CENTRAL DE CASES ESPM MANUAL ANEXO D MANUAL DE ORIENTAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRAL DE CASES ESPM MANUAL ANEXO D MANUAL DE ORIENTAÇÃO"

Transcrição

1 1 CENTRAL DE CASES ESPM ANEXO D DE ORIENTAÇÃO 2012

2 2 O método do caso O objetivo é confrontar os estudantes com uma situação real do mundo empresarial e fazê-los pensar em soluções a partir dos ensinamentos das aulas expositivas, de leituras adicionais e da sua intuição ou experiência, no caso de alunos de classes mais avançadas

3 3 A ESPM e o método do caso Para a ESPM, o estudo de caso ratifica a vocação da Escola de unir teoria e prática, ao recriar o mercado em sala de aula e antecipar para o aluno os problemas reais enfrentados por executivos no dia a dia profissional

4 4 A central de cases ESPM Seu intuito é consolidar o método do caso como uma ferramenta de ensino e aprendizado na graduação e pós-graduação, com casos apropriados para cada nível e para cada disciplina

5 5 A central de cases ESPM Disponibiliza todos os casos de seu acervo para download na página

6 6 A central de cases ESPM e o método do caso Dois dos objetivos de disponibilizar os casos no site da ESPM são: a democratização do conhecimento e o estímulo/elevação do debate de teorias, conceitos e prática empresarial

7 7 Caso: uma definição preliminar (1) Um caso é uma história que descreve ou se baseia em um evento e em circunstâncias reais É narrada com um propósito definido de aprendizado Premia, com ganho de sabedoria, o estudo e a análise cuidadosos (Expressões usuais: caso de ensino, estudo de caso, método do caso, caso, case method, case study, case teaching, notas de ensino ou business case)

8 8 Caso: definição (2) Um caso é um estudo clínico, histórico, parcial de uma situação que confrontou um administrador ou um grupo gerencial. Apresentado em forma narrativa para encorajar o envolvimento do estudante, o caso provê dados substantivos e processuais essenciais à análise de uma situação específica, para armação de programas alternativos de ação e para uma implementação que reconheça a complexidade e a ambiguidade do mundo na prática C. Roland Christensen e Abby J. Hansen Harvard Business School

9 9 Caso: definição (3) Um caso é o registro de uma situação de negócio (business) que executivos de negócio (business executives) realmente tiveram de enfrentar incluindo os fatos, opiniões e preconceitos que cercaram a situação e dos quais as decisões dos executivos dependeram. Casos assim, reais e particularizados, são apresentados aos estudantes para análise refletida, discussão aberta e decisão final sobre a ação que deveria ser tomada Charles I. Cragg Harvard Business School

10 10 Caso de ensino: esclarecimento importante Diferentemente dos casos chamados de marketing best, o caso de ensino não objetiva ressaltar as melhores práticas do mercado Portanto, termos e expressões elogiosos devem ser trocados por outros, neutros, apenas descritivos, de modo que os estudantes, ao discutirem o caso, não sejam induzidos na sua análise Caso de ensino = texto descritivo, sem julgamento de valor, sem qualquer opinião do autor

11 11 Objetivos do método do caso (1) Permitir ao aluno vivenciar situações como as que enfrentará na vida profissional: tomar decisões enfrentar opiniões e interesses diferentes dos seus Possibilitar ao professor relacionar conceitos à aplicação prática

12 12 Objetivos do método do caso (2) Facilitar o aprendizado, exemplificando a aplicação de conceitos Instigar a motivação para o aprendizado, tornando o estudo e as classes mais interessantes Estimular a discussão de soluções alternativas a partir da situação retratada no caso

13 13 Método do caso: fundamentos (1) Muitas soluções para problemas complexos no mundo real não se encontram nos livros Requerem a habilidade de pensar O objetivo da Escola com os casos é desenvolver a habilidade de pensar para decidir

14 14 Método do caso: fundamentos (2) O pensar na educação A abordagem de qualquer assunto na escola que queira, mais do que ensinar apenas terminologia e conceitos, ensinar a pensar para decidir deve ser a menos escolástica ou academicista possível e isso deve se refletir na redação dos casos Caso de ensino = texto informal e fluído

15 15 A central de cases ESPM e o caso de ensino A Central de Cases conta com dois estilos de casos: Problema / Harvard e o Exemplo

16 16 Caso estilo Problema / Harvard: originado na Universidade de Harvard, obrigatoriamente tem um texto mais literário, com protagonistas (pessoas-chave envolvidas no problema e na tomada de decisão proposta pelo caso). Apresenta uma contextualização da história da empresa e também do setor em que ela está inserida; coloca necessariamente o estudante diante de um dilema cuja solução não pode ser sugerida no corpo do caso e nem pelo professor em sala de aula quando aplicar o caso. Esse tipo de caso ainda deve ser acompanhado de notas de ensino, com o objetivo de partilhar direcionamentos na aplicação do caso

17 17 Caso estilo Exemplo: destinado a ilustrar a aplicação de conceitos, obrigatoriamente descreve a história da empresa até chegar ao dilema abordado no caso; contextualiza a indústria em que a companhia está inserida; apresenta a decisão tomada (com bons ou maus resultados) pela empresa perante o dilema e propõe questões para discussão. As notas de ensino são opcionais

18 18 Os casos (Problema / Harvard ou Exemplo) devem ser reais, isto é, preparados e publicados com a anuência formal da empresa retratada por meio do Formulário de Liberação para Início de Redação e da Autorização para Publicação

19 19 Modelo de formulário de liberação para início de redação

20 20 Modelo de formulário de autorização para publicação de caso

21 21 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 1 apresentação Introduz brevemente o problema central que será tratado no caso Apresenta os protagonistas (pessoas-chave envolvidas no problema e na tomada de decisão) Coloca alguma questão-problema para situar o leitor

22 22 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 1 apresentação Dia 20/12/2004 os principais jornais brasileiros noticiaram: 'Bradesco começa operar no Japão'. Que tipo de operação tinha sido desenvolvida? Qual a motivação do maior banco brasileiro para ir ao outro lado do mundo? Quanto tempo um projeto, como esse, demora para ser colocado em ação? Quais as principais dificuldades? Como isso aconteceu?(...) Para Cristiano Belfort, a sensação era de solidão, excitação e cansaço. Sozinho em seu apartamento, de um enorme hotel, no centro de Tóquio, o Hotel Imperial, tudo era muito diferente: a língua, os costumes, a cultura, as pessoas, o movimento...

23 23 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 2 contextualização histórica Descrição da trajetória da empresa até chegar ao dilema central abordado no caso (criação, empreendedores, principais momentos e transformações da organização)

24 24 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 2 contextualização histórica O setor hoteleiro em São Paulo passou por uma forte expansão e por uma mudança de oferta regional. Até o fim dos anos 70, a região central concentrava toda a oferta hoteleira significativa. Nos anos 80, quando a Av. Paulista se tornou o coração da cidade, concentrando os principais bancos e escritórios, instalaram-se ali quase todos os hotéis da faixa top de São Paulo...

25 25 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 3 contextualização da indústria Apresenta o setor em que a empresa está inserida Quais aspectos dessa indústria podem impactar na decisão dos protagonistas (informações relevantes, particularidades e concorrência)

26 26 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 3 contextualização da indústria O setor de entretenimento vem se destacando entre os vários segmentos da economia mundial. As indústrias da área vêm aumentando a sua penetração, chegando a um faturamento anual de US$ 23 bilhões (R$ 60,5 bilhões)(...) Estudo lançado pela PricewaterhouseCoopers aponta que a indústria do entretenimento crescerá 6,4% ao ano, em média, até 2011, quando...

27 27 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 4 fatos Detalhamento da situação Descrição dos problemas que levaram ao problema objeto da análise Informações necessárias para análise do caso Citações de entrevistas realizadas e reportagens jornalísticas sobre o tema podem ser usadas

28 28 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 4 fatos Em 2004, após discussão com a agência de comunicação que assessorava as clínicas, os sócios resolveram trabalhar as três marcas (Ecoclínica, Tomoclínica e Ressonância Clínica) sob a 'marca guarda-chuva' intitulada Grupo Imagem. O argumento então utilizado pela agência foi de que a comunicação das clínicas ganharia maior força dessa forma. No entanto, parcialmente convencida dessa ideia, a direção aprovou apenas a elaboração de algumas peças dando conta da unificação imaginada...

29 29 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 5 dilema O aluno é convidado a colocar-se no lugar do(s) Decididor (es) e dizer o que faria

30 30 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 5 dilema Agora, você e sua equipe são consultores contratados e reunidos com a equipe de Marcelo na confortável sala de reuniões na Cerj. O que fazer?

31 31 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 6 referências Cite entrevistas, matérias, sites, pesquisas e livros utilizados na construção do caso

32 32 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Problema / Harvard 6 referências LARA, O. H.; SCALA, C. Cooperativa Exporta Suco Ecológico para a Europa. Valor Econômico, 23 set Empresas & Comunidade, p. F-6 SOUZA, M. C. M Produtos Orgânicos In: ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES, M.F. (Org). Economia e Gestão dos Negócios Agroalimentares: Indústria de Alimentos, Indústria de Insumos, Produção Agropecuária, Distribuição. São Paulo: Pioneira, 2000 United Nations Conference on Trade and Development - Unctad. Homepage, [2009] Disponível em:<http://stats.unctad.org/handbook/tableviewer/tableview.aspx> Acesso em: 10 maio 2009

33 33 Notas de ensino: conteúdo recomendado Essenciais para os casos problema, sem solução, estilo Problema / Harvard Úteis como lembrete e roteiro para discussão em classe, mesmo para o professor autor do caso Necessárias para os outros professores que queiram usar o caso Não disponíveis para alunos e nos sites da ESPM Uso exclusivo dos professores da ESPM Devem ser preparadas em arquivo separado Evoluem com contribuições dos autores, professores e interação com alunos (autores modificam; outros, acrescentam) reprodução proibida

34 34 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 1 resumo Resumo do caso com: no mínimo 5; e no máximo 10 linhas, em parágrafo único

35 35 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 1 resumo Tradicionalmente, as farmacêuticas costumam ser empresas fortemente integradas na dimensão vertical, envolvidas com toda a cadeia de valor desde a geração dos fármacos até a produção dos medicamentos e marketing. Algumas empresas, no entanto, como a Pfizer e Eli Lilly, terceirizaram parte de suas funções, criando uma mudança de paradigma da indústria...

36 36 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 2 público visado O autor deve informar se o caso é recomendado para alunos de graduação, pós-graduação e MBA

37 37 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 2 público visado Alunos dos cursos de MBA e de pós-graduação em Administração e Economia

38 38 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 3 objetivo de ensino Informar para quais teorias/conceitos o caso é recomendado

39 39 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 3 objetivo de ensino Os pontos essenciais do caso 'Na China não é bem assim' vinculam-se à compreensão pelo aluno das pressões e desafios oriundos de um processo de expansão de negócios em um contexto novo e reconhecidamente adverso

40 40 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 4 questões sugeridas Além do dilema colocado no caso, o autor pode inserir nessa parte outras questões que podem ser levantadas durante o debate em sala de aula

41 41 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 4 questões sugeridas Mônica Carvalho tinha experiência em Ásia antes de se integrar ao time do Itaú. Com base nisso, podem-se discutir os seguintes pontos: Uma estratégia internacional como a do Itaú depende crucialmente do sucesso do headhunting de executivos como Mônica? Ou é possível desenvolver pessoas sem uma experiência regional/cultural tão específica? Qual a vantagem, nesse caso, em não se preferir executivos nativos do mercadoalvo, em relação a expatriados?

42 42 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 5 plano de aula Sugestão de um roteiro para o debate do caso em sala Tempo recomendado para aplicação do caso, considerando leitura, eventuais pesquisas por parte dos alunos e discussão em sala

43 43 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 5 plano de aula Esse caso é ideal para motivar uma discussão de 4 horas - aula, motivando a metade inicial das discussões e permitindo a introdução dos aspectos teóricos de governança unificada e de contratação relacional...

44 44 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 6 conteúdo da discussão Coloque nessa parte tudo que seus pares podem discutir de teorias/conceitos a partir desse caso

45 45 Notas de ensino: conteúdo recomendado notas de ensino 6 conteúdo da discussão # 1: O professor inicia a utilização do caso 'Na China não é bem assim' com uma apresentação a respeito do processo de internacionalização da Embraco e dos conceitos básicos (desenvolvidos em artigo de Prates e Tanure) # 2: O professor conduz a discussão para uma análise enfocando essa herança cultural, # 3: Após lembrar aos alunos algumas percepções e atitudes de João lemos sobre a cultura local o professor introduz o conceito de retroalimentação de cultura nessa discussão

46 46 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 1 apresentação Introduz brevemente o problema central que será tratado no caso Apresenta os protagonistas (pessoas-chave envolvidas no problema e na tomada de decisão) Coloca alguma questão-problema para situar o leitor

47 47 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 1 apresentação Em um mercado estimado em 40 bilhões de litros, o Brasil é dono de uma fatia de 37% (...), com possibilidades reais de atingir 50% até o ano Observações equivalentes em ordem de grandeza também valem para o mercado de outro subproduto da mesma matéria-prima: o açúcar. A participação brasileira no mercado mundial atinge a liderança com 33%. O que há por trás desses números impressionantes e quem são os responsáveis por eles?

48 48 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 2 contextualização histórica Descrição da trajetória da empresa até chegar ao dilema central abordado no caso (criação, empreendedores, principais momentos e transformações da organização)

49 49 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 2 contextualização histórica A Cosan iniciou suas atividades em 1936, na cidade de Piracicaba, com a fundação de sua primeira usina de moagem de cana-de-açúcar. A partir da segunda metade da década de 1980, expandiu intensamente suas operações por meio da aquisição de várias usinas dentro do Estado de São Paulo. Ela figura hoje...

50 50 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 3 contextualização da indústria Apresenta o setor em que a empresa está inserida Quais aspectos dessa indústria podem impactar na decisão dos protagonistas (informações relevantes, particularidades e concorrência)

51 51 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 3 contextualização da indústria O Brasil é o 3º maior fabricante de calçados do mundo, e sua indústria caracteriza-se por ser líder mundial na produção de calçados femininos. Conforme a Satra (maior órgão de certificação de produtos do mundo), o Brasil também é o 5º maior consumidor de calçados, responsável por 5% do consumo mundial estimado. Atualmente, o País conta com cerca de indústrias nesse setor...

52 52 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 4 fatos Detalhamento da situação Descrição dos problemas que levaram ao problema objeto da análise Informações necessárias para análise do caso Citações de entrevistas realizadas e reportagens jornalísticas sobre o tema podem ser usadas

53 53 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 4 fatos Sher traçou como o principal objetivo a longo prazo obter reconhecimento no mercado internacional. Então, para o ano 2009, após várias análises, a estilista está pensando em melhorar o seu mix de marketing atual, investindo aproximadamente dez mil reais. As ações são as mais variadas. No elemento produto, a proprietária pretende sofisticar e inovar a linha, fazendo com que a percepção dos consumidores passe a associar a marca com feminilidade, charme e luxo. Para isso, gostaria de realizar um investimento no reposicionamento da marca, por meio de um redesign da identidade visual e na pesquisa e criação de novos modelos, que se destaquem e se diferenciem da concorrência, oferecendo aos clientes produtos interessantes e atrativos, além de bem-acabados e sofisticados. Sher ainda...

54 54 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 5 questões para discussão O aluno é convidado a colocar-se no lugar do(s) decididor(es)e dizer o que faria

55 55 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 5 questões para discussão Você concorda com as ações que Sher está pensando em implementar no ano 2009? Quais ações de marketing que você proporia? Com base na análise de mercado apresentada, em sua opinião, qual(is) é(são) a(s) base(s) e variável(is) de segmentação mais adequada(s)?

56 56 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 6 referências Cite entrevistas, matérias, sites, pesquisas e livros utilizados na construção do caso

57 57 Caso: conteúdo recomendado caso estilo Exemplo 6 referências LARA, O. H.; SCALA, C. Cooperativa Exporta Suco Ecológico para a Europa. Valor Econômico, 23 set Empresas & Comunidade, p. F-6 SOUZA, M. C. M Produtos Orgânicos In: ZYLBERSZTAJN, D.; NEVES, M.F. (Org). Economia e Gestão dos Negócios Agroalimentares: Indústria de Alimentos, Indústria de Insumos, Produção Agropecuária, Distribuição. São Paulo: Pioneira, 2000 United Nations Conference on Trade and Development - Unctad. Homepage, [2009] Disponível em:<http://stats.unctad.org/handbook/tableviewer/tableview.aspx> Acesso em: 10 maio 2009

58 58 Proximidade e distanciamento entre os estilos exemplo e problema / Harvard Em classe, o professor usa o caso Exemplo: para ilustrar conceitos para estimular a discussão de decisões alternativas ( e se...? ) e de decisões sobre os próximos passos No caso estilo Problema / Harvard o professor não pode dar a solução para o problema apenas questiona cada proposta e estimula a discussão de alternativas (business não é ciência exata e isso se reflete na construção do caso)

59 59 Proximidade e distanciamento entre os estilos exemplo e problema / Harvard No caso Exemplo, questões para discussão encerram o caso A discussão em classe pode gerar decisões diferentes das narradas no caso Exemplo, mas igualmente viáveis: isso, por si só, é uma interessante forma de aprendizado sobre a dificuldade do processo decisório Isso é mais agudamente explorado nos casos sem solução (estilo Problema / Harvard) Por isso, os casos sem solução exigem teaching notes (notas de ensino)

60 60 Caso para uma ou mais disciplinas Um caso é definido pelo autor Pode tomar uma imensa variedade de formas e propósitos Alguns podem servir a várias disciplinas Casos multidisciplinares frequentemente são mais estimulantes: refletem a complexidade do mundo empresarial real

61 61 Casos & tamanho Casos podem ser curtos ou longos Casos curtos são úteis para: primeiros semestres de graduação, como treinamento no método do caso para os alunos pós-graduação (disciplinas de 8 aulas) cursos intensivos (estudantes sem experiência com o método) para qualquer curso, como ilustração interessante de exemplos e como estimulador de discussão Casos longos são recomendados para os últimos semestres de graduação, pós-graduação

62 62 O método do caso e o professor Exige do professor uma posição menos diretiva, mais provocadora, mais estimulante Lembra ao professor que sua posição não é uma honraria, mas um desafio; e que ser professor é também ser aprendiz Obriga-nos a aceitar que nossas verdades não são absolutas e que outros podem ter soluções diferentes para a mesma situação A interação ativa com alunos nos revela pontos de vista inesperados, imaginosos, que podem representar verdadeiros avanços

63 63 O método do caso e o aluno A educação formal pospõe a fase de tomada de decisões responsáveis pelo estudante Um objetivo da educação profissional deve ser o de acelerar a habilidade do aluno para agir de maneira madura, em condições de responsabilidade

64 64 O método do caso e o aluno O método do caso, corretamente usado, inicia o estudante no caminho do julgamento responsável Dá ao estudante um papel ativo, aberto à crítica Incentiva a troca de experiências Exige do aluno mais aplicação analisar, debater e pensar Requer o desenvolvimento de competências humanas, como flexibilidade, comunicação e controle emocional

65 65 O método do caso: aluno e professor O mero ato de ouvir declarações sábias e conselhos sensatos faz muito pouco... O aprendizado requer a cooperação dinâmica do aprendiz. Essa cooperação não acontece automaticamente. Precisa ser provida e continuamente encorajada Charles I. Cragg

66 66 Construção de casos dicas da experiência recente Decida sobre qual(is) a(s) disciplina(s) pretende preparar um caso Idealmente, as suas próprias, na ESPM Recomendado: discuta a sua ideia de caso com o seu gestor acadêmico e troque ideias também com seus colegas de disciplina Resolva se o caso será no estilo Exemplo ou Problema / Harvard Reflita sobre as prováveis fontes de informação: gestores, entrevistas, publicações, revistas, jornais, sites, profissionais, noticiário, alunos e ex-alunos, etc.

67 67 Construção de casos dicas da experiência recente Contate quem decide Obtenha aprovação antecipada (use o prospectus) - dados, nomes e decisões Lembre que é caso didático, não marketing best; o objetivo não é elogiar desempenho Discuta o material da pesquisa preliminar Planeje e grave as entrevistas: voltar é difícil Consiga documentos e imagens

68 68 Construção de casos dicas da experiência recente Prazo: a recomendação é de que a redação de um caso leve de um a dois meses Se necessário, use outra pessoa para ajudar nas entrevistas, nas pesquisas de fontes, na redação inicial de certos trechos (por exemplo, o panorama do setor envolvido) Alunos aplicados fazem isso bem Discuta com essa pessoa suas ideias sobre o caso

69 69 Construção de casos técnica e arte Técnica: equação da questão para a disciplina Arte: personagens, ambientes e emoções dos atores Crie introduções e finais que amarrem o leitor Use citações Utilize frases gravadas nas entrevistas Casos sem revelar resultado das decisões (ou decisões por tomar) Convença empresas a autorizar casos de fracassos

70 70 Aplicação de casos Muitos casos exigem tomadas de decisão O aluno deve ir preparado com respostas: Quem é o decididor? Que decisão necessita ser tomada? Quem são os outros atores importantes? Quais são seus objetivos (profissionais, pessoais) que impactam as decisões? Quais são as questões cruciais? Qual é o ambiente (constrangimentos e/ou oportunidades)? Que ações o decididor precisa realizar? Quais as consequências? O que eu faria? Por quê?

71 71 Aplicação de casos Faça com que os alunos mantenham a posse da discussão encoraje cada aluno a decidir cada estudante deve ter um plano de ação para os protagonistas do caso Ação gera análise: Por que você faria isso? Não revele sua opinião/decisão: leva os alunos a pensar que cada caso só tem uma solução Incentive a discussão sobre os prós e contras de cada decisão proposta Realize perguntas para equilibrar profundidade e abrangência da discussão (pense no tempo)

72 72 Aplicação de casos Incentive opiniões discordantes Use perguntas para incentivar novas opiniões (pergunte para um, para todos ou para o teto ) Utilize o quadro branco para clarificar conflitos e questões (prós, contras, fluxos); o aluno vê sua opinião no quadro como um feedback importante (mas, como na vida real, gera rivalidades) Ouça! Sinalize respeito e proteção às ideias do estudante; encoraje a participação

73 73 Aplicação de casos Use humor com cuidado, construtivamente Utilize linguagem corporal para ajudar o ritmo da aula Fique de lado, às vezes, para encorajar a conversa entre os alunos Vale interromper a discussão para breves exposições esclarecedoras sobre assuntos relevantes, mas desconhecidos dos estudantes Faça da classe uma experiência agradável Encerre a discussão com seus comentários: a discussão de um caso não elimina uma exposição conceitual Dê crédito às ideias discutidas

74 74 Bibliografia - apostilas de harvard Because Wisdom Can t Be Told An Introduction to Cases An Introduction to the Case Method The Use of Cases in Management Education Writing Cases and Teaching Notes Writing Cases: Tips and Pointers Hints for Case Teaching

75 75 Bibliografia - filosofia e conceitos Teaching and the Case Method Louis B. Barnes, C. Roland Christensen, Abby J. Hansen Harvard Business School Press 1994

76 76 Bibliografia - livros básicos teaching & learning with cases a guidebook Laurence E. Lynn Jr. Chatham House, Seven Bridges Press 1999 Teaching with cases James A. Erskine, Michiel R. Leenders, Louise A. Mauffette- Leenders Richard Ivey School of Business The University of Western Ontario 1981

77 77 Bibliografia - livros básicos Writing cases James A. Erskine, Michiel R. Leenders, Louise A. Mauffette- Leenders Richard Ivey School of Business The University of Western Ontario 2001 Como escrever casos para o ensino de administração Sylvia Maria Azevedo Roesch e Francisco Fernandes Editora Atlas 2007

TEMPLATE PARA CASO ESTILO EXEMPLO

TEMPLATE PARA CASO ESTILO EXEMPLO TEMPLATE PARA CASO ESTILO EXEMPLO (INSERIR LOGO DA EMPRESA) TÍTULO: Subtítulo Preparado por Insira seu nome aqui, da ESPM-insira aqui a sua unidade SP, RJ ou RS. Recomendado para as disciplinas de: escreva

Leia mais

TEMPLATE PARA CASO ESTILO PROBLEMA/HARVARD

TEMPLATE PARA CASO ESTILO PROBLEMA/HARVARD TEMPLATE PARA CASO ESTILO PROBLEMA/HARVARD (INSERIR LOGO DA EMPRESA) TÍTULO: Subtítulo Preparado por Insira seu nome aqui, da ESPM-insira aqui a sua unidade SP, RJ ou RS. Recomendado para as disciplinas

Leia mais

CENTRAL DE CASES ESPM CURSO INTRODUTÓRIO A REDAÇÃO DE CASOS DE ENSINO

CENTRAL DE CASES ESPM CURSO INTRODUTÓRIO A REDAÇÃO DE CASOS DE ENSINO CENTRAL DE CASES ESPM 1 CURSO INTRODUTÓRIO A REDAÇÃO DE CASOS DE ENSINO 2011 CENTRAL DE CASES ESPM 2 CURSO INTRODUTÓRIO A REDAÇÃO DE CASOS DE ENSINO 2011 3 Nossos assuntos Definições de casos. Objetivos.

Leia mais

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores**

3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** 16 revistas 3,3 milhões de exemplares* por mês e 8,7 milhões de leitores** Fonte: *IV (Out/09 a Set/10) E **Ipsos-Estudos Marplan/EGM- Out/09 a Set/10 Leitores Ambos, 10/+ anos Audiência Líquida das Revistas

Leia mais

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo

SENTIR 3. TEMPO 15-20 minutos TIPO DE TEMPO contínuo COMO USAR O MATERIAL NAS PÁGINAS A SEGUIR, VOCÊ ENCONTRA UM PASSO A PASSO DE CADA ETAPA DO DESIGN FOR CHANGE, PARA FACILITAR SEU TRABALHO COM AS CRIANÇAS. VOCÊ VERÁ QUE OS 4 VERBOS (SENTIR, IMAGINAR, FAZER

Leia mais

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS 1 O Método do Caso e o Ensino em Administração O uso do Método do Caso nas escolas de administração no Brasil é relativamente recente, embora não haja

Leia mais

Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro

Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro DICAS PARA ESTUDAR A DISTÂNCIA Educação a Distância: a oportunidade vai ao seu encontro Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

Consultoria! O que é e como usar?

Consultoria! O que é e como usar? Consultoria! O que é e como usar? Luciano Terra Afinal, o que é consultoria? Percebe-se que, para muitos, o termo Consultoria, assim como Marketing, Rightsizing, Merchandising, Downsizing e tantos outros,

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental

Ajuda ao SciEn-Produção 1. 1. O Artigo Científico da Pesquisa Experimental Ajuda ao SciEn-Produção 1 Este texto de ajuda contém três partes: a parte 1 indica em linhas gerais o que deve ser esclarecido em cada uma das seções da estrutura de um artigo cientifico relatando uma

Leia mais

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor

Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com. Manual do Professor Prof. Dr. José Dornelas www.josedornelas.com Manual do Professor Manual do professor Este manual deve ser usado em conjunto com o vídeo do autor disponível no site da editora: www.campus.com.br Maiores

Leia mais

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine Governança, risco e compliance Chega de redundâncias 24 KPMG Business Magazine Programa Risk University transmite aos executivos uma visão abrangente dos negócios A crise financeira de 2008 ensinou algumas

Leia mais

Como Eu Começo meu A3?

Como Eu Começo meu A3? Como Eu Começo meu A3? David Verble O pensamento A3 é um pensamento lento. Você está tendo problemas para começar seu A3? Quando ministro treinamentos sobre o pensamento, criação e uso do A3, este assunto

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Programa de Treinamento Contínuo Baseado nos Dvds Commit para Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Introdução: Um programa de treinamento bem estruturado, além de qualificar os funcionários,

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Características. Carga horária 36 horas presenciais.

Características. Carga horária 36 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso A indústria de Private Equity e Venture Capital está em pleno desenvolvimento no Brasil, no ano de 2013 os investimentos foram de R$ 17,6 bilhões representando 0,37% do

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 1. ProjetoS Projeto: uma nova cultura de aprendizagem ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Projeto: uma nova cultura de aprendizagem. [S.l.: s.n.], jul. 1999. A prática pedagógica

Leia mais

Atualmente é Coach, e fundador da Crescimentum-Coaching for Performance (www.crescimentum.com.br). Email : adiniz@crescimentum.com.

Atualmente é Coach, e fundador da Crescimentum-Coaching for Performance (www.crescimentum.com.br). Email : adiniz@crescimentum.com. O Líder do Futuro Numa época em que a Liderança se tornou tão importante quanto rara nas empresas, cada vez mais emerge a questão: quem serão os líderes do futuro? Que características vão predominar nas

Leia mais

Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA

Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA Ensino ativo para uma aprendizagem ativa: Eu quero saber fazer. Karina Grace Ferreira de Oliveira CREFITO 25367-F FADBA Em ação! PARTE 1: (5 minutos) Procure alguém que você não conhece ou que conhece

Leia mais

Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos

Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos Entrevista: Gart Capote ABPMP Brasil Precisamos de exemplos positivos Publicado em 25 de junho de 2013 por Itamar Pelizzaro Gart Capote, presidente da ABPMP Association of Business Process Management Professionals

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL

ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL JÚNIOR/2013 Mostra de Trabalhos do Ensino Fundamental ORIENTAÇÕES PARA TRABALHOS DE PESQUISA NO ENSINO FUNDAMENTAL Novo Hamburgo, abril de 2013. 1 APRESENTAÇÃO Estas orientações foram elaboradas baseadas

Leia mais

Go To Market Estratégias de Otimização de Resultados Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Go To Market Estratégias de Otimização de Resultados Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock ABCEducatio entrevista Sílvio Bock Escolher uma profissão é fazer um projeto de futuro A entrada do segundo semestre sempre é marcada por uma grande preocupação para todos os alunos que estão terminando

Leia mais

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Private Equity e Venture Capital Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Turnaround de Empresas da reestruturação à recuperação judicial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Turnaround de Empresas da reestruturação à recuperação judicial Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 2ª Série Processos Gerenciais CST em Gestão Financeira A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo Perfil de Competências de Gestão Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 Perfil de Competências de Gestão Introdução Este perfil resume como é provável que o estilo preferencial ou os modos típicos de comportamento

Leia mais

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio.

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Roteiro para apresentação do Plano de Negócio Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Abaixo encontra-se a estrutura recomendada no Empreenda! O Plano de Negócio deverá

Leia mais

Livro de Metodologia. Competências. Fundamentais. de Coaching. Villela da Matta Flora Victoria

Livro de Metodologia. Competências. Fundamentais. de Coaching. Villela da Matta Flora Victoria Livro de Metodologia Competências Fundamentais de Coaching Villela da Matta Flora Victoria 41 O Treinamento Competências Fundamentais de Coaching O que é e a quem se destina Treinamento composto por 4

Leia mais

Especialização em Gestão de Negócios

Especialização em Gestão de Negócios Especialização em Gestão de Negócios e Projetos Rio de Janeiro Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

Motivar pessoas para o foco da organização

Motivar pessoas para o foco da organização PORTWAY Motivar pessoas para o foco da organização Série 4 pilares da liderança Volume 3 4 pilares da liderança Motivar pessoas para o foco da organização E m Julho de 2014, fui procurado por algumas diretoras

Leia mais

Avaliação Institucional das Atividades de EaD

Avaliação Institucional das Atividades de EaD Avaliação Institucional das Atividades de EaD Introdução A autoavaliação dos cursos de graduação educação a distância é essencial para o controle e garantia dos serviços prestados a sociedade. Assim, a

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Gestão de Projetos Logísticos

Gestão de Projetos Logísticos Gestão de Projetos Logísticos Professor: Fábio Estevam Machado CONTEÚDO DA AULA ANTERIOR Teoria Gestão de Projetos Projetos Atualidades Tipos de Projetos Conceitos e Instituições Certificação Importância

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Conteúdo. Como ler artigos científicos... 2

Conteúdo. Como ler artigos científicos... 2 Comol era r t i gos c i ent íc os Conteúdo Como ler artigos científicos... 2 Dicas de como ler o artigo... 4 Guia de como ler um artigo:... 5 Atividade 1... 7 Etapa 1... 7 Etapa 2... 8 Etapa 3... 8 Etapa

Leia mais

GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA GUIA DE SUGESTÕES DE AÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA ALFABETIZAÇÃO NO TEMPO CERTO NAs REDES MUNICIPAIS DE ENSINO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

EN1002 Engenharia Unificada I. FORMAÇÃO DE EQUIPES Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas

EN1002 Engenharia Unificada I. FORMAÇÃO DE EQUIPES Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas EN1002 Engenharia Unificada I FORMAÇÃO DE EQUIPES Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas Conteúdo da Apresentação Formas de comunicação em Projetos de Engenharia (PE) Interpretação

Leia mais

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo:

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: ALVARELI, Luciani Vieira Gomes. Novo roteiro para elaboração do projeto de trabalho de graduação. Cruzeiro: Centro Paula Souza,

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing de Moda

Pós-Graduação em Marketing de Moda Pós-Graduação em Marketing de Moda Público alvo Indicado para profissionais com formação em Moda, Design, Marketing, Comunicação, Arquitetura, dentre outros, e que atuem ou desejem atuar na área de Moda,

Leia mais

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak

CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak CADDAN EMPRESARIAL Daniela Leluddak Caddan Empresarial tem como foco o desenvolvimento de pessoas dentro dos sistemas organizacionais. Atuação da Caddan Campos da Consultoria: Programas de Sucessão; Auxílio

Leia mais

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs Vendas - Cursos Curso Completo de Treinamento em Vendas com - 15 DVDs O DA VENDA Esta palestra mostra de maneira simples e direta como planejar o seu trabalho e, também, os seus objetivos pessoais. Através

Leia mais

Curso de Operador de Telemarketing (Call Center)

Curso de Operador de Telemarketing (Call Center) Curso de Operador de Telemarketing (Call Center) Este curso tem como objetivo formar operador de telemarketing (homens ou mulheres) para trabalhar em empresas de pequeno, médio e grande porte e nos mais

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Elisa Maçãs IDÉIAS & SOLUÇÕES Educacionais e Culturais Ltda www.ideiasesolucoes.com 1

Leia mais

Revista Inteligência Competitiva José Fonseca de Medeiros ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL

Revista Inteligência Competitiva José Fonseca de Medeiros ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL 244 ABRAIC E A PROFISSÃO DE ANALISTA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA NO BRASIL 1 Entrevista com Francisco Diretor de Articulação Nacional da ABRAIC, sobre a profissão de analista de inteligência competitiva

Leia mais

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você.

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Educação a Distância Anhembi Morumbi Agora você pode estudar em uma universidade internacional

Leia mais

RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES

RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES RODA DE CONVERSA SOBRE PROFISSÕES Kátia Hatsue Endo Unesp hatsueendo@yahoo.com.br Daniela Bittencourt Blum - UNIP danibittenc@bol.com.br Catarina Maria de Souza Thimóteo CEETEPS - catarinamst@netonne.com.br

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

PARTE III Introdução à Consultoria Empresarial

PARTE III Introdução à Consultoria Empresarial FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

MARKETING. Marketing # Vendas MARKETING. Vendas. Marketing 26/02/2013 MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING OPERACIONAL.

MARKETING. Marketing # Vendas MARKETING. Vendas. Marketing 26/02/2013 MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING OPERACIONAL. Material Didático Disciplina: Comercialização Agroindustrial # Vendas Prof. responsável: José Matheus Yalenti Perosa Vendas Objeto Produtos Necessidade dos consumidores Atividade humana ou processo social,

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.

Módulo 3. Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4. Módulo 3 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 6.2, 6.2.1, 6.2.2, 6.2.3, 6.2.4, 6.2.5, 6.3, 6.4, 6.4.1, 6.4.2, 6.4.3 Exercícios 6.2 Iniciando a auditoria/ 6.2.1 Designando o líder da equipe

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Fernanda Pimentel Dizotti Academia de Ensino Superior fernandadizotti@gmail.com Norma Suely Gomes Allevato Universidade Cruzeiro do Sul normallev@uol.com.br

Leia mais

Características. Carga horária 24 horas presenciais.

Características. Carga horária 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso As organizações que apresentam melhores resultados financeiros, são nitidamente as que aprendem a lidar com as incertezas de forma proativa. Em mercados em constante mudança

Leia mais

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9

PR 2 PROCEDIMENTO. Auditoria Interna. Revisão - 2 Página: 1 de 9 Página: 1 de 9 1. OBJETIVO Estabelecer sistemática de funcionamento e aplicação das Auditorias Internas da Qualidade, fornecendo diretrizes para instruir, planejar, executar e documentar as mesmas. Este

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs

Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Segredos e Estratégias para Equipes Campeãs Ultrapassando barreiras e superando adversidades. Ser um gestor de pessoas não é tarefa fácil. Existem vários perfis de gestores espalhados pelas organizações,

Leia mais

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2011 ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS sadeam2011 Oficina de Apropriação dos Resultados 4 ROTEIRO DE OFICINA Multiplicador Este roteiro deverá ser utilizado por você como subsídio para

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização Pesquisa de Mercado Aula 1 Prof. Me. Ricieri Garbelini Tópicos Abordados 1. Identificação do problema ou situação 2. Construção de hipóteses ou determinação dos objetivos 3. Tipos de pesquisa 4. Métodos

Leia mais

medida. nova íntegra 1. O com remuneradas terem Isso é bom

medida. nova íntegra 1. O com remuneradas terem Isso é bom Entrevista esclarece dúvidas sobre acúmulo de bolsas e atividadess remuneradas Publicada por Assessoria de Imprensa da Capes Quinta, 22 de Julho de 2010 19:16 No dia 16 de julho de 2010, foi publicada

Leia mais

Princípios de Liderança

Princípios de Liderança Princípios de Liderança LIDERANÇA E COACH www.liderancaecoach.com.br / liderancaecoach ÍNDICE Liderança Chefe x Líder O que um líder não deve fazer Dicas para ser um líder de sucesso Para liderar uma equipe

Leia mais

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário

Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Departamento de Letras Estudo de um Sistema de Gêneros em um Curso Universitário Aluna: Esther Ruth Oliveira da Silva Orientadora: Profª. Bárbara Jane Wilcox Hemais Introdução O presente projeto se insere

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É?

PLANO DE NEGÓCIOS. O QUE É? NE- CACT O Núcleo de Empreendedorismo da UNISC existe para estimular atitudes empreendedoras e promover ações de incentivo ao empreendedorismo e ao surgimento de empreendimentos de sucesso, principalmente,

Leia mais

Fluxo Ampliado de Marketing

Fluxo Ampliado de Marketing Fluxo Ampliado de Marketing No estudo deste fluxo ampliado de marketing, chega-se a conclusão da importância de um composto mercadológico mais intenso e realmente voltado ao atendimento das necessidades

Leia mais

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Autor: Dominique Turpin Presidente do IMD - International Institute for Management Development www.imd.org Lausanne, Suíça Tradução:

Leia mais

O que é? Um Programa para entender a relação da INOVAÇÃO com você, a próxima geração.

O que é? Um Programa para entender a relação da INOVAÇÃO com você, a próxima geração. Carreira 2015 O que é? Um Programa onde jovens compartilham com você, as trajetórias profissionais que percorreram. E discutem pontos importantes a serem considerados no momento de sua ESCOLHA PROFISSIONAL.

Leia mais

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA

[ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS. São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 EDUCAÇÃO EXECUTIVA EDUCAÇÃO EXECUTIVA [ ] CRIANDO VALOR GESTÃO INTEGRADA DE ESTRATÉGIA E FINANÇAS São Paulo, 16 a 18 de setembro, 2015 AMBIENTE O universo competitivo das organizações impõe desafios diversos para seus líderes.

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª série Empreendedorismo Administração A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

dynam PROPOSTA OFICIAL PARA PPC (Links Patrocinados) publicidadeonline AGÊNCIA SEARCH ENGINE MARKETING Marketing de Busca

dynam PROPOSTA OFICIAL PARA PPC (Links Patrocinados) publicidadeonline AGÊNCIA SEARCH ENGINE MARKETING Marketing de Busca PROPOSTA OFICIAL PARA PPC (Links Patrocinados) dynam publicidadeonline AGÊNCIA SEARCH ENGINE MARKETING Marketing de Busca Av. Carlos Gomes 141 Suite 411 - Porto Alegre. RS Tel. +55(11) 3522-5950 / (51)

Leia mais

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R INTRODUÇÃO A pesquisa é um procedimento reflexivo e crítico de busca de respostas para problemas ainda não solucionados. O

Leia mais

Autor: Marcelo Maia http://infoempreendedorismo.com

Autor: Marcelo Maia http://infoempreendedorismo.com Nesse ebook você irá aprender como gerar uma renda mesmo que do zero rapidamente na internet, se você já tem um produto irá aprender como aumentar suas vendas agora mesmo de forma garantida. Crie um sistema

Leia mais

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil

Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil Auditoria Interna do Futuro: Você está Preparado? Oswaldo Basile, CIA, CCSA. Presidente IIA Brasil O futuro é (deveria ser) o sucesso Como estar preparado? O que você NÃO verá nesta apresentação Voltar

Leia mais