo, de Fátima Moura, e os Trajes Regionais, de Cristina L. Duarte. A atividade editorial dos CTT teve início em 1983 com caráter de regularidade, começando pela publicação do Portugal em Selos, que reunia a totalidade das emissões lançadas nesse ano e é hoje uma raridade bibliográfica e filatélica. RM

6 6 BREVES l APOSTA 118 Postcontacto reforça parceria com IKEA A Postcontacto acaba de ver renovado o seu contrato com a IKEA por mais um ano. O excelente relacionamento comercial existente desde 2008 e os níveis de sucesso atingidos com a distribuição exclusiva de toda a publicidade IKEA estiveram na base desta decisão. A Postcontacto distribui por ano nas caixas de correio cerca de 22 milhões de peças de publicidade IKEA, garantindo também ações de distribuição em mão, stockagem de tráfego e execução de ações de logística. O foco da atividade centra-se na distribuição, em agosto, de mais de 2 milhões de catálogos. A qualidade de serviço é auditada diariamente por entidade externa, sendo necessário planificar rigorosa e detalhadamente todas as rotas de distribuição. No último ano, a Postcontacto atingiu 97% de sucesso nesta ação, tendo agora pela frente o desafio de superar este valor. CTT Expresso patrocina os Masters da Distribuição A CTT Expresso foi a Transportadora Oficial da 22ª edição dos Masters da Distribuição 2013, que decorreu a 18 de junho no Museu do Oriente, em Lisboa. Este evento acolhe e premeia as melhores marcas e insígnias, com prémios para o operador logístico, o projeto de responsabilidade social, o ponto de venda, o produto, bem como as personalidades que contribuíram para o desenvolvimento das empresas na distribuição e produção. O certame foi antecedido de uma conferência dedicada ao consumidor e às exigências e necessidades no consumo. A CTT Expresso tem por missão acompanhar a constante evolução do comportamento do consumidor, bem como as tendências que levam as empresas a reinventar os seus negócios. Para o líder nacional do mercado CEP (Courier, Express & Parcels), gerir uma boa relação com os clientes, baseada na confiança e na satisfação, apresentando um serviço de excelência, são fatores determinantes para o negócio e sucesso da CTT Expresso. RM Também a visão comum das duas empresas sobre matéria de sustentabilidade e compromissos éticos pesou a favor da renovação automática do contrato. A IKEA possui um Código de Conduta (IWAY) e, neste âmbito, audita regularmente os seus fornecedores, tendo a Postcontacto em julho de 2012 passado com distinção essa prova. A parceria com a Poscontacto é destacada pela IKEA nas ações externas de difusão do seu Código de Conduta. RS Assinado novo Acordo de Correio Editorial No dia 27 de maio foi assinado em Lisboa, no Edifício CTT, o novo Acordo de Correio Editorial entre os CTT, o GMCS Gabinete para os Meios de Comunicação Social e a API Associação Portuguesa de Imprensa, que inclui o novo tarifário dos serviços postais referentes a Livros, Jornais e Publicações Periódicas para o Serviço Nacional, a vigorar desde 1 de junho de 2013, e que se traduz num aumento de 2,3% em termos de média anual. De sublinhar que o Correio Editorial representou em 2012 cerca de 4% do total da receita gerada pelo negócio das Correspondências. Os CTT e a API estão empenhados em dinamizar o canal de venda por assinatura, dando origem à implementação de um programa de incentivos (Pack Editorial), cujos resultados têm vindo a evoluir positivamente de ano para ano. Com a assinatura destes acordos, que remontam a 1996, têm sido dados passos significativos no sentido de aproximar a prestação deste serviço aos desafios enfrentados pelos setores editorial e postal. RS

7 7 RCMN faz quadras a S. João Nuno Neves, Diretor da Rede Comercial Norte (RCMN), lançou o desafio a todas as Lojas: cada uma deveria criar uma quadra alusiva à lotaria de S. João no sentido de promover a sua venda. Ele próprio deu o mote, divulgando o convite em verso: Na Lotaria de S. João / A RCMN ninguém bate / Vamos fazer tanta receita / Que os sinos tocarão a rebate. O concurso visou a dinamização da campanha da lotaria de S. João, que decorreu de 11 a 19 de junho, envolvendo todas as equipas na melhoria dos resultados. E a resposta não tardou. «A adesão à iniciativa foi fantástica», referiu com satisfação Nuno Neves, e num curto espaço de tempo foram recebidas mais de cem quadras. Aqui deixamos uma pequena mostra, onde é patente a criatividade e a qualidade das criações, provando que há muitos talentos ainda desconhecidos ao balcão dos CTT, sempre a postos para responder a cada desafio que lhes é dirigido. Parabéns à Equipa do Norte. RS

8 8 ENTREVISTA AO ADCFO l APOSTA 118 Confiança, proximidade e serviço Os Serviços Financeiros são uma importante fonte de rendimentos para os CTT. Excluindo o correio, representam 46% no bolo das vendas da Rede de Lojas (produtos de terceiros e filatelia somam 40%, outros 14%), segundo valores de Não obstante a crise, que afetou várias áreas de negócio dos CTT, os Serviços Financeiros conseguiram manter quase inalteradas as receitas, graças à ampliação dos serviços prestados. Para 2013, como foi apresentado na Convenção, os objetivos voltam a ser ambiciosos, como revela em entrevista o Administrador André Gorjão Costa.

9 ,9 40,8 ENTREVISTA Nos três segmentos em que se divide a carteira de oferta de serviços financeiros Vales e Transferências, Pagamentos de Serviços, Poupança e Seguros qual foi o balanço de 2012 e quais os projetos para 2013? Receita (milhões de Euros) 6,28 7,16 7,81 20,27 21,34 19,92 14,43 13,36 13, O ano de 2012 foi um ano positivo, apesar da queda da receita da área de Serviços Financeiros, porque mostrou a capacidade dos CTT se afirmarem como uma alternativa de poupança para os portugueses e, por outro lado, como uma empresa capaz de criar soluções para novas necessidades, como foi o caso da cobrança de portagens. Vales e Transferências Poupança e Seguros Pagamento de Serviços O negócio de vales e transferências manteve a sua tendência de queda fruto de, a partir de 2002, as novas pensões deixarem de poder ser pagas através de vales, passando somente a sê-lo por transferência bancária. O negócio de pagamento de serviços teve um comportamento misto, considerando que o pagamento de serviços comuns e impostos teve uma queda acentuada mas, em contrapartida, o pagamento de portagens teve um crescimento. Convém referir que este novo serviço prestado pelos CTT a partir de 2011 permitiu suprir uma necessidade do Estado com a introdução de portagens nas SCUT. Por fim, a poupança e seguros teve um crescimento de 9% em 2012, fruto de um elevado crescimento na colocação de seguros de capitalização. Este resultado esconde, porém, a perda de importância que os CTT tiveram nos últimos anos na captação de poupanças com a perda de cerca de 6,5 biliões de euros de poupanças dos portugueses, fruto em parte da oferta pouco competitiva dos Certificados de Aforro, em contraposição a uma oferta muito agressiva por parte dos Bancos. Para 2013 a missão é crescer, alavancando nas nossas capacidades distintivas e obtendo dos nossos parceiros melhores condições de remuneração para os CTT e os seus trabalhadores. É importante referir que o crescimento que ambicionamos para 2013 é o binómio de: i) uma oferta competitiva e distintiva de produtos associada a, ii) uma força de vendas da nossa rede de lojas motivada. E esta conjugação de esforços entre os Serviços Financeiros e a Rede de Lojas tem funcionado bem em 2013, mostrando que o nosso lema Todos Somos Um é uma realidade nos CTT. A introdução da cobrança de portagens sustentou o crescimento da receita no segmento Pagamento de Serviços, aliviando as restantes quebras nesta área (faturas, impostos, contribuições e coimas, títulos e objetos). O que está a ser definido para contrariar esta tendência? O pagamento de serviços tem que ser visto nos CTT na sua globalidade, ou seja, incluindo também a nossa rede Payshop, pois assim conseguiremos ter uma oferta de valor maior e melhor para os nossos clientes deste produto. Uma maior integração da oferta das redes, uma aposta nas características positivas do pagamento presencial vs. os meios electrónicos e uma proposta global de serviços, juntamente com outras áreas de negócio dos CTT permitirá que consigamos crescer em Devemos aproveitar neste ano o facto de para alguns contribuintes haver 3 pagamentos de IMI. Devemos apostar em premiar os trabalhadores que se distinguem na captação de utilizadores destes serviços nos CTT, a alavanca do crescimento neste produto, em vez de campanhas promocionais para o consumidor final sem grande atratividade. Devemos, acima de tudo, tentar fazer mais e melhor para que os consumidores vejam os pagamentos e cobranças presenciais como uma boa alternativa. Para tal, dependemos dos nossos trabalhadores, dos nossos sistemas, que são quem assegura a qualidade de serviço. Foi com esta ideia em mente que decidimos premiar os trabalhadores pelo crescimento que consigamos nesta área de negócio. Eles é que merecem ser premiados!

10 10 ENTREVISTA AO ADCFO l APOSTA 118 Os CTT têm tido um desempenho muito favorável na área da Poupança e dos Seguros. Apesar dos produtos de poupança terem perdido relevo para a Banca, os seguros aumentaram em volume de subscrições nos Correios. Houve todavia, em 2012, muitos resgates de Certificados de Aforro e Seguros de Capitalização. Que novidades podemos esperar em termos de produtos mais atrativos, incentivos nas vendas e vantagens para os clientes às vésperas da privatização? Saldo no Final do ano - Milhões de Euros Captação de Poupança nos CTT Como já referido, nos últimos anos perdemos um volume importante de poupanças dado que não conseguimos manter os elevados volumes de resgastes de Certificados de Aforro que ocorreram. Mas, como sabemos, a perda de competitividade destes produtos deveu-se à taxa pouco atrativa que era oferecida, ainda mais em comparação com ofertas muito agressivas de Bancos com forte necessidade de captar depósitos. Este ano, que já vai longo, a realidade em termos de remuneração é outra e, só este facto, já nos ajudará muito no nosso caminho. Os Certificados de Aforro, desde setembro de 2012 têm uma taxa muito atrativa para aplicações até 3 anos, e principalmente para prazos curtos (3/6 meses), a qual estará em vigor até Remuneração muito mais atrativa que os depósitos bancários. Como resultado de uma boa rentabilidade e do nosso esforço comercial, em maio e em junho já teremos saldo líquido positivo entre subscrições e resgates. Nos seguros de capitalização e nos PPR, como acredito que todos já pudemos comprovar, temos produtos com taxas muito competitivas com parceiros de elevada solidez financeira e credibilidade (Fidelidade Mundial e Mapfre). E a verdade é que temos tido novos e importantes clientes a olharem para os CTT como uma das opções de aplicação das suas poupanças. Neste ponto, gostaria de referir o investimento superior a 1 milhão de euros no seguro de capitalização a 8 anos feito por dois novos clientes dos CTT. Revela a qualidade da nossa oferta. E também revela a qualidade na nossa equipa na informação e captação destes clientes de elevado património. Gostaria de dar os parabéns às equipas das Estações de Viana do Castelo (1,7M ) e de Vila Pouca de Aguiar (1,4M ), lideradas pelos Gestores de Loja Ângela Palhares e Jaime Simões, respectivamente, pelo excelente trabalho realizado na captação destas poupanças! Contudo, gostava de salientar que nada disto é feito porque estamos em processo de privatização. Estas medidas visam assegurar mais oferta na nossa Rede de Lojas que permita a maior sustentabilidade futura da mesma e um melhor serviço aos nossos clientes. Estas medidas inserem-se no Programa de Transformação que vivemos internamente e que visam reforçar as nossas competências, corrigir as nossas falhas e melhorar a nossa oferta aos clientes. Subscrições Resgates Saldo Ainda neste ponto, duas notas importantes! Em primeiro lugar, destacar que este crescimento que queremos depende de cada um e de todos nós. Do esforço contínuo da área de Serviços Financeiros na oferta de produtos competitivos, na promoção dos mesmos e no apoio permanente à Rede de Lojas. Do empenho e capacidade de venda da nossa Rede de Lojas, que competem com gestores de conta especializados das redes bancárias. Temos que ter consciência que a concorrência tem vendedores especializados neste segmento de negócio. Assim, o lema que lançámos de Todos Somos Um tem que estar no pensamento de todos os que contribuem para a venda destes produtos. Todos temos que contribuir para promover e vender os CTT como uma alternativa para investir as poupanças! Em segundo lugar, estamos a rever as parcerias com a Fidelidade Mundial e com o IGCP por forma a melhorarmos as nossas comissões, para que também possamos premiar melhor a nossa Rede de Lojas, com incentivos às vendas. Mas estas comissões melhores estão indexadas a objetivos ambiciosos e por isso somente se os atingirmos estaremos em condições de melhorar os incentivos. Os CTT são uma Entidade Prestadora de Serviços de Pagamento autorizada e regulada pelo Banco de Portugal. Como poderemos valorizar este estatuto em termos de posicionamento no mercado? Haverá lugar à criação de uma plataforma de serviços, potenciando a cadeia de valor do Grupo, para parcerias interessantes de e-commerce? Somos uma importante entidade de pagamentos, por sermos a única rede presencial para pagamentos em dinheiro com cobertura nacional. E quando digo única rede, refiro-me à Rede de Lojas e à Rede de Agentes Payshop, pois temos que a ver como uma, cada uma com valências específicas.

11 11 Além desta grande vantagem competitiva, sabemos também da elevada capacidade de incorporar novas soluções/ opções de produtos e serviços a pagamento nesta rede, como foi o caso do pagamento de portagens em 2011 e a bilhética de transportes públicos. Os CTT estão a trabalhar para continuarem a ser líderes neste negócio, continuando a inovar e a aproveitar as valências de cada uma das redes. As transferências internacionais representam hoje 10% da receita total dos Serviços Financeiros, nomeadamente através da marca Western Union, de que somos o maior agente em Portugal. Mas há outros sistemas de transferências que assentam em convénios com operadores postais europeus e mundiais. É o caso do Eurogiro, que recentemente atribuiu um importante prémio aos CTT. Que motivação traz este reconhecimento à empresa e às equipas que desenvolveram o inovador serviço Eurogiro Cash International? Foi um orgulho para mim receber o Unique Contribution to Eurogiro s Development em nome dos CTT na convenção anual desta comunidade. É um reconhecimento pela iniciativa dos Serviços Financeiros na definição, criação e desenvolvimento operacional de um inovador serviço de transferências internacionais - Eurogiro Cash Internacional. Contudo, o orgulho que todos devemos sentir é que este prémio demonstra a capacidade dos CTT e das suas equipas em inovar, nas mais diversas áreas de negócio. Na pergunta anterior questionava se iriamos criar uma plataforma inovadora de pagamento de serviços e a resposta é dada em parte por este prémio. Nós sabemos criar, sabemos inovar, sabemos pensar no futuro tendo presentes as competências únicas dos CTT. Finalmente, gostaria de partilhar com todos que os objetivos para 2013 da área de negócios dos Serviços Financeiros são de crescimento em todos os segmentos de produtos: Vales e Transferências, Pagamento de Serviços e Poupança e Seguros. Estamos no bom caminho e com o contributo de todos, e de cada um, conseguiremos chegar à ambição que temos no nosso plano estratégico de crescer 24% nos próximos 3 anos, invertendo a tendência de queda e ultrapassando 50 milhões de euros de receitas. raquel MOZ Gostaria de partilhar com todos um gráfico que foi apresentado na Convenção de Quadros que espelha o que estamos a fazer: POUPANÇA E SEGUROS VALES E TRANSFERÊNCIAS + Melhores Condições Comerciais para CTT + Produtos Competitivos assentes na simplicidade, segurança e value for money + Comunicação Forte + Processos mais simples (online) PAGAMENTO DE SERVIÇOS COMISSÕES, PRODUTO E COMUNICAÇÃO CONFIANÇA, PROXIMIDADE & E SERVIÇO SERVIÇOS FINANCEIROS + FEES RECEITA FEES (COMISSÕES) VOLUME DE VENDAS REDE DE LOJAS + VENDAS = + Plano de Ação Vendas: Fidelizar/Reter Clientes e fundos Captar novos Clientes Aumentar vendas por Cliente (cross-selling) Dinamizar/Informar

12 12 ATUAL l APOSTA 118 Operações e Distribuição Resultados divulgados A Reunião Nacional da Direção de Operações e Distribuição apresentou os resultados do primeiro quadrimestre. O evento incluiu várias temáticas ligadas àquela área e contou com a presença da Administradora Dionísia Ferreira que felicitou a equipa pelos resultados obtidos A Reunião Nacional da OP (Operações e Distribuição) realizou-se no dia 31 de maio no auditório de Cabo Ruivo, em Lisboa. Foi a primeira reunião nacional dentro da nova organização daquela Direção e pretendeu divulgar os resultados alcançados no primeiro quadrimestre. Hernâni Santos revelou-se satisfeito com o trabalho da área que dirige e agradeceu o empenho das equipas. «O meu sentimento é positivo relativamente àquilo que conseguimos fazer nestes cinco meses e quero partilhar convosco as felicitações do Conselho de Administração relativamente aos resultados que a OP conseguiu até agora, bem como a forma como o fez: sem perturbações e garantindo a qualidade de serviço». Analisando os dados do primeiro quadrimestre face ao Plano e Orçamento, Sérgio Mesquita (OP/DCE) revelou que os indicadores são bastante positivos, na vertente dos gastos, mas também ao nível do Plano de Recursos Humanos: «No conjunto da OP foi possível que os gastos ficassem cerca de 5,7% abaixo do planeado», o que representa uma poupança de mais de 5 milhões de euros. Quanto ao Plano de Transformação (PMO), Hernâni Santos acrescentou que o objetivo da OP passa por realizar, em 2013, uma redução de gastos operacionais na ordem dos 6,9 milhões de euros. «É isso que pretendemos conseguir com o conjunto de ações que estão a ser desenvolvidas ao nível dos Transportes, do Tratamento e da Distribuição», disse o responsável. Desta forma, a 30 de abril, «estava prevista uma poupança de 1,4 milhões de euros e atingimos 2,7 milhões de euros. Foi este o contributo que a nossa Direção deu para os resultados globais da Empresa para os primeiros quatro meses de 2013», acrescentou. Seguidamente, cada um dos responsáveis pelos Centros de Produção e Logística, Redes de Distribuição e Redes Comerciais e Operacionais deram a conhecer as ações de racionalização e reorganização das estruturas que dirigem

13 13 Operações e Distribuição Vencedores do Compromisso de Gestão 2012 Centros Operacionais de Correio Coordenadores de Distribuição Centros de Distribuição C Centros de Distribuição B Centros de Distribuição A Transportes do Norte (COCN) COC Castelo Branco (COCC) Transportes do Centro (COCC) Manuel Domingues COORD2_Norte (Litoral) António Duarte COORD7_ Centro Sul (Interior) Orlando Tomé COORD5_Centro Sul CAD 3430 Carregal do Sal CAD 5210 Miranda do Douro / 5225 Sendim CAD 6440 Figueira de Castelo Rodrigo CDP 4560 Penafiel CDP 4415 Carvalhos CDP 4620 Lousada 3720 Oliveira de Azemeis CDP 2870 Montijo/Alcochete CDP 1050 Lisboa No conjunto da OP, os gastos ficaram cerca de 5,7% abaixo do planeado e o impacto das mesmas em termos de redução de custos, tendo ainda cada um dos responsáveis funcionais dos Transportes, Tratamento e Distribuição lançado os principais desafios para o 2º semestre do ano. A preparar os próximos meses Depois de analisados os resultados, foi tempo de olhar para o futuro e preparar as próximas ações. Isabel Lourenço, responsável pela empresa do Grupo CTT vocacionada para a distribuição de Correio Não Endereçado, identificou os desafios decorrentes da Campanha Eleições Autárquicas 2013 em que a Postcontacto e a Rede de Distribuição dos CTT terão um papel fulcral. A ação, que decorre de maio a setembro, terá uma dimensão nacional e envolverá instituições ligadas ao processo eleitoral, bem como a comunicação dos partidos políticos e candidatos às Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia. Isabel Lourenço destacou o produto Infomail, suas características e regras de distribuição. E, perante as exigências daquele tipo de comunicação, apelou ao envolvimento de todos, de forma a assegurar o sucesso da operação. Sandra Janeiro (COQ) partihou o bom desempenho da OP nos principais indicadores de Qualidade de Serviço, que revelam que as reorganizações operacionais em curso têm vindo a ser efetuadas sem prejuízo dos níveis de qualidade de serviço. A agenda incluiu ainda a divulgação do desempenho do Canal Carteiro. Assim, em 2012 as vendas através dos Carteiros ascenderam aos 5,6 milhões de euros, valor que constitui um importante contributo nas vendas do ocasional. Em 2013, até abril, o Canal Carteiro já tinha realizado cerca de 1,5 milhões de euros. De forma a dinamizar este canal de vendas, foi aprovado pelo CA um sistema de incentivos que premeia os Carteiros de forma individual. Antes de serem conhecidos os resultados do Compromisso de Gestão 2012 relativos às Operações e Distribuição, Sérgio Mesquita deu a conhecer as características do Compromisso de Gestão 2013, que conta este ano com algumas alterações que visam, essencialmente, alinhar os objetivos das equipas com as orientações estratégicas da Empresa e da Direção. Vai abranger, pela primeira vez, todos os Técnicos de Organização de Distribuição e, no que respeito às áreas de Produção e Logística, há alterações resultantes da reorganização do modelo organizacional dos CPL. Depois de presidir ao reconhecimento dos vencedores do Compromisso de Gestão 2012, a Administradora Dionísia Ferreira felicitou a OP pelos resultados obtidos: «parabéns pelo trabalho feito até aqui, pelo empenho e pela forma como conseguiram os objetivos a que se propuseram» e lançou o apelo «queria também pedir que o empenho seja tanto ou mais do que foi até aqui». ELSA DUARTE

14 14 ATUAL l APOSTA 118 CTT promovem saúde cardiovascular A Fundação Portuguesa de Cardiologia celebrou em maio o tradicional Mês do Coração com um conjunto de ações de sensibilização e rastreio de saúde cardiovascular. Mais uma vez, os CTT abriram as suas portas para a concretização de algumas atividades destinadas aos trabalhadores e à população Em 2012, cerca de 23 mil portugueses perderam a vida na sequência de doenças cardiovasculares, dos quais cerca de 16 mil por AVC e cerca de 7 mil por enfarte de miocárdio. Em Portugal, estas doenças são responsáveis por quase um terço da mortalidade total da população e uma das principais causas de incapacidade. Todos os anos, a Fundação Portuguesa de Cardiologia elege maio como o Mês do Coração, promovendo um conjunto de atividades que visam alertar a população para estas doenças, nomeadamente para os fatores de risco que lhe estão associados e a sua prevenção. O foco da campanha deste ano incidiu na importância da Dieta Mediterrânica, candidata a Património Imaterial da Humanidade, na Unesco. «A FPC associou-se a este projeto de candidatura, uma vez que esta dieta contempla algumas práticas e hábitos corretos em termos de alimentação que trazem grande benefício para a saúde cardiovascular», referiu Luís Negrão, assessor médico da FPC e responsável pelo Mês do Coração. De novo, os CTT, enquanto empresa socialmente responsável, apoiaram a FPC no desenvolvimento de algumas iniciativas, cedendo espaços para a realização de ações de sensibilização e rastreio cardiovascular. A primeira ação teve lugar na manhã do dia 29 de maio, na Loja dos Restauradores, em Lisboa. Os trabalhadores e o público em geral aí puderam avaliar o estado do seu coração, através de um rastreio realizado por técnicos de saúde da FPC e que contemplou a medição de tensão arterial, massa corporal, perímetro abdominal, colesterol e outros parâmetros, bem como a sensibilização para comportamentos saudáveis e de diminuição do risco. «A Fundação Portuguesa de Cardiologia tem por missão promover a saúde cardiovascular e alertar a população para os riscos de determinados hábitos e comportamentos e o risco de alguns fatores como o colesterol, a hipertensão arterial e a obesidade. Para fazermos esta campanha precisamos de alguns parceiros que nos

15 15 Luis Negrão Sessão de ginástica laboral no Edifício CTT «O médico prescreve o tratamento. Depois, compete ao doente fazer ele próprio a vigilância do seu estado de saúde. Esta parte é muito importante. Ele tem de aprender a distinguir os sinais de alerta indiciadores de algum problema». Luís Negrão ajudem e que sejam também eles transmissores da mensagem. Portanto, quando temos parceiros como os CTT que nos ajudam, disponibilizando espaços com boa visibilidade de e para a rua, eu diria que é ouro sobre azul, pois em simultâneo conseguimos alertar os trabalhadores e as pessoas que entram na Loja CTT», afirmou Luís Negrão. Pequenas mudanças de cada vez Durante julho irão ocorrer outras ações de rastreio nas Lojas do Município (Porto), Fernão Magalhães (Coimbra), Calouste Gulbenkian (Madeira), Ponta Delgada (Açores) e no Edifício CTT de Faro. Em Lisboa, também o auditório do Edifício CTT acolheu algumas atividades destinadas aos trabalhadores ali em funções. Os rastreios, que ocorreram no dia 6 de junho, foram precedidos pela realização no dia anterior de quatro sessões de ginástica laboral, que registaram uma adesão muito elevada. «As pessoas passam muito tempo sentadas. Há um conjunto de movimentos que podemos fazer no local de trabalho e que melhoram as nossas articulações, esticam os nossos músculos e ajudam a manter uma postura mais correta. São pequenos gestos que podemos fazer várias vezes no nosso dia de trabalho e nos trazem benefícios para a saúde», referiu Luís Negrão sobre a importância desta atividade física no local de trabalho. Também no dia 5 de junho, e no seguimento das sessões de ginástica laboral, Elsa Feliciano, assessora de nutrição da FPC, proferiu uma interessante palestra sobre a importância de uma alimentação saudável, variada e equilibrada para a prevenção da doença cardiovascular, aconselhando a adoção da Dieta Mediterrânica, reconhecida como um dos padrões alimentares mais saudáveis do mundo. Luís Negrão aproveitou para deixar dois recados: Um é que o problema das doenças cardiovasculares e a sua resolução passa pelo envolvimento e colaboração de todos na promoção de mudança de hábitos e comportamentos, «quer junto de nós próprios, quer daqueles que estão próximos de nós, de forma a podermos ampliar esta mensagem». O outro é que não basta que o médico prescreva o tratamento. «Depois, compete ao doente fazer ele próprio a vigilância do seu estado de saúde. Esta parte é muito importante. Ele tem de aprender a distinguir os sinais de alerta indiciadores de algum problema». O responsável pelo Mês do Coração aconselha os leitores da Aposta e seus familiares a «pensar muito bem no que lhes prejudica a saúde e a fazer pequenas mudanças de cada vez. Estas mudanças graduais são mais efetivas e duradouras do que as grandes e radicais. A conquista das pequenas coisas é extraordinariamente importante. As pequenas mudanças criam hábitos, as grandes criam revolta e angústia. Por isso, há que definir objetivos, fazer opções e começar com uma pequena mudança de cada vez». Agora já sabe. Esteja atento à sua saúde. ROSA SERÔDIO

16 16 ATUAL l APOSTA 118 Um congresso com cheiros e sabores Os CTT associaram-se ao VII Congresso Mundial do Presunto, em Ourique, com o lançamento de um carimbo alusivo ao evento e a presença de um stand institucional Os CTT Correios de Portugal associaram-se à realização do VII Congresso Mundial do Presunto, em Ourique, com a edição de um carimbo comemorativo, no dia 29 de maio de 2013, data da abertura oficial do congresso, que teve lugar no pavilhão multiusos local. E foi na cerimónia de abertura, que o Diretor de Filatelia dos CTT, Raul Moreira, se dirigiu Momento de azáfama no stand dos CTT, com a sessão de autógrafos a decorrer A GL de Ourique oblitera uma correspondência com o respetivo carimbo comemorativo perante uma cliente às entidades e congressistas na apresentação especial do livro Sabores do Ar e do Fogo, convidando os membros da mesa para a habitual obliteração e assinatura dos sobrescritos especiais com o respetivo carimbo comemorativo. Em espaço próprio, na área exposicional do pavilhão, animada por encontros e provas de degustação, os CTT promoveram e venderam o livro, apuseram o carimbo comemorativo e também disponibilizaram selos, blocos e sobrescritos com a última emissão dos sabores, emitida em março de 2013, além de outros produtos filatélicos. Aí, a autora de Sabores do Ar e do Fogo, Fátima Mourão, e o fotógrafo Mário Cerdeira, ocuparam-se com elevada simpatia da sessão de autógrafos que havia sido programada. O stand bem decorado reforçou a participação institucional dos CTT. Operacionalizado por Sandra Neves da Loja de Praia do Carvoeiro (Algarve), com a presença da ACMS2, Ana Fadista, concorreu com a Gestora da Loja de Ourique, bem no interior da vila, Amélia Caraça, que tratava o correio filatélico recebido de todo o país. Atendia também os clientes que naquele dia pretendiam obliterar as suas peças filatélicas e correspondências com o carimbo comemorativo referente aos Sabores do Ar e do Fogo, cuja obra se encontrava bem visível sobre o balcão. A vila de Ourique toma nome e regista heráldica evocativa da célebre batalha em que D. Afonso Henriques terá travado e vencido o rei mouro Esmar. Com foral concedido por D. Dinis em 1290, assume-se como a capital do porco de raça alentejana. Entre 28 e 31 de maio proclamou-se como a capital mundial do presunto e os CTT regozijam-se por se terem associado a tão importante evento. josé duarte martins

17 17 EAD apresenta serviço Cloud Backup and Recovery A EAD juntou no auditório do Edifício CTT, em Lisboa, os seus parceiros tecnológicos para a apresentação do novo serviço Cloud Backup and Recovery No dia 30 de maio, a EAD - Empresa de Gestão Documental do Grupo CTT apresentou o serviço Cloud Backup and Recovery, numa sessão que contou com a presença dos seus parceiros Evault, Totalstor e ONI. Após as boas vindas dirigidas à assistência por Manuel Castelo-Branco, Vice-Presidente dos CTT, Paulo Veiga, CEO da EAD, divulgou o programa a ser cumprido durante a manhã. Coube a Marco Santos, Diretor de Tecnologias da EAD, a apresentação do serviço, que se baseia numa solução de backup and recovery assente no paradigma cloud e integra os atributos que se enumeram: compliance com as melhores práticas, transmissão segura e encriptação dos dados, compressão e deduplicação eficiente, utilização simples e intuitiva, self-service, agente para os principais sistemas operativos/plataformas, replicação para localização alternativa, administração centralizada via web e modelo de pricing simples. A solução de backup e recuperação de dados na cloud foi depois detalhada pelos parceiros do projeto, que foram escolhidos por serem líderes de mercado e permitirem à EAD disponibilizar um serviço de excelência, ao melhor preço. Bertrand Chevallier-Chantepie, da Evault, focou na sua apresentação as características e os benefícios da solução integrada de software e storage, a Evault SaaS. Raul Alexandre e Cláudio Bastos, da Totalstor, abordaram a importância e os benefícios do storage na cloud. Com a intervenção de Pedro Mateus, da ONI, que incidiu nas soluções empresariais à medida para o desafio da núvem, concluiu-se o evento. Da sessão saiu reforçada a ideia de que a segurança da informação das empresas e o seu acesso, a qualquer momento, é fundamental para a manutenção da sua competitividade no mercado. Daí a pertinência de optarem por uma solução cloud, perfeitamente adequada às necessidades de escalabilidade, fiabilidade e segurança, com a vantagem de não representar um investimento e um modelo de pagamento por uso (pay per use model), simplificando o controlo dos seus custos e libertando recursos de IT para áreas core do negócio. ROSA SERÔDIO

18 18 CAPA l APOSTA 118 Ao balcão dos CTT come-se bem! Se é bom garfo, e arrisco dizer, se não for também, prepare-se. Seguem-se seis páginas de comer e chorar por mais. Caro leitor, depois não diga que não avisei. A culpa é dos Atendedores das Lojas CTT 28 Maio Terça feira O relógio de parede marca 8h30 em ponto. Ao balcão prepara -se já o material para o dia. A porta ainda encostada deixa entrever um expediente agitado. O pessoal cumpre a hora marcada e farda -se a rigor, em tons de encarnado e branco, comme il faut. O chef(e) chega pouco depois e dá orientações de trabalho. «Boa disposição, acima de tudo!» Também ele veste o seu uniforme. Há um nervoso miúdo contagiante, mal disfarçado por sorrisos sinceros, como se aquele fosse o primeiro dia. Filomena, Lisete, Rui e Teresa compõem o grupo do primeiro turno. «Nove e trinta, são horas de começar!». Em 120 minutos, o trabalho tem que estar feito. «Mãos à obra!». Os quatro Atendedores perfilam -se ao balcão e deixam -se levar pelo ritmo acelerado a que estão habituados. Henrique, Duarte, Miguel e Paula são fregueses impacientes, pelo que não há tempo a perder. Confere -se o material de trabalho: quatro tachos, uma frigideira e um alguidar. Facas e colheres nem se contam há para todos os gostos e multiplicam -se ao longo do balcão. O forno pré -aquece a 250º. Verificam -se os ingredientes e apuram -se as respetivas quantidades: 1 litro de água, 2 decilitros de azeite, 6 ovos; 500 gramas de feijão, meio chispe, 1 orelha de porco; 2 ramos de salsa, 100 gramas de amêijoa, 1 solha; 1 quilo de farinha, 250 gramas de manteiga, 100 gramas de presunto. A matemática não falha, tudo bate certo. Ainda não são 11 da manhã e, ou muito me engano, não sou a única com água na boca. Três sopas e um folar de carnes parecem, subitamente, o pequeno -almoço ideal. Não há outro remédio senão enganar o estômago atrevido com um punhado de bolos secos estrategicamente dispostos junto à assistência. A Sopa das Bodas de Monforte da Beira, confecionada por Teresa Freire, encabeça o desfile, que é como quem diz, é a primeira a ser servida. Segue- se, com pompa e circunstância, a Sopa Real de Peixe, da autoria de Rui Simões, o Folar de Bragança, amassado por Lisete Saraiva, e a tão portuguesa Sopa da Pedra (a ASAE que não nos ouça, mas nem a pedra lhe faltou!), ao gosto de Filomena Carmelo. Saborear tais iguarias, e as muitas que se seguirão, acabadas de sair do tacho, é privilégio de apenas quatro felizardos - os fregueses lá de cima agora devidamente apresentados: o Chef Henrique Sá Pessoa, os conceituados críticos gastronómicos Duarte Calvão e Miguel Pires, e a representante dos CTT, Paula Padrão. Cabe -lhes, no entanto, a difícil tarefa de selecionar, no final do dia, la crème de la crème. Às 11h30, Ana Sancho, António Resendes, Maria José Tavares e Manuela Oliveira ocupam já os seus lugares ao balcão e recordam mentalmente os

19 19 Ao balcão prepara- se já o material para o dia. A porta ainda encostada deixa entrever um expediente agitado. O pessoal cumpre a hora marcada e farda-se a rigor O Chef Henrique Sá Pessoa dá o briefing aos participantes primeiros passos das suas receitas. Em pouco mais de uma hora, sai uma Sopa de Presunto e Ervilhas, uma Sopa de Inverno, uma Canja de Perdiz e um Duo de Pudins de Tomate e Courgette para a mesa dos fregueses felizardos. Para os que que comem com os olhos, não há já bolo seco que nos valha. Bendito relógio, que marca uma da tarde. Aproveitemos a pausa para almoço para contextualizar os mais distraídos. Na sequência do projeto Portugal Connosco O Olhar dos Carteiros, os CTT lançaram este ano, uma iniciativa dirigida aos Atendedores das suas Lojas: Portugal Connosco Receitas ao Balcão. Estes trabalhadores foram desafiados a partilhar uma receita culinária de origem portuguesa em que se considerassem especialistas e que se incluísse numa de quatro categorias: Sopas, Entradas e Petiscos; Pratos do Mar; Pratos da Terra; Bolos e Sobremesas. Foram enviadas para a Direção de Comunicação Institucional mais de 600 receitas, sendo que o Chef Henrique Sá Pessoa selecionou 52. Os autores das receitas selecionadas foram convidados a confecioná -las no espaço Kiss the Cook, em Lisboa, durante quatro dias, um por categoria. No final de cada dia, o júri constituído pelo Chef Henrique Sá Pessoa, pelos críticos gastronómicos Duarte Calvão e Miguel Pires e pela representante dos CTT, Paula Padrão, elegeu o prato vencedor. Brevemente será editado um livro que reunirá as 52 receitas finalistas. Uma hora passou depressa. É sempre assim quando estamos bem acompanhados. A conversa prosseguiu solta e animada entre os que saboreiam já o sentido de dever (bem) cumprido e aqueles que ainda dão sinais de nervosismo. Pouco passa das 14h, o pessoal do turno da tarde responde à chamada, assertivo. Recordam -se instruções de trabalho, apertam -se aventais, ajustam -se chapéus de cozinheiro, «14h30, está na hora!». Em poucos segundos, o balcão reveste -se novamente de encarnado e branco. Enquanto Fátima Rosado prepara o refogado que há de acamar dois molhos de beldroegas, Paulo Sequeira lava afincadamente 1 quilo de amêijoas. Ana Maria Silva já deixou a massa a levedar de manhã, pelo que agora se ocupa da mistura de espinafres e farinheira que a vai rechear. Esmeralda Silva trouxe da sua aldeia, Maçussa, um exemplar daquele que é o único queijo chèvre feito artesanalmente em Portugal. Depois de fatiá -lo, vai envolvê -lo em pão ralado antes de o fritar. José Manuel Rodrigues prepara meia dúzia de folhas de couve -galega e um molho de nabiças, a que há de juntar presunto e farinha de milho, e que resultará numa refeição que «sacia o apetite ao mais esfomeado». Carlos Hilário preparou com três horas de antecedência a marinada para o robalo. Segue -se o molho e os legumes e capricho na apresentação! Quatro da tarde, são horas do lanche. No menu há Sopa de Beldroegas, Bulhão Pato em Goa, Quiche de Farinheira da Beira Baixa, Queijo de Cabra Panado (acompanhado de doce de arrobo, confecionado com o mosto das uvas depois de serem pisadas para fazer vinho), Sopa da Beira e Ceviche de Robalo da Ria com Molho Verde de Manga e Legumes Crocantes. «É um de cada, por favor!» Às 17h a cozinha está fechada e a freguesia muito satisfeita. Come -se bem ao balcão. A tarefa difícil ficou para o fim: escolher o melhor dos melhores, «O nível foi realmente muito bom», esclareceu o Chef. «Apesar de todos serem vencedores, houve uma pessoa que se destacou: a Lisete Saraiva, com o seu Folar de Bragança». A Atendedora da Loja da Bolsa, em Lisboa, comove- se com notícia, quase incrédula: «eu não estava nada à espera»

20 20 CAPA l APOSTA Maio Quarta feira Participantes da categoria 1 - Sopas, Entradas e Petiscos 2 - Pratos do Mar 3 - Pratos da Terra 4 - Bolos e Sobremesas 8h30, o material confere, equipa pontual e fardada a rigor. O Chef(e) idem aspas. Seguem -se as orientações gerais, boa -disposição, nervoso miúdo, sorrisos sinceros. Hoje cheira a mar ao balcão. 09h30, já são horas! As senhoras vão à frente: Graciana Jacinto cozinha em casa, Antónia Barrento vem de Alferrarede, Elsa Neves de Monção, Merilda Medeiros da Moita e Paula Santos da Figueira da Foz. Um quilo e meio de tamboril, meio quilo de camarão e uma lampreia de água doce (uma vénia à organização do evento, que em finais de maio conseguiu desencantar um exemplar deste ciclóstomo) vão complementar dois arrozes malandrinhos. Quatro postas de bacalhau e dois quilos de polvo servem -se com rodelas de batata frita e cozida, respetivamente. Duas porções de atum em conserva vão rechear uma massa fofa de soufflé. Passa hora e meia e está servido o pequeno -almoço. Adivinhou o menu? Arroz de Tamboril com Camarão e outro de Lampreia, Bacalhau à Minhota, Polvo Assado à Moda de S. Miguel e Soufflé de Atum. O dia promete. Mas não vá a freguesia habitual ficar com fome, Ema Andrade, Filomena Pereira, Sónia Jorge e Dionísio Dias cozinham já a todo o vapor. Segue -se uma Caldeirada à Pescador, que apura em lume brando, Chicharros na Sertã bem regados com Molho Verde, uma Corvina com Ervilhas «agradável ao palato e de um interesse quase místico de quem espera para a degustar», promete a cozinheira, e Lombinhos de Salmão com Crosta de Broa. Uma da tarde, parece impossível mas ainda há estômago para almoço. Interrompe -se mais uma vez a narrativa para referir uma figura quase omnipresente e transversal aos quatro dias de evento: Nicolas Lemonnier. Há quem tenha veia para a cozinha e há quem tenha jeito para fotografar.

Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas

Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas 1 Estratégia ambiental dos CTT promove aumento de vendas O lançamento do portefólio Eco veio abrandar a tendência de redução de receitas e pelo terceiro

Leia mais

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda.

Procifisc Engenharia e Consultadoria, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa, com sede em Castelo Branco, é uma empresa criada em 2007 que atua nos domínios da engenharia civil e da arquitetura. Atualmente, é uma empresa

Leia mais

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03

Apoiar Business Angels é apoiar o empreendedorismo Segunda, 17 Março 2014 12:03 Os Business Angels são, geralmente, os primeiros investidores que o empreendedor conhece e, por isso, o seu papel é crucial nas primeiras etapas da empresa. Este é um negócio de alto risco, já que muitas

Leia mais

Breve Apresentação do Negócio

Breve Apresentação do Negócio CELEIRO-DIETA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Celeiro Dieta N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos 25 Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010 Facturação

Leia mais

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Ministro da Economia lança desafio aos empresários para que façam do Portugal Sou Eu um catalisador da economia Lanço um apelo aos empresários e produtores aqui presentes,

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Programa 5 ao Dia. Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos.

Programa 5 ao Dia. Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos. Programa 5 ao Dia Um Alimentação Saudável está nas nossas mãos. O que é o Programa 5 ao Dia? Enquadramento Conceito Objectivos e Destinatários Associação 5 ao Dia Desenvolvimento Enquadramento Mudança

Leia mais

XLM Innovation & Technology

XLM Innovation & Technology 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A XLM, sedeada em Aveiro, iniciou a sua atividade em 1995. Nesta data, a sua área de atuação cingia-se à venda, instalação e assistência técnica

Leia mais

Programa escolar de sensibilização do empreendedorismo

Programa escolar de sensibilização do empreendedorismo Newsletter ENQUADRAMENTO A presente newsletter, é uma componente do Plano de Ação Territorial para a Promoção do Empreendedorismo na CIMPL 2011-2015, cujo objetivo é o de divulgar e promover a visibilidade

Leia mais

O Fórum Económico de Marvila

O Fórum Económico de Marvila Agenda O Fórum Económico de Marvila A iniciativa Cidadania e voluntariado: um desafio para Marvila A Sair da Casca O voluntariado empresarial e as políticas de envolvimento com a comunidade Tipos de voluntariado

Leia mais

APRESENTAÇÃO PRÉMIOS AHRESP. Porto e Norte de Portugal Centro de Portugal Lisboa e Vale do Tejo Alentejo e Ribatejo Algarve Açores Madeira

APRESENTAÇÃO PRÉMIOS AHRESP. Porto e Norte de Portugal Centro de Portugal Lisboa e Vale do Tejo Alentejo e Ribatejo Algarve Açores Madeira APRESENTAÇÃO PRÉMIOS AHRESP Porto e Norte de Portugal Centro de Portugal Lisboa e Vale do Tejo Alentejo e Ribatejo Algarve Açores Madeira PRÉMIOS AHRESP A primeira edição dos Prémios da Associação da Hotelaria,

Leia mais

Regulamento. Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico. IV Festival da Castanha

Regulamento. Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico. IV Festival da Castanha Regulamento Restaurantes Aderentes Concurso Gastronómico IV Festival da Castanha Preâmbulo A gastronomia como manifestação de cultura representa um importante papel na promoção dos produtos locais, recuperação

Leia mais

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO Objetivo Artigo 1.º 1. Este regulamento tem como objetivo estabelecer condições e normas para a obtenção

Leia mais

CONCURSO MELHOR RESTAURANTE MEDITERRÂNICO 2015 FICHA DE INSCRIÇÃO REGULAMENTO

CONCURSO MELHOR RESTAURANTE MEDITERRÂNICO 2015 FICHA DE INSCRIÇÃO REGULAMENTO CONCURSO MELHOR RESTAURANTE MEDITERRÂNICO 2015 FICHA DE INSCRIÇÃO FICHA DE INSCRIÇÃO NOME DO RESTAURANTE CANDIDATO MORADA TELEFONE GERAL DIA DE DESCANSO DO RESTAURANTE PESSOA DE CONTACTO TELEFONE PESSOA

Leia mais

GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL

GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL um ativo da restauração e do turismo nacional [Ciclo de Workshops do Projeto Restaurante do Futuro ] 8 de Março de 2012, Tomar Instituto Politécnico de Tomar CONCLUSÕES

Leia mais

CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS

CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS CENTRAL DE COMPRAS PORTUGAL MAIS APRESENTAÇÃO PARCEIROS: Introdução Preparámos-lhe esta apresentação porque acreditamos que são importantes para si e para a sua Entidade os seguintes princípios: OPORTUNIDADE

Leia mais

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave

Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave Estudo - Estratégias de Diferenciação das Principais Fileiras de Produtos Agrícolas, Agro- Alimentares de Alimentação do Vale do Ave NOTAS INTRODUTÓRIAS - Objetivo do estudo: Definir estratégias de atuação

Leia mais

Plano de Atividades e Orçamento. Exercício de 2014

Plano de Atividades e Orçamento. Exercício de 2014 Plano de Atividades e Orçamento Exercício de 2014 Plano de Atividades e Orçamento para o exercício de 2014 Preâmbulo O Plano de Atividades do ano de 2014 foi elaborado de acordo com as expetativas dos

Leia mais

Regulamento da Rede de Mentores

Regulamento da Rede de Mentores Regulamento da Rede de Mentores 1. Enquadramento A Rede de Mentores é uma iniciativa do Conselho Empresarial do Centro (CEC) e da Associação Industrial do Minho (AIMinho) e está integrada no Projeto Mentor

Leia mais

Minhas Senhoras e meus senhores

Minhas Senhoras e meus senhores Cerimónia de entrega de Certificados de Qualidade ISO 9001 Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga 30 de junho de 2015 Senhor Presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira Dr. Emídio Sousa

Leia mais

REGULAMENTO. Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero

REGULAMENTO. Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero REGULAMENTO Selo de Reconhecimento de Práticas e Atos pelo Desperdício Alimentar Zero A Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, no seguimento do Compromisso Prevenir Desperdício

Leia mais

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015 14 de Janeiro de 2015 O que é o Portugal 2020? O Portugal 2020 é um Acordo de Parceria assinado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos 5 fundos estruturais e de investimento europeus

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas.

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas. Senhor Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, Dr. José Azevedo Rodrigues; Senhor Vice-Presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas e Presidente da Comissão Organizadora

Leia mais

Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil

Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil Promover a sensibilização ambiental nos nossos centros comerciais no Brasil Sonae Sierra O nosso compromisso para com o ambiente vai das nossas próprias operações até às ações dos nossos visitantes e lojistas.

Leia mais

Vamos todos celebrar o Dia do Leite,

Vamos todos celebrar o Dia do Leite, Vamos todos celebrar o Dia do Leite, que só podia ser no dia da Criança! DIA DO Leite E DA Criança amigos para a vida No âmbito da celebração do Dia do Leite e da Criança e da festa de encerramento do

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ]

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Preâmbulo O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

Da produção ao consumidor

Da produção ao consumidor Da produção ao consumidor 1 Da produção ao consumidor O Esporão concluiu que o seu modo de produção não estava adequado à visão da empresa: fazer os melhores produtos que a terra proporciona, de forma

Leia mais

PROVE / TASTE ALTO MINHO

PROVE / TASTE ALTO MINHO PROVE / TASTE ALTO MINHO A Gastronomia e Vinhos é um dos 10 produtos turísticos estratégicos. A Gastronomia e Vinhos tem um papel fundamental na promoção turística do Alto Minho visando sobretudo: O turismo

Leia mais

INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA NA PAC PÓS 2013

INSTRUMENTOS DE ENGENHARIA FINANCEIRA NA PAC PÓS 2013 NA PAC PÓS 2013 Pedro M.S.Raposo Ribeiro SEMINÁRIO Lisboa, Auditório da CAP 26 Junho 2013 COM O APOIO DE: GÉNESE E OBJETIVOS DO ESTUDO 2 ENQUADRAMENTO O recurso à utilização de Instrumentos Financeiros

Leia mais

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas

GUIA DO VOLUNTÁRIO. Sociedade Central de Cervejas GUIA DO VOLUNTÁRIO Sociedade Central de Cervejas ÍNDICE 1. A RESPONSABILIDADE SOCIAL NA SCC: O NOSSO COMPROMISSO... 3 2. O NOSSO COMPROMISSO COM O VOLUNTARIADO... 4 2.1 A ESTRUTURAÇÃO DO VOLUNTARIADO EMPRESARIAL...

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV

Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Comissão Nacional do Eleições ATA N. 36/XIV Teve lugar no dia vinte e nove de maio de dois mil e doze, a sessão número trinta e seis da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D.

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013

SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas. CCDRC, 14 fevereiro 2013 SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Micro empresas CCDRC, 14 fevereiro 2013 PROGRAMA VALORIZAR RCM n.º 7/2013, de 9/01 Valorização do território do interior e de baixa densidade demográfica e

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

Qualificação e Internacionalização das PME

Qualificação e Internacionalização das PME Qualificação e Internacionalização das PME Portugal 2020 Programa Operacional INFEIRA GABINETE DE CONSULTADORIA, LDA. RUA DO MURADO, 535, 4536-902, MOZELOS 227 419 350 INFEIRA.PT 0 Tipologia de Projetos

Leia mais

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS:

Informativo EDIÇÃO 12 ANO IV. Julho/ Agosto/ Setembro 2015. PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: EDIÇÃO 12 ANO IV (11) 3648-4700 / (21) 3161-8600 www.pacer.com.br Informativo Julho/ Agosto/ Setembro 2015 PACER comemora 12 anos de história DESTAQUES DESTA EDIÇÃO TRANSPORTE DE CARGAS: 10 ANOS PACER:

Leia mais

WORKSHOP NATALICÍO DE COZINHA

WORKSHOP NATALICÍO DE COZINHA Inspirado na herança artística do edifício que o recebe, nasce um restaurante distinto que marca a diferença pelo seu conceito e pela forma hábil como eleva a escolha do cliente à criatividade dos Chef

Leia mais

Seminário de apresentação da Rede Gestus

Seminário de apresentação da Rede Gestus Seminário de apresentação da Rede Gestus Rede Gestus O LOGOTIPO Rede Gestus Internacionalização Zona 4 Gestus Compras Cartão ECOTUR Portal Gestus Cartão Gestus Contact Center CRM Zona 4 O LOGOTIPO Características:

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR +

APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + APRESENTAÇÃO DA NOVA POLÍTICA DE INCENTIVOS 2014-2020 SISTEMA DE INCENTIVOS PARA A COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL COMPETIR + Ponta Delgada, 28 de Abril de 2014 Intervenção do Presidente do Governo Regional

Leia mais

Marca Comunitária nº 010677094. - Faro 22.09.2014 - PARCEIROS: Copyright

Marca Comunitária nº 010677094. - Faro 22.09.2014 - PARCEIROS: Copyright Marca Comunitária nº 010677094 CENMAIS - CENTRAL DE COMPRAS CENTRAL MAIS - Faro 22.09.2014 - PARCEIROS: Índice 1ª PARTE -A DEFINIÇÃO DO MODELO 2 1ª PARTE A DEFINIÇÃO DO MODELO A IDEIA INICIAL Desenvolver

Leia mais

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News

28 PME Líder CRITÉRIOS. Bloomberg News 28 PME Líder CRITÉRIOS Bloomberg News CRITÉ RIOS COMO CHEGAR A PME LÍDER Atingir o Estatuto PME Líder é a ambição de muitas empresas. É este o primeiro passo para chegar a PME Excelência. Saiba o que precisa

Leia mais

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta Floresta Comum, Qual o objectivo principal do Floresta Comum? O objectivo? O Floresta Comum, é um programa de incentivo à reflorestação com a floresta autóctone portuguesa. Para a concretização deste objectivo,

Leia mais

A Declaração recomenda prudência na gestão de todas as espécies e recursos naturais e apela a uma nova ética de conservação e salvaguarda.

A Declaração recomenda prudência na gestão de todas as espécies e recursos naturais e apela a uma nova ética de conservação e salvaguarda. Programa do XI Governo Regional dos Açores Política Ambiental Senhora Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhor Presidente, Senhora e Senhores Membros do Governo, Na Resolução que adotou a histórica

Leia mais

Relatório de evolução da atividade seguradora

Relatório de evolução da atividade seguradora Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 214 I. Produção e custos com sinistros 1. Análise global 2. Ramo Vida 3. Ramos Não Vida a. Acidentes de Trabalho b. Doença c. Incêndio e Outros

Leia mais

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social Semana da Liberdade de Escolha da Escola / School Choice Week & I Conferência da Liberdade de Escolha da Escola / 1st School Choice Conference Guião de apoio para divulgação junto da Comunicação Social

Leia mais

PARCEIROS Modelo de Negócio

PARCEIROS Modelo de Negócio PARCEIROS Modelo de Negócio YouBIZ Telecom O YouBIZ Telecom é um negócio da empresa YouBIZ, parceira da. Somos uma empresa líder no canal de Marketing de Rede, com uma quota de mercado superior a 85%.

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2008/2009 PROJECTO ECOXXI 1. O ECOXXI 2008/2009 1.1. O PROJECTO: objectivos e indicadores Os principais objectivos do Projecto são: Sensibilizar os municípios para uma maior integração

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO TRIÉNIO 2014-2016

PLANO ESTRATÉGICO TRIÉNIO 2014-2016 PLANO ESTRATÉGICO TRIÉNIO 2014-2016 MENSAGEM INICIAL Assimilar um saber, um conteúdo, uma praxis em Terapia da Fala é uma condição sine quo non para que haja uma base científica. Contudo, esta base de

Leia mais

Ano Letivo 2011/2012. Ata de Reunião nº 3. Aos quinze dias do mês de novembro de dois mil e onze, reuniu o Grupo de

Ano Letivo 2011/2012. Ata de Reunião nº 3. Aos quinze dias do mês de novembro de dois mil e onze, reuniu o Grupo de Ano Letivo 2011/2012 Ata de Reunião nº 3 Aos quinze dias do mês de novembro de dois mil e onze, reuniu o Grupo de Trabalho da Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares, pelas catorze horas, no auditório

Leia mais

ORIGEM OBJECTIVOS: Iniciado em 2004, por um desafio lançado ado pelo Governo Português, para o Campeonato Europeu de Futebol. MISSÃO: Criar e desenvolver, em contínuo, nuo, uma Rede de Estabelecimentos

Leia mais

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca.

NEWSLETTER. Nesta Edição. Não pode haver maior dom do que o de dar o próprio tempo e energia para ajudar os outros, sem esperar nada em troca. A R O NEWSLETTER BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME - COIMBRA JANEIRO 2014 Após algum tempo, reaparece hoje o órgão de informação do Banco Alimentar Contra a Fome Coimbra, A BROA. Tendo em conta a generalização

Leia mais

CATÁSTROFES E GRANDES DESASTRES IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO PÚBLICA NO ÂMBITO DA PROTEÇÃO CIVIL

CATÁSTROFES E GRANDES DESASTRES IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO PÚBLICA NO ÂMBITO DA PROTEÇÃO CIVIL programa Ao evocar os 260 anos do Terramoto de 1755, a Câmara Municipal de Lisboa, através do Programa que agora se apresenta, pretende levar a cabo um conjunto de atividades e manifestações alusivas à

Leia mais

Tenha a certeza que o seu evento sera único no NEYA Lisboa Hotel.

Tenha a certeza que o seu evento sera único no NEYA Lisboa Hotel. Menus de NATAL A Gastronomia Mediterrânica é caracterizada pelos seus benefícios, e por isso, os nossos MENUS são baseados em produtos matriz como o azeite, o peixe, as ervas, o pão, o vinho e os temperos

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

Fruto do título de campeão nacional conquistado, João Pedro Sanches carimbou o passaporte para estar presente na 1.ª fase do Campeonato do Mundo, que

Fruto do título de campeão nacional conquistado, João Pedro Sanches carimbou o passaporte para estar presente na 1.ª fase do Campeonato do Mundo, que Resistência, coordenação, força e equilíbrio são alguns dos requisitos físicos necessários para a prática do Street Workout. Ainda pouco divulgada no nosso país, é uma modalidade desportiva que atrai cada

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO "MELHOR SEGURADORA"

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO MELHOR SEGURADORA NESTA EDIÇÃO Melhor Seguradora 1 A COSEC mais perto de si 2 Acordo COSEC e Mapfre 2 Revisão Favorável 2 Produtos COSEC 3 NOTÍCIAS Carregamento de Balanços 4 Análise COSEC 5 Nº 4. 2014 COSEC DISTINGUIDA

Leia mais

Objetivo: Nosso negócio:

Objetivo: Nosso negócio: Informações sobre o Programa Nome do Programa Bob s Melhor Idade Início do Programa: 20 de Abril de 2003 Setor responsável: Responsabilidade Social Contato: Vinitius Fernandes Cargo: Coordenador de Responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo TORRES INOV-E é um programa orientado para o acolhimento de propostas de negócios assentes em ideias novas e diferenciadoras ou capazes de reinventar

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil.

A ABEMD trabalha para incentivar, valorizar, desenvolver e difundir o Marketing Direto no Brasil. A ABEMD, Associação Brasileira de Marketing Direto, é uma entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1976 e constituída por pessoas jurídicas e físicas interessadas na aplicação de estratégias e técnicas

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO::

::ENQUADRAMENTO ::ENQUADRAMENTO:: ::ENQUADRAMENTO:: :: ENQUADRAMENTO :: O actual ambiente de negócios caracteriza-se por rápidas mudanças que envolvem a esfera politica, económica, social e cultural das sociedades. A capacidade de se adaptar

Leia mais

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no

# Confiança Planeamento e Gestão de Investimentos. segurança do seu património. Para isso contamos com o nosso trabalho, no Caritas Dioces ana de Coim bra Condições válidas para Caritas Diocesana de Coimbra Oferta de Cooperação Barclays at Work Saiba mais em www.barclays.pt/compromissopremier # Confiança Planeamento e Gestão

Leia mais

NOTÍCIAS À SEXTA 02.10.2015 INFORMAÇÕES DA CNIS

NOTÍCIAS À SEXTA 02.10.2015 INFORMAÇÕES DA CNIS INFORMAÇÕES DA CNIS Fonte: Estudo sobre o Acesso e a qualidade nos cuidados de saúde mental, Entidade Reguladora da Saúde, set.2015 REPRESENTAÇÃO ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

o Mund Faça a sua viagem, escolha o seu Mundo AVON e torne os seus sonhos realidade.

o Mund Faça a sua viagem, escolha o seu Mundo AVON e torne os seus sonhos realidade. o Mund Faça a sua viagem, escolha o seu Mundo AVON e torne os seus sonhos realidade. Seja BEM-VINDO a um NOVO MUNDO AVON! A AVON dá mais um passo em direção a uma nova era, onde cada Revendedor tem um

Leia mais

Manual do Membro 2013

Manual do Membro 2013 2013 Índice Página 1.. Feed Performance Club 1.1 O que é o Feed Performance Club? 1.2 Quais os objetivos? 1.3 Exemplos de temáticas e convidados palestrantes 1.4 A quem se destina? 1.5 Quando e onde nos

Leia mais

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL

PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL MANUAL OPERACIONAL 2015 PRÉMIOS EUROPEUS DE PROMOÇÃO EMPRESARIAL 2015 MANUAL OPERACIONAL Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2015 2/13 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO E JUSTIFICAÇÃO... 3 1.1. Um prémio que reconhece a excelência

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

Prémios da Gala dos Eventos 2017 Regulamento

Prémios da Gala dos Eventos 2017 Regulamento Prémios da Gala dos Eventos 2017 Regulamento 1. Os Prémios da Gala dos Eventos são organizados pelo Gabinete da ExpoEventos, com o apoio de Parceiros de referência e o aconselhamento de uma Comissão de

Leia mais

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses

Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Como Vender em Alemanha Uma acção à medida dos seus interesses Ficha de Inscrição Encontre a resposta às suas dúvidas! Identifique a sessão pretendida: Porto AICEP (Rua António Bessa Leite, 1430-2.º andar)

Leia mais

w w w. y e l l o w s c i r e. p t

w w w. y e l l o w s c i r e. p t consultoria e soluções informáticas w w w. y e l l o w s c i r e. p t A YellowScire iniciou a sua atividade em Janeiro de 2003, é uma empresa de consultoria de gestão e de desenvolvimento em tecnologias

Leia mais

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA

PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA UNIVERSIDADE DO PORTO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DA LITERACIA FINANCEIRA DA U.PORTO Outubro de 2012 Enquadramento do programa na Estratégia Nacional de Formação Financeira Plano Nacional de Formação Financeira

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais até concursos abertos 16 de abril de 2012 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos

Leia mais

REGULAMENTO REGULAMENTO DO PRÉMIO COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO 2015

REGULAMENTO REGULAMENTO DO PRÉMIO COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO 2015 REGULAMENTO REGULAMENTO DO PRÉMIO COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO 2015 I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1º OBJETO O presente regulamento define o regime de atribuição do prémio Cooperação e Solidariedade

Leia mais

Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009

Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009 Revista de Imprensa LISBOA À PROVA - JUNHO 2009 Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009 ÍNDICE Título Fonte Data Pág/Hora Lisboa â Prova Correio Manhã 25-06-2009 18 Lisboa (e Marvila) â Prova Time Out 17-06-2009

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel

Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel Programa Avançado de Gestão para o Setor do Pós Venda Automóvel ACAP de Portas Abertas para a Universidade RAZÃO DE SER Antes da Agenda O que sabe hoje chega para garantir a SUSTENTABILIDADE e o SUCESSO

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO

REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO REGULAMENTO DO CONCURSO DE APOIO A PROJETOS DE CRIAÇÃO NAS ÁREAS DO CINEMA, DANÇA E TEATRO 2015 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian (Fundação) concede, através do Programa Gulbenkian de Língua

Leia mais

C O N V I T E 1. A PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 1 BENCHMARKING DO DESEMPENHO DE EMPRESAS CONSTRUTORAS SESSÃO DE APRESENTAÇÃO DA PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 2

C O N V I T E 1. A PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 1 BENCHMARKING DO DESEMPENHO DE EMPRESAS CONSTRUTORAS SESSÃO DE APRESENTAÇÃO DA PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 2 1 BENCHMARKING DO DESEMPENHO DE EMPRESAS CONSTRUTORAS SESSÃO DE APRESENTAÇÃO DA PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 2 C O N V I T E 1. A PLATAFORMA ICBENCH NÍVEL 1 Com o apoio do InCI, a FEUP desenvolveu um projeto

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM

SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SPETACOLLO RESTAURANTE & BOTEQUIM SUA IDEIA SEU SUCESSO SOBRE O SPETACOLLO Rentabilidade, confiança e credibilidade aliadas a uma maneira inovadora de servir e atender com qualidade e agilidade; ampla

Leia mais

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação Fundo Especial de Investimento Aberto CAIXA FUNDO RENDIMENTO FIXO IV (em liquidação) RELATÓRIO & CONTAS Liquidação RELATÓRIO DE GESTÃO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATÓRIO DO AUDITOR EXTERNO CAIXAGEST Técnicas

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

Calendário de Concursos

Calendário de Concursos Calendário de Concursos Resumo dos Principais Programas Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Inovação Empresarial Qualificação e Internacionalização PME s Promoção da Eficiência Energética e da Utilização

Leia mais

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos?

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos? O que é HIPERCASHonline? HIPERCASHonline é uma nova oportunidade de ganhar rendimentos extra, manipulando somente produtos de primeira necessidade, onde podemos obter os mesmos artigos que já estamos habituados

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições.

Estiveram presentes 98 técnicas em representação de 66 Instituições. 1. No dia 4 de Dezembro, a União Distrital de Santarém em parceria com Segurança Social, levou a efeito o ultimo dos 5 encontros realizados em várias zonas do distrito, sobre o tema "Encontros de Partilha",

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO

PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO PROPOSTA DE PROGRAMA E DE TEMAS PARA DISCUSSÃO 2. INOVAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO O objectivo está adquirido, como está adquirida a consciência da sua importância. O que não está adquirido é a forma de

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS

Plano de Actividades. Orçamento ASSOCIAÇÃO DO COMÉRCIO, INDÚSTRIA E SERVIÇOS DOS CONCELHOS DE VILA FRANCA DE XIRA E ARRUDA DOS VINHOS Plano de Actividades e Orçamento Exercício de 2012 Plano de Actividades e Orçamento para o exercício de 2012 Preâmbulo: O Plano de Actividades do ano de 2012 foi concebido com a prudência que resulta da

Leia mais