Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas"

Transcrição

1 Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas grid: uma visão Jorge Gomes 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

2 Computação grid Integração transparente de recursos computacionais Heterogéneos Geograficamente distribuídos Domínios administrativos independentes Grid middleware Situa-se entre o utilizador e os recursos Implementa uma camada de abstracção Esconde as especificidades dos recursos Porquê o termo grid Analogia com electric power grid Transparente ligar a ficha sem ter de saber detalhes sobre o que está por trás Disponível em todo o lado em permanência 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

3 Computação grid à escala global Desenvolvimento na Europa fortemente suportado pela Comissão Europeia (5º, 6º e 7º programas quadro) 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

4 Sustentabilidade A importância da computação grid como ferramenta de investigação é reconhecida internacionalmente. Optimização de recursos existentes através da sua integração Resolução de novos desafios através da agregação de recursos Efeito estruturante na colaboração entre investigadores A maioria dos países desenvolvidos possuem iniciativas nacionais suportadas pelos governos que pretendem apoiar a utilização da computação grid para calculo cientifico. O futuro da computação grid na Europa passará pela federação e/ou integração destas iniciativas. 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

5 Iniciativa Nacional Grid (INGRID) Iniciativa do ministério da ciência Lançada em Abril de 2006 no âmbito do programa Gerida pela FCT e UMIC O LIP participa na coordenação técnica Objectivos principais Suporte ao desenvolvimento da computação grid para a resolução de problemas complexos Desenvolvimento de competências no domínio da computação grid Integrar Portugal em infra-estruturas grid internacionais Actividades Financiamento de 13 projectos piloto Redes de comunicação para computação grid 2007 Criação de uma infra-estrutura nacional 2008 INGRID+ 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

6 Centros de recursos: LIP Lisboa Coimbra FCCN (serviços centrais) Universidade Lusíada Famalicão Universidade Porto Porto (3 clusters) Universidade Minho Braga (2 clusters) CFP-IST Lisboa IEETA Aveiro Operação coordenada pelo LIP Panorama Nacional 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

7 Projectos e Infra-estruturas DataGrid CrossGrid LCG EGEE-I EELA EGEE-II Int.Eu.Grid EGEE-III º Encontro Ciência em Portugal Ciência

8 Infraestrutura grid focada: Processamento paralelo Interactividade Extensão do MW glite 12 centros em 7 países int.eu.grid Organizações virtuais ifusion ienvmod iusct ibrain ihep iplanck iwien2k icompchem Grid Operations Management 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

9 EELA E-Infraestructure shared between Europe and Latin America Projecto Europeu coordenado pelo CIEMAT Janeiro 2006 Dezembro de parceiros da Europa e América Latina México, Brasil, Cuba, Chile, Venezuela, Argentina, Portugal, Itália e Espanha, CERN, CLARA Extensão do EGEE à América Latina Infra-estrutura piloto Disseminação e treino LIP responsável pela autenticação e VOs Apoio à criação de autoridades de certificação Brasil, Argentina, Chile, México, catch-all Gestão de organizações virtuais e autorização Serviço de catálogos 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

10 Utilização e Utilizadores EGEE EELA LCG Int.Eu.Grid 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

11 Tier-2 Português para o LHC A comunidade da física de altas energias tem sido uma grande impulsionadora da computação grid. A comunidade cientifica do LHC será uma grande utilizadora de recursos. Volume de dados 4 experiências 15 PetaBytes por ano Complexidade Dados complexos Milhares de utilizadores CPUs modernos Escala global Analise e simulação distribuída Recursos distribuídos Centenas de laboratórios Tecnologia GRID 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

12 Worldwide LHC Computing Grid A colaboração: 4 Experiências ~250 Centros de cálculo 12 grandes centros (Tier-0, Tier-1) 38 federações de centros mais pequenos (Tier-2) ~40 países Grids: EGEE, OSG, Nordugrid MoU de computação: Entre o CERN e os governos Acordado em Outubro de 2005 O LIP é responsável pela operação de um centro Tier-2 para Portugal integrado no WLCG 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

13 Tier-2 Português para o LHC O Tier-2 Português para o LHC será composto por: Recursos do LIP em Lisboa Nó central grid (LNEC) Recursos do LIP em Coimbra Disponibilizará capacidade para: Simulação integrado na cadeia de produção de simulação Repositório local de dados reconstruídos. Capacidade de processamento para os investigadores locais. Capacidade de processamento genérica para as experiências. 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

14 Outros domínios... Ambiente Sismologia Química Astronomia Telecomunicações Fusão Medicina 2º Encontro Ciência em Portugal Ciência

Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas

Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas Computação Grid Jorge Gomes Jornadas RCTS 2010 1 Computação grid Um paradigma de computação distribuída Interconexão de recursos: Heterogéneos

Leia mais

Aumento da Capacidade de Armazenamento do SPRACE

Aumento da Capacidade de Armazenamento do SPRACE Julho 2010 Aumento da Capacidade de Armazenamento do SPRACE São Paulo Regional Analysis Center Sergio Ferraz Novaes Sumário I. IDENTIFICAÇÃO DA PROPOSTA... 3 II. QUALIFICAÇÃO DO PROBLEMA... 3 III. OBJETIVOS

Leia mais

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento

FTTH FORUM 2008. Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008. Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento FTTH FORUM 2008 Sociedade da Informação Portugal em Mudança CCB, 5 Nov 2008 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Principais Orientações

Leia mais

E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access

E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access E-Ciência em Portugal 4ª Conferência Open Access U. do Minho, Braga, 26 Nov 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Estratégia

Leia mais

CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 2012 Resumo de Candidaturas e Financiamentos Recomendado

CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 2012 Resumo de Candidaturas e Financiamentos Recomendado CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 202 Resumo de Candidaturas e Financiamentos Recomendado No concurso de 202: 238 candidaturas recebidas: Ciências da Vida e da Saúde 35 propostas Ciências Exatas

Leia mais

Supercomputação em Portugal: realidade e perspectivas Pedro Alberto Centro de Física Computacional Laboratório de Computação Avançada Universidade de Coimbra Ciência 2008 3 Julho 2008 1 O que é supercomputação?

Leia mais

Universidade do Minho, 15-16 Dez 2008

Universidade do Minho, 15-16 Dez 2008 3ª Conferência Openaccess Universidade do Minho, 15-16 Dez 2008 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Estratégia Nacional de e-ciência

Leia mais

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal 1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto U. Do Minho, Braga, 25-26 Nov 2010 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Iniciado

Leia mais

Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação

Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação Os sistemas de informação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia: contributo para uma perspectiva integrada da gestão da informação Encontro Internacional de Arquivos Universidade de Évora 3-4 de Outubro

Leia mais

As Escolas de Professores no CERN em Língua Portuguesa

As Escolas de Professores no CERN em Língua Portuguesa As Escolas de Professores no CERN em Língua Portuguesa P Abreu (LIP)1,2, G Barreira1, N Garcia3, R Shellard4, M Storr5 CBPF 1 LIP, Lisbon, Portugal 2 IST Instituto Superior Técnico, Lisbon, Portugal 3

Leia mais

Estratégia de Implantação do GridUNESP. II Brazilian LHC Computing Workshop - GridUNESP

Estratégia de Implantação do GridUNESP. II Brazilian LHC Computing Workshop - GridUNESP Estratégia de Implantação do GridUNESP II Brazilian LHC Computing Workshop - GridUNESP O que é Grid? Grid é um sistema que coordena recursos computacionais geograficamente distribuídos. Usa protocolos

Leia mais

COOPERAÇÃO ENTRE PORTUGAL E ANGOLA EM C&T

COOPERAÇÃO ENTRE PORTUGAL E ANGOLA EM C&T A cooperação Bilateral Angola - Portugal: estado atual e reforço futuro WORKSHOP PROGRAMA HORIZONTE 2020: COOPERAÇÃO EM INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO ENTRE ANGOLA E A UNIÃO EUROPEIA Luanda, 3 e 4 de outubro

Leia mais

Planejamento para Implantação do GridUnesp. II Workshop GridUnesp Outubro de 2006

Planejamento para Implantação do GridUnesp. II Workshop GridUnesp Outubro de 2006 Planejamento para Implantação do GridUnesp II Workshop GridUnesp Outubro de 2006 2 Roteiro O que é Grid Porque Grid? Conceitos gerais. Componentes de um Grid. Exemplo: o SPRACE (São Paulo Regional Analysis

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13

ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 02 HISTÓRIA 02 OBJECTIVOS 02 CURSOS 04 CONSULTORIA 06 I&D 07 DOCENTES 08 FUNDEC & IST 09 ASSOCIADOS 10 PARCERIAS 12 NÚMEROS 13 QUEM SOMOS FUNDEC APRESENTAÇÃO HISTÓRIA OBJECTIVOS A

Leia mais

António Borba UMIC. Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2009. 25 de Novembro de 2009 Auditório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa

António Borba UMIC. Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2009. 25 de Novembro de 2009 Auditório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa Conferência As TIC e a Saúde no Portugal de 2009 25 de Novembro de 2009 Auditório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa António Borba UMIC Patrocínio: Patrocinadores Globais Plataforma Nacional de

Leia mais

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades:

aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: Enquadramento Desafios: aumento da população mundial aumento da produtividade, sustentabilidade dos recursos e segurança alimentar Necessidades: eficiência dos sistemas agrícolas e florestais gestão sustentável

Leia mais

O Arquivo de Ciência e Tecnologia

O Arquivo de Ciência e Tecnologia Encontro Arquivos Científicos 3 e 4 de julho de 2014 FCSH, Lisboa O Arquivo de Ciência e Tecnologia Paula Meireles Madalena Ribeiro O Arquivo de Ciência e Tecnologia 1. Projeto de tratamento e divulgação

Leia mais

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050

INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 INOVAR com SUSTENTABILIDADE ENERGIA IBERO-AMERICANA 2050 Lisboa, 26 de Novembro 2009 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA 2. MOBILIDADE SUSTENTÁVEL 3. EXPLORAÇÃO & PRODUÇÃO 4. DOUTORAMENTO EM MEIO EMPRESARIAL 5. OPEN

Leia mais

Um Modelo de Virtualização em Grades Computacionais para Inserção de Recursos Ociosos

Um Modelo de Virtualização em Grades Computacionais para Inserção de Recursos Ociosos Um Modelo de Virtualização em Grades Computacionais para Inserção de Recursos Ociosos Josiney de Souza e Rubens Massayuki Suguimoto Mestrado em Informática - Grid Computing Grid Computing, computação em

Leia mais

NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/11/01851 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fedrave - Fundação Para O Estudo E

Leia mais

O LIP faz 25 anos! Sofia Andringa e Catarina Espírito Santo

O LIP faz 25 anos! Sofia Andringa e Catarina Espírito Santo artigo geral O LIP faz 25 anos! Sofia Andringa e Catarina Espírito Santo Resumo No ano em que o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas celebra 25 anos de existência, pretende-se

Leia mais

FCCN - Fundação para a Computação Científica Nacional fccn.pt. Nelson Ribeiro - nelson.ribeiro@fccn.pt

FCCN - Fundação para a Computação Científica Nacional fccn.pt. Nelson Ribeiro - nelson.ribeiro@fccn.pt FCCN - Fundação para a Computação Científica Nacional fccn.pt Nelson Ribeiro - nelson.ribeiro@fccn.pt Agenda FCCN RCTS serviços e projectos internacionais Projecto SIG@Fibra Network Engineer Futuro Q&A

Leia mais

NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/14/00981 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade Do Porto A.1.a.

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Gabinete do Ministro CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR Breve apresentação da proposta de Orçamento de Estado para 2008 23 de Outubro de 2007 Texto

Leia mais

20 Junho 2008. 13.Outubro.2008

20 Junho 2008. 13.Outubro.2008 20 Junho 2008 13.Outubro.2008 A Pool-net tem como objecto principal a Gestão e Coordenação do Pólo de Competitividade Engineering & Tooling, enquanto instrumento de operacionalização do Plano Estratégico

Leia mais

IV ENCONTRO IBERO-AMERICANO SOBRE OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO DA ONU E AS TIC TIC, Inovação e Conhecimento

IV ENCONTRO IBERO-AMERICANO SOBRE OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO DA ONU E AS TIC TIC, Inovação e Conhecimento IV ENCONTRO IBERO-AMERICANO SOBRE OS OBJECTIVOS DO MILÉNIO DA ONU E AS TIC TIC, Inovação e Conhecimento Lisboa, 3 e 4 de Novembro de 2009 FIL Feira das Indústrias de Lisboa, Parque das Nações, Lisboa Terça-feira

Leia mais

A rede de NCPs em Portugal

A rede de NCPs em Portugal A rede de NCPs em Portugal Horizonte 2020 Estados Membro têm de ter uma rede nacional de NCPs para as áreas do H2020 Em Portugal, os NCPs estão na FCT, através do GPPQ (Gabinete de Promoção do Programa-Quadro)

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS laboratório associado Encontro de Ciência em Portugal 12 e 13 de Abril de 2007 Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa LINHAS ESTRATÉGICAS Boaventura de Sousa Santos Comunidade ces

Leia mais

Curso de Formação para Dinamização de workshops

Curso de Formação para Dinamização de workshops Curso de Formação para Dinamização de workshops Ficha Informativa Curso de Formação para Cientistas 1. A Empresa A Science4you é uma empresa 100% Nacional que nasceu em Janeiro de 2008. É considerada uma

Leia mais

Projecto Federica. Leiria 15 de Abril 2009

Projecto Federica. Leiria 15 de Abril 2009 15ºECI Projecto Federica Leiria 15 de Abril 2009 Agenda Federica, o que é? Parceiros Actividades do projecto A quem se dirige Principais objectivos Infra-estrutura física Arquitectura Criação da rede virtual

Leia mais

GRID com peso ibérico

GRID com peso ibérico GRID com peso ibérico A TECNOLOGIA de computação em grelha está no centro de uma parceria entre Portugal e Espanha que motivou a criação da Rede Ibérica de Computação GRID (IBERGRID), ainda em 2006. A

Leia mais

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO

INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO INOVAÇÃO E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO O contexto da Globalização Actuação Transversal Aposta no reforço dos factores dinâmicos de competitividade Objectivos e Orientações Estratégicas para a Inovação Estruturação

Leia mais

Seminário de discussão, Buenos Aires, 3 e 4 de Dezembro de 2009

Seminário de discussão, Buenos Aires, 3 e 4 de Dezembro de 2009 Maria de Lurdes Rodrigues ISCTE Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) Departamento de Sociologia Av. das Forças Armadas, 1600, Lisboa, Portugal mlreisrodrigues@gmail.com Seminário de discussão,

Leia mais

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO

CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO CONVÉNIO CLUSTER DE LOGÍSTICA URBANA DE LISBOA E VALE DO TEJO ÍNDICE FINALIDADE... 2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 3 CONSTITUIÇÃO E GOVERNÂNCIA... 4 FINANCIAMENTO... 5 RELATÓRIOS... 5 Ficha de Adesão ao CLUSTER

Leia mais

Lisboa, 20 de Maio de 2010. Construindo redes e infraestruturas. DRIVER e RCAAP

Lisboa, 20 de Maio de 2010. Construindo redes e infraestruturas. DRIVER e RCAAP Lisboa, 20 de Maio de 2010 Construindo redes e infraestruturas de repositórios: DRIVER e RCAAP Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt Sumário Projecto DRIVER - Digital Repository Infrastructure Vision for

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013

CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013 CONTRIBUTO DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE IDI PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES 7 de Outubro de 2013 COTEC Portugal 1. COTEC Portugal Origem, Missão, Stakeholders 2. Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial

Leia mais

O que é Grid Computing

O que é Grid Computing Grid Computing Agenda O que é Grid Computing Grid vs Cluster Benefícios Tipos de Grid Aplicações Ferramentas e padrões Exemplos no mundo Exemplos no Brasil Grid no mundo dos negócios Futuro O que é Grid

Leia mais

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA 2015 CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Joaquim Sérvulo Rodrigues Membro da Direcção da COTEC Portugal, Presidente do Júri; Carlos Brazão Director Sénior de Vendas

Leia mais

O que é o Banco Europeu de Investimento?

O que é o Banco Europeu de Investimento? O que é o Banco Europeu de Investimento? O BEI é o banco da União Europeia. Como primeiro mutuário e mutuante multilateral, proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projectos de investimento

Leia mais

R EGULAMENTO P AINEL DE J OVENS P ROJETO S EGURAN ET. Ano Letivo 2014/15

R EGULAMENTO P AINEL DE J OVENS P ROJETO S EGURAN ET. Ano Letivo 2014/15 R EGULAMENTO P AINEL DE J OVENS P ROJETO S EGURAN ET Ano Letivo 2014/15 Pág. 2/5 Painel de Jovens Razão de ser As Tecnologias de Informação e Comunicação estão hoje em todo o lado, na sociedade e também

Leia mais

EFICIÊNCIA E EFICÁCIA. E COM OS DIFERENCIAIS INOVAÇÃO E QUALIDADE. ISSO É EVERIS BPO. attitude makes the difference

EFICIÊNCIA E EFICÁCIA. E COM OS DIFERENCIAIS INOVAÇÃO E QUALIDADE. ISSO É EVERIS BPO. attitude makes the difference EFICIÊNCIA E EFICÁCIA. E COM OS DIFERENCIAIS INOVAÇÃO E QUALIDADE. ISSO É EVERIS BPO. attitude makes the difference Consulting, IT & Outsourcing Professional Services everis BPO. Nossa razão de ser: Direcionamos

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

em grid como ferramenta essencial na investigação da estrutura do universo

em grid como ferramenta essencial na investigação da estrutura do universo Computação em grid como ferramenta essencial na investigação da estrutura do universo Alexandre Suaide Marcelo Gameiro Munhoz 19 dossiê Computação em nuvem RESUMO Movidos pela curiosidade e a necessidade

Leia mais

Aviso de abertura do exercício de avaliação das Unidades de I&D 2013

Aviso de abertura do exercício de avaliação das Unidades de I&D 2013 Aviso de abertura do exercício de avaliação das Unidades de I&D 2013 Aviso de abertura do exercício de avaliação das Unidades de I&D 2013 A. Âmbito e objetivos do exercício de avaliação A Fundação para

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Portugal em Mudança Comissão de Acompanhamento do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento

Sociedade da Informação e do Conhecimento Portugal em Mudança Comissão de Acompanhamento do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento Sociedade da Informação e do Conhecimento Portugal em Mudança Comissão de Acompanhamento do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento Lisboa, 25 Jan 2010 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO EM PROTEÇÃO CIVIL DOCENTES MESTRE ISABEL ONETO Licenciada em Direito, mestre e doutoranda em Direito, em Ciências Jurídico-Criminais. Governadora Civil do Distrito do Porto entre 2005 e 2009

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016

MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 PROJECTO CONJUNTO DE INTERNACIONALIZAÇÃO MÉXICO 2015-2016 MISSÃO EMPRESARIAL AO MÉXICO 19-27 Fev. 2016 INSCRIÇÕES ATÉ 15 DE JANEIRO 2016 Promotor: Co-financiamento: Monitorização: Foto: Miguel Moreira

Leia mais

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM

CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM CANDIDATURA À DIRECÇÃO DA UNIDADE DE INVESTIGAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM Pedro Jorge Richheimer Marta de Sequeira Marília Oliveira Inácio Henriques 1 P á g i n a 1. Enquadramento da Candidatura

Leia mais

Partilha de experimentação online em cursos de engenharia, suportada por redes de sensores e atuadores sem fios

Partilha de experimentação online em cursos de engenharia, suportada por redes de sensores e atuadores sem fios Congresso Nacional de Práticas Pedagógicas no Ensino Superior CNaPPES.15 3 de Julho de 2015, Leiria, Portugal Partilha de experimentação online em cursos de engenharia, suportada por redes de sensores

Leia mais

Workshop 20 de Junho de 2014. Plataforma de recursos minerais UE, África e América Latina

Workshop 20 de Junho de 2014. Plataforma de recursos minerais UE, África e América Latina Workshop 20 de Junho de 2014 O O Plataforma de recursos minerais UE, África e América Latina QUEM SOMOS Os parceiros do projecto Kandandu são empresas, universidades, associações e redes da área dos recursos

Leia mais

O e-learning como etapa da universidade para o virtual

O e-learning como etapa da universidade para o virtual lmbg@ufp.pt & fergomes@ufp.pt O e-learning como etapa da universidade para o virtual Luis Borges Gouveia Fernando Gomes Universidade Fernando Pessoa e-learning como objectivo ou etapa? o e-learning como

Leia mais

SEMANA DA CIÊNCIA 2014

SEMANA DA CIÊNCIA 2014 SEMANA DA CIÊNCIA 2014 ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AMARES 24-28 novembro PROGRAMA DETALHADO 2ª feira, 24 novembro Dia Nacional da Cultura Científica 15 H ABERTURA DA SEMANA PALESTRA

Leia mais

Agenda Internacional 2009

Agenda Internacional 2009 Agenda Internacional 2009 CNI: estratégia institucional Visão Estratégica Mapa Estratégico Uma visão sobre o futuro do país e da indústria (2007-2015) Identifica prioridades estratégicas Participação de

Leia mais

A EXPERIÊNCIA FALA POR NÓS. geral@qualitividade.pt 800 10 24 20

A EXPERIÊNCIA FALA POR NÓS. geral@qualitividade.pt 800 10 24 20 A EXPERIÊNCIA FALA POR NÓS geral@qualitividade.pt 800 10 24 20 CATÁLOGO DE FORMAÇÃO 2012 Curso GERIR PARA A SUSTENTABILIDADE & COMPETITIVIDADE Curso WAKE UP YOUR SKILLS Conferência A PRÁTICA DA INOVAÇÃO

Leia mais

7º PROGRAMA-QUADRO de I&DT. Oportunidades para Cooperação Empresas Sistema Científico. Virgínia Corrêa. www.gppq.mctes.pt

7º PROGRAMA-QUADRO de I&DT. Oportunidades para Cooperação Empresas Sistema Científico. Virgínia Corrêa. www.gppq.mctes.pt 7º PROGRAMA-QUADRO de I&DT Oportunidades para Cooperação Empresas Sistema Científico Virgínia Corrêa Gabinete de Promoção do 7º Programa-Quadro de IDT www.gppq.mctes.pt Estratégia de Lisboa Conselho Europeu

Leia mais

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal

Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal Ref.: MTKD-CT-2004-014312 Uma história de sucesso do Programa Marie Curie em Portugal por Suhita Osório-Peters CEIFA ambiente Lda Sessão de Divulgação do 7º Programa-Quadro de ID&T Lisboa, 20 de Outubro

Leia mais

Computação no Alice e grid. Alexandre Suaide IF-USP

Computação no Alice e grid. Alexandre Suaide IF-USP Computação no Alice e grid Alexandre Suaide IF-USP 1 Resumo Alguns números importantes Requerimentos (dados e simulações) Processamente Armazenamento Estrutura computacional GRID Nossas necessidades 2

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital U. Lusófona, 11 Jul 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia

Leia mais

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS?

O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O SEU PROJECTO É ELEGÍVEL PARA ESTES INCENTIVOS? O ISQ e a ASK querem ajudar empreendedores e empresários à procura de financiamento a obterem o apoio de que necessitam para lançar ou desenvolver os seus

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Luis Barrinha - Gestor de Ambiente e Segurança SGS ICS - International Certification Services Funchal, 28 de Novembro de 2002 SOCIÉTÉ

Leia mais

Encontro Investigação, Desenvolvimento e Inovação Lisboa, 07de Outubro de 2013

Encontro Investigação, Desenvolvimento e Inovação Lisboa, 07de Outubro de 2013 Encontro Investigação, Desenvolvimento e Inovação Lisboa, 07de Outubro de 2013 1 PROBLEMA Como responder às crescentes exigências económicas e ambientais, às alterações permanentes e aos diversos estilos

Leia mais

A Segurança Informática na FEUP. Tito Carlos S. Vieira tito@fe.up.pt 10-FEV-2010

A Segurança Informática na FEUP. Tito Carlos S. Vieira tito@fe.up.pt 10-FEV-2010 A Segurança Informática na FEUP Tito Carlos S. Vieira tito@fe.up.pt 10-FEV-2010 Agenda I Introdução II O trabalho na área da Segurança Informática O ponto de partida As medidas O CSIRT.FEUP III - Resultados

Leia mais

ÍNDICE PERFIL MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE VOLUME DE NEGÓCIOS CERTIFICAÇÕES PROJECTOS DE REFERÊNCIA CONTACTOS

ÍNDICE PERFIL MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE VOLUME DE NEGÓCIOS CERTIFICAÇÕES PROJECTOS DE REFERÊNCIA CONTACTOS DOSSIER DE IMPRENSA ÍNDICE 1 PERFIL - A Empresa - Os Colaboradores - Os serviços 2 MERCADOS ONDE A A400 ESTÁ PRESENTE - A Internacionalização VOLUME DE NEGÓCIOS 4 CERTIFICAÇÕES 5 PROJECTOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

PROJECTO. Portal Português de Ciência e Cultura Científica. www.mocho.pt. Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

PROJECTO. Portal Português de Ciência e Cultura Científica. www.mocho.pt. Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra PROJECTO @BANDA.LARGA Portal Português de Ciência e Cultura Científica www.mocho.pt Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Relatório de Circunstância/ Síntese Coimbra, 10 de Março

Leia mais

Teodoro, Francisco M. Ferreira

Teodoro, Francisco M. Ferreira José Luis Ramos, Vitor D. Teodoro, Francisco M. Ferreira produto de software ou um documento (ou colecção de documentos) que: (1) contém intrinsecamente finalidade educativa; (2) enquadra-se nas necessidades

Leia mais

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno*

Website disponível em: Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt. Palavra-chave: *aluno* Website disponível em: http://formar.tecminho.uminho.pt/moodle/course/view.php?id=69 Nome de Utilizador: aluno@aluno.pt Palavra-chave: *aluno* Associação Universidade Empresa para o Desenvolvimento Web

Leia mais

Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248

Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248 Experiência da UFSC com Projetos Apoiados pela Lei 8248 Prof. Raul Sidnei Wazlawick Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Uso Institucional de Recursos da Lei 8248 Cooperação

Leia mais

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos

Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Rede de Produção de Plantas Medicinais, Aromáticas e Fitoterápicos Atores envolvidos Movimentos Sociais Agricultura Familiar Governos Universidades Comunidade Científica em Geral Parceiros Internacionais,

Leia mais

NCE/11/01396 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/11/01396 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/11/01396 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: E.I.A. - Ensino, Investigação

Leia mais

Piloto de experimentação de serviços de computação. Jornadas FCCN, Fev-2015, ISCTE

Piloto de experimentação de serviços de computação. Jornadas FCCN, Fev-2015, ISCTE Piloto de experimentação de serviços de computação Jornadas FCCN, Fev-2015, ISCTE Índice 1 Agenda no evento... 1 2 Introdução... 2 3 Objetivos do piloto... 2 4 Prazo do piloto... 2 5 Pacotes de trabalho

Leia mais

Projecto RCAAP. Jmm@fccn.pt Universidade do Minho, Dezembro 2008

Projecto RCAAP. Jmm@fccn.pt Universidade do Minho, Dezembro 2008 Projecto RCAAP João Moreira FCCN João Moreira, FCCN Jmm@fccn.pt Universidade do Minho, Dezembro 2008 Agenda Objectivos Projecto Serviços Indicadores Conclusões Trabalho futuro 2 Objectivos Aumentar a visibilidade

Leia mais

PROJETO CIDADÃO EM REDE: DE CONSUMIDOR A PRODUTOR DE INFORMAÇÃO SOBRE O TERRITÓRIO PLANO DE TRABALHO

PROJETO CIDADÃO EM REDE: DE CONSUMIDOR A PRODUTOR DE INFORMAÇÃO SOBRE O TERRITÓRIO PLANO DE TRABALHO PROJETO CIDADÃO EM REDE: DE CONSUMIDOR A PRODUTOR DE INFORMAÇÃO SOBRE O TERRITÓRIO PLANO DE TRABALHO CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA PRODEB-UFBA PRODEB/DSS Diretoria de Sistemas e Serviços UFBA/LCAD

Leia mais

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 O porquê? O que é? Metodologia de trabalho Resultados esperados O porquê? Após o Plano de Ação Ligar Portugal (2005-2010) - Espaços

Leia mais

MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE

MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE MAIS PRÓXIMO DA COMUNIDADE RESPONSABILIDADE SOCIAL Com vista a promover uma cultura de responsabilidade social, o Millennium bcp tem procurado desenvolver um conjunto de acções junto dos vários grupos

Leia mais

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade

Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Memória descritiva do projecto Sanjonet Rede de Inovação e Competitividade Candidatura aprovada ao Programa Política de Cidades - Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação Síntese A cidade de S.

Leia mais

Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso. de Pós-Graduação

Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso. de Pós-Graduação Ultramedical realiza solenidade de lançamento do curso de Pós-Graduação A Ultramedical realizou nessa última quinta-feira, 11, uma solenidade de lançamento da Pós-Graduação em Ultrassonografia, que terá

Leia mais

Os arquivos digitais surgem como consequência da evolução da tecnologia ou como resposta às atuais exigências da sociedade?

Os arquivos digitais surgem como consequência da evolução da tecnologia ou como resposta às atuais exigências da sociedade? Os arquivos digitais surgem como consequência da evolução da tecnologia ou como resposta às atuais exigências da sociedade? Os arquivos históricos em ambiente digital são uma condição para a sua valorização

Leia mais

Hypercluster do mar. Setembro 2009

Hypercluster do mar. Setembro 2009 Hypercluster do mar Setembro 2009 Hypercluster do mar Segurança Marítima Projecto MarBIS Fórum cientifico e tecnológico Considerações finais 2 Hypercluster do mar Parcerias com empresas petrolíferas com

Leia mais

João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005

João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005 João Moreira São Paulo, 11 de Agosto de 2005 Agenda Enquadramento Actividades Regras/Normas Desafios Caracterização Bibliotecas Vários acordos entre as instituições Académicas e Científicas e os principais

Leia mais

CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 2012

CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 2012 CONCURSO DE PROGRAMAS DE DOUTORAMENTO FCT 0 Resumo de Candidaturas e Programas Aprovados No concurso de 0: 38 candidaturas recebidas: 35 propostas 90 propostas propostas 9 propostas 58 programas recomendados

Leia mais

Anexo 1 Modelo de Organização da Rede Nacional de Imagiologia Funcional Cerebral (RNIFC) e Gestão dos Equipamentos

Anexo 1 Modelo de Organização da Rede Nacional de Imagiologia Funcional Cerebral (RNIFC) e Gestão dos Equipamentos Anexo 1 Modelo de Organização da Rede Nacional de Imagiologia Funcional Cerebral (RNIFC) e Gestão dos Equipamentos Consórcio das Universidades de Coimbra, Aveiro, Porto e Minho Modelo de Organização e

Leia mais

RECYT/MERCOSUL. ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida -

RECYT/MERCOSUL. ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida - CO-GR.MSUL.INOT.0003 Circulação Restrita RECYT/MERCOSUL ESCOLA VIRTUAL DE SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - Proposta Resumida - Resumo Esta nota resume proposta à RECYT/MERCOSUL de projeto de educação à distância

Leia mais

De estagiário ESA a empreendedor

De estagiário ESA a empreendedor De estagiário ESA a empreendedor Fabrice Brito Terradue Srl Estágios Tecnológicos no CERN, ESA, ESO 30 de Abril 2010 - Pavilhão do Conhecimento Ciência Viva O meu percurso Percurso académico Licenciado

Leia mais

Lig@dos para um ensino melhor

Lig@dos para um ensino melhor Conhecer e partilhar para inovar na Educação Alexandre Martins Lima alima@anpri.pt Ana Paula Jacinto Ferreira apjferreira@anpri.pt Associação Nacional de Professores de Informática Associação Nacional

Leia mais

A iniciativa eportuguêse e oportunidades para os países de língua portuguesa

A iniciativa eportuguêse e oportunidades para os países de língua portuguesa A iniciativa eportuguêse e oportunidades para os países de língua portuguesa BIREME/OPAS/OMS - São Paulo 1 eportuguêse Iniciativas para fortalecer a informação em saúde nos países de língua portuguesa

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular FINANÇAS PÚBLICAS Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular FINANÇAS

Leia mais

João dos Anjos CBPF. João dos Anjos - CBPF

João dos Anjos CBPF. João dos Anjos - CBPF João dos Anjos CBPF 33a Reunión Ordinaria del Consejo Directivo del Centro Latino Americano de Física (CLAF) 05 y 06 de diciembre de 2012 en Varadero, Cuba. 1959: organizada por Marcos Moshinsky no México

Leia mais

Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping

Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping Ação Campos Eletromagnéticos - Escola Secundária de Ponte de Lima Clipping Revista de Imprensa 1. REN e Sociedade Portuguesa de Física promovem aula prática sobre campos eletromagnéticos para alunos de

Leia mais

World Wide Web. Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto. Disciplina de Informática, PEUS 2006 Universidade do Porto

World Wide Web. Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto. Disciplina de Informática, PEUS 2006 Universidade do Porto World Wide Web Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Redes de Comunicação Nos anos 60 surgem as primeiras redes locais destinadas à partilha de recursos fisicamente próximos (discos, impressoras).

Leia mais

ECO.AP Barómetro da Eficiência Energética na Administração Pública. Janeiro de 2012

ECO.AP Barómetro da Eficiência Energética na Administração Pública. Janeiro de 2012 ECO.AP Barómetro da Eficiência Energética na Administração Pública Janeiro de 2012 O Barómetro ECO.AP pretende incentivar a eficiência energética na Administração Pública, tornando-a disseminador de boas

Leia mais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Forum para a Sociedade da Informação Aveiro, 10 Mar 2006 Luis Magalhães Presidente da UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento,

Leia mais

Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal

Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal Grupos de Direito Público e de Projectos: Portugal Introdução A Uría Menéndez é um escritório de advogados independente fundado em 1946 pelo Professor Rodrigo Uría González, que atualmente conta com dezessete

Leia mais

A VISÃO do ENERGYIN Motivos da sua criação & Objectivos

A VISÃO do ENERGYIN Motivos da sua criação & Objectivos Pólo da Competitividade e Tecnologia da Energia (PCTE) O papel do PCTE na energia solar em Portugal 8 e 9 de Fevereiro de 2010 António Mano - EDP Antonio.ermidamano@edp.pt A VISÃO do ENERGYIN Motivos da

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM GESTÃO Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM GESTÃO Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM GESTÃO Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007.

aprovado no Foro de Ministros de Meio Ambiente (2004-2006) para 2005-2007. PROGRAMA LATINO-AMERICANO E CARIBENHO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ACORDOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA DO PLACEA: 2005-2007 1 (DOCUMENTO EM VERSÃO PRELIMINAR) Introdução: Os especialistas em Gestão Pública

Leia mais

SEMINÁRIO REDE SOCIAL: PLANEAR PARA INTERVIR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: GERADORES DE UM FLUXO CONTINUO DE INFORMAÇÃO

SEMINÁRIO REDE SOCIAL: PLANEAR PARA INTERVIR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: GERADORES DE UM FLUXO CONTINUO DE INFORMAÇÃO SEMINÁRIO REDE SOCIAL: PLANEAR PARA INTERVIR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO: GERADORES DE UM FLUXO CONTINUO DE INFORMAÇÃO CONCEITO Sistema de informação Sistema, tanto manual como automático, composto por pessoas,

Leia mais

Os Nossos Serviços. Learning is Changing! Project Management PMI

Os Nossos Serviços. Learning is Changing! Project Management PMI Learning is Changing! A actualidade apresenta-nos desafios constantes, que exigem novas respostas e soluções inovadoras, para um Futuro de Crescimento e Competitividade. Learning is Changing! reflecte

Leia mais