CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS"

Transcrição

1 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTAÇÃO DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS CAPÍTULO I DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA Artigo 1º - Este regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e avaliação dos Projetos Experimentais, do Curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Franciscano UNIFRA, e é exigência legal e requisito parcial para a colação de grau e obtenção do diploma de bacharel em Publicidade e Propaganda. Artigo 2º - As disciplinas de Projetos Experimentais I e II visam propiciar ao aluno de Comunicação Social Publicidade e Propaganda a oportunidade de criar e produzir um projeto, que absorva na maior parte ou no todo, o conhecimento construído e desenvolvido ao longo do curso, a fim de comprovar sua capacitação para a conclusão do mesmo. É imprescindível que o produto desenvolvido através de experimentações concretas resulte em contribuição à área da publicidade e da propaganda e traga uma solução de comunicação para o cliente. Artigo 3º - O experimento deve ser desenvolvido para um cliente real (deve ter CNPJ) e é vetado aos integrantes do grupo ter qualquer tipo de vínculo (de parentesco) com este cliente. Artigo 4º - O projeto/experimento desenvolvido deve ser executado. Parágrafo único Os custos de produção e veiculação dos produtos gerados (caso haja) em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda são de responsabilidade da equipe de alunos (recursos próprios da equipe e/ou parcerias com clientes veículos e fornecedores). CAPÍTULO II - DAS NORMAS Artigo 5º - Os Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda devem ser realizados obrigatoriamente em equipes de dois a quatro integrantes, organizados a partir de sugestão dos alunos na primeira aula da disciplina de Projetos Experimentais I, com orientação do professor da disciplina. Parágrafo único A equipe formada não pode se destituir no decorrer do semestre. Artigo 6º - A disciplina de Projetos Experimentais I consiste na elaboração de um projeto em todas as suas etapas, conforme modelo em anexo. A execução dos aspectos estabelecidos no projeto se dará na disciplina de Projetos Experimentais II. Artigo 7º - A disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I compreende etapas sucessivas com encontros semanais de orientação, definidos no começo do semestre, com o controle da frequência e acompanhamento do trabalho pelo professor-orientador e pelo professor da disciplina. A disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II compreende etapas sucessivas com encontros semanais de orientação, definidos no começo do semestre, com o controle da frequência e acompanhamento do trabalho pelo professor-orientador. Artigo 8º - A orientação caberá a um professor-orientador sugerido pelo grupo de alunos e designado pela Coordenação do curso. Artigo 9º - O projeto deverá ser apresentado a uma banca examinadora para qualificação, na data definida no plano de ensino da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I. Os resultados finais e o artigo, desenvolvidos durante a disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II, deverão ser apresentados a uma banca examinadora, em data definida pelo LAPEC. CAPÍTULO III DAS COMPETÊNCIAS Artigo 10º - Compete à coordenação do Curso de Publicidade e Propaganda: a) Designar os professores orientadores, no início de cada semestre letivo, para atuarem no processo de elaboração, execução, acompanhamento e avaliação Projetos Experimentais.

2 2 Artigo 11º - Compete ao Laboratório de Pesquisa em Comunicação (LAPEC): a) Marcar dia, hora e local da apresentação dos Projetos Experimentais I e II, para bancas examinadoras, em acordo com sugestões indicadas pelo professor orientador e grupo de alunos, observando o calendário letivo da Instituição e as atividades do curso; b) Reservar espaço físico e infra-estrutura para o atendimento das necessidades das apresentações; c) Deliberar, em primeira instância, sobre as decisões e medidas necessárias ao efetivo cumprimento destas normas e do processo de desenvolvimento dos Projetos Experimentais; d) Solicitar à coordenação do curso decisões administrativas necessárias ao desenvolvimento do processo de realização dos Projetos Experimentais; e) Sugerir normas ou instruções destinadas ao aprimoramento do processo dos Projetos Experimentais. f) Formar as bancas de avaliação de acordo com as indicações. Parágrafo Único: todos os professores lotados no curso podem orientar Projetos Experimentais nas suas respectivas áreas de domínio do conhecimento. Artigo 12º - Compete ao professor Orientador: a) Acompanhar e orientar o processo de elaboração e execução dos Projetos Experimentais. b) Controlar, em formulário específico, a freqüência dos alunos, assim como as orientações, o qual deverá ser entregue ao professor da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II, ao final do semestre. c) Entregar as atas de defesa (em anexo) para o professor das disciplinas de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II. d) Avaliar o desempenho do aluno nas disciplinas de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II. e) Entregar, para o Professor da Disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I a nota do primeiro bimestre, assim que o mesmo for encerrado para que seja publicada no site. E a nota de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II para o LAPEC, na mesma época. f) Sugerir, juntamente com a equipe de alunos, os membros da banca examinadora, trinta dias antes da qualificação e da defesa. g) Assinar APTO na capa do trabalho de seus orientandos quando concordar com a entrega do trabalho ou CIENTE; neste caso, o orientador passa ser um avaliador na banca. Artigo 13º - Compete ao professor da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I: a) Preencher o diário de classe. b) Acompanhar os alunos durante as etapas da elaboração do projeto. c) Desenvolver seminários durante os quais os alunos deverão apresentar, em aula, as evoluções de seu projeto. d) Propor discussões que auxiliem na definição dos projetos, objetivos e metodologia. e) Avaliar o desempenho do aluno na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e emitir uma nota para o primeiro bimestre e para o segundo bimestre. Artigo 14º - Compete às equipes de alunos: a) Sugerir ao professor da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I, no primeiro dia de aula da disciplina, três nomes de professores orientadores, para deliberação do corpo docente. b) Frequentar as aulas da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e os encontros semanais com o professor orientador. d) Cumprir calendário divulgado pela coordenação do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e seus respectivos professores orientadores, para entrega e defesa do projeto em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e do artigo e produto em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II. e) Elaborar seus projetos obedecendo às normas e instruções deste regulamento. f) Entregar o trabalho de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I, em três vias (impresso), para o professor da disciplina em data estabelecida no plano de ensino. Na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II, os alunos devem registrar a entrega dos trabalhos finais no LAPEC e, a seguir, entregar uma cópia para cada membro da banca examinadora (3). O comprovante de recebimento de cópia do trabalho, assinado pelos membros da banca, deverá ser devolvido ao LAPEC em três dias úteis a contar da data de entrega do trabalho a este

3 3 Laboratório. g) Os alunos de Projetos I devem assistir e documentar em formulário indicado a no mínimo 3 bancas de defesas de Projetos Experimentais II do semestre corrente, e entregar para a professora da disciplina. h) Comparecer em dia, hora e local, determinados para defesa de qualificação e defesa final, perante banca examinadora. i) Realizar as alterações sugeridas pelas bancas e entregar para o LAPEC duas cópias do trabalho final: 1 impressa e 1 em CD, no prazo estabelecido pelo LAPEC. CAPÍTULO IV DAS BANCAS EXAMINADORAS E AVALIAÇÃO Artigo 15º - Os componentes das bancas de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II serão indicados pelo professor orientador em conjunto com os alunos orientandos, em data estipulada no plano da disciplina de Projetos Experimentais Publicidade e Propaganda I e pelo LAPEC, em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II. Artigo 16º - A banca de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I será composta por quatro professores do Curso de Publicidade e Propaganda da UNIFRA, sendo um presidente, dois membros efetivos e um suplente. Artigo 17º - A banca examinadora de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II será composta pelo professor orientador, que presidirá a banca, e mais três membros, dois efetivos e um suplente. Apenas um dos componentes da banca poderá ser externo à Instituição, desde que sem ônus para a mesma. Artigo 18º - Os membros das bancas examinadoras deverão receber dos acadêmicos, as cópias dos trabalhos, com o prazo de dez dias antes da apresentação, para realizarem a leitura do trabalho que irão avaliar. Artigo 19º - As bancas examinadoras somente executarão seus trabalhos com a presença de três de seus membros. Parágrafo único: Não comparecendo algum dos membros designados para as bancas examinadoras de qualificação e de defesa, o fato será comunicado por escrito ao LAPEC, para definição de nova data de defesa, observando o calendário letivo. Artigo 20º - O trabalho escrito resultante da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I é um projeto que deverá ter no mínimo 15 e no máximo 20 páginas. O trabalho resultante da disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II é um artigo (normas anexo) e os produtos resultantes do experimento. 1º - As páginas dos projetos I são contadas da folha de rosto até a última página das considerações finais. 2º - Os artigos devem ter de 10 a 20 páginas, incluídas as referências bibliográficas. 3º - Trabalhos que não observarem o número mínimo e máximo de páginas (dentro das normas) não serão recebidos e, neste caso, a nota do segundo bimestre será zerada. 4º - Todos os trabalhos resultantes das disciplinas deverão ser entregues em três vias, devidamente identificados. 5º - Para a entrega do material produzido em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II, a equipe deverá encaminhar ao LAPEC cada cópia de acordo com as especificações abaixo: a) Peças audiovisuais: entrega em DVD. b) Peças em áudio: entrega em CD. c) Peças impressas: entrega de uma cópia do material impresso. d) Em caso de mídia alternativa, entregar imagens que comprovem a veiculação ou a construção do protótipo. e) O artigo deverá ser entregue impresso. Artigo 21º - Após a entrega dos trabalhos resultantes das disciplinas Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II, o Laboratório de Pesquisa em Comunicação (LAPEC) divulgará, publicamente, a composição das bancas examinadoras, as datas e os locais das qualificações e defesas.

4 4 1º - Quando o projeto para qualificação, na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I, ou artigo e seus produtos, na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II, não forem entregues no prazo estabelecido neste regulamento, caberá às equipes, por meio do protocolo da Instituição, encaminhar uma justificativa para análise do colegiado juntamente com o professor-orientador. Este procedimento não poderá exceder 48 horas a contar da data definida para entrega. 2º - Caso a justificativa seja válida e com o assentimento do professor-orientador, o colegiado poderá considerar a possibilidade de permitir que a defesa aconteça. Artigo 22º - Para a qualificação, na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I, a equipe disporá de, no máximo, dez minutos para a exposição do projeto. A exposição deverá ser realizada por apenas um aluno. Cada membro da banca disporá de até cinco minutos para argüição. Na defesa do artigo e seus produtos, na disciplina de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II, a equipe disporá de, no máximo, vinte minutos para apresentação oral de seu trabalho. A exposição deverá ser realizada por apenas um aluno. Cada membro da banca disporá de até dez minutos para fazer sua arguição e comentários. A equipe poderá usar mais dez minutos, após a arguição de todos os membros da banca, para responder questões não esclarecidas. Parágrafo único O aluno que estiver ausente em qualquer banca sofrerá descontos em sua nota individual e de apresentação, de acordo com os critérios de avaliação estabelecidos neste regulamento. Artigo 23º - As notas das disciplinas de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II consistem em: Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I a) Nota do 1 o e nota do 2 o bimestre: avaliação sob responsabilidade do professor da disciplina e do professor orientador, seguindo normas da Instituição, a partir de atividades pedagógicas como seminários coletivos, desempenho do aluno durante o desenvolvimento da disciplina e das orientações. A nota do primeiro bimestre será composta por uma média aritmética entre a nota do professor orientador e a nota do professor da disciplina. O mesmo ocorrerá para o segundo bimestre. b) As bancas de qualificação emitirão um parecer e uma nota que servirá somente como sugestão ao professor orientador. c) As notas finais serão divulgadas apenas após a entrega definitiva dos projetos. Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II a) Nota do 1º bimestre: nota do professor orientador acerca do processo do desenvolvimento do trabalho. b) Nota do 2º bimestre: será emitida pelos outros dois membros da banca de defesa mais a nota do professor orientador. As três notas serão somadas e divididas por 3. c) As notas finais serão divulgadas apenas após a entrega definitiva dos projetos. Parágrafo único O aluno que atingir média aritmética mínima de 7.0 nas disciplinas de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II será considerado aprovado. Artigo 24º - Os critérios de avaliação seguirão as seguintes definições. a) Critérios de avaliação do orientador em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II: Critérios Desenvolvimento do processo 4,0 Participação individual e freqüência nos encontros com o Orientador 3,0 Resultado final do trabalho. 3,0 Nota b) Critérios de avaliação dos membros da banca examinadora de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I (apenas recomendações) e de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II.

5 5 Critérios Diagnóstico: verificar se na realização do trabalho o aluno fez um diagnóstico do lugar, espaço ou contexto no qual está inserido o produto desenvolvido. Para isso, deve demonstrar que realizou uma investigação cuidadosa dos fatos para determinar a natureza, a especificidade e as características de sua produção. Planejamento: avaliar se o trabalho foi desenvolvido a partir de um planejamento criterioso de todas as etapas do projeto. Espera-se que o aluno seja capaz de estabelecer planejamento em consonância com o diagnóstico realizado. Cumprimento de metas e objetivos: observar se os objetivos e metas inicialmente propostos por ocasião do pré-projeto foram alcançados; analisar criticamente os fatores que dificultaram e/ou facilitaram o desenvolvimento do trabalho. Estratégias operacionais: analisar a capacidade do aluno de desenvolver um produto utilizando com rigor métodos e procedimentos pertinentes e eficazes. Qualidade do produto: avaliar com rigor a qualidade técnica, artística e de conteúdo do trabalho prático ou produto em comunicação. Relevância do produto, e ainda Originalidade: verificar se o trabalho tem caráter próprio; se é singular, ímpar, inovador e não procura imitar outros congêneres. Apresentação oral e material do trabalho: Segurança e objetividade na exposição dos propósitos do trabalho na apresentação do produto final e nas respostas aos questionamentos da banca. Correção gramatical do texto. Nota 2,5 2,5 Artigo 25º - Quanto às reformulações nos projetos experimentais: a) A banca examinadora, por maioria, após a defesa oral, pode sugerir à equipe que reformule aspectos do seu Projeto Experimental. A equipe de alunos deverá entregar o projeto ou o artigo e produto final alterados ao LAPEC, até sete dias corridos após a data da defesa. O LAPEC encaminhará o material entregue para o professor-orientador, que realizará a conferência das alterações propostas, inexistindo nova defesa oral. b) Em caso de a banca atribuir nota inferior a 7,0, após a defesa oral, esta exigirá que a equipe reformule aspectos do seu Projeto Experimental, caracterizando exame. A equipe de alunos deverá entregar o projeto ou o artigo e produto final alterados ao LAPEC, até o último dia do período de exames definido no calendário acadêmico do semestre vigente. Neste caso, o LAPEC encaminhará o material entregue à banca, que realizará nova avaliação, sem a necessidade de defesa oral. 1º - Em caso de reprovação e se o aluno for formando, aplica-se o previsto no item 7 da resolução 16/02 de 23/12/02 do Conselho Universitário da UNIFRA, relativo a prova substitutiva. 2º - Os exames serão realizados de forma individual. Se apenas um aluno ficar em exame, escreverá artigo com o tema do projeto. Se todos reprovarem o projeto terá que ser refeito, incluir nova prática experimental e terá nova apresentação diante de banca. Parágrafo único O professor orientador e a banca podem propor outra opção para o exame, se for o caso. Artigo 26º - Após defesa oral e possíveis alterações sugeridas pela banca, a equipe deverá entregar uma cópia de acordo com as especificações definidas no artigo 18º deste regulamento, acrescentando-se uma cópia digital em CD das peças impressas e do artigo. Artigo 27 o Mudança de Orientador: a substituição de orientador somente poderá ocorrer desde que solicitada pelo grupo de alunos e aprovada pela coordenação do Laboratório de Pesquisa em Comunicação e coordenação do Curso de Publicidade e Propaganda, por meio de requerimento fundamentado. Artigo 28º - Casos omissos serão resolvidos pelo colegiado.

6 6 ANEXO 1 FORMULÁRIO DE SUGESTÃO DE ORIENTAÇÃO Integrantes do grupo Matrícula Telefone Tema: Os alunos acima relacionados, considerando o tema para o projeto a ser desenvolvido na disciplina de Projetos Experimentais I, sugerem os seguintes orientadores: Orientador 1: Justificativa: Orientador 2: Orientador 3: Recebido em: / / Assinatura dos Acadêmicos: Coordenação de Projetos Experimentais

7 7 ANEXO 2 DECLARAÇÃO DE ACEITE DE ORIENTANDO DE PROJETO EXPERIMENTAL Declaro estar de acordo com a orientação do Projeto Experimental do aluno, do curso de COMUNICAÇÃO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA, cujo título provisório é, com início previsto para MÊS/ANO e término previsto para MÊS/ANO. Santa Maria, de de 201. _ Professor Orientador

8 8 ANEXO 3 TERMO DE AUTORIZAÇÃO DE USO DE IMAGEM E VOZ Eu, portador da Carteira de Identidade n _ e do CPF n, residente à Rua, n, na cidade de, autorizo o uso de minha imagem e voz pelo CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO, durante o período de, na peça/trabalho/vídeo. A presente autorização é concedida a título gratuito, abrangendo o uso da imagem e voz acima mencionadas em todo território nacional e no exterior, em trabalhos a serem produzidos na disciplina de PROJETOS EXPERIMENTAIS II, do Curso de Publicidade e Propaganda, do CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO. Por esta ser a expressão de minha vontade, declaro que autorizo o uso acima descrito sem que nada haja a ser reclamado a título de direitos e assino a presente autorização em 02 (duas) vias de igual teor e forma. Santa Maria, de de 201. Cedente

9 9 ANEXO 4 TERMO DE COMPROMISSO Ao Laboratório de Pesquisa em Comunicação LAPEC, Profª. Ms. Taís Steffenello Ghisleni A Empresa vem por meio desta, autorizar a equipe formada pelos alunos a desenvolver seu trabalho experimental. A empresa se compromete a fornecer as informações necessárias ao desenvolvimento do trabalho. Por meio deste, a equipe de alunos também fica comprometida em utilizar as informações fornecidas com ética e sigilo. Santa Maria, de de 201. Assinatura dos Acadêmicos Assinatura do representante da Empresa nome do representante

10 10 ANEXO 6 REGISTRO DE ORIENTAÇÕES EM PROJETOS EXPERIMENTAIS Título do Projeto: Orientador: Orientandos: Data: / / Resumo do encontro: Orientações para o próximo encontro: Cientes: Orientador Aluno aluno aluno aluno Data: / / Resumo do encontro: Orientações para o próximo encontro: Cientes: Orientador Aluno aluno aluno aluno

11 11 ANEXO FORMULÁRIO DE INDICAÇÃO DE BANCA E SOLICITAÇÃO DE AUDIOVISUAL Integrantes do grupo Matrícula Contato Tema: Os alunos acima relacionados, em acordo com seu orientador, considerando o tema para o trabalho a ser desenvolvido na disciplina de Projetos Experimentais, sugerem a seguinte composição de banca: Orientador 1: Banca 1: Banca 2: Suplente: Solicitação de equipamentos: ( ) Datashow ( ) TV/Vídeo/DVD ( ) Caixa de som ( ) Outro ( ) Computador com leitor de DVD. Assinatura dos Acadêmicos : Assinatura do professor orientador nome do orientador Recebido em: / /

12 12 ANEXO 8 ROTEIRO PARA ENTREGA DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS I A formatação do trabalho deve seguir o roteiro de orientações para a elaboração e apresentação de projetos de pesquisa, monografias e dissertações, disponível na página da UNIFRA, e deve conter os elementos abaixo descritos. PROJETOS I Capa deve conter os seguintes itens: nome dos alunos; título do trabalho; universidade; cidade e ano. Folha de rosto deve conter: nome dos alunos; título do trabalho; texto detalhado sobre o caráter do projeto com nome e titulação do orientador; universidade; cidade e ano. SUMÁRIO índice do relatório Resumo: resumo do tema e do objeto do projeto em no máximo 10 linhas. Palavras-Chave: acompanhando o resumo, o aluno deve incluir até 5 palavras-chave. APRESENTAÇÃO 1 APRESENTAÇÃO/DIAGNÓSTICO Usar modelo de briefing do SAMPAIO disponível em: <http://www.portaldapropaganda.com/comunicacao/downloads> Introdução: o tema, principais idéias, o enfoque escolhido e a descrição do produto. Problema da Pesquisa: quais as questões que surgem a partir de uma inquietação intelectual. Objetivos: qual a finalidade do produto Justificativa: a relevância da pesquisa, qual a sua contribuição para os estudos de Comunicação já existentes. 2 REFERENCIAL TEÓRICO a contextualização do problema. O conjunto de teorias e os principais autores que discutiram o tema. As vertentes teóricas nas quais o projeto se enquadra (no mínimo de seis laudas). 3 METODOLOGIA/OPERACIONALIZAÇÃO deve conter descrição detalhada de métodos e técnicas utilizados pelo grupo para a execução do trabalho. 4 CRONOGRAMA REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

13 13 ANEXO 9 ROTEIRO PARA ENTREGA DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS II Os alunos devem apresentar para a banca as processualidades do experimento desenvolvido e as peças que foram criadas/executadas, se for o caso. O texto deve ser entregue em forma de ARTIGO, conforme normas a seguir: NORMAS PARA ENTREGA DE ARTIGOS RESULTANTES DE PROJETOS EXPERIMENTAIS II Serão respeitadas as seguintes instruções (normas) para redação do texto: 1. Os trabalhos serão escritos em língua portuguesa e sugere-se que a redação seja feita no impessoal. 2. Pede-se que o texto seja digitado em MSWord, versão 6.0 ou superior e, obrigatoriamente, salvo em extensão.doc. O tipo de fonte é Times New Roman, tamanho 10, espaçamento simples e margens todas iguais a 2,0 cm. 3. O trabalho é identificado pelo seu título, digitado em tamanho da fonte 12, em maiúsculas e em negrito. A identificação do(s) autor(es) será feita no início do trabalho, logo após o seu título, com os nomes dos autores separados por vírgulas, tamanho de fonte igual a 11 e em negrito. Os créditos acadêmicos devem constar em nota de rodapé após os nomes dos autores, acompanhados de um endereço eletrônico. 4. Os resumos não devem exceder 160 palavras e incluirão de 3 a 5 palavras-chave. Os resumos constarão de um parágrafo e terão a sequência adotada no texto, ou seja, haverá introdução, desenvolvimento, resultados e conclusões. 5. O artigo deve ter entre 10 e 20 páginas, incluídas as referências bibliográficas. 6. A bibliografia deve se restringir às obras citadas no texto do trabalho e seguirá as normas da ABNT. 7. Os conceitos e afirmações contidos nos artigos são de inteira responsabilidade dos autores, assim como as imagens inseridas nos artigos. 8. No caso de fotografias ou imagens de pessoas, os autores devem anexar ao trabalho uma autorização para a liberação de imagem. 9. Ao entregar seu texto para publicação, o autor estará, automaticamente, cedendo os seus direitos para a publicação. 10. Os casos omissos serão resolvidos pelo LAPEC e Coordenação do Curso.

14 14 ANEXO 10 Grupo: Orientador: Demais membros da banca: ATA DE DEFESA Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I Nota do 1 o e nota do 2 o bimestre: avaliação sob responsabilidade do professor da disciplina e do professor orientador. Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II Nota do 1º bimestre: nota do professor orientador acerca do processo do desenvolvimento do trabalho. Nota do 2º bimestre: será emitida pelos outros dois membros da banca de defesa mais a nota do professor orientador. As três notas serão somadas e divididas por 3. Critérios de avaliação do orientador em Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I e II: Critérios Nota Desenvolvimento do processo 4,0 Participação individual e freqüência nos encontros com o Orientador 3,0 Resultado final do trabalho. 3,0 b) Critérios de avaliação dos membros da banca examinadora de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda I (apenas recomendações) e de Projetos Experimentais em Publicidade e Propaganda II. Critérios Diagnóstico: verificar se na realização do trabalho o aluno fez um diagnóstico do lugar, espaço ou contexto no qual está inserido o produto desenvolvido. Para isso, deve demonstrar que realizou uma investigação cuidadosa dos fatos para determinar a natureza, a especificidade e as características de sua produção. Planejamento: avaliar se o trabalho foi desenvolvido a partir de um planejamento criterioso de todas as etapas do projeto. Espera-se que o aluno seja capaz de estabelecer planejamento em consonância com o diagnóstico realizado. Cumprimento de metas e objetivos: observar se os objetivos e metas inicialmente propostos por ocasião do pré-projeto foram alcançados; analisar criticamente os fatores que dificultaram e/ou facilitaram o desenvolvimento do trabalho. Estratégias operacionais: analisar a capacidade do aluno de desenvolver um produto utilizando com rigor métodos e procedimentos pertinentes e eficazes. Qualidade do produto: avaliar com rigor a qualidade técnica, artística e de conteúdo do trabalho prático ou produto em comunicação. Relevância do produto e Originalidade: verificar se o trabalho tem caráter próprio; se é singular, ímpar, inovador e não procura imitar outros congêneres. Apresentação oral e material do trabalho: Segurança e objetividade na exposição dos propósitos do trabalho na apresentação do produto final e nas respostas aos questionamentos da banca. Correção gramatical do texto. Nota 2,5 2,5 Nota do orientador = Nota do Avaliador 1 = Nota do Avaliador 2 = Santa Maria, de de 201. Avaliador 1 Avaliador 2 Orientador

15 15 ANEXO 11 FORMULÁRIO PARA COMPROVAÇÃO DE PRESENÇA EM BANCA 1. Aluno Contato Estive presente na banca cujos dados estão abaixo indicados: Aluno: Orientador: Banca: Título: Data: Resumo da defesa/qualificação (de 5 a 10 linhas) Data e assinatura

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA NORMAS ESPECÍFICAS DO TFG DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA Art. 1º - Este regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e avaliação do Trabalho Final de Graduação (TFG) do curso de

Leia mais

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia

Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia Regulamento de TCC do curso de Fisioterapia A atividade de trabalho de conclusão de curso é desenvolvida em área escolhida pelo aluno, sob a orientação professor (es) orientador(es). O aluno descreverá

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO/PUBLICIDADE E PROPAGANDA COORDENAÇÃO DE TCC

FACULDADE SETE DE SETEMBRO COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO/PUBLICIDADE E PROPAGANDA COORDENAÇÃO DE TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art.1º. Este regulamento disciplina o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Comunicação Social (Cursos de Jornalismo

Leia mais

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas de Avaré AVARÉ NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Considerações preliminares O Regulamento do Trabalho

Leia mais

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Caracterização A elaboração do Trabalho de Curso fundamenta-se nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA-FECRA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO LAURADAIANE REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CURSO: LETRAS INTRODUÇÃO FORMAS E REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES FUNDAÇÃO FUPAC GOVERNADOR VALADARES 2010 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO INTRODUÇÃO Todo aluno

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1. Das Disposições Preliminares Art. 1 o. Este Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC I e II

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC I e II CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC I e II Santa Maria, RS, Brasil 2015 Conforme Processo Nº 253/2015, aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

Instituto de Economia. Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais. Regulamento para Monografia

Instituto de Economia. Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais. Regulamento para Monografia CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento visa normatizar as atividades relacionadas a Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de Graduação - Bacharelado em Relações Internacionais

Leia mais

Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo normatizar o conjunto de atividades relacionadas com o Trabalho de Conclusão Curso (TCC);

Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo normatizar o conjunto de atividades relacionadas com o Trabalho de Conclusão Curso (TCC); Regulamenta o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), fixados no Projeto Pedagógico dos cursos de graduação da Faculdade Sequencial, e dá outras providências: O COLEGIADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DO PROJETO EXPERIMENTAL I e II DO CURSO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA nº 01/2011 Conselho Setorial / Colegiado do Curso

RESOLUÇÃO CONJUNTA nº 01/2011 Conselho Setorial / Colegiado do Curso UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FACULDADE DE DIREITO RESOLUÇÃO CONJUNTA nº 01/2011 Conselho Setorial / Colegiado do Curso Regulamenta a elaboração e a defesa de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. O Colegiado

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Faculdade Unida de Vitória I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Faculdade Unida de Vitória I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Faculdade Unida de Vitória I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1 º O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas com

Leia mais

FACULDADE DE ROSEIRA FARO

FACULDADE DE ROSEIRA FARO REGULAMENTO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO 2009 FACULDADE DE ROSEIRA DIRETOR GERAL PROF. DR. JORGE PASIN DE OLIVEIRA DIRETOR ACADÊMICO PROF. DR. FRANCISLENE HASMANN ELABORAÇÃO PROF. DR. FRANCISLENE

Leia mais

Art. 2º - Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. Professora Sandra Denise Kruger Alves Chefe do DEC

Art. 2º - Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. Professora Sandra Denise Kruger Alves Chefe do DEC RESOLUÇÃO DEC No 01/2013 Fixa normas para Elaboração e Apresentação dos Trabalhos de Conclusão do Curso de Graduação em Engenharia Civil. A Chefia do Departamento do Curso de Engenharia Civil, no uso de

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA CÉSAR LATTES Rua Marco Aurélio Gatti, nº 59 Vila Santa

FACULDADE DE TECNOLOGIA CÉSAR LATTES Rua Marco Aurélio Gatti, nº 59 Vila Santa Terezinha, Itu/SP FACULDADE DE TECNOLOGIA CÉSAR LATTES Rua Marco Aurélio Gatti, nº 59 Vila Santa Terezinha, Itu/SP FACULDADE DE TECNOLOGIA CÉSAR LATTES Rua Marco Aurélio Gatti, nº 59 Vila Santa Manual

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA Art. 1. Este Regulamento normatiza as atividades relacionadas com o Trabalho de Conclusão de Curso do Curso

Leia mais

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC 1) INTRODUÇÃO A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, define o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC como: Documento que representa o resultado

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. Este regulamento disciplina o Trabalho de Curso de graduação

Leia mais

Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010

Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010 Catalão / GO, 04 de novembro de 2010. Resolução CONSUP FACULDADE CESUC 002/2010 Estabelece normas para a realização do Trabalho de Curso (TCC) obrigatório nos cursos de graduação da Faculdade de Ensino

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE ASCES

ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE ASCES DISPOSIÇÕES GERAIS ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE ASCES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MONOGRAFIA Art. 1º. Este regulamento define os procedimentos referentes à elaboração,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) São Carlos 2012 SUMÁRIO Capitulo I Da definição e objetivos... 03 Capítulo II Da

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º- O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PRÓ-REITORIA DE ENSINO NORMATIVA INTERNA PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Aracaju/SE 2011 CAPÍTULO I Das finalidades e dos Objetivos Art. 1º - As Normas de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FAG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade normatizar

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram publicados na edição do Diário Oficial do Estado de 26 de

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011.

RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011. RESOLUÇÃO CEPEX Nº 014/2011 Teresina, 13 de maio de 2011. Revoga a Resolução CEPEX 003/2010 e aprova o Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação da Universidade Estadual do Piauí

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE EVANGÉLICA DE GOIANÉSIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1. Respaldado pelo disposto nos termos do parágrafo único do Artigo 77 do Regimento

Leia mais

FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA

FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC O Trabalho de Conclusão de Curso está estruturado sob a forma de elaboração de um artigo científico, sendo este resultado de um trabalho integrado entre as disciplinas

Leia mais

FACULDADE DO GUARUJÁ

FACULDADE DO GUARUJÁ FACULDADE DO GUARUJÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 01/2011 REGULAMENTO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS GERAIS Artigo 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso TCC constitui-se em pré-requisito para

Leia mais

REGULAMENTO DE TCC - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DE TCC - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DE TCC - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Título I DA CONSTITUIÇÃO, FINALIDADE E OBJETIVO Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso constitui-se em disciplina constante das últimas séries do

Leia mais

ASSOCIAÇÃO LENÇOENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA - ALEC FACULDADE ORÍGENES LESSA FACOL ISEOL - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ORÍGENES LESSA

ASSOCIAÇÃO LENÇOENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA - ALEC FACULDADE ORÍGENES LESSA FACOL ISEOL - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ORÍGENES LESSA ASSOCIAÇÃO LENÇOENSE DE EDUCAÇÃO E CULTURA - ALEC FACULDADE ORÍGENES LESSA FACOL ISEOL - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO ORÍGENES LESSA PORTARIA Nº 17/ 2013 Usando as atribuições que lhe confere o regimento

Leia mais

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso Das Disposições Preliminares Art. 1. Respaldado pelo disposto nos termos do parágrafo terceiro do Artigo 65 do Regimento Unificado da Associação Educativa Evangélica

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DA FEAFLOR- FACULDADE DE EDUCAÇÃO - ALTA FLORESTA Alta Floresta/2010 1 SUMÁRIO 1 DA CONCEPÇÃO DO TC 3 2 DA COORDENAÇÃO 4 3 DO PROJETO DO TCC 4 4

Leia mais

APRESENTAÇÃO MANUAL E REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO AINDA SUJEITO À APROVAÇÃO DO CONSEPE.

APRESENTAÇÃO MANUAL E REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO AINDA SUJEITO À APROVAÇÃO DO CONSEPE. APRESENTAÇÃO MANUAL E REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO AINDA SUJEITO À APROVAÇÃO DO CONSEPE. A UNISA UNIVERSIDADE CIDADE DE SANTO AMARO, a fim de propiciar aos acadêmicos de Direito os meios

Leia mais

Regulamento específico Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) CAPÍTULO I

Regulamento específico Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) CAPÍTULO I Regulamento específico Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º O presente regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e julgamento de monografia,

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DA

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DA REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE TRÊS PONTAS FATEPS O presente regulamento, aprovado pela resolução CONSUP 06/2014, estabelece as normas atinentes ao cumprimento do Trabalho

Leia mais

Parágrafo Único Nos casos de matrícula por disciplina, o TC só será apresentado no ciclo de conclusão do Curso.

Parágrafo Único Nos casos de matrícula por disciplina, o TC só será apresentado no ciclo de conclusão do Curso. 1 Estabelece procedimentos para a realização do Trabalho de Conclusão TC II, no âmbito da graduação, bacharelados e licenciaturas, para fins de conclusão de curso, nos termos regimentais. Art. 1º. Os alunos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento estabelece as regras e os procedimentos para

Leia mais

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA.

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA COORDENAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE ALTA FLORESTA - FAF Alta Floresta/2011 1 SUMÁRIO 1 DA CONCEPÇÃO DO TC... 3 2 DA COORDENAÇÃO... 4 3 DO PROJETO DO TCC...

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA A Monografia Final consiste em pesquisa individual orientada, em qualquer área do conhecimento no âmbito do Curso de Graduação, constituindo atividade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 04, DE 09 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 04, DE 09 DE JUNHO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 04, DE 09 DE JUNHO DE 2015 Institui regulamento referente ao Trabalho de Conclusão de Curso para o curso de Medicina do Instituto Metropolitano de Ensino Superior. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC

Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Regulamento Geral do Trabalho de Conclusão do Curso de Graduação em Ciência Política Bacharelado TCC Estabelece normas para a realização do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Graduação em

Leia mais

REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA

REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA REGULAMENTO DO TCC - PROJETO EXPERIMENTAL OU MONOGRÁFICO DOS CURSOS DE BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO E PUBLICIDADE E PROPAGANDA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento disciplina

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Resolução 012/2010 da Pró-Reitoria de Graduação CAPÍTULO I - DO CONCEITO Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Patrocínio,Outubro de 2013 SUMÁRIO Título I - Disposições Preliminares... 02 Título II - Da Caracterização... 02

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA. Capítulo I Da Origem e Finalidade

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA. Capítulo I Da Origem e Finalidade REGULAMENTO DA MONOGRAFIA Capítulo I Da Origem e Finalidade Art. 1º. A monografia é exigida nos cursos de pós-graduação lato sensu, conforme resolução nº 1 de 3 de abril de 2001 do CNE/CES (Conselho Nacional

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA Capítulo I Definições e Finalidade Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Leia mais

Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso

Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso 1 Centro Universitário de Araraquara UNIARA Departamento de Ciências da Administração e Tecnologia Curso de Engenharia de Computação Regulamento dos Trabalhos de Conclusão de Curso Capítulo I Das disposições

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 03/2014

RESOLUÇÃO N. 03/2014 RESOLUÇÃO N. 03/2014 Regulamenta os Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação e de Pós-Graduação da Faculdade Palotina O DIRETOR GERAL da Faculdade Palotina, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Petrolina PE Julho de 2015 1 Capítulo I Da natureza do TCC Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um componente obrigatório

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FACULDADE DE EDUCAÇÃO NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CURSO DE PEDAGOGIA, LICENCIATURA EM FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA CRIANÇAS, JOVENS E ADULTOS E BACHARELADO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE UNIRV FACULDADE DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DA DISCIPLINA PESQUISA CIENTÍFICA E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I E II

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE UNIRV FACULDADE DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DA DISCIPLINA PESQUISA CIENTÍFICA E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I E II UNIVERSIDADE DE RIO VERDE UNIRV FACULDADE DE FISIOTERAPIA REGULAMENTO DA DISCIPLINA PESQUISA CIENTÍFICA E TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I E II CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. RESOLVE: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO MARANHÃO CONSELHO DIRETOR RESOLUÇÃO Nº 22/2005, de 30 de junho de 2005. Aprova as Normas Regulamentadoras da operacionalização da Monografia

Leia mais

PRODUÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIREITO

PRODUÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIREITO PRODUÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIREITO Dispõe sobre a forma de operacionalização do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Direito. CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito ATO DE DELIBERAÇÃO Nº 007/2009 1 PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO O Diretor da (FADIR) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), no uso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006

RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006 RESOLUÇÃO Nº 06/2006, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2006 Altera o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Direito, na forma do Anexo. O VICE-REITOR, NO EXERCÍCIO DA REITORIA DA UNIVERSIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC ENFERMAGEM Elaboração: Docente Ms. Taísa Guimarães de Souza 2012/1 Revisão: Docente Drº Rogério Alexandre Nunes dos Santos / Docente Esp. Robsom Inácio

Leia mais

Trabalho de Conclusão do Curso (TCC)

Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) CURSO DE ENFERMAGEM Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso ou Monografia constitui um instrumento que possibilita ao acadêmico a oportunidade de demonstrar o grau de habilidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM Mantido pela Fundação de Ensino Eurípides Soares Da Rocha

CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM Mantido pela Fundação de Ensino Eurípides Soares Da Rocha REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO Art. 1º - Este regulamento fixa as normas para o Trabalho de Curso (TC) do Curso de Graduação em Direito do Centro Universitário Eurípides de Marília

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009 RESOLUÇÃO Nº 03/2009, DE 5 DE JANEIRO DE 2009 Altera o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso - TCC do Curso de Economia, na forma do Anexo. O Reitor da Universidade Regional de Blumenau, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA I INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é relevante para a formação profissional do discente, tem a função

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA A DEFESA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM PROTEÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA UNIVERSIDADE DE ITAÚNA

PROCEDIMENTO PARA A DEFESA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM PROTEÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA UNIVERSIDADE DE ITAÚNA PROCEDIMENTO PARA A DEFESA DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO EM PROTEÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA UNIVERSIDADE DE ITAÚNA O Coordenador do Curso de Mestrado da Universidade de Itaúna (UIT), Professor Dr. Gregório

Leia mais

Regulamento da Monografia do Curso de Graduação em Direito

Regulamento da Monografia do Curso de Graduação em Direito Regulamento da Monografia do Curso de Graduação em Direito Regulamento que disciplina a Monografia para os alunos do Curso de Direito do Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL Unidade Universitária

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE 7 DE SETEMBRO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FORTALEZA - 2014 Diretor Geral Ednilton Gomes de Soárez Diretor Acadêmico Ednilo Gomes de

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC -

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC - Sociedade de Medicina Veterinária da Bahia União Metropolitana para o Desenvolvimento da Educação e Cultura CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC - Lauro de Freitas Bahia Brasil

Leia mais

F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A

F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A F A C U L D A D E N A Z A R E N A D O B R A S I L REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO B A C H A R E L A D O E M T E O L O G I A 2 CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA. I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA. I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA. I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade normatizar

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DA MONOGRAFIA DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu DA FIC Cassilândia - 2010 APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES

CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO (TCC) CAPÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC é um componente obrigatório dos cursos de Graduação

Leia mais

Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP

Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP Sociedade Educacional da Paraíba - SEDUP Faculdades de Ensino Supeior da Paraíba - FESP REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO TCC CURSO DE DIREITO DA FESP FACULDADES Ultima versão 21/08/2012 CAPÍTULO

Leia mais

RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO:

RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO: RESOLUÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESOLUÇÃO N o 002/2014-FACIN, DE 08 DE OUTUBRO DE 2014 Estabelece os procedimentos e normas quanto aos requisitos necessários

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 204 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 204 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 204 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Normatização nº 01/2010 - CCEF ESTABELECE NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC - DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Curso de Ciências Contábeis REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Boa Vista, agosto de 2013. SUMÁRIO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 TÍTULO II DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO...

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA E BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DOS CURSOS DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA E BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP CENTRO DESPORTIVO DA UFOP - CEDUFOP LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA COMISSÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Regulamentação para Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Reginaldo de Carvalho

Leia mais

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA REGULAMENTO DE MONOGRAFIA Lavras - 2010 Regulamento de Monografia CAPÍTULO I DA ORIGEM E FINALIDADE Art. 1º - Este regulamento disciplina a apresentação, depósito e a avaliação da Monografia de conclusão

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO GERAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO GERAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO GERAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA CONCEITUAÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Design de Moda FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE APRESENTAÇÃO O presente Regulamento de Projeto de Graduação, em forma de TCC - Trabalho de

Leia mais

FACULDADE PRUDENTE DE MORAES BACHARELADO EM JORNALISMO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL

FACULDADE PRUDENTE DE MORAES BACHARELADO EM JORNALISMO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL 1 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL ITU/SP 2013 2 CAPÍTULO I Do Conceito Artito 1

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) ARARUAMA / RIO DE JANEIRO AGOSTO / 2013 Diretor Geral: Prof. Rogério Leopoldo Rocha Diretor Acadêmico:

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Faculdade de Tecnologia de Americana Curso Superior de Tecnologia em Logística REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Americana, SP 2015 SUMÁRIO 1 SOBRE O TRABALHO

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CÂMPUS CERES NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Página 1 de 10 REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DO OURINHOS SP 2009/2 Página 2 de 10 1 INTRODUÇÃO A necessidade de se elaborar e apresentar um trabalho de caráter científico no final do curso faz parte do

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO PARA A ORIENTAÇÃO, ELABORAÇÃO, QUALIFICAÇÃO, APRESENTAÇÃO E AVALIAÇÃO DO TRABALHO DE CURSO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE LUZIÂNIA-GO A UEG Universidade Estadual de Goiás - Unidade

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ. Campus Paranaguá. Credenciada pelo Decreto nº 9538, de 05/12/2013 D.O.E. 05/12/2013

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ. Campus Paranaguá. Credenciada pelo Decreto nº 9538, de 05/12/2013 D.O.E. 05/12/2013 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS 2015. PARTE I DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Art. 1º. O Trabalho de Conclusão de Curso TCC será desenvolvido

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Cruzeiro-SP 2011 2 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE ESCOLA SUPERIOR DE AVIAÇÃO CIVIL COORDENAÇÃO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO (MONOGRAFIA) TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regulamento normatiza as atividades relativas ao Trabalho de Curso do currículo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre RESOLUÇÃO Nº 013, DE 13 DE NOVEMBRO

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 - O presente regulamento tem por finalidade estatuir a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), do Curso

Leia mais

FIBRA Faculdade do Instituto Brasil Instituto Brasil de Ciência & Tecnologia Ltda

FIBRA Faculdade do Instituto Brasil Instituto Brasil de Ciência & Tecnologia Ltda REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente regulamento normatiza as atividades relacionadas à elaboração, apresentação e aprovação do

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE CAPITULO I INTRODUÇÃO Artigo 1 - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA

FACULDADE DE ENGENHARIA FACULDADE DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DA FACULDADE DE ENGENHARIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DOS CURSOS DA FACULDADE

Leia mais