UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CARLA ROZILENE GUIMARÃES SILVA OLIVEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CARLA ROZILENE GUIMARÃES SILVA OLIVEIRA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CARLA ROZILENE GUIMARÃES SILVA OLIVEIRA AVALIAÇÃO FETO-PLACENTÁRIA DE CAPRINOS TRANSGÊNICOS PARA O FATOR ESTIMULANTE DE COLÔNIAS DE GRANULÓCITOS HUMANO (hg-csf) FORTALEZA-CEARÁ 2011

2 2 CARLA ROZILENE GUIMARÃES SILVA OLIVEIRA AVALIAÇÃO FETO-PLACENTÁRIA DE CAPRINOS TRANSGÊNICOS PARA O FATOR ESTIMULANTE DE COLÔNIAS DE GRANULÓCITOS HUMANO (hg-csf) Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Faculdade de Veterinária da Universidade Estadual do Ceará, como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Ciências Veterinárias. Área de Concentração: Reprodução e Sanidade Animal. Linha de Pesquisa: Reprodução e sanidade de pequenos ruminantes. Orientador: Prof. Dr. Dárcio Ítalo Alves Teixeira. FORTALEZA-CEARÁ 2011

3 3 CARLA ROZILENE GUIMARÃES SILVA OLIVEIRA AVALIAÇÃO FETO-PLACENTÁRIA DE CAPRINOS TRANSGÊNICOS PARA O FATOR ESTIMULANTE DE COLÔNIAS DE GRANULÓCITOS HUMANO (hg-csf) Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Faculdade de Veterinária da Universidade Estadual do Ceará, como requisito parcial para a obtenção do grau de Mestre em Ciências Veterinárias. Aprovada em: 08/12/2011 Conceito: satisfatório Nota obtida: 9,0 BANCA EXAMINADORA Prof. Dr. Dárcio Ítalo Alves Teixeira Universidade Estadual do Ceará Orientador Profa. Dra. Lúcia Daniel Machado da Silva Universidade Estadual do Ceará Examinadora Dr. Jorge André Matias Martins Universidade Federal do Ceará Examinador

4 4 Dedico À minha filha Flávia Oliveira, por ser minha musa inspiradora para continuar firme nos meus objetivos.

5 5 A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor. Joseph Addison.

6 6 AGRADECIMENTOS À Universidade Estadual do Ceará, por ter disponibilizado o seu espaço para a realização do meu trabalho. Ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias (PPGCV), pelo apoio e oportunidade para a realização do Mestrado, pela dedicação e organização tanto da coordenadoria, quanto da secretaria. Ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pela concessão de bolsa de estudos. A Deus, por ter me dado a oportunidade de desfrutar as belezas desta vida, pelos momentos de aprendizado, paciência e saúde, pelo conforto nos momentos de tristeza e pela força e motivação para seguir lutando e enfrentando todas dificuldades para a conclusão deste trabalho. Ao meu pai, Raimundo Carlos e à minha mãe, Thanya Rozilene, pelo apoio, carinho e educação, pela coragem de largar tudo em busca dos meus objetivos e por todo amor e encorajamento para que eu conseguisse chegar até aqui. Ao meu esposo Rodrigo Oliveira, por ser um ótimo marido, um verdadeiro amigo e um maravilhoso pai, por sempre me dar forças para continuar, apoiando e incentivando as minhas decisões e pela sua dedicação e seu esforço durante esse período. À minha filha Flávia Oliveira por ser a minha motivação sempre, por me dar ânimo a cada dia para continuar com a cabeça erguida e sempre com o sorriso no rosto, mesmo interrompendo o período de aleitamento materno para frequentar as disciplinas, pela nossa separação aos nove meses de idade e pela distância, o nosso vínculo não foi afetado e se mantém forte. Ao meu Orientador Prof. Dr. Dárcio Ítalo Alves Teixeira pela amizade, confiança e compreensão, por sua orientação e colaboração para a realização e conclusão deste trabalho e pelos ensinamentos compartilhados. Ao prof. Dr. Vicente José de Figueirêdo Freitas por ter dado toda a assistência, por ter concedido a estrutura do Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução (LFCR) para a realização do meu projeto e pelos ensinamentos. À Profa. Dra. Luciana Magalhães Melo pelo incentivo, conselho e apoio, além das importantes sugestões para a melhoria deste trabalho. À Profa. Dra. Lúcia Daniel Machado da Silva pelas sugestões e colaboração durante a minha qualificação.

7 7 À Dra. Alexsandra Fernandes Pereira pela ajuda durante a seleção do mestrado, pelas palavras de força, pelos conselhos, por sempre estar disposta a ajudar quando precisamos, pela amizade e pelas sugestões na minha dissertação. À M.Sc Joanna Maria Gonçalves de Souza por sua importante contribuição durante os preparativos do meu experimento, além de sua fundamental ajuda na realização do mesmo, obrigada pela grande amizade que construímos, pelo companheirismo e pelas importantes sugestões. À M.Sc. Raylene Ramos Moura por sempre estar disponível a ajudar e sempre com boa vontade, por compartilhar os seus conhecimentos com seus colegas de laboratório e por incentivar a sermos mais responsáveis e firmes em nossas decisões, obrigada por sua amizade, conselhos e compreensão, isso foi muito importante durante todo o período de mestrado e deu forças para continuar. Ao M.Sc. Ribrio Ivan Tavares Pereira Batista pela ajuda durante a execução do experimento, por sua contribuição durante a minha qualificação, pelos momentos de descontração, pela confiança em ter deixado eu morar em sua residência durante os últimos meses e por amizade. À Iana Sales Campelo pela companhia, amizade, por ser prestativa aos que pedem ajuda, pelas inúmeras sugestões nos meus slides (antes das apresentações) e por ser essa pessoa maravilhosa, é um exemplo para muita gente. Aos alunos de iniciação científica Carlos Henrique de Sousa Melo e Antônio Carlos de Albuquerque Teles Filho (Cacá) pela colaboração no meu experimento. Ao Henrique por sua amizade, confiança e paciência, por toda ajuda oferecida antes, durante e depois da realização do meu experimento e pelo seu bom humor, que é contagiante, faz muito bem quem está por perto. Ao Cacá por também ter tido importante participação para a realização do meu projeto, pela companhia e pelos momentos de alegria que tornaram esse período mais agradáveis. À toda equipe do Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução (LFCR), Agostinho Soares de Alcântara Neto, Deisy Johana Diaz Sanchez, Maiara Pinheiro Vieira, Maria Claudia dos Santos Luciano, Talles Monte de Almeida. Aos novatos Thaíse Cristine Ferreira de Carvalho, Flávio Carolino de Souza Filho, Tatiana Oliveira Pessoa, Murilo Torres de Melo Pedrosa e Otávio Bezerra Ferreira Neto, pelos momentos de descontração que tornam os dias mais agradáveis. A todos aqueles que passaram pelo laboratório: Francisco Carlos de Sousa, Victor Hugo Vieira Rodrigues, Érica Souza Albuquerque, Jefferson da Silva Ferreira e Rebeca Frota Freire, obrigada pela ajuda no meu experimento, pelos momentos de descontração, por todo tempo que passamos juntos, pelo aprendizado e pela amizade e

8 8 companheirismo. Não poderia deixar de agradecer aos funcionários do LFCR, Antônio César Camelo, Selmar Alves da Silva e Cícero Maximo do Nascimento, pela colaboração e apoio durante o meu experimento. Aos professores do PPGCV pela importante ajuda e pelas orientações durante esse período e a todos aqueles que de forma direta e indireta colaboraram para que esse trabalho desse certo. Muito obrigada!

9 9 RESUMO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento morfológico e morfométrico de embriões e fetos caprinos transgênicos para o Fator Estimulante de Colônias de Granulócitos humano (hg-csf), através do uso da ultrassonografia em tempo real. Foram utilizadas quatro cabras não transgênicas (NT) gestantes após fertilização usando um macho transgênico (T) para o hg-csf da raça Canindé. Os exames ultrassonográficos foram realizados nos 30, 40 dias (via transretal, transdutor linear, 6,0/8,0 MHz) e nos 50, 60, 90 e 120 dias de gestação (via transabdominal, transdutor convexo, 3,5/5,0 MHz). As imagens foram gravadas para posterior mensuração dos parâmetros do diâmetro da vesícula embrionária (DVE), o comprimento crânio caudal (CCC), os diâmetros do tronco (DT), do abdômen (DA), do cordão umbilical (DCU) e dos placentomas (DPL) usando um programa computacional Image J, com prévia calibração para cada frequência utilizada. Foram ainda avaliadas a organogênese e formação esquelética, além da viabilidade embrionária/fetal com a presença da atividade cardíaca (Frequência Cardíaca Fetal - FCF) e dos movimentos do concepto. Após o parto, foi realizado o teste de DNA em todas as crias. Os dados estão apresentados de forma descritiva e expressos como média ± erro padrão para os conceptos transgênicos e não transgênicos. Após análise de PCR foram identificados quatro caprinos transgênicos (dois machos e duas fêmeas) e dois machos não transgênicos. Os primeiros parâmetros mensurados foram o DVE e o CCC nos dias 30, 40, 50 e 60. Com o crescimento dos conceptos, a partir dos 50 dias foi possível avaliar também o DT, DA, DCU, DPL. Os valores médios de todos os parâmetros apresentaram um aumento gradativo com o avançar da gestação. Os conceptos iniciaram sua diferenciação a partir de 40 dias. O coração foi detectado em todos os exames e diferenciação das câmaras cardíacas a partir dos 50 dias, os compartimentos gástricos, fígado e rins foram visualizados a partir aos 60 dias. A visualização de várias estruturas ósseas ocorreu aos 60 dias, com visualização de áreas hiperecóicas formando o crânio, caixa torácica, coluna vertebral e ossos longos. Em todos os conceptos a FCF diminuiu à medida que a avançou a gestação, da primeira observação aos 40 dias (T: 215,50 bpm; NT: 239,50 bpm) até a última aos 120 dias (T: 196,25 bpm; NT: 170 bpm). Todos os fetos apresentaram movimentos em todos os exames ultrassonográficos, mais intenso aos 50 dias de gestação. Ambos os conceptos caprinos transgênicos e não transgênicos tiveram um crescimento e morfologia semelhantes e permaneceram viáveis durante todo o período experimental. Portanto, presença do gene exógeno no genoma desses animais não interferiu no desenvolvimento embrionário/fetal e placentário.

10 Palavras-chave: Caprinos. Fetometria. hg-csf. Transgênese. Ultrassonografia. 10

11 11 ABSTRACT The objective of this study was to evaluate the morphometric and morphological development of transgenic goat embryos and fetuses for human Granulocyte Colony Stimulating Factor (hg-csf), through the use of ultrasound in real time. Four pregnancies in non-transgenic goats (NT) were obtained after fertilization using one transgenic (T) male for the hg-csf. Ultrasound examinations were performed at 30, 40 days (transrectal via, linear array transducer 6.0/8.0 MHz) and 50, 60, 90 and 120 days of pregnancy (transabdominal via, convex transducer, 3.5/5.0 MHz). The images were recorded for later measurement of the parameters of the diameter of embryonic vesicle (DEV), crown-rump length (CRL), diameter of the trunk (DT), abdomen (DA), the umbilical cord (DUC) and the placentomes (DPL) using a computer software Image J with prior calibration for each frequency used. Were also evaluated as organogenesis and formation of skeletal, and the viability embryo/fetus with presence of cardiac activity (Fetal Heart Rate - FHR) and the movements of the fetus. After parturition DNA testing was conducted in all offspring. The data are presented descriptively and expressed as means ± SEM for transgenic and non-transgenic conceptus. After PCR analysis four transgenic goats (two males and two females) and two non-transgenic males were identified. The initial parameters were measured in the DEV and CRL days 30, 40, 50 and 60. With the growth of fetuses, from 50 days could also evaluate the DT, DA, DUC, DPL. The average values of all parameters showed a gradual increase with advancing gestation. The conceptus started their differentiation at 40 days. The heart was detected in all examinations and the heart chambers were assessed at 50 days. Gastric compartments, liver and kidneys were observed at 60 days. The visualization of various bone structures occurred at 60 days, with visualization of hyperechoic areas forming the skull, rib cage, spine and long bones. In all fetuses the FHR decreased as the pregnancy progressed, the first observation at 40 days (T: bpm; NT: bpm) to the last at 120 days (T: bpm; NT: 170 bpm). All fetuses presented movements in all ultrasound examinations, more intense at 50 days of gestation. Both transgenic and non-transgenic goat embryos and fetuses had a growth and morphology similar and remained viable throughout the experimental period. Therefore, presence of exogenous gene in the genome of these animals did not affect the embryonic/fetal and placental develop. Keywords: Fetometry. Goats. hg-csf. Transgenesis. Ultrasound.

12 12 LISTA DE FIGURAS Figura 1. Casal de fundadores transgênicos para o hg-csf. (A) Fêmea. (B) Macho Figura 2. Imagem ultrassonográfica de uma gestação dupla (setas) aos 40 dias de gestação obtidos utilizando um transdutor transabdominal de 5 MHz Figura 3. Imagens típicas observadas por ultrassonografia transretal em tempo real com um transdutor linear 7,5 MHz. (A) Vesícula embrionária cheia de líquido no lúmen do útero de uma fêmea caprina aos 22 dias de gestação. (B) Concepto (cabeça a esquerda) e o cordão umbilical aos 34 dias de gestação Figura 4. Visualização do rúmen (abaixo à esquerda) e do rim (acima à direita) de ovino aos 104 dias de gestação. KIL: Kidney lenght (comprimento renal) Figura 5. Aferição da freqüência cardíaca fetal (FCF) utilizando o Modo-M em um feto caprino aos 90 dias de gestação Capítulo 1 Figure 1. Fetometry results. (A) Diameter of embryonic vesicle, and (B) Crown-rump length of embryos and fetuses of transgenic (T) and non-transgenic (NT) goats on days 30, 40, 50 and 60 of gestation Figure 2. Fetometry results. (A) Diameter of the thorax, (B) Diameter of the abdomen, (C) Diameter of umbilical cord, and (D) Diameter of placentome of embryos and fetuses of transgenic (T) and non-transgenic (NT) goats on days 50, 60, 90 and 12 gestation Figure 3. Fetal heart rate of embryos and fetuses of transgenic (T) and non-transgenic (NT) goats on days 40, 50, 60, 90 and 120 of gestation... 42

13 13 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CEUA - Comissão de Ética para o Uso de Animais CCC - Comprimento crânio caudal cm - Centímetro CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CQB - Certificado de Qualidade de Biossegurança CRL - Crown-rump length CTNbio - Comissão Técnica Nacional de Biossegurança DA - Diameter of the abdomen (Diâmetro do abdômen) DBP - Diâmetro biparietal DCU - Diâmetro do cordão umbilical DEV - Diameter of embryonic vesicle DNA - Desoxyribose Nucleic Acid (Ácido Desoxirribonucléico) DO - Diâmetro orbital DPL - Diameter of the placentomes (Diâmetro dos placentomas ) DT - Diameter of the trunk (Diâmetro do tronco) DUC - Diameter of the umbilical cord (Diâmetro do cordão umbilical) DVE - Diâmetro da vesísula embrionária FCF - Frequência cardíaca fetal FHR - Fetal heart rate (Frequência cardíaca fetal) FUNCAP - Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento g - Grama (s) GnRH - Gonadotropin Releasing Hormone (Hormônio liberador de gonadotrofina) h - Hora hg-csf - Human Granulocyte Colony Stimulating Factor (Fator Estimulante de Colônias de Granulócitos humano IATF - Inseminação Artificaial em Tempo Fixo i.m. - Intramuscular LFCR - Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução MAP - Acetato de Medroxiprogesterona mg - Miligrama (s) MHz - Megahertz

14 14 ml - Mililítro mm - Milímetro NT - Non-transgenic (Não transgênico) PB - Proteína bruta PCR - Polymerase chain reaction (Reação em cadeia da polimerase) T - Transgenic (Transgênico) TNCS - Transferência Nuclear de Células Somáticas UECE - Universidade Estadual do Ceará UI - Unidades internacionais µg - Micrograma

15 15 SUMÁRIO PÁG. 1. INTRODUÇÃO REVISÃO DE LITERATURA Transgênese animal Transgênese caprina Importância da ultrassonografia em caprinos Diagnóstico de gestação por ultrassonografia Fetometria Morfologia embrionária/fetal Viabilidade embrionária/fetal JUSTIFICATIVA HIPÓTESE CIENTÍFICA OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos Específicos CAPÍTULO CONCLUSÕES PERSPECTIVAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS APÊNDICES... 56

16 16 1. INTRODUÇÃO A produção de animais transgênicos nesta década possui um interesse científico, estes podem ser utilizados para o estudo dos genes e sua regulação, para o melhoramento genético, pela introdução de novos genes ou modificação da expressão genética endógena que regulam as características de importância econômica (WHEELER et al., 2003) e para produção de proteínas recombinantes de interesse farmacêutico (FREITAS et al., 2007). Definimos animais transgênicos como os que possuem a inserção do gene exógeno em seu genoma e transmitem de forma estável (WHEELER, 2003; KEEFER, 2004). As proteínas recombinantes podem ser produzidas na glândula mamária ou no sangue de animais transgênicos e esta tecnologia tem avançado para a fase de aplicação comercial (DYCK et al., 2003). A espécie caprina é a mais adequada para produção destas proteínas por apresentar uma maturidade sexual precoce, menor custo de manutenção entre outras vantagens comparada a outros biorreatores (BALDASSARRE e KARATZAS, 2004). O Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução (LFCR) em 2008 obteve o nascimento de dois caprinos fundadores transgênicos para o Fator Estimulante de Colônias de Granulócitos humano (hg-csf) (FREITAS et al., 2010). A utilização de animais transgênicos como biorreatores tem sido questionada quanto à saúde dos mesmos. Diante disso, muitos estudos têm avaliado a normalidade dos parâmetros fisiológicos relativos à sanidade e reprodução destes animais (JACKSON et al., 2010). A obtenção desses caprinos transgênicos fundadores foi realizada pela técnica da microinjeção de DNA em pró-núcleos de zigotos produzidos in vivo (FREITAS et al., 2010). Essa técnica está caracterizada pela inserção aleatória no genoma hospedeiro (CLARK et al., 2000), diante disso vem a importância de acompanhar todas as fases de desenvolvimento dos animais transgênicos inclusive a sua linhagem (JACKSON et al., 2010), uma das formas seria o acompanhamento durante o período gestacional por meio da ultrassonografia (LEE et al., 2005). A ultrassonografia em modo B em caprinos pode ser utilizada para o diagnóstico de gestação (GONZÁLEZ et al., 2004), sexagem fetal (SANTOS et al., 2007), observação de patologias uterinas (LOPES JÚNIOR et al., 2004), além de ser utilizada para mensurar alguns parâmetros feto-placentários (fetometria), para a estimativa da idade gestacional (LÉGA et al., 2007), acompanhar o desenvolvimento e a morfologia do concepto juntamente com seus órgãos (LÉGA et al., 2003) e determinar a viabilidade do concepto durante o período gestacional (AMER, 2010). Alguns parâmetros utilizados para mensuração são: o diâmetro da

17 17 vesícula embrionária (DVE) ou saco gestacional, o comprimento crânio caudal (CCC) (KAREN et al., 2009), o diâmetro biparietal (DBP) (GONZÁLEZ-BULNES et al., 1998; ABDELGHAFAR et al., 2007), o diâmetro abdominal (DA), o diâmetro do tronco (DT) (LÉGA et al., 2007), o diâmetro do cordão umbilical (DCU) (LEE et al., 2005) e o diâmetro dos placentomas (DPL) (DOIZÉ et al., 1997). Na literatura não foram encontrados trabalhos com acompanhamento ultrassonográfico de conceptos transgênicos. Além disso, há poucos estudos em pequenos ruminantes referentes à caracterização morfológica ao longo do período gestacional. Desta forma, é importante o acompanhamento de caprinos transgênicos durante as diferentes fases de seu desenvolvimento, iniciando durante o período gestacional, observando aspectos morfológicos e morfométricos.

18 18 2. REVISÃO DE LITERATURA 2.1. Transgênese animal Os animais transgênicos contêm moléculas de DNA recombinante que foram introduzidas por meio da intervenção humana intencional (WALL, 1996), estes animais possuem a inserção do gene exógeno em seu genoma (KEEFER, 2004). Tanto a inserção dos genes quanto a sua transmissão ocorrem de forma estável (WHEELER, 2003) e todo o patrimônio genético pode ser transferido aos seus descendentes (FUKAMIZU, 1993). Na década de 80, foi realizada a primeira tentativa de geração de animais transgênicos, quando foi realizada a transferência de genes pela microinjeção de uma construção de DNA (exógeno) em pró-núcleos de zigotos de camundongos (GORDON et al., 1980). Esse método é mais eficiente em células animais do que os utilizados por bactérias, com células animais são realizadas modificações pós-traducionais adequadas, gerando atividade biológica plena (DYCK et al., 2003). Esse método é mais eficiente em células e vem sendo utilizado em várias espécies até os dias atuais (COLLARES et al., 2007). Por esta técnica foi gerado o primeiro camundongo transgênico no Brasil (PESQUERO et al., 2002). Mesmo sendo menos eficiente, a microinjeção tem gerado muitos animais de grande porte para aplicações na pecuária e na biomedicina (KUES e NIEMANN, 2011). Outra alternativa para gerar animais transgênicos seria, a transferência de DNA por vetores de lentivirais (EWERLING et al., 2006) e transferência via espermatozóides (COLLARES et al., 2005), entre outras. A produção desses animais é de interesse científico, pois podem ser utilizados para o estudo dos genes e sua regulação, para o melhoramento genético, pela introdução de novos genes ou modificação da expressão genética endógena que regulam as características de importância econômica (WHEELER et al., 2003) e para produção de proteínas recombinantes de interesse farmacêutico (FREITAS et al., 2007). É possível que animais transgênicos expressem proteínas nas células de determinados órgãos, utilizando promotores tecido-específicos, o isolamento de proteínas expressas nos fluidos corporais apresenta vantagens sobre os tecidos, pois estes podem ser constantemente produzidos e as proteínas são facilmente purificadas, quando comparado aos tecidos (WHEELER et al., 2003). As proteínas recombinantes podem ser produzidas por exemplo: no sangue, na urina, no plasma seminal e no leite (COLLARES et al., 2007). Esta tecnologia tem avançado para a fase de aplicação comercial (DYCK et al., 2003) e tem atraído significativo interesse por apresentar, como principais vantagens, o baixo custo de produção e proteínas de

19 19 alta qualidade (PAVLOU e REICHERT, 2004; HOUDEBINE, 2009). Um dos mais promissores avanços para a produção em larga escala de proteínas recombinantes tem sido a secreção dessas proteínas no leite de mamíferos transgênicos (COLLARES et al., 2007) Transgênese caprina A espécie caprina é uma ótima opção comparada a outros biorreatores por ser capaz de produzir vários quilogramas de proteínas recombinantes por ano (BALDASSARRE et al., 2004), além de apresentar menor custo de manutenção, maturidade sexual mais precoce e com menor período de gestação comparado com outras espécies. Além disso, uma pequena quantidade de caprinos transgênicos pode suprir a demanda para a maioria das proteínas recombinantes requeridas no mercado (BALDASSARRE e KARATZAS, 2004). O método tradicional para a produção de caprinos transgênicos fundadores envolve a microinjeção de uma construção de DNA em pró-núcleos de zigotos produzidos in vivo (EBERT et al., 1991; FREITAS et al., 2007) ou in vitro, a partir da colheita de oócitos guiada por laparoscopia (COL) (BALDASSARRE et al., 2003). Outro método para obtenção e propagação de animais transgênicos é a transferência nuclear de células somáticas (TNCS) (BAGUISI et al., 1999). Apenas uma proteína recombinante produzida por caprinos transgênicos foi liberada para uso clínico. A antitrombina III humana (ATryn ), produzida a partir da glândula mamária de cabras transgênicas, foi o primeiro medicamento aceito para os testes clínicos e comercialização na Europa em 2006 European Medicines Agency (EMA) e nos EUA em 2009, pela Food and Drug Administration (FDA), este medicamento pode ser utilizado no tratamento de pacientes com resistência a heparina que foram submetidos a procedimentos cardiopulmonares (KUES e NIEMANN, 2011), previne a formação de coágulos sanguíneos em pacientes com deficiência da proteína anticoagulante natural (SCHMIDT, 2006). Nosso laboratório juntamente com a Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Academia de Ciências da Rússia iniciaram um projeto para obtenção de caprinos transgênicos produzindo o hg-csf no leite. Essa parceria resultou no nascimento do primeiro caprino transgênico da América Latina, um macho da raça Saanen (FREITAS et al., 2007). No ano de 2008, nasceram dois caprinos fundadores transgênicos para o hg-csf (Figura 1), sendo uma fêmea e um macho da Raça Canindé, esses animais foram obtidos pela técnica da microinjeção de DNA em pró-núcleos de zigotos produzidos in vivo (FREITAS et

20 20 al.,., 2010). Estes animais possuem em seu genoma o gene que codifica a proteína do hg-csf. O hg-csf CSF é importante para a defesa imunitária baseada em neutrófilos, devido ao seu papel regulatório no crescimento, diferenciação, sobrevivência e ativação de tais células c e seus precursores (BARREDA et al., 2004). Este tem sido utilizado no tratamento de muitas patologias, assim como no tratamento de pacientes com câncer que requerem altas doses de quimioterapia, pode ser usada no tratamento de tumores, pela radioterapia radioterapia e na utilização de drogas que diminuem a produção de células mielóides (WITTMAN et al., 2006). Figura 1. Casal asal de fundadores transgênicos para o hg hg-csf. (A) Fêmea. (B) Macho. Fonte: LFCR. Uma grande variedade de proteínas recombinantes tem sido produzida por caprinos transgênicos expressas na glândula mamária e secretadas no leite de cabras transgênicas, dentre elas: a lisozima (MAGA et al., 2006) e a lactoferrina humana (ZHANG et al., ) Nos últimos anos, o uso de fármacos obtidos a partir de animais transgênicos para terapia em humanos tem sido questionado. Diante disso, muitos estudos têm considerado ser relevante avaliar a normalidade dos parâmetros fisiológicos relativos à sanidade e reprodução destes animais, visando à aplicação bem-sucedida bem sucedida da transgênese para uso co comercial (JACKSON et al., 2010). A questão da biossegurança e da bioética devem sempre ser consideradas na pesquisa, na produção e nos estudos dos mecanismos que dirigem a expressão gênica aos tecidos candidatos a biorreatores. O controle total da expressão gênica e a produção de proteínas recombinantes em animais transgênicos continuarão avançando, e os produtos gerados serão constantemente avaliados quanto à sua segurança seguran e eficiência iência (COLLARES et al., 2007).

21 21 Após a obtenção desse casal e a confirmação do transgene no sêmen do macho fundador, a próxima etapa visou à multiplicação dessa linhagem. Previamente a isso, há a necessidade da avaliação durante todas as etapas da vida, incluindo a sua linhagem (JACKSON et al., 2010). Uma das formas seria o acompanhamento durante o período gestacional, por avaliar o desenvolvimento embrionário/fetal e placentário por meio da ultrassonografia (LEE et al., 2005) Importância da ultrassonografia em caprinos Nos últimos anos, muitas pesquisas relacionadas com a utilização da ultrassonografia em modo B em caprinos tem demonstrado interesse, principalmente para o diagnóstico de gestação (GONZÁLEZ et al., 2004), sexagem fetal (SANTOS et al., 2007), observação de patologias uterinas, como a hidrometra (LOPES JÚNIOR et al., 2004), além de ser utilizada para avaliar e mensurar alguns parâmetros embrionários/fetais e placentários, para a estimativa da idade gestacional (LÉGA et al., 2007). É possível acompanhar o desenvolvimento e a morfologia do concepto e de seus órgãos (LÉGA et al., 2003) em caprinos. A viabilidade embrionária/fetal pode ser determinada pela atividade cardíaca e os movimentos do concepto (AMER, 2010) Diagnóstico de gestação por ultrassonografia O diagnóstico de gestação preciso em cabras proporciona informações essenciais para as práticas eficazes de manejo do rebanho, como por exemplo, seleção de fêmeas não prenhes, determinação do número de fetos permitindo que os produtores separarem as fêmeas com gestação simples, dupla (Figura 2) ou tripla para um manejo nutricional diferenciado (MEDAN et al., 2004). A ultrassonografia em modo-b em tempo real é uma ferramenta eficiente de diagnóstico precoce de gestação em cabras. Essa é uma alternativa não invasiva, precisa e rápida para o diagnóstico da gestação e o estudo do desenvolvimento do concepto (HAIBEL, 1990). Com a utilização de um transdutor transretal de 7,0 MHz, é possível realizar o diagnóstico de gestação em cabras egípcias nativas a partir de 16,9 dias após a monta, pela detecção da vesícula embrionária ou saco gestacional (KAREN et al., 2009). O mesmo

22 22 exame, realizado com um transdutor na frequência de 5,0 MHz, permite visu visualizar essas estruturas 18 dias após a monta em cabras Anglo-Nubianas Anglo Nubianas (MARTINEZ et al., 1998). Figura 2. Imagem ultrassonográfica de uma gestação dupla (setas) aos 40 dias de gestação obtidos utilizando um transdutor transabdominal de 5,0 MHz. Fonte: Medan et al. (2004). De acordo com Padilla-Rivas Padilla Rivas et al. (2005), o diagnóstico de gestação deve estar baseado na presença do concepto, utilizando um transdutor transretal de 7,5 MHz, foi possível visualizar a vesícula embrionária aos 22 dias em cabras Boer (Figura 3). Por sua vez, González et al. (2004), trabalhando com cabras leiteiras da raça Canária utilizando transdutores com a mesma frequência, afirmaram que a detecção do embrião é possível a partir dos 26 dias depois da monta, com precisão máxima, máxima mas foram oram obtidos muitos falsos negativos durante a fase inicial de gestação. A determinação ecográfica do embrião, utilizando um transdutor transretal de 7,0 MHz, pode ser realizada a partir de 22,3 dias de gestação (KAREN et al., 2009), ou com uma frequência frequência de 6,0 MHz no dia 28 (SUGUNA et al., 2008). Essas discrepâncias de dados podem ser atribuídas às diferenças entre as raças caprinas utilizadas (PADILLA-RIVAS (PADILLA et al., 2005; KAREN et al., 2009). Quando as ecografias são realizadas com transdutores transabdominais transabdominais de 5,0 MHz, as vesículas embrionárias são visíveis a partir do dia 28 aproximadamente após a monta (SUGUNA et al., 2008; KAREN et al., 2009). O embrião pode ser visto entre os dias 30,3 e 35 de acordo com Karen et al. (2009) e Suguna et al. (2008), respectivamente. Para a confirmação da gestação é necessária a detecção do concepto (SUGUNA et al., 2008). Durante a avaliação em estágios iniciais da gestação, são importantes a observação do embrião e os batimentos cardíacos díacos embrionários dentro do saco gestacional (MEDAN et al., 2004).

Rev. Bras. Saúde Prod. An. 1(2):37-41, 2001 37

Rev. Bras. Saúde Prod. An. 1(2):37-41, 2001 37 Características do trato genital de ovinos gestantes e correlação entre comprimento crâniocaudal e medidas fetais realizadas através da ultra-sonografia Caracteristics of the pregnant ovine genital tract

Leia mais

TECNICAS DE AMPLIFICAÇÃO REPRODUTIVA E DE BIOTECNOLOGIA APLICADAS AO MELHORAMENTO ANIMAL

TECNICAS DE AMPLIFICAÇÃO REPRODUTIVA E DE BIOTECNOLOGIA APLICADAS AO MELHORAMENTO ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA MELHORAMENTO ANIMAL TECNICAS DE AMPLIFICAÇÃO REPRODUTIVA E DE BIOTECNOLOGIA APLICADAS

Leia mais

Diagnóstico Precoce de Prenhez

Diagnóstico Precoce de Prenhez UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ FACULDADE DE VETERINÁRIA BIOTECNOLOGIA DA REPRODUÇÃO ANIMAL Diagnóstico Precoce de Prenhez Vicente José de F. Freitas Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução www.uece.br/lfcr

Leia mais

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO

METODOLOGIAS ESTATÍSTICAS APLICADAS A DADOS DE ANÁLISES QUÍMICAS DA ÁGUA PRODUZIDA EM UM CAMPO MADURO DE PETRÓLEO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA CT CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CCET PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE PETRÓLEO - PPGCEP DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Leia mais

Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal

Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal Desenvolvimento fetal e exames ultrassonográficosde relevância no pré-natal Dra. Tatiane Bilhalva Fogaça Médica Obstetra especialista em Medicina Fetal pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 SISTEMA ANTILUTEOLÍTICO E MORTE EMBRIONÁRIA EM FÊMEAS BOVINAS JEAN CAIO FIGUEIREDO DE ALMEIDA¹, ANA KELLY MENDES DA SILVA¹, GESSIANE PEREIRA DA SILVA¹, BRENDA JULIANE SILVA DOS SANTOS¹, CAMILA DE ALMEIDA

Leia mais

PARECER CREMEC N.º 16/2013 24/05/2013

PARECER CREMEC N.º 16/2013 24/05/2013 PARECER CREMEC N.º 16/2013 24/05/2013 PROCESSO-CONSULTA PROTOCOLO CREMEC nº 3884/2013 ASSUNTO: VITALIDADE EMBRIONÁRIA À ULTRASSONOGRAFIA. PARECERISTA: CONSELHEIRO HELVÉCIO NEVES FEITOSA. EMENTA: Em embriões

Leia mais

Fábio da Silva Abrate

Fábio da Silva Abrate Fábio da Silva Abrate Elaboração de um Questionário para Avaliar as Variáveis Determinantes do Endividamento de Estudantes Universitários no Cartão de Crédito: Um Estudo Piloto Adaptado para o Mercado

Leia mais

EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE

EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE EFEITO DO TAMANHO DO FOLÍCULO DOMINANTE NO MOMENTO DA INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM TEMPO FIXO NA TAXA DE GESTAÇÃO EM VACAS NELORE Éder Augusto Gonçalves 1 ; Fábio Luiz Bim Cavalieri 2 ; José Mauricio Gonçalves

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO iv UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UTILIZAÇÃO DA ULTRA-SONOGRAFIA EM OVINOS E CAPRINOS PARA SEXAR FETOS E ESTIMAR A IDADE E O PESO FETAL AO NASCIMENTO Elielete Maria Pires de Azevedo TESE DE DOUTORADO

Leia mais

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri

Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Raquel Jauffret Guilhon Geração automática de suíte de teste para GUI a partir de Rede de Petri Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo

Leia mais

ULTRASSONOGRAFIA EM OBSTETRÍCIA ASPECTOS PRÁTICOS. DR. RAFAEL FREDERICO BRUNS Professor Adjunto Departamento de Tocoginecologia - UFPR

ULTRASSONOGRAFIA EM OBSTETRÍCIA ASPECTOS PRÁTICOS. DR. RAFAEL FREDERICO BRUNS Professor Adjunto Departamento de Tocoginecologia - UFPR ULTRASSONOGRAFIA EM OBSTETRÍCIA ASPECTOS PRÁTICOS DR. RAFAEL FREDERICO BRUNS Professor Adjunto Departamento de Tocoginecologia - UFPR É necessário fazer ultrassonografia de rotina? Background Many clinicians

Leia mais

Biotecnologia da Reprodução. Inseminação artificial. Transferência de embriões. Produção de animais transgênicos. Clonagem Cultura de células-tronco

Biotecnologia da Reprodução. Inseminação artificial. Transferência de embriões. Produção de animais transgênicos. Clonagem Cultura de células-tronco 23/07/12 Produção e Manipulação de Pré-embriões Inseminação artificial Fertilização in vitro Biotecnologia da Reprodução Produção de animais transgênicos Biopsia de embrião Determinação genética pré-implante

Leia mais

Av. Adhemar de Barros, 500 40170-110 Salvador, BA 2 Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP Botucatu, SP

Av. Adhemar de Barros, 500 40170-110 Salvador, BA 2 Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP Botucatu, SP 1 de 8 9/7/2012 13:42 Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia versão impressa ISSN 0102-0935 Arq. Bras. Med. Vet. Zootec. v.53 n.1 Belo Horizonte fev. 2001 http://dx.doi.org/10.1590/s0102-09352001000100011

Leia mais

Segmentação e Visualização do Fígado a partir de Imagens de Tomografia Computadorizada

Segmentação e Visualização do Fígado a partir de Imagens de Tomografia Computadorizada Dário Augusto Borges Oliveira Segmentação e Visualização do Fígado a partir de Imagens de Tomografia Computadorizada Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Dados atuais indicam que não há efeitos biológicos confirmados

Dados atuais indicam que não há efeitos biológicos confirmados 1 ULTRA-SONOGRAFIA OBSTÉTRICA Francisco Pimentel Cavalcante Carlos Augusto Alencar Júnior Procedimento seguro, não-invasivo, inócuo, com grande aceitação pela paciente, que pode fornecer muitas informações

Leia mais

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos.

Palavras-chave: Controle Autonômico; Recuperação; Treinamento Esportivo; Esportes Coletivos. RESUMO O futsal é um esporte intermitente com muitas substituições e pausas durante a partida, o que possibilita a recuperação de variáveis fisiológicas durante esses momentos, proporcionando ao jogador,

Leia mais

ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO

ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO ANÁLISE DO CAMPO TÉRMICO EM ÚBERE BOVINO EX VIVO APÓS APLICAÇÃO DE ULTRASSOM TERAPÊUTICO 1 ANALISIS OF THERMAL BEAM OF EX VIVO BOVINE UDDER AFTER THERAPEUTIC ULTRASOUND APLICATION ANDRESSA DE CASTRO SOUZA

Leia mais

Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos

Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos Leonardo Pereira Rodrigues dos Santos Desenvolvimento de serviços na área de educação: uma aplicação de análise conjunta nos cursos de mestrado em administração de empresas DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO

Leia mais

Questão de Vida ou Morte?

Questão de Vida ou Morte? Célula-Tronco: Questão de Vida ou Morte? III Seminário A Filosofia das Origens Fábio Juliano Pacheco, Ph.D. Laboratório de Biologia Celular, Molecular e Auto-Imunidade Centro Universitário Adventista de

Leia mais

ACHADOS ULTRA-SONOGRÁFICOS EM RUPTURA DE TENDÃO PRÉ-PÚBICO EM ÉGUA RELATO DE CASO

ACHADOS ULTRA-SONOGRÁFICOS EM RUPTURA DE TENDÃO PRÉ-PÚBICO EM ÉGUA RELATO DE CASO ACHADOS ULTRA-SONOGRÁFICOS EM RUPTURA DE TENDÃO PRÉ-PÚBICO EM ÉGUA RELATO DE CASO Kate Moura da Costa Barcelos 1 ; Anna Paula Balesdent Barreira 2 ; Daniel Augusto Barroso Lessa 3 ABSTRACT: BARCELOS, K.M.C.;

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação do desmame precoce no desempenho de leitões

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação do desmame precoce no desempenho de leitões PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação do desmame precoce no desempenho de leitões Carolina Gonçalves Borges 1 ; Marco Antônio Pereira da Silva 1 ; Jakeline Fernandes Cabral

Leia mais

Curso de Capacitação em Biossegurança de OGMs Células-tronco Legislação de Biossegurança

Curso de Capacitação em Biossegurança de OGMs Células-tronco Legislação de Biossegurança Curso de Capacitação em Biossegurança de OGMs Células-tronco Legislação de Biossegurança Florianópolis, Agosto 2004 Células-tronco O que são células-tronco e o que podemos fazer com elas? Qual a relação

Leia mais

DIAGNÓSTICO GESTACIONAL ULTRASSONOGRÁFICO EM ÉGUA REVISÃO DE LITERATURA GESTATIONAL ULTRASOUND DIAGNOSIS IN MARE A REVIEW

DIAGNÓSTICO GESTACIONAL ULTRASSONOGRÁFICO EM ÉGUA REVISÃO DE LITERATURA GESTATIONAL ULTRASOUND DIAGNOSIS IN MARE A REVIEW 1 DIAGNÓSTICO GESTACIONAL ULTRASSONOGRÁFICO EM ÉGUA REVISÃO DE LITERATURA GESTATIONAL ULTRASOUND DIAGNOSIS IN MARE A REVIEW 1 STURION, D.J.; 1 STURION, M.A.T; 1 STURION, T.T.; 2 COSTA, I.F.; 2 CACHONE,

Leia mais

As práticas de marketing de relacionamento das empresas brasileiras: panorama e desempenho

As práticas de marketing de relacionamento das empresas brasileiras: panorama e desempenho Luciana Terra Targino As práticas de marketing de relacionamento das empresas brasileiras: panorama e desempenho Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

Análise de Sistemas de Planejamento Avançado (APS): conceituação e avaliação

Análise de Sistemas de Planejamento Avançado (APS): conceituação e avaliação Gisele Gomes Aguilar Análise de Sistemas de Planejamento Avançado (APS): conceituação e avaliação Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

INCREMENTO DA DUPLA OVULAÇÃO SOBRE A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA NA TRANSFERÊNCIA DE EMBRIÕES EM ÉGUAS DA RAÇA QUARTO DE MILHA

INCREMENTO DA DUPLA OVULAÇÃO SOBRE A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA NA TRANSFERÊNCIA DE EMBRIÕES EM ÉGUAS DA RAÇA QUARTO DE MILHA INCREMENTO DA DUPLA OVULAÇÃO SOBRE A EFICIÊNCIA REPRODUTIVA NA TRANSFERÊNCIA DE EMBRIÕES EM ÉGUAS DA RAÇA QUARTO DE MILHA Myrian Megumy Tsunokawa Hidalgo (PIBIC/Fundação Araucária), Tamires Korchovei Sanches

Leia mais

Distribuição Eletrônica na Hotelaria: Desenvolvimento de Serviços para a Internet

Distribuição Eletrônica na Hotelaria: Desenvolvimento de Serviços para a Internet Leonardo Pimenta de Mello Distribuição Eletrônica na Hotelaria: Desenvolvimento de Serviços para a Internet Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título

Leia mais

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA-UnB FACULDADE DE CEILÂNDIA-FCE CURSO DE FISIOTERAPIA JOÃO RAFAEL FREITAS DA SILVA INFLUÊNCIAS DA KINESIOTAPING NO DESEMPENHO DO SALTO EM DISTÂNCIA, EM INDIVÍDUOS SADIOS JOVENS

Leia mais

CÉLULA - TRONCO. São células com capacidade de autorenovação,eficiente

CÉLULA - TRONCO. São células com capacidade de autorenovação,eficiente CÉLULA - TRONCO São células com capacidade de autorenovação,eficiente proliferação, gerando células-filhas com as mesmas características fenotípicas da célula precursora e, ainda, com habilidade de gerar

Leia mais

Gestação, parto e puerpério. Ginecologia Veterinária UFSM 24/03/2011 Prof. MRubin

Gestação, parto e puerpério. Ginecologia Veterinária UFSM 24/03/2011 Prof. MRubin Gestação, parto e puerpério Ginecologia Veterinária UFSM 24/03/2011 Prof. MRubin Gestação Aspectos fisiológicos Duração da gestação da vaca (280-285) Reconhecimento materno da gestação Produção hormonal

Leia mais

José Benedito Alves Junior

José Benedito Alves Junior 1 José Benedito Alves Junior Gerenciamento de Projetos de TI: Uma análise sobre a possibilidade de aplicação da estrutura motivacional sugerida pelo Project Management Body of Knowledge - PMBOK - em uma

Leia mais

Terceirização da Operação Logística Estudo de caso sobre a terceirização da Logística de Distribuição de uma Indústria Farmacêutica

Terceirização da Operação Logística Estudo de caso sobre a terceirização da Logística de Distribuição de uma Indústria Farmacêutica Mariana Botelho Morais Terceirização da Operação Logística Estudo de caso sobre a terceirização da Logística de Distribuição de uma Indústria Farmacêutica Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

USB IPANEMA & USB ICARAI 20. CRESCIMENTO INTRA-UTERINO RESTRITO. 20.1. Classificação

USB IPANEMA & USB ICARAI 20. CRESCIMENTO INTRA-UTERINO RESTRITO. 20.1. Classificação USB - CLÍNICA DE ULTRA-SONO- 20. CRESCIMENTO INTRA-UTERINO RESTRITO Por definição, feto com crescimento intra-uterino restrito (CIUR) é aquele que ao nascimento apresenta peso inferior ao 10º percentil

Leia mais

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Diogo Silveira Mendonça Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

Luiz Fernando Fernandes de Albuquerque. Avaliação de algoritmos online para seleção de links patrocinados. Dissertação de Mestrado

Luiz Fernando Fernandes de Albuquerque. Avaliação de algoritmos online para seleção de links patrocinados. Dissertação de Mestrado Luiz Fernando Fernandes de Albuquerque Avaliação de algoritmos online para seleção de links patrocinados Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de

Leia mais

CLONAGEM E CÉLULAS-TRONCO Mayana Zatz (pesquisadora da USP)

CLONAGEM E CÉLULAS-TRONCO Mayana Zatz (pesquisadora da USP) CLONAGEM E CÉLULAS-TRONCO Mayana Zatz (pesquisadora da USP) O QUE É CLONAGEM? A clonagem é um mecanismo comum de propagação da espécie em plantas ou bactérias. Um clone é definido como uma população de

Leia mais

Modelo GARCH de Apreçamento de Opções via Simulação Histórica Filtrada: Uma Aplicação para o Mercado Brasileiro

Modelo GARCH de Apreçamento de Opções via Simulação Histórica Filtrada: Uma Aplicação para o Mercado Brasileiro Nayara Lopes Gomes Modelo GARCH de Apreçamento de Opções via Simulação Histórica Filtrada: Uma Aplicação para o Mercado Brasileiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE

PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE PRIMEIRO CIO PÓS-PARTO DAS CABRAS E OVELHAS NO NORDESTE Prof. Adelmo Ferreira de Santana Caprinocultura e Ovinocultura E-mail afs@ufba.br Departamento de Produção Animal Escola de Medicina Veterinária

Leia mais

Predição da Pré-eclâmpsia no Primeiro Trimestre

Predição da Pré-eclâmpsia no Primeiro Trimestre Predição da Pré-eclâmpsia no Primeiro Trimestre JOSÉ PAULO DA SILVA NETTO 12w Specialist care 12-34w 22w 36w 41w PIRÂMIDE DE CUIDADO PRÉ-NATAL: PASSADO E PRESENTE Prevenção da pré-eclâmpsia Baixa dose

Leia mais

USO DO SOFTWARE WINDOGRAPHER PARA ESTIMATIVAS DA VELOCIDADE DO VENTO EM ALTITUDE NUMA REGIÃO DO LITORAL CEARENSE

USO DO SOFTWARE WINDOGRAPHER PARA ESTIMATIVAS DA VELOCIDADE DO VENTO EM ALTITUDE NUMA REGIÃO DO LITORAL CEARENSE USO DO SOFTWARE WINDOGRAPHER PARA ESTIMATIVAS DA VELOCIDADE DO VENTO EM ALTITUDE NUMA REGIÃO DO LITORAL CEARENSE Emerson Mariano da Silva 1 ; Flavio José Alexandre Linard 2 1 Universidade Estadual do Ceará

Leia mais

Projeto de Serviços: proposta de modelo teórico para sites de compras coletivas

Projeto de Serviços: proposta de modelo teórico para sites de compras coletivas Iris Campos Martins Projeto de Serviços: proposta de modelo teórico para sites de compras coletivas Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre

Leia mais

1.1 Revisão de tópicos da morfologia e fisiologia do sistema genital feminino, sob o aspecto clínico nas diferentes espécies domésticas.

1.1 Revisão de tópicos da morfologia e fisiologia do sistema genital feminino, sob o aspecto clínico nas diferentes espécies domésticas. PROGRAMA PARA O CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DAS VAGAS PARA O CARGO DE PROFESSOR ADJUNTO, EDITAL Nº 764, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2015, NA ÁREA DE REPRODUÇÃO ANIMAL 1) FÊMEA - PARTE TEÓRICA: 1.1 Revisão

Leia mais

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS Escola de Engenharia Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS (LETRA MAIÚSCULA, NEGRITO, TIMES NEW ROMAN 14, CENTRALIZADO,

Leia mais

USO DO ECO-ULTRASSOM, DOPPLER E ULTRA-SONOGRAFIA MODO-B PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE DE GESTAÇÃO EM SUÍNOS

USO DO ECO-ULTRASSOM, DOPPLER E ULTRA-SONOGRAFIA MODO-B PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE DE GESTAÇÃO EM SUÍNOS 9 Artigo Científico USO DO ECO-ULTRASSOM, DOPPLER E ULTRA-SONOGRAFIA MODO-B PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE DE GESTAÇÃO EM SUÍNOS Annira Aquino CORTEZ 1 *; Annice AQUINO-CORTEZ 1 ; Michelle Costa e SILVA 1

Leia mais

Avaliação de Investimentos em Tecnologia da Informação: uma Perspectiva de Opções Reais

Avaliação de Investimentos em Tecnologia da Informação: uma Perspectiva de Opções Reais André Fichel Nascimento Avaliação de Investimentos em Tecnologia da Informação: uma Perspectiva de Opções Reais Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Engenharia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EM UMA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil

Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Barbosa dos Santos, Maico Henrique; Paes Barreto Xavier de Moraes, Érica; Guido, Sebastião Inocêncio;

Leia mais

GESTÃO DA CAPACIDADE DE ATENDIMENTO EM HOSPITAIS DE CÂNCER.

GESTÃO DA CAPACIDADE DE ATENDIMENTO EM HOSPITAIS DE CÂNCER. GESTÃO DA CAPACIDADE DE ATENDIMENTO EM HOSPITAIS DE CÂNCER. Antônio Augusto Gonçalves TESE SUBMETIDA AO CORPO DOCENTE DA COORDENAÇÃO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte:

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Leonardo Campos 1 e Gabriel Campos 2 O professor e pesquisador norte-americano R.A. Bob Long, colunista da revista Angus Journal e autor do Sistema

Leia mais

RUTE MARIA DE PAULA OLIVEIRA COMPORTAMENTO SEXUAL DE CABRAS TOGGENBURG DURANTE A ESTAÇÃO REPRODUTIVA APÓS LUTEÓLISE NATURAL OU INDUZIDA

RUTE MARIA DE PAULA OLIVEIRA COMPORTAMENTO SEXUAL DE CABRAS TOGGENBURG DURANTE A ESTAÇÃO REPRODUTIVA APÓS LUTEÓLISE NATURAL OU INDUZIDA RUTE MARIA DE PAULA OLIVEIRA COMPORTAMENTO SEXUAL DE CABRAS TOGGENBURG DURANTE A ESTAÇÃO REPRODUTIVA APÓS LUTEÓLISE NATURAL OU INDUZIDA Dissertação apresentada à Universidade Federal de Minas Gerais, como

Leia mais

Aplicações da biotecnologia na área animal

Aplicações da biotecnologia na área animal Aplicações da biotecnologia na área animal As aplicações da biotecnologia moderna na área animal são múltiplas e têm um mercado potencial de bilhões de dólares por ano. A competição por tal mercado exige

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS

AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS AVALIAÇÃO DA EXATIDÃO ALTIMÉTRICA DE DADOS OBTIDOS POR PERFILAMENTO LASER AEROTRANSPORTADO EM ÁREAS DE MINERAÇÃO E RODOVIAS Ronaldo Aparecido de Oliveira, MSc. ENGEFOTO Engenharia e Aerolevantamentos S.A.

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ESPECIALIZAÇÃO EM BIOLOGIA MOLECULAR E CITOGENÉTICA HUMANA JOANA MARIA SANTANA SANTOS CITOGENÉTICA NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA LEUCEMIA MIELÓIDE

Leia mais

RESUMO - ARTIGO ORIGINAL - 42º CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA

RESUMO - ARTIGO ORIGINAL - 42º CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA 1 RESUMO - ARTIGO ORIGINAL - 42º CONGRESSO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA FREQUÊNCIA DE ARRITMIAS E ANÁLISE DE VARIABILIDADE DE FREQUÊNCIA CARDÍACA EM CÃES COM EHRLIQUIOSE MONOCÍTICA CRÔNICA FREQUENCY

Leia mais

URI - CAMPUS ERECHIM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS

URI - CAMPUS ERECHIM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS URI - CAMPUS ERECHIM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PRODUÇÃO ENZIMÁTICA DE MONOGLICERÍDEOS A PARTIR DE ÓLEO DE OLIVA NA PRESENÇA DE SURFACTANTE KARINA

Leia mais

VI Congresso Brasileiro de Biossegurança Simpósio Latino-Americano de Produtos Biotecnológicos

VI Congresso Brasileiro de Biossegurança Simpósio Latino-Americano de Produtos Biotecnológicos VI Congresso Brasileiro de Biossegurança Simpósio Latino-Americano de Produtos Biotecnológicos Rio de Janeiro, 21-25 setembro de 2009 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Construções Mais Comuns

Leia mais

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON

INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON WELLINGTON LUNZ INTERFERÊNCIA DO TREINAMENTO EM NATAÇÃO COM DIFERENTES INTENSIDADES NA CARCINOGÊNESE EXPERIMENTAL DO CÓLON Dissertação apresentada à Universidade Federal de Viçosa, como parte das exigências

Leia mais

inciência Iniciação Científica Embrapa Anais da X Jornada de Iniciação Científica da Embrapa Amazônia Ocidental

inciência Iniciação Científica Embrapa Anais da X Jornada de Iniciação Científica da Embrapa Amazônia Ocidental inciência Iniciação Científica Embrapa Anais da X Jornada de Iniciação Científica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Anais da X Jornada de

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Alterações teratogênicas em caprinos mestiços Anglonubiano X Pardo Alpino relacionado ao consumo de Jurema Preta (Mimosa tenuiflora) Adelmo Ferreira

Leia mais

Ultrasound fetal measurement parameters for early estimate of gestational age and birth weight in ewe (1) Artigo Científico/Scientific Article

Ultrasound fetal measurement parameters for early estimate of gestational age and birth weight in ewe (1) Artigo Científico/Scientific Article ISSN 1809-4678 Ultrasound fetal measurement parameters for early estimate of gestational age and birth weight in ewe (1) (Parâmetros de medição fetal pela ultrasonografia para estimar a idade da gestação

Leia mais

RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO

RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO RESPOSTAS REPRODUTIVAS DE OVELHAS SUBMETIDAS A PROTOCOLOS DE INDUÇÃO DE ESTRO DE CURTA E LONGA DURAÇÃO Josilaine Aparecida da Costa Lima 1 ; Aya Sasa 2 1 Acadêmica do curso de Zootecnia da UEMS, Unidade

Leia mais

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL

EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL EQUAÇÕES DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL, DETERMINADAS POR REGRESSÃO LINEAR E REGRESSÃO POTENCIAL K. F. O. Alves 1 ; M. A. R. Carvalho 2 ; L. C. C. Carvalho 3 ; M. L. M. Sales 4 RESUMO:

Leia mais

Daros, K A C e Medeiros, R B

Daros, K A C e Medeiros, R B 1 ESTUDO DAS FONTES DE RUÍDO DA IMAGEM PARA FINS DE OTIMIZAÇÃO DAS DOSES NA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE CRÂNIO E ABDOME ADULTO Daros, K A C e Medeiros, R B Universidade Federal de São Paulo São Paulo

Leia mais

Isabela Ferreira da Costa. Benefícios do Método Pilates na Gestação

Isabela Ferreira da Costa. Benefícios do Método Pilates na Gestação Isabela Ferreira da Costa Benefícios do Método Pilates na Gestação Londrina 2011 Isabela Ferreira da Costa Benefícios do Método Pilates na Gestação Monografia apresentada ao Curso de Especialização, em

Leia mais

Análise da Governança Corporativa como Determinante das Despesas de Auditoria e Consultoria no Brasil

Análise da Governança Corporativa como Determinante das Despesas de Auditoria e Consultoria no Brasil Rodrigo Telles Pires Hallak Análise da Governança Corporativa como Determinante das Despesas de Auditoria e Consultoria no Brasil Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Administração

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANA- ESUDA PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLADORIA BALANCED SCORECARD: Uma ferramenta de gestão estratégica para empresa do ramo de consultoria contábil com foco

Leia mais

MANEJO REPRODUTIVO DE CAPRINOS E OVINOS

MANEJO REPRODUTIVO DE CAPRINOS E OVINOS MANEJO REPRODUTIVO DE CAPRINOS E OVINOS Prof. Dr. Jurandir Ferreira da Cruz Eng. Agr. Rita de Cássia Nunes Ferraz Introdução A eficiência da produção de um rebanho está diretamente relacionada com o número

Leia mais

ACOMPANHAMENTO ULTRA-SONOGRÁFICO DA GESTAÇÃO EM GRANDES ANI- MAIS PARTE I ULTRA-SONOGRAPHIC ACCOMPANIMENT OF GESTATION IN LARGE ANIMALS PART I

ACOMPANHAMENTO ULTRA-SONOGRÁFICO DA GESTAÇÃO EM GRANDES ANI- MAIS PARTE I ULTRA-SONOGRAPHIC ACCOMPANIMENT OF GESTATION IN LARGE ANIMALS PART I CIÊNCIAS AGRÁRIAS REVISÃO DE LITERATURA 77 ACOMPANHAMENTO ULTRA-SONOGRÁFICO DA GESTAÇÃO EM GRANDES ANI- MAIS PARTE I ULTRA-SONOGRAPHIC ACCOMPANIMENT OF GESTATION IN LARGE ANIMALS PART I Alexandre Wolf

Leia mais

MELHORAMENTO GENÉTICO

MELHORAMENTO GENÉTICO MELHORAMENTO GENÉTICO Mudança do material hereditário do rebanho de forma a capacitá-lo para produzir leite, mais economicamente em um determinado ambiente. Genética é a ciência que estuda a variação e

Leia mais

CAPRICORNIUS - SISTEMA PARA GERENCIAMENTO DE REBANHO CAPRINO

CAPRICORNIUS - SISTEMA PARA GERENCIAMENTO DE REBANHO CAPRINO CAPRICORNIUS - SISTEMA PARA GERENCIAMENTO DE REBANHO CAPRINO VICTOR DIAS VALENTIM 1 MARCELO TEIXEIRA RODRIGUES 2 JUGURTA LISBOA FILHO 3 RESUMO Um Sistema de Informação, denominado Capricornius, atualmente

Leia mais

Ano VII Número 12 Janeiro de 2009 Periódicos Semestral TOXEMIA DA PRENHEZ

Ano VII Número 12 Janeiro de 2009 Periódicos Semestral TOXEMIA DA PRENHEZ TOXEMIA DA PRENHEZ LINZMEIER, Lissiane Geise Acadêmica da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça ge_linzmeier@hotmail.com Prof. MSc. AVANZA, Marcel Ferreira Bastos marcel_avanza@hotmail.com

Leia mais

CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR PARASITAS ENTÉRICOS EM REBANHO CRIADO EM PASTAGENS NATIVAS NO PANTANAL SUL- MATO-GROSSENSE.

CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL POR PARASITAS ENTÉRICOS EM REBANHO CRIADO EM PASTAGENS NATIVAS NO PANTANAL SUL- MATO-GROSSENSE. 1 VINÍCIUS DUARTE RODRIGUES 1, MATHEUS CALVIS ALEXANDRE 1, RUTH SILVA ALBUQUERQUE 1, EDSON RODRIGO GAYOZO AFONSO 1, BRUNO ALBRES 1, HEITOR MIRAGLIA HERRERA 1. 1Universidade Católica Dom Bosco. CONTAMINAÇÃO

Leia mais

ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM OBSTÉTRICA TAÍS GONZAGA TAVARES

ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM OBSTÉTRICA TAÍS GONZAGA TAVARES ATUALIZA ASSOCIAÇÃO CULTURAL ENFERMAGEM OBSTÉTRICA TAÍS GONZAGA TAVARES IMPORTÂNCIA DA ASSISTÊNCIA DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DO CÂNCER DE COLO UTERINO. SALVADOR BAHIA 2012 TAÍS GONZAGA TAVARES IMPORTÂNCIA

Leia mais

7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10

7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10 7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10 Tipos de reprodução Reprodução é a capacidade que os seres vivos têm de gerar descendentes da mesma espécie. A união dos gametas é chamada fecundação, ou fertilização,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA BAÍA DOS GOLFINHOS (PIPA, RN) PELO BOTO Sotalia fluviatilis (CETACEA: DELPHINIDAE)

UTILIZAÇÃO DA BAÍA DOS GOLFINHOS (PIPA, RN) PELO BOTO Sotalia fluviatilis (CETACEA: DELPHINIDAE) UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA MESTRADO EM BIOLOGIA ANIMAL UTILIZAÇÃO DA BAÍA DOS GOLFINHOS (PIPA, RN) PELO BOTO Sotalia fluviatilis (CETACEA:

Leia mais

Tecnologia do DNA Recombinante-TDR

Tecnologia do DNA Recombinante-TDR Tecnologia do DNA Recombinante-TDR (clonagem de DNA) CONSTRUINDO A MOLÉCULA DE DNA RECOMBINANTE, BIOTECNOLOGIA:Engenharia genética. A utilização de microorganismos, plantas e animais para a produção de

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana

Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Motricidade Humana Universidade Técnica de Lisboa Faculdade de Motricidade Humana O Método Pilates e os seus Efeitos em Termos de Autoeficácia na Musculatura do Pavimento Pélvico em Mulheres com Incontinência Urinária de

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 AUSÊNCIA DE ALTERAÇÕES CLÍNICAS EM BOVINOS APÓS A ADMINISTRAÇÃO PELA VIA SUBCUTÂNEA DE UMA ASSOCIAÇÃO ENTRE IVERMECTINA E SULFÓXIDO DE ALBENDAZOL CARNEIRO, R. 1*, NASCIMENTO, G. A. M. 1, MARTINS, V.

Leia mais

Escolha de Reprodutrizes

Escolha de Reprodutrizes UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ FACULDADE DE VETERINÁRIA BIOTECNOLOGIA DA REPRODUÇÃO ANIMAL Escolha de Reprodutrizes Vicente José de F. Freitas Laboratório de Fisiologia e Controle da Reprodução www.uece.br/lfcr

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

22/10/2009 PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL. da 9ª semana ao nascimento. Prof. Dr. Wellerson Rodrigo Scarano

22/10/2009 PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL PERÍODO FETAL. da 9ª semana ao nascimento. Prof. Dr. Wellerson Rodrigo Scarano da 9ª semana ao nascimento A transformação de embrião em feto é um processo gradual Mudança de termo é significativa, pois na fase fetal o indivíduo torna-se reconhecível como ser humano. 8 sem. Prof.

Leia mais

A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos

A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos Bianca Snaiderman A contribuição do coaching executivo para o aprendizado individual: a percepção dos executivos Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel

O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel Andre dos Santos Souza O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Administração de Empresas

Leia mais

Wilson Lins Morgado. Método de classificação de risco aplicado ao mercado de seguros de automóveis. Dissertação de Mestrado

Wilson Lins Morgado. Método de classificação de risco aplicado ao mercado de seguros de automóveis. Dissertação de Mestrado Wilson Lins Morgado Método de classificação de risco aplicado ao mercado de seguros de automóveis Dissertação de Mestrado Departamento de Engenharia Elétrica Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISAS EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS GEORGE PINHEIRO RAMOS

FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISAS EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS GEORGE PINHEIRO RAMOS FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISAS EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS GEORGE PINHEIRO RAMOS FATORES DETERMINANTES E INFLUENCIADORES DE COMPRA DA MÚSICA GOSPEL VITÓRIA 2013 2 GEORGE PINHEIRO RAMOS

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE DERMATOPATIAS EM EQUINOS ATRAVÉS DO MÉTODO DE TRICOGRAMA

DIAGNÓSTICO DE DERMATOPATIAS EM EQUINOS ATRAVÉS DO MÉTODO DE TRICOGRAMA 1 DIAGNÓSTICO DE DERMATOPATIAS EM EQUINOS ATRAVÉS DO MÉTODO DE TRICOGRAMA Victor Fernando Santana LIMA 1 ; Gabriela da Cruz PIEDADE 2 ; Taynar Lima BEZERRA 2 ; Anderson de Jesus SANTOS 2 ; Luana Regina

Leia mais

ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829)

ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829) UNIVERSIDADE DO AMAZONAS Faculdade de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos ESTUDO DA FREQÜÊNCIA ALIMENTAR DO PIRARUCU, Arapaima gigas (CUVIER, 1829) André Lima Gandra Dissertação

Leia mais

Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho

Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho Joana da Costa Martins Monteiro Microempresas no Brasil: informalidade e contratos de trabalho Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo

Leia mais

2XVRGD$QiOLVHGH*DSVQD$YDOLDomRGD3HUFHSomRGRV &OLHQWHV VREUH R 3URFHVVR GH 'LVWULEXLomR )tvlfd (VWXGR GH&DVRHP'LVWULEXLGRUDGH%HELGDV

2XVRGD$QiOLVHGH*DSVQD$YDOLDomRGD3HUFHSomRGRV &OLHQWHV VREUH R 3URFHVVR GH 'LVWULEXLomR )tvlfd (VWXGR GH&DVRHP'LVWULEXLGRUDGH%HELGDV 7LUOr&UX]6LOYD 2XVRGD$QiOLVHGH*DSVQD$YDOLDomRGD3HUFHSomRGRV &OLHQWHV VREUH R 3URFHVVR GH 'LVWULEXLomR )tvlfd (VWXGR GH&DVRHP'LVWULEXLGRUDGH%HELGDV 'LVVHUWDomRGH0HVWUDGR Dissertação apresentada como requisito

Leia mais

Uma Análise da Eficiência dos Mercados Futuros Agrícolas Brasileiros

Uma Análise da Eficiência dos Mercados Futuros Agrícolas Brasileiros 1 Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências Sociais Aplicadas Programa de Pós-graduação em Administração Uma Análise da Eficiência dos Mercados Futuros Agrícolas Brasileiros Carlos Flávio Pedroza

Leia mais

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares

Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento Radicular Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2013 Cristiana Andreia Rodrigues Tavares Técnicas de Recobrimento

Leia mais

RESTRIÇÃO DE CRESCIMENTO FETAL

RESTRIÇÃO DE CRESCIMENTO FETAL RESTRIÇÃO DE CRESCIMENTO FETAL José de Arimatéa Barreto DEFINIÇÃO Para evitar correlação com função mental anormal, atualmente, o termo preferido é restrição de crescimento fetal (RCF), em substituição

Leia mais

Resumo. Palavras-chaves: Atividade seguradora, desenvolvimento e performance.

Resumo. Palavras-chaves: Atividade seguradora, desenvolvimento e performance. Resumo A presente dissertação assenta em dois objetivos: o primeiro focaliza-se numa comparação da atividade seguradora entre Moçambique e Portugal, descrevendo as suas realidades, e o segundo em saber

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS ALTERAÇÕES POSTURAIS EM IDOSOS ATENDIDOS NO SERVIÇO DE REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL FORTALEZA CEARÁ 2009 SUYANNE NUNES DE CASTRO PERFIL DAS

Leia mais

GERANDO RESULTADOS COM VOCÊ

GERANDO RESULTADOS COM VOCÊ GERANDO RESULTADOS COM VOCÊ Manejo Reprodutivo de Fazendas Leiteiras Robson Vilela Sá Fortes Veterinário Equipe Leite - ReHagro Roteiro Introdução Patologias Reprodutivas O que podemos fazer para melhorar

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MEDICINA - BACHARELADO EMENTAS DISCIPLINAS MATRIZ 3 1º AO 3º PERÍODO 1 º Período C.H. Teórica: 90 C.H. Prática: 90 C.H. Total: 180 Créditos: 10

Leia mais