Quando esta última crise internacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quando esta última crise internacional"

Transcrição

1 Capa O MERCADO IMOBILIÁRIO CORPORATIVO CONTRA A CRISE Quando esta última crise internacional começou a dar os ares da sua (des)graça, pouquíssimos especialistas puderam prever o destino que ela teria. O próprio jornal britânico The Guardian publicou uma lista que apontava alguns dos grandes nomes do cenário internacional, como Alan Greenspan, ex-presidente do FED americano, Gordon Brown, Primeiro-Ministro da Grã- Bretanha, Hank Greenberg, ex-presidente da seguradora AIG, que erraram categoricamente quanto à crise. Portanto, não é nosso objetivo descrever aqui seu início, nem como ela foi crescendo. Poucos assuntos têm aparecido com tanta freqüência nos jornais ao redor do mundo. Com razão. Desde a Grande Depressão de 1929 não se via uma crise desta proporção e com tanta repercussão internacional. Mas talvez a história agora seja um pouco mais complicada, principalmente para os EUA, epicentro dos acontecimentos. Grandes empresas e grandes bancos, que historicamente mantinham uma tradição de força e robustez, tombaram. A economia não vai bem. Por isso, o que esperar, então, para o futuro do mercado imobiliário corporativo? Sabe-se que o mercado corporativo, desde a construção até as negociações de novos contratos, reage de forma mais lenta aos acontecimentos econômicos, o chamado delay. Mas alguns fatores na economia podem acelerar essa interferência, gerando um círculo vicioso, como já se tem visto em algumas partes dos EUA e alguns países da Europa. Nos últimos meses, jornais americanos, como o New York Times, têm publicado artigos com um tom sombrio para o futuro do mercado imobiliário corporativo nos EUA, o que nos dá a sensação de que a situação ainda pode piorar. Veja no quadro abaixo os principais pontos deste círculo vicioso do mercado imobiliário americano comentados nesses artigos. Infelizmente para a economia mundial, as coisas só pioraram a partir do 4º trimestre de 2008, e antes o que era suspeita tornouse certeza começou com demissões em massa; montadoras de veículos, antes ícones Círculo vicioso do mercado imobiliário americano 1. Recessão econômica - A primeira conseqüência é a diminuição do consumo, principalmente de bens considerados não essenciais. Com menor consumo, as empresas produzem menos, e o que já está à venda fica parado nas lojas, trazendo para os fabricantes e revendedores o ônus do problema social. 2. Corte de pessoal Com a demanda de consumo diminuindo e as empresas vendendo menos, mas tendo que manter seus compromissos financeiros, surge a necessidade de corte de pessoal. Com menos pessoas nas empresas há uma regressão no tamanho do espaço usado, forçando negociações de rescisão de alguns contratos locatícios, quando não há inadimplência. 3. Retrocesso do mercado imobiliário - Com mais espaços disponíveis, a taxa de vacância sobe e os preços de aluguéis caem, prejudicando o pagamento de empréstimos, muitas vezes tomados pelos incorporadores para a construção dos edifícios. Surge a necessidade de renegociar dívidas; a situação dos bancos, que já é delicada, acaba piorando ainda mais. No Brasil este impacto é menor, pois o envolvimento dos Bancos no mercado imobiliário corporativo é proporcionalmente bem menor a maioria dos edifícios comerciais são desenvolvidos com participação Equity, ao invés de Debt. 4. Diminuição de investimentos - Sem condições de renegociar as dívidas, cresce a inadimplência e o mercado fica sem crédito, o que prejudica diretamente os futuros investimentos. 06

2 do sucesso americano, agora pedem ajuda ao governo para não fecharem. E de carona vem os grandes mercados da Europa e Ásia. Grandes esforços tem sido feitos por parte de vários governos mundiais para tentar cessar o círculo vicioso em que a economia mundial mergulhou, mas só o tempo dirá se efetivamente elas amenizarão ou mesmo solucionarão esses problemas. Felizmente para nós brasileiros a situação aqui, por enquanto, ainda é diferente. Nossa legislação difere da americana no que diz respeito ao modo como os bancos operam. No Brasil, comenta André Rosa da Jones Lang LaSalle, os grandes bancos são donos dos imóveis que ocupam, como é o caso do Itaú, com os Edifícios Itausa, no Jabaquara; o Bradesco, com a Cidade de Deus, em Osasco, ou mesmo o Banco Santander, com a Torre São Paulo, antigo prédio da Eletropaulo. Esse já não é o caso de vários bancos americanos, cujos imóveis ocupados pertencem a investidores e, com a oscilação da bolsa, a incerteza é um fator sempre presente. Por essa e outras razões, analistas de mercados internacionais têm apontado países como o Brasil como uma alternativa à crise. Apesar disso, o tom otimista assumido pelo governo aqui no Brasil passou a ser lentamente trocado por um mais sério e preocupado nesses últimos meses. O Brasil já começa a sentir os primeiros efeitos colaterais mais sérios. A desaceleração do mercado econômico, como um todo, já é uma realidade aqui também. Mas, enfim, como essa turbulência econômica está afetando efetivamente o mercado imobiliário corporativo no Brasil? Como estão reagindo os diferentes setores deste mercado? André Rosa - Diretor da Jones Lang LaSalle O efeito da crise sobre os bancos brasileiros será menor, já que muitos deles são donos dos imóveis que ocupam Comecemos com uma visão mais panorâmica. Com o grande crescimento dos últimos dois anos, os países em desenvolvimento passaram a apresentar uma demanda bem maior que a oferta por imóveis e espaços comerciais. Assim, por exemplo, em 2007 e principalmente em 2008, houve um enorme crescimento do setor com grande volume de construção, entrega e absorção dos novos espaços. Nesse período, o mercado corporativo de São Paulo bateu recordes sucessivos de crescimento. No 3º trimestre de 2007, o volume de m² em construção tinha sido o maior da história na cidade, mas apenas um ano depois o recorde foi novamente batido; eram quase 600 mil m² em construção na cidade no 3º trimestre de A entrega de novo estoque também cresceu muito. O maior volume de novo estoque tinha sido o do 4º trimestre de 2006, quase 60 mil m². Um ano depois esse valor foi ultrapassado, chegando a 97 mil m². No 3º trimestre de 2008 esse valor foi novamente superado e o volume total entregue foi 99 mil m². Comprovando o crescimento histórico, a taxa de vacância total na cidade continuou caindo até o 2º trimestre de 2008 quando a média da cidade atingiu 5,12%, um valor bem abaixo do considerado saudável na cidade. A taxa comumente considerada saudável é 10%. Algumas sub-regiões que atendem as grandes corporações atingiram taxas de até 4%. No fechamento de 2008, a taxa média de vacância estava, em 4,88%. Os números são ainda mais significativos se olharmos para o mercado de edifícios Classe A (laje mínima de 700 m² a altas especificações técnicas). A taxa de vacância para esse segmento está em franca queda há mais de 2 anos consecutivos e no 4º trimestre de 2008 estava em 5,09%. O caso do Rio de Janeiro, o segundo 07

3 Capa mercado corporativo mais importante no Brasil, foi ainda mais interessante. Caracterizado pela estagnação até o final de 2006, a cidade do Rio de Janeiro viu seus números se modificarem gradualmente e os anos de 2007 e 2008 foram marcados pela grande virada. No 4º trimestre de 2007 o volume de m² em construção na cidade foi o maior já registrado: 375 mil m². A conseqüência foi um recorde na entrega do novo estoque no 3º trimestre de 2008; pouco mais de 63 mil m² estavam disponíveis para novas negociações. Apesar disso, a taxa de vacância total se manteve em queda, alcançando críticos 3,52% no fechamento de O que poderia mudar com o agravamento da crise no final de 2008? Para responder a essa pergunta temos que distinguir dois cenários diferentes: o da cadeia produtiva de edifícios comerciais - investimentos de compra de terrenos, desenvolvimento de projetos e construção efetiva dos edifícios - e o das empresas que ocupam esses edifícios. Primeiro cenário Euforia na construção civil comercial. Temos aqui as grandes incorporadoras e/ou construtoras que abriram seu capital para o mercado, arrecadaram volumes enormes de investimentos e, acreditando que o mercado só melhoraria, aumentaram muito sua carteira de imóveis. É claro que com a grande procura, os valores foram inflacionados e todo o processo, apesar de estar a pleno vapor, passou a ser muito caro em todas as suas etapas. A consequência direta foi o grande acréscimo no valor dos imóveis prontos. Mas, apesar dos altos preços, o mercado extremamente aquecido, acabou absorvendo quase que a totalidade dos empreendimentos que eram entregues ou lançados. No final de 2008, alguns edifícios na região da Faria Lima, uma das áreas comerciais mais caras de São Paulo, chegaram a ter preço pedido de R$ 150,00/m², um dos valores mais altos da história da cidade. Nesta mesma região, o preço máximo pedido no edifício mais caro, não passava dos R$ 100,00/m² no primeiro trimestre de Se a crise não tivesse piorado no final do ano passado, até quando esse crescimento teria permanecido? Até quando seria possível sustentar tal situação? Rafael Camargo -Diretor da Binswager Brasil O mercado corporativo pode passar pela crise se seus jogadores se adaptarem e jogarem conforme as novas regras É o questionamento que levantou Rafael Camargo, da Binswanger Brasil, empresa especializada em gestão de bens imobiliários corporativos e institucionais, no Brasil e no Exterior. Ele declarou que devido à crise internacional o mercado corporativo brasileiro poderá passar, não por uma crise, mas por um ajuste. Com a desaceleração do mercado é natural que ocorra uma modificação de valores e os preços comecem a cair um pouco, mas para ele a crise só pode ser assim chamada quando começar a afetar os preços de maneira significativa, o que ainda não aconteceu. Segundo ele ainda, essa desaceleração que vem se percebendo no mercado é devido às incertezas quanto ao futuro, mas pode ser vista com melhores olhos. O crescimento estava começando a esbarrar em limitações, como disponibilidade e preço dentro da construção civil, como o cimento, ou aumento exagerado de preços, por exemplo. Penso que esta crise resultará em um alívio no mercado de escritórios pois a taxa de vacância do mercado Classe A em 2008 estava extremamente baixa comenta Bruce Lorimer, sócio-diretor da Ocupantes Consultoria Imobiliária, empresa especializada na representação de usuários finais corporativos. Ele acrescenta que tirando a pressão forte sobre os valores de aluguel, eles devem cair no médio prazo. No longo prazo, como o mercado é cíclico, os valores devem aumentar novamente à medida que a demanda ultrapassa a oferta. Creio que por estarmos em um mundo cada vez mais globalizado, os ciclos imobiliários se tornam cada vez mais curtos. Antigamente estes ciclos eram de 10 em 10 anos (altas em 1990, 2000 e 2008 e baixas em 1992, 2002 e 2009 (ainda caindo). Portanto, estimo que teremos queda na absorção líquida de espaços corporativos de escritórios e nos respectivos valores pelos próximos 2 ou 3 anos. Segundo cenário: empresas que ocupam os edifícios. Esse cenário também precisa ser dividido em dois momentos distintos quanto a sua ocupação física: 1) É o das empresas que já renegociaram seus contratos, relocalizaram, expandiram, instalaram ou abriram escritórios durante esses dois últimos anos; neste caso o que se acredita é que dificilmente mudarão suas decisões. É o que pensa Dani Ajbeszyc, da 08

4 difícil, principalmente considerando que as melhores previsões de entrega de novo estoque Classe A para esse ano é de pouco mais de 95 mil m² (lembrando que a previsão é baseada em informações das construtoras, mas que atrasos são relativamente comuns). Dani Ajbeszic - Diretor da Cyrela Commercial Properties Empresas que já fizeram seus planejamentos e se relocalizaram ou expandiram, dificilmente retrocederão Cyrela Commercial Properties, uma das principais empresas de investimento e locação de imóveis comerciais na região metropolitana de São Paulo, que desenvolve e adquire para locação edifícios corporativos de alto padrão, shopping centers, galpões e centros de distribuição. Para ele, empresas que já fizeram seus planejamentos e se relocalizaram ou expandiram suas áreas dificilmente retrocederão, já que os investimentos iniciais com os novos escritórios representam uma grande soma de dinheiro. Outra questão é quanto às expectativas futuras. Com um mercado com uma taxa de vacância tão baixa, será que haverá espaços no futuro para retomar o crescimento, caso essa crise passe? Se for esse o caso, a possibilidade de reocupar espaços que foram devolvidos pode ser bem 2) É o das empresas que estão exatamente em fase de instalação, mudança, expansão ou renegociação de contratos a partir do 4º trimestre de Estas sim estão em posição de mudar o destino de sua ocupação, e modificar o planejamento futuro. É com essas empresas que poderíamos medir o quanto a crise está afetando efetivamente o mercado imobiliário corporativo. Com a incerteza do futuro, apostar em um crescimento talvez tenha sido considerado imprudente para muitas empresas, como é o caso de algumas multinacionais, principalmente do setor financeiro, como o de bancos. A opção adotada foi a de esperar e ver como as coisas se acomodariam. Renato Srur, reconhecido investidor Renato Srur - Grupo São Joaquim Nossa atenção está sendo redirecionada para outros mercados que estão se destacando 09

5 Capa imobilário, por exemplo, viu quatro de seus clientes desistirem do fechamento de seus contratos, alguns destes por ordem de suas sedes, nos EUA, como foi o caso de um banco americano. Ele comenta, ainda, que o que se tem visto no mercado, neste momento, é uma busca por espaços menores e com preços mais acessíveis. Por isso, os edifícios que serão entregues neste ano terão mais dificuldades para serem ocupados. O investidor/incorporador teria, então, duas opções: alugar por um preço mais baixo e arcar com a diferença (lembrando que preços das propriedades e da construção civil estavam muito altos em 2008), ou aguardar e tentar alugar pelo preço praticado no mercado até há pouco tempo, o que significa arcar com altos custos de condomínio e IPTU. Em ambos os casos há uma grande probabilidade de perda de algum capital. Outro aspecto, apontado por Renato Srur como uma dificuldade, é que houve um grande interesse em investir em edifícios comerciais. Ele conta que um de seus empreendimentos, inicialmente concebido para ser um grande hotel, foi revertido para um edifício comercial devido ao grande aquecimento do mercado e menor investimento necessário para a entrega do mesmo. Um prédio destinado a área hoteleira tem, além dos investimentos na estrutura do edifício, os gastos diretos com decoração e equipagem, o que representa um investimento bem maior. No momento dessa decisão, a relação de custo e benefício favorecia em muito a mudança. A aposta do Srur será em parte redirecionada para um mercado que está se destacando: o de imóveis comerciais de áreas em crescimento, como tem sido a região sul da Marginal Pinheiros. O aumento de opções de empreendimentos residenciais e áreas de lazer como shopping centers, parques temáticos, teatros, grandes hotéis, centros de convenção e novas estações de metrô e trens metropolitanos, por exemplo, têm atraído bons investimentos para essa região que ladeia o Rio Pinheiros até a Avenida Interlagos. Quanto ao futuro, ele acredita que se a crise se mantiver nós sentiremos o seu impacto real em 6 a 12 meses, mas acrescenta que não acredita que a influência da crise será tão grande quanto alguns estão esperando. A Cyrela também acredita que haverá uma diminuição no volume de investimentos das grandes corporações, mas isso só fará o mercado se estabilizar. Por isso, está apostando em imóveis de qualidade, que somam vantagens como excelente localização e infra-estrutura diferenciada, o que eles chamam de empreendimentos óbvios. Para a Cyrela manter a qualidade dos seus empreendimentos é garantia de uma ocupação mais sólida já que, na ótica da empresa, os prédios de menor qualidade são desocupados primeiro. Considerando esses posicionamentos, podemos perceber que há um sentimento de confiança e boas perspectivas de que o mercado corporativo brasileiro pode passar pela crise, se seus jogadores se adaptarem e jogarem conforme as novas regras. Rafael Camargo, por exemplo, compartilha desse sentimento e se diz otimista quanto ao futuro. Nestes últimos meses a Binswanger viu seus negócios crescerem principalmente para a representação de proprietários. Bruce Lorimer - Sócio-Diretor da Ocupantes Em um momento de crise, as grandes empresas estarão mais dispostas a apostarem em novos desafios, se bem amparadas Pelo lado dos inquilinos, Bruce Lorimer também diz que seus negócios não foram afetados. Na verdade, em um momento de crise, as grandes empresas estariam mais dispostas a apostarem em novos desafios, desde que bem amparados por profissionais especializados, como é o caso da Ocupantes. Os produtos imobiliários são um meio e não o fim em si para nossos clientes, portanto, enquanto houver mudanças externas que geram mudanças físicas, é grande a chance de sermos procurados pelos nossos serviços. Penso também que o cliente que percebeu em nós um trabalho diferenciado no tempo de euforia e expansão lembrará de nós na hora da crise, seja para renegociar um aluguel ou achar novos imóveis comerciais ou indus- 10

6 triais com condições comerciais vantajosas. Em recente entrevista concedida ao Latin Business Chronicle, David L. Berger, Diretor da NAI Global para a América Latina e Caribe, quando questionado especificamente quanto ao caso do Brasil, declarou que tem uma boa perspectiva e considera que o Brasil seja o mais forte da região. Ele menciona ainda que os especialistas locais estão bem confiantes. Isso tem um bom fundamento. Devido à forte demanda observada nos últimos anos e a baixíssima taxa de vacância, o mercado pode não sentir tão fortemente os efeitos da crise, a não ser que os EUA e Europa não encontrem uma saída para a crise até o final de Neste ponto podemos citar uma histó ria que ilustra de maneira bem clara o momento que passamos. O Vendedor de salgados Conta-se que um vendedor de salgadinhos ficava na porta de uma faculdade fazendo suas vendas. Ele sempre foi muito caprichoso e tinha muita atenção na qualidade de seus produtos e atendimento aos seus clientes, por isso, via seu negócio crescer a cada dia. Com o dinheiro que conseguia nas suas vendas, ficou orgulhoso em poder bancar os estudos do filho mais velho que foi fazer economia numa das melhores universidades do país. Nesta mesma época, o país atravessou uma dificuldade econômica e com o passar do tempo o filho, que não tinha o mesmo tino para os negócios que o pai, começou a enxergar alternativas para que o pai economizasse e, portanto, ganhasse mais dinheiro. O pai, muito em dúvida, achou estranho os conselhos do filho de buscar fornecedores mais baratos, investir um pouco menos na qualidade de seus produtos e gastar menos tempo proseando com os clientes. Mesmo assim, se considerando muito ignorante, achou que seria melhor acatar os conselhos do filho. As conseqüências de tais medidas não tardaram a mostrar seus resultados. Os clientes começaram a sumir e em pouco tempo as vendas estavam pela metade. Aborrecido com a crise, supostamente responsável pela diminuição das suas vendas, ele mencionou o fato a um cliente, que comentou surpreso: - Pelo que eu tenho ouvido dos meus amigos, a verdade é que as pessoas pararam de comprar com você por causa do sabor e da aparência que seus salgados passaram a ter de um tempo pra cá... Você também não é mais o mesmo, perdeu o toque. Muitos amigos meus achavam suas histórias muito engraçadas e agora comentam que você mudou, está mais sério e não conversa mais como antes, está sempre ocupado... Esse comentário só o fez ver com clareza o que ele já tinha percebido, que com crise ou sem crise o que importa é o cuidado com que se faz seu trabalho. Resolvido a reverter essa situação, entendeu que tinha uma missão dupla: voltar a melhorar a qualidade de seus produtos e reconquistar a confiança de seus antigos clientes. Não é demais dizer que ambos os objetivos foram alcançadas em um tempo considerável. Apesar dos incômodos que certamente virão nos próximos meses, a receita sugerida é manter um trabalho sério, cortar gastos desnecessários e continuar investindo naquilo que torna qualquer negócio único: competência e profissionalismo. Mas acima de tudo entender que a grande euforia quanto ao crescimento do mercado imobiliário está em xeque e para salvar o jogo será necessário jogar com uma nova visão, a de que o mercado está mais enxuto, racional e competitivo; de que os gastos precisam ser melhor pensados, analisados e programados. Quem começar a jogar sob estas novas regras terá mais chances de vencer. Tenho falado à minha garota: - Meu bem, é difícil saber o que acontecerá. Mas eu agradeço ao tempo. O inimigo eu já conheço. Sei seu nome, sei seu rosto, residência e endereço. A voz resiste. A fala insiste: você me ouvirá. A voz resiste. A fala insiste: quem viver verá. Belchior Compositor brasileiro Música Não leve flores Álbum Sem Limites

1. Investimento concreto

1. Investimento concreto 1. Investimento concreto 18/09/2008 Exame Revista Setor 137, 138 e 140 Página 1 Página 2 Página 3 Página 4 Comprar imóveis para alugar foi um dos piores negócios nas últimas décadas. Agora até estrangeiros

Leia mais

PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013

PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013 PANORAMA EUA VOL. 3, Nº 5, JUNHO DE 2013 PANORAMA EUA OBSERVATÓRIO POLÍTICO DOS ESTADOS UNIDOS INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARA ESTUDOS SOBRE OS ESTADOS UNIDOS INCT-INEU ISSN 2317-7977 VOL.

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Quando o imóvel vira renda

Urban View. Urban Reports. Quando o imóvel vira renda Urban View Urban Reports Quando o imóvel vira renda Programa Elas & Lucros, Rádio Brasil 2000 FM 107,3 Coluna minha cidade, meu jeito de morar e investir Quando o imóvel vira renda Aqueles com menos de

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 GESTÃO DO ESTOQUE DE UNIDADES PRONTAS Eco, MBA R.E., Mestre em Eng. Civil, Alfredo Eduardo Abibi Filho Dir. Inc. Jal Empreendimentos

Leia mais

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente.

Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. Investimentos em imóveis de forma moderna e inteligente. A possibilidade de diversificar o investimento e se tornar sócio dos maiores empreendimentos imobiliários do Brasil. Este material tem o objetivo

Leia mais

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos:

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Gunther Calvente Grineberg Maio 2011 Mercado Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Alguém conhece

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa

Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa Como Investir em Ações Eduardo Alves da Costa Novatec CAPÍTULO 1 Afinal, o que são ações? Este capítulo apresenta alguns conceitos fundamentais para as primeiras de muitas decisões requeridas de um investidor,

Leia mais

Alguns preferem papéis federais mais curtos, de menor risco, mas há os que sugerem títulos um pouco mais longos corrigidos pela inflação.

Alguns preferem papéis federais mais curtos, de menor risco, mas há os que sugerem títulos um pouco mais longos corrigidos pela inflação. Empírica Investimentos na mídia EXAME Janeiro 23/12/2014 Com juro alto, renda fixa é mais atrativa e Petrobras, opção A alta dos juros na semana passada por conta da instabilidade externa tornou mais atrativos

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Sciesp. Clipping 07.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 07.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 07.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 BAGARAI Mercado imobiliário brasileiro deve vender ainda mais neste

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EUROPAR (CNPJ/MF nº 05.437.916/0001-27)

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EUROPAR (CNPJ/MF nº 05.437.916/0001-27) FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO EUROPAR (CNPJ/MF nº 05.437.916/0001-27) Administrado por Relatório da Administração Exercício Encerrado em 31 de Dezembro de 2013 1. Objeto do Fundo: O Fundo de Investimento

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Agosto 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Transcrição da Teleconferência São Carlos (SCAR3 BZ) Resultados do 1T10 17 de maio de 2010

Transcrição da Teleconferência São Carlos (SCAR3 BZ) Resultados do 1T10 17 de maio de 2010 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da São Carlos sobre os resultados do primeiro trimestre de 2010. Estão presentes hoje conosco os senhores Rolando Mifano, diretor presidente da São

Leia mais

Lançamento. I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br. R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o :

Lançamento. I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br. R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o : Lançamento I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o : c o n s t r u ç ã o : F I N A N C I A M E N T O : v e n d a s : Central de Atendimento:

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI Revista Construção e Mercado Pini Setembro 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI Revista Construção e Mercado Pini Setembro 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI Revista Construção e Mercado Pini Setembro 2012 A Percepção dos Investidores Sobre as Ações das Companhias Brasileiras de Incorporação e Construção Residencial David Lawant,

Leia mais

TRANSINC FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ 17.007.443/0001-07 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR

TRANSINC FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ 17.007.443/0001-07 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR TRANSINC FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ 17.007.443/0001-07 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR 1º SEMESTRE/2014 1 SUMÁRIO I. DESCRIÇÃO DOS NEGÓCIOS REALIZADOS NO SEMESTRE... 3 II. PROGRAMA DE INVESTIMENTOS

Leia mais

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando

A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando INFORMATIVO n.º 42 NOVEMBRO de 2015 A despeito dos diversos estímulos monetários e fiscais, economia chinesa segue desacelerando Fabiana D Atri - Economista Coordenadora do Departamento de Pesquisas e

Leia mais

entrevista Felipe Cavalcante, Presidente da ADIT Brasil

entrevista Felipe Cavalcante, Presidente da ADIT Brasil entrevista Felipe Cavalcante, Presidente da ADIT Brasil 10 Brasil-Portugal no Ceará ABRINDO PORTAS PARA O BRASIL PRESIDENTE DA ADIT BRASIL, FELIPE CAVALCANTE DESTACA O ATUAL PANORAMA DOS INVESTIMENTOS

Leia mais

Uma febre para suprir a falta de IPOs

Uma febre para suprir a falta de IPOs http://www.valor.com.br/financas/3072838/mercado-vive-inicio-de-febre-com-os-fundosimobiliarios 04/04/2013-00:00 Mercado vive início de febre com os fundos imobiliários Uma febre para suprir a falta de

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Invista no hotel certo

Invista no hotel certo Invista no hotel certo O QUE VOCÊ PROCURA EM UM INVESTIMENTO HOTELEIRO ESTÁ AQUI. A economia de minas gerais cresce acima da média nacional: 5,15% no 1º trim./2011. Fonte: Informativo CEI-PIB MG _Fundação

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Urban View Urban Reports Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão

Leia mais

Agora, gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Marcos Levy, Diretor Presidente, que iniciará a apresentação. Por favor, Sr. Levy, pode prosseguir.

Agora, gostaríamos de passar a palavra ao Sr. Marcos Levy, Diretor Presidente, que iniciará a apresentação. Por favor, Sr. Levy, pode prosseguir. Operadora: Bom dia e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à teleconferência da Brascan para a discussão dos resultados referentes ao 1T07. Estão presentes hoje conosco o senhor Marcos Levy, Diretor

Leia mais

AVALIAÇÃO E CONSULTORIA IMOBILIÁRIA (VALUATION & ADVISORY)

AVALIAÇÃO E CONSULTORIA IMOBILIÁRIA (VALUATION & ADVISORY) Valuation & Advisory América do sul A Cushman & Wakefield é a maior empresa privada de serviços imobiliários comerciais do mundo. Fundada em Nova York, em 1917, tem 250 escritórios em 60 países e 16.000

Leia mais

www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Octubre- Diciembre 2015

www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Octubre- Diciembre 2015 www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Octubre- Diciembre 2015 Prof. Rubens Sawaya Assistente: Maria Gorete da Silva PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO

Leia mais

Clipping XP. Institucional XP Investimentos. XP Investimentos Clipping da imprensa. Em quem ficar de olho em 2011... 3 ECONOMIA

Clipping XP. Institucional XP Investimentos. XP Investimentos Clipping da imprensa. Em quem ficar de olho em 2011... 3 ECONOMIA XP Investimentos Clipping da imprensa Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2011 às 09h09 Diário Catarinense SC Em quem ficar de olho em 2011....................................................... 3 ECONOMIA

Leia mais

RNGO11. Indicadores. O fundo foi lançado em: 20.7.2012; no valor de R$ 100,00 por cota. Não houve lançamentos secundário de cotas.

RNGO11. Indicadores. O fundo foi lançado em: 20.7.2012; no valor de R$ 100,00 por cota. Não houve lançamentos secundário de cotas. RNGO11 O fundo foi lançado em: 20.7.2012; no valor de R$ 100,00 por cota. Não houve lançamentos secundário de cotas. O fundo esteve em RMG até novembro de 2013 e pagou neste período um rendimento mensal

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012

CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012 CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012 (Esta página foi intencionalmente deixada em branco) Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Nebraska Capital,

Leia mais

Propriedades para investimento na Europa

Propriedades para investimento na Europa Propriedades para investimento na Europa Porquê investir em Londres: Os preços das propriedades em Londres foram resilientes durante a crise financeira global de 2008, mantendo a capital Londrina na posição

Leia mais

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender.

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender. Como comprar o seu imóvel Um jeito único de vender. NOSSA MISSÃO A Impacto Engenharia investe constantemente em um relacionamento mais estreito com seus clientes e assim oferece um jeito único de servir,

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana

Urban View. Urban Reports. Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana Urban View Urban Reports Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana coluna Minha cidade, meu jeito de morar e de investir programa Falando em Dinheiro Rádio Estadão ESPN Butantã: a bola da

Leia mais

GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS DA CONCEPÇÃO E IMPLANTAÇÃO À GESTÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E SEUS DESAFIOS: MEGACONDOMINIOS, CONDOMINIOS INTELIGENTES, MIX-USED E OUTRAS TENDENCIAS PALESTRANTE:

Leia mais

L eandro Angelino, gerente de pesquisa. Profissionais do setor de condomínios logísticos acreditam em um panorama positivo para 2014.

L eandro Angelino, gerente de pesquisa. Profissionais do setor de condomínios logísticos acreditam em um panorama positivo para 2014. especial Profissionais do setor de condomínios logísticos acreditam em um panorama positivo para 2014 Apesar de divergirem sobre os resultados deste mercado no ano de 2013, os especialistas notam que o

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Menos imobilizado, mais caixa

Menos imobilizado, mais caixa Menos imobilizado, mais caixa 30 ESPECIAL Captações de recursos Com os CRIs, é possível aliviar o peso do ativo imobilizado no balanço, usufruir um imóvel construído sob medida e liberar recursos para

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES

OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO EMPRESAS GRANDES Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês seguinte,

Leia mais

TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS:

TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS: TRANSFORMANDO OPORTUNIDADES EM RESULTADOS: O Médio Vale do Itajaí é uma das regiões mais desenvolvidas de SC. Um fator primordial para esse potencial econômico é a sua tradição industrial, que faz com

Leia mais

INCORTEL INCORPORAÇÃO E HOTELARIA

INCORTEL INCORPORAÇÃO E HOTELARIA INCORTEL INCORPORAÇÃO E HOTELARIA EXPERTISE EM INCORPORAÇÃO HOTELEIRA 28 anos de experiência no segmento de incorporação Conceito diferenciado agregado aos seus produtos de alto padrão Parceria com o grupo

Leia mais

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Novo Negócio 12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Vinícius Gonçalves Equipe Novo Negócio Espero sinceramente que você leia este PDF até o final, pois aqui tem informações muito importantes e que

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Julho 2013 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L

A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A P R E S E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L A EMPRESA Há mais de 30 anos no mercado, a Betha Espaço se consolidou como uma das maiores imobiliárias do Espírito Santo. Líder em Locação no estado, apresenta

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Outubro 2014 A Evolução do Funding e as Letras Imobiliárias Garantidas Filipe Pontual Diretor Executivo da ABECIP O crédito imobiliário

Leia mais

5. Shopping Centers. 5.1. O Mercado de Shopping Centers no Brasil

5. Shopping Centers. 5.1. O Mercado de Shopping Centers no Brasil 52 5. Shopping Centers 5.1. O Mercado de Shopping Centers no Brasil O primeiro Shopping Center inaugurado no Brasil foi o Iguatemi, em São Paulo, em 1966. Na década de 70, mais sete empreendimentos foram

Leia mais

O melhor crédito para você

O melhor crédito para você 1016324-4 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

China: crise ou mudança permanente?

China: crise ou mudança permanente? INFORMATIVO n.º 36 AGOSTO de 2015 China: crise ou mudança permanente? Fabiana D Atri* Quatro grandes frustrações e incertezas com a China em pouco mais de um mês: forte correção da bolsa, depreciação do

Leia mais

Em Compasso de Espera

Em Compasso de Espera Carta do Gestor Em Compasso de Espera Caros Investidores, O mês de setembro será repleto de eventos nos quais importantes decisões políticas e econômicas serão tomadas. Depois de muitos discursos que demonstram

Leia mais

A locomotiva de concreto

A locomotiva de concreto A locomotiva de concreto 16 KPMG Business Magazine Construção civil supera período de estagnação, mas ainda há gargalos que podem comprometer o ritmo de investimentos A construção civil no Brasil não para

Leia mais

1 O problema 1.1. Introdução

1 O problema 1.1. Introdução 1 O problema 1.1. Introdução Diversas mudanças ocorridas na economia brasileira na década de 2000 contribuíam para a estabilidade econômica, possibilitando o crescimento sustentável que o País demonstrou

Leia mais

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty:

Segue abaixo demonstrativo gráfico da evolução dos recursos já integralizados, e do patrimônio imobiliário sob gestão da TRX Realty: Comentários Iniciais Passado o primeiro semestre do ano, é o momento para realizarmos um balanço dos principais acontecimentos deste período e apresentar nossas expectativas para o 2º semestre. Nas sessões

Leia mais

Copyright 2014 Todos os direitos reservados Publicado em julho de 2014 www.adrianadosimoveis.com.br

Copyright 2014 Todos os direitos reservados Publicado em julho de 2014 www.adrianadosimoveis.com.br 1 Avisos Legais REDISTRIBUIÇÃO. Você concorda que não irá copiar redistribuir ou explorar comercialmente qualquer parte deste documento sem a permissão expressa do autor. AUTORIA. Adriana Soares Copyright

Leia mais

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016.

Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. 1º SEMESTRE 2011 ESCRITÓRIOS A E A+ RIO DE JANEIRO MARKET REPORT DE ESCRITÓRIOS RELATÓRIO DE PESQUISA DE ESCRITÓRIOS A+ E A Valores de Locação no Rio de Janeiro aumentarão até 2016. Economia PREÇO ABSORÇÃO

Leia mais

Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra

Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra 13/10/2010 Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra Pesquisa revela quanto gastam os novos proprietários De mudança para fugir do trânsito: Moro no Morumbi e todos os dias tenho de enfrentar

Leia mais

Roberto Gerab. Aposta na baixa

Roberto Gerab. Aposta na baixa Roberto Gerab Aposta na baixa Em um momento em que grandes incorporadoras se mostram reticentes quanto à atuação na baixa renda, incorporadora Kallas cria nova empresa para crescer no segmento Edição 145

Leia mais

Kinea Renda Imobiliária FII Relatório de Gestão Novembro de 2011

Kinea Renda Imobiliária FII Relatório de Gestão Novembro de 2011 Kinea Renda Imobiliária FII Relatório de Gestão Novembro de 2011 Palavra do Gestor Prezado investidor, No mês de outubro, não tivemos alteração na carteira de imóveis do Kinea Renda Imobiliária Fundo de

Leia mais

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce...

Bleez Agência Digital... 3. Quem sou eu... 4. Introdução... 5. Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7. Quem está comprando no ecommerce... Sumário Bleez Agência Digital... 3 Quem sou eu... 4 Introdução... 5 Quanto o ecommerce cresceu no Brasil... 7 Quem está comprando no ecommerce... 10 Por que os brasileiros estão comprando mais... 12 O

Leia mais

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R

W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R 8 DICAS ESSENCIAIS PARA ESCOLHER SUA CORRETORA W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições financeiras e produtos, citados, utilizando-os

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 50 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

ESCRITÓRIOS CORPORATIVOS

ESCRITÓRIOS CORPORATIVOS 3T 2015 SÃO PAULO RELATÓRIO DE MERCADO ESCRITÓRIOS CORPORATIVOS FLIGHT TO QUALITY DETERMINA MELHOR RESULTADO ACUMULADO EM ALTO PADRÃO DOS ÚLTIMOS ANOS São Paulo Economia Indicadores Acumulados 2015 A+,

Leia mais

O Grande Impacto das Pequenas Empresas

O Grande Impacto das Pequenas Empresas O Grande Impacto das Pequenas Empresas O empreendedorismo e as pequenas empresas são essenciais à economia dos Estados Unidos e, de fato, estão integrados ao caráter nacional. A desaceleração da economia,

Leia mais

ANEXO À DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR FATORES DE RISCO

ANEXO À DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR FATORES DE RISCO ANEXO À DECLARAÇÃO DO INVESTIDOR FATORES DE RISCO Antes de tomar a decisão de adquirir as frações imobiliárias hoteleiras do Pestana, potenciais investidores devem considerar cuidadosamente todas as informações

Leia mais

02/02/2013. Para onde correr?

02/02/2013. Para onde correr? 02/02/2013 Para onde correr? Juros historicamente baixos, crescimento modesto, inflação elevada e um ambiente menos hostil, mas ainda cheio de incertezas. Decidir onde aplicar, num cenário desses, é um

Leia mais

1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG. Engº EDUARDO ROTTMANN

1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG. Engº EDUARDO ROTTMANN 1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG Engº EDUARDO ROTTMANN EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS E DE BASE IMOBILIÁRIA O MOMENTO DO MERCADO 1º. SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Dezembro 2008 Crise Mundo Os EUA e a Europa passam por um forte processo de desaceleração economica com indicios de recessão e deflação um claro sinal de que a crise chegou

Leia mais

Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas. Nov 2011

Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas. Nov 2011 Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas Nov 2011 Agenda 4 Definição 4 Tipos de Fundos 4 Vantagens 4 Base Legal 4 Tamanho da Indústria 4 Ambientes de Negociação 4 Liquidez / Precificação

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA HENRIQUE MARINHO MAIO DE 2013 Economia Internacional Atividade Econômica A divulgação dos resultados do crescimento econômico dos

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11

1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11 1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11 O FII BTG Pactual Corporate Office Fund é um fundo de investimento imobiliário do tipo corporativo, ou seja, tem como objetivo investir em ativos imobiliários

Leia mais

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Manual de Educação Financeira MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Dicas para planejar e poupar seu dinheiro 1 A filosofia da Manual de Educação Financeira 2 Um dos princípios básicos das Cooperativas de Crédito

Leia mais

Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08.

Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08. Operadora: Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08. Informamos a todos os participantes que

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO CONDOMÍNIO EDIFÍCIO IBIRAPUERA ( OFERTA ) DECLARAÇÃO DO ADQUIRENTE NOME

Leia mais

'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge

'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge 'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge José Gabriel Palma Veja, 16.1.2016, entrevista a Luís Lima Gabriel Palma, professor da universidade britânica, afirma que latino-

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO CONDOMÍNIO HOTEL TATUAPÉ ( OFERTA ) DECLARAÇÃO DO ADQUIRENTE NOME DO

Leia mais

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175

Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Carta Mensal Abr/Mai de 2013 nº 175 Destaques do mês - Preocupado com a inflação, mas também com as incertezas do cenário internacional, Copom inicia ciclo de aperto monetário com elevação de apenas 0,25%

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Fundo de Investimento Imobiliário Aplicação no mercado imobiliário sem investir diretamente em imóveis O produto O Fundo de Investimento

Leia mais

Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA

Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA 3º Trimestre 2014 O Fundo O FIP BVEP PLAZA tem como objetivo o investimento na empresa BVEP Empreendimentos Imobiliários SPE III S.A. que é proprietária de 100%

Leia mais

Relatório do Administrador

Relatório do Administrador Relatório do Administrador Renda de Escritórios Fundo de Investimento Imobiliário - FII (CNPJ n.º 14.793.782/0001-78) Em atendimento ao disposto na Instrução CVM n. 472, de 31 de outubro de 2008, apresentamos

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE TER REVIEWS E OPINIÕES NO SEU ECOMMERCE

TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE TER REVIEWS E OPINIÕES NO SEU ECOMMERCE TUDO O QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER SOBRE TER REVIEWS E OPINIÕES NO SEU ECOMMERCE Este e-book é dedicado a todos os donos de ecommerce, gestores e colaboradores que acreditam que o sucesso de uma loja virtual

Leia mais

CLIPPING - 17/07/2015 a 23/07/2015

CLIPPING - 17/07/2015 a 23/07/2015 CLIPPING - 17/07/2015 a 23/07/2015 ESTADÃO...2 Empresários e governo estudam nova tabela para o Minha Casa...2 FOLHA DE SÃO PAULO...3 Aluguel residencial novo em SP fica mais barato pela primeira vez...3

Leia mais

Os prós e os contras de comprar um imóvel novo

Os prós e os contras de comprar um imóvel novo Os prós e os contras de comprar um imóvel novo Antes de comprar um imóvel na planta ou um novo pronto para morar veja quais são as suas vantagens e desvantagens São Paulo O preço de um imóvel corresponde

Leia mais

ANDERSON OLIVEIRA -1- www.casapropriadosonho.webnode.com.br

ANDERSON OLIVEIRA -1- www.casapropriadosonho.webnode.com.br Por Anderson Oliveira ANDERSON OLIVEIRA -1- www.casapropriadosonho.webnode.com.br NÃO DEIXE-SE ENGANAR!!! TORNE O SEU SONHO DA CASA PRÓPRIA REALIDADE E NÃO PESADELO! 1ª EDIÇÃO SUZANO EDIÇÃO DO AUTOR 2011

Leia mais

Holiday Inn. Um investimento tão seguro que a Patrimar garante o seu retorno. Belo Horizonte - Savassi

Holiday Inn. Um investimento tão seguro que a Patrimar garante o seu retorno. Belo Horizonte - Savassi Holiday Inn. Um investimento tão seguro que a Patrimar garante o seu retorno. Belo Horizonte - Savassi Juros em queda, dólar em alta, poupança em baixa. Sem dúvida, o investimento mais seguro e rentável

Leia mais

CONSUMIR? SEU DINHEIRO VOCÊ SABE #212. Especialista diz que brasileiro não sabe comprar

CONSUMIR? SEU DINHEIRO VOCÊ SABE #212. Especialista diz que brasileiro não sabe comprar #212 SEU DINHEIRO A SUA REVISTA DE FINANÇAS PESSOAIS VOCÊ SABE CONSUMIR? Especialista diz que brasileiro não sabe comprar COMO PARAR ANTES DO TEMPO CONHEÇA A MELHOR ESTRATÉGIA PARA LARGAR O BATENTE AOS

Leia mais

Urban View. Urban Reports. O céu é o limite: até onde vão os valores para compra e aluguel de imóveis em São Paulo?

Urban View. Urban Reports. O céu é o limite: até onde vão os valores para compra e aluguel de imóveis em São Paulo? Urban View Urban Reports O céu é o limite: até onde vão os valores para compra e aluguel de imóveis em São Paulo? Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Capítulo Quatro O Guia Definitivo para enfrentar suas Dívidas Em algum nível, mesmo que rudimentar, todos sabemos que o endividamento é perigoso.

Leia mais

COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR. web. www.2030studio.com email.contato@2030studio.com telefone. 55 41 8413 7279

COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR. web. www.2030studio.com email.contato@2030studio.com telefone. 55 41 8413 7279 COMO CONTRATAR UM CONSTRUTOR Nós moldamos nossos edifícios. Depois eles nos moldam. - Winston Churchill Encontrar o melhor empreiteiro para seu projeto residencial é uma decisão extremamente importante.

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Junho 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Projeto Teleporto. Modelo de Estudo de Viabilidade Econômica de Terrenos. Nota Técnica 04. Diretoria de Investimentos Previ-Rio 09/2010

Projeto Teleporto. Modelo de Estudo de Viabilidade Econômica de Terrenos. Nota Técnica 04. Diretoria de Investimentos Previ-Rio 09/2010 2010 2010 Projeto Teleporto Modelo de Estudo de Viabilidade Econômica de Terrenos Nota Técnica 04 Previ-Rio 09/2010 Nota Técnica 04 MODELO DE ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICA DE TERRENOS DO PROJETO TELEPORTO

Leia mais

Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA

Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA Relatório do Administrador FIP BVEP PLAZA 3º Trimestre 2015 O Fundo O FIP BVEP PLAZA tem como objetivo o investimento na empresa BVEP Empreendimentos Imobiliários SPE III S.A. que é proprietária de 100%

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

Quinta-feira 05 de Março de 2015. DESTAQUES

Quinta-feira 05 de Março de 2015. DESTAQUES DESTAQUES Bovespa cai por medo sobre efeito político em ações fiscais Copom aumenta juros para 12,75% Prejuízo da Minerva aumenta para R$312 mi no 4º tri Suzano eleva prejuízo, mas tem lucro operacional

Leia mais

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice

Coletiva de Imprensa - ABECIP. Índice Coletiva de Imprensa - ABECIP Índice 1. Ambiente Macroeconômico 2. Mercado Imobiliário 3. Financiamento Imobiliário - SBPE 4. Inadimplência 5. Ativos Financeiros 6. Poupança SBPE 7. Expectativas 2013 2

Leia mais