O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine)"

Transcrição

1 O futuro dos Vinhos do Dão no Reino Unido Lance Foyster (Master of Wine) 1. O meu interesse por Portugal e pelos seus vinhos 2. O mercado Inglês 3. A opinião inglesa dos vinhos portugueses 4. O Lugar para o Dão no Reino Unido 5. O caminho a seguir 6. Conclusões 1. O meu interesse por Portugal e pelos seus vinhos Devo o meu amor a Portugal e os seus vinhos aos meus pais. Visito regularmente o país desde umas primeiras férias em família quando tinha 8 anos, em Visitamos repetidamente o país durante as décadas de 70 e 80, sempre de transporte público, uma vez que os meus pais não conduzem, e conhecemos detalhadamente algumas regiões, desde a pequena aldeia piscatória de Albufeira até Viana do Castelo, passando por Évora, Lisboa, Coimbra, Porto e Pinhão. Durante essas férias fui testemunha da descoberta do vinho por parte dos meus pais, tendo em conta de que o vinho nunca fizera parte das suas vidas. Embora fosse muito novo para beber desenvolvi algum interesse por aquela nova bebida. Para eles era extraordinariamente exótica, apesar de servida habitualmente sem qualquer comentário em todas as refeições. Faço referência a meus pais, porque a sua experiência reflecte a maioria dos consumidores de vinho no Reino Unido. Apesar da nossa reputação (Reino Unido) como um dos maiores consumidores de vinho nos últimos cinco séculos ou mais, só nos últimos 25 anos houve uma democratização do consumo tornando-a a bebida do homem comum em contraste com a situação portuguesa e das restantes nações europeias produtoras. Quando em 1984 ao terminar o meu curso em Oxford decidi enveredar por uma carreira no vinho, pareceu-me natural convergir para Portugal, um país que eu conhecia razoavelmente. Ser um paladino do desconhecido, ou do menos conhecido, sempre foi um chamariz para mim e à excepção do vinho do Porto, Portugal não era conhecido pelos seus vinhos, e ainda não o é. Trabalhei durante dez anos em diversos retalhistas prosseguindo com visitas regulares a Portugal e batalhei pela nova vaga de Vinhos de Quinta (Cotto, Luís Pato, Carmo, Bacalhoa, etc ) acabando por conhecer alguns dos mais conhecidos pequenos produtores portugueses. Em 1995 fui contratado pelo representante da Sogrape no Reino Unido, tendo trabalhado durante três anos num patamar diferente de mercado a venda de grandes quantidades para supermercados no Reino Unido e na publicitação da nova gama de vinhos regionais da Sogrape.

2 Estabeleci-me por conta-própria em 2003, trabalhando como importador da Dão Sul, Quinta da Lagoalva e mais recentemente Filipa Pato para o mercado inglês. Defendo vinhos de alta qualidade de regiões menos conhecidas (e lamentavelmente é esse o caso português no Reino Unido). Importo também vinhos da Áustria, França (incluindo a Córsega) e uma pequena quantidade da Austrália e Nova Zelândia. 2. O mercado inglês Nós, os ingleses, gabamo-nos de ter um dos mais dinâmicos e abertos mercados de vinho do mundo e muito disto ocorreu nos últimos 25 anos! O mercado tradicional mantém-se, mas esta nova democratização do vinho é quem comanda. No Institute of Masters of Wine (Instituto dos Mestres do Vinho), gracejávamos, com algum acerto, com o facto de há 40 anos se poder passar nos exames com conhecimentos sobre Clarete (vinho Bordéus tinto), Borgonha, Porto, Xerês e Mosela. Hoje em dia os nomes franceses clássicos são do domínio comum dos consumidores, embora a realidade actual seja a de que muitos consumidores que apreciam um Chardonay do Chile ou da Austrália, nunca o provaram na sua forma original - Chablis, Meursault ou Montrachet. E a gama de vinhos para provas cegas aumentou dramaticamente desde que eu passei em 1991 Abaixo apresento algumas das minhas observações sobre o nosso mercado (Reino Unido): Trata-se de um país grande com 60 milhões de habitantes, consumindo uma média de 20 litros/pessoa/ano. E praticamente não produzimos vinho! Há abertura para novos vinhos, estilos e regiões. Somos dados a modas. Há o hábito cultural londrino de ir comer fora (restaurantes) que se está a espalhar para outras zonas da nação. Há sede de conhecimento de vinhos, especialmente entre consumidores jovens. Há consumidores sofisticados. O mercado está atento aos preços. O Reino Unido apresenta um mercado imparcial que permite uma competição leal entre os países produtores. O crescimento no consumo deve-se aos consumidores jovens. Marcas de países de língua inglesa do Novo Mundo, têm um sucesso incrível. Os vinhos, tanto brancos como tintos, são normalmente bebidos sem ser a acompanhar uma refeição. 3. A opinião inglesa sobre os vinhos portugueses Nos meus 20 anos de importação/exportação de vinhos portugueses houve sempre, infelizmente, mais entusiasmo que sucesso e só nos últimos três anos se pôde realmente verificar algum sucesso. Há grande apoio e entusiasmo por parte da imprensa inglesa, e apoio financeiro da ViniPortugal e do ICEP. Acredito que esta dinâmica surgiu como consequência do Vintage de Sei que não se tratava de um vintage típico mas o estilo sumarento, suave de tantos outros vinhos tornou-os mais fáceis e acessíveis ao nosso mercado, onde os vinhos do Novo Mundo têm tão boa aceitação. As boas notícias são que a dinâmica de 2003 teve continuação

3 nas vindimas seguintes. O total das vendas em 2005 aumentou quase 10%, e essa tendência parece querer continuar quando os valores para 2006 forem conhecidos! Há no Reino Unido uma grande receptividade para com Portugal e para com os seus vinhos, apesar de toda a confusão gerada pela vossa cultura de vinhos. Do ponto de vista mercantil é uma pena que o Algarve seja a única experiência que muitos visitantes retêm do vosso país. Visitamos as praias, bebemos vinhos medíocres de cooperativas alentejanas e nunca vemos uma vinha! As pessoas que visitam o centro e Norte do vosso país regressam a casa com uma impressão totalmente diferente da daqueles que apenas visitam o Algarve. Resumidamente, creio que vemos os vinhos portugueses do seguinte modo: Positivo Enorme variedade de castas/terroir/estilos de vinho Boa relação qualidade/preço Diferente da homogeneidade da actual tendência de vinhos País com um grande dinamismo (particularmente nos últimos anos) Negativo Nomes complicados de vinhos e das castas Nomes difíceis de pronunciar e perceber Vinhos fortes, encorpados, tintos muito taninicos precisam de comida Vinhos de mesa obliterados pelo Porto Falta de marcas reconhecidas, confuso para os consumidores A maioria dos comentários que faço na palestra de hoje é relativa aos vinhos tintos, acerca dos quais eu me sinto mais à vontade para emitir opinião. Mas vou falar brevemente dos brancos: - Lamento, mas muitas vezes fico confuso e desapontado pelos vinhos brancos em Portugal. Sei que o Dão se orgulha das suas castas brancas e do Encruzado em particular, mas há algo que não me agrada. A fermentação em carvalho e envelhecimento raramente parecem trazer o equilíbrio e textura desejados e os vinhos sem carvalho lutam para conseguir o equilíbrio e textura que para o nosso mercado são tão importantes. Há imenso carácter, mas a acidez parece desequilibrada. Creio que no Reino Unido somos muito sensíveis a acidez elevada por duas razões principais (interligadas): Comentário [JS1]: Brites o termo é Oak fermentation, veja se traduzi bem A. Os nossos palatos estão a tornar-se acostumados aos sabores suaves e maduros do Novo Mundo. B. Bebemos a maior parte do vinho sem acompanhamento de comida e procuramos algo com vida mas mais aromático e com uma textura na boca mais suave. Comentário [JS2]: Brites veja a tradução Esta é a minha opinião sobre os vinhos de Portugal, expressa, se calhar, com falta de conhecimento dos melhores exemplos. Adoraria que me provassem estar enganado!

4 4. O lugar do Dão no Reino Unido Toda a gente já ouviu falar de Dão. Trata-se de uma grande marca. É reconhecido em todo o Reino Unido, apesar de a maioria não o conseguir sequer pronunciar! Talvez seja reconhecido como o vinho de antigamente (dos nossos pais) mas muitos destes pais lembram com carinho alguns dos vinhos que costumavam encontrar por aqui. Tratava-se de vinhos adultos, cheios de sabor e baratos! Tenho uma boa memória de um grande vinho do dão a colheita de 1963 do Centro de Estudos Vitivinícolas em Nelas- ainda hoje acho difícil de crer que aquele vinho já tivesse 40 anos quando o provei. Foi um dos vinhos mais memoráveis que alguma vez provei. Mas deixando a nostalgia por estas peças de museu de lado, agora o Dão necessita de vinhos jovens, autênticos, mas deliciosos que digam algo sobre o seu local de origem e que possam ser apreciados pela nova geração de conhecedores. Se me permitem a comparação com outro país, o Dão faz-me pensar na Borgonha. Adoro a pureza dos frutos vermelhos dos vinhos das duas regiões e a sua capacidade de reter o refinado dos aromas numa idade em que para muitos apreciadores o poder equivale à qualidade. Trata-se de vinhos que podem ser bebidos com facilidade (uma garrafa ou mais) sem a monotonia que rapidamente vem com os vinhos de outras regiões vitícolas. Acho, que tal como a Borgonha, a região do Dão demonstra diferenças de vindima para vindima. Desde o advento dos produtores engarrafadores no início da década de 80, na Borgonha os produtores de topo focaram a sua atenção na pureza e elegância dos aromas em detrimento de concentração e álcool, sendo para mim neste aspecto que as duas regiões mais se aproximam. O Dão também pode fazer este tipo de vinhos, e quando forem bons terão classe mundial! A Borgonha demorou séculos a compreender o seu potencial, creio por razões similares às do Dão. Notase que a qualidade dos melhores vinhos das melhores propriedades é mais elevada do que nunca e os vinhos são sensacionais. O Dão pode fazer o mesmo. É imediatamente perceptível para o visitante desta região que se trata de uma das mais antiquadas e tradicionais regiões vitícolas. Isto pode tornar a região deliciosamente fotogénica para o turista, mas a legislação vitícola da região criou enormes frustrações para produtores profissionais preocupados com a qualidade. A minha impressão é a de que o Dão foi a região a emergir mais lentamente das da idade das trevas vitícola pré A estrutura monolítica da indústria vinícola implicou que a região tenha uma imagem atrasada anos relativamente a outras regiões portuguesas mais dinâmicas e a sua imagem pública ainda está atrás de todas as outras regiões, apesar da modificação verificada nos vinhos e do reconhecimento obtido pela melhoria de qualidade ao longo dos últimos 10 anos. 5. O caminho a seguir Não compete a um importador, ou potencial importador, indicador a um produtor como fazer ou comercializar o seu vinho. Posso apenas reportar-vos a forma como eu interpreto o mercado do Reino Unido e ao tipo de vinhos que parecem ter sucesso por lá. Aos produtores digo simplesmente que SE quiserem vender no Reino Unido, então devem tomar conhecimento das condições do nosso mercado e confiar que os seus vinhos

5 podem ter uma boa oportunidade de sucesso aqui (UK), jogando pelas nossas regras e não pelas vossas. Já aqui foi dito que se conseguirem vender vinho no UK o poderão fazer em qualquer parte. Quando estou a decidir uma compra considero três critérios importantes: A. O PREÇO B. O LIQUIDO C. A APRESENTAÇÃO Encaro-os como um banco de três pernas, se uma das pernas for removida, caímos. É vital que as três pernas tenham o mesmo comprimento e suportem o peso de forma equitativa. A. O Preço Não penso que tenhamos um problema neste ponto. À excepção de alguns vinhos premiados com preços exorbitantes, acredito que a maioria dos vinhos portugueses são, acertadamente, considerados uma boa relação qualidade/preço. Dão incluído. Não pensamos o Dão como uma região de vinho barato. Trata-se de uma região com História e tradição e na maior parte dos casos apresenta-se como uma mais-valia. Da mesma forma não creio que a região tenha condições naturais para fazer vinhos muito baratos. Os vinhos baratos do Dão não são agradáveis ao palato britânico. São pouco encorpados, magros e adstringentes, não fazendo de forma nenhuma o gosto britânico. São uma perda de tempo para o mercado britânico. Se eu quiser beber vinho barato posso fazê-lo de uma região em que os taninos e a acidez não são tão predominantes. B. O liquido Esta é a questão crucial. Quando os vinhos do Dão estão no seu melhor, são para mim os melhores de Portugal. A região tem um grande terroir. Tenho sempre sentido que a base granítica combinada por vezes com altitude, parece preservar a frescura e os vibrantes aromas a ameixa e frutos vermelhos, os quais, para o meu gosto, são tão fundamentais no carácter de um tinto do Dão. Fiquei muito impressionado por muitos vinhos do Dão da colheita de 2003 que pareciam preservar alguma frescura e elegância enquanto outras regiões vinhos pesados e desequilibrados. Creio que todos aqui são conhecedores e muitas das características do Dão não são para principiantes. Há um elemento de austeridade, delicadeza e secura que apelam à experiência do conhecedor para encontrar elegância e complexidade, mas que os pode (vinhos) acusar de faltar generosidade, redondez, gordura, carácter doce e frutado, características procuradas por muitos dos novos consumidores, e que são facilmente encontradas nos vinhos de outras regiões. Vêm-me à mente as seguintes observações e comentários: Viticultura Estarão os produtores a aproveitar ao máximo as boas práticas de viticultura na compreensão da sebe da vinha, arejando-a de forma a que, sem escaldão, as uvas possam atingir uma maturação óptima? Houve progresso nesta área por todo o Portugal, mas creio que neste ponto que são necessárias modificações e melhorias. Numa região tradicional, como o Dão, com tantos pequenos produtores, esta melhoria é mais crucial que noutros locais.

6 Castas Pessoalmente sou um entusiasta do Alfrocheiro e da sua capacidade de conferir uma textura gorda ao fim de boca de um vinho e de soltar os firmes e mais fortes taninos de Touriga Nacional e Tinta Roriz. Deveria ser permitido uma pequena proporção de castas internacionais no lote? Há algum trabalho feito nesta área? Vinificação e maturação É minha opinião pessoal que os vinhos do Dão que almejam mercados de exportação poderiam ser feitos de um modo mais suave, delicado sem perderem a sua tipicidade. É claro que há lugar para uma enorme variedade de estilos na região. Sublinho que no Reino Unido a critica de que um vinho é demasiado tanínico é de longe mais frequente do que a de que lhe faltam taninos. Poderiam os tempos de maceração ser encurtados? As temperaturas mais baixas? A extracção de cor feita de uma forma mais suave? Sinto também que alguns vinhos podem ser acusados de tentarem de mais ( macerações demasiado longas, mais madeira do que o necessário). Dou o exemplo do Borgonha tinto, onde os melhores vinhos atingem sempre a complexidade por via da elegância ao invés da via da concentração. Paradoxalmente torna-se necessário um produtor experiente, com confiança suficiente para não tocar num vinho num dado momento da maturação. Eu não sou nem produtor nem enólogo, mas muitas vezes sinto que gostaria de ver vinhos com menos manipulação e menos extracção. C. A apresentação A região do Dão é uma região tradicional lindíssima. Tradição é bom. Toda a gente aprecia tradição e isto pode ser usado, mas há uma ténue divisória entre tradição e à moda antiga. Tradição é bom, à moda antiga não o é. Estamos numa área para especialistas de mercado e designers, mas creio ser importante não assumir que um rótulo que funciona num restaurante em Viseu funcionará numa loja de vinhos em Londres. Tenho vergonha de repetir que a extraordinária incapacidade anglo-saxónica para o português faz de algumas das vossas belas palavras inutilizáveis, mas é esta a realidade. Os nomes das castas são para nós difíceis de pronunciar, pelo que ajudaria grandemente que um nome de quinta ou de vinho possa ser identificado como português, mas ao mesmo tempo pronunciável. Apoio de relações públicas (RP) Acredito que o Dão necessita, no mercado britânico de modernos e sofisticados RP. Todos os outros países e regiões os usam, é um facto incontornável do mercado moderno e competitivo, onde há extrema oferta em busca de um lugar ao sol. Idealmente este esforço estaria sob a égide do ICEP/ViniPortugal, embora eu tenha notado que algumas regiões portuguesas, o Douro, por exemplo, e alguns grupos de produtores tenham contratado os seus próprios consultores de relações públicas. Acredito que campanhas, quer de carácter genérico, quer focadas em regiões individuais necessitam de ser organizadas para o comércio britânico, peritos sedeados no Reino Unido que conheçam e compreendem o comércio britânico de vinho. Uma campanha DEVE ser feita à medida para reflectir as condições deste mercado complexo. Sinto que isto não tem sido compreendido em Portugal.

7 6. Conclusão O Dão é uma grande marca, da qual o nosso mercado já ouviu falar, mesmo que não a tenha consumido durante algum tempo. Este é um excelente ponto de partida. Espero que a Denominação de Origem seja capaz de proximidade aos produtores evitando o tipo de frustrações que levou muitos produtores de outras regiões a desclassificarem os seus vinhos para Vinhos Regionais. Todas as regiões com Tradição enfrentam o mesmo desafio: como manter a herança de que nos orgulhamos reflectindo os gostos modernos? O Dão sempre teve alguns grandes vinhos, o que não quer dizer que não possa fazer muito melhor. Muitas regiões vitícolas francesas estão a agonizar com as mesmas questões neste momento e perderam uma enorme percentagem do mercado inglês para a Austrália e Califórnia nos últimos anos, como resultado da lentidão na modernização da produção e marketing. Isto enfatiza a importância de apresentar ao mercado vinhos que ele possa perceber e que sejam confortáveis de beber. A tipicidade dos vinhos do Dão é forte e muito querida de um pequeno grupo de consumidores que conhecem o país e apreciam algo diferente. O futuro está em continuar a produzir cada vez mais vinhos artesanais de alta qualidade, abraçando modernas técnicas de produção e modernos métodos de Marketing retendo o conceito de dão em 1º lugar. Para os potenciais novos consumidores talvez esta tipicidade seja muito forte. Apelo a um uso optimista e confiante da tecnologia e marketing para fazer vinhos mais simpáticos e acessíveis. Pessoalmente não creio que a introdução de novas castas seja necessária, mas não descartaria esta hipótese. Não temam a perda de identidade. A marca dos Vinhos Portugueses é muito clara e única, não sendo facilmente esquecida como muitos produtores pensam. Sempre disse que os vinhos do Dão, quando bons, são os melhores de Portugal. Não vejo Razão para que o progresso dos últimos 20 anos não possa ser igualado por idêntico progresso nos próximos 20 anos.

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos.

Os nossos prémios Ao longo dos anos, para além de comentários como os do Robert Parker, temos assistido à distinção e premiação dos nossos vinhos. Quem Somos A nova geração de uma família tradicional Portuguesa que sempre nutriu uma enorme paixão pelo vinho. Foi na Quinta do Cruzeiro Mangualde, Dão - que nasceu essa paixão. Foi também na Quinta do

Leia mais

M alva Real Portug al 1

M alva Real Portug al 1 1 2 WINE OF DOURO (Portugal) QUINTA DA FONTE NOVA D.O.C. O GRUPO MALVA REAL representa e distribui os vinhos do Douro QUINTA DA FONTE NOVA DOC. Trata-se de vinhos premiados e de alta qualidade, revelando

Leia mais

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER

Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Articles of PPOW :: PEOPLE POWER Quinta dos Murças, uma nova era do Esporão 2011-10-13 07:10:24 Luiz Gastão Bolonhez O conglomerado Esporão, sucesso absoluto no Alentejo, lança vinhos de seu novo empreendimento,

Leia mais

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO

ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Clique aqui e conheça os prêmios desse produtor ARROJO 2011 BRANCO DOC DOURO Teor Alcoólico: 12,50 %vol. Acidez Total: 5,30 g/l Ácido Tartárico. Açucares redutores: 2,00 g/dm³ PH: 3,33. Castas: Malvasia

Leia mais

"ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO" Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail:

ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail: "ENTENDENDO O QUE O CONSUMIDORES VALORIZAM NOS VINHOS E ESTABELECENDO ESTRATÉGIAS PARA O MERCADO" Márcio Pinto de Oliveira Vinoticias E-Mail: molivierbh@gmail.com "No vinho, há tantos fatores que fazem

Leia mais

*Acresce taxa de IVA em vigor 1

*Acresce taxa de IVA em vigor 1 QS 04 TINTO DOC DOURO CONSENSUAL GRANDE RESERVA 2003 É um vinho com boa concentração e muito bonito na cor. Aroma fino, com fruto limpo de amora e figo, fresco e floral com ligeiras notas balsâmicas. A

Leia mais

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS

PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA SOLO GRANÍTICO ALTITUDE 575 MTS QUINTA DA PEDRA ESCRITA DOURO SUPERIOR: GRANITO E ALTITUDE A Quinta da Pedra Escrita está localizada em Freixo de Numão, no Douro Superior, a uma

Leia mais

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012

ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 ALENTEJO. PORTUGAL 2011-2012 estimado cliente É com o maior prazer que a Francisco B. Fino Sociedade Agrícola, Lda apresenta os seus vinhos Monte da Penha e as suas embalagens especiais para oferta. Temos

Leia mais

Marketing para exportadores de vinho

Marketing para exportadores de vinho Marketing para exportadores de vinho Apesar da longa tradição de fabrico de vinho em Portugal, as informações sobre o marketing destes produtos ainda são muito escassas. Dada a importância do sector para

Leia mais

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz

Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca, Alicante Bouschet e Aragonês, Trincadeira Cabernet Sauvignon. vinhos Encostas de Estremoz É nas Encostas de Estremoz, na Quinta da Esperança, que nascem os nossos vinhos. Adaptamos as novas tecnologias de Viticultura à nossa realidade, inspirados no melhor do Novo Mundo, e preservando sempre

Leia mais

www.winelovers.com.br

www.winelovers.com.br Em 1789, a Vinícola Foffani iniciou sua produção de vinho. A residência da família fica de frente a praça principal da vila medieval de Clauiano, que foi tombada pelo Ministério de Belas Artes, pois é

Leia mais

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4 A Academia do Vinho em colaboração com Wine & Spirit Education Trust e The Wine Academy of Spain Apresenta THE WINE & SPIRIT EDUCATION TRUST CURSO NíVEL 3 INTERNACIONAL SUPERIOR e EXAME ACESSO NÌVEL 4

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova!

O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! NOVA GARRAFA NOVO RÓTULO A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE O vinho mais apreciado do Brasil faz jus a uma roupa nova! A LINHA DE VinhoS de Mesa MioranZa ACABA DE GANHAR UMA NOVA EMBALAGEM. MODERNA E ELEGANTE,

Leia mais

Com a missão de explorar este tesouro

Com a missão de explorar este tesouro DOURO PORTUGAL Quem somos A Quinta do Javali é uma pequena propriedade de cerca de 20 ha dos quais dez são destinados a plantação de vinha. Localiza se junto à margem esquerda do rio Douro na freguesia

Leia mais

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora

1/3 xícara de Pecorino Romano, ou parmesão ralado na hora Receita da Vez: Fuzile ao Ragu de Cordeiro Um toque de glamour: Alecrim Vinho para Massa: Cabernet Sauvignon Música: Concheta - Língua de trapo". Sobremesa: Quindão Vinho para Sobremesa: Moscatel de Setubal

Leia mais

A Garrafeira de Campo de Ourique está de portas bertas há 20 anos FOTO: MJA Conteúdos

A Garrafeira de Campo de Ourique está de portas bertas há 20 anos FOTO: MJA Conteúdos A arte de vender vinhos 13 de Outubro de 2011, por Ana Filipa Luzia Numa altura em que a aquisição de vinho nas grandes superfícies sobe, as garrafeiras tradicionais marcam a diferença pela personalização

Leia mais

BARBARESCO Denominaçao de Origem Controlada e Garantida

BARBARESCO Denominaçao de Origem Controlada e Garantida BARBARESCO Denominaçao de Origem Controlada e Garantida VARIEDADE VINHA: 100% Nebbiolo. COLHEITA: 15-30 Outubro RENDIMENTO: 8 toneladas VINIFICAÇÃO: barris de aço inoxidável, de 15-20 dias de fermentação

Leia mais

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores.

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. Aqui, a gente tem uma apresentação muito importante, e

Leia mais

Galvão e a Bueno Wines: fruto de uma paixão

Galvão e a Bueno Wines: fruto de uma paixão GUIA GPHR RJ Em parceria com o enólogo italiano Roberto Cipresso, Galvão Bueno acaba de lançar o Bueno- Cipresso Brunello di Montalcino Galvão e a Bueno Wines: fruto de uma paixão Galvão Bueno teve o privilégio

Leia mais

Como servir: Ideal para acompanhar pratos de carne, grelhados, queijos e pastas. Deve ser servido a uma temperatura de 14ºC a 16º C.

Como servir: Ideal para acompanhar pratos de carne, grelhados, queijos e pastas. Deve ser servido a uma temperatura de 14ºC a 16º C. Alentejo-pt sãopaulo-br ALENTEJO Syrah, Cabernet Sauvignon, Touriga Nacional e Alicante Bouschet Grau de Teor Alcoólico: 13,5% Vinificação em depósitos de aço inox com controle da temperatura. Todas as

Leia mais

I Can Make You Happy. Dr. Hugh Willbourn. Filipa Rosário e João Paulo Oliveira. Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS.

I Can Make You Happy. Dr. Hugh Willbourn. Filipa Rosário e João Paulo Oliveira. Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS. I Can Make You Happy Editado por Dr. Hugh Willbourn Traduzido do inglês por Filipa Rosário e João Paulo Oliveira Inclui um CD de programação da mente GRÁTIS SOBRE O CD DE PROGRAMAÇÃO DA MENTE 7 CAPÍTULO

Leia mais

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires

Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Bodega: Ruta Nacional 143, entre calle 5 y 6, San Rafael, Mendoza. Argentina Oficina Buenos Aires: Humboldt 1550, 4 - Of 411 - (1425) Buenos Aires Tel: +54 11 4777 7872 E-mail: info@bodegamarcozunino.com

Leia mais

José Epifânio da Franca (entrevista)

José Epifânio da Franca (entrevista) (entrevista) Podemos alargar a questão até ao ensino secundário Eu diria: até à chegada à universidade. No fundo, em que os jovens já são maiores, têm 18 anos, estarão em condições de entrar de uma maneira,

Leia mais

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes

Alimentos e Bebidas Vinhos e Espumantes Comemorativo 80 Anos Este vinho foi especialmente elaborado para comemorar os 80 anos do patriarca Laurindo Brandelli, e os 20 anos da Vinícola Don Laurindo. O cuidado com a terra, o cultivo da videira,

Leia mais

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução Comissão Vitivinícola Regional Alentejana www.vinhosdoalentejo.pt Copyright fotos e textos: Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Reprodução interdita CVRA COMISSÃO VITIVINÍCOLA REGIONAL ALENTEJANA

Leia mais

Estilos de Vinhos Tintos

Estilos de Vinhos Tintos Fatores Estilos de Vinhos Tintos Viticultura: idade dos vinhedos, rendimentos por hectare, ponto de maturação, variedade de uva, características do terroir Enologia: vinificação tradicional, maceração

Leia mais

AnAs Tinto 2012 Vinho Tinto

AnAs Tinto 2012 Vinho Tinto AnAs 2012 Vinho A, situada na Vidigueira, em pleno coração do, foi AnAs As vinhas da foram plantadas na margem do Rio Guadiana, que corre magestoso à nossa porta, em solos franco-argilosos e pedregoso

Leia mais

A Região Demarcada do Douro

A Região Demarcada do Douro A Região Demarcada do Douro Região história 1619 - O nome Porto 1699 - Vinho do Porto 1713 - A marca Porto 1756 a 10 de Setembro - A primeira denominação de origem com a criação da Companhia Geral da Agricultura

Leia mais

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Comissão Vitivinícola Regional Alentejana Regulamento Interno da Rotulagem da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana 21 de Janeiro de 2013 (Revisto a 2 de Maio de 2013) O presente Regulamento estabelece

Leia mais

Touriga Nacional Vantagens e Constrangimentos de uma comunicação centrada nesta casta

Touriga Nacional Vantagens e Constrangimentos de uma comunicação centrada nesta casta Touriga Nacional Vantagens e Constrangimentos de uma comunicação centrada nesta casta Vila Real 04 de Novembro de 2014 Touriga Nacional Atributos Casta de identidade própria, fácil de reconhecer no copo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL

ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola Vinhos Brancos e Tintos -2015- Regulamento Lisboa, Julho de 2015 Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola Regulamento 1- O Concurso

Leia mais

O ENOTURISMO. Conceito:

O ENOTURISMO. Conceito: Conceito: O conceito de enoturismo ainda está em formação e, a todo o momento, vão surgindo novos contributos; Tradicionalmente, o enoturismo consiste na visita a vinhas, estabelecimentos vinícolas, festivais

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL

ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL ASSOCIAÇÃO DOS ESCANÇÕES DE PORTUGAL Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola Vinhos Brancos e Tintos -2014- Regulamento Lisboa, 06 de Outubro de 2014 Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola Regulamento 1-

Leia mais

ESTANHO QUINTA DO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO

ESTANHO QUINTA DO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO PRODUTOR QUINTA DO ESTANHO Ao visitar a Quinta do Estanho, ficamos sem saber se a sua presença, confirmada pela lonquínqua extracção, poderia ter reflexos nas características dos vinhos. Mas conhecemos

Leia mais

Tejo Wine Region. Região Tejo

Tejo Wine Region. Região Tejo RegiãoTejo Conheça o Team Tejo "Somos o «Team Tejo», a única comunidade vitivinícola situada junto a este grande Rio Português. A Região Vitivinícola do Tejo possui óptimas condições naturais para o cultivo

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Valorização do Potencial Industrial do Alto Minho: Plano de Ação & Instrumentos de Financiamento 2015-2020 Cluster Vitivinicultura - João Pereira

Valorização do Potencial Industrial do Alto Minho: Plano de Ação & Instrumentos de Financiamento 2015-2020 Cluster Vitivinicultura - João Pereira Valorização do Potencial Industrial do Alto Minho: Plano de Ação & Instrumentos de Financiamento 2015-2020 Cluster Vitivinicultura - João Pereira 29 de Junho de 2015 Escola Superior de Tecnologia e Gestão,

Leia mais

FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO

FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA VINHO Prof(a): Erika Liz 2011 VINHO - DEFINIÇÃO Vinho é a bebida obtida por fermentação alcoólica do suco de uva (mosto). O ph varia entre 2,9 e 3,8. O teor alcoólico varia de 7 a

Leia mais

PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M.

PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M. PROPOSTA DE PARCERIA COM A ÓBIDOS CRIATIVA E.E.M. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Blend Point é uma empresa que engloba algumas marcas das quais, para este projecto, se destacam a CorkWay Store e a Gods From

Leia mais

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu

Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Conclusões Fórum Portugal Sou Eu Ministro da Economia lança desafio aos empresários para que façam do Portugal Sou Eu um catalisador da economia Lanço um apelo aos empresários e produtores aqui presentes,

Leia mais

Caso de Sucesso Vinho do Porto Taylor s Port. Taylor s Port: Da vinha ao vinho com SAP

Caso de Sucesso Vinho do Porto Taylor s Port. Taylor s Port: Da vinha ao vinho com SAP Taylor s Port: Da vinha ao vinho com SAP The Fladgate Partnership Taylor s Port Sector Produção vinícola Produtos Vinho do Porto Web www.taylor.pt/pt Soluções e serviços SAP SAP Business Suite A Taylor

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Análise do Edital ISS Salvador 2014

Análise do Edital ISS Salvador 2014 Análise do Edital ISS Salvador 2014 Olá amigos concurseiros, É com um carinho mais que especial que divulgo que no dia 15/09/2014) saiu uma BOMBA NORDESTINA, ou seja, o concurso para Auditor Fiscal do

Leia mais

Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2. Ex.mos Senhores

Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2. Ex.mos Senhores Assunto : Curso de Vinhos da WSET Nível 2 Ex.mos Senhores Ao abrigo de um protocolo assinado entre o IVDP e a Academia do Vinho para formação na área dos vinhos, vimos divulgar a realização de um curso

Leia mais

Ocean Flag. Let s Give The Ocean A Face. Porque fazemos o que fazemos

Ocean Flag. Let s Give The Ocean A Face. Porque fazemos o que fazemos Page1 Ocean Flag Let s Give The Ocean A Face Porque fazemos o que fazemos O Oceano necessita de uma voz, mas também necessita de um rosto, pois está há demasiado tempo sem uma identidade visível, uma imagem

Leia mais

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2015 Período de compras de 24 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios Na Serra de S. Mamede, nascem grandes vinhos

Leia mais

VINHOS TINTOS FRANÇA BRASIL PORTUGAL ÁFRICA DO SUL CÔTESDURHÔNE CHÂTEAU ROMEFORT BOUCHES DU RHÔNE MIOLO RESERVA TEMPRANILLO

VINHOS TINTOS FRANÇA BRASIL PORTUGAL ÁFRICA DO SUL CÔTESDURHÔNE CHÂTEAU ROMEFORT BOUCHES DU RHÔNE MIOLO RESERVA TEMPRANILLO CARTA DE VINHOS VINHOS TINTOS FRANÇA CÔTESDURHÔNE Abel Pinchard Rhône De cor vermelha rubi brilhante, jovem e de corpo médio. Aroma de frutas vermelhas, como ameixas e amoras. São ótimos para acompanhar

Leia mais

Dicas para comprar seu vinho. Onde comprar? Supermercado. Qual o melhor lugar para adquirir um vinho?

Dicas para comprar seu vinho. Onde comprar? Supermercado. Qual o melhor lugar para adquirir um vinho? Dicas para comprar seu vinho Onde comprar? Supermercado Qual o melhor lugar para adquirir um vinho? Supermercados, lojas especializadas, sites de internet, direto das importadoras? Fique atento a detalhes

Leia mais

Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos

Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos Manual da Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos Uma conquista O Brasil do futuro é agora: a vida melhorando, o mercado crescendo, novos produtos chegando, tudo acontecendo ao mesmo tempo. E com isto

Leia mais

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro

Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Catálogo de Natal 2014 Período de compras de 25 de Novembro a 31 de Dezembro Adega de Portalegre A frescura e a elegância em grandes vinhos com grandes prémios 1 2 Na Serra de S. Mamede, nascem grandes

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO. Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING

INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO. Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING INSTITUTO SUPERIOR DE LÍNGUAS E ADMINISTRAÇÃO Pós-Graduação de CONSULTORIA EMPRESARIAL ESTUDO DE CASO «Vinho do Porto» Módulo.: CONSULTORIA EM MARKETING (Feliciana Polaco Paulo Farinha Pedro Jacinto) Março

Leia mais

Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira

Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira Discurso da Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Profª Doutora Elvira Fortunato Lamego, 10 de Junho de 2015 Senhor Presidente

Leia mais

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37

catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 catalogo2.indd 1 10/03/2013 22:04:37 1 Vinho Tinto Seco Fino Cabernet Sauvignon Uva originária da França, produz um vinho tinto seco de cor vermelho-rubi, com reflexos violáceos, boa intensidade e lágrimas

Leia mais

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução

Capítulo 9 Emprego. 9.1 Introdução Capítulo 9 Emprego 9.1 Introdução Hoje em dia, as redes sociais são as grandes responsáveis pelas contratações de emprego. Muitos dos responsáveis por recrutamento e recursos humanos das empresas avaliam

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

Quero, também, que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo sejam capazes de colocar no exterior noutros mercados, projectos

Quero, também, que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo sejam capazes de colocar no exterior noutros mercados, projectos DECLARAÇÕES AOS JORNALISTAS DO MINISTRO PAULO PORTAS, EM VIANA DO CASTELO, APÓS REUNIÕES DE TRABALHO COM O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E COM A COMISSÃO DE TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO

Leia mais

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO

ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO ROTEIRO PARA PORTUGAL E PARIS DE PEDRO MOBILIO PORTUGAL Vou Listar as Cidades de Norte a Sul. Porto Tem que comer um prato típico chamado Francesinha. É uma delícia. Não vou colocar foto do prato aqui,

Leia mais

Bons néctares por cerca de 2 euros

Bons néctares por cerca de 2 euros vinho do douro testámos 50 tintos Bons néctares por cerca de 2 euros Alguns produtores abusam mesmo dos conservantes e a rotulagem continua longe de incluir todas as informações úteis para os consumidores

Leia mais

Brancos e Rosé. para levar de caixa. Os vinhos mais premiados do. nº 11. Pode ser aberto pelos Correios. Fechamento Autorizado

Brancos e Rosé. para levar de caixa. Os vinhos mais premiados do. nº 11. Pode ser aberto pelos Correios. Fechamento Autorizado nº 11 OUTUBRO NOVEMBRO 2015 Novas Safras Vinícola GUASPARI Domaine LAFAGE Os vinhos mais premiados do sul da França Especial CABALLO LOCO Fechamento Autorizado Pode ser aberto pelos Correios Brancos e

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO

FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO FORMAÇÃO NO ÂMBITO DO PEFF/A 1ªSESSÃO 28 DE NOVEMBRO - 21 HORAS RECONHECER AS SUAS EMOÇÕES 1-TESTE DE AUTO-AVALIAÇÃO Indique até que ponto cada uma das seguintes afirmações o descreve. Seja franco e 1

Leia mais

Teresa Barata. Tratar de Mim

Teresa Barata. Tratar de Mim Tratar de Mim Guia de boas práticas para viver melhor tratar-de-mim_3as.indd 5 13/05/15 15:49 Índice Introdução............................................. 9 Por que procuramos ser saudáveis?........................

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins

- GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins - GUIA DO EMPRESÁRIO - Lucros Bons e Lucros Ruins Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/5 Lucros Bons e Lucros Ruins Podemos pensar que lucrar é sempre bom,

Leia mais

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS

OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Data: 26-06-2014 Tipo: Blogue Origem: Portugal Pág: Online Secção: OS NOVOS QUINTA DAS TECEDEIRAS Tony Smith, administrador da Lima Smith, a nova proprietária da marca Tecedeiras e o enólogo Carlos Lucas.

Leia mais

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho

Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Enóloga fala da participação das mulheres no mundo do vinho Carlos Alberto Barbosa Susana Balbo esteve em São Paulo para conduzir a degustação do lançamento no Brasil da linha de vinhos Zohar Na quinta-feira,

Leia mais

10 IDEIAS DE NEGÓCIOS DE T-SHIRTS

10 IDEIAS DE NEGÓCIOS DE T-SHIRTS 10 IDEIAS DE NEGÓCIOS DE T-SHIRTS Crie um negócio de t-shirts sem acabar com uma caixa cheia de t-shirts no seu quarto. Autor: Fernando Teixeira da Silva Edições Venda Otimizada Todos os direitos reservados.

Leia mais

CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo. VINHOS DO PICO Produtos CVIP

CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo. VINHOS DO PICO Produtos CVIP CVIP COOPERATIVA VITIVINÍCOLA DA ILHA DO PICO, C.R.L. Catálogo VINHOS DO PICO Produtos CVIP Quality Crown - Londres 2002 A vitivinicultura na Ilha do Pico Oreconhecimento da excelente qualidade das tradicionais

Leia mais

Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores.

Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores. Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores. Declarações VS Afirmações Afirmações vs Declarações. P -> T - F -> A -> R Uma boa equação

Leia mais

Vinhos de Altitude com atitude

Vinhos de Altitude com atitude Vinhos de Altitude com atitude 1 Terras De Alter C.V. Fundada em 2004, Terras De Alter está orgulhosamente situada em pleno Alto Alentejo e é constituída por duas empresas de grande tradição agrícola na

Leia mais

Semeadores de Esperança

Semeadores de Esperança Yvonne T Semeadores de Esperança Crônicas de um Convite à Vida Volume 11 Crônicas de um Convite à Vida Livre d IVI Convidados a Viver PREFÁCIO Estou comovida por escrever este prefácio : tudo o que se

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

Agricultura e Desenvolvimento Rural em Trás-os-Montes 1

Agricultura e Desenvolvimento Rural em Trás-os-Montes 1 Agricultura e Desenvolvimento Rural em Trás-os-Montes 1 Américo M. S. Carvalho Mendes Evolução do sector agrícola em Trás-os-Montes e Alto Douro desde 1960 até hoje: que passado para que futuro? Em Trás-os-Montes

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO e do ensino secundário Prova 28 1.ª Chamada / 739 1.ª Fase / 2011 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro, e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

Bem vindo(a). Fora de portas seleccionámos também vinhos originários do chamado Velho Mundo, Espanha e França.

Bem vindo(a). Fora de portas seleccionámos também vinhos originários do chamado Velho Mundo, Espanha e França. CATÁLOGO205 06 Bem vindo(a). É com enorme prazer que levamos até si a nova edição do catálogo Espírito do Vinho. De imagem renovada, mas conteúdo inalterado, desenvolvêmo-lo a pensar em si, que gosta dos

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL Tenho lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o trabalho de formação no Brasil. Algumas pessoas, alguns profissionais

Leia mais

"Med Forward" "Papel da indústria na redução de riscos associados ao consumo nocivo de álcool" Casa do InfantePorto 24 de Maio 2013

Med Forward Papel da indústria na redução de riscos associados ao consumo nocivo de álcool Casa do InfantePorto 24 de Maio 2013 "Med Forward" "Papel da indústria na redução de riscos associados ao consumo nocivo de álcool" Casa do InfantePorto 24 de Maio 2013 1 "Med Forward" SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DA RESPONSABILIDADE SOCIAL Casa

Leia mais

O Novíssimo Mundo do Vinho: Brasil X China se apresentam ao mercado mundial 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino

O Novíssimo Mundo do Vinho: Brasil X China se apresentam ao mercado mundial 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino 23 de Agosto de 2013 - São Paulo Brasil Palestrante: Roberto Rabachino Roberto Rabachino, italiano de Turim, é Doutor em Ciências da Alimentação com MBA em Análise Organoléptica Sensorial. Formado em Sociologia

Leia mais

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR nº 3 Novembro 29 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR O VINHO NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR Índice 1. INTRODUÇÃO 2 2. PRODUÇÃO 3 3. EXPORTAÇÃO 5 4.

Leia mais

CONCEITOS. Enologia. Enólogo

CONCEITOS. Enologia. Enólogo CONCEITOS Enologia É a ciência que estuda o vinho e seus derivados. Considerando a análise da matéria-prima, os processos de elaboração, análise físico-químico e análise sensorial. Enólogo É o profissional

Leia mais

TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA

TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA www.google.pt TECNOLOGIA DO FRIO NA INDÚSTRIA VITIVINÍCOLA O VINHO Há2 milhões de anos jácoexistiam as uvas e o homem que as podia colher (Hugh Johnson, The Story of Wine(1989) Na União Europeia, o vinho

Leia mais

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO

PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO PORTUGAL 2020: EMPREENDEDORISMO E CAPITAL DE RISCO A noção de Empreendedorismo, como uma competência transversal fundamental para o desenvolvimento humano, social e económico, tem vindo a ser reconhecida

Leia mais

Se falta vinho, falta tudo!.p R O V É R B I O L AT I N O

Se falta vinho, falta tudo!.p R O V É R B I O L AT I N O UM SONHO I Se falta vinho, falta tudo!.p R O V É R B I O L AT I N O À cabeça de um grupo que se tornou, ao fim de 50 anos, líder da moda infantil, Roger Zannier está hoje igualmente presente em várias

Leia mais

TRIBO? "O QUE UNE AS PESSOAS DE UMA TRIBO É O COMPROMISSO COMUM COM A ATIVIDADE QUE NASCERAM PARA FAZER."

TRIBO? O QUE UNE AS PESSOAS DE UMA TRIBO É O COMPROMISSO COMUM COM A ATIVIDADE QUE NASCERAM PARA FAZER. TRIBO? "O QUE UNE AS PESSOAS DE UMA TRIBO É O COMPROMISSO COMUM COM A ATIVIDADE QUE NASCERAM PARA FAZER." CONCEITO : No QUAL É A SUA TRIBO? podemos ser quem desejamos, praticar novos esportes e atividades

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS

LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS LEVANTAMENTO DOS DONS ESPIRITUAIS INSTRUÇÕES: I Nas páginas seguintes, responda a cada afirmação do Levantamento de Dons Espirituais, utilizando a escala abaixo: 3 = CONSTANTEMENTE, DEFINITIVAMENTE CERTO.

Leia mais

24º Dia 22 de Março TRANSFORMADO PELA VERDADE

24º Dia 22 de Março TRANSFORMADO PELA VERDADE 24º Dia 22 de Março TRANSFORMADO PELA VERDADE As pessoas precisam mais que de pão para a sua vida; elas precisam alimentar-se de cada palavra de Deus. Mateus 4.4 A palavra graciosa de Deus pode fazer de

Leia mais

personalizado Vinho www.revistaviverbrasil.com.br PAI AOS 60 DESAFIOS E RECOMPENSAS DE FILHOS NA TERCEIRA IDADE

personalizado Vinho www.revistaviverbrasil.com.br PAI AOS 60 DESAFIOS E RECOMPENSAS DE FILHOS NA TERCEIRA IDADE ENTREVISTA MARCIO LACERDA, PREFEITO DE BH: A INTERNACIONALIZAÇÃO FOI O MAIOR LEGADO DA COPA ARTIGO PCO COLIGAÇÕES DIFÍCEIS DE ENTENDER M www.revistaviverbrasil.com.br seu vinho Gracias a la Vida Malbec

Leia mais

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup.

COACHING EXECUTIVO. YouUp 2008. Para mais informações contacte-nos através do nº. 213 162 650 ou envie um email para: info@youup. COACHING EXECUTIVO Os espanhóis têm uma máxima de que gosto muito: falem de mim nem que seja mal, o importante é que falem. O Coaching está na moda! Vários artigos sobre o tema estão a ser publicados em

Leia mais

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Fábio Aguiar Lisboa Era o ano de 1873 e o escritor francês Júlio Verne lançou um livro que mexeu com a imaginação e o sonhos de inúmeras gerações de leitores de

Leia mais

Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro

Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro Presidente da Terra Brasis faz críticas às mudanças na regulamentação do resseguro Por Paulo Botti, presidente da Terra Brasis, resseguradora local Nascido em 2008 após árduo trabalho e amplo diálogo entre

Leia mais

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas O PERFIL DA CACHAÇA CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SETOR No mercado de cachaça, existem dois tipos da bebida: a caninha industrial e a cachaça artesanal de alambique. A primeira possui teor alcoólico de 38%

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

(1) A importância do pequeno médio viticultor português com a mudança de paradigma

(1) A importância do pequeno médio viticultor português com a mudança de paradigma (1) A importância do pequeno médio viticultor português com a mudança de paradigma (2) A EU é o mais importante produtor de vinho com 175m hl/ano. Em valores representa: 45% do superficie viticola, 65%

Leia mais

RUFFINO BRUNELLO DI MONTALCINO GREPPONE MAZZI DOCG

RUFFINO BRUNELLO DI MONTALCINO GREPPONE MAZZI DOCG RUFFINO BRUNELLO DI MONTALCINO GREPPONE MAZZI DOCG Pontuações: TRE BICCHIERI GAMBERO ROSSO Seco Uvas: Sangiovese Grosso Graduação Alcoólica: 14% Temperatura de Serviço: 18º C a 20º C. Melhor se aberto

Leia mais

Unidades de sentido Indicadores Unidades de Sentido Indicadores

Unidades de sentido Indicadores Unidades de Sentido Indicadores das dos tratamentos sobre a Imagem o que me incomodou foi a perda do cabelo quando me começou a cair o cabelo, eu tive 2 ou 3 dias que não me quis ver ao espelho (M1); e custou-me muito, quando o médico

Leia mais

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

Cadernos IVP nº4. Março 2003. Serviço de Estudos

Cadernos IVP nº4. Março 2003. Serviço de Estudos Cadernos IVP nº4 Março 2003 Serviço de Estudos O Vinho do Porto sempre foi maioritariamente exportado, com o mercado nacional a ganhar dimensão apenas na época mais recente da vida de um produto que entrou

Leia mais