CINEMA DE BOLSO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DO CINEMA. Histórico do cinema Formas de cinema Roteiro de cinema (Formato Master Scenes)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CINEMA DE BOLSO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DO CINEMA. Histórico do cinema Formas de cinema Roteiro de cinema (Formato Master Scenes)"

Transcrição

1 CINEMA DE BOLSO

2 CINEMA DE BOLSO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DO CINEMA Histórico do cinema Formas de cinema Roteiro de cinema (Formato Master Scenes) CONCEITOS BÁSICOS PARA REALIZAR UMA FILMAGEM COM CELULAR Luz; foco; plano/contra-plano EDIÇÃO DE VÍDEOS Como transportar o vídeo para o computador; Como fazer uma edição simples utilizando o Windows Movie Maker Como fazer o upload de vídeos.

3 APRESENTAÇÃO Este curso pretende levar você a uma viagem pelo mundo do cinema passando pelo seu nascimento até as grandes produções hollywoodianas. Com dicas básicas de elaboração de um roteiro, criaremos um roteiro básico para o seu filme. Faremos o uso de elementos simples que, com sua criatividade, resultarão num registro único e particular do seu modo de ver o mundo. ÍCONES Durante este curso você encontrará alguns ícones que vão auxiliar na compreensão do texto ou chamar sua atenção para algumas curiosidades e dicas. Fique atento para quando aparecerem as figuras abaixo. VÍDEOS DICAS CURIOSIDADES ATIVIDADES MATERIAL DE APOIO QUIZ

4 INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DO CINEMA Eu vejo gente morta! Que a força esteja com você! Não há lugar como o nosso lar! arte! Se você já ouviu alguma dessas frases então você também é um amante da sétima O cinema existe graças à invenção do cinematógrafo, inventado pelos Irmãos Lumière no fim do século XIX. Em 28 de dezembro de 1895, realizaram a primeira exibição pública e paga da arte do cinema: uma série de dez filmes, com duração de 40 a 50 segundos. Os filmes até hoje mais conhecidos desta primeira sessão chamavam-se "A saída dos operários da Fábrica Lumière" e "A chegada do trem à Estação Ciotat", cujos títulos exprimem bem o seu conteúdo. Apesar de também existirem notícias de projeções um pouco anteriores, de outros inventores (como os irmãos Max e Emil Skladanowsky, na Alemanha), a sessão dos Lumière é aceita pela grande maioria da literatura cinematográfica como o marco inicial da nova arte. O cinema expandiu-se a partir de então pela França, por toda a Europa e Estados Unidos, por intermédio de cinegrafistas enviados pelos irmãos Lumière para captar imagens pelo mundo afora. Assista A saída dos operários da Fábrica Lumière

5 N esta mesma época, Georges Méliès, dono de um teatro nas vizinhanças do local da primeira exibição dos Lumière, quis comprar um cinematógrafo para utilizar em seus espetáculos de magia. Os Lumière não quiseram venderlhe o aparelho: o pai dos irmãos inventores argumentava que o cinematógrafo tinha unicamente finalidade científica e que o mágico teria, por certo, prejuízo se gastasse dinheiro com a máquina para fazer entretenimento. Frustrado, Méliès conseguiu adquirir um aparelho semelhante GEORGES MÉLIÈS na Inglaterra, fabricado por Robert William Paul, tornando-se assim o primeiro grande produtor de filmes de ficção, com narrativas sedutoras e truques aliciantes, destinados ao grande público: os primeiros efeitos especiais da história do cinema. Foi ele o criador da fantasia na produção e realização de filmes. Logo depois, nas duas primeiras décadas do século XX, o diretor estadunidense David W. Griffith, um dos pioneiros de Hollywood, realizou filmes que o levaram a ser considerado pela historiografia cinematográfica o grande responsável pelo desenvolvimento e pela consolidação da linguagem do cinema, como arte independente. Foi ele o primeiro a fazer filmes em que se utilizou a montagem e em que certos movimentos de câmera foram usados com maestria, estabelecendo assim os parâmetros da linguagem cinematográfica, que a partir de então se universalizou. Os russos Dziga Vertov e Sergei Eisenstein darão uma importante e decisiva contribuição para o desenvolvimento das técnicas narrativas e de montagem no cinema. O cinema é considerado uma arte desde a publicação, em 1911, do Manifesto das Sete Artes, do teórico italiano Ricciotto Canudo.

6 A indústria de cinema indiana é a maior do mundo em termos de venda de bilhetes e de número de filmes produzidos (somente em 2011 foram produzidos 1255 longas metragens e 1771 curtas metragens). Os bilhetes de cinema na Índia estão entre os mais baratos do mundo. O cinema baseia-se em projeções públicas de imagens animadas resultante de várias experiências com jogos óticos destacando-se o Thaumatrópio, o Fenacistoscópio o Zootropo e o Praxinoscópio. Em 1876, Eadweard Muybridge fez uma experiência: primeiro colocou 12 e depois 24 câmeras fotográficas ao longo de um hipódromo e tirou várias fotos da passagem de um cavalo. Ele obteve assim a decomposição do movimento em várias fotografias e através de um Zoopraxiscópio pode recompor o movimento. LE GALOP DE DAISY

Produção de Vídeos Didáticos: Tábua de Galton

Produção de Vídeos Didáticos: Tábua de Galton UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas; IFGW Instituto de Física Gleb Watagin; Relatório Final de F 809, Instrumentação para ensino: Produção de Vídeos Didáticos: Tábua de Galton André de Ávila Acquaviva,

Leia mais

REGULAMENTO DO I CONCURSO ESTUDANTIL DE VÍDEO DIGITAL DE ITIQUIRA

REGULAMENTO DO I CONCURSO ESTUDANTIL DE VÍDEO DIGITAL DE ITIQUIRA REGULAMENTO DO I CONCURSO ESTUDANTIL DE VÍDEO DIGITAL DE ITIQUIRA Objetivos: Envolver os estudantes do ensino fundamental e médio, para que sejam promotores e multiplicadores de novas perspectivas acerca

Leia mais

INSTITUTO CASA DA PHOTOGRAPHIA CURSO REFERENCIAL 1. Programa. Turma Sábado. manhnã. outubro

INSTITUTO CASA DA PHOTOGRAPHIA CURSO REFERENCIAL 1. Programa. Turma Sábado. manhnã. outubro INSTITUTO CASA DA PHOTOGRAPHIA CURSO REFERENCIAL 1 2013 Programa. Turma Sábado. manhnã. outubro INSTITUTO CASA DA PHOTOGRAPHIA PROGRAMA DE CURSO. 2013 Criada em 1997, por Marcelo Reis, o Instituto Casa

Leia mais

AÇÃO FORMATIVA EM PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

AÇÃO FORMATIVA EM PRODUÇÃO AUDIOVISUAL AÇÃO FORMATIVA EM PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Fotograma Um Fotograma é cada uma das imagens fotográficas estáticas captadas pelo equipamento de filmagem, as quais, projetadas em uma certa velocidade, produzem

Leia mais

Links para os conteúdos sugeridos neste plano estão disponíveis na aba Saiba Mais.

Links para os conteúdos sugeridos neste plano estão disponíveis na aba Saiba Mais. Ensino Médio A Linguagem do Cinema: Nossa competência para ver. Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem: Links para os conteúdos sugeridos neste plano estão disponíveis na aba Saiba Mais. Conteúdos:

Leia mais

Aula 01. CINEMA: história

Aula 01. CINEMA: história Aula 01 CINEMA: história O cinema Cinema (do grego: κίνημα - kinema: movimento) significa a técnica e a arte de fixar e de reproduzir imagens que suscitam impressão Vídeo A Saída da Fábrica Lumière em

Leia mais

SERIGRAFIA PARA CAPA DE LIVROS

SERIGRAFIA PARA CAPA DE LIVROS CURSOS DE VERÃO SERIGRAFIA PARA CAPA DE LIVROS COORDENAÇÃO Tita Nigrí CARGA HORÁRIA 15 horas IDIOMA Português INÍCIO 23 de janeiro de 2016 TÉRMINO 01 de fevereiro de 2016 AULAS sábado, 23/01 das 10h às

Leia mais

Os 18 maiores segredos da Produção de textos que vão ajudar seus artigos a virarem destaque na internet. VIVER DE BLOG Página 1

Os 18 maiores segredos da Produção de textos que vão ajudar seus artigos a virarem destaque na internet. VIVER DE BLOG Página 1 Os 18 maiores segredos da Produção de textos que vão ajudar seus artigos a virarem destaque na internet VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Você está preparado para escrever artigos memoráveis? Artigos que

Leia mais

Esportes Estéticos e Rítmicos

Esportes Estéticos e Rítmicos Esportes Estéticos e Rítmicos Aula 2 Saltos ornamentais e nado Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Apresentar mais dois esportes da categoria ESPORTES ESTÉTICOS E RÍTMICOS e suas principais regras. 2 Conhecer

Leia mais

Indústria e Industrialização. Prof. Melk Souza

Indústria e Industrialização. Prof. Melk Souza Indústria e Industrialização Prof. Melk Souza A Evolução da Indústria Indústria é a atividade por meio da qual os seres humanos transformam matéria-prima em produtos semi acabado (matéria-prima para outros

Leia mais

Usar procedimentos de estudo, como selecionar informações, resumir e registrar as descobertas por meio de textos e desenhos;

Usar procedimentos de estudo, como selecionar informações, resumir e registrar as descobertas por meio de textos e desenhos; POR QUE MONTAR UM GUIA TURÍSTICO? No projeto "Guia Turístico", os alunos do segundo ciclo produzirão um guia turístico ilustrado sobre o lugar onde vivem, destinado a pessoas da comunidade e turistas.

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): JANETE FASSINI ALVES NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER AUTOR: RUTH ROCHA Competências Objetivo Geral Objetivos específicos Estratégias em Língua Portuguesa

Leia mais

PROJETO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE INSTITUCIONAL 2013-2014. Nathalia Fagundes Jornalista

PROJETO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE INSTITUCIONAL 2013-2014. Nathalia Fagundes Jornalista PROJETO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO E PUBLICIDADE INSTITUCIONAL 2013-2014 Nathalia Fagundes Jornalista O presente material apresenta os trabalhos realizados através da Prestação

Leia mais

CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE

CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE Planificação Anual - 2015-2016 Ensino Básico 9º Ano 2º Ano - Atividade Vocacional FOTOGRAFIA DIGITAL MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS Conteúdos Procedimentos

Leia mais

ORIENTAÇÕES TRABALHO EM EQUIPE. Trabalho em Equipe. Negociação

ORIENTAÇÕES TRABALHO EM EQUIPE. Trabalho em Equipe. Negociação 2015 Trabalho em Equipe Negociação Caros alunos, A seguir colocamos as orientações para a realização do trabalho em equipe. Trabalho em Equipe O trabalho em equipe é uma atividade que deverá ser desenvolvida

Leia mais

A IMAGEM COMO DOCUMENTO HISTÓRICO

A IMAGEM COMO DOCUMENTO HISTÓRICO Projeto Presente! Formação / História 1 A IMAGEM COMO DOCUMENTO HISTÓRICO Texto 1 Cássia Marconi Ricardo Dreguer Os documentos são fundamentais como fontes de informações a serem interpretadas, analisadas

Leia mais

Plano de Aula Integrado com Hipermídia

Plano de Aula Integrado com Hipermídia Plano de Aula Integrado com Hipermídia Sumário Estrutura Curricular Dados da Aula Duração das atividades Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno Estratégias e recursos da aula Recursos

Leia mais

Guia do Professor. Conteúdos Digitais. Audiovisual 01. Série Jornal Numer4l. A Matemática na História

Guia do Professor. Conteúdos Digitais. Audiovisual 01. Série Jornal Numer4l. A Matemática na História Guia do Professor Conteúdos Digitais Audiovisual 01 A Matemática na História Série Jornal Numer4l 1 Coordenação Geral Elizabete dos Santos Autores Emerson Rolkouski Revisão Textual Elizabeth Sanfelice

Leia mais

Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil

Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil Como posso Ganhar Dinheiro na Internet? Tudo começa com um programa que foi implantado no Brasil que possibilitou as pessoas terem acesso a informações que antes estavam somente estavam no conhecimento

Leia mais

É o conjunto de fatores que engloba e coloca em relação atividade a humana de trabalho, o meio ambiente em que se dá a atividade, as prescrições e as

É o conjunto de fatores que engloba e coloca em relação atividade a humana de trabalho, o meio ambiente em que se dá a atividade, as prescrições e as É o conjunto de fatores que engloba e coloca em relação atividade a humana de trabalho, o meio ambiente em que se dá a atividade, as prescrições e as normas que regulam tais relações, os produtos delas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Subprojeto-Biologia PROJETO REVITALIZAÇÃO DO ESPAÇO ESCOLAR LOURDES GUILHERME

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Subprojeto-Biologia PROJETO REVITALIZAÇÃO DO ESPAÇO ESCOLAR LOURDES GUILHERME MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Subprojeto-Biologia Autores: Leila Trindade da Silva 1, Sheila Alves Pinheiro

Leia mais

Mercado global de mídia e entretenimento vai movimentar US$ 2,14 trilhões em 2020

Mercado global de mídia e entretenimento vai movimentar US$ 2,14 trilhões em 2020 Press release Data 09 de junho de 2016 Contato Graziella Garcia Tel : +55 71 3450-5347 Email : graziella@comunicativaassociados.com.br Fernanda Deiró Tel : +55 71 3450-5347 Email : fernanda@comunicativaassociados.com.br

Leia mais

Edital para Concurso de Pôsteres do Portal de Periódicos da Capes (ano 2015)

Edital para Concurso de Pôsteres do Portal de Periódicos da Capes (ano 2015) Edital para Concurso de Pôsteres do Portal de Periódicos da Capes (ano 2015) Realização: Portal de Periódicos Prazo para submissões: 20 de outubro de 2015 Data das apresentações: 12 de novembro de 2015,

Leia mais

1. Desenvolvimento da Animação Tradicional 1.1. A invenção dos dispositivos óptico-mecânicos Arte da Animação.

1. Desenvolvimento da Animação Tradicional 1.1. A invenção dos dispositivos óptico-mecânicos Arte da Animação. 1 1. Desenvolvimento da Animação Tradicional 1.1. A invenção dos dispositivos óptico-mecânicos BARBOSA JÚNIOR, Alberto Lucena. Arte da Animação. São Paulo; Editora Senac São Paulo, 2011. Em Arte da Animação,

Leia mais

- Campus Salto. Disciplina: Sistemas Operacionais Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br

- Campus Salto. Disciplina: Sistemas Operacionais Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br - Campus Salto Disciplina: Sistemas Operacionais Docente: Fernando Santorsula E-mail: fernandohs@ifsp.edu.br - Campus Salto Mas o que é um Sistema Operacional??? - Campus Salto Resposta segundo Andrew

Leia mais

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2. PROJETO de pesquisa

METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2. PROJETO de pesquisa METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ETAPA 2 PROJETO de pesquisa 1. Orientações Gerais 1.1. Oferta da disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica A disciplina de Metodologia da Pesquisa é oferecida

Leia mais

Papo de Mulher: Dia do Circo

Papo de Mulher: Dia do Circo Papo de Mulher: Dia do Circo No dia 27 de março é comemorado o dia do circo. A escolha da data foi em homenagem ao palhaço conhecido mundialmente como Piolim, essa é a data de seu nascimento. O que é o

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação

Tecnologias da Informação e Comunicação Abre o através da pesquisa rápida do Windows. Atenção: este guião e o próximo trabalho implicam a utilização de auriculares. Deves trazer de casa este material. Cria um diretório (pasta) na tua pen de

Leia mais

O Lar dos Velhinhos. Autora: Raquel Bianchi Zandoná R.A.: 077026. Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes.

O Lar dos Velhinhos. Autora: Raquel Bianchi Zandoná R.A.: 077026. Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes. O Lar dos Velhinhos Autora: Raquel Bianchi Zandoná R.A.: 077026 Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Introdução: Esse projeto de desenvolvimento tem como tema a vida dos idosos num asilo.

Leia mais

Painel III INDÚSTRIAS CRIATIVAS O potencial da Propriedade Intelectual nos segmentos de entretenimento. Luiz Carlos Prestes Filho SEDEIS

Painel III INDÚSTRIAS CRIATIVAS O potencial da Propriedade Intelectual nos segmentos de entretenimento. Luiz Carlos Prestes Filho SEDEIS Painel III INDÚSTRIAS CRIATIVAS O potencial da Propriedade Intelectual nos segmentos de entretenimento Luiz Carlos Prestes Filho SEDEIS CREATIVE INDUSTRIES ECONOMIA CRIATIVA Primeira definição, 1998, Reino

Leia mais

RESUMO DO DOCUMENTÁRIO

RESUMO DO DOCUMENTÁRIO Sem_roteiro.doc 1 Raphael Trevisol de Oliveira 2 Eduardo Cardozo 3 Carlos Eduardo de la Rocha 4 Gabriel Marçal 5 Marília Canceli 6 Léo Flores Vieira Nunez 7 Centro Universitário Metodista do IPA, RS RESUMO

Leia mais

PROF. FLAUDILENIO E. LIMA

PROF. FLAUDILENIO E. LIMA UNIDADE 1 NORMAS TÉCNICAS APLICADAS AO DESENHO TÉCNICO MECÂNICO Conteúdo da unidade NORMAS TÉCNICAS APLICADAS AO DESENHO TÉCNICO MECÂNICO 1.1 Normas Técnicas. 1.2 Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

Clube de leitura. Travessa Terras de Sant Ana, 15 1250-269 Lisboa http://www.rbe.mec.pt rbe@rbe.mec.pt. Rede de Bibliotecas Escolares

Clube de leitura. Travessa Terras de Sant Ana, 15 1250-269 Lisboa http://www.rbe.mec.pt rbe@rbe.mec.pt. Rede de Bibliotecas Escolares Clube de leitura Clube de leitura Editor Design gráfico Autor Rede de Bibliotecas Escolares Travessa Terras de Sant Ana, 15 1250-269 Lisboa http://www.rbe.mec.pt rbe@rbe.mec.pt Rede de Bibliotecas Escolares

Leia mais

Histórico e Evolução da Computação

Histórico e Evolução da Computação Lista de Exercícios Introdução à Informática Professor: Sérgio Salazar Histórico e Evolução da Computação O 1º computador foi o ENIAC, utilizado para montar tabelas para o cálculo de projéteis na 2ª Guerra

Leia mais

Um Sonho a partir de Sonho de Uma Noite de Verão de William Shakespeare. Adaptação, Encenação, Espaço Cénico e Figurinos: Sónia Barbosa

Um Sonho a partir de Sonho de Uma Noite de Verão de William Shakespeare. Adaptação, Encenação, Espaço Cénico e Figurinos: Sónia Barbosa Um Sonho a partir de Sonho de Uma Noite de Verão de William Shakespeare pelo Projecto OFF. Ficha técnica: Adaptação, Encenação, Espaço Cénico e Figurinos: Sónia Barbosa Execução do Espaço Cénico e Figurinos:

Leia mais

Licenciatura em Espanhol

Licenciatura em Espanhol Licenciatura em Espanhol Arte e Educação Rebeka Caroça Seixas Aula 06 Aula 06 Apresentação e Objetivos Nas aulas desenvolvidas até o momento, refletimos sobre as diversas linguagens artísticas e suas

Leia mais

O SOFTWARE LIVRE COMO FERRAMENTA DE ENSINO

O SOFTWARE LIVRE COMO FERRAMENTA DE ENSINO 1 O SOFTWARE LIVRE COMO FERRAMENTA DE ENSINO Denise Ester Fonseca de Brito Jefferson Willian Gouveia Monteiro Mariana Vieira Siqueira de Arantes Mateus Palhares Cordeiro Paulo Alfredo Frota Rezeck Thiago

Leia mais

Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. O que é? Para que serve? Resolução (cont.) Resolução

Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. Placas Gráficas. O que é? Para que serve? Resolução (cont.) Resolução O que é? Para que serve? -A função das placas gráficas é a de construir as imagens que são apresentadas nos monitores dos computadores. -O conteúdo dessa memória está sempre a ser actualizado pela placa

Leia mais

TO E VIDEO O MERLIN F 2 MERLIN 2016

TO E VIDEO O MERLIN F 2 MERLIN 2016 2016 MERLIN FOTO E VIDEO 2 MERLIN 2016 GRUPO MERLIN Situada na Região Metropolitana de Campinas, estado de São Paulo, o Grupo Merlin está há 31 anos no mercado de produção audiovisual no Brasil, em uma

Leia mais

Sequência Didática: A Ditadura Civil Militar

Sequência Didática: A Ditadura Civil Militar Sequência Didática: A Ditadura Civil Militar Professor, abaixo segue uma Sequência Didática para trabalhar os conteúdos da Ditadura Civil-Militar brasileira com o Ensino Médio. É um conjunto de 3 atividades

Leia mais

Introdução Objetivos Valor Secundário dos Documentos Autenticidade e Fidedignidade dos Documentos Metodologia e Resultados História do Diário Oficial

Introdução Objetivos Valor Secundário dos Documentos Autenticidade e Fidedignidade dos Documentos Metodologia e Resultados História do Diário Oficial IV SIMPÓSIO BAIANO DE ARQUIVOLOGIA O DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO DA BAHIA: DO IMPRESSO AO DIGITAL, COMO FONTE DE INFORMAÇÃO DE CARÁTER PERMANENTE MARIA DE FÁTIMA S. DE LIMA MARLI BATISTA DOS SANTOS Salvador

Leia mais

1 PARA CADASTRAR SEU CURRÍCULO

1 PARA CADASTRAR SEU CURRÍCULO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 02 1 PARA CADASTRAR SEU CURRÍCULO... 03 1.1 Identificação da ferramenta Currículo no site na Univille... 03 1.2 Como editar os campos a serem preenchidos... 04 1.2.1 Experiência

Leia mais

O Ingresso de Engenheiros Recém-formados no Mercado de Trabalho Brasileiro Comparação de perfil entre mulheres e homens na Engenharia

O Ingresso de Engenheiros Recém-formados no Mercado de Trabalho Brasileiro Comparação de perfil entre mulheres e homens na Engenharia Formação - Mulheres Formação - Homens Outras 16,1% Outras 13,9% Engenharia Civil 5,1% Engenharia Civil 6,8% Engenharia Elétrica 5,1% Engenharia Elétrica 15,7% Engenharia Química 44,1% Engenharia Química

Leia mais

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Autor: Profª Msª Carla Diéguez METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA OBJETIVO DA AULA AULA 4 A ESCRITA PARTE 1 A ESCRITA COMO MEIO DE COMUNICAÇÃO: ESTILO E VARIEDADE NO DISCURSO. O DISCURSO CIENTÍFICO: O

Leia mais

AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina

AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina HISTÓRIA AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina 2 HISTÓRIA AULA 8.1 Habilidades: Refletir sobre as guerras de Canudos e do Contestado, atentando para as semelhanças

Leia mais

ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS

ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS ELABORAÇÃO DE RELATÓRIOS Mafalda Guedes http://ltodi.est.ips.pt/aguedes Departamento de Engenharia Mecânica Área Científica de Mecânica dos Meios Sólidos Setúbal, Novembro de 2006 RESUMO DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

FUNÇÕES EM UMA RÁDIO

FUNÇÕES EM UMA RÁDIO FUNÇÕES EM UMA RÁDIO Produtor: é aquele que prepara o programa para ser apresentado. Faz a pesquisa e monta o texto, seleciona as músicas, marca as entrevistas e confirma tudo para ver se na hora vai dar

Leia mais

MONTAGEM CINEMATOGRÁFICA. Ingresso Janeiro 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias

MONTAGEM CINEMATOGRÁFICA. Ingresso Janeiro 2015. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias MONTAGEM CINEMATOGRÁFICA Ingresso Janeiro 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias Montagem Cinematográfica Proporcionar aos alunos uma oportunidade de desenvolver e aprofundar suas

Leia mais

O vídeo no ensino do PLE

O vídeo no ensino do PLE O vídeo no ensino do PLE IV Encontro de Didática do Português Vigo, 10 e 11 de novembro de 2012 Felipe Domínguez Presa receita para conseguir bons vídeos tempo paciência atenção pitada de sorte VÍDEO =

Leia mais

Trabalhar na Italia. Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália

Trabalhar na Italia. Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália Trabalhar na Italia Guia completo para conseguir um emprego e se aposentar pela Itália CONTATO DE TODAS AS AGÊNCIAS QUE CONTRATAM PESSOAL AINDA NO BRASIL PARA TRABALHAR NA ITÁLIA Manual atualizado Autor

Leia mais

SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O TRABALHO ANTES, DURANTE E DEPOIS DA VISITA À EXPOSIÇÃO LAST FOLIO PRESERVANDO MEMÓRIAS Flávia Aidar

SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O TRABALHO ANTES, DURANTE E DEPOIS DA VISITA À EXPOSIÇÃO LAST FOLIO PRESERVANDO MEMÓRIAS Flávia Aidar SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O TRABALHO ANTES, DURANTE E DEPOIS DA VISITA À EXPOSIÇÃO LAST FOLIO PRESERVANDO MEMÓRIAS Flávia Aidar Uma pergunta norteou a proposta da Ação Educativa da exposição Last Folio

Leia mais

Normas para a elaboração de um relatório. para a disciplina de projecto integrado. 3.º ano 2.º semestre. Abril de 2004

Normas para a elaboração de um relatório. para a disciplina de projecto integrado. 3.º ano 2.º semestre. Abril de 2004 Normas para a elaboração de um relatório para a disciplina de projecto integrado 3.º ano 2.º semestre Abril de 2004 Instituto Superior de Tecnologias Avançadas Índice Introdução...3 O que é um relatório...3

Leia mais

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CRIANÇAS DE 6 MESES A 2 ANOS DE IDADE

BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CRIANÇAS DE 6 MESES A 2 ANOS DE IDADE 1 BERNADETE LOURDES DE SOUSA BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CRIANÇAS DE 6 MESES A 2 ANOS DE IDADE SINOP 2010 2 BERNADETE LOURDES DE SOUSA BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Leia mais

Curso Básico de Fotografia Científica

Curso Básico de Fotografia Científica Curso Básico de Fotografia Científica INTRODUÇÃO -A palavra fotografia vem do Grego e significa escrever com a luz. -A luz é o elemento mais importante, aliada a outros elementos como: o assunto, a câmera,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES EDITAL Nº 045/2009 - PRORH DÚVIDAS FREQUENTES 1. Onde estão as informações importantes? Resposta: No edital. O candidato deve ler atentamente o Edital que está disponível no sítio: www.concurso.ufjf.br.

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA CONTEMPORÂNEA

PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA CONTEMPORÂNEA PÓS-GRADUAÇÃO EM DANÇA CONTEMPORÂNEA Entidades: Instituto Politécnico do Porto/ Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE); Câmara Municipal do Porto / Teatro Municipal do Porto Rivoli Campo

Leia mais

DIVINÓPOLIS RECEBE ESTREIA DE CIDADE DO SOL, NOVA SÉRIE DO CINEASTA MINEIRO GUTO AERAPHE

DIVINÓPOLIS RECEBE ESTREIA DE CIDADE DO SOL, NOVA SÉRIE DO CINEASTA MINEIRO GUTO AERAPHE DIVINÓPOLIS RECEBE ESTREIA DE CIDADE DO SOL, NOVA SÉRIE DO CINEASTA MINEIRO GUTO AERAPHE Enviado por ÁRVORE DE COMUNICAÇÃO 04-Ago-2015 PQN - O Portal da Comunicação ÁRVORE DE COMUNICAÇÃO - 04/08/2015 Foram

Leia mais

Algoritmo e Pseudo-código

Algoritmo e Pseudo-código Departamento de Sistemas de Computação Universidade de São Paulo Algoritmo e Pseudo-código Responsável Prof. Seiji Isotani (sisotani@icmc.usp.br) Objetivos do Curso Desenvolver o Pensamento Computacional

Leia mais

Dispositivos Externos

Dispositivos Externos Dispositivos Externos Guia do Usuário Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso. As únicas garantias para produtos

Leia mais

Microsoft Powerpoint 2003

Microsoft Powerpoint 2003 Microsoft Powerpoint 2003 O Microsoft PowerPoint é um programa que integra o pacote Office da Microsoft e é utilizado para efetuar apresentações gráficas atrativas e eficazes, no sistema operacional Windows.

Leia mais

VISUAL MERCHANDISING LIBERO

VISUAL MERCHANDISING LIBERO LIBERO VISUAL MERCHANDISING COORDENAÇÃO: NATÁLIA COUTINHO DURAÇÃO: 36H DATA DE INÍCIO: 17 DE SETEMBRO PREVISÃO DE TÉRMINO: 3 DE DEZEMBRO AULAS: SÁBADOS QUINZENAIS DAS 10H00 ÀS 17H00 OBJETIVOS O curso oferece

Leia mais

Em, janeiro, as escolas ficam com a corda toda. Confira o que você encontra na edição:

Em, janeiro, as escolas ficam com a corda toda. Confira o que você encontra na edição: Em, janeiro, as escolas ficam com a corda toda. Confira o que você encontra na edição: Brincadeiras e jogos Atividades escritas baseadas em brincadeiras Origem das brincadeiras Cartaz volta às aulas Projeto

Leia mais

Trabalho final. Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico

Trabalho final. Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico Trabalho final Acção de formação 01-2 Ensino e aprendizagem com TIC na Educação Pré-escolar e no 1.º ciclo do Ensino Básico (19 a 23 de Julho de2010) Formador: Hugo Monteiro Formanda: Maria da Conceição

Leia mais

INSCRIÇÕES ABERTAS E GRATUITAS PARA OFICINAS E WORKSHOPS DA 11ª CINEOP ATÉ O DIA 03 DE JUNHO

INSCRIÇÕES ABERTAS E GRATUITAS PARA OFICINAS E WORKSHOPS DA 11ª CINEOP ATÉ O DIA 03 DE JUNHO INSCRIÇÕES ABERTAS E GRATUITAS PARA OFICINAS E WORKSHOPS DA 11ª CINEOP ATÉ O DIA 03 DE JUNHO Enviado por ETC COMUNICAÇÃO 18-Mai-2016 PQN - O Portal da Comunicação ETC COMUNICAÇÃO - 18/05/2016 Estão abertas

Leia mais

Blue Print Para Criar Area de Membros

Blue Print Para Criar Area de Membros 1 Ricardo Santos Blue Print Para Criar Area de Membros Conheça As 5 Ferramenas Essenciais Seja bem vindo! Meu nome é Ricardo Santos, e criei este guia "Blue Print Para Criar Área de Membros" para te orientar

Leia mais

Enviar fotos e vídeos entre duas câmeras da marca Canon (PowerShot SX60 HS)

Enviar fotos e vídeos entre duas câmeras da marca Canon (PowerShot SX60 HS) Enviar fotos e vídeos entre duas câmeras da marca Canon (PowerShot SX60 HS) Você pode conectar duas câmeras via Wi-Fi e enviar imagens entre elas, como segue. IMPORTANTE A posição e o formato dos botões

Leia mais

Esportes de Marca. Aula 2. Natação, ciclismo de pista e paraciclismo de pista. Rio 2016 Versão 1.0

Esportes de Marca. Aula 2. Natação, ciclismo de pista e paraciclismo de pista. Rio 2016 Versão 1.0 Esportes de Marca Aula 2 Natação, ciclismo e paraciclismo Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Apresentar mais três esportes que se enquadram na categoria DE MARCA e suas principais regras. 2 Conhecer a história

Leia mais

RELATÓRIO DO PORTAL E REDES SOCIAIS DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO. www.cbhsaofrancisco.org.br APÊNDICE I

RELATÓRIO DO PORTAL E REDES SOCIAIS DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO. www.cbhsaofrancisco.org.br APÊNDICE I RELATÓRIO DO PORTAL E REDES SOCIAIS DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO www.cbhsaofrancisco.org.br APÊNDICE I CONTRATO DE GESTÃO Nº 014/ANA/2010 2015 Sumário Introdução... 3 Portal do

Leia mais

2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média.

2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média. 1) Inicializar um vetor de inteiros com números de 0 a 99 2) Escreva um algoritmo que leia um conjunto de 10 notas, armazene-as em uma variável composta chamada NOTA e calcule e imprima a sua média 3)

Leia mais

Berenice Procura é um filme sobre uma taxista que se vê envolvida na investigação de um assassinato em Copacabana, numa trama cheia de suspense e

Berenice Procura é um filme sobre uma taxista que se vê envolvida na investigação de um assassinato em Copacabana, numa trama cheia de suspense e Berenice Procura é um filme sobre uma taxista que se vê envolvida na investigação de um assassinato em Copacabana, numa trama cheia de suspense e situações cômicas. A iniciativa de realizar esse projeto

Leia mais

Aula 01. CINEMA: história

Aula 01. CINEMA: história Aula 01 CINEMA: história O cinema Cinema (do grego: κίνημα - kinema: movimento) significa a técnica e a arte de fixar e de reproduzir imagens que suscitam impressão Vídeo A Saída da Fábrica Lumière em

Leia mais

Parabéns por estar aqui, você é uma

Parabéns por estar aqui, você é uma Parabéns por estar aqui, você é uma DIRETORA em Qualificação! QUALIFICAÇÃO É UM ESTÁGIO PARA O DIRETORADO ONDE A DIQ APRENDE COMO A DIRETORA FAZ!!! Trabalho duro e constante vão te levar ao topo! EXEMPLO,

Leia mais

O conteúdo deste manual é propriedade da editora e dos autores. O manual não poderá ser revendido, nem cedido a terceiros.

O conteúdo deste manual é propriedade da editora e dos autores. O manual não poderá ser revendido, nem cedido a terceiros. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste manual é propriedade da editora e dos autores. Não é autorizada a reprodução deste manual sem a autorização expressa e por escrito dos autores. O manual não

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE TRANSGÊNICOS DEZEMBRO 2002 OPP 573 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar junto a população da área em estudo opiniões sobre os transgênicos. -

Leia mais

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica

PROGRAMAÇÃO LINEAR. Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica PROGRAMAÇÃO LINEAR Formulação de problemas de programação linear e resolução gráfica A programação linear surge pela primeira vez, nos novos programas de Matemática A no 11º ano de escolaridade. Contudo

Leia mais

Rádio CBN. - Ribeirão Preto. Jovem Pan. - Ribeirão Preto. - Araraquara. Jornal impresso e Portal. - Ribeirão Preto. - Araraquara.

Rádio CBN. - Ribeirão Preto. Jovem Pan. - Ribeirão Preto. - Araraquara. Jornal impresso e Portal. - Ribeirão Preto. - Araraquara. 4 emissoras afiliadas Rede Globo - Campinas - Ribeirão Preto - Central - Sul de Minas Portais G1 e Globoesporte.com - Campinas - Piracicaba - Ribeirão Preto - São Carlos - Sul de Minas Programas - Campinas

Leia mais

CURSO DE MOLDES EM MÓDULOS OU COMPLETO

CURSO DE MOLDES EM MÓDULOS OU COMPLETO CURSO DE MOLDES EM MÓDULOS OU COMPLETO Com Prof/Artista.: Vinicios Jorge Curso de Moldes Fusion FX e Mundo Mágico arte compartilhada Este curso foi pensado e desenvolvido para que você possa aprender e

Leia mais

FESTIVAL VER E FAZER FILMES Edição GUIMARÃES 2012

FESTIVAL VER E FAZER FILMES Edição GUIMARÃES 2012 FESTIVAL VER E FAZER FILMES Edição GUIMARÃES 2012 REGULAMENTO O FESTIVAL VER E FAZER FILMES Edição Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura Portugal é um evento competitivo voltado para escolas de cinema.

Leia mais

com cor. a tr.fil w w w

com cor. a tr.fil w w w www.filtracor.com A EMPRESA Cuidamos da sua identidade para que você possa cuidar melhor de si. Cuidamos da sua identidade para que você Atualmente, com o constante nascimento de smartphone se tornou um

Leia mais

Onde está o peso extra? Série Problemas e Soluções. Objetivos 1. Estudar uma estratégia que valoriza ao máximo as informações disponíveis.

Onde está o peso extra? Série Problemas e Soluções. Objetivos 1. Estudar uma estratégia que valoriza ao máximo as informações disponíveis. Onde está o peso extra? Série Problemas e Soluções Objetivos 1. Estudar uma estratégia que valoriza ao máximo as informações disponíveis. Onde está o peso extra? Série Problemas e soluções Conteúdos Lógica,

Leia mais

PASSO A PASSO CÂMBIO PARA INVESTIMENTO EM FOREX ENVIANDO RECURSOS AO EXTERIOR PARA INVESTIMENTO NO MERCADO FOREX

PASSO A PASSO CÂMBIO PARA INVESTIMENTO EM FOREX ENVIANDO RECURSOS AO EXTERIOR PARA INVESTIMENTO NO MERCADO FOREX PASSO A PASSO CÂMBIO PARA INVESTIMENTO EM FOREX ESSE MATERIAL FOI CRIADO PARA ORIENTAR PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS DE COMO ENVIAR RECURSOS AO EXTERIOR COM A FINALIDADE DE INVESTIMENTOS ESTRANGEIROS, ESPECIFICAMENTE

Leia mais

Produtividade e investimento

Produtividade e investimento BOLETIM: Março/2016 Produtividade e investimento PESQUISA DE PRODUTIVIDADE SOBRE A EQUIPE TÉCNICA DA FUNDAÇÃO DOM CABRAL (FDC) COORDENAÇÃO TÉCNICA DA PESQUISA DE PRODUTIVIDADE: Hugo Ferreira Braga Tadeu

Leia mais

PLANEJAMENTO 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II 1º TRIMESTRE

PLANEJAMENTO 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II 1º TRIMESTRE PLANEJAMENTO 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II 1º TRIMESTRE LINGUA PORTUGUESA HISTÓRIA GEOGRAFIA Verbos ( Modo Indicativo), 1ª, 2ª e 3ª Conjugação Uso dos porquês Pontuação Elementos da narrativa Análise textual

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE I ENCONTRO CIENTÍFICO DA FAEMA COMISSÃO CIENTÍFICA A comissão científica do I ENCONTRO CIENTÍFICO DA FAEMA resolve: 1) Geral: Para apresentação de pôster, os (as) autores (as) devem submeter o resumo expandido

Leia mais

Veja como assistir filme comum 2D em 3D no Stereoscopic Player (Filmes 2D que não foi filmado em 3D, filmes normais).

Veja como assistir filme comum 2D em 3D no Stereoscopic Player (Filmes 2D que não foi filmado em 3D, filmes normais). Veja como assistir filme comum 2D em 3D no Stereoscopic Player (Filmes 2D que não foi filmado em 3D, filmes normais). Procedimento abaixo é para óculos 3D Anaglífico Red (Vermelho) - Cyan (Azul). Não serve

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Projeto: Ano letivo 2014-2015 Docente: Ana Neves Índice INTRODUÇÃO... 3 CARATERIZAÇÃO DA TURMA... 4 OBJETIVOS DO CLUBE... 5 METAS / ATIVIDADES / CALENDARIZAÇÃO...

Leia mais

SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS ANIMAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE PORTO ALEGRE EDITAL - FÓRUM ESTA ESCOLA É O BICHO - 2016

SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS ANIMAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE PORTO ALEGRE EDITAL - FÓRUM ESTA ESCOLA É O BICHO - 2016 SECRETARIA ESPECIAL DOS DIREITOS ANIMAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA DE PORTO ALEGRE EDITAL - FÓRUM ESTA ESCOLA É O BICHO - 2016 No ano de 2015 a Secretaria Especial dos Direitos Animais

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático Ementa do Curso O treinamento Android Intro foi criado pela Catteno com o intuito de introduzir os alunos em programação de Apps para a plataforma Android (tablets e smartphones) do Google, utilizando

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA É o documento que visa apresentar a descrição do local onde foi realizado o estágio, o período de duração e as atividades desenvolvidas pelo estagiário.

Leia mais

JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS

JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS AULA 12 1 Professora Ms Karen Reis 2012 JOGOS DIGITAIS Simuladores de Empresas HISTÓRICO DE DADOS Front End (Input) Resultado Fontes Primárias Catálogos Transacionais

Leia mais

Cinema, Aspirinas e Urubus 1 de Marcelo Gomes

Cinema, Aspirinas e Urubus 1 de Marcelo Gomes Cinema, Aspirinas e Urubus 1 de Marcelo Gomes Plano de Aula: Ensino Médio Elaboração: Profª Drª Cláudia Mogadouro Disciplinas/Áreas do Conhecimento: História; Geografia; Arte; Língua Portuguesa; Física;

Leia mais

CALENDÁRIO - PED ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA Grupo 092 - Janeiro/2012

CALENDÁRIO - PED ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA Grupo 092 - Janeiro/2012 Grupo 85 - CALENDÁRIO - PED ENSINO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA CursoID 422 - GradeID 520 Estrutura do Calendário Antes de utilizar o Calendário do Curso, leia atentamente o Manual do Aluno de EAD para que

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO - 2º SEMESTRE DE 2013

CURSOS DE EXTENSÃO - 2º SEMESTRE DE 2013 CURSOS DE EXTENSÃO - 2º SEMESTRE DE 13 Pág. 1 de 5 001-13 Luminária de Materiais Expressivos Lúcio Magalhães h 3ª feira 5 dias /09 a 08/ 14 às 18h OBJETIVOS: Oferecer aos alunos informações básicas para

Leia mais

Venda Fa cil. Quero ressaltar também que os meus resultados vem do nicho Marketing Digital(Ganhar Dinheiro Na Internet). Vamos ao que interessa?

Venda Fa cil. Quero ressaltar também que os meus resultados vem do nicho Marketing Digital(Ganhar Dinheiro Na Internet). Vamos ao que interessa? Venda Fa cil Este E-book tem como objetivo ajudar pessoas comuns que estão iniciando no Marketing Digital a realizar suas primeiras vendas como afiliado sem precisar fazer nenhum investimento. A estratégia

Leia mais

COMO O MANUAL DO MUNDO TORNOU EXPERIÊNCIAS CASEIRAS UM SUCESSO EXPLOSIVO

COMO O MANUAL DO MUNDO TORNOU EXPERIÊNCIAS CASEIRAS UM SUCESSO EXPLOSIVO COMO O MANUAL DO MUNDO TORNOU EXPERIÊNCIAS CASEIRAS UM SUCESSO EXPLOSIVO PUBLICADO Novembro 2014 O jornalista Iberê Thenório e sua esposa, Mariana Fulfaro, começaram, de forma caseira, a publicar vídeos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA UNIDADE DE FOMENTO E DIFUSÃO DA PRODUÇÃO CULTURAL RESOLUÇÃO SC Nº 14, DE 10 DE MARÇO DE 2015

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA UNIDADE DE FOMENTO E DIFUSÃO DA PRODUÇÃO CULTURAL RESOLUÇÃO SC Nº 14, DE 10 DE MARÇO DE 2015 RESOLUÇÃO SC Nº 14, DE 10 DE MARÇO DE 2015 Estabelece procedimentos quanto aos limites dos valores de incentivo fiscal, previsto no artigo 24, I, do Decreto nº 54.275, de 27 de abril de 2009 e dá outras

Leia mais

santa maria da feira espaço público, espaço de liberdade regulamento

santa maria da feira espaço público, espaço de liberdade regulamento regulamento teatro dança música circo performance 2 5 regulamento 1. Âmbito O Mais Imaginarius visa incentivar os artistas a encontrar representações contemporâneas que sejam capazes de confrontar e integrar

Leia mais

Tipografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset

Tipografia. Sistemas e processos de impressão: Relevografia tipografia flexografia. Encavografia rotogravura. Planografia litografia offset Sistemas e processos de impressão: Tipografia VILLAS-BOAS, André. Produção gráfica para designers. Rio de Janeiro: 2AB, 2008. 1 Sistemas de impressão Relevografia Matri z em alto-relevo Matriz em baixo-relevo

Leia mais

Diário Oficial Digital. Sistema web para pesquisa de mátérias Manual do usuário

Diário Oficial Digital. Sistema web para pesquisa de mátérias Manual do usuário Diário Oficial Digital Sistema web para pesquisa de mátérias Manual do usuário Conhecendo a consulta online Apresentação 3 Pré-requisitos 3 Navegando nas edições do jornal Acessando a última edição disponível

Leia mais

CINEMA EXPANDIDO: Uma Perspectiva Intermidiática. Palavras Chave: narrativas híbridas, imagem interativa, cinema expandido.

CINEMA EXPANDIDO: Uma Perspectiva Intermidiática. Palavras Chave: narrativas híbridas, imagem interativa, cinema expandido. CINEMA EXPANDIDO: Uma Perspectiva Intermidiática Guilherme Mendonça de Souza 1 Mestrando PPG em Cultura Visual (FAV/UFG) guilhermemsouza@gmail.com Prof. Dr. Edgar Silveira Franco (FAV/UFG) 2 oidicius@gmail.com

Leia mais