EVERSON SCHERRER BORGES. Sistemas Operacionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EVERSON SCHERRER BORGES. Sistemas Operacionais"

Transcrição

1 EVERSON SCHERRER BORGES Licenciatura em Informática Sistemas Operacionais Cachoeiro de Itapemirim IFES/CEAD 2011

2 Instituto Federal do Espírito Santo Governo Federal Ministro de Educação Fernando Haddad Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) Reitor Dênio Rebello Arantes Pró-Reitora de Ensino Cristiane Tenan Schlittler dos Santos Diretora do CEAD Centro de Educação a Distância Yvina Pavan Baldo Coordenadores da UAB Universidade Aberta do Brasil Yvina Pavan Baldo Maria das Graças Zamborlini Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Coordenação de Curso Jonathan Toczek Souza Designer Instrucional Edmundo Rodrigues Junior Professor Especialista/Autor Everson Scherrer Borges Catalogação da fonte: Rogéria Gomes Belchior - CRB 12/417 S593 Borges, Everson Scherrer Sistemas operacionais / Everson Scherrer Borges Cachoeiro de Itapemirim: Ifes, p. : il Título. ISBN 1. Informática - Sistemas operacionais. 2. Sistemas operacionais - Processos. I. II. Título DIREITOS RESERVADOS Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) Avenida Rio Branco, nº 50 Santa Lúcia - CEP Vitória ES - Telefone: Créditos de autoria da editoração Capa: Juliana Cristina da Silva Projeto gráfico: Juliana Cristina e Nelson Torres Iconografia: Nelson Torres Editoração eletrônica: CEAD Revisão de texto: Esther Ortlibe Faria de Almeida COPYRIGHT É proibida a reprodução, mesmo que parcial, por qualquer meio, sem autorização escrita dos autores e do detentor dos direitos autorais.

3 Olá, Aluno(a)! É um prazer tê-lo(a) conosco. O Ifes oferece a você, em parceria com as Prefeituras e com o Governo Federal, o Curso de Licenciatura em Informática, na modalidade a distância. Apesar de este curso ser ofertado a distância, esperamos que haja proximidade entre nós, pois, hoje, graças aos recursos da tecnologia da informação ( s, chat, videoconferênca, etc.), podemos manter uma comunicação efetiva. É importante que você conheça toda a equipe envolvida neste curso: coordenadores, professores especialistas, tutores a distância e tutores presenciais. Assim, quando precisar de algum tipo de ajuda, saberá a quem recorrer. Na EaD - Educação a Distância - você é o grande responsável pelo sucesso da aprendizagem. Por isso é necessário que se organize para os estudos e para a realização de todas as atividades, nos prazos estabelecidos, conforme orientação dos Professores Especialistas e Tutores. Fique atento às orientações de estudo que se encontram no Manual do Aluno! A EaD, pela sua característica de amplitude e pelo uso de tecnologias modernas, representa uma nova forma de aprender, respeitando, sempre, o seu tempo. Desejamos a você sucesso e dedicação!

4 ICONOGRAFIA Veja, abaixo, alguns símbolos utilizados neste material para guiá-lo em seus estudos Fala do Professor Conceitos importantes. Fique atento! Atividades que devem ser elaboradas por você, após a leitura dos textos. Indicação de leituras complemtares, referentes ao conteúdo estudado. Destaque de algo importante, referente ao conteúdo apresentado. Atenção! Reflexão/questionamento sobre algo importante referente ao conteúdo apresentado. Espaço reservado para as anotações que você julgar necessárias.

5 Introdução Sistemas Operacionais Introdução Facilidade de acesso aos recursos do sistema Compartilhamento de recursos de forma organizada e protegida Máquinas de Níveis Ativação e Desativação do Sistema 13 Tipos de Sistemas Operacionais Introdução Sistemas Monoprogramáveis / Monotarefa Sistemas Multiprogramáveis / Multitarefa Sistemas Batch Sistemas de Tempo Compartilhado Sistemas de Tempo Real Sistemas Com Multiprocessadores Sistemas Fortemente Acoplados Sistemas Assimétricos Sistemas Simétricos Sistemas Fracamente Acoplados Sistemas Operacionais de Rede Sistemas Operacionais Distribuídos 28 Processos Introdução Gerenciamento de Programas Estados do Processo Estados de um processo Ativo Executando (running) Apto ou Pronto (ready) Bloqueado ou Espera (wait) Estados de Criação e Destruição de um Processo Transições de Estado do Processo Apto J ^ Executando Execução J ^ Apto 38

6 3.5.3 Execução J ^ Bloqueado Bloqueado ^J Apto Transições de Estado com Swapping Processos Independentes, Subprocessos e Threads Processos Foreground e Background e Pipes Processo Foreground Processo Background Pipe entre Processos Processos do Sistema Operacional Processos CPU-bound e I/O-bound Sinais 45 Sistemas de Arquivos Introdução Organização de um Sistema de Arquivos Propriedades dos Arquivos Organização dos Arquivos Nomeação dos Arquivos e Diretórios Metadados dos Arquivos Classificação dos Sistemas de Arquivos 56 Gerência de Memória Introdução Proteção da Memória Organização da Memória Limpeza da Memória Compartilhamento da Memória Memória Virtual Memória Paginada Memória Segmentada 65 Gerência de Dispositivos Introdução Driver de dispositivo Dispositivos plug and play Drives no Windows e Linux 71

7 APRESENTAÇÃO Caro Aluno, meu nome é EVERSON SCHERRER BORGES, responsável pela disciplina Sistemas Operacionais. Atuo como professor do IFES há três anos. Sou graduado em Sistemas de Informação (2004) pelo Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo. Atualmente, sou responsável pelas disciplinas de Introdução a Redes, Implementação de Redes, Projetos de Redes e Sistemas Operacionais. Minhas áreas de interesse são Redes de Computadores e Sistemas Operacionais. Nesta disciplina, você conhecerá o que é um sistema operacional e suas funcionalidades, identificará os diferentes tipos de sistemas operacionais, compreenderá como ocorre a concorrência em sistemas operacionais, entenderá a estrutura e organização da estrutura do sistema operacional e conhecerá os sistemas de arquivos. A disciplina de Introdução à Informática auxiliará no entendimento de alguns conceitos que serão abordados nesta disciplina, apesar de não serem necessários conhecimentos prévios acerca dos assuntos aqui abordados. O objetivo deste material é auxiliá-lo no estudo da disciplina Sistemas Operacionais, por meio de dicas e sugestões que destacam os pontos mais importantes a serem estudados. Aqui, você encontrará conceitos com os quais trabalharemos ao longo de todo o curso, o que não dispensa a utilização dos outros livros que fazem parte da bibliografia sugerida. Em geral, para ser bem sucedido neste curso, é importante que faça os exercícios e estude regularmente, evitando-se, dessa forma, o acúmulo de conteúdo. Estudar só é bom quando se estuda o que gosta. Portanto, passe a gostar de Sistemas Operacionais. Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância. (Sócrates) Assim, espero que alcance o sucesso! Prof. Everson Scherrer Borges

8

9 Introdução Sistemas Operacionais Caro aluno, iniciaremos nossa primeira aula com a introdução aos sistemas operacionais (SO). Este primeiro capítulo contém os conceitos básicos para o entendimento de Sistemas Operacionais. Em geral, essa disciplina é acumulativa, ou seja, a compreensão dos conceitos estudados em um capítulo é a base para o entendimento dos capítulos posteriores. Um gênio é uma pessoa de talento que faz toda a lição de casa. (Thomas A. Edison) Bom estudo! 1.1 Introdução Os sistemas operacionais possuem duas funções básicas que se apresentam de extrema importância para o entendimento do sistema operacional; sendo assim, antes de estudarmos os conceitos básicos, veremos suas funções. Por mais complexo que possa parecer, um sistema operacional é um grupo integrado de programas que permitem a comunicação entre o computador e o usuário. Sua principal função é controlar o funcionamento do computador, como um gerente dos diversos recursos disponíveis no sistema. O sistema operacional é o primeiro programa que o computador executa no momento em que é ligado e, a partir de então, só para de funcionar quando o computador é desligado. O sistema operacional reveza sua execução com a de outros programas, que trabalham em conjunto, como se estivesse organizando e orquestrando todo o processo computacional.

10 10 Everson Scherrer Borges O nome sistema operacional não é único para designar esse conjunto de programas. Nomes como monitor, executivo, supervisor ou controlador possuem, normalmente, o mesmo significado. [1] Um sistema operacional, porém, possui inúmeras funções e resumimos essas funções, basicamente, em duas, que são descritas a seguir Facilidade de acesso aos recursos do sistema Um sistema de computação possui, normalmente, diversos componentes, como terminais, impressoras, discos e fitas. Quando utilizamos esses dispositivos, não nos preocupamos com a maneira como é realizada a comunicação entre eles e o processador, nem nos preocupamos com os inúmeros detalhes envolvidos. Para a maioria de nós, uma operação habitual, como a leitura de um arquivo em disquete, por exemplo, pode parecer simples. Na realidade, existe um conjunto de rotinas especiais, controladas pelo sistema operacional, responsável por acionar a cabeça de leitura e gravação da unidade de disco, posicionar essa cabeça na trilha e no setor onde estão os dados, transferir os dados do disco para a memória e, finalmente, informar ao programa a chegada dos dados. [3] O sistema operacional serve de interface (intermediário) entre os usuários e os recursos disponíveis no sistema, tornando esta comunicação transparente e permitindo ao usuário um trabalho mais eficiente e com menores chances de erros (Figura 1). O conceito de ambiente simulado, criado pelo sistema operacional, é denominado máquina virtual (virtual machine) e está presente, de alguma forma, na maioria dos sistemas atuais Compartilhamento de recursos de forma organizada e protegida Quando pensamos em sistema multiusuário, onde vários usuários podem estar compartilhando os mesmos recursos, como memória e discos, por exemplo, é necessário que todos tenham oportunidade de ter acesso a esses recursos de forma que um usuário não interfira no trabalho do outro.[1]

11 Sistemas Operacionais 11 Se imaginarmos que uma impressora possa ser utilizada por vários usuários do sistema, deverá existir algum controle para impedir que a impressão de um usuário interrompa a impressão de outro. É o sistema operacional o responsável por permitir o acesso concorrente a cada recurso, de forma organizada e protegida, dando ao usuário a impressão de ser o único a utilizar tal recurso. O compartilhamento de recursos permite, também, a diminuição de custos, na medida em que mais de um usuário possa utilizar as mesmas facilidades concorrentemente, como discos, impressoras, linhas de comunicação, etc. Não é apenas em sistemas multiusuários que o sistema operacional é importante. Se pensarmos que um computador pessoal nos permite executar várias tarefas, como imprimir um documento, copiar um arquivo pela internet ou processar uma planilha, o sistema operacional deve ser capaz de controlar a execução concorrente de todas essas tarefas. A Figura 1 mostra uma visão do sistema operacional como interface entre os usuários e os recursos do sistema. Programadores e Analistas usuários Aplicativos Usuários Sistema Operacional Hardware Figura 1: Visão do sistema operacional como interface entre os usuários e os recursos do sistema. Fonte: Machado e Maia, Adaptação.

12 12 Everson Scherrer Borges 1.2 Máquinas de Níveis Um computador é visto somente como um gabinete composto de circuitos eletrônicos, cabos e fontes de alimentação (hardware), não tem nenhuma utilidade. É através de programas (software) que o computador consegue armazenar dados em discos, imprimir relatórios, gerar gráficos, realizar cálculos, entre outras funções. O hardware é o responsável pela execução das instruções de um programa, com a finalidade de realizar alguma tarefa. Uma operação efetuada pelo software pode ser implementada em hardware, enquanto uma instrução executada pelo hardware pode ser simulada via software. Esta decisão fica a cargo do projetista do computador em função de aspectos como custo, confiabilidade e desempenho. Tanto o hardware como o software são logicamente equivalentes, interagindo de uma forma única para benefício do usuário.[3] Nos primeiros computadores, a programação era realizada em painéis, através de fios, exigindo um grande conhecimento do hardware e de sua linguagem de máquina. Mas isso era uma grande dificuldade para os programadores da época. Então, a solução para esse problema foi o surgimento do sistema operacional, que tornou a interação entre usuário e computador mais simples, confiável e eficiente. A partir desse acontecimento, não existiu mais a necessidade de o programador se envolver com a complexidade do hardware para poder trabalhar. Ou seja, a parte física do computador tornou-se transparente para o usuário, conforme podemos observar na Figura 2. [1] usuário Sistema Operacional Hardware Figura 2 - Visão do computador pelo usuário Fonte: Machado e Maia, Adaptação.

13 Sistemas Operacionais 13 Partindo do princípio acima mencionado, podemos considerar o computador como uma máquina de níveis ou camadas, onde inicialmente existem dois níveis: o nível 0 (hardware) e o nível 1 (sistema operacional). Dessa forma, o usuário pode enxergar a máquina como sendo apenas o sistema operacional, ou seja, como se o hardware não existisse. Essa visão modular e abstrata é chamada máquina virtual.[1] Na realidade, um computador não possui apenas dois níveis, e sim tantos níveis quantos forem necessários para adequar ao usuário suas diversas aplicações. Quando o usuário está trabalhando em um desses níveis, não necessita da existência das outras camadas acima ou abaixo de sua máquina virtual. Ultimamente, a maior parte dos computadores possui uma estrutura como a mostrada na Figura 3, podendo conter mais ou menos camadas. A linguagem utilizada em cada um desses níveis é diferente, variando da mais elementar (baixo nível) à mais sofisticada (alto nível). Aplicativos Utilitários Sistema Operacional Sistema Operacional Microprogramação Dispositivos Físicos Hardware Figura 3 - Máquina de níveis. Fonte: Machado e Maia, Adaptação. 1.3 Ativação e Desativação do Sistema O sistema operacional é essencial para o funcionamento de um computador. Sem ele, grande parte dos recursos do sistema computacional não estaria disponível, ou se apresentaria de uma forma complexa para utilização pelos usuários.

14 14 Everson Scherrer Borges Toda vez que um computador é ligado, é necessário que o sistema operacional seja carregado da memória secundária para a memória principal. Esse processo, denominado ativação do sistema (boot), é realizado por um programa localizado em uma posição específica do disco (disco block), geralmente o primeiro bloco. O procedimento de ativação varia em função do equipamento, podendo ser realizado através do teclado, de um terminal ou por manipulação de chaves de um painel (Figura 4). Sistema Operacional BOOT Hard Disk Memória Principal Figura 4 - Ativação do sistema Fonte: Machado e Maia, Adaptação. A inicialização do sistema operacional ocorre com a carga inicial do sistema do disco para a RAM. Uma pequena rotina armazenada em ROM, chamada de CARREGADOR de BOOTSTRAP ou IPL (Carregador de Programa Inicial), lê uma rotina especial de carga no disquete, cd-rom, hard disk, pendrive, etc. Essa rotina normalmente reside na trilha 00, setor 00 (ou 01), (em sistemas baseados em disquete) e é chamado de setor de booting. O código contido no setor é transferido para a RAM, e então é executada. Esse CARREGADOR tem a responsabilidade exclusiva de carregar o resto do sistema operacional na memória. Em computação, boot é o termo em inglês para o processo de iniciação do computador, que carrega o sistema operacional quando a máquina é ligada. Muitos computadores podem executar apenas códigos existentes na memória de trabalho (ROM ou RAM). Os sistemas operacionais modernos são normalmente armazenados em disco rígido, CD-ROM ou outros dispositivos de armazenamento. Logo que o computador é ligado, ele não tem um sistema operacional na memória. Portanto, ele ficaria apenas energizado, já que o hardware do computador não pode fazer nenhuma operação por si mesmo. Então, é preciso que o sistema operacional

15 Sistemas Operacionais 15 seja carregado na memória principal assim que ligarmos o computador. Feito isso, podemos realizar qualquer ação via hardware, como carregar na memória um programa que está no disco, por exemplo. Na maioria dos sistemas, também existe o processo de desativação (Desligar). Este procedimento permite que as aplicações e componentes do sistema operacional sejam desativados de forma ordenada, garantindo sua integridade.[1] 1. Durante os estudos sobre a introdução dos sistemas operacionais, verificamos sua importância para a utilização do computador. Assim, defina: quais as principais razões para se estudar Sistemas Operacionais? 2. O que um sistema operacional faz? 3. Quais são as principais funções do Sistema Operacional? Explique-as. 4. Defina o conceito de uma máquina de níveis ou camadas. 5. Descreva o processo de ativação do sistema operacional. 6. Qual a importância dos aplicativos para o sistema operacional? 7. A partir de quais dispositivos é possível realizar a carga do sistema operacional? 8. Descreva o processo de boot. 9. O que é o bootstrap? [1] MACHADO, F.B. e MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. local? LTC, [2] SILBERSCHATZ, A., GALVIN, P.B., GAGNE, G. Fundamentos de Sistemas Operacionais. 6.ed. local? LTC, [3] TANENBAUM, A.S. Sistemas Operacionais Modernos. 2.ed. local? Pearson Brasil, 2007.

16 16 Everson Scherrer Borges _

17 Tipos de Sistemas Operacionais Caro aluno, esta é a segunda aula. Nela, veremos os tipos de Sistemas Operacionais, e isso é importante para entendermos as diferentes aplicações, conceitos e funcionalidades que envolvem os Sistemas Operacionais. As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram, as criam. (Bernard Shaw) Bom estudo! 2.1 Introdução A evolução dos hardwares relaciona-se diretamente com a evolução dos sistemas operacionais, que popularizou diversos conceitos e técnicas, antes só conhecida em ambientes de grande porte. Os sistemas operacionais podem ser classificados segundo diversos parâmetros e perspectivas, como tamanho, velocidade, suporte a recursos específicos, suporte a usuários, acesso à rede, etc. Esses sistemas são divididos em grupos, conforme a Figura 5, e estão relacionados com o tipo de computador que controlam e o tipo de aplicativos que suportam. Tipos de Sistemas Operacionais Sistemas Monoprogramáveis/ Monotarefa Sistemas Monoprogramáveis/ Multitarefa Sistemas com Múltiplos Processadores Figura 5: Tipos de Sistemas Operacionais Fonte: Machado e Maia, Adaptação.

18 18 Everson Scherrer Borges 2.2 Sistemas Monoprogramáveis / Monotarefa Os primeiros sistemas operacionais eram tipicamente voltados para a execução de um único programa. Qualquer outra aplicação, para ser executada, deveria aguardar o término do programa corrente. [1] Aqueles tipos de sistema, também conhecidos como sistemas monotarefa, caracterizavam-se por permitir que todos os recursos do sistema computacional (o processador, a memória e os periféricos) permanecessem exclusivamente dedicados à execução de um único programa ou a uma única tarefa. Neles, enquanto um programa aguardava por um evento, como a digitação de um dado, o processador permanecia ocioso, sem realizar qualquer tipo de processamento. A memória ficava subutilizada caso o programa não a preenchesse totalmente, e os periféricos, como discos e impressoras, dedicados a um único usuário, nem sempre eram utilizados de forma integral. Nos sistemas monotarefa, não existia muita preocupação com problemas decorrentes do compartilhamento de recursos como memória, processador e dispositivos de E/S. A Figura 6 mostra a organização de um sistema Monoprogramável ou Monotarefa. Dispositivos de E/S UCP Memória Programa / Tarefa Figura 6: Sistemas Monoprogramáveis / Monotarefa Fonte: Machado e Maia, Adaptação

19 Sistemas Operacionais 19 O sistema operacional monotarefa foi criado para que um único usuário pudesse fazer uma coisa por vez. Nos dias atuais, ainda podemos encontrar esses tipos de sistemas operacionais e, embora pareçam um tipo de sistema antigo, ainda existem sistemas operacionais monoprogramáveis ou monotarefa. Um bom exemplo é o sistema operacional Nokia OS S40, que trabalha nos celulares mais simples da Nokia, como no modelo 6212 (Figura 7); outro exemplo é o O Palm OS, dos computadores Palm, um moderno sistema operacional monousuário e monotarefa. Figura 7: Sistemas Monoprogramáveis / Monotarefa Fonte: 2.3 Sistemas Multiprogramáveis / Multitarefa Este é o tipo de sistema operacional mais utilizado em computadores de mesa e notebooks. As plataformas Microsoft Windows e Apple MacOS são exemplos de sistemas operacionais que permitem que um único usuário utilize diversos programas ao mesmo tempo. Por exemplo, é possível para um usuário de Windows escrever uma nota em um software editor de texto ao mesmo tempo em que faz download de um arquivo da internet e impressão de um . Verificamos que nesse tipo de sistema, os recursos computacionais são compartilhados entre diversos usuários e aplicativos. Neles, enquanto um programa espera uma operação de leitura ou gravação em disco, outros programas podem estar sendo processados simultaneamente, ou seja, no mesmo intervalo de tempo.

20 20 Everson Scherrer Borges Podemos observar, nesse caso, o compartilhamento da memória e do processador. O sistema operacional se preocupa em gerenciar o acesso concorrente aos seus recursos, como memória, processador e periféricos, de forma ordenada e protegida, entre os diversos programas.[1] O uso de sistemas multiprogramáveis proporciona a redução de tempo de resposta das aplicações processadas no sistema e a redução de custo. Sistemas multiprogramáveis, embora sejam mais eficientes que os monoprogramáveis, são de implementação muito mais difícil. De acordo do número de usuários que estão interagindo com o sistema, podemos classificar os sistemas multiprogramáveis como monousuário e multiusuário. Sistemas multiprogramáveis monousuário são encontrados em computadores pessoais ou em estações de trabalho, onde há apenas um único usuário interagindo com o sistema. Neste caso, existe a possibilidade da execução de diversas tarefas ao mesmo tempo, como a edição de texto, uma impressão e o acesso à Internet. [1] Sistemas operacionais multiprogramáveis multiusuário (Figura 8), são ambientes que possibilitam que diversos usuários possam conectar-se ao sistema de forma simultânea Programa / Tarefa Dispositivos de E/S Programa / Tarefa UCP Memória Programa / Tarefa Programa / Tarefa Figura 8: Sistemas Multiprogramáveis / Multitarefa Fonte: Machado e Maia, Adaptação Sistemas operacionais multiprogramáveis são os mais utilizados em computadores de mesa e notebooks. Um sistema operacional multitarefa permite que diversos programas utilizem simultaneamente os recursos do computador. O sistema operacional deve se certificar de que as solicitações de vários programas estejam balanceadas.

21 Sistemas Operacionais 21 Os ambientes multiprogramáveis ou multitarefa classificam-se pela forma com que suas aplicações são gerenciadas ou interadas com os usuários, podendo ser divididos em sistemas batch, de tempo compartilhado ou de tempo real Sistemas Batch Foram os primeiros sistemas operacionais multiprogramáveis a serem implementados na década de Os programas, que também eram chamados de jobs, eram submetidos para execução através de cartões perfurados, e eram armazenados em disco ou fita, onde aguardavam para serem processados. Posteriormente, em função da disponibilidade de espaço na memória principal, os jobs eram executados produzindo uma saída em disco ou fita. [1] Este tipo de processamento tem a característica de não interagir com o usuário e a aplicação. Todas as entradas e saídas de dados da aplicação são implementadas por algum tipo de memória secundária. Atualmente, os sistemas operacionais implementam e simulam o processamento batch, não existindo sistemas exclusivamente dedicados a este tipo de processamento. [1] Sistemas de Tempo Compartilhado Sistemas de tempo compartilhado ou time-sharing possibilitam a execução de diversos programas a partir da divisão do tempo de processamento em intervalos, chamados fatia de tempo (time-slice). Caso a fatia de tempo não seja satisfatória para a conclusão da execução do programa, este tempo é interrompido pelo sistema operacional e substituído por um outro, enquanto fica aguardando por uma nova fatia de tempo. Com isso, o sistema cria um ambiente de trabalho próprio, dando a impressão de que todo o sistema está dedicado, exclusivamente, para cada usuário. Grande parte dos aplicativos comerciais ultimamente são processados em sistemas de tempo compartilhado, que permitem tempos curtos de respostas a seus usuários, e menores custos em função da utilização compartilhada dos diversos recursos do sistema Sistemas de Tempo Real Nos sistemas de tempo real ou real-time, os tempos de resposta devem estar dentro de limites rígidos, que devem ser satisfeitos. Caso contrário, poderão ocorrer problemas irreparáveis. Neste tipo de sistema, não existe

22 22 Everson Scherrer Borges a idéia de pedaço/fatia de tempo. Um programa utiliza o processador durante o tempo que for necessário ou até que apareça outro cujo uso seja prioritário. A autoridade ou prioridade de execução é definida pelo próprio programa/ aplicativo e não pelo sistema operacional, como nos sistemas de tempo compartilhado. Esses sistemas, normalmente, estão presentes em aplicações de controle de processos, como no monitoramento de refinarias de petróleo, controle de tráfego aéreo, de usinas termoelétricas e nucleares, ou em qualquer aplicação onde o tempo de respostas é fator fundamental. [1] (RTOS - Real-time operating system). É o Sistema Operacional de Tempo Real, utilizado para controlar máquinas, instrumentos científicos e sistemas industriais. Geralmente, um RTOS não tem uma interface muito simples para o usuário e não é destinado para o usuário final, pois esse tipo de sistema é entregue como uma caixa selada. A função do RTOS é gerenciar os recursos do computador para que uma operação específica seja sempre executada durante um mesmo período de tempo. Numa máquina complexa, se uma parte se move mais rapidamente só porque existem recursos de sistema disponíveis, isto pode ser tão catastrófico quanto se uma parte não conseguisse se mover porque o sistema está ocupado. 2.4 Sistemas Com Multiprocessadores Sistema monoprocessado - Caracteriza-se por possuir um único processador, sendo este controlado pelo sistema operacional instalado. Ex.: Microcomputador PC com Windows 98. Sistema multiprocessado - Caracteriza-se por possuir mais de um processador, sendo que estes podem compartilhar o mesmo sistema operacional, ou cada um pode possuir o seu próprio sistema. A principal vantagem desse tipo de sistema é permitir que vários processos possam ser executados simultaneamente, sem a necessidade de compartilhamento do tempo do processador, ou então que um determinado processo possa ser dividido entre as unidades de processamento para agilizar a sua conclusão.

23 Sistemas Operacionais 23 Como o sistema operacional é responsável por gerenciar a execução das tarefas, deve estar devidamente adaptado para operar em sistemas com mais de uma unidade de processamento, para poder distribuir a execução dos programas e maximizar a utilização dos recursos disponíveis. A construção de Sistemas com suporte a Múltiplos processadores foi feita pensando-se em aplicações voltadas para o processamento científico, exploração de minerais e petróleo, simulações e computação gráfica. Grande parte dos supercomputadores instalados ao redor do mundo está em uso em Laboratórios de Pesquisa dos EUA, Europa e Japão, e em grandes empresas como Dupont, Petrobrás, entre outras. Os Sistemas com múltiplos processadores são divididos, conforme Figura 9. Tipos de Sistemas Operacionais Sistemas Monoprogramáveis/ Monotarefa Sistemas com Múltiplos Processadores Sistemas Assimétricos Sistemas Simétricos Sistemas Operacionais de Redes Sistemas Operacionais de Distribuídos Figura 9: Sistemas com Múltiplos Processadores Fonte: Machado e Maia, Adaptação Sistemas Fortemente Acoplados Nos sistemas fortemente acoplados (Figura 10), existem vários processadores compartilhando uma única memória e gerenciados por apenas um sistema operacional. Múltiplos processadores permitem que vários programas sejam executados ao mesmo tempo, ou que um programa seja dividido em subprogramas, para execução simultânea em mais de um processador. Dessa forma, é possível ampliar a capacidade de computação de um sistema, adicionando-se apenas novos processadores, com um custo muito inferior à aquisição de outros computadores.[1]

24 24 Everson Scherrer Borges Com a introdução do multiprocessamento, novos problemas surgiram, pois vários processadores podem acessar as mesmas áreas de memória, e a isso chamamos de concorrência. Além disso, existe o problema de organizar, de forma eficiente, os processadores, a memória e os periféricos. Em decorrência do multiprocessamento, houve o aparecimento dos computadores voltados, principalmente, para processamento científico, aplicado, por exemplo, ao desenvolvimento aeroespacial, à prospecção de petróleo, às simulações, ao processamento de imagens e a CAD (desenhos técnicos). A princípio, qualquer programa que faça uso intensivo do processador será beneficiado pela adição de processadores ao sistema computacional. UCP Memória UCP Dispositivos de E/S Dispositivos de E/S Figura 10: Sistemas Fortemente Acoplados Fonte: Machado e Maia, Adaptação Sistemas Assimétricos No sistema assimétrico ou mestre/escravo (Figura 11), somente um processador (mestre) pode executar serviços do sistema operacional, como, por exemplo, realizar operações de entrada/saída, gerenciar processos, inicializar o sistema. Sempre que um processador do tipo escravo precisar realizar uma operação de entrada/saída ou escalonar um processo terá que solicitar o serviço ao processador mestre. Dependendo da quantidade de operações de entrada/saída destinadas aos processadores escravos, o sistema pode se tornar ineficiente, devido ao elevado número de interrupções que deverão ser tratadas pelo mestre.

Sistemas Operacionais Introdução. Professora: Michelle Nery

Sistemas Operacionais Introdução. Professora: Michelle Nery Sistemas Operacionais Introdução Professora: Michelle Nery Área de Atuação do Sistema Operacional Composto de dois ou mais níveis: Tipo de Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Monotarefas Sistemas

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 4 Tipos de SO Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br SO - Prof. Edilberto Silva Os Sistemas Operacionais podem ser assim classificados: SO - Prof. Edilberto Silva

Leia mais

1.2 Tipos de Sistemas Operacionais

1.2 Tipos de Sistemas Operacionais 1.2 Tipos de Operacionais Tipos de Operacionais Monoprogramáveis/ Monotarefa Multiprogramáveis/ Multitarefa Com Múltiplos Processadores 1.2.1 Monoprogramáveis/Monotarefa Os primeiros sistemas operacionais

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 03 Tipos de Sistemas Operacionais Maxwell Anderson Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Tipos de Sistemas Operacionais Os tipos de sistemas operacionais e a sua

Leia mais

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves 1 Tipos de Sistemas Operacionais Os tipos de sistemas operacionais e sua evolução estão relacionados diretamente com a evolução do hardware e das

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 01 Assunto: Tipos de Sistemas Operacionais UNIBAN

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 01 Assunto: Tipos de Sistemas Operacionais UNIBAN SISTEMAS OPERACIONAIS Apostila 01 Assunto: Tipos de Sistemas Operacionais UNIBAN 2.0 - INTRODUÇÃO Os tipos de sistemas operacionais e sua evolução estão intimamente relacionados com a evolução do hardware

Leia mais

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Sistemas Operacionais 2014 Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Roteiro Sistemas Operacionais Histórico Estrutura de SO Principais Funções do SO Interrupções Chamadas de Sistema

Leia mais

VI - Introdução aos Sistemas Operacionais

VI - Introdução aos Sistemas Operacionais VI - Introdução aos Sistemas Operacionais Consiste de um ou um conjunto de programas que compõem o software básico do computador e cuja finalidade é a de executar os programas aplicativos e de servir de

Leia mais

Sistemas Operacionais Carlos Eduardo Portela Serra de Castro

Sistemas Operacionais Carlos Eduardo Portela Serra de Castro Introdução Sistemas Operacionais 1 Sistema Operacional: Um conjunto de programas, executado pelo computador como os outros programas. Função: Controlar o funcionamento do computador, disponibilizando seus

Leia mais

7 Processos. 7.1 Introdução

7 Processos. 7.1 Introdução 1 7 Processos 7.1 Introdução O conceito de processo é a base para a implementação de um sistema multiprogramável. O processador é projetado apenas para executar instruções, não se importando com qual programa

Leia mais

Classificação de SO (Sistemas Operacionais) Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.

Classificação de SO (Sistemas Operacionais) Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu. Classificação de SO (Sistemas Operacionais) Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Agenda Classificação de SO quanto a: Interface Processamento Tarefas

Leia mais

Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão

Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão Prof. Kleber Rovai 1º TSI 22/03/2012 Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão 1. Como seria utilizar um computador sem um sistema operacional? Quais são suas duas principais funções? Não funcionaria.

Leia mais

Apresentação. Ementa da Disciplina. Objetivo da Disciplina. DCA-108 Sistemas Operacionais

Apresentação. Ementa da Disciplina. Objetivo da Disciplina. DCA-108 Sistemas Operacionais DCA-108 Sistemas Operacionais Luiz Affonso Guedes www.dca.ufrn.br/~affonso affonso@dca.ufrn.br Apresentação Disciplina básica do curso de Engenharia de Computação Carga-horária: 60h teóricas Associadas

Leia mais

Introdução. Nível do Sistema Operacional. Introdução. Um Sistema Operacional... Introdução a Sistemas Operacionais

Introdução. Nível do Sistema Operacional. Introdução. Um Sistema Operacional... Introdução a Sistemas Operacionais Introdução Nível do Sistema Operacional (Aula 14) Introdução a Sistemas Operacionais Hardware Provê os recursos básicos de computação (CPU, memória, E/S,etc.) Programas (aplicações) Definem as maneiras

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais O que se espera de um sistema de computação? Execução de programas de usuários Permitir a solução de problemas Sistema Operacional (SO) é um programa colocado entre o hardware do

Leia mais

Sistemas Operacionais. INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR

Sistemas Operacionais. INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR Sistemas Operacionais INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR 1 Introdução O que se espera de um sistema de computação? Execução de programas de usuários Permitir a solução de problemas

Leia mais

Sistemas Operacionais. Alexandre Meslin meslin@inf.puc-rio.br

Sistemas Operacionais. Alexandre Meslin meslin@inf.puc-rio.br Sistemas Operacionais Alexandre Meslin meslin@inf.puc-rio.br Ementa Apresentação do curso Cap1 - Visão Geral Cap2 - Conceitos de Hardware e Software Cap3 - Concorrência Cap4 - Estrutura do Sistema Operacional

Leia mais

Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos

Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos Disciplina: Introdução à informática Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 3 1. ARQUITETURA DO COMPUTAÇÃO- SOFTWARE Vimos nos capítulos anteriores que durante muitas décadas vários projetos foram realizados para

Leia mais

Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3) Layout da MP em Sistemas de Lotes. Minimizar o tempo de resposta

Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3) Layout da MP em Sistemas de Lotes. Minimizar o tempo de resposta 1 Mono e multiprogramação Introdução Classificação (Aula 2) Recap Sistemas Máquina Profa. Patrícia Gerenciador D. CostaLPRM/DI/UFES Provê Fornece Compartilhamento programador máquina justa recursos Operacionais

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Introdução Um sistema operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O propósito

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Classificação dos Sistemas Operacionais Classificação Os sistemas operacionais podem ser classificados segundo diversos parâmetros e perspectivas.

Leia mais

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO

LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS. PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO LABORATÓRIO DE SISTEMAS OPERACIONAIS PROFª. M.Sc. JULIANA HOFFMANN QUINONEZ BENACCHIO Sistemas Operacionais Conteúdo retirado de: SOsim: SIMULADOR PARA O ENSINO DE SISTEMAS OPERACIONAIS Luiz Paulo Maia

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 02 - Estrutura dos Sistemas Operacionais. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 02 - Estrutura dos Sistemas Operacionais. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 02 - Estrutura dos Sistemas Operacionais Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

Noções de Software. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com)

Noções de Software. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Software André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) 1 Noções de Software; Sistemas Operacionais: Evolução; Conceitos Básicos; Tipos; Exemplos. DEINFO/UFRPE

Leia mais

Um sistema é constituído de um conjunto de processos que executam seus respectivos códigos do sistema operacional e processos e códigos de usuários.

Um sistema é constituído de um conjunto de processos que executam seus respectivos códigos do sistema operacional e processos e códigos de usuários. Os sistemas computacionais atuais permitem que diversos programas sejam carregados na memória e executados simultaneamente. Essa evolução tornou necessário um controle maior na divisão de tarefas entre

Leia mais

EXEMPLO: Processo para atualização da hora Processo para monitoramento da necessidade de proteção de tela. Figura 4-1 - Exemplo

EXEMPLO: Processo para atualização da hora Processo para monitoramento da necessidade de proteção de tela. Figura 4-1 - Exemplo 4 PROCESSOS Os primeiros sistemas operacionais permitiam que apenas um processo fosse executado por vez. Dessa maneira, este processo tinha todo o sistema computacional a sua disposição. Os atuais sistemas

Leia mais

Sistemas Operacionais valnaide@dca.ufrn.br kliger@dca.ufrn.br affonso@dca.ufrn.br

Sistemas Operacionais valnaide@dca.ufrn.br kliger@dca.ufrn.br affonso@dca.ufrn.br Sistemas Operacionais valnaide@dca.ufrn.br kliger@dca.ufrn.br affonso@dca.ufrn.br INTRODUÇÃO O que é um sistema operacional? História dos sistemas operacionais Conceitos dos Sistemas Operacionais Estrutura

Leia mais

Apresentação da disciplina. Sistemas Operacionais I N. A disciplina. O Professor. Áreas de atuação na pesquisa. Referências bibliográficas básicas

Apresentação da disciplina. Sistemas Operacionais I N. A disciplina. O Professor. Áreas de atuação na pesquisa. Referências bibliográficas básicas 1 Apresentação da disciplina Sistemas Operacionais I N Prof. Marcelo Johann 2009/2 O professor A disciplina Bibliografia Cronograma Avaliação Trabalhos Regras do jogo Introdução: Sistemas Operacionais

Leia mais

Tipos de sistemas operacionais

Tipos de sistemas operacionais Tipos de sistemas operacionais Sistemas Operacionais de Computadores de Grande Porte Sistemas Operacionais para Servidores Sistemas Operacionais de Multiprocessadores Sistemas Operacionais para Computadores

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Evolução Edson Moreno edson.moreno@pucrs.br http://www.inf.pucrs.br/~emoreno Sumário Introdução Componentes de um sistema computacional Conceituação Características desejáveis Organização

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais. Processos. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2007. Unidade 02-002 Processos

Fundamentos de Sistemas Operacionais. Processos. Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2007. Unidade 02-002 Processos Processos Prof. Edwar Saliba Júnior Março de 2007 1 Processos Programa em execução: processos do próprio sistema (SYSTEM no gerenciador de tarefas); processos do usuário; Sistemas multiprogramáveis: muitos

Leia mais

Sistema Operacional. Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais

Sistema Operacional. Processo e Threads. Prof. Dr. Márcio Andrey Teixeira Sistemas Operacionais Sistema Operacional Processo e Threads Introdução a Processos Todos os computadores modernos são capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Enquanto executa um programa do usuário, um computador pode

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Prof. Ms. Márcio Andrey Teixeira A Caracterização dos Sistemas Funções do S.O Administração de Processos Administração da Memória Principal Administração do Armazenamento Secundário Administração

Leia mais

A Evolução dos Sistemas Operacionais

A Evolução dos Sistemas Operacionais Capítulo 3 A Evolução dos Sistemas Operacionais Neste capítulo, continuaremos a tratar dos conceitos básicos com a intensão de construirmos, agora em um nível mais elevado de abstração, o entendimento

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais 7 Sistemas Operacionais 7.1 Fundamentos da ciência da computação Cengage Learning Objetivos 7.2 Compreender o papel do sistema operacional. Compreender o processo de inicialização para carregar o sistema

Leia mais

O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais. Visão geral de um sistema computacional

O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais. Visão geral de um sistema computacional O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais Laboratório de Sistemas Operacionais Aula 1 Flávia Maristela (flavia@flaviamaristela.com) Tudo o que já vimos antes... Introdução

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operacionais. Computador = hardware + software. Como é formado o meu computador? E como estes componentes se comunicam?

Introdução aos Sistemas Operacionais. Computador = hardware + software. Como é formado o meu computador? E como estes componentes se comunicam? Como é formado o meu computador? Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores e Software Básico Aula 1 Flávia Maristela (flavia@flaviamaristela.com) Mouse Teclado Monitor Placa de vídeo

Leia mais

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Tecnologias em Informática 2o Semestre Sistemas Operacionais Prof. Cid R Andrade Sumário Conhecer

Leia mais

SO - Conceitos Básicos. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola

SO - Conceitos Básicos. Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola SO - Conceitos Básicos Introdução ao Computador 2010/01 Renan Manola Definição de SO É uma camada de software que opera entre o hardware e os programas aplicativos voltados ao usuário final. É uma estrutura

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Programa que atua como um intermediário entre um usuário do computador ou um programa e o hardware. Os 4

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade I Introdução. 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade I Introdução. 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos UFRJ IM - DCC Sistemas Operacionais I Unidade I Introdução 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos 1 ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE Introdução Conceituação de SO Funções Básicas Breve Histórico Tipos de SO Fundamentos

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional O conteúdo deste documento tem por objetivo apresentar uma visão geral

Leia mais

Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais

Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais Ivanovitch Medeiros Dantas da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação DCA0800 - Algoritmos e

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I UFRJ IM - DCC Sistemas Operacionais I Unidade I 18/9/2009 Prof. Antonio Carlos Gay Thomé Prof. Aux. Simone Markenson Pech 1 ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE Conceituação de SO Funções Básicas Breve Histórico Tipos

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Sistemas Operacionais: Software Oculto Introdução a Computação Sistemas Operacionais Serve como um intermediário entre o hardware e os softwares aplicativos. Sistema Operacional Software de sistemas Kernel

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Computacionais Introdução

Fundamentos de Sistemas Computacionais Introdução Fundamentos de Sistemas Computacionais Introdução Prof. Eduardo Alchieri Sistema Computacional Hardware Software Usuários Um ou mais processadores, memória, discos, impressoras, teclado, mouse, monitor,

Leia mais

01/04/2012. Voltar. Voltar

01/04/2012. Voltar. Voltar Introdução à Informática Capítulo 3 Sistemas Operacionais: Software em Segundo Plano Objetivos Descrever as funções de um sistema operacional. Explicar os fundamentos do sistema operacional de um computador.

Leia mais

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT O que é um Sistema Operacional? Um software que abstrai as complexidades do hardware de um usuário/programador

Leia mais

Introdução a Computação 07 Sistemas operacionais. Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br

Introdução a Computação 07 Sistemas operacionais. Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br Introdução a Computação 07 Sistemas operacionais Márcio Daniel Puntel marcio.puntel@ulbra.edu.br O que é? Pra que serve? Onde se usa? Como funciona? O que é? Uma coleção de programas Inicia e usa do HW

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores Aula 04: Sistema Operacional Material Didático do Livro: Introdução à Informática Capron,, H. L. e Johnson, J. A Pearson Education Sistemas Operacionais: Software Oculto Serve

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Engenharia Ambiental Prof.: Maico Petry SISTEMAS OPERACIONAIS DISCIPLINA: Informática Aplicada DEFINIÇÃO É um programa de controle do computador. O

Leia mais

Chamadas de Sistema e Processo

Chamadas de Sistema e Processo Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Chamadas de Sistema e Processo Estrutura do Computador Sistemas Operacionais Estrutura do Computador Sistemas Operacionais Modos de Acesso ao S.O.

Leia mais

Software. Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS

Software. Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS Software Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS ESQUEMA DE UM SISTEMA DE COMPUTADOR Unidades de Entrada - Teclado - Scanner - Caneta Ótica - Leitora

Leia mais

Introdução aos Sistemas

Introdução aos Sistemas Introdução Introdução aos Sistemas Operacionais 1 2 3... n Ambientes Operacionais Prof. Simão Sirineo Toscani stoscani@inf.pucrs.br www.inf.pucrs.br/~stoscani Compilador Editor de texto Browser Programas

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1.1 Introdução

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1.1 Introdução Sistemas Operacionais Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1.1 Introdução Tipos de Sistemas Operacionais Sistemas Monoprogramáveis / Monotarefa Voltados tipicamente para a execução de um único programa.

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1.2 Aspectos Gerais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1.2 Aspectos Gerais Sistemas Operacionais Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1.2 Aspectos Gerais Estrutura do Sistema Operacional Principais Funções do Sistema Operacional Tratamento de interrupções e exceções Criação e

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS CAPÍTULO 3 CONCORRÊNCIA

SISTEMAS OPERACIONAIS CAPÍTULO 3 CONCORRÊNCIA SISTEMAS OPERACIONAIS CAPÍTULO 3 CONCORRÊNCIA 1. INTRODUÇÃO O conceito de concorrência é o princípio básico para o projeto e a implementação dos sistemas operacionais multiprogramáveis. O sistemas multiprogramáveis

Leia mais

Fundamentos da Informática

Fundamentos da Informática 1 PROCESSAMENTO DE DADOS I - FUNDAMENTOS A) CONCEITO DE INFORMÁTICA - é a ciência que estuda o tratamento automático e racional da informação. B) PROCESSAMENTO DE DADOS 1) Conceito Processamento de dados

Leia mais

Chamadas de Sistema e Processo

Chamadas de Sistema e Processo Andrique Amorim www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Chamadas de Sistema e Processo Estrutura do Computador Sistemas Operacionais Estrutura do Computador Sistemas Operacionais Modos de Acesso ao S.O.

Leia mais

1. INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS OPERACIONAIS. 1.1 Introdução

1. INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS OPERACIONAIS. 1.1 Introdução 1. INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS OPERACIONAIS 1.1 Introdução Programas de Aplicação: desenvolvidos pelo usuário. Programas Utilitários: ferramentas de auxílio às aplicações. Programa: conjunto de comandos com

Leia mais

Visão Geral de Sistemas Operacionais

Visão Geral de Sistemas Operacionais Visão Geral de Sistemas Operacionais Sumário Um sistema operacional é um intermediário entre usuários e o hardware do computador. Desta forma, o usuário pode executar programas de forma conveniente e eficiente.

Leia mais

Sistemas Operacionais - Prof. Fabricio Alessi Steinmacher - email:fsteinmacher@gmail.com OBJETIVOS OPERACIONAIS. fsteinmacher@gmail.

Sistemas Operacionais - Prof. Fabricio Alessi Steinmacher - email:fsteinmacher@gmail.com OBJETIVOS OPERACIONAIS. fsteinmacher@gmail. SISTEMAS Introdução a Sistemas Operacionais Prof. Fabricio Alessi Steinmacher - email: OBJETIVOS Identificar as funções e os componentes de um Sistema Operacional; Diferenciar os tipos de Sistemas Operacionais

Leia mais

AULA 3 Introdução ao Software

AULA 3 Introdução ao Software AULA 3 Introdução ao Software Disciplina: Introdução à Informática Professor: Gustavo Leitão Email: gustavo.leitao@ifrn.edu.br Introdução ao Software Conteúdo: Conceito de Software Classificação de Softwares

Leia mais

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1 Sistema Operacional Slide 1 Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos do computador (CPU, dispositivos periféricos). Estabelece

Leia mais

O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais. Mas afinal, para que serve um sistema operacional? Gerenciando o hardware (--

O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais. Mas afinal, para que serve um sistema operacional? Gerenciando o hardware (-- O que veremos nesta aula? Principais Aspectos de Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores e Software Básico Flávia Maristela (flavia@flaviamaristela.com) Tudo o que já vimos antes... Visão interna

Leia mais

Arquitetura de Sistemas Operacionais

Arquitetura de Sistemas Operacionais Arquitetura de Sistemas Operacionais Francis Berenger Machado / Luiz Paulo Maia Processo Profº Antonio Carlos dos S. Souza Estrutura do Processo Contexto de Software Contexto de Hardware Programa Espaço

Leia mais

TI Básico. Sistemas Operacionais. Professor: Ricardo Quintão e-mail: rgquintao@gmail.com Site: www.rgquintao.com.br

TI Básico. Sistemas Operacionais. Professor: Ricardo Quintão e-mail: rgquintao@gmail.com Site: www.rgquintao.com.br TI Básico Sistemas Operacionais Professor: Ricardo Quintão e-mail: rgquintao@gmail.com Site: www.rgquintao.com.br Objetivos dos Sistemas Operacionais Esconder a Complexidade do Hardware. Devido a grande

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Caderno de Atividades e Interatividades

SISTEMAS OPERACIONAIS. Caderno de Atividades e Interatividades SISTEMAS OPERACIONAIS Caderno de s e Interatividades Ação Educacional Claretiana, 2010 Batatais (SP) Trabalho realizado pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais (SP) Cursos: Graduação Disciplina:

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais SINCRONIZAÇÃO E COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS MACHADO/MAIA: CAPÍTULO 07, PÁGINA 101 Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional sistemas multiprogramáveis Os sistemas multiprogramáveis

Leia mais

Sistemas Operacionais Processos e Threads

Sistemas Operacionais Processos e Threads Sistemas Operacionais Processos e Threads Prof. Marcos Monteiro, MBA http://www.marcosmonteiro.com.br contato@marcosmonteiro.com.br 1 Estrutura de um Sistema Operacional 2 GERÊNCIA DE PROCESSOS Um processo

Leia mais

1 http://www.li.facens.br/eletronica

1 http://www.li.facens.br/eletronica I. SISTEMAS OPERACIONAIS... 2 1. INTRODUÇÃO... 2 2. FUNCIONAMENTO... 2 AUTOTESTE... 3 BOOT... 3 3. TIPOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS... 4 3.1 SISTEMAS MONOPROGRAMÁVEIS / MONOTAREFA... 5 3.2 SISTEMAS MULTIPROGRAMÁVEIS/MULTITAREFA...

Leia mais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1º Estudo Dirigido Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1. Defina um sistema operacional de uma forma conceitual correta, através de suas palavras. R: Sistemas Operacionais são programas de

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br

Edeyson Andrade Gomes. www.edeyson.com.br Sistemas Operacionais Histórico e Estruturas Edeyson Andrade Gomes www.edeyson.com.br Roteiro da Aula Histórico de SOs Tipos de SOs Estruturas de SOs 2 Histórico de SOs Baseado em Francis Machado e Luiz

Leia mais

Classificação Quanto. Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3)

Classificação Quanto. Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3) 1 Mono e multiprogramação Introdução Classificação (Aula 2) Recap Sistemas Máquina Profa. Patrícia Gerenciador D. CostaLPRM/DI/UFES Provê Fornece Compartilhamento programador máquina justa recursos Operacionais

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 1 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Módulo 1 Sistemas Operacionais 1 Sistema computacional Sistemas feitos para resolver problemas Problema: como obter determinado resultado, com base em dados

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação Faculdade de Ciências e Tecnologia Departamento de Matemática e Computação Bacharelado em Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Aula 05 Rogério Eduardo Garcia (rogerio@fct.unesp.br)

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN

SISTEMAS OPERACIONAIS. Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN SISTEMAS OPERACIONAIS Apostila 03 Estrutura do Sistema Operacional UNIBAN 1.0 O Sistema Operacional como uma Máquina Virtual A arquitetura (conjunto de instruções, organização de memória, E/S e estrutura

Leia mais

Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Gerência do Processador

Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Gerência do Processador Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Gerência do Processador A partir do momento em que diversos processos podem

Leia mais

Sistema Operacional. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Sistema Operacional. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sistema Operacional Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Tipos de Sistemas Operacionais; Escalonamento; Gerenciamento de Memória; Bibliografia. Prof. Leonardo Barreto Campos 2/25 Introdução

Leia mais

Noções básicas de Informática: Software

Noções básicas de Informática: Software Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Noções básicas de Informática: Software DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros 1 Sobre

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Tipos de Software e vírus Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http:// Software......é um agrupamento de comandos escritos em uma linguagem de programação. Estes

Leia mais

Sistemas Operacionais Conceitos Básicos

Sistemas Operacionais Conceitos Básicos 1. Sistema Computacional: HARDWARE + SOFTWARE. Sistemas Operacionais Conceitos Básicos Hardware: Principais elementos de hardware de um Sistema Computacional: Processador Memória principal Dispositivos

Leia mais

Nível 3 Sistema Operacional

Nível 3 Sistema Operacional Nível 3 Sistema Operacional Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Organização de Computadores Prof. André Luiz 1 Nível

Leia mais

Sistemas Operacionais Gerência de Processos

Sistemas Operacionais Gerência de Processos Sistemas Operacionais Gerência de Processos Dierone C.Foltran Jr. prof.dierone at gmail.com Sistemas Operacionais 1 Introdução O que se espera de um sistema de computação? Execução de programas de usuários

Leia mais

Nível do Sistema Operacional

Nível do Sistema Operacional Nível do Sistema Operacional (Aula 14) Introdução a Sistemas Operacionais Roberta Lima Gomes - LPRM/DI/UFES Sistemas de Programação I Eng. Elétrica 2007/1 Introdução Hardware Provê os recursos básicos

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operacionais

Introdução aos Sistemas Operacionais Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Dr. José Luís Zem Prof. Dr. Renato Kraide Soffner Prof. Ms. Rossano Pablo Pinto Faculdade de Tecnologia de Americana Centro Paula Souza Tópicos O que é um Sistema

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto O SUPORTE DO PROCESSAMENTO O primeiro tipo de sistema operacional (1956) permitia entrar com diversas tarefas ao mesmo tempo e essas tarefas assim agrupadas

Leia mais

Gerência de Processador

Gerência de Processador Gerência de Processador Prof. Edwar Saliba Júnior Junho de 2009 Unidade 03-003 Gerência de Processador 1 Introdução Com o surgimento dos sistemas multiprogramáveis, onde múltiplos processos poderiam permanecer

Leia mais

Programação Concorrente Processos e Threads

Programação Concorrente Processos e Threads Programação Concorrente Processos e Threads Prof. Eduardo Alchieri Processos O conceito mais central em qualquer sistema operacional é o processo Uma abstração de um programa em execução Um programa por

Leia mais

Profs. Deja e Andrei

Profs. Deja e Andrei Disciplina Sistemas Distribuídos e de Tempo Real Profs. Deja e Andrei Sistemas Distribuídos 1 Conceitos e Projetos de Sistemas Distribuídos Objetivos: Apresentar uma visão geral de processamento distribuído,

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional Sistemas Operacionais Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional INTRODUÇÃO Sistema Operacional (S.O.) Aplicativos Formado por um conjunto de rotinas que oferecem serviços aos usuários, às aplicações

Leia mais

Sistemas Operativos. Princípios de sistemas operativos. Rui Maranhão (rma@fe.up.pt)

Sistemas Operativos. Princípios de sistemas operativos. Rui Maranhão (rma@fe.up.pt) Sistemas Operativos Princípios de sistemas operativos Rui Maranhão (rma@fe.up.pt) Agenda objectivos de um computador objectivos de um sistema operativo evolução dos sistemas operativos tipos de sistemas

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais UNIVERSIDADE BANDEIRANTE DE SÃO PAULO INSTITUTO POLITÉCNICO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas Operacionais Notas de Aulas: Tópicos 7 e 8 Estrutura do Sistema Operacional São Paulo 2009 1 Sumário

Leia mais

2. Introdução aos Sistemas Operacionais

2. Introdução aos Sistemas Operacionais 2. Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? 1 Compilador 2 Editor de texto 3 Browser Aplicativos... Sistema Operacional (infraestrutura) Hardware n Quake No passado, a eficiência

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais