O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine)"

Transcrição

1 O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine) 1. O meu interesse por Portugal e pelos seus vinhos 2. O mercado Inglês 3. A opinião inglesa dos vinhos portugueses 4. O Lugar para o Dão no Reino Unido 5. O caminho a seguir 6. Conclusões 1. O meu interesse por Portugal e pelos seus vinhos Devo o meu amor a Portugal e os seus vinhos aos meus pais. Visito regularmente o país desde umas primeiras férias em família quando tinha 8 anos, em Visitamos repetidamente o país durante as décadas de 70 e 80, sempre de transporte público, uma vez que os meus pais não conduzem, e conhecemos detalhadamente algumas regiões, desde a pequena aldeia piscatória de Albufeira até Viana do Castelo, passando por Évora, Lisboa, Coimbra, Porto e Pinhão. Durante essas férias fui testemunha da descoberta do vinho por parte dos meus pais, tendo em conta de que o vinho nunca fizera parte das suas vidas. Embora fosse muito novo para beber desenvolvi algum interesse por aquela nova bebida. Para eles era extraordinariamente exótica, apesar de servida habitualmente sem qualquer comentário em todas as refeições. Faço referência a meus pais, porque a sua experiência reflecte a maioria dos consumidores de vinho no Reino Unido. Apesar da nossa reputação (Reino Unido) como um dos maiores consumidores de vinho nos últimos cinco séculos ou mais, só nos últimos 25 anos houve uma democratização do consumo tornando-a a bebida do homem comum em contraste com a situação portuguesa e das restantes nações europeias produtoras. Quando em 1984 ao terminar o meu curso em Oxford decidi enveredar por uma carreira no vinho, pareceu-me natural convergir para Portugal, um país que eu conhecia razoavelmente. Ser um paladino do desconhecido, ou do menos conhecido, sempre foi um chamariz para mim e à excepção do vinho do Porto, Portugal não era conhecido pelos seus vinhos, e ainda não o é. Trabalhei durante dez anos em diversos retalhistas prosseguindo com visitas regulares a Portugal e batalhei pela nova vaga de Vinhos de Quinta (Cotto, Luís Pato, Carmo, Bacalhoa, etc ) acabando por conhecer alguns dos mais conhecidos pequenos produtores portugueses. Em 1995 fui contratado pelo representante da Sogrape no Reino Unido, tendo trabalhado durante três anos num patamar diferente de mercado a venda de grandes quantidades para supermercados no Reino Unido e na publicitação da nova gama de vinhos regionais da Sogrape.

2 Estabeleci-me por conta-própria em 2003, trabalhando como importador da Dão Sul, Quinta da Lagoalva e mais recentemente Filipa Pato para o mercado inglês. Defendo vinhos de alta qualidade de regiões menos conhecidas (e lamentavelmente é esse o caso português no Reino Unido). Importo também vinhos da Áustria, França (incluindo a Córsega) e uma pequena quantidade da Austrália e Nova Zelândia. 2. O mercado inglês Nós, os ingleses, gabamo-nos de ter um dos mais dinâmicos e abertos mercados de vinho do mundo e muito disto ocorreu nos últimos 25 anos! O mercado tradicional mantém-se, mas esta nova democratização do vinho é quem comanda. No Institute of Masters of Wine (Instituto dos Mestres do Vinho), gracejávamos, com algum acerto, com o facto de há 40 anos se poder passar nos exames com conhecimentos sobre Clarete (vinho Bordéus tinto), Borgonha, Porto, Xerês e Mosela. Hoje em dia os nomes franceses clássicos são do domínio comum dos consumidores, embora a realidade actual seja a de que muitos consumidores que apreciam um Chardonay do Chile ou da Austrália, nunca o provaram na sua forma original - Chablis, Meursault ou Montrachet. E a gama de vinhos para provas cegas aumentou dramaticamente desde que eu passei em 1991 Abaixo apresento algumas das minhas observações sobre o nosso mercado (Reino Unido): Trata-se de um país grande com 60 milhões de habitantes, consumindo uma média de 20 litros/pessoa/ano. E praticamente não produzimos vinho! Há abertura para novos vinhos, estilos e regiões. Somos dados a modas. Há o hábito cultural londrino de ir comer fora (restaurantes) que se está a espalhar para outras zonas da nação. Há sede de conhecimento de vinhos, especialmente entre consumidores jovens. Há consumidores sofisticados. O mercado está atento aos preços. O Reino Unido apresenta um mercado imparcial que permite uma competição leal entre os países produtores. O crescimento no consumo deve-se aos consumidores jovens. Marcas de países de língua inglesa do Novo Mundo, têm um sucesso incrível. Os vinhos, tanto brancos como tintos, são normalmente bebidos sem ser a acompanhar uma refeição. 3. A opinião inglesa sobre os vinhos portugueses Nos meus 20 anos de importação/exportação de vinhos portugueses houve sempre, infelizmente, mais entusiasmo que sucesso e só nos últimos três anos se pôde realmente verificar algum sucesso. Há grande apoio e entusiasmo por parte da imprensa inglesa, e apoio financeiro da ViniPortugal e do ICEP. Acredito que esta dinâmica surgiu como consequência do Vintage de Sei que não se tratava de um vintage típico mas o estilo sumarento, suave de tantos outros vinhos tornou-os mais fáceis e acessíveis ao nosso mercado, onde os vinhos do Novo Mundo têm tão boa aceitação. As boas notícias são que a dinâmica de 2003 teve continuação

3 nas vindimas seguintes. O total das vendas em 2005 aumentou quase 10%, e essa tendência parece querer continuar quando os valores para 2006 forem conhecidos! Há no Reino Unido uma grande receptividade para com Portugal e para com os seus vinhos, apesar de toda a confusão gerada pela vossa cultura de vinhos. Do ponto de vista mercantil é uma pena que o Algarve seja a única experiência que muitos visitantes retêm do vosso país. Visitamos as praias, bebemos vinhos medíocres de cooperativas alentejanas e nunca vemos uma vinha! As pessoas que visitam o centro e Norte do vosso país regressam a casa com uma impressão totalmente diferente da daqueles que apenas visitam o Algarve. Resumidamente, creio que vemos os vinhos portugueses do seguinte modo: Positivo Enorme variedade de castas/terroir/estilos de vinho Boa relação qualidade/preço Diferente da homogeneidade da actual tendência de vinhos País com um grande dinamismo (particularmente nos últimos anos) Negativo Nomes complicados de vinhos e das castas Nomes difíceis de pronunciar e perceber Vinhos fortes, encorpados, tintos muito taninicos precisam de comida Vinhos de mesa obliterados pelo Porto Falta de marcas reconhecidas, confuso para os consumidores A maioria dos comentários que faço na palestra de hoje é relativa aos vinhos tintos, acerca dos quais eu me sinto mais à vontade para emitir opinião. Mas vou falar brevemente dos brancos: - Lamento, mas muitas vezes fico confuso e desapontado pelos vinhos brancos em Portugal. Sei que o Dão se orgulha das suas castas brancas e do Encruzado em particular, mas há algo que não me agrada. A fermentação em carvalho e envelhecimento raramente parecem trazer o equilíbrio e textura desejados e os vinhos sem carvalho lutam para conseguir o equilíbrio e textura que para o nosso mercado são tão importantes. Há imenso carácter, mas a acidez parece desequilibrada. Creio que no Reino Unido somos muito sensíveis a acidez elevada por duas razões principais (interligadas): Comentário [JS1]: Brites o termo é Oak fermentation, veja se traduzi bem A. Os nossos palatos estão a tornar-se acostumados aos sabores suaves e maduros do Novo Mundo. B. Bebemos a maior parte do vinho sem acompanhamento de comida e procuramos algo com vida mas mais aromático e com uma textura na boca mais suave. Comentário [JS2]: Brites veja a tradução Esta é a minha opinião sobre os vinhos de Portugal, expressa, se calhar, com falta de conhecimento dos melhores exemplos. Adoraria que me provassem estar enganado!

4 4. O lugar do Dão no Reino Unido Toda a gente já ouviu falar de Dão. Trata-se de uma grande marca. É reconhecido em todo o Reino Unido, apesar de a maioria não o conseguir sequer pronunciar! Talvez seja reconhecido como o vinho de antigamente (dos nossos pais) mas muitos destes pais lembram com carinho alguns dos vinhos que costumavam encontrar por aqui. Tratava-se de vinhos adultos, cheios de sabor e baratos! Tenho uma boa memória de um grande vinho do dão a colheita de 1963 do Centro de Estudos Vitivinícolas em Nelas- ainda hoje acho difícil de crer que aquele vinho já tivesse 40 anos quando o provei. Foi um dos vinhos mais memoráveis que alguma vez provei. Mas deixando a nostalgia por estas peças de museu de lado, agora o Dão necessita de vinhos jovens, autênticos, mas deliciosos que digam algo sobre o seu local de origem e que possam ser apreciados pela nova geração de conhecedores. Se me permitem a comparação com outro país, o Dão faz-me pensar na Borgonha. Adoro a pureza dos frutos vermelhos dos vinhos das duas regiões e a sua capacidade de reter o refinado dos aromas numa idade em que para muitos apreciadores o poder equivale à qualidade. Trata-se de vinhos que podem ser bebidos com facilidade (uma garrafa ou mais) sem a monotonia que rapidamente vem com os vinhos de outras regiões vitícolas. Acho, que tal como a Borgonha, a região do Dão demonstra diferenças de vindima para vindima. Desde o advento dos produtores engarrafadores no início da década de 80, na Borgonha os produtores de topo focaram a sua atenção na pureza e elegância dos aromas em detrimento de concentração e álcool, sendo para mim neste aspecto que as duas regiões mais se aproximam. O Dão também pode fazer este tipo de vinhos, e quando forem bons terão classe mundial! A Borgonha demorou séculos a compreender o seu potencial, creio por razões similares às do Dão. Notase que a qualidade dos melhores vinhos das melhores propriedades é mais elevada do que nunca e os vinhos são sensacionais. O Dão pode fazer o mesmo. É imediatamente perceptível para o visitante desta região que se trata de uma das mais antiquadas e tradicionais regiões vitícolas. Isto pode tornar a região deliciosamente fotogénica para o turista, mas a legislação vitícola da região criou enormes frustrações para produtores profissionais preocupados com a qualidade. A minha impressão é a de que o Dão foi a região a emergir mais lentamente das da idade das trevas vitícola pré A estrutura monolítica da indústria vinícola implicou que a região tenha uma imagem atrasada anos relativamente a outras regiões portuguesas mais dinâmicas e a sua imagem pública ainda está atrás de todas as outras regiões, apesar da modificação verificada nos vinhos e do reconhecimento obtido pela melhoria de qualidade ao longo dos últimos 10 anos. 5. O caminho a seguir Não compete a um importador, ou potencial importador, indicador a um produtor como fazer ou comercializar o seu vinho. Posso apenas reportar-vos a forma como eu interpreto o mercado do Reino Unido e ao tipo de vinhos que parecem ter sucesso por lá. Aos produtores digo simplesmente que SE quiserem vender no Reino Unido, então devem tomar conhecimento das condições do nosso mercado e confiar que os seus vinhos

5 podem ter uma boa oportunidade de sucesso aqui (UK), jogando pelas nossas regras e não pelas vossas. Já aqui foi dito que se conseguirem vender vinho no UK o poderão fazer em qualquer parte. Quando estou a decidir uma compra considero três critérios importantes: A. O PREÇO B. O LIQUIDO C. A APRESENTAÇÃO Encaro-os como um banco de três pernas, se uma das pernas for removida, caímos. É vital que as três pernas tenham o mesmo comprimento e suportem o peso de forma equitativa. A. O Preço Não penso que tenhamos um problema neste ponto. À excepção de alguns vinhos premiados com preços exorbitantes, acredito que a maioria dos vinhos portugueses são, acertadamente, considerados uma boa relação qualidade/preço. Dão incluído. Não pensamos o Dão como uma região de vinho barato. Trata-se de uma região com História e tradição e na maior parte dos casos apresenta-se como uma mais-valia. Da mesma forma não creio que a região tenha condições naturais para fazer vinhos muito baratos. Os vinhos baratos do Dão não são agradáveis ao palato britânico. São pouco encorpados, magros e adstringentes, não fazendo de forma nenhuma o gosto britânico. São uma perda de tempo para o mercado britânico. Se eu quiser beber vinho barato posso fazê-lo de uma região em que os taninos e a acidez não são tão predominantes. B. O liquido Esta é a questão crucial. Quando os vinhos do Dão estão no seu melhor, são para mim os melhores de Portugal. A região tem um grande terroir. Tenho sempre sentido que a base granítica combinada por vezes com altitude, parece preservar a frescura e os vibrantes aromas a ameixa e frutos vermelhos, os quais, para o meu gosto, são tão fundamentais no carácter de um tinto do Dão. Fiquei muito impressionado por muitos vinhos do Dão da colheita de 2003 que pareciam preservar alguma frescura e elegância enquanto outras regiões vinhos pesados e desequilibrados. Creio que todos aqui são conhecedores e muitas das características do Dão não são para principiantes. Há um elemento de austeridade, delicadeza e secura que apelam à experiência do conhecedor para encontrar elegância e complexidade, mas que os pode (vinhos) acusar de faltar generosidade, redondez, gordura, carácter doce e frutado, características procuradas por muitos dos novos consumidores, e que são facilmente encontradas nos vinhos de outras regiões. Vêm-me à mente as seguintes observações e comentários: Viticultura Estarão os produtores a aproveitar ao máximo as boas práticas de viticultura na compreensão da sebe da vinha, arejando-a de forma a que, sem escaldão, as uvas possam atingir uma maturação óptima? Houve progresso nesta área por todo o Portugal, mas creio que neste ponto que são necessárias modificações e melhorias. Numa região tradicional, como o Dão, com tantos pequenos produtores, esta melhoria é mais crucial que noutros locais.

6 Castas Pessoalmente sou um entusiasta do Alfrocheiro e da sua capacidade de conferir uma textura gorda ao fim de boca de um vinho e de soltar os firmes e mais fortes taninos de Touriga Nacional e Tinta Roriz. Deveria ser permitido uma pequena proporção de castas internacionais no lote? Há algum trabalho feito nesta área? Vinificação e maturação É minha opinião pessoal que os vinhos do Dão que almejam mercados de exportação poderiam ser feitos de um modo mais suave, delicado sem perderem a sua tipicidade. É claro que há lugar para uma enorme variedade de estilos na região. Sublinho que no Reino Unido a critica de que um vinho é demasiado tanínico é de longe mais frequente do que a de que lhe faltam taninos. Poderiam os tempos de maceração ser encurtados? As temperaturas mais baixas? A extracção de cor feita de uma forma mais suave? Sinto também que alguns vinhos podem ser acusados de tentarem de mais ( macerações demasiado longas, mais madeira do que o necessário). Dou o exemplo do Borgonha tinto, onde os melhores vinhos atingem sempre a complexidade por via da elegância ao invés da via da concentração. Paradoxalmente torna-se necessário um produtor experiente, com confiança suficiente para não tocar num vinho num dado momento da maturação. Eu não sou nem produtor nem enólogo, mas muitas vezes sinto que gostaria de ver vinhos com menos manipulação e menos extracção. C. A apresentação A região do Dão é uma região tradicional lindíssima. Tradição é bom. Toda a gente aprecia tradição e isto pode ser usado, mas há uma ténue divisória entre tradição e à moda antiga. Tradição é bom, à moda antiga não o é. Estamos numa área para especialistas de mercado e designers, mas creio ser importante não assumir que um rótulo que funciona num restaurante em Viseu funcionará numa loja de vinhos em Londres. Tenho vergonha de repetir que a extraordinária incapacidade anglo-saxónica para o português faz de algumas das vossas belas palavras inutilizáveis, mas é esta a realidade. Os nomes das castas são para nós difíceis de pronunciar, pelo que ajudaria grandemente que um nome de quinta ou de vinho possa ser identificado como português, mas ao mesmo tempo pronunciável. Apoio de relações públicas (RP) Acredito que o Dão necessita, no mercado britânico de modernos e sofisticados RP. Todos os outros países e regiões os usam, é um facto incontornável do mercado moderno e competitivo, onde há extrema oferta em busca de um lugar ao sol. Idealmente este esforço estaria sob a égide do ICEP/ViniPortugal, embora eu tenha notado que algumas regiões portuguesas, o Douro, por exemplo, e alguns grupos de produtores tenham contratado os seus próprios consultores de relações públicas. Acredito que campanhas, quer de carácter genérico, quer focadas em regiões individuais necessitam de ser organizadas para o comércio britânico, peritos sedeados no Reino Unido que conheçam e compreendem o comércio britânico de vinho. Uma campanha DEVE ser feita à medida para reflectir as condições deste mercado complexo. Sinto que isto não tem sido compreendido em Portugal.

7 6. Conclusão O Dão é uma grande marca, da qual o nosso mercado já ouviu falar, mesmo que não a tenha consumido durante algum tempo. Este é um excelente ponto de partida. Espero que a Denominação de Origem seja capaz de proximidade aos produtores evitando o tipo de frustrações que levou muitos produtores de outras regiões a desclassificarem os seus vinhos para Vinhos Regionais. Todas as regiões com Tradição enfrentam o mesmo desafio: como manter a herança de que nos orgulhamos reflectindo os gostos modernos? O Dão sempre teve alguns grandes vinhos, o que não quer dizer que não possa fazer muito melhor. Muitas regiões vitícolas francesas estão a agonizar com as mesmas questões neste momento e perderam uma enorme percentagem do mercado inglês para a Austrália e Califórnia nos últimos anos, como resultado da lentidão na modernização da produção e marketing. Isto enfatiza a importância de apresentar ao mercado vinhos que ele possa perceber e que sejam confortáveis de beber. A tipicidade dos vinhos do Dão é forte e muito querida de um pequeno grupo de consumidores que conhecem o país e apreciam algo diferente. O futuro está em continuar a produzir cada vez mais vinhos artesanais de alta qualidade, abraçando modernas técnicas de produção e modernos métodos de Marketing retendo o conceito de dão em 1º lugar. Para os potenciais novos consumidores talvez esta tipicidade seja muito forte. Apelo a um uso optimista e confiante da tecnologia e marketing para fazer vinhos mais simpáticos e acessíveis. Pessoalmente não creio que a introdução de novas castas seja necessária, mas não descartaria esta hipótese. Não temam a perda de identidade. A marca dos Vinhos Portugueses é muito clara e única, não sendo facilmente esquecida como muitos produtores pensam. Sempre disse que os vinhos do Dão, quando bons, são os melhores de Portugal. Não vejo Razão para que o progresso dos últimos 20 anos não possa ser igualado por idêntico progresso nos próximos 20 anos.

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos.

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos. Quem Somos A nova geração de uma família tradicional Portuguesa que sempre nutriu uma enorme paixão pelo vinho. Foi na Quinta do Cruzeiro Mangualde, Dão - que nasceu essa paixão. Foi também na Quinta do

Leia mais

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Clique aqui e conheça os prêmios desse produtor ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Teor Alcoólico: 12,50 %vol. Acidez Total: 5,30 g/l Ácido Tartárico. Açucares redutores: 2,00 g/dm³ PH: 3,33. Castas: Malvasia

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

M alva Real Portug al 1

M alva Real Portug al 1 1 2 WINE OF DOURO (Portugal) QUINTA DA FONTE NOVA D.O.C. O GRUPO MALVA REAL representa e distribui os vinhos do Douro QUINTA DA FONTE NOVA DOC. Trata-se de vinhos premiados e de alta qualidade, revelando

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas.

Áustria Viena. Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Áustria Viena Foi uma grande surpresa o facto de todos os alunos andarem descalços ou de pantufas. Apenas fui assistir a uma aula, que acabou por não ser dada devido à presença dos alunos estrangeiros

Leia mais

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Carlos Alberto Barbosa Susana Balbo esteve em São Paulo para conduzir a degustação do lançamento no Brasil da linha de vinhos Zohar Na quinta-feira,

Leia mais

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Quinta dos Murças, uma nova era do Esporão 2011-10-13 07:10:24 Luiz Gastão Bolonhez O conglomerado Esporão, sucesso absoluto no Alentejo, lança vinhos de seu novo empreendimento,

Leia mais

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4 A Academia do Vinho em colaboração com Wine & Spirit Education Trust e The Wine Academy of Spain Apresenta THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA DOURO SUPERIOR: GRANITO E ALTITUDE A Quinta da Pedra Escrita está localizada em Freixo de Numão, no Douro Superior, a uma

Leia mais

Transcrição de Entrevista n º 24

Transcrição de Entrevista n º 24 Transcrição de Entrevista n º 24 E Entrevistador E24 Entrevistado 24 Sexo Feminino Idade 47 anos Área de Formação Engenharia Sistemas Decisionais E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

"ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO" Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail:

ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail: "ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO" Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail: molivierbh@gmail.com "No vinho, há tantos fatores que fazem

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios Na Serra de S. Mamede, nascem grandes vinhos

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios 1 2 Na Serra de S. Mamede, nascem grandes

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona O email marketing é uma das formas de marketing mais lucrativas que existem para pequenas, médias e grandes empresas e também para profissionais

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores.

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. Aqui, a gente tem uma apresentação muito importante, e

Leia mais

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky

O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean. Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky O papel da gerência em um ambiente de manufatura lean Gary Convis, Presidente, Toyota Motor Manufacturing de Kentucky Tradução: Diogo Kosaka Gostaria de compartilhar minha experiência pessoal como engenheiro

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos?

Existe um catálogo físico ou virtual para ver os produtos? O que é HIPERCASHonline? HIPERCASHonline é uma nova oportunidade de ganhar rendimentos extra, manipulando somente produtos de primeira necessidade, onde podemos obter os mesmos artigos que já estamos habituados

Leia mais

Rubricas e guias de pontuação

Rubricas e guias de pontuação Avaliação de Projetos O ensino a partir de projetos exibe meios mais avançados de avaliação, nos quais os alunos podem ver a aprendizagem como um processo e usam estratégias de resolução de problemas para

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO PORTUGAL Vou Listar as Cidades de Norte a Sul. Porto Tem que comer um prato típico chamado Francesinha. É uma delícia. Não vou colocar foto do prato aqui,

Leia mais

Semeadores de Esperança

Semeadores de Esperança Yvonne T Semeadores de Esperança Crônicas de um Convite à Vida Volume 11 Crônicas de um Convite à Vida Livre d IVI Convidados a Viver PREFÁCIO Estou comovida por escrever este prefácio : tudo o que se

Leia mais

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz É nas Encostas de Estremoz, na Quinta da Esperança, que nascem os nossos vinhos. Adaptamos as novas tecnologias de Viticultura à nossa realidade, inspirados no melhor do Novo Mundo, e preservando sempre

Leia mais

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Regulamento Interno da Rotulagem da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana 21 de Janeiro de 2013 (Revisto a 2 de Maio de 2013) O presente Regulamento estabelece

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Tel: +54 11 4777 7872 E-mail: info@bodegamarcozunino.com

Leia mais

ICC 110 15. 20 março 2013 Original: inglês P. Conselho Internacional do Café 110. a sessão 4 8 março 2013 Londres, Reino Unido

ICC 110 15. 20 março 2013 Original: inglês P. Conselho Internacional do Café 110. a sessão 4 8 março 2013 Londres, Reino Unido ICC 110 15 20 março 2013 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 110. a sessão 4 8 março 2013 Londres, Reino Unido Relatório sucinto do Seminário sobre tendências nos novos mercados consumidores

Leia mais

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto.

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto. Agradecimentos: Cumpre-me inicialmente agradecer a toda Diretoria Executiva, especialmente ao Teruo, por confiarem no meu trabalho e me darem toda a autonomia necessária para fazer o melhor que fui capaz

Leia mais

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Erros e Dicas para Vender seus Serviços MElina Kunifas 2010 WWW. M E L I N A K U N I F A S. C O M Caro leitor, este livreto tem o propósito de educar e

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

*Acresce taxa de IVA em vigor 1

*Acresce taxa de IVA em vigor 1 QS 04 TINTO DOC DOURO CONSENSUAL GRANDE RESERVA 2003 É um vinho com boa concentração e muito bonito na cor. Aroma fino, com fruto limpo de amora e figo, fresco e floral com ligeiras notas balsâmicas. A

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

Como fazer seu blog se destacar dos outros

Como fazer seu blog se destacar dos outros Como fazer seu blog se destacar dos outros Fama. Tráfego. Reconhecimento. Muito dinheiro no bolso. Esses itens certamente estão presentes na lista de desejos de quase todos os blogueiros. Afinal, ninguém

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS Nessa unidade vou mostrar para você como escrever e-mails que geram resultados. Mas que resultados são esses? Quando você escreve um e-mail tem que saber

Leia mais

Antes de tudo... Obrigado!

Antes de tudo... Obrigado! Antes de tudo... Obrigado! Eu, Luiz Felipe S. Cristofari, agradeço por ter baixado esse PDF. Criei esse material para ajudar você a ter mais sucesso com suas ideias na internet e fico muito feliz quando

Leia mais

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR nº 3 Novembro 29 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR O VINHO NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR Índice 1. INTRODUÇÃO 2 2. PRODUÇÃO 3 3. EXPORTAÇÃO 5 4.

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

Porque evitar o "NÃO" e a linguagem negativa. M. H. Lorentz

Porque evitar o NÃO e a linguagem negativa. M. H. Lorentz Porque evitar o "NÃO" e a linguagem negativa. M. H. Lorentz A linguagem tem por objetivo a comunicação entre os seres humanos, portanto quanto mais precisa for a linguagem, melhor será o resultado de nossa

Leia mais

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS

Leia mais

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 estimado cliente É com o maior prazer que a Francisco B. Fino Sociedade Agrícola, Lda apresenta os seus vinhos Monte da Penha e as suas embalagens especiais para oferta. Temos

Leia mais

Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2. Ex.mos Senhores

Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2. Ex.mos Senhores Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2 Ex.mos Senhores Ao abrigo de um protocolo assinado entre o IVDP e a Academia do Vinho para formação na área dos vinhos, vimos divulgar a realização de um curso

Leia mais

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Oi! Meu nome é David. Atualmente estou em Imperatriz, Maranhão ajudando pessoas como você aprenderem inglês. Já faz

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Péricles Santos Matos No. USP 5200617 Curso ECA: Turismo Dados do Intercâmbio Universidade:_Universidade de Coimbra Curso: Turismo, Lazer e Patrimônio Período:

Leia mais

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração.

Entrevistado por Maria Augusta Silva. Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. ANDRÉ LETRIA Entrevistado por Maria Augusta Silva Entrevista realizada na ocasião em que recebeu o Prémio Nacional de Ilustração. Um traço sinónimo de qualidade. Desenho e cor para a infância. Aos 26 anos

Leia mais

Coaching para pessoas disponíveis, ambos

Coaching para pessoas disponíveis, ambos Nota da Autora 1001 maneiras de ser Feliz, é o meu terceiro livro. Escrevi Coaching para mães disponíveis e Coaching para pessoas disponíveis, ambos gratuitos e disponíveis no site do Emotional Coaching.

Leia mais

Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus

Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus CURSO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E ESPIRITUAL DESCUBRA A ASSINATURA DE SUAS FORÇAS ESPIRITUAIS Test Viacharacter AVE CRISTO BIRIGUI-SP Jul 2015 Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus I SABER

Leia mais

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias

Ima. Sempre. em Frente. Eric Peleias Ima Sempre em Frente Eric Peleias Baseado em uma história real CAPÍTULO 1 LETÔNIA, DÉCADA DE 1940. 8 PODEM PARAR DE CAVAR! QUERO TODOS ENFILEIRADOS! O QUE ESTÃO ESPERANDO? ENFILEIRADOS, ANDEM LOGO! MUITO

Leia mais

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO

A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO Universidade Estadual de Campinas Fernanda Resende Serradourada A PUBLICIDADE DE FESTAS: RELATÓRIO DE PROJETO DE DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO: O Projeto de Desenvolvimento realizado por mim visava à confecção

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI

A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI A Maquina de Vendas Online É Fraude, Reclame AQUI Muitas pessoas me perguntam se a maquina de vendas online é fraude do Tiago bastos funciona de verdade ou se não é apenas mais uma fraude dessas que encontramos

Leia mais

O Novíssimo Mundo do Vinho: Brasil X China se apresentam ao mercado mundial 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino

O Novíssimo Mundo do Vinho: Brasil X China se apresentam ao mercado mundial 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino Roberto Rabachino, italiano de Turim, é Doutor em Ciências da Alimentação com MBA em Análise Organoléptica Sensorial. Formado em Sociologia

Leia mais

Será que doses elevadas de creatina "atrasam o início clínico" da doença de Huntington? Porquê a creatina?

Será que doses elevadas de creatina atrasam o início clínico da doença de Huntington? Porquê a creatina? Notícias científicas sobre a Doença de Huntington. Em linguagem simples. Escrito por cientistas. Para toda a comunidade Huntington. Será que doses elevadas de creatina "atrasam o início clínico" da doença

Leia mais

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO.

A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. A ZONA DE CONFORTO DOS ADVOGADOS: PORQUE OS ESCRITÓRIOS ABANDONAM O SUCESSO. Caro Advogado, Gostaria de começar este artigo com a pergunta mais misteriosa do mundo jurídico: por que alguns escritórios

Leia mais

CONVERSA COM PAULO FREIRE: Linguagem e Poder

CONVERSA COM PAULO FREIRE: Linguagem e Poder CONVERSA COM PAULO FREIRE: Linguagem e Poder Entrevista concedida a Virginia Maria de Figueiredo e Silva e Tânia Maria Piacentini * Paulo Freire esteve em Florianópolis, no dia 8 de junho, a convite da

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Hyundai Motorsport desloca-se para o Rali do México

Hyundai Motorsport desloca-se para o Rali do México Hyundai Motorsport desloca-se para o Rali do Na próxima semana, a Hyundai Motorsport volta ao palco do seu primeiro pódio no WRC para competir no Rali do, a terceira prova de 2015 do Campeonato do Mundo

Leia mais

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos.

Entrevista A2. 2. Que idade tinhas quando começaste a pertencer a esta associação? R.: 13, 14 anos. Entrevista A2 1. Onde iniciaste o teu percurso na vida associativa? R.: Em Viana, convidaram-me para fazer parte do grupo de teatro, faltava uma pessoa para integrar o elenco. Mas em que associação? Na

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim.

INTRODUÇÃO. Fui o organizador desse livro, que contém 9 capítulos além de uma introdução que foi escrita por mim. INTRODUÇÃO LIVRO: ECONOMIA E SOCIEDADE DIEGO FIGUEIREDO DIAS Olá, meu caro acadêmico! Bem- vindo ao livro de Economia e Sociedade. Esse livro foi organizado especialmente para você e é por isso que eu

Leia mais

O ABC da gestão do desempenho

O ABC da gestão do desempenho Por Peter Barth O ABC da gestão do desempenho Uma ferramenta útil e prática para aprimorar o desempenho de pessoas e organizações 32 T&D INTELIGÊNCIA CORPORATIVA ED. 170 / 2011 Peter Barth é psicólogo

Leia mais

FOTO-AVENTURA.!Fuji X-T1. XF 18-55mm. 22,3mm. f/8. 1/1000. ISO 400. 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA

FOTO-AVENTURA.!Fuji X-T1. XF 18-55mm. 22,3mm. f/8. 1/1000. ISO 400. 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA FOTO-AVENTURA!Fuji X-T1. XF 18-55mm. 22,3mm. f/8. 1/1000. ISO 400 10 zoom - FOTOGRAFIA PRÁTICA Sudoeste americano UMA AMÉRICA FEITA DE MONTANHAS E DESFILADEIROS MAURÍCIO MATOS DECIDIU EXPLORAR O LADO SELVAGEM

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

[Pequenas interrompem, imperceptível]

[Pequenas interrompem, imperceptível] E- A ideia é: vou-vos fazer algumas perguntas e vocês respondem consoante aquilo que quiserem dizer. E a ideia do grupo de discussão não é vocês desatarem todos à porrada mas é se vocês ah sei lá por exemplo

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 Nesta aula você aprenderá a diferenciar um desenhista de um ilustrador e ainda iniciará com os primeiros exercícios de desenho. (Mateus Machado) O DESENHISTA E O ILUSTRADOR Ainda que não sejam profissionais

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É

CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É CONHECENDO-SE MELHOR DESCOBRINDO-SE QUEM VOCÊ É? 13 PASSOS QUE VÃO AJUDÁ-LO PARA SE CONHECER MELHOR E DESCOBRIR QUE VOCÊ REALMENTE É Descobrindo-se... Fácil é olhar à sua volta e descobrir o que há de

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte:

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Exmos. Senhores. Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Sou cliente desde a época da TVTel nunca, até hoje, mudei de

Leia mais

Especial PRIMUM FAMILIAE VINI EM DEGUSTAÇÃO NO BRASIL. Viagem DiVina VIENA: A METRÓPOLE COM MAIS VINHEDOS URBANOS NO MUNDO

Especial PRIMUM FAMILIAE VINI EM DEGUSTAÇÃO NO BRASIL. Viagem DiVina VIENA: A METRÓPOLE COM MAIS VINHEDOS URBANOS NO MUNDO EDIÇÃO 15 ANO III edição 15 ano III R$ 12,90 www.revistadivino.com.br Especial PRIMUM FAMILIAE VINI EM DEGUSTAÇÃO NO BRASIL Viagem DiVina VIENA: A METRÓPOLE COM MAIS VINHEDOS URBANOS NO MUNDO FalandO de

Leia mais

MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015!

MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015! MEU PLANO DE AÇÃO EM MASSA 7 PASSOS PARA UM INCRÍVEL 2015! Você sabia que 95% das pessoas que traçam planos de Ano Novo NUNCA os seguem adiante? A razão é que a maioria das pessoas não entende o processo

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Informações Acadêmicas - Intercâmbio Destino (Cidade/País): Toulouse, França Nome: Gustavo Linari Rodrigues Informações Acadêmicas FEA Administração Graduação Diurno Economia Pós Noturno Contabilidade Atuaria Informações Acadêmicas - Intercâmbio

Leia mais

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO

COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO COMO INVESTIR PARA GANHAR DINHEIRO Por que ler este livro? Você já escutou histórias de pessoas que ganharam muito dinheiro investindo, seja em imóveis ou na Bolsa de Valores? Após ter escutado todas essas

Leia mais

Duas faces, uma só Pessoa

Duas faces, uma só Pessoa P á g i n a 3 Duas faces, uma só Pessoa ANA LUÍSA RIBEIRO DOS SANTOS Ana Santos P á g i n a 4 FICHA TÉCNICA EDIÇÃO: Ana Santos TITULO: Duas faces, uma só pessoa AUTORA: Ana Santos IMAGEM DA CAPA: Capa:

Leia mais

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Bier Hoff 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Achei inusitado, afinal não é todo dia que alguém me convida para conhecer uma microcervejaria. Para falar a verdade, foi a primeira vez, por isso, fiz

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

Marketing Educacional como manter e captar novos alunos

Marketing Educacional como manter e captar novos alunos Marketing Educacional como manter e captar novos alunos Baiard Guggi Carvalho Publicitário, consultor em marketing educacional e em tecnologia aplicada à educação N os dias de hoje, se perguntarmos para

Leia mais