PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO"

Transcrição

1 A C Ó R D Ã O 1ª Turma CONTRATO DE APRENDIZAGEM. O caput e o 1º do artigo 428 da CLT fixam os requisitos legais de existência e validade do contrato de aprendizagem: contrato escrito e por prazo determinado, matrícula e frequência na escola, anotação na Carteira de Trabalho da condição de aprendiz e inscrição em programa de aprendizagem de formação técnico-profissional metódica sob a orientação de entidade qualificada. Recurso a que se nega provimento. Visto, relatado e discutido o recurso ordinário em que são partes LUANA GOMES FIGUEIREDO, recorrente, e TRANSPORTES SANTA MARIA LTDA., recorrido. Trata-se de recurso ordinário interposto pela reclamante da respeitável sentença da MM. 18ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, de lavra do eminente Juiz Roberto Alonso Barros Rodrigues Gago, que julgou procedente em parte o pedido (fls. 190/198). A recorrente busca a reforma da sentença quanto ao contrato de aprendizagem (fls. 201/202). Não houve a condenação da reclamante ao pagamento de custas processuais. A gratuidade de justiça foi concedida à reclamante pela r. sentença de 1º grau (fl. 197). Apesar de regularmente intimada (fl. 206), a reclamada não apresentou contrarrazões, conforme certidão de fl. 206-verso. Os autos não foram remetidos ao Ministério Público do Trabalho por não se configurar hipótese de sua intervenção. É o relatório

2 admissibilidade. V O T O CONHECIMENTO Conheço do recurso, por preenchidos os pressupostos legais de MÉRITO CONTRATO DE APRENDIZAGEM A r. sentença de primeiro grau indeferiu o pedido a (enquadramento na função de despachante) e todos os seus consectários, sob o fundamento de que foram preenchidos todos os requisitos legais referentes ao contrato de aprendizagem, previstos nos artigos 424 a 441 da CLT; que a finalidade da lei foi atingida, no sentido da inserção no mercado de trabalho e preparação de jovens entre 14 e 24 anos de idade, a fim de que possam aprender uma profissão e adquirir experiência, com o suporte de uma formação técnico-profissional. A recorrente alega que seu depoimento demonstra que exercia as atividades sem supervisão, fato que é confirmado pela testemunha por ela apresentada; que a testemunha de fl. 187 asseverou que não trabalhou com a reclamante; que a testemunha de fl. 188 afirmou que exercia uma função, embora em sua CTPS estivesse anotada outra, bem como que a reclamante podia entrar no ônibus sem acompanhamento de supervisor; que o menor aprendiz não pode fazer horas extras; que o Juízo de origem reconheceu o trabalho extraordinário; que, assim, a reclamante não era aprendiz, devendo ser reconhecido o exercício da função de fiscal, condenando a reclamada ao pagamento das diferenças salariais decorrentes, bem como à retificação de sua Carteira de Trabalho. Sem razão. Tendo em vista que a contestação sustentou que houve contrato de aprendizagem, cabia à reclamada o ônus de prova nesse sentido, nos termos do artigo 818 da CLT e do inciso II do artigo 333 do CPC. O caput e o 1º do artigo 428 da CLT estabelecem os requisitos

3 necessários para a existência e validade do contrato de aprendizagem: Artigo 428. Contrato de aprendizagem é o contrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 (quatorze) e menor de 24 (vinte e quatro) anos inscrito em programa de aprendizagem formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico, e o aprendiz, a executar com zelo e diligência as tarefas necessárias a essa formação. 1º - A validade do contrato de aprendizagem pressupõe anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social, matrícula e freqüência do aprendiz na escola, caso não haja concluído o ensino médio, e inscrição em programa de aprendizagem desenvolvido sob orientação de entidade qualificada em formação técnicoprofissional metódica. Vejamos o preenchimento dos requisitos legais. Contrato escrito: a reclamada apresentou às fls. 42/46 contrato de trabalho do jovem aprendiz, que foi assinado pela reclamante e cujo objeto consistiu: O objeto do presente Contrato é a contratação pela Empresa, do jovem, na condição de Jovem Aprendiz, comprometendo-se a lhe propiciar

4 formação profissional, através do Curso de Aprendiz de AUXILIAR DE OPERADOR DE TRÁFEGO, através de Programa de aprendizagem desenvolvido sob orientação do SENAT - Serviço Nacional de Aprendizagem de Transporte/RJ. (fl. 42). Contrato por prazo determinado: a cláusula sexta do contrato de aprendizagem de fls. 42/46 dispõe: O presente contrato vigorará de 06 de novembro de 2006 a 03 de agosto de 2007 de acordo com a legislação aplicável durante a execução do curso profissionalizante. (fl. 45). De fato, o contrato de aprendizagem não poderia exceder a data de , vez que o artigo 433 da CLT determina que ele se extingue no seu termo ou quando o aprendiz completar 24 (vinte e quatro) anos. De acordo com a cópia do documento de identidade da reclamante (fl. 07), seu nascimento ocorreu em Portanto, em a reclamante completou 24 (vinte e quatro) anos. E, de fato, o contrato de aprendizagem se extinguiu na data convencionada, conforme o Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho de fl. 38. Matrícula e frequência na escola: a própria reclamante confessou em seu depoimento que cursava o segundo ano do segundo grau (fl. 184): (...)que durante seu contrato de trabalho com a ré a depoente cursava o 2º ano do 2º grau e frequentava as aulas quando dava tempo. (fl. 184)

5 Anotação na Carteira de Trabalho da condição de aprendiz: a cópia da Carteira de Trabalho da reclamante de fl. 09 demonstra que a reclamada anotou o contrato de aprendiz de auxiliar de operador de tráfego no período de a Inscrição em programa de aprendizagem de formação técnicoprofissional metódica sob a orientação de entidade qualificada: a reclamada comprovou por meio do documento de fl. 41 que a reclamante foi matriculada no SENAT - Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, no curso de auxiliar de operador de tráfego, referente ao Programa de Aprendizagem do Transporte, durante o período de a Nesse mesmo documento constam o número de dias dos módulos básico e específico de aprendizagem, o número de dias de prática supervisionada na empresa, bem como a data de início dessa prática. Além disso, a reclamada apresentou o Projeto Jovem Aprendiz do Transporte elaborado pelo SEST - Serviço Social do Transporte e pelo SENAT - Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (fls. 72/94). Quanto à prova oral, em regra, o depoimento pessoal da reclamante serve como prova em favor da parte contrária, pois tem por objetivo provocar a confissão. Francisco Antônio de Oliveira esclarece a questão com bastante concisão ao tratar do conceito de depoimento pessoal: É o meio do qual a parte adversa ou o juiz se vale para tentar conseguir a confissão. (OLIVEIRA, Francisco Antônio de. A Prova no Processo do Trabalho. São Paulo: Revista dos Tribunais, p.123.). De toda sorte, o depoimento da reclamante demonstra a existência

6 e validade do contrato de aprendizagem (fl. 184): (...)que era uma outra despachante de nome Gorete que foi substituído posteriormente pelo despachante Milton quem transmitia o serviço a depoente;(...) que participou de um curso ministrado no SEST/SENAT;(...) que a depoente não poderia determinar o recolhimento dos onibus para a garagem; que apenas o Sr. Milton poderia fazê-lo; que apenas com autorização do Sr. Milton poderia deslocar equipe de trabalho de um ponto a outro; que mediante autorização poderia aumentar o intervalo das paradas dos ônibus;(...). (trecho do depoimento de fl. 184). (grifei). Assim, a reclamante confessou que não tinha todas as atribuições inerentes à função de despachante, vez que sempre dependia da autorização de seu supervisor, Sr. Milton, para a realização de seus serviços. Tais circunstâncias corroboram que a reclamante era sim supervisionada em suas atividades de aprendizagem. O Sr. Milton da Silva Deulefeu Filho foi ouvido como testemunha e corroborou o fato de que a reclamante era aprendiz e estava sob sua supervisão (fl. 188): (...) que trabalhou com a autora em período em que não se recorda podendo ter sido nos ultimos 2 ou 3 meses do seu contrato (da autora); que a autora era jovem aprendiz; que tecnicamente a autora deveria aprender a função; que quem

7 mandava no ponto era o depoente; que a reclamante desenvolvia suas atividades sob as ordens do depoente; que era o depoente quem executava as atividades enquanto a depoente as aprendia;(...). (trecho do depoimento de fl. 188). (grifei). A testemunha de fl. 187, Sr. Diogo Rodrigues Gusmão, confirmou que a reclamante era aprendiz, tendo encontrado com ela no curso do SEST/SENAT: (...)que não chegou a trabalhar na companhia da reclamante; que antes de ser contratado como empregado o depoente trabalhou como jovem aprendiz durante 6 meses; que no período em que foi aprendiz suas atividades consistiam em aprender a função do despachante; que durante todo o período em que foi aprendiz havia um supervisor; que o supervisor era o despachante local; que como aprendiz trabalhou com a autora em pontos distintos; que neste período a autora também aprendia a desempenhar atividades inerentes à função; que raramente encontrava com a autora na ré; que a encontrou no curso do SEST/SENAT; que quando foi aprendiz o autor estava aprendendo funções inerentes ao cargo de fiscal. (trecho do depoimento de fl. 187). (grifei). A testemunha de fl. 186, Sr. Gildo Silva Neves, nada esclareceu

8 acerca da matéria. Desse modo, preenchidos todos os requisitos legais do contrato de aprendizagem. Não há que se falar que a condenação ao pagamento de horas extras descaracteriza o contrato de aprendizagem, vez que o artigo 432 da CLT determina que a duração do trabalho do aprendiz não excederá de seis horas diárias. Todavia, o Juízo de origem considerou que o contrato de aprendizagem escrito da reclamante previu a jornada de 04 (quatro) horas, ao passo que o preposto da reclamada afirmou que ela trabalhava 06 (seis) horas por dia (fl. 185). Nesse sentido, a condenação foi de duas horas extras mais quinze minutos de intervalo intrajornada, não havendo violação do artigo 432 da CLT. Nego provimento. CONCLUSÃO Pelo exposto, conheço do recurso e nego-lhe provimento. A C O R D A M os Desembargadores da 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, por unanimidade, conhecer do recurso e negarlhe provimento Rio de Janeiro, 18 de agosto de DESEMBARGADOR MARCOS PALACIO Relator dngb/ver

PROCESSO: 0124000-34.2009.5.01.0057 - RTOrd

PROCESSO: 0124000-34.2009.5.01.0057 - RTOrd PROCESSO: 0124000-34.2009.5.01.0057 - RTOrd ACÓRDÃO 9ª Turma DEVOLUÇÃO DE DESCONTO. Inexistindo prova de que o desconto efetuado sobre as verbas resilitórias correspondiam ao pagamento antecipado de vales

Leia mais

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO

PROCESSO: 0168800-03.2005.5.01.0021 - RO Acórdão 5ª Turma REPRESENTATIVIDADE SINDICAL. O enquadramento sindical do empregador se dá pela sua atividade preponderante da empresa. Sendo esta a Construção e Reparo Naval, seus empregados são representados

Leia mais

PROCESSO: 0071500-09.2009.5.01.0051 RO

PROCESSO: 0071500-09.2009.5.01.0051 RO A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A Demonstrados os requisitos do art. 3º da CLT e não o trabalho autônomo do autor, mantém-se o reconhecimento do vínculo de emprego entre as partes. Vistos, relatados e discutidos

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0145800-96.2007.5.01.0281 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

RECURSO ORDINÁRIO TRT/RO - 0145800-96.2007.5.01.0281 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Adicional de insalubridade. Intermitência Previsto o pagamento do adicional em norma coletiva, referido apenas a trabalho em câmara frigorífica e sem maior especificação, deve a cláusula ser interpretada

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL INÉPCIA DA INICIAL. Para o direito formal positivo, é inepta a petição inicial que falta pedido ou causa de pedir (C.P.C., artigo 295, parágrafo único, inciso

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 6a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA DO TOMADOR DE SERVIÇOS CONSTRUTORA INAPLICABILIDADE DA OJ 191 DO E. TST A Segunda Ré, por se tratar de construtora, não pode almejar

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 9ª Turma SALÁRIO POR FORA. RESCISÃO INDIRETA. A prática de pagamento de salários por fora sem a respectiva repercussão nas verbas salariais, configura descumprimento de obrigação contratual pela

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA DA 2ª RECLAMADA Mesmo em se tratando de terceirização lícita, embora não se estabeleça vínculo entre a tomadora e a empregada - que se forma exclusivamente

Leia mais

PROCESSO: 00478-2003-066-01-00-7 RO

PROCESSO: 00478-2003-066-01-00-7 RO Acórdão 1a Turma EQUIPARAÇÃO SALARIAL. O fundamento principal para o deferimento da equiparação salarial, prevista no artigo 461 da CLT, é o pagamento de igual valor para o mesmo trabalho. Se não foi constatado,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10a Turma RECURSO ORDINÁRIO. BANCO DO BRASIL. PLANO DE APOSENTADORIA INCENTIVADA. O PAI-50 prevê duas categorias de aderentes: aqueles que já podem se aposentar pelo INSS e aqueles que ainda não

Leia mais

TRT-RO-0007900-20.2004.5.01.0041

TRT-RO-0007900-20.2004.5.01.0041 PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Gloria R egina Ferreira Mello Av. Presidente Antonio Carlos,251 7o andar - Gab.34 Castelo Rio de Janeiro

Leia mais

PROCESSO TRT/SP nº 0000023-63.2014.5.02.0263-9ª Turma ORIGEM : 03ª. Vara do Trabalho de Diadema

PROCESSO TRT/SP nº 0000023-63.2014.5.02.0263-9ª Turma ORIGEM : 03ª. Vara do Trabalho de Diadema PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Tribunal Regional do Trabalho 2ª Região PROCESSO TRT/SP nº 0000023-63.2014.5.02.0263-9ª Turma ORIGEM : 03ª. Vara do Trabalho de Diadema RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE: SINDBENEFICENTE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Av. Presidente Antonio Carlos,251 6o andar - Gab. NÃO PAGAMENTO CORRETO DE VERBAS RESCISÓRIAS. INSCRIÇÃO NO SERASA E SPC. DANO MORAL PRESENTE. Os documentos juntados a fl. 1 comprovam que o não pagamento

Leia mais

PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009

PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009 PORTARIA CEETEPS Nº 343, de 19 de agosto de 2009 Dispõe sobre a minuta de Contrato de Aprendizagem, a que se referem os dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, alterados pela Lei Federal

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de SE AGRAVO DE PETIÇÃO, provenientes da V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de MM. 01ª VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ - PR, sendo Agravante CEJEN ENGENHARIA LTDA. e Agravado DIRCEU MARINHO PINHEIRO.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE - Restou comprovado o ingresso regular pelo autor em câmaras frias ou de resfriamento sem a devida proteção, pelo que, resta cabível a condenação da ré no pagamento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 1ª T U R M A VÍNCULO DE EMPREGO ÔNUS DA PROVA. A autora alegou e provou através de testemunha a existência do vínculo, atendendo ao disposto nos artigos 818 da CLT e 333, I do CPC, razão

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. A análise do conjunto probatório evidenciou não estarem caracterizadas condições de trabalho insalubres, razão pela qual não há que se falar no pagamento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 1ª Turma PRESTAÇÃO JURISDICIONAL INCOMPLETA. Se houve omissão, a questão deve ser solucionada a partir do exame dos embargos de declaração, na forma do artigo 897-A da Consolidação das Leis

Leia mais

PROCESSO: 0023300-38.2009.5.01.0061 - RTOrd. Acórdão 6a Turma

PROCESSO: 0023300-38.2009.5.01.0061 - RTOrd. Acórdão 6a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Alexandre S Belmonte Av. Presidente Antonio Carlos,251 10º Andar - Gab.23 Castelo Rio de Janeiro 20020-010

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL CONTRATO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. A Justiça do Trabalho não é competente para dirimir a controvérsia que envolva contrato de honorários advocatícios,

Leia mais

Recurso Ordinário: 0168500-66.2007.5.01.0281

Recurso Ordinário: 0168500-66.2007.5.01.0281 Recurso Ordinário: 0168500-66.2007.5.01.0281 Titulação: Direito do Trabalho. Rescisão do Contrato de Trabalho. Rescisão Indireta. Palavras-chave: cláusula penal desportiva, contrato a prazo certo, rescisão

Leia mais

não vislumbrou necessidade de intervenção no feito.

não vislumbrou necessidade de intervenção no feito. PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Jorge Fernando Gonçalves da Fonte Av. Presidente Antonio Carlos, 251 10o andar - Gab.17 Castelo RIO DE JANEIRO

Leia mais

RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE

RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE RELATÓRIO DE AÇÕES TRABALHISTAS AJUIZADAS PELO SINDADOS/MG CONTRA A PRODEMGE Processo nº 0000809-32.2011.5.03.0022 Distribuído em 05/05/2011, refere-se ao pleito das quantias devidas em razão da Participação

Leia mais

Sustenta, em síntese, fazer jus ao pagamento das horas extras vindicadas na inicial, bem como a integração do salário pago por fora.

Sustenta, em síntese, fazer jus ao pagamento das horas extras vindicadas na inicial, bem como a integração do salário pago por fora. Acórdão 8a Turma RECURSO ORDINÁRIO. SALÁRIO PAGO POR FORA. ÔNUS DA PROVA. Diante da negativa do empregador, é do empregado o ônus de provar a percepção de valores superiores aos consignados nos recibos

Leia mais

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE EXMO DR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE Processo número: Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante Vossa Excelência, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 5a Turma JUSTA CAUSA. A Recorrente, ao contestar a reclamação trabalhista proposta pela Recorrida, alegou que a dispensa da empregada deu-se por justa causa, por desídia, nada aduzindo a parte,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO G a b i n e t e D e s e m b a r g a d o r a M a r t a C a s a d e i M o m e z z o Fl. 1 PROCESSO TRT/SP Nº 0000026-60.2014.5.02.0443-10ª

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 a REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 a REGIÃO 5ª TURMA - PROCESSO TRT/SP Nº 00338006220095020021 RECURSO ORDINÁRIO - 21ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO RECORRENTE : FAZENDA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO RECORRIDO : MARIA NEUZA DOS SANTOS 1. Contra

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª Turma ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. PERÍCIA TÉCNICA. É desnecessária a prova pericial na hipótese em que há norma coletiva prevendo o direito ao recebimento do adicional de insalubridade

Leia mais

COSME FRANCISCO PERUZZOLO. Giselle Bondim Lopes Ribeiro. Processo originário da 40ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

COSME FRANCISCO PERUZZOLO. Giselle Bondim Lopes Ribeiro. Processo originário da 40ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. ACÓRDÃO 8ª TURMA Recorrentes: PLR. NÃO ATINGIMENTO DE METAS PELA EMPREGADORA. Se a empregadora alega que não foram atingidas as metas estabelecidas pela empresa para pagamento de PLR, cabe a ela comprovar

Leia mais

PROCESSO: 0138900-97.2009.5.01.0032 - ET. Acórdão 10a Turma

PROCESSO: 0138900-97.2009.5.01.0032 - ET. Acórdão 10a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Ricardo Damião Areosa Av. Presidente Antonio Carlos,251 10o andar - Gab.25 Castelo Rio de Janeiro 20020-010

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 9ª Turma JUSTA CAUSA. CRIME DE FURTO. A justa causa é fato extremamente grave, por implicar a dissolução do contrato sem ônus para o empregador, razão pela qual impõe-se a comprovação irrefutável

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 2a Turma PEDIDO DE DEMISSÃO. DESCONTO DO AVISO PRÉVIO. O empregado, que pede demissão, mas se dispõe a cumprir o aviso prévio trabalhando, não pode sofrer o desconto do salário respectivo, somente

Leia mais

São Paulo, 21 de Setembro de 2006. IARA RAMIRES DA SILVA DE CASTRO PRESIDENTE E RELATORA DESIGNADA

São Paulo, 21 de Setembro de 2006. IARA RAMIRES DA SILVA DE CASTRO PRESIDENTE E RELATORA DESIGNADA ACÓRDÃO Nº: 20060754146 Nº de Pauta:046 PROCESSO TRT/SP Nº: 01514200401602009 RECURSO ORDINÁRIO - 16 VT de São Paulo RECORRENTE: SINTRACON SIND DOS TRAB NAS IND DA CONST RECORRIDO: ANALISE PLANEJAMENTO

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 7ª CÂMARA CRIMINAL Recurso de Apelação nº 0051769-88.2013.8.19.0001 Apelante: Confederação Brasileira de Futebol Apelado 1: Marco Antonio Teixeira Apelado 2: Ministério Público Origem: Juízo de Direito da 27ª Vara Criminal

Leia mais

CASCAVEL - PR, tendo como parte Recorrente

CASCAVEL - PR, tendo como parte Recorrente RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da CASCAVEL - PR, tendo como parte Recorrente EMPREGADO PÚBLICO. ACUMULAÇÃO DE CARGOS. ATIVIDADES TÉCNICA E DE PROFESSOR. COMPATIBILIDADE. Embora o cargo, inicialmente,

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é Registro: 2016.0000325765 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1031148-08.2015.8.26.0577, da Comarca de São José dos Campos, em que é apelante EDVALDO DA SILVA OLIVEIRA, é

Leia mais

ACÓRDÃO 0100400-17.2009.5.04.0019 RO Fl. 1. DESEMBARGADORA FLÁVIA LORENA PACHECO Órgão Julgador: 11ª Turma

ACÓRDÃO 0100400-17.2009.5.04.0019 RO Fl. 1. DESEMBARGADORA FLÁVIA LORENA PACHECO Órgão Julgador: 11ª Turma 0100400-17.2009.5.04.0019 RO Fl. 1 DESEMBARGADORA FLÁVIA LORENA PACHECO Órgão Julgador: 11ª Turma Recorrente: Recorrido: Recorrido: Recorrido: Origem: Prolator da Sentença: MARCO AURÉLIO AZEREDO E SILVA

Leia mais

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO

Peça 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA... REGIÃO Observação: os espaços entre os tópicos das peças têm a única função de facilitar a visualização. Ressalte-se que não aconselhamos pular linhas no exame. Peça 1 Certa empresa é condenada, por decisão de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 6a Turma JORNADA DE TRABALHO. CARTÕES DE PONTO. INIDONEIDADE. O controle de frequência é o meio ordinário de se comprovar a jornada trabalhada, conforme o disposto no artigo 74 da CLT, que contém

Leia mais

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP - 01428-1988-016-01-00-0 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Execução. Juros O pagamento, na execução, de valor atualizado até data anterior ao seu efetivo pagamento ao credor, atende apenas em parte ao direito deste, dado que a atualização feita não contempla o

Leia mais

A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A

A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A ENQUADRAMENTO SINDICAL. CURSO LIVRE DE IDIOMAS. NÃO VINCULAÇÃO A CATEGORIA PROFISSIONAL DOS PROFESSORES. VALIDADE DAS NORMAS COLETIVAS FIRMADAS ENTRE SINDELIVRE E O SENALBA.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE : UNIÃO FEDERAL RECORRIDA : MARTINS COMERCIO E SERVIÇOS DE DISTRIBUIÇÃO S/A EMENTA: TRABALHO EXTERNO. MOTORISTAS. ART. 74, 3º, DA CLT. INAPLICABILIDADE. PERÍODO ANTERIOR À PUBLICAÇÃO DA LEI

Leia mais

SEGUNDA TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEGUNDA TURMA RECURSAL JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ Processo nº 2007.70.50.003369-6 Relatora: Juíza Federal Andréia Castro Dias Recorrente: UNIÃO FEDERAL Recorrido (a): VANISA GOLANOWSKI VOTO Dispensado o relatório, nos termos dos artigos 38 e 46 da Lei

Leia mais

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação.

1-Da preliminar de inépcia: O reclamante postulou a condenação da reclamada ao pagamento de diferenças salariais decorrentes de equiparação. EXMO. DR JUIZ DO TRABALHO DA VARA DE Processo número Concreto Duro, já qualificada, vem, respeitosamente, perante V. Exa, por meio de seu advogado, com endereço profissional na, com fundamento no art.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 3ª T U R M A CEDAE. DIFERENÇAS SALARIAIS. ISONOMIA REMUNERATÓRIA ENTRE EMPREGADOS DE NÍVEL UNIVERSITÁRIO. DESCABIMENTO. O Plano de Cargos e Salários da CEDAE não prevê tratamento isonômico

Leia mais

Sustenta, em síntese, às fls. 145/161, que o autor não faz jus à gratuidade de justiça; que não há falar em responsabilidade subsidiária nas

Sustenta, em síntese, às fls. 145/161, que o autor não faz jus à gratuidade de justiça; que não há falar em responsabilidade subsidiária nas Acórdão 8a Turma RECURSO ORDINÁRIO. RESPONSABILIDADE SUBSIDIÁRIA. TERCERIZAÇÃO DE SERVIÇOS ATRAVÉS DE SUPOSTO CONTRATO DE FRANQUIA. Não obstante a natureza do ajuste, restou provado que a reclamante prestava

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO Identificação PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª REGIÃO PROCESSO nº 0001876-26.2014.5.11.0015 (AIRO) AGRAVANTE: SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS URBANAS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 9ª REGIÃO V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da 2ª VARA DO TRABALHO DE CASCAVEL, sendo recorrente JOSÉ CARLOS ALVES DA MOTA e recorrida ADVOCACIA BELLINATI PEREZ.

Leia mais

ACÓRDÃO 0182900-57.2009.5.04.0661 RO Fl. 1. DESEMBARGADOR CLÁUDIO ANTÔNIO CASSOU BARBOSA Órgão Julgador: 9ª Turma

ACÓRDÃO 0182900-57.2009.5.04.0661 RO Fl. 1. DESEMBARGADOR CLÁUDIO ANTÔNIO CASSOU BARBOSA Órgão Julgador: 9ª Turma 0182900-57.2009.5.04.0661 RO Fl. 1 DESEMBARGADOR CLÁUDIO ANTÔNIO CASSOU BARBOSA Órgão Julgador: 9ª Turma Recorrente: Recorrido: Origem: Prolator da Sentença: ELISÂNGELA COSTA - Adv. Jorge Luiz Costa DOUX

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE MOTOCICLISTA/2015

CURSO DE FORMAÇÃO DE MOTOCICLISTA/2015 PROCESSO Nº: 0806220-77.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO RELATÓRIO 1. Trata-se de AGTR interposto por PAULO HENRIQUE OLIVEIRA LIMA contra decisão do douto Juiz Federal da 17a. Vara da Subseção Judiciária

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de I. RELATÓRIO

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de I. RELATÓRIO EMENTA RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da MM. DECLARAÇÃO DE POBREZA E ASSISTÊNCIA SINDICAL. HONORÁRIOS ASSISTENCIAIS. SÚMULA 219 DO TST. 1. Para fazer jus aos benefícios da assitência judiciária gratuita,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 9ª Turma PROCESSO: 0000317-92.2012.5.01.0076 - RTOrd POLICIAL MILITAR REFORMADO. VÍNCULO EMPREGATÍCIO. Não hã qualquer impedimento à formação de vínculo de emprego com o policial militar reformado.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 2a Turma RECURSO ORDINÁRIO. VÍNCULO DE EMPREGO. CONFIGURAÇÃO. O art. 3º, da CLT considera empregado...toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência

Leia mais

PROCESSO Nº TST-AIRR-11100-71.2008.5.24.0003. A C Ó R D Ã O 7ª TURMA VMF/mafl/ma/drs

PROCESSO Nº TST-AIRR-11100-71.2008.5.24.0003. A C Ó R D Ã O 7ª TURMA VMF/mafl/ma/drs A C Ó R D Ã O 7ª TURMA VMF/mafl/ma/drs AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA - JUÍZO DE ADMISSIBILIDADE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO - USURPAÇÃO DE COMPETÊNCIA. Nos termos do art. 896, 1º, da

Leia mais

Contrarrazões apresentadas.

Contrarrazões apresentadas. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO 4ª Turma PROCESSO nº 0010792-36.2014.5.01.0077 (RO) RECORRENTE: POSTO DE GASOLINA SHOW DE BOLA LTDA RECORRIDO: LEONARDO DE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA EMENTA PREVIDENCIÁRIO. RECURSO ESPECIAL. APOSENTADORIA POR INVALIDEZ. TERMO INICIAL. AUSÊNCIA DE REQUERIMENTO ADMINISTRATIVO. CITAÇÃO. 1. É cediço que a citação

Leia mais

RECURSO ORDINÁRIO - TRT - RO - 01588-2005-052-01-00-5

RECURSO ORDINÁRIO - TRT - RO - 01588-2005-052-01-00-5 MORA SALARIAL - ATLETA DE FUTEBOL PROFISSIONAL - PREVALÊNCIA DO ARTIGO 31 DA LEI 9.615/1998 SOBRE O ARTIGO 483, D, DA CLT. Não se pode estender ao jogador de futebol profissional (que como no caso em exame,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1ª Turma DANO MORAL. INDEVIDA. Não há elementos nos autos que comprove qualquer atitude da ré que dê ensejo ao pagamento da pretendida indenização. Restou demonstrado que após o acidente o autor

Leia mais

I RELATÓRIO Trata-se de recurso ordinário interposto pela Ré, às fls , em face da respeitável sentença da MM. 50ª Vara do

I RELATÓRIO Trata-se de recurso ordinário interposto pela Ré, às fls , em face da respeitável sentença da MM. 50ª Vara do Acórdão 1a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL RECURSO ORDINÁRIO. DANO MORAL. ACIDENTE DE TRÂNSITO. DESVIO DE FUNÇÃO. Considerando que a ré transferiu o autor da função de motociclista, para motorista de carro

Leia mais

Processo PGT/CCR/PP/Nº 1745/2014

Processo PGT/CCR/PP/Nº 1745/2014 Processo PGT/CCR/PP/Nº 1745/2014 Câmara de Coordenação e Revisão Origem: PRT 17ª Região Interessados: 1. MTE/SRTE/ES. 2. Transegur Segurança e transporte de valores LTDA Assunto: - Temas Gerais 09.03 09.03.01.

Leia mais

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório.

Foram apresentadas as contrarrazões pela UFCG agravada dentro do prazo legal. É o relatório. PROCESSO Nº: 0803427-05.2014.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: RODRIGO VILAR MARQUES ADVOGADO: HERATOSTENES SANTOS DE OLIVEIRA AGRAVADO: UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A)

Leia mais

PROC. TRT/SP Nº 01124.2008.022.02.00-4 - 11ª Turma. VARA DE ORIGEM: 22ª VT São Paulo NATUREZA: RECURSO ORDINÁRIO

PROC. TRT/SP Nº 01124.2008.022.02.00-4 - 11ª Turma. VARA DE ORIGEM: 22ª VT São Paulo NATUREZA: RECURSO ORDINÁRIO PROC. TRT/SP Nº 01124.2008.022.02.00-4 - 11ª Turma VARA DE ORIGEM: 22ª VT São Paulo NATUREZA: RECURSO ORDINÁRIO RECORRENTE: JULIANA GONÇALVES COIMBRA DE OLIVEIRA 1ª RECORRIDA: BANCO SANTANDER S.A. 2ª RECORRIDA:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10a Turma INTERVALO INTRAJORNADA. SUPRESSÃO. IMPOSSIBILIDADE. É indevida a supressão do intervalo intrajornada, ainda que embasada em normas coletivas, pois os instrumentos normativos não têm o

Leia mais

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator): PROCESSO Nº: 0802297-88.2014.4.05.8500 - APELAÇÃO RELATOR(A): DESEMBARGADOR(A) FEDERAL CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE RELATÓRIO O Exmº. Sr. Desembargador Federal CESAR ARTHUR CAVALCANTI DE CARVALHO (Relator):

Leia mais

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo

3. Efeito suspensivo indeferido, tendo sido apresentado agravo PROCESSO Nº: 0800746-28.2015.4.05.0000 - AGRAVO DE INSTRUMENTO AGRAVANTE: N. D. D. S. S. ADVOGADO: WANDERSON DOS SANTOS NASCIMENTO REPRESENTANTE(PAIS): REJANE DOS SANTOS SILVA AGRAVADO: FUNDACAO UNIVERSIDADE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 5ª T U R M A VÍNCULO DE EMPREGO. ATIVIDADE-FIM. RECONHECIMENTO. A atividade-fim de uma empresa só pode ser exercida por meio de empregados seus, contratados na forma da Consolidação das Leis

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 700.228 RIO GRANDE DO SUL RELATOR : MIN. LUIZ FUX RECTE.(S) : ALDAIR SCHINDLER E OUTRO(A/S) ADV.(A/S) :TATIANA MEZZOMO CASTELI RECDO.(A/S) :ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

Processo originário da 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.

Processo originário da 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. ACÓRDÃO 8ª TURMA CONTRATO DE EXPERIÊNCIA. PRORROGAÇÃO. AUSÊNCIA DE NULIDADE. É lícita a prorrogação do contrato de experiência inicialmente firmado por trinta dias, para mais sessenta. Recorrente: DAIANA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO RECORRENTE(S): RECORRIDO(S): FABIANO REIS VENTURA ANDERSON DOS REIS EMENTA: VÍNCULO DE EMPREGO. INEXISTÊNCIA. Admitida a prestação de serviços, é do réu o ônus da prova dos fatos impeditivos, demonstrando

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA VIGÉSIMA QUINTA CÂMARA CÍVEL/CONSUMIDOR AGRAVO INTERNO NA APELAÇÃO CÍVEL Nº 0024463-47.2009.8.19.0014 AGRAVANTE: LARYSSA FERREIRA GOMES REP/P/S/MÃE LIDIJANE SOARES FERREIRA AGRAVADO:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 2ª Turma COMPETÊNCIA MATERIAL. ARTIGO 114, I, DA CF. ADIN 3395/DF. Segundo entendimento exarado pelo Excelso Supremo Tribunal Federal na ADI 3395, o disposto no artigo 114, I, da CF, não abrange

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E FINALIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1 - O Estágio Supervisionado,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 8a Turma RECURSO ORDINÁRIO. INDENIZAÇÃO SUBSTITUTIVA DA ENTREGA DAS GUIAS DO SEGURO DESEMPREGO. A substituição da entrega das guias do seguro desemprego, quando já ultrapassado o prazo de percepção

Leia mais

ACÓRDÃO 0017200-62.2007.5.04.0026 AP Fl. 1. DESEMBARGADOR JOÃO PEDRO SILVESTRIN Órgão Julgador: Seção Especializada em Execução

ACÓRDÃO 0017200-62.2007.5.04.0026 AP Fl. 1. DESEMBARGADOR JOÃO PEDRO SILVESTRIN Órgão Julgador: Seção Especializada em Execução 0017200-62.2007.5.04.0026 AP Fl. 1 DESEMBARGADOR JOÃO PEDRO SILVESTRIN Órgão Julgador: Seção Especializada em Execução Agravante: Agravante: Agravado: Origem: Prolator da Decisão: JAUSINO DOS SANTOS BARACI

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 4a Turma INEXISTÊNCIA DE VÍNCULO DE EMPREGO RELAÇÃO DE TRABALHO RURAL E SOB A ORIENTAÇÃO DE PREFEITURA. Verifica-se por meio do conjunto probatório que não ficou comprovado que a autora estava

Leia mais

DANO MORAL PRÁTICA ABUSIVA DE SUSPENSÃO E DESCONTO SALARIAL SEM A COMPROVAÇÃO DA CULPA

DANO MORAL PRÁTICA ABUSIVA DE SUSPENSÃO E DESCONTO SALARIAL SEM A COMPROVAÇÃO DA CULPA Acórdão 5ª Turma DANO MORAL PRÁTICA ABUSIVA DE SUSPENSÃO E DESCONTO SALARIAL SEM A COMPROVAÇÃO DA CULPA A Ré não reconheceu que a autora tenha furtado o dinheiro, porque não conseguiu comprovar, mas por

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-228500-74.2008.5.02.0085 A C Ó R D Ã O 5ª Turma AGRAVO DE INSTRUMENTO. ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. ATIVIDADE LABORAL EXERCIDA EM

PROCESSO Nº TST-RR-228500-74.2008.5.02.0085 A C Ó R D Ã O 5ª Turma AGRAVO DE INSTRUMENTO. ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. ATIVIDADE LABORAL EXERCIDA EM PROCESSO Nº TST-RR-228500-74.2008.5.02.0085 A C Ó R D Ã O 5ª Turma AGRAVO DE INSTRUMENTO. ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. ATIVIDADE LABORAL EXERCIDA EM ESTABELECIMENTO PENITENCIÁRIO. FUNDAÇÃO PÚBLICA. LEI

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR-1576-24.2011.5.01.0023. A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/acj/

PROCESSO Nº TST-RR-1576-24.2011.5.01.0023. A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/acj/ A C Ó R D Ã O 6ª Turma KA/acj/ RECURSO DE REVISTA. NULIDADE DA SENTENÇA. ACAREAÇÃO DAS TESTEMUNHAS. Cabe ao juiz determinar as provas necessárias à instrução do processo, indeferindo as diligências inúteis

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO PROCESSO PGT/CCR/ICP/12799/2012 ORIGEM: PRT 4ª REGIÃO PROCURADORA OFICIANTE: DRA. ALINE MARIA HOMRICH SHNEIDER CONZATTI INTERESSADO 1: FRANCISCO GOULART JAHN INTERESSADO 2: LPS SUL CONSULTORIA DE IMÓVEIS

Leia mais

A Ré, às fls. 70/78, argui preliminar de nulidade por julgamento extra petita e, no mérito, insurge se em relação a declaração de sucessão e quanto a

A Ré, às fls. 70/78, argui preliminar de nulidade por julgamento extra petita e, no mérito, insurge se em relação a declaração de sucessão e quanto a ACÓRDÃO 6a Turma SUCESSÃO. DROGARIA DESCONTÃO E DROGARIA PACHECO. Os elementos que definem a sucessão, no processo do trabalho, são a continuidade da atividade empresarial e a passagem de uma unidade produtiva

Leia mais

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.

Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho. PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05. Tribunal Regional Federal da 5ª Região Gabinete do Desembargador Federal Vladimir Souza Carvalho PJe-APELREEX0800041-84.2014.4.05.8400 APELANTE: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS APELADO: ELIANE

Leia mais

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA

PROCESSO Nº: 0800019-28.2015.4.05.8000 - APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO APELANTE: FAZENDA NACIONAL APELADO: EDIFICIO BARCELONA Poder Judiciário RELATÓRIO Trata-se de apelação da União (Fazenda Nacional) e remessa oficial em adversidade à sentença, proferida pelo MM Juiz Federal Sebastião José Vasques de Moraes, que concedeu a

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 06/2011

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 06/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 06/2011 A Prefeitura Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, através do Centro de Integração Empresa Escola - CIEE e com autorização do Prefeito Municipal Exmo. Srº

Leia mais

P A R E C E R. Excelentíssimo Senhor Procurador-Chefe,

P A R E C E R. Excelentíssimo Senhor Procurador-Chefe, PROCEDIMENTO ADM. N.: 08144-000.098/2011. PARECER N.: 017/2011/ASSJUR. P A R E C E R EMENTA: PARTICIPAÇÃO NO CURSO LICITAÇÕES E CON- TRATOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA, FORNE- CIDO POR TREIDE APOIO

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL E EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO E EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL E EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO E EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA OFICINA DO NOVO CPC AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL E EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO E EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA A palavra agravo significa prejuízo; dano sofrido; ofensa que se faz a alguém; afronta. O termo agravo

Leia mais

PROCESSO: RTOrd

PROCESSO: RTOrd ACÓRDÃO 9ª Turma PROCESSO: 0001049-15.2011.5.01.0042 - RTOrd COISA JULGADA. Inexiste o fenômeno da coisa julgada, uma vez que, nada obstante os pedidos e a causa de pedir sejam idênticos, as partes são

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO ACÓRDÃO 9ª Turma RECURSO ORDINÁRIO. PROFESSOR. HORAS EXTRAS. No mesmo estabelecimento de ensino, a jornada do professor está limitada ao máximo de quatro horas consecutivas ou seis horas intercaladas (art.

Leia mais

PARECER Nº, DE 2016. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2016. RELATOR: Senador JOSÉ PIMENTEL I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2016 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, à Proposta de Emenda à Constituição nº 18, de 2009, do Senador Paulo Paim e outros, que altera o 8º do art. 201 da Constituição Federal,

Leia mais

DE EXCEÇÃO Nº 70003078441 COMARCA DE PORTO ALEGRE

DE EXCEÇÃO Nº 70003078441 COMARCA DE PORTO ALEGRE APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO ANULATÓRIA DE TÍTULO E CAUTELAR DE SUSTAÇÃO DE PROTESTO. NOTA PROMISSÓRIA. ALEGAÇÃO DE TER SIDO EMITIDA EM GARANTIA DE OPERAÇÃO DE FACTORING. PREENCHIMENTO ABUSIVO. ÔNUS DA PROVA.

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 4a Turma Ônus da prova. Fato constitutivo. Não tendo a autora se desincumbido do ônus da prova, não merece reforma a decisão de 1º grau, nos termos do art. 818, da CLT c/c art. 333, I, do CPC.

Leia mais

Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos.

Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos. INFORME JURÍDICO 04/03/2013 Prezados(as) Segue Acórdão do E. TRT da 4ª Região (RS), sobre a contratação de deficientes físicos. DESCONSTITUIÇÃO DE AUTO DE INFRAÇÃO. CONTRATAÇÃO DE PORTADORES DE NECESSIDADES

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado, conforme anexo, o Regulamento de Monitoria para os cursos de graduação das Faculdades Integradas Sévigné. RESOLUÇÃO CSA 08/2009 APROVA O REGULAMENTO DE MONITORIA PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DAS. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 6º, II, do

Leia mais

RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059

RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059 PUBLICAÇÃO DA DECISÃO DO ACÓRDÃO No D.O. 24 / 06 / 2016 Fls.: 04 SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL Rubrica: ID:42832756 Sessão de 10 de maio de 2016 PRIMEIRA CÂMARA RECURSO Nº - 55.173 ACÓRDÃO Nº 15.059 INSCRIÇÃO

Leia mais

Aula 9 de Processo do Trabalho I. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal.

Aula 9 de Processo do Trabalho I. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal. Aula 9 de Processo do Trabalho I Petição Inicial. Segundo a redação do artigo 840 da Consolidação das Leis do Trabalho a petição inicial poderá ser escrita ou verbal. No 2º do referido artigo, está a maneira

Leia mais

VOTO: I - R E L A T Ó R I O

VOTO: I - R E L A T Ó R I O Acórdão 10a Turma FÉRIAS NÃO GOZADAS. DOBRA. TERÇO CONSTITUCIONAL. Conforme artigo 137 da CLT, as férias concedidas fora do prazo concessivo previsto no artigo 134 da CLT serão pagas em dobro. O mesmo

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 02/12/2015 ITEM 42

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 02/12/2015 ITEM 42 TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 02/12/2015 ITEM 42 RECURSO ORDINÁRIO TC-043347/026/12 Recorrente: Prefeitura Municipal de Osasco. Assunto: Contrato celebrado entre a Prefeitura Municipal de Osasco e a Excel 3000

Leia mais