Justificativas de alteração do gabarito de itens (com base no caderno de prova modelo disponível no site do Cespe)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Justificativas de alteração do gabarito de itens (com base no caderno de prova modelo disponível no site do Cespe)"

Transcrição

1 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO Justificativas de alteração do gabarito de itens (com base no caderno de prova modelo disponível no site do Cespe) PROVA DE CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA O CARGO C - Deferido c/ anulação Como a emissão do parecer prévio foi mencionada somente a título exemplificativo, as funções típicas do controle externo referidas no item não foram rigorosamente delimitadas. 38 C - Deferido c/ anulação Firewall pode referir-se tanto a um hardware quanto a um software, sem necessariamente ser os dois ao mesmo tempo. PROVA DE CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA O CARGO C - Deferido c/ anulação Como a emissão do parecer prévio foi mencionada somente a título exemplificativo, as funções típicas do controle externo referidas no item não foram rigorosamente delimitadas. PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARGO 2: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: PROCURADORIA 77 C E Deferido c/ alteração Será reduzida pela metade a pena de indivíduo condenado por crime de peculato culposo que reparar o dano antes do trânsito em julgado do acórdão. 78 C - Deferido c/ anulação A utilização da expressão apesar da ausência de expressa previsão legal prejudicou o julgamento objetivo do item. 84 C - Deferido c/ anulação O assunto abordado no item não está previsto na norma constitucional. CARGO 3: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO

2 CARGO 6: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE 77 C - Deferido c/ anulação O julgamento objetivo do item foi prejudicado, uma vez que não se especificou na redação se a empresa prestadora de serviços é do ramo de calçados. 100 C E Deferido c/ alteração O Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP), editado pela Secretaria do Tesouro Nacional, faculta as estatais independentes, que fazem parte da administração indireta, a usarem o PCASP. CARGO 7: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: DIREITO CARGO 8: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: ECONOMIA CARGO 11: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: ENGENHARIA ELÉTRICA 86 E - Deferido c/ anulação A ausência de informação relativa ao sentido de rotação do eixo da máquina prejudicou o julgamento objetivo do item. 115 C E Deferido c/ alteração A Lei 8.666/93, em seu art. 9.º, parágrafo primeiro, permite a participação do autor do projeto ou da empresa a que se refere o inciso II deste artigo, na licitação de obra ou serviço, ou na execução, como consultor ou técnico, nas funções de fiscalização, supervisão ou gerenciamento. 118 C - Deferido c/ anulação A utilização do termo anulada em vez de cancelada, como consta da legislação, prejudicou o julgamento objetivo do item. CARGO 12: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICA

3 CARGO 13: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: FISIOTERAPIA 76 E C Deferido c/ alteração De fato, na avaliação do referido paciente do caso clínico, os achados podem incluir a presença de uma depressão palpável na região, associada à acentuada redução da força dos músculos flexores plantares. 80 C - Deferido c/ anulação Não há evidências científicas que refutem ou ratifiquem a cobrança no item. 81 E - Deferido c/ anulação Não há evidências científicas que refutem ou ratifiquem a cobrança no item. 100 E - Deferido c/ anulação A redação do item possibilita mais de uma interpretação. 112 C - Deferido c/ anulação A ausência do termo síndrome antes da expressão manguito rotador prejudicou o julgamento objetivo do item. CARGO 14: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS CARGO 15: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: ODONTOLOGIA 86 C - Deferido c/ anulação A qualidade da imagem prejudicou o julgamento objetivo do item. 116 C - Deferido c/ anulação A utilização da expressão os mesiodentes prejudicou o julgamento objetivo do item. CARGO 16: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE: PSICOLOGIA 114 C - Deferido c/ anulação Há divergências na literatura especializada da área a respeito do assunto tratado no item. CARGO 18: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: COMUNICAÇÃO ESPECIALIDADE: JORNALISMO 109 C - Deferido c/ anulação O fato de não constar na redação que, em algumas ocasiões, o uso do gravador é necessário sem que se solicite permissão, como no caso das entrevistas coletivas e de situações de interesse público, prejudicou o julgamento objetivo do item.

4 CARGO 20: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO 74 C - Deferido c/ anulação A omissão do termo desburocratização, no nome Programa Nacional de Gestão Pública, prejudicou o julgamento objetivo do item. 86 C - Deferido c/ anulação A utilização da expressão dos entes federativos tornou a redação do item ambígua. CARGO 21: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ARQUITETURA 68 C - Deferido c/ anulação Há divergências na literatura especializada da área a respeito do assunto tratado no item. 83 C E Deferido c/ alteração Os quartos 1, 2 e 5, localizados no primeiro pavimento mostrado na figura II, estão voltados para o nascente e, portanto, recebem sol todos os dias pela manhã. 94 C - Deferido c/ anulação Há erro material na norma NBR 9050:2015 a respeito da altura do bocel. CARGO 22: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: CIÊNCIAS ATUARIAIS CARGO 23: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: CONTABILIDADE 80 C E Deferido c/ alteração No cálculo do custo de uma auditoria, em que há apenas um único objeto de custeio a ser considerado, as horas extras trabalhadas por pessoal de apoio seriam um custo direto. CARGO 24: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: DIREITO 73 C - Deferido c/ anulação 90 E - Deferido c/ anulação

5 CARGO 25: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: DIREITO 73 C - Deferido c/ anulação 90 E - Deferido c/ anulação CARGO 26: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: DIREITO 73 C - Deferido c/ anulação 90 E - Deferido c/ anulação CARGO 27: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ECONOMIA 73 C E Deferido c/ alteração De acordo com conceito apresentado pelo Banco Central, M2 = M1 mais depósitos especiais remunerados mais depósitos em poupança mais títulos emitidos por instituições depositárias. CARGO 28: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA CARGO 29: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ENGENHARIA CIVIL 54 C - Deferido c/ anulação Além do critério referido na redação do item, há outros critérios que constituem requisito. 56 C - Deferido c/ anulação

6 66 C - Deferido c/ anulação A utilização do termo produto prejudicou o julgamento objetivo do item. 90 C E Deferido c/ alteração Não há restrição explícita nas normas NR 18 e NR 22 e nos manuais do DNIT IPR 742 e 719 quanto à localização relativa entre o escritório e os alojamentos. 91 E C Deferido c/ alteração De fato, as medidas mitigadoras para o impacto ambiental negativo causado por ruídos e vibrações que ocorrem, por exemplo, durante a terraplanagem, a remoção de rocha e a extração de minerais incluem elaborar um plano de fogo adequado e recuperar áreas degradadas. CARGO 30: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ENGENHARIA ELÉTRICA 60 C E Deferido c/ alteração O fato de não haver referência, na redação, ao tipo de força que se afirma ser nula prejudicou o julgamento do item. CARGO 31: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: FISCALIZAÇÃO ESPECIALIDADE: ESTATÍSTICA CARGO 32: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: INFORMÁTICA ESPECIALIDADE: ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS 94 C E Deferido c/ alteração O protocolo UDP não garante a entrega de dados, pois não é um protocolo orientado a conexão. CARGO 33: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: INFORMÁTICA ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SEGURANÇA 52 C E Deferido c/ alteração No caso de informações não sigilosas, a política de confidencialidade não é violada. CARGO 34: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: INFORMÁTICA ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMA 52 C E Deferido c/ alteração Os diagramas de caso de uso refletem interação de atores com o sistema e não atores entre si. 62 C - Deferido c/ anulação A redação do item possibilita mais de uma interpretação.

7 CARGO 36: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: INFORMÁTICA ESPECIALIDADE: WEB DESIGN 84 C - Deferido c/ anulação O erro de digitação na sintaxe seletor {propriedade: valor} prejudicou o julgamento objetivo do item. 89 E C Deferido c/ alteração De fato, é possível agrupar inputs de um formulário e, ainda, as opções de uma tag <select> usando-se a tag <fieldset>. 92 C - Deferido c/ anulação A utilização do elemento <imput> prejudicou o julgamento objetivo do item. 103 C - Deferido c/ anulação A utilização do termo exige prejudicou o julgamento objetivo do item. CARGO 37: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: PLANEJAMENTO ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO 53 C - Deferido c/ anulação Há divergências na literatura que trata do assunto objeto de cobrança do item. CARGO 38: AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: PLANEJAMENTO ESPECIALIDADE: ECONOMIA 87 C E Deferido c/ alteração Políticas fiscais ortodoxas não foram adotadas no segundo mandato do governo de Luiz Inácio Lula da Silva, no período de 2007 a CARGO 39: AUXILIAR TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: ADMINISTRATIVA 69 C - Deferido c/ anulação A utilização do termo pode prejudicou o julgamento objetivo do item. 72 C E Deferido c/ alteração Nem todo membro do Ministério Público é escolhido pelo Procurador Geral da República (PGR), uma vez que o membro do Ministério Público da União é apenas indicado pelo PGR. CARGO 40: AUXILIAR TÉCNICO DE CONTROLE EXTERNO ÁREA: INFORMÁTICA 88 C - Deferido c/ anulação A utilização do termo apresentação em vez de aplicação prejudicou o julgamento objetivo do item.

Justificativas de alteração do gabarito de itens (com base nos modelos de provas disponíveis no site do Cespe)

Justificativas de alteração do gabarito de itens (com base nos modelos de provas disponíveis no site do Cespe) MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO (MP) ESCOLA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (ENAP) CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DO QUADRO DE PESSOAL DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO,

Leia mais

CARGO 1: TÉCNICO EM GESTÃO DE INOVAÇÃO ÁREA: ADMINISTRAÇÃO TIPO A CARGO 2: TÉCNICO EM GESTÃO DE DESENVOLVIMENTO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E

CARGO 1: TÉCNICO EM GESTÃO DE INOVAÇÃO ÁREA: ADMINISTRAÇÃO TIPO A CARGO 2: TÉCNICO EM GESTÃO DE DESENVOLVIMENTO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E Agenda I 12 e 13/5/2008 Período provável para entrega dos documentos referentes à avaliação de títulos (para cargos de nível superior) e para a entrega dos documentos necessários à comprovação de idade

Leia mais

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO

CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO CATÁLOGO DE REQUISITOS DE TITULAÇÃO Administração Cálculos Financeiros Administração Administração (EII) Administração - Habilitação em Administração de Empresas Administração - Habilitação em Administração

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONCURSOS PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO PARDO EDITAL Nº 075/2015- CONCURSOS PÚBLICOS N.º 001/2015 ANEXO I Quadro demonstrativo dos empregos, do salário,

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO Nº 207, DE 05 FEVEREIRO DE 1999 Dispõe sobre a transformação dos cargos efetivos e o enquadramento dos servidores do Quadro de Pessoal do Conselho da Justiça Federal e da Justiça Federal de Primeiro

Leia mais

5.1 Processo de Avaliação de Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares O processo de avaliação e visita deve ser orientado pela aplicação do

5.1 Processo de Avaliação de Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares O processo de avaliação e visita deve ser orientado pela aplicação do 5. PROCEDIMENTOS 5.1 Processo de Avaliação de Organizações Prestadoras de Serviços Hospitalares O processo de avaliação e visita deve ser orientado pela aplicação do Manual Brasileiro de Acreditação das

Leia mais

Ministério Público Federal Procuradoria Geral da República

Ministério Público Federal Procuradoria Geral da República ANEXO II Ministério Público Federal Procuradoria Geral da República RELAÇÃO DOS CANDIDATOS DESCLASSIFICADOS NO 1º PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR DA PGR CURSO

Leia mais

AULA 1 O QUE É CONCURSO PÚBLICO

AULA 1 O QUE É CONCURSO PÚBLICO AULA 1 O QUE É CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL CF, 88 Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos

Leia mais

P A R E C E R. Excelentíssimo Senhor Procurador-Chefe,

P A R E C E R. Excelentíssimo Senhor Procurador-Chefe, PROCEDIMENTO ADM. N.: 08144-000.098/2011. PARECER N.: 017/2011/ASSJUR. P A R E C E R EMENTA: PARTICIPAÇÃO NO CURSO LICITAÇÕES E CON- TRATOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA, FORNE- CIDO POR TREIDE APOIO

Leia mais

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana.

desenvolvimento sócioeconômico, interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana. POLÍTICA NACIONAL DO MEIO AMBIENTE: Uma visão crítica A Política Nacional do Meio Ambiente tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar,

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DAS AUDITORIAS INTERNAS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - SIAIFEME

SISTEMA INTEGRADO DAS AUDITORIAS INTERNAS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - SIAIFEME ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DAS AUDITORIAS INTERNAS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESTRUTURA PARA DEBATER O PROJETO SISTEMA INTEGRADO DAS AUDITORIAS INTERNAS DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - SIAIFEME

Leia mais

EDITAL Nº 05 /2012/REITORIA/IFTO, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012.

EDITAL Nº 05 /2012/REITORIA/IFTO, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. EDITAL Nº 05 /2012//IFTO, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2012. SELEÇÃO DE TUTORES DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - BOLSISTAS DO PROGRAMA DA REDE E-TEC BRASIL CAMPUS PARAÍSO DO TOCANTINS RETIFICAÇÃO Nº 01 O REITOR DO INSTITUTO

Leia mais

L E I Nº 7.474, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

L E I Nº 7.474, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei: L E I Nº 7.474, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 Altera a Lei nº 7.283, de 1º de julho de 2009, que dispõe sobre a organização do Departamento de Trânsito do Estado do Pará DETRAN, e dá outras providências. A

Leia mais

Estrutura de gerenciamento do risco operacional

Estrutura de gerenciamento do risco operacional Estrutura de gerenciamento do risco operacional 1. Sistema Sicoob A estrutura de gerenciamento do risco operacional das cooperativas do Sicoob é composta da seguinte forma: 2. Principais competências dos

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 2.270, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Institui vantagens e altera a Lei Complementar n. 84, de 28 de fevereiro de 2000, que trata do Plano de Carreira, Cargos e Remuneração para os servidores públicos da

Leia mais

1 E Deferido c/ anulação. 8 E C Deferido c/ alteração. predicativo. 12 C E Deferido c/ alteração

1 E Deferido c/ anulação. 8 E C Deferido c/ alteração. predicativo. 12 C E Deferido c/ alteração PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA NOS CARGOS DE ANALISTA JUDICIÁRIO E DE TÉCNICO

Leia mais

COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM CONCURSO PÚBLICO Nº 004/2012

COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM CONCURSO PÚBLICO Nº 004/2012 COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS - CPTM CONCURSO PÚBLICO Nº 004/2012 Aviso nº 006 - GABARITO PRELIMINAR DAS PROVAS APLICADAS NO DIA 17/06/2012. 101 - Advogado Júnior 31 - A 32 - B 33 - D 34 -

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÃO DE BOLSISTA N 16/2016. Bolsa de Desenvolvimento para Inovação Tecnológica

TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÃO DE BOLSISTA N 16/2016. Bolsa de Desenvolvimento para Inovação Tecnológica TERMO DE REFERÊNCIA PARA SELEÇÃO DE BOLSISTA N 16/2016 Bolsa de Desenvolvimento para Inovação Tecnológica Área de Concentração em Desenvolvimento Estrutural de CTI Linha de Desenvolvimento de CTI Popularização

Leia mais

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF DECRETO Nº 33.564, DE 09 DE MARÇO DE 2012. Regulamenta as hipóteses de impedimento para a posse e exercício na administração pública direta

Leia mais

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI

ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI ETEC PROF. DR. JOSÉ DAGNONI SANTA BÁRBARA D OESTE CLASSE DESCENTRALIZADA E.E. EMÍLIO ROMI AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO

Leia mais

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO

OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO Nº da vaga: 1122 Curso(s): Administração Requisito: A partir do 4º período sexo: Sem preferência cidade: Não Possuir experiência: Não (i) Levantamento dos indicadores gerenciais; (ii) planejar o instrumento

Leia mais

Edital nº 5/2013 PROEXT/IFAP

Edital nº 5/2013 PROEXT/IFAP 1. Função: PROFESSOR/INSTRUTOR Local de atuação: CÂMPUS MACAPÁ Rodovia BR 2010, KM 03, s/n, Brasil Novo, Macapá-AP Cód. Vaga Curso FIC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 254, DE 30 DE ABRIL DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 254, DE 30 DE ABRIL DE 2013 Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal - SINJ-DF RESOLUÇÃO Nº 254, DE 30 DE ABRIL DE 2013 Dispõe sobre a estrutura dos Serviços Auxiliares do Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Leia mais

PORTARIA Nº: 666/2013

PORTARIA Nº: 666/2013 PORTARIA Nº: 666/2013 RODRIGO IMAR MARTINEZ RIERA, Prefeito Municipal de Itajubá, Estado de Minas Gerais, usando das atribuições que lhe são conferidas por Lei, RESOLVE: Considerando o que determina o

Leia mais

Escopo examinado: inspeção das instalações e condições do sistema de prevenção de incêndios

Escopo examinado: inspeção das instalações e condições do sistema de prevenção de incêndios Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas Auditoria Federal de Controle Interno do IFAM Rua Ferreira Pena

Leia mais

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1 PROVAS DISCURSIVAS P (questões) e P (parecer) Nestas provas, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO

Leia mais

Fundamentos de Auditoria

Fundamentos de Auditoria Fundamentos de Auditoria A sociedade deseja a apresentação de demonstrações contábeis e divulgações adequadas e esclarecedoras à opinião pública. O parecer dos auditores é o elemento fundamental na extensão

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA A N E X O I D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 2 / 2 0 1 6 R E T I F I C A D O NÍVEL FUNDAMENTAL

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2012. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2012 Ensino Técnico ETEC DR. FRANCISCO NOGUEIRA DE LIMA Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Saúde, Ambiente e Segurança Habilitação Profissional: Técnico de Segurança

Leia mais

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO No- 7.559, DE 1o- DE SETEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL e dá outras providências. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art.

Leia mais

APRESENTAÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA

APRESENTAÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA APRESENTAÇÃO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA O SIA Vigilância Sanitária tem por objetivo oferecer um ambiente informatizado para administração do setor de Vigilância Sanitária.

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA PARÂMETROS DE FIXAÇÃO DE PREÇOS EM OBRAS PÚBLICAS

CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA PARÂMETROS DE FIXAÇÃO DE PREÇOS EM OBRAS PÚBLICAS CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA PARÂMETROS DE FIXAÇÃO DE PREÇOS EM OBRAS PÚBLICAS Audiência Pública - CMA/SENADO 13.04.2010 - BRASILIA-DF LDO 2010 (LEI Nº 12.017, DE 12 DE AGOSTO

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI

CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI EAD Ensino à Distância do TCE-MT para a Gestão Pública CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÕES DE TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Agenda 1. Relevância das contratações de TI para a APF 2. Antigo Modelo de Contratação

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 046 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 046 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 046 / 2011 1. Do fato Assunto: Dimensionamento de Pessoal de Enfermagem em Unidade de Terapia Intensiva. Solicitado parecer por enfermeiro sobre a realização de cálculo de dimensionamento

Leia mais

IV Encontro Pedagógico do IFAM

IV Encontro Pedagógico do IFAM IV Encontro Pedagógico do IFAM Mesa temática III: Órgãos Reguladores e Processos de Auditoria na EPT Palestrante: Samara Santos dos Santos Responsável pela Auditoria Interna do IFAM Manaus, 01 de junho

Leia mais

ANEXO I CURSO LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

ANEXO I CURSO LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS ANEXO I CURSO LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS INFORMAÇÕES GERAIS Nome do curso: Licitações e Contratos Administrativos. Modalidade de ensino: educação a distância, por meio do Ambiente Virtual de

Leia mais

O Contencioso administrativo e seu Papel no Estado Democrático de Direito

O Contencioso administrativo e seu Papel no Estado Democrático de Direito MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO ADMINISTRATIVO DE RECURSOS FISCAIS O Contencioso administrativo e seu Papel no Estado Democrático de Direito OTACÍLIO DANTAS CARTAXO FIESP 25 de novembro de 2013 Foco da

Leia mais

Resumo da Lei nº8080

Resumo da Lei nº8080 Resumo da Lei nº8080 Lei n. 8.080, 19 de setembro de 1990 Sancionada pelo Presidente da República, Sr. Fernando Collor, e decretada pelo Congresso Nacional, foi publicada no Diário Oficial da União em

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA DO AMAPÁ RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 22 ANEXO 1 VAGAS/TITULAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA: Função de Professor: Câmpus Laranjal

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - Pronatec RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012

PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - Pronatec RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N 04 DE 16 DE MARÇO DE 2012 ANEXO 1 VAGAS/TITULAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA: Função de Professor: Câmpus Laranjal do Jari Cursos Turno Componentes Curriculares C.H. Quant.

Leia mais

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul.

JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. JOÃO DOMINGOS RODRIGUES DA SILVA, Prefeito Municipal de Almirante Tamandaré do Sul, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que, o Legislativo aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: LEI MUNICIPAL

Leia mais

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

LATO SENSU CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nº ÁREA SOCIAL 01 GESTÃO DO SUAS - SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 495 HORAS 02 INSTRUMENTALIDADE DO SERVIÇO SOCIAL 495 HORAS 03 PEDAGOGIA SOCIAL E ELABORAÇÃO DE

Leia mais

TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL

TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL TRANSPARÊNCIA E CONTROLE SOCIAL Julival Silva Rocha Auditor do TCEPA ESPÍRITO Rui Barbosa (O Justo e a Justiça Política) Julgamento de Jesus Cristo; O Direito daquela época já não se contentava com a mera

Leia mais

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de reopção a partir de 18 de abril de 2016.

A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de reopção a partir de 18 de abril de 2016. Ingresso Extravestibular 2016/2 - Reopção A PUCRS oferece a possibilidade de ingresso extravestibular nos cursos de graduação através de reopção a partir de 18 de abril de 2016. Não serão aceitos pedidos

Leia mais

Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos

Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos Orientações Para o Preenchimento do Formulário de Inscrição Preliminar dos Projetos O presente documento tem como objetivo apresentar as diretrizes e orientar no preenchimento do formulário de inscrição

Leia mais

ESTRUTURA DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO

ESTRUTURA DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO ESTRUTURA DO PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO - Três módulos denominados: Iniciação no Serviço Público (módulo I); Gestão Pública (módulo II); Relações Entre Ambientes Organizacionais (módulo III); e -Dois cursos

Leia mais

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E OS INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO PÚBLICO

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E OS INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO PÚBLICO Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E OS INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO PÚBLICO Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins CLASSIFICAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012

NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 NOTA TÉCNICA Nº 0011/2012 Brasília, 26 de junho de 2012. ÁREA: TÍTULO: Contabilidade Pública Restos a Pagar Considerando que, de acordo com o art. 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é vedado ao

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/01/2016 de 05/04/2016. Processo nº 2216/2016.

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES PROCONVERGENCIA PROGRAMA OPERACIONAL DOS AÇORES PARA A CONVERGÊNCIA AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO XI

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES PROCONVERGENCIA PROGRAMA OPERACIONAL DOS AÇORES PARA A CONVERGÊNCIA AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO XI REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES PROCONVERGENCIA PROGRAMA OPERACIONAL DOS AÇORES PARA A CONVERGÊNCIA AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO XI ASSISTÊNCIA TÉCNICA FEDER Fundo Europeu de Desenvolvimento

Leia mais

ANEXO II. Regime de Trabalho. Código da Vaga. Número de Vagas. Cargo. Pré-requisitos. Reitoria Cargos de Nível D

ANEXO II. Regime de Trabalho. Código da Vaga. Número de Vagas. Cargo. Pré-requisitos. Reitoria Cargos de Nível D SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL ANEXO II EDITAL N.º 09 DE 31 DE

Leia mais

RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014.

RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014. RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre os procedimentos de acompanhamento, controle e registro das decisões que resultem em sanção a ser aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado

Leia mais

Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI No 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015. Dispõe sobre o Plano Anual de Auditoria Interna (PAINT), os trabalhos de auditoria realizados pelas unidades de auditoria interna e o Relatório Anual

Leia mais

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné;

E D I T A L. I. estiver regularmente matriculado nas Faculdades Integradas Sévigné; EDITAL SA N.º 06/2009 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO PARA A AVALIAÇÃO DE SUFICIÊNCIA E O EXAME DE PROFICIÊNCIA DAS FACULDADES INTEGRADAS SÉVIGNÉ. O Secretário Acadêmico das Faculdades Integradas

Leia mais

PROC IBR EDIF 01.02.014/2014

PROC IBR EDIF 01.02.014/2014 INSTITUTO BRASILEIRO DE AUDITORIA DE OBRAS PÚBLICAS IBRAOP INSTITUTO RUI BARBOSA IRB / COMITÊ OBRAS PÚBLICAS PROC IBR EDIF 01.02.014/2014 01 - Fase Licitatória 01.02 - Análise das especificações, quantidades

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Curso, ora criado, será oferecido no turno noturno, com 10 semestres de duração e com 50 vagas iniciais. RESOLUÇÃO CONSEPE 27/2001 CRIA E IMPLANTA O CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, NO CCT, DO CÂMPUS DE CAMPINAS. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso de suas atribuições

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MINEIROS DEPARTAMENTO DE ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS OBRIGATÓRIOS, TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (T.C.C) E ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL PRÁTICO MINEIROS - GOIÁS 2014

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO INTERNO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGIMENTO INTERNO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - A Unidade de Auditoria Interna do CEFETES, criada

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

Informação/Exame de Equivalência à Frequência. Ano letivo de 2012/2013

Informação/Exame de Equivalência à Frequência. Ano letivo de 2012/2013 ESCOLA MARTIM DE FREITAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITA Informação/Exame de Equivalência à Frequência Ano letivo de 2012/2013 Disciplina: Ciências da Natureza 2º Ciclo do Ensino Básico 1.-

Leia mais

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo:

I 02 (dois) representantes do Poder Público Municipal, sendo: LEI MUNICIPAL Nº 1.022, DE 03 DE MAIO DE 2016. Dispõe sobre o Conselho Municipal da Cidade do Município de Tabaporã /MT e dá outras providências. Art. 1º O Conselho Municipal da Cidade de Tabaporã/MT é

Leia mais

Município de Vitória da Conquista/BA

Município de Vitória da Conquista/BA Dispõe sobre a criação dos cargos públicos de agente comunitário de saúde e de agente de combate às endemias de Vitória da Conquista, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA,

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS

PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS 1- Como proceder com relação aos Mandados de Segurança?... 2 2- É possível distribuir um feito sem recolher custas iniciais?... 2 3- É necessário recolher custas referentes

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA 001 - RECIFE 1 - ASSESSOR JURÍDICO 0 ASSESSOR JURÍDICO 10 857 85,70 5 - ANALISTA AMBIENTAL - LABORATÓRIO 8 BACH. OU LIC. EM CIÊNCIAS (BIOLÓGICAS, AMBIENTAIS, NATURAIS) OU 2 37 18,50 LIC. EM BIOLOGIA 9

Leia mais

Ementa do Curso Gerenciamento de Obras Roberto Rafael Guidugli Filho 1. Introdução 2. O Gerenciamento versus Fiscalização de Obras Públicas

Ementa do Curso Gerenciamento de Obras Roberto Rafael Guidugli Filho 1. Introdução 2. O Gerenciamento versus Fiscalização de Obras Públicas Ementa do Curso Gerenciamento de Obras Roberto Rafael Guidugli Filho Engenheiro Civil pela Universidade Federal de Ouro Preto Especialista em Engenharia Econômica pela Fundação Dom Cabral Mestre em Engenharia

Leia mais

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso:

Público Alvo: Critérios de admissão para o curso: A Faculdade AIEC, mantida pela Associação Internacional de Educação Continuada AIEC, iniciou, em 2002, o curso de Bacharelado em Administração, na metodologia semipresencial. Foi pioneira e até hoje é

Leia mais

Justificativas de alteração do gabarito de questões (com base nos modelos de provas disponíveis no site do Cebraspe)

Justificativas de alteração do gabarito de questões (com base nos modelos de provas disponíveis no site do Cebraspe) PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA BAHIA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA OS CARGOS DE ANALISTA JUDICIÁRIO E DE TÉCNICO JUDICIÁRIO Justificativas

Leia mais

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES

ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES ANEXO 3 GERENCIAMENTO DE MODIFICAÇÕES 1 OBJETIVO O objetivo do Gerenciamento de Modificações consiste em prover um procedimento ordenado e sistemático de análise dos possíveis riscos introduzidos por modificações,

Leia mais

EDITAL N.º: 002/2014/RM

EDITAL N.º: 002/2014/RM EDITAL N.º: 002/2014/RM A DIRETORA DO INSTITUTO RONDON MINAS, no uso de suas atribuições legais e de acordo com as disposições da legislação em vigor, faz saber que estarão abertas as inscrições para o

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO AMBIENTAL

IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO AMBIENTAL PARTE: II Legislação ambiental Primeira Fase: Oficinas Oficina 01 Sobre a Política e sobre o Planejamento: Conceitos da Gestão Ambiental Legislação ambiental Política Ambiental definição e desdobramentos

Leia mais

Manual do Pesquisa Saúde perfil Pesquisador. Sumário. Informações técnicas do Pesquisa Saúde

Manual do Pesquisa Saúde perfil Pesquisador. Sumário. Informações técnicas do Pesquisa Saúde Manual do Pesquisa Saúde perfil Pesquisador Informações técnicas do Pesquisa Saúde Sistema desenvolvido para rodar em Internet Explorer 9.0 ou superior, Mozilla Firefox 16 ou superior e Google Chrome ou

Leia mais

OFERTAS DE TRABALHO CONCURSOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 17-03-2015

OFERTAS DE TRABALHO CONCURSOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 17-03-2015 OFERTAS DE TRABALHO CONCURSOS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 17-03-2015 Concurso de Admissão de Voluntários para Prestação de Serviço Militar em Regime de Contrato na Categoria de Oficiais, nas Classes de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. Dispõe sobre a atividade dos corretores de seguros de ramos elementares e dos corretores de seguros de vida,

Leia mais

MUNICÍPIO DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON ESTADO DO PARANÁ

MUNICÍPIO DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON ESTADO DO PARANÁ CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2016 PUBLICAÇÃO Nº 002/2016 Dispõe sobre a retificação da tabela do subitem 2.1, com relação às vagas dos cargos de Analista Técnico, Enfermeiro, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO. Versão 1.0 Dezembro 2015

PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO. Versão 1.0 Dezembro 2015 PROCEDIMENTO PARA A QUALIFICAÇÃO DE VERIFICADOR DE PÓS-AVALIAÇÃO Versão 1.0 Dezembro 2015 Índice 1. Objetivo... 2 2. Campo de aplicação... 2 3. Documentos de referência... 2 4. Qualificação de verificadores

Leia mais

PROGRAMA da Certificação Internacional em Integração Sensorial

PROGRAMA da Certificação Internacional em Integração Sensorial PROGRAMA da Certificação Internacional em Integração Sensorial A University of Southern California Divisão de Ciência Ocupacional e Terapia Ocupacional, juntamente com a Western Psychological Services

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União 1) O que é o Regime de Previdência Complementar? É um dos regimes que integram o Sistema

Leia mais

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Procedimentos e Requisitos Necessários para a Solicitação de inclusão no Mecanismo Diferenciado de Pagamento Abatimento do ValorDBO, referente a cobrança

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Plano de Trabalho Docente 2012 Plano de Trabalho Docente 2012 ETEC Monsenhor Antônio Magliano Ensino Técnico Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Nome do questionário (ID): Diagnóstico da situação de pessoal de TI na APF (985533)

Nome do questionário (ID): Diagnóstico da situação de pessoal de TI na APF (985533) Nome do questionário (ID): Diagnóstico da situação de pessoal de TI na APF (985533) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 25/10/2013 13:39:21 Endereço IP: 200.139.16.10 URL de referência: https://contas.tcu.gov.br/limesurvey/index.php/survey/index?sid=985533&lang=pt-br&token=t73f3bkqyv9kaqa

Leia mais

DECRETO Nº 4.613, DE 11 DE MARÇO DE

DECRETO Nº 4.613, DE 11 DE MARÇO DE DECRETO Nº 4.613, DE 11 DE MARÇO DE 2003 (Publicado no Diário Oficial de 12 de março de 2003) com nova redação dada pelo DECRETO Nº 5.263, de 05 de novembro de 2004 (Publicado no Diário Oficial de 06 de

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 912 de 13 de dezembro de 2011.

LEI COMPLEMENTAR Nº 912 de 13 de dezembro de 2011. LEI COMPLEMENTAR Nº 912 de 13 de dezembro de 2011. ANEXO VIII TABELAS DE FORMAS DE AVALIAÇÃO PARA FINS DE CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS PARA EVOLUÇÃO VERTICAL Agente Administrativo funções no cargo; cargo

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROJETO DE LEI N o 2.974, DE 2015 (Apenso: PL 3.577, de 2015) Acrescenta o art. 47-A à Lei n 10.741, de 1º de outubro de 2003, e o art. 21-A

Leia mais

CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas

CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas 1 O Ministério da Previdência Social - MPS tem competência para editar normas contábeis para os Regimes Próprios de Previdência Social,

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados... 3 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais... 9 Domínio da ortografia oficial... 21 Domínio dos Mecanismos de Coesão Textual

Leia mais

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014.

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SEFAZ/DGRM Nº 29/2014 Dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

DESPACHO N. GR.0110612010. Alteração do Regulamento de Doutoramento em Regime de Co-Tutela Internacional da UPorto

DESPACHO N. GR.0110612010. Alteração do Regulamento de Doutoramento em Regime de Co-Tutela Internacional da UPorto DESPACHO N. GR.0110612010 Alteração do Regulamento de Doutoramento em Regime de Co-Tutela Internacional da UPorto No uso da competência que me é consagrada na alínea o) do n 1 do artigo 400 dos estatutos

Leia mais

Faculdade La Salle Mantida pela Sociedade Porvir Científico Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01.

Faculdade La Salle Mantida pela Sociedade Porvir Científico Credenciada pela Portaria Ministerial nº. 2.653 de 07/12/01 D.O.U. de 10/12/01. CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº 81/2010, DE 08 DE ABRIL DE 2010 Aprova quadro de equivalência de disciplinas entre cursos de graduação da Faculdade La Salle. O Presidente do Conselho Pedagógico

Leia mais

ALTERAÇÕES 10-19. PT Unida na diversidade PT 2012/0244(COD) 12.11.2012. Projeto de parecer Paulo Rangel (PE500.374v02-00)

ALTERAÇÕES 10-19. PT Unida na diversidade PT 2012/0244(COD) 12.11.2012. Projeto de parecer Paulo Rangel (PE500.374v02-00) PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão dos Assuntos Constitucionais 12.11.2012 2012/0244(COD) ALTERAÇÕES 10-19 Projeto de parecer Paulo Rangel (PE500.374v02-00) sobre a proposta de regulamento do Parlamento

Leia mais

Ementa: As Organizações; As pessoas; As pessoas e as organizações; Sistema de Administração de Recursos Humanos.

Ementa: As Organizações; As pessoas; As pessoas e as organizações; Sistema de Administração de Recursos Humanos. ASSOSSIAÇÃO EDUCACIONAL E TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA Ementa Tecnólogo em Gestão da Produção Departamento de Ensino Superior DISCIPLINA: Administração da Produção I Introdução e conceitos; Métodos de

Leia mais

RESOLUCAO N. 003567/2008

RESOLUCAO N. 003567/2008 RESOLUCAO N. 003567/2008 RESOLUCAO 3.567 --------------- Dispõe sobre a constituição e o funcionamento de sociedades de crédito ao microempreendedor e à empresa de pequeno porte. O BANCO CENTRAL DO BRASIL,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ-SP Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio em

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Nº 38.16 A FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU BRASIL (FPTI-BR) torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 38.16 sob contratação em regime CLT

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS. Faço saber que o Poder Legislativo Estadual decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS. Faço saber que o Poder Legislativo Estadual decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI N 6.340, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2002. Dispõe sobre a Estrutura e as competências do Instituto do Meio Ambiente IMA. O GOVERNADOR DO ESTADO DE ALAGOAS. Faço saber que o Poder Legislativo Estadual decreta

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO CONCURSO PÚBLICO Agente da Fiscalização Financeira Agente da Fiscalização Financeira - Administração Auxiliar da Fiscalização Financeira II EDITAL CP Nº 01/2012 CONVOCAÇÃO PARA A PROVA O TRIBUNAL DE CONTAS

Leia mais

PROCESSO COTAÇÃO DE PREÇO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP.COTAÇÃO DE PREÇO

PROCESSO COTAÇÃO DE PREÇO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP.COTAÇÃO DE PREÇO Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região Assessoria de Gestão Estratégica Núcleo de Processos Formulário 6 COTAÇÃO DE PREÇO PROCESSO COTAÇÃO DE PREÇO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP.COTAÇÃO DE PREÇO

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ANAPURUS-MA CNPJ: 06.116.461/0001-00 INSTITUTO MACHADO DE ASSIS Seriedade, compromisso e competência

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ANAPURUS-MA CNPJ: 06.116.461/0001-00 INSTITUTO MACHADO DE ASSIS Seriedade, compromisso e competência ANEXO II DEMONSTRATIVO DE S, REQUISITOS, VALOR DA INSCRIÇÃO, QUANTIDADE DE, CARGA HORÁRIA, SALÁRIO BÁSICO E LOTAÇÃO A CRITÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO) VALOR DAS TAXAS DE INSCRIÇÕES S DE NÍVEL FUNDAMENTAL 45,00

Leia mais

Importação de Produtos Vegetais pelo Brasil

Importação de Produtos Vegetais pelo Brasil Importação de Produtos Vegetais pelo Brasil Normas e Procedimentos Cósam Coutinho Departamento de Sanidade Vegetal DSV (ONPF) Estrutura MAPA e DSV Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA

Leia mais